Você está na página 1de 53

:: Materiais e Design ::

:: Compósitos e Processos ::
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
2

O que é um material compósito?

É a combinação de dois ou mais materiais,


não solúveis entre si, em que um dos
constituintes é a fase de reforço e aquele em que
ele é incorporado é chamado de matriz.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
3

O material da fase de reforço pode estar na


forma de fibras, partículas ou flocos, enquanto que
os materiais da fase de matriz são geralmente
contínuos. (ASHBY; JOHNSON, 2011)

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
4

Os Compósitos são materiais com combinações


incomuns que não podem ser atendidas pelas ligas
metálicas, cerâmicas e polímeros convencionais.

Exemplo: quando se combina dois materiais, um


apresentando resistência mecânica e o outro, a
tenacidade, o resultado é um novo material em que
há a combinação de ambas as propriedades.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
5

ORIGEM DOS COMPÓSITOS

* Natural

Madeira: fibra de celulose resistentes e flexíveis


envolvidas por uma matriz mais rígida chamada
lignina.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
6

Exemplificando

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
7

ORIGEM DOS COMPÓSITOS

* Natural

Ossos: Proteína forte, mas mole (colágeno) +


Mineral duro, mas frágil (apatita)

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
8

Exemplificando

Colágeno / Apatita /
Reforço Matriz

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
9

ORIGEM DOS COMPÓSITOS

* Sintéticos

Material multifásico elaborado artificialmente. As fases


devem ser quimicamente diferentes e devem estar
separadas por uma interface distinta.

São desenvolvidos com a utilização de fibras sintéticas,


tais como fibras de vidro, de carbono, cerâmica etc.,
juntamente com matrizes metálicas ou plásticas.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
10

Exemplificando

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
11

CLASSIFICAÇÃO DOS COMPÓSITOS

COMPÓSITOS

Reforçados Reforçados
Estrutural
com Partículas com Fibras

Reforçados
Partículas Contínuo Descontínuo Painéis em
por Laminados
Grandes (Alinhado) (curto) Sanduíche
Dispersão

Orientado
Alinhado
Aleatoriamente

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
12

CLASSIFICAÇÃO DOS COMPÓSITOS

COMPÓSITOS

O que diferencia é o
tamanho da partícula:
Partículas
Grandes As partículas grandes são
Reforçados com rígidas e restringem o
movimento da matriz. Ex.:
Partículas
Concreto.
Reforçados
Por dispersão, os
por Dispersão
compósitos têm sua
resistência aumentada. Ex.:
Pneu.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
13

CLASSIFICAÇÃO DOS COMPÓSITOS

COMPÓSITOS

Contínuo Reforçados com Descontínuo


(Alinhado) Fibras (Curto)

Orientado
Alinhado
Aleatoriamente

Fibras longas Fibras curtas Fibras curtas


alinhadas alinhadas dispersas

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
14

CLASSIFICAÇÃO DOS COMPÓSITOS

COMPÓSITOS

Estrutural

Painéis em
Laminados
Sanduíche

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
15

Painéis em Sanduíche

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
16

PROPRIEDADES DOS COMPÓSITOS

Propriedades mais importantes dos compósitos:


* Alta elasticidade,
* Alta resistência à fadiga,
* Alta resistência à corrosão e
* Massa reduzida.

Tais propriedades se devem ao fato de a matriz dos


compósitos ser, em sua maioria, de natureza
polimérica, com uma massa muito menor do que
materiais metálicos e cerâmicos.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
17

Isso torna o materiais compósitos aplicáveis em


funções estruturais que demandam grandes esforços
mecânicos durante um longo tempo, sobretudo em
setores como:

* Construção Civil;
* Indústria Aeroespacial;
* Indústria de Transportes;
* Indústria Médica,
* Aplicações Militares;
* Área de Energia (eólica).

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
18

Exemplo:

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
19

TIPOS DE COMPÓSITOS

Os compósitos mais comuns são aqueles que utilizam fibras


de vidro, de carbono e de aramida como reforço.

