Você está na página 1de 4

HEBREUS 12: 1 - 3

1
Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de
testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos
assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta,
2
olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca
da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e
está assentado à destra do trono de Deus.
3
Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos
pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma. 1

O autor do livro de Hebreus, à semelhança daqueles que venceram na fé em


Deus (Hb 11: 1 – 40), nos conclama a prosseguir em direção ao alvo da nossa vitória na
fé, que é Jesus Cristo, em detrimento de todo o embaraço que tenta nos impedir. Os
primeiros leitores desta carta estão familiarizados com os jogos e por isso o autor,
provavelmente, faz uso “do mundo dos esportes, tomando emprestado a imagem dos
2
espectadores, a roupa, a condição dos competidores e a própria competição” (ICo 9:
25; II Tm 2: 5; Fl 3: 14).
Nesta carreira não devemos dar atenção para qualquer coisa, a não ser fixar o
nosso objetivo no alvo que é o Autor e Consumador de nossa fé, pois, o olhar de quem
tem esperança em Cristo não se desvia para outra direção, um olhar fito na meta, um
olhar focado no objetivo (Lc. 9: 62).
Assim, correndo com perseverança a carreira proposta, ou seja, a corrida que
Deus preparou para cada um de nós - não a corrida que achamos que devemos correr -
poderemos dizer no final: “Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé”
(2Tm 4.7). Os embaraços, os pecados, os pesos estarão sempre a nos rodear, mas o
nosso alvo é Cristo que suportou a cruz por nós, e apesar do desprezo está à destra de
Deus. O prêmio para aqueles que correm a caminhada cristã não é para aqueles que
alcançam as primeiras posições, mas para os que correm até o fim.
Tenhamos meus irmãos, o nosso Senhor como o nosso exemplo para que as
nossas almas não se cansem nesta caminhada e as nossas almas não desmaiem diante de
qualquer adversidade que se colocar diante de nós, afinal, ele “suportou a cruz, não

1
Sociedade Bíblica do Brasil. (2003; 2005). Almeida Revista e Atualizada, com números de Strong (Hb 12:3).
Sociedade Bíblica do Brasil.
2
Comentrário C.C. - Hebreus
fazendo caso da ignomínia” e ainda mais “suportou tamanha oposição dos pecadores
contra si mesmo” para que tivéssemos esperança (Is 53: 3).

ESTAMOS CORRENDO COM PERSEVERANÇA, OLHANDO


FIRMEMENTE PARA CRISTO, OU A NOSSA ALMA ESTÁ CANSADA,
ENFRAQUEÇIDA OU SEM ESPERANÇA?

Nos nossos dias, muito esforço tem sido realizado para desacreditar o evangelho
de Cristo, para tentar atrasar os filhos da luz, por meio dos embaraços e dos pecados,
por meio dos ataques intelectuais do nosso tempo, mas a Palavra de Deus nos consola
“Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário,
ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos
cheguem ao arrependimento” II Pe 3: 9.

1- CORRAMOS, COM PERSEVERANÇA, A CARREIRA QUE NOS ESTÁ


PROPOSTA.
Não se trata de uma corrida que escolhemos fazer a nossa maneira. Não fomos
nós de nossa própria vontade apenas que escolhemos este caminho, mas Jesus nos
chamou por meio de sua Palavra, o Espírito Santo nos convenceu da nossa necessidade,
o Pai nos amou com um amor invencível para que, à semelhança dos atletas,
chegássemos no fim glorificando a Deus por sua Graça e Misericórdia.
Jo 15: 16 - Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos
escolhi (selecionei) a vós outros e vos designei (fixei, estabeleci, ordenei) para que
vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai
em meu nome, ele vo-lo conceda.
Não há espaço para uma para para um lanche, a corrida para a salvação é
contínua, permanente, initerrupta. Na carreira para a salvação não tem descidas
agradáveis, apenas subidas estreitas, cansativas e por vezes desagradáveis (Mt 7: 14 –
estreita é a porta e apertado o caminho), mas no final uma alegria nos espera, uma
alegria que nossas palavras não podem descrever (I Pe 1: 8 - a quem, não havendo
visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e
cheia de glória).
A paciência é o ingrediente para que a nossa caminhada cristã seja sempre
vitoriosa apesar das aparentes derrotas nesta vida, constante apesar dos altos e baixos,
focada a despeito de todo embaraço e sedução que sempre nos acompanha.

2- OLHANDO FIRMEMENTE PARA O AUTOR E CONSUMADOR DA FÉ,


JESUS.
Não temos tempo para olhar ao redor, o nossos olhos estão focalizados em
Cristo, e devemos fazer isto sem distração. 3 Cristo não está entre os heróis da fé com os
seus feitos descritos para nele termos algum exemplo, NÃO!
“Jesus é “o Autor da nossa salvação” (Hb 2: 10) que, como precursor, entrou no
santuário celestial e a Sua promessa temos por âncora da nossa alma, uma âncora que
nos firma em qualquer tempestade (Hb 6: 19,20) e abriu para nós “um novo e vivo
caminho” que conduz ao santuário (Hb 10: 20).
Ele é o Começo e o Fim, o Alfa e o Ômega (Ap 1: 17; 21: 6; 22: 13). É aquele a
quem Deus aperfeiçoou por meio do sofrimento (Hb 2.10) aperfeiçoa seus irmãos e
irmãs que colocaram sua confiança nele”. 4
O Olhar firmemente para Cristo pode ser comparado com o pouso do avião em
sua pista de pouso, nada pode tirar o foco do piloto daquele lugar, apenas a pista de
pouso é o que importa. Somente Cristo deve nos importatar, pois Ele é o Autor da nossa
Salvação.
Devemos olhar apenas para Cristo, porque foi Ele quem suportou todo desprezo
e dor por nós, por isso a palavra de Deus nos ensina que “Porque dele, e por meio dele,
e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!”

3- CONSIDERAI, ... PARA QUE NÃO VOS FATIGUEIS, DESMAIANDO EM


VOSSA ALMA.
A Palavra de Deus nos chama a atenção para o perigo de nossas almas serem
tragadas pelo desânimo, e este desânimo ocorre quando deixamos de olhar para Cristo
que é o nosso Alvo e o Autor da nossa salvação. Por muitas vezes seremos atribulados
em nossa vida, mas se olharmos para Jesus, temos a esperança que está na Palavra que
“Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não
desanimados; perseguidos, porém não desamparados; abatidos, porém não destruídos;”

3
Comentrário C.C. - Hebreus
4
Idem.
(II Co 4: 8). Ainda que as muitas dificuldades se lancem sobre nós, confiando em
Cristo, nosso Senhor, um peso de alegria nos espera, uma alegria que está além do que
podemos imaginar como está escrito na Palavra de Deus em II Co 4: 16 – 16:
16
Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior
se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia.
17
Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de
glória, acima de toda comparação,
18
não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as
que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.
5

Amém!!

5
Sociedade Bíblica do Brasil. (2003; 2005). Almeida Revista e Atualizada, com números de
Strong (2Co 4:18). Sociedade Bíblica do Brasil.

Você também pode gostar