Você está na página 1de 32

Instituto Industrial e de Computação Armando Emílio Guebuza

Manutenção Industrial Mecânica

Ramo de Estruturas Metálicas.

Módulo: MDMCSM-: Montar e Desmontar Máquinas,


Conjuntos e Subconjuntos de Montagem

Formador: Eng. Arnaldo Tovele


Tópicos

Ferramentas, Técnicas e Sequência de Montagem e desmontagem

• Ferramentas de montagem e desmontagem;

• Técnicas de montagem e desmontagem;

• Sequência de etapas de trabalho.

2
Ferramentas de montagem e desmontagem
São ferramentas que realizam um movimento de rotação quando é aplicado de uma
força em sua utilização. Neste grupo de ferramentas encontramos as chaves de fenda,
“Phillips”, “Allen” e de boca, entre outras.

Em manutenção mecânica, é comum se usar ferramentas de aperto e desaperto em


parafusos e porcas. Para cada tipo de parafuso e de porca, há sempre uma chave
correspondente e adequada às necessidades do trabalho a ser realizado. Isto ocorre porque
tanto as chaves quanto as porcas e os parafusos são fabricados dentro de normas
padronizadas mundialmente.

Nesta unidade de competência apresentam-se as principais ferramentas de aperto e


desaperto utilizadas na manutenção mecânica envolvendo parafusos, porcas, tubos e
canos.
3
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chave fixa Chave estrela
A chave fixa, também conhecida pelo nome Esta ferramenta tem o mesmo campo de
de chave de boca fixa, é utilizada para aplicação da chave de boca fixa, porém
apertar ou afrouxar porcas e parafusos de diversifica-se em termos de modelos, cada
cabeça quadrado ou sextavado. Pode qual para um uso específico. Por ser
apresentar uma ou duas bocas com medidas totalmente fechada, abraça de maneira mais
expressas em milímetros ou polegadas. As segura o parafuso ou porca.
figuras a seguir mostram uma chave fixa
com uma boca e uma chave fixa com duas
bocas.

4
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chave combinada
A chave combinada também recebe o nome A seguir mostramos um jogo de chaves
de chave de boca combinada. Sua aplicação combinadas.
envolve trabalhos com porcas e parafusos,
sextavados ou quadrados. A chave
combinada é extremamente prática, pois
possui em uma das extremidades uma boca
fixa, e na outra extremidade uma boca
estrela. A vantagem desse tipo de chave é
facilitar o trabalho, porque se uma das
bocas não puder ser utilizada em parafusos
ou porcas de difícil acesso, a outra boca
poderá resolver o problema.
5
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chaves de bater Chave Allen
Há dois tipos de chaves de bater: a chave A chave Allen, também conhecida pelo
fixa de bater e a chave estrela de bater. As nome de chave hexagonal ou sextavada,
chaves fixa de bater e estrela de bater são é utilizada para fixar ou soltar parafusos
ferramentas indicadas para trabalhos com sextavados internos.
pesados. Possuem em uma de suas O tipo de chave Allen mais conhecido
extremidades reforço para receber impactos apresenta o perfil do corpo em L, o que
de martelos ou marretas, para retirar possibilita o efeito de alavanca durante o
parafuso e e porcas de um alojamento. aperto ou desaperto de parafusos.

6
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chaves sextavadas
Estas chaves possuem extremidades hexagonais e podem ser de vários formatos, tais
como “L”, “T” e cruz. Apresentam funções específicas, recebendo denominações
especiais; como por exemplo, chaves em “T” (chave de vela) e em cruz (chave de roda).

Chave Sextavada em L

Chave Sextavada em T Chave de Roda 7


Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chave soquete
Dentro da linha de ferramentas A seguir, alguns soquetes e acessórios que,
mecânicas, este tipo é o mais amplo e devidamente acoplados, resultam em chaves
versátil, em virtude da gama de soquete.
acessórios oferecidos, que tornam a
ferramenta prática. Os soquetes podem
apresentar o perfil sextavado ou
estriado.
A chave soquete, pela sua versatilidade,
permite alcançar parafusos e porcas em
locais onde outros tipos de chaves não
chegam.

8
Ferramentas de montagem e desmontagem;
soquetes
Catraca Extensor articulado

Cabo de Forca

Extensores
Manivela

9
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chave de fenda Phillips Chave de fenda com sextavado
A extremidade da haste, oposta ao cabo, É uma ferramenta utilizada em mecânica
nesse modelo de chave, tem a forma em para apertar e soltar parafusos com a fenda
cruz. Esse formato é ideal para os parafusos simples.
Phillips que apresentam fendas cruzadas.

