Você está na página 1de 121

UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO Curso de Ciências Contábeis

Erica Maximo Medeiros Gabriel Conceição Rodrigues Jorge Bruno Borges da Cruz Lorena dos Santos Oliveira Raul Rodrigues Roos

RA: 2217106541 RA: 2217112481 RA: 2217103392 RA: 2217112665 RA: 2217112136

PROJETO DEPARTAMENTO PESSOAL ESTAÇÃO 9 SERVIÇOS DE BELEZA LTDA.

SÃO PAULO SP

2018

Erica Maximo Medeiros Gabriel Conceição Rodrigues Jorge Bruno Borges da Cruz Lorena dos Santos Oliveira Raul Rodrigues Roos

RA: 2217106541 RA: 2217112481 RA: 2217103392 RA: 2217112665 RA: 2217112136

PROJETO DEPARTAMENTO PESSOAL ESTAÇÃO 9 SERVIÇOS DE BELEZA LTDA.

Projeto de Departamento Pessoal apresentado à Universidade Nove de Julho - UNINOVE, como requisito da Disciplina Projeto de Departamento Pessoal Orientador (a): Ângela dos Santos Dantas Lima

SÃO PAULO SP

2018

SUMÁRIO

1.

INTRODUÇÃO

4

2.

INFORMAÇÕES DA EMPRESA E SÓCIOS

5

3.

OUTRAS INFORMAÇÕES

9

3.1. CNAE

9

3.2. REDESIM

9

3.3. RAT

9

3.4. FAP

10

3.5. Sindicato Patronal

10

3.6. Sindicato dos Trabalhadores

10

3.7. Tributação por Lucro presumido

10

3.8. CBO

11

4.

CARGOS E SALÁRIOS

12

5.

CONVENÇÃO COLETIVA

14

6.

CONTRATOS

51

6.1. CONTRATOS POR PRAZO INDETERMINADO

51

6.2. CONTRATO INTERMITENTE

63

7.

REGISTROS DOS SÓCIOS E TRABALHADORES

68

8.

RELAÇÃO DE DEPENDENTES

80

9.

DECLARAÇÃO DE CONVOCAÇÃO DO TRABALHADOR INTERMITENTE

84

10.

COMPROVANTE DE PAGAMENTO

85

11.

RECIBOS

88

11.1.

VALE ALIMENTAÇÃO

88

11.2.

VALE TRANSPORTE

90

12. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

92

13. GUIAS DE CONTRIBUIÇÃO

107

13.1. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL PATRONAL

107

13.2. CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

109

13.3. FGTS

111

13.4. PREVIDÊNCIA SOCIAL

112

13.5. DARF

112

14.

TERMO DE RECISÃO DE CONTRATO

113

14.1.

COM JUSTA CAUSA

113

14.2. SEM JUSTA CAUSA

115

15.

FOLHA DE PAGAMENTO (CONTMATIC)

117

15.2.

FUNCIONÁRIOS

118

16. CONSIDERAÇÕES FINAIS

119

17. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

120

4

1. INTRODUÇÃO

Neste projeto sobre departamento pessoal, iremos abordar e apresentar vários assuntos, entre eles rotina desenvolvimento de documentação de departamento pessoal. Falemos sobre descrição de cargos e salários (proventos, descontos, impostos) elaboração de folha de pagamento, demissão com e sem justa causa, contratos, sindicato dos funcionários, sindicato patronal, registro de funcionários e sócios administradores, guia de recolhimento de INSS, FGTS e mais e elaboração de férias e 13º, entre outras coisas. Várias informações referentes a variados tipos de funcionários, tipo estagiário, intermitente, que recebe salário família, que recebe 10 salários mínimos, com dependente, que paga pensão e vários tipos de descontos também, exemplo: atraso falta, VR, VT e etc. Tudo isso com as tabelas atualizadas do INSS, FGTS e salário-família. Essas são algumas das várias coisas que iremos apresentar nesse projeto.

5

2. INFORMAÇÕES DA EMPRESA E SÓCIOS

Contrato social da empresa fictícia, Estação 9 serviços de Beleza Ltda.

INSTRUMENTO

PARTICULAR

DE

CONSTITUIÇÃO

1. Lorena Santos, brasileira, natural de São Paulo SP, solteira, maior, executiva,

portadora da carteira de identidade n° 33.333.333-3 SSP/SP e CPF n° 011.011.011- 01, nascido em 14/10/1997, residente e domiciliado em São Paulo/SP, à Av. Santos,

15 Bairro Cambuci, CEP 05001-001, São Paulo SP.

2. Raul Rodrigues Roos, brasileiro, natural de São Paulo SP, solteiro, maior,

advogado, portadora da carteira de identidade n° 55.555.555-5 SSP/SP e CPF n° 256.256.256-26, nascido em 26/12/1991, residente e domiciliado em São Paulo/SP, à Av. Nações Unidas, 10.500 Bairro Morumbi, CEP 01124-201, São Paulo SP.

Resolvem constituir uma Sociedade Limitada mediante as seguintes cláusulas:

Cláusula primeira A sociedade girará sob a denominação social Estação 9 serviços de beleza Ltda, e terá sede e domicílio na Av. Adolfo Pinheiro, 984 CEP 04734-002 São Paulo SP.

Cláusula

segunda

Seu

objeto

social

será:

9602-5/01

Prestação

de

serviços

de

beleza

em

geral.

Cláusula terceira O capital social será de R$300.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais), dividido em 300.000 quotas, no valor nominal de R$ 1,00 (um real) cada uma.

Integralizadas, neste ato, em moeda corrente do País, pelos sócios:

6

Sócios

N° quotas

Valor (R$)

Porcentagem

 

Lorena dos Santos Oliveira

150.000

150.000,00

50%

Raul Rodrigues Roos

 

150.000

150.000,00

50%

Total

300.000

300.000,00

100%

Total

de

trezentas

e

cinquenta

mil

quotas

300.000

-

R$300.000,00

Cláusula quarta A responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas quotas, mas todos respondem solidariamente pela integralização do capital social.

Cláusula quinta As quotas são indivisíveis e não poderão ser cedidas ou transferidas a terceiros sem o consentimento do outro sócio, a quem fica assegurado, em igualdade de condições e preço, o direito de preferência para sua aquisição se postas à venda, formalizando, se realizada a cessão delas, a alteração contratual pertinente.

Cláusula sexta A administração da sociedade caberá a Lorena Santos, com os poderes e atribuições de administrador, autorizado o uso do nome empresarial, vedado, no entanto, em atividades estranhas ao interesse social ou assumir obrigações seja em favor de qualquer dos quotistas ou de terceiros, bem como onerar ou alienar bens imóveis da sociedade, sem autorização do outro sócio.

Cláusula sétima Ao término de cada exercício social, em 31 de dezembro, o administrador prestará contas justificadas de sua administração, procedendo à elaboração do inventário, do balanço patrimonial e do balanço de resultado econômico, cabendo aos sócios, na proporção de suas quotas, os lucros ou perdas apuradas.

7

Cláusula oitava A sociedade poderá a qualquer tempo, abrir ou fechar filial,

sócios.

mediante alteração contratual

assinada

por

todos

os

Cláusula nona Os sócios poderão de comum acordo, fixar uma retirada mensal, a título de “pró-labore”, observadas as disposições regulamentares pertinentes.

Cláusula décima Falecendo ou interditado qualquer sócio, a sociedade continuará suas atividades com os herdeiros, sucessores e o incapaz. Não sendo possível ou inexistindo interesse destes ou do(s) sócio(s) remanescente(s), o valor de seus haveres será apurado e liquidado com base na situação patrimonial da sociedade, à data da resolução, verificada em balanço especialmente levantado.

Parágrafo único: O mesmo procedimento será adotado em outros casos em que a

sociedade

sócio.

se

resolva

em

relação

a

seu

Cláusula décima primeira Fica eleito o foro da Comarca de São Paulo para o exercício e o cumprimento dos direitos e obrigações resultantes deste contrato.

E por estarem assim justos e contratados, assinam o presente instrumento em 3 vias.

Local:

São

Paulo,

data:

.

Assinatura dos sócios.

.

Lorena dos Santos de Oliveira

.

,

Raul Rodrigues Roos

,

Testemunha

Testemunha

RG:

RG:

CPF:

CPF:

8

.

Visto do advogado. Nome:

.

Fundada em 06 de março de 2015, a Estação 9 Serviços de Beleza Ltda. tem como atividade a prestação de serviço de beleza em geral CNPJ nº43743984/0002-40 (CNAE 9602-5/01). Sediada e domiciliada na Av. Adolfo Pinheiro, 984 CEP 04734-002, São Paulo SP tem um capital social de R$300.000,00 (trezentos mil reais) integralizado na moeda corrente do país e optante pela forma de tributação lucro presumido regulamentada pelos artigos 516 a 528 do Regulamento do Imposto de Renda (Decreto 3.000/1999). Segundo consulta à REDESIM é autorizado pelos órgãos responsáveis (Secretaria de Estado da Segurança Pública / Corpo de Bombeiros, Secretaria de Estado do Meio Ambiente / CETESB, Secretaria de Estado da Saúde / Vigilância Sanitária) a localização do estabelecimento na zona citada. Possui RAT de 1% para cabeleireiros e outros serviços de beleza segundo decreto 3098/99 anexo V e FAP de 0,8965. Sindicato patronal: Sindicato dos institutos de beleza e cabeleireiros de senhoras do estado de São Paulo (Sindibeleza Patronal). Sindicato dos trabalhadores: Sindicato dos empregados em institutos de beleza e cabeleireiros de senhoras de São Paulo e região (Sindibeleza). Tendo regime de competência para a contabilidade e para a folha de pagamento. Sob o método de competência, os efeitos financeiros das transações e eventos são reconhecidos nos períodos nos quais ocorrem, independentemente de terem sido recebidos ou pagos. Isto permite que as transações sejam registradas nos livros contábeis e sejam apresentadas nas demonstrações financeiras do período no qual os bens (ou serviços) foram entregues ou executados (ou recebidos). É apresentada assim uma associação entre as receitas e os gastos necessários para gerá-las.

9

3. OUTRAS INFORMAÇÕES

3.1. CNAE

É uma forma de padronizar, em todo o território nacional, os códigos de

atividades econômicas e os critérios de enquadramento usados pelos mais diversos órgãos da administração tributária do Brasil. É aplicada a todos os agentes econômicos que se engajam na produção de bens e serviços. Isso inclui empresas e organismos públicos ou privados, estabelecimentos agrícolas, instituições sem fins lucrativos e até mesmo agentes autônomos (pessoa física).

3.2. REDESIM

A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas

e Negócios, Redesim, é um sistema integrado que permite a abertura,

fechamento, alteração e legalização de empresas em todas as Juntas Comerciais do Brasil, simplificando procedimentos e reduzindo a burocracia ao

mínimo necessário.

Esse sistema fará a integração de todos os processos dos órgãos e entidades

responsáveis pelo registro, inscrição, alteração e baixa das empresas, por meio

de uma única entrada de dados e de documentos, acessada via internet.

3.3. RAT

Riscos ambientais de Trabalho, representa a contribuição da empresa, prevista no inciso II do artigo 22 da Lei 8212/91, e consiste em percentual que mede o risco da atividade econômica, com base no qual é cobrada a contribuição para financiar os benefícios previdenciários decorrentes do grau de incidência de incapacidade laborativa (GIIL-RAT). A alíquota de contribuição para o RAT será de 1% se a atividade é de risco mínimo; 2% se de risco médio e de 3% se de risco grave, incidentes sobre o total da remuneração paga, devida ou creditada

a qualquer título, no decorrer do mês, aos segurados empregados e

trabalhadores avulsos. Havendo exposição do trabalhador a agentes nocivos que permitam a concessão de aposentadoria especial, há acréscimo das

alíquotas na forma da legislação em vigor.

10

3.4. FAP

É o Fator Acidentário de Prevenção que afere o desempenho da empresa, dentro

da respectiva atividade econômica, relativamente aos acidentes de trabalho ocorridos num determinado período. O FAP consiste num multiplicador variável num intervalo contínuo de cinco décimos (0,5000) a dois inteiros (2,0000), aplicado com quatro casas decimais sobre a alíquota RAT.

3.5. Sindicato Patronal

É quem representa os empregadores e tem como principal objetivo a defesa dos

interesses econômicos, profissionais, sociais e políticos de quem ele representa.

O sindicato patronal é o intermediador nas decisões com o sindicato dos

empregadores, é também o responsável por negociar com o sindicato dos

empregados as convenções coletivas e dissídios coletivos.

3.6. Sindicato dos Trabalhadores

Têm como objetivo principal a defesa dos interesses econômicos, profissionais, sociais e políticos dos seus associados. São também dedicados aos estudos da

área onde atuam e realizam atividades (palestras, reuniões, cursos) voltadas para o aperfeiçoamento profissional dos associados. Os sindicatos de trabalhadores também são responsáveis pela organização de greves e manifestações voltadas para a melhoria salarial e das condições de trabalho da categoria.

3.7. Tributação por Lucro presumido

O Lucro Presumido é uma forma de tributação simplificada para determinação

da base de cálculo do Imposto de Renda - IRPJ, e da Contribuição Social Sobre

o Lucro Líquido - CSLL das pessoas jurídicas. A sistemática é utilizada para

presumir o lucro da pessoa jurídica a partir de sua receita bruta e outras receitas

sujeitas à tributação. Em termos gerais, trata-se de um lucro fixado a partir de percentuais padrões aplicados sobre a Receita Operacional Bruta - ROB. Sobre

o referido resultado somam-se as outras receitas eventuais auferidas, como

11

receitas financeiras e aluguéis. Assim, por não se tratar do lucro contábil efetivo, mas uma mera aproximação fiscal, denomina-se de Lucro Presumido.

3.8.

CBO

A Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) é um documento que retrata a realidade das profissões do mercado de trabalho brasileiro. Foi instituída com base legal na Portaria nº 397, de 10.10.2002. Acompanhando o dinamismo das ocupações, a CBO tem por filosofia sua atualização constante de forma a expor, com a maior fidelidade possível, as diversas atividades profissionais existentes em todo o país, sem diferenciação entre as profissões regulamentadas e as de

profissional.

livre

A CBO tem o reconhecimento no sentido classificatório da existência de determinada ocupação e não da sua regulamentação. A regulamentação da profissão diferentemente da CBO, é realizada por Lei cuja apreciação é feita pelo

Congresso Nacional, por meio de seus Deputados e Senadores e submetida à sanção do Presidente da República. A CBO não tem poder de Regulamentar Profissões. Seus dados alimentam as bases estatísticas de trabalho e servem de subsídio para a formulação de políticas públicas de emprego.

exercício

12

4. CARGOS E SALÁRIOS

Nome do cargo: Manicure CBO: 5161-20 Requisitos mínimos: Curso de manicure Responsabilidades: cuidar das unhas Departamento (local) de trabalho: Salão de beleza Cargo setor/departamento/ divisão: manicure Descrição sumária do cargo: responsável por tratar das mãos e pés dos clientes, aparando, polindo e esmaltando suas unhas Descrição detalhada das funções: cortar, pintar e cuidar das unhas dos clientes. Máquinas e equipamentos usados: alicates, tesoura, lixa, palito, entre outros. Remuneração atual: R$1.200,00 Superior imediato: Lorena

Nome do cargo: Faxineiro. CBO: 5121-05 Requisitos mínimos: nenhum. Responsabilidades: manter o local limpo. Departamento (local) de trabalho: Salão de beleza. Cargo setor/departamento/ divisão: faxineiro. Descrição sumária do cargo: Executar trabalhos rotineiros de limpeza em geral, espanando, varrendo, lavando ou encerando dependências, móveis, utensílios e instalações, para manter as condições de higiene e conservá-los. Descrição detalhada das funções: varrer, passar pano, limpar, lavar e manter a higiene do local. Máquinas e equipamentos usados: aspirador de pó, espanador, rodo vassoura, esfregão enceradeira, escova de mão, pano, entre outros. Remuneração atual: R$1.400,00 Superior imediato: Lorena

13

Nome do cargo: cabeleireiro

CBO: 5161-10

Requisitos mínimos: Curso de cabeleireiro.

Responsabilidades: cuidar dos cabelos.

Departamento (local) de trabalho: Salão de Beleza.

Cargo setor/departamento/ divisão: cabeleireiro.

Descrição sumária do cargo: Tratam da estética e saúde e aplicam produtos

químicos para ondular, alisar ou colorir os cabelos.

Descrição detalhada das funções: cortar, pintar, alisar, hidratar e fazer outros

procedimentos no cabelo.

Máquinas e equipamentos usados: Secadores, chapinha, tesoura, pente e

máscara.

Remuneração atual: R$9.550,00

Superior imediato: Lorena

14

5. CONVENÇÃO COLETIVA

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018

NÚMERO DE REGISTRO NO MTE:

DATA DE REGISTRO NO MTE:

NÚMERO DA SOLICITAÇÃO:

NÚMERO DO PROCESSO:

DATA DO PROTOCOLO:

SP011999/2017

03/11/2017

MR030742/2017

46219.007896/2017-50

25/05/2017

Confira

http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

a

autenticidade

no

endereço

15

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUTOS DE BELEZA E CABELEIREIROS DE SENHORAS DE SAO PAULO E REGIAO, CNPJ n. 62.638.937/0001-44, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). MARIA DOS ANJOS MESQUITA HELLMEISTER;

E

SIND INSTITUTOS BELEZA E CABELEIREIROS SRAS EST S PAULO, CNPJ n. 62.803.648/0001-53, neste ato representado(a) por seu Presidente, Sr(a). MARCOS TADEU MECIANO;

celebram a presente CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO, estipulando as condições de trabalho previstas nas cláusulas seguintes:

CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE

As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 01º de março de 2017 a 28 de fevereiro de 2018 e a data-base da categoria em 01º de março.

CLÁUSULA SEGUNDA - ABRANGÊNCIA

A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) CABELEIREIROS, MANICURAS, DEPILADORES, MAQUILADORES, ESTETICISTAS, AJUDANTES, GERENTES, CAIXAS, RECEPCIONISTAS, COPEIROS, E FAXINEIROS,, com abrangência territorial em Barueri/SP, Cajamar/SP, Carapicuíba/SP, Cotia/SP, Embu Das Artes/SP,

16

Guarulhos/SP, Itapecerica Da Serra/SP, Itapevi/SP, Jandira/SP, Osasco/SP, Santana De Parnaíba/SP, São Paulo/SP, São Roque/SP e Taboão Da Serra/SP.

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

PISO SALARIAL

CLÁUSULA TERCEIRA - PISO SALARIAL

Em conformidade com as funções inseridas no Estatuto Normativo da categoria profissional (Anexo I), para os empregados admitidos a partir de 01/03/2017, ficam estabelecidas as seguintes classificações e pisos salariais para a categoria profissional:

CABELEIREIROS

R$ 1.175,42

MANICURAS

R$ 1.175,42

DEPILADORES

R$ 1.175,42

MAQUILADORES

R$ 1.175,42

ESTETICISTAS

R$ 1.175,42

CONSULTORES DE BELEZA

R$ 1.067,71

17

AJUDANTES DE CABELEIREIRO

R$ 1.067,71

AJUDANTES DE DEPILADOR

AJUDANTES DE ESTETICISTA

GERENTES

R$ 1.461,05

AUXILIARES ADMINISTRATIVO

R$ 1.067,71

CAIXAS

R$ 1.067,71

RECEPCIONISTAS

R$ 1.067,71

RECEPCIONISTAS EXTERNOS

R$ 1.067,71

DEMAIS EMPREGADOS

R$ 1.067,71

Parágrafo Primeiro: Os valores dos pisos salariais constantes da tabela acima permanecerão inalterados até 28/02/2018, respeitados, se existentes, os reajustes do salário mínimo (Estadual/Federal), caso este venha superar o valor do piso profissional, eis que sempre será adotado o valor que melhor atenda a categoria dos trabalhadores, além de que ninguém pode ganhar menos que o salário mínimo.

Parágrafo Segundo: Os valores dos pisos salariais são estabelecidos para jornada de trabalho de 220 (duzentos e vinte) horas mensais.

Parágrafo Terceiro: O piso salarial será reajustado de conformidade com a política salarial vigente.

REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

18

CLÁUSULA QUARTA - REAJUSTE SALARIAL

Os salários dos empregados integrantes da categoria profissional abrangidos pela presente Convenção Coletiva de Trabalho, com data-base em 01/03/2017, terão um reajuste de 6,02% (Seis, zero dois por cento), calculado sobre os salários de 01/03/2016 devidamente reajustados pela Convenção Coletiva de Trabalho anterior.

Parágrafo Primeiro: Poderão ser compensados os aumentos espontâneos concedidos pelo empregador.

Parágrafo Segundo: Os salários dos empregados admitidos após 01/03/2016 serão reajustados proporcionalmente ao número de meses trabalhados.

Parágrafo Terceiro: A qualquer alteração na política salarial do Governo, as partes reunir-se-ão para revisão, readaptação e adequação dos salários.

PAGAMENTO DE SALÁRIO FORMAS E PRAZOS

CLÁUSULA QUINTA - PAGAMENTO DE SALÁRIO

O empregador fica obrigado a efetuar o pagamento da remuneração de seus empregados no dia 05 (cinco) do mês subsequente ao vencido e, no dia 20 (vinte) de cada mês, o pagamento de adiantamento salarial, sendo que quando os dias determinados coincidirem com sábado, domingo e feriado o pagamento será antecipado para o 1º (primeiro) dia útil antecedente.

Parágrafo Primeiro: A inobservância do prazo previsto na presente cláusula acarretará multa diária de 10% (dez por cento) do valor do salário a ser pago ao empregado, limitada ao Artigo 412 do Código Civil.

19

Parágrafo Segundo: É vedado aos empregadores efetuar o pagamento de seus empregados com cheques de terceiros.

CLÁUSULA SEXTA - PAGAMENTOS DE SALÁRIOS EM CHEQUES

Os empregadores que não efetuarem os pagamentos dos salários e vales em moeda corrente proporcionarão aos seus empregados, dentro da jornada de trabalho, tempo hábil para recebimento na Agência Bancária, excluindo-se os horários de refeição.

DESCONTOS SALARIAIS

CLÁUSULA SÉTIMA - PROIBIÇÃO DE DESCONTOS

Fica proibido ao empregador descontar do salário e comissões do empregado os valores de cheques não compensados ou sem fundos dos clientes.

Parágrafo Primeiro: É vedado aos empregadores descontar os encargos sociais previdenciários, de sua responsabilidade, nas comissões e gratificações a que o empregado fizer jus.

Parágrafo Segundo: Não poderão ser descontados os materiais usados pelos profissionais para execução de seus serviços.

CLÁUSULA OITAVA - QUEBRA DE MATERIAL

20

É vedado desconto salarial por motivo de quebra de material, excetuadas as hipóteses de dolo ou recusa de apresentação dos objetos danificados.

OUTRAS NORMAS REFERENTES A SALÁRIOS, REAJUSTES, PAGAMENTOS E CRITÉRIOS PARA CÁLCULO

CLÁUSULA NONA - INTEGRAÇÃO DAS HORAS EXTRAS

A média das horas extras, habitualmente trabalhadas, será computada para o pagamento do 13º salário, férias e depósitos fundiários.

CLÁUSULA DÉCIMA - COMPROVANTE DE PAGAMENTO

Os empregadores fornecerão, obrigatoriamente, comprovante de pagamento contendo a identificação do empregador, discriminação detalhada dos valores pagos e dos descontos efetuados, bem como dos recolhimentos fundiários.

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS

13º SALÁRIO

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA - 13º SALÁRIO

A 1ª (primeira) parcela da gratificação natalina (13º salário) deverá ser paga até o dia 30 de novembro observando-se o pagamento juntamente

21

com as férias, a qualquer época, mediante solicitação do empregado. A 2ª (segunda) parcela deverá ser paga até o dia 20 de dezembro.

Parágrafo Único: A inobservância dos prazos previstos na presente cláusula acarretará ao empregador multa, a favor do empregado, correspondente a 1/30 (um trinta avos) da remuneração devida, por dia de atraso, independentemente das demais cominações previstas em Lei.

ADICIONAL DE HORA-EXTRA

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - HORAS EXTRAS

As horas extraordinárias serão remuneradas com acréscimo de 100% (cem por cento) sobre o valor da hora normal.

Parágrafo Único: Quanto a jornada semanal serão válidos somente os Acordos de Compensação firmados através do Sindicato, sem ônus de ambas as partes, observadas na cláusula 41.

ADICIONAL DE TEMPO DE SERVIÇO

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA - ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO (BIÊNIO)

Os empregadores se obrigam ao pagamento de um adicional por tempo de serviço prestado pelo empregado ao mesmo empregador, igual a 5% (cinco por cento), por biênio trabalhado, limitado ao máximo de 03 (três) biênios, adicional esse que será calculado sobre o piso salarial e incidirá no cálculo das

22

horas extras mensais, 13º salário, indenização integral ou parcial e depósitos fundiários.

Parágrafo Primeiro: Levando-se em conta que referida cláusula foi instituída em 2.005, fica fixado que o biênio da forma como acima estipulado será aplicado a partir do referido ano, ou seja, 1 biênio em 2005, 2 biênios em 2007 e 03 biênios em 2009, exceção aos empregados que já estejam recebendo adicional por tempo de serviço superior ao limite estabelecido na presente cláusula, os quais terão o percentual atual mantido.

COMISSÕES

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - COMISSÕES

A comissão será pactuada livremente entre empregado e empregador e, independentemente do percentual acordado, seja ele qual for, deverá constar, obrigatoriamente, no contrato de trabalho, na carteira de trabalho e nos holleriths de pagamentos.

PRÊMIOS

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - PRÊMIOS

Os prêmios de qualquer natureza, desde que pagos habitualmente, contratados ou instituídos na vigência do contrato de trabalho, deverão ser anotados na carteira de trabalho ou constar do respectivo comprovante de pagamento de salário.

23

AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

CLÁUSULA DÉCIMA SEXTA - CESTA BÁSICA

Os empregadores concederão a todos os empregados que percebam salários até R$ 1.067,71 (Hum Mil, Sessenta e Sete Reais e Setenta e Um Centavos) ou o salário mínimo vigente (Estadual/Federal) uma cesta básica de alimentos, nos termos do PAT Programa de Alimentação do Trabalhador, instituído pela Lei Federal nº 6312/76, regulamentado pelo Decreto nº 05 de 14/01/91, entregues na 1ª quinzena de cada mês, contendo no mínimo 15 (quinze) itens e 27 (vinte e sete) quilos de produtos conforme segue:

03

Kg. Feijão

05

Kg. Açúcar Refinado

04

Lt. Óleo de Soja (900 ml)

01

Kg. Sal Refinado

01

Pct. Café Torrado e Moído (500 grs.)

