Você está na página 1de 8

 Mini Dicionário de Termos Usados Em Fonoaudiologia

A______
– ABASIA – impossibilidade da marcha normal por falta de coordenação.
– ACALCULIA – incapacidade par…a realizar operações aritméticas.
– ACAMATESIA ACÚSTICA – surdez verbal.
– ACATAFASIA – impossibilidade de expressar os pensamentos de forma conexa,
por lesão cerebral.
– ACATALEPSIA – falta de compreensão, deficiência mental.
– ACATAMATESIA – perturbação ou perda da capacidade de entender a linguagem.
– ACATÁPOSE – dificuldade ou incapacidade de deglutir.
-ACATATESIA ÓPTICA – cegueira verbal.
– ACUIDADE agudeza. Funcionamento normal dos órgãos dos sentidos.
– ACÚSTICA ramo da física que estuda os sons.
-ADENOÍDE massa de tecido linfóide que se localiza na rinofaringe.
-AFAGIA – impossibilidade de deglutir.
-AFASIA – perda da palavra escrita, falada ou mímica, por lesão dos centros
cerebrais.
– AFASIA DE BROCA: caracteriza-se por grande dificuldade em falar, porém a
compreensão da linguagem encontra-se preservada. Essa síndrome é também dita
como afasia não fluente, de expressão ou motora: os pacientes conseguem executar
normalmente a leitura silenciosa, mas a escrita está comprometida. Esses pacientes
possuem, ainda, fraqueza na hemiface e membro superior direito (devido à
proximidade das regiões afetadas pelo distúrbio circulatório). Os pacientes têm
consciência do seu déficit e se deprimem com facilidade (frustração).
– AFASIA DE WERNICK: caracteriza-se por dificuldade na compreensão da
linguagem, a fala é fluente e faz pouco sentido. Essa síndrome é também denominada
afasia fluente, de recepção ou sensorial. Diferente dos pacientes com afasia de Broca,
os pacientes com essa síndrome começam a falar espontaneamente, embora de modo
vago, fugindo do objetivo da conversa. Pode existir parafasias, isto é, uma palavra
substituindo outra, como chamar uma colher de garfo (parafasia literal), ou um som
substituindo outro, como ao chamar uma colher de mulher (parafasia verbal);
geralmente, não apresentam fraqueza associada, os pacientes não se dão conta de seu
déficit e a recuperação é mais difícil.
-AFASIA DE CONDUÇÃO: a compreensão está relativamente preservada e a fala é
fluente e espontânea. Existe, entretanto, incapacidade de repetir palavras corretamente.
-AFASIA GLOBAL: é a perda de todas as capacidades de linguagem: compreensão,
fala, leitura e escrita, sendo causado geralmente por um infarto completo no território
da artéria cerebral média esquerda; os pacientes, sendo assim, também apresentam
geralmente hemiplegia direita (total perda de força no lado direito do corpo), além de
demência associada;
– AFEMESTESIA – perda da faculdade de percepção das palavras cegueira e surdez
verbais.
-AFEMIA – afasia motora.
– AFONIA – perda ou diminuição da voz por causas locais, ou seja, lesões do órgão
da fonação.
-AFRASIA – incapacidade de articular as palavras.
– AFRIGORE Mudança de temperatura.
– AGITOFASIA – excessiva rapidez da fala, com omissão inconsciente de sílabas ou
palavras.
– AGITOGRAFIA – excessiva incapacidade da escrita, com omissão inconsciente de
sílabas ou palavras.
-AGITOLALIA – agitofasia.
– AGLOSSIA – ausência congênita da língua. Incapacidade para falar.
– AGLOSSOSTOMIA – ausência congênita da língua e do orifício bucal.
– AGNATIA – ausência congênita do maxilar inferior.
– AGNOSIA – perda da faculdade de transformar sensações simples em percepções
propriamente ditas, dando como resultado o não reconhecimento de pessoas e coisas.
– AGONFÍASE – ausência dos dentes.
– AGRAFIA – perda da faculdade de exprimir o pensamento por meio da escrita.
– AGRAMATISMO – perturbação da linguagem escrita ou oral, que caracteriza-se
pela omissão de letras ou sílabas.
-ALALIA – privação da palavra por afecções dos órgãos vocais ou por lesões nervosas
periféricas.
