Você está na página 1de 29

física

óptica geométrica

QUESTÕES DE VESTIBULARES

2019.1 (1 o semestre)

2019.2 (2 o semestre)

sumário

princípios e fenômenos ópticos

VESTIBULARES

2019.1

2

VESTIBULARES

2019.2

5

reflexão da luz (leis)

VESTIBULARES

2019.1

6

VESTIBULARES

2019.2

6

espelho plano

VESTIBULARES 2019.1

 

7

VESTIBULARES 2019.2

9

espelhos esféricos (estudo gráfico)

VESTIBULARES

2019.1

10

VESTIBULARES

2019.2

11

espelhos esféricos (estudo analítico)

VESTIBULARES

2019.1

13

VESTIBULARES 2019.2

14

refração da luz (índices de refração)

VESTIBULARES

2019.1

15

VESTIBULARES

2019.2

15

refração da luz (leis)

VESTIBULARES

2019.1

16

VESTIBULARES

2019.2

17

reflexão total ou interna (âng. limite)

VESTIBULARES 2019.1

 

18

VESTIBULARES 2019.2

19

dioptro plano, lâmina e prismas

VESTIBULARES 2019.1

 

20

VESTIBULARES 2019.2

21

lentes esféricas (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2019.1

 

22

VESTIBULARES 2019.2

23

lentes esféricas (estudo analítico)

VESTIBULARES

2019.1

24

VESTIBULARES

2019.2

26

óptica da visão

VESTIBULARES 2019.1

 

27

VESTIBULARES 2019.2

29

japizzirani@gmail.com

ÓPTICA GEOMÉTRICA

princípios e fenômenos ópticos

VESTIBULARES 2019.1

(UERJ-2019.1) - ALTERNATIVA: C

O Sol é a estrela mais próxima da Terra e dista cerca de 150 000 000

km do nosso planeta. Admitindo que a luz percorre 300 000 km por segundo, o tempo, em

minutos, para a luz que sai do Sol chegar à Terra é, aproximada- mente, igual a:

a) 7,3

b) 7,8

*c) 8,3

d) 8,8

(UEG/GO-2019.1) - ALTERNATIVA: A

Nos últimos anos, surgiu nas redes sociais do Brasil um movimen-

to conhecido como terraplanistas, que é formado por um grupo de

pessoas que acreditam que a Terra é plana. A refutação a essa ideia pode ser explicada através de qual fenômeno?

*a) Eclipse

b) Maré alta

c) Terremoto

d) Efeito estufa

e) Aurora boreal

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E

A imagem a seguir mostra a sequência de eventos que ocorrem du-

rante um eclipse solar.

de eventos que ocorrem du- rante um eclipse solar. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://escolakids.uol.com.br/eclipse.htm>. Acesso em: 31 jan. 2017.

Esse fenômeno acontece quando a Lua , se interpõe entre a Terra

e o Sol encobrindo-o totalmente, impedindo que os raios solares

atravessem a atmosfera, chegando à superfície da Terra. Nesse fenômeno, na sequência em que aparecem no texto, os cor- pos em destaque classificam-se como

a) fonte de luz primária, fonte de luz secundária e meio de propaga-

ção transparente.

b) meio de propagação opaco, fonte de luz secundária e meio de

propagação transparente.

c) meio de propagação transparente, fonte de luz primária e meio de

propagação opaco.

d) fonte de luz secundária, meio de propagação transparente e meio

propagação opaco. *e) meio de propagação opaco, fonte de luz primária e meio de pro- pagação transparente.

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E Objetos comumente usados no dia a dia, comportam-se de forma diferente diante da luz. Pode-se, por exemplo, observar, com deta- lhes, um objeto colocado atrás de uma folha de papel celofane (I). Todavia, não é possível enxergá-lo com a mesma nitidez através de uma folha de papel vegetal (II). Considerando essas características, é correto afirmar que, em relação à propagação da luz, os materiais I e II são meios, respectivamente,

a) transparente e opaco.

b) translúcido e transparente.

c) translúcido e opaco.

d) opaco e transparente.

*e) transparente e translúcido.

japizzirani@gmail.com

(UNITAU/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A A figura abaixo mostra a distância mínima entre um barco e uma torre a partir da qual o centro do barco torna-se visível para um ob- servador situado no alto da torre.

visível para um ob- servador situado no alto da torre. Sabendo que θ = 30º e

Sabendo que θ = 30º e a altura da torre é de 50 m, calcule a distân- cia entre o centro do barco e a borda da torre.

.

d) 3 3

50

1

Dados: sen30º = 2

e) 253

e cos30º = 3 2

*a) 50√3 b) 3 50
*a) 50√3
b) 3
50

c)

50 3

3

(UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA = 14 (02+04+08) Um corpo extenso é colocado sobre um plano horizontal a uma dis- tância D do orifício de uma câmara escura de comprimento d. O

orifício dessa câmara escura está a uma altura O = H em relação ao

2

plano horizontal, em que H é a altura do corpo extenso. Com base nessas informações, assinale o que for correto. 01) Se D for muito menor que d, a imagem do corpo extenso, for- mada no fundo da câmara escura, será maior que o objeto e direita. 02) O Princípio da Propagação Retilínea da Luz explica a formação da imagem no fundo da câmara escura. 04) Se a distância do objeto em relação à câmara escura for redu- zida à metade, a altura da imagem formada no fundo dessa câmara escura será duplicada. 08) Se o ângulo entre os raios de luz que incidem no orifício da câ-

mara escura for de 60º, então H = 2D

.

3

16) Se o ângulo entre os raios de luz que emergem do orifício no

interior da câmara escura for de p rad, a tangente desse ângulo vale

3

2d , em que i é a altura da imagem.

i

(CEFET/RJ-2019.1) - ALTERNATIVA: C Durante o ano de 2018, ocorreram 5 eclipses; 3 eclipses solares e 2

lunares. No Brasil, só nos foi possível observar o eclipse lunar total em 27 de julho.

O eclipse lunar ocorre a Terra se alinha com o Sol e com a Lua. O

Sol emite seus raios para a Terra que, devido a suas dimensões, cria uma sombra na Lua. Este efeito será mais visível quanto melhor for

a visibilidade da Lua e, por isso, em alguns casos, o eclipse lunar deixa a Lua com uma coloração próxima ao vermelho. Podemos afirmar que a fase em que se encontrava a Lua para o fenômeno do eclipse lunar total, observado no Brasil, era a:

a) Nova.

b) Crescente.

*c) Cheia.

d) Minguante.

(IFSUL/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: C Carlinho deseja determinar a altura de uma árvore que ele encon- trou em uma caminhada num local pouco habitado. Para tanto, ele dispõe apenas de uma fita métrica de dois metros de comprimento. Com o uso desta fita, ele conseguiu medir o comprimento de sua sombra e da sombra da árvore num mesmo momento do dia. Se o comprimento das sombras eram respectivamente 75 cm e 6 m, sa- bendo que sua altura é 1,60 m, Carlinho pode concluir corretamente que a altura da árvore era:

a) menor do que 5 m.

b) entre 5 m e 10 m.

*c) entre 10 m e 25 m.

d) entre 25 m e 50 m.

2

(IF/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: B Um drone se encontra a 100 m de altura no ponto A da figura abaixo, filmando um objeto que se encontra no ponto B. O ângulo de rotação de sua câmera com o objeto é de 45º.

ângulo de rotação de sua câmera com o objeto é de 45º. A distância do drone

A distância do drone até o objeto que está sendo filmado, em m, é

a) 2003

3

*b) 1002

c) 145

d) 1003

e) 200

(CEFET/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: C “Pedi que comprassem a passagem para o senhor vir me ver, já que não tenho condições de sair de onde estou. O senhor terá apenas de ir até o porto para pegar o navio”.

STIGGER, Veronica. Opisanie Świata. São Paulo: SESI-SP, p. 9, 2018.

No dia da viagem, Opalka observava de longe, por meio de uma luneta terrestre, a imagem de um navio que se aproximava do porto, conforme representado na figura a seguir.

do porto, conforme representado na figura a seguir. Disponível em: <https://imgur.com/gallery/Z1VF8>.

Disponível em: <https://imgur.com/gallery/Z1VF8>. Acesso em: set. 2018.

Assim, ele observou que, quando o navio estava muito distante, não era possível ver seu casco, apenas a sua parte superior. À medida em que o navio se aproximava, o casco tornava-se mais visível, até que ele todo se revelava. Essa mudança na característica da imagem observada do navio por Opalka tem como causa a

a)

qualidade da luneta terrestre.

b)

imagem virtual produzida.

*c)

esfericidade da Terra.

d)

refração da luz.

(IF/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D O eclipse mais longo do século 21 foi amplamente divulgado na mí-

dia. O fênomeno do eclipse total da Lua aconteceu em 27 de julho de 2018 encobrindo a Lua em sua totalidade por 1 hora e 43 minutos. Também foi possível ver a Lua com umal coloração avermelhada ou alaranjada, que algumas pessoas chamam de “lua de sangue”. Acerca do movimento orbital da Lua e da formação de eclipses, mar- que a alternativa que descreve corretamente os princípios físicos envolvidos.

a) Os eclípses lunares ocorrem sempre no dia de Lua Nova.

b) A órbita da Lua é circular com a Terra no centro, estando a Lua

sempre a mesma distância da Terra.

c) Os eclipses lunares que ocorrem em julho são sempre mais lon-

gos porque a Terra, em sua órbita elíptica ao redor do Sol, passa pelo seu afélio.

*d) O fato de a Lua ficar avermelhada durante a totalidade do eclip- se deve-se à dispersão da luz do Sol ao atravessar a atmosfera terrestre.

e) Assim como num eclipse solar na Terra, observadores na Lua,

dependendo da latitude em que se encontram, teriam visto apenas parte do Sol eclipsada pela Terra.

japizzirani@gmail.com

(IFN/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: D Um experimento de astronomia foi esquematizado como se ilustra na FIGURA 03.

FIGURA 03

foi esquematizado como se ilustra na FIGURA 03. FIGURA 03 Nesse esquema, em uma observação astronômica

Nesse esquema, em uma observação astronômica realizada no mês de janeiro, um pesquisador observa a estrela E e a localiza – contra o fundo das chamadas “estrelas fixas” – na posição P. No mês de ju - lho, ao repetir a observação dessa mesma estrela E, o pesquisador a localizará na posição:

a) III

b) I

c) II

*d) IV

(IF/PE-2019.1) - ALTERNATIVA: D Analise a figura a seguir e responda o que é solicitado.

D Analise a figura a seguir e responda o que é solicitado. Um avião está voando

Um avião está voando paralelamente ao solo conforme demonstra- do na figura. Marcelinho, cuja distância dos olhos até o solo é de 1,5 m, avista o avião com um ângulo de visão de 30º. Nesse momen- to, a distância do avião ao solo é igual a

a) 6,53 m.

b) 5 m.

c) 53 m.

*d) 6,5 m.

e) 11,5 m.

(ETEC/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A Sem dispor de uma trena de comprimento suficiente, um pedreiro determinou a medida do desnível (d) de um terreno, valendo-se da propriedade da propagação retilínea da luz. Observou que, em determinado momento do dia, um muro vertical de 1,5 m de altura, construído na parte alta do terreno, projetava uma sombra de 0,4 m sobre a parte superior do terreno que era pla- na e horizontal. No mesmo instante, o desnível do terreno projeta- va sobre a parte mais baixa, igualmente horizontal, uma sombra de 1,6 m, conforme a figura.

horizontal, uma sombra de 1,6 m, conforme a figura. Com suas observações, foi capaz de deduzir

Com suas observações, foi capaz de deduzir corretamente que o desnível do terreno era de

*a) 6,0 m.

d) 12,0 m.

b) 8,0 m.

e) 14,0 m.

c) 10,0 m.

3

(UNIOESTE/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: B No dia 27 de julho deste ano de 2018, aconteceu um fenômeno ce- leste denominado de “Lua de Sangue”. Considerado o eclipse lunar com maior duração já ocorrido no século 21, o fenômeno acontece

devido à luz do Sol, que é refratada pela atmosfera da Terra e chega

à superfície da Lua no espectro do vermelho.

Fonte: REVISTA GALILEU, Lua de Sangue: por que o eclipse será o mais longo do século? Disponível em: https://revistagalileu.globo.com/Ciencia/no-

ticia/2018/07/lua-de-sangue-por-que-o-eclipse-sera-o-mais-longo-doseculo.

html. Acesso em: 20 de agosto de 2018.

