Você está na página 1de 43

17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A2_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Entende-se por propriedades mecânicas aquelas utilizadas para avaliar a resistência a esforços, tensões e deformações.
Qual a alternativa abaixo se refere as propriedades mecânica da madeira:

Resistência a Fungos e Outros Biodegradadores, resistência ao fogo e resistência a intempéries.


Isotropia e Anisotropia.

Peso específico, índice de vazios e modulo de cisalhamento.

Densidade, módulo de elasticidade e resistência à compressão paralela às fibras.

Contração e inchamento e umidade da madeira.

Explicação:

Entende-se por propriedades mecânicas aquelas utilizadas para avaliar a resistência a esforços, tensões e deformações, como
a resistência à compressão, à tração, à flexão, à torção e ao cisalhamento, além do módulo de elasticidade.

Densidade. No caso da madeira, considerada em relação à umidade de 12%;


Módulo de elasticidade (mesmas considerações da resistência);
Resistência. Para o concreto, tomada em relação à resistência à compressão; para o aço, a tensão de escoamento do
aço ASTM A-36; e para a madeira, considerada a resistência à compressão paralela às fibras, à umidade de 12%;
Energia consumida na produção. Para a madeira, foi considerada a energia solar.

2. Quanto às propriedades da madeira, assinale a opção INCORRETA:

A densidade é uma das propriedades mais importantes, pois é um bom parâmetro para a previsão da resistência da
peça de madeira.
A madeira possui uma ótima resistência ao fogo, dependendo das suas dimensões, pois a camada mais externa,
carbonizada, atua como uma proteção da camada mais interna.
Somente cupins e fungos podem degradar a madeira.
A resistência das madeiras deve ser avaliada de acordo com a direção na qual a peça será mobilizada.

O módulo de elasticidade das madeiras varia em função da espécie, da direção considerada e da umidade da madeira.

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS

Explicação:

Resistência a Fungos e Outros Biodegradadores

Por ser um material natural, a madeira apresenta suscetibilidade quanto ao ataque de fungos e outros organismos
denominados xilófagos, sendo destes, os fungos e os insetos os mais comuns.

Cupins, besouros e outros insetos degradam a madeira por utilizarem-na como esconderijo ou alimento, escavando
verdadeiras galerias nas peças de madeira.

3. Em relação aos defeitos da madeira, que prejudicam o seu emprego pela perca da resistência ou durabilidade, analise os
itens abaixo: 1) Defeitos de crescimento. 2) Defeitos do desdobro. 3) Defeitos de secagem 4) Defeitos de produção. Dentre
os defeitos apresentados dois são semelhantes, ou seja, é dito o mesmo defeito com nomes diferentes. Quais seriam?

2 e 4.
1 e 3.
1 e 2.

3 e 4.
1 e 4.

Explicação:

o desdobro (corte) e a produção são similares

4. Quando consideramos a madeira como material estrutural, em grande parte das ocasiões, levamos em conta as suas
resistências à compressão e axial, no sentido longitudinal às fibras e em outra situação sua resistência perpendicular ou
normal às fibras. Pode-se considerar que as ações que atuem como forças agindo em um conjunto de canudinhos plásticos:
ao serem comprimidos, muitas das vezes rompendo por flambagem são resistências:

Tração perpendicular às fibras.


Compressão perpendicular às fibras.

Tração paralela às fibras.


Flexão oblíqua normal às fibras.
Compressão paralela às fibras.

Explicação:

Pode-se considerar que as compressões, paralela às fibras, atuem como forças agindo em um conjunto de canudinhos
plásticos: ao serem comprimidos, longitudinalmente, apresentam resistência considerável, muitas das vezes rompendo por
flambagem.

Figura ¿ (A) Compressão paralela às fibras e (B) Compressão perpendicular às fibras. Fonte: Calil et al (2003).

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS

5. A madeira apresenta propriedades distintas devido às direções principais. Qual das alternativas não corresponde a uma
direção da madeira?

Central.
Direção das fibras.

Tangencial.
Radial.
Longitudinal.

Explicação:

As propriedades variam de acordo com deslocamentos em sentidos apresentados em cartesiano, não tendo como base
pontual.

6. Uma das propriedades físicas da madeiras é a sua umidade. Com base nessa informação, determine o teor de umidade da
madeira que apresenta as seguintes massas: Massa úmida: 22kg Massa seca: 18kg

50%
45,00%
100%

22,22%
18,18%

Explicação:

U = (Múmido-Mseca)*100/Mseca

7. A madeira é um dos materiais de utilização mais antiga nas construções, tendo sido utilizada em todo o mundo, quer nas
civilizações primitivas, quer nas desenvolvidas, no oriente ou ocidente. Com relação às propriedades da madeira, é
CORRETO afirmar que:

As propriedades da madeira são condicionadas por sua estrutura anatômica, devendo distinguir-se os valores
correspondentes à tração dos correspondentes à compressão.
Os valores das propriedades da madeira correspondentes à direção paralela às fibras e à direção normal às fibras são
idênticos.
Uma estaca de fundação nunca pode ser de madeira, principalmente se a altura do lençol freático for elevada.

A madeira é um clássico exemplo de material isotrópico.


A umidade da madeira não influencia nas suas propriedades

Explicação:

Isso pode ser observado pela NR7190

As resistências a tração e compressão possuem valores diferenciados

8. Assinale a opção correta:

Somente as direções tangencial e radial são importantes para o conhecimento das propriedades anisotrópicas da
madeira.

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS
A madeira necessita de muita energia para crescer e por isso o seu uso é cada vez mais restrito em preferência de
outros materiais como o plástico.
As madeiras são materiais naturais com grandes variações em suas propriedades e por isso, não é relevante a sua
caracterização.
Anisotropia significa que a madeira apresenta diferentes propriedades consoante a direção em que se consideram tais
propriedades.
A madeira, como um material isotrópico, possui propriedades semelhantes conforme a ação na peça estrutural.

Explicação:

materiais isotrópicos possuem as mesmas características em todas as direções (ex. aço)

a madeira é anisotrópica

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:11:28.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A3_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Marque a alternativa falsa:

A madeira pode ser obtida em grandes quantidades a um preço relativamente


baixo.
A madeira pode representar solução natural para estruturas de grandes vãos,
nas quais a maior parte dos esforços decorrem do peso próprio.
A usinagem da madeira é significativamente mais simples do que a do concreto
ou aço.
A relação peso/resistência da madeira é menor que a do concreto e do aço.
A madeira é um elemento renovável, apesar de consumo energético alto para o
seu processamento e tratamento.

Explicação:

O consumo energético para o processamento e tratamento da madeira é baixo, comparado ao concreto e/ou aço

2. Marque a alternativa falsa:


Não é comum encontrar estruturas de madeira em depósitos de sal ou outros locais de agressividade
química elevada.
Com relação às propriedades mecânicas da madeira, devemos evitar as solicitações à tração normal às
fibras, pois a madeira apresenta valores de resistência extremamente baixos a esse tipo solicitação.
As dimensões mínimas das peças secundárias de madeiras utilizadas em projetos de estruturas são, para
peças isoladas, A≥18 cm² e espessura≥2,5 cm.
Ensaios realizados com diferentes teores de umidade, os valores de resistência não precisam ser corrigidos
para umidade padrão de 12%, pois são ensaios de laboratórios.
As dimensões mínimas das peças principais de madeiras utilizadas em projetos de estruturas são, para peças
isoladas, A≥50 cm² e espessura≥5 cm.

simulado.estacio.br/alunos/ 1/3
17/09/2019 EPS

Explicação:

É comum encontrar estruturas de madeira em depósitos de sal ou outros locais de agressividade química elevada.

3. Uma tora de madeira verde de 650 kgf de peso apresenta, no ponto de saturação, uma umidade de 30%.
Considerando a aceleração da gravidade igual a 10 metros por segundo ao quadrado, o seu peso seco em
estufa, em KN, é:

5,0

45,5
50,00
4,55

455,00

Explicação:

resp.= 5,0 KN

4. Marque a alternativa verdadeira:

A madeira é biologicamente suscetível aos ataques de fungos e de insetos.


Entretanto esta limitação pode ser compensada através de técnicas construtivas
e tratamentos preservativos, conferindo uma durabilidade comparável a de
outros materiais de construção.
Sua resiliência não permite absorver choques que romperiam ou fendilhariam
outro material.
A madeira apresenta boa capacidade de isolamento térmico mas não apresenta
boa capacidade de isolamento acústico.
Na madeira a relação peso/resistência é maior (pesa em média 4/3 do peso do
concreto e 5/2 do peso do aço).
Existe a heterogeneidade da madeira de árvore para árvore, porém dentro de
uma única tora, as peças retiradas apresentam homogeneidade de resistência.

