3

1. INTRODUÇÃO
³On attribue l¶invention du pain levé aux Égyptiens, qui confectionnaient des galettes à base de millet et d¶orge, cuites sur des pierres chauffées, et qui auraient découvert la fermentation. Lors de l¶Exode hors d¶Égypte (vers 1250 av.J.C), les Hébreux n¶emportèrent pás de levain, d¶où la tradition du pain azyme, non levé, pour commémorer le passage de la mer Rouge; Les Grecs faisaient cuire sur u n gril ou dans une sorte de poêle des pains de froment, mais surtout de seigle ou d¶avoine; quant aux Romains, ils cuisaient leurs pains dans des fours domestiques, faits de brinque et de terre, et les aromatisaient souvent. Les Gaulois faisaient intervenir de la cervoise dans le pétrissage, et obtenaient un pain bien levé de grande réputation. C¶est au Moyen Âge que commença à se développer la profession de boulanger; à partir de cette époque, l es pains sont extraordinairement varies. Au XVIIe siècle apparu t um nouveau mode de fermentation, avec du lait, du sel et de la levure de bière. On fabriqua d es lors d¶autres pains, plus délicats et façonnés en long. Pendant longtemps, la qualit é du pain fut liée à celle de la farine employée et donc à sa couleur: pain blanc et fin pour les riches, pain noir et grossier pour les pauvres. En 1840, le pain ³viennois´ fut introduit en France par un cartain Zang, secrétaire de l¶ambassade d¶Austriche à Paris, que créa la primière boulangerie utilisant les procédés viennois´. *(1) É atribuído aos egípcios a invenção do pão levedado, que deram forma arredondada aos bolos feitos de milho e cevada, cozidos em pedras quentes, os quais teriam descoberto a fermentação. Por ocasião do Êxodo para fora do Egito (1250 a.C), os hebreus não puderam carregar alimento fermentado , por força da tradição do pão asmo, para comemorar a passagem do mar Vermelho; Os Gregos coz iam sobre brasas ou numa espécie de fogão os pães de trigo, mas sobretudo de centeio ou de aveia; quanto aos Romanos, coziam os seus pães em fornos

e os aromatizavam com freqüência. a qualidade do pão foi ligada à da farinha empregada e por conseguinte à sua cor: pão branco e fino para o rico. secretário da embaixada de Áustria em Paris. e obtiveram um pão fermentado e muito apreciado. do sal e o fermento de cerveja. p. 1 ³Pain´. pão preto e grosseiro para os pobres. . Por muito tempo. Foi na Idade Média que começou a desenvolver-se a profissão de padeiro.604. in Le grand larousse gastronomique. com leite. o pão ³vien ense´ foi introduzido na França por um certo Zang. os pães começaram a ter uma enorme variedade. a partir desta época.4 domésticos. Fabricaram-se portanto outros pães. ** Nota do tradutor. mais delicados e feitos forma longitudinalmente. No século XVII apareceu um novo modo de fermentação. Em 1840. que criou o primeira padaria a utilizar o método vienense´. Os gauleses fizeram a introdução da (espuma da)** cerveja no método pétrissage. feitos de tijolos e terra.

Desde a sua descoberta até hoje. político. o pão sempre esteve ligado à vida do homem tanto como alimento quanto como símbolo econômico. quando e como ele apareceu. Só depois. . claro. com precisã o. utilizaram esses grãos para a alimentação. o pão. ou fazendo uma espécie de mingau. sabores e usos. eram o que chamamos de "grãos selvagens" que. o trigo. artístico e cultural. Os historiadores divergem sobre a data da descoberta do pão A história do pão é tão antiga que é até difícil dizer. desta forma. o sorvo e. Diferentes povos. deu um importante passo para sua evolução. a cevada. desde a pré-história até o Mundo Antigo. Naquela época os grãos não eram iguais aos que a gente encontra hoje. entre eles. no entanto. a fermentação do trigo. modificando -as e criando diferentes formas. na região da Mesopotâmia. De início. provavelmente. religioso. Os egípcios rapidamente aprimoraram as receitas do pão. juntamente com o cultivo do trigo. HISTÓRIA DA PANIFICAÇÃO Quando o homem deixou de ser nômade para se dedicar à agricultura. a aveia. que ainda não era realmente o que a gente pode chamar de pão. Historiadores. Isso aconteceu quando ele descobriu que alguns grãos que cresciam soltos pela natureza podiam ser plantados e cultivados.5 2. descobrindo. o trigo era apenas mast igado. ele passou a ser triturado com pedras e transformado em farinha. estimam que o pão tenha surgido há cerca de 12 mil anos. sem querer. foram se modificando. Eram vários os tipos de grãos. Mas foi há mais ou menos 6 mil anos que os egípcios descobriram. ou cozinhando um tipo de bolo não levedado. ao longo dos séculos. onde atualmente está o Iraque.

