Você está na página 1de 6

1As palavras de Neemias, filho de Hacalias.

No mês de quisleu, no ano


vigésimo, estando eu na cidadela de Susã, 2veio Hanani, um de meus
irmãos, com alguns de Judá; então, lhes perguntei pelos judeus que
escaparam e que não foram levados para o exílio e acerca de Jerusalém.
3Disseram-me: Os restantes, que não foram levados para o exílio e se
acham lá na província, estão em grande miséria e desprezo; os muros de
Jerusalém estão derribados, e as suas portas, queimadas.
4Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por
alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.
(Neemias 1:1-4)

Neemias sabe que o seu Deus é infinitamente maior que ele, e sabe o tamanho da
obra que estar por realizar e as dificuldades que vai enfrentar.
Neemias não se sente apto a realizar tão grande obra. Em primeiro lugar ele, numa
atitude de reverência expressa,em oração, sua aflição a Deus. Essa é uma atitude de
submição e reverencia.
Uma das qualidades observada aqui éa consciência da total dependência de Deus,
todo líder deve ter a ciência do tamanho da obra a realizar, e a confiança firme em
Deus.

4Tendo eu ouvido estas palavras, assentei-me, e chorei, e lamentei por


alguns dias; e estive jejuando e orando perante o Deus dos céus.
(Neemias 1:4

Ainda nesse versículo, encontramos uma qualidade excepcional de um líder.


Neemias sentiu tristeza ao saber que o seu povo estava passando privações, ele
realmente se preocupou com eles. O amor foi o motivo pelo qual Neemias tanto se
dedicou a essa causa. O verdadeiro líder deve estar com amor entranhado, dentro
de qualquer obra a ser realizada.
Disse-me o rei: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus 5e
disse ao rei: se é do agrado do rei, e se o teu servo acha mercê em tua
presença, peço-te que me envies a Judá, à cidade dos sepulcros de meus
pais, para que eu a reedifique. Então, o rei, estando a rainha assentada
junto dele, me disse: Quanto durará a tua ausência? Quando voltarás?
Aprouve ao rei enviar-me, e marquei certo prazo. 7E ainda disse ao rei:
Se ao rei parece bem, dêem-se-me cartas para os governadores dalém do
Eufrates, para que me permitam passar e entrar em Judá, 8como
também carta para Asafe, guarda das matas do rei, para que me dê
madeira para as vigas das portas da cidadela do templo, para os muros
da cidade e para a casa em que deverei alojar-me. E o rei mas deu,
porque a boa mão do meu Deus era comigo.
9Então, fui aos governadores dalém do Eufrates e lhes entreguei as
cartas do rei; ora, o rei tinha enviado comigo oficiais do exército e
cavaleiros. (Neemias 2:4-9)

Aqui vemos que Neemias não desperdiçou a oportunidade de por seu plano em
execução (ele tinha certeza que Deus estava com ele, e que essa era uma resposta de sua
oração), ele tinha a ciência do tamanho da obra,sendo assim ele também tinha ciência de
quanto tempo e material ele precisaria. Todo líder precisa conhecer bem a obra a ser
realizada, para poder dispor dos materiais necessários, para execução do plano. O líder
precisa saber demonstrar conhecimento no problema ressaltado, e mostrar um
plano de solução.

Não sabiam os magistrados aonde eu fora nem o que fazia, pois até aqui
não havia eu declarado coisa alguma, nem aos judeus, nem aos
sacerdotes, nem aos nobres, nem aos magistrados, nem aos mais que
faziam a obra.(Neemias2:16)

Apesar de ter em mente tudo o que pretendia fazer, Neemias esperou o tempo certo
para anunciar o seu plano ao povo. Mesmo tendo na mente tudo planejado, o líder
precisa saber falar no tempo certo, para evitar qualquer tipo de expectativa, fora
da realidade.
Então, lhes disse: Estais vendo a miséria em que estamos, Jerusalém
assolada, e as suas portas, queimadas; vinde, pois, reedifiquemos os
muros de Jerusalém e deixemos de ser opróbrio. 18E lhes declarei como
a boa mão do meu Deus estivera comigo e também as palavras que o rei
me falara. Então, disseram: Disponhamo-nos e edifiquemos. E
fortaleceram as mãos para a boa obra. (Neemias 2:17-18)

Já nesses versículos vemos que Neemias não deseja usurpar da glória de Deus. Ele
não se preocupa em “fazer brilhar seu nome” pelo contrário, ele explica tudo o que lhe
aconteceu na babilônia, e como a mão de Deus lhe foi favorável. Ele estava preocupado
com a execução da obra, ou seja, em proteger o povo para que não estivessem em
opróbrio. O verdadeiro líder deve lutar pelo bem estar de todos.

