Você está na página 1de 201

19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?

ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

01 Q826515 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva:


BETA
Escrevente Técnico
Judiciário
O crime denominado “petrechos de falsificação” (CP, art. 294) tem a pena aumentada, de acordo com o art.
295 do CP, se

a) praticado com intuito de lucro.

b) cometido em detrimento de órgão público ou da administração indireta.

c) a vítima for menor de idade, idosa ou incapaz.

d) causar expressivo prejuízo à fé pública.

e) o agente for funcionário público e cometer o crime prevalecendo-se do cargo.

02 Q822991 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TJ-SCProva: Juiz de Direito


Conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça,

a) não há que se falar em aplicação do princípio da consunção para os crimes de falsidade ideológica e
de uso de documento falso quando cometidos com desígnio autônomos.

b) o Conselheiro do Tribunal de Contas Estadual que mantém sob sua guarda munição de arma de uso
restrito comete o crime do art. 16 da Lei n°10.826/2003.

c) configura o crime de desobediência (art. 330 do CP) a conduta de Defensor Público Geral que deixa
de atender à requisição judicial de nomeação de defensor público para atuar em determinada ação
penal.

d) no crime de estelionato o eventual ressarcimento ou devolução da coisa elidem a prática criminosa.

e) a emissão de cheque sem fundos para pagamento de serviços postais não permite a majorante de
crime praticado em detrimento de entidade de direito público, instituto de economia popular,
assistência social ou beneficência.

03 Q792453 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: TRE-PEProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Caracteriza crime de falsidade ideológica a conduta consistente em

a) omitir que está empregado ao preencher cadastro público para obtenção de benefício social.

b) trocar a foto do documento de identificação por outra, própria, mais recente.

c) fingir que é outra pessoa para obter algum benefício, como o ingresso em evento privado.

d) utilizar o título de eleitor do irmão que se encontre em viagem para votar em seu lugar.

e) alterar por conta própria o nome que consta na carteira nacional de habilitação.

04 Q778062 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TRE-SPProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
À luz do Código Penal, sobre a falsidade documental nos crimes contra a fé pública,

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

a) a falsificação de um documento emanado de sociedade de economia mista federal caracteriza o crime


de falsificação de documento público.

b) equipara-se a documento público para caracterização do crime de falsificação de documento público o


cartão de crédito ou débito.

c) se o autor do crime de falsificação de selo ou sinal público é funcionário público e comete o crime
prevalecendo-se do cargo, a pena é aumentada de um terço.

d) aquele que faz inserir na Carteira de Trabalho e Previdência Social do empregado declaração falsa ou
diversa da que deveria ter constado estará sujeito às penas cominadas ao crime de falsidade
ideológica.

e) o médico que dá, no exercício de sua função, atestado falso com o fim lucrativo estará sujeito à pena
privativa de liberdade cominada ao delito de falsidade de atestado médico aumentada de metade.

05 Q773206 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: PC-GOProva: Delegado de Polícia


Durante a instrução de determinado processo judicial, foi comprovada falsificação da escrituração em
um dos livros comerciais de uma sociedade limitada, em decorrência da criação do chamado “caixa
dois”. A sentença proferida condenou pelo crime apenas o sócio com poderes de gerência.
A respeito dessa situação hipotética, assinale a opção correta.

a) A conduta praticada pelo sócio constitui crime falimentar.

b) Na situação, configura-se crime de falsificação de documento público.

c) Sendo o diário e o livro de registro de atas de assembleia livros obrigatórios da sociedade


citada, a referida falsificação pode ter ocorrido em qualquer um deles.
d) Em decorrência da condenação criminal, o sócio-gerente deverá ser excluído
definitivamente da sociedade.
e) O nome do condenado não pode ser excluído da firma social, que deve conter o nome de
todos os sócios, seguido da palavra “limitada”.

06 Q688214 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: Prefeitura de Teresina - PIProva: Auditor Fiscal
O crime de falsa identidade

a) é punido com pena de reclusão de 1 a 4 anos.

b) só se consuma com a obtenção de vantagem ilícita.

c) não admite tentativa.

d) pode ser cometido na forma culposa.

e) pode ser cometido por qualquer pessoa.

07 Q677133 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
No que concerne aos crimes em espécie, julgue o item seguinte.
Particular que apresentar em seu trabalho atestado médico falso, com assinatura e carimbo de médico
inexistente, responderá pelo crime de falsidade ideológica, na modalidade do uso.

Certo Errado

08 Q677826
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
08 Q677826
Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Julgue o próximo item, de acordo com a jurisprudência e a legislação brasileira em vigor.
A conduta de atribuir-se falsa identidade perante autoridade policial é típica, ainda que em situação de alegada
autodefesa.

Certo Errado

09 Q689244 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Alumínio - SPProva: Procurador Jurídico
A conduta de “falsificar cartão de crédito ou débito”

a) é considerada falsidade de documento particular.

b) é considerada falsidade de documento público.

c) é considerada falsidade ideológica.

d) é crime assimilado ao estelionato.

e) não é prevista no CP.

10 Q650784 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: POLÍCIA CIENTÍFICA - PEProva: Perito Criminal
No que se refere aos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta.

a) O agente que insere declaração incorreta acerca de seu estado civil por desatenção e falta de
cuidado comete crime de falsidade ideológica.

b) O indivíduo que falsifica, para posterior utilização, bilhete ou passe de trânsito concedido por empresa
de transporte coletivo municipal pratica os crimes de falsificação de documento público e de uso de
documento falso.

c) A conduta do agente que fabrica notas de real, por meio da falsificação de papel-moeda, é apenada
com mais gravidade que a conduta do agente que introduz a moeda falsa em circulação.

d) A falsificação de cartão de crédito ou de débito é equiparada, para fins penais, ao crime de moeda
falsa.

e) O agente que faz uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou símbolos identificadores de órgãos da
administração pública comete crime de falsificação de selo ou sinal público.

11 Q643332 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-SCProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Em relação ao direito penal, julgue o item a seguir.
De acordo com o STJ, a conduta do agente que se atribui falsa identidade perante autoridade policial é típica,
ainda que em situação de alegada autodefesa.

Certo Errado

12 Q643067 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Câmara de Marília - SPProva: Procurador Jurídico
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
Aquele que guarda instrumento especialmente destinado à falsificação de moeda

a) comete crime equiparado ao crime de falsificação de moeda (CP, art. 289), mas receberá pena
reduzida.

b) comete crime equiparado ao crime de falsificação de moeda (CP, art. 289), com idêntica pena.

c) comete crime assimilado ao crime de falsificação de moeda (CP, art. 290).

d) comete o crime de petrechos para falsificação de moeda (CP, art. 291).

e) não comete crime algum, por se tratar de ato preparatório.

13 Q622497 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Oficial de Justiça Avaliador
Caracteriza falsificação de documento particular a alteração de

a) testamento particular.

b) ações de sociedade comercial.

c) título ao portador ou transmissível por endosso.

d) nota fiscal.

e) livros mercantis.

14 Q690022 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Sertãozinho - SPProva: Procurador Municipal
Acerca dos crimes contra a fé pública, assinale a alternativa correta.

a) Aquele que falsifica, fabricando ou alterando, selo destinado a controle tributário responde pelo crime
de falsificação de selo ou sinal público, previsto no art. 296 do Código Penal.

b) A falsificação, no todo ou em parte, de atestado, para prova de fato ou circunstância que habilite
alguém a obter cargo público configura o crime de falsificação de documento público, previsto no art.
297 do Código Penal.

c) O princípio da insignificância, causa supralegal de exclusão da tipicidade, não se aplica ao


crime de moeda falsa.
d) O crime de uso de documento falso é material, ou seja, para a consumação exige-se a
obtenção de proveito.
e) O crime de falsidade de atestado médico envolve também como conduta típica a opinião emitida pelo
profissional, ainda que equivocada.

15 Q690025 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Sertãozinho - SPProva: Procurador Municipal
Sobre os crimes contra a fé pública, assinale a alternativa correta.

a) Aquele que falsifica documento público e em seguida o utiliza responde pela falsificação e pelo uso,
em concurso material.

b) Considere que o agente, consultando os autos do processo-crime no qual figura como réu, ao se
deparar com provas inequívocas de materialidade e autoria, as retire do processo e destrua.
Responderá pelo crime de supressão de documento.

c) Aquele que adultera sinal identificador de veículo automotor responde por crime previsto no art. 311
do Código Penal. O mesmo artigo determina que se o agente cometer o crime no exercício da

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
função pública, a pena será aumentada de metade.

d) Aquele que figura como “testa de ferro”, permitindo o uso de seu nome como possuidor de ação,
título ou valor pertencentes a estrangeiro, em relação a quem a posse é proibida por lei, pratica
crime punido com reclusão e multa.

e) Se o crime de falsidade de atestado médico for praticado com o fim de lucro, a pena será
aumentada de 1/3.

16 Q607171 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Oficial de Promotoria -


Nível Médio
A falsificação de cartão de crédito ou débito, nos termos do Código Penal (CP),

a) equipara-se à falsificação de selo ou sinal público.

b) é considerada crime apenas se dela decorrer efetivo prejuízo.

c) equipara-se à falsificação de documento público.

d) é fato atípico.

e) equipara-se à falsificação de documento particular.

17 Q607172 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Oficial de Promotoria -


Nível Médio
Com relação à figura do art. 305 do CP (“supressão de documento"), é correto afirmar que

a) o crime apenas se configura se o sujeito ativo não pode dispor do documento.

b) a pena é exatamente a mesma, tanto com relação ao documento público como com relação ao
documento particular.

c) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de “destruir documento".

d) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de “ocultar documento".

e) é punida com pena privativa de liberdade, na modalidade detenção, e multa.

18 Q685517 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
O documento emanado de entidade paraestatal, o título ao portador ou transmissível por endosso, as ações de
sociedade comercial, os livros mercantis e o testamento particular, para fins de falsidade, são equiparados a

a) atos oficiais da União, de Estado ou de Município.

b) sinais públicos.

c) selos públicos.

d) documentos particulares.

e) documentos públicos.

19 Q595850 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PRProva: Auditor


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
Assinale a opção correta com relação aos crimes contra a fé pública.

a) O tipo penal que incrimina a conduta de possuir ou guardar objetos especialmente destinados à
falsificação de moeda constitui exceção à impunibilidade dos atos preparatórios no direito penal
brasileiro.

b) Os documentos emitidos pelas empresas públicas estaduais são equiparados a documentos


particulares para efeitos penais.

c) O servidor público que dolosamente faz afirmação falsa em procedimento de licenciamento ambiental
comete o crime de falsidade ideológica, previsto no CP.

d) O agente que falsificar e posteriormente usar documento público cometerá os crimes de falsificação
de documento público e uso de documento falso em concurso material, nos termos do CP.

e) Segundo o entendimento consolidado nos tribunais superiores, será tida como atípica a conduta do
acusado que, ao ser preso em flagrante, informar nome diverso, uma vez que agirá em legítimo
exercício de autodefesa.

20 Q591362 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-RSProva: Analista Judiciário


Ao participar de uma blit z, Marcelo, policial militar, solicitou que determinado condutor parasse o veículo que conduzia, para verificações de

rotina. O condutor parou o veículo, mas recusou-se a apresentar os documentos do carro, contrariando, reiteradamente, as ordens de

Marcelo, que, irritado, passou a agredir o motorista com socos e pontapés. Os envolvidos foram encaminhados à delegacia de polícia, onde

foi aberto inquérito policial para apurar os fatos. Marcelo foi, então, ao Instituto Médico Legal e, sem qualquer autorização, preencheu

um formulário de exame de corpo de delito que estava em branco, de forma a fazer nele constar a inexistência de lesões corporais

no condutor, que, conforme apurado, se chamava José.

Nessa situação hipotética, Marcelo cometeu os crimes de

a) abuso de autoridade e falsidade ideológica, e José praticou o crime de desobediência.

b) abuso de autoridade e falsificação de documento público, e José cometeu o crime de desobediência.

c) abuso de autoridade e falsidade ideológica, e José cometeu o delito de resistência.

d) violência arbitrária e falsidade ideológica, e José praticou o delito de desobediência.

e) violência arbitrária e falsificação de documento público, e José praticou a infração penal de resistência.

Respostas 01: 02: 03: 04: 05: 06: 07: 08: 09: 10: 11: 12: 13: 14: 15:
16: 17: 18: 19: 20:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17383&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

21 Q588023 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: DPE-RNProva: Defensor Público


BETA

João, imputável, foi preso em flagrante no momento em que subtraía para si, com a ajuda de um
adolescente de dezesseis anos de idade, cabos de telefonia avaliados em cem reais. Ao ser interrogado na
delegacia, João, apesar de ser primário, disse ser Pedro, seu irmão, para tentar ocultar seus maus antecedentes
criminais. Por sua vez, o adolescente foi ouvido na delegacia especializada, continuou sua participação nos fatos e
afirmou que já havia sido internado anteriormente pela prática de ato infracional análogo ao furto.
Nessa situação hipotética, conforme a jurisprudência dominante dos tribunais superiores, em tese, João praticou
os crimes de

a) furto qualificado privilegiado, corrupção de menores e falsa identidade.

b) corrupção de menores e falsidade ideológica.

c) furto simples, falsa identidade e corrupção de menores.

d) furto qualificado e falsidade ideológica.

e) furto simples e corrupção de menores.

22 Q586774 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCE-RNProva: Administrador


Julgue o item subsequente acerca dos delitos previstos na parte especial do Código Penal.

A fabricação de aparelho destinado à falsificação de moeda é fato criminoso, assim como a fabricação de objeto
destinado à confecção de documentos particulares falsos.

Certo Errado

23 Q581762 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCE-RNProva: Auditor


Em relação aos crimes contra a fé pública bem como à aplicação das penas, julgue o item que se segue.

De acordo com a jurisprudência consolidada do STF e do STJ, não pratica o crime de falsa identidade o agente
que, no momento da prisão em flagrante, atribuir para si falsa identidade, visto que essa é uma situação de
autodefesa.

Certo Errado

24 Q579106 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-APProva: Analista Judiciário


Sobre os crimes de falsidade documental é INCORRETO afirmar:

a) Está sujeito às penas do crime de falsificação de documento público quem insere na Carteira de
Trabalho e Previdência Social do empregado declaração diversa da que deveria ter sido escrita.

b) Equipara-se a documento particular para caracterização do crime de falsificação de documento


particular o cartão de crédito ou débito.

c) No caso de falsidade ideológica se o agente é funcionário público e falsifica assentamento de registro


civil aumenta-se a pena cominada ao delito de sexta parte.

d)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
O médico que dá, no exercício de sua profissão, atestado falso está sujeito ao crime de falsidade de
atestado médico com pena de detenção de um mês a um ano majorada de 1/3 se o crime for
cometido com intuito de lucro.

e) O testamento particular e as ações de sociedade comercial equiparam-se a documento público para


caracterização do crime de falsificação de documento público.

25 Q571893 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: Prefeitura de Salvador - BAProva: Procurador Municipal
De acordo com o Código Penal, agente que registrar na CTPS de empregado, ou em qualquer documento que
deva produzir efeito perante a previdência social, declaração falsa ou diversa daquela que deveria ter sido escrita
praticará o delito de

a) uso de documento falso.

b) falsificação de documento particular.

c) falsa identidade.

d) falsidade ideológica.

e) falsificação de documento público.

26 Q565671 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


Acerca dos impedimentos, direitos e deveres do empresário, julgue o item que se segue de acordo com a
legislação vigente.

Os livros mercantis são equiparados a documento público para fins penais, sendo tipificada como crime a
falsificação, no todo ou em parte, de escrituração comercial.

Certo Errado

27 Q560088 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Juiz do trabalho
Segundo disposição expressa da lei penal, quem insere na folha de pagamento, ou em documento de
informações que seja destinado a fazer prova perante a previdência social, pessoa que não possua a qualidade de
segurado obrigatório incorre nas penas cominadas ao delito de

a) sonegação de contribuição previdenciária.

b) falsificação de documento público.

c) uso de documento falso.

d) falsificação de documento particular.

e) falsidade ideológica.

28 Q580888 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: SAEGProva: Advogado


Suponha que Felisberto, 25 anos, estudante de direito, pague uma compra no valor de R$ 150,00 com duas
cédulas falsas de R$ 100,00, das quais conhece a falsidade, e que, dois dias após o pagamento, se arrependa,

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
procure o dono do estabelecimento comercial e pague com moeda verdadeira. Nesse caso hipotético, pode-se
afirmar que Felisberto poderá responder criminalmente por

a) moeda falsa.

b) moeda falsa com redução de pena em razão da desistência voluntária.

c) moeda falsa na modalidade tentada.

d) moeda falsa, mas fará jus à redução de pena, referente ao arrependimento posterior.

e) moeda falsa, mas fará jus à redução de pena referente ao arrependimento eficaz.

29 Q597354 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: CRO-SPProva: Advogado


Dentista, não exercente de função pública, que, no regular exercício da profissão, dá inverídico atestado escrito
a paciente amigo, recomendando seu afastamento das atividades laborativas, a fim de que o amigo possa
“emendar" um feriado

a) pratica crime de falsidade ideológica (CP, art. 299).

b) pratica crime de falsidade de atestado médico (CP, art. 302).

c) pratica crime de falsidade de documento particular (CP, art. 298).

d) pratica crime de certidão ou atestado ideologicamente falso (CP, art. 301, caput ).
e) não pratica crime algum.

30 Q548991 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 23ª REGIÃO (MT)Prova: Juiz do trabalho
Alfredo, de posse de cheque em branco do empregador, falsifica a assinatura deste no título e o utiliza na
compra de determinado bem, obtendo vantagem ilícita em prejuízo do comerciante. Na hipótese, segundo
entendimento sumulado do Superior Tribunal de Justiça, Alfredo responde por

a) falsificação de documento público e estelionato, em concurso formal.

b) estelionato, apenas.

c) falsificação de documento público e estelionato, em concurso material.

d) estelionato e falsificação de documento particular, em concurso formal.

e) falsificação de documento público, apenas.

31 Q545708 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCUProva: Auditor Federal de


Controle Externo
Em relação aos crimes contra a fé pública, contra o patrimônio e contra a administração pública, julgue o item
subsecutivo.

Situação hipotética: Com o intuito de viajar para o exterior, Pedro, que não possui passaporte, usou como seu
o documento de Paulo, seu irmão — com quem se parece muito —, tendo-o apresentado, sem adulterações,
para os agentes da companhia aérea e da Polícia Federal no aeroporto. Pedro e Paulo têm mais de dezoito anos
de idade.
Assertiva: Nessa situação, de acordo com o Código Penal, Pedro cometeu o crime de falsidade ideológica.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

32 Q534578 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-PBProva: Juiz de Direito


Gustavo, funcionário público estadual, com o objetivo de obter vantagem patrimonial ilícita para si, utilizou
papel-moeda grosseiramente falsificado para efetuar pagamento de compras de alto valor em um supermercado.

Em face dessa situação hipotética, assinale a opção correspondente à figura típica do delito praticado por
Gustavo.

a) estelionato

b) moeda falsa

c) crime assimilado ao de moeda falsa

d) fraude no comércio

e) concussão

33 Q532415 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Juiz de Direito


No que se refere aos crimes contra o patrimônio, assinale a opção correta à luz da jurisprudência do STJ e do
STF.

a) Caso haja concurso de agentes em crime de furto qualificado, deve ser aplicada, por analogia, a causa
de aumento de pena referente ao crime de roubo.

b) No crime de roubo, para que seja aplicado o aumento de pena por emprego de arma de fogo, é
imprescindível que tenham sido realizadas a apreensão e a perícia no artefato utilizado no crime.

c) Se o agente for primário, a coisa for de valor reduzido e a qualificadora incidente for de ordem
objetiva, será permitido o reconhecimento de furto privilegiado nos casos de crime de furto
qualificado.

d) O crime de uso de documento falso será absorvido pelo crime de estelionato sempre que ambos
forem praticados no mesmo contexto, ainda que o dano provocado ao patrimônio da vítima também
alcance outros bens jurídicos.

e) Pode ocorrer o reconhecimento da insignificância da conduta em furto praticado com o rompimento


de obstáculo.

34 Q555765 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-RJProva: Procurador


Quanto ao crime de uso de documento de identidade alheia como próprio, é INCORRETO afirmar que

a) a carteira profissional pode ser objeto material do delito.

b) não se exige que o uso tenha por finalidade a obtenção de vantagem.

c) a consumação ocorre com o uso de documento de identidade alheia.

d) não é necessário que o uso tenha por objetivo causar dano a outrem.

e) na forma culposa é necessário que agente tenha consciência de que o uso é ilícito.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

35 Q531758 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Itatiba - SPProva: Advogado
Sobre os crimes contra a Fé Pública, é correto afirmar:

a) para a configuração do crime de falsidade ideológica, basta que o agente omita, em documento
público ou particular, declaração que dele deveria constar, ou, em documento público ou particular,
insira ou faça inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, sem finalidade específica.

b) aquele que recebe moeda falsa, de boa-fé, como verdadeira, e a restitui à circulação depois de
conhecer a falsidade será isento de pena.

c) um dentista que, no exercício da profissão, fornece atestado falso responde pelo crime de falsidade
de atestado médico.

d) para os efeitos penais, o cheque pode ser objeto do crime de falsificação de documento público.

e) o crime de falso reconhecimento de firma ou letra não se consuma em casos de documentos


particulares.

36 Q531855 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-RJProva: Auditor


O médico chefe de hospital público que retarda a expedição de atestado de óbito por animosidade com a família
do falecido comete crime de

a) exercício arbitrário ou abuso de poder.

b) falsa perícia.

c) corrupção passiva privilegiada.

d) prevaricação.

e) falsidade de atestado médico.

37 Q525918 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Juiz do trabalho
Antonio Célio, barista, faltou injustificadamente ao trabalho, nada comunicando ao empregador. Por ser
reincidente, já tendo sido punido por ausências anteriores, e temendo ser dispensado por justa causa, no dia
seguinte − que era destinado a sua folga − se aproveita do comparecimento à clínica médica “Saúde Real Cop"
onde marcara consulta e, verificando a momentânea ausência de fiscalização, pega para si carimbo do médico
responsável pela clínica. Na saída, para eliminar registro de sua presença, destrói a folha usada pela administração
da clínica para controle dos pacientes que lá comparecem, documento adotado para instruir os requerimentos de
pagamento por serviços prestados pela clínica a várias operadoras de plano de saúde. Em seguida, Antonio Célio
vai para casa, onde elabora atestado médico que justificaria sua ausência ao trabalho, assina-o com o nome do
médico constante do carimbo, além de efetuar, ele próprio, reconhecimento da firma que inserira no atestado.
Por fim, dois dias após a ausência ao trabalho, Antônio Célio entrega o documento nos moldes acima ao seu
empregador, solicitando que não houvesse o desconto de sua falta.

Além de outros, caso estejam presentes, configura-se a existência dos seguintes tipos penais, praticados por
Antônio Célio:

a) supressão de documento, falsificação de documento particular e uso de documento falso.

b) falsificação de documento particular, falso reconhecimento de firma e furto.

c) falso reconhecimento de firma, falsidade de atestado médico e uso de documento falso.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) falsidade de atestado médico, furto e supressão de documento.

e) furto, falsidade de reconhecimento de firma e falsidade de atestado médico.

38 Q528030 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Analista de Promotoria -


Assistente Jurídico
Em relação aos crimes praticados contra a fé pública, assinale a alternativa correta.

a) O crime de falso atestado médico, previsto no artigo 302, do CP, admite tanto a forma dolosa
quanto a forma culposa.

b) O crime de falso reconhecimento de firma ou letra (art. 300, CP), por ser crime próprio, não admite
coautoria ou participação.

c) A falsidade material consistente na omissão de declaração que deveria constar no documento público
ou particular ou na inserção (direta ou indireta) de declaração falsa ou diversa da que deveria ser nele
escrita.

d) Os delitos de falso se consumam independentemente do resultado (prejuízo).

e) Os testamentos particulares inserem-se no conceito de documento particular para fins de falsificação


(art. 298, CP).

39 Q503159 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O caputdo art. 293 do CP tipifica a falsificação de papéis públicos, especial e expressamente no que concerne às
seguintes ações:

a) produção e confecção

b) contrafação e conspurcação

c) fabricação e alteração.

d) adulteração e corrupção

e) corrupção e produção.

40 Q503160 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O crime de falsidade ideológica (CP, art. 299) tem pena aumentada de sexta parte se

a) cometido por motivo egoístico.

b) a vítima sofre vultoso prejuízo.

c) o agente aufere lucro.

d) o agente é funcionário público e comete o crime prevalecendo-se do cargo.

e) cometido com o fim de produzir prova em processo penal.

Respostas 21: 22: 23: 24: 25: 26: 27: 28: 29: 30: 31: 32: 33: 34: 35:
36: 37: 38: 39: 40:

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

41 Q494558 Direito Penal Concurso de crimes

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRF - 5ª REGIÃOProva: Juiz federal


BETA

Ana, de quarenta e seis anos de idade, conheceu Silas, de sessenta e três anos de idade, portador de doenças
coronárias crônicas. Aproveitando-se da situação de Silas, que era já aposentado por invalidez, Ana começou a
manter com ele relacionamento amoroso, visando receber os valores decorrentes de sua aposentadoria. De fato,
em pouco tempo e com a aquiescência de Silas, ela obteve declaração formal de união estável e convenceu o
companheiro a adotar, mediante processo regular concretizado, seu filho menor, fruto de relacionamento
anterior.

Durante a união estável, Ana forjou procuração feita em nome de Silas, com auxílio de Lauro, que se passou por
Silas no cartório para fins de reconhecimento de firma e em outras ocasiões em que era necessária a presença do
outorgante. De posse do instrumento procuratório amplo, Ana fez empréstimos na mesma instituição bancária
em que Silas recebia sua aposentadoria, vinculando o pagamento das parcelas do empréstimo ao benefício
previdenciário. Além disso, de posse dos mesmos instrumentos, em instituição bancária diversa, Ana firmou
contrato de arrendamento mercantil em nome de Silas e transferiu o bem a Lauro. Além disso, passou a
perceber, continuamente, a aposentadoria de Silas mediante uso da senha bancária e cartão de benefício,
obtidos com uso da aludida procuração.

Em data recente, Silas tomou conhecimento de tudo o que Ana havia feito e mais, já que as despesas
domésticas estavam sendo pagas com dinheiro proveniente de empréstimos bancários contraídos em seu nome,
mês a mês, com prestações que atingiam o percentual de 70% do benefício. Diante disso, Silas encaminhou
notitia criminis contra a companheira, encerrando o relacionamento. Ao tomar conhecimento da representação,
Ana e Lauro passaram a pressionar Silas, mediante grave ameaça, para que ele se retratasse da representação e
assumisse as transações realizadas. Em decorrência da situação, Silas sofreu infarto fulminante e faleceu.

Com referência a essa situação hipotética, assinale a opção correta.

a) Ana e Lauro devem responder, em tese, pela prática dos seguintes delitos, entre outros:
estelionato, em continuidade delitiva, e estelionato qualificado, em concurso com o crime contra
sistema financeiro; falsificação de documento particular; e homicídio na modalidade qualificada.

b) O crime perpetrado por Ana será o de estelionato qualificado, uma vez que as condutas
antecedentes tinham como único desígnio a percepção da aposentadoria de Silas, sendo irrelevante
a representação deste.

c) Se Ana for denunciada pelos crimes patrimoniais descritos, admite-se em seu favor a oposição da
escusa absolutória, uma vez que os fatos ocorreram na constância da união estável, não se
estendendo essa vantagem a Lauro

d) Ana e Lauro perpetraram, em concurso de agentes, o crime de falsificação de documento particular


em concurso material com o crime de latrocínio, já que a morte de Silas assegurou a ocultação da
falsificação e a impunidade dos agentes.

e) Os agentes praticaram o estelionato na modalidade qualificada por terem agido em detrimento de


entidade de direito público, em concurso de agentes; além disso, Ana e Lauro devem responder
também por crime contra sistema financeiro e homicídio na modalidade qualificada, já que Silas tinha
mais de sessenta anos de idade quando morreu.

42 Q483615 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-GOProva: Juiz de Direito


Falsificar cartão de crédito ou débito é

a) conduta atípica.

b) crime de falsificação de documento particular.

c) crime de falsa identidade.

d) crime de falsidade ideológica.

e) crime de falsificação de documento público, por equiparação.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

43 Q485737 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-RRProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Murilo, funcionário público, escrevente judiciário de um determinado Tribunal de Justiça brasileiro, no exercício
regular de suas atividades junto ao Cartório de uma vara criminal, elabora um alvará de soltura falso em nome de
Moisés, réu preso por ordem da Justiça por crime de homicídio, inclusive com falsificação da assinatura do
Magistrado competente, encaminhando-o ao Centro de Detenção Provisória onde o réu Moisés encontra-se
recolhido. Moisés não é colocado em liberdade, pois havia outro mandado de prisão expedido em seu desfavor
em decorrência de outro delito por ele cometido. Neste caso, Murilo cometeu crime de

a) falsificação de documento público tentado, uma vez que Moisés não foi colocado em liberdade, não
produzindo o resultado final pretendido pelo agente, sem qualquer majoração da pena privativa de
liberdade pelo fato de ser funcionário público.

b) falsidade ideológica consumada, com a pena aumentada da terça parte pelo fato de ser funcionário
público e ter cometido o crime prevalecendo-se do cargo.

c) falsidade ideológica tentada, sem qualquer majoração da pena privativa de liberdade por ser
funcionário público.

d) falsificação de documento público tentado, uma vez que Moisés não foi colocado em liberdade, não
produzindo o resultado final pretendido pelo agente, com a pena majorada da sexta parte em razão
de ser funcionário público e ter cometido o crime prevalecendo-se do cargo.

e) falsificação de documento público consumado e terá sua pena aumentada da sexta parte por ser
funcionário público e ter cometido o crime prevalecendo-se do cargo.

44 Q485929 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-GOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
No que se refere aos crimes contra o patrimônio, contra a dignidade sexual e contra a fé e a administração
públicas, julgue o item que se segue.

Cometerá o delito de falsidade ideológica o médico que emitir atestado declarando, falsamente, que determinado
paciente está acometido por enfermidade.

Certo Errado

45 Q475706 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: DPUProva: Defensor Público


Em relação aos crimes contra a fé pública, aos crimes contra a administração pública, aos crimes de tortura e aos
crimes contra o meio ambiente, julgue o item a seguir.

Praticará o crime de falsidade ideológica aquele que, quando do preenchimento de cadastro público, nele inserir
declaração diversa da que deveria, ainda que não tenha o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a
verdade sobre fato juridicamente relevante.

Certo Errado

46 Q477682 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Caieiras - SPProva: Procurador


João, responsável pela emissão de certidões em determinada repartição pública, a fim de ajudar seu amigo José,
que concorre a um cargo público, emite certidão falsa, atestando que ele desenvolveu determinados projetos
profissionais para a Administração Pública. Sobre a conduta de João, pode-se afirmar que cometeu o crime de

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) falsidade ideológica, previsto no artigo 299 do Código Penal, ao inserir declaração falsa em
documento público.

b) falsificação de documento particular, previsto no artigo 298 do Código Penal, pois o documento se
destinava para uso particular e para fins particulares.

c) certidão materialmente falsa, previsto no parágrafo 1 o , do artigo 301 do Código Penal.

d) falsificação de documento público, previsto no artigo 297 do Código Penal: “falsificar, no todo ou em
parte, documento público, ou alterar documento público verdadeiro”.

e) certidão ideologicamente falsa, previsto no artigo 301 do Código Penal.

47 Q476027 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: PC-CEProva: Inspetor de Polícia


Com relação aos crimes contra a fé pública, é correto afirmar:

a) Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, com o fim de
prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante configura
crime diverso daquele que insere ou faz inserir declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita
naqueles documentos e demais condições.

b) Aquele que falsifica, no todo ou em parte, cartão de crédito ou débito pratica o crime de falsificação
de documento público.

c) A pena prevista para aquele que destrói documento público é a mesma prevista para aquele que
destrói documento particular de que não podia dispor, desde que ambas sejam praticadas em
benefício próprio ou de outrem, ou em prejuízo alheio.

d) Aquele que falsifica, no todo ou em parte, testamento particular pratica o crime de falsificação de
documento particular.

e) Aquele que apenas cede moedas falsas incorre nas mesmas penas previstas para aquele que as
falsifica, fabricando-as ou alterando-as.

48 Q456595 Direito Penal Tipicidade

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Juiz de Direito


Em cada uma das opções seguintes, é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma
assertiva a ser julgada de acordo com as disposições incriminadoras contidas no CP e nas leis penais
extravagantes. Assinale a opção em que a assertiva está correta.

a) Douglas adquiriu gratuitamente vídeo com cenas de sexo explícito envolvendo menores de idade,
para a satisfação de seus próprios desejos sexuais, sem expô-lo a terceiros. Nessa situação, Douglas
praticou crime tipificado no ECA.

b) Jeremias foi abordado na via pública portando arma branca na cintura. Nessa situação, dada a
ausência de tipificação penal na legislação específica para porte de arma branca, a conduta
de Jeremias deve ser considerada atípica, não configurando qualquer fato punível.

c) Felipe, durante período de livramento condicional, foi preso em flagrante por roubo, tendo então se
identificado com o nome de seu irmão Ernesto, para evitar que a polícia descobrisse seus
antecedentes criminais. Nessa situação, de acordo com a jurisprudência do STF, a conduta de
Felipe caracteriza-se como atípica.

d) Abel, em conversa com vários colegas de trabalho, entre eles Emílio, seu desafeto, referiu-se a este
dizendo “você é ladrão e hipócrita”. Nessa situação, a frase proferida por Abel configura os delitos de
calúnia e difamação em concurso formal, com causa de aumento de pena prevista na parte especial
do CP.

e) Cláudio, empregado celetista de empresa pública estadual que explora atividades e serviços bancários,
desviou, no exercício da função de gerente, da conta de uma cliente de oitenta anos de idade,
cerca de R$ 10.000. Nessa situação, a conduta de Cláudio caracteriza-se como estelionato.

49 Q461351
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
49 Q461351
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Técnico Judiciário -


Judiciária e Administrativa
A propósito da falsidade documental, é correto afirmar:

a) O documento particular não pode ser objeto do crime de falsidade ideológica.

b) O testamento particular não pode ser objeto do crime de falsificação de documento público.

c) O crime de falsificação de documento particular ocorre apenas com a falsificação integral do


documento.

d) O cartão de débito ou crédito equipara-se a documento particular.

e) Os livros mercantis não podem ser objeto do crime de falsificação de documento público.

50 Q463893 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Judiciária e Administrativa
O crime de falsificação do selo ou sinal público

a) abrange a falsificação de selo postal ou estampilha destinados à arrecadação de impostos ou taxas.

b) admite a modalidade culposa.

c) tem a mesma pena seja se cometido por funcionário público prevalecendo-se do cargo, seja se
praticado por qualquer pessoa.

d) a pena é de detenção.

e) a pena é aplicada àquele que altera, falsifica ou faz uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou
quaisquer outros símbolos utilizados por órgãos da Administração pública.

51 Q464872 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária - Execução de
Mandados
Com relação ao crime de falsificação de documento público, é INCORRETO afirmar:

a) Equipara-se a documento público o emanado de entidade paraestatal, o título ao portador ou


transmissível por endosso, as ações de sociedade comercial, os livros mercantis e o testamento
particular.

b) Se o sujeito ativo for funcionário público e comete o crime prevalecendo-se do cargo, aumenta-se a
pena de sexta parte.

c) A pena é de reclusão, de dois a seis anos, e multa.

d) Incorre na mesma pena desse crime aquele que insere ou faz inserir na Carteira de Trabalho e
Previdência Social do empregado ou em documento que deva produzir efeito perante a Previdência
Social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter sido escrita.

e) Incorre na mesma pena desse crime aquele que insere ou faz inserir na folha de pagamento, ou em
documento de informações que seja destinado a fazer prova perante a Previdência Social, pessoa
que pos- sua a qualidade de segurado obrigatório.

52 Q456745 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Juiz do trabalho

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Em 20/10/2012 empresário é surpreendido pela fiscalização frustrando direit o assegurado pela legislação do
trabalho em razão da jornada exaustiva imposta aos empregados, tendo ficado caracterizada a condição análoga à
de escravo. No curso da ação penal, comprovou-se que o empregador lançou falsas anotações nas carteiras de
trabalho dos empregados e que, em 05/05/2010, fora condenado em outro processo, pela prática de
apropriação indébit a de contribuições previdenciárias.
Segundo o Código Penal, a conduta do empregador de lançar anotação falsa na carteira de trabalho dos
empregados pode ser tipificada como

a) estelionato.

b) fraude trabalhista.

c) falsificação de documento público.

d) falsificação de documento particular.

e) uso de documento falso.

53 Q493969 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


“Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem, em proveito próprio ou alheio, ou para
causar dano a outrem”. A conduta ora descrita, expressamente prevista no Código Penal, é denominada

a) Uso de Documento Falso.

b) Falsificação de Documento Particular.

c) Supressão de Documento.

d) Falsa Identidade.

e) Falsificação de Documento Público.

54 Q493970 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Aquele que omite em documento público declaração que dele devia constar, com o fim de alterar a verdade
sobre fato juridicamente relevante, pratica o crime previsto no Código Penal, denominado

a) Falsidade Material.

b) Falsificação de Papéis Públicos.

c) Adulteração de Selo.

d) Petrechos de Falsificação.

e) Falsidade Ideológica.

55 Q493971 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Sobre o crime de Falso Reconhecimento de Firma ou Letra, previsto no Código Penal, é correto afirmar que

a) a conduta típica consiste em reconhecer, como verdadeira, no exercício de função pública, firma ou
letra que o não seja.

b)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
b)
a conduta típica consiste em atestar ou certificar falsamente, em razão de função pública, fato ou
circunstância que habilite alguém a obter cargo público.

c) a lei apenas tipifica a conduta quando o reconhecimento falso é de assinatura aposta em documento
original público.

d) a lei admite a punição da conduta, na forma culposa.

e) a lei não admite a punição da conduta praticada por funcionário público.

56 Q516257 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Sertãozinho - SPProva: Procurador Jurídico
A falsificação de cartão de crédito é

a) fato atípico.

b) equiparada à falsificação de moeda

c) equiparada à falsificação de selo público.

d) equiparada à falsificação de documento público

e) equiparada à falsificação de documento particular.

57 Q462682 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-GOProva:


Externo
Analista de Controle
A falsa declaração de parentesco para que o interessado na aquisição de imóvel pelo Sistema Financeiro da
Habitação consiga atingir a renda exigida caracteriza o crime de

a) falsificação de documento público.

b) falsidade ideológica.

c) falsificação de documento particular.

d) falsidade material de atestado.

e) atestado ideologicamente falso.

58 Q423685 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Aquele que recebe de boa-fé, como verdadeira, moeda falsa ou alterada mas, mesmo depois de descobrir a
falsidade a restitui à circulação,

a) comete crime punível com reclusão de três a doze anos, e multa.

b) só será penalmente responsabilizado se praticar a conduta na qualidade de funcionário público.

c) comete crime punível com detenção de seis meses a dois anos, e multa.

d) não merece ser punido pois, afinal de contas, agiu de boa-fé ao receber a moeda falsa.

e) comete crime punível apenas com multa.

59 Q423686 Direito Penal Crimes contra a fé pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Aquele que confecciona um cartão de crédito falso comete o crime de ________, na modalidade equiparada.

Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna do texto

a) Moeda Falsa

b) Uso de Documento Falso

c) Falsidade Ideológica

d) Falsificação de Documento Particular

e) Falsificação de Documento Público

60 Q423687 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


A conduta que consiste em divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a outrem, conteúdo sigiloso de
processo seletivo para ingresso no ensino superior

a) é tipificada como crime, apenada com reclusão.

b) não encontra tipificação na lei penal.

c) é tipificada como crime, apenada com detenção.

d) só encontra tipificação na lei penal quando se tratar de instituição pública de ensino.

e) é enquadrada como infração penal, sujeita à pena de prisão simples.

Respostas 41: 42: 43: 44: 45: 46: 47: 48: 49: 50: 51: 52: 53: 54: 55:
56: 57: 58: 59: 60:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

61 Q416914 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 4ª REGIÃOProva:


BETA
Analista Judiciário -
Oficial de Justiça Avaliador
A respeito do crime de moeda falsa, tal como tipificado no Código Penal (art. 289),

a) há duas hipóteses de condutas culposas, uma delas de menor potencial ofensivo.

b) há uma hipótese de conduta culposa de menor potencial ofensivo.

c) há uma hipótese de conduta dolosa de menor potencial ofensivo.

d) há uma hipótese de conduta culposa, mas nenhuma de menor potencial ofensivo.

e) todas as hipóteses são de condutas dolosas, mas nenhuma de menor potencial ofensivo.

62 Q390109 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
A consumação do crime de Falso Reconhecimento de Firma ou Letra se dá quando;

a) o reconhecimento é realizado.

b) o respectivo documento é entregue a quem possa fazer dele o mau uso.

c) o respectivo documento é utilizado por qualquer pessoa.

d) o pagamento do ato de reconhecimento é realizado.

63 Q516464 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
Quem, tendo recebido de boa fé, como verdadeira, moeda falsa ou alterada, a restitui à circulação, depois de
conhecer a falsidade

a) responde pelo crime de moeda falsa, porém tem sua pena diminuída de um a dois terços.

b) incorre nas mesmas penas do crime de moeda falsa.

c) responde pelo crime culposo de moeda falsa, com pena de três meses a um ano de detenção.

d) responde pelo crime de restituição de moeda falsa à circulação e é punido somente com a pena de
multa.

e) responde pelo crime de moeda falsa, porém é punido com a pena de detenção, de seis meses a dois
anos e multa.

64 Q516467 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
São crimes praticados por particular contra a administração em geral, de acordo com o Código Penal, Capítulo II,
Título XI.

a) Contrabando ou descaminho, advocacia administrativa e fraudes em certame de interesse público.

b) Usurpação da função pública, resistência e inutilização de edital ou de sinal.

c) Falsa identidade, condescendência criminosa, desacato.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) Exercício funcional ilegal antecipado ou prolongado, supressão de documento e desobediência.

e) Advocacia administrativa, falsidade ideológica e adulteração de sinal identificador de veículo


automotor.

65 Q393355 Direito Penal Lei Maria da Penha - Lei nº 11.340 de 2006

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-CEProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
A respeito dos crimes contra o patrimônio, dos crimes contra a fé pública, da Lei de Crimes Hediondos, da Lei
Maria da Penha e da Lei Antidrogas, assinale a opção correta.

a) A pena privativa de liberdade imposta a um condenado primário, portador de bons antecedentes,


sentenciado à pena de três anos de reclusão por tráfico ilícito de substâncias entorpecentes, não
pode ser substituída por restritiva de direitos.

b) Crime de lesão corporal leve praticado em contexto de violência doméstica contra a mulher é de ação
penal pública condicionada à representação da ofendida.

c) Um réu reincidente, condenado à pena de dez anos de reclusão em regime fechado pelo crime de
estupro simples, somente poderá progredir de regime depois de cumpridos seis anos de pena.

d) Aquele que adultera fotocópia não autenticada comete o crime de falsidade ideológica.

e) Aquele que, à noite, subtrai coisa alheia móvel de residência desabitada pratica o crime de furto
simples, sem causa de aumento de pena.

66 Q381220 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Em relação aos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta.

a) Funcionário de cartório de notas que reconhecer como verdadeira, em documento particular, firma
que não o seja, comete o crime de falsificação de documento público.

b) Médico da rede pública que emite atestado médico com conteúdo falso, com o intuito de habilitar
paciente seu para o exercício de cargo público, incorre na prática do crime de atestado
ideologicamente falso.

c) Considere que determinado empregado de empresa pública tenha falsificado sua própria carteira
nacional de habilitação com a finalidade de comprovar sua capacidade legal para a condução de
motocicleta. Nessa situação, o referido empregado pratica o crime de falsificação de documento
público, devendo a pena prevista ser aumentada em razão da função pública ostentada.

d) De acordo com a jurisprudência do STJ, não configura crime de falsificação de documento público a
alteração de fotocópia autenticada de documento, visto que o conceito de documento público está
restrito à sua versão original.

e) Aquele que declara em cartório nascimento inexistente comete o crime de falsidade ideológica.

67 Q382018 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Com intenção de praticar um crime de estelionato contra uma instituição financeira, Helena entregou para
Agnaldo uma folha de papel em branco com sua assinatura para que este lavrasse uma simples declaração. No
entanto, ao preencher a folha em branco, Agnaldo lavrou uma procuração e a levou ao Cartório do 1.º Ofício de
Notas, Registro civil e Protestos do DF para reconhecimento de firma. Muito atarefado, Caio, tabelião substituto,
esqueceu-se de conferir se Helena possuía cartão de autógrafos na serventia e reconheceu sua firma, sem a
presença da subscritora do documento, e sem que constasse naquele estabelecimento o respectivo cartão de
autógrafos.

Considerando-se que até o momento a procuração não tenha sido utilizada por Agnaldo, é correto afirmar que:
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) Helena e Caio não praticaram qualquer crime, porém, Agnaldo perpetrou o crime de falsificação de
documento particular.

b) Helena e Caio não praticaram qualquer crime, porém, Agnaldo perpetrou o delito de falsidade
ideológica.

c) Helena praticou crime de tentativa de estelionato; Agnaldo, de falsidade de documento particular; e


Caio, de falso reconhecimento de firma.

d) Helena não praticou crime; Agnaldo praticou falsidade ideológica; e Caio cometeu o delito de falso
reconhecimento de firma.

e) Helena não praticou crime; Agnaldo praticou falsificação de documento particular; e Caio cometeu o
delito de falso reconhecimento de firma.

68 Q392753 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva:


Externo
Auditor de Controle
Julgue os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública e contra a fé pública.

Considere que determinado servidor público, prevalecendo-se de seu cargo, tenha falsificado o teor de um
testamento particular. Nesse caso, o servidor praticou o delito de falsificação de documento particular, que não
se equipara a documento público, e está sujeito ao aumento da pena prevista na lei penal

Certo Errado

69 Q378667 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRT - 18ª Região (GO)Prova: Juiz do trabalho
Falsificar cartão de crédito é

a) conduta atípica.

b) falsificação de documento público.

c) falsidade ideológica.

d) falsa identidade.

e) falsificação de documento particular.

70 Q389339 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Delegado de Polícia


“X”, valendo-se de um documento de identidade falsificado, consegue abrir uma conta corrente no Banco do
Brasil com a finalidade de lavar dinheiro. O bem jurídico tutelado no crime praticado por “X” é(são)

a) o patrimônio.

b) a administração da justiça.

c) a administração pública.

d) a fé pública.

e) as finanças públicas.

71 Q424350 Direito Penal Noções Fundamentais

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
No que concerne aos crimes contra a seguridade social, aos delitos contra a administração pública e aos crimes
contra a fé pública, julgue o item.

O princípio constitucional da autodefesa não alcança o indivíduo que se atribua falsa identidade perante
autoridade policial com o intento de ocultar seus maus antecedentes criminais.

Certo Errado

72 Q363405 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Escrivão de Polícia


Imagine que Pedro, ilicitamente, guarda consigo tintas, papéis e um aparelho capaz de fabricar moeda falsa. Tal
conduta.

a) configura o crime de petrechos para falsificação de moeda (CP, art. 291)


b) configura crime assimilado ao de moeda falsa (CP, art. 290).

c) configura o crime de moeda falsa (CP, art. 289)

d) não configura crime algum, por ausência de previsão legal.

e) não configura crime algum, por se tratar de mero ato preparatório.

73 Q361639 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: PGE-BAProva: Procurador do Estado


Julgue os itens que se seguem, referentes aos diversos tipos penais.

