Você está na página 1de 33

UNIP INTERATIVA

Projeto Integrado Multidisciplinar


Cursos Superiores de Tecnologia

DESENVOLVIMENTO DE UMA REDE DE COMPUTADORES


PARA UMA FRANQUIA DE CAFETERIA

UNIP Polo Taquaral – Campinas - SP


2018
UNIP INTERATIVA
Projeto Integrado Multidisciplinar
Cursos Superiores de Tecnologia

PROJETO DE UMA LAN


PARA UMA FRANQUIA DE CAFETERIA

Nome: Daniela Cristina Rodrigues


RA: 1870235
Curso: Analise e Desenvolvimento de Sistemas
Semestre: 1º Semestre

UNIP Polo Taquaral – Campinas - SP


2018
Resumo

Este Projeto Integrado Multidisciplinar apresenta um panorama sobre o


mercado de Cafeteria e a tecnologia que as envolve. A partir de pesquisas realizadas
notou-se que o café é considerado um excelente produto de comercialização, tanto
para exportação e de seus derivados, como café torrado ou capsulas. Essa pesquisa
demonstra que o mercado é propício para as cafeterias, tornando-se um negócio
charmoso e tradicional no segmento.

Encontrou-se na cafeteria um perfil de consumidor atento as tecnologias, que


associou o café como um ponto de início de qualquer relacionamento interpessoal,
tornando-se um ponto de encontro para reuniões, laser ou um simples espaço de
Convívios.

No decorrer desse trabalho encontraremos a modernidade da tecnologia com


o charme de uma cafeteria, como por exemplo, cardápios digitais e em braile (para
atender pessoas com deficiência visual), salas de reuniões com acesso ao WIFI.

Então, esta topologia de LAN foi desenvolvida segundo os princípios básicos


de segurança em sistemas de comunicação compreendendo:

• Velocidade – Garantir a utilização de recursos modernos de comunicação.

• Confidencialidade – Proteger a informação disponibilizada.

• Integridade – Garantir que a informação seja autêntica e protegê-la.

• Autenticidade – Garantir a identidade dos usuários.

• Disponibilidade – Prevenir interrupções na operação da rede através de um


plano de contingência.

Desta forma, espera-se oferecer aplicabilidade aso conhecimentos construídos


no decorrer do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
Abstract

This Integrated Multidisciplinary Project presents an overview of the Cafeteria


market and the technology that surrounds them. Based on researches, it was noted
that coffee is considered an excellent commercial product, both for export and its
derivatives, as roasted coffee or capsules. This research demonstrates that the market
is conducive to coffee shops, making it a charming and traditional business in the
segment.

A coffee-friendly consumer profile was found in the cafeteria, which associated


coffee as a starting point for any interpersonal relationship, making it a meeting place
for meetings, laser or a simple meeting space.

In the course of this work we will find the modernity of the technology with the
charm of a cafeteria, such as, for example, digital and Braille menus (to attend visually
impaired people), meeting rooms with WIFI access.

So, this LAN topology was developed according to the basic principles of
security in communication systems comprising:

• Speed - Ensure the use of modern communication features.

• Confidentiality - Protect the information provided.

• Integrity - Ensuring that information is authentic and protecting it.

• Authenticity - Guarantee the identity of users.

• Availability - Prevent interruptions in the operation of the network through a


contingency plan.

In this way, it is expected to offer applicability as well as knowledge built during


the course of Systems Analysis and Development.
Sumário

1. INTRODUÇÃO ......................................................................................................................... 11

2. DESENVOLVIMENTO DO PROJETO ...................................................................................... 13

2.1. O CAFÉ ............................................................................................................................. 13


2.2. TIPOS DE PREPARO ............................................................................................................. 14
2.2.1. FILTRAGEM..................................................................................................................... 14
2.2.2. PERCOLAÇÃO ................................................................................................................. 14
2.2.3. PRENSAGEM ................................................................................................................... 15
2.2.4. PRESSÃO ....................................................................................................................... 15
2.3. MERCADO DO CAFÉ ............................................................................................................ 16
2.4. MERCADO DE CAFETERIA..................................................................................................... 18
2.5. PERFIL DO CONSUMIDOR ..................................................................................................... 18
2.6. O PAPEL DA TECNOLOGIA NO ATENDIMENTO EM CAFETERIAS .................................................. 18
2.7. ACESSIBILIDADE.................................................................................................................. 20
2.8. A LEI DO MARCO CIVIL DA INTERNET ..................................................................................... 21
2.9. PROJETO ........................................................................................................................... 22
2.10. CONFIGURAÇÃO DA TOPOLOGIA (PACKET TRACER) ................................................................ 26

