Você está na página 1de 257

Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

1. Responsáveis pelo formulário


1.0 - Identificação dos responsáveis 1

1.1 – Declaração do Diretor Presidente 2

1.2 - Declaração do Diretor de Relações com Investidores 3

1.3 - Declaração do Diretor Presidente/Relações com Investidores 4

2. Auditores independentes
2.1/2.2 - Identificação e remuneração dos Auditores 5

2.3 - Outras informações relevantes 7

3. Informações financ. selecionadas


3.1 - Informações Financeiras 8

3.2 - Medições não contábeis 9

3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras 11

3.4 - Política de destinação dos resultados 12

3.5 - Distribuição de dividendos e retenção de lucro líquido 13

3.6 - Declaração de dividendos à conta de lucros retidos ou reservas 14

3.7 - Nível de endividamento 15

3.8 - Obrigações 16

3.9 - Outras informações relevantes 17

4. Fatores de risco
4.1 - Descrição dos fatores de risco 18

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado 32

4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes 37

4.4 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos cujas partes contrárias sejam administradores, 41
ex-administradores, controladores, ex-controladores ou investidores

4.5 - Processos sigilosos relevantes 42

4.6 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais repetitivos ou conexos, não sigilosos e relevantes em 43
conjunto

4.7 - Outras contingências relevantes 44


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

4.8 - Regras do país de origem e do país em que os valores mobiliários estão custodiados 45

5. Gerenciamento de riscos e controles internos


5.1 - Política de gerenciamento de riscos 46

5.2 - Política de gerenciamento de riscos de mercado 50

5.3 - Descrição dos controles internos 54

5.4 - Programa de Integridade 56

5.5 - Alterações significativas 60

5.6 - Outras inf. relev. - Gerenciamento de riscos e controles internos 61

6. Histórico do emissor
6.1 / 6.2 / 6.4 - Constituição do emissor, prazo de duração e data de registro na CVM 62

6.3 - Breve histórico 63

6.5 - Informações de pedido de falência fundado em valor relevante ou de recuperação judicial ou extrajudicial 66

6.6 - Outras informações relevantes 67

7. Atividades do emissor
7.1 - Descrição das principais atividades do emissor e suas controladas 68

7.1.a - Informações específicas de sociedades de economia mista 70

7.2 - Informações sobre segmentos operacionais 71

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais 73

7.4 - Clientes responsáveis por mais de 10% da receita líquida total 81

7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades 82

7.6 - Receitas relevantes provenientes do exterior 84

7.7 - Efeitos da regulação estrangeira nas atividades 86

7.8 - Políticas socioambientais 87

7.9 - Outras informações relevantes 91

8. Negócios extraordinários
8.1 - Negócios extraordinários 92

8.2 - Alterações significativas na forma de condução dos negócios do emissor 93


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

8.3 - Contratos relevantes celebrados pelo emissor e suas controladas não diretamente relacionados com suas 94
atividades operacionais

8.4 - Outras inf. Relev. - Negócios extraord. 95

9. Ativos relevantes
9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros 96

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.a - Ativos imobilizados 97

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.b - Ativos intangíveis 98

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.c - Participações em sociedades 99

9.2 - Outras informações relevantes 101

10. Comentários dos diretores


10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais 103

10.2 - Resultado operacional e financeiro 127

10.3 - Eventos com efeitos relevantes, ocorridos e esperados, nas demonstrações financeiras 132

10.4 - Mudanças significativas nas práticas contábeis - Ressalvas e ênfases no parecer do auditor 135

10.5 - Políticas contábeis críticas 136

10.6 - Itens relevantes não evidenciados nas demonstrações financeiras 137

10.7 - Comentários sobre itens não evidenciados nas demonstrações financeiras 138

10.8 - Plano de Negócios 139

10.9 - Outros fatores com influência relevante 141

11. Projeções
11.1 - Projeções divulgadas e premissas 142

11.2 - Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas 143

12. Assembleia e administração


12.1 - Descrição da estrutura administrativa 144

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais 151

12.3 - Regras, políticas e práticas relativas ao Conselho de Administração 156

12.4 - Descrição da cláusula compromissória para resolução de conflitos por meio de arbitragem 157

12.5/6 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal 158


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

12.7/8 - Composição dos comitês 166

12.9 - Existência de relação conjugal, união estável ou parentesco até o 2º grau relacionadas a administradores 169
do emissor, controladas e controladores

12.10 - Relações de subordinação, prestação de serviço ou controle entre administradores e controladas, 170
controladores e outros

12.11 - Acordos, inclusive apólices de seguros, para pagamento ou reembolso de despesas suportadas pelos 171
administradores

12.12 - Outras informações relevantes 172

13. Remuneração dos administradores


13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não estatutária 173

13.2 - Remuneração total do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal 177

13.3 - Remuneração variável do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal 181

13.4 - Plano de remuneração baseado em ações do conselho de administração e diretoria estatutária 184

13.5 - Remuneração baseada em ações do conselho de administração e da diretoria estatuária 185

13.6 - Informações sobre as opções em aberto detidas pelo conselho de administração e pela diretoria estatuária 186

13.7 - Opções exercidas e ações entregues relativas à remuneração baseada em ações do conselho de 187
administração e da diretoria estatuária

13.8 - Informações necessárias para a compreensão dos dados divulgados nos itens 13.5 a 13.7 - Método de 188
precificação do valor das ações e das opções

13.9 - Participações em ações, cotas e outros valores mobiliários conversíveis, detidas por administradores e 189
conselheiros fiscais - por órgão

13.10 - Informações sobre planos de previdência conferidos aos membros do conselho de administração e aos 190
diretores estatutários

13.11 - Remuneração individual máxima, mínima e média do conselho de administração, da diretoria estatutária e 191
do conselho fiscal

13.12 - Mecanismos de remuneração ou indenização para os administradores em caso de destituição do cargo ou 192
de aposentadoria

13.13 - Percentual na remuneração total detido por administradores e membros do conselho fiscal que sejam 193
partes relacionadas aos controladores

13.14 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal, agrupados por órgão, recebida por 194
qualquer razão que não a função que ocupam

13.15 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal reconhecida no resultado de 195


controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob controle comum e de controladas do emissor

13.16 - Outras informações relevantes 196

14. Recursos humanos


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

14.1 - Descrição dos recursos humanos 197

14.2 - Alterações relevantes - Recursos humanos 199

14.3 - Descrição da política de remuneração dos empregados 200

14.4 - Descrição das relações entre o emissor e sindicatos 201

14.5 - Outras informações relevantes 202

15. Controle e grupo econômico


15.1 / 15.2 - Posição acionária 203

15.3 - Distribuição de capital 205

15.4 - Organograma dos acionistas e do grupo econômico 206

15.5 - Acordo de acionistas arquivado na sede do emissor ou do qual o controlador seja parte 207

15.6 - Alterações relevantes nas participações dos membros do grupo de controle e administradores do emissor 208

15.7 - Principais operações societárias 209

15.8 - Outras informações relevantes 210

16. Transações partes relacionadas


16.1 - Descrição das regras, políticas e práticas do emissor quanto à realização de transações com partes 211
relacionadas

16.2 - Informações sobre as transações com partes relacionadas 212

16.3 - Identificação das medidas tomadas para tratar de conflitos de interesses e demonstração do caráter 215
estritamente comutativo das condições pactuadas ou do pagamento compensatório adequado

16.4 - Outras informações relevantes 216

17. Capital social


17.1 - Informações sobre o capital social 217

17.2 - Aumentos do capital social 218

17.3 - Informações sobre desdobramentos, grupamentos e bonificações de ações 219

17.4 - Informações sobre reduções do capital social 220

17.5 - Outras informações relevantes 221

18. Valores mobiliários


18.1 - Direitos das ações 222
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Índice

18.2 - Descrição de eventuais regras estatutárias que limitem o direito de voto de acionistas significativos ou que 224
os obriguem a realizar oferta pública

18.3 - Descrição de exceções e cláusulas suspensivas relativas a direitos patrimoniais ou políticos previstos no 225
estatuto

18.4 - Volume de negociações e maiores e menores cotações dos valores mobiliários negociados 226

18.5 - Outros valores mobiliários emitidos no Brasil 227

18.5.a - Número de Titulares de Valores Mobiliários 228

18.6 - Mercados brasileiros em que valores mobiliários são admitidos à negociação 229

18.7 - Informação sobre classe e espécie de valor mobiliário admitida à negociação em mercados estrangeiros 230

18.8 - Títulos emitidos no exterior 231

18.9 - Ofertas públicas de distribuição efetuadas pelo emissor ou por terceiros, incluindo controladores e 232
sociedades coligadas e controladas, relativas a valores mobiliários do emissor

18.10 - Destinação de recursos de ofertas públicas de distribuição e eventuais desvios 233

18.11 - Descrição das ofertas públicas de aquisição feitas pelo emissor relativas a ações de emissão de terceiros 234

18.12 - Outras infomações relevantes 235

19. Planos de recompra/tesouraria


19.1 - Informações sobre planos de recompra de ações do emissor 236

19.2 - Movimentação dos valores mobiliários mantidos em tesouraria 237

19.3 - Outras inf. relev. - recompra/tesouraria 239

20. Política de negociação


20.1 - Informações sobre a política de negociação de valores mobiliários 240

20.2 - Outras informações relevantes 241

21. Política de divulgação


21.1 - Descrição das normas, regimentos ou procedimentos internos relativos à divulgação de informações 244

21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos relativos à manutenção 246
de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas

21.3 - Administradores responsáveis pela implementação, manutenção, avaliação e fiscalização da política de 250
divulgação de informações

21.4 - Outras informações relevantes 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

1.0 - Identificação dos responsáveis

Nome do responsável pelo conteúdo do Heron Albergaria de Melo


formulário
Cargo do responsável Diretor de Relações com Investidores

PÁGINA: 1 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

1.1 – Declaração do Diretor Presidente

Marcio Lopes Fernandes de Barros, Diretor Presidente da Cia de Ferro Ligas da Bahia –
FERBASA, declara que:

a) reviu o Formulário de Referência;

b) todas as informações contidas no formulário atendem ao disposto na Instrução


CVM nº 480, em especial aos artigos 14 a 19;

c) o conjunto de informações nele contido é um retrato verdadeiro, preciso e completo


da situação econômico-financeira do emissor e dos riscos inerentes às suas atividades
e dos valores mobiliários por ele emitidos.

Marcio Lopes Fernandes de Barros


Diretor Presidente
Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA

PÁGINA: 2 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

1.2 - Declaração do Diretor de Relações com Investidores

Heron Albergaria de Melo, Diretor de Relações com Investidores da Cia de Ferro Ligas
da Bahia – FERBASA, declara que:

a) reviu o Formulário de Referência;

b) todas as informações contidas no formulário atendem ao disposto na Instrução


CVM nº 480, em especial aos artigos 14 a 19;

c) o conjunto de informações nele contido é um retrato verdadeiro, preciso e completo


da situação econômico-financeira do emissor e dos riscos inerentes às suas atividades
e dos valores mobiliários por ele emitidos.