Aquele que utilizar laudo médico falso para, sob a alegação de possuir doença de natureza grave, furtar-se ao
pagamento de tributo, deverá ser condenado apenas pela prática do delito de sonegação fiscal se a falsidade
ideológica for cometida com o exclusivo objetivo de fraudar o fisco, em virtude da aplicação do princípio da
subsidiariedade.

Certo Errado

74 Q356907 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: Câmara Municipal de São Paulo - SPProva: Procurador Legislativo
Para ocultar condenações criminais anteriores, ao ser qualificado pela Autoridade Policial, Caio fez uso de
documento falso para identificar-se como seu irmão primário Tício. Consultado como parecerista sobre as razões
normativas aplicáveis a esse caso, a alternativa que serviria para fundamentar o parecer técnico apresentado à
autoridade consulente é:

a) A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça vem entendendo que, em tese, não há o crime de
uso de documento falso, eis que a conduta de Caio não extrapolou os limites da garantia
constitucional da autodefesa.

b) A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal vem entendendo


que, em tese, há o crime de uso de documento falso, eis que a conduta não se ampara na garantia
constitucional de autodefesa.

c) A doutrina brasileira vem entendendo que, em tese, a conduta de Caio não foi criminosa, eis que
amparada na garantia constitucional da autodefesa.

d)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
A jurisprudência brasileira vem entendendo que, em tese, não há crime na conduta enfocada, eis
que não extrapola os limites do direito constitucional de autodefesa.

e) A jurisprudência do Tribunal de Justiça de São Paulo vem entendendo que, em tese, não há o crime
de uso de documento falso na conduta enfocada, eis que não extrapolados os limites do direito
consti- tucional de autodefesa.

75 Q372676 Direito Penal Crimes contra a paz pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TCE-PBProva: Procurador


A respeito de crimes contra a paz, a fé e a administração públicas, assinale a opção correta conforme o CP.

a) O agente que faz uso de selo público destinado a autenticar atos oficiais de Estado sujeita-se à pena
de reclusão de dois a quatro anos e multa

b) No caso da prática de peculato culposo, se reparar o dano que causou à administração pública após
ser sentenciado, o agente poderá beneficiar-se da extinção da punibilidade, caso ainda não tenha
ocorrido o trânsito em julgado da sentença condenatória.

c) Causar incêndio, expondo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem só é punível na


modalidade dolosa.

d) A prática de constituir, organizar ou manter milícia particular sujeita o agente à pena de reclusão de
três a oito anos e multa.

e) A prática de falsificar papel de crédito público que não tenha curso legal sujeita o agente à pena de
reclusão de dois a oito anos e multa.

76 Q434437 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRE-ROProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
O crime de falsa identidade

a) só é punido quando não for elemento de crime mais grave. .

b) não se caracteriza quando o agente se faz passar por pessoa inexistente, fornecendo identidade
imaginária.

c) só se configura se tiver o objetivo de obter vantagem patrimonial.

d) exige imprudência ou negligência por parte do agente, na forma culposa.

e) não se caracteriza quando tiver o objetivo de causar dano a outrem.

77 Q352906 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Procurador Federal


Acerca da legislação penal especial e dos crimes contra a administração pública e contra a fé pública,
julgue os itens subsequentes.

Aquele que emitir, sem permissão legal, título que contenha promessa de pagamento em dinheiro ao portador
praticará crime contra a ordem econômica, as relações de consumo e a economia popular.

Certo Errado

78 Q353521 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-DFProva: Agente de Polícia


No que concerne a crimes, julgue o item a seguir.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
O empresário que inserir na carteira de trabalho e previdência social de seu empregado declaração diversa da que
deveria ter escrito cometerá o crime de falsidade ideológica.

Certo Errado

79 Q410550 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Assinale a opção correta com fundamento nos dispositivos legais pertinentes e na jurisprudência dos tribunais
superiores acerca dos delitos contra a fé pública.

a) Ainda que sobre o delito de uso de documento público ou particular materialmente falso incidam as
mesmas penas cominadas à falsificação, o uso de documento ideologicamente falso ou certidão
ideologicamente falsa constitui conduta atípica.

b) É crime próprio, praticado apenas por aquele que exerce função pública, o delito de falso
reconhecimento de firma ou letra. Por outro lado, quanto ao delito falsidade ideológica, deve incidir
causa de aumento de pena prevista em lei, se o agente ostentar a condição de funcionário público,
cometer o crime prevalecendo-se do cargo ou se a falsificação ou alteração for de assentamento de
registro civil.

c) Em atenção ao princípio da intervenção mínima, a lei penal brasileira não pune o fabrico, a guarda ou
a posse de instrumento ou aparelho destinado à falsificação de moeda ou documento público por
serem tais condutas meros atos preparatórios de delito.

d) Conforme a jurisprudência do STJ, a utilização de papel moeda falsificado, independentemente da


qualidade da falsificação, configura o delito de estelionato, cujo processamento constitui competência
da justiça estadual.

e) Sobre o delito de certidão ou atestado ideologicamente falso praticado com finalidade lucrativa
incidirá somente a pena de multa.

80 Q407313 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Com relação aos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta.

a) Quando representar crime-meio para a falsificação de papéis públicos, o crime de petrechos de


falsificação deverá ser absorvido pelo crime-fim.

b) Segundo o entendimento do STF, não comete o crime de uso de documento falso o agente que,
abordado por autoridade policial, é impelido a exibir o documento falsificado para se identificar.

c) A falsificação de cartão de crédito, por si só, não configura conduta típica punível, uma vez que esse
tipo de cartão não é um documento propriamente dito, mas constitui apenas uma base material
destinada a estampar informe ou outros dados creditícios.

d) Aquele que constituir formalmente uma empresa, inserindo nomes fictícios no contrato social,
praticará crime de falso ideológico e de falso material.

e) A produção de declaração falsa de pobreza para obter os benefícios da justiça gratuita constitui crime
de falsidade de documento particular.

Respostas 61: 62: 63: 64: 65: 66: 67: 68: 69: 70: 71: 72: 73: 74: 75:
76: 77: 78: 79: 80:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

81 Q354711 Direito Penal Crimes contra a incolumidade pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-ESProva:


BETA
Titular de Serviços de
Notas e de Registros
Em cada uma das opções a seguir, é apresentada uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada,
acerca de crimes contra a fé pública, contra a incolumidade pública e contra a paz pública. Assinale a opção em
que a assertiva está correta.

a) O veículo de um funcionário de determinada empresa de digitação que havia deixado, em seu


interior, material de trabalho sigiloso consistente em cópias de provas e gabaritos a serem utilizados
em concurso público para o preenchimento de cargos de determinado município, foi furtado, tendo
o agente subtraído, além de objetos de cunho patrimonial, as referidas cópias. Nessa situação, se o
conteúdo do material sigiloso for divulgado, o funcionário por ele responsável responderá pela prática
de crime de fraude em certame de interesse público, na modalidade culposa.

b) João, penalmente imputável, utilizando a rede mundial de computadores, incitou determinado grupo
de pessoas à prática de determinado crime. Dos vários destinatários que receberam a mensagem por
ele enviada, um cometeu o delito, tendo os demais restado inertes. Nessa situação, João será
considerado partícipe da infração estimulada.

c) Marcos, penalmente imputável, falsificou cartão de crédito e débito fazendo nele constarem dados
falsos, de modo a facilitar futuras fraudes. Nessa situação, a falsificação do cartão de crédito equipara-
se, para fins penais, à falsificação de nota promissória e de cheque, títulos de crédito equiparados a
documento público.

d) Manoel, penalmente imputável, adquiriu e guardou em depósito material explosivo destinado à


fabricação de uma bomba, que ele pretendia utilizar para explodir um edifício público. Antes de levar
a cabo seu intento, o material foi apreendido pela autoridade policial competente. Nessa situação, a
conduta de Manoel caracteriza meros atos preparatórios para o delito de explosão, não podendo
Manoel ser punido.

e) Armando, penalmente imputável, visando instruir processo seletivo para determinado cargo público,
falsificou diploma de conclusão de curso superior de uma universidade federal, entretanto, na fase de
apresentação de documentos, desistiu da seleção e não apresentou o diploma. Nessa situação, ainda
que não tenha apresentado o documento, Armando responderá pela prática do crime de falsificação
de documento público.

82 Q354662 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEGESP-ALProva: Papiloscopista


No que se refere aos crimes contra a fé pública e contra o patrimônio e à imputabilidade, julgue os itens
seguintes.

Considera-se crime contra a fé pública fraudar concurso público para órgão da administração direta do governo
federal ou vestibular para universidade particular.

Certo Errado

83 Q346565 Direito Penal Lei da Lavagem de Dinheiro - Lei nº 9.613 de 1998

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: BACENProva: Procurador


A respeito do crime de lavagem de dinheiro e dos crimes contra o sistema financeiro nacional e contra a fé
pública, assinale a opção correta à luz do entendimento do STF.

a) Em face dos princípios da especialidade e subsidiariedade, na falsificação de procurações, de


reconhecimento de firmas e de documentos do BACEN, as condutas criminais serão subsumidas pelo
crime-fim: negociação do título falso.

b) Ao delito de emissão de vinte e cinco moedas falsas nos valores de dois reais é aplicável o princípio da
insignificância, em face da inexistência de grave prejuízo ao sistema financeiro e da observância de

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
princípios constitucionais aplicáveis aos crimes.

c) Para a configuração do crime de lavagem ou ocultação de valores, é imprescindível o especial


elemento subjetivo, sob pena de exclusão da tipicidade.

d) Para a instauração da ação penal ou para o ato de recebimento da denúncia de crime de lavagem de
dinheiro, faz-se necessária a certeza quanto aos crimes antecedentes, uma vez que a tipificação está
atrelada aos bens, direitos ou valores ocultados provenientes, direta ou indiretamente, de um dos
crimes antecedentes previstos em lei.

e) O recebimento de dinheiro em espécie que o réu saiba ser de origem criminosa, mediante
mecanismos de ocultação e dissimulação da natureza, origem, localização, destinação e propriedade
dos valores, com auxílio dos agentes envolvidos no pagamento do dinheiro, caracteriza crime contra o
sistema financeiro nacional.

84 Q350429 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-DFProva: Escrivão de Polícia


A respeito de crimes contra a fé pública e a administração pública, julgue os itens subsequentes.

Restituir moeda falsa à circulação, ciente de sua falsidade, é crime que admite a modalidade culposa se o agente
tiver recebido a moeda, de boa-fé, como verdadeira.

Certo Errado

85 Q353224 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEFAZ-ESProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
No que concerne aos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, assinale opção correta de
acordo com o Código Penal.

a) O auditor tributário que desviar, em proveito próprio, quantia que tenha recebido indevidamente
para recolher aos cofres públicos cometerá crime de peculato

b) O servidor público que, com o fim de prejudicar direito ou criar obrigação, omitir, em documento
público, declaração que dele deveria constar cometerá o crime de falsidade ideológica.

c) O prefeito que, para proveito pessoal, se apropriar de rendas públicas que estejam em seu poder,
deixando de encaminhar a quantia à secretaria da fazenda do município, cometerá o crime de
emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

d) Praticará o crime de falsificação de documento público o auditor tributário que inserir dados, em
sistema de informações da fazenda estadual, no intuito de obter vantagem indevida para terceiro.

e) Não praticará crime o auditor que, ao cobrar tributo devido, exceder-se, empregando meio vexatório,
podendo esse auditor, contudo, ser responsabilizado civilmente por danos morais.

86 Q328896 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRT - 6ª Região (PE)Prova: Juiz do trabalho
Segundo a legislação penal,aquele que,na folha de pagamento, insere ou faz inserir pessoa que não possua a
qualidade de segurado obrigatório, comete o crime de:

a) falsificação de documento particular

b) falsificação de documento público.

c) atentado contra a liberdade de contrato de trabalho.

d) falsidade ideológica.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) sonegação de contribuição previdenciária

87 Q346923 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: ITESPProva: Advogado


São crimes contra a fé pública, entre outros:

a) moeda falsa, fraude para recebimento de indenização, emissão irregular de conhecimento de


depósito.

b) fraude de lei sobre estrangeiros, fraude de concorrência, registro de nascimento inexistente.

c) uso de documento falso, falsificação de produtos alimentícios, falsificação de documento público.

d) falsificação de papéis públicos, fraude de lei sobre estrangeiros, adulteração de sinal identificador de
veículo automotor.

e) fraude de concorrência, falsificação de papéis públicos, falso reconhecimento de firma ou letra

88 Q499237 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-AMProva:


Jurídico
Agente Técnico -
A respeito do crime de falsificação de documento público, é correto afirmar:

a) Os documentos emanados de entidades paraestatais não se equiparam a documento público.

b) Caracteriza-se a forma culposa do delito, quando o agente alterar documento por equívoco e sem a
intenção de prejudicar quem quer que seja.

c) É desnecessária para a caracterização desse delito que a falsificação apresente a possibilidade de


prejuízo.

d) O testamento particular equipara-se a documento público para os efeitos penais.

e) Só o funcionário público pode ser sujeito ativo desse delito.

89 Q335809 Direito Penal Crimes contra a paz pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: MPE-ROProva: Promotor de Justiça


No que se refere aos crimes contra a paz pública, a fé pública e a administração pública, assinale a opção correta.

a) Caracteriza bis in idem a condenação por crime de quadrilha armada e roubo qualificado pelo uso de
armas e concurso de pessoas.

b) Para a caracterização do crime de falsificação parcial de documento público, exige-se a produção de


dano a terceiro.

c) Não cometerá o crime de falsidade ideológica o indivíduo que deixar de declarar a verdade para a
formação de documento, se o servidor público que receber a declaração estiver adstrito a averiguar,
propiis sensibus, a veracidade desta

d) Ocorre a continuidade delitiva entre os crimes de estelionato, de receptação e de adulteração de


sinal identificador de veículo automotor praticados pelo mesmo agente, no mesmo contexto fático.

e) Para a configuração do crime de favorecimento real, a pessoa a quem o agente auxiliar já deverá ter
consumado o crime anterior, sendo-lhe assegurada a fuga

90 Q542795 Direito Penal Crimes contra a fé pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPFProva: Delegado de Polícia
Com relação aos crimes previstos no CP, julgue o item que se segue.
A falsa atribuição de identidade só é caracterizada como delito de falsa identidade se feita oralmente, com o
poder de ludibriar; quando formulada por escrito, constitui crime de falsificação de documento público.

Certo Errado

91 Q331744 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: MPE-ESProva: Promotor de Justiça


Assinale a alternativa correta.

a) O médico que pratica manobra abortiva, desconhecen do que o feto já está morto, responderá por
tentativa de aborto criminoso.

b) O crime de violação de direito autoral não admite ação penal pública incondicionada.

c) Incorrerá nas mesmas penas do crime de moeda falsa quem desviar e fizer circular moeda cuja
circulação não estava ainda autorizada.

d) Para a tipificação do crime de quadrilha ou bando, há necessidade de associação, estável ou


momentânea, de pelo menos quatro pessoas com o fim de cometer crime ou contravenção.

e) Os crimes de incêndio e explosão não admitem moda lidade culposa

92 Q331876 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalProva: Delegado de Polícia

A falsa atribuição de identidade só é caracterizada como delito de falsa identidade se feita oralmente, com o
poder de ludibriar; quando formulada por escrito, constitui crime de falsificação de documento público.

Certo Errado

93 Q493102 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MAProva:


Direito
Analista Ministerial -
Janete recebeu de boa-fé como troco numa padaria uma nota falsa de cinquenta reais. Ao utilizá-la no comércio,
foi cientificada de que se tratava de cédula falsa. Dirigiu-se, então, a outro estabelecimento e efetuou compras,
pagando com a referida cédula, que, dessa forma, voltou a circular. Nesse caso, o crime de moeda falsa

a) será imputado a Janete no tipo principal, punido com pena de reclusão e multa, porque introduziu na
circulação cédula falsa sabendo da falsidade, sendo irrelevante a forma como a recebeu.

b) não será imputado a Janete, porque recebeu a cédula falsa de boa-fé, desconhecendo a falsidade.

c) será imputado a Janete, na modalidade privilegiada, punida com pena de detenção e de multa,
porque, depois de conhecer a falsidade, restituiu a cédula à circulação.

d) não será imputado a Janete porque não adquiriu o papel-moeda por valor inferior ao que o mesmo,
se verdadeiro, representaria.

e) não será imputado a Janete porque não foi ela a autora da fabricação ou alteração do papel-moeda
colocado em circulação.

94 Q329226
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
94 Q329226
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
A respeito dos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Em razão do direito à autodefesa, a jurisprudência considera atípica a conduta de atribuir-se falsa


identidade para ocultar a condição de foragido, quando da prisão em flagrante pela prática de outro
crime.

b) A conduta do agente que utiliza meio fraudulento, tal como a cola eletrônica, para tentar a
aprovação em concurso público tipifica o crime de estelionato, uma vez que configura fraude com
vistas à vantagem ilícita de tomar posse em cargo público.

c) O crime de falso testemunho ou falsa perícia somente se configura se for praticado em processo
judicial criminal.

d) Deve ser aumentada em um terço a pena aplicada a funcionário público que pratique crime contra a
administração pública no exercício de cargo em comissão ou de função de direção ou assessoramento
de órgão da administração direta, sociedade de economia mista, empresa pública ou fundação
instituída pelo poder público.

e) Comete crime de falsidade de documento público ou particular o agente que imita ou altera a
verdade, ainda que a falsificação seja perceptível de todos, a olho nu.

95 Q318317 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: MPUProva: Analista - Direito


Com base no direito penal brasileiro, julgue os itens a seguir.

A inserção, em assentamento de registro civil, de declaração falsa com vistas à alteração da verdade sobre fato
juridicamente relevante configura crime de falsidade ideológica, com aumento de pena em razão da natureza do
documento.

Certo Errado

96 Q348182 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


Julgue o próximo item, relativo a crimes contra a fé pública.

Considere que Silas, maior, capaz, ao examinar os autos do inquérito policial no qual figure como investigado pela
prática de estelionato, encontre os documentos originais colhidos pela autoridade, nos quais seja demonstrada a
materialidade do delito investigado, e os destrua. Nessa situação, em razão desse ato, Silas responderá pelo crime
de supressão de documento

Certo Errado

97 Q348183 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


Julgue o próximo item, relativo a crimes contra a fé pública.

A consumação do crime de atestar ou certificar falsamente, em razão de função pública, fato ou circunstância
que habilite alguém a obter cargo público, isenção de ônus ou de serviço de caráter público, ou qualquer outra
vantagem ocorre no instante em que o documento falso é criado, independentemente da sua efetiva utilização
pelo beneficiário

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

98 Q348184 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


Julgue o próximo item, relativo a crimes contra a fé pública.

Considere a seguinte situação hipotética. Celso, maior, capaz, quando trafegava com seu veículo em via pública,
foi abordado por policiais militares, que lhe exigiram a apresentação dos documentos do veículo e da carteira de
habilitação. Celso, então, apresentou habilitação falsa. Nessa situação, a conduta de Celso é considerada atípica,
visto que a apresentação do documento falso decorreu de circunstância alheia à sua vontade.

Certo Errado

99 Q322363 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-PBProva: Juiz Leigo


Assinale a opção correta a respeito dos crimes contra a fé pública.

a) O uso de documento falso ou a atribuição de falsa identidade visando à ocultação de antecedentes,


ainda que para fins de autodefesa, configuram crime.

b) Para a configuração do delito de falsa identidade, não se exige que o agente se utilize de documento
verdadeiro e de titularidade de outrem, como se fosse seu, para ocultar a sua verdadeira identidade.

c) O crime de uso de documento falso, cujo resultado naturalístico deve consistir na efetiva lesão ao
bem jurídico e à fé pública, é material.

d) É necessária a realização de prova pericial para a comprovação da materialidade do crime de uso de


documento falso.

e) Admite-se a aplicação do princípio da insignificância ao crime de moeda falsa, desde que as notas
falsificadas sejam de pequeno valor, dada a mínima ofensividade da conduta do agente.

100 Q312975 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Recentemente um novo delito que lesa a fé pública foi incluído no Código Penal. Assinale a alternativa que traz o
nomen iuris
desse crime.

a) Emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

b) Fraudes em certame de interesse público.

c) Falsa identidade.

d) Inserção de dados falsos em sistemas de informações.

e) Modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações.

Respostas 81: 82: 83: 84: 85: 86: 87: 88: 89: 90: 91: 92: 93: 94: 95:
96: 97: 98: 99: 100:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

101 Q312978 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva:


BETA
Escrevente Técnico
Judiciário
Os crimes de falsificação de documento público e de prevaricação têm em comum:

a) apresentarem mais de uma conduta prevista no tipo.

b) admitirem a punição também na modalidade culposa.

c) ambos serem punidos com penas de detenção e multa.

d) a qualificadora, tratando-se de crime praticado para satisfazer interesse pessoal.

e) o fato de somente poderem ser praticados por funcionário público.

102 Q313310 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRT - 5ª Região (BA)Prova: Juiz do trabalho
Assinale a opção correta com relação aos crimes de falsidade documental.

a) Comete crime de uso de documento falso o promitente vendedor de imóvel que entrega ao oficial
do registro público cópia não autenticada de sua carteira de identidade civil na qual constem número
de registro e filiação diversos dos constantes na carteira original.

b) De acordo com expressa previsão legal, constitui crime de falsidade ideológica a conduta de atestar
ao juiz da execução penal a prestação de serviço para fins de remição de pena quando, na verdade,
não houve prestação de serviço pelo condenado.

c) Comete o crime de falsidade ideológica, ou moral, aquele que presta declaração falsa sobre o valor da
contribuição previdenciária devida.

d) A tipificação do crime de falso reconhecimento de firma ou letra, crime próprio com relação aos
sujeitos ativo e passivo, visa tutelar a fé pública, não sendo admitida a modalidade culposa desse
crime.

e) Aquele que apresenta à autoridade judicial carteira de trabalho com sua fotografia, mas na qual
conste o nome de seu irmão gêmeo, pratica o crime de uso de documento falso particular.

103 Q312720 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Médico clínico


O médico que, no exercício da profissão, dá atestado falso

a) comete crime punível com detenção e, se o crime é cometido com o fim de lucro, aplica-se também
multa.

b) não comete crime, mas ficará sujeito às penalidades do Conselho Regional de Medicina.

c) responde criminalmente apenas se ficar comprovado que recebeu algum pagamento para praticar o
ato.

d) comete o crime de falsidade ideológica, sujeitando-se à pena de detenção.

e) comete o crime de falsidade ideológica e ficará sujeito à pena de reclusão.

104 Q301971 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-MAProva: Juiz de Direito

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ana recebeu de Bete um cheque em pagamento de uma dívida de dez mil reais e, ato contínuo, inseriu o
algarismo 1 antes do valor numérico preenchido no documento e as palavras “cento e” antes da palavra “dez”,
alterando o valor do cheque para cento e dez mil reais. Na sequência, transferiu o cheque, por endosso, a
Camila, de quem recebeu a quantia de cem mil reais.

Em face dessa situação hipotética, assinale a opção correta de acordo com posicionamento sumulado do STJ.

a) Caso o cheque seja compensado e seja descoberta a fraude, Camila deverá responder por uso de
documento falso em concurso com estelionato.

b) Ana deve responder pelo falso material, ainda que tenha recebido o cheque com a assinatura do
emitente falsificada.

c) Ana deve responder apenas pelo crime de estelionato.

d) Ana deve responder, cumulativamente, por falsificação de documento e estelionato.

105 Q303087 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Juiz federal


Assinale a opção correta com relação a crimes contra o patrimônio, a dignidade sexual, a paz pública e a fé
pública.

a) No crime de apropriação indébita previdenciária, o juiz pode deixar de aplicar a pena ou aplicar
somente a pena de multa, se o agente for primário e tiver bons antecedentes, desde que tenha
promovido o pagamento da contribuição previdenciária, incluídos os acessórios, antes do recebimento
da denúncia.

b) Por força do princípio constitucional da ampla defesa, não responderá pelo crime de falsa identidade
aquele que se identificar com nome de outrem perante a autoridade policial a fim de evitar o
cumprimento de mandado judicial de prisão expedido contra si.

c) Considere a seguinte situação hipotética.


Nos autos de interceptação telefônica judicialmente autorizada na forma da lei, foram identificados e
processados criminalmente três entre quatro indivíduos que se comunicavam constantemente para
planejar a prática de vários crimes de falsificação de carteira de trabalho e da previdência social.
Nessa situação, embora comprovada a associação estável e permanente para a prática de crimes, não
se poderá condenar por crime de quadrilha os três indivíduos identificados, devido à ausência da
identificação do quarto comparsa.

d) No crime de tráfico internacional de pessoa para fim de exploração sexual, o CP não prevê causa
especial de redução de pena, salvo aquela em favor do agente que também já tiver sido vítima do
mesmo delito, situação essa em que a pena será reduzida de um sexto a um terço.

e) Aquele que fabricar uma nota de cinco reais similar à verdadeira não poderá ser beneficiado pela
incidência do princípio da insignificância, ainda que seja primário e de bons antecedentes.

106 Q319439 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-SPProva: Agente Fiscal de


Rendas - Gestão Tributária
Em relação ao delito de falsificação de documento público, é correto afirmar que

a) também o configura a falsificação do conteúdo do documento, embora verdadeira a forma.

b) os títulos transmissíveis por endosso podem ser objeto material da infração.

c) a pena deve ser aumentada da sexta parte se o agente é funcionário público, mesmo que não se
prevaleça do cargo.

d) admite a forma culposa.

e) não é absorvido pelo estelionato, ainda que nele se exaure, sem mais potencialidade lesiva, segundo
entendimento sumulado do Superior Tribunal de Justiça.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

107 Q311435 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Em 15/10/2005, nas dependências do banco Y, Carlos,
com o objetivo de prejudicar direitos da instituição financeira,
preencheu e assinou declaração falsa na qual se autodenominava
Maurício. No mesmo dia, foi até outra agência do mesmo banco e,
agindo da mesma forma, declarou falsamente chamar-se Alexandre.
Em 1/5/2010, Carlos foi denunciado, tendo a denúncia sido
recebida em 24/5/2010. Após o devido processo legal, em sentença
proferida em 23/8/2012, o acusado foi condenado a um ano e dois
meses de reclusão, em regime inicialmente aberto, e ao pagamento
de doze dias-multa, no valor unitário mínimo legal. A pena
privativa de liberdade foi substituída por uma pena restritiva de
direitos e multa. O MP não apelou da sentença condenatória.

Com relação à situação hipotética acima, julgue os itens seguintes.

Ao preencher e assinar declarações adotando nome falso, Carlos praticou o crime de falsidade ideológica.

Certo Errado

108 Q300858 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Escrivão de Polícia Civil


Aquele que desvia e faz circular moeda, cuja circulação não estava ainda autorizada, incorre nas penas do crime
de

a) falsidade ideológica.

b) petrechos para falsificação de moeda.

c) moeda falsa.

d) emissão de título ao portador sem permissão legal.

e) falsificação de papéis públicos.

109 Q297855 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: CNJProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Em relação a crimes contra a fé e a administração públicas e de
abuso de autoridade, julgue os itens subsequentes.

Crime de falsificação de documento público, quando cometido por funcionário público, admite a modalidade
culposa –– hipótese em que a pena é reduzida.

Certo Errado

110 Q318032 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Perito Criminal


O crime de Falsidade de Atestado Médico tem por su-jeito(s) ativo(s)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) o médico, no exercício de sua profissão.

b) qualquer pessoa.

c) o médico, o dentista, o farmacêutico e o psicólogo.

d) o médico, dentro e fora do exercício de sua profissão.

e) qualquer pessoa, quando o crime é cometido com o fim lucrativo.

111 Q371031 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-PIProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
No que se refere aos crimes contra o patrimônio e a fé pública previstos no CP, assinale a opção correta.

a) A emissão de cheque sem fundos caracteriza fraude no pagamento por meio de cheque,
caracterizando circunstância atenuante de pena o fato de o criminoso ser primário e o prejuízo ser de
pequeno valor.

b) Segundo entendimento do STJ, o agente que falsificar procuração pública no intuito de cometer um
crime de estelionato responderá pela prática do crime de falsificação de documento público e de
estelionato.

c) Será típica a conduta de três agentes que invadam terreno particular no intuito de praticar esbulho
possessório, ainda que eles não empreguem violência física. Nesse caso, a ação penal será privada.

d) É típica a conduta do agente que emite duplicata que não corresponda à mercadoria vendida, em
quantidade ou qualidade, o que configura crime de fraude no comércio.

e) O agente que dá em pagamento ou em garantia coisa própria inalienável ou gravada em ônus,


silenciando sobre essas circunstâncias, pratica uma das modalidades do crime de fraude contra
credores.

112 Q371032 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-PIProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Considerando que o titular de cartório de notas tenha reconhecido, em determinado documento, firma falsa
como verdadeira, assinale a opção correta.

a) Conforme a natureza do documento, a conduta do titular do cartório poderá configurar o crime de


falsificação de documento público ou privado.

b) Seja o documento público ou privado, o titular do cartório estará sujeito à pena prevista para o crime
de falsidade ideológica.

c) A conduta, ainda que dolosa, do titular do cartório em apreço é atípica, mas ele poderá ser
responsabilizado administrativa e civilmente por qualquer dano causado às partes.

d) A conduta do titular do cartório só será punível se o documento for público.

e) O titular do cartório só será punido se tiver agido dolosamente, sendo atípica a conduta culposa.

113 Q289358 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRE-MSProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
No âmbito da administração pública, o agente que

a) provoca instauração de investigação administrativa contra alguém, imputando-lhe falta de que o sabe
inocente, comete o crime de denunciação caluniosa.

b)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
altera teor de certidão verdadeira, para provar fato que habilite alguém a obter cargo público ou
outra vantagem comete o crime de falsidade ideológica.

c) pede dinheiro a pretexto de influir na decisão de juiz eleitoral incorre em crime de tráfico de
influência.

d) solicita para si vantagem indevida em razão da função pública que exerce incide no crime de
corrupção ativa.

e) altera parte de documento público verdadeiro pratica o crime de supressão de documento.

114 Q289504 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRE-MSProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Silas, maior e capaz, foi abordado por policiais militares e, ao ser questionado acerca do documento de
identificação, apresentou, como sendo seu, o único documento que carregava, um título de eleitor, autêntico,
pertencente a terceira pessoa. Nessa situação hipotética,

a) a conduta de Silas ajusta-se ao crime de uso de documento de identidade alheio.

b) Silas praticou o crime de falsidade ideológica.

c) configurou-se o delito de uso de documento falso.

d) Silas perpetrou o crime de falsa identidade.

e) a conduta de Silas foi atípica, pois ele exibiu o documento apenas por exigência dos policiais.

115 Q314254 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador


No que se refere aos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, aos delitos previstos na Lei de Licitações e à aplicação de
pena, julgue os itens consecutivos.

O crime de uso de documento falso é formal, consumando-se com a simples utilização do documento reputado
falso, não se exigindo a comprovação de efetiva lesão à fé pública, o que afasta a possibilidade de aplicação do
princípio da insignificância, em razão do bem jurídico tutelado.

Certo Errado

116 Q280620 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O crime de “petrechos de falsificação” (CP, art. 294), por expressa disposição do art. 295 do CP, tem a pena
aumentada de sexta parte se o agente

a) é funcionário público.

b) é funcionário público, e comete o crime, prevalecendo-se do cargo.

c) tem intuito de lucro.

d) confecciona documento falso hábil a enganar o homem médio.

e) causa, com sua ação, prejuízo ao erário público.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

117 Q280621 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O crime de falsificação de documento público, do art. 297 do CP,

I. configura-se apenas se a falsificação é total, ou seja, a mera alteração de documento público verdadeiro não
constitui crime;

II. também se configura se o documento trata-se de testamento particular;

III. também se configura se o documento trata-se de livro mercantil.

É correto, apenas, o que se afirma em

a) III.

b) II e III.

c) II.

d) I e II.

e) I.

118 Q274435 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: SPTransProva: Advogado


Nos crimes contra a fé pública, é correto afirmar que

a) o sujeito ativo que falsifica e usa o documento é punido pelos dois crimes.

b) na falsificação de documento público, a condição de funcionário público é causa de aumento de


pena, ainda que não se prevaleça do cargo.

c) a consumação dos crimes de falsificação de documento se dá com o uso do documento falsificado.

d) a cópia autenticada de documento não se equipara ao documento público.

e) a ação penal do crime de falsificação de documento particular é de iniciativa pública, incondicionada.

119 Q275384 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ROProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta.

a) O simples porte de documento de identidade falsificado caracteriza-se como crime de uso de


documento falso.

b) A consumação do crime de falsa identidade depende da obtenção da vantagem pretendida pelo


agente, com a atribuição falsa da identidade.

c) O uso de documento verdadeiro de identidade de terceiro caracteriza-se como crime de uso de


documento falso.

d) O crime de certidão ou atestado falso consuma-se com o uso do documento falsificado e enseja a
punição da falsidade material e da falsidade ideológica.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) Considere que um homem tenha retirado o edital de citação de sua companheira, o qual estava
afixado na entrada do fórum de sua cidade, a fim de evitar que outras pessoas tomassem
conhecimento desse documento. Nessa situação, esse homem responderá pelo delito de supressão
de documento público.

120 Q265157 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRF - 5ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Em relação aos crimes contra a fé pública previstos no Código Penal brasileiro é correto afirmar,

a) Excepcionalmente admitem a modalidade culposa quando se tratar de falsificação de documento


particular.

b) Exigem como elemento a imitação ou alteração da verdade; a possibilidade de dano e o dolo.

c) A alteração inapta a induzir número indeterminado de pessoas leva à consideração da forma tentada
em qualquer caso.

d) No crime de moeda falsa, mesmo ausente a capacidade ilusória da contrafação, tem-se caracterizada
sua consumação.

e) Tratando-se de crimes formais não admitem forma tentada.

Respostas 101: 102: 103: 104: 105: 106: 107: 108: 109: 110: 111: 112: 113:
114: 115: 116: 117: 118: 119: 120:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

121 Q269827 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: MPE-RRProva: Promotor de Justiça


BETA

Com relação aos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta com base no que dispõe o CP, no
entendimento doutrinário e no posicionamento dos tribunais superiores.

a) A conduta consistente em usar fita adesiva ou isolante para modificar letras ou números da placa de
veículo automotor não caracteriza, segundo o STJ, crime de adulteração de sinal identificador de
veículo automotor, subsistindo, entretanto, a responsabilidade penal por crime de falsificação de
documento público.

b) O delito de fraude em certame de interesse público, com o fim de beneficiar o próprio agente ou a
outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, incide apenas nos concursos públicos.

c) É circunstância qualificadora do crime de fraude em certame de interesse público o fato de a fraude


ser praticada por funcionário público e resultar em danos para a administração pública, com o fim
especial de, por qualquer forma, o funcionário obter vantagem econômica.

d) O crime de fraude em certame de interesse público é consumado com a efetiva utilização ou


divulgação da informação sigilosa, ainda que o destinatário já tenha conhecimento do objeto sob
sigilo e não consiga êxito no certame.

e) A agravante prevista nos crimes de falsificação de papéis públicos somente terá incidência sobre o
funcionário público cujas atividades estejam diretamente relacionadas com os documentos
contrafeitos e desde que tenha ele se prevalecido do cargo para a prática da infração, não bastando
a simples condição de funcionário.

122 Q289120 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Juiz do trabalho
Para efeitos penais, NÃO se equipara a documento público

a) o cheque.

b) o atestado médico particular.

c) a duplicata.

d) as ações de sociedade comercial.

e) a letra de câmbio.

123 Q259350 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TRE-RJProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
A respeito dos delitos resultantes de preconceito (Lei n.º 7.716/1989) e das disposições da parte especial do Código Penal, julgue o item
seguinte.

A conduta consistente na emissão de título ao portador sem permissão legal constitui crime contra a fé pública.

Certo Errado

124 Q397663 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
O ato de reconhecer, como verdadeira, no exercício de função pública, firma ou letra que não o seja é crime

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) de ação pública condicionada à representação da vítima.

b) apenado com reclusão se o documento é público, e detenção ou multa, se o documento é


particular.

c) somente se a norma penal for complementada pelas Normas de Serviço da Corregedoria Geral de
cada estado da Federação.

d) apenado com reclusão em qualquer hipótese.

125 Q397763 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
O ato de atestar ou certificar falsamente fato ou circunstância que habilite alguém a obter cargo público, isenção
de ônus ou de serviço de caráter público, ou qualquer outra vantagem,

a) é considerado crime somente se praticado por delegados do serviço notarial e de registro.

b) só pode ser considerado crime se praticado em razão de função pública.

c) é considerado crime somente se praticado por delegados do serviço notarial de registro e seus
subordinados.

d) somente pode ser considerado crime se praticado em razão de função pública e se provada a
ocorrência de prejuízo.

126 Q248682 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


Julgue os itens a seguir, que versam sobre crimes relacionados às licitações e delitos contra a fé
pública e as relações de consumo.

O agente que falsificar e, em seguida, usar o documento falsificado responderá apenas pelo crime de falsificação.

Certo Errado

127 Q248762 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRT - 4ª REGIÃO (RS)Prova: Juiz do trabalho
Incorre nas penas cominadas ao delito de falsificação de documento público quem

a) deixa de lançar mensalmente nos títulos próprios da contabilidade da empresa as quantias


descontadas dos segurados ou as devidas pelo empregador ou pelo tomador de serviços.

b) insere, em documento contábil ou em qualquer outro documento relacionado com as obrigações da


empresa perante a previdência social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter constado.

c) omite, total ou parcialmente, receitas ou lucros auferidos, remunerações pagas ou creditadas e


demais fatos geradores de contribuições sociais previdenciárias.

d) omite de folha de pagamento da empresa ou de documentos de informações previstos pela


legislação previdenciária segurados empregado, empresário, trabalhador avulso ou trabalhador
autônomo ou a este equiparado que lhe prestem serviços.

e) insere, em documento particular, declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de
prejudicar direito, criar obrigação ou alterar verdade sobre fato juridicamente relevante.

128 Q249298 Direito Penal Crimes contra a fé pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRT - 20ª REGIÃO (SE)Prova: Juiz do trabalho
NÃO incorre nas penas cominadas ao delito de falsificação de documento público quem

a) omite, em documento público, declaração que dele devia constar, ou nele insere ou faz inserir
declaração falsa ou diversa da que devia ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou
alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante.

b) insere, em documento contábil ou em qualquer outro documento relacionado com as obrigações da


empresa perante a previdência social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter constado.

c) insere, na folha de pagamento ou documento de informações que seja destinado a fazer prova
perante a previdência social, pessoa que não possua a qualidade de segurado obrigatório.

d) omite, em documento relacionado com as obrigações da empresa perante a previdência social, o


nome do segurado e seus dados pessoais, a remuneração, a vigência do contrato de trabalho ou de
prestação de serviços.

e) faz inserir, na Carteira de Trabalho e Previdência Social do empregado ou em documento que deva
produzir efeito perante a previdência social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter sido
escrita.

129 Q236063 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalPFederal


rova: Agente de Polícia
Em cada um dos itens de 92 a 95 é apresentada uma situação hipotética, acerca dos crimes contra a
pessoa, contra o patrimônio, contra a fé pública e contra a administração pública, seguida de uma
assertiva a ser julgada.

Luiz, proprietário da mercearia Pague Menos, foi preso em flagrante por policiais militares logo após passar troco
para cliente com cédulas falsas de moeda nacional de R$ 20,00 e R$ 10,00. Os policiais ainda apreenderam, no
caixa da mercearia, 22 cédulas de R$ 20,00 e seis cédulas de R$ 10,00 falsas. Nessa situação, as ações praticadas
por Luiz — guardar e introduzir em circulação moeda falsa — configuram crime único.

Certo Errado

130 Q236128 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalPFederal


rova: Papiloscopista da Polícia
Em cada um dos próximos itens é apresentada uma situação hipotética, acerca dos crimes contra a
pessoa, contra o patrimônio, contra a fé pública e contra a administração pública, seguida de uma
assertiva a ser julgada.

Luiz, proprietário da mercearia Pague Menos, foi preso em flagrante por policiais militares logo após passar troco
para cliente com cédulas falsas de moeda nacional de R$ 20,00 e R$ 10,00. Os policiais ainda apreenderam, no
caixa da mercearia, 22 cédulas de R$ 20,00 e seis cédulas de R$ 10,00 falsas. Nessa situação, as ações praticadas
por Luiz — guardar e introduzir em circulação moeda falsa — configuram crime único.

Certo Errado

131 Q236221 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: MPE-PEProva: Analista Ministerial -


Área Jurídica
Leo adquiriu de pessoa desconhecida um aparelho destinado à falsificação de moeda. Em seguida, fabricou várias
cédulas falsas de cem reais e as colocou em circulação, adquirindo bens diversos. Nesse caso, Leo responderá

a) pelos crimes de petrechos para falsificação de moeda, em continuidade delitiva.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) unicamente pelo crime de petrechos para falsificação de moeda.

c) pelos crimes de petrechos para falsificação de moeda e moeda falsa, em concurso formal.

d) pelos crimes de petrechos para falsificação de moeda e moeda falsa, em concurso material.

e) unicamente pelo crime de moeda falsa.

132 Q268054 Direito Penal Crimes contra a incolumidade pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Juiz de Direito


Considerando o que dispõe o CP a respeito dos crimes contra a incolumidade, a paz, a fé e a administração
públicas, assinale a opção correta.

a) Não integram o tipo penal perigo de desastre ferroviário os veículos de tração mecânica por meio de
cabo aéreo.

b) Considere que João, Pedro, Antônio e Joaquim, todos maiores de idade, associem-se com a finalidade
de falsificar um único ingresso de evento esportivo. Nessa situação, a conduta dos agentes se amolda
ao crime de quadrilha.

c) Suponha que Maria, de dezenove anos de idade, receba, de boa-fé, de um desconhecido passe falso
de transporte de empresa administrada pelo governo e o utilize imediatamente após ser alertada, por
seu irmão, da falsidade do bilhete. Nessa situação, a conduta de Maria caracteriza-se como atípica.

d) Responde criminalmente o funcionário público que, em razão da função, e mesmo antes de assumi-la,
aceita promessa de vantagem indevida, ainda que não venha a recebê-la.

e) Não é prevista a modalidade culposa para o crime de desabamento.

133 Q235498 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva:


Externo
Auditor de Controle
A respeito dos crimes contra a fé pública, dos crimes previstos na
Lei de Licitações, bem como dos princípios e conceitos gerais de
direito penal, julgue os itens a seguir.

É crime próprio, que somente pode ter como sujeito ativo o servidor público, falsificar, no todo ou em parte,
atestado ou certidão, ou alterar o teor de certidão ou atestado, para produzir prova de fato que habilite alguém
a obter cargo público.

Certo Errado

134 Q235499 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva:


Externo
Auditor de Controle

A falsificação de moeda e a falsificação de documento particular, bem como a falsidade ideológica e a falsidade de
atestado médico, são crimes contra a fé pública. Os dois primeiros dizem respeito à forma do objeto falsificado,
que é criado ou alterado materialmente pelo agente; os dois últimos referem-se à falsidade do conteúdo da
declaração contida no documento, que, entretanto, é materialmente verdadeiro.

Certo Errado

135 Q231484
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
135 Q231484
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Clemente falsificou um alvará judicial para levantamento de depósito judicial em nome de Clementina. Clementina
foi até a agência bancária e o apresentou ao caixa, que acabou descobrindo a falsificação. Nesse caso, Clemente

a) e Clementina responderão pelo crime de falsificação de papéis públicos.

b) responderá pelo crime de falsificação de documento público e Clementina por uso de documento
falso.

c) e Clementina responderão pelo crime de falsificação de documento público.

d) responderá pelo crime de falsificação de papéis públicos e Clementina por uso de papel público
falsificado.

e) responderá pelo crime de falsificação de documento particular e Clementina por uso de documento
falso.

136 Q231579 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: Prefeitura de São Paulo - SPProva: Auditor Fiscal do
Município
No que concerne aos crimes contra a fé pública, é INCORRETO afirmar que

a) não há crime se a falsidade ideológica versar sobre fato juridicamente irrelevante.

b) não há falsidade ideológica se o conteúdo da declaração retrata a opinião do agente e não um fato.

c) para a caracterização do crime de falsidade ideológica basta a potencialidade de um evento danoso.

d) o crime de falsificação de documento particular pode ser praticado na forma dolosa ou culposa.

e) o testamento particular é considerado documento público para os efeitos penais.

137 Q234999 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: PC-CEProva: Inspetor de Polícia


Julgue os próximos itens, referentes aos crimes contra a fé pública.

Se um indivíduo adquirir, gratuitamente, maquinismo para falsificar moedas e alcançar o seu intento, então, nesse
caso, ele responderá pelo crime de moeda falsa em concurso com o delito de petrechos para falsificação de
moeda.

Certo Errado

138 Q235000 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: PC-CEProva: Inspetor de Polícia

Considere que, em uma batida policial, um indivíduo se atribua falsa identidade perante autoridade policial com o
intento de ocultar seus maus antecedentes. Nessa situação, conforme recente decisão do STF, configurar-se-á
crime de falsa identidade, sem ofensa ao princípio constitucional da autodefesa.

Certo Errado

139 Q262159
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
139 Q262159
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRT - 20ª REGIÃO (SE)Prova: Juiz do trabalho
No que concerne aos crimes de falsidade documental, é correto afirmar que

a) a falsificação de testamento particular tipifica o delito de falsificação de documento público e a de


duplicata o crime de falsificação de documento particular.

b) na falsidade ideológica é fraudada a própria forma do documento, alterada no todo ou em parte.

c) o estelionato se exaure no falso e é por este absorvido quando não revele mais potencialidade lesiva,
segundo entendimento sumulado do Superior Tribunal de Justiça.

d) há concurso material de infrações se o agente, além de falsificar, também usar o documento


fraudado, consoante pacífico entendimento dos Tribunais Superiores.

e) configura causa de aumento da pena nos delitos de falsificação de documento público e falsidade
ideológica a circunstância de o agente ser funcionário público e cometer o crime prevalecendo-se do
cargo.

140 Q215768 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TCE-APProva: Analista de Controle


Externo - Controle Externo
Quem

a) corrige erros materiais em um contrato comete crime de alteração de documento particular


verdadeiro.

b) desvia e faz circular moeda cuja circulação não estava autorizada só responde por crime contra a fé
pública se a autorização para circulação não vier a ser dada.

c) possui objeto especialmente destinado à falsificação de moeda só responde por crime contra a fé
pública se vier a utilizá-lo efetivamente para a falsificação de moeda.

d) comparece a juízo sob nome falso, a fim de manter- se isento da mácula nos registros públicos,
comete crime de falsa identidade.

e) restitui à circulação, tendo recebido de boa fé, como verdadeira, moeda falsa ou alterada, depois de
conhecer a falsidade, não comete nenhum delito.

Respostas 121: 122: 123: 124: 125: 126: 127: 128: 129: 130: 131: 132: 133:
134: 135: 136: 137: 138: 139: 140:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

141 Q210355 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TRE-PEProva:


BETA
Analista Judiciário -
Área Judiciária
O crime de uso de documento falso

a) só se caracteriza se a falsidade do documento for material.

b) é punível a título de culpa.

c) caracteriza-se independentemente do agente ter ciência da falsidade.

d) pode ser cometido com dolo eventual.

e) não pode ser cometido pelo autor da falsificação.

142 Q214263 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TCE-PRProva: Analista de Controle


A diferença entre falsidade material e ideológica de documento é que na falsidade material

a) frauda-se a forma do documento e na ideológica o conteúdo é falso.

b) frauda-se o conteúdo e na ideológica a forma do documento.

c) a conduta é omissiva, e no falso ideológico ela é comissiva.

d) exige-se o dolo e na ideológica aceita-se a culpa.

e) há previsão de aumento especial de pena e na ideológica não.