3. CONCLUSÃO .......................................................................................................................... 29

4. REFERÊNCIAS........................................................................................................................ 31

4.1. BIBLIOGRAFIA ..................................................................................................................... 31


4.2. REFERÊNCIAS DE CUSTOS ................................................................................................... 31
11

1. INTRODUÇÃO

Esse Projeto Integrado Multidisciplinar trata-se de um trabalho de


desenvolvimento de uma rede de computadores para uma franquia de cafeteria, com
ênfase no mercado de café e com a tecnologia de atendimento ao cliente.

O documento é composto praticamente por duas partes, sendo a primeira uma


pesquisa sobre informações específicas do café, características do produto,
descrevendo o mercado, o perfil do consumidor, a tecnologia de atendimento e por
fim a responsabilidade da Cafeteria em fornecer internet WIFI gratuita para os clientes
de acordo com a lei Marco Civil da Internet.

Na segunda parte descreve-se a Arquitetura da Rede propriamente dita, como


a Topologia desenvolvida, equipamentos usados, IPs e Máscaras de cada um e seu
custo estimado (para uma unidade).

O objetivo dessa discussão é, apresentar uma estrutura física e lógica com o


melhor aproveitamento da tecnologia atual visando atender as necessidades de todos
os setores do estabelecimento, com ênfase no perfil do consumidor final.
12
13

2. DESENVOLVIMENTO DO PROJETO

2.1. O Café

O café é uma das bebidas mais consumidas no Brasil, e é uma referência nos
encontros com amigos, familiares e em reuniões. Inclusive, antes de iniciar qualquer
tipo de reunião, entrevista de emprego ou qualquer relacionamento voltado para
negócios, é oferecido essa deliciosa bebida como forma de quebrar o silêncio e iniciar
uma conversa sobre qualquer assunto antes de iniciar a atividade profissional.

Quando se relaciona o café à saúde, encontram-se dezenas de benefícios. O


jornalista Rogério Fonseca, menciona alguns destes benefícios no site AWEBIC:

• Melhora o fígado e o deixa mais saudável;


• Estimula o metabolismo;
• Possui nutrientes importantes, como as vitaminas B2, B3 e B5;
• Reduz o risco de diabetes tipo 2;
• Combate a depressão;
• Reduz o risco de vários tipos de câncer;
• Reduz o risco de doença cardíaca;
• Entre outros;

Esse produto serve de inspiração e estimula o mercado com seus derivados


tipos de produtos e variedades, como: sorvetes, bebidas geladas, combinações e
composições com outros produtos, como por exemplo, café com barra de chocolate,
bolos entre outros.

Além dessas variações de receitas e benefícios, temos outros formatos de


venda do café, conforme as informações ao ABIC (Associação Brasileira da Industria
do Café), como:

• Café em Grãos
• Café Extrato
• Café Solúvel
• Café Torrado
14

2.2. Tipos de Preparo


2.2.1. Filtragem

A adição de água quente ao café torrado e moído, produz então a bebida em


um processo chamado de infusão, e pode ocorrer por filtragem, percolação,
prensagem ou pressão, sendo que, cada um destes produz tipos de bebidas distintas.

Imagem 1 - Filtragem

Fonte: ABIC, 2018

2.2.2. Percolação

O pó é acondicionado em um filtro, de papel ou de pano, com adição de água


quente, mas não fervente por cima. Este método é muito utilizado na cultura brasileira
de preparo, através de coadores caseiros e cafeteiras elétricas, dando origem ao
tradicional cafezinho.

