Você está na página 1de 1

Aluno: Sadraque Marques Anaquiri

Resumo: Positivismo e posturas estéticas no meio musical fluminense

O positivismo é abordado como corrente filosófica importante para o


pensamento social brasileiro da época, no que tange os campos teóricos que
fundamentaram as teorias de formação do caráter nacional e seus reflexos nas
questões identitárias da critica literária e na historiografia musical. Identificamos
nos textos da Gazeta Musical as ideias musicais vindas da Europa, que faziam
parte de projetos de âmbito social e politico vinculados as linhas positivistas da
época. No positivismo de linha aparece como umas das maiores contribuições
do ideário francês para o projeto musical que intelectuais e músicos ligados ao
instituto Nacional de Música tentaram implantar no Brasil nessa primeira fase
do governo republicano.

Os autores da Gazeta Musical acreditavam que o a evolução de um país podia


ser aferido pelo seu estágio de refinamento artístico. Muitas das ideias
filosóficas que encontramos na Gazeta musical vinha do ideário francês.
Grandes partes dos artigos estrangeiros eram tradução do francês, a França
aparece como inspiração e modelo, embora estivesse claro que o bom
compositor não deveria copiar, mas sim criar, com base na ciência musical.

Dentre os aspectos do positivismo que afetaram o pensamento musical dos


colaboradores da Gazeta e do Instituto Nacional de música, podemos ressaltar
o patriotismo e o civismo ligados ao regime republicano e a preocupação com a
moralidade. O estudo da gazeta musical revelou-se surpreendente na medida
em que, com arauto das ideias que vigoravam em pleno período do
romantismo musical brasileiro.

Os comentários e as ideias encontradas nesse periódico oferecem-nos a


possibilidade de compreendermos melhor os valores e os ideais de músicos e
demais intelectuais engajados na causa republicana e entendermos como
pensavam em transformar, em um primeiro momento, o meio musical da
capital federal, que serviria posteriormente de modelo para a pratica musical
dos demais estados brasileiros.

O ideário francês aborda temas como as correntes filosóficas evolucionistas e a


arte musical, o idealismo e a valorização da poesia vinculada ao movimento
romântico e servindo de base para a analise de obras musicais na Gazeta
musical, a França como o melhor modelo de civilização a ser seguido no
campo musical por ser, segundo alguns colaboradores da gazeta, o mais
próximo da realidade brasileira, após a derrota para a prússia, a derrota
francesa repercutiu nas artes, espalhando questionamentos sobre a estética
musical em diversos países além da própria França. O wagnerismo e a musica
do futuro também estão ligados a essa crise na França.