Com a expansão do Império Romano. o país se destacou como centro mundial de fabricação de pães. Esses bolos deram origem ao pão propriamente dito. passou-se a misturar também mel. as farinhas de diversos cereais eram usadas em sopas e mingaus cozidos na água. As broas eram assadas da mesma forma que os bolos. as padarias acabaram. O retrocesso nessa época foi tanto. desenvolvendo técnicas aprimoradas de panificação. que as pessoas voltaram a comer pão sem fermento! Foi somente a partir do século 12 que as coisas começaram a melhorar na França. Consistência antiga do pão Os primeiros pães eram feitos de farinha misturada ao fruto de uma árvore chamada carvalho. Bem diferentes dos atuais. Também não podiam ser comidos logo depois de prontos porque eram muitos amargos. No século 17. sobre pedras quentes ou debaixo de cinzas. Posteriormente. Era preciso lavá-los várias vezes em água fervente. . azeite doce. antes de se fazer broas que eram expostas ao sol para secar. Com o início da Idade Média. por volta de 476 depois de Cristo. suco de uva.6 Antes de servirem para fazer pão. o pão acabou chegando na Europa em 250 a. sendo preparado em padarias públicas. Não demorou muito para ele se tornar também o principal alimento da Roma Antiga. o hábito de consumir pão foi difundido por grande parte da Europa. tâmaras esmagadas.C. ovos e carne moída. formando espécies de bolos que eram assados sobre pedras quentes ou sob cinzas. duros e secos. eram achatados. O pão na Europa e no Brasil Com as trocas comerciais entre egípcios e gregos. e a produção de pão voltou a ser caseira.

Até então. . em grandes quantidades. o brasileiro consumia. Com a vinda dos italianos para o Brasil. e o produto passou a ser essencial na mesa do brasileiro. o consumo de pão só se popularizou depois do século 19. a farinha de mandioca e o biju.7 No Brasil. apesar de já conhecer o pão de trigo desde a chegada dos colonizadores portugueses. no início do século 20. a atividade de panificação se expandiu.

alguém esquecer de colocar a massa de pão úmida para secar. fungos responsáveis pela fermentação.C. As evidências mais antigas de pão fermentado foram encontradas no Egito Antigo e datam de 3. Alguns historiadores acreditam ser possível que o fermento. assim. responsável por deixar a massa do pão leve e macia como conhecemos hoje. incluindo a superfície de grãos de cereais.000 antes de Cristo. DESCOBERTA DO FERMENTO Os egípcios foram os primeiros a usar fornos de barro para assar pães por volta do ano 7. A desconfiança vem do fato de que as leveduras. Bastaria. assim como o pão. tenha origem pré-histórica. as pessoas perceberam que poderiam acelerar o processo de fermentação guardando um pedaço da massa de pão do dia anterior para misturá-lo à massa do dia seguinte.000 a. Mas nem todo mundo concorda que a produção de pão fermentado só tenha começado a partir daí. alguns dias. para ela fermentar naturalmente.8 3. . estão em todos os lugares. Com o passar do tempo. elas estavam acrescentando mais levedura à massa. Atribui -se também a eles a descoberta do fermento. com isso. Na verdade.

o padeiro exercia um certo poder. Na Grã-Bretanha o pão tornou-se um símbolo de status: a nobreza consumia pães brancos e pequenos.9 4. . e os mais pobres se alimentavam de pães escuros e maiores. O crescimento das vilas e cidades ampliou a troca de mercadorias e padeiros começaram a investir na produção industrial. Associações de padeiros protegiam os interesses de seus membros e regulamentavam o preço e o peso do pão. Ser padeiro era participar de um grupo restrito e poderoso. nas cidades que começavam a surgir. naquela época. a profissão de padeiro era uma das mais protegidas e prestigiadas. Ser padeiro. era um processo difícil. pois. ACONTECIMENTOS NA IDADE MÉDIA Na Idade Média. que exigia anos de aprendizagem e disposição.

assim. mais apreciados por causa de seu valor nutritivo. passou a ser costume as mães darem para as filhas que se casavam um pouco de sua massa de pão. ocorre o contrário: os pães escuros são mais caros e. Atualmente. época em que é proibido consumir qualquer alimento fermentado. Na oração do ³Pai nosso´ é pedido a Deus ³o pão nosso de cada dia nos dai hoje´. elas fariam um pão tão gostoso quanto o delas! Ao longo da história. por vezes. Para os cristãos. o fermento simboliza a corrupção. Para os judeus. enquanto pão branco. esse é o pão que eles comem na Páscoa. o pão também servia para pagar salários: um dia de trabalho valia três pães e dois vasos grandes de cerveja. por achar que. Até hoje. Na Europa. sem fermento. a posição social de uma pessoa podia ser discernida pela cor do pão que ela consumia. Pão escuro representava baixa posição social. o pão simboliza o corpo de Cristo.10 5. . Por isso. É porque o processo de refino da farinha branca era muito mais caro. eles só ofereciam a Deus pães ázimos. CURIOSIDADES SOBRE A HISTÓRIA DO PÃO No Egito. alta posição social.