Sobre o fenômeno dos eclipses, a propagação da luz e as cores dos objetos, assinale a alternativa CORRETA.

a) O eclipse lunar ocorre quando a Lua se encontra entre o Sol e

a Terra, em perfeito alinhamento, projetando sua sombra sobre a superfície do planeta. *b) Eclipses são fenômenos que acontecem como consequência imediata do princípio de propagação retilínea da luz.

c) O fenômeno da interferência explica a decomposição da luz bran-

ca nas diversas cores que formam o espectro da luz visível quando essa atravessa a atmosfera terrestre.

d) Dentre as cores visíveis, a vermelha é a que possui maior energia,

por isso ela consegue atravessar a atmosfera terrestre e atingir a superfície da Lua durante o eclipse.

e) No fenômeno da “Lua de Sangue”, a Lua absorve apenas a fre-

quência do vermelho e reflete as demais frequências da luz solar.

(UECE-2019.1) - ALTERNATIVA: B

A energia solar fotovoltaica é uma das fontes de energia em franca

ascensão no Brasil. Dentre os diversos componentes de um sistema

solar fotovoltaico destaca-se o painel solar. De modo simplificado, esse componente é constituído por uma camada de vidro para prote- ção mecânica, seguida de uma camada formada por células solares

e uma última camada, na parte inferior, também para proteção e

isolamento. Sendo o vidro um material semitransparente, um raio solar que chega ao painel é

a) parcialmente refletido e totalmente refratado pelo vidro.

*b) parcialmente refletido e parcialmente refratado pelo vidro.

c)

totalmente refratado pelo vidro.

d)

totalmente refletido pelo vidro.

(USP-TRANSF. 2019/2020) - ALTERNATIVA: C

O experimento de Eratóstenes consistiu em medir a sombra proje-

tada por duas hastes perpendiculares ao solo separadas por deter- minada distância, na mesma hora do dia, calculando-se assim o raio da Terra. O mesmo experimento poderia ser realizado na superfície de Marte. Suponha que os rovers Spirit e Curiosity, separados entre si por uma

distância l = 2 400 km e posicionados conforme indicado na figura, ergam hastes de 1,0 m cada. Considere o Sol a pino na Curiosity e

a sombra projetada pela haste da Spirit tendo 0,7 m.

e a sombra projetada pela haste da Spirit tendo 0,7 m. Nas condições descritas para o

Nas condições descritas para o experimento, o valor calculado para

o

raio R de Marte, em quilômetros, é

a)

1680.

b)

2 000.

*c)

3 400.

d) 4 200.

e) 6 400.

japizzirani@gmail.com

Note e adote:

Assuma tan(q ) @ q .

(IFSUL/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D Pedrinho, ao ler sobre a história de Tales de Mileto e o cálculo da altura da pirâmide utilizando semelhança de triângulos, ficou muito curioso e resolveu testar seus conhecimentos matemáticos medindo a altura do poste de luz que se encontra em frente a sua casa. Ele se pôs a uma distância de 3 m do poste, conforme representa- ção da figura abaixo onde a projeção da sombra dele se sobrepôs à sombra do poste e ambas tiveram fim no mesmo ponto. A altura de Pedrinho é de 1,30 m, e sua sombra, naquele momento, era de 2 m.

é de 1,30 m, e sua sombra, naquele momento, era de 2 m. Considerando esses dados,

Considerando esses dados, a altura do x poste é de

a) 0,87 m.

b) 1,95 m.

c) 2,60 m.

*d) 3,25 m.

4

VESTIBULARES 2019.2

(SENAI/SP-2019.2) - ALTERNATIVA : C A figura abaixo se refere à questão 45.

- ALTERNATIVA : C A figura abaixo se refere à questão 45. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://cdn2.ecycle.com.br/images/Nathali/smog5-750.jpg>. Acesso em: 23 fev. 2017.

QUESTÃO 45

A imagem acima mostra a praça Picadilly Circus imersa no tradicio- nal nevoeiro que, recorrentemente, envolve a cidade de Londres.

Consideram-se fontes de luz primária

através do qual se propagam os raios luminosos, originados a partir

dessas fontes, nas condições observadas na imagem, classifica-se como

Por sua vez, o meio

Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas.

a) a estátua, a fonte e a escadaria

transparente

b) as pessoas que caminham pela praça

opaco

*c)

os postes elétricos

translúcido

d) o automóvel trafegando na rua

translúcido

e) os prédios ao redor da praça

opaco

(PUC/SP-2019.2) - ALTERNATIVA: C Uma câmara escura de orifício consiste em uma caixa fechada, de paredes opacas e que possui um orifício em uma de suas faces. Na face oposta à do orifício, fixamos um vidro fosco, onde se formam as imagens dos objetos iluminados, localizados no exterior da caixa e posicionados defronte à face com o orifício. Uma placa na qual está impressa a letra G é iluminada e disposta em frente a uma câmara escura de orifício. A imagem que se forma na face oposta terá a aparência:

a) G

b) G

*c)

d)

G

G

(UEPG/PR-2019.2) - RESPOSTA: SOMA = 27 (01+02+08+16) Um estudante pretende fotografar seu colega, que possui 1,60 m de altura, utilizando uma câmara escura de orifício. A câmara escura, na forma de um cubo, possui lados com 10 cm de comprimento e um

furo centralizado em uma das faces. No fundo da câmara escura, na face oposta ao furo e centralizado em relação à face, há um papel fotográfico quadrado com 4 cm de lados. Utilizando os princípios da óptica geométrica, assinale o que for correto.

01) Uma das condições para que essa pessoa seja fotografada de

corpo inteiro é que ela esteja a pelo menos 4 m da câmara escura. 02) A imagem formada no fundo da câmara escura é invertida. 04) Se aumentarmos o diâmetro do orifício, a nitidez da imagem formada irá aumentar. 08) A imagem formada no fundo da câmara escura é real.

16) A produção da imagem numa câmara escura se baseia no prin- cípio da propagação retilínea da luz.

japizzirani@gmail.com

(SENAI/SP-2019.2) - ALTERNATIVA: D

Além de se propagar no vácuo, a luz pode se propagar em meios

materiais, desde que sejam meios

ou corpos

permitindo que ela os atravesse.

As palavras que completam corretamente as lacunas do texto acima são, respectivamente,

Os meios

podem refletir ou absorver a luz que os atinge, não

ou meios

a) transparentes, opacos e translúcidos.

b) opacos, translúcidos e transparentes.

c) translúcidos, opacos e transparentes.

*d) transparentes, translúcidos e opacos.

e) opacos, transparentes e translúcidos.

5

ÓPTICA GEOMÉTRICA

reflexão da luz (leis)

VESTIBULARES 2019.1

(VUNESP-UEA/AM-2019.1) - ALTERNATIVA: A

Dois espelhos planos, E 1 e E 2 , são associados de modo que o ângu-

lo entre eles seja α. Um raio de luz monocromático, R, incide sobre

E 1 , fazendo um ângulo de 35º com ele, sofre uma reflexão nesse espelho, outra reflexão em E 2 e volta a se refletir em E 1 .

reflexão em E 2 e volta a se refletir em E 1 . A medida do

A medida do ângulo α para que após a primeira reflexão em E 2 o raio

R volte a se propagar sobre si mesmo é

*a) 55º.

d) 45º.

b) 35º.

e) 50º.

c) 40º.

(UDESC-2019.1) - ALTERNATIVA: B Um raio de luz incide em um espelho segundo um ângulo de 20º com a superfície do espelho. Girando-se o espelho de 10º, em torno de um eixo perpendicular ao plano de incidência, então o raio refle- tido, agora, sairá com novo ângulo q com a normal à superfície do espelho. Assinale a alternativa que corresponde aos possíveis valores de q.

a) 70º ou 50º

*b) 80º ou 60º

c) 50º ou 30º

d) 40º ou 20º e) 30º ou 10º

(VUNESP/FAMEMA/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E Tomando como referência a sombra gerada por uma cadeira de 60 cm de altura, uma pessoa decidiu determinar a altura de um muro construído próximo à lateral de sua casa por meio de métodos geo- métricos. A casa, o muro e a cadeira estavam sobre o mesmo chão horizontal e, como não era possível obter uma sombra completa do muro, a pessoa providenciou um espelho plano que prendeu parale- lamente à lateral da casa, como mostra a figura, que representa os resultados obtidos em um mesmo instante.

que representa os resultados obtidos em um mesmo instante. A pessoa concluiu que o muro tinha

A pessoa concluiu que o muro tinha uma altura de

a) 2,1 m.

d) 2,4 m.

b) 3,2 m.

*e) 2,7 m.

c) 3,0 m.

japizzirani@gmail.com

VESTIBULARES 2019.2

6

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelho plano

VESTIBULARES 2019.1

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: B

O relógio a seguir é visto por uma pessoa que o enxerga refletido

num espelho plano.

por uma pessoa que o enxerga refletido num espelho plano. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://www.pemais.com/2012_04_01_archive.html>. Acesso em: 09 fev. 2016.

Sabendo que imagens refletidas nesse tipo de espelho são simétri- cas, em relação ao objeto, olhando diretamente para o relógio essa pessoa o veria marcando

a) 7h00.

*b) 5h00.

c) 1h30.

d) 11h00.

e) 12h35.

(IFTM/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: A

A imagem formada por um espelho plano de um certo objeto possui

a “posição” e o “tamanho”, de cada ponto dela, definidos pelas Leis

da Reflexão. Considere um objeto composto por uma “senhora já ve-

lhinha e cansada” (vovó Maria) sentada diante de um espelho plano, conforme figura abaixo.

sentada diante de um espelho plano, conforme figura abaixo. Usando as Leis da Reflexão, citadas, e

Usando as Leis da Reflexão, citadas, e observando cuidadosamente

a imagem traçada em cada caso abaixo, assinale a alternativa que

exprime a posição e o tamanho corretos de cada ponto da imagem traçada.

*a)

b)

c)

d)

e)

corretos de cada ponto da imagem traçada. *a) b) c) d) e) japizzirani@gmail.com (ACAFE/SC-2019.1) - ALTERNATIVA:

japizzirani@gmail.com

(ACAFE/SC-2019.1) - ALTERNATIVA: D Em tempos de crise econômica, uma pessoa deseja empreender montando uma pequena loja de roupas. Um dos itens essenciais é

colocar um espelho em uma parede vertical, de modo que qualquer cliente de média altura (h) possa se ver inteiro nesse espelho a certa distância horizontal (d). Mas para economizar, o espelho deverá ter

a menor altura possível.

A alternativa correta que indica a altura desse espelho é:

a) h/3

b) h/d

c) 2h/3

*d) h/2

(UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA = 26 (02+08+16) Considere um espelho plano de comprimento l, uma fonte luminosa F a uma distância a do espelho acima de sua extremidade esquer- da e um observador O a uma distância b do espelho acima de sua extrimidade direita (conforme figura). Suponha que um raio de luz emitido pela fonte F, seja refletido no espelho a uma distância x de sua extremidade esquerda e que atinja o observador O.

de sua extremidade esquerda e que atinja o observador O . Sobre essa situação, assinale o

Sobre essa situação, assinale o que for correto. 01) A imagem da fonte F conjugada pelo espelho é real. 02) A distância entre a fonte F e sua imagem é igual a 2a. 04) A distância da imagem da fonte F ao observador O é igual a

da imagem da fonte F ao observador O é igual a b 2 + ( l

b 2 + (l x) 2 . 08) A distância percorrida pelo raio de luz desde sua emis- são pela fonte F até sua recepção pelo observador O é igual a

a 2 + x 2 + b 2 + (l – x) 2 .
a 2 + x 2 +
b 2 + (l – x) 2
.

16) Como o ângulo de incidência é igual ao ângulo de reflexão então

x l x

= a 2 + x 2 b 2 + (l – x) 2
=
a 2 + x 2
b 2 + (l – x) 2

(PUC/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: C Determine, em metros, a altura de uma árvore que é vista por um ob- servador de postura perfeitamente ereta, cujos olhos estão distantes 1,70 m do solo e que recebem os raios refletidos por um espelho plano, provenientes do topo dessa árvore.

por um espelho plano, provenientes do topo dessa árvore. Dados: tg 70º = 2,75 tg 20º

Dados:

tg 70º = 2,75 tg 20º = 0,36

Os olhos do observador estão distantes 1,00 m do espelho e a base dessa árvore dista 3,00 m dos pés do observador. Sabe-se que o ângulo que o raio incidente forma com a superfície refletora do es- pelho plano vale 70º.

a) 15,45.

b) 12,70.

