Você está na página 1de 3

FL.

Rubrica

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS


DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Expediente MPC nº 910

Assunto: POSSÍVEIS IRREGULARIDADES NO EDITAL DE


CONCORRÊNCIA Nº 001/2010, VISANDO À
REVITALIZAÇÃO, MODERNIZAÇÃO E RECUPERAÇÃO
DO COMPLEXO CAIS MAUÁ

Órgão: SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO E DOS


ASSUNTOS INTERNACIONAIS - SEDAI

Acolhe-se, em termos gerais e em suas conclusões, a Informação


Técnica 070/2010, da Assessoria deste MPC.

Destaca-se, por essenciais ao deslinde da questão, dois aspectos


que, na análise ainda preliminar do tema, parecem afastar os requisitos para
a postulação de medida acautelatória do Erário.

O primeiro deles, a suposta infração ao entendimento adotado


pela Corte em lapidar voto do relator, Conselheiro Cezar Miola, na
Representação MPC 44/2008, originada de manifestação do CREA.
Segundo o ora denunciante, o edital implicaria, em tese, restrição à ampla
competição, a partir da exigência de atestados de capacidade técnica em
nome das empresas ou consórcios concorrentes. Faz-se remissão aos bem
lançados argumentos da Informação Técnica.

Ainda que não se relativize o importantíssimo entendimento


adotado pelo TCE no particular – e que é de ser mantido, mesmo em face
das especificidades da concorrência em pauta, bem como da aparente
razoabilidade das exigências apresentadas e do valor ofertado –, outro fator
há de ser ponderado no caso concreto. É que, decorridos mais de 3(três)

Home page: http://portal.mpc.rs.gov.br/ e-mail: mpc@mpc.rs.gov.br


FL. Rubrica

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS


DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

anos da publicação da "Solicitação para manifestação de interesse", seguida


das diversas etapas de minucioso trabalho técnico multidisciplinar, e,
principalmente, não se tendo conhecimento de impugnações administrativas
ou de demandas judiciais em face de suposta restrição à ampla competição,
não parece razoável, neste momento, que este Órgão Ministerial, mormente
em cognição sumária e em matéria de tamanha complexidade, requeira da
Corte de Contas, liminarmente, por tal motivo, a suspensão do certame.
Entretanto, não se descarta, de plano, a hipótese de sobrevir pedido nesse
sentido, a qualquer momento, ocorrendo fato novo, ou no curso do
procedimento de fiscalização, se levado a termo pelo Tribunal.

Já no que tange ao não menos relevante aspecto da necessidade


de interveniência da ANTAQ no procedimento, ou, se prevalente a tese
contrária, ao menos da AGERGS, de cuja ocorrência não se tem notícia,
impõe-se destacar o intrincado caráter jurídico da matéria. Tanto assim é
que, levada a divergência ao Poder Judiciário, deu-se a extinção do feito por
se declarar incompetente o juízo federal de primeiro grau, vislumbrando
presente questão federativa e dando por competente o STF para o exame
do alegado. Da mesma forma que o item anterior, seria precipitado, em juízo
antecipatório, pretender o Parquet, para o fim de obter medida cautelar, dar
por dirimida questão tão complexa, que exige aprofundamento da análise e
ampla discussão, estando em vias de ser levada ao conhecimento da Corte
Suprema.

As questões acima destacadas, portanto, ao lado de outras


constantes da Informação Técnica, em especial as cautelas quanto à futura
reversão dos bens ao Poder Público – seja à União ou ao Estado –, assim
como matérias referentes a garantias e onerações, necessitam auditagem
específica para formação de convicção quanto ao atendimento do
ordenamento jurídico.

Home page: http://portal.mpc.rs.gov.br/ e-mail: mpc@mpc.rs.gov.br


FL. Rubrica

MINISTÉRIO PÚBLICO DE CONTAS


DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Assim, é de se acolher, parcialmente, por ora, a representação do


eminente Deputado Estadual Raul Pont, com o atendimento do pleito de
análise do edital em questão, através de Representação ao TCE requerendo
inspeção especial, postergando-se eventual pedido de medida cautelar para
suspensão do procedimento licitatório, se necessário.

MPC, em 17 de novembro de 2010.

GERALDO COSTA DA CAMINO,


Procurador-Geral.

Home page: http://portal.mpc.rs.gov.br/ e-mail: mpc@mpc.rs.gov.br