01

Pct. Macarrão (500 grs.)

01

Pct. Farinha de Mandioca (500 grs.)

01

Kg. Farinha de Trigo

01

Pct. Fubá (500 grs.)

01

Lt. Extrato de Tomate (140 grs.)

01

Pct. Biscoito Doce (200 grs.)

24

01

Pct. Esponja de Aço (08 und)

01

Und. Sabonete (90 grs.)

05

Und. Sabão em Pedra

10

kg. Arroz Agulhinha - tipo 2

01

Und. Recipiente para embalar devidamente os 27 Kgs. de produtos

Parágrafo Primeiro: O benefício aqui estabelecido será concedido também durante o período de licença maternidade e eventuais afastamentos por motivo

de doença ou acidente de trabalho.

Parágrafo Segundo: Ficam respeitadas as condições mais benéficas já praticadas pelo empregador em concessão de igual benefício.

AUXÍLIO TRANSPORTE

CLÁUSULA DÉCIMA SÉTIMA - VALE TRANSPORTE

Na ocorrência de elevação de tarifas do transporte utilizado pelo empregado,

o empregador se obriga a complementar a diferença por ocasião do pagamento seguinte.

AUXÍLIO DOENÇA/INVALIDEZ

CLÁUSULA DÉCIMA OITAVA - AUXÍLIO INVALIDEZ

Os empregados que passarem a receber aposentadoria por invalidez terão direito a uma indenização correspondente a 01 (um) salário nominal, pago uma única vez, no momento em que o INSS declarar definitiva essa aposentadoria.

25

AUXÍLIO MORTE/FUNERAL

CLÁUSULA DÉCIMA NONA - AUXÍLIO FUNERAL

A título de auxílio funeral, o empregador pagará ao cônjuge sobrevivente ou na falta deste aos filhos menores de 21 (vinte e um) anos de idade, nos 05 (cinco) dias seguintes ao sepultamento, 02(dois) salários mínimos vigentes à época do óbito; se o falecido for solteiro, maior ou menor de idade, o mesmo pagamento deverá ser feito a seus pais.

AUXÍLIO CRECHE

CLÁUSULA VIGÉSIMA - CRECHES

Os Empregadores que não possuírem creches próprias pagarão a seus empregados um auxílio-creche equivalente a 20% (vinte por cento) do piso da categoria, por mês e por filho de até 06 (seis) anos de idade, desde que lhes sejam apresentados recibos de pagamento.

OUTROS AUXÍLIOS

CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA - FILHOS EXCEPCIONAIS

26

Os empregadores pagarão aos seus empregados que tenham filhos excepcionais um auxílio, mensal, equivalente a 20% (vinte por cento) do piso salarial da categoria.

CONTRATO DE TRABALHO ADMISSÃO, DEMISSÃO, MODALIDADES

NORMAS PARA ADMISSÃO/CONTRATAÇÃO

CLÁUSULA VIGÉSIMA SEGUNDA - CONTRATO DE EXPERIÊNCIA

O empregado que for readmitido pelo mesmo empregador e na mesma função que exercia anteriormente estará desobrigado de firmar contrato de experiência dentro do prazo de 01 (um) ano.

CLÁUSULA VIGÉSIMA TERCEIRA - CONTRATAÇÃO DE SUBSTITUTO

O empregador que demitir qualquer empregado, em caso de contratação de substituto, deverá observar o salário do empregado demitido para o novo contratado.

CLÁUSULA VIGÉSIMA QUARTA - SALÁRIO NA READMISSÃO

Aos empregados readmitidos na mesma função fica assegurado o mesmo salário antes percebido, incluindo-se no mesmo eventuais vantagens concedidas, devidamente corrigidos na forma da Lei.

DESLIGAMENTO/DEMISSÃO

27

CLÁUSULA VIGÉSIMA QUINTA - DISPENSA POR JUSTA CAUSA

Caso o empregador dispense o empregado sob a alegação de que o mesmo praticou falta grave, deverá lhe entregar carta aviso com os motivos da dispensa, sob pena de restar provada a dispensa imotivada.

CLÁUSULA VIGÉSIMA SEXTA - RESCISÃO INDIRETA

Ocorrendo o descumprimento comprovado de quaisquer das cláusulas estabelecidas na presente Convenção Coletiva de Trabalho, fica facultado ao empregado rescindir o contrato de trabalho nos termos do Artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho.

CLÁUSULA

CONTRATUAL

VIGÉSIMA

SÉTIMA

-

HOMOLOGAÇÃO

DE

RESCISÃO

A liquidação dos direitos trabalhistas resultantes da Rescisão do Contrato de Trabalho deverá obedecer às regras contidas na legislação vigente.

AVISO PRÉVIO

CLÁUSULA VIGÉSIMA OITAVA - AVISO PRÉVIO ESPECIAL

28

Aos empregados com mais de 45 (quarenta e cinco) anos de idade, e mais de 02 (dois) anos de contrato de trabalho na mesma empresa, dispensados sem justa causa, será concedido aviso prévio de 60 (sessenta) dias.

Parágrafo Único: Em se tratando de aviso prévio trabalhado, o empregado cumprirá 30 (trinta) dias, recebendo em pecúnia a indenização de 30 (trinta) dias restantes que serão computados para efeito de tempo de serviço, 13º salário, férias e outras incidências.

CLÁUSULA VIGÉSIMA NONA - AVISO PRÉVIO

A redução de duas horas diária estabelecida no Artigo 488 da Consolidação das Leis do Trabalho será utilizada atendendo à conveniência do empregado, no início ou no fim da jornada de trabalho, mediante opção única daquele por um dos períodos, exercidos no ato do recebimento do aviso prévio. Da mesma forma, alternativamente, o empregado poderá optar por 01 (um) dia livre por semana ou 07 (sete) dias corridos durante o período do aviso.

Parágrafo Primeiro: No caso de aviso prévio trabalhado, o empregador fica obrigado a manter o empregado trabalhando no exercício das mesmas funções ficando vedadas alterações nas condições de trabalho, inclusive transferência de local de trabalho, sob pena de rescisão imediata do contrato, respondendo o empregador pelo pagamento do restante do aviso prévio.

Parágrafo Segundo: O empregado ficará dispensado do cumprimento do aviso prévio concedido, na hipótese de obtenção de novo emprego, antes do seu término, sem quaisquer ônus para o empregado, desde que, quando residente no local de trabalho, o empregado venha a desocupar o imóvel que lhe foi cedido para moradia em razão do contrato de trabalho.

ESTÁGIO/APRENDIZAGEM

29

CLÁUSULA TRIGÉSIMA - ESTÁGIO REMUNERADO

O estágio remunerado será efetuado por contrato para carga horária de meio período (dia), com salário correspondente a 75% (setenta e cinco por cento) do piso salarial de ajudante de cabeleireiro.

Parágrafo Primeiro: Os empregadores se comprometem a informar ao Sindicato profissional sobre a contratação e demissão do estagiário, no prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas.

Parágrafo Segundo: O empregador não poderá exigir do estagiário responsabilidade que não estiver definida pelo contrato de estágio, comprometendo-se, ainda, a orientar o estagiário.

RELAÇÕES DE TRABALHO CONDIÇÕES DE TRABALHO, NORMAS DE PESSOAL E ESTABILIDADES

ESTABILIDADE GERAL

CLÁUSULA TRIGÉSIMA PRIMEIRA - ESTABILIDADE

Estabilidade de 60 (sessenta) dias para todos os empregados da categoria, compreendendo o período de 01/03/2017 à 29/04/2017.

ESTABILIDADE MÃE

CLÁUSULA TRIGÉSIMA SEGUNDA - GESTANTE - ESTABILIDADE

30

Fica assegurada estabilidade provisória à empregada gestante desde o início da gravidez, até 45 (quarenta e cinco) dias após o término da licença compulsória.

ESTABILIDADE SERVIÇO MILITAR

CLÁUSULA TRIGÉSIMA TERCEIRA - PRESTAÇÃO DE SERVIÇO MILITAR - ESTABILIDADE

Ficam garantidos empregos e salários ao empregado em idade de prestação de serviço militar, desde o alistamento até a sua incorporação e, nos 30 (trinta) dias após a baixa ou desligamento da unidade em que serviu, exceto nos casos de contratos por prazo determinado (inclusive os de experiência), rescisão por justa causa e pedido de demissão.

ESTABILIDADE ACIDENTADOS/PORTADORES DOENÇA PROFISSIONAL

CLÁUSULA TRIGÉSIMA QUARTA - EMPREGADO ACIDENTADO - GARANTIA DE EMPREGO

Aos empregados acidentados serão assegurados os benefícios da Lei 8213/91, Artigo 118.

ESTABILIDADE APOSENTADORIA

31

CLÁUSULA TRIGÉSIMA QUINTA - APOSENTADORIA - GARANTIA DE EMPREGO

Os empregados que estiverem no máximo a 24 (vinte e quatro) meses de aquisição do direito à aposentadoria terão garantia de emprego e salário durante os 24 (vinte e quatro) meses referidos, desde que comuniquem à empresa essa situação.

OUTRAS NORMAS REFERENTES A CONDIÇÕES PARA O EXERCÍCIO DO TRABALHO

CLÁUSULA TRIGÉSIMA SEXTA - REFEITÓRIOS

Nos locais onde trabalhem mais de 10 (dez) empregados os empregadores se obrigam a manter local apropriado para refeições.

OUTRAS NORMAS DE PESSOAL

CLÁUSULA

CARTEIRA PROFISSIONAL

TRIGÉSIMA

SÉTIMA

-

ANOTAÇÃO

DA

FUNÇÃO

NA

Os empregadores ficam obrigados a anotar na carteira de trabalho a função efetivamente exercida pelo empregado, observada a Classificação Brasileira de Ocupação (CBO) e Estatuto Normativo.

CLÁUSULA TRIGÉSIMA OITAVA - QUADRO DE AVISOS

32

Os empregadores manterão quadros de avisos e permitirão a divulgação pela Entidade Sindical profissional, de avisos e matérias enviadas pela mesma, em local de fácil acesso aos empregados.

CLÁUSULA TRIGÉSIMA NONA - COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DO TRABALHO (CAT)

Os empregadores deverão atentar para a abertura de CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho), nas ocorrências de acidente de trabalho, bem como observar o prazo de manutenção do contrato de trabalho, após a alta do segurado, nos termos do que dispõe o Artigo 118 da Lei 8213, ou seja: “o segurado que sofreu acidente do trabalho tem garantida, pelo prazo mínimo de 12 (doze) meses, a manutenção do seu contrato de trabalho na empresa, após a cessação do auxílio doença acidentário independentemente da percepção de auxílio acidente”.

Nos termos do decreto do Artigo 142 do Decreto 357/91, que regulamentou os benefícios da Previdência, o empregador deverá comunicar o acidente do trabalho à Previdência Social até o 1º dia útil seguinte ao da ocorrência e, desta comunicação, deverá receber cópia o acidentado bem como ser remetida uma cópia ao Sindicato profissional.

OUTRAS ESTABILIDADES

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA EMPREGO

-

AUXÍLIO

DOENÇA

-

GARANTIA DE

33

Ao empregado afastado do serviço em benefício previdenciário será garantido emprego e salário por 60 (sessenta) dias a contar da alta médica.

Parágrafo Único: Fica assegurada aos empregados, a partir do 16º dia de afastamento, a complementação do auxílio pago pelo INSS até atingir o seu salário efetivo nos primeiros 6 (seis) meses de afastamento e, a complementação de 50% (cinqüenta por cento) da diferença por mais 6 (seis) meses, quando então cessará a obrigação do empregador relativo ao afastamento que deu causa a referido afastamento.

JORNADA DE TRABALHO DURAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, CONTROLE, FALTAS

DURAÇÃO E HORÁRIO

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA PRIMEIRA - JORNADA DE TRABALHO

Fica estabelecida jornada diária de 8 (oito) horas e semanal de trabalho de 44 (quarenta e quatro) horas, sendo facultado a realização de jornada especial de trabalho reduzida e/ou compensada, desde que exista assistência do Sindicato profissional e homologação pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Parágrafo Primeiro: Serão tolerados atrasos de até 30 (trinta) minutos diários limitados a 04 (quatro) vezes no mês, sendo que os atrasos justificados, previstos nesta cláusula, não serão descontados no dsr, 13º salário ou férias, ressalvadas as condições mais favoráveis já existentes.

Parágrafo Segundo: No caso de greve nos transportes públicos o dia será abonado.

CONTROLE DA JORNADA

34

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA SEGUNDA - ANOTAÇÃO DE FREQUÊNCIA

A freqüência dos empregados deverá ser anotada em livro de ponto, ou em

cartão de ponto, que ao final do mês será conferido e assinado pelo empregado

e pelo responsável do empregador.

Parágrafo Único: Na marcação de ponto nos horários de início e término do intervalo de refeição ou descanso será observada a legislação pertinente.

FALTAS

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA TERCEIRA - EXAMES ESCOLARES

O empregador abonará a falta do empregado estudante para prestação de

exames escolares, condicionado à prévia comunicação ao empregador e comprovação posterior.

