Você está na página 1de 12

EXTERNATO D.

AFONSO HENRIQUES – RESENDE


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia – 12º Ano – Outubro/2010

VERSÃO 1
Na sua folha de respostas, indique claramente a versão do teste.
A ausência dessa indicação implica a classificação das respostas aos itens de
escolha múltipla, de ordenação e de verdadeiro/falso com zero pontos.

Identifique claramente os itens a que responde.

Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta.

É interdito o uso de «esferográfica-lápis» e de corrector.

Nos itens de escolha múltipla


Deve indicar claramente, na sua folha de respostas, o NÚMERO do item e a LETRA da
alternativa pela qual optou.
É atribuída a classificação de zero pontos às respostas em que apresente:
• mais do que uma opção (ainda que nelas esteja incluída a opção correcta);
• o número e/ou a letra ilegíveis.

Nos itens de verdadeiro/falso


Não transcreva as afirmações, registe apenas as letras (A), (B), (C), etc.
São classificadas com zero pontos as respostas em que todas as afirmações sejam
identificadas como verdadeiras ou como falsas.
Em caso de engano, a resposta deve ser riscada e corrigida, à frente, de modo bem
legível.

Nos itens de resposta aberta


Neste tipo de itens são contemplados aspectos relativos aos conteúdos e à utilização de
linguagem científica. Se a cotação destes itens for igual ou superior a 12 pontos, cerca
de 10% da cotação é atribuída ao desempenho na comunicação escrita em língua
portuguesa.

Se responder ao mesmo item mais do que uma vez deve eliminar, clara e
inequivocamente, a(s) resposta(s) que considerar incorrecta(s). Nos itens de resposta
aberta será classificada a resposta que surja em primeiro lugar no teste.
Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

1 – Analise os documentos 1 e 2.

Documento 1

Secção de um túbulo seminífero, evidenciando a espermatogénese e as alterações cromossómicas que ocorrem ao longo deste
processo (estão representados apenas dois pares de cromossomas)

Documento 2
Um casal com problemas de fertilidade, após consulta médica, realizou vários exames
clínicos, a fim de identificar possíveis causas para essa situação. Dos resultados desses
exames, destacam-se os seguintes:
• Espermograma com valores normais;
• Análises hormonais normais para os dois membros do casal;
• Muco cervical hostil para os espermatozóides;
• Oogénese normal;
• Sistemas reprodutores com anatomia normal.

1.1 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma
afirmação correcta.
A célula assinalada com o número III é um _____ e forma-se durante a fase de _____.
(A) espermatócito II […] maturação (B) espermatídeo […] maturação
(C) espermatócito II […] multiplicação (D) espermatídeo […] multiplicação

1.2 – Seleccione a alternativa que classifica correctamente as afirmações (, e ),


relativas ao documento 1.
 A célula assinalada com o número I tem 100% de probabilidade de ter um
cromossoma Y.
 A célula assinalada com o número II tem 50% de probabilidade de ter um
cromossoma X.
 A célula assinalada com o número III tem 100% de probabilidade de ter um
cromossoma Y.

(A)  e  são verdadeiras;  é falsa (B)  é verdadeira;  e  são falsas


(C)  é verdadeira;  e  são falsas (D)  e  são verdadeiras;  é falsa

1.3 – Classifique como verdadeira (V) ou falsa (F) cada uma das seguintes afirmações,
relativas à fisiologia do sistema reprodutor masculino.
2 Externato D. Afonso Henriques – Resende
Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

A – O processo de diferenciação dos espermatozóides completa-se quando estes


contactam com o oócito II.
B – Em indivíduos sujeitos à remoção dos testículos, aumenta a produção de GnRH
pelo hipotálamo.
C – A diferenciação de espermatozóides a partir de espermatídeos inicia-se durante a
vida embrionária.
D – No interior dos túbulos seminíferos, observam-se células em vários estádios da
espermatogénese, associadas a células produtoras de testosterona.
E – O aumento dos níveis plasmáticos de LH estimula a actividade secretora das células
de Leydig.
F – A produção de LH é inibida pelo aumento dos níveis plasmáticos de testosterona.
G – Actuando sobre as células de Sertoli, a FSH estimula a espermatogénese.
H – O nível plasmático de testosterona é regulado por um mecanismo de
retroalimentação positiva.