143 Q288258 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TCE-SEProva: Analista de Controle


Externo - Coordenadoria
Jurídica
A respeito do crime de uso de documento de identidade alheia previsto no art. 308 do Código Penal, é correto
afirmar que

a) não se exige que o uso do documento de identidade alheia tenha por finalidade a obtenção de
vantagem.

b) exige-se que o uso do documento de identidade alheia tenha por finalidade a intenção de causar
dano.

c) configura o delito o simples porte ou guarda de documentos de identidade alheia.

d) para configurar o delito na forma culposa, é necessário que tenha ocorrido imprudência ou
negligência na guarda do documento.

e) não configura o delito a cessão gratuita de documento próprio para que outrem dele se utilize.

144 Q216434 Direito Penal Tipicidade

Ano: 2011 Banca: CESPE Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Juiz federal


Márcio, maior, capaz, reincidente em crime doloso, comprou, na mercearia do bairro em que mora, na cidade de
São João de Meriti – RJ, gêneros alimentícios no montante de R$ 60,00, pagou as compras com duas cédulas de
R$ 50,00, cuja inaltenticidade era de seu pleno conhecimento, e recebeu o troco em moeda nacional autêntica.
No dia seguinte, arrependido de sua conduta pela repercussão que poderia adquirir, procurou o proprietário da
mercearia, Paulo, maior capaz e com ensino médio completo, confessou o ocorrido, restituiu o troco e pagou

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
integralmente, com dinheiro legal, as mercadorias. Paulo chamou a polícia, que encontrou, no caixa da mercearia,
apenas uma das cédulas falsificadas, tendo sido ela apreendida. Márcio foi conduzido à delegacia, ocasião em que
foram encontrados em sua posse os seguintes petrechos destinados especificamente à falsificação de moeda:
duas matrizes metálicas e faixa magnética que imita o fio de segurança de cédulas autênticas.

A partir dessa situação hipotética, assinale a opção correta.

a) Paulo deve ser acusado da prática do delictum privilegiatumde reinserir em circulação moeda falsa,
classificado como de menor potencial ofensivo, ainda que alegue desconhecer norma legal proibitiva,
caso se comprove que ele, tendo recebido como verdadeira cédula falsa, portanto, de boa-fé, a
tenha restituído à circulação, após perceber sua inautenticidade, para evitar prejuízo a seu regular
comércio.

b) Tendo sido o crime praticado sem violência ou grave ameaça a pessoa, com posterior reparação do
prejuízo sofrido pela vítima, e em face do comportamento voluntário do agente, anterior ao
oferecimento da denúncia, fica caracterizado o arrependimento eficaz, o que impõe a redução da
pena de um a dois terços.

c) Caso se demonstre, na instrução do processo, que Márcio é o autor da falsificação do dinheiro e


igualmente o responsável por sua circulação, ele deverá ser responsabilizado por concurso material,
em face da peculiaridade do tipo misto cumulativo que caracteriza o crime de moeda falsa.

d) No caso de moeda falsa, o CP estabelece a sanção na modalidade culposa, de maneira excepcional,


em duas circunstâncias: quando o agente tem ciência da falsidade da moeda e a guarda ou a tem em
depósito de forma culposa, ou quando, ciente da falsidade, igualmente de forma culposa, a restitui à
circulação.

e) O delito de posse de petrechos para falsificação de moeda, previsto em tipo próprio no CP como ato
preparatório, de perigo abstrato, deve ser punido de forma independente e autônoma em relação ao
crime de falsificação, posse e circulação da moeda.

145 Q209196 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: INFRAEROProva: Advogado


Paulo recebeu um cheque de R$ 300,00 em pagamento da venda de mercadoria. Depositado, o cheque foi
devolvido por insuficiência de fundos. Novamente depositado, tornou a ser devolvido por insuficiência de fundos.
Após seis meses, tendo ocorrido a prescrição, Paulo endossou o cheque e o transferiu a José, que alterou o valor
para R$ 3.000,00 e ingressou em juízo com ação monitória contra o emitente. Nesse caso, José

a) não responderá por nenhum delito porque o cheque estava prescrito.

b) responderá por falsificação de documento particular.

c) responderá por falsificação de documento público.

d) responderá por uso de documento público falso.

e) responderá por uso de papel público alterado.

146 Q249919 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: VUNESP Órgão: TJM-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O crime de falsidade ideológica, presentes os demais elementos legais, apenas se configura se

I. o documento é público, não havendo crime se o documento é particular;

II. ocorre a inserção de declaração falsa, não havendo crime se ocorre a omissão de declaração verdadeira
relevante;

III. o agente é funcionário público, não havendo crime se a conduta é praticada por particular.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Assinale a alternativa que classifica corretamente, como verdadeiros (V) ou falsos (F), os itens que completam a
proposição, de acordo com o art. 299 do CP.

a) I - F; II - F; III - F.

b) I - V; II - F; III - F.

c) I - V; II - V; III - F.

d) I-F; II-V; III-V.

e) I-V; II-V; III-V.

147 Q204601 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva: Procurador


No crime de uso de documento falso,

a) a infração não se tipifica no caso de a falsidade do documento utilizado ser meramente ideológica.

b) a pena cominada é sempre a mesma, independentemente da natureza do documento.

c) há concurso com o delito de falso, se o agente que usa o documento é o próprio responsável pela
falsificação, segundo amplo entendimento jurisprudencial.

d) o objeto material pode ser simples fotocópia falsificada, ainda que não autenticada.

e) a consumação se dá com o efetivo uso do documento, não se exigindo resultado naturalístico, já que
se trata de delito formal.

148 Q204602 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva: Procurador


No crime de falsificação de documento público,

a) ser o agente funcionário público é causa de aumento da pena, ainda que não se tenha prevalecido
do cargo.

b) a forma do documento é verdadeira, mas seu conteúdo é falso.

c) o objeto material pode ser testamento particular.

d) a falsificação deve ser integral, não se punindo a meramente parcial.

e) não basta para a tipificação da infração a alteração de documento público verdadeiro.

149 Q204603 Direito Penal Classificação dos crimes

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva: Procurador


Dentre os crimes contra a fé pública, NÃO constitui crime próprio

a) a falsificação de selo ou sinal público.

b) o falso reconhecimento de firma ou letra.

c) a certidão ou atestado ideologicamente falso.

d) a falsidade de atestado médico.

e) a fraude de lei sobre estrangeiro.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

150 Q86893 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TRF - 1ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Execução de Mandados
Aquele que falsifica a assinatura de avalista numa nota promissória, da qual é credor, responderá pelo crime de

a) falsa identidade.

b) falsidade ideológica.

c) falsificação de documento particular.

d) falsificação de documento público.

e) uso de documento falso.

151 Q105114 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Ao ser parado numa blit z
, Tício, em razão de seus antecedentes criminais, apresentou aos policiais a carteira de
identidade de Élvio, na qual havia inserido a sua
fotografia. A conduta de Tício caracterizou o delito de

a) falsificação de documento particular.

b) falsidade ideológica.

c) falsificação de documento público.

d) falsa identidade.

e) uso de documento falso.

152 Q252343 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
O uso de documento falso, artigo 304 do Código Penal, é absorvido pelo estelionato quando

a) não pode ser absorvido.

b) se exaure sem mais potencialidade lesiva.

c) o crime de estelionato não for qualificado

d) o agente é funcionário público.

153 Q121302 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Qual o tipo penal consistente na prática de reconhecer, como verdadeira, no exercício de função
pública, firma ou letra que não o seja?

a) Falso reconhecimento de firma ou letra.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) Falsidade ideológica.

c) Petrechos de falsificação.

d) Falsidade documental.

154 Q85443 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Nos termos do quanto determina o art. 293 do Código Penal, aquele que recebe de boa-fé selo destinado a
controle tributário, descobre que se trata de papel falso e o restitui à circulação

I. comete crime de falsidade ideológica;

II. recebe a mesma pena daquele que falsificou o selo;

III. comete crime contra a fé pública.

Completa adequadamente a proposição o que se afirma em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

155 Q85444 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O médico que, no exercício de sua profissão, dá atestado falso comete crime de

a) falsidade de atestado médico (CP, art. 302).

b) falsificação de documento público (CP, art. 297).

c) falsificação de documento particular (CP, art. 298).

d) certidão ou atestado ideologicamente falso (CP, art. 301).

e) falsidade material de atestado ou certidão (CP, art. 301, §1.º).

156 Q83538 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2011 Banca: CESPE Órgão: PC-ESProva: Delegado de Polícia


Acerca das disposições constitucionais e legais aplicáveis ao
processo penal, julgue os itens a seguir.

Em crimes de moeda falsa, a jurisprudência predominante do STF é no sentido de reconhecer como bem penal
tutelado não somente o valor correspondente à expressão monetária contida nas cédulas ou moedas falsas, mas
a fé pública, a qual pode ser definida como bem intangível, que corresponde, exatamente, à confiança que a
população deposita em sua moeda.

Certo Errado
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Certo Errado

157 Q90616 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2011 Banca: CESPE Órgão: STMProva: Analista Judiciário -


Execução de Mandados
Em cada um dos itens a seguir, é apresentada uma situação
hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, a respeito dos
crimes contra a administração pública.

Jonas, réu em ação penal, ficou irritado com a inclusão de seu nome no rol de denunciados e, ao ser citado pelo
oficial de justiça, rasgou o mandado e os documentos que o acompanhavam, lançando-os, com desprezo, no
rosto do oficial. Nessa situação, Jonas praticou dois delitos: inutilização de documento público e desacato.

Certo Errado

158 Q83771 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: DPE-BAProva: Defensor Público


Em cada um nos itens seguintes, é apresentada uma situação
hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada com lastro no
direito penal.

Instaurado processo administrativo disciplinar contra o servidor público estadual Jonas, este, no dia em que seria
ouvido pela comissão processante, encaminhou ao presidente da comissão, via fax simile
, cópia não autenticada
de atestado médico que, noticiando ser ele portador de grave problema cardíaco concedia-lhe afastamento por
quinze dias. Apurou-se que o atestado era falso. Nessa situação, em face da impropriedade material do objeto,
não há crime de uso de documento falso.

Certo Errado

159 Q79177 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: ABINProva: Oficial Técnico de


Inteligência - Área de Direito
Julgue o próximo item com base no que estabelece o Código Penal sobre falsidade documental e crimes
praticados por funcionário público.

A omissão, em documento público, de declaração que dele deveria constar, ou a inserção de declaração falsa ou
diversa da que deveria ter sido escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre
fato jurídico relevante, sujeita o funcionário público a pena de reclusão de um a cinco anos e multa, se o
documento for público; e de um a três anos e multa, se o documento for particular. A pena será aumentada em
um sexto se a falsificação ou alteração for de assentamento de registro civil.

Certo Errado

160 Q79281 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: ABINProva: Oficial Técnico de


Inteligência - Área de Direito
Com base nos delitos em espécie, julgue os próximos itens.

Um agente que tenha adquirido cinco cédulas falsas de R$ 50,00 com o intuito de introduzi-las no comércio local
deve responder pelo tipo de moeda falsa, visto que, nessa situação, não se aplica o princípio da insignificância
como causa excludente de tipicidade.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

Respostas 141: 142: 143: 144: 145: 146: 147: 148: 149: 150: 151: 152: 153:
154: 155: 156: 157: 158: 159: 160:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

161 Q77954 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: FCC Órgão: TCE-APProva: Procurador


BETA

Constituem objeto material do delito de falsificação de documento público:

a) as letras de câmbio, mas não o testamento particular.

b) o cheque e o testamento particular.

c) os emanados de entidade paraestatal, mas não as ações de sociedade mercantil.

d) os livros mercantis, mas não a duplicata.

e) as notas promissórias, mas não o warrant .

162 Q77222 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: FCC Órgão: TCE-ROProva: Auditor


NÃO constitui causa de aumento da pena o fato de o agente ser funcionário público e cometer o seguinte crime
contra a fé pública no exercício ou prevalecendo-se do cargo ou função:

a) falsificação de selo ou sinal público.

b) falsificação de documento público.

c) falsidade de atestado médico.

d) falsidade ideológica.

e) adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

163 Q77359 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2010 Banca: FCC Órgão: TCE-ROProva: Procurador


Segundo entendimento sumulado do Superior Tribunal de Justiça, se o agente, para obter vantagem ilícita em
prejuízo alheio, falsifica documento público, responderá por

a) estelionato.

b) estelionato e falsificação de documento público, em concurso material.

c) falsificação de documento público.

d) estelionato e falsificação de documento público, em concurso formal.

e) estelionato e falsificação de documento público, em continuidade delitiva.

164 Q77362 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: FCC Órgão: TCE-ROProva: Procurador


Inserir ou fazer inserir em documento contábil ou em qualquer outro documento relacionado com as obrigações
da empresa perante a previdência social declaração falsa ou diversa da que deveria ter constado, tipifica delito

a) contra a ordem tributária.

b) contra a fé pública.

c) praticado por particular contra a administração em geral.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) contra a administração da justiça.

e) contra as finanças públicas.

165 Q82773 Direito Penal Noções Fundamentais

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: MPE-ROProva: Promotor de Justiça


Com relação às normas penal e processual penal, assinale a opção correta.

a) O dispositivo que trata do crime de uso de documento falso é norma imperfeita em seu preceito
primário, porque remete o intérprete a outros tipos penais para conceituar os papéis falsificados, e
norma penal em branco em seu preceito secundário, por remeter a outro artigo para apurar a pena
cominada.

b) A lei penal e a lei processual penal observam o princípio da irretroatividade, excepcionando os casos
em que a lei retroage para beneficiar o réu.

c) A lei penal e a lei processual penal observam o princípio da territorialidade absoluta em razão de a
prestação jurisdicional ser uma função soberana do Estado, que só pode ser exercida nos limites do
território nacional.

d) O dispositivo legal que prevê o estado de necessidade é uma norma penal não incriminadora
permissiva justificante porque tem por finalidade afastar a ilicitude da conduta do agente.

e) Caso haja antinomia entre duas leis penais, devem ser observados os seguintes critérios:
especialidade, subsidiariedade, consunção, alternatividade e exclusão.

166 Q60611 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Juiz do trabalho
Assinale a opção correta acerca dos crimes de falsidade documental.

a) A substituição de fotografia em documento público de identidade verdadeiro pertencente a outrem,


com a intenção de falsificá-lo, configura o crime de falsificação de documento público.

b) Ante a ausência de espontaneidade, não há crime de uso de documento falso quando o agente o
exibe para a sua identificação em virtude de exigência por parte de autoridade policial.

c) Para a aplicação da pena pela prática do delito de falsificação de sinal público, é irrelevante o fato de
o agente ser funcionário público, ainda que cometa o crime prevalecendo-se do cargo.

d) Para a aplicação da pena pela prática do delito de falsidade ideológica, é irrelevante o fato de o
documento ser público ou particular.

e) Para que tenha início a persecução penal no crime de falsificação de documento público, deve haver
o esgotamento da via administrativa no intuito de atestar a falsidade documental.

167 Q85583 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Assinale a alternativa correta com relação ao tratamento que o Código Penal dá à falsificação do tít ulo ao
portador ou transmissível por endosso e do testamento particular.
a) São, ambos, equiparados a documentos públicos.

b) São, ambos, equiparados a documentos particulares.

c) Apenas o primeiro é equiparado a documento público.

d) O segundo é equiparado a documento particular.

e) O primeiro é equiparado a documento particular; o segundo é equiparado a documento público.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

168 Q37086 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: FCC Órgão: TRF - 4ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária - Execução de
Mandados
Mário falsificou, em parte, testamento particular. Neste caso, Mário

a) cometeu crime de falsidade ideológica.

b) cometeu crime de falsificação de documento público.

c) não cometeu crime tipificado no Código Penal Brasileiro.

d) cometeu crime de falsificação de documento particular.

e) cometeu crime de supressão de documento.

169 Q33221 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Procurador Federal


Acerca dos crimes relativos a licitação, crimes contra a fé pública
e crimes contra as relações de consumo, julgue os itens a seguir.

É atípica a conduta do agente que desvia e faz circular moeda cuja circulação ainda não estava autorizada, pois
constitui elementar do crime de moeda falsa a colocação em circulação de moeda com curso legal no país ou no
exterior.

Certo Errado

170 Q27559 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: EMBASAProva: Advogado


Acerca do direito penal e processual penal, considerando a
legislação pertinente, a doutrina e a jurisprudência do STF e do
STJ, julgue os itens que se seguem.

Segundo o STJ, no caso de crime de falsificação de moeda, a norma penal não busca resguardar somente o
aspecto patrimonial, mas também, e principalmente, a moral administrativa, que se vê flagrantemente abalada
com a circulação de moeda falsa. No entanto, a pequena quantidade de notas ou o pequeno valor de seu
somatório é suficiente para quantificar como pequeno o prejuízo advindo do ilícito perpetrado, a ponto de
caracterizar a mínima ofensividade da conduta para fins de exclusão de sua tipicidade.

Certo Errado

171 Q77057 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2010 Banca: CESPE Órgão: TRE-MTProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Acerca dos crimes contra a fé e a administração públicas, assinale a opção correta.

a) O crime de uso de documento falso não possui preceito secundário específico, sendo aplicável a tal
crime a pena cominada à falsificação ou à alteração do documento.

b) Considerando que um indivíduo tenha falsificado cinquenta moedas metálicas de vinte e cinco
centavos de reais, colocando-as em circulação, segundo o entendimento do Superior Tribunal de
Justiça (STJ), por serem as moedas de pequeno valor, será aplicável o princípio da insignificância, pela
mínima ofensividade da conduta do agente.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) No crime de corrupção passiva, a pena não será aumentada se, em consequência da vantagem ou
promessa, o funcionário retardar ou deixar de praticar qualquer ato de ofício, pois tal fato já constitui
elementar do crime.

d) Praticará crime de prevaricação o funcionário público que deixe de responsabilizar, por indulgência,
subordinado que cometa infração no exercício do cargo, tendo competência para fazê-lo.

e) O indivíduo que, no exercício da função pública, tenha praticado violência contra colega de trabalho
responderá por lesões corporais, pois não há previsão de crime funcional próprio semelhante.

172 Q56656 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2009 Banca: FCC Órgão: DPE-MTProva: Defensor Público


O funcionário público, lotado em bilheteria de ferrovia estatal, que falsifica e vende bilhetes de passagem,
apropriando- se do respectivo valor, comete crime de

a) peculato.

b) furto qualificado pela fraude.

c) falsificação de documento público.

d) falsificação de documento particular.

e) apropriação indébita.

173 Q15707 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: TRF - 1ª REGIÃOProva: Juiz federal


Em relação aos vários institutos de direito penal, assinale a opção correta.

a) Considere a seguinte situação hipotética. Mauro, médico do conveniado ao SUS, foi denunciado por
concussão, e impetrou habeas corpus alegando atipicidade da conduta em virtude de a Lei n.º
9.983/2000 ser posterior ao fato imputado na denúncia, datado de 1995. Essa lei modificou o art.
327, § 1.º, CP, ampliou o conceito de funcionário público e acrescentou a expressão "e quem
trabalha para empresa prestadora de serviço, contratada ou conveniada, para a execução de
atividade típica da administração pública". Nessa situação, a ordem deve ser denegada, pois a norma
penal não incriminadora pode retroagir, ainda que indiretamente haja imputação criminosa.

b) Segundo o CP, os prazos de prescrição são reduzidos pela metade quando o criminoso é maior de 70
anos de idade na data da sentença condenatória. Tal regra não se aplica à publicação do acórdão
proferido no julgamento de apelação do réu que não era septuagenário na data da sentença, mas
que já atingira aquela idade quando publicado o acórdão.

c) A jurisprudência unânime do STF é de que a pena cominada no CP para a receptação qualificada é


inconstitucional, por ofensa aos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade, pois é prevista
pena mais severa para o agente que obrigatoriamente deve saber da origem ilícita do produto, em
relação àquele que, eventualmente, saiba de tal origem.

d) No delito de furto, por serem incompatíveis, é vedada a aplicação simultânea da qualificadora do


concurso de pessoas com o privilégio decorrente do fato de o criminoso ser primário e ser de
pequeno valor a coisa furtada.

e) Ainda que seja a nota falsificada de pequeno valor, descabe, em princípio, aplicar ao crime de moeda
falsa o princípio da insignificância, pois, tratando-se de delito contra a fé pública, é inviável a afirmação
do desinteresse estatal na sua repressão.

174 Q69394 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Oficial de Justiça


Com relação aos crimes relacionados à falsidade documental, pode-se afirmar que

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
I. é criminosa a conduta daquele que exibe, voluntariamente, à polícia, carteira de motorista que sabe ser falsa;

II. o médico, não funcionário público, que emite atestado falso, pratica crime específico chamado de falsidade de
atestado médico;

III. o crime de falsidade ideológica prevê uma causa de aumento de pena na hipótese de o agente ser
funcionário público e cometer o crime prevalecendo-se do cargo.

Está correto o contido em

a) I, somente.

b) I e II, somente.

c) I e III, somente.

d) II e III, somente.

e) I, II e III.

175 Q69395 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Oficial de Justiça


O crime de falsificação de selo ou sinal público consiste

a) tão somente na alteração do documento.

b) tão somente da adulteração do documento.

c) tão somente na fabricação do documento.

d) na fabricação ou alteração do documento.

e) tão somente na criação do documento.

176 Q126685 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: FCC Órgão: TCE-GOProva: Analista de Controle


Externo - Direito
Considere:

I. Carta dirigida ao chefe de repartição pública.

II. Cheque.

III. Testamento particular.

IV. Livro Mercantil.

Equiparam-se a documento público, para os efeitos penais, os indicados APENAS em

a) I e III.

b) I, II e IV.

c) I e IV.

d) II e III.

e) II, III e IV.

177 Q47281
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
177 Q47281
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: SECONT-ESProva:


Direito
Auditor do Estado –
Julgue os itens que se seguem a respeito do direito penal.

A conduta de quem se declara falsamente pobre visando obter os benefícios da justiça gratuita subsume-se ao
delito de falsificação de documento particular.

Certo Errado

178 Q47796 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: TRE-MAProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
A respeito dos crimes contra a fé pública, assinale a opção correta.

a) A utilização de papel moeda grosseiramente falsificado configura, em tese, o crime de moeda falsa,
de competência da justiça federal.

b) Em se tratando de concurso de crimes em que um deles tutela a fé pública, a jurisprudência do STJ


inadmite a absorção de um delito de pena mais grave por outro de pena menor.

c) A substituição de fotografia no documento de identidade verdadeiro caracteriza, em tese, o delito


de falsa identidade.

d) Aquele que, por solicitação de um policial, apresenta carteira de habilitação falsa não comete o crime
de uso de documento falso, uma vez que a conduta não foi espontânea.

e) No delito de falsidade ideológica, o documento é formalmente perfeito, sendo, no entanto, falsa a


ideia nele contida.

179 Q112815 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: TRE-MAProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Com relação aos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Policial civil que ingressa no depósito de veículos e subtrai uma motocicleta apreendida comete o
crime de peculato desvio.

b) Comete o crime de concussão o médico de hospital público que exige de paciente, em razão de sua
função, dinheiro para viabilizar o atendimento pelo SUS.

c) Se um gerente do Banco do Brasil, entidade paraestatal, apropriar- se de dinheiro particular de que


tem a posse em razão do cargo, o crime por ele cometido será o de apropriação indébita, uma vez
que ele não pode ser considerado funcionário público para fins penais.

d) No crime de concussão, o ressarcimento do dano é causa de extinção da punibilidade.

e) Para que se configure o crime de desvio irregular de verbas, é necessário que as contas do gestor
público sejam rejeitadas pelo tribunal de contas.

180 Q95620 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: PC-RNProva: Escrivão de Polícia Civil


A pessoa que, ao comparecer no cartório competente, omite o nome de herdeiro que deveria constar de
certidão de óbito, com o fim de prejudicar direito de terceiros, comete o crime de

a) falsificação de documento público.

b) falsidade ideológica.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
b)

c) emissão de certidão ideologicamente falsa.

d) supressão de documento.

e) falsificação de documento particular.

Respostas 161: 162: 163: 164: 165: 166: 167: 168: 169: 170: 171: 172: 173:
174: 175: 176: 177: 178: 179: 180:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

181 Q95623 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: PC-RNProva: Escrivão de Polícia Civil


BETA

Assinale a opção correta acerca dos crimes contra a fé e a administração pública.

a) O agente que dá causa à instauração de investigação policial contra alguém, imputando-lhe crime de
que o sabe inocente, pratica o crime de comunicação falsa de crime.

b) O agente que provoca a ação da autoridade policial, registrando a ocorrência de homicídio que sabe
não se ter verificado, comete o crime de denunciação caluniosa.

c) É atípica a conduta do agente que, buscando notoriedade, acusa-se perante a autoridade policial de
ser autor de crime praticado por outrem.

d) O indiciado que inova artificiosamente documento, falsificando-o no intuito de fazer prova junto a IP
responde pelos crimes de fraude processual, falsificação e uso de documento falso.

e) A testemunha que faz afirmação falsa durante o IP e a ação penal comete o crime de falso
testemunho, sendo que o fato deixa de ser punível se o agente declara a verdade antes da
sentença.

182 Q95720 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: SEAD-SE (FPH)Prova: Procurador


Acerca dos crimes contra a fé pública, julgue os itens
subsequentes.

É atípica a conduta de quem restitui à circulação cédula recolhida pela administração pública para ser inutilizada.

Certo Errado

183 Q95721 Direito Penal Tipicidade

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: SEAD-SE (FPH)Prova: Procurador

O direito penal não pune os atos meramente preparatórios do crime, razão pela qual é atípica a conduta de
quem simplesmente guarda aparelho especialmente destinado à falsificação de moeda sem efetivamente praticar
o delito.

Certo Errado

184 Q44650 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: CEHAP-PBProva: Advogado


Acerca dos crimes contra a fé pública e o Sistema Financeiro Nacional, assinale a opção correta.

a) Comete o crime de falsificação de documento público o agente que altera certidão emanada de
entidade paraestatal.

b) Comete o crime de falsificação de documento particular o agente que falsifica ações de sociedade
comercial.

c) Comete o crime de falsidade ideológica o agente que mantém repartição pública em erro
relativamente a situação financeira, sonegando-lhe informações.

d) Comete o crime de uso de documento falso o agente que se atribui falsa identidade, para realização
de operação de câmbio.

185 Q33007
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/5
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
185 Q33007
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


Julgue os itens a seguir acerca dos crimes contra a fé pública.

No crime de falsificação de documento público, a circunstância de ser o sujeito ativo funcionário público,
independentemente de ter ele se prevalecido do cargo e, com isso, obtido vantagem ou facilidade para a
consecução do crime, é um indiferente penal.

Certo Errado

186 Q33008 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união

De acordo com o STJ, a falsificação nitidamente grosseira de documento afasta o delito de uso de documento
falso, haja vista a inaptidão para ofender a fé pública.

Certo Errado

187 Q12963 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2009 Banca: FCC Órgão: MPE-CEProva: Promotor de Justiça


O crime de uso de documento falso

a) é de ação penal pública condicionada.

b) admite a suspensão condicional do processo se a falsificação for de documento particular.

c) admite tentativa, pois não se trata de crime instantâneo.

d) ocorre mesmo quando o agente é forçado pela autoridade a exibir o documento, segundo pacífico
entendimento jurisprudencial.

e) permite a transação na modalidade culposa.

188 Q202267 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Promotor de Justiça


Diante do que dispõe o art. 297, § 2.º, do Código Penal, não se equiparam a documento público, para efeitos
penais,

a) as ações de sociedade comercial.

b) os títulos não mais transmissíveis por endosso.

c) os livros mercantis.

d) os testamentos hológrafos.

e) os documentos emanados de entidade paraestatal.

189 Q60330 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2008 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Juiz de Direito


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/5
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
O agente que recebe de terceiro desconhecido motor de procedência indeterminada, com o número
adulterado, ciente dessa circunstância, e o instala em seu veículo, responde

a) por receptação dolosa.

b) por receptação dolosa em concurso material com o crime de adulteração de sinal identificador de
veículo automotor.

c) pelos delitos referidos na alínea anterior, em concurso formal.

d) somente pelo crime de adulteração de sinal identificador de veículo automotor por ser apenado mais
gravemente que a receptação.

190 Q11916 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: FCC Órgão: MPE-PEProva: Promotor de Justiça


A conduta do agente que altera, em parte, testamento particular, configura crime de

a) corrupção ativa.

b) falsificação de documento particular.

c) corrupção passiva.

d) favorecimento pessoal.

e) falsificação de documento público.

191 Q61320 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: MPE-RRProva: Promotor de Justiça


Em cada um dos itens de 40 a 45, é apresentada uma situação
hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada, relativa a
contravenções penais, crimes contra o patrimônio, fé pública,
administração pública e tortura.

Álvaro foi parado em uma blit z


promovida pela Polícia Rodoviária Federal, tendo sido apurado que vestia uniforme
militar, contendo as insígnias de tenente. Ao lhe ser solicitada a apresentação de documento, apresentou
documento de identidade militar. Os policiais rodoviários entraram em contato com a Polícia Militar e apuraram
que Álvaro não pertencia à corporação. Foi, então, realizado o levantamento dos antecedentes criminais de
Álvaro, constatando-se a existência de diversos inquéritos policiais em andamento pela prática do crime de
estelionato. Nessa situação, Álvaro praticou contravenção penal de uso indevido de uniforme ou distintivo, em
concurso material com o crime de uso de documento falso, sendo este último de competência da justiça militar.

Certo Errado

192 Q61323 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: MPE-RRProva: Promotor de Justiça

Júlio falsificou certidão atestando o óbito de sua esposa e, munido desse documento, requereu pensão por
morte perante a previdência social, tendo recebido o benefício durante três anos, até que foi descoberta a
fraude. Nessa situação, Júlio poderá ser punido pelos crimes de falsificação de documento público e estelionato
contra o ente previdenciário, devendo o processo tramitar na justiça federal.

Certo Errado

193 Q80512
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/5
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
193 Q80512
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: FCC Órgão: MPE-RSProva: Secretário de


Diligências
No que concerne aos delitos de falsidade documental, NÃO se equiparam ao documento público

a) os títulos ao portador.

b) as declarações assinadas por particular com firma reconhecida.

c) os testamentos particulares.

d) os títulos transmissíveis por endosso.

e) os livros mercantis.

194 Q12058 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: FCC Órgão: TRF - 5ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
João alterou documento verdadeiro emanado de entidade paraestatal. João responderá por crime de

a) falsificação de documento público.

b) falsificação de documento particular.

c) falsidade ideológica.

d) falsificação de selo ou sinal público.

e) supressão de documento.

195 Q100238 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: SEMAD-ARACAJUProva: Procurador Municipal


Com relação aos crimes contra a fé pública, julgue os itens que se
seguem.

Considere a seguinte situação hipotética.


Kátia, proprietária de uma lanchonete, recebeu, de boa-fé, uma moeda falsa. Após constatar a falsidade da
moeda, para não ficar no prejuízo, Kátia restituiu a moeda à circulação. Nessa situação, a conduta de Kátia é
atípica, pois ela recebeu a moeda falsa de boa-fé.

Certo Errado

196 Q100239 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: SEMAD-ARACAJUProva: Procurador Municipal

No crime de falsificação de documento público, se o agente é funcionário público e comete o delito


prevalecendo-se do cargo, sua pena será aumentada em um sexto.

Certo Errado

197 Q100240 Direito Penal Crimes contra a fé pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/5
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: SEMAD-ARACAJUProva: Procurador Municipal

Não comete o crime de falsidade ideológica o agente que declara falsamente ser pobre, assinando declaração de
pobreza para obter os benefícios da justiça gratuita, pois a declaração não pode ser considerada documento para
fins de consumar o crime mencionado.

Certo Errado

198 Q100241 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: SEMAD-ARACAJUProva: Procurador Municipal

O crime de falsidade material de atestado ou certidão prevê pena de detenção ao agente que o pratica. No
entanto, se o crime for praticado com o fim de lucro, aplica-se, além da pena privativa de liberdade, a pena de
multa.

Certo Errado

199 Q100242 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2008 Banca: CESPE Órgão: SEMAD-ARACAJUProva: Procurador Municipal

Pratica o crime de uso de documento falso o agente que tem o mencionado documento apreendido por
autoridade incompetente.

Certo Errado

200 Q99549 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: CESPE Órgão: DPUProva: Defensor Público


A respeito do direito penal, julgue os itens seguintes.

A ofensividade mínima no caso do crime de falsificação de moeda, que leva à aplicação da medida
descriminalizadora, não está diretamente ligada ao montante total contrafeito, mas sim à baixa qualidade do
produto do crime.

Certo Errado

Respostas 181: 182: 183: 184: 185: 186: 187: 188: 189: 190: 191: 192: 193:
194: 195: 196: 197: 198: 199: 200:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/5
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

201 Q409638 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Técnico Judiciário


BETA

A ação incriminada no art. 293 do Código Penal é a de falsificar papéis públicos. Diante dessa afirmativa,
pergunta-se: como, nos termos da lei, essa falsificação pode ser feita?

a) A falsificação somente pode ser feita tendo como objeto os papéis públicos, uma vez que tanto no
art. 293 do CP quanto em qualquer outro artigo de lei que trate sobre a matéria, não há previsão
legal para a hipótese de falsificação de documento particular.

b) Pela fabricação ou alteração do papel público.

c) Exclusivamente por meio da imitação fraudulenta do papel público.

d) Exclusivamente por meio da contrafação do papel público.

e) Exclusivamente por meio da modificação do papel público.

202 Q5206 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: FCC Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Quem fornece para terceiros equipamento especialmente destinado à falsificação de moeda, pratica o crime de

a) favorecimento pessoal.

b) moeda falsa em co-autoria.

c) receptação.

d) favorecimento real.

e) petrechos para falsificação de moeda.

203 Q101509 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: CESPE Órgão: TJ-TOProva: Juiz de Direito


Wellington, tencionando lotear solo para fins urbanos no estado do Tocantins, apresentou, como conduta
anterior, documentos falsos para fins de registro no cartório imobiliário, tendo sido, na ocasião, preso em
flagrante. Na delegacia, confessou que apresentara os documentos para posteriormente lotear o solo.

Com relação à situação hipotética acima, é correto afirmar que Wellington praticou

a) conduta atípica, visto que não chegou a parcelar o solo urbano, não tendo ultrapassado a fase de
cogitação do it er criminis
.

b) conduta descrita no art. 50, inciso I, da Lei n.º 6.766/1979: “dar início de qualquer modo, ou efetuar
loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos sem autorização do órgão público
competente” em concurso material com crime do art. 304 do Código Penal: “fazer uso de qualquer
dos papéis falsificados ou alterados a que se referem os arts. 297 a 302”.

c) conduta descrita no art. 50, inciso I, da Lei n.º 6.766/1979: “dar início, de qualquer modo, ou
efetuar loteamento ou desmembramento do solo para fins urbanos sem autorização do órgão público
competente”, aplicando-se o princípio da absorção em relação ao crime do art. 304 do Código Penal.

d) apenas o crime capitulado no artigo 304 do Código Penal (uso de documentos falsos).

204 Q395689 Direito Penal Classificação dos crimes

Ano: 2007 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Técnico Judiciário


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
O funcionário público que for condenado por falsificar documento particular terá sua pena

a) aumentada da sexta parte.

b) fixada nos limites legais entre 2 a 6 anos de reclusão e multa.

c) fixada nos limites legais entre 1 a 5 anos de reclusão e multa.

d) aumentada da metade.

e) extinta, caso repare o dano antes da sentença condenatória.

205 Q198190 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: FCC Órgão: Prefeitura de São Paulo - SPProva: Auditor Fiscal do
Município
A falsificação de nota promissória configura o crime de

a) falsificação de documento particular.

b) falsidade ideológica.

c) uso de documento falso.

d) falsificação de selo ou sinal público.

e) falsificação de documento público.

206 Q198191 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2007 Banca: FCC Órgão: Prefeitura de São Paulo - SPProva: Auditor Fiscal do
Município
Aquela que omite, em documento particular, declaração que dele devia constar, com o fim de criar obrigação,
comete o crime de

a) uso de documento falso.

b) falsidade ideológica.

c) supressão de documento.

d) atestado ideologicamente falso.

e) falsificação de documento particular.

207 Q53814 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2006 Banca: FCC Órgão: TRF - 1ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Luiz, tão logo seu tio faleceu, alterou o testamento particular por ele deixado para lhe atribuir parte da herança.
Luiz responderá por crime de

a) supressão de documento.

b) falsificação de documento particular.

c) falsidade ideológica.

d) falsidade material de atestado ou certidão.

e) falsificação de documento público.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

208 Q33531 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2006 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PBProva: Auditor - Ciências


Contábeis
A aposição de assinatura falsificada em cheque de terceiro configura o crime de

a) falsidade ideológica.

b) uso de documento falso.

c) falsa identidade.

d) falsificação de documento público.

e) falsificação de documento particular.

209 Q101368 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2006 Banca: CESPE Órgão: DETRAN-PAProva: Procurador


Acerca dos crimes contra a administração pública, praticados por funcionários públicos, assinale a opção correta.

a) Quanto à classificação doutrinária, o crime de corrupção passiva é material, seja pela sua definição
legal seja peloit er criminis
percorrido.

b) À luz da lei penal vigente, considera-se funcionário público, para efeitos penais, quem ingressou no
serviço público mediante concurso público de provas ou de provas e títulos.

c) Consuma-se o crime de concussão quando o funcionário público efetivamente recebe a vantagem


indevida em razão do cargo.

d) O Código Penal não admite a hipótese do crime de peculato de uso.

210 Q444709 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2006 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Técnico Judiciário


Com relação ao crime de uso de documento falso, é correto afirmar que

a) pratica o crime aquele que sabe estar usando documento em que consta firma falsamente
reconhecida.

b) responde pelas mesmas penas do crime em questão aquele que destrói, suprime, ou oculta, em
benefício próprio, de outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular verdadeiro de
que não se podia dispor.

c) caso o documento falsificado seja público, a pena será aplicada em dobro.

d) não será julgada criminosa a conduta daquele que usar atestado médico falso, pois esse tipo de
documento não se encontra incluído no conceito dos papéis falsificados ou alterados previstos no art.
304 do Código Penal.

e) se trata de crime cuja conduta do agente consiste exclusivamente no uso de papéis falsificados.

211 Q459726 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2006 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-SPProva: Agente Fiscal de


Tributos Estaduais
No crime de falsidade ideológica,

a)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
é prescindível o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente
relevante.

b) a circunstância de ser o documento público ou particular não interfere na pena.

c) a inserção de declaração falsa deve ocorrer em documento público.

d) ser o agente funcionário público é causa de aumento da pena, ainda que não se tenha prevalecido
do cargo

e) se a falsificação é de assentamento de registro civil, a pena deve ser aumentada.

212 Q101999 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2005 Banca: CESPE Órgão: TRT - 16ª REGIÃO (MA)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária - Execução de
Mandados
Julgue os itens a seguir, relativos aos crimes contra a
administração pública.

Quando o desvio de verba pública se verifica em favor do próprio ente público, com utilização diversa da prevista
na sua destinação, em desacordo com as denominações legais, o que ocorre é o delito de peculato culposo.

Certo Errado

213 Q102000 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2005 Banca: CESPE Órgão: TRT - 16ª REGIÃO (MA)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária - Execução de
Mandados

1 Sujeito passivo do crime de extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento, tipificado no Código
Penal, é o Estado e, eventualmente, o particular proprietário do documento confiado à administração pública.

Certo Errado

214 Q102003 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2005 Banca: CESPE Órgão: TRT - 16ª REGIÃO (MA)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária - Execução de
Mandados

Estudantes de direito, atuando como estagiários na defensoria pública, mesmo sem designação regular da
Procuradoria-Geral da Justiça, podem ser considerados funcionários públicos, na definição ampla dada pelo Código
Penal.

Certo Errado

215 Q102757 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2005 Banca: CESPE Órgão: TRE-MTProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Determinado prefeito, nos dois últimos quadrimestres do último ano de seu mandato, autorizou a prefeitura a
assumir obrigação cuja despesa não podia ser paga no mesmo exercício financeiro, restando parcela a ser paga no
exercício seguinte, para a qual não existia contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa.

Com relação à situação hipotética apresentada, assinale a opção correta.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) O prefeito poderá ser responsabilizado, na esfera penal, pela prática do crime de peculato.

b) O sucessor do prefeito deverá pagar a obrigação assumida pelo seu antecessor, sob pena de também
ser responsabilizado penalmente.

c) O prefeito poderá ser responsabilizado, na esfera penal, pela prática do crime de emprego irregular
de verbas ou rendas públicas.

d) O prefeito poderá ser responsabilizado, na esfera penal, pela prática de crime contra as finanças
públicas.

e) O prefeito poderá ser responsabilizado, na esfera penal, pela prática do crime de prevaricação.

216 Q277824 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2004 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


Em cada um dos itens subseqüentes, é apresentada uma situação
hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada.

Maria inseriu, falsamente, em sua carteira de trabalho e previdência social, visando adquirir alguns bens a crédito,
um contrato de trabalho por meio do qual exercia função de secretária-executiva, com salário de R$ 1.800,00
mensais, na empresa Transportadora J&G Ltda. Posteriormente, Maria fez uso da carteira de trabalho em uma loja
de eletrodomésticos, ao adquirir, a crediário, um televisor e um videocassete. Nessa situação, consoante
orientação do STJ, Maria praticou os crimes de falsidade de documento público e uso de documento falso.

Certo Errado

217 Q441753 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPE-DFProva: Defensor Público


Julgue os seguintes itens, relativos aos crimes de porte ilegal de arma de fogo, roubo e falsificação.

O agente que falsificar cartão de crédito ou débito cometerá,em tese, o crime de falsificação de documento
particular previsto no CP.

Certo Errado

218 Q521344 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRF - 1ª REGIÃOProva: Juiz federal


Segundo o CP, deverá ser tipificada como crime contra a fé pública a conduta de

a) agente que adulterar sinais que identifiquem um veículo automotor.

b) funcionário público que inserir dados falsos em banco de dados da administração pública para obter
vantagem indevida para si.

c) funcionário público que devassar o sigilo de proposta de concorrência pública.

d) particular que rasgar edital afixado por ordem de funcionário público.

e) agente que devassar indevidamente o conteúdo de correspondência fechada dirigida a outrem.

219 Q521349 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRF - 1ª REGIÃOProva: Juiz federal
Em cada uma das opções abaixo, é apresentada uma situação hipotética, seguida de assertiva a ser julgada.
Assinale a opção que apresenta a assertiva correta.

a) Júlio recebeu de boa-fé moeda falsa em transação comercial e, após saber da falsidade e visando
evitar prejuízo, restituiu a moeda à circulação ao realizar compras em um supermercado. Nessa
situação, ao fazer pagamento de suas compras com moeda falsa, Júlio praticou crime punido com
pena de detenção.

b) Renato, guarda municipal de cidade brasileira, favoreceu a remessa de um lote de trinta armas de
fogo de uso permitido, sem autorização da autoridade competente, para país fronteiriço com o Brasil.
Nessa situação, Renato praticou crime de tráfico internacional de arma de fogo, sem que incida causa
de aumento de pena prevista no Estatuto do Desarmamento.

c) José, com o intuito de enganar representante de instituição bancária para celebrar contrato de
mútuo, apresentou contracheque e identidade falsos na ocasião do negócio. Nessa situação, praticou
crime contra o sistema financeiro.

d) Paulo e Pedro, ambos com bons antecedentes e sem condenação anterior transitada em julgado,
associaram-se a outros quatro indivíduos com o intuito de praticar reiteradamente a venda de
substâncias entorpecentes. Nessa situação, Paulo e Pedro cometeram delito de associação para o
tráfico e, em razão de seus antecedentes pessoais, devem ser beneficiados com diminuição de pena
prevista na Lei de Entorpecentes.

e) Tarcísio, presidente de uma organização não governamental, deixou de repassar à previdência social
as contribuições recolhidas dos empregados dessa associação no prazo e na forma legal e
convencional. Nessa situação, caso tenha agido com dolo específico, ou seja, com intuito deliberado
de fraudar a previdência social, Tarcísio terá cometido delito de apropriação indébita previdenciária.

Respostas 201: 202: 203: 204: 205: 206: 207: 208: 209: 210: 211: 212: 213:
214: 215: 216: 217: 218: 219:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17383&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

01 Q835013 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: TRE-BAProva:


BETA
Analista Judiciário -
Área Administrativa
Marcos estava sendo acusado de roubo. Preocupado com o futuro de Marcos, que havia recentemente sido
aprovado em um concurso para a carreira policial, Carlos, pai de Marcos, comunicou à autoridade ser o autor do
roubo e assumiu, em juízo, a prática do crime.

Nessa situação hipotética, caso seja descoberta a mentira, Carlos responderá pela prática do crime de

a) falso testemunho.

b) fraude processual.

c) autoacusação falsa.

d) denunciação caluniosa.

e) comunicação falsa de crime.

02 Q826516 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Funcionário público municipal, imprudentemente, deixa a porta da repartição aberta ao final do expediente. Assim
agindo, mesmo sem intenção, concorre para que outro funcionário público, que trabalha no mesmo local,
subtraia os computadores que guarneciam o órgão público. O Município sofre considerável prejuízo. A conduta do
funcionário que deixou a porta aberta traduz-se em

a) peculato culposo.

b) fato atípico.

c) prevaricação.

d) peculato-subtração.

e) mero ilícito funcional, sem repercussão na esfera penal.

03 Q826517 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
A conduta de “dar causa à instauração de investigação policial, de processo judicial, instauração de investigação
administrativa, inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe crime de que o
sabe inocente” configura

a) denunciação caluniosa.

b) condescendência criminosa.

c) falso testemunho.

d) comunicação falsa de crime.

e) fraude processual.

04 Q826519 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SP


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
Prova: Escrevente Técnico
Judiciário
Certos crimes têm suas penas estabelecidas em patamares superiores quando presentes circunstâncias que
aumentam o desvalor da conduta. São os denominados “tipos qualificados”.
Assinale a alternativa que indica o crime que tem como qualificadoras “resultar prejuízo público” e “ocorrer em
lugar compreendido na faixa de fronteira”.

a) Corrupção passiva.

b) Exercício arbitrário das próprias razões.

c) Abuso de poder.

d) Violência arbitrária.

e) Abandono de função.

05 Q826520 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Imagine que um perito nomeado pelo juiz, em processo judicial, mediante suborno, produza um laudo falso para
favorecer uma determinada parte, praticando a conduta que configura crime do art. 342 do CP (falsa perícia).
Ocorre que, arrependido e antes de proferida a sentença no mesmo processo, o perito retrata-se, corrigindo a
falsidade. De acordo com o texto literal do art. 342, § 2° do CP, como consequência jurídica da retratação,

a) o perito fica isento de pena criminal, mas deverá indenizar o prejudicado pela falsidade que cometeu.

b) o perito fica isento de pena criminal, mas deverá devolver os honorários recebidos em dobro.

c) o fato deixa de ser punível.

d) o perito, se condenado pelo crime de falsa perícia, terá a pena reduzida de 1/3 (um terço) a 2/3
(dois terços).

e) o perito fica impedido, por 5 (cinco) anos, de prestar tal serviço.

06 Q822991 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TJ-SCProva: Juiz de Direito


Conforme jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça,

a) não há que se falar em aplicação do princípio da consunção para os crimes de falsidade ideológica e
de uso de documento falso quando cometidos com desígnio autônomos.

b) o Conselheiro do Tribunal de Contas Estadual que mantém sob sua guarda munição de arma de uso
restrito comete o crime do art. 16 da Lei n°10.826/2003.

c) configura o crime de desobediência (art. 330 do CP) a conduta de Defensor Público Geral que deixa
de atender à requisição judicial de nomeação de defensor público para atuar em determinada ação
penal.

d) no crime de estelionato o eventual ressarcimento ou devolução da coisa elidem a prática criminosa.

e) a emissão de cheque sem fundos para pagamento de serviços postais não permite a majorante de
crime praticado em detrimento de entidade de direito público, instituto de economia popular,
assistência social ou beneficência.

