Você está na página 1de 2

PERFIL

A carreira farmacêutica especialista em fitoterápicos tem atuação dedicada no âmbito das plantas
medicinais e fitoterápicos. Esta profissão contribui de maneira decisiva para o avanço da ciência
medicinal.

Apesar do grande potencial biotecnológico brasileiro, ainda há uma restrição do número de vagas
oferecidas para esta carreira, sendo que as maiores remunerações encontram-se nas poucas indústrias
que realizam pesquisas relacionadas à utilização de plantas medicinais e fitoterápicos.

Outra oportunidade para a carreira de farmacêutico especialista em fitoterápicos é a atuação como


pesquisador. As pesquisas na área são geralmente incubadas em universidades federais, tendo como
pré-requisito para ingresso o título de doutor e a aprovação em concurso público.

Ser farmacêutico especialista em fitoterápicos exige do profissional conhecimentos avançados em


química farmacêutica, fitoterapia, ação e toxicidade de plantas medicinais e seus derivados,
manipulação farmacotécnica e produção industrial de fitoterápicos. Habilidade de gerir projetos é
uma das características essenciais para o sucesso na carreira. Dominar a língua inglesa é
indispensável para acessar novas informações, necessárias para o exercício da profissão. O
conhecimento de outras línguas, como o espanhol, também é relevante, já que parte da literatura
técnica pode ser encontrada nesse idioma.

O que faz

- Garante a qualidade dos fitoterápicos e plantas medicinais;

- Participa da obtenção de normas regulatórias relacionadas ao uso de termos científicos na


prescrição, rotulagem e embalagem;

- Desenvolve ações e produz materiais que auxiliam no uso racional de plantas medicinais e
fitoterápicos;

- Utiliza marcadores para analisar os resultados obtidos com o uso de fitoterápicos e plantas
medicinais;

- Acompanha e dirige a seleção, cultivo e distribuição de plantas medicinais e fitoterápicos;

- Faz parte da Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT);

- Desenvolve, juntamente com outros profissionais, regras que regulam a produção, distribuição e
uso de plantas medicinais e fitoterápicos;

- Atua como responsável técnico em locais de comercialização de plantas medicinais e fitoterápicos,


nos quais assistência e atenção farmacêutica são realizadas;

- Manipula fitoterápicos;

- Desenvolve e implanta os serviços de fitoterapia;

- Organiza e estrutura os serviços de assistência farmacêutica relacionados aos fitoterápicos e demais


produtos afins;

- É responsável pelo desenvolvimento de editais para a aquisição de insumos farmacêuticos;

- Desenvolve, juntamente com outros profissionais, sistemas de informação sobre fitoterápicos e


plantas medicinais;

- Realiza estudo e pesquisa voltados para o desenvolvimento tecnológico de produtos relacionados à


fitoterapia;
- Orienta os profissionais da saúde quanto à utilização adequada das plantas medicinais e
fitoterápicos;

- Segue mementos terapêuticos ou formulários oficiais para a manipulação destes medicamentos;

- Realiza pesquisa relacionada à utilização de plantas medicinais e fitoterápicos;

- Garante a segurança e qualidade do medicamento, através do conhecimento e aplicação das boas


práticas de manipulação em farmácia;

- Acompanha e monitora os pacientes que fazem uso de fitoterápicos e plantas medicinais;

- Garante o cumprimento das Boas Práticas de Fabricação e o atendimento à legislação vigente, nas
indústrias que produzem estes medicamentos;

- É responsável pela aquisição de plantas medicinais e fitoterápicos;

- Realiza treinamento para a capacitação e qualificação dos diversos profissionais envolvidos na


produção de plantas medicinais e fitoterápicos, bem como da equipe multiprofissional da saúde e
usuários

Você também pode gostar