Explicação:

A RELAÇÃO PESO/RESISTÊNCIA DA MADEIRA É MENOR QUE A DO CONCRETO E A DO AÇO

5. Marque a alternativa verdadeira:


A retratibilidade é a redução das dimensões da madeira devido ao ganho de TU (teor de umidade).
Banzo Superior, Banzo inferior, Montante e Diagonal são terminologias estruturais aplicados apenas para as estruturas
de madeira e não para às de aço.
A quantidade de água contida na madeira exerce grande influência nas suas propriedades físicas mas não nas suas
propriedades mecânicas.
Uma das características físicas da madeira cujo conhecimento é importante para sua aplicação como material de
construção é a umidade.
A umidade da madeira tende a um nível de equilíbrio com a umidade e a temperatura ambiente. A perda de umidade
da madeira se dá de forma lenta apenas no início, ocorrendo cada vez mais rapidamente à medida que se aproxima

simulado.estacio.br/alunos/ 2/3
17/09/2019 EPS
da umidade de equilíbrio.

Explicação:

As alternativas a, b, c, d estão com suas afirmativas invertidas.

6. Marque a alternativa falsa:

Uma das desvantagens da madeira é a sua heterogeneidade, de árvore para


árvore e mesmo dentro de uma única tora, oque confere ao material uma
grande variabilidade de resistência;
A madeira não permite fáceis ligações e emendas entre os elementos
estruturais, tal como o aço e o concreto.
A madeira apresenta resiliência alta (capacidade de voltar ao seu estado normal
depois de ter sido tensionada). Isso permite que ela absorva choques que
romperiam ou fendilhariam outro material.
A madeira já é consagrada no contexto internacional como um dos mais versáteis e eficientes materiais p/ aplicação
na construção civil, tanto estruturalmente quanto construtivo.
A madeira apresenta boa resistência mecânica, com resistência à compressão comparável a de um concreto de alta
resistência, sendo superior na flexão e no cisalhamento, e apresentando também rigidez equivalente a do concreto;

Explicação:

As ligações e emendas entre os elementos estruturais de madeira são mais fáceis que as feitas em concreto ou aço.

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:12:48.

simulado.estacio.br/alunos/ 3/3
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A4_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Assinale a opção correta:

Isotropia significa que a madeira apresenta diferentes propriedades consoantes à direção em que se consideram tais
propriedades.
A madeira foi dividida em classes de resistência, independentemente da sua espécie, família e classe.

O módulo de elasticidade das madeiras também varia proporcionalmente com a umidade.


A umidade das madeiras altera substancialmente suas propriedades mecânicas somente quando ela variar de 25 a
30%.
Para madeiras pouco conhecidas, pode-se aplicar a caracterização simplificada quanto às suas propriedades
mecânicas, segundo a NBR 7190/1997.

Explicação:

UMIDADE

A secagem prévia da madeira é importante para eliminar a água livre. Ao ser eliminada toda a água livre, dizemos que a
madeira atingiu o seu ponto de saturação, o que a NBR 7190/1997 considera como 25% (normalmente situa-se entre 20% e
30%).

Desta forma, antes de aparelhar a madeira, conseguiremos reduzir a movimentação dimensional, melhoramos a absorção de
produtos superficiais e preservativos, aumentando os seus desempenhos e a sua durabilidade, além de melhorarmos as suas
propriedades mecânicas.

Assim como para as propriedades mecânicas (modulo de elasticidade), a retração na madeira também varia conforme a
direção que é considerada. Esta variação pode originar torções, empenamentos e defeitos nas peças de madeira.

2. Marque a alternativa falsa:


Uma peça estrutural de madeira apresenta diferentes resistências à tração e à compressão somente quando
comparada a espécie de árvore de onde foi extraída.
De acordo com seu grau de umidade a madeira pode ser classificada em "moderadamente seca" e "seca ao ar".

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS
No Brasil o uso mais intenso de estruturas de madeira têm sido em treliças planas de cobertura, arcos de galpões e
ginásios, passarelas e pontes.
A partir do ponto de saturação, a perda de umidade é acompanhada de retração (redução de dimensões) e aumento
de resistência mecânica.
Madeira seca ao ar - é quando a madeira atinge uma umidade de equilíbrio com o ar, podendo chegar a este ponto
através da secagem artificial.

Explicação:

Uma peça estrutural de madeira apresenta diferentes resistências à tração e à compressão quando comparada a outras
espécies de árvore de onde foi extraída e também da mesma espécie de árvore de onde foi extraída.

3. Marque a alternativa verdadeira:


A madeira apresenta boa capacidade de isolamento térmico e acústico.
Na anatomia do tecido lenhoso da madeira, utiliza-se como base apenas as estruturas observadas nos cortes
transversais e tangenciais.
A classe das dicotiledôneas é considerada a das madeiras moles ou ¿softwoods¿ enquanto que a classe das coníferas é
considerada a das madeiras duras ou ¿hardwoods¿.
Ataques por fungos e insetos já não é mais desvantagem da madeira em relação a outros materiais empregados em
estruturas, devido aos tratamentos de hoje, 100% eficazes.
Uma grande desvantagem da utilização da madeira em estrutura é a sua pouca resistência à ação do fogo.

Explicação:

Alternativas a, b, d, e estão com suas afirmações invertidas

4. A secagem prévia da madeira é importante para eliminar a água livre. Ao ser eliminada toda a água livre, dizemos que a
madeira atingiu o seu ponto de saturação. Qual valor corresponde a porcentagem a esse ponto, segundo a NBR 7190/1997?

25%.
60%
5%

15%
40%

Explicação:

A NBR 7190/1997 considera como 25% (normalmente situa-se entre 20% e 30%).

5. Sobre as combinações relacionadas aos Estados Limites Últimos, marque a alternativa correta:

As combinações especiais de carregamento decorrem da presença de ações variáveis especiais, em que os seus
efeitos superam aqueles gerados pelas combinações normais.
Para as combinações normais de carregamento devemos considerar em uma mesma combinação todas as ações
variáveis multiplicadas por um coeficiente de minoração.
Todos os tipos de estrutura devem ser verificados para combinações excepcionais de carregamento.
Ações permanentes que causem efeitos favoráveis podem ser desprezadas.
As combinações de carregamento nos Estados Limites Últimos são categorizadas de acordo com a intensidade das
ações aplicadas.

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS
Explicação: Opção A: as combinações são categorizadas de acordo com o tempo de duração das ações. Opção B: nas
combinações normais, em cada combinação última devemos adotar uma ação variável como principal, e as demais devem ser
multiplicadas por um coeficiente de minoração. Opção D: apenas alguns tipos de estrutura devem ser verificados para
combinações excepcionais. Opção E: todas as ações permanentes devem ser consideradas.

6. Um recipiente contendo água tem peso constante de 8000 daN. Esta deverá suportar, através de quatro pés de madeira
que apresenta fibras verticas. Determine o valor aproximado da tensão resistente desses pés, em daN/cm2.

Dados: - Madeira de Dicotiledônea C40; - Umidade classe (2).

69.
137.
0,48.
274.

0,5.

Explicação:

Kmod1 = 0,6 (permanente, serrada); Kmod2 = 1,0 (classe 2); Kmod3 = 0,8 (2ª categoria).

Kmod = 0,6*1,0*0,8 = 0,48. fc 0,k = 800 daN/cm2 (dicotiledônea C40)

fc 0,d = Kmod * fc 0,k / 1,4 = 0,48*800/1,4 = 274 daN/cm2.

7. Uma perna de uma tesoura de cobertura chega em um tirante em um ângulo


de 22º. Sabendo que esta perna será embutida no tirante (ou linha) e que
este é um pranchão com 10x25cm (base x altura), assinale a opção correta:

Independentemente do uso da fórmula de Hankinson e das demais considerações de seção e distância das
extremidades do tirante, o entalhe máximo da perna na linha não deverá ultrapassar 6,25cm.
O entalhe no tirante é permitido em qualquer circunstância e sob qualquer detalhe.

Com um ângulo de 22º, a ligação entre a perna e a linha pode ter a sua força desprezada estruturalmente.
O tirante não deve ser submetido a entalhes, pois a sua reduzida largura (10cm) torna-o frágil para resistir aos
esforços gerados.
Para o dimensionamento do tirante, basta aplicar a fórmula de Hankinson para obter a resistência ponderada da
madeira quando submetida a esforços inclinados em relação às fibras.

Explicação:

a recomendação é que o entalhe seja limitado a 1/4 da altura da peça

8. Os coeficientes de modificação afetam os valores de cálculo das propriedades da madeira em função da classe
de______________________da estrutura, da classe de_________________________admitida, e do eventual
emprego de _______________________________.