Os compósitos reforçados com fibra de carbono apresentam


melhores propriedades mecânicas do que os reforçados com
fibra de vidro, porém são mais caros.

Os compósitos com fibra de aramida (Kevlar) apresentam


grande resistência, mas são de alto custo. São mais utilizados
em aplicações com alto impacto (coletes à prova de balas).

:: UNIVILLE
Programa :: Programa
de Pós-graduação emdeEducação
Pós-graduação
– PPGEem| Design :: em
Doutorado Mestrado Profissional
Educação | UFPR em | Design :: Tania
Prof.a. Dra. Prof.Stoltz
Dr. Humberto Costa Costa
| Humberto ::
20

Existem diferentes tipos de material que podem constituir a


matriz dos compósitos:

* Se a matriz do compósito for constituída por um polímero,


esta é denominada por matriz polimérica.

* Se a matriz do compósito for constituída por uma liga leve


de alumínio, de magnésio ou de titânio, a matriz é
denominada por matriz metálica.

* Se a matriz do compósito for constituída por carbonetos e


nitretos, a matriz é denominada por matriz cerâmica.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
21

Compósitos de Matriz Polimérica + Fibra de Vidro

Compósito produzido a partir de uma resina de poliéster ou


outro tipo de resina (Matriz) e reforçada com pequenas
partículas de vidro (Reforço).

O resultado é um material resistente, com excelentes


propriedades mecânicas e baixa densidade.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
22

Compósitos de Matriz Polimérica + Fibra de Vidro

Este compósito permite produzir peças com grande variedade


de formatos e tamanhos: cascos de barcos,
fuselagens de aviões, caixas de água, piscinas, recipientes de
armazenamento, etc.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
23

Algumas características fazem com que esse compósito seja


muito utilizado, por apresentar leveza, resistência mecânica,
ser incombustível e bom isolante térmico e elétrico.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
24

Compósitos de Matriz Polimérica + Fibra de Carbono

A matriz é uma resina polimérica e o material de


reforço é a fibra de carbono.

Devido à sua resistência mecânica, resistência térmica


e sua leveza, apresenta diversas utilizações:

* Acessórios de desporto (tacos de golf, proteções de


joelhos e cotovelos, capacetes, skis, pranchas, remos etc);
* Também utilizado na construção de veículos (carros,
motos, barcos e aeronaves).
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
25

Remo

Fuselagem (Boeing 787)

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
26

Compósitos de Matriz Polimérica + Fibra de Aramida

Compósito constituído por uma matriz polimérica de epóxi e


por um material de reforço, que é a fibra de aramida (Kevlar).

Possui elevada resistência mecânica, resistência térmica e


leveza. Pode ser até sete vezes mais resistente que o aço.

É útil no fabrico de artigos de segurança, tais como cintos de


segurança, cordas e coletes à prova de balas.

Também é utilizado na indústria aeronáuticas, no fabrico de


velas de barcos e raquetes de ténis.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
27
Corda

Vela de Barco

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
28

Compósitos de Matriz Metálica e Cerâmica

Os compósitos cerâmicos têm uma elevada resistência ao


calor, são quimicamente inertes e tem uma melhor
resistência à erosão, daí serem utilizados em ferramentas de
corte.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
29

Compósitos de Matriz Metálica e Cerâmica

Os compósitos metálicos são materiais com elevada


resistência, por vezes mesmo superior a alguns compósitos
poliméricos e, assim sendo são muito usados na indústria
aeronáutica e na indústria de energia.

A matriz metálica mais usual é a matriz de alumínio.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
30

PROCESSOS
Para se fazer algo com materiais necessita-se de um
processo de produção.

Processos criam formas, permitem a junção de


partes e conferem texturas, acabamentos ou revestimentos
que protegem e decoram.

A escolha do processo é determinada pelos materiais,


pela forma em si e pelos aspectos econômicos do processo.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
31

Os processos devem ser adequados aos


materiais.

Por exemplo: processos que unem polímeros


são diferentes dos que podem fazer o mesmo
com cerâmicas ou vidros.

