Você está na página 1de 11

Proposta de Exame 361

PROPOSTA DE EXAME

Prova Escrita Biologia e Geologia

A prova de Exame Nacional tem por referência o programa de Biologia e Geologia e a conceção de Educação em
Ciência que o sustenta.

A prova avalia um conjunto de competências que decorrem dos conteúdos enunciados no Programa, passíveis de ava-
liação em prova escrita de duração limitada.

As competências a avaliar decorrem da operacionalização dos conteúdos concetuais e procedimentais enunciados nos
diferentes Temas/Unidades do Programa e desenvolvidas nos domínios do «saber» e do «saber fazer». Em alguns
itens estas competências são expressas através da composição de texto.

Assim, a prova avalia as seguintes competências:

«Domínio concetual»

1. Conhecimento e compreensão de dados, conceitos, modelos e teorias.

2. Interpretação de dados fornecidos em diversos suportes.

3. Mobilização e utilização de dados, conceitos, modelos e teorias.

4. Explicação de contextos em análise, com base em critérios fornecidos.

5. Estabelecimento de relações entre conceitos.

«Domínio procedimental»

1. Reconhecimento da função da observação na investigação científica.

2. Identificação/formulação de problemas/hipóteses explicativas de processos naturais.

3. Identificação de argumentos a favor ou contra determinadas hipóteses/conclusões.

4. Interpretação/alteração de procedimentos experimentais fornecidos.

5. Interpretação dos resultados de uma investigação científica.

6. Previsão de resultados/estabelecimento de conclusões.


362 BIOLOGIA E GEOLOGIA

GRUPO I

As rochas são entidades geológicas resultantes de processos complexos em que é grande o número de variáveis suscetíveis de
intervir na sua formação. Nestes termos, as classificações, na medida em que são modos artificiais de arrumar elementos de um
vasto conjunto, não podem facilmente corresponder à inúmera diversidade de rochas, sendo muitas vezes difícil de situar certos
tipos nos termos dessas classificações. O quadro seguinte apresenta a composição mineralógica das principais rochas magmáticas.

%
Biotite Piroxenas
Anfíbolas Olivina
75
Minerais Ferromagnesianos
Albite
50 Feld Oligoclase
s pa
tos Plagioclases
po
tás
25 sic Andesina
os
Quartzo Labradorite
Anortite
A B C D Peridotito
Tipos de rochas magmáticas

1. Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
As rochas A, B, C e D correspondem respetivamente a…
A. traquito, riólito, andesito e basalto.
B. riólito, traquito, andesito e basalto.
C. basalto, traquito, andesito e riólito.
D. andesito, traquito, riólito e basalto.

2. Selecione a alternativa que preenche os espaços na frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Duas amostras de rochas, A e D, formaram-se em profundidade tendo ambas textura porfiroide, mas distinguem-
-se pela composição, já que a rocha A possui _____ e ortóclase, que a D não possui, e esta possui _______ e oli-
vina, que não existem na rocha A.
A. piroxenas […] albite
B. quartzo […] anortite
C. olivina […] albite
D. anortite […] albite

3. As afirmações seguintes dizem respeito a condições e locais de formação de duas das rochas representadas no
quadro acima. Selecione a alternativa da chave que as avalia corretamente.

CHAVE AFIRMAÇÕES

A. As afirmações 2 e 3 são verdadeiras; a afirmação 1. A rocha A resulta de magmas formados nos limites divergentes das placas e
1 é falsa. a rocha B resulta de magmas gerados em pontos quentes por fusão de peri-
B. A afirmação 2 é verdadeira; as afirmações 1 e 3 dotitos do manto superior.
são falsas. 2. A rocha A origina-se a partir de magmas resultantes da fusão de rochas cons-
C. A afirmação 3 é verdadeira; as afirmações 1 e 2 tituintes da crusta devido a colisão entre placas continentais.
são falsas. 3. A rocha C resulta de magmas gerados por colisão entre uma placa continental
D. As afirmações 1 e 3 são verdadeiras; a afirmação e uma placa oceânica em condições particulares de pressão e temperatura e na
2 é falsa. presença de água.
Proposta de Exame 363

4. Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações referentes a amostras de rochas
magmáticas de diferente tipos.
A. O peridotito é uma rocha constituída por minerais máficos, que faz parte do manto.
B. O granito é uma rocha extrusiva, rica em quartzo e abundante na crusta continental.
C. O gabro é uma rocha química e mineralogicamente equivalente ao basalto.
D. O diorito é uma rocha leucocrata intermédia.
E. O basalto é uma rocha com textura afanítica, melanocrata e constitui os fundos oceânicos.
F. O riólito é uma rocha rica em minerais félsicos, com textura afanítica.
G. O andesito é uma rocha extrusiva, mesocrata, formada em limites convergentes de placas litosféricas.
H. O sienito é uma rocha mesocrata intermédia.

5. Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Considerando os processos de diferenciação magmática por cristalização fracionada, a rocha representada no
diagrama que se terá formado em último lugar é a…
A. rocha C. C. rocha B.
B. rocha D. D. rocha A.

6. Selecione a alternativa que preenche os espaços na frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Os magmas riolíticos podem consolidar num processo _____ , originando uma rocha que se designa _____.
A. lento […] granito
B. rápido […] granito
C. lento […] sienito
D. rápido […] sienito

7. Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
As plagioclases, no ramo contínuo da série de Bowen, são minerais isomorfos já que…
A. têm igual composição química, mas alterações na estrutura interna dos minerais.
B. apresentam apenas uma ligeira alteração nos seus iões e na estrutura interna dos seus minerais.
C. verifica-se uma alteração nos seus iões, sem que ocorra alteração da estrutura interna dos minerais.
D. têm igual composição química, sem alterações da estrutura interna dos minerais.

8. Selecione a alternativa que preenche os espaços na frases seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Rochas do tipo D, vulcânicas, resultaram da solidificação de lava ____ cujo teor em sílica era ____.
A. fluida […] superior a 65%
B. viscosa […] inferior a 52%
C. fluida […] inferior a 52%
D. viscosa […] superior a 65%

9. Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Lavas que geram rochas do tipo A vulcânicas originam …
A. chaminés e cones secundários. C. pillow lavas ou lavas em almofada.
B. agulhas e/ou domos. D. lavas encordoadas.

10. A enorme diversidade de rochas magmáticas não é compatível com a existência de tão poucos tipos de magma.
Só se explica tal diversidade porque, uma vez formados, os magmas tendem a evoluir quimicamente, através de
um conjunto de processos, designados por diferenciação magmática. Explique os principais processos de diferen-
ciação de um magma original.
364 BIOLOGIA E GEOLOGIA

GRUPO II
A figura representa um ecossistema frequente na nossa costa, destacando alguns dos seres que integram a sua comuni-
dade. A teia alimentar assenta em diferentes relações tróficas. As algas e o fitoplâncton são os produtores deste ecossistema,
através da realização da fotossíntese. Os caranguejos, os cabozes e as tainhas comem pequenos camarões, nereis, tubícolas,
bem como detritos orgânicos. O zooplâncton alimenta-se principalmente de fitoplâncton e de detritos orgânicos. A solha e o
robalo são predadores que se alimentam de pequenos peixes, como os cabozes, e pequenos crustáceos, como os caranguejos.
Os animais filtradores, como o mexilhão, as lapas, os tubícolas e os nereis, assim como os pequenos camarões, alimentam-se
de zooplâncton, de fitoplâncton e, também, de detritos orgânicos. As aves que frequentam este ecossistema, como os corvos-
-marinhos, as garças e as gaivotas, alimentam-se de peixes, como por exemplo as solhas e os robalos, de crustáceos e de outros
invertebrados.

Corvo-marinho
Garça

Robalo Alga vermelha


Mexilhão
Alface-do-mar
Estrela-do-mar Caranguejo Polvo Solha

1. Selecione a alternativa que preenche os espaços da seguinte frase, de modo a obter uma afirmação correta.
Um ecossistema inclui uma componente formada pelos fatores físico-químicos e uma ____ , constituída por ____
de diferentes espécies que se encontram interdependentes, formando aquilo que se designa por biocenose.
A. componente abiótica […] comunidades
B. componente biótica […] populações
C. componente abiótica […] seres
D. componente biótica […] famílias

2. Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações relativas ao ecossistema estuarino.
A. O camarão serve de alimento ao caranguejo.
B. O caboz alimenta-se de camarões.
C. O zooplâncton faz parte do primeiro nível trófico da teia descrita.
D. As algas fixam o oxigénio para a produção de matéria orgânica.
E. Os caranguejos ingeridos pela garça sofrem digestão extracelular e intracorporal.
F. O corvo-marinho digere os animais de que se alimenta num tubo digestivo incompleto.
G. O fitoplâncton e as algas fazem parte do mesmo nível trófico.
H. Os nereis e os tubícolas pertencem exclusivamente ao 2.º nível trófico.
Proposta de Exame 365

3. Selecione a alternativa que completa corretamente a seguinte afirmação.


Na garça e no corvo-marinho, a troca de gases com o meio realiza-se por…
A. difusão direta através da superfície dos sacos aéreos.
B. difusão direta através da superfície pulmonar.
C. difusão indireta através da superfície dos sacos aéreos.
D. difusão indireta através da superfície pulmonar.