Imagem 2 - Percolação

Fonte: ABIC, 2018


15

2.2.3. Prensagem

Em um recipiente de vidro se coloca o pó de café misturado com água quente,


mas não fervente e em seguida introduz-se um filtro que é pressionado por um êmbolo
que separa o pó do café já pronto para consumo. O método, que virou moda entre os
norte-americanos, é conhecido como Prensa Francesa.

Imagem 3 – Prensagem

Fonte: ABIC, 2018

2.2.4. Pressão

Em um recipiente Conhecido como café expresso, neste preparo o café é


moído na hora e acondicionado em um filtro que sofre uma pressão de água a 90ºC e
9 Kg de pressão durante 30 segundos em média, gerando uma bebida cremosa e
aromática. Criado pelos franceses, o café expresso é considerado o método mais
apropriado para apreciação de todas as nuances desta bebida.

Imagem 4 - Pressão

Fonte: ABIC, 2018


16

2.3. Mercado do Café

Conforme mencionado nos tópicos anteriores, o mercado do café é


diversificado e propõem muitas oportunidades de comercialização, tanto no varejo
quanto na prestação de Food Service1. Na figura abaixo, ilustra como está esse
mercado, conforme informações da ABIC.

Imagem 5 – Ponte de arco

Fonte: ABIC, 2018

O gráfico da imagem 5, demonstra que até 2021, o volume de vendas vem


crescendo em média 3,5% por ano nesses setores. É importante mencionar que as
marcas de grande expressão contribuem para a disseminação do produto no varejo
aumentando a procura do produto.

Propagandas via internet, comerciais de TV, esforços nos pontos de venda e


degustações demonstram como esse mercado está empenhado na divulgação da
marca, independentemente da crise econômica que o Brasil enfrenta. Outro dado
importante para ser analisado é o crescimento do consumo nos domicílios, apesar do
forte consumo fora do lar. De acordo com a ABIC, temos:

1 Serviços Alimentares (Food Service) é tido como o mercado de alimentação fora do lar. Estão envolvidos
nesse segmento toda instituição que produza alimentos diretamente para o consumidor final. Essa é a definição
que geralmente é considerada pela maioria dos profissionais da área, porém não se pode esquecer que isso
também envolve equipamentos, insumos e a distribuição para os estabelecimentos que preparam e fornecem
estas refeições.
17

Imagem 6 - Mercado Domicílios

Fonte: ABIC, 2018

Nesse gráfico entende-se que a venda de pó torrado e cápsulas são fortes


produtos de comercialização, permitindo que consumidor tenha liberdade de
apreciação por diferentes sabores.

O Setor de Food Service em 2017 assegurou 67% do mercado contra 33% do


mercado de varejo, demonstrando assim, a segurança do investimento no setor.
Abaixo, segue um gráfico que demonstra esses valores (Fonte: ABIC).

Imagem 7 – Mercado de Varejo e Food Service

Fonte: ABIC, 2018


18

2.4. Mercado de Cafeteria

“As cafeterias são os negócios mais charmosos e tradicionais do


segmento de alimentação. É um tipo de negócio que está relacionado a uma
satisfação pessoal que vai além da gastronomia pura. Servir café é oferecer
momentos especiais, e isso exige um conjunto de cuidados que o
empreendedor deve levar em consideração” (SEBRAE, 2014)

O mercado do café descrito no tópico 2 desse trabalho, menciona como o


grande consumo dessa bebida no país, apresenta um mercado propício para as
cafeterias. Segundo publicado no portal da ABIC, o brasileiro está buscando cafés de
melhor qualidade e o consumo fora do lar está aumentando.

2.5. Perfil do Consumidor

De acordo com o SEBRAE, 2014, as cafeterias brasileiras estão atraindo um


público diferenciado, como já acontece fora do Brasil. Diferente de uma padaria, a
cafeteria tornou-se um espaço de convívio social, de lazer, ou até mesmo de negócios.
Entre os frequentadores, a maioria pertence a um nível sociocultural e econômico
médio e alto (classes A e B), tem entre 25 e 60 anos e costumam ir frequentemente a
esses ambientes.

2.6. O Papel da Tecnologia no Atendimento em Cafeterias

É inegável que a tecnologia propõe grandes avanços de comunicação, nos


processamentos “in Cloud” e nos acessos a informação de uma forma rápida e
eficiente. Isso pode ser realizado a qualquer momento como, dentro de um carro,
supermercado ou na fila de espera do banco. Outras palavras estamos vivendo a era
da conectividade, onde todos estão interligados a uma rede de comunicação.

Por isso que as cafeterias precisam de um ambiente único e diferenciado, e


buscar inovar no que oferecer para seus clientes. Somente assim se mantêm
relevantes no mercado, atraindo novos consumidores e fidelizando os atuais.
19

De acordo com Casa Magalhães, dezembro de 2016, as principais


características de uma cafeteria voltada para tecnologia relatada em seu site
www.casamagalhes.com.br são:

• Oferecer Wi-Fi gratuitamente: Podendo aproveitar o espaço agradável


associado à bebida favorita e aos lanches, muita gente gosta de ficar em
cafeterias trabalhando remotamente ou mesmo se divertindo em seus
celulares. Assim, um ponto a ser considerado é oferecer Wi-Fi gratuitamente.
Além de toda a experiência positiva, ao ter acesso gratuito à internet, os clientes
irão se sentir mais satisfeitos e perceber o valor agregado ao estabelecimento.

• Ter atendimento digital e autoatendimento: Ninguém gosta de ter que ficar


esperando para ser atendido, então, para agilizar as operações, é possível
investir em opções relacionadas ao atendimento digital. Ao permitir que o
cliente faça seu pedido pela internet, por exemplo, ele vai conseguir aproveitar
o tempo de maneira mais adequada do que em uma fila. Um dos recursos é
justamente o autoatendimento, em que o consumidor pode fazer seu pedido,
servir-se, se for o caso, e fazer o pagamento com a forma mais conveniente
para si.

• Contar com cardápios digitais: Outra forma de melhorar o atendimento é


utilizando cardápios digitais. Além de reduzir os custos e aumentar a qualidade
das imagens apresentadas, esta opção permite que o cliente interaja de
maneira mais intensa com a cafeteria em si. Associando esse tipo de cardápio
a um sistema de atendimento digital, o pedido é feito de maneira mais fácil por
estar a apenas alguns toques ou cliques de distância.

• Criar um aplicativo: Outra ótima possibilidade é a criação de um aplicativo


personalizado para a cafeteria. Além de apresentar o cardápio, nesse
aplicativo, é possível estimular ações, promoções e também informar
novidades sobre o local, como novos pratos e serviços. Dependendo da
construção do aplicativo, ele ainda pode servir para que sejam feitas reservas
20

de locais especiais ou para datas importantes. Isso deixa a sua cafeteria na


palma da mão do cliente, maximizando a conveniência.

• Participar das redes sociais: As redes sociais são locais de preferência de


boa parte do público que frequenta as cafeterias modernas. Por isso, para
maximizar a qualidade do atendimento, vale a pena participar dessas redes.
Além de ajudar na construção de uma presença online, é uma forma de interagir
com os clientes e entender o que eles mais valorizam, ajustando o atendimento.
O ideal é ajustar a comunicação e a atuação nessas redes para a imagem do
negócio, criando uma atuação de sucesso.

• Ter um sistema automatizado de gestão: Uma gestão bem organizada


permite que a cafeteria tenha recursos para fazer investimentos contínuos em
melhorias diversas, inclusive de atendimento. Levando isso em conta, usar a
tecnologia para a gestão também é uma forma, ainda que indireta, de favorecer
o atendimento.

2.7. Acessibilidade

Todo comércio deve estar preparado para atender pessoas com deficiência ou
mobilidade reduzida, pois é a possibilidade de elas usufruírem dos espaços e das
relações sociais com segurança e autonomia em pé de igualdade com uma pessoa
que não o tem. E para promover maior autonomia para os deficientes visuais, o
estabelecimento deve fornecer com os cardápios em braile.

Nas palavras de Prado (2003, apud Rebecca Monte Nunes Bezerra, 2007,
p.278):

[...] o objetivo da acessibilidade é proporcionar a todos um ganho de


autonomia e mobilidade, principalmente àquelas pessoas que tem sua
mobilidade reduzida ou dificuldade de comunicação, para que possam
usufruir dos espaços e das relações com mais segurança, confiança e
comodidade.
21

2.8. A Lei do Marco Civil da Internet

Cerca de 65 milhões de pessoas têm acesso à internet no Brasil, que é um


pouco mais da metade da população brasileira. Até 2007, não existia uma lei
específica para defender os direitos e deveres na internet. Em outras palavras,
juridicamente é como se fosse uma terra de ninguém e os dados pessoais dos
usuários não eram protegidos.

Por esse motivo surgiu a lei Marco Civil da internet, que é um projeto de lei que
projete e garantes os direitos e deveres dos internautas. Essa lei utiliza-se de 03
pilares, sendo liberdade, neutralidade e privacidade.

A liberdade garante a possibilidade da produção, acesso e compartilhamento


de qualquer tipo de conteúdo. Então, nenhum usuário, empresa ou político pode
reprimir qualquer conteúdo postado nas redes sociais. No entanto, os sites como
Google, Facebook ou qualquer outra empresa que controla as redes sociais poderão
ser punidos se não retirar o conteúdo que ofenda a moral e a integridade do usuário,
como por exemplo, permitir a publicação de nudez de um menor de idade. Outra
maneira de retirar o conteúdo das redes é por Notificação Judicial.

A neutralidade impede que as empresas cobrem valores diferentes de acordo


com o conteúdo que o usuário acessa, isto é, “sem pedágios na internet”. Por exemplo,
fica proibido de cobrar mais por aquele que utiliza serviços de Streaming em
comparação daquele usuário que utiliza somente as redes sociais.

A privacidade garante a confidencialidade sobre os dados e mensagens do


internauta. As empresas serão obrigadas a manter o histórico de acessos por 01 ano,
mas o acesso dessas informações poderá ser liberado por investigação judicial,
conforme explica:

“Vale salientar que em conformidade com a Lei 12.965/2014 - Marco


Civil da Internet, tais dados cadastrais somente poderão ser fornecidos
mediante ordem judicial.” (Rafael Farah, 2015)
22

Ainda, o consultor explica:

“Ainda, ao fornecer o Wi-Fi a seus clientes, observando-se o caráter


obviamente comercial desta atividade, entendemos por possível, também, a
aplicação do artigo 3º, inciso VI do Marco Civil da Internet, o qual prevê “a
responsabilização dos agentes de acordo com suas atividades, nos termos
da lei.” Dessa forma, ao incorporar novo serviço com o ideal de captar e
fidelizar clientes, o estabelecimento deve se atentar às melhores práticas de
Segurança da Informação, assim como à sua blindagem jurídica, pois está
assumindo um risco.” (Rafael Farah, 2015)

De acordo o que foi exposto por Rafael Farah, ao fornecer Wi-Fi gratuito a seus
clientes é gerado grandes benefícios, mas também a responsabilidade pelo que seus
clientes praticam na rede, de forma que os estabelecimentos devem se proteger
juridicamente minimizando os riscos.

2.9. Projeto

Com base nos conhecimentos adquiridos no ambiente LARC (Laboratório de


Arquitetura e Redes de Computadores), foi montado uma LAN utilizando o Software
Packet Tracer. Nesta topologia foi preciso incluir 1 servidor, 1 roteador, switches, 6
computadores, 1 multifuncional e duas Smart TVs. Esta configuração foi pensada para
uma das unidades padronizadas de cafeteria da Franquia “Essência e Sabor do Café”,
para comportar aproximadamente 5 operadores de caixa; 10 atendentes e operadores
de vendas, 10 baristas/funcionários da cozinha; 5 funcionários de serviços gerais; 1
gerente de vendas e 3 coordenadores de atendimento. Os funcionários desta unidade
trabalham das 08:00 h às 22:00 h revezando em turnos de forma que sempre tenha
alguém nos caixas, atendimento, gerência e coordenação.
23

Imagem 8 – Topologia (Packet Tracer)

Conforme imagem 8, foram criadas 4 (Quatro) redes distintas, as redes


SERVIDOR, ADM., COZINHA/CAIXA e WIRELESS, interligadas pelo roteador.

Na rede SERVIDOR ficam todas as informações referentes ao


estabelecimento.

A rede ADM com impressora é para a parte de gerenciamento das vendas e


coordenação dos atendimentos.
24

A rede COZINHA/CAIXA é para a funcionalidade da cozinha bem como dos


baristas.

E por fim a rede W IRELESS, que além se ser utilizada pelos funcionários com
seus smartphones fazendo os pedidos dos clientes, os próprios clientes a utilizam de
forma gratuita para se conectarem enquanto degustam um bom café.

Portanto, com base no conteúdo da disciplina de Fundamentos de Redes de


Dados e Comunicações, foi desenvolvido uma ideia de LAN para a cafeteria Essência
e Sabor do Café. Segue a descrição técnica do que foi utilizado na topologia para uma
área de 150m², incluindo equipamentos, meios físicos, endereços IP e Servidor.

• Computadores

6 (seis) computadores (CPU) Processador Intel Celeron Dual Core 2Gb 320Gb;

• Monitores

6 (seis) Monitores de 15.6 widescreen LED

• Kit Teclado e Mouse

6 (seis) conjuntos de teclado e mouse Multilaser Mult Comfort Sem Fio USB
TC151 - Preto

• Impressora Multifuncional

1 (uma) impressora Multifuncional de mesa Lazer Samsung Xpress M2070W

Monocromática – (impressora, copiadora, scanner, wireless)

• Servidor

1 (um) Servidor Lenovo ThinkServer TS150 Intel Xeon E3-1225 V6 8GB


70UBA008BN
25

• Switch

3 (três) Switch D-Link DES-1016D com 16 Portas Fast-Ethernet 10/100Mbps


Desktop

• Roteador

1 (um) Roteador Cabeado TP Link 5 Portas TL-R480T+ 4 portas WAN, LAN,


Load Balance, DDNS, UPn

• Access Point

1 (um) Access Point Cisco WAP121-A-K9-NA

• Smartphone

10 (dez) Smartphone Samsung Galaxy J5 Pro Dourado 32GB, Tela 5.2",


Android

• Smart TV

2 (duas) Smart TV LED 40" Full HD Samsung 40J5200 com Connect Share
Movie, Screen Mirroring, Wi-Fi, Entrada HDMI e USB

Tabela 1 - IP e Máscara dos Equipamentos

Servidor 192.168.1.1 255.255.255.0


Computador Gerenciamento 192.168.2.1 255.255.255.0
Computador Coordenação 192.168.2.2 255.255.255.0
Multifuncional 192.168.2.3 255.255.255.0
Computador Baristas 192.168.3.1 255.255.255.0
Computador Cozinha 192.168.3.2 255.255.255.0
Computador Caixa 1 192.168.4.1 255.255.255.0
Computador Caixa 2 192.168.4.2 255.255.255.0
26

2.10. Configuração da Topologia (Packet Tracer)

Imagem 9 – Representação da CPU Packet Tracer

Nos computadores foram utilizados uma conexões de interface Fast-Ethernet


para uso de mídias de cobre (conforme imagem 9). Ideal para uma topologia LAN e
esses módulos suportam padrões de interconexão. (configuração feita para todas as
CPUs da rede).

Imagem 10 – Representação do Switch Packet Tracer

O Switch complementa a infraestrutura da rede existente no ambiente de


trabalho e proporciona o desempenho que se precisa. Esse switch possui 24 portas
Fast Ethernet e 2 portas Giga Ethernet conforme imagem 10, essa configuração já
vem de fábrica e foi mantida.
27

Imagem 11 – Representação do Roteador Packet Tracer

O Roteador tem a função de conectar duas ou mais redes de computadores,


criando um conjunto de redes de sobreposição. Este roteador foi configurado com 4
portas Fast Ethernet 1 porta de Console e 1 porta Auxiliar, fazendo a conexão entre a
internet e Servidor com as demais redes.

Imagem 12 – Representação de uma Impressora Packet Tracer

Nesta impressora foi utilizado uma conexão via Fast Ethernet única para LAN
que suporta conexões para agregar linhas.

Imagem 13 – Representação de um Servidor Packet Tracer


28

A função mais importante de um servidor é proporcionar o acesso rápido a


grandes volumes de banco de dados. Neste Servidor também foi utilizado duas portas
Fast Ethernet para LAN.

Imagem 14 – Representação de uma Cloud (WAN) Packet Tracer

A Cloud (WAN) é uma rede de comunicação de dados que, além de funcionar


como uma rede local, permite a transmissão dos dados em distâncias bem maiores,
e para este dispositivo foram utilizadas portas Ethernet, Console, Auxiliar, Coaxial
etc...

E finalmente, com base no conteúdo da Disciplina de Matemática da


Computação, abaixo segue descritivo dos cálculos estimados para a montagem de
uma Filial da Cafeteria.

Tabela 2 – Descritivo de valores

Computadores + Monitores (CPU) R$ 1019,00 6 (unid.) R$ 6.114,00


Kit Teclado + mouse R$ 129,99 6 (unid.) R$ 799,94
Multifuncional Laser R$ 815,90 1 (unid.) R$ 815,90
Servidor R$ 3.249,00 1 (unid.) R$ 3.249,00
Switch R$ 172,17 3 (unid.) R$ 516,51
Roteador R$ 271,04 1 (unid.) R$ 813,12
Access Point R$ 563,70 1 (unid.) R$ 563,70
Smartphone R$ 795,00 10 (unid.) R$ 7.950,00
Smart TV R$ 1.485,00 2 (unid.) R$ 2.970,00
Cabo Ethernet (rede) R$ 28,49 10 (unid.) R$ 284,90
Cabo Coaxial Smart TV R$ 39,90 1 (unid.) R$ 39,90
Total Estimado por Unidade Filial R$ 24.117,00
29

3. CONCLUSÃO

Este trabalho descreve as atividades de projeto e implantação de uma topologia


para uma das unidades de Franquia da Cafeteria “Essência e Sabor do Café”.

A proposta foi desenvolvida com base para um ambiente estável e dinâmico,


possibilitando a interconexão de todas as redes locais do estabelecimento, bem como
na agilidade de pedidos através de smartphones, pois o atendimento ao cliente é hoje
um dos pontos chave para a satisfação e fidelização.

Dentro desta perspectiva, espera-se proporcionar aos clientes um novo espaço


de lazer e cultura, como também para as atividades profissionais, podendo satisfazer
as necessidades de cada cliente proporcionando diversidade e inovação, atraindo
assim novos clientes a cada dia.

Outra característica deste projeto além da acessibilidade para deficientes


físicos, como portas mais largas, mesas em alturas adequadas e rampas de acesso,
foi desenvolver cardápios em braile e contratar pessoal que tenha o conhecimento em
Linguagem Brasileira de Sinais, pois com as tecnologias existentes nos dias de hoje,
está se pensando mais na autonomia e independência das mesmas.

A ideia é que, se um atendimento a um cliente com deficiência demore duas


vezes mais do que o normal, se ele for bem atendido em um estabelecimento com
acessibilidade, acaba sempre voltando.
30
31

4. REFERÊNCIAS
4.1. Bibliografia

GODINHO, Adriano Marteleto; ROBERTO, Wilson Furtado Roberto. A guarda de registros de


conexão: o marco civil da internet entre a segurança na rede e os riscos à privacidade. In: LEITE,
George Salomão; LEMOS, Ronaldo (coords.). Marco Civil da Internet. São Paulo: Atlas, 2014.

FARAH, Rafael. Estabelecimento que fornece internet de graça deve estar atento aos riscos.
https://www.conjur.com.br/2015-ago-22/patricia-peck-fornecimento-internet-gratis-requer-cuidados,
acesso no dia 05/10/2018

MARTINS, Ana Luiza. História do Café. Edição 01. São Paulo: Editora Contexto, 2008

ABIC. TENDÊNCIAS DO MERCADO DE CAFÉS EM 2017.


http://abic.com.br/src/uploads/2018/05/2017.pdf. acesso no dia 05/10/2018

ROGÉRIO, Fonseca. 7 Razões Científicas Para Você Tomar um Cafezinho sem Culpa.
https://awebic.com/saude/motivos-cientificos-para-tomar-cafe/. acesso no dia 05/10/2018

ABIC. Dicas de Preparo. http://abic.com.br/o-cafe/dicas-do-cafe/tipos-de-preparo/. acesso no dia


05/10/2018

SEBRAE. Mercado de Cafeteria. http://www.sebraemercados.com.br/wp-


content/uploads/2015/10/2014_06_26_BO_Maio_Turismo_Cafeteria_pdf.pdf. acesso no dia
05/10/2018

MAGALHÃES, Casa. Tecnologia para cafeterias: como melhorar o seu atendimento.


https://www.casamagalhaes.com.br/blog/tecnologia/melhore-sua-cafeteria-com-tecnologia/ acesso no
dia 05/10/2018

BEZERRA, Rebecca Monte Nunes. A acessibilidade como condição de cidadania. In: GUGEL,
Maria Aparecida; MACIEIRA, Waldir; RIBEIRO, Lauro (Org.). Deficiência no Brasil: uma abordagem
integral dos direitos das pessoas com deficiência. Florianópolis: Ed. Obra Jurídica, 2007.

4.2. Referências de Custos

Computadores

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/Computadores/computador-com-monitor-156-intel-dual-
core-2gb-320gb-3green-8592656.html?recsource=busca-int&rectype=busca-58
32

Kit Teclado e Mouse

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/AcessoriosePerifericos/Teclados/Teclado-e-Mouse-
Multilaser-Mult-Comfort-Sem-Fio-USB-TC151-Preto-2063383.html?recsource=busca-
int&rectype=busca-268

Multifuncional Lazer

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/impressoramultifuncional/laser/multifuncional-laser-
samsung-xpress-sl-m2070w-monocromatica-impressora-copiadora-scanner-wireless-110v-
3575967.html?recsource=busca-int&rectype=busca-316

Servidor

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/servidor_rack/servidor-lenovo-thinkserver-ts150-intel-
xeon-e3-1225-v6-8gb-70uba008bn-13419547.html?recsource=busca-int&rectype=busca-3153

Switch

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/equipamentos-rede/SwitchesHubs/Switch-D-Link-DES-
1016D-com-16-Portas-Fast-Ethernet-10-100Mbps-Desktop-268361.html?recsource=busca-
int&rectype=busca-256

Roteador

https://www.pontofrio.com.br/Informatica/equipamentos-rede/Roteadores/roteador-cabeado-tp-link-5-
portas-tl-r480t-4-portas-wan-lan-load-balance-ddns-upn-4325032.html?recsource=busca-
int&rectype=busca-308

Access Point

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/equipamentos-rede/Roteadores/access-point-cisco-
wap121-a-k9-na-wap121-a-k9-na-4836060.html?recsource=busca-int&rectype=busca-308

Smartphone

https://www.casasbahia.com.br/TelefoneseCelulares/Samsung/?gclid=Cj0KCQjwuuHdBRCvARIsAEL
QRQEqGqwyidm6sR0GkysVDijxuty3A76IG-
2f40ZHJtzLhP3YiqzsgesaAn8KEALw_wcB&Filtro=C38_M459&utm_source=GP_Branding&utm_medi
um=Cpc&utm_campaign=TELE_Samsung_Marca_Smartphone-
33

Samsung&s_kwcid=AL!427!3!280161146795!e!!g!!smartphone%20samsung%20casas%20bahia&ef_i
d=WNWkSwAAAU8nicd4:20181006203711:s

Smart TV

https://www.casasbahia.com.br/tv-video/Televisores/SmartTV/Smart-TV-LED-40-Full-HD-Samsung-
40J5200-com-Connect-Share-Movie-Screen-Mirroring-Wi-Fi-Entrada-HDMI-e-USB-
6686515.html?recsource=busca-int&rectype=busca-1588

Cabos

https://www.casasbahia.com.br/Informatica/AcessoriosePerifericos/cabos-adaptadores/patch-cord-
utp-cat5e-15m-cb0231-15m-azul-rontek-12432243.html?recsource=busca-int&rectype=busca-259

https://www.americanas.com.br/produto/20462219/cabo-coaxial-20-metros-montado-malha-95-para-
tv-e-
antenas?pfm_carac=cabo%20coaxial%20tv&pfm_index=1&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_ty
pe=search_page%20