Os processos influenciam a ergonomia, a


aparência e a percepção dos produtos e
materiais de que são feitos.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
32

PROCESSOS

De acordo com literatura, há uma dificuldade em


classificar processos.

A melhor abordagem é a classificação de acordo com as


finalidades para as quais o processo será usado.

Segundo a literatura, os processos podem ser


segregados em:
1) Conformação, 2) Usinagem, 3) Junção e 4) Moldagem.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
33

PROCESSOS

1) Conformação:

É o processo de produção mecânica que se caracteriza


pela produção de detalhes em materiais metálicos, sem a
retirada de material.

Laminação
Conformação Estampagem
Trefilação
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
34

Laminação: Processo em que um


lingote de metal é forçado a passar
por entre dois cilindros que giram em
sentidos opostos.

Obtêm-se a redução da espessura do


metal a cada passe de laminação
pelos cilindros de laminação.

Ex.: cantoneiras, vigas e as chapas.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
35

Estampagem: Processo
realizado a frio, em que são
utilizados estampos.

Uma chapa plana é


transformada em nova forma
geométrica, plana ou oca,
utilizando prensas hidráulicas ou
mecânicas.

Ex.: portas de automóveis.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
36

Trefilação: Processo que


possibilita a obtenção de produtos
com grandes comprimentos,
seções pequenas e controle
dimensional.

O material passa por uma matriz


para ter seu diâmetro diminuído e
seu comprimento aumentado.

Ex.: Fios e Arames.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
37

PROCESSOS

2) Usinagem:

Processo pelo qual a forma de uma peça é modificada


através da remoção de cavacos ou aparas de material.

Peças metálicas necessitam da usinagem para criar


saliências, reentrâncias, furos com rosca e outras
características que só podem ser obtidas por usinagem.
Furação
Usinagem Aplainamento
Fresagem
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
38

Furação: Operação intermediária de


preparação para outras operações
posteriores, com a finalidade de abrir
furos com diâmetros específicos.

A ferramenta utilizada neste processo


chama-se “broca”.

No processo, a broca recebe um


movimento de rotação (faz o corte) e
um movimento de avanço (faz a
penetração).

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
39

Aplainamento: Operação de
usinagem executada com
máquinas chamadas “plainas
limadoras”.

O que se busca é a obtenção de


superfícies planas, mediante a
retirada de material com o
emprego de movimentos
lineares.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
40

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
41

Fresagem: Processo executado pelas


fresadoras e suas “fresas”.

Consiste na retirada do excesso de


material da superfície de uma peça para
dar-lhe forma e acabamento, através da
combinação de dois movimentos
simultâneos: um de rotação da fresa e
outro da mesa da máquina, onde está
fixada a peça a ser fresada.

Ex.: produção de engrenagens, de perfis


específicos, de rasgos especiais, etc.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
42

PROCESSOS

3) Junção:

São meios possíveis de serem utilizados na união de


peças, nas construções mecânicas.

Os principais processos de junção são:

Parafusamento
Junção Rebitagem
Soldagem
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
43

Parafusamento: É a união de duas peças ou componentes


de máquinas com o auxilio de parafusos, porcas e arruelas.

Dentre os meios de união, é o único processo que


permite desmontagem e remontagem, aproveitando os
mesmos componentes, por muitas vezes.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
44

Rebitagem: É união de duas


peças com o auxílio de rebites.

Os rebites são fabricados em


aço, alumínio, cobre ou latão.

Possibilitam a união, de forma


manual ou automática, de peças
ou chapas, em estruturas
metálicas, máquinas, navios,
aviões, etc.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
45

Soldagem: Consiste em unir duas peças por ação de calor e/ou


pressão, com ou sem o acréscimo de material de adição, por
meio da fusão de um eletrodo com as mesmas.

O material a ser soldado deve ter a mesma composição,


ou semelhante, pois os materiais se fundem na região onde
ocorre a solda.