4. Os vertebrados aquáticos fazem um controlo da concentração do seu meio interno, ajustando-a constantemente,
de modo a que esta se encontre sempre dentro dos limites estreitos compatíveis com a sobrevivência.
4.1 Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
Os mecanismos que mantêm a concentração do meio interno designam-se por…
A. osmorregulantes. C. osmorregulação.
B. osmoconformação. D. osmocoformantes.
4.2 Existem diversas adaptações que os peixes, como a tainha e a solha, apresentam no sentido de regular a pres-
são osmótica do seu meio interno.
Selecione a alternativa que completa corretamente a seguinte afirmação.
Nos seres que vivem na água salgada, o meio interno é _____ em relação ao meio exterior. Por este facto, apre-
sentam mecanismos de ______ que desencadeiam respostas adequadas para a concentração do meio interno.
A. hipotónico […] difusão C. hipotónico […] controlo
B. hipertónico […] transporte ativo D. hipertónico […] osmose

5. Nos peixes as trocas gasosas ocorrem nas guelras entre a água e o sangue num sistema de contracorrente. Na figura,
o esquema A representa o trajeto acoplado do sangue e da água ao nível das lamelas branquiais, assim como o
seu grau de saturação em oxigénio. Os gráficos 1 e 2 traduzem de forma diferente as variações das percentagens
de saturação em O2 do sangue e da água.

100
Água
Saturação de O2 (%)

90% 50 1
100% Água
Sangue
60% 0
70%
100
Saturação de O2 (%)

30% 40% Água


50 2
Sangue
5% 15%
Sangue 0
A Percurso em que ocorrem as trocas gasosas
entre o sangue e a água

5.1 Utilizando as letras da chave, classifique corretamente as seguintes afirmações.

CHAVE AFIRMAÇÕES

A. A afirmação 1 é falsa; as afirmações 2 e 3 são verdadeiras. 1. A difusão de oxigénio ocorrida resulta de um gradiente favorável entre
B. A afirmação 1 é verdadeira; as afirmações 2 e 3 são falsas. a água e o sangue.
C. As afirmações 1 e 3 são verdadeiras; a afirmação 2 é falsa. 2. No percurso ao longo das lamelas branquiais o sangue vai encontran-
do água cada vez menos rica em O2.
3. O gráfico que corresponde ao mecanismo A é o gráfico 2.
366 BIOLOGIA E GEOLOGIA

5.2 Selecione a alternativa que completa corretamente a seguinte afirmação.


O sangue passa pelo coração da tainha apenas uma vez, ocorrendo a circulação do seu sangue sempre dentro
de vasos, pelo que se afirma que o seu sistema circulatório e a sua circulação são respetivamente...
A. aberto e indireta.
B. fechado e simples.
C. aberto e dupla.
D. fechado e direta.

6. Nos vertebrados, incluindo o Homem, a regulação dos níveis de água e da concentração de sais no organismo é feita
nos rins, produzindo-se nos seus nefrónios mais ou menos urina, mais ou menos concentrada. Explique como ocorreria
esta regulação se o pescador que se encontra no ecossistema da figura entrasse em processo de desidratação por expo-
sição prolongada ao sol.
Proposta de Exame 367

