Você está na página 1de 7

CAMPUS VENANCIO AIRES

Prof. Dejair Priebe Ferreira da Silva

Disciplina de Redes de Computadores

EXERCICIOS DE REDES DE COMPUTADORES

Um datagrama é uma unidade de transferência básica associada a uma rede de comutação de


pacotes em que a entrega, hora de chegada, e a ordem não são garantidos.
Um datagrama consiste de um cabeçalho e áreas de dados, onde o cabeçalho contém informações
suficientes para o roteamento do equipamento de origem para o de destino, sem depender de trocas
anteriores entre o equipamento e a rede. Os endereços de origem e destino, bem como um campo
de tipo são encontrados no cabeçalho de um datagrama.
1) Defina camada de rede.
 É o segmento de transporte do hospedeiro emissor ao receptor, o lado emissor encapsula
segmentos em datagramas.

2) Quais são as funções mais importantes da camada de rede. Explique cada uma.
 Repasse e roteamento. Repasse: mover pacotes da entrada do roteador para a saída apropriada
do roteador. Roteamento: determinar rota seguida pelos pacotes da origem ao destino.
3) Qual a terceira função mais importantes na camada de rede em algumas arquiteturas, segundo
Kurose?
 Estabelecimento de conexão: Algumas arquiteturas de rede exigem o estabelecimento de circuitos
virtuais antes da transmissão de dados, por exemplo, ATM e Frame relay, x25.
4) Dê exemplos de:
a) Serviços para datagramas individuais.
 Entrada garantida e entrada garantida com atraso limitado.
b) Serviços para fluxo de datagramas.
 Entrega de data grama na ordem, largura de banda mínima garantida e restrições sobre
mudanças no espaçamento entre pacotes.
5) Defina a expressão circuitos virtuais.
 Caminho da origem ao destino comporta-se como um circuito telefônico.
6) Em que consiste um circuito virtual?
Caminho da origem ao destino.
Números de VC um número para cada enlace ao longo do caminho.
Entradas em tabelas de repasse nos roteadores ao longo do caminho.
7) Cite abaixo quais são as 2 funções mais importantes de um roteador.
 Executar algoritmos/protocolos de roteamento (rip,ospf,bgp) e repasse de datagramas de entrada
para a saída.
8) Explique:
a) Comutação por memória.
 A CPU tem o controle direto sobre os pacotes copiados para a memória do sistema, e sua
velocidade é limitada pela largura de banda da memória.
b) Comutação por um barramento.
 É um datagrama de memória por barramento compartilhado que possui a velocidade da
comutação limitada pela largura de banda do barramento.
c) Comutação por uma rede de interconexão.
 É uma comutação que contorna a largura de Banda do barramento, desenvolvido

9) Com relação as portas de saídas do roteador explique o que significa buffering e disciplina de
escalonamento.
 Buffering; Exigido quando os datagramas chegam ao elemento de comutação mais rápido do que
a taxa de transmissão.
 Disciplina de escalonamento: Escolhe entre os datagramas enfileirados para a transmissão.

