Você está na página 1de 6

Avaliação Psicológica Pré-Operatória

INTRODUÇÃO
Aqui apresentamos um roteiro das sessões pré-cirurgia bariátrica,
evidenciando aspectos da primeira sessão. Abaixo, você irá encontrar
um roteiro de entrevista semiestruturada e um modelo de laudo.

Você também pode utilizar o modelo para estruturar outras sessões


dentro desse tema. A finalidade é fazer com que o psicoterapeuta
tenha clareza da importância de cada um dos aspectos aqui
apresentados.

A PRIMEIRA SESSÃO
A primeira sessão é importantissíma para explicar ao paciente como a
própria psicologia pode auxiliá-lo no processo de emagrecimento,
reestruturação de imagem e a lidar com as mudanças
comportamentais e emocionais que virão a partir do emagrecimento.

A maioria dos pacientes nunca passaram por um psicólogo e


sustentam ideias irreais da psicologia ou nunca pensaram sobre como
se dá um processo terapêutico.

O que observo é que muitos psicólogos não conseguem nem mesmo


perceber a riqueza da oportunidade de se ter uma pessoa em sua
frente. Tanto que nas supervisões, meus colegas incialmente ficam
focados na avaliação psicólogica como sendo a grande questão
desse processo, querendo saber dos testes psicólogicos que se

Página 1 de 6
aplicam. Percebo que essa é uma reprodução de um discurso médico
e ainda, focado apenas no laudo de se autorizar ou não a cirurgia.

Quando o mais importante é educar o paciente quanto ao processo


como um todo, tanto da manifestação da obesidade, quanto das
questões emocionais e comportamentamentais desencadeadas a
partir dessa condição.

Por isso não focarei nos testes para a avaliação psicólogica no pré-
cirurgico pois, se você der uma breve googlada aí encontrará
inúmeros artigos falando sobre isso.

Te convido para além disso.

O paciente está apreensivo, esgotado, cansado de já ter tentado de


tudo para emagrecer. Tudo o que ele deseja é obter o laudo e ter sua
cirurgia agendada o quanto antes. Por isso a oportunidade é rica para
a psicologia.

É a portunidade de educar e transmitir o que a ciência psicólogica


pode fazer por essa pessoa.

Tanto no acolhimento da ansiedade pré cirurgia, quanto no ensinar


habilidade emocionais e comportamentais frente a comida e à
identificar fontes que levam ao comportamento hiperfágico.

Para isso é necessário pensar numa estrutura de atendimento.

Lembrando que para obter o laudo é necessário passar por algumas


sessões antes. Não é no mínimo recomendável entregar um laudo na
primeira sessão.

Aos pacientes que estão desejosos pelo laudo eu explico como


funcionará as sessões e quantas serão necessárias até obter o laudo.

Página 2 de 6
No meu caso eu solicito 4 sessões. Por ser uma questão mais focal, não
costumo cobrar valores iguais a uma sessão comum. Converso sobre o
todo, falando de um serviço prestado e taxando de uma forma
diferenciada, já incluindo as 4 sessões.

A seguir elaborei uma estrutura, um roteiro da primeira sessão.


Importante dizer que é uma orientação para aqueles que desejam
trabalhar com pacientes no pré operatório. Estamos falando de um
atendimento especifico e inicalmente focado.

Estrutura da primeira sessão pré-bariátrica


Início da Sessão

Essa é a hora de deixar o paciente à


vontade. Eu adoto uma postura mais
amigável dentro do consultório. Sei
que a questão inicialmente é mais
"Seja bem- focada e para o processo de
vindo. Espero te
confiança do paciente ser mais
Acolhida auxiliar nesse
processo tão
rápido, essa postura é importante.
exigente." Aquela posição de suposto saber em
que o psicólogo fica com cara de "sei
mais que você" não funciona aqui. A
postura é de aceitação e
receptividade.

Aqui temos a oportunidade de


compreender quem é o paciente e a
"Me conta um forma como está estruturada seu
pouco sua comportamento diante do prato.
Identificação
história, e o que
da demanda te trouxe até Recomendo também fazer
aqui. " perguntas sócio demográficas:
"Então você estuda na... Trabalha
de/como... Nasceu aqui, nasceu lá...
Tem quantos irmãos...