Heron Albergaria de Melo


Diretor de Relações com Investidores
Cia de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA

PÁGINA: 3 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

1.3 - Declaração do Diretor Presidente/Relações com Investidores

A declaração pertinente a este tópico foi divulgada nos itens 1.1 e 1.2.

PÁGINA: 4 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

2.1/2.2 - Identificação e remuneração dos Auditores

Possui auditor? SIM

Código CVM 287-9

Tipo auditor Nacional


Nome/Razão social PricewaterhouseCoopers Auditores
CPF/CNPJ 06.142.225/0003-20
Data Início 01/04/2012
Descrição do serviço contratado Auditoria das Demonstrações Financeiras para os exercícios sociais findos em 31/12/2012, 31/12/2013, 31/12/2014,
31/12/2015, 31/12/2016
e revisão especial das informações trimestrais destes exercícios.
Montante total da remuneração dos auditores Os honorários pelos serviços de revisão do ano de 2016 são equivalentes a R$ 402.000,00
independentes segregado por serviço
Justificativa da substituição Atendendo a rotatividade de auditores independentes, em conformidade com o caput do art. 31 da Instrução Normativa CVM
308/99.
Razão apresentada pelo auditor em caso da discordância Não se aplica.
da justificativa do emissor
Nome responsável técnico DATA_INICIO_ATUACAO CPF Endereço
Av. Tancredo Neves 620, Edf. Empresarial, 30º e 34º Andar, Mundo Plaza, Pituba, Salvador, BA,
Fábio Cajazeira Mendes 28/07/2016 486.137.205-44 Brasil, CEP 41820-020, Telefone (71) 33191900, Fax (71) 33191937, e-mail:
leandro.ardito@br.pwc.com
Av. Tancredo Neves 620, Edf. Empresarial, 30º e 34º Andar, Mundo Plaza, Pituba, Salvador, BA,
Leandro Mauro Ardito 01/01/2013 157.009.658-95 Brasil, CEP 41820-020, Telefone (71) 33191900, Fax (71) 33191937, e-mail:
leandro.ardito@br.pwc.com

PÁGINA: 5 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Possui auditor? SIM

Código CVM 385-9

Tipo auditor Nacional


Nome/Razão social Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes
CPF/CNPJ 33.036.252/0009-87
Data Início 01/01/2017
Descrição do serviço contratado Auditoria das Demonstrações Financeiras para os exercícios sociais findos em 31/12/2017, 31/12/2018 e 31/12/2019 e revisão
especial das informações trimestrais destes exercícios.
Montante total da remuneração dos auditores Os honorários pelos serviços para o triênio, são equivalentes a R$ 1.100.000,00 (um milhão e cem mil reais)
independentes segregado por serviço
Justificativa da substituição Não se aplica.
Razão apresentada pelo auditor em caso da discordância Não se aplica.
da justificativa do emissor
Nome responsável técnico DATA_INICIO_ATUACAO CPF Endereço
Av. Tancredo Neves 450, Salas 29-01 e 29-02, Edf. Suarez Trade, Caminho das Árvores,
José Luiz Santos Vaz Sampaio 01/01/2017 399.500.505-53 Salvador, BA, Brasil, CEP 41820-020, Telefone (71) 21039400, Fax (71) 21039400, e-mail:
ruramos@deloitte.com

PÁGINA: 6 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

2.3 - Outras informações relevantes

A Companhia, através de Reunião do Conselho de Administração em 22 de dezembro de


2016, aprovou a contratação da Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes em
substituição a PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes (PwC). De acordo com os
poderes conferidos pela alínea i, do artigo 11, do Estatuto Social e em conformidade com os
limites fixados no art. 31 da Instrução CVM 308/99 e suas alterações.

PÁGINA: 7 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.1 - Informações Financeiras - Consolidado

(Reais) Exercício social (31/12/2018) Exercício social (31/12/2017) Exercício social (31/12/2016)
Patrimônio Líquido 1.749.115.000,00 1.522.558.000,00 1.357.444.000,00
Ativo Total 2.659.910.000,00 1.856.461.000,00 1.657.620.000,00
Rec. Liq./Rec. Intermed. 1.381.056.000,00 1.108.722.000,00 1.096.154.000,00
Fin./Prem. Seg. Ganhos
Resultado Bruto 482.721.000,00 391.794.000,00 173.714.000,00
Resultado Líquido 309.188.000,00 270.262.000,00 70.182.000,00
Número de Ações, Ex-Tesouraria 85.096.700 85.096.700 85.096.700
(Unidades)
Valor Patrimonial da Ação (Reais 20,554400 17,239100 15,950000
Unidade)
Resultado Básico por Ação 3,633400 3,175900 0,824732

PÁGINA: 8 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.2 - Medições não contábeis

a) Valor das medições não contábeis, com a o EBITDA Ajustado.

Composição do EBITDA (em R$ mil) 2018 2017 2016

EBITDA ajustado 425.914 321.289 69.997

b) Conciliações entre os valores divulgados e os valores das demonstrações financeiras


auditadas.

O EBITDA não é uma medida definida pelas normas brasileiras e internacionais de


contabilidade e representa o lucro do exercício, antes dos juros, imposto de renda e
contribuição social, depreciação, amortização e exaustão. A FERBASA está apresentando o
seu EBITDA Ajustado de acordo com a Instrução CVM 527/12, adicionando ou excluindo do
indicador o valor justo de ativos biológicos, perda (ganho) na baixa de ativo imobilizado,
constituição (reversão) de provisão para contingências e outros valores que afetam o
resultado operacional, mas constituem-se valores não recorrentes.

O EBITDA não representa o fluxo de caixa para os períodos apresentados, não devendo ser
considerado como base para distribuição de dividendos, alternativa para o lucro líquido, ou
ainda, como indicador de liquidez.

Composição do EBITDA (em R$ mil) 2018 2017 2016

Lucro (Prejuízo) líquido do período 309.188 270.262 70.182


(+/-) IRPJ/CSLL 40.712 38.626 (28.281)
(+/-) Resultado financeiro líquido 25.874 (62.874) (37.087)
(+/-) Depreciação, exaustão e amortização 114.570 86.200 60.907
EBITDA 490.344 332.214 65.721
(+/-) Valor justo de ativos biológicos 7.888 (14.382) (6.285)
(+/-) Baixa de imobilizado 719 2.693 (87)
(+/-) Provisão para contingências 2.103 764 10.648
(+/-) Ganho por compra vantajosa (75.140) - -
EBITDA ajustado 425.914 321.289 69.997

c) Explicar o motivo pelo qual entende que tal medição é mais apropriada para a correta
compreensão da sua condição financeira e do resultado de suas operações

PÁGINA: 9 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.2 - Medições não contábeis

A Administração da Companhia utiliza o EBITDA como medida de desempenho e entende


que a sua apresentação é mais apropriada para a correta compreensão da condição
financeira da Companhia, pois se trata de uma medida prática para aferir o desempenho
operacional e permitir uma comparação com outras companhias do mesmo segmento, ainda
que estas possam calculá-lo de maneira distinta.

Estas características, no entendimento da Companhia, tornam o EBITDA uma medida mais


prática e apropriada de seu desempenho, apurando o resultado advindo exclusivamente do
desenvolvimento de suas atividades.

PÁGINA: 10 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.3 - Eventos subsequentes às últimas demonstrações financeiras

Eventos subsequentes, elaborados em cumprimento às regras previstas no Pronunciamento


Técnico CPC 24, aprovado pela Deliberação CVM nº 593/09, prestados nas Demonstrações
Financeiras Consolidadas, dos seus respectivos exercícios sociais:

(i) No exercício findo em 31 de dezembro de 2018:


Não houve eventos subsequentes prestados no referido exercício social.

(ii) No exercício findo em 31 de dezembro de 2017:


Aquisição da BW Guirapá I

Em 22 de dezembro de 2017, a Companhia comunicou através de “Fato Relevante” aos


seus acionistas e ao mercado em geral, a celebração de um contrato de compra e venda
de 100% (cem por cento) das ações de emissão da BW I (“Contrato de Compra e Venda”
e “Operação”, respectivamente). O preço de aquisição acordado entre as partes foi de R$
450.000, e poderá ser acrescido pelo pagamento de um valor de até R$ 40.000, a título
de contraprestação contingente, observado o atingimento de metas futuras estipuladas
no Contrato de Compra e Venda;

Em 06 de fevereiro de 2018, a Superintendência Geral do Conselho Administrativo de


Defesa Econômica (“CADE”) aprovou, sem restrições, a operação de compra, pela
FERBASA, de 100% (cem por cento) das ações de emissão da empresa BW I, de
propriedade do Santander Corretora de Seguros, Investimentos e Serviços S.A. e da
Brazil Wind S.A.

A consumação da aquisição dependerá, dentre outros fatores, das aprovações societárias


necessárias e da aprovação das instituições financeiras credoras da BW Guirapá, as
quais a Companhia espera que sejam obtidas no 1º semestre de 2018.

(iii) No exercício findo em 31 de dezembro de 2016:


Não houve eventos subsequentes prestados no referido exercício social.

PÁGINA: 11 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.4 - Política de destinação dos resultados

A política de destinação dos resultados nos exercícios sociais de 2018, 2017 e 2016
contemplou:

a) Regras sobre retenção de lucros

Após a apropriação das reservas obrigatórias, exigidas por lei, e atribuições dos
dividendos a serem distribuídos aos acionistas, é constituída uma reserva para
investimento, a ser realizada de acordo com o Orçamento de Capital da Companhia.

b) Regras sobre distribuição de dividendos

Dividendos mínimos de 25% do lucro ajustado de acordo com a Lei 6.404/76.

c) Periodicidade das distribuições de dividendos

De acordo com o Estatuto Social da Companhia, o Conselho de Administração pode


determinar o levantamento de balanços e demonstrações financeiras intermediárias,
trimestrais ou semestrais, e, com base em tais balanços, aprovar a distribuição de
dividendos intermediários e intercalares ou juros sobre o capital próprio. Estes
dividendos intermediários e intercalares e juros sobre o capital próprio poderão ser
imputados ao dividendo mínimo obrigatório.

d) Eventuais restrições à distribuição de dividendos impostas por legislação ou


regulamentação especial aplicável ao emissor, assim como contratos, decisões judiciais,
administrativas ou arbitrais.

Não houve.