Após um primeiro diagnóstico, o médico que acompanhou o casal referido no


documento 2, ponderou o recurso a uma das seguintes técnicas de reprodução assistida:
• Inseminação artificial, utilizando esperma do marido;
• Inseminação artificial, com esperma de um dador.

Perante os resultados dos exames constantes no documento 2, o médico sugeriu que o


casal recorresse à primeira das técnicas mencionadas, a fim de tentar resolver o
problema de infertilidade.

1.4 – Justifique a opção do médico pela inseminação artificial e a exclusão da


utilização de esperma de um dador, atendendo ao quadro clínico e indicando a causa da
infertilidade do casal.

2 – Analise o documento 3.

Documento 3
Desde Louise Brown, primeira «bebé-proveta», nascida em 1978, a fecundação in vitro
sofreu um considerável desenvolvimento. Este método requer um tratamento hormonal
adequado, o qual resulta dos conhecimentos adquiridos sobre a fisiologia do ciclo
sexual feminino. Hoje em dia, até é possível uma mulher engravidar após a menopausa,
recorrendo a técnicas de reprodução medicamente assistida.
Exemplo de tratamento hormonal associado à fecundação in vitro, seguida de
transferência de embriões:
1.ª Fase – tem início no primeiro dia do ciclo e utiliza um análogo estrutural da GnRH
que impede esta hormona de agir sobre a hipófise. Normalmente, após cerca de 14 dias
de tratamento, inicia-se a segunda fase;
2.ª Fase – utiliza-se uma hormona sintética que estimula o desenvolvimento de vários
folículos, a fim de obter oócitos. O processo de maturação folicular é monitorizado por
ecografia;
3.ª Fase – a fim de desencadear a ovulação, quando a maturação folicular é adequada,
administra-se gonadotropina coriónica humana (HCG). A punção dos oócitos é
realizada cerca de 36 horas após a injecção hormonal;
4.ª Fase – após a punção dos oócitos, a mulher recebe um outro tratamento hormonal,
por via endovaginal, durante 8 dias, com o objectivo de preparar o útero para a nidação.

3 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

2.1 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter uma
afirmação correcta.
A hormona de síntese administrada na 2.ª fase do tratamento hormonal tem uma acção
semelhante _____, enquanto a administração de HCG, na 3.ª fase, visa simular o pico de
_____.
(A) aos estrogénios […] LH (B) à FSH […] progesterona
(C) aos estrogénios […] progesterona (D) à FSH […] LH

2.2 – Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.


A hormona utilizada na última fase do tratamento hormonal deve actuar directamente
sobre o útero e ter uma acção semelhante à da…
(A) … progesterona (B) … FSH (C) … LH (D) … GnRH

2.3 – Na menopausa, ocorre esgotamento dos folículos ováricos.


Explique a relação existente entre o esgotamento dos folículos ováricos e os elevados
níveis plasmáticos de LH e FSH verificados na menopausa.

2.4 – Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.


Contrariamente à fecundação in vitro, a inseminação artificial…
(A) … implica a recolha de oócitos II.
(B) … possibilita a ocorrência da fecundação na trompa de Falópio.
(C) … requer transferência de embriões.
(D) … requer a injecção de um espermatozóide no interior do oócito II.

2.5 – Com o objectivo de observar o processo de fecundação, foram recolhidos gâmetas


masculinos e femininos de ouriço-do-mar e colocados, separadamente, em água do mar.
Numa lâmina, juntou-se uma gota de água do mar, contendo espermatozóides, com uma
gota de água do mar que continha gâmetas femininos e observou-se ao microscópio
óptico composto.
Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços, de modo a obter afirmações
correctas.
Se neste procedimento for utilizado um microscópio com luz incorporada, com o
aquecimento da preparação, verifica-se uma diminuição progressiva da mobilidade dos
espermatozóides. Tal facto deve-se _____ da salinidade da água e ao _____ da
quantidade de oxigénio nela dissolvido.
(A) ao aumento […] acréscimo (B) à diminuição […] decréscimo
(C) ao aumento […] decréscimo (D) à diminuição […] acréscimo

2.6 – Tendo em conta que o embrião não tem mobilidade própria, como explica a sua
deslocação ao longo da trompa de Falópio?