07 Q800683 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: DPE-PRProva: Defensor Público

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
No que se refere aos crimes contra a Administração pública, é INCORRETO afirmar:

a) Comete o denominado crime de peculato estelionato o agente público que apropria-se de dinheiro
que, no exercício do cargo, recebeu por erro de outrem.

b) Consoante posição do Supremo Tribunal Federal, é cabível a aplicação do princípio da insignificância


aos crimes contra a Administração pública.

c) Caso o agente público retarde qualquer ato de ofício, em consequência da vantagem indevida, terá
cometido o crime de prevaricação.

d) É cabível a extinção da punibilidade, no denominado peculato culposo, no caso da reparação do dano


ser efetuado em momento anterior à sentença irrecorrível.

e) Comete prevaricação imprópria o diretor de penitenciária que deixa de cumprir seu dever de vedar ao
preso acesso a aparelho celular, que permita comunicação com outros presos ou com o ambiente
externo.

08 Q792457 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: CESPE Órgão: TRE-PEProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Acerca do crime de assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura, assinale a opção correta.

a) Tal crime classifica-se como crime de mão própria, exigindo-se, para sua tipificação, atuação pessoal e
direta do agente, razão pela qual não se admite coautoria ou participação.

b) É típica a conduta do agente que autoriza a assunção de obrigação nos dois últimos quadrimestres do
último ano do mandato caso reste parcela a ser paga no exercício seguinte, ainda que haja
contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa.

c) O sujeito ativo desse crime é o funcionário público competente para ordenar ou autorizar a assunção
de obrigação, podendo ser inclusive diretor de fundos, autarquias, fundações e empresas estatais
dependentes.

d) O tipo penal em questão prevê as modalidades dolosa e culposa, podendo o comportamento do


agente ser comissivo, omissivo próprio ou impróprio.

e) Por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, admite-se a transação penal, mas, como a
conduta do agente ofende a moralidade e a probidade administrativa, há vedação expressa à
concessão de suspensão condicional da pena.

09 Q777887 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TRE-SPProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Ricardo reside na cidade de São Paulo e acaba testemunhando, da janela de sua residência, o furto de um
veículo que estava estacionado na via pública, defronte ao seu imóvel, praticado por dois agentes. Para se vingar
do seu desafeto e vizinho Rodolfo e sabendo de sua inocência, Ricardo apresenta uma denúncia anônima à Polícia
noticiando que Rodolfo foi um dos autores do referido crime de furto. A autoridade policial determina a
instauração de inquérito policial para apuração da autoria delitiva em relação a Rodolfo. Nesse caso hipotético,
Ricardo cometeu crime de

a) denunciação caluniosa, com pena prevista de reclusão de dois a oito anos e multa, aumentada de
sexta parte, pois serviu-se de anonimato.

b) comunicação falsa de crime, com pena prevista de detenção de um a seis meses ou multa,
aumentada de sexta parte, pois serviu-se de anonimato.

c) denunciação caluniosa, com pena prevista de reclusão de dois a oito anos e multa, sem qualquer
majoração.

d) comunicação falsa de crime, com pena prevista de detenção de um a seis meses ou multa sem
qualquer majoração.

e) falso testemunho.

10 Q778061
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…
10 Q778061
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TRE-SPProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Maurício, funcionário do gabinete do Vereador Tício em um determinado município paulista, ocupante de cargo
em comissão, recebe a quantia em dinheiro público de R$ 2.000,00 para custear uma viagem na qual
representaria o Vereador Tício em um encontro nacional marcado para a cidade de Brasília. Contudo, Maurício se
apropria do numerário e não comparece ao compromisso oficial, viajando para o Estado de Mato Grosso do Sul
com a família, passando alguns dias em um hotel na cidade de Bonito. Maurício cometeu, no caso hipotético
apresentado, crime de

a) corrupção passiva, sujeito à pena de reclusão de dois a doze anos, e multa, aumentada da terça
parte por ser ocupante de cargo em comissão.

b) corrupção passiva, sujeito à pena de reclusão de dois a doze anos, e multa, sem qualquer majoração.

c) peculato, sujeito à pena de reclusão de dois a doze anos, e multa, sem qualquer majoração.

d) peculato, sujeito à pena de reclusão de dois a doze anos, e multa, aumentada da terça parte por ser
ocupante de cargo em comissão.

e) prevaricação, sujeito à pena de detenção de 3 meses a 1 ano.

11 Q778063 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: FCC Órgão: TRE-SPProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
O Delegado de Polícia de um determinado município paulista recebe a notícia de um crime de roubo que vitimou
Alfredo, que teve seu veículo subtraído por um agente mediante grave ameaça, com emprego de arma de fogo.
Durante o trâmite do Inquérito Policial apura-se que Joaquim foi o autor do crime, o qual tem a sua prisão
preventiva decretada. Ainda na fase policial Fabíola, a pedido de Joaquim, comparece na Delegacia de Polícia para
prestar depoimento e alega que Joaquim, seu amigo, estava em sua companhia no momento do crime.
Encerrado o Inquérito Policial o Ministério Público denuncia Joaquim pelo crime de roubo, denúncia esta recebida
pelo Magistrado competente. Fabíola não é encontrada para prestar depoimento em juízo sob o crivo do
contraditório, mesmo arrolada pela Defesa de Joaquim. Ao final do processo Joaquim é condenado pelo crime de
roubo em primeira instância e, posteriormente, é instaurada ação penal contra Fabíola por crime de falso
testemunho. Durante o trâmite do recurso interposto por Joaquim contra a sentença que o condenou por crime
de roubo, e da ação penal instaurada por falso testemunho contra Fabíola, esta resolve se retratar, afirmando
que Joaquim não estava com ela no dia do crime. No caso hipotético apresentado, na esteira do Código Penal,
Fabíola

a) não cometeu crime de falso testemunho, pois prestou depoimento falso apenas durante o trâmite
do Inquérito Policial.

b) será regularmente processada pelo crime de falso testemunho e estará sujeita à pena cominada ao
delito, sem qualquer causa de redução de pena.

c) não poderá ser punida por crime de falso testemunho, pois se retratou antes da sentença proferida
nos autos da ação penal instaurada por falto testemunho.

d) será regularmente processada pelo crime de falso testemunho e estará sujeita à pena cominada ao
delito no Código Penal, reduzida de 1/3.

e) será regularmente processada pelo crime de falso testemunho e estará sujeita à pena cominada ao
delito no Código Penal, reduzida de 1/6.

12 Q766398 Direito Penal Noções Fundamentais

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: TJM-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Nos termos previstos no Código Penal, é correto afirmar que

a) se considera praticado o crime no momento do resultado.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

b) a lei posterior, que de qualquer modo favorecer o agente, aplica-se aos fatos anteriores, salvo se
decididos por sentença condenatória transitada em julgado.

c) o dia do começo deve ser excluído no cômputo do prazo. Contam-se os dias, os meses e os anos
pelo calendário comum.

d) o funcionário público que se apropria, por negligência, de dinheiro, valor ou qualquer outro bem
móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou o desvia, em proveito
próprio, comete o crime de peculato-culposo.

e) exigir, para outrem, indiretamente, fora da função mas em razão dela, vantagem indevida caracteriza
o crime de concussão.

13 Q770840 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Andradina - SPProva: Procurador Jurídico
A conduta de patrocinar indiretamente interesse privado perante a Administração Pública, valendo-se
da sua qualidade de funcionário

a) configura patrocínio infiel.

b) configura tráfico de influência.

c) configura favorecimento pessoal.

d) configura advocacia administrativa.

e) é atípica.

14 Q710437 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: PC-GOProva: Escrivão de Polícia Civil


Com referência à tipificação das diversas modalidades de crimes e ao processamento desses crimes, assinale a
opção correta.

a) Configura-se o peculato na modalidade de desvio quando o servidor público, consciente e


voluntariamente, desvia, em proveito próprio ou de terceiro, verba que detém em razão do cargo
que ocupa na sua repartição.

b) Não constitui causa especial de aumento de pena a prática de lesões corporais contra cônjuge ou
companheiro(a) de policial civil ou militar em razão dessa condição.

c) O assassinato da esposa ou companheira será classificado como feminicídio apenas quando for
praticado no ambiente doméstico e familiar, sujeitando o infrator à pena de doze a trinta anos de
reclusão.

d) Consoante a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, reputa-se tentado o latrocínio quando há a


morte da vítima, mas o agente não logra obter a subtração da res furtiva
pretendida por
circunstâncias alheias à sua vontade.

e) O crime de estupro de vulnerável constitui ação penal pública condicionada à representação da


pessoa ofendida, que deve estar assistida pelo seu representante legal.

15 Q772232 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: AL-MSProva: Nível Médio


Josué, funcionário público, após cometer crime de peculato culposo, é denunciado pelo Ministério Público e
regularmente processado pela Justiça Pública. Após a regular instrução do feito, Josué é condenado a cumprir
pena de seis meses de detenção em regime inicial aberto pelo Magistrado de Primeiro Grau. Josué,
inconformado, interpôs o recurso cabível. Durante o trâmite do recurso, Josué, arrependido, repara
integralmente o dano causado à Administração pública. Neste caso, Josué

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

a) terá sua pena reduzida em metade.

b) terá a sua punibilidade extinta.

c) terá sua pena reduzida em um terço.

d) não terá direito a qualquer benefício, pois a reparação ocorreu após a sentença de primeiro grau.

e) terá sua pena reduzida de dois terços.

16 Q693535 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PRProva: Analista de Controle


No que se refere ao crime de peculato, assinale a opção correta com base na jurisprudência do Superior Tribunal
de Justiça (STJ).

a) A reparação do dano pelo funcionário público antes do recebimento da denúncia exclui a


configuração do crime de peculato doloso.

b) A qualidade de funcionário público do sujeito ativo é elementar do crime de peculato, a qual não se
comunica a coautores e partícipes estranhos ao serviço público.

c) A circunstância de o sujeito ativo ser funcionário público ocupante de cargo de elevada


responsabilidade justifica a majoração da pena-base aplicada em decorrência da condenação pela
prática do crime de peculato.

d) A consumação do crime de peculato-apropriação ocorre com a posse mansa e pacífica do objeto


material pelo funcionário público.

e) A consumação do crime de peculato-desvio ocorre no momento em que o funcionário público obtém


a vantagem indevida com o desvio do dinheiro, ou outro bem móvel, em proveito próprio ou de
terceiro.

17 Q693536 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PRProva: Analista de Controle


À luz da jurisprudência do STJ, assinale a opção correta, no que se refere aos crimes contra administração
pública.

a) O crime de corrupção ativa se consuma com a realização da promessa ou apenas com a oferta de
vantagem indevida.

b) O crime de concussão se consuma com o recebimento das vantagens exigidas indevidamente, sendo
mero exaurimento a utilização de tais vantagens.

c) O funcionário público que se utiliza de violência ou grave ameaça para obter vantagem indevida em
razão de sua função comete o crime de concussão.

d) Em razão da incidência do princípio da bilateralidade nos crimes de corrupção passiva e ativa, a


comprovação de um deles pressupõe a do outro.

e) Para a configuração do crime de corrupção passiva, é prescindível a existência de nexo de causalidade


entre a conduta do funcionário público e a realização de ato funcional de sua competência.

18 Q702374 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
O funcionário público que extravia qualquer documento de que tenha a guarda em razão da função, acarretando
pagamento indevido de tributo, pratica o crime

a) de fraude.

b) de extravio de documento.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152 2 1&cargo=&disciplina=9&…

c) de prevaricação.

d) de descaminho.

e) contra a ordem tributária previsto na Lei nº 8.137/90.

19 Q702375 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
A vantagem indevida obtida pelo funcionário público só caracteriza o crime de concussão quando for

a) exigida.

b) solicitada.

c) aceita.

d) oferecida.

e) recebida.

20 Q720537 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Técnico de Arrecadação


Praticado o peculato culposo, fica extinta a punibilidade do funcionário público que repara o dano antes

a) do oferecimento da denúncia.

b) da sentença irrecorrível.

c) da conclusão da investigação penal.

d) de ser exonerado do serviço público.

e) da conclusão do processo administrativo disciplinar.

Respostas 01: 02: 03: 04: 05: 06: 07: 08: 09: 10: 11: 12: 13: 14: 15:
16: 17: 18: 19: 20:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9… 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&esfera=&area=&assunto=17398&organizadora=152%20%202%20%201&cargo=&disci… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

21 Q720538 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Técnico de Arrecadação


BETA

João, chefe da repartição pública, constata que seu subordinado Antonio cometeu infração ao despachar
processo administrativo de sua responsabilidade e atribuição. João, sabendo que Antonio passa por difícil situação
pessoal, deixa de tomar as providências disciplinares cabíveis ao caso. A conduta de João caracteriza o crime de

a) prevaricação.

b) advocacia administrativa.

c) condescendência criminosa.

d) favorecimento pessoal.

e) favorecimento real.

22 Q737204 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Tecnologia da


Informação
Praticado o peculato culposo, fica extinta a punibilidade do funcionário público que repara o dano antes

a) do oferecimento da denúncia.

b) da sentença irrecorrível.

c) da conclusão da investigação penal.

d) de ser exonerado do serviço público.

e) da conclusão do processo administrativo disciplinar.

23 Q737205 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Tecnologia da


Informação
João, chefe da repartição pública, constata que seu subordinado Antonio cometeu infração ao despachar
processo administrativo de sua responsabilidade e atribuição. João, sabendo que Antonio passa por difícil situação
pessoal, deixa de tomar as providências disciplinares cabíveis ao caso. A conduta de João caracteriza o crime de

a) prevaricação.

b) advocacia administrativa.

c) condescendência criminosa.

d) favorecimento pessoal.

e) favorecimento real.

24 Q737206 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Tecnologia da


Informação
O particular que exige vantagem a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da
função, pratica o crime de

a) concussão.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) advocacia administrativa.

c) usurpação de função pública.

d) tráfico de influência.

e) corrupção.

25 Q688068 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: SEGEP-MAProva: Procurador do Estado


Em relação aos crimes contra a Administração pública, é correto assegurar que

a) puníveis apenas condutas dolosas.

b) cabível a retratação nos crimes de falso testemunho e denunciação caluniosa.

c) a condição de funcionário público é elementar do tipo de peculato e, por isso, não se comunica, em
qualquer situação, ao coautor ou partícipe particular.

d) não constitui crime de concussão, tipificado no Código Penal, a exigência, para si ou para outrem,
direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de iniciar seu exercício, mas em razão
dela, de vantagem indevida para deixar de lançar ou cobrar tributo ou contribuição social.

e) não se equipara a funcionário público, para efeitos penais, quem trabalha para empresa prestadora de
serviço contratada ou conveniada para a execução de atividade típica da Administração Pública.

26 Q690089 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: DPE-BAProva: Defensor Público


Sobre os crimes praticados por particular contra a Administração Pública:

a) No crime de desacato a ofensa deve ser dirigida ao funcionário público em exercício ou ao órgão ou
instituição pública na qual exerce suas funções.

b) Segundo a jurisprudência do STJ, o descumprimento de medida protetiva de urgência da Lei no


11.340/06 determinada por juiz configura crime de desobediência.

c) A Relatoria para Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos já concluiu


que as leis nacionais que estabelecem crimes de desacato são contrárias ao artigo 13 da Convenção
Americana de Direitos Humanos, que prevê a liberdade de pensamento e de expressão.

d) Configura-se o crime de resistência quando o agente se opõe à execução de ato legal de funcionário
público competente.

e) A consumação do crime de desobediência depende do emprego de violência ou grave ameaça


contra o funcionário público.

27 Q677129 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Com relação aos crimes contra a administração pública, julgue o item subsequente.
Será reduzida pela metade a pena de indivíduo condenado por crime de peculato culposo que reparar o dano
após o trânsito em julgado do acórdão.

Certo Errado

28 Q677146 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Com base no Código Penal e na jurisprudência dos tribunais superiores, julgue o item a seguir, a respeito dos
crimes contra a administração pública.
O agente público que ordena despesa para utilizar-se ilegalmente de passagens aéreas e diárias pagas pelos
cofres públicos comete o crime de prevaricação.

Certo Errado

29 Q677148 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Com base no Código Penal e na jurisprudência dos tribunais superiores, julgue o item a seguir, a respeito dos
crimes contra a administração pública.
O crime de ordenação de despesa não autorizada é de natureza material, consumando-se no momento em que a
despesa é efetuada.

Certo Errado

30 Q677150 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Com base no Código Penal e na jurisprudência dos tribunais superiores, julgue o item a seguir, a respeito dos
crimes contra a administração pública.
O agente público que ordena despesa sem o conhecimento de que tal despesa não era autorizada por lei incide
em erro de proibição.

Certo Errado

31 Q677822 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Cada item a seguir apresenta uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada de acordo com o
Código Penal, com a legislação penal extravagante e com a jurisprudência do STJ.
João, policial civil, exigiu vantagem indevida de particular para não prendê-lo em flagrante. A vítima não realizou o
pagamento e prontamente comunicou o fato a policiais civis. Nessa situação, como o delito de concussão é
formal, o crime consumou-se com a exigência da vantagem indevida, devendo João por ele responder.

Certo Errado

32 Q677823 Direito Penal Concurso de Pessoas

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Cada item a seguir apresenta uma situação hipotética seguida de uma assertiva a ser julgada de acordo com o
Código Penal, com a legislação penal extravagante e com a jurisprudência do STJ.
Pedro, funcionário público, solicitou a Maria a quantia de R$ 10.000 para não lavrar auto de infração decorrente
de ato ilícito descoberto durante fiscalização fazendária. Ao perceber que teria que pagar uma multa de mais de
R$ 20.000, Maria prontamente concordou com a proposta e realizou o pagamento. Nessa situação, Maria
responderá como partícipe do delito de corrupção passiva, uma vez que, quanto ao concurso de agentes, o
Código Penal adotou exclusivamente a teoria unitária do crime.

Certo Errado

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

33 Q677825 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PAProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Julgue o próximo item, de acordo com a jurisprudência e a legislação brasileira em vigor.
O delito de reingresso de estrangeiro expulso não é classificado como delito de mão-própria, uma vez que admite
participação.

Certo Errado

34 Q650544 Direito Penal Tipicidade

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: PC-PEProva: Delegado de Polícia


O CP, em seu art. 14, assevera que o crime estará consumado quando o fato reunir todos os elementos da
definição legal. Para tanto, necessária será a realização de um juízo de subsunção do fato à lei. Acerca do
amoldamento dos fatos aos tipos penais, assinale a opção correta.

a) A conduta de constituir, organizar, integrar, manter ou custear organização paramilitar, milícia


particular, grupo ou esquadrão com a finalidade de praticar qualquer dos crimes previstos no CP
configura crime contra a paz pública, sendo considerada como crime vago, uma vez que o sujeito
passivo é a coletividade.

b) A doutrina e a jurisprudência são unânimes ao afirmar que configura crime de desacato quando um
tenente da polícia militar, no exercício de sua função, ofende verbalmente, em razão da função
exercida, um de seus subordinados.

c) Amolda-se no tipo legal de calúnia, previsto nos crimes contra a honra, a conduta de instaurar
investigação policial contra alguém, imputando-lhe crime de que se sabe ser inocente.

d) Constituem crime de corrupção ativa, praticado por particular contra a administração geral, as
condutas de dar, oferecer ou prometer dinheiro ou qualquer outra vantagem a testemunha, perito,
contador, tradutor ou intérprete, para fazer afirmação falsa, negar ou calar a verdade em
depoimento, perícia, cálculos, tradução ou interpretação.

e) A fraude processual será atípica, se a inovação artificiosa do estado de coisa, de pessoa ou de lugar,
com o fim de induzir a erro o juiz, ocorrer antes de iniciado o processo penal.

35 Q650786 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: POLÍCIA CIENTÍFICA - PEProva: Perito Criminal
Considerando-se que o perito criminal Martim, durante sua oitiva em inquérito policial que apura um crime de
homicídio, tenha omitido informações relevantes a respeito do laudo pericial que elaborou, é correto afirmar que

a) a finalidade de se obter prova destinada a produzir efeito em processo penal é elementar do tipo
penal praticado por Martim.

b) estará caracterizado o crime de corrupção ativa caso o autor do fato tenha oferecido dinheiro a
Martim para omitir as informações no laudo pericial.

c) o fato deixará de ser punível se, antes da sentença no processo em que ocorreu o ilícito, Martim se
retratar e declarar a verdade a respeito do laudo pericial.

d) a conduta de Martim caracteriza o crime de fraude processual, porque, com suas omissões, tentou
induzir a erro o delegado de polícia.

e) E estará caracterizado o crime de favorecimento pessoal caso a conduta de Martim colabore para que
o autor do fato não seja indiciado pela autoridade policial.

36 Q647133 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: PC-PEProva: Agente de Polícia


Assinale a opção correta com relação a crimes contra a administração pública.
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) Policial que exigir propina para liberar a passagem de pessoas por uma estrada cometerá corrupção
passiva.

b) O agente penitenciário que não recolher aparelhos celulares de pessoas em privação de liberdade
cometerá crime de condescendência criminosa.

c) Um governador que ordenar a aquisição de viaturas policiais e o pagamento destas com recurso
legalmente destinado à educação infantil cometerá o crime de peculato.

d) Se forem ocupantes de cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão


da administração direta, sociedade de economia mista, empresa pública ou fundação instituída pelo
poder público, os autores de crimes contra a administração pública terão direito a redução de suas
penas.

e) A circunstância de funcionário público é comunicável a particular que cometa o crime sabendo dessa
condição especial do funcionário.

37 Q647310 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: PC-PEProva: Escrivão de Polícia Civil


Em relação aos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Embora o crime de peculato admita a forma dolosa, ele não pune a conduta culposa, que consiste na
ação do agente público em concorrer, por imperícia, imprudência ou negligência, para que outrem se
aproprie, desvie ou subtraia dinheiro, bem ou valores pertencentes à administração pública.

b) A inserção, alteração ou exclusão de dados nos sistemas informatizados ou nos bancos de dados da
administração pública é crime material, de modo que a consumação só ocorre quando há prejuízo
para a administração pública e(ou) ao administrado, em benefício próprio ou de outrem.

c) É material o crime de peculato-desvio, uma vez que se consuma no exato momento do efetivo
desvio do bem que o agente público detém ou possui em razão de seu cargo, com a necessidade da
ocorrência de dano para a administração pública.

d) O crime de peculato-furto ocorre quando o funcionário público, embora não tendo a posse do
dinheiro, do valor ou do bem, o subtrai, ou concorre para que seja subtraído, em proveito próprio ou
alheio, valendo-se da facilidade que lhe proporciona a qualidade de funcionário.

e) O crime de denunciação caluniosa consiste em dar causa à instauração de inquérito civil ou de ação
de improbidade administrativa contra alguém, imputando-se a esse alguém infração administrativa de
que o sabe inocente.

38 Q643337 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-SCProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item subsecutivo.
É crime a conduta de autorizar ou realizar operação de crédito, sem prévia autorização legislativa, constituindo
causa de aumento de pena a inobservância de limite, condição ou montante estabelecido em lei ou em resolução
do Senado Federal.

Certo Errado

39 Q643338 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-SCProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item subsecutivo.
Situação hipotética: Determinado indivíduo autorizou a assunção de obrigação, no último quadrimestre do
mandato, mesmo sabendo que não haveria contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa para o pagamento
de parcela que venceria no exercício seguinte. Assertiva: Nessa situação, o referido indivíduo praticou crime
contra as finanças públicas, estando sujeito a pena de reclusão.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

40 Q640824 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: Prefeitura de Campinas - SPProva: Procurador


A contratação, em nome do Município, de operação de crédito sem autorização legislativa constitui crime contra

a) a ordem tributária.

b) a ordem econômica.

c) as finanças públicas.

d) a economia popular.

e) o patrimônio público.

Respostas 21: 22: 23: 24: 25: 26: 27: 28: 29: 30: 31: 32: 33: 34: 35:
36: 37: 38: 39: 40:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9… 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

41 Q629850 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva:


BETA
Analista Judiciário -
Biblioteconomia
Penélope, funcionária pública, recebeu doações de roupas feitas para a Secretaria de Assistência Social, local em
que exercia as suas funções, destinadas a campanha de solidariedade, para serem distribuídas a pessoas pobres.
De posse dessas mercadorias, apropriou-se de várias peças. Nesse caso, Penélope

a) cometeu crime de apropriação indébita simples.

b) cometeu crime de peculato doloso.

c) cometeu crime de apropriação indébita qualificada pelo recebimento da coisa em razão de ofício,
emprego ou profissão.

d) cometeu crime de peculato culposo.

e) não cometeu delito por tratar-se de bens recebidos em doação.

42 Q629851 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Biblioteconomia
Cicerus, funcionário público, exercia suas funções na Circunscrição de Trânsito e recebeu quantia em dinheiro de
uma autoescola para aprovação e fornecimento de carteira de habilitação aos candidatos nela matriculados, sem
os necessários exames. Cicerus cometeu crime de

a) concussão.

b) corrupção ativa.

c) prevaricação.

d) corrupção passiva.

e) peculato.

43 Q629852 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Biblioteconomia
A respeito dos Crimes Contra a Administração pública, considere:
I. Comete o crime de condescendência criminosa o funcionário público que, por indulgência, sabendo da prática
de infração administrativa por parte de subordinado, deixa, quando lhe faltar competência para responsabilizar o
subordinado, de levar o fato ao conhecimento da autoridade competente.
II. Equipara-se a funcionário público a pessoa que trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou
conveniada para a execução de atividade típica da Administração.
III. Não configura desacato a ofensa dirigida a funcionário público em razão de suas funções se não estiver no
exercício dessas funções no momento da ofensa.
Está correto o que consta APENAS em

a) I e II.

b) I e III.

c) II e III.

d) III.

e) II.

44 Q643068
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
44 Q643068
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Câmara de Marília - SPProva: Procurador Jurídico
Funcionários públicos estão executando um ato legal. Mediante violência, um indivíduo opõe-se à execução do
ato, e acaba causando lesão corporal leve em um particular que prestava auxílio aos funcionários públicos. Em que
pese a oposição o ato se executa. O indivíduo

a) comete crime de resistência e também responderá pela violência (lesão corporal).

b) comete crime de desobediência, o qual terá sua pena aumentada por conta da violência (lesão
corporal).

c) apenas responderá pela violência (lesão corporal), não havendo porque se cogitar de outro crime,
pois o ato foi executado.

d) apenas comete crime de resistência, não havendo porque se cogitar de outro crime, uma vez que a
vítima de violência (lesão corporal) não se trata de funcionário público.

e) não comete crime algum.

45 Q643069 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Câmara de Marília - SPProva: Procurador Jurídico
A conduta de iludir, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada, pela saída ou
pelo consumo de mercadoria constitui

a) crime de contrabando.

b) crime de descaminho.

c) crime de sonegação de contribuição previdenciária.

d) mero ilícito fiscal-aduaneiro, sem repercussão na esfera penal.

e) mero ilícito fiscal-tributário que sujeita a respectiva mercadoria a perdimento, sem repercussão na
esfera penal.

46 Q645430 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: IPSMIProva: Procurador


A respeito dos crimes contra a Administração Pública, é correto afirmar que

a) o crime de sonegação de contribuição previdenciária é de competência da Justiça Estadual.

b) importar mercadoria, sem o pagamento do imposto devido pela entrada, caracteriza o crime de
contrabando, de competência da Justiça Federal.

c) o tipo penal de abandono da função pública (artigo 323 do Código Penal) é norma penal em branco
e prescinde de resultado.

d) o crime de desobediência (artigo 330 do Código Penal) somente se caracteriza se do não


atendimento à ordem resultar prejuízo à Administração Pública.

e) a subtração de valor, bem ou dinheiro, por funcioná- rio público, valendo-se da facilidade que a
qualidade de funcionário lhe proporciona, caracteriza o crime de furto qualificado.

47 Q645432 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: IPSMIProva: Procurador


A respeito do crime previsto no artigo 359-C (assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura), é
correto afirmar que

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) a condenação definitiva leva à perda do cargo, função pública ou mandato, tratando-se de efeito
imediato da condenação.

b) pode ser praticado por qualquer funcionário público.

c) prevê a modalidade culposa.

d) há previsão de elemento de tipo temporal, perfazendo-se a figura penal apenas se a conduta


incriminada realizar-se nos dois últimos quadrimestres do mandato ou legislatura.

e) tem por bem jurídico assegurar a veracidade nos pleitos dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

48 Q628895 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
A respeito do crime de advocacia administrativa, considere:

I. Caracteriza-se mesmo que o interesse privado patrocinado seja legítimo.


II. Não se caracteriza se o patrocínio for feito por terceira pessoa que apareça como procurador.
III. Só pode ser cometido por advogado.

Está correto o que consta APENAS em

a) I e II.

b) I.

c) I e III.

d) II e III.

e) III.

49 Q629355 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Lucius, funcionário público, escrevente de cartório de secretaria de Vara Criminal, apropriou-se de um relógio
valioso que foi remetido ao Fórum juntamente com os autos do inquérito policial no qual foi objeto de
apreensão. Lucius cometeu crime de

a) apropriação de coisa achada.

b) apropriação indébita simples.

c) apropriação indébita qualificada pelo recebimento da coisa em razão de ofício, emprego ou profissão.

d) apropriação de coisa havida por erro.

e) peculato.

50 Q629357 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
A respeito dos Crimes contra a Administração pública, é INCORRETO afirmar que

a) o particular pode ser coautor do crime de concussão.

b) comete o crime de excesso de exação o funcionário que emprega meio vexatório na cobrança de
tributo.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) o crime de prevaricação exige o intuito do agente de satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

d) comete crime de corrupção passiva quem oferece dinheiro a funcionário público para determiná-lo a
retardar ato de ofício.

e) o ato de desferir um tapa no rosto de funcionário público, em razão da sua função, sem causar lesão,
pode caracterizar o crime de desacato.

51 Q629455 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Informática
É punível na forma culposa o delito de

a) abandono de função.

b) peculato.

c) violação de sigilo funcional.

d) prevaricação.

e) concussão.

52 Q629456 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Informática
A respeito dos crimes de corrupção ativa e passiva, considere:

I. O delito de corrupção ativa não se caracteriza quando, apesar da solicitação de vantagem indevida, o resultado
pretendido pelo agente não ocorreu.
II. O crime de corrupção passiva só se configura com a ocorrência simultânea do crime de corrupção ativa.
III. É indispensável para a caracterização do delito de corrupção ativa que a solicitação de recebimento de
vantagem indevida tenha relação com a função pública exercida pelo agente.

Está correto o que consta APENAS em

a) I e III.

b) I e II.

c) II e III.

d) III.

e) II.

53 Q629457 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Informática
A respeito dos Crimes contra a Administração pública,

a) o crime de resistência não se configura se a oposição do agente, mediante violência ou grave


ameaça, não obstar a execução do ato legal do funcionário público.

b) o não atendimento a ordem ilegal de funcionário público caracteriza o crime de desobediência.

c) no crime de denunciação caluniosa, o uso do anonimato agrava a pena a ser aplicada.

d)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
quem esconde em sua residência autor de crime de roubo para evitar a sua prisão em flagrante
comete o crime de favorecimento real.

e) o empréstimo de sacola para permitir o transporte e ocultação de objetos furtados por outrem
configura o crime de favorecimento pessoal.

54 Q621736 Direito Penal Lei da Lavagem de Dinheiro - Lei nº 9.613 de 1998

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária
Considerando a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça relativamente a crimes contra a administração
pública e de lavagem de dinheiro, assinale a opção correta.

a) A conduta pautada no oferecimento de propina a policiais militares com o objetivo de safar-se de


prisão em flagrante insere-se no âmbito da autodefesa, de modo que não deve ser tipificada como
crime de corrupção ativa.

b) No crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, para se tipificar a conduta praticada, é
necessário que os bens, direitos ou valores provenham de crime anterior e que o agente já tenha
sido condenado judicialmente pelo crime previamente cometido.

c) O agente não integrante dos quadros da administração pública não pode ser sujeito ativo do crime
de concussão.

d) A perda do cargo público, quando a pena privativa de liberdade for estabelecida em tempo inferior a
quatro anos, apenas pode ser decretada como efeito da condenação quando o crime for cometido
com abuso de poder ou com violação de dever para com a administração pública.

e) A conduta no crime de corrupção ativa, por se tratar de crime material, apenas deve ser tipificada
caso haja o efetivo pagamento de propina ao servidor público, mesmo que o agente não tenha
obtido a vantagem pretendida.

55 Q621738 Direito Penal Periclitação da vida e da saúde

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária
No tocante à interpretação dos crimes de perigo abstrato e dos crimes contra a organização do trabalho, contra
a administração pública e contra a dignidade sexual, consoante a jurisprudência dos tribunais superiores, assinale a
opção correta.

a) Por se tratar de delito de perigo abstrato, o abandono de incapaz dispensa a prova do efetivo risco
de dano à saúde da vítima.

b) O crime de porte ilegal de arma de fogo, classificado como delito de perigo abstrato, não dispensa a
prova pericial para estabelecer a sua eficiência na realização de disparos, necessária para demonstrar o
risco potencial à incolumidade física das pessoas.

c) O agente que não é funcionário público não pode figurar como sujeito ativo do crime de peculato.

d) No crime de aliciamento para o fim de emigração, pune-se a conduta de recrutar trabalhadores,


mediante fraude, com o fim de levá-los para território estrangeiro, como forma de se garantir a
proteção à organização do trabalho.

e) Para a caracterização do crime de concussão, a conduta do servidor público deve consistir na


exigência de vantagem indevida, necessariamente em dinheiro, para si ou para outrem, em razão da
função que o servidor exerce.

56 Q622498 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Oficial de Justiça Avaliador
Em relação aos crimes contra a administração da justiça, assinale a opção correta.

a)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
É atípica a conduta do agente que faz justiça pelas próprias mãos sem o emprego de violência ou
com o objetivo de satisfazer pretensão legítima.

b) A configuração do crime de exploração de prestígio depende de a conduta do agente incluir a


alegação ou a insinuação de que o dinheiro ou a utilidade também se destina ao juiz, jurado, órgão
do Ministério Público, funcionário de justiça, perito, tradutor, intérprete ou testemunha.

c) O agente que acusa a si mesmo, perante a autoridade, de ter cometido infração penal que não
ocorreu pratica o crime de comunicação falsa de crime.

d) Em se tratando do crime de falso testemunho, o agente que se retrata ainda durante o processo no
qual testemunhou faz jus a causa de diminuição de pena.

e) É isento de pena, ainda que pratique o crime de favorecimento pessoal, o ascendente, o


descendente, o cônjuge ou o irmão de criminoso que o auxilia a fugir da ação da autoridade policial.

57 Q622499 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Oficial de Justiça Avaliador
Oficial de justiça que solicita determinada quantia em dinheiro a advogado, para deixar de cumprir diligência de
que estava incumbido, comete o crime de

a) tráfico de influência.

b) concussão.

c) prevaricação.

d) corrupção ativa.

e) corrupção passiva.

58 Q690742 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Registro - SPProva: Advogado


Sobre o crime de inserção de dados falsos em sistema de informações, tipificado no artigo 313-A do Código
Penal, assinale a alternativa correta.

a) É crime funcional próprio e admite modalidade culposa.

b) É crime material, não sendo suficiente apenas que se dê a inserção ou modificação dos dados para
que seja consumado.

c) É aplicável apenas ao sistema previdenciário, não se admitindo sua aplicação a toda a Administração
Pública.

d) Não admite tentativa.

e) Requer um fim especial de agir consistente na obtenção de vantagem indevida para si ou para
outrem ou para causar dano.

59 Q690744 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Registro - SPProva: Advogado


Assinale a alternativa correta sobre o crime de sonegação de contribuição previdenciária, tipificado no artigo 337-
A do Código Penal.

a) Configura o crime a supressão ou redução da contribuição previdenciária e qualquer acessório,


mediante a omissão total e não parcial, de receitas ou lucros auferidos, remunerações pagas ou
creditadas e demais fatos geradores de contribuições sociais previdenciárias.

b) A ação penal para se apurar este crime é pública incondicionada, sendo de competência da Justiça
Estadual.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) É extinta a punibilidade se o agente, espontaneamente, declara e confessa as contribuições,


importâncias ou valores e presta as informações devidas à previdência social, na forma definida em lei
ou regulamento, antes do início da ação fiscal.

d) Trata-se de crime formal consumando-se com a efetiva supressão ou redução da contribuição social
previdenciária.

e) Se o empregador não é pessoa jurídica e sua folha de pagamento mensal não ultrapassa a R$
1.510,00 (um mil e quinhentos e dez reais), o juiz deverá reduzir a pena de um terço até a metade
ou aplicar apenas a de multa.

60 Q607023 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TRE-PIProva: Analista Judiciário


Com relação aos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) O detentor de cargo em comissão não é equiparado a funcionário público para fins penais.

b) A exigência, por funcionário público no exercício da função, de vantagem indevida, configura crime
de corrupção ativa.

c) Caso os autores de crime contra a administração pública sejam ocupantes de função de direção de
órgão da administração direta, as penas a eles impostas serão aumentadas em um terço.

d) Tratando-se de crime de peculato culposo, a reparação do dano após o trânsito em julgado de


sentença penal condenatória ocasiona a extinção da punibilidade do autor.

e) Não configura crime o fato de o funcionário deixar de praticar ato de ofício a pedido de outrem se,
com isso, ele não obtiver vantagem patrimonial.

Respostas 41: 42: 43: 44: 45: 46: 47: 48: 49: 50: 51: 52: 53: 54: 55:
56: 57: 58: 59: 60:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9… 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

61 Q607173 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva:


BETA
Oficial de Promotoria -
Nível Médio
No que concerne aos crimes de “peculato culposo", “peculato mediante erro de outrem" e “concussão",
a reparação do dano que precede a sentença irrecorrível traz que consequência?

a) Extingue a punibilidade para o primeiro, mas não beneficia da mesma forma o autor dos demais.

b) Extingue a punibilidade para os dois primeiros e reduz de metade a pena imposta ao autor do último.

c) Nenhuma.

d) Extingue a punibilidade para o primeiro, reduz de metade a pena imposta para o autor do segundo,
mas não beneficia o autor do último.

e) Extingue a punibilidade para os dois primeiros, mas não beneficia da mesma forma o autor do último.

62 Q607174 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Oficial de Promotoria -


Nível Médio
“Usar de ____________ , com o fim de favorecer interesse ____________ , contra autoridade, parte, ou
qualquer outra pessoa que funciona ou é chamada a intervir em processo judicial, ___________ ."

Assinale a alternativa que, correta e respectivamente, completa o tipo penal do crime de “coação no curso
do processo".

a) violência física, psicológica ou moral … próprio ou alheio … policial ou administrativo, ou em juízo


arbitral

b) violência ou grave ameaça … próprio ou alheio … policial ou administrativo

c) violência ou grave ameaça … próprio ou alheio … policial ou administrativo, ou em juízo arbitral

d) violência ou ameaça … próprio … policial ou administrativo

e) violência física, psicológica ou moral … próprio … policial ou administrativo, ou em juízo arbitral

63 Q685518 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
A fim de evitar o cumprimento de reintegração de posse, indivíduo lança pedras contra Oficial de Justiça que está
dando cumprimento ao respectivo mandado judicial. Tal conduta configura o crime de

a) desacato.

b) resistência.

c) desobediência.

d) arremesso de projétil.

e) usurpação de função pública.

64 Q631689 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Rosana - SPProva: Procurador Municipal
Assinale a alternativa correta sobre o crime de peculato, tipificado no artigo 312 e parágrafos do Código Penal.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) É crime próprio e não admite o concurso de pessoas.

b) No peculato culposo a reparação do dano, se precede à sentença irrecorrível, reduz de metade a


pena imposta.

c) Admite o concurso de pessoas desde que a qualidade de funcionário público, elementar do tipo, seja
de conhecimento do particular coautor ou partícipe.

d) Para a caracterização do peculato-furto, afigura-se necessário que o funcionário público tenha a posse
do dinheiro, valor ou bem que subtrai ou que concorre para que seja subtraído, em proveito próprio
ou alheio.

e) No peculato doloso a reparação do dano, se precede à sentença irrecorrível, extingue a punibilidade.

65 Q595851 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2016 Banca: CESPE Órgão: TCE-PRProva: Auditor


Considerando o entendimento doutrinário e jurisprudencial a respeito dos crimes contra a administração pública,
assinale a opção correta.

a) Situação hipotética: João, chefe de determinada repartição pública, deixou de instaurar o devido
procedimento administrativo disciplinar para apurar a responsabilidade por falta funcional de
Pedro, que, além de ser seu subordinado, era seu amigo de longa data, fato que o fez atuar com um
grau de tolerância maior. Assertiva: Nessa situação, João cometeu o crime capitulado no CP como
condescendência criminosa.

b) Para efeitos penais, o CP excepciona do conceito de funcionário público os servidores temporários


contratados por prazo determinado para atender necessidade transitória de excepcional
interesse público.

c) O CP prevê a figura do peculato culposo. Se a reparação do dano ocorrer até o recebimento da


denúncia haverá extinção da punibilidade. Caso se dê após o recebimento da denúncia, a
reparação ensejará causa de diminuição da pena.

d) Prefeito municipal que der aplicação diversa da estabelecida em lei a verba ou renda pública cometerá
crime de emprego irregular de verbas ou rendas públicas, previsto no CP.

e) Cometerá o crime de corrupção passiva o agente público que, na condição de fiscal de tributos, exigir
de uma empresa de pequeno porte tributo de competência estadual que saiba ser indevido.

66 Q591361 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-RSProva: Analista Judiciário


Mário, chefe e advogado do escritório onde Caio trabalhava como estagiário, mandou-o oferecer a José,
servidor de uma serventia judicial, o valor de R$ 1.000 em espécie, para que José não juntasse aos autos de um
processo petição protocolada pela parte adversa. José aceitou a oferta, deixou de juntar a peça processual aos
autos, mas a propina, que deveria ser paga posteriormente, não foi paga.

No que se refere à situação hipotética apresentada, assinale a opção correta.

a) Mário cometeu o crime de corrupção ativa na modalidade tentada e José, o crime de corrupção
passiva consumada, sendo Caio isento de pena nesse caso.

b) Caio e Mário cometeram o crime de corrupção ativa e José, o crime de corrupção passiva, todos na
modalidade consumada.

c) Caio e Mário cometeram o crime de corrupção ativa, mas a conduta de José não é considerada crime.

d) Caio e Mário cometeram o crime de corrupção passiva na modalidade tentada e José, o de corrupção
ativa, também na modalidade tentada.

e) Mário cometeu o crime de corrupção ativa e José, o crime de corrupção passiva, ambos na
modalidade consumada, não tendo Caio cometido nenhum crime, uma vez que agiu em obediência
hierárquica.

67 Q591362
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
67 Q591362
Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-RSProva: Analista Judiciário


Ao participar de uma blit z, Marcelo, policial militar, solicitou que determinado condutor parasse o veículo que conduzia, para verificações de

rotina. O condutor parou o veículo, mas recusou-se a apresentar os documentos do carro, contrariando, reiteradamente, as ordens de

Marcelo, que, irritado, passou a agredir o motorista com socos e pontapés. Os envolvidos foram encaminhados à delegacia de polícia, onde

foi aberto inquérito policial para apurar os fatos. Marcelo foi, então, ao Instituto Médico Legal e, sem qualquer autorização, preencheu

um formulário de exame de corpo de delito que estava em branco, de forma a fazer nele constar a inexistência de lesões corporais

no condutor, que, conforme apurado, se chamava José.

Nessa situação hipotética, Marcelo cometeu os crimes de

a) abuso de autoridade e falsidade ideológica, e José praticou o crime de desobediência.

b) abuso de autoridade e falsificação de documento público, e José cometeu o crime de desobediência.

c) abuso de autoridade e falsidade ideológica, e José cometeu o delito de resistência.

d) violência arbitrária e falsidade ideológica, e José praticou o delito de desobediência.

e) violência arbitrária e falsificação de documento público, e José praticou a infração penal de resistência.

68 Q592487 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes previstos na parte especial do Código Penal, julgue o item a seguir.

Devido à previsão legal de outras sanções para a hipótese, segundo o entendimento do STJ, não pratica o crime
de desobediência o indivíduo que livre e conscientemente, descumprindo medida protetiva de urgência deferida
em favor de sua ex-companheira, aproxima-se dela e com ela mantém contato.

Certo Errado

69 Q593288 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Analista Judiciário -


Oficial de Justiça Avaliador
Com relação às infrações penais, julgue o próximo item.

Em caso de descaminho, uma espécie de crime tributário, admite-se a suspensão condicional do processo. Esse
crime difere do contrabando pela natureza da infração, sendo maior a pena prevista para o crime de
contrabando.

Certo Errado

70 Q593440 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TRE-RSProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Comete o crime de peculato de uso o funcionário público que se apropria, para uso momentâneo, de
objeto material de que tem a posse em razão do cargo e, após a sua utilização, o devolve intacto.

b) Agente que auxilia condenado por crime de prisão simples, concedendo abrigo com fim de ocultá-lo
dos policiais, comete o crime de favorecimento real.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) As ofensas proferidas, ou a negativa em acompanhar o policial, ou em abrir a porta, não são


suficientes para a tipificação do delito de resistência.

d) Dar causa à instauração de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), imputando falsamente a prática
de crime, tipifica o crime de denunciação caluniosa.

e) Os policiais civis que, em função do cargo, exigem dinheiro do proprietário de um veículo furtado,
que foi recuperado, cometem o crime de corrupção passiva.

71 Q583938 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-PBProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Rodrigo está sendo processado por crime de roubo cometido na cidade de Jardim Azul. Na defesa preliminar,
Petrônio é arrolado como testemunha de defesa. Durante audiência de instrução e julgamento Petrônio faz
afirmação falsa na condição de testemunha ao relatar ao magistrado que o réu Rodrigo estava em sua casa no
momento do crime. O delito de falso testemunho deixará de ser punido se Petrônio se retratar ou declarar a
verdade até:

a) o início do interrogatório do réu no processo pelo crime de roubo em que Petrônio depôs como
testemunha.

b) a data da prolação da sentença no processo pelo crime de roubo em que Petrônio depôs como
testemunha.

c) o julgamento do recurso de apelação no processo pelo crime de roubo em que Petrônio depôs como
testemunha.

d) a data do recebimento da denúncia na ação penal pelo crime de falso testemunho.

e) a data da prolação da sentença no processo pelo crime de falso testemunho.

72 Q583940 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-PBProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Ricardo, funcionário público da Prefeitura de Pedra Verde, patrocinou, indiretamente, no mês de Janeiro de
2015, interesse privado perante a Administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário. Ricardo
cometeu crime de:

a) excesso de exação.

b) peculato.

c) corrupção passiva.

d) corrupção ativa.

e) advocacia administrativa.

73 Q586313 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-SEProva: Juiz de Direito


A conduta de quem exige, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes
de iniciar seu exercício, mas em razão dela, vantagem indevida, para deixar de lançar ou cobrar tributo ou
contribuição social, ou cobrá-los parcialmente, configura um delito:

a) tributário.

b) de excesso de exação.

c) de concussão.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) de corrupção ativa.

e) de corrupção passiva.

74 Q586504 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCE-RNProva: Assessor Jurídico


Acerca dos delitos previstos na parte especial do Código Penal e na legislação extravagante, julgue o item que se
segue.

No peculato culposo, a reparação do dano antes do recebimento da denúncia incorre em extinção da


punibilidade, ao passo que a reparação realizada entre o recebimento da denúncia e o trânsito em julgado da
sentença condenatória possibilita a aplicação de causa de diminuição de pena.

Certo Errado

75 Q586527 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 9ª REGIÃO (PR)Prova: Técnico Judiciário -
Segurança
Considere os seguintes tipos de crimes e suas definições.

Tipo de Crime

( ) Condescendência Criminosa

( ) Peculato

( ) Corrupção passiva

Definição

1. Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do
cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio

2. Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela,
vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

3. Deixar o funcionário, por indulgência, de responsabilizar subordinado que cometeu infração no exercício do cargo ou, quando lhe falte
competência, não levar o fato ao conhecimento da autoridade competente.