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA QUARTA - FALECIMENTO

Mediante apresentação da certidão de óbito, será concedido, a todos os empregados, abono de falta por falecimento de cônjuge, dependentes e

ascendentes, por 03 (três) dias e, por falecimento de sogro (a) serão abonadas

as faltas nos dias do falecimento e do sepultamento.

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA QUINTA - ABONO DE FALTAS

35

Desde que devidamente comprovado, será abonada a falta do empregado para recebimento do PIS.

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA SEXTA - FALTAS JUSTIFICADAS

Além das hipóteses previstas em Lei, o empregado poderá deixar ainda de comparecer ao trabalho, sem prejuízo do salário, por 03 (três) dias úteis consecutivos em virtude de casamento.

OUTRAS DISPOSIÇÕES SOBRE JORNADA

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA SÉTIMA - INTERRUPÇÕES DO TRABALHO

As interrupções do trabalho, em razão de caso fortuito ou força maior, não poderão ser descontadas do empregado ou compensadas posteriormente.

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA OITAVA - TRABALHOS EM DOMINGOS E FERIADOS

Fica facultado aos empregadores, nos dias de domingos, feriados federais, estaduais e municipais (exceto nos dias 1° de maio; 25 de dezembro; 1° de janeiro e dias de eleições) o funcionamento normal dos estabelecimentos, devendo, para tanto, cumprir as seguintes condições com relação aos seus empregados que trabalhem nos domingos e feriados:

a) A remuneração dos empregados com salário fixo será paga em dobro; para os comissionistas puros o cálculo dessa remuneração corresponderá ao

36

pagamento do valor de mais 01 (um) descanso semanal remunerado. É vedada a transformação dos pagamentos em concessão de folgas, tanto para os empregados com salário fixo como para os comissionados.

b) Os empregadores fornecerão vale transporte aos empregados que trabalhem nos domingos e feriados.

c) As horas excedentes à jornada normal do empregado realizadas nos domingos e feriados serão remuneradas com o adicional de 100% (cem por cento) sobre o valor do salário/hora desse dia, ficando vedado, nesses dias, a utilização do banco de horas.

d) O trabalho nos domingos e feriados não será obrigatório para os empregados, cabendo aos mesmos a faculdade de opção.

Parágrafo Único: Os empregadores estabelecidos no Município de São Paulo, além do quanto previsto na presente cláusula deverão observar os dispositivos contidos no Decreto 45.750/2005 e alterações constantes no Decreto 49.984/2008.

FÉRIAS E LICENÇAS

DURAÇÃO E CONCESSÃO DE FÉRIAS

CLÁUSULA QUADRAGÉSIMA NONA - INÍCIO DAS FÉRIAS

O período de férias, coletivas ou individuais, não poderá ter início em dias de sábados, domingos e feriados ou em dias já compensados.

FÉRIAS COLETIVAS

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA - FÉRIAS COLETIVAS

37

Na hipótese de férias coletivas, no mês de dezembro, recaindo o Natal e Ano Novo em dia útil, os empregados farão jus ao acréscimo de 02 (dois) dias em suas férias.

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA PRIMEIRA - COMUNICADO

Na vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho os empregadores só concederão férias coletivas mediante comunicado prévio à Superintendência

e a Gerência Regional do Trabalho e Emprego, encaminhando cópia ao

Sindicato profissional e providenciando a afixação de aviso nos locais de

trabalho.

REMUNERAÇÃO DE FÉRIAS

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA SEGUNDA - PAGAMENTO DE FÉRIAS

O pagamento das férias deverá ser feito com antecedência de 02 (dois) dias,

inclusive o valor equivalente a 1/3 (um terço) previsto na Constituição Federal,

sob pena de o empregador incorrer na multa prevista por descumprimento de cláusula contida na presente Convenção Coletiva de Trabalho.

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA TERCEIRA - ANTECIPAÇÃO 13º SALÁRIO

Desde que solicitado, por escrito, pelo empregado no mês de janeiro, o empregador pagará antecipadamente 50% (cinqüenta por cento) do 13º salário quando do início do gozo das férias.

38

LICENÇA ADOÇÃO

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA QUARTA - LICENÇA ADOTANTE

Nos termos da Lei 10421 de 15/04/2002, a empregada que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção de criança, nas faixas etárias de 0 (zero) mês a 8 (oito) anos, fará jus a licença maternidade nos termos do Artigo 392 da Consolidação das Leis do Trabalho, observando-se o que segue:

a) Adoção ou guarda judicial de criança até 01 (um) ano licença de 120 (cento

e vinte) dias.

b) Adoção ou guarda judicial de criança a partir de 01 (um) ano até 04 (quatro)

anos licença de 60 (sessenta) dias.

c) Adoção ou guarda judicial de criança a partir de 04 (quatro) anos até 08

(oito) anos licença de 30 (trinta) dias.

OUTRAS DISPOSIÇÕES SOBRE FÉRIAS E LICENÇAS

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA QUINTA - LICENÇA PATERNIDADE

De acordo com o inciso XIX, do art. 7º. da Constituição Federal, combinado com o parágrafo 1º., do art. 10º., Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, a licença paternidade será 05 (cinco) dias corridos, até que não seja disciplinado por Lei, de forma diferente, contados da data do parto, neles incluindo o dia previsto no inciso III, do artigo 473 da C.L.T

39

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA SEXTA - AVISO DE FÉRIAS

A concessão das férias será participada, por escrito, ao empregado, com

antecedência de no mínimo 30 (trinta) dias, cabendo a este assinar a

respectiva notificação.

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA SÉTIMA - ANOTAÇÃO CARTEIRA DE TRABALHO

O empregador por ocasião do pagamento das férias deverá fazer a anotação

respectiva na carteira de trabalho do empregado.

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA OITAVA - FÉRIAS PROPORCIONAIS

Os empregados que contarem com menos de 01 (um) ano e, tiverem, no mínimo 15 (quinze) dias de serviços prestados ao mesmo empregador terão

direito, em caso de rescisão do contrato de trabalho a qualquer título (pedido

de demissão, dispensa por justa causa, etc proporcionais acrescidas de 1/3.

à percepção de férias

)

SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHADOR

UNIFORME

CLÁUSULA QUINQUAGÉSIMA NONA - UNIFORMES E EQUIPAMENTOS

40

Os empregadores fornecerão gratuitamente uniformes e equipamentos aos seus empregados desde que exigida sua utilização na prestação de serviços, em número suficiente para troca.

EXAMES MÉDICOS

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA - EXAMES PERIÓDICOS - PCMSO / PPRA

Os empregadores estão obrigados ao cumprimento do PCMSO (Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional) e PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) conforme as NRs nºs 7 e 9.

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA PRIMEIRA - EXAMES MÉDICOS

Os empregadores custearão os exames médicos admissionais, periódicos e demissionais de seus empregados, nos termos da legislação vigente.

ACEITAÇÃO DE ATESTADOS MÉDICOS

CLÁUSULA

ODONTOLÓGICOS

SEXAGÉSIMA

SEGUNDA

-

ATESTADOS

MÉDICOS

E

Os empregadores se obrigam a aceitar os atestados médicos justificativos de ausência ao serviço emitido pelo Órgão Previdenciário e/ou seus conveniados, bem como os emitidos pelos serviços médicos e odontológicos autorizados

41

pelo Sindicato profissional, desde que referidos atestados apresentem a indicação do Código Internacional de Doenças (CID).

Parágrafo Único: Quando se tratar de “obturações”, os atestados odontológicos serão aceitos pelo período em que o empregado ficou afastado para tal fim, devendo o empregado retornar ao trabalho.

PRIMEIROS SOCORROS

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA TERCEIRA - PRIMEIROS SOCORROS

Os empregadores deverão manter em local apropriado e de fácil acesso, caixa de primeiros socorros, a qual deverá conter os medicamentos básicos para atendimentos de emergência.

RELAÇÕES SINDICAIS

ACESSO DO SINDICATO AO LOCAL DE TRABALHO

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA QUARTA - SINDICALIZAÇÃO

O Sindicato profissional terá livre acesso às dependências dos empregadores, 01 (uma) vez por mês, com data previamente estipulada, exclusivamente para efetuar a sindicalização dos trabalhadores representados.

CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS

42

CLÁUSULA

EMPREGADOS

SEXAGÉSIMA

QUINTA

-

CONTRIBUIÇÃO

DOS

A presente cláusula é inserida na Convenção Coletiva de Trabalho em conformidade com as deliberações aprovadas em assembléia geral extraordinária do sindicato profissional, sendo de sua responsabilidade o conteúdo da mesma.

CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL

Todos os trabalhadores, assim entendidos os associados e não associados, beneficiados e abrangidos pela Convenção Coletiva de Trabalho levada a efeito na concretização das negociações coletivas referentes à data base de 01/03/2017 contribuirão com o percentual de 1% (um por cento) aplicado sobre o salário já reajustado de Março/2017, sendo que os descontos deverão ser procedidos pelos empregadores, mensalmente, em folha de pagamento e recolhidos a favor do Sindicato Profissional através de boletos bancários que estarão disponíveis no site do Sindicato com datas de vencimentos próprias pagaveis em agência bancária.

Parágrafo Único: A inadimplência do empregador quanto aos recolhimentos acarretará multa de 10% (dez por cento) sobre o montante, juros de 1% (um por cento) ao mês e atualização monetária na forma da lei.

CLÁUSULA

EMPREGADORES

SEXAGÉSIMA

SEXTA

-

CONTRIBUIÇÃO

DOS

Os Institutos de Beleza e Autônomos efetuarão o recolhimento de Contribuição Assistencial 2017 para o Sindicato Patronal, em taxa única, de conformidade com a seguinte tabela:

43

Institutos e Autônomos sem empregados

R$

70,00

Institutos e Autônomos com 01 a 05 empregados

R$ 126,00

Institutos e Autônomos com 06 a 14 empregados

R$ 225,00

Institutos e Autônomos com 15 a 24 empregados

R$ 348,00

Institutos e Autônomos com 25 ou mais empregados

R$ 460,00

Parágrafo Primeiro: Os empregadores deverão efetuar o recolhimento até o dia 30/06/2017, em guias próprias encaminhadas pelo Sindicato patronal.

Parágrafo Segundo: O não recolhimento da contribuição assistencial acarretará para o empregador correção de R$ 0,50 (cinqüenta centavos) por dia de atraso.

Parágrafo Terceiro: Os associados do Sindicato patronal terão desconto de 50% (cinqüenta por cento) dos valores mencionados até a data do vencimento

(31/03/2017).

DIREITO DE OPOSIÇÃO AO DESCONTO DE CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA SÉTIMA - OPOSIÇÃO DO TRABALHADOR

Fica assegurado ao trabalhador o direito de apresentar oposição, através de carta escrita de próprio punho, até 10 (dez) dias antes do primeiro desconto, comparecendo à nossa Sede.

44

OUTRAS

DISPOSIÇÕES

SOBRE

RELAÇÃO

ENTRE

SINDICATO

E

EMPRESA

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA OITAVA - MUDANÇA DE ENDEREÇO

Os empregadores ficam obrigados a comunicar qualquer mudança de endereço ao Sindicato profissional e patronal, no prazo de 15 (quinze) dias após a efetivação da mudança.

CLÁUSULA SEXAGÉSIMA NONA - COMPROVANTE DO PAGAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO SINDICAL

Os empregadores enviarão ao Sindicato profissional, quando do pagamento da contribuição sindical, o comprovante de pagamento, conforme Artigo 583 parágrafo II da Consolidação das Leis do Trabalho.

DISPOSIÇÕES GERAIS

MECANISMOS DE SOLUÇÃO DE CONFLITOS

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA - CUMPRIMENTO

O cumprimento de quaisquer das cláusulas da presente Convenção Coletiva de Trabalho, em todos os seus termos e condições, bem como as dúvidas oriundas da mesma, será intentado perante a Justiça do Trabalho.

DESCUMPRIMENTO DO INSTRUMENTO COLETIVO

45

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA PRIMEIRA - MULTA

Pelo descumprimento de quaisquer das cláusulas da presente Convenção Coletiva de Trabalho o infrator arcará com a multa de 20% (vinte por cento) do piso salarial da categoria (limitada ao Artigo 412 do Código Civil), por empregado e por infração, revertida em favor da parte prejudicada, ficando excluídas as cláusulas que tenham multa preestabelecida.

RENOVAÇÃO/RESCISÃO DO INSTRUMENTO COLETIVO

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA SEGUNDA - PROCESSOS

Os processos de prorrogação, revisão, denúncia ou revogação total ou parcial da presente Convenção Coletiva de Trabalho, fica subordinado às condições estabelecidas no Artigo 615 da Consolidação das Leis do Trabalho.

OUTRAS DISPOSIÇÕES

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA TERCEIRA - ESTATUTO NORMATIVO

Os empregadores e os empregados obrigam-se a adotar, respeitar e cumprir no âmbito de suas atividades, as disposições contidas no Estatuto Normativo dos Empregados em Institutos de Beleza e Cabeleireiros de Senhoras de São Paulo e Região, o qual é parte integrante da presente Convenção Coletiva de Trabalho (Anexo I).

46

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA QUARTA - CONDIÇÕES MAIS FAVORÁVEIS

Ficam asseguradas as condições mais favoráveis aos empregados, em cada empregador, quer decorrentes de normas internas ou acordo coletivo, bem como as decorrentes de medidas governamentais compulsórias que venham a ser instituídas na vigência desta Convenção Coletiva de Trabalho, que a ela se incorporarão automaticamente.

