Você está na página 1de 2

9) O que se denomina de eletrodo no processo MIG-MAG?

R: Os eletrodos do processo MIG-MAG são o arame de soldagem, ligado à tocha de


soldagem MIG-MAG e a peça. O arame possui carga positiva, sendo o catodo e o
processo é realizado com corrente contínua.

10) Quais são as transferências metálicas no processo GMAW?

O processo MIG/MAG inclui três técnicas distintas de modo de transferência de metal:

a) Curto Circuito: A transferência ocorre quando um curto circuito elétrico é


estabelecido. Isso ocorre quando o metal fundido na ponta do arame toca a
poça de fusão;
b) Globular: Ocorre quando gotas de metal fundido são muito grandes e
movem-se em direção à poça de fusão sob influência da gravidade.
c) Aerossol: Pequenas gotas de metal fundido são desprendidas da ponta do
arame e projetadas por forças eletromagnéticas em direção à poça de
fusão.

11) De que depende diretamente as formas de transferência metálica no


processo MIG/MAG?

Os fatores que determinam o modo de transferência de metal são a corrente de


soldagem, o diâmetro do arame, o comprimento do arco (tensão), as características da
fonte e o gás de proteção. O aumento da corrente favorece a seguinte ordem de
transferência: Para correntes mais baixas ocorre transferência por curto circuito, para
correntes moderadas ocorre transferência globular e para correntes mais altas ocorre
transferência por aerossol.

12) O que significa transferência pulsada?

A transferência pulsada é uma variação da técnica de arco em aerossol, conhecida


como transferência pulsada em aerossol. Nessa técnica a corrente é variada entre um
valor alto e um baixo. O nível baixo da corrente fica abaixo da corrente de transição da
transferência globular para aerossol, enquanto que o nível alto fica dentro da faixa de
arco em aerossol. O metal é transferido para a peça apenas durante o período de
aplicação de corrente alta, sendo geralmente transferida uma gota a cada pulso de
corrente alta.

13) Quais as limitações impostas pelos equipamentos?

14) Quais são as variáveis que afetam o tipo de transferência metálica?

Idem numero 11.

15) Como selecionar os gases de proteção?

Para selecionar os gases deve-se analisar a influência que eles terão no cordão de
solda e na estabilidade do arco, além do custo. Por exemplo, a utilização de CO2, que
não é um gás inerte, pode produzir cordões de solda de aços com a superfície
altamente oxidada (devido a dissociação do CO2 em CO e O2) e dificulta muito a
transferência metálica em aerossol, porém favorece uma soldagem com maior
penetração. O uso do He não produz um cordão de solda tão estável quanto o Ar, mas
é utilizado quando é necessário um maior aporte térmico para melhorar a
molhabilidade do cordão de solda. Em geral utiliza-se misturas binárias, ternárias e
quaternárias dos gases, buscando balancear as vantagens e desvantagens
individuais.

16) Como a espessura a ser soldada influencia na escolha do gás de proteção?

Deve-se escolher gases que produzam um arco mais estável, intenso e com alta
temperatura. Além de promover a transferência metálica desejada para cada tipo de
soldagem. Certos gases desfavorecem certas formas de transferência metálica, como
por exemplo o CO2, não permite transferência em aerossol.

(não tenho certeza, não tem nada sobre isso no material)

17) Como o gás de proteção influencia no aporte térmico?

(não tem reposta)