A correta relação entre o crime e sua definição, de cima para baixo, está em:

a) 1, 2 e 3.

b) 2, 1 e 3.

c) 3, 2 e 1.

d) 2, 3 e 1.

e) 3, 1 e 2.

76 Q586528 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 9ª REGIÃO (PR)Prova: Técnico Judiciário -
Segurança
Sobre os crimes praticados por funcionário público contra a Administração em geral, é correto afirmar:

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) Os crimes de peculato, corrupção passiva, concussão e excesso de exação são hediondos.

b) Crimes funcionais próprios são aqueles que se for excluída a qualidade de funcionário público, haverá a
desclassificação para crime de outra natureza.

c) Crimes funcionais impróprios são aqueles cuja exclusão da qualidade de funcionário público torna o
fato atípico.

d) O condenado por crime contra a administração pública terá a progressão de regime do cumprimento
da pena condicionada à reparação do dano que causou, ou à devolução do produto do ilícito
praticado, com os acréscimos legais.

e) Após o recebimento da denúncia sempre será adotado o rito sumário.

77 Q586772 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCE-RNProva: Administrador


Julgue o item subsequente acerca dos delitos previstos na parte especial do Código Penal.

Para fins penais, pode ser considerado como funcionário público o voluntário que, transitoriamente, auxilia como
enfermeiro em hospital público da administração direta municipal, em razão de excepcional estado de calamidade
pública e da insuficiência de cargos públicos preenchidos pelo hospital na especialidade.

Certo Errado

78 Q581764 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCE-RNProva: Auditor


A respeito dos crimes contra a administração pública e do crime de responsabilidade de prefeitos e vereadores,
julgue o próximo item.

Segundo o entendimento do STJ, é desnecessária a constituição definitiva do crédito tributário por


processo administrativo-fiscal para a configuração do crime de descaminho.

Certo Errado

79 Q583501 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva:


Pública
Oficial de Defensoria
Felipe, Oficial da Defensoria Pública estadual, no exercício de suas funções recebeu, de um assistido, um HD
externo que continha arquivos digitais solicitados para utilização em seu processo. Após a cópia dos arquivos
deveria devolvê-lo no dia seguinte, entretanto, como Felipe passaria a partir daquele dia a atuar em outra
unidade da Defensoria, decidiu levar o aparelho eletrônico para sua casa utilizando-o como se fosse seu, sem
qualquer intenção de devolvê-lo ao proprietário. Felipe cometeu o crime de

a) peculato mediante erro de outrem, por ter se apropriado de bem móvel particular, de que tem a
posse em razão do cargo, mediante erro do assistido.

b) peculato culposo, por ter concorrido com culpa na apropriação do aparelho eletrônico.

c) corrupção passiva, por ter recebido o aparelho eletrônico como vantagem indevida para si.

d) prevaricação, por ter, indevidamente, deixado de praticar ato que estava obrigado, que neste caso
seria a devolução do aparelho eletrônico.

e) peculato, por ter se apropriado de bem móvel particular, de que tem a posse em razão do cargo.

80 Q583502
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
80 Q583502
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva:


Pública
Oficial de Defensoria
Suzana, Oficial da Defensoria Pública estadual, é responsável pelo registro, movimentação e tramitação de
processos em determinada unidade da Defensoria. Sua inimiga, Zulmira, solicitou assistência da Defensoria nesta
unidade, e por vingança Suzana deixou de registrar esta solicitação. É correto afirmar que Suzana

a) não cometeu o crime de Prevaricação, uma vez que não praticou ato ilegal por sentimento pessoal.

b) cometeu o crime de Prevaricação porque deixou de praticar, indevidamente, ato de ofício para
satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

c) não cometeu crime algum, embora por ética e responsabilidade administrativa deveria ter registrado a
solicitação de Zulmira.

d) cometeu o crime de Corrupção Passiva, por ter deixado de realizar ato que é exigido em lei.

e) cometeu o crime de Peculato, por ter praticado ato ilegal por sentimento pessoal.

Respostas 61: 62: 63: 64: 65: 66: 67: 68: 69: 70: 71: 72: 73: 74: 75:
76: 77: 78: 79: 80:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9… 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

81 Q584909 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva: Analista de Sistemas


BETA

Verônica, funcionária da Defensoria Pública do Estado que tem a posse de um telefone celular de propriedade da
Defensoria Pública, pelo qual é responsável, em determinado dia de trabalho ao sair para almoçar esqueceu este
telefone em cima de sua mesa de trabalho. Vagner, seu colega de trabalho na mesma função, nota o descuido e
subtrai o aparelho celular. Nesta situação hipotética, diante do Código Penal brasileiro é correto afirmar que
Verônica

a) e Vagner cometeram crime de peculato, se sujeitando às mesmas penalidades, pois ambos


concorreram para o crime.

b) cometeu o crime de peculato mediante erro de outrem enquanto Vagner cometeu o crime de
peculato doloso.

c) não cometeu nenhum crime e Vagner cometeu o crime de peculato, pois se apropriou de bem
móvel público de que tem a posse em razão do cargo em proveito próprio ou alheio.

d) não cometeu nenhum crime e Vagner cometeu o crime de peculato culposo.

e) cometeu o crime de peculato culposo e Vagner cometeu o crime de peculato, pois ele não estava
em posse do bem, mas mesmo assim o subtraiu, em proveito próprio ou alheio, valendo-se de
facilidade que lhe proporciona a qualidade de funcionário.

82 Q584910 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva: Analista de Sistemas


Marcelo, funcionário público da Defensoria Pública, é responsável por organizar a fila de atendimento ao público.
Ao encontrar seu amigo Pedro, que pretende ser atendido na Defensoria, diz que pode fazer com que ele seja o
primeiro a ser atendido, embora Pedro não tenha chegado primeiro e sequer tenha algum motivo justo para isso.
Pedro se interessa, mas Marcelo solicita cem reais em dinheiro para fazer isso e afirma que, se Pedro não quiser
pagar, não tem problema, apenas terá que aguardar seu lugar correto na fila. Nesta situação, Marcelo

a) cometeu o crime de corrupção passiva por ter solicitado para si vantagem indevida em razão de sua
função

b) cometeu o crime de concussão por ter exigido para si vantagem indevida em razão de sua função.

c) cometeu o crime prevaricação, pois beneficiou terceiro por ser seu amigo.

d) não cometeu nenhum crime, pois seu amigo não se manifestou quanto a aceitação no ato de pagar
o valor para ajuda de custo.

e) cometeu o crime de advocacia administrativa pois patrocinou diretamente interesse privado perante a
Administração pública valendo-se da qualidade de funcionário.

83 Q584911 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva: Analista de Sistemas


Considere as seguintes condutas:

I. Facilitar a revelação de fato que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo.

II. Solicitar vantagem indevida para revelar informações sigilosas que só tenha acesso por conta de seu cargo a
terceiros interessados.

III. Exigir vantagem indevida para revelar informações sigilosas que só tenha acesso por conta de seu cargo.

IV. Permitir ou facilitar, mediante atribuição, fornecimento e empréstimo de senha ou qualquer outra forma, o
acesso de pessoas não autorizadas a sistemas de informações ou banco de dados da Administração pública.

Um funcionário público cometerá o crime de violação de sigilo funcional, nas condutas indicadas APENAS em

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) II e III.

b) I e III.

c) I e IV.

d) III e IV.

e) II e IV.

84 Q579107 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-APProva: Analista Judiciário


Ricardo, profissional liberal, estranho ao quadro da Polícia Civil, agindo como se fosse policial civil, comparece em
uma residência para cumprir um mandado de busca e apreensão e lá solicita e recebe do morador a quantia de
R$ 1.000,00 para não prosseguir com a diligência. Ricardo praticou crime de

a) corrupção ativa, punido com reclusão de 02 a 12 anos de reclusão, e multa.

b) tráfico de influência, punido com reclusão de 02 a 05 anos, e multa, sem qualquer majoração.

c) usurpação de função pública, punido com detenção de 03 meses a 02 anos e multa.

d) tráfico de influência, punido com reclusão de 02 a 05 anos, aumentada de 1/6, e multa.

e) usurpação de função pública, punido com reclusão de 02 a 05 anos e multa.

85 Q776355 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: HCFMUSPProva: Direito


Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que
tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio constitui crime de

a) apropriação indébita.

b) estelionato.

c) peculato.

d) concussão.

e) corrupção ativa.

86 Q776356 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: HCFMUSPProva: Direito


Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para
satisfazer interesse ou sentimento pessoal

a) configura crime de prevaricação.

b) constitui crime de condescendência criminosa.

c) configura crime de desobediência.

d) constitui crime de abandono de função.

e) não constitui ilícito penal.

87 Q574438
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
87 Q574438
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-SEProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
Patricio, funcionário público, atuando em um cartório de determinada Zona Eleitoral do Estado de Sergipe, exige
a quantia de R$ 50.000,00 em dinheiro de Ourives, candidato a Vereador em um pleito eleitoral, para não
formalizar a apreensão de material de propaganda irregular e compra de votos promovida por meio de entrega de
cestas básicas a populares do município, tudo praticado durante o período eleitoral. Neste caso, o funcionário
público Patrício cometeu crime de

a) corrupção passiva.

b) excesso de exação.

c) concussão.

d) prevaricação.

e) peculato.

88 Q574475 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRE-SEProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Xisto, Vereador de um determinado município do Estado de Sergipe, com o escopo de vingar-se do seu desafeto
Tácito, também Vereador do mesmo município, faz uma denúncia escrita de crime eleitoral perante a Autoridade
Policial contra Tácito, sabendo da inocência deste, apresentando-se como Moisés para não ser identificado. O
Inquérito Policial é instaurado pela Autoridade Policial. Neste caso Xisto cometeu crime de

a) denunciação caluniosa com pena de 2 a 8 anos, aumentada de um terço.

b) comunicação falsa de crime, com pena de 1 a 6 meses de detenção e multa, aumentada de um


terço.

c) denunciação caluniosa com pena de 2 a 8 anos e multa, aumentada da sexta parte.

d) comunicação falsa de crime, com pena de 1 a 6 meses de detenção e multa, sem qualquer
majoração.

e) denunciação caluniosa, com pena de 2 a 8 anos, sem qualquer majoração.

89 Q565819 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


Um servidor público, concursado e estável, praticou crime de corrupção passiva e foi condenado definitivamente
ao cumprimento de pena privativa de liberdade de seis anos de reclusão, em regime semiaberto, bem como ao
pagamento de multa.

A respeito dessa situação hipotética, julgue o item seguinte.

Na situação considerada, se houvesse suspeita de participação do agente em organização criminosa, o juiz


poderia determinar seu afastamento cautelar das funções, sem prejuízo da remuneração; e se houvesse posterior
condenação pelo crime de organização criminosa, haveria concurso material entre esse crime e o crime de
corrupção passiva.

Certo Errado

90 Q565831 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união
João, empregado de uma empresa terceirizada que presta serviço de vigilância a órgão da administração pública
direta, subtraiu aparelho celular de propriedade de José, servidor público que trabalha nesse órgão.

A respeito dessa situação hipotética, julgue o item que se segue.

O ato praticado por João configura crime de peculato-furto, em que o sujeito passivo imediato é José e o sujeito
passivo mediato é a administração pública.

Certo Errado

91 Q565832 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Advogado da união


João, empregado de uma empresa terceirizada que presta serviço de vigilância a órgão da administração pública
direta, subtraiu aparelho celular de propriedade de José, servidor público que trabalha nesse órgão.

A respeito dessa situação hipotética, julgue o item que se segue.

João é funcionário público por equiparação, devendo ser a ele aplicado o procedimento especial previsto no CP, o
que possibilita a apresentação de defesa preliminar antes do recebimento da denúncia.

Certo Errado

92 Q563814 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCUProva: Procurador


No que diz respeito aos crimes praticados contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Para efeitos penais, deve-se considerar a remuneração do cargo ou função exercida pelo funcionário.

b) A condenação de funcionário público em processo criminal decorrente de crime funcional prejudica o


ajuizamento da ação de improbidade administrativa.

c) A reparação do dano como condição para a progressão de regime prisional ou do cumprimento de


pena é destinada tanto ao funcionário público quanto ao particular.

d) Conforme previsão do CP, a agravante de violação de dever inerente ao cargo aplica-se ao crime de
peculato.

e) O conceito de funcionário público não abrange a pessoa que trabalha para empresa civil prestadora
de serviço contratada ou conveniada para exercer atividade típica da administração pública.

93 Q563815 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCUProva: Procurador


Ainda com relação aos crimes praticados contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) O crime de abandono de função é comissivo por omissão.

b) Será automática a perda do cargo, se o crime funcional praticado com abuso de poder ou violação de
dever para com a administração pública resultar em condenação a pena privativa de liberdade superior
a quatro anos.

c) A falsa apresentação de particular na qualidade de funcionário público configura o crime de usurpação


de função pública, na sua modalidade simples.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) Para a caracterização do crime de emprego irregular de verba ou renda pública, não há que se fazer
presente o lucro ou proveito próprio ou de terceiro; esse crime será caracterizado ainda que não haja
lucro ou proveito próprio ou de terceiro.

e) O crime de corrupção ativa consiste no ato de exigir para si, ou para outrem, vantagem indevida em
razão do cargo e configura crime de mera conduta.

94 Q563819 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TCUProva: Procurador


Acerca de crimes contra as finanças públicas, assinale a opção correta.

a) Na inclusão dos crimes contra as finanças públicas, o legislador não repetiu a redação da legislação
esparsa revogada que permitia a aplicação da pena acessória no que diz respeito à inabilitação para o
exercício do cargo. Desse modo, fica o juiz impossibilitado de determinar a perda do cargo.

b) As figuras descritas no capítulo do CP que diz respeito aos crimes contra as finanças públicas têm
como escopo a proteção das finanças contra condutas fraudulentas ao erário.

c) O crime existente na prestação de garantia graciosa por agente público independe, para a sua
consumação, da ocorrência de qualquer prejuízo para a administração, bem como não há necessidade
de chamamento do Estado para suprir a prestação do devedor original.

d) O tipo penal consistente em ordenar despesa não autorizada por lei configura crime material, o qual
vem a consumar-se com o efetivo pagamento da despesa ordenada.

e) A ordenação de aumento de despesa total com pessoal nos cento e oitenta dias anteriores ao final
do mandato ou legislatura não alcança o regime celetista, de modo que tal controle se volta somente
aos servidores estatutários.

95 Q560087 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Juiz do trabalho
Quanto aos crimes contra a administração da justiça,

a) não tipifica denunciação caluniosa dar causa à instauração de investigação policial ou de processo
judicial contra alguém, imputando-lhe contravenção penal de que o sabe inocente.

b) qualquer pessoa pode ser sujeito ativo do delito de sonegação de papel ou objeto de valor
probatório.

c) configura o delito de favorecimento pessoal o ato de auxiliar a subtrair-se à ação de autoridade


pública autor de crime a que for cominada pena de detenção.

d) há tergiversação quando o advogado defende na mesma causa, simultaneamente, partes contrárias.

e) só o advogado pode ser sujeito ativo dos delitos de patrocínio infiel e exploração de prestígio.

96 Q560089 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Juiz do trabalho
No crime de peculato, a condição pessoal de funcionário público

a) não constitui elementar e não se comunica ao coautor ou partícipe.

b) constitui elementar, mas não se comunica, em qualquer situação, ao coautor ou partícipe.

c) não constitui elementar, comunicando-se ao coautor ou partícipe, desde que este conheça a
condição daquele.

d) constitui elementar, comunicando-se ao coautor ou partícipe, desde que este conheça a condição
daquele.

e)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
constitui elementar, comunicando-se ao coautor ou partícipe, ainda que este não conheça a
condição daquele.

97 Q561059 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: STJProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item a seguir.

A pessoa que exerça temporariamente cargo público, mesmo sem remuneração, poderá ser enquadrada em
crime de advocacia administrativa.

Certo Errado

98 Q561061 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: STJProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item a seguir.

Incorre em crime de peculato o servidor público que, embora não tendo posse de determinado bem, concorra
para sua subtração, em proveito próprio ou alheio, valendo-se de facilidade proporcionada pelo cargo que ocupe.

Certo Errado

99 Q561062 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: STJProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item a seguir.

Cometerá crime de prevaricação o servidor público que deixar de responsabilizar, por clemência, o seu
subordinado que tenha cometido infração no exercício do cargo.

Certo Errado

100 Q561063 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: STJProva: Analista Judiciário


Acerca dos crimes contra a administração pública, julgue o item a seguir.

Cometerá crime punível com detenção o servidor público que ordenar seu subordinado no serviço público a
realizar obra de reforma em sua residência particular mediante o uso de recursos estatais.

Certo Errado

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Respostas 81: 82: 83: 84: 85: 86: 87: 88: 89: 90: 91: 92: 93: 94: 95:
96: 97: 98: 99: 100:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9… 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

101 Q580890 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: SAEGProva: Advogado


BETA

Jeremias foi aprovado no concurso para Delegado de Polícia Estadual. Um mês antes de tomar posse do cargo,
exigiu quantia em dinheiro de alguns traficantes da região, com o pretexto de fazer “vista grossa" quanto a
eventuais inquéritos policiais por tráfico de drogas. Pode- -se afirmar que Jeremias praticou o crime de

a) prevaricação.

b) corrupção ativa.

c) corrupção passiva.

d) concussão.

e) condescendência criminosa.

102 Q597351 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: CRO-SPProva: Advogado


A conduta de “opor-se à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário competente para
executá-lo ou a quem lhe esteja prestando auxílio" caracteriza o crime de

a) desacato.

b) usurpação.

c) resistência.

d) descaminho.

e) desobediência.

103 Q597352 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: CRO-SPProva: Advogado


Imagine que determinado dentista, por meio de um sit e
de compras na Internet adquire, do exterior, um
instrumento odontológico cuja utilização é proibida no Brasil. A encomenda não é barrada pelos controles
aduaneiros e o dentista começa a utilizar o instrumento. É correto afirmar que

a) tipificou-se crime de descaminho.

b) tipificou-se crime de contrabando.

c) tipificou-se crime de exercício irregular da profissão.

d) tipificou-se crime de tráfico de influência em transação comercial internacional.

e) não houve tipificação de nenhum crime ou contravenção, tendo em vista o consentimento tácito da
autoridade de controle aduaneiro.

104 Q555070 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Juiz de Direito


No crime de falso testemunho ou falsa perícia,

a) a conduta é tipificada quando realizada apenas em processo penal.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) incide-se no crime quando a afirmação falsa é feita em juízo arbitral.

c) a pena aumenta da metade se o crime é praticado mediante suborno.

d) a retratação do agente, antes da sentença em que ocorreu o falso testemunho, é causa de


diminuição de pena.

105 Q555072 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Juiz de Direito


Profissional nomeado pela assistência judiciária para atuar como defensor dativo ingressa com ação contra o INSS,
em favor da parte para a qual foi constituído, e posteriormente faz o levantamento do valor devido. Contudo,
não repassou o dinheiro à parte, cometendo o delito de

a) peculato, tendo em vista apropriar-se de dinheiro ou valor de que tem a posse em razão do cargo.

b) furto mediante fraude, pois abusou da confiança da vítima.

c) prevaricação, considerando que retardou ou deixou de praticar, indevidamente, ato de ofício.

d) apropriação indébita, uma vez que tinha a posse ou detenção do numerário.

106 Q548989 Direito Penal Causas de extinção da punibilidade

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 23ª REGIÃO (MT)Prova: Juiz do trabalho
Mediante suborno, João, ouvido como testemunha em processo trabalhista, fez afirmação falsa. No caso,

a) João responderá pelo crime de falso testemunho, sem aumento de pena, cabível apenas quando o
crime é cometido com o fim de obter prova destinada a produzir efeito em processo penal.

b) compete à Justiça Estadual processar e julgar o crime de falso testemunho verificado.

c) aquele que deu dinheiro a João para que prestasse depoimento falso não incidirá nas penas do crime
de falso testemunho previsto no art. 342 do Código Penal.

d) João responderá pelo crime de falso testemunho, tal qual ocorreria se tivesse prestado o depoimento
na condição de parte.

e) haverá extinção da punibilidade pela abolit io criminis


se João se retratar após o trânsito em julgado da
sentença no processo em que ocorreu o falso testemunho.

107 Q555836 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCE-AMProva: Auditor


O agente público que, possuindo atribuição legal, presta garantia em operação de crédito sem que tenha sido
constituída contragarantia em valor igual ou superior ao valor da garantia prestada, pratica crime denominado

a) prestação de garantia não onerosa.

b) prestação de garantia graciosa.

c) contraprestação em operação de crédito.

d) inscrição de garantia não empenhada em restos a pagar.

e) assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura.

108 Q544570 Direito Penal Crimes contra a honra

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-ALProva: Juiz de Direito


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Admissível a exceção da verdade e a retratação, respectivamente, nos crimes de

a) falso testemunho e calúnia.

b) injúria e calúnia.

c) injúria e falso testemunho.

d) difamação e injúria.

e) difamação e falso testemunho.

109 Q544571 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-ALProva: Juiz de Direito


NÃO constitui crime praticado por particular contra a Administração em geral

a) o tráfico de influência.

b) a desobediência.

c) a resistência.

d) a advocacia administrativa.

e) o desacato.

110 Q534576 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-PBProva: Juiz de Direito


Em cada uma das opções seguintes é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser
julgada com base nas jurisprudências do STJ e do STF acerca dos crimes contra o patrimônio e contra a
administração. Assinale a opção que apresenta a assertiva correta.

a) Paulo emitiu cheque pré-datado como garantia de dívida contraída com Renato. Renato descobriu,
ao tentar descontar o cheque, antes de exigível a dívida, que o emitente não possuía fundos para
honrá-lo. Nessa situação, Paulo praticou delito de estelionato na modalidade específica conhecida
como fraude no pagamento por meio de cheque.

b) Marcos, servidor público do estado da Paraíba, dirigiu-se a um órgão da administração pública do


referido estado e, sem se identificar, requereu preferência no andamento de processo administrativo
em que Rogério, seu amigo, é parte. Nessa situação, a conduta de Marcos não corresponde ao crime
de advocacia administrativa.

c) Luís, guarda municipal em serviço, solicitou R$ 500 a Marcelo por este dirigir veículo sem habilitação.
Em troca, Luís não apreenderia o bem nem multaria Marcelo pela infração de trânsito. Nessa situação,
Luís praticou o crime de concussão.

d) Jorge, estagiário do governo do estado da Paraíba, subtraiu valores aos quais tinha acesso no
exercício da sua função, referentes ao programa social gerido pelo órgão público em que trabalhava.
Nessa situação, a conduta de Jorge corresponde ao tipo penal do crime de apropriação indébita
qualificada.

e) João, chefe do órgão público no qual trabalhava Rodrigo, ao tomar conhecimento de que este
subtraiu valores em dinheiro do órgão público, não abriu processo administrativo disciplinar contra
Rodrigo, em razão de compaixão pela origem humilde e vida difícil de seu subordinado. Nessa
situação, João praticou o crime de prevaricação.

111 Q534578 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-PBProva: Juiz de Direito


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Gustavo, funcionário público estadual, com o objetivo de obter vantagem patrimonial ilícita para si, utilizou
papel-moeda grosseiramente falsificado para efetuar pagamento de compras de alto valor em um supermercado.

Em face dessa situação hipotética, assinale a opção correspondente à figura típica do delito praticado por
Gustavo.

a) estelionato

b) moeda falsa

c) crime assimilado ao de moeda falsa

d) fraude no comércio

e) concussão

112 Q544941 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PBProva: Técnico Ministerial


Renê é funcionário público e trabalha como vigia de uma repartição pública municipal de João Pessoa. Em uma
determinada noite, no final do ano de 2014, Renê desvia-se da função de guarda e, por negligência, permite
que terceiros invadam o prédio público e de lá subtraiam diversos bens avaliados em R$ 10.000,00. Instaurado
Inquérito Policial, o Ministério Público denuncia o funcionário público Renê pelo crime de peculato culposo. O feito
tramita regularmente e Renê é condenado em primeira instância à pena de 6 meses de detenção. Renê,
inconformado, apela ao Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba. Antes do julgamento do recurso Renê resolve
reparar o dano à municipalidade, depositando em juízo o valor do prejuízo. Neste caso, nos termos do Código
Penal, Renê

a) não terá direito a qualquer benefício uma vez que a reparação do dano ocorreu após a sentença de
primeiro grau.

b) terá sua pena reduzida em metade.

c) terá sua pena reduzida de 1 a 2/3.

d) terá extinta a sua punibilidade.

e) terá direito apenas à atenuante genérica.

113 Q544942 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: MPE-PBProva: Técnico Ministerial


Tício e Caio são Policiais Civis do Estado da Paraíba, atuando na capital. No dia 14 de março de 2014, durante
uma operação deflagrada pela Delegacia Seccional de Polícia para investigação de crime de tráfico de drogas em
uma determinada favela na cidade de João Pessoa, Tício e Caio abordam Moisés em atitude suspeita, transitando
por uma via pública. Moisés portava na cintura uma arma de fogo municiada sem autorização e em desacordo
com determinação legal e regulamentar. Além disso apurou-se que havia um mandado de prisão preventiva
contra Moisés por crime de roubo cometido na cidade de Campina Grande. Tício e Caio, então, solicitam a Moisés
a quantia de R$ 10.000,00 para ele ser imediatamente liberado. Moisés consegue o dinheiro e entrega aos
policiais civis, que deixam de conduzi-lo ao Distrito Policial. No caso hipotético apresentado, Tício e Caio
cometeram crime de

a) concussão e estão sujeitos à pena de reclusão, de 2 a 8 anos e multa, sem qualquer aumento de
pena, uma vez que o não cumprimento do ato de ofício é mero exaurimento do crime formal.

b) corrupção passiva e estão sujeitos à pena de reclusão, de 2 a 12 anos e multa, com aumento de 1/3
uma vez que os funcionários deixaram de conduzir preso o cidadão Moisés, com infração de dever
funcional.

c) corrupção passiva e estão sujeitos à pena de reclusão, de 2 a 12 anos e multa, sem qualquer
aumento de pena, uma vez que o não cumprimento do ato de ofício é mero exaurimento do crime

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
formal.

d) prevaricação e estão sujeitos à pena de detenção de 3 meses a 1 ano e multa.

e) concussão e estão sujeitos à pena de reclusão, de 2 a 8 anos e multa, com aumento de 1/3 uma vez
que os funcionários deixaram de conduzir preso o cidadão Moisés, com infração de dever funcional.

114 Q532416 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Juiz de Direito


Luiz, policial civil lotado em uma delegacia de polícia, deixou de dar andamento a inquérito no qual Francisco
estava sendo investigado. Tal interrupção no andamento do inquérito deveu-se ao fato de Mauro, irmão de
Francisco, ter pagado ao policial, voluntariamente, a quantia de dois mil reais.

Nessa situação hipotética, Luiz cometeu, em tese, o crime de

a) advocacia administrativa.

b) prevaricação.

c) corrupção passiva.

d) peculato.

e) concussão.

115 Q531760 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Itatiba - SPProva: Advogado
Assinale a alternativa correta.

a) Pratica o crime de contrabando aquele que ilude, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou
imposto devido pela entrada, saída ou consumo de mercadoria.

b) O estrangeiro que tenha sido expulso do território nacional e nele reingresse pratica crime contra a
administração da Justiça.

c) O crime de resistência se configura com a oposição mediante violência ou ameaça à execução de ato
legal ou ilegal praticado por funcionário público competente para executá-lo.

d) Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, apenas quem exerce cargo, emprego ou
função pública de forma efetiva e mediante remuneração.

e) O funcionário público que exige para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da
função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida pratica o crime de corrupção
ativa.

116 Q531855 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-RJProva: Auditor


O médico chefe de hospital público que retarda a expedição de atestado de óbito por animosidade com a família
do falecido comete crime de

a) exercício arbitrário ou abuso de poder.

b) falsa perícia.

c) corrupção passiva privilegiada.

d) prevaricação.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) falsidade de atestado médico.

117 Q525919 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 1ª REGIÃO (RJ)Prova: Juiz do trabalho
Entre os crimes tipificados contra a Administração da justiça, NÃO se inclui o

a) patrocínio simultâneo ou tergiversação.

b) exercício arbitrário ou abuso de poder.

c) fuga de pessoa presa ou submetida a medida de segurança.

d) motim de presos.

e) desacato.

118 Q525138 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCE-CEProva: Auditor


Bernardo, funcionário público, ordenou que Luciana, contribuinte, quitasse tributo indevido. Anteriormente à
entrega deste valor,desistiu da ordem. Conquanto esta atitude, Luciana entendeu por bem entregar o
numerário a Bernardo que o recebeu e o desviou depois do recolhimento ao tesouro público. Bernardo praticou

a) fato atípico, por ausentes elementos do tipo penal.

b) excesso de exação.

c) excesso de exação qualificada.

d) peculato na modalidade furto.

e) peculato na modalidade apropriação.

119 Q525331 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCE-CEProva: Procurador


O particular é responsabilizado pelo crime de concussão na hipótese em que

a) concorra de qualquer modo para o crime, na medida de sua culpabilidade.

b) receba, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, vantagem indevida.

c) figure somente como partícipe e a participação seja de menor importância.

d) concorra, de qualquer modo para o crime, ainda que não tenha conhecimento da condição de
funcionário público do autor.

e) a circunstância da condição de funcionário público seja incomunicável.

120 Q528031 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva: Analista de Promotoria -


Assistente Jurídico
Nos crimes contra a Administração Pública,

a)

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
o crime de peculato doloso (artigo 312, CP) divide-se em peculato-apropriação, peculato-desvio e
peculato-furto.

b) o funcionário público que exige tributo ou contribuição social, que sabe ou deveria saber indevido,
comete crime de concussão (art. 316, CP).

c) o funcionário que deixa, por indulgência, de responsabilizar subordinado que cometeu infração no
exercício do cargo ou, quando lhe falte competência, não levar o fato ao conhecimento da
autoridade competente comete crime de prevaricação (art. 319, CP).

d) o crime de corrupção passiva se consuma no momento em que o funcionário público, em


consequência da promessa ou vantagem recebida, retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício
ou o pratica infringindo dever funcional (art. 317, CP).

e) o crime de coação no curso do processo (art. 344, CP) se configura quando, na modalidade
“violência”, resultar lesão corporal no coacto.

Respostas 101: 102: 103: 104: 105: 106: 107: 108: 109: 110: 111: 112: 113:
114: 115: 116: 117: 118: 119: 120:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 … 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

121 Q528032 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: MPE-SPProva:


BETA
Analista de Promotoria -
Assistente Jurídico
Assinale a alternativa correta sobre os crimes praticados pelo particular contra a Administração em geral.

a) O crime de resistência previsto no artigo 329 do CP tem sua pena aplicada sem prejuízo da pena
correspondente à violência grave.

b) O delito de desobediência, previsto no artigo 330, CP, é crime comum, tendo como sujeito ativo
qualquer pessoa, com exceção do funcionário público, que mesmo quando não está no exercício da
função, não perde essa condição para efeitos penais.

c) O crime de falso testemunho ou falsa perícia (art. 342, CP) admite retratação do agente que poderá
ser manifestada em qualquer instância e grau de jurisdição, ocasionando a extinção da punibilidade.

d) O delito de desacato (art. 331, CP), dado o objeto material (o funcionário público e sua honra), tem
como sujeito passivo apenas o funcionário público humilhado.

e) O crime de coação no curso do processo (art. 344, CP) não admite violência, mas apenas ameaça por
parte do agente, que busca favorecer interesse próprio ou alheio, contra autoridade, parte ou
qualquer outra pessoa que funciona ou é chamada a intervir em processo judicial, policial,
administrativo ou em juízo arbitral.

122 Q511213 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-RRProva: Juiz de Direito


Em matéria de penas privativas de liberdade, correto afirmar que

a) possível a fixação do regime inicial fechado para o condenado a pena de detenção, se reincidente.

b) o condenado por crime contra a Administração pública terá a progressão de regime do cumprimento
de pena condicionada à reparação do dano que causou, ou à devolução do produto do ilícito
praticado, com os acréscimos legais.

c) a determinação do regime inicial de cumprimento da pena far-se-á com observância dos mesmos
critérios previstos para a fixação da pena-base, mas nada impede a opção por regime mais gravoso do
que o cabível em razão da pena imposta, se a gravidade abstrata do delito assim o justificar.

d) inadmissível a adoção do regime inicial semiaberto para o condenado reincidente.

e) os condenados por crimes hediondos ou assemelhados, independentemente da data em que


praticado o delito, só poderão progredir de regime após o cumprimento de 2/5 (dois quintos) da
pena, se primários, e de 3/5 (três quintos), se reincidentes.

123 Q503161 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O peculato culposo

a) é fato atípico, pois não está expressamente pre visto no CP.

b) tem a ilicitude excluída se o agente repara o dano a qualquer tempo

c) tem a punibilidade extinta se o agente repara o dano antes da sentença irrecorrível.

d) é punido com detenção, de dois a doze anos, e multa.

e) é punido com a mesma pena do peculato doloso.

124 Q503162 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O funcionário público que tem conhecimento de infração cometida no exercício do cargo por subordinado e que,
por indulgência, não promove sua responsabilização e também não comunica o fato ao superior competente para
tanto pratica

a) corrupção ativa (CP, art. 333).

b) corrupção passiva (CP, art. 317)

c) fato atípico, pois não está descrito expressamente como crime no CP.

d) condescendência criminosa (CP, art. 320)

e) prevaricação (CP, art. 319).

125 Q503163 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Com intuito de proteger seu filho, João comparece perante a autoridade policial e, falsamente, diz ter praticado
o crime que em verdade fora praticado por seu filho. João

a) comete falsa comunicação de crime

b) comete falso testemunho, mas não será punido por expressa disposição legal.

c) comete falso testemunho.

d) não comete crime algum, pois não está descrito expressamente como crime no CP.

e) comete autoacusação falsa.

126 Q503164 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Marcos, advogado, solicita certa quantia em dinheiro a Pedro, seu cliente, pois esclarece que mediante o
pagamento dessa quantia em dinheiro pode “ace lerar" o andamento de um processo. Informa que seria amigo
do escrevente do cartório judicial – o qual também seria remunerado pela celeridade, segundo Marcos. Pedro,
inicialmente, tem intenção de aceitar a oferta, mas verifica que Marcos mentiu, pois não é amigo do funcionário
público. Pedro nega-se a entre gar a Marcos qualquer quantia e não aceita a oferta.

É correto afirmar que Marcos

a) praticou corrupção passiva (CP, art. 317) e Pedro não cometeu crime algum.

b) praticou exploração de prestígio (CP, art. 357) e Pedro não cometeu crime algum.

c) praticou corrupção passiva (CP, art. 317) e Pedro corrupção ativa (CP, art. 333).

d) e Pedro praticaram corrupção passiva (CP, art. 317).

e) e Pedro não praticaram crime algum, pois os fatos não evoluíram.

127 Q483620 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TJ-GOProva: Juiz de Direito


No que toca aos crimes contra a administração da justiça, acertado afirmar que

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) não configura coação no curso do processo usar de violência ou grave ameaça, com o fim de
favorecer interesse próprio ou alheio, contra autoridade, parte, ou qualquer outra pessoa que
funciona ou é chamada a intervir em juízo arbitral.

b) não configura crime a conduta de provocar a ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de


contravenção que sabe não se ter verificado.

c) configura favorecimento pessoal a conduta de auxiliar a subtrair-se à ação de autoridade pública autor
de crime a que é cominada pena de detenção.

d) não configura denunciação caluniosa dar causa à instauração de investigação policial contra alguém,
imputando-lhe contravenção penal de que o sabe inocente.

e) configura o crime de autoacusação falsa a conduta de acusar-se, perante a autoridade, de


contravenção penal inexistente ou praticada por outrem.

128 Q495392 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
Um funcionário do cartório administrativo de processamento tributário frequenta um clube de futebol e, após o
treinamento do time, participa das confraternizações semanais. Em um desses encontros o funcionário conta ao
seu colega de clube João, empresário da cidade, que um comerciante está devendo quantidade de imposto
superior ao patrimônio da empresa. João, por ser fornecedor do empresário, não mais efetivou negócios com o
empresário, causando-lhe a falência. A conduta praticada pelo funcionário do cartório caracteriza o crime de

a) sonegação de correspondência.

b) divulgação de segredo.

c) violação de correspondência.

d) invasão de dispositivo informático.

e) violação de segredo profissional.

129 Q495394 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
O diretor do almoxarifado da Receita Estadual, após o encerramento do expediente, solicitou ao segurança do
local, que passa por dificuldades financeiras em decorrência da enfermidade de seu filho, que deixasse a porta do
departamento aberta, pois, retornaria para a finalização dos trabalhos após o jantar. O segurança informou que
não poderia permitir, devido a guarda dos valores retidos no local e o encerramento do expediente. O diretor
propôs, então, ao segurança, ajudar na compra do medicamento para seu filho. O segurança deixou a porta
aberta ciente das intenções do diretor, que se apossou dos envelopes contendo quantia em dinheiro referente
aos tributos recebidos naquele dia e os depositou em conta corrente própria. A conduta do segurança está
descrita no crime de

a) peculato-furto em concurso de pessoas.

b) peculato-apropriação em concurso de pessoas.

c) furto qualificado pelo concurso de agentes, por não ser funcionário público.

d) apropriação indébita em concurso de agentes, por não ser funcionário público.

e) peculato culposo, pois não praticou o verbo do tipo penal.

130 Q495395 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Um funcionário do setor de cobrança de tributos, diante de situação financeira difícil, atende pedido do
contribuinte, e, em vez de lançar o tributo para a cobrança, protela o ato por 90 dias após, a fim de que o
contribuinte possa posteriormente tentar um parcelamento do tributo. Por essa conduta, poderá responder pelo
crime de

a) inserção de dados falsos em sistema de informações.

b) prevaricação.

c) corrupção passiva.

d) tráfico de influência.

e) advocacia administrativa.

131 Q495396 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
Um contribuinte foi até o balcão de atendimento do setor fiscal e apresentou documento para a comprovação
de quitação do tributo. Todavia, faltou com o respeito contra o funcionário autorizado para o registro no sistema.
O funcionário, diante da ofensa, alterou os dados inseridos para que constasse pagamento parcial e não total do
tributo. Com isso, o contribuinte foi acionado judicialmente para pagamento do tributo que já tinha quitado. A
conduta do funcionário está inserida no crime de

a) prevaricação.

b) modificação não autorizada de sistema de informações.

c) sonegação de documento

d) falsidade ideológica.

e) inserção de dados falsos em sistema de informações.

132 Q495397 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
O advogado de um contribuinte mencionou que seu procedimento administrativo poderia ter o andamento mais
célere, caso efetivasse o pagamento de uma “taxa de andamento” ao funcionário responsável pelo
encaminhamento processual, mediante o conhecimento e a amizade que ele possuía com o referido funcionário.
Efetivado o acordo, o cliente lhe entregou os valores. A conduta do advogado está inserida no crime de

a) fato atípico pela cobrança de honorários.

b) advocacia administrativa.

c) corrupção ativa.

d) tráfico de influência.

e) estelionato.

133 Q495398 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
O contribuinte, réu de um procedimento administrativo tributário, em concurso com o faxineiro do prédio,
combinou que este, ao proceder à limpeza da repartição, retirasse e lhe entregasse determinado processo

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
administrativo em mãos no dia seguinte, com a promessa de vantagem. O faxineiro lhe entregou os autos. A
conduta do faxineiro caracteriza o crime de

a) peculato.

b) subtração de documento.

c) extravio de documento.

d) favorecimento pessoal.

e) favorecimento real.

134 Q495399 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Julgador Administrativo


Tributário do Tesouro Estadual
Funcionário público, responsável pelo andamento de procedimento, descobriu que determinado contribuinte era
seu primo. Diante disso, sem qualquer contato com o primo, decidiu colocar o procedimento em uma das caixas
que guardavam papéis destinados ao arquivo. A conduta do funcionário caracteriza o crime de

a) supressão de documento.

b) sonegação de livro ou documento.

c) subtração de livro ou documento.

d) prevaricação.

e) advocacia administrativa.

135 Q475703 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: CESPE Órgão: DPUProva: Defensor Público


Em relação aos crimes contra a fé pública, aos crimes contra a administração pública, aos crimes de tortura e aos
crimes contra o meio ambiente, julgue o item a seguir.

Cometerá o crime de corrupção passiva privilegiada, punido com detenção, o DP que, após receber telefonema
de procurador da República que se identifique como tal, deixar de propor ação em que esse procurador seja
diretamente interessado.

Certo Errado

136 Q496914 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GOProva: Procurador


Paulo, sócio administrador de agência de turismo, ofereceu uma viagem à Europa a Jack, agente fiscal de rendas,
para determiná-lo a não autuá-lo por sonegação de tributo estadual. Jack aceitou a oferta, viajou e, quando
voltou, foi até a empresa e lavrou auto de infração pela sonegação do referido tributo. Nesse caso,

a) Paulo responderá por corrupção ativa e Jack não responderá por nenhum delito por ter lavrado o
auto de infração.

b) Jack responderá por corrupção passiva e Paulo por prevaricação.

c) Paulo responderá por corrupção ativa e Jack por prevaricação.

d) não há crime, porque o auto de infração foi lavrado, não tendo havido prejuízo para a Administração
pública.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) Jack responderá por corrupção passiva e Paulo por corrupção ativa.

137 Q467951 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GOProva: Auditor de Controle


Externo - Jurídica
Paulo e Pedro, valendo-se da qualidade de funcionários públicos lotados em uma Delegacia de Polícia, cogitaram
subtrair uma motocicleta aprendida que se encontrava no pátio de estacionamento. Reuniram-se e traçaram os
planos de ação. No dia combinado, Paulo distraiu os policiais que ali trabalhavam, enquanto Pedro retirou o
veículo do local. No dia seguinte, a motocicleta foi desmontada e as peças vendidas, tendo ambos rateado o
valor recebido. Nesse caso, o crime de peculato doloso consumou-se no momento em que

a) Paulo distraiu os policiais e Pedro retirou a motocicleta da Delegacia.

b) as peças foram vendidas e o valor recebido foi rateado entre Paulo e Pedro.

c) Paulo e Pedro cogitaram subtrair a motocicleta.

d) Paulo e Pedro reuniram-se e traçaram os planos de ação.

e) a motocicleta foi desmontada.

138 Q467952 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GOProva: Auditor de Controle


Externo - Jurídica
Cláudio, agente fiscal de rendas, constatou sonegação de impostos por parte da empresa Alpha. No entanto,
deixou de autuá-la, retardando a prática do ato de ofício, por ser amigo do sócio administrador da empresa.
Porém, outro fiscal, sabendo do ocorrido, foi até a empresa e lavrou o auto de infração. Nesse caso, Cláudio

a) responderá por corrupção ativa.

b) responderá por prevaricação na forma tentada.

c) responderá por prevaricação na forma consumada.

d) não responderá por delito algum, por ter sido o auto de infração lavrado por seu colega de função.

e) responderá por excesso de exação na forma culposa.

139 Q481535 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GOProva: Auditor


José ofereceu R$ 1.000,00 para João, Oficial de Justiça, deixar de citá-lo numa ação cível. João aceitou a oferta,
mas José deixou de honrá-la. Nesse caso, José responderá por corrupção ativa

a) consumada e João por corrupção ativa tentada.

b) tentada e João por prevaricação.

c) tentada e João por corrupção ativa consumada.

d) consumada e João por corrupção passiva consumada.

e) tentada e João por corrupção ativa tentada.

140 Q481536 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TCM-GOProva: Auditor
O crime de

a) impedimento, perturbação ou fraude de concorrência pública não prevê punição para quem se
abstém de concorrer ou licitar em razão de vantagem oferecida.

b) peculato mediante erro de outrem não admite tentativa.

c) emprego irregular de verbas ou rendas públicas caracteriza-se independentemente da ocorrência de


dano para a Administração pública.

d) excesso de exação configura-se, na forma culposa, quando o agente exige tributo que deveria saber
indevido.

e) extravio de livro oficial de que tem a guarda em razão do cargo exige, na forma culposa, a ocorrência
de dano para a Administração pública.

Respostas 121: 122: 123: 124: 125: 126: 127: 128: 129: 130: 131: 132: 133:
134: 135: 136: 137: 138: 139: 140:

← 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 … 41 42 →

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

141 Q471631 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Auditor Fiscal


BETA

Em relação aos crimes contra as finanças públicas, é correto afirmar:

a) O tipo previsto no artigo 359-D do Código Penal (ordenação de despesa não autorizada) não admite
o dolo eventual.

b) O tipo do artigo 359-B do Código Penal (inscrição de despesas não empenhadas em restos a pagar)
admite a modalidade culposa.

c) Comete o crime de inscrição de despesas não empenhadas em restos a pagar aquele que ordenar ou
autorizar a inscrição em restos a pagar, de despesa que não tenha sido previamente empenhada ou
que exceda limite estabelecido em resolução do Senado Federal.

d) O crime de inscrição de despesas não empenhadas em restos a pagar admite a tentativa.

e) O tipo previsto no artigo 359-D do Código Penal (ordenação de despesa não autorizada) é crime de
mera conduta.

142 Q471632 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Auditor Fiscal


Com relação ao crime de contratação de operação de crédito (art. 359-A do CP), é correto afirmar:

a) Incide na mesma pena do referido crime aquele que ordenar, autorizar ou realizar operação de
crédito, interno ou externo, quando o montante da dívida consolidada excede o limite mínimo
autorizado por lei.

b) Incide na mesma pena do referido crime aquele que ordenar, autorizar ou realizar operação de
crédito, interno ou externo, com inobservância de limite, condição ou montante estabelecido em lei
ou em resolução do Senado Federal.

c) Comete o crime aquele que ordena, autoriza ou realiza operação de crédito, interno ou externo,
ainda que com prévia au- torização legislativa.

d) Comete o crime aquele que ordena ou autoriza operação de crédito, interno ou externo, ainda que
com prévia autorização legislativa. o

e) A pena é de detenção de 1 (um) a 2 (dois) anos.

143 Q471634 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Auditor Fiscal


No crime de assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura,

a) admite-se forma culposa.

b) é inadmissível a tentativa.

c) há uma proibição absoluta de assumir obrigação em fim de mandato ou legislatura.

d) a consumação ocorre com a assunção da obrigação.

e) a pena é de reclusão de 1 (um) a 5 (cinco) anos.

144 Q471638 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Auditor Fiscal


O crime de inserção de dados falsos em sistema de informações (art. 313-A do Código Penal) pode ser cometido

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) pelo funcionário autorizado que inserir ou facilitar a inserção de dados falsos, alterar ou excluir
indevidamente dados corretos nos sistemas informatizados ou bancos de dados da Administração
pública, com o fim de obter vantagem indevida para si ou para outrem ou para causar dano.

b) por qualquer pessoa que inserir ou facilitar a inserção de dados falsos, alterar ou excluir
indevidamente dados corretos nos sistemas informatizados ou bancos de dados da Administração
pública.

c) por qualquer funcionário, público ou não, com a finalidade de obter vantagem indevida para si ou
para outrem ou para causar dano.

d) pelo funcionário que modificar ou alterar sistema de informações ou programa de informática, pública
ou não, com o fim de obter vantagem indevida para si ou para outrem ou para causar dano.

e) pelo funcionário que modificar ou alterar sistema de informações ou programa de informática sem
autorização ou solicitação de autoridade competente.

145 Q471640 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Auditor Fiscal


Comete crime de

a) corrupção passiva aquele que exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora
da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.

b) concussão aquele que solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda
que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar
promessa de tal vantagem.

c) peculato aquele que revelar fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em
segredo, ou facilitar-lhe a revelação.

d) condescendência criminosa o funcionário que, criminosamente, retardar ou deixar de praticar, ato de


ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal
ou auferir proveito econômico.

e) advocacia administrativa aquele que patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a
Administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário.