10) Sobre a camada de rede, quais as funções na camada de rede do hospedeiro e roteador?
 Escolha de caminhos (protocolo de roteamento).
 Tabela de rotas.
 Endereçamento, formato de datagramas, tratamento de pacotes (endereço IP)
 Aviso de erros e sinalização de rotas (protocolo ICMP).
11) Como é o endereçamento no IPV4?
 É um edereço IP de 32 bits representado por 4 números decimais. É dividido em duas partes:
Prefixo (Endereço da rede, administrado globalmente) e Sufixo (Endereços de hosts, administrados
localmente).
12) Explique o conceito de sub-rede.
 Uma sub-rede é uma divisão de uma rede de computadores, onde o dispositivo se conecta a
mesma parte da sub-rede de endereço IP.
13) O que significa FTP?
 É o roteamento interdomínio sem classe, que tem parte de sub-rede do endereço de tamanho
arbitrário.
14) Como uma máquina obtém um endereço IP?
 É fornecido pelo administrador do sistema em um arquivo .
 Windows -> painel de controle -> rede -> configuração -> TCP/IP -> Propriedades.
 UNIX -> /etc/rc.config.
15) O que significa DHCP? Explique.
 o DHCP é um protocolo dinâmico de configuração de endereço IP. Seu objetivo é permitir que o
hospedeiro obtenha dinamicamente seu endereço IP do servidor de rede quando se conectar à rede.
16) Como um ISP recebe um bloco de endereços?
 Através da ICANN, que aloca endereços, administra o DNS e atribui nomes de domínios e
resolve disputas.
17) O que é NAT? Explique.
 É um protocolo que faz a tradução dos endereços IP e portas TCP da rede local para a internet.
18) O que significa ICMP? Qual a sua função?
 É um protocolo usado pelos hospedeiros e roteadores para comunicar informações em nível de
rede. Funções: relatar erro de hospedeiro, rede, porta, protocolo incansável, e eco de
solicitação/resposta.
19) Quais são os principais motivos que levaram a definição do protocolo IPv6?
 Espaço de endereço de 32 bits logo estará completamente alocado.
 Formato de cabeçalho ajuda agilizar processamento e repasse. Cabeçalho de 40 Bits, tamanho
fixo e fragmentação não permitida.
20) Quais as principais diferenças entre o cabeçalho IPv4 e IPv6?
IPv4 : Os endereços tem 32 bits (4 bytes) de tamanho, registros de endereço no DNS
mapeiam nomes de hosts para endereços IPv4.
 IPv6 : Os endereços tem 128 bits (16 bytes) de tamanho, registros de endereço no DNS mapeiam
nomes de hosts para endereços IPv6, possui tamanho fixo de cabeçalho 40 bytes.
21) Como será a transição do IPv4 para o IPv6?
 Através de implementação de túnel(tunelamento): IPv6 transportado como carga útil no datagrama
IPv4 entre roteadores IPv4.
22) O que significa algoritmo de roteamento e tabela de roteamento?
 Algoritmo de roteamento: Determina “bons” caminhos (seqüência de roteadores) de menor custo.
 Tabelas de roteamento : Arquivo de dados da RAM usada para armazenar informações de rota
sobre redes conectadas diretamente, indicando onde cada nó móvel está localizado.
23) Em qual camada de rede trabalha o roteador?
 Camada de Enlace
24) Nas afirmações abaixo, marque CERTO (C) ou ERRADO (E).
( E ) Protocolo refere-se à forma como os enlaces físicos e os nós de comutação estão organizados.
( E ) No modelo OSI, as entidades da camada N implementam um serviço usado pela
camada N + 1. Neste caso a camada N é chamada de usuária do serviço e a camada N + 1 é chamada
de provedora do serviço.
( E ) O modelo OSI tem 7 camadas e é usado na Internet.
( C ) É possível ter um serviço orientado à conexão sem confirmação.
( C ) Serviços orientados à conexão garantem sequenciamento das unidades de informação transmitidas.
( C ) Serviço de datagrama é um serviço não orientado à conexão.
( E ) A arquitetura TCP/IP é organizada em 7 camadas conceituais.
25) Qual a principal diferença entre a comunicação sem conexão e a comunicação orientada à conexão.
(Tanenbaum) O serviço orientado à conexão se baseia no sistema telefônico, para um usuário
utilizar um serviço de rede orientado à conexão, inicialmente estabelece uma conexão.
Por outro lado, o serviço sem conexão é baseado no sistema postal. Cada mensagem carrega o
endereço de destino completo e cada um deles é roteado através do sistema independentemente de
todos os outros.
26) Quais são as principais razões para se usar protocolo em camadas ?
(Tanenbaum) Um conjunto de camadas de protocolos é chamado de arquitetura de rede. A
especificação de uma arquitetura deve conter informações suficientes para permitir que um
implementador desenvolva o programa ou construa o hardware de cada camada de modo que ela
transmita corretamente o protocolo adequado. Nem os detalhes da implementação nem a
especificação das interfaces pertencem à arquitetura, pois tudo fica escondido dentro da máquina,
longe do alcance dos olhos. Não há no entanto, a menor necessidade de que as interfaces de todas
as máquinas de uma rede sejam iguais, desde que cada uma delas possa usar t6odos os protocolos.
27) Qual a diferença entre um serviço com confirmação e um serviço sem confirmação ? Veja as
alternativas apresentadas a seguir e diga qual delas pode ser serviço com confirmação, serviço sem
confirmação, ambos ou nenhum deles.
a) estabelecimento de conexão
b) transmissão de dados
c) liberação de conexão