As muralhas da cidade foram reconstruídas da seguinte maneira:


Eliasibe, o Grande Sacerdote, e os seus colegas sacerdotes reconstruíram
o Portão das Ovelhas. Depois o inauguraram e puseram os portões nos
seus lugares. Eles reconstruíram as muralhas até a Torre dos Cem e até a
Torre de Hananel.(Neemias 1:1)

Ao descrever a maneira pela quais as muralhas foram reconstruídas, percebemos que


Neemias já tinha tudo coordenado (É certeza que Neemias já os tinha instruído) de
maneira que todos já sabiam o que se esperava de cada um. O líder deve ter uma visão
panorâmica de sua obra e assim coordenar tudo de forma harmoniosa.

O capitulo três está repleto de nomes de pessoas e de suas obras. Aqui encontramos
outra qualidade de um líder autêntico, o reconhecimento das pessoas pelos nomes, e o
reconhecimento de sua participação no projeto.
Benjamim e Hassube construíram o trecho seguinte, em frente das suas
casas;
Azarias, filho de Maaséias e neto de Ananias, construiu o trecho
seguinte, em frente da sua casa. (Neemias3:23)

Um grupo de sacerdotes construiu o trecho seguinte, saindo no Portão


dos Cavalos e continuando para o norte. Cada um deles construiu em
frente da sua própria casa;
29Zadoque, filho de Imer, construiu o trecho seguinte, em frente da sua
casa;
Semaías, filho de Secanias, que era o guarda do Portão Leste, construiu
o trecho seguinte;
30Hananias, filho de Selemias, e Hanum, o sexto filho de Zalafe,
construíram o trecho seguinte. Este foi o segundo trecho que eles
construíram;
Mesulã, filho de Berequias, construiu o trecho seguinte, em frente da sua
casa. (Neemias3:28-30)

Em diversos versículos do capitulo três encontramos as pessoas fazendo a


reconstrução do muro perto de suas casas. Aqui está o principio fundamental do que
hoje chamamos de logística. Neemias fez com que os trabalhadores produzissem mais
trabalhando menos. Ele levou em conta a distancia e o consumo de cada trabalhador.
Alem de Neemias conseguir entusiasmar o povo para a obra, também consegue
facilitar as coisas para os trabalhadores. O líder deve ter a preocupação em facilitar,
deixando as coisas mais simples possíveis.

Sambalate e Tobias e os povos da Arábia, Amom e Asdode ficaram muito


zangados quando souberam que nós estávamos continuando o trabalho
de reconstrução das muralhas de Jerusalém e que as suas brechas já
estavam sendo fechadas.
8Aí se reuniram e combinaram que viriam juntos atacar Jerusalém e
provocar confusão. 9Mas nós oramos ao nosso Deus e colocamos
homens para ficarem de vigia contra eles de dia e de noite.
10O povo de Judá cantava uma canção assim:
“Os carregadores já estão cansados,
e ainda há muito entulho para carregar.
A construção desta muralha
quando vamos terminar?”(Neemias 4:7-10)

Neemias realmente estava disposto a terminar a grande obra. Mas pelo que vemos
ele é pressionado muito alem do que previa, por todos os lados, e mais uma vez ele vai
buscar força em Deus. Lemos que mais uma vez ele consegue entusiasmar o povo a
voltar ao serviço. O líder é perseverante.
Quando eu, Neemias, ouvi essas queixas, fiquei zangado 7e resolvi fazer
alguma coisa. Repreendi as autoridades do povo e os oficiais e disse:
– Vocês estão explorando os seus irmãos!
Depois de pensar nisso, eu reuni todo o povo a fim de tratar desse
problema 8e disse:
– De acordo com as nossas posses, nós temos comprado dos estrangeiros
os nossos patrícios judeus que tiveram de se vender a eles como escravos.
E agora vocês, que são judeus, estão forçando os seus próprios patrícios
a se venderem a vocês!
As autoridades ficaram caladas e não acharam nada para responder.
(Neemias 5:6-8)

Alguns “lideres” contemporâneos usam a filosofia do fazer o que eu mando e não fazer
o que eu faço. Aqui vemos Neemias usando toda sua autoridade, para repreender os
nobres e magistrados. O líder precisa da o exemplo para que ele tenha a autoridade
em repreender.

As muralhas foram terminadas no dia vinte e cinco do mês de elul,


depois de cinqüenta e dois dias de trabalho. 16Então os nossos inimigos
das nações vizinhas souberam disso e ficaram desmoralizados porque
todos ficaram sabendo que o trabalho havia sido feito com a ajuda do
nosso Deus.(Neemias 6:15-16)

Neemias tinha a convicção do que ele representava para o povo, ele também sabia da
sua pequenez diante de tão grande obra. Porem ele tinha confiança em Deus, e através
dessa confiança adquire coragem para enfrentar uma situação que parecia não ter
solução. Com o auxilio de Deus ele terminou a grande obra de reconstrução do muro de
Jerusalém.O líder deve ter essa confiança em Deus, e ter a coragem para enfrentar
problemas que aparentemente parece impossível.
SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO SUDESTE DO BRASIL

ALUNO: Nicodemos Clarindo Gomes Junior


ORIENTADOR: PR. Geremias Clarindo Gomes

GUARULHOS
2009