Você está na página 1de 5

Aluna: Letícia Cajazeira dos Santos

Curso: Administração
Turma: 3° semestre/2019
1º ETAPA
A) O que significa este índice para a sociedade?

O IDH (INDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO) avalia


longevidade, educação e renda, podendo significar muito para a
sociedade, pois é por meio dessa avaliação que, países e municípios
podem buscar melhorias para a vida das pessoas.

B) Como são calculados alguns destes índices, em que é baseado?


O IDH trabalha com os tópicos:

Saúde: Calcula a expectativa de vida ao nascer

Padrão de vida: Calcula a renda per capita.

Acesso ao conhecimento: Calcula a escolaridade da população adulta


(sendo peso 1) e o fluxo escolar da população jovem (sendo peso 2). É
tirada a raiz cubica da multiplicação dos subindices (pesos 1 e 2).

O cálculo do IDHM varia de 0 a 1 e, quanto mais perto do número 1,


melhor o IDH do local. Com os resultados do cálculo de cada tópico
(Longevidade, Renda e Educação), é tirada a raiz cubica da
multiplicação dos 3 IDHMS, onde o mostra o resultado do IDHM.

Exemplo: Uma cidade tem o resultado de 0,89 em educação, 0,894 em


renda e 0,750 em longevidade.
Calculando a raiz cubica destes seguintes números (³√ 0,89 * 0,894 *
0,750) temos como resultado o IDHM de 0,596 o que consta que esta
mesma cidade tem um nível baixo de desenvolvimento.

C) Coloque a situação de alguns países e cidades no Brasil em relação a


este índice.
A Noruega se encontra em 1° lugar no ranking do IDH Global, com o
desenvolvimento muito alto. O Brasil encontra-se em 75° lugar tento um
alto desenvolvimento humano.
O Brasil tem uma estrutura forte, mas precisa caminhar muito ara
alcançar o IDH ideal.
Sobre o IDHM (Índice Desenvolvimento Humano de Municípios)
podemos comparar Santos com Guarujá, onde Santos encontra-se em
6° lugar (dentre 5.565 municípios) no desenvolvimento do Estado de
São Paulo e Guarujá em 562° lugar. Embora fiquem uma ao lado da
outra, a diferença do IDHM é muito grande.
Aluna: Letícia Cajazeira dos Santos
Curso: Administração
Turma: 3° semestre/2019
D) Por que o índice é importante?
Porque o IDH serve de contraponto para o PIB, pois compara os
municípios estimulando a melhoria não só na economia, mas também no
desenvolvimento humano. O IDH acaba melhorando a visibilidade do
que se deve fazer na cidade ou um país. Se um país está com
desenvolvimento baixo e o motivo for a saúde, logo o esforço em
melhorar a saúde vai ser maior, porque identificaram o déficit.

E) Elabore a conclusão.

O IDH é mais do que uma simples comparação entre países e cidades.


O IDH é capaz de transformar uma cidade carente, em uma cidade
desenvolvida.
Podendo mostrar as carências de respectivos lugares, a chance de
melhoria analisando o IDH é maior, podendo ajudar na saúde, educação
e na renda.
Este índice estimula o desenvolvimento e isso é muito importante para
as pessoas.
Podemos não perceber, mas estamos sendo avaliados a todo momento,
seja fazendo uma provinha de cursinho, fazendo um estágio ou até por
um tratamento no hospital. O IDH é fundamental para a sociedade, com
ele os responsáveis nos órgãos públicos podem traçar um rumo para
seguir e beneficiar a população.
Aluna: Letícia Cajazeira dos Santos
Curso: Administração
Turma: 3° semestre/2019

2° ETAPA

Atualmente as pessoas não estão conseguindo conciliar seus estudos com trabalho
porque acaba ficando muito corrido no dia a dia. Estas pessoas estão recorrendo cada
vez mais ao ensino a distância (EAD).
Por ser flexível, o EAD está sendo a opção de muitas pessoas. Cerca de 1,5 milhão de
brasileiros optaram pelo ensino a distancia em 2016, e os números de interessados só
vem crescendo. Em comparação com o ano de 2004, podemos notar uma grande
diferença.
Aluna: Letícia Cajazeira dos Santos
Curso: Administração
Turma: 3° semestre/2019
No ano de 2009 até 2016, o número de instituições que adquiriram o EAD
cresceu.

E todos saem ganhando, porque além da flexibilidade de horário, o aluno tem


um ótimo custo beneficio em relação a mensalidade, transporte e até
alimentação. As instituições conseguem trabalhar em grande escala com os
estudantes.
Aluna: Letícia Cajazeira dos Santos
Curso: Administração
Turma: 3° semestre/2019

Também podemos notar os cursos EAD mais procurados pelos estudantes.

O curso de pedagogia lidera, e, o curso de administração segue em segundo


lugar. Isso porque o ensino a distância ainda é mal-encarado pelos jovens até
21 anos, onde acabam optando pelo ensino presencial.
Mas, não podemos deixar de lembrar que o estudante EAD para se sair bem,
precisa manter o foco e ter disciplina. O ensino a distancia requer mais esforço
do que o presencial por ser mais cômodo e a atenção é redobrada na hora de
aprender.

Referências:
O Altas. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em:<
http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/o_atlas/idhm/>. Acesso em: 01 de abril de 2019.
Lajolo, Mariana. EAD: 1,5 milhão estuda a distância no Brasil. Veja, 2018. Disponível
em>. Acesso em: 02 de abril de 2019.
IDHM Guarujá. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em:<
http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/guaruja_sp>. Acesso em: 03 de abril de
2019.
IDHM Santos. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. Disponível em:<
http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil_m/santos_sp>. Acesso em 03 de abril de
2019.