3 – A sindroma de Klinefelter pode resultar de uma trissomia, sendo o cariótipo mais


frequente nos indivíduos portadores desta sindroma o 47, XXY.
Nos indivíduos afectados por este sindroma, a puberdade ocorre na altura própria. No
entanto, os testículos permanecem pequenos e as características sexuais secundárias
apresentam-se pouco desenvolvidas.
3.1 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços e obter afirmações
correctas.

4 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

Nos indivíduos com a sindroma de Klinefelter, as células de _____ produzem menor


quantidade de testosterona que as de indivíduos normais, o que _____ a
espermatogénese.
(A) Sertoli […] estimula (B) Sertoli […] reduz
(C) Leydig […] estimula (D) Leydig […] reduz

3.2 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços e obter uma afirmação
correcta.
A mutação cromossómica que esta na origem da sindroma com o cariótipo 47, XXY
ocorre numa célula _____ do progenitor e _____ no fenótipo deste.
(A) da linha germinativa […] não se manifesta (C) somática […] não se manifesta
(B) da linha germinativa […] manifesta-se (D) somática […] manifesta-se

3.3 – Seleccione a alternativa que completa correctamente a afirmação seguinte.


A mutação responsável pelo cariótipo 47, XXY resulta…
(A) … da adição de um segmento génico proveniente de outro cromossoma.
(B) … de uma troca de segmentos entre dois cromossomas não homólogos.
(C) … da perda de material cromossómico, originando falta de genes.
(D) … de um erro na divisão celular, durante a gametogénese materna ou paterna.

3.4 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços e obter uma afirmação
correcta.
A progesterona e uma das hormonas sexuais femininas. Após a ovulação, esta hormona
e segregada pelo _____, e a sua produção _____ o desenvolvimento de novos folículos
ováricos.
(A) folículo de Graaf […] inibe (B) folículo de Graaf […] estimula
(C) corpo amarelo […] inibe (D) corpo amarelo […] estimula

3.5 – Analise as formulações que se seguem, relativas a alguns dos acontecimentos que
ocorrem durante a espermatogénese.
Reconstitua a sequência temporal dos acontecimentos mencionados, colocando por
ordem as letras que os identificam.
A – Trocas de segmentos equivalentes entre cromossomas homólogos.
B – Divisões mitóticas sucessivas em células diplóides.
C – Diferenciação de células e sua libertação no lúmen dos túbulos seminíferos.
D – Formação de células com 23 cromossomas, cada um com um cromatídio.
E – Redução do numero de cromossomas por célula.

3.6 – O inicio do trabalho de parto é induzido por estímulos hormonais e mecânicos,


que desencadeiam as contracções uterinas.
Explique de que modo a interacção dos dois tipos de estímulos mencionados contribui
para o êxito do parto.

3.7 – Relativamente à regulação hormonal da gestação, parto e aleitamento, seleccione a


afirmação correcta.
(A) A oxitocina produzida nos ovários induz a formação dos receptores de estrogénio
no útero.
(B) As prostaglandinas produzidas pela placenta estimulam as contracções uterinas.
(C) A prolactina secretada pela hipófise posterior estimula a produção de leite.
(D) A oxitocina secretada pela hipófise anterior controla a libertação de leite pelas
glândulas mamárias.
5 Externato D. Afonso Henriques – Resende
Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

3.8 – Durante a organogénese formam-se os anexos embrionários.


3.8.1 – Descreva o âmnio.

3.8.2 – Quais são os outros anexos embrionários formados pelo embrião?

4 – A gestação é um período de profundas mudanças fisiológicas, controladas pelos


sistemas endócrinos da mãe e do embrião.
O teste de gravidez representado na figura seguinte permite detectar a presença, na
urina, de quantidades mínimas da hormona gonadotropina coriónica humana (hCG).

Alguns destes dispositivos para o teste de gravidez possuem três tipos de anticorpos
monoclonais:
– Anticorpos específicos para a hCG na forma livre, marcados com um corante, que se
podem ligar ao antigénio (hCG) presente na amostra de urina, migrando, depois, no
sentido dos anticorpos imobilizados;
– Anticorpos imobilizados na janela de resultados, com especificidade para uma
determinante antigénica dos imunocomplexos hCG/Ac1, surgindo, na mesma janela,
uma banda colorida quando se verifica ligação;
– Anticorpos imobilizados na janela de controlo, com especificidade para os anticorpos
específicos para a hCG que permaneçam livres, sem ligação à hCG, surgindo, na mesma
janela, uma banda colorida sempre que se verifica essa ligação.

4.1 – Quando ocorre fecundação, as células externas do blastocisto (estádio em que o


embrião humano se fixa à parede uterina) funcionam como glândulas endócrinas,
secretando a hormona hCG.
Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços e obter uma afirmação
correcta.
Elevados teores de hCG _____ a produção de hormonas ováricas, acabando por exercer
uma retroacção _____ sobre o complexo hipotálamo-hipófise.
(A) estimulam […] negativa (B) estimulam […] positiva

6 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

(C) inibem […] negativa (D) inibem […] positiva

4.2 – Seleccione a alternativa que permite preencher os espaços e obter uma afirmação
correcta.
Quando o oócito II não é fertilizado, o corpo lúteo persiste como glândula endócrina até
ao _____ dia do ciclo, momento em que a secreção de estrogénios e de progesterona
_____, ocorrendo a sua degeneração.
(A) 14.º […] diminui (B) 14.º […] aumenta (C) 26.º […] diminui (D) 26.º […] aumenta

4.3 – Ao nível da placenta, os sangues da mãe e do feto, normalmente, não se misturam.


As trocas necessárias são efectuadas por difusão ou por transporte activo, através de
membranas extra-embrionárias, cujas vilosidades se encontram banhadas pelo sangue
materno, que preenche lacunas presentes no endométrio.
Explique por que razão a presença de alguns dos anticorpos maternos no sangue do
recém-nascido constitui um argumento a favor da necessidade de manutenção de um
estilo de vida saudável, durante a gravidez.

5 – Os métodos contraceptivos impedem a gravidez.


5.1 – Indique dois métodos contraceptivos que impeçam a deposição de
espermatozóides na vagina.

5.2 – Diga o que entende por espermicida.

6 – Os problemas de infertilidade atingem cerca de 15% dos casais europeus em idade


reprodutiva. Actualmente, existem várias técnicas de reprodução assistida que permitem
solucionar os problemas de infertilidade de um casal.
6.1 – Refira duas causas para a infertilidade feminina.

6.2 – Refira duas causas para a infertilidade masculina.

6.3 – Explique, sucintamente, em que consiste a técnica FIV.

6.4 – Distinga a técnica GIFT da técnica ZIFT.

6.5 – Explique a importância da crioconservação de gâmetas em reprodução assistida.

6.6 – Refira os problemas éticos que podem resultar da aplicação de técnicas de


reprodução assistida, como a FIV, especialmente decorrentes do processo de
crioconservação.

FIM
7 Externato D. Afonso Henriques – Resende
Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

COTAÇÃO

1.1 …………………………………………………………………... 4 pontos


1.2 …………………………………………………………………... 4 pontos
1.3 …………………………………………………………………... 9 pontos
1.4 …………………………………………………………………... 10 pontos
2.1 …………………………………………………………………... 4 pontos
2.2 …………………………………………………………………... 4 pontos
2.3 …………………………………………………………………... 12 pontos
2.4 …………………………………………………………………... 4 pontos
2.5 …………………………………………………………………... 4 pontos
2.6 …………………………………………………………………... 12 pontos
3.1 …………………………………………………………………... 4 pontos
3.2 …………………………………………………………………... 4 pontos
3.3 …………………………………………………………………... 4 pontos
3.4 …………………………………………………………………... 4 pontos
3.5 …………………………………………………………………... 8 pontos
3.6 …………………………………………………………………... 15 pontos
3.7 …………………………………………………………………... 4 pontos
3.8.1 …………………………………………………………………... 8 pontos
3.8.2 …………………………………………………………………... 5 pontos
4.1 …………………………………………………………………... 4 pontos
4.2 …………………………………………………………………... 4 pontos
4.3 …………………………………………………………………... 11 pontos
5.1 …………………………………………………………………... 6 pontos
5.2 …………………………………………………………………... 6 pontos
6.1 …………………………………………………………………... 6 pontos
6.2 …………………………………………………………………... 6 pontos
6.3 …………………………………………………………………... 8 pontos
6.4 …………………………………………………………………... 8 pontos
6.5 …………………………………………………………………... 9 pontos
6.6 …………………………………………………………………... 9 pontos
TOTAL 200 pontos