PÁGINA: 12 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.5 - Distribuição de dividendos e retenção de lucro líquido


(Reais) Exercício social 31/12/2018 Exercício social 31/12/2017 Exercício social 31/12/2016
Lucro líquido ajustado 173.815.000,00 207.399.000,00 42.997.000,00
Dividendo distribuído em relação ao lucro líquido ajustado 56,000000 43,000000 30,000000
(%)
Taxa de retorno em relação ao patrimônio líquido do emissor 17,654600 17,787800 5,170000
(%)
Dividendo distribuído total 96.633.838,00 90.134.671,00 12.899.066,70
Lucro líquido retido 77.181.713,67 117.264.000,00 30.097.933,30
Data da aprovação da retenção 23/04/2019 12/04/2018 27/04/2017

Lucro líquido retido Montante Pagamento dividendo Montante Pagamento dividendo Montante Pagamento dividendo

Juros Sobre Capital Próprio


Ordinária 7.865.572,03 20/06/2018 7.963.573,90 25/07/2017
Preferencial 16.390.987,97 20/06/2018 16.595.213,10 25/07/2017
Ordinária 10.239.015,86 20/09/2018
Preferencial 21.336.984,14 20/09/2018
Ordinária 10.519.107,22 20/12/2018
Preferencial 21.920.663,78 20/12/2018
Ordinária 2.711.350,48 22/01/2019
Preferencial 5.650.156,52 22/01/2019
Ordinária 7.391.297,68 28/09/2017
Preferencial 15.402.652,32 28/09/2017
Ordinária 7.312.609,08 18/12/2017
Preferencial 15.238.673,92 18/12/2017
Ordinária 6.560.107,56 18/01/2018
Preferencial 13.670.543,44 18/01/2018
Dividendo Obrigatório
Ordinária 3.485.604,80 19/05/2017
Preferencial 7.263.617,45 19/05/2017
Outros
Ordinária 697.120,96 19/05/2017
Preferencial 1.452.723,49 19/05/2017

PÁGINA: 13 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.6 - Declaração de dividendos à conta de lucros retidos ou reservas

Para os exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2017 e 2018 não houve


distribuição de dividendos declarados à conta de lucros retidos ou reservas constituídas em
exercícios sociais anteriores.

Para o exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2016, conforme deliberado na


Reunião do Conselho de Administração, realizada no dia 07 de dezembro de 2016, foi
aprovada a distribuição de Juros sobre Capital Próprio, no valor global de R$ 65.684.000,00,
efetuada com recursos provenientes do saldo parcial da reserva de lucro de exercícios
anteriores (ações ordinárias: R$ 0,7244582528 por ação; ações preferenciais: R$
0,7969040781 por ação), com pagamento realizado em 19 de janeiro de 2017.

PÁGINA: 14 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.7 - Nível de endividamento

Exercício Social Soma do Passivo Tipo de índice Índice de Descrição e motivo da utilização de outro índice
Circulante e Não endividamento
Circulante
31/12/2018 396.815.000,00 Índice de Endividamento 22,68660000

PÁGINA: 15 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.8 - Obrigações
Exercício social (31/12/2018)
Tipo de Obrigação Tipo de Garantia Outras garantias ou Inferior a um ano Um a três anos Três a cinco anos Superior a cinco anos Total
privilégios
Financiamento Garantia Real 44.071.000,00 109.297.000,00 51.440.000,00 192.007.000,00 396.815.000,00
Total 44.071.000,00 109.297.000,00 51.440.000,00 192.007.000,00 396.815.000,00
Observação
Relativamente à BW Guirapá I: penhor: a) das ações; b) de direitos creditórios; c) de direitos emergentes; e d) de máquinas e equipamentos; cessão fiduciária de direitos creditórios e fiança bancária.

PÁGINA: 16 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

3.9 - Outras informações relevantes

Todas as informações relevantes foram divulgadas nos itens anteriores.

PÁGINA: 17 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


A Companhia está sujeita a diversos riscos que podem influenciar a decisão de investimento
e prejudicar seus negócios, resultantes de alterações nas condições políticas, sociais,
ambientais, econômicas, de mercado, dos resultados de suas operações e de situação
financeira. Abaixo, descreveremos os principais riscos aos quais a Companhia está exposta.

a. ao emissor

A complexidade das operações da Companhia e a alta exposição a riscos externos inerentes


à atividade podem impactar de forma negativa a continuidade das operações da Companhia.

A Companhia pode não conseguir executar integralmente sua estratégia de negócios e


manter a estabilidade dos resultados operacionais e das taxas de crescimento.

A Companhia está sujeita a rigorosas leis e regulamentos nas esferas federal, estadual e
municipal e o descumprimento dessas leis ou regulamentos, ou a ocorrência de acidentes
que afetem o meio ambiente, proveniente das operações da Companhia (mineração, recursos
florestais e metalurgia), podem resultar em sanções de natureza administrativa, civil e/ou
criminal com multas, obrigações de indenizar e/ou desembolsos financeiros por parte da
Companhia, os quais podem afetar adversamente os seus resultados operacionais e sua
condição financeira.

A Companhia, atenta aos problemas globais atinentes ao Meio Ambiente e, em conformidade


com a legislação ambiental, opera consoante suas licenças ambientais e tem a gestão
ambiental das áreas florestal, mineração e metalurgia certificada pela ISO 14001.

A Companhia está exposta aos riscos de danos decorrentes das mudanças climáticas, tais
como altas temperaturas, inundações e chuvas extremas e riscos da natureza, como danos
decorrentes de pragas, doenças, incêndios florestais e outras forças da natureza
(desabamentos das minas, enchentes, dentre outras). Adicionalmente, possui processos que
visam mitigar esses riscos, incluindo inspeções regulares nas áreas de plantio e contratação
de empresa especializada para análise das condições estruturais da mina e desenvolvimento
de planos contingenciais.

Nas operações de prospecção para descobertas de novas reservas de minério de cromo, os


custos de pesquisa e sondagem têm resultados incertos, principalmente em nossa mina
subterrânea localizada na cidade de Andorinha/ Bahia, fator que pode ocasionar desistência
ou alterações nas decisões tendo em vista os custos a serem despendidos. Os acidentes nas
operações podem provocar um direcionamento de investimentos extraordinários para
contenção dos riscos.

Nas atividades de plantio, cultivo e reflorestamento das espécies eucalipto, as condições


climáticas a cada período são condições determinantes para as decisões de investimento

PÁGINA: 18 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


neste segmento, pois tanto o aquecimento da temperatura pode provocar incêndios de
proporções significativas, quanto o excesso de chuvas que podem danificar extensas áreas
plantadas, ou ainda ocasionar, independente dos problemas já citados, uma redução da
curva de crescimentos da floresta por baixa no índice pluviométrico.

O índice pluviométrico de cada período pode aumentar significativamente os custos no


processo de carvoejamento para produção de biorredutor, insumo importantíssimo na
produção de ferroligas.

A Companhia pode não dispor de uma cobertura de seguro adequada para determinados
riscos de negócio.

A Companhia possui cobertura de seguro para danos causados em suas instalações prediais
utilizadas para as atividades administrativas, provocados por incêndio derivado de causas
diversas; possui seguro para cobertura de danos em equipamentos de tecnologia da
informação; conta com apólice de responsabilidade civil e de administradores e gestores;
porém não mantém cobertura de seguros para riscos como os riscos relacionados às suas
florestas, causados pela seca, por incêndio, por pestes e por pragas. A ocorrência de perdas
ou outros danos não cobertos pelo seguro, ou que excedam os limites do seguro, pode
resultar em custos adicionais inesperados e reduzir a disponibilidade de madeira para a
Companhia.

A Companhia não possui seguros para cobrir eventuais perdas associadas à interrupção da
produção, o que pode exigir gastos adicionais para solucionar o problema e consequente
redução da quantidade de caixa disponível para as operações. Além do mais, longas
interrupções do negócio podem prejudicar a reputação da Companhia e levar à perda de
clientes, o que pode implicar em um impacto negativo relevante ao negócio, aos resultados
das operações, fluxos de caixa e à situação financeira da Companhia.

Em função da natureza de suas atividades, da distribuição das florestas em diversas áreas


distintas e das medidas preventivas adotadas contra incêndio e outros riscos da floresta, a
Companhia concluiu, tecnicamente, pela não contratação de seguros contra danos causados
às mesmas. Ademais, historicamente, as políticas de proteção e prevenção adotadas na
atividade florestal têm se mostrado altamente eficientes, sem que tenha havido qualquer
comprometimento às atividades e à condição financeira da Companhia.

Ressalte-se, a estrutura de seguros da Companhia, em alinhamento com a revisão geral dos


riscos, atualmente em curso, encontra-se em processo de reavaliação.

PÁGINA: 19 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


Greves, reivindicações trabalhistas e relacionamento com sindicatos de trabalhadores podem
gerar paralisações temporárias das operações da Companhia, afetando de maneira adversa a
operação de suas unidades.

A Companhia possui um número substancial de empregados representados por sindicatos de


trabalhadores, onde as condições do contrato de trabalho são reguladas por acordos ou
convênios coletivos de trabalho que estão sujeitos a negociações periódicas. As greves e
outras paralisações trabalhistas poderiam afetar o custo de operação, bem como o tempo de
produção de certos produtos.

Além disso, a Companhia está sujeita a investigações periódicas e regulares por parte do
Ministério do Trabalho e Emprego e do Ministério Público do Trabalho visando ao
cumprimento das normas trabalhistas, incluindo as relativas à saúde e segurança no
trabalho. Essas investigações podem resultar em multas e processos que podem afetar
materialmente e adversamente os negócios, os resultados e as condições financeiras da
Companhia.

A Companhia busca, intensivamente, dar cumprimento total às determinações legais e


acordos coletivos, além da manutenção de um clima sempre favorável ao diálogo e ao
relacionamento equilibrado junto aos representantes dos grupos sindicais e conselhos de
classe, de modo a reduzir o risco de possíveis greves e paralisações.

Para mais detalhes, veja o item 14.4 deste Formulário de Referência.

Contingências (fiscais, cíveis, trabalhistas e ambientais) podem afetar de maneira negativa


seus negócios, caso as decisões judiciais não sejam favoráveis à Companhia.

A Companhia está envolvida em vários processos judiciais em que as contrapartes


reivindicam valores substanciais. Os resultados desses processos podem resultar em
obrigações que podem afetar de maneira relevante e negativa seus negócios e o valor de suas
ações. Para mais informações, consulte o item 4.3 deste Formulário de Referência.

Os dividendos da Companhia podem ser afetados pelas mudanças das premissas que
apresentam um risco significativo, com probabilidade de causar um ajuste relevante nos
valores contábeis de ativos e passivos.

A Companhia está avaliando, de forma antecipada, as premissas que podem impactar as respectivas
contas sujeitas a julgamentos e estimativas. As estimativas e premissas que apresentam um risco
significativo, com probabilidade de causar um ajuste relevante nos valores contábeis de
ativos e passivos para o próximo exercício social, estão contempladas a seguir:

PÁGINA: 20 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


 Ativos biológicos: O cálculo do valor justo dos ativos biológicos leva em consideração
diversas premissas com significativo grau de julgamento, tais como, preço estimado de
venda, quantidade cúbica de madeira, incremento médio anual por horto florestal e
taxa de risco do negócio. Quaisquer mudanças nessas premissas utilizadas podem
implicar na alteração do resultado do fluxo de caixa descontado e, consequentemente,
na valorização desses ativos.

 Provisão para fechamento de minas: A Companhia considera as estimativas dos custos


de fechamento das minas como uma prática contábil crítica por envolver valores
relevantes de provisão, por se tratar de estimativas que envolvem diversas premissas,
tais como, taxa de juros, inflação, vida útil do ativo considerando o estágio atual de sua
exaustão e as datas projetadas de exaustão. Apesar das estimativas serem revistas
anualmente, essa provisão requer a assunção de premissas para projetar os fluxos de
caixa aplicáveis às operações.

 Valor justo de instrumentos financeiros: O valor justo dos instrumentos financeiros


que não são negociados em mercados ativos (por exemplo, derivativos de balcão) é
determinado mediante o uso de técnicas de avaliação. Essas técnicas de avaliação
maximizam o uso de informações obtidas juntos aos gestores de fundos ou instituições
financeiras com os quais a Companhia mantém os instrumentos financeiros. Os
valores justos, reconhecidos nas demonstrações financeiras, podem não representar o
montante de caixa que a Companhia receberia ou pagaria no momento da liquidação
das operações.

 Provisão para obsolescência de estoques: A Companhia mantém provisões para


obsolescência e giro lento, relacionadas aos itens sem rotatividade há mais de 5 anos. A
determinação desta provisão é feita com a utilização das melhores informações
disponíveis na data das demonstrações financeiras, envolvendo experiências de
eventos passados, além de especialistas da área, quando aplicável.

 Provisão para obrigações atuariais: O valor atual das obrigações dos planos de
benefício pós-emprego com característica de benefício definido, referentes ao plano de
assistência médica e previdência privada e prêmio de aposentadoria, dependem de
uma série de fatores que são determinados com base em cálculos atuariais, que
utilizam uma série de premissas. Entre as premissas usadas na determinação do custo
(receita) líquido para os planos de benefícios pós-emprego, está a taxa de desconto.
Quaisquer mudanças nessas premissas afetarão o valor contábil das obrigações dos
planos de benefício pós-emprego.

 Vida útil do ativo imobilizado: A Companhia revisa a vida útil estimada dos bens do
ativo imobilizado e a reserva lavrável estimada das minas, anualmente, no fim de cada
período de relatório.

PÁGINA: 21 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


b. a seu controlador, direto ou indireto, ou grupo de controle

Os interesses do acionista controlador podem ser divergentes dos interesses dos demais
acionistas da Companhia.

A Fundação José Carvalho detém 98,80% das ações ordinárias da Companhia e pode eleger a
maioria dos membros do Conselho de Administração e controlar o resultado das principais
tomadas de decisões que requerem a aprovação dos acionistas, tais como reorganizações
societárias, transações com partes relacionadas e pagamento de dividendos futuros, dentre
outros.

c. a seus acionistas

Não há identificação de risco cuja origem esteja em seus acionistas (exceto acionista
controlador já mencionado no item b) que possam gerar interesses divergentes ou que
possam influenciar as decisões da Companhia.

d. a suas controladas e coligadas

Não há riscos relevantes decorrentes da relação da Companhia com suas controladas, que
arrendaram suas instalações à controladora.

e. a seus fornecedores

Elevações no preço de insumos podem aumentar o custo de produção e reduzir a


rentabilidade da Companhia.

Podem ocorrer aumentos de preço em insumos em valores superiores àqueles apurados


pelos índices de reajustamento dos contratos, causando uma diminuição na rentabilidade da
Companhia. Adicionalmente, a ocorrência de alterações na legislação tributária, mediante a
alteração de alíquotas de impostos ou a criação de novos tributos que venham a encarecer os
insumos necessários à produção da Companhia, aumentando o custo final do produto a ser
entregue em valores superiores àqueles que o mercado consumidor pode absorver, gerando,
assim, dificuldades na comercialização dos produtos; ou a diminuição da lucratividade da
Companhia, impactando negativamente as atividades, resultados operacionais e sua situação
financeira.

As operações da Companhia consomem muita energia elétrica e custos mais elevados com
energia ou escassez de energia podem afetar, de maneira adversa, os negócios da
Companhia

Devido à produção de ferroligas ser eletrointensiva, a Companhia depende de energia a


preços compatíveis com os seus concorrentes no Brasil e no exterior. Vale salientar que a

PÁGINA: 22 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


nossa fábrica não produz energia própria para alimentação dos fornos, cujo suprimento é
adquirido do principal fornecedor, Companhia Hidrelétrica do Vale de São Francisco –
CHESF.

Para minimizar a exposição ao fornecimento de energia ou um aumento significativo dos


preços, a Companhia mantém contrato de longo prazo com a CHESF. Em 21 de agosto de
2015, a Companhia juntamente com outras empresas eletrointensivas do Nordeste,
assinaram a prorrogação do contrato, cujo prazo se estendeu até o ano de 2037. Além disso,
mantém contratos bilaterais de longo prazo no mercado livre com grandes fornecedores de
energia elétrica.

Adicionalmente, a energia gerada pelos parques eólicos da BW Guirapá I S.A só estará


disponível para a FERBASA a partir da finalização do contrato de leilão de venda de energia.

Em 2018, a Companhia deu continuidade ao seu Planejamento Estratégico, que teve seu
primeiro ciclo iniciado em 2016, quando estabeleceu como “Visão”, “ser uma “empresa
globalmente competitiva em ferroligas e minério de cromo, e geradora de energia elétrica
sustentável.”

A FERBASA continuará engajada nas ações e nos projetos voltados ao ganho de


produtividade, qualidade de seus produtos e na melhoria dos processos. Os Projetos de
Produtividade vão aos poucos consolidando seus resultados e, em conjunto com um novo
ciclo do Círculo de Controle de Qualidade, prometem impactar positivamente a curva do
custo. No ambiente internacional, a Companhia intensificará as suas relações comerciais,
com foco nas exportações de minério de cromo, que justificam os investimentos estratégicos
em curso na Mineração.

A Companhia utiliza como modal primário o transporte ferroviário, tendo dependência de


apenas um fornecedor. Uma eventual dificuldade em renovar o contrato ou continuar
operando com este fornecedor pode afetar negativamente a capacidade logística da
Companhia de transportar seus minérios, podendo afetar adversamente suas operações.

O minério de cromo é transportado por cerca de 390 km desde as minas operadas pela
Companhia até à planta metalúrgica, localizada no Município de Pojuca, no Estado da Bahia.
Este transporte é primordialmente realizado por modal ferroviário, sendo prestado por
empresa privada, através de Concessão Pública Federal (Malha Centro-Leste), cuja
regulamentação e fiscalização estão a cargo da Agência Nacional de Transportes Terrestres -
ANTT.

A eventual descontinuidade na prestação dos serviços de transporte pela concessionária


obrigará a Companhia a buscar alternativas economicamente viáveis, além da realização de
robusto planejamento logístico.

PÁGINA: 23 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


As atividades operacionais da Companhia dependem do fornecimento de produtos e serviços
de terceiros e, desta forma, a FERBASA monitora os riscos relacionados à ruptura de
fornecimento destes insumos.

Ademais, para outras informações sobre os riscos relacionados aos fornecedores da


Companhia, vide seção 7.3, tópico “e. principais insumos e matérias-primas”.

f. a seus clientes

Concentração de receita em poucos clientes. Eventuais riscos de liquidez associados com


esses clientes ou à redução na demanda de ferroligas de FeCrAC e FeSi75% causarão
impactos nas decisões de investimentos da Companhia.

Abaixo, quadro com representatividade da concentração de clientes considerando o total do


faturamento por tipo de mercado (externo e interno):

Representatividade %
Cliente 2018 2017
Mercado interno
Aperam Inox 51,64% 62,94%
Magotteux Brasil 8,57% 5,09%

Mercado externo
Marubeni Corporation 26,10% 40,65%
Traxys 17,59% 20,40%

Nesse contexto, a Companhia possui um planejamento contingencial considerando a


substituição dos volumes de vendas negociadas com esses clientes já que a perda de um
deles poderá causar um efeito adverso nos resultados financeiros e operacionais.

A exportação de Ferrossilício está concentrada, significativamente, em nosso maior


importador, a Marubeni, que segundo as regras fiscais é considerada pessoa vinculada por
participar no capital social da controlada Silício de Alta Pureza S/A – Silbasa.

Em função da concentração da sua receita em poucos clientes, uma eventual inadimplência


ou reduções na demanda de produtos desses clientes, pode afetar de maneira adversa as
receitas e a capacidade de geração de caixa da Companhia.

PÁGINA: 24 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


Para reduzir esse tipo de risco, a Companhia monitora as contas a receber de clientes e não
apresenta histórico material de perdas.

g. aos setores da economia nos quais o emissor atue

Novos entrantes no mercado podem viabilizar importações a preços mais competitivos, de


outros países para o Brasil, afetando adversamente os resultados da Companhia, sua
rentabilidade e crescimento.

No mercado mundial de ferroligas, alguns dos concorrentes da Companhia podem ter maior
poder financeiro e acesso a recursos de capital mais baratos e, consequentemente, de
oferecer suportes aos custos estratégicos direcionados ao aumento da participação no
mercado. A participação da Companhia no mercado pode ser afetada de modo adverso se ela
for incapaz de continuar a ampliar sua capacidade de produção com êxito.

A posição competitiva da Companhia é influenciada por diversos fatores, incluindo a


eficiência das plantas, taxas operacionais e a disponibilidade, qualidade e custo da madeira,
energia, água, logística e trabalho e as oscilações da taxa de câmbio. Assim, conforme
mencionado, alguns dos concorrentes da Companhia podem ter mais recursos financeiros e
de marketing e maior amplitude de ofertas de produtos que a FERBASA. Se a Companhia for
incapaz de permanecer competitiva com estes produtores, no futuro, sua participação no
mercado pode ser afetada de modo adverso. Além disso, a pressão sobre os preços de
ferroligas pelos concorrentes pode afetar a rentabilidade da Companhia.

Apesar da eminência do risco, a FERBASA se mantém líder em seu segmento no Brasil, sendo
a única produtora de ferrocromo integrada das Américas, exercendo as atividades de
mineração, metalurgia, plantio de eucalipto e produção de biorredutor.

O cenário de crise enfrentado pelo País com a consequente desaceleração da economia pode
afetar adversamente a demanda por produtos da Companhia, impactando seu crescimento e
rentabilidade.

Em 2018, segundo dados da WSA (World Steel Association), a produção mundial de aço
bruto aumentou 4,51% em relação ao ano anterior, atingindo 1,789 Mt. Nesse contexto, a
Ásia continuou liderando a produção mundial dessa commodity, da qual a China contribuiu
com 51,9 % (928,3 Mt). Já na América do Sul, o volume produzido atingiu o patamar de
44,3 Mt, representando um aumento de 1,3% frente a 2017, onde o Brasil foi responsável
pela produção de 34,7 Mt e registrou um incremento de 1,1% no período analisado.

De acordo com o CRU Monitor, empresa independente de análise de mercado, a produção


mundial de aços inoxidáveis em 2018 foi de 51,4 Mt, apresentando um acréscimo de 6,1%

PÁGINA: 25 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


em relação a 2017. Deste total, a China foi responsável por 26,6 Mt, equivalentes a 52% de
todo volume produzido, com aumento de 3,2% em relação ao último exercício. No Brasil, a
produção de 426 mil toneladas representou um aumento de 3,8% em relação a 2017,
levando o país a alcançar, em 2018, a maior marca desde 2006.

Para o ano 2019, a Companhia, em função do bom patamar dos preços de referência
mundial, espera obter resultados favoráveis em suas operações. Ademais, a FERBASA
continuará concentrando esforços em ações que resultem em redução de custos, sem abrir
mão da reconhecida qualidade de seus produtos, o que lhe permite estabelecer relações de
parcerias de longo prazo junto a clientes e fornecedores.

