Você está na página 1de 4

SÍNTESE DO SULFATO DE TETRAMINCOBRE (II) MONO HIDRATADO

[Cu(NH3)]SO4. H2O
Edgley A. Batistaª, Isaac B. S. Sousaª, Paulo V. G. de Azevedoa. Departamento de Química,
Universidade Estadual da Paraíba, Campina Grande – PB, Brasil.

Composto de coordenação é aquele que em solução aquosa não perde sua identidade,
sendo um composto iônico ou neutro, onde apresenta um átomo metálico central rodeado por
um conjunto de ligantes. Nesta pratica podemos obter um composto coordenado dentro de um
laboratório.

INTRODUÇÃO Werner (1866-1919), profundo conhecedor


da estereoquímica orgânica. Werner
No contexto da química de
combinou a interpretação do isomerismo
coordenação dos metais, o termo
óptico e geométrico com padrões de
complexo significa um átomo metálico ou
reações e com dados de condutância num
íon central rodeado por um conjunto de
trabalho que ainda permanece como um
ligantes. (SHRIVER & ATKINS).
modelo de como usar, de maneira efetiva e
Usa-se o termo composto de criativa, evidências físicas e químicas. As
coordenação para designar um complexo cores marcantes de muitos compostos de
neutro ou um composto iônico no qual pelo coordenação de metais d e f, as quais são
menos um dos íons é um complexo. Um consequência das suas estruturas
complexo é a combinação de um ácido de eletrônicas, era um mistério para Werner.
Lewis (o átomo metálico central) com Esta característica só foi elucidada quando
várias bases de Lewis (os ligantes). O as estruturas eletrônicas passaram a ser
átomo da base de Lewis que forma a descritas em termos de orbitais, no período
ligação com o átomo central é chamado de de 1930 a 1969. (SHRIVER & ATKINS).
átomo doador, porque é ele que doa os
Há três teorias que explicam as
elétrons usados para formar a ligação.
ligações entre o metal e os ligantes nos
(SHRIVER & ATKINS).
complexos, todas formuladas na década de
As principais características das 1930. Teoria da ligação de valência, essa
estruturas geométricas dos complexos foi desenvolvida por Pauling, os
metálicos foram identificadas por Alfred compostos de coordenação contem íons
complexos, nos quais os ligantes formam Do composto preparado na parte
ligações coordenadas com o metal. A um são pesados 0,1g, e esse processo deve
teoria de campo cristalino, essa foi ser repetido mais uma vez com os mesmos
proposta por Bethe e van Vleck, a força de 0,1g que foram pesados inicialmente. Essa
atração entre o metal central e os ligantes quantidade deve ser dissolvida em 50mL
do complexo considerada como sendo de de água destilada e a ela deve ser
natureza puramente eletrostática.. Na adicionada 10mL da solução de KI a 20%.
Teoria dos orbitais moleculares é Depois adicionar de 6 a 8 gotas de ácido
integralmente considerada tanto as acético para que a reação acelere. Uma
contribuições covalentes como as iônicas, bureta deve ser lavada com a solução de
embora essa teoria, provavelmente, seja a tiossulfato de sódio 0,1mL e deve ser
melhor para tratar a ligação química, ela preenchida com a mesma solução. Logo
não substitui totalmente as outras teorias. em seguida deve se fazer a titulação com o
(J.D.LEE) composto até que se obtenha uma
coloração amarelo-clara, e depois adicionar
PARTE EXPERIMENTAL
a solução de amido que deve ser recém-
Parte I: Preparação do Complexo preparada, que vai acarretar em uma
de cobre solução azul. Depois que a solução ficar
totalmente branca deve ser acrescentado a
São pesados 5g de sulfato de cobre
ela 1g de KSCN. Se a cor não se alterar, a
e este é colocado em um erlenmeyer em
titulação foi terminada. Caso a solução
banho de gelo. Em seguida é adicionado
volte a se tornar azul, continuar a titulação
8mL de amônia a 37% e 4mL de água
repetindo a operação de adição do KSCN.
destilada. A solução preparada fica em
repouso por alguns minutos e depois deve Parte III: Análise da amônia no
ser filtrada. Os cristais formados devem ser Complexo
lavados com uma solução de amônia 1:1
Pese 0,2g do complexo e repita a
(10Ml) e em seguida com éter. O produto
pesagem com os mesmo 0,2g dissolvendo
deve ser colocado em um dessecador a
50mL de água destilada em um erlenmeyer
vácuo para secar e em seguida transferido
de 250mL. Então adicione 3 gotas de
para um béquer onde será pesado e terá seu
indicador metil-orange e titule com HCl a
rendimento de reação calculado.
0,2 M padronizado.
Parte II: Determinação do cobre
RESULTADOS E DISCUSSÕES
no Complexo
Devido à falta de reagentes só foi complexo Sulfato de Tetraminocobre (II),
possível realizar a primeira parte do que é um sólido azul escuro. A equação 2
experimento até o terceiro procedimento. demonstra a formação do complexo:
Os 5g do sulfato de cobre foram pesados e
CuSO4 .Cu(OH)2(s) +8NH4 + (aq) →
adicionados ao erlenmeyer que em seguida
foi colocado no banho de gelo por um 2[Cu(NH3 )4 ]SO4(s) +OH - (aq)
tempo de cerca de 10 minutos. Logo que a
solução de hidróxido de amônio foi Equação 2

adicionada ao sulfato, pode se observar a É notada a partir das equações s1 e


formação de um precipitado de cor azul 2 que este complexo é obtido de maneira
clara, e com a adição da água destilada foi parcial.
observada que a solução aquosa apresentou
uma tonalidade de azul muito escura. O Depois de filtrado não se obteve o

ocorrido se deve a formação de hidróxido cristal do complexo esperado, pois a

de cobre que se torna o precipitado, e com solução ainda apresentava o hidróxido de

a adição da água, o sulfato de cobre que é cobre formado, que não foi devidamente

solúvel neste meio, acaba apresentando misturado para que se pudesse ter o

uma coloração azul escura forte por ter complexo por completo após a adição do

excesso de amônia. A reação pode ser etanol.

observada na equação 1: CONCLUSÃO

CuSO4(s) +2H2 O(l) +2NH3 → Dentro da química inorgânica, ter


conseguido identificar e sintetizar os
CuSO4 .Cu(OH)2(s) +2NH4 + (aq)
compostos de coordenação foi de grande
Equação 1 importância para se entender melhor o
comportamento diferencial destes. Foi
Ao se adicionar o etanol foi
comprovado por via experimental que
observado que o estado aquoso da solução
realmente estes compostos apresentam um
tomou um aspecto pastoso, próximo ao do
núcleo central metálico, que neste
precipitado formado inicialmente. O
experimento foi o cobre, e que o mesmo
mesmo não foi deixado tempo suficiente
funcionou de doador de elétrons para os
em repouso e foi filtrado um pouco depois
ligantes NH3.
da adição do etanol. O aspecto pastoso da
fase azul escura se deve a formação do
Mesmo sem ter sido realizado o
procedimento por completo, foi possível
compreender a formação, a natureza da
ligação até a estruturação do composto.

REFERÊNCIAS

J.D.Lee – Química Inorgânica não tão


Concisa – 5 edição, Editora Blucher, São
Paulo, 1999.

SHRIVER & ATKINS – Química


inorgânica – 4 edição, Editora Bookman,
Porto Alegre, 2008.

Você também pode gostar