*c) 3,50.

d) 3,14.

7

(FPS/PE-2019.1) - ALTERNATIVA: B Determine qual deve ser o menor tamanho h que um espelho plano deve ter, para que um homem

de 1,80 m de altura, em frente a esse espelho,

possa ver sua imagem completa. Dê sua respos-

ta em cm, supondo que o espelho foi posicionado

corretamente para que essa situação fosse pos-

sível.

a) 180 cm

*b) 90 cm

c) 120 cm

d) 60 cm

e) 150 cm

sível. a) 180 cm *b) 90 cm c) 120 cm d) 60 cm e) 150 cm

(UFRGS/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: A Na figura abaixo, O representa um objeto puntual luminoso, E repre- senta um espelho plano e X um observador.

E repre- senta um espelho plano e X um observador. A imagem do objeto O está

A imagem do objeto O está corretamente posicionada no ponto

*a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5.

(UFJF/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: E Na figura abaixo estão representadas a lateral esquerda de um car- ro, com o seu espelho retrovisor plano, e nove pessoas paradas na calçada, correspondentes aos pontos 1 a 9.

paradas na calçada, correspondentes aos pontos 1 a 9. Representação de nove pessoas com possibilidade de

Representação de nove pessoas com possibilidade de serem observadas pelo retrovisor de um automóvel.

O espelho retrovisor representado tem a altura do seu centro coinci-

dindo com a altura dos olhos do motorista, conforme mostra a figura. Nessa situação, o motorista vê as pessoas:

a) 1, 4, 5

d) 1, 9, 3

b) 1, 5, 7

*e) 1, 6, 7

c) 5, 7, 8

(UDESC-2019.1) - ALTERNATIVA: B Um raio de luz incide em um espelho segundo um ângulo de 20º com a superfície do espelho. Girando-se o espelho de 10º, em torno de um eixo perpendicular ao plano de incidência, então o raio refle- tido, agora, sairá com novo ângulo q com a normal à superfície do espelho. Assinale a alternativa que corresponde aos possíveis valores de q.

a) 70º ou 50º

*b) 80º ou 60º e) 30º ou 10º

c) 50º ou 30º

japizzirani@gmail.com

d) 40º ou 20º

(IFSUL/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D Na figura abaixo, está representado um espelho plano, onde O é um observador, enquanto A, B e C são objetos pontuais.

é um observador, enquanto A, B e C são objetos pontuais. O observador poderá ver, por

O observador poderá ver, por reflexão no espelho, o(s) objeto(s)

a) A e B.

b) B.

c) C.

*d) B e C.

8

VESTIBULARES 2019.2

(UNIVESP-2019.2) - ALTERNATIVA: E Uma foto que “viralizou” nas redes sociais foi a de uma águia-de- cabeça-branca chamada Bruce. A foto, tirada em um santuário no Canadá, foi registrada pelo fotógrafo amador Steve Biro quando a ave estava em pleno voo. Essa foto atraiu a atenção de fotógrafos profissionais do mundo todo por apresentar elementos significativos, tais como o olhar da águia para a lente, o toque da ponta das asas na água e a nitidez da imagem enantiomorfa formada.

asas na água e a nitidez da imagem enantiomorfa formada. <https://tinyurl.com/y2n45vy7> Acesso em:

<https://tinyurl.com/y2n45vy7> Acesso em: 17/05/2019. Original colorido.

Sobre a foto apresentada, podemos afirmar corretamente que

a) a luz que possibilitou a geração da imagem foi emitida pelas len-

tes da câmera do fotógrafo.

b) a imagem só pode ser considerada enantiomorfa por estar refleti-

da em relação ao plano horizontal.

c) a distância entre as pontas das asas na imagem é igual à distân-

cia entre o bico da ave e o bico da ave na imagem.

d) a superfície da água se comporta como um espelho plano, pro-

duzindo uma imagem que pode ser classificada como real e direita. *e) a distância entre o bico da águia até a superfície da água e a distância entre o bico da águia na imagem e a superfície da água são iguais.

(VUNESP-UNIVAG/MT-2019.2) - ALTERNATIVA: B Um observador (O) situa-se próximo a um espelho plano (E), con- forme mostra a figura.

a um espelho plano (E), con- forme mostra a figura. Na posição em que o observador

Na posição em que o observador (O) se encontra é possível enxer-

gar, refletidos no espelho, somente os objetos situados nos pontos

a) S.

*b) R e S.

c) R, S e T.

d) S e U. e) R, S e U.

(UNIFENAS/MG-2019.2) - ALTERNATIVA: C Dois espelhos planos adjacentes formam um diedro com ângulo de 45°. Um relógio marcando 16 horas e 30 minutos é colocado na bissetriz entre os espelhos. Quantas imagens fornecidas pelos es- pelhos marcarão 19 horas e 30 minutos?

fornecidas pelos es- pelhos marcarão 19 horas e 30 minutos? https://pt.wikipedia.org/wiki/Espelhos_planos a) Nenhuma;

https://pt.wikipedia.org/wiki/Espelhos_planos

a) Nenhuma;

japizzirani@gmail.com

b) 3;

*c) 4;

d) 5;

e) 7.

9

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelhos esféricos (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2019.1

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: D Um objeto real, de 35 cm de altura, colocado à frente de um espelho convexo, possui imagem

a) real, invertida e maior que o objeto.

b) real, invertida e menor que o objeto.

c) virtual, direta e maior que o objeto.

*d) virtual, direta e menor que o objeto.

e) real ou virtual, dependendo da sua posição.

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A Cada tipo de espelho produz imagens que possuem características próprias. Observe a imagem formada no espelho retrovisor de um automóvel.

a imagem formada no espelho retrovisor de um automóvel. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: <http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/fisica/aumento -linear-transversal.htm>. Acesso em: 12 mar. 2017.

Considerando as características da imagem que se forma é correto afirmar que esse é um espelho do tipo *a) convexo.

b) côncavo.

c) plano.

d) divergente.

e) côncavo-convexo.

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: B Os dentistas utilizam uma haste, como a indicada na figura a seguir, para ver os dentes do paciente com mais facilidade.

seguir, para ver os dentes do paciente com mais facilidade. Além da curvatura da haste que

Além da curvatura da haste que facilita a visão de todos os cantos da boca, ela possui um espelho que amplia a imagem. Esse espelho é

a) plano.

*b) côncavo. e) transparente.

c) convexo.

d) translúcido.

(IF/CE-2019.1) - ALTERNATIVA: C

Como atividade extraclasse, um aluno do IFCE resolveu gravar um vídeo no qual utilizou-se de um espelho para representar suas emo- ções. Num trecho específico do vídeo ele dizia que se sentia grande, com o dobro de seu tamanho. Em outro momento ele afirmava que sua vida estava ao contrário do que devia ser e mostrava uma ima- gem invertida. Por fim, dizia que na situação atual do país ele não tinha nenhuma referência política para se espelhar e, colocava-se a uma posição tal do espelho que sua imagem se situava no ‘infinito’. De acordo com o enunciado, é correto afirmar-se que

a) o espelho usado pelo aluno era convexo.

b) não é possível saber que tipo de espelho o aluno usava, podendo

ser côncavo ou convexo.

*c) o espelho usado pelo aluno era côncavo.

d) não restam dúvidas de que o espelho era plano.

e) não é possível que um único espelho produza todas as imagens

mencionadas no texto.

japizzirani@gmail.com

(UNIFENAS/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um objeto real é colocado, segundo as condições de Gauss, diante

de um espelho esférico convexo, posicionado a uma distância igual

a 1,5f, onde f é a distância focal. Quais são as características da imagem fornecida?

a) Real, direita e menor.

b) Virtual, direita e maior.

*c) Virtual, direita e menor.

d) Real, invertida e maior.

e) Imprópria.

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: C

Um objeto colocado defronte de um espelho côncavo de distância focal f forma uma imagem real, invertida e maior do que o objeto. Sendo p a distância do objeto ao espelho, é correto afirmar:

a) p < f b) p = f

*c) f < p < 2f

d) p = 2f

(VUNESP-FMJ/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A

O calor gerado pelo reflexo do Sol nas janelas de um arranha-céu

em Londres foi responsável por derreter partes de um carro que es- tava estacionado próximo ao edifício. Esse fenômeno aconteceu de- vido ao design levemente curvo do edifício, como mostra a foto. Os reflexos dos raio solares convergiram, concentrando sua luz para o local no qual o carro estava estacionado.

sua luz para o local no qual o carro estava estacionado. (www.bbc.com, 04.09.2013. Adaptado.) De acordo

(www.bbc.com, 04.09.2013. Adaptado.)

De acordo com essas informações, pode-se afirmar que

*a) a fachada do arranha-céu funcionou como um espelho côncavo e

o

carro situava-se próximo do ponto focal desse espelho.

b)

a fachada do arranha-céu funcionou como uma lente divergente e

o

carro situava-se próximo do centro de curvatura dessa lente.

c)

a fachada do arranha-céu funcionou como uma lente convergente

e

o carro situava-se próximo do ponto focal dessa lente.

d)

a fachada do arranha-céu funcionou como um espelho convexo e

o

carro situava-se próximo do ponto focal desse espelho.

e)

a fachada do arranha-céu funcionou como um espelho côncavo

e

o carro situava-se próximo do centro de curvatura desse espelho.

(MACKENZIE/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A

O espelho bucal, utilizado por dentistas, é um instrumento que pode

ser feito com um espelho plano ou esférico.

que pode ser feito com um espelho plano ou esférico. Foto: Matthew Henry Um dentista, a

Foto: Matthew Henry

Um dentista, a fim de obter uma imagem ampliada de um dente es- pecífico, deve utilizar um espelho bucal *a) côncavo, sendo colocado a uma distância do dente menor que

a

distância focal.

b)

côncavo, sendo colocado a uma distância do dente entre o foco e

o

centro de curvatura.

c)

convexo, sendo colocado a uma distância do dente entre o foco e

o

centro de curvatura.

d)

plano.

e)

convexo, sendo colocado a uma distância do dente menor que a

distância focal.

10

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: C Uma das formas para produção de energia alternativa é a utilização dos concentradores solares. Um dos modelos possíveis é o que está mostrado na figura a seguir, no qual os raios solares são refletidos para o receptor, por espelhos esféricos.

são refletidos para o receptor, por espelhos esféricos. Fonte: adaptado de: Disponível em:

Fonte: adaptado de: Disponível em: <http://www.adrformacion.com/cursos/solarter/ leccion1/tutorial5.html>. Acesso em: 15 set. 2016.

Para a maximização da energia captada, todos os raios refletidos pelos espelhos utilizados devem ir em direção ao receptor e isso só ocorrerá se esse receptor estiver localizado no

a) centro de espelhos côncavos.

b) foco de espelhos convexos.

*c) foco de espelhos côncavos.

d) centro de espelhos convexos.

e) vértice de espelhos côncavos.

(VUNESP-ANHEMBI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A Um objeto é movimentado ao longo do eixo principal de um espelho esférico côncavo, em direção ao seu vértice. No momento em que o objeto se encontra a 4,0 m do vértice, o espelho conjuga uma ima- gem real também a 4,0 m do vértice. Continuando a aproximação, o espelho passará a conjugar uma imagem virtual no momento em que o objeto estiver a uma distância do vértice menor que *a) 2,0 m.

b) 1,0 m.

c) 1,5 m.

d) 2,5 m.

e) 3,0 m.

(FATEC/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: D A figura apresenta a obra de litogravura “Mão com esfera refletora” (1935), do artista gráfico holandês Maurits Cornelis Escher (1898– 1972), que se representou por uma imagem refletida em uma esfera.

que se representou por uma imagem refletida em uma esfera. <https://tinyurl.com/yardzola> Acesso em:

<https://tinyurl.com/yardzola> Acesso em: 15.10.2018.

Sendo o artista o objeto refletido na superfície dessa esfera, pode- mos afirmar corretamente, sobre essa imagem formada, que se

a) assemelha à classificação exata de uma imagem observada em

uma lente delgada convergente.

b) assemelha à classificação exata de uma imagem observada em

um espelho côncavo.

c) classifica em menor, direita e real.