-ALEXIA – incapacidade de ler devido a uma lesão central; mesmo que cegueira
verbal.
– ALOGIA – impossibilidade de falar por lesão nervosa central; idiotia afásica.
– ALTURA TONAL freqüência com que vibram as cordas vocais, na unidade de
tempo.
-ANACROASIA – impossibilidade de compreender a linguagem falada, por lesão
cerebral; mesmo que surdez verbal.
– ANACUSIA – surdez total.
-ANARITMIA – incapacidade de contar, por lesão nervosa central.
-ANARTRIA – distúrbio da linguagem que consiste na impossibilidade de articular os
sons.
– ANAMNESE conjunto de informações recolhidas junto ao paciente, relativas à sua
história pessoal e à sua enfermidade.
– ANOXIA Falta de oxigênio necessário ao funcionamento normal do organismo.
– ANQUILOGLOSSIA é quando a língua encontra- se presa devido à extensão do
freio lingual. Há casos em que a língua pode ter apenas os bordos laterais livres para a
movimentação.
– APRAXIA – incapacidade de executar os movimentos necessários a um
determinado fim, sem que haja perturbação da inteligência ou da motilidade.
– APROSEXIA – síndrome caracterizada pela diminuição da memória.
Impossibilidade de fixar a atenção.
– ARTICULAÇÃO – pronúncia distinta das palavras; relação de contato das
superfícies de oclusão dos dentes; união ou ligação de dois ou mais ossos.
– ASSILABIA – onde o paciente reconhece as letras isoladamente, sendo incapaz de
juntá- las para formar as sílabas.
-ATAXIA – incoordenação motora.
– ATENÇÃO – concentração do psiquismo para um estímulo determinado.
– ATETOSE compreende movimentos lentos semelhantes ao serpentear da cobra;
aparece principalmente nas porções distais dos membros como resultante de
combinações sucessivas de flexões, extensões, abduções e aduções.
– ATRASO DE LINGUAGEM – atraso na linguagem, que é a forma pela qual a
cultura humana é desenvolvida.
– ÁUDIO – elemento de composição que denota relação com a audição.
-AUDIOGRAMA – gráfico em que se indica a relação entre a freqüência e a
intensidade dos sons em cada ouvido.
– AUDIOLOGIA – estudo da audição, incluindo o tratamento das perturbações
auditivas.
-AUDIOMETRIA – determinação do grau de acuidade auditiva.
– AUDIÔMETRO – instrumento para determinar o grau de acuidade auditiva.
– AUTISMO – condição mental caracterizada por apresentar o indivíduo pensamentos
ou comportamentos concentrados em si próprio, com perda do contato com a realidade
e o mundo exterior.
B______
– BALISMO – contrações bruscas violentas e repetidas de grupos musculares axiais
ou proximais dos membros. Na maioria dos casos restringe- se á metade do corpo.
– BOCA – entrada do tubo digestivo que no homem é uma cavidade que contém a
língua e os dentes, limitada pelos maxilares e lábios na frente, bochechas aos lados,
garganta ao fundo, palato em cima e base da língua embaixo.
– BOLO ALIMENTAR massa semilíquida resultante de trituração dos alimentos e da
ação da saliva.
– BRADIARTRIA – emissão anormalmente lenta de palavras, em virtude de lesão
central.
– BRADICINESIA – movimento lento; lentidão anormal dos movimentos; preguiça
nas respostas físicas e mentais.
– BRADICUSIA – audição lenta; dificuldade de ouvir.
– BRADIFEMIA – lentidão da fala.
– BRADIGLOSSIA – lentidão anormal da linguagem.
– BRADILALIA – emissão lenta da fala.
– BRADILEXIA – lentidão anormal na leitura.
– BRADILOGIA – linguagem vagarosa entre uma e outra, palavra ou frase.
– BRIDA (ou freio) película que se situa na porção inferior da língua e na região
vestibular dos lábios.
BRUXISMO – ranger os dentes.
C______
-CACOLALIA – linguagem incorreta, observada em algumas formas de demência.
– CACOLOGIA – a linguagem apresenta erros, não havendo observância das regras
gramaticais.
– CALINOPLASTIA cirurgia plástica do freio da língua.
– CATALOGIA – repetição incessante das mesmas palavras ou frases sem sentido, em
voz alta.
– CECEIOS pronunciação das consoantes fricativas alveolares (v,z,ch,f,s, j)
-CIRCUITOS FUNCIONAIS noção da organização do sistema nervoso que optimiza
trajetos para as diferentes funções mentais superiores (Luria, 1974).
– COANAS são aberturas posteriores da cavidade nasal.
– COCLEA caracol. Espiral. Cavidade cônica do ouvido interno.
– COMISSURA LABIAL é um dos ângulos da boca. Pode haver referência a
comissura labial direita ou esquerda.
– COMUNICAÇÂO – Transmissão de conceitos através
D______
– DECIBEL décima parte do bel unidade de intensidade sonora, dB.
– DEFICIÊNCIA – insuficiência, imperfeição.
– DEGLUTIÇÃO – ato de engolir ou deglutir.
– DEGLUTIÇÃO ATÍPICA – forma incorreta pela qual os alimentos são
transportados desde a cavidade oral até o estômago.
– DELTACISMO – pronuncia incorreta da letra D, fala- se como se fosse T.
– DIASTEMA é o aumento do espaço interdentário.
– DIPLOFONIA – produção de sons vocais duplos. Voz bitonal.
– DISACUSIA – sensação de incômodo na audição. Audição imperfeita. Baixa na
audição.
– DISARTRIA – articulação imperfeita da palavra, por lesão central.
– DISCALCULIA – dificuldade em fazer cálculos matemáticos.
– DISFAGIA – dificuldade para deglutir.
– DISFEMIA – alteração no ritmo normal da fala. Caracteriza- se por repetição de
sons, palavras e ainda um total bloqueio da expressão vocal. Existem vários graus de
gagueira. As disfemias classificam- se em fisiológicas, funcionais e orgânicas.
– DISFONIA – alteração da qualidade vocal; o timbre, ritmo, sonoridade, audibilidade
e dicção encontram- se alterados. As disfonias classificam-se em funcionais e
orgânicas.
– DISGRAFIA – distúrbio que apresenta- se por dificuldades no controle de
movimentos para a escrita por lesão orgânica ou distúrbio funcional.
– DISLALIA – transtorno articulatório, que caracteriza- se por acréscimos, distorções,
inversões, omissões e ainda troca de fonemas causados por desordens funcionais dos
órgãos periféricos da fala. As dislalias classificamse em dislalia fisiológica, funcional,
social ou cultural, audiógena e, ainda dislalia orgânica.
– DISLEXIA – síndrome que caracteriza-se por um distúrbio de aprendizagem que
atua na escrita e na leitura diretamente.
– DISLOGIA – distúrbio do raciocínio. Frases ou orações sem sentido.
– DISORTOGRAFIA – transtorno da escrita que caracteriza- se pelo incorreto uso dos
grafemas da língua. Pode se manifestar de várias maneiras dentre elas omissão,
substituição, acréscimos de letras, sílabas ou palavras; espelhamento, junção de
palavras, repetição de palavras, mistura de letra maiúscula com minúscula, confusão
entre letras foneticamente semelhantes e outras.
-DISPRAXIA é a desarmonia na conjugação dos movimentos para um determinado
fim.
– DISTONIA DE TORÇÂO movimento grosseiro de rotação do segmento cefálico e
torção do tronco.
– DOENÇA DE PARKINSON doença degenerativa e progressiva do SNC,
caracterizada por tremores involuntários e rigidez muscular com hipertonia, causando
assim uma postura peculiar.
E______
– ECOLALIA – repetição automática das palavras ouvidas.
– ECOLOGIA – o paciente apresenta um distúrbio que caracteriza- se pela repetição
de palavras ouvidas, como se fosse um eco .
– EDEMA acúmulo anormal de líquido em espaço intersticial extracelular; é o que
denominamos vulgarmente de inchaço.
– ENCEFALOPATIAS CRÔNICAS DA INFÂNCIA conjunto de casos variados e
heterogêneos em que houve um processo qualquer de lesão do SNC, variando desde a
concepção até os três anos de idade.
– ENFERMIDADE DE WILSON degeneração lenticular progressiva.
– ESCLEROSE endurecimento de um órgão pelo aumento do tecido conjuntivo
intersticial.
– ESPASTICIDADE aumento do tônus muscular por lesão do sistema piramidal.
– ESPECTRO DA VOZ faixa de freqüência sonora que compreende a voz humana.
-ESTOMA orifício residual decorrente de uma traqueotomia.
– ESQUEMA CORPORAL noções das partes do corpo e suas relações, que vão
formando a imagem interna e xterna do indivíduo, em contato com o ambiente.
– ESQUIZOFASIA – palavra confusa, desordenada e incompreensível do
esquizofrênico.
– ESTEREOLOGIA – distúrbio de linguagem em que há repetição da sílaba, palavra
ou ainda de frases curtas, sem que o paciente passe para outras palavras ou frases.
– ESTIMULAÇÕES PASSIVAS são aquelas que dependem pouco do desempenho do
cliente.
– EXPRESSÕES VOLITIVAS são aquelas que refletem a vontade do emissor.
F______
– FALA expressão oral ou articulação de palavras na comunicação. – FARINGITE
inflamação da faringe.
-FARINGOLARINGITE inflamação da faringe e da laringe.
– FIGURA-FUNDO AUDITIVA capacidade de selecionar um estímulo sonoro
significativo dentro de uma gama de sons apresentados.
-FISSURA LABIAL – fenda labial.
-FISSURA PALATINA – fenda na porção superior da cavidade bucal.
-FÍSTULA úlcera em forma de canal estreito e profundo.
– FONEMAS – sons articulados.
– FONÉTICA – relativo à voz ou ao som articulado.
– FONIATRIA – estudo e tratamento dos defeitos da fala.
-FONO – elemento de composição que significa som ou voz.
– FONOAUDIOLOGIA – é uma área da saúde que atua em aprimoramento, estudo,
pesquisa, prevenção e ainda no diagnóstico e, conseqüentemente, na terapia dos
distúrbios da comunicação.
FONTANELAS- espaço membranoso que os fetos e as crianças têm no crânio.
Também chamado de moleira.
G______
– GAGUEIRA disfemia. Disfluência. Disritmia de fala. Bloqueio verbal. Dificuldade
especifica na articulação das palavras.
– GAMACISMO – transtornos na pronúncia do fonema /g/.
– GLOSSOPLEGIA paralisia da língua.
– GNOSIA faculdade de reconhecer as coisas.
– GRAMATICA estudo sistemático dos fatos de um idioma.
H______
– HEMIANOPSIA é a perda de 90º do campo visual. Ocorre devido a lesão cerebral.
– HEMIFONIA fala a meia- voz.
– HEMIPLEGIA paralisia de uma metade do corpo (D ou E}.
– HIPERACUSIA – exaltação da acuidade auditiva.
– HIPERMIMIA exageração de sinais na linguagem mímica.
– HIPERTONIA aumento de tonicidade.
– HIPERTROFIA crescimento exagerado de um órgão.
– HIPOACUSIA – diminuição da acuidade auditiva.
– HIPOFRASIA impossibilidade de exprimir idéias por palavras.
-HIPOTONIA tonicidade diminuída.
– HIPÓXIA baixo teor de oxigênio no sangue.
– HOMEOSTASE equilíbrio harmônico fisiológico de cada indivíduo.
– HOTENTOTISMO – forma de gagueira intensa.
I______
– IMPOSTAÇÂO coloção física da voz, de maneira natural e não cansativa em sua
produção.
– INFLEXÂO modulação da voz que sugere significações não contidas na idéia estrita
da palavra.
-INTERPOSIÇÃO LINGUAL – devido ao mau posicionamento da língua, a mesma
encontra- se posicionada entre os incisivos superiores e inferiores.
J______
– JANELA OVAL abertura que comunica o ouvido médio com ouvido interno;
comunica-se com a rampa vestibular.
– JANELA REDONDA é a abertura que comunica o ouvido médio com o ouvido
interno. Ela está em comunicação com a rampa timpânica.
– JOTACISMO – transtorno na pronúncia do fonema /j/.
– JARGÃO produção verbal sem uma identificação precisa, ou seja, um discurso sem
mensagem.
L______
– LÁBIO LEPORINO – má-formação congênita. Vai desde uma simples depressão do
lábio até a fenda alveolar ou fissura palatina; Alguns fonemas apresentamse alterados
em suas pronúncias.
– LALAÇÃO é uma forma de balbucio que ocorre na primeira infância.
– LAMBDACISMO – transtornos na pronúncia do fonema /l/.
– LAMPRONOFIA voz forte.
– LARINGECTOMIA retirada cirúrgica da laringe.
– LARINGITE inflamação de laringe.
– LARINGOPATIA doença da laringe.
– LARINGOPLEGIA paralisia dos músculos da laringe.
LEITURA ato de interpretar símbolos gráficos, entendendo- os.
– LEITURA LABIAL compreensão da palavra através dos movimentos dos lábios e
expressões faciais.
– LÍNGUA – órgão muscular móvel, situado no assoalho da boca. Apresenta
importante papel na mastigação, deglutição, sucção e ainda na articulação dos sons.
– LINGUAGEM – expressão do pensamento por meio de palavras.
– LINGUISTICA ciência geral das línguas.
– LOGOFASIA impossibilidade de exprimir idéias por palavras. LOGORREÍA é a
fala caracterizada por grande fluxo de palavras, geralmente com ritmo cronal
aumentado, e/ou precipitado. LOQUACIDADE CIRCUNSTANCIAL falar demais em
circunstâncias variadas.
M______
– MANDÍBULA – osso que forma o maxilar inferior.
– MASTIGAÇÃO – ato de mastigar. Trituração dos alimentos na boca.
– MAXILA – osso par, irregular, situado na parte central da face. Articula-se com
todos os ossos da face. Anteriormente chamado de maxilar superior.
– MEMÒRIA AUDITIVA habilidade de armazenar e evocar o material auditivo.
– MENSAGEM é a idéia transmitida, seja escrita, falada ou gestual.
– MIOCLÌNIAS contrações musculares de curta duração.
– MOGILALIA – dificuldade na articulação da palavra. Dislalia, mogilalismo,
gaguez.-
– MOGILALISMO – gaguez na enunciação dos fonemas /p/ e /b/.
– MOTRICIDADE – faculdade de produzir movimentos.
– MUSSITAÇÃO – movimento dos lábios, sem que haja nenhuma pronúncia de
palavras.
N______
– NEOPÁSTICA processo em que há substituição de um tecido por outro, sem que
este novo tecido tenha semelhança com o que substitui; particularmente os tumores.
– NEOLOGISMO – palavra sem significado usada por paciente psicótico.
– NISTAGMO movimento oscilatório do globo ocular, é um sintoma que caracteriza,
no homem, lesão cerebral ou distúrbio vestibular. Pode ser horizontal, vertical e
rotatório.
O______
– OCLUSÂO correto posicionamento das arcadas dentárias, estando fechada a
cavidade oral.
– OLIGOLOGIA – linguagem pobre e defeituosa dos dependentes e treináveis.
– ORGÃO DE CORTI situa- se na membrana basilar que está localizada no ouvido
interno. O Órgão de Corti é construído de células sensoriais e de sustentação.
-ORTODONTIA – ramo da Odontologia relacionado com a correção e profilaxia da
má- oclusão e das irregularidades dentárias.
– OTOSCLEROSE distrofia óssea da cápsula labiríntica, com fixação do estribo na
janela oval, dificultando a transmissão das ondas sonoras do ouvido interno.
P______
– PALATO – porção superior da cavidade bucal. Abóbada palatina.
– PALAVRA – emissão de sons articulados.
– PALIFEMIA – manifestação primária do balbucio, com repetição de uma palavra ou
sílaba.
– PALIGRAFIA – repetição de grafia de certas palavras.
– PALILALIA – repetição constante da mesma palavra ou frase.
– PALINFRASIA – repetição patológica, durante a conversação de palavras ou frases.
– PALINGRAFIA – repetição patológica, na escrita, de letras, sílabas ou palavras.
– PAPILOGIA – repetição involuntária de frases já ditas, não se lembrando o
indivíduo que já as tinha pronunciado.
– PARALISIA – diminuição ou abolição da motricidade em uma ou várias partes do
corpo, devido a lesões das vias nervosas motoras ou a lesões musculares.
-POLILOGIA – fala excessiva ocasionada por distúrbio mental.
– PORNOLOGIA – forma de linguagem em que são usadas palavras obscenas.
– PROJEÇÃO LINGUAL – distúrbio da articulação ligado ao funcionamento da
língua, associada aos órgãos articulatórios. Ocorre sempre que os fonemas /t/, /d/ e /n/
são pronunciados.
R______
– RESPIRAÇÃO – função em que o oxigênio do ar é introduzido nos pulmões e
trocado por CO2 .
– RINOFONIA – voz nasalada.
– ROTACISMO – pronúncia incorreta dos sons em R.
S______
– SIGMATISMO – dificuldade em pronunciar os fonemas /s/ e /z/. Existem alguns
tipos de sigmatismo, dentre eles: – Estridente – produz- se pela dispersão que se
processa sobre os incisivos superiores que encontram- se mal posicionados; – Lábio
dental – caracteriza- se pelo S soprado entre os incisivos superiores e o lábio inferior;
– Lateral – onde a língua apóia- se isoladamente de um lado e do outro lado apresenta-
se levantada, tomando contato com outros dentes.
– SINCINESIA – movimento não intencional que acompanha movimento voluntário.
– SURDEZ – privação parcial ou total da audição.
– SURDO-MUDEZ – condição do indivíduo que é ao mesmo tempo surdo e mudo.
– SIALORREIA: aumento do fluxo salivar. A sialorreia define-se como um
persistente aumento do nível salivar, fato que leva a um engolir constante de saliva.
Não se deve confundir com a baba, uma vez que um adulto que se baba apresenta
alguma disfunção muscular.
T______
– TAUTOFONIA Repetição dos mesmos sons.
– TAQUILALIA – ritmo acelerado da fala.
– TÊRMO elemento significante da palavra.
– TÉCNICA VOCAL conjunto de técnicas que propiciam o aprendizado do correto
uso da voz.
– TIMBRE – qualidade de um som. Efeito acústico proveniente da ressonância.
– TRAQUIFONIA voz áspera.
– TRAQUIPNÉIA respiração acelerada.
– TRAUMA ACÚSTICO lesão reversível ou não da orelha interna em geral,
produzida por ruídos repetidos, subliminares ou súbitos, supraliminares.
U______
– ÚVULA – prolongamento vertical da parte mediana do bordo posterior do véu do
paladar.
V______
-VERBAL referente á linguagem.
– VERBALISMO vício que consiste em falar palavras de pouco significado ou vazias
de atenção.
– VERBOMANIA hábito mórbido de falar demasiado.
– VIBRAÇÂO movimento de vaivém das moléculas de um corpo sonoro, num meio
elástico.
– VOCAL referente á voz.
– VOGAL fonema em que a corrente de ar pela boca livremente, sem obstáculos e
sem interrupção. Elemento básico da sílaba.
– VOZ – som articulado produzido por vibração das cordas vocais com o ar expirado.
– VOZ ANFÓRICA cavernosa.
– VOZ ANSERINA voz humana semelhante à de pato.
– VOZ ESOFÁGICA produção sonora resultante da vibração da parte superior do
esôfago, em forma de pseudoglote, que vibra em virtude do arrôto.
-VOZ GANGOSA voz fanhosa, nasalizada.
X______
– XENOGLOSSIA fenômeno parapsicológico, quase sempre inconsciente,
caracterizado pela expressão de idioma estrangeiro não aprendido.
– XEROSTOMIA: boca seca, dimunuição da saliva, a saliva se torna mais viscosa e
há maior precipitação de material saburróide na língua e, freqüentemente,formação de
saburra (placa esbranquiçada que se localiza no dorso da língua, causando o mau
hálito).
Z______
– ZUMBIDO ruído, Barulho nos ouvidos. Zoeira, Zoada, Rumor, Acúfeno.
Bibliografias:
CUPELLO, R. C. M. 1.000 Perguntas em Fonoaudiologia. Rio de Janeiro: Revinter.
1994. AMORIM, A. Fonoaudiologia Geral. 3. ed. Rio de Janeiro: Enelivros, 1992.
Drª Cláudia Pietrobon Fonoaudióloga Esp. Linguagem oral e escrita Esp. em
Psicopedagogia Esp. em motricidade Oromiofacial Mestranda em distúrbios da
comunicação CRFa: 16325

Você também pode gostar