Página 3 de 6
"Há alguém na Essa pergunta é importante para
família que saber se o paciente possui espelhos
Investigação
enfrente ou de comportamento e se há pessoas
Clínica enfrentou a ao seu redor que já tenham feito a
obesidade?" cirurgia bariátrica.

Parte intermediária da Sessão

Pergunta que abre para que se


"Como está se aborde a ansiedade e expectativas
Abertura para
sentindo em em relação ao dia da cirurgia.
expressão
relação a Medos, fantasias, crenças...
emocional cirurgia?" Oportunidade de se falar sobre
histórico de outas cirurgias.

Aqui se revela se o paciente sabe das


dificuldades dos primeiros dias, que
Identificação
em um dia estará comendo de tudo
do repertório "Como acha
e no dia seguinte somente líquido
relacionado que serão os
primeiros dias?"
durante certo tempo.
aos aspectos
Oportunidade de saber se ele
práticos
conhecesse alguém que tenha feito
a cirurgia e como essa pessoa relata.

Encerramento

Finalizar orientando sobre a importância do processo


Psicoeducação pré-bariátrico, de tirar todas as dúvidas, compreender
e respeitar as orientações da equipe multidisciplinar e
estabelecer uma nova relação com a comida, etc.

Página 4 de 6
A seguir o modelo de laudo que desenvolvi e que utilizo no consultório:

(COLOQUE AQUI O SEU NOME)


CRP XX/XXXX

LAUDO PSICOLÓGICO

Identificação

Nome: (coloque aqui o nome do seu paciente)


Idade: XX anos
Estado civil: Solteira
Finalidade: Avaliação psicológica pré-operatória
CPF: XXX.XXX.XXX.XX

2. Descrição da Demanda

A descrição da demanda deve ser sucinta, ignorando detalhes


que exponha demais o paciente. Deve constar peso e altura
pois, será incluído na análise da liberação do plano de saúde,
por exemplo.

Exemplo: A paciente procurou o recurso da intervenção cirúrgica, pois


convive com a obesidade, com tentativas recorrentes e
frustradas de controle e manutenção do peso
corporal. Atualmente mede 1.75 cm e pesa 137 kg.

3. Métodos e Técnicas

Aqui cabe a descrição do histórico do paciente. Deve constar como


se deu o trabalho de investigação terapêutico que posteriormente
deu origem a um laudo. Se utilizou teste psicológico na avaliação.
Tudo de forma sucinta.

Exemplo: Foram realizadas X sessões de psicoterapia, onde a


paciente relatou que após várias análises de intervenções

Página 5 de 6
cirúrgicas a respeito da obesidade bem como suas
implicações.
Foi constatado que possui um bom apoio social e familiar, além de
não possuir histórico de distúrbios psiquiátricos e uso de substâncias
psicoativas.
Está ciente de todo o procedimento cirúrgico, bem como suas
implicações pós-cirúrgicas. Além disso demonstrou estar em
plenas condições psicológicas para enfrentar as mudanças
comportamentais após a cirurgia.
Ao final da avaliação psicológica, foi (necessário ou
desnecessário) o uso de testes psicológicos, pois (explicar
sobre o uso ou não de testes...).

4. Procedimento

Apresente aqui as ferramentas utilizadas. No caso, as sessões e os testes


ou outras ferramentas utilizadas.

Exemplo: Foram realizadas 4 sessões, uma por semana. E aplicado um


teste psicológico e estes (...).

5. Conclusão

Na conclusão deve constar o resultado da avalição, um breve resumo


da expectativa do paciente em relação a cirurgia e das mudanças
advindas dela.

Exemplo: Conclui-se que a examinada está em plenas condições


psicológicas para submeter-se a cirurgia mencionada, é ciente de
todos os procedimentos cirúrgicos, como também das implicações
pós-cirúrgicas e as mudanças comportamentais que possa ocorrer.

--------------------------------------------- Fim do Documento --------------------------------------------


Ferramenta elaborada pelo psicólogo Douglas Amorim.

Página 6 de 6