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA QUINTA - COMISSÃO DE CONCILIAÇÃO PRÉVIA

A Comissão de Conciliação Prévia, criada em 30 de Julho de 2001, passa a ter vigência por prazo indeterminado, permanecendo as normas de funcionamento anteriormente estabelecidas.

CLÁUSULA SEPTAGÉSIMA SEXTA - DIVULGAÇÃO DA CONVENÇÃO

As cópias da presente Convenção Coletiva de Trabalho, deverão ser afixadas em local visível nas sedes dos Sindicatos patronal e profissional e, dos empregadores, dentro de 05 (cinco) dias da data do ajuste, dando-se assim, cumprimento ao disposto no art. 614 da C.L.T. e Decreto 229/67, podendo ser acessada pelo endereço eletrônico www.mte.gov.br.

47

MARIA DOS ANJOS MESQUITA HELLMEISTER

PRESIDENTE

SINDICATO DOS EMPREGADOS EM INSTITUTOS DE BELEZA E CABELEIREIROS DE SENHORAS DE SAO PAULO E REGIAO

MARCOS TADEU MECIANO

PRESIDENTE

SIND INSTITUTOS BELEZA E CABELEIREIROS SRAS EST S PAULO

ANEXOS

ANEXO I - ESTATUTO NORMATIVO EMPREG INST DE BEL E CABELELEIREIRO DE SRAS SP E REGIÃO

Artigo 1º São considerados empregados de institutos de beleza e cabeleireiros de senhoras de São Paulo e região, para efeito deste estatuto normativo, todas as pessoas físicas admitidas pelo proprietário de empresas constituídas como institutos e/ou salões de beleza, inclusive aquelas que explorem o ramo de embelezamento, de consultoria de beleza e afins, ou por quem os represente, para prestar serviços remunerados de caráter não eventual, sob a dependência de quem, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação de serviços, independentemente da forma de remuneração (salário fixo, comissões, participação ou percentual, gorjetas, etc).

48

Artigo 2º O horário de trabalho dos empregados em institutos de beleza e cabeleireiros de senhoras de São Paulo e região, ressalvadas as exceções legais e as estabelecidas em normas coletivas de trabalho, não poderá ultrapassar o limite previsto na Constituição Federal.

Artigo 3º Para efeito de especificação de funções, pisos salariais (salários de ingresso), obrigações e direitos, consideram-se trabalhadores nos serviços de embelezamento e higiene.

A) Cabeleireiros Assim considerados cabeleireiros feminino; cabeleireiros

masculino e os cabeleireiros unissex

Tratam da estética efetuando alongamentos, cortes, escovando e penteando e aplicam produtos químicos para ondular, alisar ou colorir os cabelos.

B) Ajudantes de Cabeleireiro

Selecionam, higienizam, preparam e cuidam do local e materiais de trabalho.

C) Manicures

Cuidam da higienização, embelezamento e decoração das mãos e dos pés.

D) Depiladores

Realizam depilação removendo os pelos, higienizam, hidratam e tratam da pele.

E) Ajudantes de Depilador

49

Selecionam, higienizam, preparam a cera de depilação e cuidam do local e materiais de trabalho.

F) Maquiladores

Fazem maquilagens sociais realçando os traços naturais da face e maquilagens para caracterizações (maquilagem artística).

G) Consultores de Beleza

Avaliam e indicam os procedimentos estético facial ou corporal e capilar.

H) Esteticistas

Realizam e são especialistas em tratamento de beleza, higienizam, esfoliam, tonificam, hidratam e nutrem a pele, bem como aplicam manobras de modelagem e massagens estéticas utilizando produtos e aparelhagem.

I) Ajudantes de Esteticista

Selecionam, higienizam, preparam e cuidam do local e materiais de trabalho.

J) Gerentes

Fiscalizam o trabalho de todos os empregados, definem horário de trabalho e funcionamento do estabelecimento, distribuem tarefas, resolvem eventuais problemas com clientes, atendem fornecedores, efetuam pagamentos.

K) Auxiliares Administrativo

Realizam as atribuições que lhe são específicas concernentes a parte burocrática, interna e externa do estabelecimento.

50

L) Caixas

Recebem dos clientes os valores pelos serviços prestados e efetuam a prestação de contas diária ao gerente.

M) Recepcionistas

Recepcionam os clientes, atendem telefones, agendam horários.

N) Recepcionistas Externos

Recepcionam os clientes na chegada e os encaminham para atendimento.

O) Demais Empregados

Exercem outras atribuições não eventuais, tais como: copeiros que trabalham na copa, oferecendo e servindo aos clientes água, café, lanches, etc.; faxineiros que executam todos os serviços de limpeza e conservação do local de trabalho; office boy; etc

Artigo 4º Este estatuto normativo vigorará pelo tempo de vigência da Convenção Coletiva de Trabalho, ou seja, de 1º de março de 2017 a 28 de fevereiro de 2018, podendo ser revisto para aperfeiçoamentos, alterações e inclusões a qualquer tempo.

51

6. CONTRATOS

6.1. CONTRATOS POR PRAZO INDETERMINADO

CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES

Empregador: Estação 9 Serviços de Beleza Ltda, com sede na Av. Adolfo Pinheiro, nº 984, Bairro Santo Amaro, CEP 04734-002, no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ sob o nº 43743984/0002-40, neste ato representado pelo seu diretor Raul Rodrigues Roos, brasileiro, solteiro, advogado, Carteira de Identidade nº 55.555.555-5, CPF nº 256.256.256-26, residente e domiciliado na Av. Nações Unidas, nº 10.500, bairro Morumbi, CEP 01124-201, Cidade de São Paulo, no Estado de São Paulo;

Empregado : Flávio Mendes da Cunha, brasileiro, Casado, Manicure, Carteira de Identidade nº 55.555.555-55, CPF nº 123456789/33, residente e domiciliado na Rua Oscar Bueno, nº 79, bairro Santa Fé, CEP 09914-050, Cidade de São Paulo, no Estado de São Paulo.

As partes identificadas acima celebram entre si o presente contrato de trabalho por prazo indeterminado, regido pelas cláusulas seguintes e demais disposições legais vigentes:

DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

Cláusula 1ª O presente contrato de trabalho por prazo indeterminado tem como fundamento a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

DO OBJETIVO

Cláusula 2ª - O empregador admite aos seus serviços, na modalidade de contrato de trabalho por tempo indeterminado o empregado, na função de Manicure.

52

DO LOCAL E DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO

Cláusula 3º - O local de trabalho será na Matriz , podendo o empregador, a qualquer momento, transferir o empregado em caráter definitivo ou temporário, para outra unidade/filial/estabelecimento, em qualquer localidade deste Estado ou de outro dentro do país.

DA VIGÊNCIA DO CONTRATO DE TRABALHO

Cláusula 4º - O presente contrato terá duração por prazo indeterminado, sendo assegurado às partes o direito de rescisão a qualquer momento, obrigando-se a parte que desejar rescindi-lo, comunicar a outra com aviso-prévio mínimo de 30 (trinta) dias.

DA JORNADA DE TRABALHO

Cláusula 5ª O trabalho executado pelo empregado consistirá na jornada diária de 7 horas diárias , de segunda a sábado, com intervalo para repouso/refeição, das 15:00 às 16:00, perfazendo um total de 42 horas semanais.

DA REMUNERAÇÃO

Cláusula 6ª - O empregado receberá a quantia mensal de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais), efetuados os devidos descontos permitidos por lei.

DAS DEMAIS DISPOSIÇÕES

Cláusula 7ª O empregado compromete-se a respeitar todas as normas legais da relação de emprego, bem como o regulamento interno da empresa, cuja cópia lhe será entregue no momento da celebração deste contrato, bem como de utilizar corretamente todos os equipamentos de segurança fornecidos, para fins de cumprimento das normas de segurança e medicina do trabalho.

53

Cláusula 8ª - Em caso de dano causado pelo empregado, fica desde já autorizado o empregador a efetivar o desconto da importância correspondente ao prejuízo, o qual fará, com fundamento no parágrafo único do artigo 462 da CLT, já que essa possibilidade fica expressamente prevista em contrato.

Cláusula 9ª - Por estarem assim, justos e acordados, firmam o presente contrato de trabalho por tempo indeterminado em 2 (duas) vias de igual teor, juntamente com 2 (duas) testemunhas.

São Paulo, 05 de fevereiro de 2017.

(Carimbo e razão social da empresa (sócio/diretor/proprietário)

(Assinatura do empregado)

(Assinatura do responsável legal (quando menor)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 1)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 2)

54

CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES

Empregador: Estação 9 Serviços de Beleza Ltda, com sede na Av. Adolfo Pinheiro, nº 984, Bairro Santo Amaro, CEP 04734-002, no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ sob o nº 43743984/0002-40, neste ato representado pelo seu diretor Raul Rodrigues Roos, brasileiro, solteiro, advogado, Carteira de Identidade nº 55.555.555-5, CPF nº 256.256.256-26, residente e domiciliado na Av. Nações Unidas, nº 10.500, bairro Morumbi, CEP 01124-201, Cidade de São Paulo, no Estado de São Paulo;

Empregado: Paulo de Andrade Silva, brasileiro, Solteiro,faxineiro, carteira de Identidade nº 33.122.999-4, CPF nº 777788899-66, residente e domiciliado na Rua São José, nº 32, bairro Santo Amaro, CEP 04359-000, Cidade de São Paulo, no estado de São Paulo.

As partes identificadas acima celebram entre si o presente contrato de trabalho por prazo indeterminado, regido pelas cláusulas seguintes e demais disposições legais vigentes:

DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

Cláusula 1ª O presente contrato de trabalho por prazo indeterminado tem como fundamento a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

DO OBJETIVO

Cláusula 2ª - O empregador admite aos seus serviços, na modalidade de contrato de trabalho por tempo indeterminado o empregado, na função de Responsável da limpeza .

DO LOCAL E DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO

55

Cláusula 3º - O local de trabalho será na Matriz, podendo o empregador, a qualquer momento, transferir o empregado em caráter definitivo ou temporário, para outra unidade/filial/estabelecimento, em qualquer localidade deste Estado ou de outro dentro do país.

DA VIGÊNCIA DO CONTRATO DE TRABALHO

Cláusula 4º - O presente contrato terá duração por prazo indeterminado, sendo assegurado às partes o direito de rescisão a qualquer momento, obrigando-se a parte que desejar rescindi-lo, comunicar a outra com aviso-prévio mínimo de 30 (trinta) dias.

DA JORNADA DE TRABALHO

Cláusula 5ª O trabalho executado pelo empregado consistirá na jornada diária de 7 horas (total das horas diárias), de segunda a sábado, com intervalo para repouso/refeição, das 16:00 as 17:00, perfazendo um total de 42 horas semanais.

DA REMUNERAÇÃO

Cláusula 6ª - O empregado receberá a quantia mensal (ou diária, ou horária) de R$1.400 (mil e quatrocentos reais), efetuados os devidos descontos permitidos por lei.

DAS DEMAIS DISPOSIÇÕES

Cláusula 7ª O empregado compromete-se a respeitar todas as normas legais da relação de emprego, bem como o regulamento interno da empresa, cuja cópia lhe será entregue no momento da celebração deste contrato, bem como de utilizar corretamente todos os equipamentos de segurança fornecidos, para fins de cumprimento das normas de segurança e medicina do trabalho.

56

Cláusula 8ª - Em caso de dano causado pelo empregado, fica desde já autorizado o empregador a efetivar o desconto da importância correspondente ao prejuízo, o qual fará, com fundamento no parágrafo único do artigo 462 da CLT, já que essa possibilidade fica expressamente prevista em contrato.

Cláusula 9ª - Por estarem assim, justos e acordados, firmam o presente contrato de trabalho por tempo indeterminado em 2 (duas) vias de igual teor, juntamente com 2 (duas) testemunhas.

São Paulo, 01 de janeiro de 2017.

(Carimbo

(sócio/diretor/proprietário)

e

razão

(Assinatura do empregado)

social

da

empresa

(Assinatura do responsável legal quando menor)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 1)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 2)

57

CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES

Empregador: Estação 9 Serviços de Beleza Ltda, com sede na Av. Adolfo Pinheiro, nº 984, Bairro Santo Amaro, CEP 04734-002, no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ sob o nº 43743984/0002-40, neste ato representado pelo seu diretor Raul Rodrigues Roos, brasileiro, solteiro, advogado, Carteira de Identidade nº 55.555.555-5, CPF nº 256.256.256-26, residente e domiciliado na Av. Nações Unidas, nº 10.500, bairro Morumbi, CEP 01124-201, Cidade de São Paulo, no Estado de São Paulo;

Empregado: Paulo de Andrade Silva, brasileiro, Solteiro,faxineiro, carteira de Identidade nº 33.122.999-4, CPF nº 777788899-66, residente e domiciliado na Rua São José, nº 32, bairro Santo Amaro, CEP 04359-000, Cidade de São Paulo, no estado de São Paulo.

As partes identificadas acima celebram entre si o presente contrato de trabalho por prazo indeterminado, regido pelas cláusulas seguintes e demais disposições legais vigentes:

DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

Cláusula 1ª O presente contrato de trabalho por prazo indeterminado tem como fundamento a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

DO OBJETIVO

Cláusula 2ª - O empregador admite aos seus serviços, na modalidade de contrato de trabalho por tempo indeterminado o empregado, na função de Responsável da limpeza.