( Soares pág. 131) Um serviço denominado confirmado ou com confirmação envolve acordo entre o
usuário que solicita o serviço (solicitante) e outro usuário é informado que o serviço foi solicitado e o
aceita (acolhedor). Os serviços confirmados consistem na troca de quatro primitivas:
service.REQUEST (invocada pelo usuário solicitante), service.INDICATION (entregue pelo
fornecedor do serviço ao usuário que aceita o serviço), service.RESPONSE (invocada pelo usuário
que aceita o serviço), e service.CONFIRMATION) (entregue ao solicitante pelo fornecedor).

Nos serviços não-confirmados ou sem confirmação, não é necessário que os usuários solicitante e
acolhedor acordem sobre a realização do serviço. Esses serviços consistem em apenas duas
primitivas: service.REQUEST (invocada pelo solicitante), e service.INDICATION (entregue ao
acolhedor pelo fornecedor).
a) estabelecimento de conexão – SERVIÇO COM CONFIRMAÇÃO
b) transmissão de dados – SERVIÇO SEM CONFIRMAÇÃO
c) liberação de conexão – SERVIÇO COM ou SEM CONFIRMAÇÃO
28) Cite duas formas em que os modelos de referência OSI e TCP/IP são iguais. Agora cite duas formas
em que eles são diferentes.

O modelo OSI tem sete camadas e o TCP/IP, quatro. Ambos têm as camadas de (inter-) rede,
transporte e aplicação, mas as outras s ao diferentes. Outra diferença está na área da comunicação
sem conexão e da comunicação orientada à conexão. Na camada de rede, o modelo OSI é
compatível com a comunicação orientada à conexão; no entanto, na camada de transporte, o modelo
aceita apenas a comunicação orientada à conexão, onde ela de fato é mais importante (pois o
serviço de transporte é visível para os usuários). O modelo TCP/IP tem apenas um modo na camada
de rede (sem conexão), mas aceita ambos os modelos na camada de transporte, oferecendo aos
usuários uma opção de escolha. Essa escolha é especialmente importante para os protocolos
simples de solicitação/resposta.

29) Determine em que camadas do modelo OSI são realizadas as seguintes tarefas:
a) divide o fluxo dos bits transmitidos em quadros
(Tanenebaum) Camada de Enlace de Dados
b) determina a rota através da sub-rede que será usada
(Tanenebaum) Camada de Rede
c) provê serviços de sincronização
(Tanenbaum) Camada de Sessão
30) Qual a função dos cabeçalhos de uma PDU?
31) Descreva os protocolos definidos pelos padrões:
(a) IEEE 802.1
(b) IEEE 802.2
(c) IEEE 802.3
(d) IEEE 802.4
(e) IEEE 802.6
32) Descreva as três fases de operação de uma transmissão orientada à conexão.
1º. Estabelecimento da conexão:

CONNECT.request – Solicita o estabelecimento de uma conexão.


CONNECT.indication – Sinalização da parte para a qual foi feita a chamada
CONNECT.response – Usada pelo receptor da chamada para aceitá-la ou rejeita-la.
CONNECT.confirmation – Permite que a origem da chamada saiba se ela foi aceita.
2º Transferência de Dados:
DATA.request – Solicita o envio de dados.
DATA.indication –Sinal de chegada dos dados
3º Liberação da conexão
DISCONNECT.request – Solicita o encerramento de uma conexão
DISCONNECT.indication – Sinal do par sobre a solicitação.
33) Qual a diferença entre uma rede de pacotes datagrama e uma rede orientada por circuitos virtuais?
Dê sua resposta com base em parâmetros gerais de Qualidade de Serviço aplicados para transferência
de dados em tempo real.
Em uma rede de pacotes o roteamento é realizado com base no endereço IP e no roteador os
pacotes são analisados antes de serem encaminhados para o nó de saída ( o roteamento pode ser
do tipo store and forwarding ou cut-trought). Notar que os pacotes de uma determinada informaç~çao
podem seguir por caminhos diferentes na rede, gerando assim maior atraso e perda de qualidade na
entrega da informação.