Bom Trabalho! O Professor José Luiz

8 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

Critérios específicos de classificação e sugestões de respostas

1.1 – VERSÃO 1 – Opção B 1.2 – VERSÃO 1 – Opção A


VERSÃO 2 – Opção C VERSÃO 2 – Opção B

1.3 – VERSÃO 1 – Verdadeiras: B, E, F, G


VERSÃO 2 – Verdadeiras: B, F, G, H

A classificação deste item é feita de acordo com a tabela seguinte.

1.4 – A classificação deste item tem em consideração aspectos de conteúdo, da


organização lógico-temática, da utilização da linguagem científica e da comunicação em
língua portuguesa.
A resposta deve contemplar os seguintes tópicos:
– a causa de infertilidade do casal é o facto do muco cervical ser desfavorável aos
espermatozóides;
– na inseminação artificial, os espermatozóides são depositados directamente na
cavidade uterina, não tendo de transpor a barreira do muco cervical;
– apresentando o espermograma valores normais, não é necessário recorrer a um dador
de esperma.

A tabela seguinte apresenta as cotações a atribuir para cada nível de desempenho.

* No caso em que a resposta não atinja o nível 1 de desempenho no domínio específico da disciplina, a cotação a atribuir é zero
pontos.

9 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

2.1 – VERSÃO 1 – Opção D 2.2 – VERSÃO 1 – Opção A


VERSÃO 2 – Opção B VERSÃO 2 – Opção C

2.3 – A classificação deste item tem em consideração aspectos de conteúdo, da


organização lógico-temática e da utilização da linguagem científica.
A resposta deve contemplar os seguintes tópicos:
– com o esgotamento dos folículos diminui a produção de hormonas ováricas;
– o complexo hipotálamo-hipófise deixa de estar inibido;
– na ausência de inibição ocorre o aumento da libertação de FSH e LH.

2.4 – VERSÃO 1 – Opção B 2.5 – VERSÃO 1 – Opção C


VERSÃO 2 – Opção C VERSÃO 2 – Opção D

2.6 – A mucosa da trompa de Falópio está revestida por células que contêm cílios que se
movimentam em sentido do útero. Assim, esses movimentos empurram o embrião ao
longo do oviducto.

3.1 – VERSÃO 1 – Opção D 3.2 – VERSÃO 1 – Opção A


VERSÃO 2 – Opção A VERSÃO 2 – Opção D

3.3 – VERSÃO 1 – Opção D 3.4 – VERSÃO 1 – Opção C


VERSÃO 2 – Opção B VERSÃO 2 – Opção A

3.5 – VERSÃO 1 – B  A  E  D  C
VERSÃO 2 – B  E  C  D  A

3.6 – O feto pressiona o colo do útero (estímulos mecânicos), proporcionando a emissão


de estímulos nervosos que são recebidos no hipotálamo. Este, estimula a hipófise que
produzirá, no lobo posterior, a hormona oxitocina (estímulo hormonal), que faz
aumentar, progressivamente, as contracções uterinas.

3.7 – VERSÃO 1 – Opção B


VERSÃO 2 – Opção A

3.8.1 – A bolsa amniótica ou âmnio é um dos anexos embrionários que alguns


vertebrados (répteis, aves e mamíferos) possuem durante o seu desenvolvimento
embrionário. Os animais que possuem âmnio são designados amniotas.
O âmnio é uma bolsa em forma de saco que está repleta de líquido amniótico e tem uma
função protectora, permitindo que o embrião se desenvolva num ambiente húmido, tal
como acontece com os anfíbios e com os peixes que se desenvolvem na água, e por
outro lado protegendo o embrião, amortecendo os choques térmicos e mecânicos.
O âmnio forma-se a partir de uma dobra interna da ectoderme e nos ovos dos répteis e
das aves está envolto pelo alantocórion, ao passo que, nos mamíferos está envolto pelo
córion, e este por sua vez pela placenta.