DO LOCAL E DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO

58

Cláusula 3º - O local de trabalho será na Matriz, podendo o empregador, a qualquer momento, transferir o empregado em caráter definitivo ou temporário, para outra unidade/filial/estabelecimento, em qualquer localidade deste Estado ou de outro dentro do país.

DA VIGÊNCIA DO CONTRATO DE TRABALHO

Cláusula 4º - O presente contrato terá duração por prazo indeterminado, sendo assegurado às partes o direito de rescisão a qualquer momento, obrigando-se a parte que desejar rescindi-lo, comunicar a outra com aviso-prévio mínimo de 30 (trinta) dias.

DA JORNADA DE TRABALHO

Cláusula 5ª O trabalho executado pelo empregado consistirá na jornada diária de 7 horas (total das horas diárias), de segunda a sábado, com intervalo para repouso/refeição, das 16:00 as 17:00, perfazendo um total de 42 horas semanais.

DA REMUNERAÇÃO

Cláusula 6ª - O empregado receberá a quantia mensal (ou diária, ou horária) de R$1.400 (mil e quatrocentos reais), efetuados os devidos descontos permitidos por lei.

DAS DEMAIS DISPOSIÇÕES

Cláusula 7ª O empregado compromete-se a respeitar todas as normas legais da relação de emprego, bem como o regulamento interno da empresa, cuja cópia lhe será entregue no momento da celebração deste contrato, bem como de utilizar corretamente todos os equipamentos de segurança fornecidos, para fins de cumprimento das normas de segurança e medicina do trabalho.

59

Cláusula 8ª - Em caso de dano causado pelo empregado, fica desde já autorizado o empregador a efetivar o desconto da importância correspondente ao prejuízo, o qual fará, com fundamento no parágrafo único do artigo 462 da CLT, já que essa possibilidade fica expressamente prevista em contrato.

Cláusula 9ª - Por estarem assim, justos e acordados, firmam o presente contrato de trabalho por tempo indeterminado em 2 (duas) vias de igual teor, juntamente com 2 (duas) testemunhas.

São Paulo, 01 de janeiro de 2017.

(Carimbo

(sócio/diretor/proprietário)

e

razão

(Assinatura do empregado)

social

da

empresa

(Assinatura do responsável legal quando menor)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 1)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 2)

60

CONTRATO DE TRABALHO POR PRAZO INDETERMINADO

IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES

Empregador: Estação 9 Serviços de Beleza Ltda, com sede na Av. Adolfo Pinheiro, nº 984, Bairro Santo Amaro, CEP 04734-002, no Estado de São Paulo, inscrito no CNPJ sob o nº 43743984/0002-40, neste ato representado pelo seu diretor Raul Rodrigues Roos, brasileiro, solteiro, advogado, Carteira de Identidade nº 55.555.555-5, CPF nº 256.256.256-26, residente e domiciliado na Av. Nações Unidas, nº 10.500, bairro Morumbi, CEP 01124-201, Cidade de São Paulo, no estado de São Paulo;

Empregado: Osmar da Silva Ferreira, brasileiro, Casado, Cabeleireiro, Carteira de Identidade nº 22.333.444-55, CPF nº 987654321/00, residente e domiciliado na Rua Gurupi, nº 02, bairro Socorro, CEP 04764-060, Cidade de São Paulo, no estado de São Paulo.

As partes identificadas acima celebram entre si o presente contrato de trabalho por prazo indeterminado, regido pelas cláusulas seguintes e demais disposições legais vigentes:

DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

Cláusula 1ª O presente contrato de trabalho por prazo indeterminado tem como fundamento a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

DO OBJETIVO

Cláusula 2ª - O empregador admite aos seus serviços, na modalidade de contrato de trabalho por tempo indeterminado o empregado, na função de Cabeleireiro.

DO LOCAL E DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO

61

Cláusula 3º - O local de trabalho será na Matriz, podendo o empregador, a

qualquer momento, transferir o empregado em caráter definitivo ou temporário,

outra

unidade/filial/estabelecimento, em qualquer localidade deste Estado ou de outro dentro do país.

para

DA VIGÊNCIA DO CONTRATO DE TRABALHO

Cláusula 4º - O presente contrato terá duração por prazo indeterminado, sendo assegurado às partes o direito de rescisão a qualquer momento, obrigando-se a parte que desejar rescindi-lo, comunicar a outra com aviso-prévio mínimo de 30 (trinta) dias.

DA JORNADA DE TRABALHO

Cláusula 5ª O trabalho executado pelo empregado consistirá na jornada diária de 7 horas (total das horas diárias), de segunda a sábado, com intervalo para repouso/refeição, das 17:00 as 18:00, perfazendo um total de 42 horas semanais.

DA REMUNERAÇÃO

Cláusula 6ª - O empregado receberá a quantia mensal (ou diária, ou horária) de R$ 9.550,00 (nove mil quinhentos e cinquenta reais), efetuados os devidos descontos permitidos por lei.

DAS DEMAIS DISPOSIÇÕES

Cláusula 7ª O empregado compromete-se a respeitar todas as normas legais da relação de emprego, bem como o regulamento interno da empresa, cuja cópia lhe será entregue no momento da celebração deste contrato, bem como de utilizar corretamente todos os equipamentos de segurança fornecidos, para fins de cumprimento das normas de segurança e medicina do trabalho.

62

Cláusula 8ª - Em caso de dano causado pelo empregado, fica desde já autorizado o empregador a efetivar o desconto da importância correspondente ao prejuízo, o qual fará, com fundamento no parágrafo único do artigo 462 da CLT, já que essa possibilidade fica expressamente prevista em contrato.

Cláusula 9ª - Por estarem assim, justos e acordados, firmam o presente contrato de trabalho por tempo indeterminado em 2 (duas) vias de igual teor, juntamente com 2 (duas) testemunhas.

São Paulo, 20 de outubro de 2016.

(Carimbo

(sócio/diretor/proprietário)

e

razão

(Assinatura do empregado)

social

da

empresa

(Assinatura do responsável legal, quando menor)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 1)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 2)

63

6.2. CONTRATO INTERMITENTE

CONTRATO DE TRABALHO INTERMITENTE

Por este instrumento particular, que entre si fazem a empresa Estação 9, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº 43743984/0002-40

com sede à Av. Adolfo Pinheiro, 984 , doravante denominada EMPREGADORA,

e de outro lado Helena Lima Queiroz, brasileira, solteira, manicure, inscrito(a) no CPF sob o nº 123456456/11, no RG nº 77.777.777-55 e portador da CTPS nº 7894561230. Série (informar), residente e domiciliado(a) à Rua Silva Correia N°150, daqui em diante denominado(a) EMPREGADO(a), fica justo e acordado

o contrato de trabalho intermitente nos termos seguintes.

1. O (a) EMPREGADO(a) é contratado(a) na modalidade de trabalho

intermitente, conforme artigo 443 e seu parágrafo 3º, e artigo 452-A e seus parágrafos, da CLT.

2. O(a) EMPREGADO(a) exercerá a função de (informar) com todas as

atribuições que lhe são peculiares, bem como as que vierem a ser designadas através de instruções da EMPREGADORA.

3. O(a) EMPREGADO(a) receberá o salário de R$ 801,88 (oitocentos e um e oitenta e oito centavos) por hora trabalhada.

4. A EMPREGADORA convocará o(a) EMPREGADO(a) por meio de

comunicação eficaz, informando a jornada solicitada, com antecedência de pelo

menos três dias. Recebida a comunicação o(a) EMPREGADO(a) terá um dia útil para comunicar a aceitação ou não da proposta, sendo que seu silêncio representará a recusa.

5. Aceita a proposta, a parte que, sem justo motivo, descumprir o ajustado, pagará à outra parte, no prazo de trinta dias, multa de 50% (cinquenta por cento) da remuneração que seria devida, permitida a compensação em igual prazo.

64

6. O período de inatividade não será considerado tempo à disposição da EMPREGADORA, podendo o(a) EMPREGADO(a) prestar serviços a outros contratantes.

E, por estarem de pleno acordo, assinam ambas as partes este contrato, em duas vias de igual teor na presença das testemunhas abaixo relacionadas.

São Paulo- SP, (dia) de (mês) de (ano).

(Carimbo

(sócio/diretor/proprietário)

e

razão

(Assinatura do empregado)

social

da

empresa

(Assinatura do responsável legal, quando menor)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 1)

(Nome, RG e assinatura da testemunha 2)

65

CONTRATO DE ESTÁGIO

TERMO DE COMPROMISSO (CONTRATO DE ESTÁGIO)

Estação 9 serviços de beleza Ltda, estabelecida à AV. Adolfo Pinheiro n° 984, na cidade de São Paulo, estado de São Paulo, CNPJ/MF n° 99.999.999/9999-99, designada EMPRESA CONCEDENTE e o ESTAGIÁRIO, Sr. Guilherme Batista dos Santos, estudante, residente à rua Pacoti, na cidade de São Paulo, estado de São Paulo, portador do CPF n° 333322211/00, aluno do Curso de cabeleireiro do (a) Embelleze , matrícula n° 9000, como INTERVENIENTE o Infojobs, com endereço à rua Tapuias, na cidade de Diadema, Estado de São Paulo, CNPJ/MF n° 07.756.995/0001-64, celebram o presente TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO, que se vincula ao Instrumento Jurídico (Convênio para realização de Estágio) firmado entre a Empresa Concedente e a Instituição de Ensino (Interveniente) em 01/02/2017, nos termos da Lei n° 6.494/77, conforme condições a seguir:

1. O estágio terá a duração de (2 anos), a começar em 01 de fevereiro de

2017 terminando em 01 de fevereiro de 2019. Poderá ser eventualmente

prorrogado ou modificado por documento complementar, desde que qualquer das partes não peça rescisão, por escrito, com 5 (cinco) dias de antecedência. O estagiário não terá vínculo empregatício de qualquer natureza com a Empresa Concedente, em razão deste Termo de Compromisso.

2. O estagiário deverá cumprir o máximo de 30 horas por semana e, o

horário de estágio será combinado de acordo com as conveniências mútuas,

ressalvadas as horas de aulas, de provas e de outros trabalhos didáticos e as limitações dos meios de transportes.

3. A Empresa concedente designa o Sr.(a) Lorena Santos, que ocupa o

cargo de gerente para ser o COORDENADOR INTERNO do Estágio que será

por ele programado.

4. O estagiário se obriga a cumprir fielmente a programação do estágio,

salvo impossibilidade da qual a Empresa Concedente será previamente informada.

66

5. O estagiário receberá a BOLSA AUXÍLIO ESTÁGIO de R$ 1.200 (Mil

e Duzentos) por mês, com pagamento mensal calculado sobre as horas de presença demonstradas em CARTÃO DE PONTO ou outra forma de aferição, a critério da empresa.

6. Quando, em razão da programação do estágio o aluno tiver despesas

extras, a Empresa Concedente providenciará o seu pronto reembolso. 7. O estagiário está segurado contra acidentes, pela Apólice n° 0003000100 da Porto Seguro.

8. O estagiário se obriga a cumprir as normas e os regulamentos internos

da Empresa Concedente. Pela inobservância dessas normas, o estagiário responderá por perdas e danos e a rescisão do contrato. 9. O estagiário deverá informar de imediato e por escrito à Empresa Concedente qualquer fato que interrompa, suspenda ou cancele sua matrícula na Instituição de Ensino Interveniente, ficando ele responsável por quaisquer despesas causadas pela ausência dessa informação. 10. A Instituição de Ensino Interveniente supervisionará o estágio de conformidade com os seus regulamentos internos, ficando o estagiário sujeito a essa regulamentação.

E, por estarem de acordo com os termos do presente instrumento, as partes o assinam em 3 (três) vias, na presença de duas testemunhas, para todos os fins e efeitos de direito.