*d) posiciona entre o foco e o vértice da face refletora.

e) posiciona entre o raio de curvatura e o vértice da face refletora.

japizzirani@gmail.com

(UEMG-2019.1) - ALTERNATIVA: A Ao posicionar a mão à frente de um espelho esférico, Alice verificou a imagem da sua mão conforme a figura a seguir:

verificou a imagem da sua mão conforme a figura a seguir: Disponível em:

Disponível em: https://www.pasco.com/images/products/se/se7573_enlrg_169161.jpg Acesso: 11 dez. 2018.

O tipo de imagem formada da mão e o espelho utilizado são, res- pectivamente:

*a) Virtual e côncavo.

b) Virtual e convexo.

c) Real e convexo.

d) Real e côncavo.

VESTIBULARES 2019.2

(SENAI/SP-2019.2) - ALTERNATIVA: C Automóveis possuem espelhos laterais convexos, e não planos, como é o caso do retrovisor centralizado no para-brisa. Esses espe- lhos convexos fornecem imagens

a) maiores, apesar de pouco nítidas.

b) maiores e bem nítidas.

*c) menores e direitas.

d) menores e invertidas.

e) invertidas.

(ACAFE/SC-2019.2) - ALTERNATIVA: B As lanternas ainda são equipamentos muito utilizados, principalmen- te, quando precisamos de uma fonte de luz móvel. No decorrer dos anos, os refletores que as lanternas utilizam foram sendo desenvol- vidos para melhorar a eficiência luminosa e garantir que reflitam a luz paralelamente ao eixo principal. Os tipos de refletores utilizados são:

Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-
Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-

Fonte: disponível em: https://sobrevivencialismo.com/2016/07/04/ lanternas-o-guia-

completo/. [Adaptada]. Acesso em 01 de abril de 2019.

Com base no exposto, assinale a alternativa que completa correta- mente as lacunas da frase a seguir.

do tipo

e as lâmpadas utilizadas estão posicionadas no do refletor.

Todos esses três refletores representam

a) espelhos - convexo - vértice

*b) espelhos - côncavo - foco

c) lentes - convergente - foco

d) lentes - convergente - vértice

11

(UFU/MG-2019.2) - ALTERNATIVA: A Uma pessoa vai até um museu de ciências e numa sala de efeitos luminosos se posiciona frente a diferentes tipos de espelhos (côn- cavo, convexo e plano). Qual situação a seguir representa a correta imagem (i) que é possível essa pessoa obter de si própria?

*a)

b)

que é possível essa pessoa obter de si própria? *a) b) c) d) (UPF/RS-2019.2) - ALTERNATIVA:
que é possível essa pessoa obter de si própria? *a) b) c) d) (UPF/RS-2019.2) - ALTERNATIVA:

c)

d)

é possível essa pessoa obter de si própria? *a) b) c) d) (UPF/RS-2019.2) - ALTERNATIVA: D
é possível essa pessoa obter de si própria? *a) b) c) d) (UPF/RS-2019.2) - ALTERNATIVA: D

(UPF/RS-2019.2) - ALTERNATIVA: D

Considerando os princípios da óptica geométrica e os fenômenos por ela abordados, é incorreto afirmar que:

a) O princípio da independência dos raios de luz estabelece que

quando dois raios de luz se cruzam, cada um segue o seu caminho, como se não tivesse havido cruzamento.

b) O campo visual de um espelho é a região do espaço vista por

reflexão nesse espelho por um dado observador.

c) Em meios homogêneos e transparentes, a luz viaja em linha reta.

*d) Os espelhos, independentemente da sua forma, sempre formam

imagens reais. e) Reflexão difusa é a reflexão que ocorre em superfícies não po- lidas.

japizzirani@gmail.com

12

ÓPTICA GEOMÉTRICA

espelhos esféricos (estudo analítico)

VESTIBULARES 2019.1

(VUNESP-StaCASA/SP-2019.1) - RESPOSTA NO FINAL

A figura 1 mostra uma escultura metálica com alto grau de polimento

que funciona como um grande espelho esférico. Considere que o diâmetro dessa escultura seja de 2,4 m e que uma pessoa esteja parada a 3 m de distância de sua superfície, conforme indicado na figura 2.

Figura 1

Figura 2

conforme indicado na figura 2. F igura 1 F igura 2 (http://huttonian.blogspot.com) a) A que distância

(http://huttonian.blogspot.com)

a) A que distância da superfície da escultura essa pessoa vê sua

imagem refletida?

b) Se em 5 segundos essa pessoa caminhar horizontalmente sobre

uma linha reta contida em um plano vertical que passa pelo centro da escultura até chegar a 1,8 m de distância de sua superfície, qual será o módulo da velocidade escalar média, em cm/s, com que a imagem da pessoa se movimentará?

RESPOSTA VUNESP-StaCASA/SP-2019.1:

a) d = 0,5 m

b) v = 1,0 cm/s

(VUNESP-StaCASA/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: D Para demonstrar a vantagem de se utilizar espelhos convexos ao

invés de planos na montagem de retrovisores de veículos, foi feita

a fotografia a seguir, em que se comparam os campos visuais dos dois espelhos.

em que se comparam os campos visuais dos dois espelhos. (http://blog.brasilacademico.com) Os dois espelhos mostram a

(http://blog.brasilacademico.com)

Os dois espelhos mostram a imagem de um mesmo carro prata que

está parado à mesma distância deles. Sabendo que a imagem for- mada pelo espelho plano, abaixo, dista 10 m desse espelho, e que

a imagem formada pelo espelho convexo, acima, dista 6 m dele, a distância focal do espelho convexo, em módulo, é

a) 14 m.

*d) 15 m.

b) 10 m.

e) 8 m.

c) 12 m.

(UNIMONTES/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: C

Um dentista usa um espelho curvo para ver uma imagem direta, com

o dobro do tamanho real, quando o espelho está a 1,20 cm do dente. Considerando que o objeto e a imagem estão dispostos ao longo de uma linha reta, o espelho deve ser

a) convexo, com f = 2,40 cm.

b) côncavo, com f = 0,60 cm.

*c) côncavo, com f = 2,40 cm.

d) convexo, com f = 0,60 cm.

japizzirani@gmail.com

(VUNESP-UEA/AM-2019.1) - ALTERNATIVA: A Na figura, E representa uma superfície esférica refletora nas duas faces. C é seu centro de curvatura, F seu foco principal e V seu vértice. Diante de sua face côncava, colocou-se um objeto real O 1 e, diante de sua face convexa, colocou-se um objeto real O 2 .

de sua face convexa, colocou-se um objeto real O 2 . Considerando que a superfície refletora

Considerando que a superfície refletora E obedece às condições de nitidez de Gauss e que p’ 1 e p’ 2 são as abscissas das imagens de O 1

e de O 2 , respectivamente, o valor da razão p 1

p’ 2

é

*a) –3

b) –2

1

2

1

e) – 4

d) –

c) –1

(ITA/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: D

A imagem de um objeto formada por um espelho côncavo mede me-

tade do tamanho do objeto. Se este é deslocado de uma distância de 15 cm em direção ao espelho, o tamanho da imagem terá o dobro do tamanho do objeto. Estime a distância focal do espelho e assinale a alternativa correspondente.

a) 40 cm

b) 30 cm

c) 20 cm

*d) 10 cm

e) 5,0 cm

OBS.: Resolvendo como a imagem sendo real a resposta é f = 10 cm

e, como imagem virtual, a resposta passa a ser f = 6 cm.

(UFLA/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: C No teste I de reflexão em espelhos esféricos, um lápis de 10 cm de comprimento é colocado a 5 cm de distância da superfície refletora de um espelho côncavo, cuja distancia focal é de 4 cm, conforme esquema abaixo, que está em escala:

é de 4 cm, conforme esquema abaixo, que está em escala: No Teste II, a distância

No Teste II, a distância do lápis passa para 8 cm, conforme o es- quema acima. O tamanho da imagem gerada, no Teste I, quando comparada com a imagem gerada no Teste II, será

a) 2 vezes maior

b) 4 vezes menor

*c) 4 vezes maior

d) 2 vezes menor

13

(UEPG/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA = 07 (01+02+04) Um objeto real, de 2 cm de altura, encontra-se a 20 cm de um espe- lho. Considerando que o meio onde o objeto e o espelho se encon- tram é o ar, assinale o que for correto. 01) Se o espelho for plano, de espessura desprezível, a distância entre o objeto e a sua imagem é de 40 cm. 02) Se o espelho for um espelho esférico côncavo, com uma distân- cia focal de 15 cm, o tamanho da imagem formada é de 6 cm. 04) Se a ampliação da imagem for igual a 1/4, pode-se concluir que se trata de um espelho esférico convexo. 08) Se o objeto se aproximar do espelho plano, com uma velocidade constante, a imagem do objeto irá se afastar do espelho também com velocidade constante.

(UEPG/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA = 23 (01+02+04+16) Um objeto real se encontra a uma distância D de um espelho côn- cavo e a uma distância 3D da sua imagem produzida pelo espelho. Considerando que o objeto encontra-se situado entre o foco e o es- pelho, assinale o que for correto. 01) A imagem do objeto é direita. 02) Se o objeto estiver posicionado no centro óptico, a distância da imagem ao espelho será 4D. 04) A distância focal do espelho é 2D. 08) O tamanho da imagem é três vezes maior que o objeto. 16) A distância entre o foco e a imagem é 4D.

(IFSUL/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D Um objeto real linear é colocado a 60 cm de um espelho esférico, perpendicularmente ao eixo principal. A altura da imagem fornecida pelo espelho é 4 vezes maior que o objeto e é virtual. Com base

nisso, é correto afirmar que esse espelho e a medida do seu raio de curvatura são, respectivamente,

a) convexo e 160 cm.

b) côncavo e 80 cm.

c) convexo e 80 cm.

*d) côncavo e 160 cm.

VESTIBULARES 2019.2

(PUC/PR-2019.2) - ALTERNATIVA: C Os espelhos retrovisores externos dos automóveis são esféricos do tipo convexo, o que pode permitir confusão com o tamanho das ima- gens e também com as distâncias dos objetos vistos por meio deles.

com as distâncias dos objetos vistos por meio deles. Fonte: <https://pxhere.com/pt/photo/185652> Acessado

Fonte: <https://pxhere.com/pt/photo/185652> Acessado em fevereiro de 2019

Imagine uma estrada retilínea e dois carros deslocando-se em mo- vimento uniforme no mesmo sentido. O carro A está na frente com velocidade de 72 km/h e o carro B está atrás com velocidade de 90 km/h, ambas velocidades em relação à estrada. O motorista do carro A observa o carro B aproximar-se por meio do retrovisor. Con- sidere que o espelho retrovisor é um espelho convexo de raio de curvatura igual a 10,0 m. No instante inicial em que o motorista do carro A observa o carro B, este se encontra a 20,0 m do espelho, e quando volta a olhá-lo esta distância passa a ser de 7,5 m. Qual será a velocidade escalar média da imagem do carro B entre as duas posições observadas pelo motorista do carro A em relação ao próprio espelho?

a) 0,04 m/s

b) 0,33 m/s

*c) 0,40 m/s

d) 3,00 m/s

e) 5,00 m/s

japizzirani@gmail.com

(UDESC-2019.2) - ALTERNATIVA: B A distância que um objeto deve ser colocado de um espelho côncavo com raio de curvatura de 50 cm para que a imagem desse objeto tenha a mesma orientação e meça 4/3 do tamanho do objeto é:

a) 87,5 cm.

*b) 6,25 cm.

c) 43,75 cm.

d) 12,5cm.

e) 116,66 cm.

(UEPG/PR-2019.2) - RESPOSTA: SOMA = 13 (01+04+08) Um objeto real, localiza-se sobre o eixo principal de um espelho es- férico côncavo e a uma distância de 15 cm de seu vértice. Conside- rando que o raio desse espelho é 20 cm, assinale o que for correto. 01) A imagem do objeto localiza-se a 10 cm do centro de curvatura do espelho. 02) A imagem do objeto produzida pelo espelho é duas vezes menor que o objeto. 04) A imagem do objeto é invertida. 08) Para o espelho em questão, o foco principal é real. 16) A imagem do objeto é virtual.

