Você está na página 1de 13

Matemática

Financeira
Professor George Sales

JUROS COMPOSTO E APLICAÇÕES


JUROS COMPOSTO E APLICAÇÕES

SUMÁRIO

1. Juros Composto e Aplicações


1.1. Regime Composto de Capitalização
1.2. Capitalização Simples x Capitalização Composta
1.3. Capitalização Composta com Taxas Variáveis

2
juros do primeiro período, e não sobre o valor inicial do
1. Juros Composto e Aplicações empréstimo (R$ 1.000).

1.1. Regime Composto de Capitalização


Vejamos outra forma de fazer o cálculo da capitalização composta.
Digamos que você esteja negociando e, logo de cara, faz o empréstimo
a) Conceito
de R$ 1.000 ao seu amigo por dois anos, à taxa de 10% ao ano. O
No regime composto de capitalização, a taxa de juros incide tanto
valor futuro desse empréstimo daqui a dois anos seria calculado da
sobre o montante inicialmente aplicado, como também sobre os
seguinte forma:
juros gerados até aquele momento. Vamos ao seguinte exemplo:
você empresta a um amigo R$ 1.000,00 por um ano à taxa de 10%,
depois do primeiro ano, você mantém o empréstimo ao seu amigo por
mais um ano, mantendo a mesma taxa de 10% ao ano. O valor desse
empréstimo ao final do segundo ano, pela capitalização composta é
dado pela seguinte fórmula: Valor inicial

Juros do primeiro ano

Juros do segundo ano

Observação
Note que cada parcela de juros é calculada sobre o montante do
Perceba que a taxa de juros do segundo período desta
empréstimo já incorporando os juros do período anterior.
vez foi aplicada sobre o valor do empréstimo ao final do
primeiro período (R$ 1.100), ou seja, já incorporando os
Uma terceira forma, mais sucinta, de fazer o mesmo cálculo é o

3
seguinte:
Exemplo 1
Vejamos um exemplo prático em que utilizamos a
taxa de juros composta, seja um empréstimo com
as seguintes características:
Valor Presente = R$ 1.000
Note que a taxa de juros (10% ao ano) é elevada ao quadrado, pois se
Prazo = 12 meses
trata de um empréstimo por 2 anos.
Taxa de juros = 1% ao mês
O montante devido no 12º mês será de:
b) Relação entre as variáveis: taxa de juros, prazo, valor presente
e valor futuro.
Genericamente, então, temos a fórmula para a capitalização composta:

Comentário
Note que na capitalização composta, portanto, para
Onde:
encontrarmos a taxa de juros de um determinado
VF: Valor futuro
número de períodos, elevamos a taxa de juros de um
VP: Valor presente
período pelo número de períodos.
N: número de períodos
i: taxa de juros do período

4
1.2. Capitalização Simples x Capitalização Composta
Exercício de Fixação
1) Se a taxa de juros, por capitalização composta, é
Vejamos mais um exemplo para fixar a diferença entre as duas
de 12% a.a. e o principal investido é de R$1.000,00,
metodologias. Digamos que você vai a um banco e pede um empréstimo
qual o valor a ser recebido após 5 anos?
de R$ 1.000 por 6 meses. A taxa de juros é de 1% ao mês. Quanto
seria o montante devido no vencimento desse empréstimo, utilizando-
Solução Passo a Passo:
se as duas metodologias? Veja o quadro a seguir:
Pelo enunciado, podemos entender: que o principal
investido é o valor presente da nossa operação e que o
valor a ser recebido após 5 anos, pedido pelo exercício
é o Valor Futuro da operação. Uma vez que a operação
utiliza capitalização composta, podemos calcular o
Valor Futuro da seguinte forma:

Sendo assim:

Solução:
O Valor a ser recebido em 5 anos é de R$ 1.762,34

5
6
Observação nos países onde a taxa de juros é baixa, opta-se pela
Perceba que, na capitalização simples, o juro de cada capitalização simples, pela facilidade do cálculo.
mês é calculado sobre o montante inicial do empréstimo.
Já na capitalização composta, o juro é calculado sobre No Brasil, em virtude das altas taxas de inflação que
o montante acumulado até o período anterior. sempre tivemos, nos acostumamos a trabalhar com
a capitalização composta, pois esta considera que os
Podemos fazer os mesmos cálculos utilizando as fórmulas que vimos juros do período anterior são reaplicados no próximo
anteriormente. período.

Exercício de Fixação
2) Você ficou negativo em sua conta corrente no
valor de R$ 3.000,00 pelo prazo de 15 dias. A taxa de
Comentário juros é 5%a.m. Sabe-se que, nesse prazo, o Banco
Qual tipo de capitalização, simples ou composta, é cobra taxa de juros simples e juros compostos.
a mais correta? Qual forma de capitalização você escolheria para o
período?
Na verdade, não existe a mais correta, trata-se apenas
de uma questão de convenção. Solução Passo a Passo:
Primeiro vamos fazer a capitalização simples.
Para taxas de juros muito baixas, a diferença entre as
duas metodologias é muito pequena, motivo pelo qual

7
Nesse gráfico, observamos duas curvas: a azul, gerada por uma taxa
Em seguida, a capitalização composta.
de juros de 1% ao período, e a vermelha, gerada por uma taxa de juros
de 0,5% ao período. Em ambos os casos, trata-se de um título com
valor no vencimento igual a R$ 1.000. Vejamos, então, para melhor
entender o gráfico, o que acontece quando faltam 25 períodos para o
Solução: A capitalização composta é a melhor opção,
vencimento do título (linha tracejada).
pois paga-se menos.