GRUPO III

A descoberta perto dos Açores das fontes hidrotermais submarinas a que se chamou Lucky Strike deve-se a Luiz Saldanha
e a outros especialistas norte-americanos num mergulho no Alvin, a sudoeste da crista médio-atlântica, numa zona denomi-
nada Famous. O estudo continuado desta área é importante para levantar novas pistas, tanto sobre o processo de formação
geológica, como sobre o processo biológico em ação junto a essas fontes submarinas. O fundo oceânico possui numerosas
fissuras, através das quais as águas entram em contacto com rochas quentes, formadas recentemente a partir de magmas.
As rochas de temperatura mais elevada localizam-se essencialmente ao longo dos riftes oceânicos, as cadeias montanhosas
submarinas onde se geram continuamente as rochas do fundo do mar. A água desce através das fissuras e atinge temperatu-
ras muito elevadas. Aquecida, sobe e arrasta consigo vários metais das rochas circundantes. Quando emerge no fundo do ocea-
no, o fluido é rico em metais e deposita em torno da abertura um resíduo sólido, que forma uma autêntica chaminé. Essa
chaminé fumega sem parar, a temperaturas que alcançam os 360 graus Celsius, e mantém-se ativa durante dezenas de anos,
por vezes talvez até uma centena, criando condições para o desenvolvimento de um estranho ecossistema. A biomassa aí
encontrada é dez a 100 mil vezes superior à dos outros povoamentos existentes à mesma profundidade. É um autêntico oásis
de vida. E de uma vida muito diferente da que se julgava possível. Os organismos aí existentes baseiam-se numa cadeia
alimentar que até há pouco não se imaginava. Ninguém pensava que uma flora que não depende da energia solar pudesse
existir, nem que muitos dos estranhos animais aí encontrados habitassem o nosso planeta.

Corvo Dorsal Média-atlântica


N Flores
Placa Graciosa
Norte-americana
Faial Terceira
Placa Menez Gwen
Norte- Placa 37° 50'N e 31° 31'W Pico São Jorge
-americana Euro-asiática São Miguel
Placa
Lucky Strike Euro-asiática
Arquipélago 37° 18'N e 32° 16'W Formiga
dos Açores Zona
de fra
tura e Santa
ste do Maria
s Açore
s
Placa Placa Africana
Rainbow
Africana 0 1000 km 36° 14'N e 33° 54'W

Nessas zonas hidrotermais profundas descobriram-se quase 400 espécies até então desconhecidas. Na base da cadeia ali-
mentar aparecem bactérias que obtêm a sua energia básica a partir da oxidação de sulfuretos, presentes nos fluidos que emer-
gem das chaminés submarinas. Alimentando-se dessas bactérias, aparecem vermes e moluscos bivalves gigantescos, com 26
centímetros de comprimento. Estranhas espécies de caranguejos, de camarões e de outros animais mais complexos surgem no
fim da cadeia alimentar. Um facto curioso é que a maioria das espécies aí existentes apenas sobrevive nesses ambientes.
A descoberta destas estranhas espécies veio mostrar que a vida pode existir longe da energia solar e em ambientes muito dife-
rentes daqueles que pensávamos ser condição necessária para a evolução biológica.
Adaptado de Missão Saldanha, Nuno Crato

1. Os produtores das zonas hidrotermais utilizam processos de autotrofia muitos específicos. Selecione a alternativa
que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
A energia usada pelos produtores dos ecossistemas existentes nestas zonas e a sua fonte são respetivamente…
A. energia química e oxidação de compostos minerais.
B. energia térmica e redução de compostos minerais.
C. energia solar e oxidação dos compostos orgânicos.
D. energia química e redução de compostos minerais.
368 BIOLOGIA E GEOLOGIA

2. Selecione a alternativa que completa corretamente a seguinte afirmação.


Tanto neste processo como no fotoautotrofismo há ____, mas apenas neste último ocorre ______.
A. libertação de O2 […] formação de compostos orgânicos
B. formação de compostos inorgânicos […] libertação de O2
C. libertação de O2 […] formação de compostos inorgânicos
D. formação de compostos orgânicos […] libertação de O2

3. Selecione a alternativa que completa corretamente a seguinte afirmação.


Os seres que realizam este processo de autotrofia designam-se por…
A. fotossintéticos. C. aeróbios.
B. quimiossintéticos. D. anaeróbios.

4. Reproduza a sequência temporal correta dos seguintes acontecimentos relativos à produção de matéria orgânica
nos ecossistemas das zonas hidrotermais profundas, colocando por ordem as letras que os identificam.
A. Captação de CO2. D. Oxidação de sulfuretos.
B. Redução do CO2. E. Produção de ATP e de NADPH.
C. Formação de matéria orgânica. F. Utilização de ATP.

5. Na figura encontra elementos que lhe permitem uma interpretação da tectónica açoriana.
Selecione a alternativa que completa corretamente cada uma das seguintes afirmações.
5.1 Os tipos de limites entre placas tectónicas existentes na região são...
A. convergentes e divergentes. C. transformantes e convergentes.
B. divergentes e transformantes. D. convergentes, divergentes e transformantes.
5.2 A ilha do Faial é tectonicamente mais ativa do que a ilha do Corvo porque…
A. se encontra sob a ação de falhas ativas.
B. se encontra mais próximo do limite convergente associado à dorsal média-atlântica.
C. localiza-se na placa Euroasiática e não na Norte-americana.
D. tem uma origem geológica diferente.

6. As afirmações que se seguem referem-se a manifestações de vulcanismo residual ou secundário presentes na


região dos Açores. Classifique cada uma delas como verdadeira (V) ou falsa (F).
A. O vulcanismo secundário apenas ocorre como locais com vulcanismo primário.
B. As mofetas são jatos de água ricos em gases tóxicos.
C. As sulfataras são fumarolas ricas em gases de enxofre.
D. As nascentes termais são manifestações de vulcanismo secundário relativamente frequentes também em
Portugal continental.
E. As fontes hidrotermais formam-se por depósito de um resíduo sólido a partir de um fluido rico em metais
expulso através de fendas.
F. As fumarolas incluem, além das sulfataras, as mofetas e os géiseres.
G. A atividade fumarólica nos Açores está relacionada com baixos valores de grau geotérmico.
H. Os campos hidrotermais profundos são manifestação de vulcanismo residual.

7. Interprete o afastamento que se verifica por medições periódicas das ilhas do Corvo e das Flores das restantes do
arquipélago, no contexto geológico açoriano.
Proposta de Exame 369

GRUPO IV
O estudo dos fatores envolvidos no movimento da água numa planta pode ser efetuado experimentalmente. Uma dessas
experiências pode ser observada no dispositivo representado esquematicamente na figura abaixo. O procedimento consistiu,
no essencial, no seguinte:
– Em dois tubos de vidro, selados numa das extremidades por uma membrana semipermeável, foi colocada igual quanti-
dade de uma solução A, cujo soluto não atravessa essa membrana.
– Um dos tubos continha previamente um êmbolo justo às suas paredes internas, cuja base ficou em contacto com a super-
fície da solução.
– Cada um dos dois tubos de vidro foi introduzido num copo de vidro. Os dois copos de vidro continham igual volume de
água destilada.
– O êmbolo foi puxado, tendo-se deslocado no sentido ascendente.

I II

Tubo
Pistão
Solução A

Água destilada

Membrana semipermeável

1. Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações, referentes à hipótese de adesão-
-coesão-tensão simulada no dispositivo representado na figura.
A. O dispositivo montado permite simular o movimento da água e solutos no floema.
B. A montagem representada em I simula o mecanismo descrito pela hipótese da pressão radicular.
C. A solução A representa a seiva xilémica.
D. A subida do êmbolo tem um efeito equivalente ao da transpiração que provoca uma tensão nas células da raiz.
E. Na hipótese de adesão-coesão-tensão simulada no dispositivo ocorre um movimento ascendente de uma coluna
de água desde a raiz até às folhas.
F. O movimento ascendente da água após ser puxado o êmbolo deve-se exclusivamente à coesão das moléculas
de água.
G. O movimento de água através da membrana para dentro do tubo ocorre por difusão simples.
H. O movimento ascendente da água após a tensão gerada pelo movimento do êmbolo só é possível devido à ade-
são das moléculas de H2O às paredes do tubo e à sua coesão entre si.

2. Transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitem preencher corretamente os espaços.
Na montagem representada em I, o líquido com menor pressão osmótica é a _____. Em consequência desta dife-
rença de potencial, prevê-se que o volume de líquido no interior do tubo ______.
A. água destilada [...] aumente
B. solução A [...] diminua
C. solução A [...] aumente
D. água destilada [...] diminua
370 BIOLOGIA E GEOLOGIA

2. Transcreva a letra correspondente à opção que contém os termos que permitem preencher corretamente os espaços.
Na montagem representada em I, o líquido com menor pressão osmótica é a _____. Em consequência desta dife-
rença de potencial, prevê-se que o volume de líquido no interior do tubo ______.
A. água destilada [...] aumente
B. solução A [...] diminua
C. solução A [...] aumente
D. água destilada [...] diminua

3. Selecione a alternativa que completa a frase seguinte, de modo a obter uma afirmação correta.
O efeito imediato da subida do êmbolo no tubo (esquema II) pode ser comparado ao exercido no interior dos vasos
xilémicos pela...
A. coesão.
B. adesão.
C. tensão.
D. pressão.