A retração econômica e as turbulências da economia global podem impactar negativamente


os mercados consumidores, afetando o ambiente de negócios das empresas quanto aos
seguintes itens:

 Redução nos preços internacionais (em dólar americano);


 Queda dos volumes internacionais negociados; e
 Crise nos setores consumidores de aços brutos, inoxidáveis e especiais;

Se a Companhia não conseguir se manter competitiva nesses mercados em mutação, seus


lucros e margens podem ser impactados negativamente.

h. à regulação dos setores em que o emissor atue

A Companhia está sujeita a imposições e aplicações de regulamentos setoriais cada vez mais
rígidos que resultariam em custos adicionais não previstos podendo inclusive impactar em
restrições das suas operações.

A Companhia está sujeita a rigorosas leis e regulamentos nas esferas federal, estadual e
municipal. Esse conjunto de regras contém complexas normas de controles, a exemplo, das
normas ambientais, dentre as quais se destacam as que tratam do armazenamento e
descarga de materiais perigosos e da emissão de poluentes líquidos, sólidos e gasosos, o que
promove um esforço e custos adicionais na implementação e monitoramento dos controles
necessários. Considerando o segmento da mineração, há em vigência a intensa discussão
sobre o novo marco regulatório da mineração em apreciação no Congresso Nacional desde
2011, que apresenta novas regras e exigibilidades sobre as atividades de pesquisa e
exploração de minério, arrecadação de contribuições e investimentos no setor, podendo
impactar nos recursos financeiros da Companhia. Adicionalmente, o descumprimento
dessas leis ou regulamentos, ou a ocorrência de acidentes que afetem o meio-ambiente,
proveniente das operações da Companhia (mineração, florestamento e metalurgia), pode
resultar em sanções de natureza administrativa, civil e/ou criminal com multas, obrigações

PÁGINA: 26 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


de indenizar e/ou desembolsos financeiros por parte da Companhia, os quais podem afetar
adversamente os seus resultados operacionais e sua condição financeira.

A emissão de novas regulamentações ambientais ou alterações das regulamentações vigentes


que tornem as exigências ambientais mais rigorosas pode afetar adversamente as operações
da Companhia.

Nossas operações e propriedades estão sujeitas a uma variedade de leis e outras normas de
caráter ambiental que dispõem sobre, dentre outros aspectos, a respeito de licenças e
registros ambientais, proteção de fauna e flora, emissões atmosféricas, gerenciamento de
resíduos e de áreas contaminadas, dentre outros. O descumprimento de normas presentes e
futuras, a administração de atuais contaminações ou a identificação de novas contaminações
pode nos demandar custos significativos, incluindo custos de remediação, indenizações,
compensações, multas, suspensão de atividades e outras penalidades, investimentos para
otimizar nossos empreendimentos ou modificar nossos processos ou a redução de nossas
operações. A identificação de novas condições ambientais adversas, a aplicação e a criação
de normas e obrigações mais severas pelo poder público, ou outros eventos não antecipados,
também podem vir a ensejar passivos ambientais relevantes e custos a eles relacionados. A
ocorrência de qualquer dos fatores acima pode ter um efeito material adverso sobre nossos
negócios, resultados operacionais e condições financeiras.

A Companhia estabeleceu políticas ambientais e procedimentos que visam mitigar o risco


supramencionado. A Administração realiza análises periódicas para identificar os riscos
ambientais e, para garantir que seus sistemas existentes são suficientes para gerir esses
riscos.

A FERBASA possui os seus processos normatizados, mapeados e inter-relacionados, conforme


INBR ISO 9001:2008, certificação implantada desde 1995. Todas estas normas funcionam
monitorando pontos críticos de controle, de forma coorporativa na empresa.

Em 2014, a Metalurgia teve seu Sistema Integrado de Gestão Ambiental, Saúde e Segurança
certificado pelo ABS Quality Evaluations, nas normas OHSAS 18.001 e ISO 14.001. As
certificações obtidas refletem a preocupação com a melhoria contínua, além do
cumprimento da legislação vigente.

A FERBASA, atenta aos problemas globais atinentes ao Meio Ambiente e, em conformidade


com a legislação ambiental, opera consoante suas licenças ambientais e tem a gestão
ambiental das áreas florestal, mineração e metalurgia certificada pela ISO 14001.

PÁGINA: 27 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


Alterações relevantes no cenário político e econômico e a consequente introdução de novas
políticas governamentais para a economia e outros setores do Brasil podem afetar de
maneira adversa os negócios da Companhia, seu crescimento e rentabilidade.

A economia brasileira vem sofrendo frequentes intervenções do governo devido à atual


conjuntura política e social do País e, também, por ciclos econômicos instáveis. O governo
brasileiro tem alterado frequentemente as políticas monetárias, tributárias, de crédito,
tarifárias e outras políticas para influenciar o curso da economia no País. Caso o País sofra
aumento nos níveis de inflação, considerando-se a atual recessão da economia, poderá haver
aumento dos custos e despesas da Companhia, que poderão ser absorvidos sem repasse na
venda para equilibrar aos preços praticados no mercado, com redução dos lucros e
resultados e/ou repasse no valor final do produto, gerando dificuldades de comercialização e
redução nos resultados. Além disso, a taxa de crescimento do país poderá sofrer uma maior
desaceleração e, consequentemente, queda da demanda local. A Companhia não tem
controle e não pode prever as políticas ou ações que o governo brasileiro poderá adotar no
futuro. Os negócios, situação financeira e resultados operacionais da Companhia poderão
vir a ser prejudicados de maneira relevante por modificações nas políticas ou normas que
envolvam ou afetem certos fatores.

Alterações na legislação fiscal do Brasil podem causar aumento da carga tributária


vinculada aos negócios da Companhia afetando adversamente a rentabilidade do negócio.

A ocorrência de alterações na legislação tributária, com alteração de alíquotas de impostos


ou criação de novos tributos que venham a encarecer os insumos necessários à produção da
Companhia, aumentando o custo final do produto a ser entregue, em valores superiores
àqueles que o mercado consumidor possa absorver, poderá gerar dificuldades na
comercialização dos produtos, ou a diminuição da lucratividade da Companhia, impactando
negativamente as atividades, resultados operacionais e sua situação financeira.

A Companhia possui incentivo fiscal de imposto de renda por estar situada em área de
atuação da SUDENE. No caso do ICMS há um benefício denominado Desenvolve que dilata
os prazos para pagamento de 90% do imposto em até 72 meses, com desconto de 90% da
parcela dilatada caso o pagamento venha a ocorrer até o 20º dia do mês da antecipação.
Caso estes incentivos sejam julgados inconstitucionais ou mesmo não renovados, os
resultados da Companhia serão impactados negativamente.

i. aos países estrangeiros onde o emissor atue

Alterações significativas nas condições regulatórias, políticas, econômicas e sociais nos


países onde a Companhia opera podem causar um impacto negativo em seus negócios.

PÁGINA: 28 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


A Companhia pode sofrer impactos financeiros nos países que atua devido à imposição de
políticas protecionistas, que envolvem desde a criação de novos tributos ao aumento dos
existentes atualmente. Os negócios e o resultado operacional da Companhia podem ser
parcialmente afetados pelo desempenho em certas economias, haja vista que o volume
exportado representa cerca de 32,8% conforme gráfico abaixo:

j. a questões socioambientais

A Companhia está sujeita a desastres naturais que podem acarretar em sérios riscos para
suas operações e projetos causando impactos negativos em todos os ciclos operacionais.

As atividades operacionais da Companhia estão expostas aos riscos de danos decorrentes das
mudanças climáticas, pragas, doenças, incêndios florestais e outras forças da natureza
(desabamentos das minas, enchentes, dentre outras). A Companhia possui processos que
visam mitigar esses riscos, incluindo inspeções regulares nas áreas de plantio e contratação
de empresa especializada para análise das condições estruturais da mina e desenvolvimento
de planos contingenciais.

Conflitos com as comunidades das regiões onde a Companhia opera podem afetar
adversamente seus negócios e reputação.

Eventos associados à possível ausência ou falta de controles internos suficientes para


garantir um ambiente adequado para combater a falta de transparência em relação aos
diferentes grupos de interesse (disponibilização de informações erradas, incompletas,
distorcidas e/ou não transparentes) e o vazamento de informações classificadas sigilosas da
empresa, de forma não autorizada, podem resultar em multas e afetar negativamente a
imagem da Companhia.

A sustentabilidade, tema cada vez mais presente nas práticas de governança da Companhia,
permanece no foco das ações de Responsabilidade Social, mediante a disseminação de
conceitos e práticas ambientalmente corretas junto ao público interno e às comunidades de

PÁGINA: 29 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


seu entorno, buscando elevar a conscientização em relação ao tratamento de resíduos, a
preservação, higiene e, sobremaneira, quanto à importância da utilização correta e
equilibrada da água.

As operações da Companhia estão sujeitas a incidentes ambientais que podem ser causados
por acidente ou pela violação de padrões operacionais e de manutenção, podendo resultar
em impactos ambientais significativos afetar adversamente os negócios da Companhia.

A materialização dos riscos abaixo relacionados pode provocar um direcionamento de


investimentos extraordinários para a Companhia.

 Passivos ambientais de equipamentos, o que poderia causar problemas de poluição,


por exemplo, tanques de combustível em condições precárias;
 Gestão inadequada de resíduos, bem como resíduos perigosos;
 Desastres climáticos e condições extremas: as alterações climáticas (altas
temperaturas, inundações, chuvas extremas);
 Também incluem eventos relacionados à regulação ambiental, por novas alterações
como possíveis implicações derivadas do seu cumprimento.

A FERBASA tem em sua política ambiental, ações voltadas à prevenção e à mitigação dos
impactos ambientais; o seu desdobramento se faz com ações sistemáticas de gestão voltadas
para o atendimento aos requisitos legais pertinentes às suas atividades. A empresa tem
concentrado grandes esforços, principalmente nos últimos anos, para se adequar aos
princípios da sustentabilidade, no cumprimento de sua política de gestão integrada, onde os
preceitos, princípios e objetivos ambientais são destacados pelas afirmações:

− Compromisso de reduzir o impacto ambiental;


− Conhecer e respeitar sempre as leis e as regras que se apliquem ao meio ambiente;
− Sempre otimizar as formas de trabalho obtendo menor impacto ambiental.

A seriedade com que a FERBASA conduz as questões ambientais resulta no reconhecimento


dos dois grupamentos como referências nas ações de recuperação de áreas exploradas com
espécies nativas. Em relação às barragens da Companhia, muito embora nenhuma delas se
enquadre nos riscos definidos pela Política Nacional de Segurança de Barragens – PNSB (Lei
12.334/2010), que em seu artigo 1° limita a aplicabilidade ampla da Lei às barragens com
mais de 15 (quinze) metros de altura; com volume de reservatório maior que 3.000.000 m³
(três milhões de metros cúbicos); as que contenham resíduos perigosos; ou, por fim, aquelas
caracterizadas com Dano Potencial Associado Médio ou Alto ressaltamos que as atividades
de mineração da FERBASA são pautadas em uma gestão permanente de diagnóstico,
monitoramento e minimização dos riscos envolvidos, em todos os processos. Como resultado,

PÁGINA: 30 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.1 - Descrição dos fatores de risco


a exemplo, a gestão de barragens da FERBASA está completamente aderente às
determinações legais desta matéria.