A solda apresenta algumas desvantagens: depois de


soldadas, as partes não são mais desmontáveis; devido à
temperatura aparecem trincas e/ou deformações; exige
tratamento posterior na região da solda e exige o emprego de
mão de obra especializada.
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
46

Soldagem:

Dentre os inúmeros processos de soldagem existentes,


os mais utilizados na maioria das indústrias são:

* Solda oxiacetilênica;
* Solda a arco elétrico;
* Soldagem a arco elétrico com proteção gasosa
(MIG/MAG);
* Soldagem a arco elétrico com proteção gasosa (TIG)

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
47

PROCESSOS

4) Moldagem:

Consiste na produção de uma peça sólida a partir de um


material no estado líquido, de pó granulado ou de pasta.

Os processos de moldagem mais conhecidos são:

Injeção
Moldagem Sopro
Fundição
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
48

Injeção: Consiste em fundir o plástico ou metal e injetar o


material fundido em um molde com o formato da peça
desejada.

Trata-se de um processo importantes, principalmente


na indústria de plásticos.

As peças obtidas por este processo estão presentes


em interiores de automóveis, aparelhos eletrodomésticos,
brinquedos, recipientes finos para alimentos, copos
promocionais, tampas de garrafa, etc.

Ex: https://www.youtube.com/watch?v=7_Yhe6qmYsk
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
49

Sopro: Processo utilizado na produção de peças ocas


através da insuflação de ar no interior do molde, com o
propósito de expandir a massa plástica, até a obtenção da
forma desejada.

Como exemplos, pode-se citar os frascos de


detergentes, tanques de combustível para automóveis,
brinquedos e as garrafas PET.

A maioria das peças obtidas por este processo são de


plástico.

Ex: http://www.youtube.com/watch?v=vEhFnpfgrw&feature=related
:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
50

Fundição: Consiste em moldar o metal líquido dentro de um


molde, cuja cavidade tem a forma da peça a ser obtida.

A cavidade do molde tem a forma quase que definitiva


das peças a serem fabricadas, as quais possuem utilização
em uma grande variedade de equipamentos.

Este processo é versátil, principalmente quando se


trata de formatos e tamanhos diferentes das peças.

Existem diversos processos de fundição para


diferentes necessidades de peças a serem fabricada.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
51

Destaca-se alguns dos tipos de fundição mais utilizados:


* Fundição em molde de areia;
* Fundição em molde metálico (permanente);
* Fundição pelo processo CO2;

Exemplos:
“Processos de Fabricação - Moldes para Fundido”:
http://www.youtube.com/watch?v=qEAFXrOQ7aA&feature=related

“Processos de Fabricação - Molde Permanente”:


http://www.youtube.com/watch?v=Nxd85kveU9g

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
52

REFERÊNCIAS

Básicas
ASHBY, M.; JOHNSON, K. Materiais e Design: arte e ciência da seleção de materiais no Design de
Produto. 2.ed. Trad. Arlete S. Marques. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.
DISCHINGER, M. C. T.; KINDLEIN Jr., W. Metodologia de análise da percepção tátil em diferentes
classes de matérias e texturas para aplicação no design de produtos. Revista Design & Tecnologia, v.
1, n. 1, p. 28-38, 2010.
FERRANTE, M.; WALTER, Y. A materialização da ideia: noções de materiais para Design de produto.
Rio de Janeiro: LTC, 2010.

Complementares
BAXTER, M. Projeto de Produto: guia prático para o Design de novos produtos. 2.ed. Trad. Itiro Iida. São
Paulo: Blucher, 2000.
EDWARDS, K.L. Materials influence on design: A decade of development. Materials & Design, Elsevier.
v. 32, p. 1073–1080, 2011.
DIAS, M. R. A. C. Percepção dos materiais pelos usuários: modelo de avaliação permatus. Tese
(Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) Programa de Pós-Graduação em Engenharia e
Gestão do Conhecimento, Universidade Federal de Santa Catarina, 2009.

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::
Até a próxima aula!!!

:: UNIVILLE :: Programa de Pós-graduação em Design :: Mestrado Profissional em Design :: Prof. Dr. Humberto Costa ::