Você está na página 1de 14

Gil Vasconcelos

10 PADRÕES MELÓDICOS
NA PENTA
Crie Solos e Improvisos Incríveis com esses 10 Padrões Melódicos
na Escala Pentatônica!
Muito obrigado por se cadastrar para receber
esse Ebook Exclusivo! ACELERADOR DE TÉCNICA
Meu nome é Gil Vasconcelos e eu sou o fundador
ACELERE seus Resultados na Guitarra
da Academia da Guitarra, uma escola de música
online com mais de 2.000 alunos em todo o Brasil com Apenas 6 EXERCÍCIOS por Dia!
e no exterior.
O Acelerador de Técnica é um curso online
Eu acredito que qualquer pessoa pode se tornar que vai te transformar num Guitarrista de
um excelente guitarrista, desde que tenha uma Alto Nível, capaz de tocar Músicas e Solos
orientação adequada nos estudos.
que antes pareciam Impossíveis, com
Você só precisa saber O QUE treinar e o COMO
apenas 6 EXERCÍCIOS por Dia!
treinar...
Aprenda como desenvolver uma Técnica
Foi por isso que eu criei a Academia da Guitarra. ANIMAL na Guitarra para tocar os seus
solos favoritos com perfeição.
Meu objetivo é capacitar você a se tornar um
Guitarrista de Alta Performance.
Clique no botão abaixo para saber mais
Vamos começar? sobre o curso:

SAIBA MAIS
Gil Vasconcelos

1
Fala Guitar Hero!

Os padrões melódicos são ferramentas indispensáveis para que você se torne um guitarrista capaz de criar
solos e improvisos com liberdade e confiança...

Um "padrão melódico" nada mais é do que uma regra... Trata-se de uma regra que você vai seguir no que se
refere a organização e à sequência das notas musicais.

Por exemplo: se você avançar numa escala de 3 em 3 notas (grupos de 3 notas) - isso é um padrão, ou uma
regra, que você vai usar para tocar as notas de uma escala.

Os padrões são ótimos para conectar ideias dentro de um solo... Quanto mais padrões você souber, mais
ferramentas terá à disposição para criar solos e improvisos interessantes.

Nesse e-book, você vai aprender 10 padrões incríveis, selecionados cuidadosamente, todos na Escala
Pentatônica, para levar seus solos e improvisos ao próximo nível!

Além disso, esses padrões são ótimos exercícios se você deseja memorizar a Escala Pentatônica ao longo do
braço do instrumento - você vai perceber que isso vai acontecer naturalmente à medida que você praticá-los.

Todos os padrões desse e-book estão na Escala Pentatônica no tom de Lá Menor (Am). Mas depois de
aprendê-los, você pode transpô-los para qualquer tonalidade.

Minha recomendação é que você: i) memorize os padrões; ii) treine eles até conseguir tocar com perfeição;
iii) experimente tocar eles sobre backing tracks (bases) em Lá Menor (Am); iv) experimente usá-los em
improvisos sobre outras tonalidades.

OBS: você pode baixar os arquivos Guitar Pro dos 10 padrões melódicos clicando AQUI.

2
Padrão #1

O Padrão #1 consiste em uma sequência de 6 notas. A primeira sequência começa na casa 5 da quinta corda;
depois, casas 8 e 5 na sexta corda; casas 7 e 5 na quinta corda; e casa 8 da sexta corda.

Depois, o padrão se repete começando na quarta corda, depois na terceira corda, e assim por diante...
Obedecendo, é claro, as notas da Escala Pentatônica de Lá Menor (Am).

A melhor forma de enxergar esse padrão é dividi-lo em blocos de 6 notas e aplicar o mesmo desenho do
padrão começando em cordas diferentes.

Em relação à palhetada, usaremos palhetada alternada, começando com palhetada para baixo, e depois,
alternando, palhetada para cima, baixo, cima, etc...

