Você está na página 1de 5

Letras Axé 7 2.

Maior que Deus ninguem

AXÉ 7, O SOM QUE ME LEVA de Mestre Pra viver se paga preco


Barrao. a vida assim nos convem
AXE CAPOEIRA 7 sabemos que Deus e grande
MESTRE BARRAO e maior que Deus Ninquem

- Sinhazinha
- Maior que Deus ninguem Maior que Deus ninguem
- E o som que me leva. maior que Deus ninguem
- Menino eu fiz
- Maita sou eu. Algums falam mal de mim
- Adeus Besouro mesmo sem saber quem sou
- Mandei benzer mas se hoje estou aqui
- Sou Jogador e por que Deus me abencou

1. Sinhazinha Maior que Deus ninguem


maior que Deus ninguem
Sinhazinha era uma moca requintada
filha do grande barao do engenho Os que falam mal de me
ela nunca tinha se apaixonado e porque nao me esqueceu
nem sentia amor por ninguem mas falar de mim e facil
certo dia resolveu galopar o dificil e ser eu
no campo da fazenda do barao
quando seu cavalo disparou Maior que Deus ninguem
jogando a sinhazinha no chao maior que Deus ninguem
Benedito era um negro alforriado
trabalhava na fazenda do seu pai Sei que a vida aqui na terra
um grande domador de cavalo nao e longa e passageira
az vezes um especie de capataz minha vida eu dedico
vendo a sinhazinha no chao a arte da capoeira
Benedito correu pra lhe ajudar
segurando a em seus bracos Maior que Deus ninguem
fazendo a sinhazinha despertar maior que Deus ninguem
sem saber a onde estava e atorduada
na hora que ela despertou Quando eu toco o berimbau
olhando no rosto de Benedito vejo a lua clarear
nesse dia a sinha se apaixonou olho pra cima e peco a Deus
antes nao tinha motivo pra viver para nos abencoar
eram tantos problemas para esquecer
vivia numa vida sem sentido Maior que Deus ninguem
ate Benedito aparecer maior que Deus ninguem
sabendo que seu pai nao ia aceitar
pot ter preconceito de cor Sou capoeira e cantador
sinhazinha largou toda familia e a vocacao que Deus me deu
pra viver um estoria de amor e voce que e capoeira
venha aqui jogar mas eu
Ainda chorando
sinhazinha assim dizia Maior que Deus ninguem
Adeus fazenda maior que Deus ninguem
e meu cavalo xotao
adeus meu pai vou seguir meu coracao Assim diz o velho ditado
aquas passada nao move moinho
-------------------------------------- quando Deus esta conosco
a gente nunca esta sozinho Mas morena so voce
Sobe me fazer feliz
------------------------------
10.Mandei benzer E o toque do berimbau
E o som que me leva
Tocava meu berimbau Morena nao fica triste
quando o arame se quebrou Por favor me espera(coro)
era sinal de coisa ruim
mas eu nao quis acreditar Do outro lado do mundo
toda vez que eu tocava o berimbau Construimos nosso ninho
o arame voitava a se quebrar As vezes eu fica triste
eu levei meu berimbau Mas voce nunca me deixou sozinho
numa capela pra benzer Lhe dedico essa cancao
e pedi para Sao Bento Cantando dessa maneira
do mal vim me proteger Para mim voce e a grande
mandei Verdadeira mulher de um capoeira

Mandei, mandei benzer E o toque do berimbau


mandei benzer meu berimbau na capela E o som que me leva
mandei (2x) Morena nao fica triste
Por favor me espera(coro)
Eu pedi pra Sao Bento benzer
Eu pedi pra Sao bento guardar ----------------------------
Eu pedi pra Sao Bento benzer 4. Menino feu fiz
meu berimau eu vou tocar
Menino feu fiz
--------------------------------------- um berimbau pra voce (coro)
3.E o som que me leva.
Na mata eu cortei biriba
E o toque do berimbau e a cabaca envernizei
E o som que me leva do pneu tirei arame
Morena nao fica triste e o berimbau eu armei
Por favor me espera(coro)
Menino feu fiz
Eu vou girar pelo mundo um berimbau pra voce (coro)
Capoeira e o meu viver
Em cada lugar que eu passar Quando voce for pra roda
Vou me lembrar de voce nao esqueca de levar
Manda arrumar minha mala o berimbau bem afinado
Berimbau ja me chamou que eu fiz pra voce tocar
Se a capoeira e o meu destino
Voce e meu grande amor Menino feu fiz
um berimbau pra voce (coro)
E o toque do berimbau
E o som que me leva Eu benzi o berimbau
Morena nao fica triste na casa de mae sinha
Por favor me espera(coro) olho grande e coisa ruim
nunca vai lhe derruba
O toque da minha viola
Faz de voce me lembrar Menino feu fiz
Voce ia pra ribeira um berimbau pra voce (coro)
So para me ver jogar
Nessa vida de capoeira Nada eu tenho nesse mundo
Muitas eu ja conheci para lhe oferecer
mas tenho esse berimbau pos seu patrao
foi eu que fiz pra voce cujo o nome Baltazar
deu uma carta a Besouro
Menino feu fiz para entrega na usina
um berimbau pra voce (coro) pedindo pra lhe matar
e Besouro que nao sabia ler
--------------------------------- nao sabia que na carta
5. Maita sou eu. pedia para morrer
la na bahia
terra de Sao Salvador
sou eu maita sou eu (coro) Besouro era valente
tinha o corpo fechado
Eu vivia nas terra de Angola mas a traicao o matou
quando o senhor me capiturou
mas Zumbi nosso grande rei negro Adeus Besouro
la do cativeiro ele me libertou Adeus Besouro (bis)
Adeus Besouro
Dentro do grande navio negreiro Valente cordao de ouro
nos era humilhado e tambem maltratado
aqueles que ficesem doente Oi zum zum zum cade Besouro
no fundo do mar eles eram jogado Valente cordao de ouro

Era eu que inda tinha esperanca


de pra Luanda um dia retornar -------------------------------
mas estou velho com corpo cansado 13. Sou Jogador
muito maltratado nao posso caminhar
Aquele que bateu o golpe
Eu vivo no pequeno mocambo nuca teve a sorte de me acertar
eu quase nao ando vivo a lamentar nem toda rasteira da vida
lembrando minha terra natal nem alma sofrida vai me derrubar
que esta tao distante eu nao posso voltar foi Deus quem guiou meus caminho
com ele sozinho eu nunca vou estar
Eu sinto um grande vazio o Axe capoeira e um grupo verdadeir
e um aperto no meu coracao que nem o dinheiro vai poder comprar
quando eu lembro dos meus ancestrais sou um capoeir–∞ vadio
ao som do berimbau canto essa cancao que o desafio da vida aceitou
enquanto houver a mandinga
--------------------------------------- segura a ginga o Axe chegou
6. Adeus Besouro eu sou

Em Santo Amaro sou sou jogador


quando o fato aconteceu vem vem ca pra ver
menino chegou dizendo sou sou jogador
que seu Besouro morreu sou capoeira Axe ate morer
Deus que nos Ê pula lá que eu
sus canciones livrou do quero vê
propias que nos cativeiro Que eu sou
tenemos que Maculelê
aprender, por lo Certo dia
que aquí les
dejamos algunas Certo dia na Sou de Angola
letras cabana um
guerreiro E na hora e, e,
para que las Certo dia na e
revisen. Las cabana um E na hora a, a,
letras de esta guerreiro a
entrada son: Foi atacado por E na hora e, e,
uma tribo pra e
-Vamos todos a valê Sou de Angola
louvar Pegou dois paus, E na hora e, e,
-Certo dia saiu de salto e
-Sou de Angola mortal E na hora a, a,
-Jesus de Maria E gritou pula a
-Dou boa noite menino, que eu E na hora e, e,
-Tindolêle sou Maculelê e
-Clarear da Lua Sou de Angola
-Sou Eu Maculêlê Certo dia na
cabana um
guerreiro Jesus de Maria
Para ver las Certo dia na
letras completas cabana um Tetetê, olha
hagan click en guerreiro teteaa
Read More! Foi atacado por Tetetê, bom
Vamos Todos a uma tribo pra Jesus de Maria
Louvar valê
Pegou dois paus, Tetetê, olha
Vamos todos a saiu de salto teteaa
louvar mortal Tetetê, bom
E gritou pula Jesus de Maria
A nossa nação menino, que eu Dou boa noite
brasileira sou Maculelê
Salve Zumbi dos Dou boa noite
Palmares ora Ê pula lá que eu pra quem é de
meu Deus pulo cá boa noite
que nos livrou do Que eu sou Dou bom dia
Letras MACULELE cativeiro Maculelê pra quem é de
Ê pula lá que eu bom dia
Maculelé es otra Vamos todos a quero vê A bencao meu
de las louvar Que eu sou papai a benção
presentaciones A nossa nação Maculelê Maculelê e o rei
que realizamos brasileira Ê pula eu pula da valentia
durante el Salve Zumbi dos você
batizado. Palmares ora Que eu sou Dou boa noite
También tiene meu Maculelê pra quem é de
boa noite No clarear, no
Dou bom dia pra clarear da lua
quem é de bom
dia
A bencao meu Sou Eu Maculêlê
papai a benção
Maculelê e o rei Sou eu, sou eu
da valentia Sou eu,
Maculêlê, sou eu

Tindolêle
Sou eu, sou eu
Tindolêle lauê Sou eu,
cauiza Maculêlê, sou eu
Tindolêle é
sangue real
Eu sou filho eu
souNeto de
Aruanda
Tindolêle lauê
cauiza Cauiza

Tindolêle lauê
cauiza
Tindolêle é
sangue real
Eu sou filho eu
souNeto de
Aruanda
Tindolêle lauê
cauiza Cauiza

Clarear da Lua

Eu vim pela mata


eu vinha
Eu vim pela mata
escura
Eu vi seu
Maculelê
No clarear, no
clarear da lua

Eu vim, pela
mata eu vinha
Eu vim pela mata
escura
Eu vi seu
Maculelê