3.8.2 – Além do âmnio, são também considerados o alantóide, a vesícula vitelina, o


córion, a placenta e o cordão umbilical.

4.1 – VERSÃO 1 – Opção A 4.2 – VERSÃO 1 – Opção C


VERSÃO 2 – Opção D VERSÃO 2 – Opção B

10 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

4.3 – A classificação deste item tem em consideração aspectos de conteúdo, de


organização lógico-temática e de utilização da linguagem científica.
A resposta contempla os seguintes tópicos:
• a presença de alguns dos anticorpos maternos no sistema circulatório do recém-
nascido atesta a capacidade desses anticorpos para ultrapassarem a barreira criada pela
placenta;
• se alguns dos anticorpos conseguem atravessar a placenta, outras substâncias presentes
no sangue materno também, eventualmente, o conseguirão fazer;
• por essa razão, a mulher grávida deve assegurar que a sua alimentação e o seu estilo de
vida contribuam para a presença, na sua corrente sanguínea, de substâncias favoráveis
ao desenvolvimento do feto.

Poderá ser considerada como alternativa ao 3.º tópico:


• por essa razão, a mulher grávida deve evitar que a sua alimentação e o seu estilo de
vida contribuam para a presença de substâncias nocivas na sua corrente sanguínea.

5.1 – Abstinência, Preservativo e Diafragma

5.2 – Os espermicidas são cremes, supositórios, espumas ou geleias especiais colocados


dentro da vagina antes da relação sexual. Eles contêm substâncias químicas que
inactivam ou matam os espermatozóides, impedindo assim que eles fertilizem o oócito.

6.1 – Duas das seguintes:


 Disfunções Hormonais
 Bloqueio das trompas de Falópio
 Secreções da Vagina ou do colo do útero hostis para os espermatozóides.
 Interrupção da nidação.
 Idade

6.2 – Duas das seguintes:


 Disfunções Hormonais
 Temperatura elevada durante a espermatogénese.
 Doenças e infecções
 Drogas e radiações
 Causas genéticas
 Anormalidade morfológica
 Presença de leucócitos no esperma

6.3 – A Fertilização In Vitro (FIV) consiste na recolha de oócitos e de espermatozóides


e na sua junção (fecundação) em laboratório.

6.4 – Através da GIFT (transferência intratubária de gâmetas), os espermatozóides e os


oócitos, previamente isolados, são transferidos para o interior das trompas de modo a
que só aí ocorra a sua fusão. Neste caso, a fecundação tem lugar in vivo.
Na técnica ZIFT (transferência intratubária de zigotos), ambos os tipos de gâmetas são
postos em contacto in vitro, em condições apropriadas para a sua fusão. O zigoto, ou
zigotos resultantes são, então, transferidos por laparoscopia para o interior das trompas.

6.5 – A crioconservação de gâmetas permite conservar gâmetas por longos períodos de


tempo, o que é importante em situações de declínio da fertilidade.

11 Externato D. Afonso Henriques – Resende


Ficha de Avaliação Sumativa de Biologia VERSÃO 1 – Outubro 2010 12º Ano

6.6 – Apesar das vantagens da crioconservação para casais que queiram ter mais filhos,
o facto de se conservarem gâmetas e até embriões para posterior implantação levanta
algum, as questões éticas nomeadamente no que se refere ao destino a dar a esse
material biológico no caso de renúncia por parte do casal.
 Nesse caso, será eticamente aceitável eliminar os embriões?
 Poder-se-á doá-los para casais inférteis sem solução?
 Deverão esses embriões ser doados para investigação?
Estas questões são exemplos de vários problemas que se colocam actualmente no
campo da Bioética e para as quais ninguém tem uma resposta única e objectiva.

12 Externato D. Afonso Henriques – Resende