14

ÓPTICA GEOMÉTRICA

refração da luz (índices de refração)

VESTIBULARES 2019.1

(CESGRANRIO-FMP/RJ-2019.1) - ALTERNATIVA: B A luz do sol, após atravessar a água em um aquário, projeta um arco-íris na parede de uma residência. A decomposição da luz branca do sol, ao atravessar os meios ar – água – ar, ocorre porque cada componente da luz possui, na água, diferentes índices de

a) polarização

*b) refração e) coloração

c) difração

d) interferência

(PUC/RJ-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz se propagando no ar encontra, perpendicularmente, uma camada de material transparente, de espessura L=1,50×10 3 m. O índice de refração do material é n = 2,00. Calcule, em s, o tempo necessário para o feixe de luz atravessar o material.

Dado: c = 3,00×10 8 m/s.

a) 1,00×10

b) 0,50×10

*c) 1,00×10 11

d) 1,50×10

e) 5,00×10

10

11

11

11

(UFPR-2019.1) - ALTERNATIVA: D Um dado meio tem um índice de refração n 1 . Um outro meio tem um índice de refração n 2 . Assinale a alternativa que expressa correta- mente a relação entre os módulos das velocidades da luz nos dois meios, quando n 2 = 2n 1 .

a) v 2 = 4v 1 .

b) v 2 = 2v 1 .

c) v 2 = v 1 .

*d) v 2 = v 2 1 .

e) v 2 = v 4 1 .

(FGV/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: D Uma lâmpada de filamento, quando acesa, tem seu bulbo bastante aquecido. Imagine-se em uma sala onde a luz emitida por essa lâm- pada passa por uma fenda atravessando, em seguida, um prisma de acrílico. Essa luz irá produzir, em um anteparo, um espectro

a) discreto de emissão com linhas escuras.

b) discreto de absorção com linhas escuras.

c) discreto de emissão com linhas claras.

*d) contínuo de emissão.

e) contínuo de absorção.

(UCB/DF-2019.1) - ALTERNATIVA: A Apesar de o efeito Cherenkov gerar principalmente radiação ultra- violeta, esse fenômeno é conhecido pela bela luz azul vista saindo de núcleos de reatores nucleares ou pela luz azulada relatada no acidente com 137 Cs em Goiânia. Essa emissão luminosa ocorre em razão de partículas carregadas, como elétrons, movendo-se com uma velocidade superior à da luz no meio, e seu princípio é utilizado para diversas aplicações práticas, incluindo o auxílio da determina- ção da qualidade de tratamentos de câncer com radioterapia. Se um feixe de elétrons na água (n = 1,3) está emitindo luz Che- renkov, é então correto afirmar que os elétrons estão com uma ve- locidade *a) entre 2,2×10 8 m/s e 3,0×10 8 m/s.

b) acima de 3,0×10 8 m/s.

c) entre 1,3×10 8 m/s e 2,2×10 8 m/s.

d) entre 3,0×10 8 m/;s e 3,9×10 8 m/s.

e) abaixo de 2,2×10 8 m/s.

japizzirani@gmail.com

VESTIBULARES 2019.2

(UEM/PR-2019.2) - RESPOSTA: SOMA = 03 (01+02) Em relação ao fenômeno da refração e ao conceito de índice de refração, assinale o que for correto. 01) O índice de refração de um certo meio é um número adimensio- nal que representa quantas vezes um raio de luz se propaga mais rapidamente no vácuo do que nesse meio. 02) O índice de refração de um certo meio material depende da fre- quência da luz que o atravessa. 04) Não ocorre refração na incidência perpendicular de um raio de luz sobre uma superfície que permite sua passagem, pois o raio de luz incidente não sofre desvio. 08) Raios infravermelhos não sofrem refração. 16) Não há explicação para o fenômeno da refração levando-se em conta o modelo ondulatório da luz.

15

ÓPTICA GEOMÉTRICA

refração da luz (leis)

VESTIBULARES 2019.1

(CESUPA-2019.1) - ALTERNTIVA: B

A figura ilustra um raio de luz incidindo sobre uma massa d’água cuja

superfície é perfeitamente plana. Parte da energia da luz penetra a água e parte é refletida de volta para o ar.

penetra a água e parte é refletida de volta para o ar. O raio refletido e

O raio refletido e o raio refratado irão atingir respectivamente quais dos pontos indicados na figura?

a) 1 e 5.

*b) 2 e 6.

c) 2 e 4.

d) 3 e 5.

(VUNESP-UEA/AM-2019.1) - ALTERNATIVA: E

Um raio de luz, propagando-se pelo ar, atinge a superfície refletora de um espelho plano posicionado verticalmente e sofre reflexão. O raio refletido segue para a superfície de separação entre o ar e de- terminado líquido, horizontal, onde sofre refração, conforme indica

a figura.

horizontal, onde sofre refração, conforme indica a figura. As medidas do ângulo de incidência no espelho

As medidas do ângulo de incidência no espelho e a medida do ângu- lo de refração no líquido, nessa ordem, são

a) 60º e 50º.

b) 60º e 40º.

c) 30º e 50º.

d) 30º e 30º.

*e) 30º e 40º.

(UFJF/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: D Numa indústria deseja-se saber o índice de refração de determinado material. Utiliza-se no ar um raio laser de cor vermelha com ângulo de incidência igual a 45º. O ângulo de refração observado no interior do material é igual a 30º. Então o índice de refração do material é:

Dados:

o índice de refração relativo do ar é igual a 1;

sen 45º = cos 45º = 2 / 2; sen 30º = 1 / 2; cos 30º = 3 / 2.

a) 0,66

b) 0,75

c) 1,35

*d) 1,41

e) 1,50

japizzirani@gmail.com

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A

O Sol, quando se encontra próximo ao horizonte, nos aparece em

uma posição mais elevada no céu do que realmente está. Assim, mesmo depois que o Sol se põe, ainda temos luminosidade por um tempo. Isso ocorre devido à influência da atmosfera da Terra. Se não houvesse atmosfera em nosso planeta, a luz não perduraria por alguns minutos após o pôr do Sol e ficaríamos instantaneamente no

escuro. Esse aparente deslocamento do Sol ocorre devido à *a) refração da luz nas camadas da atmosfera, entortando a trajetó-

ria

dos raios luminosos.

b)

reverberação da luz na atmosfera terrestre, fazendo com que a

luz perdure por mais tempo.

c) reflexão da luz nas camadas da atmosfera, projetando o Sol para

uma posição mais elevada no céu.

d) reflexão total da luz solar na atmosfera, projetando o Sol para uma

posição mais elevada no céu.

e) difração dos raios luminosos pela atmosfera, resultando na ilusão

visual de que o Sol está mais elevado.

(IF/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: B

A figura abaixo mostra um raio de luz incidente I, três raios refrata-

dos R 1 , R 2 e R 3 e três raios refletidos R 4 , R 5 e R 6 . A metade supe-

rior da figura (fundo cinza claro) é preenchida por ar com índice de refração n 1 e a metade inferior (fundo cinza escuro) é preenchida por água com índice de refração n 2 , maior que o do ar. A interface entre as duas substâncias (região em que as substâncias se tocam) é uma superfície perfeitamente plana e está indicada por uma linha tracejada. Os raios R 1 e R 6 são perpendiculares à interface. Os raios I, R 3 e R 4 formam âgulos de 45 graus com a interface.

3 e R 4 formam âgulos de 45 graus com a interface. Assinale a alternativa que

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, o raio refra- tado e o raio refletido corretamente representados na figura.

a) R 3 e R 5

*b) R 2 e R 4

c) R 1 e R 6

d) R 2 e R 5

e) R 3 e R 4

(UERJ-2019.1) - RESPOSTA: n = 1,45 Em uma estação de metrô, um cartaz informativo está protegido por

uma lâmina de material transparente. Um feixe de luz monocromáti- co, refletido pelo cartaz, incide sobre a interface de separação entre

a lâmina e o ar, formando com a vertical um ângulo de 53º. Ao se

refratar, esse feixe forma um ângulo de 30º com a mesma vertical. Observe o esquema ampliado a seguir, que representa a passagem do raio de luz entre a lâmina e o ar.

sen30º 0,5 sen37º 0,6 sen53º 0,8 sen60º 0,87
sen30º
0,5
sen37º
0,6
sen53º
0,8
sen60º
0,87

Determine o índice de refração da lâmina.

16

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: D De acordo com a figura, a luz solar, ao incidir na gota d’água, sofre

a figura, a luz solar, ao incidir na gota d’água, sofre a) apenas reflexão. b) apenas

a)

apenas reflexão.

b)

apenas refração.

c)

apenas absorção.

*d) reflexão e refração, com dispersão.

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A

O Sol, quando se encontra próximo ao horizonte, nos aparece em

uma posição mais elevada no céu do que realmente está. Assim, mesmo depois que o Sol se põe, ainda temos luminosidade por um tempo. Isso ocorre devido à influência da atmosfera da Terra. Se não houvesse atmosfera em nosso planeta, a luz não perduraria por alguns minutos após o pôr do Sol e ficaríamos instantaneamente no

escuro. Esse aparente deslocamento do Sol ocorre devido à *a) refração da luz nas camadas da atmosfera, entortando a trajetó-

ria

dos raios luminosos.

b)

reverberação da luz na atmosfera terrestre, fazendo com que a

luz perdure por mais tempo.

c) reflexão da luz nas camadas da atmosfera, projetando o Sol para

uma posição mais elevada no céu.

d) reflexão total da luz solar na atmosfera, projetando o Sol para uma

posição mais elevada no céu.

e) difração dos raios luminosos pela atmosfera, resultando na ilusão

visual de que o Sol está mais elevado.

VESTIBULARES 2019.2

(FPS/PE-2019.2) - ALTERNATIVA: C

À

temperatura ambiente, o índice de refração do óleo de terebintina

e

da água são, respectivamente, 1,46 e 1,33 (para o comprimento

de onda de 580 nm). A Figura F6 mostra um recipiente com uma camada de terebintina boiando na superfície da água. Escolha qual dos cinco caminhos mostrados melhor representa a propagação de um raio de luz através das camadas.

a propagação de um raio de luz através das camadas. Figura F6 a) Raio 1 d)

Figura F6

a) Raio 1

d) Raio 2

b) Raio 5

e) Raio 4

*c) Raio 3

(UECE-2019.2) - ALTERNATIVA: D Considere um espelho plano feito de vidro com índice de refração n V e assuma que o índice de refração do ar é n A . Um raio de luz incide sobre o espelho e é refletido. O ângulo de incidência q I e o ângulo de reflexão q R estão sempre relacionados por

a) n V

sen(q R ) = n A sen(q I ).

b) n V

sen(q I ) = n A sen(q R ).

c) cos(q R ) = sen(q I ).

*d) sen(q I ) = sen(q R ).

japizzirani@gmail.com

(VUNESP-SÃO CAMILO/SP-2019.2) - ALTERNATIVA: C Um raio de luz monocromático propaga-se pelo ar e incide em um bloco de cristal de quartzo homogêneo sob um ângulo de incidência de 50º, passando a propagar-se pelo cristal, conforme a figura 1. No gráfico da figura 2 está representada a velocidade de propagação da luz, em função do tempo, no ar e no interior do cristal.

Figura 1

do tempo, no ar e no interior do cristal. F igura 1 F igura 2 Considerando

Figura 2

tempo, no ar e no interior do cristal. F igura 1 F igura 2 Considerando sen50º

Considerando sen50º = 0,76, o valor de senq, em que q é o ângulo indicado na figura 1, é aproximadamente

a) 0,62.

d) 0,28.

b) 0,44.

e) 0,33.

*c) 0,51.

(UNIVESP-2019.2) - ALTERNATIVA: D Numa bonita tarde de outono e com o céu limpo de nuvens, é pos- sível ver uma das belas cenas da Natureza: o nascer, ou o por, do

Sol ou da Lua cheia. A beleza se dá porque, nesse instante, o “ta- manho“ avistado do Sol ou da Lua está consideravelmente amplia- do. É comum algumas pessoas acharem que isso ocorre por esses astros estarem mais próximos da Terra. Entretanto, essa percepção é equivocada. Tendo como base a cena descrita, o correto é afirmar que

a) isso só é possível por acontecer no ponto cardeal Leste.

b) a dispersão luminosa está presente devido à natureza da luz re-

fletida da Lua e emitida pelo Sol. c) o “tamanho” real do Sol e da Lua é semelhante e isso faz com que seja possível essa imagem. *d) isso é possível graças ao fenômeno da refração da luz ao passar pelas diferentes camadas da atmosfera.

e) o fenômeno da difração das ondas eletromagnéticas, causada

pelo espaçamento entre as partículas atmosféricas, justifica tal apa- rência.

(UEM/PR-2019.2) - RESPOSTA: SOMA = 03 (01+02) Em relação ao fenômeno da refração e ao conceito de índice de refração, assinale o que for correto. 01) O índice de refração de um certo meio é um número adimensio- nal que representa quantas vezes um raio de luz se propaga mais rapidamente no vácuo do que nesse meio. 02) O índice de refração de um certo meio material depende da fre- quência da luz que o atravessa. 04) Não ocorre refração na incidência perpendicular de um raio de luz sobre uma superfície que permite sua passagem, pois o raio de luz incidente não sofre desvio. 08) Raios infravermelhos não sofrem refração. 16) Não há explicação para o fenômeno da refração levando-se em conta o modelo ondulatório da luz.

17

ÓPTICA GEOMÉTRICA

reflexão total ou interna (âng. limite)

VESTIBULARES 2019.1

(PUC/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz monocromática proveniente do ar incide perpendi- cularmente à face AB de um prisma, cuja secção reta é o triângulo retângulo ABC, conforme mostra a figura a seguir.

retângulo ABC, conforme mostra a figura a seguir. O feixe atravessa o prisma sem ser desviado

O feixe atravessa o prisma sem ser desviado até atingir a face AC.

A trajetória subsequente do feixe não é mostrada na figura. Sendo

respectivamente n AR = 1 e n V = 1,5 os índices de refração do ar e do vidro para a frequência da luz incidente, e dados sen30º = 0,5 e sen60º = 0,87, a respeito do que foi descrito, é CORRETO afirmar:

a) Ao passar do ar para o vidro, a frequência e o comprimento de

onda da luz permanecem constantes.

b) O feixe de luz é desviado ao atravessar a face AC, emergindo dela

com ângulo de refração menor do que 60º.

*c) O feixe sofre reflexão total na face AC, atingindo a face BC sob ângulo de incidência igual a 30º.

d) O feixe de luz sofre refração ao emergir para o ar pela face AC,

sendo que, na condição mostrada na figura, atravessa o prisma com desvio mínimo.

e) O feixe sofre reflexão total na face AC, atingindo perpendicular-

mente a face BC.

(UNKICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: B De acordo com as leis da refração, é correto afirmar que, na incidên-

cia oblíqua, o raio refratado, ao atravessar a superfície de separação entre dois meios homogêneos e transparentes,

a) mantém a sua direção de propagação, qualquer que seja o índice

de refração dos meios ópticos envolvidos.

*b) se aproxima da reta normal quando passa do meio menos refrin- gente para o mais refringente.

c) se afasta da reta normal quando os meios têm o mesmo índice

de refração.

d) sofre reflexão total ao passar do meio menos refringente para o

mais refringente.

(MACKENZIE/SP-2019.1) - ALTERNATIVA OFICIAL: C A vitória régia é uma flor da Amazônia que tem forma de círculo.

régia é uma flor da Amazônia que tem forma de círculo. A flor Vitória Régia em

A flor Vitória Régia em um lago amazonense calmo

Tentando guardar uma pepita de ouro, um índio a pendurou em um barbante prendendo a outra extremidade bem no centro de uma vitó- ria régia de raio R = 0,50 m, dentro da água de um lago amazonense

muito calmo. Considerando-se o índice de refração do ar igual a 1,0,

o da água n A e o comprimento do barbante, depois de amarrado no

centro da flor e solto, 50 cm, pode-se afirmar que o valor de n A , de modo que, do lado de fora do lago, ninguém consiga ver a pepita de ouro é:

a) 2,0

b) 3

*c) 2

d) 1,0

e) 0,50

OBS.: A melhor resposta é n A 2.

japizzirani@gmail.com

(IME/RJ-2019.1) - ALTERNATIVA: D

A figura mostra três meios transparentes, de índices de refração n 1 ,

n 2 e n 3 , e o percurso de um raio luminoso.

, n 2 e n 3 , e o percurso de um raio luminoso. Observando a

Observando a figura, é possível concluir que:

a) n 2 < n 3 < n 1

b) n 1 < n 2 < n 3

c) n 3 < n 1 < n 2

*d) n 1 < n 3 < n 2

e) n 2 < n 1 < n 3

(VUNESP-USCS/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E A figura mostra um raio de luz monocromática que penetra perpen- dicularmente na face AC de um prisma, reflete nas faces AB e BC e emerge novamente pela face AC.

reflete nas faces AB e BC e emerge novamente pela face AC. Considere que o índice

Considere que o índice de refração absoluto do material que cons- titui o prisma é 2,40, que o prisma está imerso no meio x e que sen45º = 0,71. Admita os índices de refração absolutos de algumas substâncias apresentados na tabela.

Substância

Índice de refração absoluto

Fluorita

1,43

Poliestireno

1,49

Quartzo

1,54

Zircone

1,92

Rutilo

2,62

(Hugh D. Young e Roger A. Freedman et al. Física IV:

óptica e física moderna, 2004. Adaptado.)

Entre as substâncias mostradas na tabela, o meio x pode ser apenas

a)

zircone e rutilo.

b)

fluorita, poliestireno, quartzo e zircone.

c)

fluorita e poliestireno.

d)

rutilo.

*e) fluorita, poliestireno e quartzo.

(UFJF/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: A As fibras ópticas podem ser usadas em telecomunicações, quando uma única fibra, da espessura de um fio de cabelo, transmite in- formação de vídeo equivalente a muitas imagens simultaneamente. Também são largamente aplicadas em medicina, permitindo trans- mitir luz para visualizar vários órgãos internos, sem cirurgias. Um feixe de luz pode incidir na extremidade de uma fibra óptica de modo que nenhuma ou muito pouca energia luminosa será perdida através das paredes da fibra. O princípio ou fenômeno que explica o funcionamento das fibras ópticas é denominado:

*a) reflexão interna total da luz.

b)

refração total da luz.

c)

independência da velocidade da luz.

d)

reflexão especular da luz.

e)

dispersão da luz.

18

(UFSC-2019.1) - RESPOSTA: SOMA = 56 (08+16+32) No Circo da Física, o show de ilusionismo, no qual o mágico Gafa- nhoto utiliza fenômenos físicos para realizar o truque, é uma das atrações mais esperadas. Ele caminha sobre as águas de uma pis- cina, deixando surpresos os espectadores. Mas como ele faz isso? Na verdade, ele caminha sobre uma plataforma de acrílico (n = 1,49) que fica imersa alguns centímetros na água (n = 1,33), conforme a figura abaixo. O truque está em fazer a plataforma de acrílico ficar invisível dentro da água colocando-se alguns solutos na água.

dentro da água colocando-se alguns solutos na água. Sobre essa situação, é correto afirmar que: 01)

Sobre essa situação, é correto afirmar que:

01) por causa das condições em que o truque ocorre, o mágico, ao olhar para o fundo da piscina, como mostra a figura, verá a imagem do fundo da piscina na posição real em que o fundo se encontra. 02) a plataforma de acrílico fica invisível porque o índice de refração da água é maior do que o índice de refração do acrílico. 04) por causa da plataforma de acrílico, a luz não sofre o fenômeno da refração ao passar do ar para a água. 08) nas condições em que o truque acontece, não é possível ocor- rer o fenômeno da reflexão total na superfície de separação entre o acrílico e a água. 16) a plataforma de acrílico fica invisível aos olhos porque a luz não sofre o fenômeno da refração ao passar da água para o acrílico. 32) nas condições em que o truque acontece, a razão entre o índice de refração da água e o índice de refração do acrílico é igual a 1.

(UNESP-2019.1) - ALTERNATIVA: E Ao meio-dia, a areia de um deserto recebe grande quantidade de energia vinda do Sol. Aquecida, essa areia faz com que as camadas de ar mais próximas fiquem mais quentes do que as camadas de ar mais altas. Essa variação de temperatura altera o índice de refração do ar e contribui para a ocorrência de miragens no deserto, como esquematizado na figura 1.

Figura 1

no deserto, como esquematizado na figura 1. F igura 1 fora de escala (www.phy.ntnu.edu.tw. Adaptado.) Para

fora de escala

(www.phy.ntnu.edu.tw. Adaptado.)

Para explicar esse fenômeno, um professor apresenta a seus alunos o esquema da figura 2, que mostra um raio de luz monocromático partindo do topo de uma palmeira, dirigindo-se para a areia e so- frendo refração rasante na interface entre as camadas de ar B e C.

Figura 2

na interface entre as camadas de ar B e C. F igura 2 japizzirani@gmail.com Sabendo que

japizzirani@gmail.com

Sabendo que nesse esquema as linhas que delimitam as camadas de ar são paralelas entre si, que n A , n B e n C são os índices de refra- ção das camadas A, B e C, e sendo α o ângulo de incidência do raio na camada B, o valor de senα é

a)

b)

c)

n

n

n

C

B

A

n

n

B

B

n

A

d)

*e)

n

B

n

C

n

n

C

A

VESTIBULARES 2019.2

(FATEC/SP-2019.2) - ALTERNATIVA: C Um professor do curso de Materiais da Fatec apresentou aos alunos

a seguinte citação:

“As fibras ópticas podem ser usadas para guiar a luz ao longo de um determinado caminho. A ideia é fazer um raio de luz percorrer uma fibra transparente, ricocheteando entre as suas paredes. Desde que o ângulo de incidência do raio na parede da fibra seja sempre maior que o ângulo crítico, o raio perma- necerá sempre dentro dela mesmo que ela esteja curva”.

KIRK, Tim. Physics for the IB Diploma. Oxford University Press, 2003. Livre tradução.

Em seguida, pediu para que os alunos respondessem, de maneira assertiva, à qual conceito físico a citação se refere.

A resposta correta esperada pelo professor é

a) difração.

b) polarização.

*c) ângulo limite.

d) espalhamento.

e) dispersão luminosa.

19

ÓPTICA GEOMÉTRICA

dioptro plano, lâmina e prismas

VESTIBULARES 2019.1

DIOPTRO PLANO

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: A Um estudante observa um objeto, posto no fundo de um tanque de 1 m de altura preenchido completamente com um líquido transparen- te, por um ângulo de incidência pequeno, quase perpendicular. Ele observa o objeto a 55 cm de profundidade e tenta pegá-lo, mas não o alcança. Qual o índice de refração do líquido contido no tanque?

(Dado: n ar = 1,00).

*a) 1,82

b) 1,61

c) 1,41

d)

e) 1,11

1,91

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: A Dentre os fenômenos ópticos, está correto o que se afirma em

*a) A estrela parece estar acima da posição real, e o fenômeno res-

ponsável por essa ilusão óptica é a refração.

b) Um raio de luz, ao passar do ar para água, diminui a velocidade e

aumenta o comprimento de onda.

c) A distorção aparente de uma régua parcialmente submersa deve-

se à reflexão total da luz na água.

d) Uma moeda totalmente submersa na água parece estar mais pró-

xima da superfície, porque a água é menos refringente do que o ar.

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: A

Considerando-se que a água é mais refringente que o ar, para uma pessoa mergulhada em uma piscina cheia d’água, a imagem vista de um objeto que se encontra no ar é *a) virtual e mais afastada da superfície da água que o objeto.

b) real e mais afastada da superfície da água que o objeto.

c) virtual e mais próxima da superfície da água que o objeto.

d) real e mais próxima da superfície da água que o objeto.

(UNICAMP-INDÍGENA/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: C Uma pessoa parada à margem de uma lagoa avista um peixe. Se esta pessoa quiser pescar o peixe utilizando uma lança, não deve mirar na posição aparente do peixe, pois sabemos que sua posição

aparente é diferente da posição real. É correto dizer que a posição real do peixe está

a) acima da posição aparente, por causa da diferença entre os índi-

ces de refração da água e do ar.

b) acima da posição aparente, por causa da diferença entre as tem-

peraturas da água e do ar.

*c) abaixo da posição aparente, por causa da diferença entre os ín- dices de refração da água e do ar.

d) abaixo da posição aparente, por causa da diferença entre as tem-

peraturas da água e do ar.

LÂMINA DE FACES PARALELAS

(UEG/GO-2019.1) - ALTERNATIVA: D Durante uma aula de Física, o professor propõe o experimento es- quematizado na figura a seguir.

propõe o experimento es- quematizado na figura a seguir. Antes de realizá-lo, ele pede para os

Antes de realizá-lo, ele pede para os alunos desenharem no mesmo esquema a possível trajetória do laser. A figura que representa a trajetória é a seguinte:

japizzirani@gmail.com

a)

b)

c)

a trajetória é a seguinte: japizzirani@gmail.com a) b) c) *d) e) (UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23
a trajetória é a seguinte: japizzirani@gmail.com a) b) c) *d) e) (UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23
a trajetória é a seguinte: japizzirani@gmail.com a) b) c) *d) e) (UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23

*d)

e)

é a seguinte: japizzirani@gmail.com a) b) c) *d) e) (UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23 (01+02+04+16) Um
é a seguinte: japizzirani@gmail.com a) b) c) *d) e) (UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23 (01+02+04+16) Um

(UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA: SOMA= 23 (01+02+04+16) Um sistema óptico é constituído de três lâminas finas e planas de faces paralelas A, B e C, de mesma espessura d. Cada lâmina é feita de um material diferente, e seus índices de refração são re- presentados por n A , n B e n C (respectivamente). Essas lâminas são posicionadas de modo que suas faces são paralelas entre si. Cada lâmina fica imersa no ar, e o espaço entre lâminas consecutivas fica preenchido com uma camada de ar de espessura D. Um raio lumi- noso monocromático atravessa o sistema, e sua trajetória pertence a um plano perpendicular às faces das lâminas. O raio incide sobre a primeira lâmina formando com a normal um ângulo de 60º e emerge da última lâmina formando com a normal um ângulo α. Mede-se o comprimento do caminho retilíneo s percorrido pelo raio dentro de cada lâmina, conforme pode ser visto no quadro a seguir. Considere que o índice de refração do ar é igual a 1.

Lâmina

s (mm)

 

A d3

 

B d2

 

C 3d / 2

Dados: cos30º = sen60º = 3 / 2;

cos60º = sen30º = 1 / 2.

Sobre esse sistema, assinale o que for correto.

01) n A = 32 / 4.

02) n B = 6 / 2.

n A = 3 √ 2 / 4. 02) n B = √ 6 / 2.

04) n C = 3 15 / 10. 08) α = 30º. 16) O comprimento total da trajetória do raio luminoso, desde o pon- to onde ele incide na primeira lâmina até o ponto onde ele emerge da última lâmina, é igual a 4D + d3 + d2 + 3d / 2.

(VUNESP-FAMERP/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E Dois raios de luz monocromáticos incidem perpendicularmente em uma das faces de uma lâmina de vidro de faces paralelas, imersa no ar, como mostra a figura.

de faces paralelas, imersa no ar, como mostra a figura. Assinale a alternativa que representa esses

Assinale a alternativa que representa esses mesmos raios de luz, ao emergirem na face oposta à de incidência.

20

a)

b)

c)

a) b) c) PRISMAS ÓPTICOS d) *e) (PUC/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz monocromática

PRISMAS ÓPTICOS

d)

*e)

a) b) c) PRISMAS ÓPTICOS d) *e) (PUC/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz monocromática

(PUC/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um feixe de luz monocromática proveniente do ar incide perpendi- cularmente à face AB de um prisma, cuja secção reta é o triângulo retângulo ABC, conforme mostra a figura a seguir.

retângulo ABC, conforme mostra a figura a seguir. O feixe atravessa o prisma sem ser desviado

O feixe atravessa o prisma sem ser desviado até atingir a face AC. A trajetória subsequente do feixe não é mostrada na figura. Sendo

respectivamente n AR = 1 e n V = 1,5 os índices de refração do ar e do vidro para a frequência da luz incidente, e dados sen30º = 0,5 e sen60º = 0,87, a respeito do que foi descrito, é CORRETO afirmar:

a) Ao passar do ar para o vidro, a frequência e o comprimento de

onda da luz permanecem constantes.

b) O feixe de luz é desviado ao atravessar a face AC, emergindo dela

com ângulo de refração menor do que 60º. *c) O feixe sofre reflexão total na face AC, atingindo a face BC sob ângulo de incidência igual a 30º.

d) O feixe de luz sofre refração ao emergir para o ar pela face AC,

sendo que, na condição mostrada na figura, atravessa o prisma com desvio mínimo. e) O feixe sofre reflexão total na face AC, atingindo perpendicular- mente a face BC.

(UNICENTRO/PR-2019.1) - ALTERNATIVA: B A figura mostra a trajetória de um feixe de luz monocromática que incide, perpendicularmente, em uma das faces de um prisma eqüilá- tero de vidro e emerge novamente para o ar.

prisma eqüilá- tero de vidro e emerge novamente para o ar. Considerando-se o índice de refração

Considerando-se o índice de refração do ar como sendo 1,0, o índi- ce de refração desse vidro é igual a

a) 32

2

*b) 23

3

c)

d)

3

3

1

2

japizzirani@gmail.com

(INATEL/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: B Quando um raio luminoso atravessa um prisma de ângulo de refrin- gência de 90º, seu desvio mínimo vale 30º. Nestas condições, qual

alternativa apresenta, respectivamente, o ângulo de incidência e o ângulo de refração na primeira face do prisma?

a) 30º e 45º

*b) 60º e 45º

c) 45º e 30º

d) 45º e 45º

e) 45º e 60º

(ENEM-2018) - ALTERNATIVA: A A figura representa um prisma óptico, constituido de um material transparente, cujo índice de refração é crescente com a frequência da luz que sobre ele incide. Um feixe luminoso, composto por luzes vermelha, azul e verde, incide na face A, emerge na face B e, após ser refletido por um espelho, incide num filme para fotografia colori- da, revelando três pontos.

Perfil do filme Feixe incidente
Perfil
do
filme
Feixe
incidente

Observando os pontos luminosos revelados no filme, de baixo para cima, constatam-se as seguintes cores:

*a) Vermelha, verde, azul.

b) Verde, vermelha, azul.

c) Azul, verde, vermelha.

d) Verde, azul, vermelha.

e) Azul, vermelha, verde.

VESTIBULARES 2019.2

PRISMAS ÓPTICOS

(UNIRG/TO-2019.2) - ALTERNATIVA: C Quando um estreito feixe de luz branca, como, por exemplo, a luz solar, incide sobre um prisma de vidro, a luz se refrata dando origem a um feixe colorido, no qual se podem perceber as seguintes cores:

vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, anil e violeta.

vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, anil e violeta. Essa dispersão ocorre porque cada cor que forma

Essa dispersão ocorre porque cada cor que forma a luz branca, ao

passar de um meio para outro, sofre um desvio diferente, ocorrendo, para cada cor, mudança

a) somente de sua velocidade.

b) de sua velocidade e de sua frequência.

*c) de sua velocidade e de seu comprimento de onda.

d) somente de sua frequência.

21

ÓPTICA GEOMÉTRICA

lentes esféricas (estudo gráfico)

VESTIBULARES 2019.1

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: B

A miopia é um problema de visão que pode ser compensado por

meio de lentes divergentes, como a mostrada na figura a seguir.

de lentes divergentes, como a mostrada na figura a seguir. Fonte: Disponível em

Fonte: Disponível em <http://www.ruadireita.com/saude/info/quando-a-visao-e-pre- judicada> Acesso em: 15 out. 2011.

Uma imagem fornecida por esse tipo de lente é

a) real ou virtual, dependendo da distância em que o objeto se en-

contra da lente. *b) sempre virtual, independentemente da distância em que se en- contra o objeto.

c)

sempre real, independentemente da distância em que se encontra

o

objeto.

d)

real ou virtual, dependendo da distância entre a lente e o olho.

e)

sempre virtual e maior que o objeto.

(VUNESP-UEA/AM-2019.1) - ALTERNATIVA: A Uma associação de lentes é constituída pelas lentes esféricas L 1 e

L 2 , representadas na figura. Dois raios de luz incidem sobre L 1 para- lelamente ao eixo principal das lentes e, após atravessá-las, voltam

a se propagar paralelamente ao eixo principal das lentes.

a se propagar paralelamente ao eixo principal das lentes. Sabendo que a distância focal de L

Sabendo que a distância focal de L 2 é f 2 = 8 cm, a distância d entre as lentes é

*a) 6 cm.

d) 10 cm.

b) 5 cm.

e) 4 cm.

c) 8 cm.

(UPF/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D Muitos instrumentos se utilizam de lentes esféricas delgadas para seu funcionamento. Tais lentes podem ser do tipo convergente ou di- vergente e formam imagens com características específicas. Sobre as imagens formadas por essas lentes, é correto afirmar que

a) quando um objeto é posicionado no foco de uma lente convergen-

te, se forma uma imagem real, maior e direita.

b) quando um objeto é posicionado entre o foco e o centro ótico de

uma lente convergente, se forma uma imagem real, maior e direita.

c) quando um objeto é posicionado entre o foco e o centro ótico de

uma lente convergente, não se forma nenhuma imagem.

*d) uma lente divergente só pode formar uma imagem virtual, menor

e

direita de um objeto.

e)

uma lente divergente só pode formar uma imagem real, maior e

direita de um objeto.

japizzirani@gmail.com

(SENAI/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: B Lentes são instrumentos que modificam a trajetória da luz. Podem ser feitas de vidro ou de outro material transparente, tendo ao menos uma de suas superfícies curva. Determinado tipo de lente cria imagens como a que se vê a seguir.

tipo de lente cria imagens como a que se vê a seguir. Fonte: Disponível em:

Fonte: Disponível em: ˂http://pontociencia.org.br/galeria/?p=gallery#/content/Fisica/ Optica/IMG_0998.jpg˃. Acesso em: 10 jan. 2016.

Pelas características da imagem obtida, essa lente é do tipo

a) divergente, pois sempre forma imagens virtuais e maiores que

os objetos. *b) convergente, pois, quando próxima dos objetos, forma imagens reais e ampliadas.

c) divergente, pois forma imagens reais e maiores quando distante

do objeto.

d) convergente, pois, independente da distância, a imagem formada

do objeto é virtual.

e) divergente, pois, independente da distância, a imagem formada

do objeto é real.

(VUNESP-UNICID/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E A figura mostra duas lentes delgadas, A e B, posicionadas paralela- mente, de modo que seus eixos principais coincidam.

- mente, de modo que seus eixos principais coincidam. Um feixe de luz monocromática que incide

Um feixe de luz monocromática que incide na lente A, paralelamente ao eixo principal da lente, emerge na face oposta e se concentra no ponto P, que dista 2d do centro óptico da lente A e d do centro óptico da lente B. Em seguida, o feixe incide na lente B, emergindo na face oposta e se concentrando no ponto Q, distante d do centro óptico desta lente. A relação entre a distância focal da lente B e a distância

focal da lente A, f B , é f A

a) 1

b) 4

c) 1 / 2

d) 2

*e) 1 / 4

(FUVEST/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: E Uma pessoa observa uma vela através de uma lente de vidro bicon- vexa, como representado na figura.

lente de vidro bicon- vexa, como representado na figura. Considere que a vela está posicionada entre

Considere que a vela está posicionada entre a lente e o seu ponto focal F. Nesta condição, a imagem observada pela pessoa é

a) virtual, invertida e maior.

b) virtual, invertida e menor.

c) real, direita e menor.

d) real, invertida e maior.

*e) virtual, direita e maior.

22

(UEM/PR-2019.1) - RESPOSTA OFICIAL: SOMA = 21 (01+04+16) Assinale o que for correto. 01) Quando um raio de luz incide paralelamente ao eixo central de uma lente delgada divergente, ele é refratado na direção do foco imagem dessa lente. 02) Lentes divergentes possuem foco imagem e foco objeto reais. 04) Todo raio de luz que incide em um espelho esférico passando pelo seu foco é refletido paralelamente ao eixo principal do espelho. 08) Quando um raio de luz atravessa a superfície de separação de um meio menos refringente para um meio mais refringente, ele se afasta da normal ao plano de incidência do raio de luz. 16) O ângulo limite é o menor ângulo de incidência de luz em uma superfície de separação entre dois meios a partir do qual essa luz é totalmente refletida.

(IFSUL/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: B Uma pessoa pega o fundo de uma garrafa de vidro transparente que está quebrada e, através da base da garrafa, observa as coisas a sua volta, percebendo que elas parecem menores. A mudança no tamanho das imagens, devido aos raios de luz que passam pelo fundo dessa garrafa, permite concluir que eles sofrem

a) polarização.

*b)refração.

c)

uma diminuição na sua frequência.

d)

o fenômeno de reflexão total ao passar do ar para o vidro.

(UFVJM/MG-2019.1) - ALTERNATIVA: D A Astronomia é um ramo da ciência que atrai diversos seguidores pelo mundo. O telescópio é um dos principais equipamentos para observação do céu. Atualmente, existem três tipos de telescópios domésticos para observação, que estão esquematizados a seguir:

Telescópios refratores: utilizam uma lente principal (conver- gente) e uma lente ocular para formar a imagem

(conver- gente) e uma lente ocular para formar a imagem • Telescópios refletores : utilizam um

Telescópios refletores: utilizam um espelho principal (parabo-

loide que equivale ao côncavo), um espelho secundário e uma lente ocular para formar a imagem.

espelho secundário e uma lente ocular para formar a imagem. • Telescópios catadióptricos : é uma

Telescópios catadióptricos: é uma mistura dos dois anterio-

res, utilizam uma lente de correção, um espelho principal (espelho esférico que equivale ao côncavo), além de um espelho secundário e uma lente ocular para formar a imagem.

espelho secundário e uma lente ocular para formar a imagem. Compare esses três tipos de telescópios

Compare esses três tipos de telescópios com o mesmo comprimen- to de tubo, considerando que o objeto observado está posicionado muito distante do centro de curvatura das lentes e espelhos e saben- do que o aumento fornecido por um telescópio é dado pela distância

focal do aparelho, ou seja, o caminho percorrido pela luz da entrada do telescópio até ela focalizar-se em um único ponto. ASSINALE a alternativa que apresenta o nome do telescópio com maior aumento e o tipo de imagem formada pela lente ou espelho principal.

a)

Refrator e Imagem Real

b)

Refrator e Imagem Virtual

c)

Reflector e Imagem Virtual

*d) Catadióptrico e Imagem Real

japizzirani@gmail.com

(UFGD/MS-2019.1) - ALTERNATIVA: C Um grupo de escoteiros em acampamento decidiu acender uma pe- quena fogueira usando uma lupa circular de 5 cm de raio contra o sol. Sabendo que naquele local cada centímetro quadrado recebia do sol uma potência de 0,1 watt, qual foi a potência total recebida pela lupa e usada para acender o fogo?

Considere: p = 3,14

a) 31,40 W.

b) 8,25 W.

*c) 7,85 W.

d) 3,14 W.

e) 1,57 W.

(UECE-2019.1) - ALTERNATIVA: C Dentre muitas aplicações, a energia solar pode ser aproveitada para aquecimento de água. Suponha que para isso seja utilizada uma lente delgada para concentrar os raios solares em um dado ponto

que se pretende aquecer. Assuma que os raios incidentes sejam pa- ralelos ao eixo principal. Um tipo de lente que pode ser usada para essa finalidade é a lente

a) divergente e o ponto de aquecimento fica no foco.

b) convergente e o ponto de aquecimento fica no vértice.

*c) convergente e o ponto de aquecimento fica no foco.

d) divergente e o ponto de aquecimento fica no vértice.

VESTIBULARES 2019.2

23

ÓPTICA GEOMÉTRICA

lentes esféricas (estudo analítico)

VESTIBULARES 2019.1

(VUNESP-FAC.ISRAELITA/SP - 2019.1) - ALTERNATIVA: D Em um laboratório didático, foi montado um banco óptico forma-

do por uma lente esférica convergente L de distância focal igual a 20 cm, um espelho plano E e uma lanterna acesa, funcionando como

o objeto O. A fotografia representa esse sistema com as distâncias entre seus elementos, fora de escala.

com as distâncias entre seus elementos, fora de escala. Em seguida, o professor propõe um exercício

Em seguida, o professor propõe um exercício com a figura a seguir, que resume o experimento realizado. Nessa figura, a lâmpada acesa da lanterna é representada pela seta O, a seta I 1 representa a ima- gem dessa lâmpada formada pela lente L, e I 2 representa a imagem da seta I 1 formada pelo espelho E.

representa a imagem da seta I 1 formada pelo espelho E. Considerando válidas as condições de

Considerando válidas as condições de nitidez de Gauss, a distância d, entre O e I 2 , é

a) 1,6 m.

*d) 1,3 m.

b) 1,4 m.

e) 1,8 m.

c) 1,5 m.

(FMABC/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: C

A distância entre um objeto luminoso e uma parede é de 90 cm. Uma

lente delgada convergente é adequadamente posicionada entre o

objeto e a parede de modo a projetar nesta uma imagem invertida e com o dobro do tamanho do objeto. A distância focal da lente é

a) 40 cm.

b) 50 cm.

*c) 20 cm.

d) 10 cm.

e) 30 cm.

(UNICEUB/DF-2019.1) - ALTERNATIVA: B Quando um objeto é colocado diante de uma lente convergente de

distância focal 20 cm, sua imagem é projetada em um anteparo que se encontra a 30 cm da lente. Para essa situação, o aumento transversal linear é

a)

–2,0.

d) 1,0.

*b) –0,5.

e) 2,0.

c)

japizzirani@gmail.com

0,5.

(IME/RJ-2019.1) - RESPOSTA: a) F > 4kd b) F = 7kd Como mostra a figura, uma lente convergente, que está pendurada no teto por duas molas ideais de constante elástica k, é submetida a uma força vertical F para baixo.

k, é submetida a uma força vertical F para baixo. Determine: a) para que valores de

Determine:

a) para que valores de F a lente produz uma imagem real de uma

figura colada no teto; e

b) o valor de F para o qual a imagem real tem o dobro do tamanho

da figura colada no teto. Dados:

• distância entre o centro óptico da lente e o teto para F = 0: d; e

• distância focal da lente: f = 3d

(PUC/GO-2019.1) - ALTERNATIVA: C Em lentes esféricas que apresentam comportamento convergente, os raios de luz que incidem paralelamente entre si sofrem refração e tomam direções que convergem a um único ponto. Considere uma câmara fotográfica que faz uso de uma lente convergente de distân- cia focal 6 cm. Se um objeto real de 30 cm de altura for colocado a 24 cm dessa lente, a distância da imagem até a lente será (marque a alternativa correta):

a) 3 cm.

b) 5 cm.

*c) 8 cm.

d) 12 cm.

(VUNESP-FAMERP/SP-2019.1) - RESPOSTA NO FINAL A figura mostra uma lâmpada retilínea, de comprimento 90 cm, fixa horizontalmente no teto de uma sala, 200 cm acima da superfície plana e horizontal de uma mesa. Um disco circular opaco foi colo- cado horizontalmente entre a lâmpada e a mesa, a 180 cm da lâm- pada, sendo esta a maior distância para que ele não projete sombra sobre a mesa. A reta r, mostrada na figura, é vertical e passa pelo ponto médio da lâmpada e pelo centro do disco.

passa pelo ponto médio da lâmpada e pelo centro do disco. a) Calcule o diâmetro do

a)

Calcule o diâmetro do disco, em centímetros.

b)

Considere que o disco seja substituído por uma lente delgada,

esférica e convergente, cujo eixo principal coincida com a reta r. Sa-

bendo que essa lente foi colocada em uma posição em que projeta, sobre a superfície da mesa, uma imagem nítida da lâmpada quatro vezes menor que ela, calcule a distância focal da lente, em centí- metros.

RESPOSTA VUNESP-FAMERP/SP-2019.1:

a) D = 9,0 cm

b) f = 32 cm

24

(UEPG/PR-2019.1) - RESPOSTA OFICIAL: SOMA = 07 (01+02+04) No dia a dia é muito comum observarmos os efeitos de raios de luz incidentes em espelhos, lentes e em materiais como vidros de jane- las e líquidos como a água. Em relação à óptica geométrica e suas leis, assinale o que for correto. 01) Uma pessoa encontra-se na frente e a 2 m de um espelho plano de espessura desprezível. Diretamente atrás dela há uma parede. Se a distância entre a pessoa e a imagem da parede é 8 m, a dis- tância entre a pessoa e a parede é 4 m. 02) Um objeto real está localizado a uma distância de 6 cm de uma lente delgada convergente. Se a imagem produzida pela lente é in- vertida e duas vezes maior que o objeto, podemos concluir que a distância focal da lente é 4 cm. 04) Pode-se utilizar uma lente côncava-convexa para corrigir a mio- pia. 08) Os vidros, geralmente utilizados em janelas, possuem índice de refração menor do que a do ar, o que favorece a passagem dos raios luminosos através deles.

(VUNESP/UNIFESP-2019.1) - RESPOSTA NO FINAL Um caminhão de 2 m de altura e 6 m de comprimento está parado

a 15 m de uma lente esférica delgada de distância focal igual a 3 m.

Na figura, fora de escala, estão representados o caminhão, a lente e

a imagem do caminhão conjugada pela lente.

a lente e a imagem do caminhão conjugada pela lente. Considerando válidas as condições de nitidez

Considerando válidas as condições de nitidez de Gauss, calcule, em m:

a) a altura (y) da imagem da frente do caminhão.

b) o comprimento (x) da imagem do caminhão.

RESPOSTA VUNESP/UNIFESP-2019.1:

a) y = 0,5 m b) x = 0,25 m

(IFSUL/RS-2019.1) - ALTERNATIVA: D Diante de uma lente convergente, cuja distância focal é de 15 cm, coloca-se um objeto linear de altura desconhecida. Sabe-se que o objeto encontra-se a 60 cm da lente. Após, o mesmo objeto é colo- cado a 60 cm de uma lente divergente, cuja distância focal também

é de 15 cm.

A razão entre o tamanho da imagem conjugada pela lente conver-

gente e o tamanho da imagem conjugada pela lente divergente é igual a

a) 1/3

b) 1/5

c) 3/5

*d) 5/3

(FUVEST/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: A Três amigos vão acampar e descobrem que nenhum deles trouxe

fósforos. Para acender o fogo e fazer o almoço, resolvem improvisar

e prendem um pedaço de filme plástico transparente num aro de

“cipó”. Colocam um pouco de água sobre o plástico, formando uma poça de aproximadamente 14 cm de diâmetro e 1 cm de profundi- dade máxima, cuja forma pode ser aproximada pela de uma calota esférica. Quando o sol está a pino, para aproveitamento máximo da energia solar, a distância, em cm, entre o centro do filme e a palha seca usada para iniciar o fogo, é, aproximadamente,

*a) 75

b) Note e adote:

50

1

R ,

sendo n o índice de refração da lente e R o seu

c) Para uma lente plano-convexa, 1 f = (n – 1)

25

d) raio de curvatura.

14

e) Índice de refração da água = 1,33.

7

japizzirani@gmail.com

(IME/RJ-2019.1) - ALTERNATIVA: D Uma lanterna cilíndrica muito potente possui uma lente divergente em sua extremidade. Ela projeta uma luz sobre um anteparo vertical.

extremidade. Ela projeta uma luz sobre um anteparo vertical. O eixo central da lanterna e o

O

eixo central da lanterna e o eixo principal da lente estão alinhados

e

formam um ângulo de 45º com a horizontal. A lâmpada da lanter-

na gera raios de luz paralelos, que encontram a lente divergente, formando um feixe cônico de luz na sua saída. O centro óptico da

lente O está, aproximadamente, alinhado com as bordas frontais da

lanterna. A distância horizontal entre o foco F da lente e o anteparo

é de 1 m. Sabendo disto, pode-se observar que o contorno da luz

projetada pela lanterna no anteparo forma uma seção plana cônica. Diante do exposto, o comprimento do semieixo maior do contorno dessa seção, em metros, é:

Dados:

• a lente é do tipo plano-côncava;

• a face côncava está na parte mais externa da lanterna;

• diâmetro da lanterna: d = 10 cm;

• índice de refração do meio externo (ar): 1;

• índice de refração da lente: 1,5;

• raio de curvatura da face côncava: 2,53 cm.

a) 32

b) (3 − 1)

c) (3 + 1)

*d) 3

e) 23

(PUC-CAMPINAS/SP-2019.1) - ALTERNATIVA: C Utilizando uma máquina fotográfica antiga, uma pessoa tirou uma fo-