146 Q476156 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PIProva: Analista


No crime de concussão, o funcionário público

a) exige, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-
la, mas em razão dela, vantagem indevida.

b) apropria-se de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a
posse em razão do cargo, ou o desvia, em proveito próprio ou alheio.

c) modifica ou altera sistema de informações ou programa de informática sem autorização ou solicitação


de autoridade competente.

d) dá às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei.

e) solicita ou recebe, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou
antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceita promessa de tal vantagem.

147 Q477680 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Caieiras - SPProva: Procurador


Antônio foi abordado por Policiais Militares na via pública e, quando informado que seria conduzido para a
Delegacia de Polícia, pois era “procurado” pela Justiça, passou a desferir socos e pontapés contra um dos policiais.
Sobre a conduta de Antônio, pode-se afirmar que

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) praticou o crime de desacato, previsto no artigo 331 do Código Penal.

b) praticou o crime de resistência, previsto no artigo 329 do Código Penal.

c) praticou o crime de desobediência, previsto no artigo 330 do Código Penal.

d) não praticou nenhum crime, pois todo cidadão tem direito à sua autodefesa.

e) praticou o crime de corrupção ativa, previsto no artigo 333 do Código Penal, pois pretendeu, com
sua reação, corromper o funcionário público a não cumprir ato de ofício.

148 Q477681 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Caieiras - SPProva: Procurador


Sobre o delito de corrupção ativa, pode-se afirmar que

a) é crime próprio.

b) tem como objeto jurídico a honestidade do funcionário público.

c) é crime formal.

d) é crime de concurso necessário

e) admite forma culposa.

149 Q477683 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Caieiras - SPProva: Procurador


José solicita e recebe dinheiro de um empresário que participará de uma licitação pública a pretexto de ajudá-lo a
vencer o certame, sob o argumento de que tem muitos amigos no comando da Administração Pública. Sobre a
conduta de José, está correto afirmar que

a) praticou o crime de usurpação da função pública (art. 328, Código Penal).

b) praticou o crime de corrupção ativa (art. 333, Código Penal).

c) praticou o crime de impedimento, perturbação ou fraude concorrência (art. 335, Código Penal).

d) praticou o crime de tráfico de influência (art. 332, Código Penal).

e) não praticou nenhum crime (fato atípico), pois quem decide o resultado de licitação é o agente
público e não o particular.

150 Q464374 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: PC-CEProva: Delegado de Polícia


Marcelo é aprovado em concurso público para o cargo de Delegado de Polícia. Sabe que seu vizinho tem
expedido em seu desfavor mandado de prisão. Mesmo antes de assumir o cargo, Marcelo procura seu vizinho,
que é proprietário de automóvel de luxo, e solicita-lhe comprar o veículo por 1/3 do preço de mercado,
insinuando de modo implícito que caso a proposta não seja aceita efetuará sua prisão tão logo assuma o cargo
público. O vizinho não cede e Marcelo, mesmo após assumir o cargo, não toma qualquer atitude em desfavor de
seu vizinho. Marcelo praticou

a) corrupção passiva.

b) estelionato, na modalidade tentada.

c) meros atos preparatórios.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) corrupção passiva, na modalidade tentada.

e) concussão.

151 Q464375 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: VUNESP Órgão: PC-CEProva: Delegado de Polícia


O crime de usurpação de função pública é qualificado se

a) do fato resulta prejuízo patrimonial para a Administração.

b) do fato o agente aufere vantagem.

c) ocorre em local ermo ou de difícil acesso ou durante repouso noturno.

d) praticado mediante o uso de uniforme ou insígnias ou qualquer outro elemento distintivo da atividade
usurpada.

e) praticado em concurso de pessoas.

152 Q464210 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 6ª Região (PE)Prova: Juiz do trabalho
O crime de concussão

a) admite a concorrência de particular, desde que este conheça a condição de funcionário público do
outro agente.

b) é de natureza formal, consumando-se com o recebimento da vantagem indevida.

c) é de natureza material, consumando-se com a efetiva exigência, independentemente do


recebimento da vantagem.

d) admite modalidade culposa.

e) é de natureza formal, consumando-se com a mera solicitação da vantagem indevida.

153 Q464211 Direito Penal Crimes contra a honra

Ano: 2015 Banca: FCC Órgão: TRT - 6ª Região (PE)Prova: Juiz do trabalho
A manifestação do advogado, no exercício de sua atividade, em juízo ou fora dele, é acobertada por imunidade
nos crimes de

a) difamação e desacato.

b) injúria e calúnia.

c) injúria e desacato.

d) difamação e injúria.

e) desacato e calúnia.

154 Q460221 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalPFederal


rova: Agente de Polícia

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Com relação a crimes contra a pessoa, contra o patrimônio e contra a administração pública, julgue o item que
segue.
Considere a seguinte situação hipotética.
Carlos praticou o crime de sonegação previdenciária, mas, antes do início da ação fiscal, confessou o crime e
declarou espontaneamente os corretos valores devidos, bem como prestou as devidas informações à previdência
social.
Nessa situação, a atitude de Carlos ensejará a extinção da punibilidade, independentemente do pagamento dos
débitos previdenciários.

Certo Errado

155 Q457743 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRT - 24ª REGIÃO (MS)Prova: Juiz do trabalho
No que concerne aos crimes contra a Administração da Justiça, é correto afirmar que

a) impedir arrematação judicial apenas constitui crime se houver fraude ou oferecimento de vantagem.

b) constitui favorecimento pessoal prestar a criminoso, fora dos casos de coautoria ou receptação,
auxílio destinado a tornar seguro o proveito do crime

c) constitui crime de exploração de prestígio patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado


perante a administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário.

d) há delito de tergiversação se o advogado ou procurador judicial, sucessivamente, passa a defender


na mesma causa interesses de partes contrárias.

e) constitui crime de patrocínio infiel solicitar, exigir, cobrar ou obter, para si ou para outrem, vantagem
ou promessa de vantagem, a pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício
da função.

156 Q461352 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Técnico Judiciário -


Judiciária e Administrativa
A propósito de crimes praticados por particular contra a Administração em geral é correto afirmar:

a) Para caracterizar o crime de usurpação de função pública é necessário que o agente aufira algum tipo
de vantagem.

b) Se o crime de contrabando for praticado em transporte aéreo, marítimo ou fluvial aplica-se a pena em
dobro.

c) Aquele que solicita ou recebe, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da
função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceita promessa de tal
vantagem comete crime de corrupção ativa.

d) Aquele que oferece ou promete vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a
praticar, omitir ou retardar ato de ofício incorre nas penas da corrupção passiva.

e) Aquele que se opõe à execução de ato legal, mediante violência ou ameaça a funcionário
competente para executá-lo comete crime de resistência, sendo que tal violência ou ameaça não se
estende àquele que presta auxílio ao funcionário que executa o ato.

157 Q463894 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Judiciária e Administrativa
O funcionário público que se apropria de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de
que tem a posse em razão do cargo, ou o desvia, em proveito próprio ou alheio, comete crime de

a) inserção de dados falsos em sistema de informações.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) peculato.

c) concussão.

d) prevaricação.

e) emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

158 Q463895 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Judiciária e Administrativa
Com relação aos crimes praticados por funcionário público contra a Administração em geral, é correto afirmar:

a) Para o ocorrência do crime de advocacia administrativa é necessário que haja o patrocínio direto do
interesse privado perante a Administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário.

b) Aquele que comete o crime de violência arbitrária não responde pelo crime correspondente à
violência física, ou seja, pelas lesões corporais.

c) Comete crime de abandono de função também aquele que abandona função em empresa particular
prestadora de serviços de limpeza em órgão público.

d) Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e
quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de
atividade típica da Administração pública.

e) Não comete crime de exercício funcional ilegalmente antecipado ou prolongado aquele que continua
a exercê-lo depois de saber oficialmente que foi removido, mas apenas se exonerado, substituído ou
suspenso.

159 Q463896 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Judiciária e Administrativa
Considere o artigo 320 - Crime de Condescendência Criminosa - Código Penal.

Art. 320 - ...... o funcionário, por ...... , de responsabilizar ...... que cometeu infração no exercício do cargo ou,
quando lhe falte ...... , não levar o fato ao conhecimento da autoridade competente.

Completa correta e respectivamente as lacunas:

a) Permitir; negligência; chefe; experiência

b) Deixar; indulgência; subordinado; competência

c) Ajudar; indulgência; funcionário; competência

d) Permitir; imprudência; funcionário; competência

e) Deixar; imprudência; subordinado; experiência

160 Q464873 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária - Execução de
Mandados
Referente aos crimes contra a Administração da Justiça, é correto afirmar que o crime de

a) denunciação caluniosa é cometido por aquele que provoca a ação de autoridade, comunicando-lhe a
ocorrência de crime ou de contravenção que sabe não se ter verificado.

b)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
comunicação falsa de crime ou de contravenção é cometido por aquele que dá causa à instauração
de investigação policial, de processo judicial, instauração de investigação administrativa, inquérito civil
ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe crime de que o sabe inocente.

c) falso testemunho ou perícia é conduta atípica se praticado em juízo arbitral.

d) autoacusação falsa, ocorre quando o sujeito ativo acusa-se, perante a autoridade, de crime
inexistente, sendo que se a autoacusação tratar-se de crime praticado por outrem, o crime será de
calúnia.

e) coação no curso do processo pode ocorrer em processo judicial, policial, administrativo, ou em juízo
arbitral.

Respostas 141: 142: 143: 144: 145: 146: 147: 148: 149: 150: 151: 152: 153:
154: 155: 156: 157: 158: 159: 160:



1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 … 41 42

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

161 Q464874 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TJ-APProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária - Execução de
BETA

Mandados
Com relação ao crime de "Exercício arbitrário das próprias razões”, considere o artigo 345 do Código Penal:

Art. 345 - ...... justiça pelas próprias mãos, para satisfazer ...... , embora ...... , salvo quando ...... o permite.

Completa correta e, respectivamente, as lacunas da definição do tipo penal:

a) Fazer - objetivo - ilegítima - o juiz

b) Fazer - pretensão - legítima - a lei

c) Buscar - pretensão - lícita - o juiz

d) Fazer - pretensão - lícita - o juiz

e) Buscar - dívida - legal - a lei

162 Q454346 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Com relação aos crimes contra a Administração Pública, assinale a alternativa correta.

a) Pratica corrupção passiva o funcionário público que solicita ou recebe vantagem indevida, para si ou
para outrem, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela.

b) Pratica concussão o funcionário público que se apropria de dinheiro, valor ou qualquer outro bem
móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo.

c) No peculato culposo, a reparação do dano, em qualquer momento do processo e até a sentença


recorrível, reduz em um terço a pena imposta.

d) Pratica concussão o funcionário público que exigir, para si ou para outrem, vantagem devida, ainda
que fora da função ou antes de assumi-la.

e) Configura-se excesso de exação a exigência de verbas pelo funcionário público que sabe ou deveria
saber indevidas.

163 Q454348 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Assinale a alternativa que contém apenas crimes contra a administração da justiça.

a) Falsificação de papéis públicos, falsificação de selo e falsificação de sinal público.

b) Advocacia administrativa, advocacia profissional no terceiro setor e posse antecipada de cargo


público.

c) Coação no curso do processo, comunicação falsa de crime e falsa perícia.

d) Falsificação de papéis públicos, prevaricação e condescendência criminosa.

e) Advocacia administrativa, violência arbitrária e desobediência.

164 Q454349 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
O Código Penal brasileiro, em relação ao crime de denunciação caluniosa, dispõe:

a) acusar-se, perante a autoridade, de crime inexistente ou praticado por outrem.

b) inovar artificiosamente, na pendência de processo civil ou administrativo, o estado de lugar.

c) provocar a ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de contravenção que sabe


não se ter verificado.

d) dar causa à instauração de investigação policial, de processo judicial, instauração de investigação


administrativa, inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe
crime de que o sabe inocente.

e) dar, oferecer ou prometer dinheiro ou qualquer outra vantagem a testemunha, perito, contador,
tradutor ou intérprete, para fazer afirmação falsa, negar ou calar a verdade em depoimento ou
perícia.

165 Q454350 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Assinale a alternativa correta em relação a funcionário público de acordo com o Código Penal.

a) A pena será aumentada pela metade se o agente for ocupante de cargo em comissão ou função de
direção ou assessoramento de órgão da administração direta, sociedade de economia mista, empresa
pública ou fundação instituída pelo poder público.

b) Considera-se funcionário público quem, embora transitoriamente, exerce cargo, emprego ou função
pública.

c) Consideram-se funcionários públicos: vereadores, peritos judiciais, serventuários da justiça, defensor


dativo e o auditor da Receita Federal.

d) Considera-se funcionário público, para efeitos penais, quem, embora transitoriamente e sempre com
remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.

e) Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, e
quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a execução de
atividade típica da Administração Privada.

166 Q454351 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Em relação ao crime de peculato, assinale a alternativa correta.

a) Apropriar-se de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel de que tenha a posse em razão do
cargo.

b) Exigir o funcionário público tributos que sabe inexigíveis à espécie.

c) Retardar o funcionário a prática de ato de ofício, por influência de outrem.

d) Solicitar, fora da função, vantagem indevida à espécie.

e) Patrocinar o funcionário, indiretamente, interesse privado perante a Administração, valendo-se dessa


qualidade.

167 Q493972 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Assinale a alternativa correta, a respeito do crime de Peculato, previsto no Código Penal.

a) A reparação do dano, se precede à sentença irrecorrível, reduz pela metade a pena imposta.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) Não pratica Peculato, mas sim Furto, o funcionário público que, embora não tendo a posse do bem o
subtrai, em proveito próprio ou alheio, valendo-se de facilidade que lhe proporciona a qualidade de
funcionário.

c) O crime de Peculato pode ser praticado por particulares, ainda que sem o concurso de qualquer
funcionário público.

d) A lei não admite a forma culposa.

e) Pratica Peculato o funcionário público que se apropria de qualquer bem móvel particular de que tem
a posse em razão do cargo.

168 Q493973 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


“Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em
razão dela, vantagem indevida”. O texto ora transcrito refere-se ao crime previsto no Código Penal denominado

a) Condescendência Criminosa.

b) Concussão.

c) Corrupção Ativa.

d) Corrupção Passiva.

e) Prevaricação.

169 Q493974 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


É considerado funcionário público, para os efeitos penais, dentre outras qualidades,

a) apenas aquele que exerce cargo, emprego ou função pública remunerada.

b) apenas aquele que exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal, de natureza pública
ou privada.

c) aquele que, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função
pública.

d) quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada, para a execução de
qualquer atividade na Administração Pública.

e) apenas aquele que exerce cargo, emprego ou função pública de caráter definitivo, ainda que sem
remuneração.

170 Q516259 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de Sertãozinho - SPProva: Procurador Jurídico
A conduta de “iludir, no todo ou em parte, o pagamento de direito ou imposto devido pela entrada, pela saída
ou pelo consumo de mercadoria” configura crime de

a) descaminho

b) contrabando.

c) falsidade ideológica

d) sonegação de contribuição.

e) falsificação de selo ou sinal público.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

171 Q475402 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de São José do Rio Preto - SPProva: Procurador
No que concerne aos delitos contra as Finanças Públicas, o crime de

a) “prestação de garantia graciosa” só se configura se não tiver sido constituída contragarantia em valor
igual ou superior ao valor da garantia prestada, na forma da lei.

b) “contratação de operação de crédito” só se configura se a operação é referente a crédito interno,


não sendo típica a conduta quando se trata de crédito externo.

c) “assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura” só se configura se é ordenada ou


autorizada a assunção de obrigação, no último quadrimestre do último ano do mandato ou legislatura,
cuja despesa não possa ser paga no mesmo exercício financeiro ou, caso reste parcela a ser paga no
exercício seguinte, que não tenha contrapartida suficiente de disponibilidade de caixa.

d) “oferta pública ou colocação de títulos no mercado” só se configura se tiver sido autorizada ou


promovida a oferta pública ou a colocação no mercado financeiro de títulos da dívida pública sem que
tenham sido criados por lei ou sem que estejam registrados em sistema centralizado de liquidação e
de custódia, não se configurando se tiver havido mera ordenação de oferta pública.

e) “aumento de despesa total com pessoal no último ano do mandato ou legislatura” só se configura se
for ordenado, autorizado ou executado ato que acarrete aumento de despesa total com pessoal nos
noventa dias anteriores ao final do mandato ou da legislatura.

172 Q462683 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-GOProva:


Externo
Analista de Controle
Paulo ofereceu R$ 300,00 a um Oficial de Justiça para retardar a sua citação. O Oficial de Justiça aceitou a oferta,
mas achou o valor oferecido muito baixo, tendo Paulo ficado de estudar eventual majoração. Nesse caso, o
Oficial de Justiça cometeu crime de

a) corrupção passiva, na forma consumada.

b) corrupção passiva, na forma tentada.

c) concussão, na forma consumada.

d) concussão, na forma tentada

e) prevaricação.

173 Q462684 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-GOProva:


Externo
Analista de Controle
No que concerne ao crime de peculato doloso, é correto afirmar que

a) o ressarcimento do dano até a denúncia extingue a punibilidade do agente.

b) o particular responde pelo delito quando for coautor ou partícipe.

c) o delito só se caracteriza se o agente tiver obtido vantagem patrimonial.

d) a imputação do delito depende de prévia tomada ou prestação de contas do responsável pelo


desvio.

e) não é possível a continuidade delitiva.

174 Q446396
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
174 Q446396
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-PEProva: Auditor Fiscal do


Tesouro Estadual
Radegunda, auditora fiscal, utilizou um automóvel que lhe estava confiado pela Administração pública para levar
sua filha para a escola e, na volta, para fazer compras domésticas no supermercado, restituindo em seguida o
carro intacto e com o tanque de combustível completo. Na mais precisa terminologia técnica, com a posição
doutrinária dominante é correto afirmar que houve

a) furto em tese penalmente punível.


b) peculato de uso penalmente impunível enquanto tal.
c) furto de uso impunível enquanto tal.
d) peculato-furto em tese penalmente punível.
e) apropriação indébit a impunível enquanto tal.

175 Q423688 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


“Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de
assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem”. O tipo legal ora
transcrito refere-se à descrição do delito de

a) Corrupção Ativa.

b) Concussão.

c) Corrupção Passiva.

d) Peculato.

e) Prevaricação.

176 Q423689 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


Sobre o crime de Falso Testemunho, é correto afirmar que

a) o fato deixará de ser punível se, antes da sentença no processo em que ocorreu o ilícito, o agente
retrata-se ou declara a verdade.

b) o mencionado tipo legal não se aplica a intérpretes e peritos, no curso do processo-crime.

c) o fato deixará de ser punível se, depois de transitada em julgado a sentença do processo em que
ocorreu o ilícito, o agente se retrata ou declara a verdade.

d) o fato será punível mesmo se, antes de recebida a denúncia pelo juiz, o agente retrata-se ou declara
a verdade.

e) o mencionado tipo legal não se aplica a contadores e réus, no curso do processo-crime.

177 Q423690 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Auxiliar Judiciário


“Patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública, valendo-se da qualidade
de funcionário”. A conduta ora descrita, expressamente prevista no Código Penal, é denominada

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) Favorecimento Pessoal.

b) Advocacia Administrativa.

c) Tergiversação.

d) Patrocínio Infiel.

e) Patrocínio Simultâneo

178 Q480302 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Atendente de


Necrotério Policial
Funcionário público, responsável por receber cadáveres no Instituto Médico Legal, que se apropria de relógio que
estava no pulso de pessoa falecida encaminhada à necrópsia comete

a) peculato.

b) corrupção ativa.

c) prevaricação.

d) concussão.

e) corrupção passiva.

179 Q480303 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Atendente de


Necrotério Policial
Funcionário público que estende intencional e desautorizadamente o período de tempo reservado para seu
almoço, a fim de durante esse “período de folga” dedicar-se a atividades pessoais não urgentes, deixando de
praticar, indevidamente, uma série de atos de ofício, comete

a) corrupção passiva.

b) peculato.

c) concussão.

d) prevaricação.

e) corrupção ativa.

180 Q492575 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva:


Direito
Analista Judiciário -
Quem se opõe à execução de ato legal, mediante ameaça a pessoa que está prestando auxílio a funcionário
competente para executá-lo, comete crime de

a) usurpação de função pública.

b) desobediência.

c) resistência.

d) desacato.

e) exercício arbitrário das próprias razões.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Respostas 161: 162: 163: 164: 165: 166: 167: 168: 169: 170: 171: 172: 173:
174: 175: 176: 177: 178: 179: 180:



1 2… 5 6 7 8 9 10 11 12 13 … 41 42

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

181 Q418014 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva:


BETA
Analista Judiciário -
Contabilidade
Concussão: ____________, para si ou para outrem,___________, ainda que fora da função ou antes de assumi-
la, mas em razão dela, vantagem indevida.

Assinale a alternativa que completa as lacunas adequada e respectivamente.

a) receber ... diretamente

b) receber ... direta ou indiretamente

c) solicitar ... diretamente

d) solicitar ... direta ou indiretamente

e) exigir ... direta ou indiretamente

182 Q418015 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Analista Judiciário -


Contabilidade
Funcionário que deixa seus afazeres na repartição acumularem, pois se dedica a questões pessoais não urgentes
durante o expediente de trabalho, sem autorização de seu superior, comete o crime de

a) enriquecimento ilícito.

b) peculato apropriação.

c) peculato culposo.

d) prevaricação.

e) peculato.

183 Q418016 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-PAProva: Analista Judiciário -


Contabilidade
O crime de excesso de exação é cometido por

a) funcionário público contra as rendas públicas.

b) funcionário público contra a Administração em geral.

c) particular contra a Administração da Justiça.

d) particular contra a Administração em geral.

e) particular contra as finanças públicas.

184 Q416916 Direito Penal Culpabilidade

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 4ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Oficial de Justiça Avaliador
Processado por roubo cometido contra empresa pública federal, Mélvio teve sua prisão preventiva legalmente
decretada. Ao ser regularmente cumprido o respectivo mandado por Oficial de Justiça, Mélvio resistiu com
violência à prisão e, ao final, foi absolvido da imputação de roubo, posto que afinal reconhecida injusta. Com base
somente nesses dados,
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) caracteriza-se o crime de resistência.

b) inexistiu crime de resistência, qualquer que seja o fundamento técnico da absolvição quanto ao
roubo.

c) inexistiu crime de resistência, desde que a absolvição seja pela negativa de autoria quanto ao roubo.

d) inexistiu crime de resistência, mas responde Mélvio, de qualquer modo, por outro eventual crime
correspondente à violência.

e) inexistiu o crime de resistência, desde que a absolvição quanto ao roubo tenha afirmado a
inexistência ou o atipicidade do fato respectivo.

185 Q417896 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-SEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Acerca dos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Em caso de crime de sonegação de contribuição previdenciária, se o agente, espontaneamente,


declarar e confessar as contribuições, importâncias ou valores e prestar as informações devidas à
previdência social antes do início da ação fiscal, será extinta a punibilidade.

b) Caso um servidor público retarde a prática de ato de ofício em razão de vantagem ou promessa de
vantagem oferecida, ocorre exaurimento da conduta, a qual deixa de ser relevante para a fixação do
quantum da pena

c) Não se considera sujeito ativo do crime de corrupção passiva, caracterizado como crime próprio, o
servidor público que ainda não tenha assumido o cargo, visto que tal condição é elementar do tipo.

d) Caso a reparação do dano, no peculato culposo, anteceda o recebimento da denúncia, extingue-se a


punibilidade; sendo-lhe posterior, a pena imposta deve ser reduzida pela metade.

e) Pratica o crime de desobediência o agente que se oponha à execução de ato legal, mediante
violência ou ameaça a funcionário competente para executá-lo ou a quem lhe esteja prestando
auxílio.

186 Q479684 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Auxiliar de Necrópsia


A conduta criminosa de peculato corresponde à seguinte definição legal:

a) patrocinar, direta ou indiretamente, interesse privado perante a administração pública, valendo-se da


qualidade de funcionário.

b) extraviar livro oficial ou qualquer documento de que tem a guarda em razão do cargo; sonegá-lo ou
inutilizá-lo, total ou parcialmente.

c) exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-
la, mas em razão dela, vantagem indevida.

d) apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou
particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

e) retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa
de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

187 Q479685 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Auxiliar de Necrópsia


Perivaldo é perito criminal e está atuando em processo administrativo de interesse do Estado, porém, ao
entregar laudo pericial, omitiu-se em dizer a verdade sobre determinado fato relevante. Nesse caso, segundo
dispõe o Código Penal, é correto afirmar que Perivaldo

a)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
não cometeu crime algum, uma vez que para caracterizar o crime teria que estar atuando em
processo judicial.

b) cometeu o crime de falsa perícia.

c) cometeu o crime de omissão dolosa contra o Estado.

d) não cometeu crime algum, uma vez que para caracterizar o crime teria que ter feito afirmação falsa.

e) cometeu o crime de advocacia administrativa.

188 Q418096 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-SEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Em relação aos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Em se tratando de peculato culposo, se a reparação do dano anteceder o recebimento da denúncia,


ficará configurada a atipicidade da conduta.

b) O agente que deixa de atender ordem legal de funcionário público pratica o crime de resistência.

c) O funcionário público que retarda ou deixa de praticar, indevidamente, ato de ofício, com infração de
dever funcional estabelecido expressamente na lei, cedendo a pedido ou influência de outrem, para
satisfazer interesse pessoal, pratica o crime de advocacia administrativa.

d) Tratando-se do crime de sonegação previdenciária, se o agente, espontaneamente, declarar e


confessar as contribuições, importâncias ou valores sonegados e prestar as informações devidas à
previdência social, na forma definida em lei ou regulamento, antes do início da ação fiscal, ficará
extinta a punibilidade.

e) O agente que, mesmo antes de assumir determinado cargo ou função, solicitar para si ou para
outrem, em razão do cargo, vantagem indevida responderá por estelionato mediante fraude.

189 Q402713 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-SEProva: Técnico Judiciário -


Área Judiciária
Em relação às causas extintivas da punibilidade e aos crimes contra a administração pública, julgue os itens que se
seguem.

Praticará o crime de corrupção ativa o funcionário de concessionária de serviço de energia elétrica que, para não
interromper o fornecimento de energia para consumidor inadimplente, aceitar promessa de vantagem indevida.

Certo Errado

190 Q402714 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-SEProva: Técnico Judiciário -


Área Judiciária
Em relação às causas extintivas da punibilidade e aos crimes contra a administração pública, julgue o item que se
segue.

Cometerá o crime de concussão o funcionário público que, utilizando-se de grave ameaça e em razão da função
pública que ocupar, exigir de alguém vantagem indevida.

Certo Errado

191 Q402715 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-SEProva: Técnico Judiciário -


Área Judiciária
Em relação às causas extintivas da punibilidade e aos crimes contra a administração pública, julgue os itens que se
seguem.

Servidor público que utilizar papel, tinta e impressora pertencentes à repartição pública onde trabalha para
imprimir arquivos particulares praticará o crime de peculato.

Certo Errado

192 Q480819 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Desenhista


No tocante aos crimes praticados por funcionário público contra a Administração em geral, assinale a alternativa
que menciona o crime o qual a legislação penal expressamente admite sua prática na modalidade culposa.

a) Modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações.

b) Peculato.

c) Inserção de dados falsos em sistema de informações.

d) Corrupção passiva.

e) Concussão.

193 Q390108 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Assinale a alternativa correta.

a) O Oficial de Registro e o Tabelião não podem ser sujeitos do crime de desacato.

b) O Oficial Registrador e o Tabelião podem ser sujeitos passivos secundários do crime de desacato.

c) O Oficial de Registro e o Tabelião não podem ser sujeitos passivos do crime de desacato.

d) O Oficial de Registro Civil e Tabelião podem ser sujeitos passivos primários do crime de desacato.

194 Q390329 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
A conduta do Notário de desviar, em proveito próprio, importância sabidamente indevida, que exigiu e recebeu a
título de tributo, configura

a) Peculato doloso.

b) Peculato culposo.

c) Apropriação indébita.

d) Excesso de exação.

195 Q443915 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Fotógrafo Criminalístico
Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel público ou particular de que
tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo em proveito próprio, caracteriza o crime de

a) peculato.

b) concussão.

c) extorsão.

d) furto qualificado.

e) corrupção culposa.

196 Q443916 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Fotógrafo Criminalístico


Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para
satisfazer interesse ou sentimento pessoal, caracteriza o crime de

a) emprego irregular de verbas públicas.

b) corrupção passiva.

c) corrupção ativa.

d) advocacia administrativa.

e) prevaricação.

197 Q443917 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Fotógrafo Criminalístico


Se o funcionário desvia, em proveito próprio ou de outrem, o que recebeu indevidamente, para recolher aos
cofres públicos, caracteriza o crime de

a) excesso de exação.

b) descaminho.

c) peculato culposo.

d) emprego irregular de verbas públicas.

e) prevaricação.

198 Q392635 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


O crime de modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações (CP, art. 313-B) tem penas
aumentadas se

a) praticado mediante fraude.

b) praticado com intuito de obter lucro.

c) o agente estiver a serviço da Administração.

d) praticado por funcionário público, ou com sua conivência.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) da modificação ou alteração resultar dano para a Administração Pública ou para o administrado.

199 Q392636 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


Responderá pelo crime de concussão (CP, art. 316, caput) o funcionário público que

a) exigir tributo indevido

b) exigir para outrem, indiretamente, em razão da função pública, vantagem indevida.

c) aceitar promessa indevida em razão da função.

d) empregar meio vexatório para a cobrança de contribuição social.

e) desviar, em proveito próprio, o que indevidamente recebeu para recolher aos cofres públicos.

200 Q392637 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


O funcionário público que, em conluio com particular, facilita-lhe a prática de contrabando será processado por

a) corrupção passiva, do art. 317 do CP.

b) facilitação de contrabando ou descaminho, do art. 318 do CP.

c) prevaricação, do art. 319 do CP.

d) condescendência criminosa, do art. 320 do CP.

e) contrabando ou descaminho, do art. 334 do CP.

Respostas 181: 182: 183: 184: 185: 186: 187: 188: 189: 190: 191: 192: 193:
194: 195: 196: 197: 198: 199: 200:



1 2… 6 7 8 9 10 11 12 13 14 … 41 42

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

201 Q392638 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


BETA

Assinale a alternativa correta no que concerne à configuração típica do crime de advocacia administrativa (CP, art.
321).

a) Não é punido se o patrocínio ocorrer em favor de cônjuge, ascendente ou descendente.

b) Não se configura se o interesse patrocinado pelo agente for legítimo.

c) Só se configura se o interesse patrocinado pelo agente for ilegítimo.

d) Exige como sujeito ativo um funcionário público.

e) É punido com pena de reclusão.

202 Q392639 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


Determina o art. 327 do CP: “considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora
transitoriamente ou sem remuneração, exerce cargo, emprego ou função pública.” O § 2º do mesmo artigo traz
causa de aumento de pena se os autores dos crimes previstos no respectivo capítulo forem ocupantes de

a) cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da administração direta,


sociedade de economia mista, empresa pública ou fundação instituída pelo poder público.

b) cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da administração direta,


sociedade de economia mista ou empresa pública, apenas.

c) cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da administração direta ou


sociedade de economia mista, apenas.

d) cargos em comissão ou de função de direção ou assessoramento de órgão da administração direta,


apenas.

e) cargos em comissão, apenas.

203 Q392640 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: DESENVOLVESPProva: Advogado


A conduta de “solicitar, exigir, cobrar ou obter, para si ou para outrem, vantagem ou promessa de vantagem, a
pretexto de influir em ato praticado por funcionário público no exercício da função” caracteriza crime de

a) corrupção ativa.

b) corrupção passiva.

c) tráfico de influência.

d) exploração de prestígio.

e) condescendência criminosa.

204 Q516466 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
Assinale a alternativa correta com relação ao crime de corrupção ativa.

a) É um crime próprio, praticado pelo particular contra a administração em geral.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) É um crime próprio, praticado pelo funcionário público, tendo como sujeito passivo o Estado.

c) É um crime comum, cuja objetividade jurídica do crime é a proteção do patrimônio particular.

d) É um crime comum, praticado por qualquer pessoa, tendo como sujeito passivo o Estado.

e) É um crime comum, cuja ação penal é pública condicionada à representação.

205 Q516467 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: Prefeitura de Poá - SPProva: Procurador Jurídico
São crimes praticados por particular contra a administração em geral, de acordo com o Código Penal, Capítulo II,
Título XI.

a) Contrabando ou descaminho, advocacia administrativa e fraudes em certame de interesse público.

b) Usurpação da função pública, resistência e inutilização de edital ou de sinal.

c) Falsa identidade, condescendência criminosa, desacato.

d) Exercício funcional ilegal antecipado ou prolongado, supressão de documento e desobediência.

e) Advocacia administrativa, falsidade ideológica e adulteração de sinal identificador de veículo


automotor.

206 Q393354 Direito Penal Crimes contra o sentimento religioso

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-CEProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Com relação ao excesso punível, aos crimes contra a dignidade sexual, aos crimes contra o sentimento religioso e
o respeito aos mortos, aos crimes contra a família e aos crimes contra a administração pública, assinale a opção
correta.

a) No crime de bigamia, a data do fato constitui o termo inicial do prazo prescricional.

b) Comete o crime de concussão o empregado de empresa pública que, utilizando-se de grave ameaça,
exige para si vantagem econômica.

c) Ao contrário do que ocorria com a Parte Geral do Código Penal de 1940, o Código Penal atual não
prevê, expressamente, a aplicabilidade das regras de excesso punível às quatro causas de exclusão de
ilicitude.

d) No estupro de vulnerável, a presunção de violência é absoluta, segundo a jurisprudência do STJ,


sendo irrelevante a aquiescência do menor ou mesmo o fato de já ter mantido relações sexuais
anteriormente.

e) As cinzas humanas não podem ser objeto material do crime de vilipêndio a cadáver.

207 Q382020 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Considere que Mário, tabelião do registro de imóveis de Brasília, tenha exigido de Cláudio o pagamento de custas
e emolumentos que deveria saber indevidos, relativos à expedição de uma certidão de ônus reais. Nessa situação
hipotética, conforme jurisprudência atual do STJ, Mário

a) praticou o comportamento típico do peculato, mas sua punibilidade será extinta caso,
voluntariamente, devolva o valor indevidamente cobrado até o recebimento da denúncia.

b) praticou conduta atípica.

c) cometu o crime de excesso de exação.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) praticou o delito de extorsão.

e) perpetrou a infração penal de concussão.

208 Q460519 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PGM - SPProva: Procurador Municipal


O caso a seguir deve ser considerado para responder à questão.

Joana é funcionária pública municipal e responsável por administrar os recursos financeiros da repartição em que
trabalha. Com a ajuda de seu marido, que não é funcionário público e tem ciência de toda a empreitada, falsifica
notas fiscais simulando a realização de despesas que não foram realmente efetivadas e, a cada 15 dias, insere
cerca de 3 notas fiscais “frias” na prestação de contas, desviando em proveito próprio cerca de R$ 5 mil a cada
quinzena. A ação é reiterada e prolonga-se por cerca de 12 meses. Então, surge na repartição a notícia de que
uma rigorosa comissão de auditoria financeira visitará todos os órgãos públicos, a fim de identificar possíveis
desvios. Joana e seu marido, temendo que suas condutas fossem descobertas, devolvem integralmente o
dinheiro ao caixa público, inclusive considerando a correção monetária, e retificam toda a contabilidade. A
auditoria, entretanto, consegue comprovar a ocorrência dos ilícitos.

Joana será julgada por

a) peculato; seu marido também.

b) concussão; seu marido por falsificação.

c) apropriação indébita; seu marido por falsificação.

d) usurpação de função pública; seu marido por falsificação.

e) emprego irregular de verbas públicas; seu marido também.

209 Q392754 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva:


Externo
Auditor de Controle
Julgue os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública e contra a fé pública.

Considere que Pedro tenha oferecido e pagado quantia a determinado servidor público para que este praticasse
ato de ofício contrário ao seu dever funcional. Nesse caso, evidencia-se a prática do delito de corrupção passiva
por parte de Pedro.

Certo Errado

210 Q392755 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva:


Externo
Auditor de Controle
Julgue os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública e contra a fé pública.

Considere que um delegado de polícia tenha exigido vantagem indevida, correspondente a determinado
montante em dinheiro, para a liberação de dois indivíduos presos em flagrante. Nesse caso, o referido delegado
praticou o delito de concussão.

Certo Errado

211 Q392758 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Auditor de Controle
Externo
Com base na Lei de Improbidade Administrativa, bem como nos crimes previstos na Lei de Licitações e nos crimes
contra as finanças públicas, julgue os itens que se seguem.

O agente que autorizar a inscrição, em restos a pagar, de despesa que não tenha sido previamente empenhada
ou que exceda o limite estabelecido em lei pratica crime contra as finanças públicas, e, não, mera infração
administrativa.

Certo Errado

212 Q388884 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Médico legista


Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que
tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio. Essa é uma definição do crime de

a) roubo.

b) furto.

c) estelionato.

d) peculato.

e) advocacia administrativa.

213 Q378665 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRT - 18ª Região (GO)Prova: Juiz do trabalho
No crime de exercício arbitrário das próprias razões, a ação penal é

a) sempre pública condicionada.

b) privada, se não há emprego de violência.

c) sempre privada.

d) pública condicionada, se não há emprego de violência.

e) sempre pública incondicionada.

214 Q385502 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Técnico Legislativo
Durante uma passeata na Esplanada dos Ministérios, um manifestante, logo após ter sido alertado por um agente da polícia legislativa de
que deveria se afastar do local, arremessou pedras em direção ao Congresso Nacional, o que resultou na quebra de vidraças da Câmara dos
Deputados. O manifestante foi preso em flagrante e, na delegacia, confessou a prática do delito.

Com base na situação hipotética acima, julgue o item seguinte, relativo à prova, à prisão preventiva e aos crimes previstos na parte especial
do Código Penal.

O fato de o manifestante não ter cumprido a ordem legal dada pelo agente de polícia legislativa não configura
crime de desobediência, uma vez que a ordem não foi emitida por autoridade judiciária, o que constitui requisito
específico do tipo penal.

Certo Errado

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

215 Q409821 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
Determinada entidade pública realizou licitação para a contratação de serviços de limpeza e conservação predial. Durante a execução do
contrato, o dono da empresa contratada ofereceu ao fiscal responsável pelo contrato o pagamento de 10% sobre o valor mensal dos
serviços, para que o servidor não anotasse as falhas ocorridas na prestação do serviço. O fiscal aceitou a oferta e, durante a execução do
contrato, atestou o adimplemento de diversos serviços não executados ou executados irregularmente. Entretanto, antes da efetivação do
pagamento prometido pelo empresário ao servidor, a autoridade superior do órgão descobriu a irregularidade.

Com base nessa situação hipotética, julgue o item a seguir.

O servidor responderá por corrupção passiva na modalidade tentada, uma vez que, sem o pagamento da
vantagem indevida, o crime não se consumou.

Certo Errado

216 Q407511 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
Acerca dos crimes contra a administração pública e dos crimes contra as finanças públicas, julgue o item
subsequente.

O peculato — considerado como a apropriação, por funcionário público, de dinheiro, valor ou qualquer outro bem
móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou o seu desvio, em proveito próprio ou
alheio —, por ser crime funcional próprio, em nenhuma hipótese poderá ser cometido por particulares.

Certo Errado

217 Q389324 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Delegado de Polícia


“X”, uma senhora idosa, foi presa em flagrante pela prática do crime de falsificação de documento público. Não
ofereceu qualquer resistência à prisão, mas ainda assim foi
algemada. Por hipótese, a conduta dos policiais que efetuaram a prisão de “X”

a) tipifica o crime de exploração de prestígio.

b) é prevista em lei, portanto, não configura crime.

c) tipifica o crime de exercício arbitrário ou abuso de poder.

d) tipifica o crime de violência arbitrária.

e) é polêmica, mas em razão da prisão em flagrante é considerada lícita.

218 Q389337 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Delegado de Polícia


O crime de peculato

a) consiste em solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, vantagem indevida.

b) é crime contra a administração da justiça.

c) consiste em dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) embora seja crime próprio, admite a participação de agentes que não sejam funcionários públicos.

e) mediante erro de outrem tem a mesma pena do crime de peculato.

219 Q389338 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Delegado de Polícia


Levar ao conhecimento da autoridade policial a ocorrência de um crime, por vingança, sabedor de que o suposto
fato criminoso jamais ocorreu, supostamente, tipifica o delito de

a) fraude processual.

b) exercício arbitrário das próprias razões.

c) comunicação falsa de crime ou de contravenção.

d) denunciação caluniosa.

e) falso testemunho.

220 Q389831 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Investigador de Polícia


Considerando os crimes contra a Administração Pública, previstos no Código Penal e praticados por funcionário
público, é correto afirmar que a conduta de “solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou
indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou
aceitar promessa de tal vantagem”, tipificará o crime de:

a) emprego irregular de verbas.

b) corrupção passiva.

c) concussão.

d) excesso de exação.

e) peculato.

Respostas 201: 202: 203: 204: 205: 206: 207: 208: 209: 210: 211: 212: 213:
214: 215: 216: 217: 218: 219: 220:


42 →
1 2… 7 8 9 10 11 12 13 14 15 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

221 Q424352 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
BETA

No que concerne aos crimes contra a seguridade social, aos delitos contra a administração pública e aos crimes
contra a fé pública, julgue o item.

Cometerá o crime de concussão o empregado de concessionária de serviço público que, utilizando-se de grave
ameaça, exigir para si vantagem econômica.

Certo Errado

222 Q387857 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
Julgue os itens a seguir, referentes ao excesso de exação, à violação de sigilo e à sonegação de contribuição previdenciária.

O agente que, de qualquer forma, facilitar o acesso de pessoas não autorizadas a banco de dados da
administração pública incorrerá nas penas previstas para o crime de violação de sigilo funcional.

Certo Errado

223 Q387858 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo

Para que se caracterize o crime de violação de sigilo funcional, não é necessário que a conduta do agente resulte
em dano à administração pública ou a outrem.

Certo Errado

224 Q387859 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo

Em se tratando de crime de sonegação de contribuição previdenciária, comprovada a conduta típica, ilícita e


culpável, deverá o juiz aplicar apenas a pena de multa ao agente, se este for primário e de bons antecedentes.

Certo Errado

225 Q387860 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo

O fiscal que, na cobrança de imposto devido, empregar meio vexatório não cometerá ilícito penal, mas poderá ser
responsabilizado administrativamente por infração disciplinar.

Certo Errado

226 Q387861
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
A respeito dos crimes de contrabando, descaminho e facilitação de contrabando ou descaminho, julgue os próximos itens.

Classifica-se o crime de facilitação de contrabando ou descaminho como crime comum, uma vez que ele pode ser
cometido por qualquer pessoa.

Certo Errado

227 Q387862 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo

O agente que ilude o pagamento de tributo aduaneiro devido pela entrada ou pelo consumo de mercadoria
pode incidir no crime de descaminho. Na hipótese de o tributo devido ser inferior ao mínimo exigido para a
propositura de uma execução fiscal, o STF entende que a conduta é penalmente irrelevante, aplicando-se a ela
o princípio da insignificância.

Certo Errado

228 Q387992 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
Acerca dos crimes contra a administração pública e dos crimes contra as finanças públicas, julgue o item
subsequente.

Considere a seguinte situação hipotética.

Júlio, aprovado em concurso público e nomeado para ocupar, em uma prefeitura, cargo cuja responsabilidade
seria a avaliação e liberação dos pedidos de construções em áreas urbanas, antes mesmo de tomar posse, exigiu
100 mil reais de João, agricultor local, para liberar a realização da obra de construção de sua residência. João,
convencido de que Júlio era funcionário público regular, pagou o valor exigido.

Nessa situação hipotética, não se pode falar em crime de concussão, já que Júlio não tinha tomado posse no
referido cargo.

Certo Errado

229 Q387993 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: Câmara dos DeputadosProva: Analista Legislativo
Acerca dos crimes contra a administração pública e dos crimes contra as finanças públicas, julgue o item
subsequente.

A conduta de prefeito que ordene ou autorize a assunção, no último quadrimestre do último ano de seu
mandato, de obrigação cuja despesa não possa ser paga no mesmo exercício financeiro tipifica crime contra as
finanças públicas.

Certo Errado

230 Q412507 Direito Penal Classificação dos crimes

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TCE-PIProva: Assessor Jurídico
Estabelece o art. 359-D, do Código Penal, que constitui crime contra as finanças públicas ordenar despesa não
autorizada por lei.
Tal conduta

a) cuida-se de crime próprio cujo sujeito ativo somente pode ser o agente público que possui poder e
atribuição para ordenar a despesa.

b) tem como objetividade jurídica a defesa orçamentária da Administração pública direta.

c) objetiva atingir diretamente o Estado, representado pela União, Estados-membros, Distrito Federal e
Municípios e indiretamente os titulares de créditos preferenciais perante a Administração pública.

d) consuma-se quando a ordem é efetivamente executada, ou seja, quando a despesa ordenada é


realmente assumida pelo Poder Público, contrariando previsão legal.

e) exige ação penal condicionada ao controle orçamentário exercido pelo Tribunal de Contas.

231 Q390393 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Técnico de Laboratório


Funcionário público membro de equipe que faz a análise de pedidos de alvará recebe um pedido formulado por
um desafeto pessoal seu, que pretende abrir um comércio. O funcionário público, pretendendo prejudicar seu
desafeto, não analisa o pedido, guardando o processo em armário em que não pudesse ser visto pelos demais.
Considerando o que dispõe o Código Penal sobre os crimes praticados por funcionários públicos contra a
Administração em Geral, o funcionário do caso praticou crime de

a) advocacia administrativa.

b) peculato.

c) excesso de exação.

d) prevaricação.

e) corrupção passiva.

232 Q410894 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: METRÔ-SPProva: Advogado


Tício subtraiu um veículo automóvel e o levou até a oficina de Cezar, que modificou as placas identificadoras para
assegurar-lhe a posse do produto do crime. Nesse caso, Cezar responderá por

a) furto.

b) favorecimento real.

c) favorecimento pessoal.

d) receptação.

e) estelionato.

233 Q363406 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Escrivão de Polícia


Imagine que um policial, em abordagem de rotina, identifique e efetue a detenção de um indivíduo procurado
pela Justiça. Assim que isso ocorre e antes de apresentar o indivíduo à autoridade de Polícia Judiciária (Delegado
de Polícia), o policial recebe verbalmente, do detido, a seguinte proposta: soltar o indivíduo para que ele vá até o

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
caixa eletrônico e busque R$ 500,00, a serem entregues ao policial em troca de sua liberdade. O policial aceita a
proposta e solta o detido, que não retorna e não cumpre com a promessa de pagamento. Diante dessa
hipótese, o policial.

a) cometeu crime de prevaricação (CP, art. 319).

b) cometeu crime de corrupção passiva (CP, art. 317).

c) cometeu o crime de condescendência criminosa (CP, art. 320).

d) cometeu o crime de concussão (CP, art. 316)

e) não cometeu crime algum, pois não chegou a receber o dinheiro

234 Q363407 Direito Penal Culpabilidade

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Escrivão de Polícia


A esposa que comprovadamente ludibria autoridade policial e auxilia marido, autor de crime de roubo, a subtrair-
se à ação da autoridade pública.

a) deve cumprir pena por exercício arbitrário das próprias razões (CP, art. 345).

b) deve cumprir pena por favorecimento real (CP, art. 349).

c) fica isenta de pena.

d) deve cumprir pena por crime de favorecimento pessoal (CP, art. 348)

e) deve cumprir pena por fuga de pessoa presa (CP, art. 351).