4. A montagem representada simula uma das hipóteses explicativas do modo como a seiva bruta, formada após a
água e os minerais atingirem o xilema, é transportada ao longo do organismo da planta até às folhas – hipótese
da adesão-coesão-tensão. Explicite de que forma esta hipótese explica o movimento da seiva xilémica.
384 BIOLOGIA E GEOLOGIA

PROPOSTA DE EXAME respetivamente. (2) A perda excessiva de água faria aumentar a


Grupo I pressão osmótica no sangue, pois o volume do plasma diminui e a
1. B. sua concentração aumenta, (3) os osmorrecetores do hipotálamo
são estimulados – gera vontade de beber água, que leva à ingestão e
2. B.
aumenta a produção de ADH e sua libertação pela hipófise, que
3. A. aumenta a permeabilidade nos tubos contornado distal e coletor e
4. A – V; B – F; C – V; D – F; E – V; F – V; G – V; H – F. assim a reabsorção de água para o sangue. O resultado será norma-
lização do volume e da concentração do plasma.
5. D.
6. A.
Grupo III
7. C.
1. A.
8. C.
2. D.
9. B.
3. B.
10. O aluno deverá referir os seguintes aspetos: o conjunto de pro-
4. D – E – A – F– B – C.
cessos, designados por diferenciação magmática, envolve (1) a cris-
talização fracionada – o magma é formado por uma mistura comple- 5.1 B.
xa de substâncias minerais, deste modo, quando se dá o arrefeci- 5.2 A.
mento, e visto que cada mineral tem uma temperatura de solidifica- 6. A – F; B – F; C – V; D – V; E –V ; F – F ; G – V; H – V.
ção e de cristalização próprias, minerais diferentes começam a cris-
7. O aluno deverá referir os seguintes aspetos: (1) As ilhas do Corvo e
talizar a temperaturas diferentes, numa sequência definida que
das Flores encontram-se na placa Norte-americana, enquanto as
depende da pressão e da composição do material fundido. (2) A fra-
restantes ilhas do arquipélago açoriano se encontram na placa
ção cristalina separa-se do restante líquido por diferenças de densi-
Euro-asiática. (2) Estas placas estão separadas por um limite diver-
dade – diferenciação gravítica. Assim, terminada a cristalização de
gente onde domina a ação do rifte Médio-atlântico. (3) A partir deste,
um magma, podem encontrar-se na câmara magmática rochas
os fundos marinhos alastram para um e outro lado, empurrando as
diversas em diferentes locais. (3) Outras causas de diferenciação
ilhas em sentidos opostos, afastando-as.
magmática, estas exteriores ao magma, são a assimilação magmá-
tica que se explica pelas reações entre o magma e as rochas envol-
ventes. Finalmente, os magmas podem diferenciar-se por mistura de Grupo IV
magmas de proveniências diferentes. 1. A – F; B – F; C – V; D – F; E – V; F – F; G – F; H – V.
2. A.
Grupo II
3. C.
1. B. 4. O aluno deverá referir os seguintes aspetos: A hipótese da adesão-
2. A – V; B – V; C – F; D – V; E – V; F – F; G – V; H – F. coesão-tensão explica o movimento da seiva xilémica através de
3. D. uma sequência de acontecimentos que ocorrem ligados desde a raiz
até às folhas. (1) O movimento da água do solo para a raiz, através
4.1 A.
desta, para dentro do xilema e o movimento da seiva bruta no xilema
4.2 C.
são desencadeados nas folhas, através da ação dos estomas. (2)
5.1 B. Quando a planta perde água por transpiração o conteúdo das célu-
5.2 B. las-guarda fica hipertónico em relação às células envolventes, pro-
6. O aluno deverá referir os seguintes aspetos: (1) A regulação, se o vocando um aumento da sua pressão osmótica, que gera uma ten-
pescador do ecossistema da figura entrasse em processo de desidra- são ou força de sucção que faz movimentar a água e os sais minerais
tação por exposição prolongada ao sol, seria feita por ação regula- desde a raiz às folhas, até às células-guarda. (3) Devido às forças de
dora, por retroalimentação negativa do sistema neuro-hormonal, em coesão estabelecidas entre as moléculas de água e às forças de ade-
que estão envolvidos o sangue, o tubo urinífero, o hipotálamo e a hipó- são destas com as moléculas polares das paredes dos vasos xilémi-
fise e a hormona antidiurética (ADH) por eles produzida e libertada, cos, este movimento ocorre em coluna contínua.

Você também pode gostar