Em uma rede orientada por circuitos virtuais, os comutadores definem um determinado canal virtual
de comutação entre a porta de entrada e saída, e o mantém de forma permanente o comutada (PVC
ou SVC ) durante o tráfego de informação. Isto gera um atraso menor na transmissão da informação
ao longo da rede.
34) Comente seu entendimento sobre PVC e SVC. Quais protocolos podem implementar tal facilidade ?
PVC Permanent Virtual Circuit ; conexão permanentemente programada fim-a-fim entre os elementos
de uma rede que utiliza tal facilidade.
SVC Switched Virtual Circuit : conexão comutada apenas no instante de transmissão da informação.
As switches da rede entram em comunicação (através do canal de sinalização) e estabelecem um
caminho fixo para a transmissão de informação. Terminada a transmissão o circuito é desfeito.
Protocolo como ATM, X.25 e Frame Relay
35) Qual a diferença entre protocolos e interfaces.
Protocolo: é um conjunto de regras que controla o formato e o significado dos quadros, pacotes ou
mensagens trocados pelas entidades pares contidas em uma camada.
Interface: define as operações e serviços que a camada inferior tem a oferecer para a camada
superior a ela.
36) O que é e como funciona a transmissão síncrona e assíncrona?
Uma transmissão é síncrona quando, no dispositivo receptor, é activado um mecanismo de
sincronização relativamente ao fluxo de dados proveniente do emissor. Este mecanismo de
sincronização é um relógio (clock) interno no dispositivo de recepção (por exemplo, modem) e
determina de quantas em quantas unidades de tempo é que o fluxo de bits recebidos deve ser
segmentado, de modo a que casa segmento assuma o mesmo tamanho e formato com que foi
emitido.
Uma transmissão assíncrona quando não é estabelecido, no receptor, nenhum mecanismo de
sincronização relativamente ao emissor e, portanto, as sequências de bits emitidos têm de conter em
si uma indicação de inicio e do fim de cada agrupamento; neste caso, o intervalo de tempo entre
cada agrupamento de bits transmitidos pode variar constantemente (pois não há mecanismo que
imponha sincronismo) e a leitura dos dados terá de ser feita pelo receptor com base unicamente nas
próprias sequências dos bits recebidos.
37) Explique o funcionamento da fibra ótica monomodo e multímodo:
Devido ao diâmetro da fibra monomodo ser pequeno, podem transportar sinais até 40Km, por isso a
reflexão dos sinais nas suas paredes é bem menor, permitindo este alcance.
AS fibras multimoodo são mais grossas, isso faz com que elas tenham maior dispersão dos sinais e por
isso, atinjam distancias menores.
38) Como funciona a modulação em Amplitude? E em Frequência?
A modulação por amplitude usa o sistema de chaveamento ASK, são usadas nas transmissões
comerciais e são bem sensíveis ao ruído. A modulação é feita na altura da onda.
A modulação por Frequência usa o sistema FSK de chaveamento, possui menor sensibilidade ao ruído
e atinge distancias maiores, sua modulação acontece no comprimento do período da onda.
39) Explique como funciona os modens, usados em comunicação ponto-a-ponto?
O modem é um equipamento que modula os sinais digitais e analógicos, para que possam ser
transmitidos em um meio físico de rede.
40) Explique 3 características das interfaces: Serial, Paralela e USB:
• A Porta Serial é normalmente conhecida como porta RS-232.
• Nas portas seriais os dados fluem bit a bit, um após o outro.Isso acarreta uma certa redução de
velocidade se comparado com outras portas como as paralelas.
• As portas seriais também evoluíram. As primeiras portas eram capazes de transmitir dados
numa velocidade de apenas 9,600 bits por segundo, enquanto as mais recentes podem
transmitir a até 115,000 bits por segundo.
• Tipos de comunicação serial:
• Síncronas>Temporiza com precisão o período que separa cada bit de dados,sendo uma técnica
usada principalmente em sistemas de grande porte.
• Assíncronas>Em vez de indicar cada bit, o marcador pode indicar o inicio de um pequeno fluxo
de bits, reduzindo o período entre os marcadores, não há tempo suficiente para o timer se
perder.A maioria das comunicações seriais no PC usa esse esquema.
• A maior parte das portas seriais exige que o usuário atribua uma interrupção. (As comunicações
seriais não funcionam sem controle de interrupção, mas isso restringirá bastante a velocidade).O
ideal é que cada porta serial tenha sua própria interrupção para evitar conflitos.
• Porta ou interface paralela é uma conexão bem definida, conveniente e rápida.
Sinônimos
• LPT – Line Print Terminal (terminal de linha de impressão).
• Centronics (devido a uma grande empresa responsável pelo desenho das portas paralelas).
• Paralela refere-se ao fato de que conduz os sinais por meio de oito fios separados – um para
cada bit de um byte de dados - e dentro de um único cabo. Os fios de sinal seguem em paralelo
do PC ao seu destino.Além desses fios, uma porta paralela ainda exige mais alguns para o
aterramento e sinais de controle.
• Conectores
• O conector padrão de uma porta paralela tem 25 pinos – o DB-25. Mas também pode ter
50 pinos – o Centronics (C50M).