Em vistorias realizadas pela Agência Nacional de Mineração - ANM, todas as nossas


estruturas foram caracterizadas como “Dano Potencial Associado e Categoria de Risco Baixo”
e, deste modo, nenhuma das barragens da Companhia está sujeita a quaisquer desses
requisitos determinados em Lei para adesão ao PNSB.

Todas as barragens da Ferbasa são do tipo "barragens de terra compactada", ou seja, não são
construídas com rejeitos, bem como não são também alteadas sobre rejeitos (alteamento a
montante), o que significa dizer que os alteamentos ora ocorridos ou até mesmo futuros,
foram e serão realizados de acordo com a estrutura anterior ou a jusante, isto é, estruturas
robustas, resistentes e de baixo risco. A FERBASA realiza monitoramento constante nestas
estruturas e, dadas as suas características, quais sejam, baixa altura e pequenos volumes, o
conjunto de ações direcionadas pela gestão das barragens resulta em evidente segurança
operacional. A mineração vem também fazendo a gestão dos rejeitos lançados nesses
reservatórios, diminuindo sensivelmente os seus volumes, fato que amplia a vida útil das
barragens e confere ainda mais segurança às operações.

A empresa está em fase de desenvolvimento do seu relatório de sustentabilidade, nos moldes


previstos pelo GRI (Global Reporting Initiative). Contudo, realiza diversas ações e projetos
voltados para a Responsabilidade Social Empresarial e Sustentabilidade.

PÁGINA: 31 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado

A volatilidade da taxa de câmbio das moedas nas quais a Companhia realiza suas operações
em relação ao dólar americano pode afetar adversamente sua condição financeira e os
resultados operacionais.

As transações da Companhia, assim como parte dos seus custos (cerca de 5% do total) são
realizadas em moeda estrangeira. Consequentemente, surgem exposições às variações nas
taxas de câmbio. Estas transações podem impactar de forma adversa o fluxo de caixa, lucro e
distribuição de proventos da Companhia, uma vez que os preços de seus produtos são
indexados predominantemente ao dólar norte-americano, enquanto parte significativa dos
custos, despesas e investimentos são indexados em reais.

Os preços dos produtos, tanto no mercado doméstico quanto nas exportações, são
vinculados à moeda estrangeira (dólar) que difere de sua moeda funcional (real),
aumentando o risco da volatilidade cambial sobre os resultados e compromissos projetados.
No caso das vendas no mercado doméstico, a conversão do preço de referência em USD é
realizada pela taxa média do mês anterior, havendo, então, uma defasagem cambial de 30
dias. Usualmente, há diferenças dos valores apresentados devido à variação cambial,
considerando o dólar negociado na data da venda versus o dólar do dia do faturamento do
contrato.

As exposições aos riscos de taxa de câmbio são administradas de acordo com os parâmetros
estabelecidos pelas políticas aprovadas pelo Conselho de Administração.

De forma a minimizar o risco cambial, mas ainda mantendo determinada exposição à


variação cambial, a Diretoria Executiva está autorizada a realizar contratos de venda de
dólares a termo (“NDF: Non-Deliverable Forward Asiática”) até o limite de 30% do
faturamento líquido dos próximos 12 meses, para proteger seus resultados e seu caixa
considerando o impacto que a volatilidade cambial tem sobre estes, podendo chegar a 50%
mediante deliberação do Conselho de Administração.

Estes contratos não envolvem a entrega física de moeda, sendo que a liquidação financeira
ocorre meramente pela diferença entre a cotação contratada e a média das taxas de câmbio
dos 30 dias anteriores ao vencimento. A contratação de instrumentos de hedge deve ser
realizada a cada mês para um período de 12 meses contados após o período da contratação.
Vale ressaltar, que a política de hedge está sendo aprimorada para 2019.

PÁGINA: 32 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado

Análise de sensibilidade para mudanças na taxa de câmbio:

Para fins de análise de sensibilidade requerida pela CVM, a Companhia adotou como
cenário I (provável) a expectativa da taxa média de câmbio para o ano de 2019, conforme
Relatório Focus emitido em 2 de fevereiro de 2019, como cenário II (possível) uma
valorização do Real em 25% frente ao dólar americano e o cenário III (remoto) uma
valorização de 50% do Real sobre a moeda estrangeira.

No caso dos instrumentos financeiros derivativos (NDF), consideramos que o impacto de


uma desvalorização do Real sobre estes instrumentos precisa ser avaliado em conjunto e,
consequentemente, as mudanças da taxa de câmbio implicarão em oscilações tanto nas
NDFs (30%), quanto no Faturamento (100%) indexado ao Dólar. Portanto, esta análise
deverá acontecer sempre de forma integrada.

Para fins de análise de sensibilidade requerida pela CVM, a Companhia adotou como
cenário I (provável) a expectativa da taxa média de câmbio para o ano de 2019, conforme
Relatório Focus emitido em 1 de fevereiro de 2019, como cenário II (possível) uma
desvalorização do Real em 25% frente dólar americano e o cenário III (remoto) uma
desvalorização de 50% do Real sobre a moeda estrangeira.

A Administração entende que a análise de sensibilidade não é representativa do risco de


câmbio inerente às operações da Companhia, uma vez que a exposição no fim do exercício
não reflete a exposição durante o período.

PÁGINA: 33 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado

Risco de taxa de juros

Como parte substancial das obrigações da Companhia é indexada a índices inflacionários


pós-fixados (IPC-A ou IGP-M), o risco decorre da possibilidade da Companhia vir a incorrer
em perdas por conta das flutuações nas taxas de juros.

As aplicações financeiras são indexadas ao CDI (taxa pós-fixada com influência de


expectativa inflacionária).

Para o saldo aplicado em 31 de dezembro de 2018, a Companhia considera como cenário I


(provável) a média da taxa básica de juros para o ano de 2019 de 6,50% ao ano, conforme
Relatório Focus de 1 de fevereiro de 2019. Na projeção do cenário II (possível), a taxa básica
foi reduzida em 25% e no cenário III (remoto) em 50%.

Taxa Cenário II Cenário III


fechamento Cenário I Redução Redução
Riscos de taxas de juros 31/12/2018 – a.a. Provável 25% 50%
Média taxa básica de juros – (% aa) 6,50 6,50 4,88 3,25
Saldo de aplicações financeiras 307.346 331.498 325.460 319.422
Efeito líquido 24.153 18.114 12.076

Para o saldo de empréstimos e financiamentos em 31 de dezembro de 2018, a Companhia


considera como cenário I (provável) a Taxa de Juros de Longo Prazo (“TJLP”) para o ano de
2019 de 7,03% ao ano. Na projeção do cenário II (possível), a TJLP foi aumentada em 25% e
no cenário III (remoto) em 50%.
Taxa Cenário II Cenário III
fechamento Cenário I Aumento Aumento
Riscos de taxas de juros 31/12/2018 – a.a. Provável 25% 50%

Taxa de juros – TJLP – (%aa) 6,98 7,03 8,79 10,55

Saldo de empréstimos e financiamentos 32.163 34.424 34.989 35.555

Efeito líquido (2.261) (2.826) (3.392)

Sensibilidade gerada apenas com base na oscilação da taxa de juros, ou seja,


desconsiderando outras variáveis sobre o saldo aplicado.

Risco de crédito

O risco surge da possibilidade de a Companhia incorrer em perdas resultantes da escolha

PÁGINA: 34 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado

dos ativos para compor a carteira de investimentos, na capacidade financeira das


contrapartes dos contratos de derivativos e da dificuldade de recebimento na liquidação de
vendas e pelo não cumprimento de obrigações pela entrega de bens ou serviços pagos
através de adiantamento a fornecedores.

A Companhia limita a alocação das suas aplicações financeiras a cada emissor de letra
financeira, debêntures ou títulos ao máximo de 30% do volume das aplicações. Este limite
não se aplica para títulos emitidos pelo Tesouro Nacional. Nas operações de derivativos, a
Companha trabalha com instituições financeiras de primeira linha.

O risco de crédito de clientes é monitorado e não há histórico material de perdas.

Risco de liquidez

A Companhia possui concentração de faturamento em alguns poucos clientes, os quais


foram representativos em 2018. No mercado interno, para o Ferrocromo, temos Aperam
Inox e Magoteux Brasil e, no mercado externo, para o Ferrossilício, temos Marubeni
Corporation e Traxys. Eventuais reduções na demanda destes clientes poderão causar
impactos significativos na capacidade de geração de caixa da Companhia.

Nesse contexto, a Companhia possui um planejamento contingencial que considera a


substituição dos volumes de vendas negociadas com esses importantes clientes já que a
perda de um deles poderá causar um efeito adverso nos resultados financeiros e
operacionais.

Através de uma postura mais conservadora, a Companhia mantém aplicações com liquidez
imediata e limita a contratação de novos empréstimos (Dívida Líquida = Empréstimos –
Reserva Financeira) até o limite máximo correspondente a 1,5 x EBITDA anual do
orçamento, desde que limitadas às operações de financiamento de exportações e
importações restringidas a prazo de até 180 dias sem oferecimento de garantias, salvo
autorização do Conselho de Administração.

Adicionalmente, a Companhia mantêm limites de créditos junto às Instituições financeiras


que mantêm transações. Este limite atual corresponde a aproximadamente R$ 380 milhões.

Redução nas receitas devido às oscilações nos preços no mercado internacional de


commodities

PÁGINA: 35 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.2 - Descrição dos principais riscos de mercado

Os preços dos produtos da Companhia estão expostos às flutuações dos preços


internacionais de referência destes produtos. O preço internacional de metais é influenciado
por diversos fatores, tais como condições macroeconômicas, níveis de oferta e demanda,
disponibilidade e custo de substitutos, níveis de estoque, políticas globais. O comportamento
destas flutuações pode afetar adversamente as receitas da Companhia e sua consequente
rentabilidade.

A Administração entende fazer parte da natureza do seu negócio a exposição a este risco e
não há, no momento, a contratação de instrumento financeiro ou outro mecanismo de
mitigação deste risco.