3
Padrão #2

No Padrão #2, nós iremos descer a escala pentatônica em blocos de 2 notas, da seguinte forma: nós iremos
tocar a nota original, e depois a nota seguinte na escala; depois, iremos voltar uma nota na escala, e tocar a
nota seguinte; e assim por diante, até a sexta corda, obedecendo às notas da Pentatônica de Lá Menor (Am).

Sendo assim, tocaremos: casas 5 e 8 na primeira corda (esse é o primeiro bloco de 2 notas); depois, voltamos
uma nota na escala, para a casa 8 da segunda corda, e tocamos a nota seguinte, casa 5 da primeira corda; na
sequência, voltamos uma nota na escala, para a casa 5 da segunda corda, e tocamos a nota seguinte, casa 8
da segunda corda; e assim seguimos o mesmo padrão enquanto descemos a escala.

A palhetada aqui será alternada, começando com palhetada para baixo.

4
Padrão #3

No Padrão #3, nós iremos subir a escala em blocos de 2 notas, em que há o intervalo de quinta entre as notas.
Ou seja, iremos tocar a nota original e sua quinta; em seguida, avançaremos uma nota na escala, e tocaremos
a quinta dessa nota; e assim por diante...

Portanto: casa 5 na sexta corda e casa 7 na quinta corda (intervalo de quinta); depois, casa 8 na sexta corda e
casa 5 na quarta corda (intervalo de quinta); casa 5 na quinta corda e casa 7 na quarta corda; etc...

Mais uma vez, teremos palhetada alternada, começando com palhetada para baixo. O maior desafio aqui será
o salto de cordas que ocorre entre a sexta e quarta cordas, quinta e terceira cordas, quarta e segunda cordas, e
terceira e primeira cordas.

Trata-se de um excelente exercício para desenvolver a técnica de Salto de Cordas (String Skipping)!

5
Padrão #4

No Padrão #4, nós iremos descer a escala de 5 em 5 notas (grupos de 5 notas).

Assim, começando na casa 8 da primeira corda, tocamos essa e as 4 notas anteriores da escala em sequência
(casas 8 e 5 na primeira corda, casas 8 e 5 na segunda corda, e casa 7 na terceira corda). Depois, voltamos
uma nota na escala, para a casa 5 da primeira corda, e aplicamos o mesmo padrão, tocando as 4 notas
anteriores da escala (casa 5 na primeira corda, casas 8 e 5 na segunda corda, casas 7 e 5 na primeira corda).
Em seguida, voltamos uma nota na escala, para a casa 8 da segunda corda, e aplicamos o padrão. Seguimos,
então, o mesmo raciocínio de nota em nota até atingir a sexta corda.

Note que nesse padrão, há a utilização de pull-offs entre algumas notas, para facilitar a transição entre as
notas, bem como dar uma sonoridade mais fluida ao lick. Mas nada impede que você experimente tocar o
padrão apenas com palhetada alternada, ou ainda utilizando outras técnicas, conforme preferir.

6
Padrão #5

No Padrão #5, nós temos um padrão no sentido diagonal, diferentemente dos anteriores, que eram padrões no
sentido vertical.

Aqui, nós temos um bloco de 6 notas em que tocamos: casas 5 e 8 na sexta corda; casas 5, 7 e 5 na quinta
corda; e casa 8 na sexta corda.

Em seguida, tocamos as oitavas dessas notas: casas 7 e 10 na quarta corda; casas 7, 9 e 7 na terceira corda;
e casa 10 na quarta corda.

Por fim, avançamos mais uma oitava e tocamos: casas 10 e 13 na segunda corda; casas 10, 12 e 10 na
primeira corda; e casas 13 e 10 na segunda corda.

7
Padrão #6

No Padrão #6, nós temos mais um padrão na diagonal, que é formado por blocos de 8 notas.

No primeiro bloco, temos as casas 13, 10 e 13 na segunda corda; casas 10, 12 e 10 na primeira corda; e casas
13 e 10 na segunda corda.

Em seguida, descemos uma oitava e tocamos: casas 10, 7 e 10 na quarta corda; casas 7, 9 e 7 na terceira
corda; e casas 10 e 7 na quarta corda.

Por fim, descemos mais uma oitava e tocamos: casas 8, 5 e 8 na sexta corda; casas 5, 7 e 5 na quinta corda; e
casas 8 e 5 na sexta corda.

8
Padrão #7

Diferentemente dos padrões anteriores, o Padrão #7 é no sentido horizontal.

Nós temos blocos de 6 notas, em que 3 notas descendo a escala, voltamos uma nota e, a partir dessa,
tocamos 3 notas descendo a escala.

Então, temos: casas 8 e 5 na primeira corda, casa 8 na segunda corda (primeiro grupo de 3 notas); depois,
casa 5 na primeira corda, e casas 8 e 5 na segunda corda. Esse é o primeiro bloco de 6 notas...

Na sequência, nós avançamos uma nota na escala no sentido horizontal, para a casa 10 na primeira corda, e
fazemos o mesmo padrão.

Aplicaremos o mesmo raciocínio avançando de nota em nota na escala no sentido horizontal.

9
Padrão #8

No Padrão #8, nós vamos descer a escala de 3 em 3 notas (grupo de 3 notas), só que no sentido horizontal,
apenas na primeira corda.

O primeiro bloco de 3 notas consiste nas casas 20, 17 e 15. Depois, casas 17, 15 e 12; casas 15, 12 e 10;
casas 12, 10 e 8; e assim por diante.

Para conectar as notas, usaremos pull-offs e slides.

10
Padrão #9

No Padrão #9, temos mais um padrão na horizontal com blocos de 6 notas.

O primeiro bloco fica assim: casas 8 e 5 na primeira corda, e casa 8 na segunda corda; depois, casas 5 e 8 na
segunda corda, e casa 5 na primeira corda.

Na sequência, nós avançamos uma nota na escala no sentido horizontal, para a casa 10 na primeira corda, e
fazemos o mesmo padrão.

Aplicaremos o mesmo raciocínio avançando de nota em nota na escala no sentido horizontal.

11
Padrão #10

No Padrão #10, temos um padrão horizontal descendo a escala em blocos de 8 notas. No primeiro bloco,
temos: casas 17, 20 e 17 na primeira corda; casas 20, 17 e 20 na segunda corda; e casas 17 e 20 na primeira
corda. Depois, é só voltar uma nota na escala, para a casa 15 da primeira corda e repetir o mesmo padrão.

Aplicaremos o mesmo raciocínio descendo a escala de nota em nota no sentido horizontal.

12
O seu próximo passo...
Nesse E-book, você aprendeu 10 Padrões Melódicos Incríveis para treinar diariamente e começar a aplicar em
seu solos e improvisos.

Porém, tão importante quanto aprender padrões novos é aprender COMO TOCÁ-LOS DA FORMA CORRETA,
para executar todas as notas com perfeição, precisão, clareza e articulação.

E é justamente isso o que eu ensino no Acelerador de Técnica!

O Acelerador de Técnica é um método passo a passo que vai te capacitar a se tornar um Guitarrista de Alto Nível,
capaz de tocar Músicas e Solos que antes pareciam Impossíveis, com apenas 6 EXERCÍCIOS por Dia!

No curso, você vai aprender como se tornar um MESTRE da Guitarra em técnicas como Palhetada Alternada,
Ligados, Bend, Vibrato, Sweep Picking, Economy Picking, Tapping, Palhetada Híbrida, e muitas outras...

E tudo isso com APENAS 6 EXERCÍCIOS POR DIA!

Clique no botão abaixo e saiba mais sobre o Acelerador de Técnica:

SIM! EU QUERO!