Para uma taxa de 1% ao período, temos:
Vejamos, no gráfico abaixo, as diferenças geradas pelos dois sistemas
de capitalizações (simples e composto) para duas taxas de juros
Capitalização simples:
conforme o prazo:

Capitalização composta:

Diferença:

8
Para uma taxa de 0,5% ao período, temos: comportamento das curvas.

Capitalização simples:

Capitalização composta:

Diferença:

Observação
Perceba dois fenômenos: Nesse gráfico, observamos duas curvas, ambas à taxa de juros de
a. Quanto maior a taxa de juros, maiores as diferenças 100% ao ano. A azul é gerada por capitalização simples e a vermelha
entre as duas metodologias. é gerada por capitalização composta. Nota-se que quando o tempo for
b. Quanto mais distante do vencimento do título, maior 1 (1 ano), tanto juros simples, quanto juros compostos geram o mesmo
a diferença entre as duas metodologias. resultado.

Ainda considerando a comparação entre capitalização simples Esse comportamento está relacionado com a forma de cálculo
e capitalização composta, podemos observar a diferença de empregado para o tempo “n”. Enquanto o tempo for menor do que 1

9
(uma) unidade, na capitalização simples, essa fração irá multiplicar. Já 1.7 2700.00 3249.01
para a capitalização composta essa fração de tempo irá exponenciar 1.8 2800.00 3482.20
1.9 2900.00 3732.13
e, nesse caso, atingirá um valor menor.
2 3000.00 4000.00

Na tabela a seguir, temos o resultado das operações considerando a


Observação
taxa de juros de 100% ao ano, em verde, estão os melhores resultados
• Quando o prazo é menor que o período em que a
para o período.
taxa de juros é expressa, o valor futuro da capitalização
simples é maior que o valor futuro na capitalização
Capitalização Capitalização
Tempo em anos
Simples Composta composta.
0 1000.00 1000.00 • Quando o prazo é maior que o período em que a
0.1 1100.00 1071.77
0.2 1200.00 1148.70 taxa de juros é expressa, o valor futuro da capitalização
0.3 1300.00 1231.14 composta é maior que o valor futuro na capitalização
0.4 1400.00 1319.51 simples.
0.5 1500.00 1414.21
0.6 1600.00 1515.72
0.7 1700.00 1624.50 1.3. Capitalização Composta com Taxas Variáveis
0.8 1800.00 1741.10
0.9 1900.00 1866.07
Vimos até agora o cálculo dos juros compostos com uma taxa única,
1 2000.00 2000.00
1.1 2100.00 2143.55 que valia para todo o período de cálculo. No entanto, pode ser útil,
1.2 2200.00 2297.40 em algumas circunstâncias, considerar que existem taxas de juros
1.3 2300.00 2462.29
diferentes para cada período.
1.4 2400.00 2639.02
1.5 2500.00 2828.43
1.6 2600.00 3031.43

10
a) Mesma taxa de juros para todos os períodos Solução Passo a Passo:
Exemplo: seja em empréstimo de R$ 1.000,00 por 3 meses, com taxa
de 1% ao mês. O valor devido no vencimento será de: Retorno acumulado

Como estudamos, o retorno dessa aplicação no final do período


será o retorno ao final do mês 4, após os 4 retornos mensais serem
acumulados.
b) Taxa de juros variável nos períodos
Exemplo: agora, digamos que a taxa seja variável: 1% no primeiro Assim, o retorno acumulado será:
mês, 1,5% no segundo e 1,7% no terceiro mês. Veja o cálculo do valor
devido no vencimento:

Exercício de Fixação Retorno médio


3) Uma aplicação por juros compostos ofereceu os
seguintes retornos mensais: O Retorno médio do período é aquele que é equivalente a uma taxa
Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4 constante em todos os meses do período e que nos dá ao final o
1,5% 2,8% 3,4% 2,4% mesmo retorno acumulado dessa aplicação.
Qual foi o retorno no final do período e o retorno médio
do período? Em nosso exemplo, seria uma taxa X% aplicada nos 4 meses, e que

11
ao final nos daria um retorno acumulado de 10,48%. Solução: O retorno ao final do período, ou seja, o retorno acumulado
foi de 10,48% e o retorno médio foi de 2,52% ao mês.
Mês 1 Mês 2 Mês 3 Mês 4
X% X% X% X% Observação
• O retorno médio da taxa de juros compostos não é a
média aritmética das taxas de juros apresentadas. Em
juros compostos, é preciso descobrir a taxa acumula
do período e ajustá-la ao período que se deseja
representar.

12
© FIPECAFI - Todos os direitos reservados.

indicação de leitura OBRIGATÓRIA


A FIPECAFI assegura a proteção das informações contidas nesse

HOJI, M. Matemática Financeira: Didática, Objetiva e material pelas leis e normas que regulamentam os direitos autorais,
Prática. São Paulo: Atlas, 2016. marcas registradas e patentes.
• Capítulo 4 - 4.1. Juros compostos, 4.2. Valor
presente e valor futuro na capitalização composta e Todos os textos, imagens, sons, vídeos e/ou aplicativos exibidos
4.3. Taxa de juros e prazo na capitalização composta nesse volume são protegidos pelos direitos autorais, não sendo
permitidas modificações, reproduções, transmissões, cópias,
distribuições ou quaisquer outras formas de utilização para fins
comerciais ou educacionais sem o consentimento prévio e formal da
FIPECAFI.

13