Assinale a opção que completa corretamente as lacunas do fragmento acima.

carregamento - serragem - reflorestamento

carregamento - umidade - segunda qualidade

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS
colagem - laminação - segunda qualidade

umidade - serragem - recompostagem


colagem - umidade - reflorestamento

Explicação:

resp. Letra "D".

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:13:47.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A5_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201

Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Considerando um carregamento axial dimensionante à tração em uma peça de madeira serrada (segunda categoria:
kmod,3 = 0,80) em uma situação duradoura de projeto para carregamento de longa duração (kmod,1 = 0,70).
Considerando um ambiente com umidade classe (1) e (2) de madeira serrada (Kmod,2 = 1,0). Conforme a NBR
7190/1997, qual o valor do coeficiente de modificação (Kmod):

Kmod = 1,500

Kmod = 0,800

Kmod = 0,700
Kmod = 2,500

Kmod = 0,560

Explicação:

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3 = 0,70 x 1,00 x 0,80 = 0,560

2. Considerando um carregamento axial dimensionante à tração de Nd = 200kN (200000N) em uma peça de madeira serrada
com uma área líquida de An = 183 cm2 (0,0183m2). Determinar a tensão solicitante decorrente do esforço de tração:

σt0,d = Nd / An

10,92(N/cm2)
1.092,89 (N/cm2)

1.092,89 (N/m2)
109,28 (N/cm2)
1.092,89 (MPa)

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS
Explicação:

σt0,d = Nd / An

σt0,d = 200000 / 183 = 1092,89 N/cm2

σt0,d = 200000 / 0,0183 = 10928961,75 N/m2

3. Para uma madeira conífera serrada de segunda categoria, classe C-30, submetida a um esforço de tração axial permanente
de 500kN em um ambiente seco (U% = 40%), assinale a opção correta:

Para esta situação, Kmod,1 = 0,8; Kmod,2 = 1,0 e Kmod,3 = 0,80.


A resistência de cálculo (ft0,d) para estas condições é igual a 31,10MPa.
O Kmod para esta situação é igual 0,65.

O coeficiente de minoração das resistências características é igual a 1,40.


Segundo a NBR 7190/97, um pranchão de 6"x10" é suficiente para resistir aos esforços de tração aplicados.

Explicação:

Segundo a NBR 7190/97, um pranchão de 6"x10" é suficiente para resistir aos esforços de tração aplicados.

4. Não é comum encontrar peças de madeira maiores que 6,0m sem defeitos como empenamentos, arqueamentos e
abaulamentos. No caso da madeira serrada, A NBR 7190/97 estabelece dimensões mínimas para as seções das peças.
Quais as dimensões mínimas de área e espessura de uso de peças principais múltiplas?

Área ≥ 50 cm2 (cada uma)


Espessura ≥ 2,5 cm (cada uma)
Área ≥ 100 cm2
Espessura ≥ 8,0 cm
Área ≥ 50 cm2
Espessura ≥ 5,0 cm
Área ≥ 18 cm2
Espessura ≥ 2,5 cm
Área ≥ 35 cm2 (cada uma)
Espessura ≥ 2,5 cm (cada uma)

Explicação:

A Tabela 4 da NBR 7190/97 apresenta tais dimensões.

5. Sendo um carregamento, em uma peça de madeira serrada, axial dimensionante à tração de 400kN com 4,0m de
comprimento, dimensionar conforme a NBR 7190/1997. Considerando uma madeira dicotiledônea classe C-30 em ambiente
com 85% de umidade, de segunda categoria, com carregamento de média duração.

728 cm2
364 cm2
183 cm2
150 cm2
200 cm2

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS
Explicação:

Kmod,1 = 0,80 (para a madeira serrada e carregamento de longa duração).


Kmod,2 = 0,80 (para a madeira serrada e classe de umidade 3 ou 4 = 85% de Uamb).
Kmod,3 = 0,80 (para a madeira de segunda categoria).

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3 = 0,80 x 0,80 x 0,80 = 0,512

resistência de cálculo (ft0,d):

Onde:

Verificação da área mínima:

Como foi definida a carga na qual a peça está submetida (400kN), teremos:

400000N/An ≤ ft0,d ⇒ An = 400000N/1097N/cm2 = 364cm2

6. Segundo as propriedades mecânicas da madeira, podemos dizer que:

A ruptura de uma peça de madeira submetida à tração paralela às fibras é dúctil, pois esta peça deforma bastante
antes de se romper.
A resistência à flexão da madeira, assim como no concreto, para seções com dimensões compatíveis às tensões e
deformações impostas, provoca um enrugamento na parte comprimida da madeira e um alongamento na parte
tracionada, com uma linha neutra entre essas duas partes, onde se possui um valor máximo de esforço cisalhante.
Somente são importantes aquelas que estão relacionadas às suas resistências.
A ruptura das fibras longitudinais submetidas à tração paralela muitas das vezes ocorre com a instabilidade lateral das
mesmas.
Os mecanismos de ruptura das fibras longitudinais sujeitas tanto à tração quanto à compressão normais às fibras são
os mesmos, sendo a lignina um fator determinante em ambas as resistências.

Explicação:

A resistência à flexão da madeira, assim como no concreto, para seções com dimensões compatíveis às tensões e
deformações impostas, provoca um enrugamento na parte comprimida da madeira e um alongamento na parte tracionada,
com uma linha neutra entre essas duas partes, onde se possui um valor máximo de esforço cisalhante.

7. A NBR 7190/97 estabelece dimensões mínimas para as seções das peças de madeira serrada, considerando as dimensões
mínimas Área ≥ 18 cm2
Espessura ≥ 2,5 cm, marque a alternativa que corresponde ao uso específico.

Peças secundárias isoladas.


Peças principais isoladas.

Peças principais múltiplas.


Peças secundárias múltiplas.

Peças complexas.

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS

Explicação:

A NBR 7190/97 apresenta essas dimensões mínimas para as peças secundárias isoladas de madeira serrada.

8. A utilização intensiva da madeira como matéria-prima para fins industriais ou construtivos só pode ocorrer a partir do
conhecimento adequado de suas propriedades. Sobre o assunto, considere as seguintes afirmativas: 1. As propriedades da
madeira são constantes ao longo do fuste das árvores. 2. A massa específica da madeira se correlaciona de forma positiva
com as propriedades de resistência mecânica. 3. A madeira possui propriedades térmicas e acústicas de interesse na
construção civil. 4. As propriedades de resistência mecânica da madeira variam de acordo com a espécie. Assinale a
alternativa correta.

Somente a afirmativa 1 é verdadeira.

Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.

Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.


Somente a afirmativa 2 é verdadeira.

As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.

Explicação:

As propriedades da madeira são condicionadas por sua estrutura anatômica, devendo distinguir-se os valores correspondentes
à tração dos correspondentes à compressão, bem como os valores correspondentes à direção paralela às fibras dos
correspondentes à direção normal às fibras.

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:15:02.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A6_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Uma perna de uma tesoura de cobertura chega em um tirante em um ângulo de 22º. Sabendo que esta perna será
embutida no tirante (ou linha) e que este é um pranchão com 10 x 25cm (base x altura), assinale a opção correta:

Independentemente do uso da fórmula de Hankinson e das demais considerações de seção e distância das
extremidades do tirante, o entalhe máximo da perna na linha não deverá ultrapassar 6,25cm.
O tirante não deve ser submetido a entalhes, pois a sua reduzida largura (10cm) torna-o frágil para resistir aos
esforços gerados.
Para o dimensionamento do tirante, basta aplicar a fórmula de Hankinson para obter a resistência ponderada da
madeira quando submetida a esforços inclinados em relação às fibras.
O entalhe no tirante é permitido em qualquer circunstância e sob qualquer detalhe.
Com um ângulo de 22º, a ligação entre a perna e a linha pode ter sua força desprezada estruturalmente.

Explicação:

Recomenda-se que a altura do entalhe (e) não seja maior que ¼ da altura da seção da peça entalhada (h). Caso seja
necessária uma altura de entalhe maior, devem ser utilizados dois dentes.

Logo 25 cm x 1/4 = 6,25 cm

2. Segundo as tabelas 12, 13 e 14 da Norma NBR 7190/97, para uma madeira


dicotiledônea com ft0,k = 90MPa, assinale a opção correta:

O embutimento nas peças de madeira pode ser considerado sem preocupação para com o diâmetro do pino embutido.
O valor de αn considera a tração normal ás fibras longitudinais, não importando a extensão de aplicação da carga
normal.
Neste caso, teremos ft0,d=175MPa
Segundo a Tabela 12 da NBR 7190/97, a resistência de cálculo à compressão longitudinal é diferente da resistência de
cálculo à tração longitudinal.

fc90,d= 9,60MPa, considerando kmod=0,192, γwt=1,8 e extensão da aplicação normal da carga igual a 20cm.

