Você está na página 1de 4

Objetivo Introduzir conceitos e formas de comunicação oficial e de gestão dos docu-

mentos por meio da apresentação de modelos de textos e de instrumentos


de gestão arquivística.

A redação oficial tem uma maneira específica de ser elaborada. Observar


princípios administrativos e regras da língua portuguesa, usar formas de
tratamento adequado a cada autoridade, padronizar os elementos constitu-
tivos dos atos administrativos (cabeçalhos, vocativos, fechos, identificação
Descrição

de signatário e outros), tudo isso deve ser cumprido na elaboração de atos


de comunicação oficial.

Os documentos produzidos devem ser classificados, avaliados, preservados


ou eliminados segundo normas e procedimentos técnicos que possam ga-
rantir a integridade dos documentos como provas dos atos da administra-
ção.

Carga horária

8 horas.

Tema 1 – Comunicação Oficial (duas videoaulas):


Conteúdo Programático

 comunicação oficial;
 princípios a serem observados nos comunicados oficiais;
 atos normativos, processuais e administrativos.

Tema 2 – Gestão Documental (uma videoaula):


 organização de documentos;
 instrumentos de gestão documental;
 atividades-meio e atividades-fim;
 benefícios da gestão documental.

2
Recursos Didáticos O material didático-instrucional para o aprendizado deste curso inclui:

 videoaulas sobre os temas tratados;


 transcrição do conteúdo das videoaulas;
 testes de fixação dos conteúdos tratados;
 destaques dos conteúdos tratados;
 sugestões para aprofundar o entendimento do tema;
 referências bibliográficas

Referências Bibliográficas

Tema 1

BRASIL. Câmara dos Deputados. Manual de redação: padronização e documen-


tos administrativos. Brasília, DF, 2017. Disponível em:
<http://livraria.camara.leg.br/manual-de-redac-o-padronizac-o-e-documentos-
administrativos.html>. Acesso em: 31 jul. 2018.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Bra-


sil. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso
em: 27 mar. 2018.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Fazenda. Manual de redação de atos ofi-


ciais e de comunicação da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.
São Paulo, 2008. Disponível em:
<http://www.daee.sp.gov.br/outorgatreinamento/fiscal/APRESENTACAO/4_
Direito_Fazenda_Nuzzi.pdf>. Acesso em: 31 jul. 2018.

SÃO PAULO (Estado).Lei n.º 10.177, de 30 de dezembro de 1998. Regula o pro-


cesso administrativo no âmbito da Administração Pública Estadual. Disponível
em: <https://governo-sp.jusbrasil.com.br/legislacao/168701/lei-10177-98>.
Acesso em: 27 jul. 2018.

Tema 2

ARQUIVO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Plano de classificação e tabela de


temporalidade de documentos da administração pública do Estado de
São Paulo: atividades-meio. São Paulo, 2005. Disponível em:

3
<http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/publicacoes/tecnica>. Acesso em: 12
jul. 2017.

BERNARDES, I. P.; DELATORRE, H. D. Gestão documental aplicada. São Pau-


lo: Arquivo Público do Estado de São Paulo, 2008.
<http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/assets/publicacao/anexo/gestao_docu
mental_aplicada.pdf>. Acesso em: 10 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Casa Civil. Arquivo Nacional.


Conselho Nacional de Arquivos. Resolução n.º 27, de 16 de junho de 2008. Dis-
põe sobre o dever do Poder Público, no âmbito dos Estados, do Distrito Federal e
dos Municípios, de criar e manter Arquivos Públicos, na sua específica esfera de
competência, para promover a gestão, a guarda e a preservação de documentos
arquivísticos e a disseminação das informações neles contidas. Disponível em:
<https://www.diariodasleis. com.br/busca/exibelink.php?numlink=1-184-34-
2008-06-16-27>. Acesso em: 12 jul. 2017.