Testemunhas

01, de fevereiro de 2017

67

Lorena dos Santos Oliveira

Estação 9 serviços de beleza Ltda. Empresa Concedente

Guilherme Batista dos Santos Estagiário

Infojobs

Interveniente

Raul Rodrigues Roos

68

7. REGISTROS DOS SÓCIOS E TRABALHADORES

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Lorena dos Santos Oliveira Endereço: Estrada M’ Boi Mirim, 1220

CEP: 04980-010

Nome da Mãe: Silvana Santos Mendes Oliveira

Nome do Pai: Kleber Alves Oliveira Fone fixo: (11) 5895-5985 Celular: (11) 9 9961-3456 E-mail: lorena6@gmail.com País de Origem: Brasil Nascimento: 14/07/1996 Estado Civil: Solteiro Raça/Cor: Parda

Bairro: Jardim Ângela

UF: SP

Cidade: São Paulo

Tipos sanguíneo: O-

Cidade: São Bernardo

UF: SP

DOCUMENTAÇÃO

INSS: 963215478 RG: 33.122.999-4 CPF: 777788899-66 CTPS: 062644

PIS/PASEP: 856932145697

Banco: Bradesco Cidade: São Paulo

Título eleitor: 236514987452 Nº do registro do conselho regional:

UF: SP

Data Expedição: 12/09/2005

Data Expedição: 14/08/2013

Data de cadastro: 25/08/2014

Conta: 0106960

série: 00402

Agência: 0475 5 UF:SP

Zona: 010 Seção: 0505

DADOS OFICIAIS

Nacionalidade: Brasil

69

Grau de instrução: Formação em Ciências Contábeis e Gestão de Pessoas Valor do Pró- Labore: 9.540,00

70

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Raul Rodrigues Roos

Endereço: Avenida Robert Kennedy, 963

CEP: 02950-031

Nome da Mãe: Norma Medeiros Rodrigues Roos Nome do Pai: Rafael Santos Roos

Fone fixo: (11) 4658-8963 Celular: (11) 9 8895-6321 Tipos sanguíneo: O- E-mail: roosrodrigues@gmail.com País de Origem: Brasil

Nascimento: 26/12/1993 Estado Civil: Solteiro Raça/Cor: Branca

Bairro: Interlagos UF: SP

Cidade: São Paulo

Cidade: Santo Andre

UF: SP

DOCUMENTAÇÃO

CTPS: 852364791 RG: 33.122.969-4

CPF: 777888899-66 PIS/PASEP: 856932234698 Data de cadastro: 09/11/2015 Banco: Bradesco Agência: 0495 6 Conta: 0106690 Cidade: São Paulo UF:SP

Título eleitor: 236514789325

Nº do registro do conselho regional:

UF: SP

Data Expedição: 02/05/2003

Zona: 060 Seção:4505

INFORMAÇÕES A CARGO DA EMPRESA

Nacionalidade: Brasil Grau de instrução: Pós e Mestrado em Contábeis

71

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Flávio Mendes da Cunha Endereço: Rua Oscar Bueno n° 79 Bairro: Santa Fé

CEP: 09914-050

Mãe: Maria do Carmo Mendes da Cunha

Pai: José Carlos Lopes Cunha Fone fixo: (11) 4002-8922

Celular: (11) 9 9002-9090 Recados: (11) 4002-9090 E-mail: flaviomendes8@gmail.com

Nascimento: 25/12/1980 Estado Civil: Casado Raça/Cor: pardo

Cidade: São Paulo UF:SP

tipo sanguíneo: AB+

Cidade: SP

UF: SSP

DOCUMENTAÇÃO

RG: 55.555.555-55 CPF: 123456789/33

Cart. Reservista:158954977226

CTPS: 032144

PIS/PASEP: 334896589031555

Banco: Bradesco

Cidade: São Paulo UF: SP Título eleitor: 128596736458

Certidão Civil n°: 09908023123434358469654965876399

UF: SP

Data Expedição: 09/05/2005

série: 00400

Data Expedição: 14/07/1997

Data de cadastro: 01/05/2014

Conta: 0106960

Seção: 0308

Agência: 0895 5

Zona: 020

INFORMAÇÕES A CARGO DA EMPRESA

Contrato de experiência?

(

) Sim

( X ) Não

Renovação após período? (

) Sim

( X ) Não

72

LOCAL SE ADMISSÃO: ( X ) Matriz ( Cargo/Função: Manicure

) Filial

Forma de pagamento: (

) Dinheiro

(

) cheque

( X ) depósito em conta

Conta: 0106960 Agência: 0895 5 Data de admissão: 05/02/2017

Não Quantidade de Vale Transporte por dia: R$8,00 Horário de trabalho seg à sab: 13:00 às 20:00

Usa vale transporte: ( X ) Sim

(

)

ANOTAÇÕES

Dependentes menores de 14 anos: 1 Nome: José Carvalho Cunha Data Nascimento: 20/10/2006 Raça/Cor: Branco

Idade: 12 anos

Declaração de Escolaridade: Escola Makenzie

Declaro pros devidos fins que, o aluno José Carvalho Cunha, filho de Flávio Mendes da Cunha e Rebeca Alves da Cunha, nascido em São Paulo - SP no dia 20 de novembro de 2006 cursando 6°ano do 1° segmento do ensino fundamental no ano de 2018 neste estabelecimento de ensino, tendo sido considerado aprovado.

REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS

Empresa: BOTICÁRIO Cargo: Atendente Admissão: 01/01/1999

Último salário: 996,00 Motivo Desligamento: Rescisão de contrato justa

Demissão: 31/12/2015

73

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Paulo de Andrade Silva Endereço: Rua São José N°32 Bairro: Santo Amaro

CEP: 04359-000

Nome da Mãe: Josefa Maria Andrade Silva Nome do Pai: Marcos Antunes Sillva

Fone fixo: (11) 4203-4203 Celular: (11) 9 6134-3481 Tipos sanguíneo: O- E-mail: pp.paulo@gmail.com País de Origem: Brasil

Nascimento: 04/03/1995 Estado Civil: Solteiro Raça/Cor: Branca

Cidade: São Paulo

UF: SP

Cidade: São Bernardo

UF: SP

DOCUMENTAÇÃO

RG: 33.122.999-4 CPF: 777788899-66

CTPS: 018999

Cart. Reservista: 086954905226

PIS/PASEP: 634896789031

Banco: Bradesco

Cidade: São Paulo UF:SP Título eleitor: 899654752031

UF: SP

Data Expedição: 12/09/2005

Data de emissão: 12/09/2015

Data de cadastro: 14/09/2015

Conta: 0106960

Seção:0605

série: 00088

Agência: 0475 5

Zona: 020

INFORMAÇÕES A CARGO DA EMPRESA

Contrato de experiência?

(

) Sim

( X ) Não

Renovação após período? (

) Sim

( X ) Não

74

LOCAL SE ADMISSÃO: ( X ) Matriz

(

) Filial

Cargo/Função: Responsável da limpeza

Forma de pagamento: (

) Dinheiro

(

) cheque

( X ) depósito em conta

Conta: 0106777 Agência: 0895 5 Data de admissão: 01/01/2017 Usa vale transporte: ( X ) Sim

(

) Não

Quantidade de Vale Transporte por dia: 8,00 Horário de trabalho seg a sab: 13:00 às 20:00

ANOTAÇÕES

Pensão Nome: Marcos Marquez Silva Data Nascimento: 15/05/2009 Idade: 9 Raça/Cor: Branca Banco: ITaú Agência: 0779 Conta: 04550-0 Responsável: Maria do Carmo Marquez

Declaração de Escolaridade: Escola Joana Abraão Declaro para os devidos fins que, o aluno Marcos Marquez Silva, filho de Paulo de Andrade Silva e Maria do Carmo Marquez, nascido em São Paulo - SP no dia 15 de maio de 2009 cursando 3°ano do 1° segmento do ensino fundamental no ano de 2018 neste estabelecimento de Ensino, tendo sido considerado aprovado.

REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS

Empresa: Marquez varejo Ltda Cargo: empacotador Admissão: 20/01/2014

Último salário: 998,00 Motivo Desligamento: Demissão sem justa causa

Demissão: 30/11/2015

75

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Osmar da Silva Ferreira Endereço: Rua Gurupi N° 02 Bairro: Socorro

CEP: 04764-060

Mãe: Joana Maldonado Silva Ferreira

Pai: Mauricio Aguilar Ferreira Fone fixo: (11) 2457-9642 Celular: (11) 9 78978-9789

E-mail: ferreiraosmar774@gmail.com

Nascimento: 20/07/1992 Estado Civil: Casado Raça/Cor: negro

Cidade: São Paulo

UF:SP

tipo sanguíneo: B- Recados: (11) 3336-6559

Cidade: São Paulo

UF: SSP

DOCUMENTAÇÃO

RG: 22.333.444-55 UF: SP CPF: 987654321/00

série: 00066

Cart. Reservista: 040954155226

PIS/PASEP: 123456789011

Banco: Bradesco Agência: 0478 2 Conta: 0203960 Cidade: São Paulo UF:SP

Título eleitor: 789456123321

CTPS: 018666

Data Expedição: 09/11/2006

Data de emissão: 12/11/2015

Data de cadastro: 20/01/2014

Zona: 015

Seção: 0407

Certidão Civil n°: 968425 23 12 3434 3 56984 654 9658763 99

INFORMAÇÕES A CARGO DA EMPRESA

Contrato de experiência?

(

) Sim

( X ) Não

Renovação após período? (

) Sim

( X ) Não

76

LOCAL SE ADMISSÃO: ( X ) Matriz Cargo/Função: Cabeleireiro

Forma de pagamento: (

Agência: 0478 5 Conta: 0203960 Data de admissão: 20/10/2016 Usa vale transporte: ( x ) Sim

Quantidade de Vale Transporte por dia: 8,00 Horário de trabalho segunda à sábado: 13:00 às 20:00

(

) Filial

) Dinheiro

(

) cheque

( X ) depósito em conta

(

) Não

ANOTAÇÕES

Dependentes menores de 14 anos: 2

Nome: Daniel Ferreira Guimarães Data Nascimento: 02/08/2008

Raça/Cor: Pardo Declaração de Escolaridade: Escola João Marcone

Idade: 10 anos

Declaro pros devidos fins que, o aluno Daniel Ferreira Guimarães, filho de Osmar da Silva Ferreira e Marina Guimarães Ferreira, nascido em São Paulo - SP no dia 02 de agosto de 2008 cursando 4°ano do 1° segmento do ensino fundamental no ano de 2018 neste estabelecimento de ensino, tendo sido considerado aprovado.

Nome: Henrique Ferreira Guimarães Data Nascimento: 10/01/2010 Idade: 8 anos Raça/Cor: Negro

Declaração de Escolaridade: Escola João Marcone

77

Declaro pros devidos fins que, o aluno Henrique Ferreira Guimarães, filho de Osmar da Silva Ferreira e Marina Guimarães Ferreira, nascido em São Paulo - SP no dia 10 de janeiro de 2010 cursando 2°ano do 1° segmento do ensino fundamental no ano de 2018 neste estabelecimento de Ensino, tendo sido considerado aprovado.

Cônjuge é dependente: ( X ) Sim

(

) Não

Marina Guimarães Ferreira Data Nascimento: 14/12/1992

Certidão Civil n°: 968425 23 12 3434 3 56984 654 9658763 99

Idade: 26

REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS

Empresa: Cakut ltda. Cargo: Cabeleireiro Admissão: 01/09/2015

Último salário: 7.564,00 Motivo Desligamento: Rescisão sem justa causa

Demissão: 30/08/2016

Empresa: Vascolt S.A Cargo: Aux.de cabeleireiro Admissão: 01/02/2014

Último salário: 3.000,00 Motivo Desligamento: Rescisão com justa causa

Demissão:31/06/2015

78

FICHA DE IDENTIFICAÇÃO DE COLABORADOR (DETALHADA)

DADOS PESSOAIS

Nome: Helena Lima Queiroz Endereço: Rua Silva Correia N°150 Bairro: Vila Nova Conceição CEP: 04537-040Cidade: São Paulo Mãe: Claudia Lima Moraes Pai: Miguel Assunção Queiroz

Fone fixo: (11) 5555-4444

Celular: (11) 9 8989-9898 Recados: (11) 3682-8282 E-mail: helena99queiroz@gmail.com

tipo sanguíneo: A+

UF:SP

Nascimento: 02/01/1989 Estado Civil: Solteira Raça/Cor: pardo

Cidade: SP

UF: SSP

DOCUMENTAÇÃO

RG: 77.777.777-55 CPF: 123456456/11

CTPS: 016262

Cart. Reservista: 7894561230

PIS/PASEP: 303030303030

Banco: Bradesco

Cidade: São Paulo UF: SP Título eleitor: 777888999966

UF: SP

Data Expedição: 03/10/2008

série: 00022

Data de emissão: 12/11/2006

Data de cadastro: 01/05/2014

Conta: 0104444

Seção: 0215

Agência: 0999 5

Zona: 011

INFORMAÇÕES A CARGO DA EMPRESA

Contrato de experiência? ( Renovação após período? (

) Sim

) Sim

( X ) Não ( X ) Não

79

Cargo/Função: manicure Forma de pagamento: (

Agência: 0999 5 Conta: 0104444 Data de admissão: 10/12/2016 Usa vale transporte: ( X ) Sim

Quantidade de Vale Transporte por dia: R$8,00 Horário de trabalho: quinta à sábado das 13:00 às 18:00

) Dinheiro

( X ) depósito em conta

(

) Não

(

) cheque

80

8. RELAÇÃO DE DEPENDENTES

FICHA DE INCLUSÃO DE DEPENDENTES

AO SENHOR COORDENADOR DE RECURSOS HUMANOS - DGP/DPF

REQUERENTE:

NOME: Flávio Mendes da Cunha

CARGO: Manicure e Pedicure

MATRÍCULA: 71745

ESTADO CIVIL: Casado

LOTAÇÃO:1010

TIPO DE DEPENDÊNCIA

(

) Para efeitos de imposto de renda

(

x ) Para fins previdenciários

( ) Para acompanhamento de pessoa da família (para fins de atendimento pelo SIASS)

DEPENDENTES

Nº DE ORDEM

   

DATA DE

NOME

PARENTESCO

NASCIMENTO

1

José Carvalho

Filho

20/10/2006

Cunha

2

     

3

     

4

     

5

     

Declarar em caso de inclusão de filho para fins de imposto de renda:

(

x ) O cônjuge não é funcionário público

(

) O cônjuge é funcionário público mas não solicitou a inclusão

DOCUMENTOS APRESENTADOS

81

(

x

)

RG

e

CPF

do

(

) Declaração de Dependência Econômica

servidor

 

(

x

)

RG

e

CPF

do

(

) Declaração de União Estável

dependente

 

(

) Último contracheque

(

) Termo de Adoção

(

x

)

Certidão de

(

) Termo de Guarda Definitivo

Nascimento atualizada

 

6

meses

 

(

x

)

Certidão de

(

) Atestado de Invalidez

Casamento atualizada

 

6

meses

 

(

x

)

Comprovante

 

de

(

) Atestado Estudantil

mesma

residência

3

meses

 

( ) Outros (especificar):

Declaro estar ciente de que qualquer alteração na situação de dependência deverá ser por mim informada ao Setor de Recursos Humanos correspondente. Declaro, ainda, estar ciente de que a declaração ideologicamente falsa caracteriza infração ao Código de Ética Profissional do Serviço Público, como também ao art. 299 do Código Penal e que responderei civil, penal e administrativamente por tal conduta.