PÁGINA: 36 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes

PROCESSOS TRABALHISTAS

Processo nº 0001272-62.2012.5.05.0222
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro e operacional.
a. Juízo Justiça do Trabalho - 2ª Vara do Trabalho de Alagoinhas/BA
b. Instância 2ª Instância - TRT 5ª Região
c. Data de instauração 18/10/2012
Autor MPT
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 15.834.431,53
Ação Civil Pública que questiona suposta irregularidade na terceirização de atividades de Silvicultura. Em
24/01/2014, foi publicada sentença julgando a ação totalmente improcedente. Em 30/04/2014, foi interposto
Recurso Ordinário pelo MPT, ao qual foi dado provimento parcial pelo TRT, que declarou ilícitas as terceirizações na
Área Florestal, e condenou a Companhia no pagamento de indenização por danos morais coletivos de R$
f. Principais fatos
1.000.000,00, conforme acórdão publicado em 28/04/2016. Em 03/05/2016, a FERBASA opôs Embargos de
Declaração em RO, aos quais foi dado provimento parcial, para conceder o efeito suspensivo perseguido pela
Empresa. Em 15/02/2017 foi interposto Recurso de Revista pela Ferbasa. Em 28/04/2017 foi publicada notificação
informando o sobrestamento do Recurso de Revista da Ferbasa, até o julgamento de IUJ sobre o tema "astreintes".
g. Chances de perda Provável
Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro e operacional
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 1.020.468,53
j. Espécie de contingência Passiva

Processo nº 0000185-61.2013.5.05.0311
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro e operacional.
a. Juízo Justiça do Trabalho - Vara do Trabalho de Senhor do Bonfim/BA
b. Instância 2ª Instância - TRT 5ª Região
c. Data de instauração 18/02/2013
Autor MPT
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 27.446.347,98
Ação Civil Pública que questiona o pagamento de horas in itinere e pleiteia danos morais coletivos. Em 21/11/2014,
foi publicada sentença julgando a ação parcialmente procedente, tendo sido a Companhia condenada a ajustar o
cômputo das horas in itinere para os parâmetros apontados pelo MPT, bem como a pagar indenização por danos
morais coletivos no valor de R$ 2.500.000,00. Diante da referida sentença, foi interposto Recurso Ordinário pelo
MPT e pela FERBASA. Em 04/08/2017, foi publicado acórdão dando provimento ao Recurso Ordinário interposto pela
f. Principais fatos
Ferbasa, para indeferir o pagamento de horas in itinere e julgar improcedente a Ação, invertido o ônus da
sucumbência e julgando prejudicado do recurso do MPT. Em 16/08/2017, foram opostos Embargos de Declaração
pela Ferbasa e também pelo MPT, tendo sido publicado acórdão, em 19/09/2018, negando provimento a ambos os
recursos. Em que pese o êxito na demanda, em 26/09/2018, foram opostos novos Embargos de Declaração pela
Ferbasa, os quais se encontram pendentes de julgamento.
g. Chances de perda Remota
Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro e operacional
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Passiva

Processo nº 0001120-12.2015.5.05.0221
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro e operacional.
a. Juízo Justiça do Trabalho - 1ª Vara do Trabalho de Alagoinhas/BA
b. Instância 2ª Instância - TRT 5ª Região
c. Data de instauração 20/07/2015
Autor SINDIFLORA
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 1.036,65
Ação Civil Pública em que o SINDIFLORA requer a declaração de nulidade de despedidas promovidas pela FERBASA
em suas fazendas no ano de 2015, ao argumento de consistiriam despedida em massa, o que demandaria prévia
negociação com o Sindicato. Em 09/11/2015, foi publicada sentença extinguindo o processo sem resolução do
mérito, ante o reconhecimento, pelo Juízo de Alagoinhas/BA, da incompetência funcional da Vara do Trabalho para
f. Principais fatos processar e julgar o feito. Interposto Recurso Ordinário pelo MPT, foi publicado acórdão em 22/09/2016 dando
provimento àquele RO, para reconhecer a competência da 1ª Vara do Trabalho de Alagoinhas e determinar o
retorno dos autos ao juízo de origem, para prosseguimento e julgamento do feito. Em 11/06/2018, foi publicada
nova sentença julgando a ação totalmente improcedente. Atualmente, o feito encontra-se pendente de julgamento
de Recurso Ordinário interposto pelo Sindiflora em 23/07/2018.
g. Chances de perda Possível
Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro e operacional
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Passiva

PÁGINA: 37 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes

PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

Processos nº 971.134/2006, 971.135/2006, 971.136/2006, 971.137/2006 e 971.138/2006


Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Departamento Nacional de Produção Mineral
b. Instância 2ª Instância
c. Data de instauração 2006
Autor Departamento Nacional de Produção Mineral
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 103.094.348,40

Processos administrativos de cobranças de débitos relativos à Compensação Financeira pela Exploração de


Recursos Minerais - CFEM. Em 14/02/2014, a Companhia foi devidamente cientificada pelo DNPM acerca do Ofício
n.º 08/2014 referente à decisão da revisão dos débitos da CFEM atinentes às NFLDP nºs. 19, 20, 21, 22 e 23/2007,
correspondentes, respectivamente, aos processos de cobrança DNPM acima destacados. No trabalho de revisão dos
débitos, o DNPM introduziu um critério novo de autuação, mais especificamente a mudança do marco temporal de
incidência da CFEM para etapa posterior do “Forno de Alto Carbono” (forno elétrico de redução arco submerso). A
Notificada apresentou individualmente suas defesas administrativas combatendo a nova tese apresentada pelo
DNPM e ratificando todos os termos da defesa e recurso já apresentados quando das cobranças iniciais de 2007,
requerendo, em síntese, a NULIDADE plena das respectivas NFLDP's e, por via de consequência, a improcedência e
o arquivamento dos Processos de Cobrança acima destacados, sendo que cada uma daquelas demandas
administrativas se encontra no seguinte estágio:
1) 971.134/2016 - Em 30/05/2016, foi impetrado Mandado de Segurança (nº 1004026-82.2016.4.01.3400), pela
f. Principais fatos
Ferbasa, objetivando assegurar a continuidade das discussões na esfera administrativa. Em 15/08/2016, foi
publicada sentença denegando a segurança, o que ensejou a interposição de Apelação pela Ferbasa, em
26/08/2016, recurso este que se encontra pendente de julgamento.
2) 971.135/2016 e 971.137/2016 - Encerradas as discussões na esfera administrativa, foi ajuizada, pela Cia, Ação
Cautelar (nº 1009566-52.2018.4.01.3300), para assegurar à Autora o direito de antecipar a garantia do crédito
CFEM controlado por meio dos referidos processos administrativos através (i) do depósito judicial no valor de
R$ 5.638.729,06 e (ii) de Apólice do Seguro Garantia nº. 05-0775-0235266, impedindo que os débitos em debate
tragam qualquer impacto à Cia.
3) 971.136/2016 - Efetuado o pagamento do débito de CFEM pela Cia., em 18/10/2018, por não envolver o referido
processo administrativo a mesma discussão técnica das demais autuações, encerrando-se esta demanda.
4) 971.138/2016 - Processo aguardando decisão quanto ao Recurso Administrativo interposto pela Ferbasa em
05/01/2011.

g. Chances de perda Possível


Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 5.666.358,83
j. Espécie de contingência Passiva

Processo nº 13501.000019/2002-27
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Secretaria da Receita Federal
b. Instância 2ª Instância
c. Data de instauração 28/01/2002
Autor Receita Federal
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 105.684.007,47

Auto de Infração cujo objeto é utilização supostamente indevida de crédito-prêmio do IPI. Por meio de decisão
judicial transitada em julgado em 06/10/1995, foi reconhecido o direito da Ferbasa ao crédito-prêmio do IPI. Em
razão disso, a FERBASA, conforme lhe faculta a legislação, optou pela compensação administrativa, através do
processo administrativo nº 13501.000019/2002-27, ao invés do recebimento dos valores por meio de precatório.
Todavia, em 11/01/2006, a Receita Federal intimou a Cia. para que comprovasse a desistência da execução judicial
dos honorários advocatícios (referentes à fase de conhecimento), bem como a assunção de todas as custas do
processo de execução, inclusive os honorários advocatícios, sob pena de não homologação das compensações
f. Principais fatos
requeridas. Após a devida defesa pela FERBASA, a DRF de Camaçari/BA decidiu pela não-homologação dos créditos
compensados, exigindo o recolhimento dos tributos na ordem de R$ 62.034.071,19. Face à referida decisão, a
empresa interpôs todos os recursos cabíveis, não logrando êxito em qualquer deles, o que fez encerrar as
discussões na esfera administrativa. Por essa razão, em 06/09/2018, foi impetrado Mandado de Segurança (nº
1008024-96.2018.4.01.3300), no qual foi proferida decisão liminar determinando a suspensão da exigibilidade dos
créditos tributários, para que os mesmos não constituam óbices à expedição da certidão de Regularidade Fiscal a
ser emitida conjuntamente pela RFB/PGFN.

g. Chances de perda Possível


Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Passiva

PÁGINA: 38 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes

Processo nº 2796960002/17-0
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia
b. Instância 2ª Instância
c. Data de instauração 28/03/2017
Autor Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 3.426.735,18
Auto de Infração cujo objeto é a utilização indevida do crédito fiscal de ICMS nos exercícios de 2013 e 2014. Em
f. Principais fatos 30/08/2018, foi julgado procedente em parte o Auto de Infração. Em 07/11/2018, foi interposto Recurso Voluntário
pela Ferbasa, o qual se encontra pendente julgamento.

g. Chances de perda Possível


Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Passiva

PROCESSOS TRIBUTÁRIOS

Processo nº 0029811-29.2003.4.01.3300
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Possibilidade de aumento de caixa.
a. Juízo Justiça Federal - Seção Judiciária da Bahia - 10ª Vara Federal de Salvador/BA
b. Instância 1ª Instância / Execução
c. Data de instauração 25/11/2003
Autor Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
d. Partes no processo
Réu Centrais Elétricas Brasileiras S/A - ELETROBRÁS
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 24.466.987,72

Ação Declaratória em que a Ferbasa pretende a declaração do direito à correção monetária plena dos valores
arrecadados a título de Empréstimo Compulsório. Sentença de parcial procedência transitada em julgado,
encontrando-se o feito em fase de execução. Em 16/12/2014, a Eletrobrás reconheceu como sendo devidos R$
6.346.434,57, assim distribuídos: FERBASA R$ 4.372.854,98; Damacal R$ 25.744,81; Serjana R$ 14.905,44 e Jacurici
R$ 1.932.929,34, tendo sido creditado em conta da FERBASA valor incontroverso aproximado de R$ 7 milhões. A
execução prosseguiu quanto ao valor controvertido de aproximadamente R$ 20 milhões, considerando os cálculos
f. Principais fatos da FERBASA. Após apresentação de Laudo pelo Perito do Juízo, e manifestação das Partes, foi proferido despacho,
em 15/12/2016, determinando que a Eletrobrás depositasse a parte que entendia incontroversa. Após realização do
referido depósito, em 31/03/2017, foi realizado levantamento de R$ 5.193.776,34 (R$5.175.088,06 pela Ferbasa e
R$17.639,35 pela Serjana). Em 06/04/2017, foi efetuado o levantamento de mais R$2.318.476,47 (R$2.287.539,74
pela Jacurici e R$ 30.467,89 pela Damacal), com o prosseguimento a execução em relação à parte controversa. Em
26/11/2018 foi protocolada petição pela Ferbasa se manifestando acerca de novos esclarecimentos do Perito do
Juízo, encontrando-se os autos conclusos para despacho.

g. Chances de perda Remota


Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 8.446.072,40
j. Espécie de contingência Ativa