235 Q361735 Direito Penal Jurisprudência STF

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MPE-ACProva: Promotor de Justiça


No que concerne ao crime de falso testemunho, assinale a opção correta.

a) De acordo com o entendimento firmado pelo STJ, mostra-se imprescindível, para a configuração do
delito de falso testemunho, o compromisso de dizer a verdade.

b) Não se aplica a causa especial de aumento de pena prevista no CP para o crime de falso testemunho
praticado em processo judicial destinado a apurar a prática de contravenção penal.

c) O STF e o STJ já se posicionaram no sentido de que, em tese, é possível atribuir a advogado a


coautoria pelo crime de falso testemunho.

d) Para a consumação do delito de falso testemunho, é essencial que o depoimento falso seja
determinante para o resultado do processo.

e) A prolação da sentença no processo em que ocorra afirmação falsa é condição de procedibilidade da


ação penal pelo crime de falso testemunho

236 Q361738 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MPE-ACProva: Promotor de Justiça


Miguel, Abel e Laerte, ocupantes de cargos de direção em determinada câmara municipal, previamente ajustados
e em união de esforços com Pires, empresário, todos agindo consciente e voluntariamente, associaram-se
permanentemente com vistas à apropriação de verbas públicas, simulando operações comerciais entre a referida
casa legislativa e empresa de fachada. Para tanto, os referidos servidores públicos determinavam que seus
subordinados emitissem ordens de pagamento em valores superiores aos efetivamente contratados. O grupo foi
objeto de investigação, que resultou em denúncia pela prática dos crimes de peculato doloso e de quadrilha,
recebida por juízo criminal. Antes da prolação da sentença, os acusados efetuaram a reparação do dano ao erário.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Em relação à situação hipotética apresentada acima, assinale a opção correta.

a) Dada a manifesta ilegalidade da determinação dada aos subordinados para a expedição de ordens de
pagamento em valores superiores aos efetivamente contratados, o fato de os ocupantes de cargo
de direção se valeram de seus subordinados como instrumentos para a prática da infração penal
caracteriza caso de autoria mediata.

b) Na hipótese de impossibilidade de conhecimento da ilicitude do fato pelos subordinados que


cumpriram a ordem manifestamente ilegal, ficaria afastado o dolo da conduta, consoante a teoria
normativa pura da culpabilidade.

c) O crime de peculato é delito próprio de agente na função de servidor público, de modo que Pires,
por ser empresário, deve responder por delito diverso do praticado pelos servidores da câmara
municipal

d) A reparação do dano ao erário antes da sentença extingue a punibilidade dos agentes apenas em
relação ao delito de peculato doloso, devendo o processo prosseguir quanto ao crime de quadrilha.

e) É possível ao magistrado fixar a pena-base em conjunto para os corréus servidores públicos, na


hipótese em que todos eles sejam funcionários da mesma entidade pública e as circunstâncias
judiciais se mostram equivalentes, sem que isso importe em ofensa ao princípio constitucional da
individualização da pena, segundo entendimento do STJ.

237 Q488137 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRT - 2ª REGIÃO (SP)Prova: Técnico Judiciário -
Segurança
Um funcionário público que retarda ou deixa de praticar, indevidamente, ato de ofício ou o pratica, contra
disposição expressa de lei para satisfazer interesse ou sentimento pessoal comete o crime de

a) furto.

b) concussão.

c) prevaricação.

d) corrupção passiva.

e) peculato.

238 Q543182 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Perito criminal


A questão, refere -se às normas do Código Penal.

Grotius, policial civil regularmente investido no cargo, durante seu horário de folga, surpreendeu Brutus, seu
vizinho, na condução de uma motocicleta sem placa, em desacordo com a legislação de trânsito em vigor. Para
tentar eximir-se da responsabilidade pela infração legal, Brutus ofereceu certa quantia em dinheiro a Grotius, a ser
entregue após a liberação do veículo, o que foi prontamente aceito por Grotius, embora não houvesse ocorrido a
entrega da quantia. Diante do exposto, Grotius

a) responderá pelo crime de Prevaricação.

b) responderá pelo crime de Concussão.

c) responderá pelo crime de Corrupção Ativa.

d) responderá pelo crime de Corrupção Passiva.

e) não responderá por crime algum, por tratar-se de fato atípico, uma vez que não ocorreu a entrega
do numerário.

239 Q543183
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
239 Q543183
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Perito criminal


A questão, refere -se às normas do Código Penal.

“Dar causa à instauração de investigação policial, de processo judicial, instauração de investigação administrativa,
inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe crime de que o sabe
inocente”. O delito ora tipificado é denominado

a) Fraude processual.

b) Comunicação falsa de contravenção.

c) Denunciação caluniosa.

d) Comunicação falsa de crime.

e) Tergiversação.

240 Q361640 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: PGE-BAProva: Procurador do Estado


Julgue os itens que se seguem, referentes aos diversos tipos penais.

Considere que Paulo, servidor público lotado no INSS, tenha inserido nos bancos de dados dessa autarquia
informações falsas a respeito de Carlos, o que possibilitou a este receber quantia indevida a título de
aposentadoria. Nessa situação hipotética, Paulo cometeu o crime de falsidade ideológica.

Certo Errado

Respostas 221: 222: 223: 224: 225: 226: 227: 228: 229: 230: 231: 232: 233:
234: 235: 236: 237: 238: 239: 240:


42 →
1 2… 8 9 10 11 12 13 14 15 16 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

241 Q361641 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: PGE-BAProva: Procurador do Estado


BETA

Julgue os itens que se seguem, referentes aos diversos tipos penais.

Caso o denunciado por peculato culposo opte, antes do pronunciamento da sentença, por reparar o dano a que
deu causa, sua punibilidade será extinta.

Certo Errado

242 Q365900 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Oficial Administrativo


Midas Barros é funcionário público e, para atender a um pedido de seu pai, patrocinou, diretamente, assunto de
interesse pessoal, mas legítimo, do seu genitor perante a repartição pública onde trabalha, valendo-se da
qualidade de funcionário. Nessa situação, considerando o que dispõe o Código Penal, é correto afirmar que Midas.

a) não cometeu crime algum, tendo em vista que o interessado era seu pai.

b) não cometeu crime, tendo em vista que sua conduta não tem previsão no Código Penal.

c) cometeu o crime de advocacia administrativa.

d) cometeu crime previsto no Código Penal, mas ficará livre da pena por ser funcionário público.

e) cometeu o crime de peculato.

243 Q365901 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Oficial Administrativo


Assinale a alternativa que indica conduta típica que corresponde ao crime de corrupção passiva prevista no
Código Penal.

a) Subtrair para si ou para outrem coisa alheia móvel

b) Dar às verbas ou rendas públicas aplicação diversa da estabelecida em lei.

c) Modificar ou alterar, o funcionário, sistema de informações ou programa de informática sem


autorização ou solicitação de autoridade competente.

d) Revelar fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-
lhe a revelação.

e) Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou
antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem

244 Q365902 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Oficial Administrativo


Iona Prosérpina, ocupante de função de direção em uma sociedade de economia mista, cometeu crime contra a
Administração Pública previsto no Código Penal. Consequentemente, é correto afirmar que Iona

a) ficará livre da pena por ser mulher.

b) deverá ser punida com a obrigação de pagar cestas básicas.

c) terá a pena aumentada em virtude de ser ocupante de função de direção

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

d) responderá pelo crime, mas terá a pena reduzida em virtude de ser funcionária pública.

e) terá a pena reduzida por exercer função em sociedade de economia mista.

245 Q383617 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Serviço Social
A respeito dos Crimes contra a Administração pública, considere:

I. Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada para a
execução de atividade típica da Administração pública.

II. A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos delitos forem ocupantes de cargos em
comissão.

III. Se o agente for ocupante de função de assessoramento de fundação instituída pelo poder público não terá,
por esse motivo, a pena aumentada.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I e II.

e) III.

246 Q359420 Direito Penal Concurso de Pessoas

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Oficial de Justiça Avaliador
Segundo a jurisprudência dominante no âmbito do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, bem como do
Superior Tribunal de Justiça, aliás em sintonia com segmento importante da doutrina brasileira mais
contemporânea, no crime de falso testemunho ou falsa perícia,

a) é possível participação e autoria mediata.

b) é possível participação, mas não autoria mediata.

c) não é possível participação, mas sim autoria mediata.

d) é impossível participação ou autoria mediata.

e) é possível autoria indireta, mas não autoria mediata.

247 Q359421 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Oficial de Justiça Avaliador
Para incluir-se no âmbito de proteção normativa do artigo 347 do Código Penal, a inovação da coisa na pendência
de processo notadamente precisa ser;

a) cênica e/ou ardilosa.

b) importante e/ou significativa.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) voluntária e/ou consciente.

d) oculta e/ou sub-reptícia.

e) irreversível e/ou irreparável.

248 Q360991 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Informática
A respeito dos Crimes contra a Administração pública, considere:

I. Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada para a
execução de atividade típica da Administração pública.
II. A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos delitos forem ocupantes de cargos em
comissão.
III. Se o agente for ocupante de função de assessoramento de fundação instituída pelo poder público não terá,
por esse motivo, a pena aumentada.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) II.

b) I e III.

c) II e III

d) I e II.

e) III

249 Q361039 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Segurança e Transporte
José foi surpreendido pelo policial João, dirigindo alcoolizado um veículo na via pública. Nessa oportunidade,
ofereceu a João a quantia de R$ 100,00 para não prendê-lo, nem multá-lo. João aceitou a proposta, guardou o
dinheiro, mas multou e efetuou a prisão em flagrante de José por dirigir alcoolizado. Nesse caso, João responderá
pelo crime de :

a) condescendência criminosa.

b) corrupção ativa.

c) prevaricação

d) corrupção passiva.

e) concussão.

250 Q353302 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Área Administrativa
De um lado, “solicitar” ou “receber” e, de outro lado, “exigir” compõem núcleos opostos que, respectivamente,
diferenciam, entre si, duas importantes e recorrentes figuras penais, ambas cometidas por funcionários públicos.
Embora, nesse ponto, substancialmente diversas, no mais, mostram-se apenas aparentemente próximas uma da
outra. São elas:

a) prevaricação e violência arbitrária.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) condescendência criminosa e excesso de exação.

c) advocacia administrativa e corrupção.

d) peculato culposo e peculato doloso.

e) corrupção passiva e concussão.

251 Q353303 Direito Penal Penas privativas de liberdade

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Área Administrativa
Na corrupção passiva, há diferenciações normativas se:

- em consequência da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício
ou o pratica infringido dever funcional
- o funcionário pratica, deixa de praticar ou retarda ato de ofício, com infração de dever funcional, cedendo a
pedido ou influência de outrem.

Tem-se, nesses dois fatores de penas, respectivamente:

a) qualificadora e causa de diminuição.

b) causa de aumento e privilégio.

c) qualificadora e causa de aumento.

d) causa de aumento e qualificadora.

e) privilégio e qualificadora.

252 Q370681 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico Judiciário -


Informática
José foi surpreendido pelo policial João, dirigindo alcoolizado um veículo na via pública. Nessa oportunidade,
ofereceu a João a quantia de R$ 100,00 para não prendê-lo, nem multá-lo. João aceitou a proposta, guardou o
dinheiro, mas multou e efetuou a prisão em flagrante de José por dirigir alcoolizado. Nesse caso, João responderá
pelo crime de

a) corrupção passiva.

b) concussão.

c) condescendência criminosa.

d) corrupção ativa.

e) prevaricação.

253 Q370866 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Técnico de enfermagem


José foi surpreendido pelo policial João, dirigindo alcoolizado um veículo na via pública. Nessa oportunidade,
ofereceu a João a quantia de R$ 100,00 para não prendê-lo, nem multá-lo. João aceitou a proposta, guardou o
dinheiro, mas multou e efetuou a prisão em flagrante de José por dirigir alcoolizado. Nesse caso, João responderá
pelo crime de

a) condescendência criminosa.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) corrupção ativa.

c) prevaricação.

d) corrupção passiva.

e) concussão.

254 Q375390 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Informática
A respeito dos Crimes contra a Administração pública, considere:

I. Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada para a
execução de atividade típica da Administração pública.

II. A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos delitos forem ocupantes de cargos em
comissão.

III. Se o agente for ocupante de função de assessora- mento de fundação instituída pelo poder público não
terá, por esse motivo, a pena aumentada.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I e II.

e) III

255 Q367522 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Médico psiquiatra


A respeito dos Crimes contra a Administração pública, considere:

I. Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada para a
execução de atividade típica da Administração pública.
II. A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos delitos forem ocupantes de cargos em
comissão.
III. Se o agente for ocupante de função de assessoramento de fundação instituída pelo poder público não terá,
por esse motivo, a pena aumentada.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) II.

b) I e III.

c) II e III.

d) I e II.

e) III

256 Q356011 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: TRF - 3ª REGIÃOProva: Analista Judiciário -


Informática
A respeito dos Crimes contra a Administração pública, considere:

I. Equipara-se a funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada para a
execução de atividade típica da Administração pública.

II. A pena será aumentada da terça parte quando os autores dos delitos forem ocupantes de cargos em
comissão.

III. Se o agente for ocupante de função de assessoramento de fundação instituída pelo poder público não terá,
por esse motivo, a pena aumentada.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) III

b) II.

c) I e III.

d) II e III.

e) I e II.

257 Q372676 Direito Penal Crimes contra a paz pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TCE-PBProva: Procurador


A respeito de crimes contra a paz, a fé e a administração públicas, assinale a opção correta conforme o CP.

a) O agente que faz uso de selo público destinado a autenticar atos oficiais de Estado sujeita-se à pena
de reclusão de dois a quatro anos e multa

b) No caso da prática de peculato culposo, se reparar o dano que causou à administração pública após
ser sentenciado, o agente poderá beneficiar-se da extinção da punibilidade, caso ainda não tenha
ocorrido o trânsito em julgado da sentença condenatória.

c) Causar incêndio, expondo a vida, a integridade física ou o patrimônio de outrem só é punível na


modalidade dolosa.

d) A prática de constituir, organizar ou manter milícia particular sujeita o agente à pena de reclusão de
três a oito anos e multa.

e) A prática de falsificar papel de crédito público que não tenha curso legal sujeita o agente à pena de
reclusão de dois a oito anos e multa.

258 Q360485 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Juiz de Direito


Servidor público que se apropriar de dinheiro ou qualquer utilidade que tiver recebido, no exercício do cargo, por
erro de outrem responderá pela prática do crime de

a) concussão.

b) corrupção passiva.

c) peculato-estelionato.

d) peculato-apropriação.

e) peculato-próprio.

259 Q360489
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
259 Q360489
Direito Penal Penas privativas de liberdade

Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Juiz de Direito


No que diz respeito à teoria da pena, à prescrição e ao crime de motim, assinale a opção correta.

a) É de dois terços o limite superior da majorante do concurso de pessoas no furto.

b) O prazo prescricional da pena de multa é de dois anos.

c) A prescrição, nos crimes definidos na Lei de Falência e Recuperação de Empresas, começa a correr do
dia da decretação da falência, ainda que o recurso de efeito suspensivo contra tal decisão esteja
pendente de apreciação.

d) O benefício da suspensão condicional do processo não será admitido na hipótese de concurso formal
de crimes se a pena mínima cominada ao delito mais grave, por incidência do limite mínimo da
majorante, ultrapassar o prazo de um ano.

e) A simples reunião de militares ou assemelhados, com a finalidade de organizar ocupação de quartel,


para ação militar, em desobediência a ordem superior, é conduta que configura o crime definido no
CPM sob o nomen juris
de motim, tipo que não admite a figura da tentativa.

260 Q351525 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-RJProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
Em relação ao crime de peculato, previsto no Código Penal:

I. Trata-se de crime pluriofensivo, porque enquanto com ele se tutela o interesse estatal de probidade e de
correção do funcionário público, também se protege os bens patrimoniais confiados ao servidor público.
II. A denúncia do Ministério Público será inepta se não descrever o sentimento pessoal que animou a atitude do
funcionário público.
III. A participação do funcionário em negócio envolvendo dação de bens com valores superiores aos reais em
pagamento de crédito público aperfeiçoa o delito.
IV. Na modalidade própria, basta a posse da coisa em razão do cargo, ainda que a sua propriedade seja de
particular.

Está correto o que se afirma APENAS em

a) I e II.

b) I, III e IV.

c) II, III e IV.

d) I, II e III.

e) I, II e IV.

Respostas 241: 242: 243: 244: 245: 246: 247: 248: 249: 250: 251: 252: 253:
254: 255: 256: 257: 258: 259: 260:


42 →
1 2… 9 10 11 12 13 14 15 16 17 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

261 Q351527 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2014 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-RJProva:


BETA
Auditor Fiscal da
Receita Estadual
A conduta do funcionário que exige tributo ou contribuição social que sabe ou deveria saber indevido, ou,
quando devido, emprega na cobrança meio vexatório ou gravoso, que a lei não autoriza, configura

a) abuso de poder tributário.

b) corrupção passiva.

c) concussão.

d) excesso de exação.

e) crime contra a ordem tributária.

262 Q352054 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: STFProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Julgue os itens subsecutivos, a respeito dos crimes previstos na Parte Especial do Código Penal.

Considere que José, penalmente imputável, tenha fornecido abrigo para que o seu irmão Alfredo, autor de crime
de homicídio, se escondesse e evitasse a ação da autoridade policial. Nessa situação, a conduta de José é isenta
de pena em face de seu parentesco com Alfredo.

Certo Errado

263 Q356781 Direito Penal Lesões corporais

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Técnico Judiciário -
Segurança
No momento em que um policial, em cumprimento a mandado judicial, deu voz de prisão a Brutus, seu irmão
Paulus interveio e impediu a execução do ato, agredindo o policial a socos e pontapés, causando-lhe ferimentos
leves. Paulus responderá

a) pelo crime de desobediência.

b) somente pelo crime de lesões corporais leves.

c) somente pelo crime de resistência.

d) pelos crimes de resistência e lesões corporais leves.

e) pelos crimes de desobediência e resistência.

264 Q356782 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRT - 15ª RegiãoProva: Técnico Judiciário -
Segurança
José, funcionário público, auditor fiscal, exigiu de João a quantia de R$ 5.000,00, para não autuar sua empresa
por irregularidades fiscais. Face à tal exigência, João assentiu e entregou a quantia solicitada a José. Nesse caso,
José responderá pelo crime de

a) corrupção passiva e João não responderá por nenhum delito.

b) concussão e João não responderá por nenhum delito.


https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
b)

c) concussão e João responderá pelo crime de corrupção ativa.

d) corrupção passiva e João responderá pelo crime de corrupção ativa.

e) prevaricação e João responderá pelo crime de corrupção ativa

265 Q465622 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPC-MSProva: Analista


O crime, previsto no art. 359-D do Código Penal, com a redação que lhe foi dada pela Lei no 10.028/2000,
“ordenar despesa não autorizada por lei: Pena: reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos

a) admite a forma culposa, quando houver imprudência, imperícia ou negligência.

b) inclui-se dentre os crimes de mera conduta.

c) não admite a participação de particular.

d) só pode ser cometido por administrador federal.

e) exige a ocorrência de efetivo prejuízo para o Estado.

266 Q465624 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPC-MSProva: Analista


Claudius entregou quantia em dinheiro a um amigo seu, Julius, oficial de justiça, para que este efetuasse o
depósito judicial da pensão mensal devida a sua ex-esposa. No entanto, ele não efetuou o depósito e se
apropriou do valor recebido. Nesse caso, Julius

a) cometeu crime de prevaricação.

b) cometeu crime de peculato em seu tipo fundamental.

c) cometeu crime de favorecimento real.

d) cometeu crime de peculato desvio.

e) não cometeu crime contra a Administração pública.

267 Q465625 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPC-MSProva: Analista


Reginaldus, funcionário público, forneceu a Petrus a relação dos nomes e da qualificação de pessoas constantes
do banco de dados da Administração pública, para que este os utilizasse na propaganda das atividades da sua
empresa. A utilização, porém, não chegou a ocorrer. Nesse caso, Reginaldus

a) não cometeu nenhum delito porque as informações não foram utilizadas.

b) cometeu crime de violação de sigilo funcional.

c) cometeu crime de prevaricação.

d) cometeu crime de favorecimento pessoal.

e) cometeu crime de condescendência criminosa.

268 Q465626

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPC-MSProva: Analista


Paulus, funcionário público responsável pela faxina de uma Delegacia de Polícia, valendo-se da facilidade que lhe
proporcionava essa qualidade, subtraiu para si algumas joias que haviam sido apreendidas numa diligência policial e
se encontravam na gaveta da mesa do escrivão que estava lavrando o auto de prisão em flagrante. Ao sair da
delegacia, foi detido pelo Delegado, que desconfiou do volume de objetos em seu bolso. Paulus

a) cometeu crime de peculato mediante erro de outrem

b) não cometeu crime contra a Administração pública.

c) cometeu crime de peculato em seu tipo fundamental.

d) cometeu tentativa de peculato-furto.

e) cometeu crime de peculato culposo.

269 Q434438 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRE-ROProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
João e José invadiram um presídio e, mediante grave ameaça com armas de fogo, dominaram o carcereiro e os
seguranças e possibilitaram a fuga de seu comparsa Jocival, que estava legalmente preso cumprindo pena
privativa de liberdade, para que o mesmo voltasse a auxiliá-los na prática de novos delitos. João e José
responderão por crime de

a) arrebatamento de preso.

b) evasão mediante violência contra pessoa.

c) fuga de pessoa presa.

d) motim de presos.

e) favorecimento real.

270 Q761996 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: COREN-SPProva: Advogado


O funcionário público que exige para si, em razão de sua função, vantagem indevida comete o crime de

a) peculato.

b) corrupção passiva.

c) prevaricação.

d) concussão.

e) violência arbitrária.

271 Q761997 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: COREN-SPProva: Advogado


Em face dos crimes contra a Administração Pública, assinale a alternativa correta.

a) Na hipótese do delito de falso testemunho, o fato deixa de ser punível se, antes da sentença no
processo em que ocorreu o ilícito, o agente se retrata ou declara a verdade.
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) O crime de favorecimento pessoal consiste na prestação de auxílio a criminoso, destinado a tornar


seguro o proveito do crime.

c) Para a ocorrência do delito de advocacia administrativa, é necessário que o interesse privado


pleiteado perante a administração pública seja ilegítimo.

d) O crime de desobediência admite sua prática na modalidade culposa.

e) O crime de tráfico de influência apresenta como sujeito ativo apenas o funcionário público que,
valendo-se de sua função, influi no ato de outro funcionário.

272 Q761999 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: COREN-SPProva: Advogado


A respeito do crime de corrupção ativa, assinale a alternativa correta.

a) Trata-se de delito bilateral, de tal sorte que sua ocorrência sempre ficará dependente da aceitação
da promessa por parte do funcionário público.

b) Jamais se admite a modalidade tentada.

c) Para a ocorrência do delito, é necessário que a prática do ato de ofício almejado consista em infração
de dever funcional por parte do funcionário público.

d) Ocorrerá o crime nas hipóteses de oferecimentos de pequenos presentes ou mimos, ainda que
ofertados de modo desinteressado.

e) Admite-se apenas a modalidade dolosa.

273 Q352905 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Procurador Federal


Acerca da legislação penal especial e dos crimes contra a administração pública e contra a fé pública,
julgue os itens subsequentes.

O agente que suprimir tributo mediante a falsificação ou alteração de nota fiscal praticará crime contra o Sistema
Financeiro Nacional.

Certo Errado

274 Q352906 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Procurador Federal


Acerca da legislação penal especial e dos crimes contra a administração pública e contra a fé pública,
julgue os itens subsequentes.

Aquele que emitir, sem permissão legal, título que contenha promessa de pagamento em dinheiro ao portador
praticará crime contra a ordem econômica, as relações de consumo e a economia popular.

Certo Errado

275 Q352907 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: AGUProva: Procurador Federal


Acerca da legislação penal especial e dos crimes contra a administração pública e contra a fé pública,
julgue os itens subsequentes.

Caso um procurador federal patrocinasse interesse privado perante a administração pública, dando causa à

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
instauração de licitação cuja invalidação viesse a ser decretada pelo Poder Judiciário, tal patrocínio caracterizaria a
prática do delito de advocacia administrativa.

Certo Errado

276 Q353522 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-DFProva: Agente de Polícia


No que concerne a crimes, julgue o item a seguir.

O agente de polícia que deixar de cumprir seu dever de vedar ao preso o acesso a telefone celular, permitindo
que este mantenha contato com pessoas fora do estabelecimento prisional, cometerá o crime de
condescendência criminosa.

Certo Errado

277 Q407308 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Acerca dos crimes contra a administração pública e dos crimes contra o patrimônio, assinale a opção correta.

a) Para os fins de caracterização do furto de uso, exige-se, como um dos requisitos de demonstração da
ausência de ânimo de assenhoramento, a rápida devolução da coisa subtraída, em seu estado original.

b) Não cometerá crime a testemunha que fizer afirmação falsa no âmbito de processo administrativo.

c) O brasileiro que ingressar no território nacional portando mercadoria proibida, desconhecendo seu
conteúdo ilícito, e, expressamente, menciona-a em sua declaração de bagagem, cometerá o crime
de contrabando em sua forma culposa.

d) A imunidade penal é causa impeditiva de procedimento criminal incidente sobre crimes patrimoniais
não violentos e sem grave ameaça, a exemplo dos delitos de dano em coisa de valor artístico,
arqueológico ou histórico protegida por lei.

e) Não cometerá o crime de corrupção ativa o preso que oferecer vantagem pecuniária ao guarda
penitenciário para que o deixe fugir, uma vez que a fuga de preso, sem uso de violência ou grave
ameaça, constitui conduta atípica.

278 Q407314 Direito Penal Crimes contra a família

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Acerca dos dispositivos da Parte Especial do CP, assinale a opção correta.

a) O crime de bigamia pressupõe existência válida de um primeiro casamento, devidamente legitimado


pela lei civil, não se considerando, para a caracterização desse crime, a união estável.

b) O funcionário público que, ao informar seus dados pessoais para a elaboração de compromisso de
compra e venda de um imóvel, fornecer declaração falsa de estado civil com vistas a prejudicar direito
de cônjuge praticará o crime de falsificação de documento público, cabendo, nesse caso, aumento
de pena, pelo fato de ser o agente funcionário público.

c) O testamento particular não se equipara, para fins penais, ao documento público, já que seu
conteúdo refere-se a interesses exclusivamente privados.

d) Servidor público que divulgue, sem justa causa, conteúdo de processo administrativo com tramitação
sigilosa armazenado em banco de dados da administração pública e que, com tal divulgação, atingir a
intimidade de particular diretamente envolvido na questão tratada no procedimento responderá por
crime contra a honra e crime de violação de segredo profissional em relação à administração pública.

e)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Aquela que, penalmente responsável, registrar, como seu, filho recém-nascido de outra mulher,
alterando formalmente seu estado civil, responderá pelo crime de supressão ou alteração de direito
inerente ao estado civil de recém-nascido em concurso formal com o crime de falsidade decorrente
da inscrição falsa no registro de nascimento da criança.

279 Q407318 Direito Penal Tipicidade

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-BAProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Quanto à classificação doutrinária dos crimes e suas consequências jurídicas, assinale a opção correta.

a) O resultado típico dos crimes comissivos por omissão pode ser atribuído a qualquer pessoa, e não
apenas aos indivíduos que tenham a obrigação jurídica de evitar o resultado.

b) Tratando-se de crime funcional próprio, se o agente não for funcionário público, operará uma
atipicidade relativa, enquadrando-se o fato em outro tipo legal.

c) Em se tratando de crime plurissubjetivo, não se admite concurso eventual, já que só pode ser
praticado por dois ou mais agentes em concurso.

d) Considera-se o sequestro um crime instantâneo de efeito permanente, já que seu momento


consumativo é instantâneo, mas seus efeitos perduram no tempo.

e) A tentativa de crime preterdoloso é aceitável tanto pela doutrina quanto pela jurisprudência,
porquanto, apesar de o agente não desejar o resultado agravador, sua conduta inicial é sempre
dolosa.

280 Q354659 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEGESP-ALProva: Papiloscopista


Julgue os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública, crimes hediondos e crimes contra a
pessoa.

Considere que os servidores públicos João e Ana, no exercício de suas funções, solicitaram para si vantagem
indevida para retardar a prática de ato de ofício, mas somente João a recebeu. Nessa situação, ambos praticaram
corrupção passiva.

Certo Errado

Respostas 261: 262: 263: 264: 265: 266: 267: 268: 269: 270: 271: 272: 273:
274: 275: 276: 277: 278: 279: 280:


42 →
1 2… 10 11 12 13 14 15 16 17 18 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

281 Q350427 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-DFProva: Escrivão de Polícia


BETA

A respeito de crimes contra a fé pública e a administração pública, julgue os itens subsequentes

Não se configura o crime de desobediência se o agente, apesar do dever de cumprir a ordem legal emitida por
funcionário público, não tiver possibilidade ou condições efetivas de cumpri-la.

Certo Errado

282 Q350428 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-DFProva: Escrivão de Polícia


A respeito de crimes contra a fé pública e a administração pública, julgue os itens subsequentes.

Pratica crime de corrupção passiva o funcionário público que, em razão da função, solicita, recebe ou aceita
vantagem indevida, ao passo que pratica crime de concussão o funcionário que, também em razão da função,
impõe, ordena ou exige vantagem indevida.

Certo Errado

283 Q353224 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEFAZ-ESProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
No que concerne aos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, assinale opção correta de
acordo com o Código Penal.

a) O auditor tributário que desviar, em proveito próprio, quantia que tenha recebido indevidamente
para recolher aos cofres públicos cometerá crime de peculato

b) O servidor público que, com o fim de prejudicar direito ou criar obrigação, omitir, em documento
público, declaração que dele deveria constar cometerá o crime de falsidade ideológica.

c) O prefeito que, para proveito pessoal, se apropriar de rendas públicas que estejam em seu poder,
deixando de encaminhar a quantia à secretaria da fazenda do município, cometerá o crime de
emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

d) Praticará o crime de falsificação de documento público o auditor tributário que inserir dados, em
sistema de informações da fazenda estadual, no intuito de obter vantagem indevida para terceiro.

e) Não praticará crime o auditor que, ao cobrar tributo devido, exceder-se, empregando meio vexatório,
podendo esse auditor, contudo, ser responsabilizado civilmente por danos morais.

284 Q353225 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEFAZ-ESProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
Considere que o advogado Caio tenha solicitado a Maria determinada quantia a pretexto de usar sua influência
junto a um auditor fiscal da fazenda estadual para que ele a beneficiasse em um processo administrativo fiscal e
liberasse rapidamente mercadorias apreendidas. Nessa situação hipotética, Caio praticou o crime de:

a) corrupção ativa.

b) corrupção passiva.

c) exploração de prestígio.

d) tráfico de influência.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) advocacia administrativa

285 Q353226 Direito Penal Concurso de Pessoas

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SEFAZ-ESProva: Auditor Fiscal da


Receita Estadual
Em relação ao direito penal, assinale a opção correta.

a) Em se tratando de culpa consciente, o agente prevê o resultado, mas não se importa que ele venha
a ocorrer.

b) A combinação entre o dolo, no crime precedente, e dolo eventual, no consequente, é fundamental


para a caracterização dos crimes preterdolosos.

c) Há crimes funcionais próprios quando, por não ser o autor da ação funcionário público, configura-se
infração penal não relacionada ao cargo público.

d) As elementares objetivas do tipo sempre se comunicam, ainda que o partícipe não tenha
conhecimento delas.

e) O estrito cumprimento do dever legal é causa excludente de ilicitude, aplicada principalmente a


agentes públicos ou que exercem função pública.

286 Q484927 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: BACENProva: Analista - Contabilidade


No que se refere à aplicação do direito penal no tempo e no espaço aos diversos crimes previstos em leis
extravagantes, julgue o item subsecutivo.

Para efeitos penais, equipara-se ao funcionário público quem trabalha para empresa prestadora de serviço
contratada para a execução de atividade típica da administração pública.

Certo Errado

287 Q405796 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Oficial de Justiça Avaliador
Considerando a legislação penal, assinale a opção correta.

a) Aquele que não tenha a posse de determinado bem e que se valha da facilidade que sua condição
de funcionário público lhe proporciona para apropriar-se do bem comete furto qualificado.

b) Oficial de justiça que solicite determinado valor do réu para deixar de citá-lo em processo judicial
comete crime de prevaricação.

c) Comete crime de corrupção passiva aquele que, a pretexto de influir em ato praticado por
funcionário público no exercício da função, solicite a este determinado valor.

d) Considere que João tenha cometido o crime de estelionato em desfavor de seu irmão José. Nesse
caso, a ação penal será pública incondicionada.

e) Funcionário público que exija tributo, sabendo-o indevido comete excesso de exação.

288 Q328895 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TRT - 6ª Região (PE)Prova: Juiz do trabalho
No que concerne ao crime de falso testemunho, correto afirmar que:

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) o juiz, havendo indícios de que alguma testemunha fez afirmação falsa, só poderá remeter cópia do
depoimento à autoridade policial para instauração de inquérito se assim o requerer a parte contrária
ou o Ministério Público.

b) não interfere na pena o fato de haver sido praticado mediante suborno.

c) compete à Justiça Estadual processá-lo e julgá-lo se cometido no processo trabalhista.

d) não se configura se o agente apenas nega o que sabe.

e) não há aumento de pena se a prova for destinada a gerar efeito em juízo arbitral.

289 Q346786 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária
Considerando a legislação penal, assinale a opção correta.

a) Oficial de justiça que solicite determinado valor do réu para deixar de citá- lo em processo judicial
comete crime de prevaricação.

b) Comete crime de corrupção passiva aquele que, a pretexto de influir em ato praticado por
funcionário público no exercício da função, solicite a este determinado valor.

c) Considere que João tenha cometido o crime de estelionato em desfavor de seu irmão José. Nesse
caso, a ação penal será pública incondicionada.

d) Funcionário público que exija tributo, sabendo-o indevido comete excesso de exação.

e) Aquele que não tenha a posse de determinado bem e que se valha da facilidade que sua condição
de funcionário público lhe proporciona para apropriar-se do bem comete furto qualificado.

290 Q346787 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRT - 8ª Região (PA e AP)Prova: Analista Judiciário -
Área Judiciária
Em se tratando de crime de peculato culposo, a reparação do dano antes do trânsito em julgado da sentença
condenatória configura

a) excludente de ilicitude.

b) excludente de imputabilidade.

c) causa de diminuição de pena.

d) causa de extinção da punibilidade.

e) circunstância atenuante.

291 Q346924 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: ITESPProva: Advogado


O fazendeiro de uma cidade do interior de São Paulo, que solicita aos assentados dinheiro a pretexto de influir na
atuação de funcionário do ITESP a fim de facilitar a concessão de títulos de domínio visando a regularização
fundiária, comete o crime de:

a) corrupção passiva qualificada.

b) tráfico de influência.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) advocacia administrativa.

d) exploração de prestígio.

e) estelionato

292 Q346925 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: ITESPProva: Advogado


Policiais Militares Ambientais comparecem a um assentamento e constatam a extração ilegal de madeira (crime
ambiental). Trabalhadores assentados pedem aos policiais que não adotem providências, no que são
prontamente atendidos e os policiais se retiram, sem que qualquer providência fosse implementada. Diante da
afirmação anterior, e com relação aos crimes contra a Administração Pública, os Policiais Militares cometeram o
crime de:

a) exercício funcional ilegal.

b) prevaricação para satisfazer interesse pessoal.

c) condescendência criminosa.

d) prevaricação para satisfazer sentimento pessoal.

e) corrupção passiva privilegiada.

293 Q335884 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Juiz de Direito


A, testemunha compromissada, mediante suborno, pres- ta falso testemunho, em fases sucessivas de um
processo penal, por homicídio doloso, ou seja, no inquérito policial, na instrução criminal e em plenário.

A cometeu crime de

a) falso testemunho em continuidade delitiva.

b) falso testemunho único, com aumento de pena.

c) falso testemunho em concurso material.

d) falso testemunho em concurso formal.

294 Q447997 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de São Carlos - SPProva: Advogado
No tocante aos crimes contra a Administração Pública, é correto afirmar que

a) no crime de peculato culposo, a reparação do dano, se precede à denúncia, extingue a punibilidade;


se for posterior à denúncia e anterior à sentença recorrível, reduz de metade a pena imposta.

b) inserir ou facilitar, o funcionário autorizado, a inserção de dados falsos, alterar ou excluir


indevidamente dados corretos nos sistemas informatizados ou bancos de dados da Administração
Pública caracteriza o crime de inserção de dados falsos em sistemas de informações
independentemente da finalidade do agente.

c) solicitar ou exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes
de assumila, mas em razão dela, vantagem indevida caracteriza o crime de concussão.

d) continuar a exercer função pública, sem autorização, depois de saber oficialmente que foi removido
caracte riza o crime de desobediência

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) pratica o crime de violação de sigilo funcional aquele que revelar fato de que tem ciência em razão do
cargo e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-lhe a revelação, independentemente da
finalidade do agente.

295 Q447999 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de São Carlos - SPProva: Advogado
No tocante aos crimes contra a administração da justiça, é correto afirmar que

a) negar a verdade como contador em juízo arbitral não caracteriza o crime de falso testemunho ou
falsa perícia.

b) fazer justiça pelas próprias mãos, para satisfazer pre tensão, embora legítima, salvo quando a lei o
permite, mesmo sem o emprego de violência caracteriza o crime de exercício arbitrário das próprias
razões.

c) inovar artificiosamente, na pendência de processo administrativo, o estado de lugar, de coisa ou de


pessoa, com o fim de induzir a erro o juiz ou o perito não caracteriza o crime de fraude processual
que exige que o processo seja judicial.

d) o cônjuge ou irmão do criminoso que o auxilia a subtrair- se à ação de autoridade pública tem a pena
do crime de favorecimento pessoal reduzida de um a dois terços.

e) a conduta do advogado ou procurador judicial que defende na mesma causa, simultânea ou


sucessivamen te, partes contrárias, apesar de sujeitar o autor da con duta a responsabilidades civil e
administrativa, não é punida na esfera penal em razão da garantia do direito à ampla defesa e ao
contraditório.

296 Q448009 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: Câmara Municipal de São Carlos - SPProva: Advogado
Leia o que segue.

Frustrar ou fraudar, mediante ajuste, combinação ou qualquer outro expediente, o caráter competitivo do
procedimento licitatório, com o intuito de obter para si ou para outrem, vantagem decorrente da adjudicação do
objeto da licitação, cumprirá a pena de

a) detenção de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.

b) reclusão de 4 (quatro) anos.

c) detenção de 6 (seis) a 8 (oito) anos, e multa.

d) reclusão de 6 (seis) anos.

e) detenção de 6(seis) meses, e multa.

297 Q499236 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-AMProva:


Jurídico
Agente Técnico -
O funcionário público que solicita vantagem indevida para aprovar, em prova prática, candidato à obtenção de
carteira de habilitação de motorista, comete crime de

a) corrupção ativa.

b) concussão.

c) corrupção passiva.

d) excesso de exação.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) prevaricação.

298 Q329587 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PRFProva: Policial Rodoviário


Federal - Superior
No que se refere aos delitos previstos na parte especial do CP, julgue os itens de 70 a 74.

Considere a seguinte situação hipotética.


Aproveitando-se da facilidade do cargo por ele exercido em determinado órgão público, Artur, servidor público,
em conluio com Maria, penalmente responsável, subtraiu dinheiro da repartição pública onde trabalha. Maria, que
recebeu parte do dinheiro subtraído, desconhecia ser Artur funcionário público.
Nessa situação hipotética, Artur cometeu o crime de peculato e Maria, o delito de furto.

Certo Errado

299 Q329588 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PRFProva: Policial Rodoviário


Federal - Superior

O crime de concussão configura-se com a exigência, por funcionário público, de vantagem indevida, ao passo
que, para a configuração do crime de corrupção passiva, basta que ele solicite ou receba a vantagem, ou, ainda,
aceite promessa de recebê-la.

Certo Errado

300 Q336616 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva: Auditor de Controle


Externo - Direito
Com base nas normas de direito penal vigentes, julgue os próximos itens.

A advocacia administrativa, crime praticado por funcionário público contra a administração pública, abrange
interesses privados legítimos ou ilegítimos.

Certo Errado

Respostas 281: 282: 283: 284: 285: 286: 287: 288: 289: 290: 291: 292: 293:
294: 295: 296: 297: 298: 299: 300:


42 →
1 2… 11 12 13 14 15 16 17 18 19 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

301 Q336617 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva:


BETA
Auditor de Controle
Externo - Direito
Com base nas normas de direito penal vigentes, julgue os próximos itens.

Pratica o crime de peculato o funcionário público que, atuando na fiscalização do comércio em geral, se apropria
de bem móvel de particular apreendido no exercício da fiscalização.

Certo Errado

302 Q336618 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva: Auditor de Controle


Externo - Direito

O ordenador de despesas que determinar a inscrição em restos a pagar de despesa que não tenha sido
previamente empenhada pratica conduta descrita apenas como ilícito administrativo, estando sujeito a processo
administrativo a ser julgado perante o tribunal de contas.

Certo Errado

303 Q336619 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva: Auditor de Controle


Externo - Direito

O agente público que deixar de ordenar ou de promover, na forma e nos prazos legais, a execução de medida
para a redução do montante da despesa total com pessoal que houver excedido a repartição, por Poder, do
limite máximo pratica infração administrativa contra as leis de finanças públicas, devendo ser processado e julgado
pelo tribunal de contas.

Certo Errado

304 Q336622 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva: Auditor de Controle


Externo - Direito

Funcionário público que, estando fora de sua função, mas em razão do cargo que ocupa, exige para si, por meio
de interposta pessoa, vantagem pecuniária indevida pratica o crime de corrupção passiva.

Certo Errado

305 Q336623 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TCE-ROProva: Auditor de Controle


Externo - Direito

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
A diferença básica entre os crimes de corrupção passiva e de corrupção ativa diz respeito à qualidade do sujeito
ativo: no de corrupção passiva, é o funcionário público; no de corrupção ativa, o particular.

Certo Errado

306 Q335809 Direito Penal Crimes contra a paz pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: MPE-ROProva: Promotor de Justiça


No que se refere aos crimes contra a paz pública, a fé pública e a administração pública, assinale a opção correta.

a) Caracteriza bis in idem a condenação por crime de quadrilha armada e roubo qualificado pelo uso de
armas e concurso de pessoas.

b) Para a caracterização do crime de falsificação parcial de documento público, exige-se a produção de


dano a terceiro.

c) Não cometerá o crime de falsidade ideológica o indivíduo que deixar de declarar a verdade para a
formação de documento, se o servidor público que receber a declaração estiver adstrito a averiguar,
propiis sensibus, a veracidade desta

d) Ocorre a continuidade delitiva entre os crimes de estelionato, de receptação e de adulteração de


sinal identificador de veículo automotor praticados pelo mesmo agente, no mesmo contexto fático.

e) Para a configuração do crime de favorecimento real, a pessoa a quem o agente auxiliar já deverá ter
consumado o crime anterior, sendo-lhe assegurada a fuga

307 Q542796 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPFProva: Delegado de Polícia


Com relação aos crimes previstos no CP, julgue o item que se segue.
Os delitos de inserção de dados falsos e de modificação ou alteração de dados não autorizada em sistema de
informações só se configuram se praticados por funcionário público autorizado, com o fim específico de obter
vantagem indevida para si ou para outrem, ou para causar dano, sendo as penas aumentadas de um terço até a
metade se da modificação ou alteração resultar dano para a administração pública ou para o administrado.

Certo Errado

308 Q543030 Direito Penal Classificação dos crimes

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPFProva: Perito criminal


No que concerne a infração penal, fato típico e seus elementos,formas consumadas e tentadas do crime,
culpabilidade, ilicitude e imputabilidade penal, julgue o item que se segue.

O peculato é conceituado doutrinariamente como crime funcional impróprio ou misto, porquanto na hipótese de
não ser praticado por funcionário público, opera tipicidade relativa, passando a constituir tipo penal diverso.

Certo Errado

309 Q384563 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Atendente de


Necrotério Policial
Servidor Público que exige dinheiro de cidadão para forne cer documento que teria, por disposição expressa de
lei, que entregar gratuitamente por ato de ofício comete o crime de:

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) prevaricação

b) peculato

c) corrupção passiva.

d) concussão

e) excesso de exação

310 Q331877 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalProva: Delegado de Polícia

Os delitos de inserção de dados falsos e de modificação ou alteração de dados não autorizada em sistema de
informações só se configuram se praticados por funcionário público autorizado, com o fim específico de obter
vantagem indevida para si ou para outrem, ou para causar dano, sendo as penas aumentadas de um terço até a
metade se da modificação ou alteração resultar dano para a administração pública ou para o administrado.

Certo Errado

311 Q484680 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: MPE-ESProva: Agente de Promotoria –


Assessoria
O crime de exercício arbitrário das próprias razões, conforme exclusiva prescrição do art. 345 do CP,

a) somente se procede mediante representação.

b) tem pena diminuída se a pretensão do agente é legítima.

c) é punido com pena de reclusão, mesmo que não tenha havido violência.

d) é punido com pena privativa de liberdade, obrigatoriamente cumulada com multa.

e) somente se procede mediante queixa, desde que não tenha havido emprego de violência.

312 Q484681 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: MPE-ESProva: Agente de Promotoria –


Assessoria
Desde que presentes algumas circunstâncias especificamente descritas no artigo de lei que trata do tipo penal,
somadas à primariedade e aos bons antecedentes do agente, é facultado ao juiz deixar de aplicar a pena ao
autor do crime de

a) subtração ou inutilização de livro ou documento.

b) sonegação de contribuição previdenciária.

c) inutilização de edital ou de sinal.

d) usurpação de função pública.

e) contrabando ou descaminho.

313 Q464172
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
313 Q464172
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-CEProva:


Direito
Analista Ministerial -
De acordo com o Código Penal brasileiro considera-se funcionário público, para os efeitos penais,

a) quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerça cargo, emprego ou função pública.

b) os servidores públicos que transitoriamente exerçam auxilio ao aparato estatal, o munus público.
c) apenas os funcionários públicos em sentido estrito, aqueles que foram aprovados em concurso
público.

d) apenas os que exercem cargo, emprego ou função pública mediante remuneração.

e) exclusivamente quem, embora transitoriamente ou sem remuneração, exerça cargo público.

314 Q493100 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MAProva:


Direito
Analista Ministerial -
José e João, mediante prévio ajuste com Pedro, funcionário público, ingressaram na repartição pública em que
este exercia suas funções e subtraíram um computador. José sabia que Pedro era funcionário público e João
desconhecia essa circunstância. Nesse caso, o crime de peculato será imputável a

a) José e João, apenas.

b) Pedro, José e João.

c) Pedro e João, apenas.

d) Pedro, apenas.

e) Pedro e José, apenas

315 Q493103 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: MPE-MAProva:


Direito
Analista Ministerial -
Ana doou um automóvel ao filho de um fiscal, para que não autuasse sua empresa por fraudes que havia
constatado. Anita, oficial de justiça, exigiu R$ 5.000,00 de José, para não cumprir mandado de prisão que
ordenava a sua prisão. Ângela decorou a casa de um policial para determiná-lo a deixar de investigar delito que
havia praticado. Alice, médica de um posto de saúde, solicitou R$ 1.000,00 para fornecer atestado falso a pessoa
interessada em justificar faltas ao serviço. Amanda, perita judicial, recebeu R$ 5.000,00 de uma das partes para
favorecê-la no laudo pericial que estava elaborando. O crime de corrupção ativa será imputável somente a

a) Anita, Alice e Amanda.

b) Ana e Ângela.

c) Alice e Amanda.

d) Alice.

e) Ana, Alice e Ângela

316 Q323835 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: Polícia FederalPFederal


rova: Escrivão da Polícia

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
No que concerne a infração penal, fato típico e seus elementos, formas consumadas e tentadas do crime,
culpabilidade, ilicitude e imputabilidade penal, julgue o item que se segue.