e quando misturados com água e deixados sobre pedras. onde hoje está situada a Suíça .C. Em Roma. que assimilaram o processo egípcio. em um vilarejo às margens do lago Dwellers.. cerca de 8 mil anos atrás. ajudados pelas condições ambientais extremamente favoráveis devido ao clima quente. Nessa época.C.500 a. Cientistas e arqueólogos encontraram ali detalhes do modo de vida daquelas pessoas. As padarias surgiram por volta de 4. aveia. esses alimentos rústicos foram elevados a categoria de arte. aumentando a produção de pães. e outras sementes como gergelim. No antigo Egito. envoltos ou cobertos de brasas. Existem muitos registros em tumbas de reis que viveram por volta de 2. Na antiga Mesopotâmia. aveia. Mais tarde eles inventaram os fornos fechados. a fermentação da cerveja e a elaboração de pães tornou -se uma habilidade crescente. Os camponeses ganhavam cerca de três pães e dois cântaros de cerveja por dia de trabalho. Os pães no Egito eram feitos de maneira extremamente simples: pedras moíam o trigo que adicionado à água formavam uma massa mole. cevada. foi criada a primeir a escola de padeiros. bem como as variedades de trigos mais duras. A mudança maior viria a ocorrer somente 23 séculos após . Alguns historiadores advogam que os primeiros pães foram elaborados no período neolítico. que mostram o processo de fabrico do pão. levedavam grosseiramente e então eram assados.C. em Jerusalém.000 a. 500 a.. O Egito desenvolveu modelos prim ários de pedras moedoras.11 6. chegou a ser convertido em moeda. havendo indícios de que eles já assavam pães. eram triturados rusticamente. Com o avanço da civilização egípcia. grão de trigo. 300 a. CONSIDERAÇÕES FINAIS A história do pão está intimamente ligada à história da humanidade.C.

eram considerados mais saudáveis e sugeridos para a aristocracia. Veio da Idade Média e o pão assumiu feições de produto significativo entre as classes sociais na Grã-Bretanha. O pão levedado. Os pães integrais. aumentando a demanda por alimentos.12 com o incremento da amassadeira no processo. Tipos de pão 1. sem fermentos. Na década de 1940 o cálcio começou a ser adicionado à farinha para tentar suprir deficiências de cálcio nas mulheres. produzindo pães mais ou menos macios. A década de 1960 já marca o desenvolvimento de um modelo de produção e distribuição industrial avançado. quando foram criados os moedores circulares. consumidos pelos militares. O avanço do império romano atraiu para Roma a popularidade do pão levedado. a que se acrescentou à massa levedura ou fermento geralmente "cozido" num forno. Em 1930 os cientistas identificaram os benefícios do consumo de farinhas integrais. os fornos movidos a gás substituíram os fornos de tijolo e lenha. Já no século XX. os grandes centros passaram a receber grande número de trabalhadores. O pão feito a máquina sofreu grande rejeição da população nos primeiros tempos. produzindo maior quantidade e qualidade na cocção de pães e massas em geral. e 2. base de toda moagem até a Revolução Industrial do século XIX. em que a massa cozida tem espaços com ar. e a produção começa a mudar de ende reço: das pequenas padarias às grandes indústrias e supermercados. que produz pães geralmente achatados. Com o advento da era industrial (1700-1887). gerando o problema da fome já que os cereais eram escassos e diferenciados. O pão ázimo. . e de elevada importância na mesa dos portugueses.

estes podem ser cozidos no forno ou assados numa chapa (ou frigideira). ou mesmo fritos Outros tipos y y y y y y y y y y y y Pão de forma Pão ázimo Pão francês Pão Tradicional Português Pão de Mistura Pão do Coração Pão de Açúcar Pão de Uva Pão de Batata Pão integral Pão de centeio Pão Sírio .13 mais consistentes .

br/historia.htm >.htm?infoid=817&sid=7 > Acesso em: 22 de ago. Disponível em: <http://www.pousadadascores. 2010. 991p.abip. às 20:00 h. . in Le grand larousse gastronomique . Disponível em: <http://www.).14 7.com. RAMOS. às 21:00 h.fiocruz.invivo. ³História do pão´. ³História´.htm > Acesso em: 22 de ago. às 23:00 h. Acesso em: 22 de ago.br/alimentus/pao/curiosidades/historia. 2007. Disponível em: <http://www. 6ª edição Paris: Larousse.html > Acesso em: 22 de ago. Acesso em: 22 de ago.php?option=com_content&task=view&id=7 &Itemid=34>. Disponível em: <http://www. Maria.paniciello. 2010.br/index. às 23:50 h.com. às 22:00 h.br/cgi/cgilua. 2010. ³O pão nosso de cada dia´. 2010. 2010. BIBLIOGRAFIA LAROUSSE (ED. Disponível em: < http://www.exe/sys/start.org. ³A História do pão´.ufrgs. ³A história do pão até os nossos dias´.br/culinaria/historia_pao/historia_pao. ³Pain´.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful