Você está na página 1de 7

Anexo: 01

Manual de SSMA para Terceirizadas


Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

OBJETIVOS:
Estabelecer Normas e Procedimentos para empresas contratada e prestadoras de serviço e disciplinar a
aplicação da Legislação vigente sobre Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho, as mesmas atendidas pela
Schneider-Electric
A Prevenção de Acidentes e a preservação do meio ambiente devem estar difundidas de maneira
pormenorizada em todas as Áreas da Schneider Electric, de modo que todas as pessoas estejam envolvidas e
comprometidas, sendo parte do próprio trabalho aliada a Produtividade, Qualidade e Satisfação do Cliente.

APLICAÇÃO:
Todas as empresas contratadas e prestadoras de serviços da Schneider-Electric.

CONDIÇÕES GERAIS:

1. DIMENSIONAMENTO DO SESMT

A Contratada/Prestadora de Serviços deve obedecer na execução do contrato o dimensionamento do seu


SESMT conforme o Quadro II da NR-04 da Portaria 3.214 de 08/06/78.

2. COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES – CIPA

A Contratada/Prestadora de Serviços que possuir 20 (vinte) ou mais empregados regidos pela C.L.T. deverá
organizar e manter a CIPA de acordo com a Norma Regulamentadora nº 5 – NR-05 - da Portaria 3.214 do
MTE. Caso não seja aplicada o processo eleitoral em virtude da quantidade de colaboradores,
obrigatoriamente deve-se nomear um representante.
As documentações referentes às atividades da CIPA deverão estar sempre à disposição do SESMT da
Schneider-Electric, a saber:
- Ata de eleição e posse da CIPA;
- Atas das reuniões ordinárias e extraordinárias;
- Cópias dos certificados do “ Curso para Membros da CIPA”;
- Relatórios de acidentes de trabalho;
- Relatórios dos dados estatísticos de incidentes, acidentes, HHT, inspeções, auditorias, etc.

3. EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI

Equipamento de Segurança de fabricação nacional ou estrangeira destinado a proteger a integridade física do


trabalhador, de uso individual, conforme estabelecido nas NR-06, NR-10, NR-18, NR-22, NR-29, NR-30 e NR-
31 da Portaria 3.214 de 08/06/78, devendo possuir C.A. - Certificado de Aprovação emitido pelo Ministério do
Trabalho, que deve estar gravado de forma indelével em seu corpo.

Os EPIs deverão seguir as especificações técnicas definidas pela Schneider Electric durante o processo de
contratação ou realização da APR (Análise Preliminar de Risco) em conjunto com a contratada.

4. EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA – EPC

A Contratada/Prestadora de Serviços deve fornecer todos os Equipamentos de Proteção Coletiva necessários


à execução dos serviços de forma segura.
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

Serão exigidos conforme estabelecido nas Normas Regulamentadoras do MTE, Normas e Procedimentos
Técnicos ou a critério do SESMT da Schneider Electric, relacionada à atividade a ser desenvolvida pela
Contratada.

5. UNIFORME
Todos os funcionários envolvidos nos trabalhos deverão estar obrigatoriamente uniformizados, com roupas
profissionais contendo identificação visual da Contratada, portando Cartões Individuais de Identificação
(crachás), caso contrário, não será permitida a permanência dos mesmos no local de trabalho ou executarem
serviços nos locais designados.

6. FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS
As ferramentas e equipamentos devem ser de qualidade assegurada, estar em perfeito estado de conservação
e adequadas para o serviço a qual se destinam;
As ferramentas e equipamentos para serem utilizadas em tarefas específicas, devem ser adquiridos pela
Contratada seguindo o padrão Schneider-Electric, não sendo permitidas improvisações. As ferramentas
manuais utilizadas nos serviços em instalações elétricas energizadas devem ser eletricamente isoladas.
Em espaços confinados deverão utilizar aparelhos detectores para 4 gases (oxigênio, explosividade, monóxido
de carbono e gás sulfídrico) em todas as frentes de trabalho, com certificado de calibração de cada aparelho e
etiqueta de validade da calibração nos aparelhos, e verificação antes e durante o uso mantendo evidência.
Além disso, devem possuir tripé com guincho para resgate e manuseio de equipamentos, cilindro autônomo de
escape/resgate, lanterna blindada e insuflador com exaustor.
A adoção de ferramentas e equipamentos fora do padrão da Schneider-Electric deverá passar pela avaliação
da Engenharia de Segurança do Trabalho para validação.

7. PROGRAMAS DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL – PCMSO


A Contratada/Prestadora de Serviços deve atender plenamente a NR-07 - Programa de Controle Médico de
Saúde Ocupacional - PCMSO, além de realizar os exames admissionais, periódicos, demissionais,
afastamentos maiores que 30 dias, alterações de função, visando preservar a saúde dos empregados,
inclusive exames médicos específicos para os riscos de exposição, conforme PPRA;
As empresas contratadas que realizam trabalhos permanentes na Schneider-Electric devem apresentar o
PCMSO ao SESMT antes do início das atividades, assinado por um médico do trabalho e atualizar uma vez
por ano;
No caso das prestadoras de serviço, para os serviços com duração superior a 30 dias é necessária a
apresentação do PCMSO antes do início das atividades, assinado por um médico do trabalho.
Quando aplicável apresentar o PCA (programa de controle auditivo);

7.1 – EXAMES PARA ATIVIDADES DE RISCO E ASO


Entende-se por atividades de riscos nas dependências da Schneider as seguintes operações:
Trabalho em altura
Espaço confinado
Ensaios e serviços envolvendo eletricidade
Operador de ponte rolante
Operador de empilhadeira
Atividades de corte e solda
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

Exames obrigatórios:
Anamnese e Exame Físico
Acuidade Visual
Hemograma
Glicemia jejum
EEG (eletroencefalograma a cada 2 anos)
ECG (eletrocardiograma anual)
Espirometria e Raio X de tórax (apenas para atividades de soldador)

ASO
O ASO obrigatoriamente deverá constar a realização dos exames acima citados e explicitar a observação
"Apto para trabalho em altura", “Apto para trabalho em Espaço Confinado”, etc, conforme a atividade.

8. PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCOS AMBIENTAIS – PPRA


As contratadas que realizam trabalhos permanentes na Schneider-Electric deverá apresentar o PPRA antes do
inicio das atividades, o PPRA deve conter, no mínimo, a seguinte estrutura:
 Planejamento anual com estabelecimento de metas, prioridades e cronograma e responsáveis;
 Estratégia e metodologia de ação;
 Forma de registro, manutenção e divulgação dos dados;
 Periodicidade e forma de avaliação do desenvolvimento do PPRA.
No caso das prestadoras de serviço, para os serviços com duração superior a 30 dias, é necessária a
apresentação do PPRA seguindo as premissas acima.

9. PROGRAMA DE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO


– PCMAT
A Contratada deverá desenvolver e manter o PCMAT para as Obras que envolvam atividades de construção
civil, visando a implementação de medidas de controle e sistemas preventivos de segurança nos processos,
nas condições e no meio ambiente de trabalho na indústria da construção. É obrigatório à elaboração e o
cumprimento do PCMAT os estabelecimentos com 20 ou mais trabalhadores.

10. NORMAS E PROCEDIMENTOS DE TRABALHO


Para execução de todos os trabalhos de alto e médio risco é exigência obrigatória possuir os procedimentos de
trabalho.
Procedimentos de Trabalho da Schneider-Electric serão cedidos para as Contratadas/Prestadoras de Serviço e
esta será responsável em treinar seus funcionários.
Também é necessária a elaboração da Avaliação de Perigos e Riscos, conforme Procedimento da Schneider-
Electric. Trata-se de um documento de avaliação de riscos de cada etapa da obra / atividade, reconhecendo
todos os riscos potenciais/conseqüências envolvidos e propondo medidas de controle.
A Contratadas/Prestadoras de Serviço deverão fornecer a Schneider-Electric uma cópia de sua Avaliação de
Perigos e Riscos devidamente assinada, antes do início das atividades para aprovação.
Trabalho de risco alto: Trabalho que expõe os colaboradores da Contratada/Prestadora de Serviço a riscos
que, se um acidente ocorrer, pode resultar em fatalidade ou incapacidade permanente, por exemplo, serviços
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

no Sistema Elétrico de Potência (SEP); em espaço confinado, escavações, obras civis em áreas de riscos
elétricos, em altura superior a 2mts e operação de guindastes.

Trabalho de risco médio: Trabalho que expõe os colaboradores da Contratada/Prestadora de Serviço a riscos
que, se houver um acidente, pode resultar em incapacidade temporária, por exemplo, solda, carpintaria, obra
civil, etc.

Trabalho de risco baixo: Trabalho que expõe o Contratada/Prestadora de Serviço a riscos que, se houver
acidente, pode resultar em lesões menores, por exemplo, consultoria, manutenção de equipamento de
escritório e limpeza de escritório, etc.

11. COMUNICAÇÃO DE ACIDENTES


Qualquer ocorrência de incidente ou acidente do trabalho que resultar em lesões pessoais ou danos materiais,
a quem quer que seja, a Contratada/Prestadora de Serviço ficará obrigada a registrar, investigar e tratar suas
causas e a comunicar o fato imediatamente à área competente da Schneider-Electric.
A Contratada/Prestadora de Serviço deve emitir a CAT (Comunicação de Acidente do Trabalho) nos termos da
legislação vigente e encaminhar uma cópia ao setor de segurança da Schneider em no máximo 72 horas após
o ocorrido.
Nota: Se o acidente ocorrer dentro de uma unidade Schneider, encaminhar o colaborador ao Ambulatório
Médico.
Caso o acidente ocorra fora das dependências, encaminhar o colaborador a um Hospital do SUS (Sistema
Único de Saúde).

No caso de acidente grave, a Schneider-Electric poderá, a seu critério e com a participação da


Contratada/Prestadora de Serviço, reunir uma COMISSÃO DE INVESTIGAÇÃO com o objetivo de apurar as
causas que originaram o acidente e indicar as disposições e ações corretivas aplicáveis.

A Contratada/Prestadora de Serviço assume integral responsabilidade pelos encargos trabalhistas,


previdenciários e de acidentes do trabalho de todo o pessoal a seu serviço, pelo cumprimento de todas as
normas de prevenção de acidentes, Saúde e Segurança do Trabalho e de combate a incêndio, por perdas e
danos ocorridos nos serviços a seu cargo, decorrentes de culpa sua ou de seus prepostos, por negligência,
imprudência, imperícia, omissão, dolo, má-fé, casos fortuitos ou força maior.
O relatório final de investigação do acidente e cópia do CAT deverá ser encaminhado para o SESMT da
Schneider-Electric em no máximo 7 dias corridos. Deverão conter as causas, as medidas adotadas ou
programadas para evitar sua reincidência, os prazos e os responsáveis. Nos acidentes que a Schneider-
Electric julgar necessário, profissionais de segurança participarão das análises dos acidentes;

12. TRANSPORTE DE PESSOAL


O transporte de pessoal deverá ser em veículos próprios para este fim, em perfeito estado de conservação e
funcionamento, respeitando a limitação do mesmo e em acordo com o Código de Trânsito Brasileiro;
Fica expressamente proibido o transporte de pessoal na carroceria de caminhões, caminhonetas, pick-up,
máquinas em geral, contatos com equipamentos/ferramentas diversos e adaptações sem laudos técnicos;
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

13. TREINAMENTO DE SEGURANÇA


Os profissionais devem ter certificado dos treinamentos abaixo de acordo com a atividade que será executada:

Atividade Treinamento

Trabalho em Altura Trabalho em Altura – Formação: 08 horas


Trabalho em Altura – Reciclagem: 08 horas
Validade do Treinamento: 02 Anos

Supervisor de Espaço Confinado - Formação - 40 horas


Operador de Espaço Confinado - Formação - 16 horas
Supervisor de Espaço Confinado – Reciclagem: 08 horas
Espaço Confinado
Operador de Espaço Confinado - Formação - 16 horas

Validade do Treinamento: 01 Ano

NR10 Básico - Formação – 40 horas


NR10 Básico - Reciclagem – Mínimo 08 horas
Sistema Elétrico de Potência (SEP) - Formação – 40 horas
Eletricidade
Sistema Elétrico de Potência (SEP) - Reciclagem – Mínimo
08 horas
Validade do Treinamento: 02 Anos

14. FISCALIZAÇÃO
A Fiscalização será efetuada pelo setor responsável pela obra/serviço e pelo SESMT da Schneider-Electric e
verificarão, em inspeções periódicas, o cumprimento das determinações relativas à Segurança e Medicina do
Trabalho;
No caso das recomendações decorrentes das fiscalizações não serem acatadas pela Contratada/Prestadora
de Serviços e as irregularidades apontadas não serem sanadas nos prazos concedidos, os trabalhos deverão
ser suspensos pelo responsável do contrato Schneider, não eximindo a Contratada/Prestadora de Serviço das
obrigações e penalidades constantes das cláusulas contratuais referentes aos prazos e multas, além do item
deste documento “Medidas disciplinares”;

15. IMPEDIMENTO / PARALISAÇÃO DE SERVIÇO


A Schneider-Electric reserva-se ao direito de impedir a realização de atividades programadas e emergenciais
quando julgar que o descumprimento de Leis, Normas e Procedimentos Técnicos e constatação de condições
abaixo do padrão, gerada pela Contratada/Prestadora de Serviço, possa comprometer a segurança de seus
colaboradores e de terceiros, recaindo os custos da não realização dos serviços à Contratada/Prestadora de
Serviço.
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

16. DADOS CADASTRAIS DOS FUNCIONÁRIOS DO CONTRATO


A Contratada/Prestadora de Serviço deverá montar uma pasta com cópia da carteira de trabalho, do Atestado
de Saúde Ocupacional (ASO), dos certificados de treinamentos e o formulário Cadastro de Contratados de
todos os funcionários do contrato, antes do início do contrato e encaminhar ao Responsável pelo Contrato.

17. SUBSTITUIÇÃO, DEMISSÃO OU INCLUSÃO DE FUNCIONÁRIO


A Contratada/Prestadora de Serviço deverá avisar ao Responsável pelo Contrato toda e qualquer substituição
e/ou inclusão de funcionários, encaminhando os documentos necessários à área gestora, inclusive os
certificados de treinamentos.

18. REUNIÃO DE INTEGRAÇÃO E INSPEÇÃO INICIAL


Todos os funcionários da Contratada/Prestadora de Serviço passarão por um treinamento/reunião de
integração, antes de iniciar suas atividades, ministrada pelo técnico de segurança que fica locado na unidade.
Também antes do início das atividades, uma inspeção inicial será efetuada pelo técnico de segurança e/ou
pelo Responsável pelo Projeto nas equipes. Trata-se da última verificação das equipes, no canteiro de
trabalho, onde são checadas as condições veiculares, ferramentais, equipamentos, EPIs, EPCs, etc. O serviço
será liberado somente após a verificação do cumprimento de todos os requisitos da Schneider-Electric.

OBS: As integrações de segurança deverão ocorrer nas dependências da Schneider-Electric e somente


serão realizadas após a constatação de inclusão dos colaboradores no cadastro de terceiros e a
verificação de documentações as quais estejam aprovadas (A documentação deve ser enviada em meio
físico e com prazo mínimo de 48 horas que antecede a integração de segurança).

19. PLANEJAMENTO INICIAL DA ATIVIDADE – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS


A Equipe somente iniciará cada atividade, após realizar a identificação de todos os riscos e medidas de
controle.
A APR deve ser mantida no local do serviço, devidamente assinada.

20. AUDITORIA DE SEGURANÇA


A Contratada/Prestadora de Serviço compromete-se a adotar as melhores práticas de Gestão de Segurança e
Medicina do Trabalho, e permitir que a Schneider-Electric, através do SESMT e Responsável do Projeto, a seu
critério, realize auditorias em suas equipes de trabalho, em suas instalações e documentações, objetivando
comprovar a eficácia das referidas práticas de Gestão adotadas.

21. MEDIDAS DISCIPLINARES


Medidas disciplinares serão aplicadas nas ocorrências detectadas, de acordo com o grau de gravidade:
 Ocorrência Grave - Uma condição ou prática capaz de causar incapacidade permanente, morte ou
mutilação para o funcionário, equipe e ou terceiros. Exemplo: Eletrocussão com graves queimaduras, e na
analise do acidente, ficou comprovado o fato que este profissional cometeu atitude abaixo dos padrões ao
não utilizar os equipamentos tipo barreiras e equipamentos de proteção individual e coletiva / Trabalho em
equipamento energizado sem bloqueio de circuito / Trabalho em equipamento desligado desligada sem
aterramento / Trabalhador sem as capacitações necessárias entre outras.
Anexo: 01
Manual de SSMA para Terceirizadas
Revisão: 00
Doc. Referência: BR SSMA 4.4.010

 Ocorrência Séria - Uma condição ou prática capaz de causar lesão ou enfermidade grave, resultando em
incapacidade temporária. Exemplo: Abertura de arco voltaico, que teve pequenas queimaduras, na
investigação ficando comprovado o fato de que o profissional utilizou protetores que estavam em más
condições e sem testes dielétricos, apesar de existir equipamentos novos disponíveis / EPIs / EPCs /
ferramentas / equipamentos em más condições ou com testes dielétricos vencidos / transportar pessoas
nas carrocerias dos veículos/ não comunicar substituição ou inclusão de funcionário entre outras.
 Ocorrência Menor – Uma condição ou prática capaz de causar lesões menores não incapacitantes,
enfermidades leves. Exemplo: Pequeno corte na mão e na investigação ficou comprovado o fato que, o
trabalhador fazia uso de uma luva de raspa velha sem condição de uso / não comunicar acidentes ou
demorar a avisar entre outras.

22. SUBCONTRATAÇÃO
 Somente com autorização prévia e expressa do Responsável do Projeto;
 Todas as exigências da Schneider-Electric estendem-se às eventuais subcontratadas;
 A contratada/prestadora de serviço é responsável pela empresa subcontratada.

23. DISPOSIÇÕES GERAIS


 Qualquer prejuízo material ou danos pessoais decorrentes da inobservância dos procedimentos
operacionais e de segurança do trabalho, comprovando-se a responsabilidade da Contratada/Prestadora
de Serviço, dará o direito a Schneider Electric ao ressarcimento dos custos de indenização, reparação e
regularização;
 Antes do início da prestação de serviço, a Contratada/Prestadora de Serviço deverá apresentar as FISPQ’s
(Ficha de Segurança do Produto Químico) de todos os produtos químicos que serão utilizados, para
análise do SESMT para homologação ou não do uso;
 A Contratada/Prestadora de Serviço deverá manter inventário e controle dos produtos químicos utilizados,
bem como as respectivas FISPQ (Ficha de Segurança de Produto Químico);
 Todos os produtos químicos e inflamáveis devem ter procedimentos de uso e todos os trabalhadores
receberem treinamento para manuseio,
 Caso a Contratada/Prestadora de Serviço necessite trocar/substituir o produto químico utilizado ou trocar
de fornecedor, deverá previamente enviar a FISPQ do produto para análise do SESMT para homologação
ou não do uso;
 A Contratada/Prestadora de Serviço não deverá empregar nas suas atividades nenhum tipo de material
que contenha asbesto/amianto;

NOTA:
As instruções contidas neste documento não desobrigam o cumprimento das outras normas regulamentadoras
da portaria 3214/78, além de normas ou procedimentos de segurança e medicina do trabalho vigente em
legislação federal, estadual ou municipal.