• Limite de portas no PC

• Sempre há uma porta paralela instalada na placa mãe (On Board) ou na IDEPLUS do
PC. Ainda podem ser ou ter instaladas mais outras duas portas. (São chamadas LPT1, LPT2 e
LPT3).

A velocidade operacional máxima de uma porta paralela é determinada por diversos fatores. A
velocidade nas portas paralelas padrão (SPP) é de aproximadamente 0,15 Mbps (megabits por
segundo) e nas portas ECP e EPP, cerca de 3 Mbps. A velocidade varia com a potência do
microprocessador do computador. Mas as transferências de dados pode ser controlada por DMA
(acesso direto à memória), sem intervenção do microprocessador, melhorando assim o desempenho
geral do sistema, principalmente num ambiente multiusuário ou multitarefa.

41) Quais são os tipos das multiplexações usadas em redes?


A FDM, multiplexação por divisão de frequência e a TDM, multiplexação por divisão de tempo, são
técnicas de multiplexação sem fio
42) Desenhe a configuração de um cabo UTP para uma rede ponto a ponto: ( CrossOver)

43) Qual é a principal diferença entre HUB e Switch?


HUB
O hub é um equipamento bem antigo, sendo um dos primeiros a serem usados pelas empresas em
redes locais. Basicamente, ele conecta os computadores de uma rede e possibilita a transmissão das
informações entre eles. Porém, é exatamente nesta transmissão que está o seu ponto fraco: ao
pegar a informação de um computador para enviar, ele passa as informações por todos os
computadores até encontrar o destinatário final. Isto causa um tráfego enorme, além de expor os
dados a qualquer um que esteja conectado nela, gerando um sério problema de segurança.
Switch
Criado principalmente para resolver os problemas que o hub apresentava, o switch é um
equipamento que apresenta basicamente a mesma função executada de uma maneira diversa.
Diferente de seu antecessor, um comutador, como também é chamado, recebe a informação a ser
transmitida e a repassa apenas para o destinatário, evitando expô-la a outros computadores.
O processo é realizado decodificando o cabeçalho do pacote e localizando as informações do
receptor dos dados. O aparelho guarda os endereços dos destinatários em uma tabela na sua
memória. Desta forma, ele consegue entregar as informações unicamente à máquina destinada e,
assim, consegue ainda diminuir o tráfego da rede.
44) Explique como funciona uma rede Anel em Token Ring?
45) Explique como funciona a arquitetura de rede gerenciada por Main Frame:
46) Qual a diferença entre linhas discadas publicas e privadas?
47) Explique sobre a topologia de rede sem fio:
48) Qual a função do servidor de arquivos?
49) Quais os equipamentos necessários para construir uma rede em estrela?
50) Explique o que é e como funciona um Backbone: