Você está na página 1de 27

07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Página 1

Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando CFX em


Modo autônomo

Este tutorial inclui:


2.1. Recursos do tutorial
2.2. Visão Geral do Problema para Resolver
2.3. Preparando o diretório de trabalho
2.4. Definindo o caso usando o CFX-Pre
2.5. Obtendo a solução usando o CFX-Solver Manager
2.6. Exibindo os resultados usando o CFD-Post

Este tutorial simula um misturador estático que consiste em dois tubos de entrada que distribuem água em um recipiente de mistura;
a água sai através de um tubo de saída. Um fluxo de trabalho geral é estabelecido para analisar o fluxo de fluido
dentro e fora de um mixer.

2.1. Recursos do tutorial

Neste tutorial você aprenderá sobre:

• Usando o modo Quick Setup em CFX-Pre para configurar um problema.

• Usando o CFX-Solver Manager para obter uma solução.

• Modificando o gráfico de esboço no CFD-Post.

• Uso de linhas de fluxo no CFD-Post para rastrear o campo de fluxo de um ponto.

• Visualizar a temperatura utilizando planos e contornos coloridos no CFD-Post.

• Criando uma animação e salvando-a como um arquivo de filme.

Componente Característica Detalhes


CFX-Pre Modo de usuário Assistente de Configuração Rápida
Tipo de análise Curso estável
Tipo de fluido Fluido Geral
Tipo de domínio Domínio Único
Modelo de turbulência k-Epsilon
Transferência de calor Energia térmica
Condições de Fronteira Entrada (subsônica)
Saída (subsônico)
Parede: não-slip
Parede: Adiabatic
Timestep Escala de tempo físico

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 9

Página 2 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Componente Característica Detalhes


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 1/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

CFD-Post Animação Keyframe


Parcelas Contorno
Esboço Plot (Wireframe)
Ponto
Avião de Fatia
Simplificar

2.2. Visão Geral do Problema para Resolver

Este tutorial simula um misturador estático que consiste em dois tubos de entrada que distribuem água em um recipiente de mistura;
a água sai através de um tubo de saída. Um fluxo de trabalho geral é estabelecido para analisar o fluxo de fluido
dentro e fora de um mixer.

A água entra por ambos os tubos na mesma taxa, mas a diferentes temperaturas. A primeira entrada é em um
taxa de 2 m / se uma temperatura de 315 K e a segunda entrada é a uma taxa de 2 m / s a uma temperatura
de 285 K. O raio do misturador é de 2 m.

Seu objetivo neste tutorial é entender como usar o CFX para determinar a velocidade e a temperatura
a água quando sai do misturador estático.

Figura 2.1: Misturador Estático com 2 Tubulações de Entrada e 1 Tubo de Saída

Se este for o primeiro tutorial com o qual você está trabalhando, é importante revisar os tópicos a seguir antes
começo:

• Executando tutoriais do ANSYS CFX usando o ANSYS Workbench ( p. 4)

• Alterar as cores do monitor ( pág. 6)

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
10 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 3
Definindo o caso usando o CFX-Pre

2.3. Preparando o diretório de trabalho

1. Crie um diretório de trabalho.

O ANSYS CFX usa um diretório de trabalho como o local padrão para carregar e salvar arquivos para
sessão particular ou projeto.

2. Faça o download do arquivo static_mixer_standalone.zip aqui .

3. Descompacte o static_mixer_standalone.zip no seu diretório de trabalho.

Assegure-se de que o seguinte arquivo de entrada do tutorial esteja em seu diretório de trabalho:

• StaticMixerMesh.gtm

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 2/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
4. Defina o diretório de trabalho e inicie o CFX-Pre.

Para detalhes, veja Configurando o Diretório de Trabalho e Iniciando o ANSYS CFX no Modo Independente ( p. 3) .

2.4. Definindo o caso usando o CFX-Pre

Como você está começando com uma malha existente, é possível usar imediatamente o CFX-Pre para definir a simulação.
É assim que o CFX-Pre ficará com a malha importada:

O painel esquerdo do CFX-Pre exibe o espaço de trabalho Esboço .

O tutorial segue este fluxo de trabalho geral para o modo Quick Setup no CFX-Pre:
2.4.1. Iniciando o modo de configuração rápida
2.4.2. Definindo a definição de física

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 11

Página 4
Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2.4.3. Importando uma Malha


2.4.4. Usando o visualizador
2.4.5. Definindo Dados do Modelo
2.4.6. Definindo Limites
2.4.7. Configurando dados de limite
2.4.8. Definir especificação de fluxo
2.4.9. Definir especificação de temperatura
2.4.10. Revendo as Definições da Condição de Fronteira
2.4.11. Criando a segunda definição de limite de entrada
2.4.12. Criando a definição de limite de saída
2.4.13. Movendo-se para o modo geral
2.4.14. Configurando o Controle do Solver
2.4.15. Escrevendo o arquivo de entrada CFX-Solver (.def)

2.4.1. Iniciando o modo de configuração rápida

O modo de configuração rápida fornece uma interface simples, semelhante a um assistente, para configurar casos simples. Isso é útil para
familiarizando-se com os elementos básicos de uma configuração de problema de CFD. Esta seção descreve o uso do Quick
Modo de configuração para desenvolver uma simulação no CFX-Pre.

1. No CFX-Pre, selecione Arquivo > Novo caso .

A caixa de diálogo New Case File é exibida.

2. Selecione Configuração Rápida e clique em OK .

Nota

Se esta é a primeira vez que você está executando este software, uma caixa de mensagem aparecerá notificando
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 3/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
você que a geração automática do domínio padrão está ativa. Para evitar ver isso
mensagem novamente desmarque Mostrar esta mensagem novamente .

3. Selecione Arquivo > Salvar caso como .

4. Em Nome do arquivo , digite: StaticMixer

5. Clique em Salvar .

2.4.2. Definindo a definição de física

Você precisa especificar os fluidos usados em uma simulação. Uma variedade de fluidos já está definida como biblioteca
materiais. Para este tutorial, você usará um fluido preparado, Água, que é definido como água a 25 ° C.

1. Certifique-se de que o painel Definição de Simulação esteja exibido na parte superior da exibição de detalhes.

2. Em Fluido de Trabalho > Fluido, selecione Água .

2.4.3. Importando uma Malha

Pelo menos uma malha deve ser importada antes da física ser aplicada.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
12 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 5
Definindo o caso usando o CFX-Pre

1. No painel Simulation Definition , em Mesh Data > Mesh File , clique em Browse .

A caixa de diálogo Import Mesh é exibida.

2. Em Arquivos do tipo , selecione Malha CFX (* gtm * cfx) .

3. No seu diretório de trabalho, selecione StaticMixerMesh.gtm .

Clique em Abrir .

A malha é carregada.

5. Clique em Next .

2.4.4. Usando o visualizador

Agora que a malha está carregada, reserve um momento para explorar como você pode usar a barra de ferramentas do visualizador para ampliar
dentro ou fora e para girar o objeto no visualizador.

2.4.4.1. Usando as ferramentas de zoom

Existem vários ícones disponíveis para controlar o nível de zoom no visualizador.

1. Clique na caixa de zoom

2. Clique e arraste uma caixa retangular sobre a geometria.

3. Solte o botão do mouse para ampliar a seleção.

O zoom da geometria muda para exibir a seleção em uma resolução maior.

4. Clique em Fit View para re-centrar e redimensionar a geometria.

2.4.4.2. Girando a geometria

Se você precisar girar um objeto ou visualizá-lo de um novo ângulo, poderá usar a barra de ferramentas do visualizador.

1. Clique em Girar na barra de ferramentas do visualizador.

2. Clique e arraste dentro da geometria repetidamente para testar a rotação da geometria.

A geometria gira com base na direção do movimento do mouse e com base no mouse inicial

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 4/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
forma de cursor, que muda dependendo de onde o cursor do mouse está no visualizador. Se o mouse
arrasto começa perto de um canto da janela do visualizador, o movimento da geometria será restringido
para girar em torno de um único eixo, conforme indicado pela forma do cursor do mouse.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 13

Página 6
Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

3. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera pré-definida > Exibir de -X .

4. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera predefinida > Visualização isométrica
(Z acima) .
Uma visão mais clara da malha é exibida.

2.4.5. Definindo Dados do Modelo

Você precisa definir o tipo de fluxo e os modelos físicos a serem usados no domínio fluido.

Você especificará o fluxo como estado estacionário com turbulência e transferência de calor. A turbulência é modelada usando
o - modelo de turbulência e transferência de calor usando o modelo de energia térmica. - turbulência
modelo é um modelo comumente usado e é adequado para uma ampla gama de aplicações. A energia térmica
O modelo negligencia efeitos de energia de alta velocidade e é, portanto, adequado para aplicações de fluxo de baixa velocidade.

1. Certifique-se de que o painel Physics Definition esteja sendo exibido.

2. Em Dados do modelo , defina Pressão de referência como 1 [atm] .

Todas as outras configurações de pressão são relativas a essa pressão de referência.

3. Ajuste a transferência de calor para energia térmica .

4. Defina a turbulência para k-epsilon .

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
14 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 5/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Página 7
Definindo o caso usando o CFX-Pre

5. Clique em Next .

2.4.6. Definindo Limites

O modelo de CFD exige a definição de condições nos limites do domínio.

1. Certifique-se de que o painel Definição de limite seja exibido.

2. Exclua a Entrada e a Saída da lista clicando com o botão direito do mouse em cada uma delas e selecionando Excluir Limite .

3. Clique com o botão direito na área em branco onde Entrada e Saída foram listadas e selecione Adicionar Limite .

4. Definir nome para in1 .

Clique em OK .

O limite é criado e, quando selecionado, as propriedades relacionadas ao limite são exibidas.

2.4.7. Configurando dados de limite

Depois que os limites são criados, você precisa criar dados associados. Baseado na Figura 2.1: Misturador Estático com
2 tubos de entrada e 1 tubo de saída (p. 10) , você definirá a velocidade e a temperatura para a primeira entrada.

1. Certifique-se de que in1 seja exibido no painel Definição de limite .

2. Defina o tipo de limite como entrada .

3. Definir a localização para in1 .

2.4.8. Definir especificação de fluxo

Depois que os dados de limite são definidos, o limite precisa ter a especificação de fluxo atribuída.

1. Certifique-se de que Flow Specification seja exibido no painel Definição de limite .

2. Defina Opção para Velocidade Normal .

3. Defina a velocidade normal para 2 [ms ^ -1] .

2.4.9. Definir especificação de temperatura

Depois que a especificação de fluxo é definida, o limite precisa ter a temperatura atribuída.

1. Certifique-se de que a especificação de temperatura seja exibida no painel Definição de limite .

2. Defina a temperatura estática para 315 [K] .

2.4.10. Revendo as Definições da Condição de Fronteira

Definir a condição de contorno para in1 exigiu várias etapas. Aqui as configurações são revisadas para
curadoria.

Com base na Figura 2.1: Misturador Estático com 2 Tubulações de Entrada e 1 Tubo de Saída (p. 10) , o primeiro limite de entrada
condição consiste em uma velocidade de 2 m / se uma temperatura de 315 K em uma das entradas laterais.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 15

Página 8 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

• Revise as configurações de limite in1 no painel Definição de limite para obter precisão. Eles devem ser tão
segue:

Configuração Valor
em 1

> Tipo de limite Entrada


em 1

> Localização em 1
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 6/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Especificação de fluxo

> Opção Velocidade normal


Especificação de fluxo

> Velocidade normal 2 [ms ^ -1]


Especificação de temperatura

> Temperatura Estática 315 [K]

2.4.11. Criando a segunda definição de limite de entrada

Com base na Figura 2.1: Misturador Estático com 2 Tubulações de Entrada e 1 Tubo de Saída (p. 10) , você conhece a segunda entrada
condição de contorno consiste em uma velocidade de 2 m / se uma temperatura de 285 K em uma das entradas laterais.
Você vai definir isso agora.

1. No painel Definição de Fronteira , clique com o botão direito do mouse na área do seletor e selecione Adicionar Limite .

2. Crie um novo limite denominado in2 com estas configurações:

Configuração Valor
em 2

> Tipo de limite Entrada


em 2

> Localização em 2
Especificação de fluxo

> Opção Velocidade normal


Especificação de fluxo

> Velocidade normal 2 [ms ^ -1]


Especificação de temperatura

> Temperatura Estática 285 [K]

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
16 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 9
Definindo o caso usando o CFX-Pre

2.4.12. Criando a definição de limite de saída

Agora que o segundo limite de entrada foi criado, os mesmos conceitos podem ser aplicados à construção
o limite de saída.

1. Crie um novo limite chamado para fora com essas configurações:

Configuração Valor
Fora

> Tipo de limite Saída


Fora

> Localização Fora


Especificação de fluxo

> Opção Pressão Estática Média


Especificação de fluxo

> Pressão relativa 0 [Pa]

2. Clique em Next .

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 7/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
2.4.13. Movendo-se para o modo geral

Não há condições de limite adicionais que precisem ser definidas. Todas as regiões externas em 2D que não
atribuído a uma condição de limite são automaticamente atribuídos à condição de limite padrão.

• Defina Operação para entrar no modo geral e clique em Concluir .

As três condições de contorno são exibidas no visualizador como conjuntos de setas nas superfícies limítrofes.
Setas de limite de entrada são direcionadas para o domínio. Setas de limite de saída são direcionadas para fora
o domínio.

2.4.14. Configurando o Controle do Solver

Os parâmetros de Controle do Solver controlam aspectos do processo de geração de solução numérica.

Enquanto um esquema de advecção contra o vento é menos preciso que outros esquemas de advecção, ele também é mais robusto.
Este esquema de advecção é adequado para obter um conjunto inicial de resultados, mas em geral não deve ser
usado para obter resultados precisos finais.

A escala de tempo pode ser calculada automaticamente pelo solucionador ou configurada manualmente. A opção automática
tende a ser conservadora, levando a uma convergência confiável, mas muitas vezes lenta. Muitas vezes é possível acelerar
a convergência aplicando um fator de escala de tempo ou escolhendo um valor manual que seja mais agressivo
que a opção Automática . Neste tutorial, você selecionará uma escala de tempo física, levando à convergência
que é duas vezes mais rápido que a opção Automática .

1. Clique em Controle do Solver


.

2. Na guia Configurações Básicas , defina Esquema de Advecção > Opção para Fazer Upwind .

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 17

Página 10 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

3. Definir controle de convergência > Controle de escala de tempo de fluidos > Controle de escala de tempo para escala de tempo
físico
e defina o valor da escala de tempo físico como 2 [s] .

Clique em OK .

2.4.15. Escrevendo o arquivo de entrada CFX-Solver (.def)

O arquivo de simulação, StaticMixer.cfx , contém a definição de simulação em um formato que pode ser
carregado pelo CFX-Pre, permitindo que você conclua (se aplicável), restaure e modifique a definição da simulação.
O arquivo de simulação é diferente do arquivo de entrada do CFX-Solver, pois ele pode ser salvo a qualquer momento durante a definição
a simulação.

1. Clique em Definir Execução


.

2. Defina o nome do arquivo como StaticMixer.def .

3. Clique em Salvar .

O arquivo de entrada do CFX-Solver ( StaticMixer.def ) é criado. O CFX-Solver Manager inicia automaticamente


e, na caixa de diálogo Definir Execução , o Arquivo de Entrada do Solver está definido.

4. Se você for notificado, o arquivo já existe, clique em Substituir .

5. Quando terminar, selecione Arquivo > Sair no CFX-Pre.

6. Se solicitado, clique em Yes ou Save & Quit para salvar o StaticMixer.cfx .

2.5. Obtendo a solução usando o CFX-Solver Manager

O CFX-Solver Manager possui uma interface visual que exibe uma variedade de resultados e deve ser usada
os dados plotados devem ser visualizados durante a solução de problemas.

Duas janelas são exibidas quando o CFX-Solver Manager é executado. Existe uma divisão ajustável entre o
janelas, que é orientado horizontalmente ou verticalmente, dependendo da relação de aspecto de toda a
Janela CFX-Solver Manager (também ajustável).

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 8/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
18 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 11
Obtendo a solução usando o CFX-Solver Manager

Uma janela mostra os gráficos de histórico de convergência e a outra exibe a saída de texto do CFX-Solver.

O texto lista propriedades físicas, condições de contorno e vários outros parâmetros usados ou calculados
na criação do modelo. Todo o texto é gravado no arquivo de saída automaticamente (neste caso, StaticMix-
er_001.out ).

2.5.1. Começando a corrida

A caixa de diálogo Definir Execução permite a configuração de uma execução para processamento pelo CFX-Solver.

Quando o CFX-Solver Manager é iniciado automaticamente a partir do CFX-Pre, todas as informações necessárias para
executar uma nova execução serial (em um único processador) é inserida automaticamente. Você não precisa alterar o
informações na caixa de diálogo Definir Execução . Esta é uma maneira muito rápida de iniciar o CFX-Solver sem
ter que definir configurações e valores.

1. Certifique-se de que a caixa de diálogo Definir Execução seja exibida.

2. Opcionalmente, especifique uma execução paralela local:

uma. Defina Run Mode para um modo paralelo adequado para sua configuração; por exemplo, IBM MPI Local
Paralelo.

Esse é o método recomendado para a maioria dos aplicativos.

b. Se necessário, clique em Adicionar partição


para adicionar mais partições.

Idealmente, o número de partições não deve exceder o número de núcleos de processadores disponíveis.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 9/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 19

Página 12 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Informações mais detalhadas sobre como configurar o CFX para execução em paralelo estão disponíveis no Flow Around a
Corpo sem corte (p. 149) .

3. Clique em Iniciar Executar .

CFX-Solver é lançado e uma tela dividida aparece e exibe os resultados da execução graficamente e
como texto. Os painéis continuam a ser construídos à medida que o CFX-Solver Manager opera.

Nota

Quando a segunda iteração aparece, os dados começam a traçar. Plotagem pode demorar muito tempo
dependendo da quantidade de dados a processar. Deixe o processo funcionar.

2.5.2. Mover-se do CFX-Solver Manager para o CFD-Post

Depois que o CFX-Solver terminar, você poderá usar o CFD-Post para revisar os resultados concluídos.

1. Quando o CFX-Solver estiver concluído, marque a caixa de seleção ao lado de Resultados pós-processo .

2. Se estiver usando o modo independente, marque a caixa de seleção ao lado de Desligar o CFX-Solver Manager .

Clique em OK . Após uma breve pausa, o CFX-Solver Manager fecha e o CFD-Post é aberto.

2.6. Exibindo os resultados usando o CFD-Post

Quando o CFD-Post é iniciado, o visualizador e o espaço de trabalho Outline são exibidos.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
20 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 13
Exibindo os resultados usando o CFD-Post

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 10/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

O visualizador exibe um contorno da geometria e outros objetos gráficos. Você pode usar o mouse ou
os ícones da barra de ferramentas para manipular a exibição, exatamente como no CFX-Pre.

O tutorial segue este fluxo de trabalho geral para visualizar resultados no CFD-Post:
2.6.1. Definindo o Ângulo da Borda para um Objeto de Wireframe
2.6.2. Criando um ponto para a origem da simplificação
2.6.3. Criando um Streamline originado de um ponto
2.6.4. Reorganizando o Ponto
2.6.5. Configurando uma legenda padrão
2.6.6. Criando um Plano de Fatia
2.6.7. Definindo a geometria do plano de fatia
2.6.8. Configurando vistas do plano de fatia
2.6.9. Planos de Fatia de Renderização
2.6.10. Colorir o Plano de Fatia
2.6.11. Mover o Plano de Fatia
2.6.12. Adicionando Contornos
2.6.13. Trabalhando com animações
2.6.14. Sair do CFD-Post

2.6.1. Definindo o Ângulo da Borda para um Objeto de Wireframe

O contorno da geometria é chamado de wireframe ou plotagem de contorno .

Por padrão, o CFD-Post exibe apenas algumas das malhas de superfície. Isso às vezes significa que quando você primeiro
carregar seu arquivo de resultados, o contorno da geometria não é exibido claramente. Você pode controlar o valor do
malha de superfície mostrada editando o objeto Wireframe listado na visualização em árvore Estrutura de tópicos .

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 21

Página 14 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

As caixas de seleção ao lado do nome de cada objeto no Contorno controlam a visibilidade de cada objeto. Atualmente
somente os objetos Wireframe e Default Legend têm a visibilidade ativada.

O ângulo da aresta determina quanto da malha da superfície é visível. Se o ângulo entre dois adjacentes
faces é maior que o ângulo da aresta e, em seguida, essa aresta é desenhada. Se o ângulo da aresta estiver definido para 0 °, todo o
a malha de superfície é desenhada. Se o ângulo da aresta for grande, somente as bordas de canto mais significativas
geometria são desenhadas.

Para essa geometria, uma configuração de aproximadamente 15 ° permite visualizar o local do modelo sem exibir
uma quantidade excessiva de malha de superfície.

Neste módulo, você também pode modificar as configurações de zoom e a exibição do wireframe.

1. Na Estrutura de Tópicos , em Locais do Usuário e Plots , clique duas vezes em Wireframe .

Gorjeta

Embora não seja necessário alterar a vista para definir o ângulo, faça-o para explorar
usos práticos deste recurso.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 11/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco em qualquer lugar do visualizador, selecione Câmera predefinida no menu de
atalhoselecione
e Visualização isométrica (Z up) .

3. Na visualização de detalhes do Wireframe , em Definição , clique na caixa Ângulo da borda .

Um controle deslizante incorporado é exibido.

4. Digite um valor de 10 [grau] .

5. Clique em Aplicar para atualizar o objeto com a nova configuração.

Observe que mais malha de superfície é exibida.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
22 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 15
Exibindo os resultados usando o CFD-Post

6. Arraste o controle deslizante incorporado para definir o valor do Ângulo de borda para aproximadamente 45 [grau] .

7. Clique em Aplicar para atualizar o objeto com a nova configuração.

Menos do contorno da geometria é exibido.

8. Digite um valor de 15 [grau] .

9. Clique em Aplicar para atualizar o objeto com a nova configuração.


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 12/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2.6.2. Criando um ponto para a origem da simplificação

Um streamline é o caminho que uma partícula de massa zero seguiria pelo domínio.

1. Selecione Inserir > Localização > Ponto no menu principal.

Você também pode usar as barras de ferramentas para criar uma variedade de objetos. Módulos e tutoriais posteriores exploram
isso ainda mais.

2. Clique em OK .

Isso aceita o nome padrão.

3. Em Definição , assegure-se de que o Método esteja configurado como XYZ .

4. Em Point , insira as seguintes coordenadas: -1, -1, 1 .

Este é um ponto perto da primeira entrada.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 23

Página 16 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

5. Clique em Aplicar .

O ponto aparece como um símbolo no visualizador como um símbolo de cruz.

2.6.3. Criando um Streamline originado de um ponto

Onde aplicável, as linhas dinâmicas podem traçar a direção do fluxo para a frente (a jusante) e / ou para trás
(upstream).

1. No menu principal, selecione Inserir > Simplificar .

2. Clique em OK .

3. Defina Definição > Iniciar De para o Ponto 1 .

Gorjeta

Para criar linhas de fluxo originadas em mais de um local, clique nas reticências ícone
à direita da caixa Iniciar de. Isso exibe a caixa de diálogo Seletor de local ,
onde você pode usar as teclas Ctrl e Shift para escolher vários localizadores.

4. Clique na guia Cor .

5. Defina o modo como variável .

6. Definir variável para temperatura total .

7. Defina o intervalo para local .

8. Clique em Aplicar .

O streamline mostra o caminho de uma partícula de massa zero do ponto 1 . A temperatura é inicialmente
alta perto da entrada quente, mas como o fluido mistura a temperatura cai.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 13/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
24 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 17 Exibindo os resultados usando o CFD-Post

2.6.4. Reorganizando o Ponto

Uma vez criado, um ponto pode ser reorganizado manualmente ou configurando coordenadas específicas.

Gorjeta

Neste módulo, você pode optar por mostrar vários pontos de vista e amplia a partir do pré-definidas
Opção de câmera no menu de atalho (como Isometric View (Z up) ou View From -X ) e

usando o Zoom Box se você preferir alterar a exibição.

1. Em Outline , em User Locations and Plots clique duas vezes em Point 1 .

As propriedades para o local do usuário selecionado são exibidas.

2. Em Point , defina estas coordenadas: -1, -2.9, 1 .

3. Clique em Aplicar .

O ponto é movido e o streamline redesenhado.

4. Na barra de ferramentas do visualizador, clique


e certifique-se
em Selecionar
de que o ícone da barra de ferramentas adjacente esteja definido como Single
Select
.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 25

Página 18 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 14/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Enquanto no modo de seleção, você não pode usar o botão esquerdo do mouse para reorientar o objeto no visualizador.

5. No visualizador, arraste o Ponto 1 (aparece como um sinal de adição amarelo) para um novo local dentro do mixer.

A posição do ponto é atualizada na exibição de detalhes e o streamline é redesenhado no novo local.


O ponto se move normal em relação à direção de visualização.

6. Clique em Girar .

Gorjeta

Você também pode clicar na área do visualizador e pressionar a barra de espaço para alternar entre Selecionar
e modo de visualização. Uma maneira de escolher objetos no modo de visualização é pressionar Ctrl +
Shift enquanto clica em um objeto com o botão esquerdo do mouse.

7. Em Ponto , redefina essas coordenadas: -1, -1, 1 .

8. Clique em Aplicar .

O ponto aparece em seu local original.

9. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera pré-definida > Exibir de -X .

2.6.5. Configurando uma legenda padrão

Você pode modificar a aparência da legenda padrão.

A legenda padrão aparece sempre que uma plotagem é criada colorida por uma variável. O streamline
a cor é baseada na temperatura; Portanto, a legenda mostra o intervalo de temperatura. O padrão de cor
na barra de cores da legenda é bandada de acordo com as bandas na trama.

Nota

Se um intervalo especificado pelo usuário for usado para a legenda, uma ou mais bandas podem representar valores
além do alcance da legenda. Nesse caso, essas cores de banda são extrapoladas um pouco além do
gama de cores mostrada na legenda.

A legenda padrão exibe valores para o último gráfico elegível que foi aberto na visualização de detalhes. Para
manter uma definição de legenda durante uma sessão CFD-Post, você pode criar uma nova legenda clicando em Legenda
.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
26 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 19
Exibindo os resultados usando o CFD-Post

Como existem muitas configurações que podem ser personalizadas para a legenda, este módulo permite
liberdade para experimentar com eles. Nos últimos passos você irá configurar uma legenda, baseada na legenda padrão,
com uma pequena modificação na posição.

Gorjeta

Ao editar valores, você pode restaurar os valores que estavam presentes quando começou a editar
clicando em Redefinir . Para restaurar os valores padrão de fábrica, clique em Padrão .

1. Clique duas vezes em Exibição de legenda padrão 1 .

A guia Definição da legenda padrão é exibida.

2. Configure as seguintes configurações:

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 15/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Aba Configuração Valor


Definição Modo de título Usuário especificado
Título Agilizar Temp.
Horizontal (Selecionado)
Localização

> Justificação J Inferior

3. Clique em Aplicar .

A aparência e posição da legenda muda com base nas configurações especificadas.

4. Modifique várias configurações em Definição e clique em Aplicar após cada alteração.

5. Selecione a guia Aparência .

6. Modifique várias configurações no Appearance e clique em Apply após cada alteração.

7. Clique em Padrões .

8. Clique em Aplicar .

9. Em Estrutura de tópicos , em Locais de usuários e em plotagens , desmarque as caixas de seleção do Ponto 1 e


Simplifique.
1.

Como os dois não estão mais visíveis, a legenda associada não aparece mais.

2.6.6. Criando um Plano de Fatia

Definir um plano de fatia permite obter uma seção transversal da geometria.

No CFD-Post, você costuma ver os resultados colorindo um objeto gráfico. O objeto gráfico pode ser um
isosuperfície, uma plotagem vetorial ou, neste caso, um plano. O objeto pode ter uma cor fixa ou pode variar de acordo com
o valor de uma variável.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 27

Página 20 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Você já tem alguns objetos definidos por padrão (listados no Esboço ). Você pode ver os resultados no
limites do misturador estático, colorindo cada objeto de limite por uma variável. Para ver os resultados dentro
a geometria (ou seja, em localizadores não padrão), você criará novos objetos.

Você pode usar os seguintes métodos para definir um plano:

• Três Pontos : cria um plano a partir de três pontos especificados.

• Ponto e Normal : define um plano de um ponto no plano e um vetor normal ao plano.

• Plano YZ , Plano ZX e Plano XY : semelhante a Point e Normal , exceto que o normal é definido
ser normal ao plano indicado.

1. No menu principal, selecione Inserir > Local > Plano ou clique em Localização > Plano .

2. Na janela Inserir Plano , digite: Fatia

Clique em OK .

As guias Geometria , Cor , Renderizar e Exibir permitem alternar entre as configurações.

4. Clique na guia Geometry .

2.6.7. Definindo a geometria do plano de fatia

Você precisa escolher o vetor normal para o plano. Você quer que o avião fique no plano xy, daí
seus pontos de vetor normais ao longo do eixo z. Você pode especificar qualquer vetor que aponte na direção Z, mas
você escolherá o mais óbvio (0,0,1).

1. Se necessário, sob Geometria , expanda Definição .

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 16/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2. Em Método, selecione Ponto e Normal .

3. Em Ponto, insira 0,0,1 .

4. Em Normal, digite 0,0,1 .

5. Certifique-se de que o Tipo de Plano > Fatia esteja selecionado.

6. Clique em Aplicar .

Fatia aparece em Localizações do usuário e Gráficos . Gire a vista para ver o plano.

2.6.8. Configurando vistas do plano de fatia

Dependendo da visão da geometria, vários objetos podem não aparecer porque caem em um espaço 2D
que não pode ser visto.

1. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera pré-definida > Vista isométrica (Z up) .

A fatia agora está visível no visualizador.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
28 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

Página 21 Exibindo os resultados usando o CFD-Post

2. Clique na caixa de zoom.

3. Clique e arraste uma seleção retangular sobre a geometria.

4. Solte o botão do mouse para ampliar a seleção.

5. Clique em Girar .

6. Clique e arraste o ponteiro do mouse para baixo para girar a geometria em sua direção.

7. Selecione Exibição isométrica (Z up) conforme descrito anteriormente.

2.6.9. Planos de Fatia de Renderização

As configurações de renderização determinam como o plano é desenhado.

1. Na exibição de detalhes do Slice , selecione a guia Render .


https://translate.googleusercontent.com/translate_f 17/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2. Limpar Mostrar Rostos .

3. Selecione Mostrar Linhas de Malha .

4. Em Mostrar linhas de malha, altere o Modo de cor para Especificado pelo usuário .

5. Clique na cor atual em Cor da linha para mudar para uma cor diferente.

Para uma maior seleção de cores, clique nas elipses ícone para usar a caixa de diálogo Selecionar cor .

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas. 29

Página 22 Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

6. Clique em Aplicar .

7. Clique na caixa de zoom.

8. Aumente o zoom na geometria para visualizá-la em maior detalhe.

Os segmentos de linha mostram onde o plano da fatia cruza com faces do elemento de malha. Os pontos finais
de cada segmento de linha estão localizados onde o plano cruza as arestas do elemento de malha.

9. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera pré-definida > Exibir de + Z.

A imagem mostrada abaixo pode ser usada para comparação com o Fluxo em um Misturador Estático (Refinado
Mesh ( p. 71) (na seção Criando um plano de fatia (p. 79) ), onde uma malha refinada é usada.

2.6.10. Colorir o Plano de Fatia

O painel Cor é usado para determinar como as faces do objeto são coloridas.

1. Configure a (s) seguinte (s) configuração (ões) do Slice :

Aba Configuração Valor


Cor Modo Variável [ a ]
Variável Temperatura
Render Mostrar rostos (Selecionado)
Mostrar linhas de malha (Desmarcada)
uma. Você pode especificar a variável (neste caso, temperatura) usada para colorir o gráfico
O modo Constante permite colorir o plano com uma cor fixa.

Liberar 2019 R1 - © ANSYS, Inc. Todos os direitos reservados. - Contém informações proprietárias e confidenciais
30 da ANSYS, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 18/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Página 23
Viewing the Results Using CFD-Post

2. Clique em Aplicar .

Água quente (vermelha) entra de uma entrada e água fria (azul) da outra.

2.6.11. Mover o Plano de Fatia

O avião pode ser movido para diferentes locais.

1. Clique com o botão direito do mouse em uma área em branco no visualizador e selecione Câmera pré-definida> Visualização isométrica
(Z up) no de atalho.
menu

2. Clique na guia Geometry .

Review the settings in Definition under Point and under Normal .

3. Click Single Select .

4. Click and drag the plane to a new location that intersects the domain.

As you drag the mouse, the viewer updates automatically. Note that Point updates with new set-
tings.

5. Set Point settings to 0,0,1 .

6. Click Apply .

7. Click Rotate .

8. Turn off visibility of Slice by clearing the check box next to Slice in the Outline tree view.

2.6.12. Adding Contours

Contours connect all points of equal value for a scalar variable (for example, Temperature ) and help
to visualize variable values and gradients. Colored bands fill the spaces between contour lines. Cada
band is colored by the average color of its two bounding contour lines (even if the latter are not dis-
played).

1. Right-click a blank area in the viewer and select Predefined Camera > Isometric View (Z up) from the
menu de atalho.

2. Select Insert > Contour from the main menu or click Contour .

The Insert Contour dialog box is displayed.

3. Set Name to Slice Contour .

4. Click OK .

5. Configure the following setting(s):

Aba Setting Value


Geometria Locations Slice

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 31

Página 24 Simulating Flow in a Static Mixer Using CFX in Stand-alone Mode

Aba Setting Value


Variável Temperatura
Render Show Contour Bands (Selected)

6. Click Apply .

Importante

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 19/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
The colors of 3D graphics object faces are slightly altered when lighting is on. Ver
colors with highest accuracy, go to the Render tab and, under Show Contour Bands ,
clear Lighting and click Apply .

The graphic element faces are visible, producing a contour plot as shown.

Nota

Make sure that the visibility for Slice (in the Outline tree view) is turned off.

2.6.13. Working with Animations

Animations build transitions between views for development of video files.

The tutorial follows this general workflow for creating a keyframe animation:
2.6.13.1. Showing the Animation Dialog Box

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
32 of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates.

Página 25 Viewing the Results Using CFD-Post

2.6.13.2. Creating the First Keyframe


2.6.13.3. Creating the Second Keyframe
2.6.13.4. Viewing the Animation
2.6.13.5. Modifying the Animation
2.6.13.6. Saving a Movie

2.6.13.1. Showing the Animation Dialog Box

The Animation dialog box is used to define keyframes and to export to a video file.

• Select Tools > Animation or click Animation .

The Animation dialog box can be repositioned as required.

2.6.13.2. Creating the First Keyframe

Keyframes are required in order to produce an animation. You need to define the first viewer state, a
second (and final) viewer state, and set the number of interpolated intermediate frames.

1. Right-click a blank area in the viewer and select Predefined Camera > Isometric View (Z up) .

2. In the Outline , under User Locations and Plots , turn off the visibility of Slice Contour and
turn on the visibility of Slice .

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 20/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
3. Select the Keyframe Animation toggle.

4. In the Animation dialog box, click New .

A new keyframe named KeyframeNo1 is created. This represents the current image displayed in
the viewer.

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 33

Página 26
Simulating Flow in a Static Mixer Using CFX in Stand-alone Mode

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 21/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

2.6.13.3. Creating the Second Keyframe

Define the second keyframe and the number of intermediate frames:

1. In the Outline , under User Locations and Plots , double-click Slice .

2. On the Geometry tab, set Point coordinate values to (0,0,-1.99) .

3. Click Apply .

The slice plane moves to the bottom of the mixer.

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
34 of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates.

Página 27 Viewing the Results Using CFD-Post

4. In the Animation dialog box, click New .

KeyframeNo2 is created and represents the image displayed in the viewer.

5. Select KeyframeNo1 .

6. Set # of Frames (located below the list of keyframes) to 20 .

This is the number of intermediate frames used when going from KeyframeNo1 to KeyframeNo2 .
This number is displayed in the Frames column for KeyframeNo1 .

7. Press Enter .

The Frame # column shows the frame in which each keyframe appears. KeyframeNo1 appears
at frame 1 since it defines the start of the animation. KeyframeNo2 is at frame 22 since you have
20 intermediate frames (frames 2 to 21) in between KeyframeNo1 and KeyframeNo2 .

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 22/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 35

Página 28 Simulating Flow in a Static Mixer Using CFX in Stand-alone Mode

2.6.13.4. Viewing the Animation

More keyframes could be added, but this animation has only two keyframes (which is the minimum
possible).

The controls previously grayed-out in the Animation dialog box are now available. The number of in-
termediate frames between keyframes is listed beside the keyframe having the lowest number of the
pair. The number of frames listed beside the last keyframe is ignored.

1. Click To Beginning .

This ensures that the animation will begin at the first keyframe.

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
36 of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates.

Página 29 Viewing the Results Using CFD-Post

2. Click Play the animation .

The animation plays from frame 1 to frame 22. It plays relatively slowly because the slice plane
must be updated for each frame.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 23/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo
2.6.13.5. Modifying the Animation

To make the plane sweep through the whole geometry, you will set the starting position of the plane
to be at the top of the mixer. You will also modify the Range properties of the plane so that it shows
the temperature variation better. As the animation is played, you can see the hot and cold water entering
the mixer. Near the bottom of the mixer (where the water flows out) you can see that the temperature
is quite uniform. The new temperature range lets you view the mixing process more accurately than
the global range used in the first animation.

1. Configure the following setting(s) of Slice :

Aba Setting Value


Geometria Ponto 0, 0, 1.99
Cor Mode Variável
Variável Temperatura
Alcance User Specified
Minuto 295 [K]
Max 305 [K]

2. Click Apply .

The slice plane moves to the top of the static mixer.

Nota

Do not double-click in the next step.

3. In the Animation dialog box, single click ( do not double-click ) KeyframeNo1 to select it.

If you had double-clicked KeyFrameNo1 , the plane and viewer states would have been redefined

according to the stored settings for KeyFrameNo1 . If this happens, click Undo and try again
to select the keyframe.

4. Click Set Keyframe .

The image in the viewer replaces the one previously associated with KeyframeNo1 .

5. Double-click KeyframeNo2.

The object properties for the slice plane are updated according to the settings in KeyFrameNo2 .

6. Configure the following setting(s) of Slice :

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 37

Página 30 Simulating Flow in a Static Mixer Using CFX in Stand-alone Mode

Aba Setting Value


Cor Mode Variável
Variável Temperatura
Alcance User Specified
Minuto 295 [K]
Max 305 [K]

7. Click Apply .

8. In the Animation dialog box, single-click KeyframeNo2 .

9. Click Set Keyframe to save the new settings to KeyframeNo2 .

2.6.13.6. Saving a Movie

1. Click More Animation Options to view the additional options.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 24/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

The Loop and Bounce option buttons determine what happens when the animation reaches the
last keyframe. When Loop is selected, the animation repeats itself the number of times defined by
Repeat . When Bounce is selected, every other cycle is played in reverse order, starting with the
segundo.

2. Select the check box next to Save Movie .

3. Set Format to MPEG1 .

4. Click Browse next to Save Movie .

5. Under File name type: StaticMixer.mpg

6. If required, set the path location to a different directory.

7. Click Save .

The movie filename (including path) has been set, but the animation has not yet been produced.

8. Click To Beginning .

9. Click Play the animation .

10. If prompted to overwrite an existing movie click Overwrite .

The animation plays and builds an MPEG file.

11. Click the Options button at the bottom of the Animation dialog box.

In Advanced , you can see that a Frame Rate of 24 frames per second was used to create the an-
imation. The animation you produced contains a total of 22 frames, so it takes just under 1 second
to play in a media player.

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
38 of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates.

Página 31 Viewing the Results Using CFD-Post

12. Click Cancel to close the dialog box.

13. Close the Animation dialog box.

14. Review the animation in third-party software as required.

2.6.14. Quitting CFD-Post

When finished with CFD-Post, exit the current window:

1. When you are finished, select File > Quit to exit CFD-Post.

2. Click Quit if prompted to save.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 25/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 39

Página 32

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 26/27
07/06/2019 Capítulo 2: Simulando o fluxo em um mixer estático usando o CFX no modo autônomo

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
40 of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates.

Página 33

Chapter 3: Simulating Flow in a Static Mixer Using Workbench

This tutorial simulates a static mixer consisting of two inlet pipes delivering water into a mixing vessel;
the water exits through an outlet pipe. A general workflow is established for analyzing the flow of fluid
into and out of a mixer using ANSYS Workbench.

This tutorial includes:


3.1. Tutorial Features
3.2. Overview of the Problem to Solve
3.3. Preparing the Working Directory
3.4. Setting Up the Project
3.5. Defining the Case Using CFX-Pre
3.6. Obtaining the Solution Using CFX-Solver Manager
3.7. Viewing the Results Using CFD-Post

3.1. Tutorial Features

In this tutorial you will learn about:

• Using ANSYS Workbench to set up a project.

• Using Quick Setup mode in CFX-Pre to set up a problem.

• Using ANSYS CFX-Solver Manager to obtain a solution.

• Modifying the outline plot in CFD-Post.

• Using streamlines in CFD-Post to trace the flow field from a point.

• Viewing temperature using colored planes and contours in CFD-Post.

• Creating an animation and saving it as a movie file.

Componente Característica Details


CFX-Pre User Mode Quick Setup mode
Analysis Type Steady State
Fluid Type General Fluid
Domain Type Single Domain
Turbulence Model k-Epsilon
Heat Transfer Thermal Energy
Boundary Conditions Inlet (Subsonic)
Outlet (Subsonic)
Wall: No-Slip
Wall: Adiabatic

Release 2019 R1 - © ANSYS, Inc. All rights reserved. - Contains proprietary and confidential information
of ANSYS, Inc. and its subsidiaries and affiliates. 41

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 27/27