Você está na página 1de 3

RÉPTEIS

Os répteis foram os primeiros vertebrados adaptados à vida terrestre.


Deslocam-se rastejando (reptando), o que originou o nome do grupo.

O corpo dos répteis está revestido por uma pele seca com escamas
epidérmicas, como a cobra, ou com peça ósseas, como os crocodilos. Não têm
glândulas. A sua pele sofre mudas para permitir o crescimento.

São animais que vivem em habitats aquáticos ou terrestres.

A respiração é pulmonar durante toda a vida.

Quanto ao sistema circulatório, o coração dos répteis tem três a quatro


cavidades. A tartaruga tem um coração com três cavidades: duas aurículas e um
ventrículo, enquanto o crocodilo tem um coração com quatro cavidades: duas
aurículas e dois ventrículos. São vulgarmente designados animais de «sangue frio»,
por serem animais de temperatura variável-poiquilotérmicos ou ectotérmicos.

O esqueleto dos répteis é ósseo e as costelas são livres na parte ventral,


devido ao facto de não terem esterno.

7
AVES
As Aves são vertebrados cujo corpo está revestido por penas, que têm a
função de proteger o animal do frio.

Na pele, as aves têm uma glândula, a uropigial, que fica na cauda e produz
uma substância gordurosa que serve para lubrificar as penas, tornando-as
impermeáveis.

Quanto à locomoção, as aves são animais bípedes. Têm os membros


anteriores modificados em asas que lhe permitem voar. No entanto, nem todas as
aves têm a capacidade de voar, apesar de todas terem asas. É o caso da avestruz e
da ema, que são boas corredores, e do pinguim, que é uma ave nadadora.

No que respeita ao esqueleto das aves, muitos ossos são ocos e cheios de ar
(ossos pneumáticos). São, por isso, ossos leves, que dão ao animal maior
possibilidade de voar. Nas aves corredoras, como a avestruz, o esterno é achatado;
nas aves voadoras, é saliente, em forma de quilha, e adaptado ao voo.

Quanto à alimentação, as aves não possuem dentes, pelo que os alimentos


são engolidos inteiros. Passam para o esófago e vão para o papo onde são
amolecidos.

Do papo seguem para o proventrículo e depois para a moela onde são


triturados com ajuda dos grãos de areia aí contidos. Após a trituração, os alimentos
seguem para o intestino onde são absorvidos. Os restos não absorvidos saem para
o exterior através da cloaca. É também pela cloaca que saem a urina, as fezes e os
ovos.

8
EQUINODERMES

OS equinodermes constituem o grupo mais evoluído dos invertebrados. Os


seus representantes mais conhecidos são a estrela-do-mar, o ouriço-do-mar e os
pepinos-do-mar.

Modo de vida: todos os equinodermes vivem no mar. Não se conhece


nenhum equinoderme cujo seu habitat seja de água doce ou terrestre.

Estrutura e funções: o corpo dos equinodermes está revestido por uma


carapaça de origem calcária. Tem vários braços ou espinhos que saem pelas zonas
ambulacrárias.

Os ouriços-do-mar e estrelas-do-mar, deslocam-se graças ao aparelho


ambulacrário que é constituído por:

 Placa madrepórica – região por onde penetra água.


 Canal de areia – região por onde passa água.
 Canal anelar – liga os cinco canais ambulacrários radiais.
 Pés ambulacrários – existem umas aberturas por onde saem os pés
ambulacrários que estão em comunicação com os canais
ambulacrários.

Quanto à nutrição, o ouriço-do-mar alimenta-se principalmente de mariscos e


ostras, a estrela-do-mar também se alimenta de bivalves como por exemplo as
amêijoas.