O peculato é conceituado doutrinariamente como crime funcional impróprio ou misto, porquanto na hipótese de
não ser praticado por funcionário público, opera tipicidade relativa, passando a constituir tipo penal diverso.

Certo Errado

317 Q329226 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
A respeito dos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Em razão do direito à autodefesa, a jurisprudência considera atípica a conduta de atribuir-se falsa


identidade para ocultar a condição de foragido, quando da prisão em flagrante pela prática de outro
crime.

b) A conduta do agente que utiliza meio fraudulento, tal como a cola eletrônica, para tentar a
aprovação em concurso público tipifica o crime de estelionato, uma vez que configura fraude com
vistas à vantagem ilícita de tomar posse em cargo público.

c) O crime de falso testemunho ou falsa perícia somente se configura se for praticado em processo
judicial criminal.

d) Deve ser aumentada em um terço a pena aplicada a funcionário público que pratique crime contra a
administração pública no exercício de cargo em comissão ou de função de direção ou assessoramento
de órgão da administração direta, sociedade de economia mista, empresa pública ou fundação
instituída pelo poder público.

e) Comete crime de falsidade de documento público ou particular o agente que imita ou altera a
verdade, ainda que a falsificação seja perceptível de todos, a olho nu.

318 Q353608 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Auxiliar de


Papiloscopista Policial
O crime de peculato

a) admite a reparação do dano como forma de redução da pena na modalidade culposa

b) não admite a modalidade culposa.

c) pode ser praticado por qualquer pessoa

d) é punido com pena de detenção e multa na modalidade dolosa, e apenas com multa na modalidade
culposa.

e) consiste em solicitar ou receber vantagem indevida.

319 Q353609 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Auxiliar de


Papiloscopista Policial
Em tese, pratica o crime de condescendência criminosa o funcionário público que:

a) facilita, com infração de dever funcional, a prática de descaminho.

b) pratica ato de ofício contra disposição expressa de lei, para satisfazer sentimento pessoal.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) se valendo de sua condição, patrocina, direta ou indiretamente, interesse privado perante a


administração pública.

d) por indulgência, deixa de responsabilizar subordinado que cometeu infração no exercício do cargo.

e) para satisfazer interesse pessoal, retarda a prática de ato de ofício.

320 Q353610 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Auxiliar de


Papiloscopista Policial
X, delegada de polícia, em razão do vínculo de amizade com Z, deixa de lavrar auto de prisão em flagrante por
crime de lesão corporal. Em tese, a conduta de X tipifica crime de:

a) concussão.

b) peculato

c) prevaricação.

d) advocacia administrativa

e) condescendência criminosa.

Respostas 301: 302: 303: 304: 305: 306: 307: 308: 309: 310: 311: 312: 313:
314: 315: 316: 317: 318: 319: 320:


42 →
1 2… 12 13 14 15 16 17 18 19 20 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

321 Q450266 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-AMProva:


BETA
Analista Técnico de
Controle Externo - Ministério
Público
No peculato culposo, a reparação do dano precedente à sentença irrecorrível exclui a

a) ilicitude.

b) tipicidade.

c) antijuridicidade

d) culpabilidade.

e) punibilidade.

322 Q450268 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-AMProva: Analista Técnico de


Controle Externo - Ministério
Público
Todos os crimes funcionais tem como bem jurídico precípuo

a) a coletividade.

b) o patrimônio público.

c) a moralidade pública.

d) a fé pública.

e) o Estado

323 Q450269 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-AMProva: Analista Técnico de


Controle Externo - Ministério
Público
À vista de um juízo meramente legal de proporcionalidade penal, tem-se como mais gravoso o crime de

a) concussão.

b) emprego irregular de verbas ou rendas públicas.

c) prevaricação.

d) advocacia administrativa.

e) desacato.

324 Q315295 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Delegado de Polícia


Em relação aos crimes contra a administração pública e aos delitos praticados em detrimento da ordem econômica e tributária e em licitações e
contratos públicos, julgue o item seguinte.

Constitui pressuposto material dos crimes de peculato-apropriação e peculato-desvio, em suas formas dolosas, a
anterior posse do dinheiro, do valor ou de qualquer outro bem móvel, público ou particular, em razão do cargo
ou função.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

325 Q315299 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Delegado de Polícia

Considere a seguinte situação hipotética.


Alfredo, alegando, de forma fraudulenta, a terceiros interessados que, por ter influência sobre determinado
funcionário público, poderia acelerar a conclusão de processo administrativo de interesse do grupo, cobrou desse
grupo vultosa quantia em dinheiro, da qual metade lhe foi paga adiantadamente. Antes da conclusão do
processo, entretanto, descobriu-se que Alfredo não tinha qualquer acesso ou influência sobre o referido
funcionário.
Nessa situação hipotética, a conduta de Alfredo constitui crime de estelionato, já que ele alegou ter prestígio
que, na realidade, não possuía.

Certo Errado

326 Q315605 Direito Penal Crimes contra o patrimônio

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SERPROProva: Analista - Advocacia


Em relação aos crimes previstos no Código Penal (CP) e na legislação especial, julgue os itens a seguir.

O funcionário público autorizado que inserir dados falsos em sistema de informações, visando causar prejuízos,
cometerá crime qualificado de dano contra o patrimônio da administração pública.

Certo Errado

327 Q315606 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: SERPROProva: Analista - Advocacia

Nos crimes de peculato, o funcionário que reparar o dano até a publicação da sentença condenatória fará jus à
extinção da punibilidade.

Certo Errado

328 Q348185 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


No que concerne aos crimes contra a administração pública, julgue o item que se segue.

Incorrem na prática de condescendência criminosa tanto o servidor público hierarquicamente superior que deixe,
por indulgência, de responsabilizar subordinado que tenha cometido infração no exercício do cargo quanto os
funcionários públicos de mesma hierarquia que não levem o fato ao conhecimento da autoridade competente
para sancionar o agente faltoso.

Certo Errado

329 Q348186
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
329 Q348186
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


No que concerne aos crimes contra a administração pública, julgue o item que se segue.

O crime de concussão é delito próprio e consiste na exigência do agente, direta ou indireta, em obter da vítima
vantagem indevida, para si ou para outrem, e consuma-se com a mera exigência, sendo o recebimento da
vantagem considerado como exaurimento do crime.

Certo Errado

330 Q322496 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: PC-BAProva: Investigador de Polícia


No que concerne aos crimes contra a administração pública, julgue o item que se segue.

A consumação do crime de corrupção passiva ocorre quando o agente deixa efetivamente de praticar ou retarda
ato de ofício, com infração de dever funcional, cedendo a pedido ou influência de outrem, em troca de
vantagem indevida anteriormente percebida.

Certo Errado

331 Q312976 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Apesar das discussões doutrinárias e jurisprudenciais acerca da revogação tácita do art. 350 do CP, é correto
afirmar que o delito de exercício arbitrário ou abuso de poder

a) prevê, no parágrafo único, formas equiparadas de cometimento do delito.

b) impõe penas de reclusão, além da multa.

c) admite a modalidade culposa e o perdão judicial.

d) prevê apenas uma modalidade de conduta delitiva consistente em ordenar medida privativa de
liberdade individual, sem as formalidades legais ou com abuso de poder.

e) admite a modalidade culposa.

332 Q312977 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Assinale a alternativa que melhor representa o tipo penal do crime descrito no art. 339 do CP.
A denunciação caluniosa consiste em imputar crime a quem o sabe inocente dando causa à instauração de

a) investigação policial, processo judicial ou inquérito civil.

b) investigação policial, processo judicial ou comissão parlamentar de inquérito.

c) investigação policial, processo judicial, investigação administrativa, inquérito civil ou ação de


improbidade administrativa.

d) investigação policial, processo judicial, comissão parlamentar de inquérito ou ação de improbidade


administrativa.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

e) investigação policial ou processo judicial.

333 Q312978 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Os crimes de falsificação de documento público e de prevaricação têm em comum:

a) apresentarem mais de uma conduta prevista no tipo.

b) admitirem a punição também na modalidade culposa.

c) ambos serem punidos com penas de detenção e multa.

d) a qualificadora, tratando-se de crime praticado para satisfazer interesse pessoal.

e) o fato de somente poderem ser praticados por funcionário público.

334 Q312979 Direito Penal Causas de extinção da punibilidade

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
“O fato deixar de ser punível se, antes da sentença, no processo em que ocorreu o ilícito, o agente se retrata
ou declara a verdade”.

A previsão legal citada corresponde ao crime de

a) fraude processual.

b) coação no curso do processo.

c) denunciação caluniosa.

d) comunicação falsa de crime ou contravenção.

e) falso testemunho ou falsa perícia.

335 Q312980 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Em relação ao crime de peculato, é correto afirmar:

a) a modalidade culposa é admitida por expressa previsão legal.

b) a reparação do dano, no peculato culposo, se feita após a sentença irrecorrível, extingue a


punibilidade.

c) a reparação do dano, no peculato culposo, se feita antes da sentença irrecorrível, reduz a pena.

d) em recente alteração, as penas foram elevadas para reclusão de quatro a doze anos e multa.

e) trata-se de um delito que pode ser praticado por qualquer pessoa.

336 Q313308 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRT - 5ª Região (BA)Prova: Juiz do trabalho
Assinale a opção correta a respeito dos crimes contra a administração da justiça.

a) Responderá pelo crime de exercício arbitrário das próprias razões o indivíduo que cortar, até o limite
divisório de seu terreno, ramos de árvore plantada no imóvel vizinho que invadam seu terreno,
devendo a questão ser resolvida perante o juízo cível competente.

b) O indivíduo que emprestar motocicleta de sua propriedade para que o irmão cometa o crime de furto
em uma agência bancária, de modo a auxiliá-lo na fuga, será beneficiado, na ação penal movida por
favorecimento pessoal, com a isenção de pena, não respondendo, portanto, por sua conduta.

c) O crime de reingresso de estrangeiro expulso não se consuma caso a autoridade competente impeça
a entrada no território nacional daquele que se encontre na fila de atendimento após o desembarque
da aeronave civil de voo comercial regular, respondendo o agente, nesse caso, pela tentativa.

d) O fato de o intérprete nomeado dolosamente calar a verdade perante juízo arbitral configura crime
de falso testemunho ou falsa perícia, sendo o agente punido mesmo que seja substituído por
profissional que atue com maior zelo na causa.

e) Aquele que, tendo visto determinada pessoa na posse de veículo automotor furtado, informa à
autoridade policial ser essa pessoa o autor do crime de furto pratica o crime de comunicação falsa de
crime se restar provado que, de fato, tal pessoa era autora de crime de receptação.

337 Q314552 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: AL-PBProva: Procurador


O funcionário público que, se valendo dessa qualidade, patrocina interesse privado perante a administração
pública comete, em princípio, o crime de

a) corrupção passiva.

b) condescendência criminosa.

c) advocacia administrativa.

d) excesso de exação.

e) prevaricação.

338 Q312718 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Médico clínico


Agamenon, funcionário público, teve desavenças pessoais no trabalho contra Pitágoras. Com o desejo de vingar-
se do seu desafeto, Agamenon retarda indevidamente um ato de ofício que devia praticar, com o claro objetivo
de prejudicar Pitágoras. Conforme o que dispõe o Código Penal, essa conduta de Agamenon caracteriza o crime
de

a) corrupção passiva.

b) descaminho.

c) concussão.

d) violência arbitrária.

e) prevaricação.

339 Q312719 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Médico clínico

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Faristeu da Silva fez afirmação falsa como perito em processo judicial, praticando o crime de falsa perícia previsto
no artigo 342 do Código Penal. Para que não seja punido, Faristeu

a) terá que pagar uma multa de cem salários mínimos.

b) poderá retratar-se antes da sentença no processo em que ocorreu o ilícito.

c) deve recorrer da sentença que o condenou se esta já tiver transitado em julgado.

d) pode pedir o perdão judicial a qualquer tempo no mesmo processo judicial.

e) pode fazer um acordo de delação premiada com o Ministério Público.

340 Q301970 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-MAProva: Juiz de Direito


Miguel, delegado de polícia, pediu ao advogado de Pedro, conduzido à delegacia em razão de ter sido flagrado
em prática ilícita, o pagamento de determinada quantia em dinheiro para não lavrar o auto de prisão em
flagrante. O advogado de Pedro realizou o pagamento, e o auto, conforme o acordado, não foi lavrado.

Nessa situação hipotética, o delegado deve responder

a) por concussão, e o advogado, por corrupção ativa sem aumento de pena.

b) por corrupção passiva exaurida, com aumento de pena de 1/3, e o advogado não responde por
nenhum delito.

c) por concussão, e o advogado não responde por nenhum delito.

d) por corrupção passiva exaurida, com aumento de pena de 1/3, e o advogado, por corrupção ativa
também com aumento de pena.

Respostas 321: 322: 323: 324: 325: 326: 327: 328: 329: 330: 331: 332: 333:
334: 335: 336: 337: 338: 339: 340:


42 →
1 2… 13 14 15 16 17 18 19 20 21 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

341 Q303086 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Juiz federal


BETA

A respeito dos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) No crime de sonegação de contribuição previdenciária, será extinta a punibilidade se o agente,


espontaneamente, declarar e confessar as contribuições, importâncias ou valores e prestar
informações devidas à previdência social, na forma definida em lei ou regulamento, após o início da
ação fiscal e antes do oferecimento da denúncia.

b) O perito que fizer afirmação falsa em processo cível em que uma das partes seja o IBAMA responderá
pelo crime de falsa perícia, que, no entanto, deixará de ser punível se, antes do trânsito em julgado
da sentença no processo cível, citado perito retratar-se ou declarar a verdade.

c) O diretor de presídio que não vedar ao preso o acesso a aparelho de comunicação que possibilite a
este conversar apenas com outros presos no mesmo estabelecimento prisional não cometerá crime
porque o que a lei penal veda é a comunicação do preso com o ambiente externo. Nessa situação, o
diretor responderá apenas por infração administrativa.

d) No crime de descaminho, não se admite a incidência do princípio da insignificância, sob pena de isso
facilitar a sonegação fiscal.

e) Praticará o crime de denunciação caluniosa quem der causa à instauração de investigação policial
contra alguém, imputando- lhe contravenção penal de que o sabe inocente.

342 Q303089 Direito Penal Causas de extinção da punibilidade

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRF - 2ª REGIÃOProva: Juiz federal


A respeito da punibilidade e das suas causas de extinção, assinale a opção correta.

a) A morte do agente dá ensejo à extinção da punibilidade desse agente e, ainda que posteriormente à
sentença declaratória da extinção se comprove a falsidade da certidão de óbito, a sentença será
mantida, uma vez que não cabe revisão criminal em prejuízo do réu.

b) No crime de peculato exclusivamente em sua modalidade culposa, se houver reparação do dano no


curso do inquérito policial, extinguir-se-á a punibilidade do agente.

c) A prescrição retroativa regula-se pela pena concreta fixada na condenação, contado o prazo do
trânsito em julgado para a acusação retroativamente ao recebimento da denúncia, ou do
recebimento da denúncia até a prática do crime.

d) O juiz não pode declarar isenção de pena em favor do autor do crime de homicídio.

e) Nos crimes contra a ordem tributária, extingue-se a punibilidade com o pagamento integral ou o
parcelamento do tributo ou contribuição social devida, incluídos os acessórios legais.

343 Q304495 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva:


Pública
Oficial de Defensoria
Guilhermino, funcionário público estadual estável, exige de Gabriel tributo que sabe ser indevido aproveitando-se
da situação de desconhecimento do cidadão. Neste caso, segundo o Código Penal brasileiro, Guilhermino praticou
crime de

a) peculato culposo.

b) peculato doloso.

c) excesso de exação.

d) condescendência criminosa.

e) corrupção ativa.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

344 Q304496 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva:


Pública
Oficial de Defensoria
Considere as seguintes situações hipotéticas:

I. Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, embora transitoriamente, exerce cargo público.

II. Considera-se funcionário público, para os efeitos penais, quem, sem remuneração, exerce função pública.

III. Equipara-se a funcionário público quem exerce emprego em entidade paraestatal.

IV. O autor do crime de peculato terá sua pena aumentada da metade quando for ocupante de cargo em
comissão de empresa pública.

De acordo com o Código Penal brasileiro está correto o que se afirma APENAS em

a) III e IV.

b) I, III e IV.

c) I, II e IV.

d) I e II.

e) I, II e III.

345 Q304497 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: DPE-SPProva:


Pública
Oficial de Defensoria
Matias, diretor da Penitenciária XYZ, permite livremente o acesso de aparelho telefônico celular dentro da
Penitenciária que dirige, o que está permitindo a comunicação dos presos com o ambiente externo. Neste caso,
Matias

a) está praticando o crime de peculato doloso simples.

b) está praticando o crime de concussão.

c) está praticando o crime de peculato doloso qualificado.

d) está praticando o crime de prevaricação imprópria.

e) não está praticando crime tipificado pelo Código Penal brasileiro.

346 Q316655 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TJ-DFTProva: Analista Judiciário -


Oficial de Justiça Avaliador
A respeito dos crimes contra a fé pública, contra a administração pública, de tortura e de abuso de autoridade, julgue os itens subsecutivos.

Considere a seguinte situação hipotética.


Maurício, advogado regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, deixou de restituir autos de
processo, recebidos em carga, na qualidade de advogado da parte ré.
Depois da regular intimação pessoal para a restituição dos autos e do decurso do prazo estabelecido para tanto,
Maurício quedou-se inerte e, somente após comunicação do juízo ao órgão do Ministério Público, antes do
oferecimento da denúncia, entregou os autos na secretaria da vara.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Nessa situação hipotética, consumou-se o crime de sonegação de papel ou objeto de valor probatório, previsto
no Código Penal.

Certo Errado

347 Q317978 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Agente de Polícia


O funcionário público que se apropria de dinheiro de que tem a posse em razão do cargo comete o crime de

a) furto qualificado.

b) peculato.

c) roubo.

d) furto.

e) extorsão passiva.

348 Q317979 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Agente de Polícia


Nos crimes praticados por funcionário público contra a Administração Pública em geral, conforme previsto no
Código Penal, se o autor do crime for ocupante de cargo em comissão ou de função de direção ou
assessoramento de órgão da administração direta,

a) ele apenas perderá o cargo, mas ficará isento de pena.

b) sua pena será reduzida.

c) ele não responderá criminalmente pelo fato delituoso, mas apenas civil e administrativamente.

d) sua pena será aumentada.

e) acarretar-se-á a punição também daquele que o nomeou para o cargo.

349 Q300464 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TJ-PEProva: Juiz de Direito


Em relação aos crimes contra a administração pública, correto afirmar que

a) é atípica a conduta de acusar-se, perante a autoridade, de contravenção penal inexistente ou


praticada por outrem.

b) configura favorecimento pessoal o ato de prestar a criminoso, fora dos casos de coautoria ou de
receptação, auxílio destinado a tornar seguro o proveito do crime.

c) o falso testemunho deixa de ser punível se, depois da sentença em que ocorreu o ilícito, o agente se
retrata ou declara a verdade.

d) o crime de concussão é de natureza formal, reclamando o recebimento da vantagem para a


consumação.

e) é pública condicionada a ação penal no delito de exercício arbitrário das próprias razões, se não há
emprego de violência.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

350 Q300622 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Investigador de Polícia


No que tange aos crimes praticados contra a Administração Pública, é correto afirmar que

a) aceitar promessa de vantagem indevida ainda que fora da função pública ou antes de assumi-la, mas
em razão dela, será caracterizado como corrupção passiva tentada se o agente não receber a
vantagem.

b) apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou
particular, de que tem a posse em razão de circunstâncias alheias ao cargo, caracteriza o crime de
peculato.

c) praticar ato de ofício contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento
pessoal, caracteriza-se como crime de prevaricação.

d) facilitar, por culpa, a revelação de fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva
permanecer em segredo caracteriza o crime de violação de sigilo funcional.

e) solicitar, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de
assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, caracteriza o crime de concussão.

351 Q302737 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva:


Contas
Auditor do Tribunal de
O crime de prevaricação

a) exige que, quando praticado para satisfazer sentimento pessoal, tal sentimento seja antissocial, imoral
ou torpe.

b) pode ser reconhecido quando o ato que deixou de ser praticado refoge ao âmbito da competência
funcional do servidor.

c) é punível na forma culposa quando o servidor agiu com negligência, indolência ou preguiça.

d) não se caracteriza quando o ato, apesar da inexistência de previsão legal a respeito, é praticado
contra a moral e os bons costumes.

e) exige que, quando praticado para satisfazer interesse pessoal, tal interesse seja de ordem patrimonial.

352 Q302738 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva:


Contas
Auditor do Tribunal de
O crime de corrupção ativa

a) caracteriza-se mesmo que a oferta de vantagem indevida seja feita após a prática do ato de ofício.

b) deixa de existir quando a vantagem indevida é aceita pelo funcionário público, caracterizando-se,
nesse caso, apenas o delito de corrupção passiva.

c) caracteriza-se quando o agente coloca faixas e cartazes oferecendo recompensa em dinheiro para
quem informar o autor do furto de seu veículo.

d) não se caracteriza quando o agente se limita a pedir ao funcionário público que pratique, omita ou
retarde ato de ofício.

e) é punido na forma culposa quando a promessa de vantagem indevida tiver sido feita por imprudência.

353 Q302740 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TCE-SPProva:


Contas
Auditor do Tribunal de
O crime de coação no curso do processo

a) não se caracteriza quando da violência empregada contra testemunha para forçá-la a não dizer a
verdade não resultaram lesões corporais.

b) só pode ser praticado pelas partes, jamais por estranhos à relação processual ou pelo advogado de
qualquer delas.

c) exige apenas o dolo genérico, sendo desnecessária a finalidade de favorecer interesse próprio ou
alheio.

d) não se caracteriza quando o autor do delito ameaça de morte o escrivão de polícia no curso do
inquérito policial, com o fim de impedir o seu indiciamento.

e) consuma-se com a prática da violência ou grave ameaça, pouco importando se o agente conseguiu
ou não a abstenção ou omissão da vítima em declarar ou apurar a verdade.

354 Q297852 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: CNJProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária
Em relação a crimes contra a fé e a administração públicas e de
abuso de autoridade, julgue os itens subsequentes.

O agente, público ou particular que patrocina, direta ou indiretamente, interesse privado perante órgão público
comete o crime de advocacia administrativa –– um tipo penal que tutela a administração da justiça.

Certo Errado

355 Q297854 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: CNJProva: Analista Judiciário -


Área Judiciária

O particular que, em conjunto com a esposa, funcionária pública, apropriar-se de bens do Estado responderá por
peculato, ainda que não seja membro da administração. Peculato é crime funcional impróprio, afiançável e
prescritível.

Certo Errado

356 Q318033 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: VUNESP Órgão: PC-SPProva: Perito Criminal


Em relação ao crime de Advocacia Administrativa, é correto afirmar que

a) não é necessário, para alguém figurar como sujeito ativo do crime, ser bacharel em Direito tampouco
possuir a qualidade de funcionário público.

b) não é necessário, para alguém figurar como sujeito ativo do crime, ser bacharel em Direito,
regularmente inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil.

c) é necessário, para alguém figurar como sujeito ativo do crime, ser bacharel em Direito, porém não é
requisito sua inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil.

d) qualquer pessoa pode figurar como sujeito ativo do crime, ainda que não ostente a qualidade de
funcionário público.

e)
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
é necessário, para alguém figurar como sujeito ativo do crime, ser bacharel em Direito, regularmente
inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil.

357 Q319953 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TJ-PEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Modela-se também pelas ideias de furto e de apropriação indébita a figura legal do crime de

a) prevaricação.

b) concussão.

c) excesso de exação.

d) favorecimento pessoal.

e) peculato.

358 Q319954 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TJ-PEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
A exigência de vantagem indevida para si, em razão do exercício de função pública, caracteriza crime de

a) concussão.

b) corrupção passiva.

c) corrupção ativa.

d) excesso de exação.

e) prevaricação.

359 Q371274 Direito Penal Ação penal

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TJ-PEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
O crime contra a honra de funcionário público em razão de suas funções é de ação penal

a) pública incondicionada.

b) exclusivamente privada.

c) pública condicionada à representação da vítima concorrente com a privada.

d) pública condicionada à requisição da vítima.

e) pública condicionada à requisição do Ministro da Justiça.

360 Q371276 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: FCC Órgão: TJ-PEProva: Titular de Serviços de


Notas e de Registros
Desacato implica

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) usurpação.

b) aviltamento.

c) resistência.

d) coação.

e) desobediência.

Respostas 341: 342: 343: 344: 345: 346: 347: 348: 349: 350: 351: 352: 353:
354: 355: 356: 357: 358: 359: 360:


42 →
1 2… 14 15 16 17 18 19 20 21 22 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

361 Q322218 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPE-ESProva: Estágio - Direito


BETA

No que se refere aos crimes contra a administração pública, assinale a opção correta.

a) Configura crime de corrupção ativa o ato de o particular dar vantagem indevida a funcionário público,
para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício.

b) Em se tratando de crime de falso testemunho, o fato deixa de ser punível caso, antes do trânsito em
julgado da sentença, a testemunha se retrate ou declare a verdade para o juiz da causa.

c) O crime de corrupção passiva ocorre quando o funcionário público exige, para si ou para outrem,
direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela,
vantagem indevida.

d) Equipara-se a funcionário público quem exerce cargo, emprego ou função em entidade paraestatal,
bem como quem trabalha para empresa prestadora de serviço contratada ou conveniada para a
execução de atividade típica da administração pública.

e) É requisito indispensável para a configuração do crime de peculato a circunstância de o funcionário


público ter a posse do dinheiro, valor ou bem.

362 Q301614 Direito Penal Crimes contra a dignidade sexual

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: DPE-TOProva: Defensor Público


Augusto levou sua filha, Ana, de treze anos de idade, a uma boate cuja entrada era permitida apenas para
pessoas maiores de dezoito anos de idade, para que a menina se encontrasse com amigas que comemoravam o
aniversário de uma delas. O segurança da boate não pediu documento de identificação à menina, que
aparentava ser maior de idade. Após consumir algumas doses de tequila, Ana começou a flertar com Otávio, de
vinte e oito anos de idade, e disse ao rapaz que tinha dezesseis anos de idade. Após breve conversa, Otávio
convidou a adolescente a ir com ele a um motel. Lisonjeada, porém indecisa, Ana perguntou a opinião de suas
amigas, que foram unânimes em incentivá-la a aceitar o convite, pois conheciam muito bem Otávio. Na manhã
seguinte, após ter relações sexuais consentidas com Otávio, com quem perdera a virgindade, Ana retornou,
sozinha, para casa. Desconfiado do que a filha poderia ter feito na noite anterior, Augusto começou a interrogá-
la, e ela, por medo, afirmou ter sido obrigada a manter relações sexuais com Otávio. Ato contínuo, Augusto
levou a filha até a delegacia de polícia, onde registrou ocorrência policial contra Otávio.

Com base nos fatos narrados na situação hipotética acima apresentada, assinale a opção correta.

a) O crime de estupro de vulnerável impõe, em caráter absoluto, um dever geral de abstenção da


conduta de manter conjunção carnal ou qualquer ato libidinoso com pessoa menor de quatorze anos
de idade, podendo, entretanto, ser reconhecido o erro de tipo da parte de Otávio, o que
engendraria a atipicidade de sua conduta.

b) Caso Otávio seja absolvido da acusação, ficará configurado o crime de denunciação caluniosa
cometido por Augusto.

c) As amigas de Ana figuram como partícipes do crime do qual Otávio é acusado, pois incentivaram a
vítima, menor de idade, a ir ao motel com pessoa maior de idade.

d) Em razão de ter levado a filha a local exclusivo para pessoas maiores de dezoito anos de idade e de
nada ter feito para impedir o fato, pode ser imputado a Augusto o crime de estupro de vulnerável
praticado por omissão imprópria, visto que, na qualidade de pai e, portanto, de agente garantidor,
deveria impedir a ocorrência do resultado.

e) Otávio praticou o crime de corrupção sexual de menores, dado o consentimento das relações
sexuais, figurando o segurança da boate como partícipe do referido delito, na medida em que sua
negligência no trabalho foi determinante para a ocorrência do resultado.

363 Q289358 Direito Penal Crimes contra a fé pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TRE-MSProva: Analista Judiciário -


Área Administrativa
No âmbito da administração pública, o agente que

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) provoca instauração de investigação administrativa contra alguém, imputando-lhe falta de que o sabe
inocente, comete o crime de denunciação caluniosa.

b) altera teor de certidão verdadeira, para provar fato que habilite alguém a obter cargo público ou
outra vantagem comete o crime de falsidade ideológica.

c) pede dinheiro a pretexto de influir na decisão de juiz eleitoral incorre em crime de tráfico de
influência.

d) solicita para si vantagem indevida em razão da função pública que exerce incide no crime de
corrupção ativa.

e) altera parte de documento público verdadeiro pratica o crime de supressão de documento.

364 Q314240 Direito Penal Penas privativas de liberdade

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador


Ângelo, funcionário público exercente do cargo de fiscal da Agência de Fiscalização do DF (AGEFIS), no exercício de suas funções, exigiu
vantagem indevida do comerciante Elias, de R$ 2.000,00 para que o estabelecimento não fosse autuado em razão de irregularidades
constatadas. Para a prática do delito, Ângelo foi auxiliado por seu primo, Rubens, taxista, que o conduziu em seu veículo até o local da
fiscalização, previamente acordado e consciente tanto da ação delituosa que seria empreendida quanto do fato de que Ângelo era
funcionário público. Antes que os valores fossem entregues, o comerciante, atemorizado, conseguiu informar policiais militares acerca dos
fatos, tendo sido realizada a prisão em flagrante de Ângelo.

Com referência a essa situação hipotética, julgue os itens a seguir.

Se Ângelo for condenado pela prática do delito praticado contra a administração pública, não caberá a seguinte
agravante, prevista em artigo do CP: Ter o agente cometido o crime com abuso de poder ou violação de dever
inerente a cargo, ofício, ministério ou profissão.

Certo Errado

365 Q314241 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

Ângelo responderá pelo delito de corrupção passiva, previsto em artigo do CP.

Certo Errado

366 Q314242 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

Tendo em vista que Elias não efetivou a entrega dos valores exigidos por Ângelo, o crime não se consumou.

Certo Errado

367 Q314243 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

A condição de funcionário público comunica-se ao partícipe Rubens, que tinha prévia ciência do cargo ocupado
por seu primo e acordou sua vontade com a dele para auxiliá-lo na prática do delito, de forma que os dois
deverão estar incursos no mesmo tipo penal.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

368 Q314244 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador


Em 15 de janeiro de 2012, Fábio, com vinte anos de idade, sócio da empresa Diversões Ltda., pretendendo sagrar-se vencedor em licitação
aberta para contratar a execução de show comemorativo do aniversário da cidade de Brasília, coagiu moralmente o funcionário público
Mateus, ameaçando ofender a integridade física de seus filhos menores, se ele não introduzisse no edital licitatório cláusula que direcionasse
o certame para favorecer sua empresa. Temeroso de que as ameaças se concretizassem, Mateus elaborou o edital e dele fez constar
cláusulas destinadas a assegurar a vitória da empresa de Fábio, frustrando, dessa forma, o caráter competitivo da licitação.

Acerca dessa situação hipotética, julgue os itens que se seguem

O sujeito ativo do crime de frustrar ou fraudar o caráter competitivo do procedimento licitatório, previsto em
artigo da Lei de Licitações e Contratos, poderá ser tanto o particular que concorre na licitação quanto o servidor
público com atuação no procedimento licitatório, razão por que, na hipótese em questão, Fábio e Mateus
poderiam figurar no polo passivo de ação penal pertinente.

Certo Errado

369 Q314246 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

Para a consumação do delito de frustrar ou fraudar o caráter competitivo do procedimento licitatório, previsto em
artigo da Lei de Licitações e Contratos, seria necessário que Mateus tivesse auferido vantagem decorrente da
adjudicação do objeto da licitação.

Certo Errado

370 Q314251 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador


No que se refere aos crimes contra a fé pública e contra a administração pública, aos delitos previstos na Lei de Licitações e à aplicação de
pena, julgue os itens consecutivos.

O disciplinamento previsto no CP acerca da conduta de suprimir ou reduzir contribuição social previdenciária e


qualquer acessório, mediante omissão total ou parcial de receitas ou lucros auferidos, remunerações pagas ou
creditadas e demais fatos geradores de contribuições sociais previdenciárias, prevê a extinção da punibilidade do
agente, mesmo sem o pagamento do tributo devido, desde que esse agente faça, espontaneamente,
declaração acompanhada de confissão das contribuições, importâncias ou valores devidos, e que ele preste,
ainda, todas as informações devidas à previdência social, na forma definida em lei ou regulamento, antes do início
da ação fiscal.

Certo Errado

371 Q314253 Direito Penal Efeitos da condenação

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

Nos crimes contra a administração pública, caso o servidor seja condenado a pena superior a um ano de prisão,
por delito praticado com abuso de poder ou violação do dever para com a administração pública, poderá ser
suspenso o efeito extrapenal específico da perda de cargo, função pública ou mandato eletivo, disposto no CP,
nos caso em que tenha havido substituição da pena privativa de liberdade por pena restritiva de direito.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

Certo Errado

372 Q314256 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador


No que tange aos crimes contra as finanças públicas, julgue os itens seguintes.

O crime consistente em ordenar, autorizar ou executar ato que acarrete aumento de despesa total com pessoal,
nos cento e oitenta dias anteriores ao final do mandato ou da legislatura, é delito material e não se caracteriza
quando o aumento de despesa estiver dentro dos percentuais da receita corrente líquida estabelecidos em
legislação própria.

Certo Errado

373 Q314257 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2013 Banca: CESPE Órgão: TC-DFProva: Procurador

Por força de dispositivo expresso constante no CP, a caracterização dos crimes contra as finanças públicas
depende de pronunciamento definitivo da corte de contas.

Certo Errado

374 Q290597 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ACProva:


Auxiliar
Técnico Judiciário -
No que se refere aos crimes contra a administração pública, julgue os próximos itens.

A pessoa que, ao ser abordada pela polícia, ofender um policial terá praticado o crime de desacato.

Certo Errado

375 Q290598 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ACProva:


Auxiliar
Técnico Judiciário -

O funcionário de tribunal que, aproveitando-se das facilidades do cargo que ocupa, patrocina, nesse tribunal, os
interesses de um amigo seu pratica o delito de advocacia administrativa.

Certo Errado

376 Q290599 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ACProva:


Auxiliar
Técnico Judiciário -

O juiz que, tendo recebido de um funcionário do tribunal onde atua pedido para que priorizasse o andamento de
processo de um conhecido desse funcionário, por indulgência, não comunicar o fato à corregedoria do tribunal

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
praticará o delito de condescendência criminosa.

Certo Errado

377 Q290600 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ACProva:


Auxiliar
Técnico Judiciário -

Pratica o crime de violação de sigilo funcional o funcionário de tribunal que revela, ainda que para seu cônjuge,
conteúdo de processo que corra em segredo de justiça ao qual teve acesso no exercício de suas funções.

Certo Errado

378 Q290601 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-ACProva:


Auxiliar
Técnico Judiciário -

Quem, para não ser multado, oferece dinheiro a policial pratica o crime de corrupção passiva.

Certo Errado

379 Q280514 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: FCC Órgão: TRT - 18ª Região (GO)Prova: Juiz do trabalho
Configura o crime de coação no curso do processo o uso de violência ou grave ameaça, com o fim de favorecer
interesse próprio ou alheio, contra autoridade, parte, ou qualquer outra pessoa que funciona ou é chamada a
intervir em

a) processo judicial, havendo aumento da pena se ocorrer em feito penal.

b) processo administrativo, mas não em inquérito policial.

c) processo judicial de qualquer natureza, mas não em processo administrativo.

d) juízo arbitral.

e) inquérito policial e apenas em processo judicial penal.

380 Q280622 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
A conduta do funcionário público que, antes de assumir a função, mas em razão dela, exige para outrem,
indiretamente, vantagem indevida

a) configura crime de corrupção passiva

b) não configura crime algum, pois o fato ocorre antes de assumir a função.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) configura crime de corrupção ativa.

d) configura crime de concussão.

e) não configura crime algum, pois a exigência é indireta e para outrem.

Respostas 361: 362: 363: 364: 365: 366: 367: 368: 369: 370: 371: 372: 373:
374: 375: 376: 377: 378: 379: 380:


42 →
1 2… 15 16 17 18 19 20 21 22 23 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/6
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

381 Q280623 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva:


BETA
Escrevente Técnico
Judiciário
A pena prevista pelo Código Penal para o crime de “re sistência” (CP, art. 329), por expressa disposição legal, é

a) de reclusão e de multa.

b) de reclusão, de seis meses a um ano.

c) maior, se o funcionário público, em razão da violência, fica afastado do cargo.

d) maior se o ato, em razão da resistência, não se executa.

e) diminuída de um a dois terços se a resistência não é praticada com violência.

382 Q280624 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
O crime de “fraude processual", do art. 347 do CP,

I. é punido com pena de reclusão e multa;

II. só se configura se a fraude se destina a produzir efeito em processo penal, ainda que não iniciado;

III. configura-se se a fraude tem o fim de induzir a erro o juiz ou o perito.

É correto o que se afirma, apenas, em

a) I e II.

b) II e III.

c) II.

d) I.

e) III.

383 Q280625 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Escrevente Técnico


Judiciário
Imagine que um advogado solicite dinheiro de seu cliente, deixando claro que, mediante o pagamento do valor,
procurará uma testemunha do processo, a fim de influenciála a prestar um depoimento mais favorável à
pretensão do cliente. Além disso, o advogado insinua que a quantia será repartida com a testemunha. O
advogado recebe o dinheiro, mas engana seu cliente e não procura a testemunha.

Nesse caso, o advogado

a) cometeu o crime de corrupção passiva.

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 1/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

b) cometeu o crime de usurpação de função pública.

c) cometeu o crime de exploração de prestígio.

d) cometeu o crime de corrupção ativa.

e) não cometeu crime algum.

384 Q255019 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Agente de Proteção

A partir da situação hipotética acima, julgue os itens seguintes,


acerca de crimes contra o patrimônio e crimes contra a
administração pública.

Como patrocinou interesse privado perante a administração pública, valendo-se da qualidade de funcionário,
Pedro cometeu o delito de tráfico de influência.

Certo Errado

385 Q255020 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Agente de Proteção

O crime de concussão caracteriza-se pela exigência de uma vantagem indevida, enquanto o de corrupção passiva
consiste na solicitação de uma vantagem indevida.

Certo Errado

386 Q255021 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Agente de Proteção

Pode haver o crime de corrupção passiva sem que haja o de corrupção ativa.

Certo Errado

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 2/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

387 Q255022 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Agente de Proteção

Maurício cometeu o crime de corrupção ativa, e Heleno, o de corrupção passiva.

Certo Errado

388 Q255129 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Técnico Judiciário


Francisco, advogado, tendo encontrado Carlos no tribunal de justiça onde este trabalhava, percebeu que Carlos
estava utilizando a impressora do cartório judicial para imprimir os rascunhos de sua monografia de final de curso.
Indignado, Francisco ofendeu Carlos e afirmou que ele era um servidor público desonesto, que não merecia
integrar os quadros do tribunal. Indignado com essa acusação, Carlos chamou a polícia judiciária, que prendeu o
causídico. Ao encaminhar Francisco à delegacia, Antônio, um policial militar, exigiu que Francisco lhe pagasse R$
500,00 para ser solto. Contudo, Francisco não atendeu à exigência e permaneceu preso. Por sua vez, César,
diretor de secretaria e chefe de Carlos, ao tomar conhecimento de que seu subordinado havia usado a
impressora do cartório para fins particulares, por pena, deixou de comunicar a ocorrência à corregedoria do
tribunal.

Com base na situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes, a respeito dos crimes contra a
administração pública.

Antônio praticou o crime de corrupção passiva ao exigir de Francisco vantagem indevida.

Certo Errado

389 Q255130 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Técnico Judiciário


Francisco, advogado, tendo encontrado Carlos no tribunal de justiça onde este trabalhava, percebeu que Carlos
estava utilizando a impressora do cartório judicial para imprimir os rascunhos de sua monografia de final de curso.
Indignado, Francisco ofendeu Carlos e afirmou que ele era um servidor público desonesto, que não merecia
integrar os quadros do tribunal. Indignado com essa acusação, Carlos chamou a polícia judiciária, que prendeu o
causídico. Ao encaminhar Francisco à delegacia, Antônio, um policial militar, exigiu que Francisco lhe pagasse R$
500,00 para ser solto. Contudo, Francisco não atendeu à exigência e permaneceu preso. Por sua vez, César,
diretor de secretaria e chefe de Carlos, ao tomar conhecimento de que seu subordinado havia usado a
impressora do cartório para fins particulares, por pena, deixou de comunicar a ocorrência à corregedoria do
tribunal.

Com base na situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes, a respeito dos crimes contra a
administração pública.

Ao utilizar a impressora da repartição pública em que trabalhava para fins particulares, Carlos cometeu o crime de
peculato.

Certo Errado

390 Q255131 Direito Penal Crimes contra a administração pública

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 3/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Técnico Judiciário
Francisco, advogado, tendo encontrado Carlos no tribunal de justiça onde este trabalhava, percebeu que Carlos
estava utilizando a impressora do cartório judicial para imprimir os rascunhos de sua monografia de final de curso.
Indignado, Francisco ofendeu Carlos e afirmou que ele era um servidor público desonesto, que não merecia
integrar os quadros do tribunal. Indignado com essa acusação, Carlos chamou a polícia judiciária, que prendeu o
causídico. Ao encaminhar Francisco à delegacia, Antônio, um policial militar, exigiu que Francisco lhe pagasse R$
500,00 para ser solto. Contudo, Francisco não atendeu à exigência e permaneceu preso. Por sua vez, César,
diretor de secretaria e chefe de Carlos, ao tomar conhecimento de que seu subordinado havia usado a
impressora do cartório para fins particulares, por pena, deixou de comunicar a ocorrência à corregedoria do
tribunal.

Com base na situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes, a respeito dos crimes contra a
administração pública.

Francisco praticou o crime de desacato, porque ofendeu, sem razão, Carlos, um servidor público que estava no
exercício de suas funções no tribunal.

Certo Errado

391 Q255132 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: CESPE Órgão: TJ-RRProva: Técnico Judiciário


Francisco, advogado, tendo encontrado Carlos no tribunal de justiça onde este trabalhava, percebeu que Carlos
estava utilizando a impressora do cartório judicial para imprimir os rascunhos de sua monografia de final de curso.
Indignado, Francisco ofendeu Carlos e afirmou que ele era um servidor público desonesto, que não merecia
integrar os quadros do tribunal. Indignado com essa acusação, Carlos chamou a polícia judiciária, que prendeu o
causídico. Ao encaminhar Francisco à delegacia, Antônio, um policial militar, exigiu que Francisco lhe pagasse R$
500,00 para ser solto. Contudo, Francisco não atendeu à exigência e permaneceu preso. Por sua vez, César,
diretor de secretaria e chefe de Carlos, ao tomar conhecimento de que seu subordinado havia usado a
impressora do cartório para fins particulares, por pena, deixou de comunicar a ocorrência à corregedoria do
tribunal.

Com base na situação hipotética acima, julgue os itens subsequentes, a respeito dos crimes contra a
administração pública.

César cometeu o crime de prevaricação, porque, indevidamente, para satisfazer sentimento pessoal, deixou de
praticar ato de ofício contra disposição expressa em lei.

Certo Errado

392 Q289815 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista de Sistemas


Relativamente ao crime de Peculato, é correto afirmar que

a) ele é punível apenas na modalidade dolosa.

b) se o funcionário público reparar o dano antes da sentença irrecorrível, terá sua pena reduzida de
metade.

c) ele não pode ser praticado por quem exerce cargo em entidade paraestatal.

d) se o funcionário público se apropriar de bem móvel de que tem a posse em razão do cargo, terá a
mesma pena daquele outro que desviar o bem em proveito alheio.

e) sujeita seu autor apenas à pena de reclusão, de dois a doze anos.

393 Q289816
https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 4/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…
393 Q289816
Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista de Sistemas


Funcionário público que exclui indevidamente dados corretos dos bancos de dados da Administração Pública com
o fim de causar dano poderá ser responsabilizado pelo crime de

a) Inserção de dados falsos em sistema de informações.

b) Modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações.

c) Violação de sigilo funcional.

d) Tergiversação.

e) Excesso de exação.

394 Q289817 Direito Penal Sanções penais

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista de Sistemas


Considere o trecho.

Receber vantagem indevida diretamente para si em razão de função pública caracteriza o crime de___________
, punido com pena ____________.

Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas do texto.

a) Corrupção passiva ... privativa de liberdade, apenas

b) Concussão ... privativa de liberdade, apenas

c) Corrupção passiva ... privativa de liberdade e pecuniária

d) Concussão ... privativa de liberdade e pecuniária

e) Excesso de exação ... privativa de liberdade e pecuniária

395 Q289818 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista de Sistemas


Dar causa à instauração de processo judicial contra alguém, imputando-lhe crime de que o sabe inocente,
caracteriza o crime de

a) Comunicação falsa de crime ou de contravenção.

b) Denunciação caluniosa.

c) Falso testemunho.

d) Fraude processual.

e) Exploração de prestígio.

396 Q289819 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista de Sistemas


Auxiliar autor de crime a que é cominada pena de reclusão a subtrair-se à ação de autoridade pública configura
crime de

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 5/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

a) Coação no curso do processo.

b) Exercício arbitrário ou abuso de poder.

c) Arrebatamento de preso.

d) Favorecimento real.

e) Favorecimento pessoal.

397 Q289903 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Técnico em Informática


O funcionário público que revela fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo
pratica crime de

a) Abandono de função.

b) Prevaricação.

c) Extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento.

d) Inserção de dados falsos em sistema de informações.

e) Violação de sigilo funcional.

398 Q289905 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Técnico em Informática


Aquele que inova artificiosamente o estado de coisa, na pendência de processo civil, com o fim de induzir a erro
o juiz pratica o crime de

a) Favorecimento pessoal.

b) Fraude processual.

c) Favorecimento real.

d) Exercício arbitrário ou abuso de poder.

e) Patrocínio infiel.

399 Q290167 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: TJ-SPProva: Analista em


Comunicação e Processamento
de Dados
Considere o trecho.

Receber vantagem indevida diretamente para si em razão de função pública caracteriza o crime
de____________, punido com pena_____________ .

Assinale a alternativa que preenche, correta e respectiva- mente, as lacunas do texto.

a) Corrupção passiva ... privativa de liberdade, apenas

b) Concussão ... privativa de liberdade, apenas

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 6/7
19/09/2017 https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolarid…

c) Corrupção passiva ... privativa de liberdade e pecuniária

d) Concussão ... privativa de liberdade e pecuniária

e) Excesso de exação ... privativa de liberdade e pecuniária

400 Q274436 Direito Penal Crimes contra a administração pública

Ano: 2012 Banca: VUNESP Órgão: SPTransProva: Advogado


Assinale a alternativa que define o tipo penal de concussão.

a) Apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou
particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio.

b) Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou
antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem.

c) Exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-
la, mas em razão dela, vantagem indevida.

d) Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa
de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal.

e) Deixar o funcionário, por indulgência, de responsabilizar subordinado que cometeu infração no


exercício do cargo ou, quando lhe falte competência, não levar o fato ao conhecimento da
autoridade competente.

Respostas 381: 382: 383: 384: 385: 386: 387: 388: 389: 390: 391: 392: 393:
394: 395: 396: 397: 398: 399: 400:


42 →
1 2… 16 17 18 19 20 21 22 23 24 … 41

https://www.qconcursos.com/questoes/imprimir?ano_publicacao=&area=&assunto=17398&caderno_id=&cargo=&codigo=&disciplina=9&escolaridade=&e… 7/7