/ Local e data

/

Assinatura

82

FICHA DE INCLUSÃO DE DEPENDENTES

AO SENHOR COORDENADOR DE RECURSOS HUMANOS - DGP/DPF

REQUERENTE:

NOME: Osmar da Silva Ferreira

CARGO: Cabeleireiro

MATRÍCULA:71755

ESTADO CIVIL: Casado

LOTAÇÃO:1011

TIPO DE DEPENDÊNCIA

(

) Para efeitos de imposto de renda

(

x ) Para fins previdenciários

( ) Para acompanhamento de pessoa da família (para fins de atendimento pelo SIASS)

DEPENDENTES

Nº DE

   

DATA DE

ORDEM

NOME

PARENTESCO

NASCIMENTO

1

Daniel Ferreira

Filho

02/08/2008

Guimarães

2

Henrique Ferreira Guimarães

Filho

10/01/2010

3

Marina

Esposa

14/12/1992

Guimarães

Ferreira

4

     

5

     

Declarar em caso de inclusão de filho para fins de imposto de renda:

( x ) O cônjuge não é funcionário público

83

DOCUMENTOS APRESENTADOS

x ) RG e CPF do servidor

(

(

) Declaração de Dependência Econômica

x ) RG e CPF do dependente

(

(

) Declaração de União Estável

(

) Último

(

) Termo de Adoção

contracheque

(

x ) Certidão de

(

) Termo de Guarda Definitivo

Nascimento atualizada

6

meses

(

x ) Certidão de

(

) Atestado de Invalidez

Casamento atualizada

6

meses

(

x ) Comprovante de

(

) Atestado Estudantil

mesma residência 3 meses

( ) Outros (especificar):

Declaro estar ciente de que qualquer alteração na situação de dependência deverá ser por mim informada ao Setor de Recursos Humanos correspondente. Declaro, ainda, estar ciente de que a declaração ideologicamente falsa caracteriza infração ao Código de Ética Profissional do Serviço Público, como também ao art. 299 do Código Penal e que responderei civil, penal e administrativamente por tal conduta.

/ Local e data

/

Assinatura

84

9. DECLARAÇÃO DE CONVOCAÇÃO DO TRABALHADOR INTERMITENTE

Declaração de histórico de convocação para o mês de Março

Empresa: Estação 9 serviços de beleza ltda CNPJ: 43743984/0002-40 Responsável: Lorena dos Santos Oliveira

Declaramos, para os devidos fins, que Helena Lima Queiroz, portadora do RG nº 77.777.777-55, CPF nº 123.456.456-11 funcionária do tipo intermitente, admitida para a função de manicure, foi convocada para prestar serviços nos determinados dias e horários, tendo sido paga a devida remuneração, conforme especificado abaixo:

DATA

HORAS TRABALHADAS

VALOR

PAGO

01/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

02/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

03/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

08/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

09/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

10/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

15/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

16/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

17/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

22/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

23/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

24/03

13:00 às 20:00

R$ 39,97

 

TOTAL

479,64

Assinatura do funcionário

85

10. COMPROVANTE DE PAGAMENTO

85 10. COMPROVANTE DE PAGAMENTO

86

86

87

87

88

11. RECIBOS

11.1. VALE ALIMENTAÇÃO

88 11. RECIBOS 11.1. VALE ALIMENTAÇÃO
88 11. RECIBOS 11.1. VALE ALIMENTAÇÃO

89

89
89

90

11.2. VALE TRANSPORTE

90 11.2. VALE TRANSPORTE
90 11.2. VALE TRANSPORTE

91

91
91

92

12. PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO

ANEXO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016

(Substitui o Anexo XV da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015)

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP

DADOS ADMINISTRATIVOS 1- CNPJ do Domicílio Tributário/CEI 2-Nome Empresarial Estação 9 serviços de beleza Ltda
DADOS ADMINISTRATIVOS
1- CNPJ do Domicílio
Tributário/CEI
2-Nome Empresarial
Estação 9 serviços de beleza Ltda
3- CNAE
9602-5/01
002-40
4-Nome do Trabalhador
de Andrade Silva
5-BR/PDH
6-NIT
6789031
7-Data do
8-Sexo (F/M)
9-CTPS (Nº, Série e UF)
10-Data de
11-Regime
Revezamento
Nascimento
Admissão
4/03/1995
asculino
/01/2017
g. a sáb.
das
13:00às20:00
12-CAT REGISTRADA:
12.1-Data do Registro
12.2-Número da CAT
12.1-Data do
12.2-Número da
Registro
CAT
13-LOTAÇÃO E ATRIBUIÇÃO:
13.1-Período
13.2-
13.3-
13.4-Cargo
13.5-Função
13.6-
13.7Código
CNPJ/CEI
Setor
CBO
GFIP
01/01/2017 a
743984/000
xineiro
anter o local
limpo
21-
/
/
2-40
05
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
14-PROFISSIOGRAFIA:
.1-Período
14.2-Descrição das Atividades
01/2017 a
/
/
var, varrer e manter o local limpo
/
a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
REGISTROS AMBIENTAIS
15-EXPOSIÇÃO A FATORES DE RISCOS:
15.1-Período
15.2
15.3Fato
15.4Intensidad
15.5Técni
15.6-EPC
15.7-
15.8-CA
e/
-
r de
ca
Eficaz
EPI
EPI
Concentração
Tipo
Risco
Utilizada
(S/N)
Efica
z

93

(S/N) / / a / / / / a / / / / a /
(S/N)
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
15.9-ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DAS NR-06 E NR-09 DO MTE
PELOS EPI INFORMADOS:
Sim/Não
Foi tentada a implementação de medidas de proteção coletiva, de caráter
administrativo ou de organização do trabalho, optando-se pelo Equipamento de
Proteção Individual – EPI por inviabilidade técnica, insuficiência ou interinidade,
ou ainda em caráter complementar ou emergencial.
Sim
Foram observadas as condições de funcionamento e do uso ininterrupto do EPI ao
longo do tempo, conforme especificação técnica do fabricante, ajustada às
condições de campo.
Sim
Foi observado o prazo de validade, conforme Certificado de Aprovação – CA do
MTE.
Sim
Foi observada a periodicidade de troca definida pelos programas ambientais,
comprovada mediante recibo assinado pelo usuário em época própria.
Sim
Foi observada a higienização.
Sim
16-RESPONSÁVEL PELOS REGISTROS AMBIENTAIS:
16.4-
Nome
do
16.3-Registro
16.1-Período
16.2-IT
Profissional
Conselho de Classe
Legalmente
Habilitado
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
RESULTADOS DE MONITORAÇÃO BIOLÓGICA
17-EXAMES MÉDICOS CLÍNICOS E COMPLEMENTARES (Quadros I e II, da NR-07):
17.5-
17.3-
17-4 Exame
Indicação
17.1-Data
17.2-Tipo
Natureza
(R/S)
de
Resultados
( X ) Normal
(
) Alterado
( X ) Estável
20/12/2016
A- Admissional
(
) Agravamento
(
) Ocupacional

94

       

(

) Não

Ocupacional

     

(

) Normal

(

) Alterado

 

(

) Estável

/

/

(

) Agravamento

(

) Ocupacional

(

) Não

Ocupacional

/

/

   

(

) Normal

(

) Alterado

       

(

) Estável

(

) Agravamento

(

) Ocupacional

(

) Não

Ocupacional

     

(

) Normal

(

) Alterado

 

(

) Estável

/

/

(

) Agravamento

(

) Ocupacional

(

) Não

Ocupacional

18-RESPONSÁVEL PELA MONITORAÇÃO BIOLÓGICA:

 
       

18.4-Nome do

18.2-

18.3-Registro Conselho de Classe

Profissional

18.1-Período

NIT

Legalmente

 

Habilitado

/ a

/ /

/

     

/ a

/ /

/

     

/ a

/ /

/

     

/ a

/ /

/

     

/ a

/ /

/

     

RESPONSÁVEIS PELAS INFORMAÇÕES

 

Declaramos, para todos os fins de direito, que as informações prestadas neste documento são verídicas e foram transcritas fielmente dos registros administrativos, das demonstrações ambientais e dos programas médicos de responsabilidade da empresa. É de nosso conhecimento que a prestação de informações falsas neste documento constitui crime de falsificação de documento público, nos termos do art. 297 do Código Penal e, também, que tais informações são de caráter privativo do trabalhador, constituindo crime, nos termos da Lei nº 9.029, de 13 de abril de 1995, práticas discriminatórias decorrentes de sua exigibilidade por outrem, bem como de sua divulgação para terceiros, ressalvado quando exigida pelos órgãos públicos competentes.

19-Data Emissão PPP

20-REPRESENTANTE LEGAL DA EMPRESA

 

20.1-NIT

 

20.2-Nome

 
 

Raul Rodrigues Roos

01/01/2017

 

(Carimbo)

 

(Assinatura)

95

OBSERVAÇÕES:

OBSERVAÇÕES:

96

ANEXO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 85 /PRES/INSS, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016

(Substitui o Anexo XV da IN nº 77/PRES/INSS, de 21 de janeiro de 2015)

PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO PPP

DADOS ADMINISTRATIVOS 1- CNPJ do Domicílio Tributário/CEI 2-Nome Empresarial Estação 9 serviços de beleza Ltda
DADOS ADMINISTRATIVOS
1- CNPJ do Domicílio
Tributário/CEI
2-Nome Empresarial
Estação 9 serviços de beleza Ltda
3- CNAE
9602-5/01
002-40
4-Nome do Trabalhador
r da Silva Ferreira
5-BR/PDH
6-NIT
6789011
7-Data do
8-Sexo (F/M)
9-CTPS (Nº, Série e UF)
10-Data de
11-Regime
Revezamento
Nascimento
Admissão
0/07/1992
asculino
/10/2016
g. a sáb.
das
13:00às20:00
12-CAT REGISTRADA:
12.1-Data do Registro
12.2-Número da CAT
12.1-Data do
12.2-Número da
Registro
CAT
13-LOTAÇÃO E ATRIBUIÇÃO:
13.1-Período
13.2-
13.3-
13.4-Cargo
13.5-Função
13.6-
13.7Código
CNPJ/CEI
Setor
CBO
GFIP
20/10/2016 a
743984/000
abeleireiro
ortar cabelos
61-10
/
/
2-40
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
/
/
a
/
/
14-PROFISSIOGRAFIA:
14.1-Período
14.2-Descrição das Atividades
10/2016 a
/
/
cortar, pintar, alisar, hidratar e escovar os cabelos.
/ a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
/ a
/
/
REGISTROS AMBIENTAIS
15-EXPOSIÇÃO A FATORES DE RISCOS:
15.1-Período
15.2
15.3Fato
15.4Intensidad
15.5Técni
15.6-EPC
15.7-
15.8-CA
e/
-
r de
ca
Eficaz
EPI
EPI
Concentração
Tipo
Risco
Utilizada
(S/N)
Efica
z
(S/N)

97

20/10/2016 a formol, / / hidróxido Q de NA NA Sim Sim NA carbono e
20/10/2016 a
formol,
/
/ hidróxido
Q
de
NA
NA
Sim
Sim
NA
carbono e
tolueno.
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
15.9-ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DAS NR-06 E NR-09 DO MTE
PELOS EPI INFORMADOS:
Sim/Não
Foi tentada a implementação de medidas de proteção coletiva, de caráter
administrativo ou de organização do trabalho, optando-se pelo Equipamento de
Proteção Individual – EPI por inviabilidade técnica, insuficiência ou interinidade,
ou ainda em caráter complementar ou emergencial.
Sim
Foram observadas as condições de funcionamento e do uso ininterrupto do EPI ao
longo do tempo, conforme especificação técnica do fabricante, ajustada às
condições de campo.
Sim
Foi observado o prazo de validade, conforme Certificado de Aprovação – CA do
MTE.
Sim
Foi observada a periodicidade de troca definida pelos programas ambientais,
comprovada mediante recibo assinado pelo usuário em época própria.
Sim
Foi observada a higienização.
Sim
16-RESPONSÁVEL PELOS REGISTROS AMBIENTAIS:
16.4-
Nome
do
16.3-Registro
16.1-Período
16.2-IT
Profissional
Conselho de Classe
Legalmente
Habilitado
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
/
/ a
/
/
RESULTADOS DE MONITORAÇÃO BIOLÓGICA
17-EXAMES MÉDICOS CLÍNICOS E COMPLEMENTARES (Quadros I e II, da NR-07):
17.5-
17.3-
17-4 Exame
Indicação
17.1-Data
17.2-Tipo
Natureza
(R/S)
de
Resultados
( X ) Normal
(
) Alterado
( X ) Estável
20/09/2016
A- Admissional
(
) Agravamento
(
) Ocupacional

98

       

(

) Não

Ocupacional

     

(

) Normal

(

) Alterado

 

(