Você está na página 1de 14

O Cérébro

Trabalho realizado por:

 João Silva, nº16,12ºB


 Pedro Sousa,nº22, 12ºB
 Rúben Nogueira, nº25,12ºB
 Rúben Baptista, nº26, 12ºB
Índice
Introdução - A ............................................................................................................... 2
Sistema Nervoso - B ...................................................................................................... 2
Neurónios – C/D ............................................................................................................ 2
Células Gliais ................................................................................................................. 4
Sinapse e comunicação nervosa ................................................................................... 4
Funcionamento global do cérebro – E/F ...................................................................... 4
Funcionamento sistémico do cérebro: ......................................................................... 5
Hemisférios cerebrais – G/H/I ...................................................................................... 5
Lobos cerebrais – J ........................................................................................................ 6
Áreas pré-frontais –K .................................................................................................... 6
Especialização e integração sistémica - L...................................................................... 7
Auto-organização .......................................................................................................... 7
O cérebro e a capacidade de adaptação e autonomia do ser humano -M .................. 7
Lentificação do desenvolvimento humano................................................................... 7
Individualização cerebral .............................................................................................. 7
Plasticidade cerebral ..................................................................................................... 8
Aprendizagem ............................................................................................................... 8
“Mapping the Brain” -N ................................................................................................ 8
Conclusão -O ................................................................................................................. 9
Biografias .................................................................................................................... 10
Referências bibliográficas ........................................................................................... 11
Introdução - A
O Ser Humano define-se por uma multiplicidade de características que o distingue de todos
os outros animais. O seu organismo é constituído por um conjunto por um conjunto de órgãos e de
entre todos os órgãos destaca-se o cérebro. O cérebro é o centro de tudo o que fazemos, pois
contém toda a informação necessária para o nosso organismo responder a estímulos e/ou efectuar
ações do dia-a-dia, capaz de influenciar o nosso comportamento e a forma como agimos mediante
os estímulos. O cérebro é o órgão capaz de construir o mundo e o Ser Humano pois apesar de estar
dividido em várias áreas, cada uma com a sua função, está em constante interação com o que o
rodeia.

Sistema Nervoso - B
O Sistema Nervoso é responsável pelos comportamentos como os reflexos,(os mais
simples), o pensamento, a linguagem e a memória,(os mais complexos). O Sistema Nervoso é
regulado por:

Mecanismos de receção ou Mecanismos de coordenação Mecanismos de reação ou


recetores ou de processamento efetores
Recebem os estímulos do meio Coordenam as informações Os músculos e as glândulas
externo ou interno. São os recebidas pelos recetores e responsáveis por efetuar as
órgãos dos sentidos. (visão, determinam as respostas respostas, reagem aos
audição, etc) concretizadas pelos efetores estímulos
O Sistema Nervoso, como todos os tecidos, é constituído por células, possui elementos
estruturais, o neurónio e a células gliais.

Neurónios Células Gliais


Os neurónios são células especializadas As células gliais facultam os nutrientes, como
responsáveis por grande parte das funções do oxigénio e a glicose para alimentar, isolar e
sistema nervoso. proteger os neurónios.

Neurónios – C/D
Nos neurónios, pode-se distinguir três componentes distintas: o corpo celular; as dendrites
e o axónio.

I. Corpo celular ou soma: O corpo celular contém o núcleo, armazena energia da


célula
II. Dendrites: As dendrites são extensões do corpo celular, ramificações. Estas
ramificações recebem e transmitem informação de e para outras células com as
quais o neurónio estabelece contactos.
III. Axónio ou cilindro-eixo: O axónio é o prolongamento mais extenso do neurónio e
transmite as mensagens de um neurónio a outro ou entre um neurónio e uma
célula efetora muscular. O axónio prolonga-se a partir do corpo celular e termina
num conjunto de ramificações, as telodendrites.
O axónio e certas dendrites de um neurónio, constituem uma fibra nervosa, as fibras
podem agrupar-se em feixes e ao conjunto de fibras nervosas dá-se o nome de nervos.
Neurónios que possuem bainha de mielina Neurónios que não possuem bainha de
mielina

Os axónios estão envolvidos por uma Axónios envolvidos por uma substância cinzenta,
substância branca (bainha de mielina), camada pois não possuem bainha de mielina, dando cor à
adiposa que isola electricamente o axónio parte exterior do cérebro.
daquilo que o rodeia, permitindo, maior
velocidade na comunicação

Neurónios aferentes ou Neurónios eferentes ou Neurónios de conexão


sensoriais motores ou interneurónios
Afetados pelas alterações Transmitem as mensagens dos Interpretam as informações e
ambientais e ativados pelos centros nervosos para os elaboram as respostas, são
estímulos com origem no órgãos efetores, órgãos responsáveis pelas emoções e as
interior ou exterior do responsáveis pelas respostas, capacidades comportamentais
organismo. Recolhem e músculos e as glândulas, a sua
conduzem as mensagens da função é contrair um músculo
periferia para os centros, ou que uma glândula modifique
espinal medula e encéfalo a sua atividade
Células Gliais
As células gliais existem 10 para cada 1 neurónio.
Funcionam como uma cola, garantindo o suporte estrutural
dos neurónios.

•São reproduzíveis, contrariamente aos neurónios.

•Controlam o desenvolvimento dos neurónios ao longo da


vida

•Influenciam de uma forma decisiva a comunicação

Sinapse e comunicação nervosa


A sinapse é uma junção funcional em que ocorre a transmissão de informação,
impulsos nervosos, entre dois neurónios ou uma célula, influxo nervoso, nada mais q a
instrução dada à célula.

Funcionamento global do cérebro – E/F


Para perceber o funcionamento do cérebro há-que integrá-lo no sistema a qual
pertence e do qual depende, podemos distinguir dois subsistemas;

Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico


Processa e coordena as informações Conduz a informação da periferia para os centros
e as respostas destes para a periferia
Concluindo assim que, o cérebro necessita obrigatoriamente deste sistema de comunicação se
não ficaria isolado no meio interno e externo.

O Sistema Nervoso Central (SNC) é constituído pela espinal medula e pelo encéfalo. Todos os
nossos comportamentos são controlados por estas duas estruturas.

Espinal medula: é constituída pela substância branca no exterior (formada por neurónios com
bainha de mielina) e cinzenta no seu interior. É um prolongamento do cérebro, desempenhando duas
funções:

■ Coordenação: Remete para a responsabilidade de coordenar a atividade reflexa, reflexo


sensoriomotor. O ato reflexo é a forma de comportamento mais elementar, é uma resposta imediata,
involuntária e automática perante um estímulo;

■ Condução: Transmitindo mensagens (dor, temperatura e o toque) do cérebro, que processará


as informações em áreas específicas, para o resto do corpo e vice-versa, para processar a contração dos
músculos.

Encéfalo: Encontra-se localizado no interior do crânio, protegido pelas meninges, umas


membranas. Funciona de forma a assegurar unidade ao comportamento humano
Nervos
Sistema sensoriais
nervoso
somático Nervos
Sistema motores
Nervoso
Periférico Divisão
Excita
Sistema simpática
Sistema nervoso
Divisão
Nervoso autónomo
parassimpáti Inibe
Espinal ca
Sistema medula
Nervoso
Central (SNC)
Encéfalo

Sem este sistema todo o cérebro ficaria isolado no meio interno

Funcionamento sistémico do cérebro:

Hemisférios cerebrais – G/H/I


O cérebro humano é o maior e o que apresenta mais circunvoluções, tal como todos os
mamíferos, o ser humano apresenta um cérebro dividido em hemisférios;

Hemisfério direito:

 Controla a formação de imagens, as relações espaciais, a perceção das


formas, das cores e tonalidades afetivas e o pensamento concreto;
 Responsável pela interpretação “emocional” das situações.

Hemisfério esquerdo:

 Responsável pelo pensamento lógico, pela linguagem verbal, pelo discurso,


pelo cálculo e pela memória
 É a parte do cérebro que analisa os dados e que busca as razões que
justificam os acontecimentos.

Dado que, os hemisférios apresentam funções diferentes dá-se a lateralização hemisférica, que
é nada mais nada menos que, a assimetria entre o lado direito e o lado esquerdo do corpo. Ambos os
hemisférios estão cobertos pelo córtex cerebral, uma camada cinzenta com 3 milímetros de espessura,
que cobre os hemisférios e onde residem as capacidades superiores dos seres humanos. Se o cérebro se
encontra dividido em hemisférios com funções bastantes distintas, será possível que ambos funcionem
em simultâneo?

De entre muitos nomes, Roger Sperry, um neurobiologista que desenvolveu uma técnica para o
tratamento da epilepsia chamada “split-brain surgery” (diminuir os riscos de impulsos nervosos e
convulsões dos epilépticos a partir da separação de um conjunto de fibras que conectam os dois lados
do cérebro), procurou explicar o funcionamento integrado dos hemisférios. Para tal confirmação da
teoria do Roger Sperry temos o caso do engenheiro Charles Duryea que levava já muito tempo a
encontrar um sistema eficaz para introduzir o combustível dentro do motor do automóvel. Certo dia,
observou a sua mulher a pulverizar-se com perfume, a partir daí relacionou o pulverizador com o seu
problema, criando um carburador de injeção. Sendo assim, através do pulverizador (linguagem verbal
presente no hemisfério esquerdo) solucionou o seu problema com criatividade (hemisfério direito).

Lobos cerebrais – J
Cada hemisfério cerebral é composto por quatro lobos - frontal, parietal, occipital e temporal-
responsáveis por funções específicas, mas apesar, da sua especialização atuam de forma coordenada e
complementar.

Regiões ou lobos Localização Função Áreas Função


cerebrais
Lobos occipitais Parte inferior do Processar os •Área visual Receção dos
cérebro estímulos visuais primária dados do exterior
•Área visual e identificação do
Secundária objeto
Lobos temporais Na zona por cima Processar os •Área auditiva Recebe os dados e
das orelhas estímulos primária lhes atribui um
auditivos •Área auditiva significado,
secundária permitindo
reconhecer os
sons
Lobos parietais Parte superior do Processar os Anterior e Interpretar e
cérebro estímulos do Posterior integrar as
exterior informações
recebidas,
permitindo a
localização do
nosso corpo no
espaço, etc.
Lobos frontais Parte frontal do Processar as Córtex motor Responsável pela
cérebro actividades regulação e
cognitivas e programação dos
regulação das comportamentos
emoções

Áreas pré-frontais –K
O córtex pré-frontal (ou áreas pré-
frontais) importante na distinção do Ser Humano
as outras espécies, relacionando-se com:

 A memória: Pois permite-nos recordar do


passado;
 A consciência: Permite-nos ter
consciência das funções (planear o futuro,
resolver problemas, tomar decisões, etc.)
 As emoções (de uma forma mais
complexa). Os casos seguintes
comprovam a importância das áreas pré-
frontais:
Caso 1: Phineas Gage

O caso de Phineas Gage, um funcionário dos caminhos-de-ferro que sofrera um acidente em


que uma barra de ferro lhe perfurou a cabeça, atravessando o queixo, fazendo o olho esquerdo saltar
fora, acabando por sair pela parte superior do crânio, depois do acidente passou a apresentar
comportamentos estranhos como irritação fácil, arrogância, grande indiferença afetiva, face à sua
família não demonstrava qualquer sentimento.

Caso 2: Soldado Zasetsky

O soldado russo Zasetsky sofreu aos 23 anos uma lesão na cabeça, provocado por uma bala que
lhe perfurou o lado esquerdo do crânio. Ao ser tratado durante mais de vinte e cinco anos pelo médico
Alexander Luria. Uma das alterações que Zasetsky sofreu foi a visão fragmentada, a memória também
fragmentada e as partes do corpo estavam deformadas.

Caso 3: Elliot

Estudado por António Damásio, Elliot, após uma intervenção cirúrgica para a remoção de um
tumor sofreu sequelas nas áreas frontais. As principais foram: -mudança de personalidade, perda da
capacidade de sentir emoções, impaciência e frustração com facilidade. “ As emoções opõem-se à
razão”- dizia Descartes. No entanto Damásio mostra-nos que as emoções estão interligadas com a razão,
(por exemplo): quando sentimos medo isso faz-nos racionalizar sobre o que faremos.

Especialização e integração sistémica - L


Apesar de haver zonas cerebrais especializadas em determinadas funções, esta especialização
não pode conduzir a uma perspectiva que defenda uma localização de forma compartimentada,
modificando-se a ideia de funcionamento existente, de uma localização das funções de uma forma
compartimentada, opondo-se, atualmente, a uma conceção que constata que o cérebro funciona como
um todo, uma rede funcional. Constata-se que se uma função for perdida devido a uma lesão pode ser
recuperada por uma área vizinha, função vicariante, graças à plasticidade cerebral.

Auto-organização
O papel do meio após o nascimento vai influenciar o desenvolvimento do cérebro, os estímulos
vão ser assimilados, podendo mesmo dizer que, o efeito dos genes e dos estímulos do meio atuam de
forma concentrada no sentido de desenvolver o cérebro, processo auto-organizado.

O cérebro e a capacidade de adaptação e autonomia do ser humano -M

Lentificação do desenvolvimento humano


O sistema nervoso central (SNC) dos humanos desenvolve-se mais lentamente,
comparativamente a outros mamíferos. O Ser Humano possui um cérebro inacabado ao nascimento,
possibilitando assim uma maior capacidade de aprendizagem, o caráter embrionário do cérebro que
permite esta constante adaptação ao meio em que se insere.

Individualização cerebral
As pessoas distinguem-se pela estrutura das suas aptidões mentais pois os nossos cérebros
possuem múltiplas configurações, nem mesmo os gémeos homozigóticos possuem o cérebro com a
mesma configuração. Fatores como:- a diferença marcada nos genes, diferentes aptidões mentais
influenciam e determinam a individualização, o principal motor do cérebro é a plasticidade do cérebro,
capacidade para se modificar ao longo da vida por efeito das experiências vividas pelo sujeito.
Plasticidade cerebral
A plasticidade é a capacidade que o cérebro tem de se remodelar em função das experiências
vividas pelo Homem, reformulando assim, as suas conexões em função das necessidades e do meio em
seu redor.

Aprendizagem
Todos os novos conhecimentos adquiridos estão no coração da plasticidade. A aprendizagem é
o principal instrumento da adaptação humana

“Mapping the Brain” -N


E se fosse possível percorrer o cérebro e passear
pelos milhares de milhões de neurónios que o compõem? A
aventura tornou-se possível graças a um projeto de
reconstituição digital do cérebro a três dimensões, projeto
este realizado por cientistas canadianos e alemães, como
Katrin Amunts uma neurocientista alemã, no âmbito do
projeto europeu Human Brain. Os investigadores trabalharam
a partir do cérebro de uma mulher de 65 anos que foi
preservado em parafina e cortado em milhares de fatias com
o intuito de estudar aprofundadamente o cérebro. Cada corte
foi montado em slides e digitalizado num scanner de alta-
resolução, (50 vezes superior aos mapas de referência
anteriores). Todo este projeto serviu para estudar o cérebro e
ajudar em doenças neurodegenerativas, como a própria
Katrin afirmou, “... Podemos medir de forma precisa a
superfície e a espessura cortical. São parâmetros importantes
para as doenças neurodegenerativas...Há pequenas lesões e é
importante ver o aspecto dessas lesões e.É importante ter
informação detalhada, essa informação pode ser útil no caso
de doentes com derrame cerebral...” Os cientistas esperavam
obter diversas informações como as dimensões das células ou da densidade celular nas diversas partes
do corpo e usar este estudo para servir de exemplo a construções futuras do cérebro mais ao pormenor.
Conclusão -O
Concluindo assim que é o cérebro que marca a diferença entre os seres humanos e as outras
espécies, pois todas as experiências vividas afetam as estruturas do sistema nervoso, daí a singularidade
do ser humano, desempenha todas as suas funções através de funções específicas , células
especializadas, etc, com o intuito de transmitir, processar e armazenar informações, pois os neurônios
comunicam entre si através das sinapses, impulsos nervosos. Estima-se que haja aproximadamente 100
bilhões de neurônios em cada estrutura cerebral. Como já foi referido, o cérebro é formado por partes
importantes, com funções distintas, como o córtex cerebral, os hemisférios, os lobos, etc, de maneira a
garantir o funcionamento do cérebro como um todo, funcionamento sistémico para que todas
componentes especializadas que o constituem serem interdependentes e assegurar o cumprimento das
funções do dia-a-dia, tornando-se assim um objeto de estudo tão complexo. Diferentemente das outras
espécies, em que o programa genético não dá lugar à variabilidade, nos seres humanos as instruções
genéticas deixam espaço à variação, em que a experiência modifica o sujeito em várias estruturas. Todo,
o processo de desenvolvimento do cérebro não termina no fim da adolescência, como se afirmava até
então, afirma-se que o processo continua, estendendo-se assim a aprendizagem do cérebro. Como
comprova o seguinte esquema:
Biografias
Roger Sperry-Neurobiólogo norte-americano
(1913, no estado do Connecticut,- 1994, na
Califórnia) ficou conhecido por ter estudado as
funções cerebrais, nomeadamente a
especialização funcional dos hemisférios
cerebrais;
Charles Edgar Duryea-(15 de dezembro de 1861 -
28 de setembro de 1938) foi o engenheiro do
primeiro carro americano a gasolina

Phineas Gage- (9 de julho de 1823 - 21 de maio de


1860) foi um operário americano que, num
acidente com explosivos, teve seu cérebro
perfurado por uma barra de meta

Lev Zasetsky -(9 de agosto de 1920 a 9 de


setembro de 1993) foi um paciente tratado pelo
neuropsicólogo russo Alexander Luria, sofrera um
acidente com uma bala no cérebro;

Elliot- (?-?) um paciente. Sofrendo de um tumor


cerebral. Foi estudado por António Damásio
Alexander Romanovich Luria - (16 de julho de
1902 - 14 de agosto de 1977) era um notável
neuropsicólogo, desenvolveu uma extensa e
original bateria de testes neuropsicológicos
durante seu trabalho clínico com vítimas de lesões
cerebrais da Segunda Guerra Mundial;

António Damásio- (1944- Presente ) Médico


neurologista e investigador português, é diretor
do Departamento de Neurologia da Universidade
de Iowa, promoveu a criação de uma importante
unidade de investigação para o conhecimento da
atividade cerebral;

René Descartes- (a 31 de março de 1596, 11 de


fevereiro de 1650), é considerado o inaugurador
da época moderna da história da filosofia e
primeiro representante da corrente racionalista,
tendo colocado como núcleo da pesquisa
filosófica o problema do conhecimento;

Katrin Amunts-( 1962 Potsdam, Alemanha-


Presente) é uma neurocientista alemã. Ela é uma
das mais proeminentes neurocientistas do
mapeamento cerebral no mundo
Referências bibliográficas
Informações: Monteiro, Manuela Matos et al. Psi para Si, parte 1, Psicologia B, 12o ano. Porto
Editora

Imagem neurónios:
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&ved=2ahUKEwiE05Ol5JHlAhUGdBQKHU
AXA5QQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fslideplayer.com.br%2Fslide%2F5947332%2F&psig=AOvVaw0En1d1vu
zfSrOJrfApbFuL&ust=1570800038002930
https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwikgaKg5pH
lAhVP0uAKHWoyA1EQjRx6BAgBEAQ&url=http%3A%2F%2Fwww.colegiovascodagama.pt%2Fciencias3c%2Fdecimo%
2Funidade41.html&psig=AOvVaw3_mpDShxP5eMK2JVTfI5qb&ust=1570800567637670

Células Gliais:

https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjtl9WS55H
lAhXWAWMBHVslAkoQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fmundoeducacao.bol.uol.com.br%2Fbiologia%2Ftecido-
nervoso.htm&psig=AOvVaw2wj5qJxMM7hz7ZoUsb4MVu&ust=1570800807549412

Lobos Cerebrais:

https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwijlpWA7pH
lAhUHDxQKHb_6C0AQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fwww.infoescola.com%2Fanatomia-humana%2Flobos-
cerebrais%2F&psig=AOvVaw1LXGNR-Eu2M2n9E7vq9x5P&ust=1570802647210158

Caso Phineas Gage:

https://www.youtube.com/watch?v=F61LzZoWt3k

https://pt.slideshare.net/YanickSantos/antnio-damsio-13105735

Caso Zasetsky:

https://psicologiatranquila.wordpress.com/2015/06/15/o-homem-com-um-mundo-estilhacado/

Caso Elliot:

http://hermes-eccehomo.blogspot.com/2012/11/o-caso-elliot.html

https://pt.slideshare.net/YanickSantos/antnio-damsio-13105735

“Mapping the brain”:

https://www.youtube.com/watch?v=qPxXnY_G1ac

https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwj05Zmh-
ZHlAhVPAGMBHRVtDf0QjRx6BAgBEAQ&url=http%3A%2F%2Fwww.fz-juelich.de%2Finm%2Finm-
1%2FEN%2FForschung%2F_docs%2FBrainMapping%2FBrainMapping_node.html&psig=AOvVaw0NdKJPtCM0Riz42v
bhKuj5&ust=1570805669963940

Conclusão:

https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwj_8pi2-
ZHlAhXJDmMBHSF-CaAQjRx6BAgBEAQ&url=http%3A%2F%2Fadriana-psy.webnode.pt%2Fcerebro%2Fo-cerebro-e-
a-capacidade-de-adapta%25C3%25A7%25C3%25A3o-e-autonomia-de-ser-
humano%2F&psig=AOvVaw0MIC4M99Ho5xd1WR_ozowI&ust=1570805714009132
Biografias:

1. https://www.infopedia.pt/$roger-sperry
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wiV1JuF-pHlAhUpBGMBHc9EDV0QjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Falchetron.com%2FRoger-
Wolcott-Sperry&psig=AOvVaw0FW1Tz_6Wgg_L9SKm3CX2I&ust=1570805879745859

2. https://en.wikipedia.org/wiki/Charles_Duryea
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wi1tqyv-
pHlAhVkDmMBHRyZCmsQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fwww.findagrave.com%2Fmemorial%2F19
194%2Fcharles-edgar-duryea&psig=AOvVaw1AdidGG8np8Enq-snHc_28&ust=1570805968093963

3. https://pt.wikipedia.org/wiki/Phineas_Gage
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wjrz6i9-
pHlAhUR8uAKHcCcCHUQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fwww.britannica.com%2Fbiography%2FPhin
eas-Gage&psig=AOvVaw3gJ7-P8xcnZV-OOC-ICF53&ust=1570805997399103

4. https://en.wikipedia.org/wiki/Lev_Zasetsky

5. http://hermes-eccehomo.blogspot.com/2012/11/o-caso-elliot.html

6. https://en.wikipedia.org/wiki/Alexander_Luria
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wiC3Mzz-
pHlAhVvA2MBHTCvAsIQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fes.wikipedia.org%2Fwiki%2FAleksandr_L%2
5C3%25BAriya&psig=AOvVaw09c6iTfEFX_9yFF5dBt2Ap&ust=1570806103298243

7. https://www.infopedia.pt/$antonio-damasio
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wiu4LGe-
5HlAhUpBWMBHWzgArUQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fpt.wikipedia.org%2Fwiki%2FAnt%25C3%
25B3nio_Dam%25C3%25A1sio&psig=AOvVaw3vZB7BlZXRwjVR1uZ_Immq&ust=1570806200924023

8. https://www.infopedia.pt/$rene-descartes
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wie8qqp-
5HlAhWeAmMBHaPzCNkQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fpt.wikipedia.org%2Fwiki%2FRen%25C3%
25A9_Descartes&psig=AOvVaw0qKE_Ilw71e4vIyAHw2_6L&ust=1570806223672156

9. https://en.wikipedia.org/wiki/Katrin_Amunts
https://www.google.com/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKE
wj75Yfe-5HlAhUHmxQKHUfSDf4QjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Falchetron.com%2FKatrin-
Amunts&psig=AOvVaw2bbYW595YFWG8H_XqU-YUe&ust=1570806334396378