10
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chaves para canos Chaves para tubos
É uma ferramenta específica para A chave para tubos, também conhecida pelo
instalação e manutenção hidráulica. Sendo nome de “Heavy-Duty”, é semelhante à
regulável, a chave para canos é uma chave para canos, porém mais pesada.
ferramenta versátil e de fácil manuseio. Presta-se a serviços pesados.
Tanto a chave para canos quanto a chave
para tubos não devem ser usadas para
apertar ou soltar porcas.

11
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Chave de boca ajustável ( chave Chave para Porcas com Rasgo ( Chave
francesa) Gancho)
Esta ferramenta tem uma aplicação É uma ferramenta para aperto de porca
universal. É muito utilizada na mecânica,
com rasgos no diâmetro externo.
em trabalhos domésticos e em serviços
É usada para a correta montagem de
como montagem de torres e postes de
buchas e porcas, pois evita que sejam
eletrificação, e elementos de fixação
roscados. A chave de boca ajustável não desferidos golpes com martelo.
deve receber marteladas e nem prolongador Material: Aço carbono com tratamento
no cabo para aumentar o torque. térmico e acabamento.

12
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Porcas de Fixação
As porcas de fixação são usadas para fixar rolamentos em um eixo. Além disso, elas
podem ser utilizadas para montar rolamentos com furo cônico em assentos do eixo
cônicos e buchas de fixação, bem como desmontar rolamentos das buchas de
desmontagem. Também são frequentemente utilizadas para fixar engrenagens, polias de
correia e outros componentes da máquina devem ser presas para evitar que se soltem
acidentalmente por um dispositivo de fixação que engata um rasgo de chaveta no eixo
ou um rasgo de chave na bucha de fixação ou em mecanismo de fixação integrado à
porca.

13
Ferramentas de montagem e desmontagem
Alicate Alicate universal
Alicate pode ser definido É o modelo mais conhecido e usado de toda família de
como uma ferramenta de alicates. Os tipos existentes no mercado variam
aço forjado composta de principalmente no acabamento e formato da cabeça. Os
dois braços e um pino de braços podem ser plastificados ou não. Quanto ao
articulação. Em uma das acabamento, esse alicate pode ser oxidado, cromado,
extremidades de cada polido ou simplesmente lixado. Quanto à resistência
braço existem garras, mecânica, o alicate universal pode ser temperado ou não. O
cortes e pontas que alicate universal é utilizado para segurar, cortar e dobrar.
servem para segurar,
cortar, dobrar, colocar e
retirar peças de
determinadas montagens.
14
Ferramentas de montagem e desmontagem
Alicate Alicate universal
Alicate pode ser definido É o modelo mais conhecido e usado de toda família de
como uma ferramenta de alicates. Os tipos existentes no mercado variam
aço forjado composta de principalmente no acabamento e formato da cabeça. Os
dois braços e um pino de braços podem ser plastificados ou não. Quanto ao
articulação. Em uma das acabamento, esse alicate pode ser oxidado, cromado,
extremidades de cada polido ou simplesmente lixado. Quanto à resistência
braço existem garras, mecânica, o alicate universal pode ser temperado ou não. O
cortes e pontas que alicate universal é utilizado para segurar, cortar e dobrar.
servem para segurar,
cortar, dobrar, colocar e
retirar peças de
determinadas montagens.
15
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Alicate de pressão
É uma ferramenta manual destinada a Observe um alicate de pressão e os formatos
segurar, puxar, dobrar e girar objetos dos perfis de algumas peças que ele pode
de formatos variados. Em trabalhos prender
leves, tem a função de uma morsa.
Possui regulagem de abertura das
garras e variação no tipo de mordente,
Segundo o fabricante..

16
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Alicates para anéis de segmento interno e externo
São ferramentas utilizadas para remover anéis de segmento, também chamados de anéis
de segurança ou anéis elásticos. O uso desses alicates exige bastante atenção, pois suas
pontas, ao serem introduzidas nos furos dos anéis, podem fazer com que eles
escapem, atingindo pessoas que estejam por perto. Os alicates para anéis de segmento
interno e externo podem apresentar as pontas retas ou curvas

17
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Taquímetro ou chave dinamómetro
Quando é necessário medir o aperto de um parafuso ou porca, a ferramenta indicada é o
torquímetro. O uso do torquímetro evita a formação de tensões e a consequentemente
deformação das peças em serviço. Ao se usar o torquímetro, é importante verificar se o
torque é dado em parafuso seco ou lubrificado. Os torquímetros devem ser utilizados
somente para efetuar o aperto final de parafusos, sejam eles de rosca direita ou esquerda.
Para encostar o parafuso ou porca, deve-se usar outras chaves. Para obter maior exatidão
na medição, é conveniente lubrificar previamente a rosca antes de se colocar e apertar o
parafuso ou a porca. Os torquímetros jamais deverão ser utilizados para afrouxar, pois se
a porca ou parafuso estiver danificado, o torque aplicado poderá ultrapassar o limite da
chave, produzindo danos ou alterando a sua exatidão. Alguns modelos emitem estalo
quando o torque é atingido.

18
Ferramentas de montagem e desmontagem;
Torquímetro ou chaves dinamometros
Os torquímetros, embora robustos, possuem componentes relativamente sensíveis
(ponteiro, mostrador, escala) e por isso devem ser protegidos contra choques violentos
durante o uso. O torquímetro trabalha com as seguintes unidades de medidas: newton .
metro (N . m); libra-força . polegada (Lbf . in); quilograma-força . metro (kgf . m). Ao se
usar o torquímetro, é importante verificar se o torque é dado em parafuso seco ou
lubrificado.

19
Montagem e Desmontagem;
Considerações gerais
A desmontagem e montagem de máquinas e equipamentos industriais faz parte
das actividades dos mecânicos de manutenção e são tarefas que exigem muita
atenção e habilidade, devendo ser desenvolvidas com técnicas e procedimentos
bem definidos.
Em geral, uma máquina ou equipamento industrial instalado corretamente,
funcionando nas condições especificadas pelo fabricante e recebendo cuidados
periódicos do serviço de manutenção preventiva é capaz de trabalhar, sem
problemas, por muitos anos.

Entretanto, quando algum dos componentes falha, seja por descuido na operação,
seja por deficiência na manutenção, é necessário identificar o defeito e eliminar
suas causas.
20
Montagem e Desmontagem;
Considerações gerais
O primeiro fator a ser considerado é que não se deve desmontar uma máquina
antes da análise dos problemas. A análise deve ser baseada no relatório do
operador, no exame da ficha de manutenção da máquina e na realização de testes
envolvendo os instrumentos de controle.

É necessário frisar que a desmontagem completa de uma máquina deve ser


evitada sempre que possível, porque demanda gasto de tempo com a
consequentemente elevação dos custos, uma vez que a máquina encontra-se
indisponível para a produção.

21
Sequência de Desmontagem
Para proceder a desmontagem de conjunto mecânico é necessário fazer o
levantamento de todas ferramentas necessárias e considerar os seguintes
procedimentos:

1. Desligar, antes de tudo, os circuitos elétricos para evitar acidentes.


Para tal, basta desligar a fonte de alimentação elétrica ou, dependendo do sistema,
remover os fusíveis.

2. A remoção das peças externas


Esta remoção consiste na retirada das proteções de guias, barramentos e outros.
Essa remoção é necessária para facilitar a desmontagem.

3. Limpeza preliminar da máquina


A limpeza preliminar da máquina evita interferências de sugidade ou resíduos
que poderiam contaminar componentes importantes e delicados. 22
Sequência de Desmontagem
4. Drenar reservatórios de óleos lubrificantes e refrigerantes.
É necessário drenar reservatórios de óleos lubrificantes e refrigerantes para evitar
possíveis acidentes e o espalhamento desses óleos no chão ou na bancada de
trabalho.

5. Remover circuitos
Os circuitos elétricos devem ser removidos para facilitar a desmontagem e limpeza
do setor. Após a remoção, devem ser revistos pelo setor de manutenção elétrica.

6. Calçar os conjuntos mecânicos mais pesados


Os conjuntos mecânicos pesados devem ser calçados para evitar o desequilíbrio e a
queda de seus componentes, o que previne acidentes e danos às peças.

23
Sequência de Desmontagem
Obedecida a sequência desses procedimentos, o operador deverá continuar com a
desmontagem da máquina, efetuando as seguintes operações:

7. Colocar desoxidantes nos parafusos


Colocar desoxidantes nos parafusos, pouco antes de removê-los. Os
desoxidantes atuam sobre a ferrugem dos parafusos, facilitando a retirada deles.
Se a ação dos desoxidantes não for eficiente, pode-se aquecer os parafusos com a
chama de um aparelho de solda oxiacetilénica.

8. Desapertar os parafusos
Para desapertar os parafusos, a sequência é a mesma que a adotada para os
apertos. Nas técnicas de apertos irá apreender a sequencia correcta. Conhecendo a
sequência de apertos, sabe-se a sequência dos desapertos.
24
Sequência de Desmontagem
9. Identificar a posição do componente da máquina antes da sua remoção.
Identificar a posição do componente da máquina antes da sua remoção para evitar
problema de posicionamento na montagem.

10. Remover e colocar as peças na bancada.


Remover e colocar as peças na bancada, mantendo-as na posição correta
de funcionamento, isto facilita na montagem.

11. Limpar as peças


Limpar as peças usando material apropriado. Essa limpeza permite identificar
defeitos ou falhas nas peças como trincas, desgastes etc.

25
Sequência de Desmontagem
12. Secagem rápida das peças
Usa-se ar comprimido para secar as peças com rapidez, para tal, deve-se regular o
manômetro ao redor de 4 bar, que corresponde à pressão ideal para a secagem.

12. Separar as peças limpas/lavadas, de acordo com o estado em que se


Apresentam:
Lote 1 - Peças perfeitas e, portanto, reaproveitáveis.
Lote 2 - Peças que necessitam de recondicionamento.
Lote 3 - Peças danificadas que devem ser substituídas.
Lote 4 - Peças a serem examinadas no laboratório.

26
Sequência de Desmontagem
Trabalhando com ar comprimido deve ter em consideração:

• Evitar jatos de ar comprimido no próprio corpo e nas roupas. Essa ação


imprudente pode provocar a entrada de partículas na pele, boca, olhos, nariz e
pulmões, causando danos à saúde.
• Evitar jatos de ar comprimido em ambiente com excesso de poeira e na limpeza
de máquinas em geral. Nesse último caso, o ar pode levar partículas abrasivas
para as guias e mancais, acelerando o processo de desgaste por abrasão.

Nota: Utilizar sempre óculos de segurança.

27
Sequência de Desmontagem
Apos a desmontagem deve-se dar início à correção das falhas ou defeitos.
As atividades de correção mais comuns são as seguintes:
• Confecção de peças;
• Substituição de elementos mecânicos;
• Substituição de elementos de fixação;
• Recuperação de roscas;
• Correção de erros de projeto;
• Recuperação de chavetas.

28
Técnicas de Montagem/ Desmontagem
Técnicas de aperto/desaperto de parafusos
Conhecendo a sequência de apertos, sabe-se a sequência dos desapertos. É
importante obedecer à orientação da tabela para que o aperto dos elementos de
fixação seja adequado ao esforço a que eles podem ser submetidos. Um aperto além
do limite pode causar deformação e desalinhamento no conjunto de peças.

29
Técnicas de Montagem/ Desmontagem
Técnicas de aperto/desaperto de parafusos

30
Técnicas de Montagem/ Desmontagem
Técnicas de aperto/desaperto de parafusos
Para assegurar o contato máximo entre as faces da porca e as faces dos mordentes das
chaves de aperto e desaperto, estas deverão ser introduzidas a fundo
perpendicularmente ao eixo do parafuso ou rosca.

No caso de parafusos ou porcas com diâmetros nominais de até 16 mm, a ação de


uma única mão na extremidade do cabo da chave é suficiente para o travamento
necessário. Não se deve usar prolongadores para melhorar a fixação, pois essa medida
poderá contribuir para a quebra da chave ou rompi- mento do parafuso.

Chaves fixas, chaves estrela e chaves combinadas não devem ser batidas com
martelos. Se martelarmos essas chaves, o risco de quebrá-las é alto. Se houver
necessidade de martelar uma chave de aperto e desaperto para retirar um parafuso ou
uma porca de um alojamento, deve-se usar as chamadas chaves de bater, que são
apropriadas para receber impactos. 31
Técnicas de Montagem/ Desmontagem
Técnicas de aperto/desaperto de parafusos
Os torquímetros devem ser utilizados somente para efetuar o aperto final de
parafusos, sejam eles de rosca direita ou esquerda. Para encostar o parafuso ou
porca, deve-se usar outras chaves. Para obter maior exatidão na medição, é
conveniente lubrificar previamente a rosca antes de se colocar e apertar o parafuso
ou a porca. Os taquímetros jamais deverão ser utilizados para afrouxar, pois se a
porca ou parafuso estiver danificado, o torque aplicado poderá ultrapassar o limite
da chave, produzindo danos ou alterando a sua exatidão.

Para aumentar a segurança quando usa ferramentas de aperto e desaperto, o


mecânico de manutenção experiente aplica a força em sua direção, evitando o
deslocamento do próprio corpo. Ele mantém o equilíbrio corporal deixando os pés
afastados e a mão livre apoiada sobre a peça. O bom mecânico de manutenção
lubrifica as ferramentas de trabalho e guarda-as em locais apropriados,
conservando-as
32

Você também pode gostar