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS

Explicação:

alfa = 1

f = 0,192 *90/1.8 = 9,6 MPa

3. Determine a resistência de cálculo à compressão paralela às fibra (fc0,d), de uma peça de madeira de fcm = 76,0 Mpa.
Considere, ainda, que a peça é de madeira serrada de primeira categoria (Kmod,3 = 1,0), com carregamento de longa
duração (Kmod,1 = 0,70), e será instalada em um ambiente com 60% de umidade (Kmod,2 = 1,0).

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3


fc0,k = 0,70 x fcm
fc0,d = Kmod x (fc0,k / Yw)

26,6 Mpa
54,2 Mpa
24,4 Mpa

76,0 Mpa
53,2 Mpa

Explicação:

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3

Kmod = 0,70 x 1,00 x 1,00 = 0,70

fc0,k = 0,70 x fcm

fc0,k = 0,70 x 76 = 53,2 Mpa

fc0,d = Kmod x (fc0,k / Yw)

fc0,d = 0,70 x (53,2 / 1,4) = 26,6 Mpa

4. A flambagem é um fenômeno de instabilidade elástica associado a elementos comprimidos. Considerando a flambagem em


colunas, marque a opção que apresenta as afirmativas corretas.
I. A carga de flambagem é diretamente proporcional ao quadrado do comprimento da coluna.
II. Por definição, uma coluna ideal deve ser feita de material homogêneo, todos os esforços externos devem ser aplicados
na direção do centróide da sua seção transversal e, inicialmente, deve ser perfeitamente reta.
III. A carga crítica é definida como a carga máxima que uma coluna pode suportar quando está no limite da flambagem.
IV. A flambagem ocorre em torno do eixo em que o índice de esbeltez tem o maior valor.

I e III.
II e III.
II, III e IV.
I e II.

I, II, III e IV.

Explicação:

ERRADO : I - Inversamente proporcional.

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS

5. Determine a tensão de compressão em uma peça de madeira com seção de 15cm x 15cm sujeito a um carregamento axial
dimensionante à compressão de 600 kN.

σc0,d = Nd/A

2,67 kN/m2

26,67 N/cm2
26,67 Mpa
40,0 MPa
40,0 Pa

Explicação:

Nd = 600kn = 600000 N

A = 15 x 15 = 225 cm2 = 0,0225 m2

σc0,d = Nd/A

σc0,d = 600000/0,0225 = 26666666,7 N/m2 = 26,67 MPa

6. Para uma madeira conífera serrada de segunda categoria, classe C-30,


submetida a um esforço de tração axial permanente de 180kN em um
ambiente seco (U%=40%), assinale a opção correta:

A resistência de cálculo (ft0,d) para estas condições é igual a 31,10MPa.

O coeficiente de minoração das resistências características é igual a 1,40.

Para esta situação, Kmod,1 = 0,8; Kmod,2=1,0 e Kmod,3=0,80.


Segundo a NBR 7190/97, um pranchão de 6x10 polegadas é suficiente para resistir aos esforços de tração aplicados.
(1 pol=2,54 cm)
O Kmod para esta situação é igual 0,65.

Explicação:

kmod =0,6 x1,0x0,8 = 0,48

A = 6 x 2,54x10x2,54=387,096 cm2

Nd resitente = 0,48 x 0.77 x 3,0 x 387,096 /1,8 = 238.45 kN

N max = 238,45 /1.3 = 183.4 kN

7. Determine a resistência de cálculo à compressão paralela às fibra (fc0,d), de uma peça de madeira serrada de fcm = 60,0
Mpa. Considere, ainda, que a peça é de madeira serrada de segunda categoria (Kmod,3 = 0,80), com carregamento de
longa duração (Kmod,1 = 0,70), e será instalada em um ambiente com umidade classe (1) e (2) (Kmod,2 = 1,0).

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3


fc0,k = 0,70 x fcm
fc0,d = Kmod x (fc0,k / Yw)

16,8 Mpa
60,0 Mpa

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS

24,0 Mpa
42,0 Mpa

30,0 MPa

Explicação:

Kmod = Kmod,1 x Kmod,2 x Kmod,3

Kmod = 0,70 x 1,00 x 8,00 = 0,560

fc0,k = 0,70 x fcm

fc0,k = 0,70 x 60 = 42 Mpa

fc0,d = Kmod x (fc0,k / Yw)

fc0,d = 0,56 x (42 / 1,4) = 16,8 Mpa

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:16:10.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A7_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201

Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Determinar a resistência de cálculo fv,k ao cisalhamento de uma peça de madeira serrada de cupiúba de 2ª categoria (fvm =
10,4MPa). Considere o cálculo do coeficiente de modificação kmod,1 = 0,60, para um carregamento permanente; kmod,2 =
1,00, para classe 2 de umidade e kmod,3 = 0,80, para madeira de 2ª categoria.

kmod = kmod,1 x kmod,2 x kmod,3


fv,k = 0,54 . fvm
fv,d = Kmod x (fv,k / Yw) com Yw = 1,8

3,12 MPa

2,85 MPa
10,40 MPa

1,50 MPa
5,77 MPa

Explicação:

kmod = kmod,1 x kmod,2 x kmod,3

kmod = 0,60 x 1,00 x 0,80 = 0,48

fv,d = Kmod x (fv,k / Yw) com Yw = 1,8

fv,k = 0,54 . fvm = 0,54 x 10,4 = 5,616 Mpa

fv,d = Kmod x (fv,k / Yw)

fv,d = 0,48 x (5,616 / 1,8) = 1,5 Mpa

simulado.estacio.br/alunos/ 1/5
17/09/2019 EPS

2. Vigas de madeira são usadas para construir casas e suportar tetos e telhados. Qual formato não corresponde a essa vigas?

Simples.
Independente.

Laminadas.
Composta.

Maciças.

Explicação:

As vigas de madeira podem ser de diversos formatos, maciças ou laminadas, simples (única peça) ou composta (combinação
de várias peças por meio de colagem ou conectores).

3. Para peça de madeira serrada cupiúba de 2ª categoria, classe 2 de umidade (Kmod = 0,48), com vão igual a 2m e
dimensões (b x h) 5cm x 10cm. Sabendo que Ec = 13627MPa, a razão h/b = 2, βM = 8,8. Portanto, podemos calcular l1 a
partir dos cálculos a seguir (e sabendo que fc0,d = 13,1Mpa). Determine a necessidade de contenção lateral.

Ec,ef = kmod x Ec

l1/b < Ec,ef / (βm x fc0,d)

l1 < 1,83 m. Como a viga tem 2m de comprimento, não há necessidade de contenção lateral.
l1 < 1,83 m. Como a viga tem 2m de comprimento, há necessidade de contenção lateral.
l1 < 1,83 cm. Como a viga tem 2m de comprimento, há necessidade de contenção lateral.

l1 < 2,83 cm. Como a viga tem 2m de comprimento, não há necessidade de contenção lateral.
l1 < 2,83 m. Como a viga tem 2m de comprimento, não há necessidade de contenção lateral.

Explicação:

Ec,ef = kmod x Ec

l1/b < Ec,ef / (βm x fc0,d)

Ec,ef = kmod x Ec

Ec,ef = 0,48 x 13627 = 6540,96MPa

l1/b < Ec,ef / (βm x fc0,d)

l1/b < 6540,96 / (8,8 x 13,1)

l1/b < 56,7

l1 < 56,7 x 5 = 283,7 cm

l1 < 2,837 m

4. Determinar a resistência de cálculo fv,k ao cisalhamento de uma peça de madeira serrada de cupiúba de 2ª categoria (fvm =
15 MPa). Considere, ainda, que a peça é de madeira serrada de segunda categoria (Kmod,3 = 0,80), com carregamento de
longa duração (Kmod,1 = 0,70), e será instalada em um ambiente com umidade classe (1) e (2) (Kmod,2 = 1,0).

kmod = kmod,1 x kmod,2 x kmod,3


fv,k = 0,54 . fvm
fv,d = Kmod x (fv,k / Yw) com Yw = 1,8

simulado.estacio.br/alunos/ 2/5
17/09/2019 EPS
8,33 MPa

15 MPa
2,52 MPa

4,66 MPa
2,85 MPa

Explicação:

kmod = kmod,1 x kmod,2 x kmod,3

kmod = 0,70 x 1,00 x 0,80 = 0,56

fv,d = Kmod x (fv,k / Yw) com Yw = 1,8

fv,k = 0,54 . fvm = 0,54 x 15 = 8,1 Mpa

fv,d = Kmod x (fv,k / Yw)

fv,d = 0,56 x (8,1 / 1,8) = 2,52 Mpa

5. 𝑁𝑔1=20𝑘𝑁 devido ao peso


Para um pilar em uma estrutura tipo 1 de acesso restrito com esforços normais
𝑁𝑔2=60𝑘𝑁 devido ao peso de elementos fixos não estruturais, 𝑁𝑞1=10𝑘𝑁 devido à ação do vento
próprio,
e 𝑁𝑞2=10𝑘𝑁devido à sobrecarga de pessoas, marque a alternativa correta:

O coeficiente 𝝍2 para a ação do vento é igual a 0,0.


