Você está na página 1de 1

´PERÍODO SIMPLES VÍRGULA ´PERÍODO COMPOSTO

OBRIGATÓRIO OBRIGATÓRIO FACULTATIVO


FACULTATIVO PROIBITIVO PROIBITIVO

1. Separar termos de mesma função sintática, numa enumeração 1. Marca a elipse de um verbo, as vezes de seus complementos
- simplicidade, clareza, objetividade são qualidades... - O decreto regulamenta os casos gerais; a portaria, os particulares
2. Separa aposto explicativo 2. Separa orações coordenadas assindéticas
- Aristóteles, o grande filósofo, foi o criador da lógica - levantava-me de manhã, entrava no chuveiro, organizava as ideias na cabeça
3. Separa predicativos do sujeito deslocados 3. Separa as orações coordenadas sindéticas adversativas
- Sereno e tranquilo, o condenado esperava sua morte - O dono de uma empresa demitiu 60% dos empregados, mas se arrependeu
4. Separa termos repetidos 4. Separa as orações coordenadas sindéticas alternativas (ou...ou..., ora...ora...)
- Aquele aluno esforçado, esforçado. 5. Separa as orações coordenadas sindéticas conclusivas
5. Separa os adjuntos adverbiais deslocados (>3 termos) - Os atores fizeram um grande espetáculo, por isso toda a plateia os aplaudiu
- A multidão foi, aos poucos, avançando para o palácio 6. Separa as orações coordenadas sintéticas explicativas
6. Separa certas expressões explicativas, retificativas, exemplificativas, como: - Devo buscar mais informações, pois a vida me exige isso
isto é, ou seja, ademais, a saber, melhor dizendo, ou melhor, quer dizer, 7. Separa as orações subordinadas substantivas deslocadas
por exemplo, além disso, aliás, antes, com efeito, data vênia, digo - Que vocês estudam português, todos já sabemos
- O político, a meu ver, deve sempre usar uma linguagem clara, ou seja, de 8. Separa as orações subordinadas adjetivas explicativas
fácil compreensão. - O homem, que é razoável, saberá evitar uma guerra
9. Separa as orações subordinadas adverbiais
1. Não pode entre sujeito e seu verbo - Quando comprei o material, gostei muito
2. Não pode entre verbo e seu complemento (objeto direto, indireto) ou 10. Separa as orações interferentes
- O mercado financeiro, até ontem eu não estava inteirado, deve beneficiar mais
predicativo do sujeito
os pobres esse ano
3. Não pode entre um substantivo e seu complemento nominal ou adjunto
11. Separa as orações reduzidas de gerúndio, particípio ou infinitivo com valor de
adnominal
oração adverbial, de coordenada aditiva (gerúndio) ou de adjetiva explicativa
4. Não pode entre locução verbal de voz passiva e o agente da passiva - Chegando a carta, avise-me
- Terminada a palestra, rompeu com risos e aplausos
1. Entre o complemento de um verbo e logo após um adjunto adverbial - Ele, antes de se homem, foi uma criança
- Nossos alunos ficaram exercitando questões de vírgula, ontem à noite. - O vaso caiu no chão, despedaçando-se
2. Separa termos (objeto direto ou indireto, normalmente) deslocados de sua
posição normal na oração 1. Não separa orações coordenadas sindéticas aditivas ligadas por e ou nem
- As explicações sobre vírgula, o professor procurou lhes dar ? - Muitos policiais estão envolvidos em receptação e continuam e envolver-se
3. Separa as expressões para mim, para ti, ou para si ou sinônimos quando indicam 2. Termos de mesma função sintática unidos pelas conjunções e, nem, ou.
benefício próprio ou posse, independentemente da sua posição na frase - Tenho muito cuidado com meus filhos e filhas
- Para mim, nada é melhor que acordar depois do meio dia...
1. Ligando orações com sujeitos diferentes
1. No caso de ou retificativo, a vírgula é necessária quando houver pausa
- Policiais estão envolvidos em corrupção, e os políticos também
NOTAS

- a nossa paixão, ou nossa mera ligação, já se esvaiu


2. As conjunções coordenativas conclusivas, se deslocadas, são sempre separadas por vírgula 2. O e com valor adversativo, conclusivo/consecutivo ou enfático
- os atores fizeram um espetáculo, toda a plateia, portanto, os aplaudiu. - Ele sempre chega atrasado, e nunca leva bronca do patrão
3. O pois deslocado (após o verbo) e entre vírgulas é conclusivo 3. Entre dois termos (de valor adjetivo) da frase, a vírgula não é obrigatória
- esse assunto não tem importância, devemos, pois, retirá-lo da pauta - Uma luz bruxuleante mas teimosa continuava...