O coeficiente 𝜓0 para a sobrecarga de pessoas é igual a 0,7.
O esforço normal de projeto para a verificação no estado limite de verificação deve ser igual a 95𝑘𝑁.
O coeficiente 𝛾𝑔 é igual a 1,4.
O coeficiente 𝛾𝑞 é igual a 1,25.

Explicação:

6. Sobre os métodos de cálculo disponíveis para um projeto estrutural, assinale a alternativa correta:

simulado.estacio.br/alunos/ 3/5
17/09/2019 EPS
Uma das limitações do Método das Tensões admissíveis é que as verificações de segurança dependem de um único
coeficiente de segurança, não importando a origem do esforço ou do material.
O Método das Tensões Admissíveis é o método mais utilizado atualmente, e é adotado nas principais normas de
estruturas de madeira, incluindo a NBR 7190/97.
Casos ligados à verificação nos Estados Limites de Serviço incluem, por exemplo, a análise de ruptura de uma seção
da estrutura, e a análise de vibrações excessivas.
Os Estados Limites Últimos estão ligados à garantia do atendimento da estrutura aos requisitos de projeto para a sua
deformação.
No Método dos Estados Limites são levados em consideração apenas aqueles estados que possam provocar a ruptura
da estrutura.

Explicação: Opção A: o Método das Tensões Admissíveis foi substituído gradualmente pelo Método dos Estados Limites nas
principais normas de projeto estrutural, incluindo a NBR 7190/97. Opção C: o Método dos Estados Limites também leva em
consideração estados que possam inviabilizar a estrutura para o desempenho da função que foi projetada. Opção D: os
Estados Limites Últimos estão relacionados a casos de carregamento que possam provocar a ruína da estrutura. Opção E: a
análise de vibrações excessivas é um caso estudado nos Estados Limites de Serviço, mas a análise de ruptura de uma seção
está ligada aos Estados Limites Últimos.

7. Uma viga de madeira serrada de dimensões iguais a 5cm x 12cm é utilizada em


uma estrutura. Considere a razão h/b = 4, βM = 10,8. Com base nessas
informações, qual o valor de l1 ( fc0,d) = 15,1Mpa? Sabe-se que E0 = 15200Mpa.

67,1m

268m
134,2m

15,3m

150m

Explicação:

kmod,1 = 0,60, para um carregamento permanente;


kmod,2 = 1,00, para classe 2 de umidade;
kmod,3 = 0,80, para madeira de 2ª categoria.

kmod = 0.60 . 1,00 . 0,80 = 0,48

Ec,ef = kmod. Ec = 0,48 .15200 = 7296MPa

l1/b < Ec,ef/(βM.¿c0,d) h/b = 4, logo, b = 3

l1/b < 7296/(10,8.15,1)

l1/3 < 44,74

l1 < 134,22 m

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:16:59.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/5
17/09/2019 EPS

simulado.estacio.br/alunos/ 5/5
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A8_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Os momentos fletores podem decorrer da excentricidade, com relação ao eixo do elemento, de força atuando na direção
longitudinal. Podendo ter a ocorrência em vigas, vigas protendidas, pilares, eixos assimétricos, etc. Qual o tipo de flexão
cuja ação ocorre de forma combinada entre a força normal e momentos fletores?

Flexão composta

Flexão admissível.

Flexão normal

Flexão simples.

Flexão pura.

Explicação:

Flexão composta: quando a flexão está acompanhada de esforços normais não nulos.

2. Os efeitos combinados das tensões nas duas direções da peça, formando o que chamamos de flexão oblíqua. As tensões
geradas pela flexão dos elementos podem ser combinadas com eventuais tensões axiais presentes na estrutura. A qual tipo
de flexão composta ocorre caso o esforço axial seja de tração?

flexocompressão

flexão oblíqua
flexotensão

flexoextenção
flexotração

Explicação:

Com a flexão composta: se a carga axial é de tração, há flexotração.

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS

3. Sobre a flexão composta:

I) é o efeito acumulado dos esforços de flexão (simples ou oblíqua) com esforços axiais.

II) é o efeito de um momento fletor e um esforço cortante.

III) Ela pode ocorrer pela combinação de uma flexão real na peça com um esforço axial, ou pela aplicação de uma força
normal (de compressão ou tração) fora do eixo, com uma excentricidade e.

IV) é o efeito de carregamentos puramente axiais.

Marque a única alternativa correta.

Somente II
Somente IV

II e IV
I e III

Somente I

Explicação:

A flexão composta é o efeito acumulado dos esforços de flexão (simples ou oblíqua) com esforços axiais.

Ela pode ocorrer pela combinação de uma flexão real na peça com um esforço axial, ou pela aplicação de uma força normal
(de compressão ou tração) fora do eixo, com uma excentricidade e.

4. Para uma coluna de 2,5m de altura, rotulada nas duas extremidades, feita de
madeira dicotiledônea de classe C40, de dimensões 7,5cm x 15cm, com um
kmod=0,50 e submetida a um carregamento axial de compressão de 250kN,
assinale a opção correta:

Não é possível determinar o seu comprimento de flambagem, uma vez que não foram informadas exatamente quais
as condições de contorno das extremidades.
A resistência de cálculo do elemento à compressão paralela às fibras da madeira é igual a 25,5MPa.
A peça deve ser classificada como medianamente esbelta, pois possui esbeltez na faixa entre 40 e 80.

A peça deve ser classificada como esbelta, uma vez que sua esbeltez está situada entre 80 e 140.
A tensão de compressão de cálculo é igual a 20,0MPa.

Explicação:

o índice de esbeltez é calculado pela divisão do comprimento 250 pelo raio de giração pode ser obtido pela raiz quadrada da
menor inércia (15 x 7,5 ao cubo sobre 12) dividida pela área, oque dá 115,47, valor entre 80 e 140. a peça é ebelta

letra b

5. Qual tipo de flexão corresponde quando o único esforço interno é o momento fletor. Isto é, na seção de uma barra onde
ocorre a flexão pura o esforço cortante e esforço normal são nulos?

pura.
composta.
atuante.
simples.

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS
neutra.

Explicação:

A flexão pura é um caso particular da flexão simples onde corpos flexionados somente estão solicitados por um momento
fletor, não existindo assim o carregamento transversal.

6. Para uma viga de 3m de comprimento, sem possibilidade de flambagem lateral, feita de madeira dicotiledônea de classe
C40, de dimensões 10cm x 20cm, com um kmod = 0,60 e submetida a um momento máximo de 10,2kN.m em torno do
eixo de maior inércia e 0,6kN.m em torno do eixo de menor inércia, assinale a opção correta:

A resistência de cálculo do elemento ao cisalhamento é igual a 1,6MPa.

A peça passa na verificação à flexão oblíqua.


Temos todas as informações necessárias para realizar a verificação ao cisalhamento.
Na verificação à flexão, uma das tensões solicitantes é igual a 3,5MPa.
A resistência de cálculo do elemento à compressão paralela às fibras é igual a 16,14MPa.

Explicação:

A peça passa na verificação à flexão oblíqua

7. Determine o momento fletor de uma peça quadrada de 5,0m de comprimento, constituida de madeira conífera classe C40 e
kmod = 0,50, capaz de suportar uma tração axial de 80kN, aplicado com uma excentricidade de 5cm em relação ao eixo da
barra.

100kN.cm
500kN.cm
200kN.cm
300kN.cm

400kN.cm

Explicação:

M = T.e = 80x5 = 400kN.cm

8. Para uma peça feita de madeira conífera de classe C30, de dimensões 5cm x 20cm, com um kmod = 0,60, comprimento
2,0m e submetida a um carregamento uniforme de 1kN/m na menor inércia, um de 6kN/m na maior inércia e um esforço
de tração de 80kN, assinale a opção correta (considere que não há flambagem lateral na viga):

A tensão devida ao cisalhamento σTd é igual a 10MPa.


A peça não atende aos critérios de verificação das tensões normais, porém admitindo uma viga com dimensões 10cm
x 20cm é possível garantir a segurança da peça.
A peça, com as dimensões informadas, não atende à verificação do cisalhamento.

A tensão resistente de projeto à compressão paralela às fibras é igual a 15MPa.


A tensão de cisalhamento total é superior a 1MPa.

Explicação:

A peça não atende aos critérios de verificação das tensões normais, porém admitindo uma viga com dimensões 10cm x 20cm
é possível garantir a segurança da peça.

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:17:32.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A9_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201

Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. Considere que a peça possui dimensões 20cm x 20cm, que a peça é de madeira conífera classe C25. Desprezando a
flambagem lateral da peça, e com as seguintes considerações:

Índice de esbeltez l = lfl/i = 34,64 (<40 peça curta)


Tensão resistente de projeto a compressão: fc0,d = 1,071 kN/cm2
Tensões solicitantes, a partir do esforço de compressão:
sxo,d = 0,3375 kN/cm2
syo,d = 0,5625 kN/cm2
sNd = 0,1875 kN/cm2
KM = 0,5 (seções retangulares)
KM = 1,0 (demais seções)

Faça a verificação a flexocompressão desta peça para tensões solicitantes, a partir do esforço de compressão em x (sxo,d):

(sNd/fc0,d)2 + KM.(sxo,d/fc0,d) + (syo,d/fc0,d) < 1

Passou pela verificação 0,608 < 1


Passou pela verificação 1,713 < 1

Não passou pela verificação 1,608 > 1


Passou pela verificação 0,713 < 1
Não passou pela verificação 1,713 > 1

Explicação:

(0,1875/1,071)2 + 0,5 x (0,3375/1,071) + (0,5625 /1,071) = 0,713 < 1 - PASSOU!

2. Qual parâmetro corresponde a uma medida relativa entre o comprimento da barra e sua seção transversal? Considerando
que uma barra é esbelta quando seu comprimento é grande perante sua seção transversal.

Lei de Hook

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS
Equação de Eüler

Flambagem inelástica.

Indice de Esbeltez
Flambagem elástica.

Explicação:

O índice de esbeltez é uma medida mecânica utilizada para estimar com que facilidade um pilar irá encurvar.

3. Um gráfico da tensão de flambagem em função do índice de esbeltez mostrando a validade da Equação de Eüler é
observado a seguir, conforme o seu comportamento. A partir do gráfico, qual valor corresponde ao índice de elbeltez limite

do aço?

412
200
42
250
89

Explicação:

A tensão necessária para a flambagem é σp. A este valor, se dá o nome de Índice de esbeltez limite e se indica por λlim.

4. Sobre os métodos de cálculo que acabamos que aprender, assinale a opção correta:

Os estados limites a serem analisados no Método dos Estados Limites podem ser divididos em estados limites últimos
e de utilização.
Atualmente o Método das Tensões Admissíveis ainda é o mais adotado pelas principais normas de estruturas de
madeira, como a NBR 7190/97.
A análise de deformações excessivas não faz parte da análise no Método dos Estados Limites.
No estado limite de utilização, assim como no estado limite último, as cargas são combinadas majorando-se os seus
valores característicos.
O Método das Tensões Admissíveis é aplicado utilizando-se vários coeficientes de segurança, para cada tipo de ação
presente na estrutura.

Explicação:

Esse método leva em consideração os diferentes estados limites aos quais a estrutura pode estar sujeita. Um estado limite é
todo evento no qual a estrutura não mais atende aos seus objetivos. São divididos em dois:

Estados Limites Últimos

Estados Limites de Serviço ou Utilização

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS

5. A distinção entre os tipos de flambagem pode ser diferenciada pela equação de Eüler. Marque a alternativa que corresponde
à flambagem que segue tal equação.

Flambagem elástica.
Flambagem por torção.
Flambagem inelástica.

Flambagem estática.
Flambagem fletida.

Explicação:

A flambagem elástica ocorre sob tensões inferiores ao limite de proporcionalidade σp do material.

6. Considere que a peça possui dimensões 20cm x 20cm, que a peça é de madeira conífera classe C25. Desprezando a
flambagem lateral da peça, e com as seguintes considerações:

Índice de esbeltez l = lfl/i = 34,64 (<40 peça curta)


Tensão resistente de projeto a compressão: fc0,d = 1,071 kN/cm2
Tensões solicitantes, a partir do esforço de compressão:
sxo,d = 0,3375 kN/cm2
syo,d = 0,5625 kN/cm2
sNd = 0,1875 kN/cm2
KM = 0,5 (seções retangulares)
KM = 1,0 (demais seções)

Faça a verificação a flexocompressão desta peça para tensões solicitantes, a partir do esforço de compressão em y (syo,d):

(sNd/fc0,d)2 + (sxo,d/fc0,d)+ KM.(syo,d/fc0,d) < 1

Passou pela verificação 1,608 < 1


Não passou pela verificação 1,713 > 1

Passou pela verificação 0,713 < 1


Passou pela verificação 0,608 < 1

Não passou pela verificação 1,608 > 1

Explicação:

(0,1875/1,071)2 + 0,3375 /1,071 + 0,5 x 0,5625 /1,071= 0,608 < 1 - PASSOU!

7. Determine o dimensionamento de uma peça que possui as seguintes dimensões 25cm x 25cm, peça de madeira conífera
C30, com ¿c0,k = 30Mpa e Kmod = 0,56. Considere o comprimento de flambagem sendo 2m e despreze a flambagem lateral
da peça.

55,4

27,7
22,4

13,5

15,3

Explicação:
simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS

I= bh3/12 = 25*253/12 = 32552,1cm4

W = I/h/2 = 32552,1/25/2 = 2604,2cm3

A = 25x25 = 625cm2

i = √ (I/A) = √ (32551,1/625) = 7,22cm

ʎ = lfi/i = 200/7,22 = 27,7 (peça curta)

8. Sobre os tipos de ações e combinações de carregamentos, marque a alternativa correta:

O impacto de um navio no pilar de uma ponte pode ser considerado uma ação excepcional.
As ações permanentes podem ser divididas em normais ou especiais.

Temos cinco tipos de combinações últimas de carregamento.

Combinações frequentes são aquelas que possuem duração somada superior à 50% da vida útil da estrutura.
Cargas acidentais são um tipo de ação excepcional.

Explicação:

Possuem duração curta e baixa probabilidade de ocorrência durante a vida da construção. Dependendo do projetista e das
necessidades do projeto, análises específicas dessas ações excepcionais na estrutura podem ser exigidas, seja para manter a
garantia da segurança ou para atender a requisitos de órgãos fiscalizadores.

Exemplo: os impactos de navios nos pilares de uma ponte; a explosão de combustíveis em um posto de gasolina.

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:18:10.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A10_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. A qual tipo de ligação ocorre quando há uma solicitação combinada da madeira à compressão e à corte, em que a madeira
é a própria responsável por transmitir os esforços de uma peça para a outra?

Ligação por entalhe.


Ligação por pulsão.

Ligação por junção.

Ligação por dentes.

Ligação química.

Explicação:

Os entalhes precisam ser executados com elevada precisão, para que as faces das duas peças já estejam em contato antes da
aplicação das cargas na estrutura. Caso contrário, a estrutura sofrerá uma deformação até que essas faces se encontrem.

2. Determine o número de pregos para a ligação da figura abaixo, com uma carga de projeto de tração igual a 10kN.
Considere pregos 20 x 48, com diâmetro de 4,4mm e comprimento de 100mm, com a resistência do prego Rd = 0,837 kN

11
13
8

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS
12

10

Explicação:

n = Nd / Rd

Nd é a carga de projeto
Rd é a resistência de um prego (NBR7190)

n = 10 / 0,837 = 11,94 = 12 pregos

3. Conforme a NBR 7190/97, a folga aplicada nos furos de ligações parafusadas pode determinar a rigidez da ligação. Como
deve ser considerada para folgas superiores, como 1,0mm ou 1,5mm, o tipo de ligação?

Independente.

Livre.
Dependente.
Rígida.

Flexível.

Explicação:

Para folgas superiores, como 1,0mm ou 1,5mm, deve-se considerar a ligação como flexível.

4. Para uma ligação parafusada sujeita a corte simples, com uma chapa de espessura 30mm conectadas a uma chapa de
50mm, adotando parafusos ASTM A307 e madeira com fcd = 10MPa assinale a opção correta:

Caso o esforço seja de tração de 15kN, seriam necessários pelo menos oito parafusos de diâmetro 12,5mm.
Caso o esforço seja de tração de 20kN, seriam necessários pelo menos 14 parafusos de diâmetro 12,5mm.
Se considerarmos uma folga de 0,5mm nos parafusos, podemos assumir que a ligação sempre será rígida,
independentemente do número de parafusos.
Poderíamos adotar um parafuso de diâmetro 19mm, atendendo a todas as disposições construtivas estabelecidas na
NBR 7190/97.
Caso adotemos parafusos de diâmetro 12,5mm, o espaçamento mínimo entre conectores com folga seria de 40mm.

Explicação:

Caso o esforço seja de tração de 20kN, seriam necessários pelo menos 14 parafusos de diâmetro 12,5mm.

5. Determine o número de pregos para a ligação da figura abaixo, com uma carga de projeto de tração igual a 15kN.
Considere pregos 20 x 48, com diâmetro de 4,4mm e comprimento de 100mm, com a resistência do prego Rd = 0,855 kN

simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS
15

19
18

17
16

Explicação:

n = Nd/Rd

Nd é a carga de projeto
Rd é a resistência de um prego (NBR7190)

n = 15/0,855 = 17,54 = 18 pregos

6. Determinar a resistência da ligação de um prego segundo a norma NBR7190 referente a uma seção de corte na ligação da
figura abaixo. Considere pregos 20 x 48, com diâmetro de 4,4mm e comprimento de 100mm, com fck = 30MPa, fyk =
600MPa Kmod = 0,64, Yw = 1,4.

Resistência da ligação pela NBR7190:

f
2 ed
Rd = 0, 5. d . √
fyd

t f yd
Se, d
> 1, 25. √
f ed

Onde:

Rd é resistência de um prego referente a uma seção de corte na ligação


d é o diâmetro do prego.
t é a espessura da chapa mais fina utilizada na ligação.
fyd é a tensão de escoamento de projeto do aço usado no prego, igual a fyk/Ys = fyk/1,1.

fyd = fyk/1,1

fed = fcd = Kmod . ( fck / Yw )

545,45 kN
0,837 kN

8,37 MPa

13,71 Mpa
27,27 MPa

Explicação:

fyd = fyk/1,1

fyd = 600 / 1,1 = 545,45

fed = fcd = Kmod . ( fck / Yw )

fed = fcd = 0,64 . ( 30 / 1,4 ) = 13,71 MPa

t f yd
> 1, 25. √
d f ed

t/d = 40 / 4,4 = 9,09

1,25 . raiz( 545,45 / 13,71 ) = 1,25 . raiz( 39,78 ) = 1,25 x 6,3075 = 7,88

Logo 9,09 > 7,88

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS
Então:

f
2 ed
Rd = 0, 5. d . √
fyd

Rd = 0,5 . (4,4)2 raiz(13,71 . 545,45)

Rd = 0,837 kN

7. Pode-se admitir as ligações de inúmeras formas, dependendo do nível de rigidez que desejamos para a conexão, ou dos
materiais que estão disponíveis para o projeto e para o local em que a conexão será executada. De acordo com a figura a
seguir, qual tipo de ligação ela representa?

Cavilha.

Entalhe.
Cola.

Parafuso.

Conector de anel.

Explicação:

Este tipo de ligação transmite esforços por contato, sendo o mais utilizado em estruturas simples em madeira.

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:19:31.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4
17/09/2019 EPS

Disc.: ESTRUTURAS DE MADEIRA

Aluno(a): ALBERTO PACHECO DA SILVA 201602464201

Acertos: 9,0 de 10,0 17/09/2019

1a Questão (Ref.:201605408497) Acerto: 1,0 / 1,0

Sobre a estrutura interna das madeiras, assinale a opção FALSA:

A medula é a parte da seção transversal de um tronco de madeira que, por ser inicial, sustenta toda a
estrutura da árvore.
Os raios medulares são células longas e achatadas que transportam a seiva entre a medula e a casca,
ligando-se ao líber.
O cerne é a parte da madeira que está inativa, sendo por isso, mais resistente quanto ao ataque de fungos e
outros organismos.
O líber funciona como um transporte da seiva e produz células da casca.
O alburno é denominado de trecho ¿vivo¿ da árvore e apresenta coloração mais clara que o cerne e maior
permeabilidade e higroscopicidade, podendo absorver melhor os preservativos aplicados.
Respondido em 17/09/2019 22:54:40

2a Questão (Ref.:201605406320) Acerto: 1,0 / 1,0

Sobre a estrutura interna das madeiras, assinale a opção falsa:

Os raios medulares são células longas e achatadas que transportam a seiva entre a medula e a casca, ligando-se ao
líber.
A medula é a parte da seção transversal de um tronco de madeira que, por ser inicial, sustenta toda a
estrutura da árvore;
O cerne é a parte da madeira que está inativa, sendo por isso, mais resistente quanto ao ataque de fungos e
outros organismos;
O alburno é denominado de trecho "vivo" da árvore e apresenta coloração mais clara que o cerne e maior
permeabilidade e higroscopicidade, podendo absorver melhor os preservativos aplicados;
O líber funciona como um transporte da seiva e produz células da casca;
Respondido em 17/09/2019 22:54:53

3a Questão (Ref.:201605540679) Acerto: 1,0 / 1,0

Uma das propriedades físicas da madeiras é a sua umidade. Com base nessa informação, determine o teor de
umidade da madeira que apresenta as seguintes massas: Massa úmida: 22kg Massa seca: 18kg

100%
18,18%
22,22%
50%
45,00%
Respondido em 17/09/2019 22:55:38

simulado.estacio.br/alunos/ 1/3
17/09/2019 EPS

4a Questão (Ref.:201603531581) Acerto: 1,0 / 1,0

A madeira é um dos materiais de utilização mais antiga nas construções, tendo sido utilizada em todo o mundo, quer
nas civilizações primitivas, quer nas desenvolvidas, no oriente ou ocidente. Com relação às propriedades da madeira,
é CORRETO afirmar que:

As propriedades da madeira são condicionadas por sua estrutura anatômica, devendo distinguir-se os valores
correspondentes à tração dos correspondentes à compressão.
A madeira é um clássico exemplo de material isotrópico.
A umidade da madeira não influencia nas suas propriedades
Uma estaca de fundação nunca pode ser de madeira, principalmente se a altura do lençol freático for elevada.
Os valores das propriedades da madeira correspondentes à direção paralela às fibras e à direção normal às
fibras são idênticos.
Respondido em 17/09/2019 22:56:34

5a Questão (Ref.:201605484481) Acerto: 1,0 / 1,0

Marque a alternativa verdadeira:

Na madeira a relação peso/resistência é maior (pesa em média 4/3 do peso do


concreto e 5/2 do peso do aço).
Existe a heterogeneidade da madeira de árvore para árvore, porém dentro de uma
única tora, as peças retiradas apresentam homogeneidade de resistência.
A madeira é biologicamente suscetível aos ataques de fungos e de insetos.
Entretanto esta limitação pode ser compensada através de técnicas construtivas e
tratamentos preservativos, conferindo uma durabilidade comparável a de outros
materiais de construção.
Sua resiliência não permite absorver choques que romperiam ou fendilhariam
outro material.
A madeira apresenta boa capacidade de isolamento térmico mas não apresenta
boa capacidade de isolamento acústico.
Respondido em 17/09/2019 22:57:34

6a Questão (Ref.:201605483317) Acerto: 1,0 / 1,0

Uma tora de madeira verde de 650 kgf de peso apresenta, no ponto de saturação, uma umidade de 30%.
Considerando a aceleração da gravidade igual a 10 metros por segundo ao quadrado, o seu peso seco em
estufa, em KN, é:

5,0
4,55
455,00
50,00
45,5
Respondido em 17/09/2019 22:57:10

7a Questão (Ref.:201605540694) Acerto: 1,0 / 1,0

Um recipiente contendo água tem peso constante de 8000 daN. Esta deverá suportar, através de quatro pés de
madeira que apresenta fibras verticas. Determine o valor aproximado da tensão resistente desses pés, em daN/cm2.

Dados: - Madeira de Dicotiledônea C40; - Umidade classe (2).

69.
0,5.
137.
274.
0,48.
Respondido em 17/09/2019 22:58:27

simulado.estacio.br/alunos/ 2/3
17/09/2019 EPS

8a Questão (Ref.:201603686436) Acerto: 1,0 / 1,0

Sobre as combinações relacionadas aos Estados Limites Últimos, marque a alternativa correta:

Ações permanentes que causem efeitos favoráveis podem ser desprezadas.


As combinações especiais de carregamento decorrem da presença de ações variáveis especiais, em que os
seus efeitos superam aqueles gerados pelas combinações normais.
Todos os tipos de estrutura devem ser verificados para combinações excepcionais de carregamento.
As combinações de carregamento nos Estados Limites Últimos são categorizadas de acordo com a intensidade
das ações aplicadas.
Para as combinações normais de carregamento devemos considerar em uma mesma combinação todas as
ações variáveis multiplicadas por um coeficiente de minoração.
Respondido em 17/09/2019 22:59:09

9a Questão (Ref.:201603531697) Acerto: 1,0 / 1,0

A utilização intensiva da madeira como matéria-prima para fins industriais ou construtivos só pode ocorrer a partir do
conhecimento adequado de suas propriedades. Sobre o assunto, considere as seguintes afirmativas: 1. As
propriedades da madeira são constantes ao longo do fuste das árvores. 2. A massa específica da madeira se
correlaciona de forma positiva com as propriedades de resistência mecânica. 3. A madeira possui propriedades
térmicas e acústicas de interesse na construção civil. 4. As propriedades de resistência mecânica da madeira variam
de acordo com a espécie. Assinale a alternativa correta.

Somente as afirmativas 2 e 3 são verdadeiras.


Somente a afirmativa 1 é verdadeira.
Somente as afirmativas 2, 3 e 4 são verdadeiras.
As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
Somente a afirmativa 2 é verdadeira.
Respondido em 17/09/2019 23:01:24

10a Questão (Ref.:201605540787) Acerto: 0,0 / 1,0

A NBR 7190/97 estabelece dimensões mínimas para as seções das peças de madeira serrada, considerando as
dimensões mínimas Área ≥ 18 cm2
Espessura ≥ 2,5 cm, marque a alternativa que corresponde ao uso específico.

Peças principais múltiplas.


Peças secundárias múltiplas.
Peças secundárias isoladas.
Peças principais isoladas.
Peças complexas.
Respondido em 17/09/2019 23:04:54

simulado.estacio.br/alunos/ 3/3
17/09/2019 EPS

Lupa Calc.
ESTRUTURAS DE MADEIRA
CCE1140_A1_201602464201_V1
PPT MP3

Aluno: ALBERTO PACHECO DA SILVA Matr.: 201602464201


Disc.: ESTRUT.MADEIRA. 2019.2 (G) / EX

Prezado (a) Aluno(a),

Você fará agora seu TESTE DE CONHECIMENTO! Lembre-se que este exercício é opcional, mas não valerá ponto para sua
avaliação. O mesmo será composto de questões de múltipla escolha.

Após responde cada questão, você terá acesso ao gabarito comentado e/ou à explicação da mesma. Aproveite para se
familiarizar com este modelo de questões que será usado na sua AV e AVS.

1. A madeira utilizadas na construção civil cresce com adição de camadas externas à casca, conforme as temporadas vão
passando. Marque a alternativa que corresponde a esse tipo de madeira.

Endogênico.
Estrutural.

Neutro.

Exogênico.

de sustentação.

Explicação:

Aquilo que é de origem externa. Levando em consideração o crescimento de camadas externas a casca.

2. Com base nas afirmações a seguir, assinale a opção correta:


I - As madeiras mais utilizadas na construção civil podem ser classificadas
entre hardwoods e softwoods;
II - A madeira falquejada é beneficiada por processos industriais, nos quais
as suas faces são aparadas;
III - A madeira laminada e colada é muito utilizada em estruturas e
arquiteturas complexas pela sua beleza, flexibilidade nas dimensões e
resistência.
Todas as afirmativas são corretas.

Somente a afirmativa II é falsa;


Somente a terceira está correta;

simulado.estacio.br/alunos/ 1/4
17/09/2019 EPS

As afirmativas I e II estão corretas;


Somente a primeira está correta;

Explicação:

Madeira falquejada: Obtida dos troncos com corte por machado: estacas, cortinas cravadas, pontes.

O processo é simples, mas as partes laterais são perdidas

3. Com base nas afirmações a seguir, assinale a opção correta:

I - As madeiras mais utilizadas na construção civil podem ser classificadas entre Madeiras Duras (hardwoods) e Madeiras
Macias (softwoods);
II - A madeira falquejada é beneficiada por processos industriais, nos quais as suas faces são aparadas;
III - A madeira laminada e colada é muito utilizada em estruturas e arquiteturas complexas pela sua beleza, flexibilidade
nas dimensões e resistência.

Somente a I está correta;

Somente a afirmativa II é falsa;


As afirmativas I e II estão corretas;
Somente a III está correta;
Todas as afirmativas são corretas.

Explicação:

A madeira falquejada apresenta as faces laterais aparadas a golpes de machado, sendo utilizada em estacas, cortinas
cravadas, pontes, etc.

4. Sobre a estrutura interna das madeiras, assinale a opção falsa:

Os raios medulares são células longas e achatadas que transportam a seiva entre a medula e a casca, ligando-se ao
líber.
O líber funciona como um transporte da seiva e produz células da casca;
A medula é a parte da seção transversal de um tronco de madeira que, por ser inicial, sustenta toda a estrutura da
árvore;
O alburno é denominado de trecho "vivo" da árvore e apresenta coloração mais clara que o cerne e maior
permeabilidade e higroscopicidade, podendo absorver melhor os preservativos aplicados;
O cerne é a parte da madeira que está inativa, sendo por isso, mais resistente quanto ao ataque de fungos e outros
organismos;

Explicação:

a medula não é responsavel pela sustentação da árvore

5. Sobre a estrutura interna das madeiras, assinale a opção FALSA:

O líber funciona como um transporte da seiva e produz células da casca.


O alburno é denominado de trecho ¿vivo¿ da árvore e apresenta coloração mais clara que o cerne e maior
permeabilidade e higroscopicidade, podendo absorver melhor os preservativos aplicados.
A medula é a parte da seção transversal de um tronco de madeira que, por ser inicial, sustenta toda a estrutura da
árvore.
O cerne é a parte da madeira que está inativa, sendo por isso, mais resistente quanto ao ataque de fungos e outros
organismos.
Os raios medulares são células longas e achatadas que transportam a seiva entre a medula e a casca, ligando-se ao
simulado.estacio.br/alunos/ 2/4
17/09/2019 EPS
líber.

Explicação:

Medula é um tecido central, mole e primitivo é a parte da seção transversal de um tronco de madeira que, por ser inicial,
sustenta toda a estrutura da árvore.

Cerne é a região da seção transversal preferida para as madeiras de construção por ser considerada mais dura e mais durável

Alburno ou Branco é o trecho "vivo" da árvore e conduz a seiva da raiz para as folhas.

O Câmbio ou Líber localiza-se entre a casca e o albumo e também produz células da casca.

Os raios medulares originam-se do centro do tronco (medula) até sua parte mais externa (casca) e são células longas e
achatadas que transportam a ceiva.

6. As florestas plantadas são aquelas intencionalmente produzidas pelo homem, sendo na grande maioria florestas equiânias
(com árvores da mesma idade), e formadas por uma única espécie (monoculturas), embora haja exceções. Sobre o
assunto, considere as seguintes afirmativas: 1. As espécies do gênero Pinus e Eucalyptus, plantadas no Brasil são exóticas
e são atualmente plantadas em várias regiões do país para a produção de madeira. 2. Na sua maioria as florestas plantadas
objetivam a produção de produtos madeireiros, embora existam florestas plantadas com fins de recuperação de áreas
degradadas e de lazer. 3. As florestas são plantadas em grande escala por empresas que irão utilizar os produtos gerados.
4. Solos e clima favoráveis, produtividade, disponibilidade de terras ociosas e de mão de obra, além do conhecimento
científico e tecnológico, são condições para o sucesso das plantações florestais no País. Assinale a alternativa correta.

Somente as afirmativas 3 e 4 são verdadeiras.


As afirmativas 1, 2, 3 e 4 são verdadeiras.
Somente as afirmativas 1, 3 e 4 são verdadeiras.

Somente as afirmativas 1 e 2 são verdadeiras.


Somente as afirmativas 1, 2 e 3 são verdadeiras.

Explicação:

As florestas plantadas são uma fonte renovável de madeira e são eficientes em termos energéticos e ecológicas

7. As madeiras industrializadas são madeiras transformadas por processos industriais, e tem como objetivo de controle de
heterogeneidade, anisotropia e dimensões. São exemplos de madeiras industrializadas:

Madeira falquejada, madeira serrada e madeira compensada

Madeira compensada, madeira laminada e colada e madeira recompensada


Madeira compensada, madeira laminada e colada e madeira serrada

Madeira bruta e roliça, madeira falquejada e madeira serrada.

Madeira bruta e roliça, madeira compensada e madeira recompensada

Explicação:

As madeiras industrializadas são madeiras transformadas por processos industriais, e tem como objetivo de controle de
heterogeneidade, anisotropia e dimensões. Exemplo:

Madeira compensada: é a mais antiga, consistindo de uma colagem de finas camadas, com as direções ortogonais entre si.

Madeira laminada e colada: bastante utilizada para fins estruturais por sua capacidade resistente e seu apelo arquitetônico.
Consiste em uma madeira selecionada e cortada em lâminas com espessuras variando entre 15 e 50mm e são coladas sob
pressão.

Madeira recompensada: Tem por composição resíduos de madeira em flocos, lamelas ou mesmo partículas, fornecidos em
lâminas muito finas.

simulado.estacio.br/alunos/ 3/4
17/09/2019 EPS

Legenda: Questão não respondida Questão não gravada Questão gravada

Exercício inciado em 17/09/2019 19:10:27.

simulado.estacio.br/alunos/ 4/4