Processo nº 0542817-19.2014.8.05.0001
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Justiça Estadual da Bahia - 11ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Salvador/BA
b. Instância 2ª Instância - TJ/BA
c. Data de instauração 14/08/2014
Autor Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
d. Partes no processo
Réu Estado da Bahia
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 11.011.029,03
Ação Anulatória de débito decorrente do Auto de Infração nº 298574.0006/12-3, referente à cobrança de diferença
de ICMS incidente sobre a conexão e uso do Sistemas de Transmissão na entrada de Energia Elétrica no
estabelecimento consumidor ligado à rede básica, em decorrência de erro na determinação da Base de Cálculo
relativamente ao período de 01/01/2007 a 31/12/2011. Em 08/04/2015, foi publicada sentença julgando procedente
a pretensão da Ferbasa para, reconhecendo a legalidade do método de cálculo utilizado pela mesma na apuração
do ICMS sobre energia elétrica permitida para o segmento industrial, anular o lançamento efetuado por meio do
Auto de Infração nº 298574.0006/12-3. Em 12/12/2014, foi interposta Apelação pelo Estado da Bahia, tendo sido
negado provimento àquele recurso, conforme acórdão publicado em 19/02/2016. Face à referida decisão, o Estado
f. Principais fatos
da Bahia interpôs Recurso Especial, o qual foi contrarrazoado pela Ferbasa em 03/08/2016. Em 25/08/2017, foi
protocolizada petição pela Cia. requerendo a juntada de nova apólice de seguro, para fins de garantia do débito
discutido. Em 12/12/2018, foi publicado despacho da 2ª Vice-Presidente do Tribunal, suscitando uma possível
contradição do acórdão com aquele proferido em sede de recurso especial repetitivo, oportunidade em que foi
determinado o encaminhamento dos autos ao Desembargador Relator, ou seu substituto, para fins, se for o caso, do
Juízo de Retratação através de julgamento colegiado. Em 19/12/2018, a FERBASA protocolizou petição requerendo a
reconsideração do despacho proferido pela 2ª Vice-Presidência do Tribunal de Justiça da Bahia, pendente de
apreciação.

g. Chances de perda Remota


Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Ativa

PÁGINA: 39 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.3 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos e relevantes

Processo nº 1006101-35.2018.4.01.3300
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Justiça Federal - Seção Judiciária da Bahia - 13ª Vara Federal de Salvador/BA
b. Instância 1ª Instância
c. Data de instauração 29/06/2018
Autor Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
d. Partes no processo
Réu Delegado da Receita Federal em Lauro de Freitas/BA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 5.606.460,49
Mandado de segurança que visa assegurar o direito líquido e certo à manutenção do percentual do REINTEGRA em
2% até 31 de dezembro de 2018 e 3% nos exercícios vindouros, afastando a aplicação da alteração promovida pelo
Decreto nº. 9.393/2018, e reestabelecendo a disciplina normativa anteriormente vigente, até o advento de novo
Decreto Regulamentador do REINTEGRA. Em 15/08/2018, foi proferida decisão indeferindo o pedido liminar, o que
f. Principais fatos ensejou a interposição de Agravo de Instrumento pela Ferbasa. Em 03/10/2018, foi deferida a tutela provisória
recursal requerida pela Impetrante, para determinar que a Autoridade Coatora se abstenha de criar óbice à
transmissão do Pedido de Ressarcimento, relativo à diferença do crédito REINTEGRA da Ferbasa, considerando que
o seu direito creditório total deve ser calculado no percentual de 2% (dois por cento), até 31/12/2018 e 3% nos
exercícios vindouros.
g. Chances de perda Possível
Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Ativa

PROCESSOS CÍVEIS

Processo nº 0035298-57.2015.4.01.3300
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Justiça Federal - Seção Judiciária da Bahia - 14ª Vara Federal de Salvador/BA
b. Instância 2ª Instância - TRF/1ª Região
c. Data de instauração 12/11/2015
Autor Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
d. Partes no processo
Réu IBAMA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 1.277.036,67
Ação Anulatória que visa desconstituir infração ambiental apurada através do processo administrativo nº
02006.000905/2007-30, no qual a Fazenda Juruaba foi autuada por receber 2.304.708 ST de lenha nativa em
diversas espécies, sem licença válida para o armazenamento. Em 03/04/2017 foi publicada sentença julgando
f. Principais fatos
improcedentes os pedidos formulados pela Ferbasa. Tanto a Cia. quanto o IBAMA interpuseram Apelação em
01/06/2017 e 28/07/2017, respectivamente, encontrando-se o feito pendente de apreciação daqueles recursos pelo
TRF/1ª Região.
g. Chances de perda Provável
Análise do impacto em caso de perda
h. Financeiro
do processo
i. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
j. Espécie de contingência Ativa

PÁGINA: 40 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.4 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais não sigilosos cujas partes contrárias sejam
administradores, ex-administradores, controladores, ex-controladores ou investidores

A Companhia e suas controladas não possuem processos judiciais, administrativos ou


arbitrais não sigilosos cujas partes contrárias sejam administradores ou ex-administradores,
controladores ou ex-controladores ou investidores da Companhia ou de suas controladas.

PÁGINA: 41 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.5 - Processos sigilosos relevantes

PROCESSOS SIGILOSOS RELEVANTES

Processo nº 8000159-12.2016.8.05.0200
Razões pelas quais entende que o processo é relevante: Impacto financeiro.
a. Juízo Justiça Estadual da Bahia - Vara Cível e Comercial de Pojuca/BA
b. Instância 1ª Instância
c. Data de instauração 27/04/2016
Autor J.E.C.C.
d. Partes no processo
Réu Cia. de Ferro Ligas da Bahia - FERBASA
e. Valor envolvido atualizado (Dez/18) R$ 112.139.661,40
f. Chances de perda Possível
Análise do impacto em caso de perda do
g. Financeiro
processo
h. Valor provisionado atualizado (Dez/18) R$ 0,00
i. Espécie de contingência Passiva

PÁGINA: 42 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.6 - Processos judiciais, administrativos ou arbitrais repetitivos ou conexos, não sigilosos


e relevantes em conjunto

A Companhia e suas controladas não possuem processos judiciais, administrativos e arbitrais


repetitivos ou conexos, baseados em fatos e causas jurídicas semelhantes, que não estejam
sob sigilo e que em conjunto sejam relevantes, além dos processos judiciais ou
administrativos mencionados no item 4.3.

PÁGINA: 43 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.7 - Outras contingências relevantes

Não há outras contingências relevantes além das mencionados nos itens 4.3 e 4.5.

PÁGINA: 44 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

4.8 - Regras do país de origem e do país em que os valores mobiliários estão custodiados

Considerando que a Companhia é um emissor nacional, este item não é aplicável.

PÁGINA: 45 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.1 - Política de gerenciamento de riscos

A FERBASA possui uma Política de Gestão de Riscos destinada a promover diretrizes para
gerenciar os riscos de suas atividades e negócios. A Companhia, através da Política de Gestão
de Riscos, objetiva desenvolver um ambiente de controle disciplinado e construtivo, no qual
os empregados entendem os seus papéis e obrigações.

A Política de gerenciamento de riscos visa uma estrutura de controle compatível com as suas
operações, buscando mensurar a exposição aos riscos e garantir que estes sejam
adequadamente gerenciados, identificados, analisados, controlados e reportados de maneira
eficiente e eficaz.

Esta política está em conformidade com as estratégias da Companhia e legislação vigente,


sendo divulgadas a todos os colaboradores através do website da Companhia.

Em relação aos riscos indicados no item 4.1, informar:

a) Política formalizada de gerenciamento de riscos, destacando, em caso afirmativo, o


órgão que a aprovou e a data de sua aprovação, e, em caso negativo, as razões pelas
quais o emissor não adotou uma política

A atual política de gerenciamento de riscos da Companhia foi validada pelo Comitê


de Auditoria e aprovada pelo Conselho de Administração na data de 30/05/2016, e
pode ser encontrada na intranet e website da FERBASA “www.ferbasa.com.br”.

b) Objetivos e estratégias da política de gerenciamento de riscos:

A política de gerenciamento de risco da Companhia foi estabelecida para identificar e


analisar os riscos enfrentados pela Companhia, para definir limites, controles e
monitoramento dos riscos.

Apolítica e os sistemas de gerenciamento de riscos serão revisados frequentemente


para refletir as mudanças nas condições de mercado e nas atividades da Companhia.

O foco é o gerenciamento de riscos (operacionais, estratégicos, riscos de mercado,


financeiros, regulamentares/ jurídicos e ambientais), aplicando e utilizando
ferramentas internacionais de gestão de riscos como a Metodologia de Gestão de
Riscos – COSO. Os objetivos da política são:

 Identificação dos riscos inerentes do negócio para análise e mitigação;


 A estrutura de controles internos seja continuamente revisada, considerando os riscos
existentes nos processos de negócio;
 Minimização dos conflitos de interesse;
 Aderência aos objetivos do processo de Gestão de Riscos por todos os funcionários;
 Compreensão das funções e as responsabilidades dos usuários-chave das áreas da
Companhia;
 Os objetivos estratégicos da FERBASA sejam plenamente atendidos e alinhados com os
critérios regulamentares vigentes dos segmentos em que atua.

i) riscos para os quais se busca proteção

PÁGINA: 46 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.1 - Política de gerenciamento de riscos

Os riscos da Companhia foram mapeados, considerando-se os riscos de mercado, e


classificados em 05 categorias, para o comprometimento de todos os agentes
envolvidos no processo, conforme abaixo:

 Riscos Estratégicos;
 Riscos Financeiros;
 Riscos Regulamentares;
 Riscos Operacionais; e
 Riscos Ambientais.

ii) instrumentos utilizados para proteção


Atualmente, para os riscos identificados, foram definidos os seguintes instrumentos
de proteção:

 Política de Gestão de Riscos da FERBASA;


 Manual de Gestão Integrada de Riscos, contemplando os critérios e premissas de
avaliação de riscos e controles internos;
 Utilização de metodologias e ferramentas para o processo de Gestão de Riscos da
FERBASA;
 Procedimentos para elaboração e monitoramento de planos de remediação para os
processos críticos e em andamento para os demais processos;
 Acompanhamento contínuo das contingências e legislações aplicáveis às atividades
da Companhia (Mineração, Ambiental, Fiscal, Contábil, Energia, etc);
 Ferramentas e controles para manutenção da segurança da informação;
 Canais de comunicação com o Comitê de Conduta;
 Contratação de seguros. Para informações, ver o item 4.1. a. deste Formulário de
Referência.
iii) estrutura organizacional de gerenciamento de riscos
A estrutura organizacional de gerenciamento de riscos da FERBASA está em
conformidade com as práticas de governança corporativa e busca o cumprimento da
regulamentação vigente e o alinhamento às melhores práticas de gerenciamento de
riscos.

O Conselho de Administração tem responsabilidade global pelo estabelecimento e


supervisão da estrutura de gerenciamento de risco da Companhia.

A gestão de riscos na FERBASA é realizada através de uma estrutura coordenada pelo


Comitê de Auditoria, com o envolvimento ativo da área de Gestão de Riscos e
Compliance e gestores das áreas de negócio, conforme descrição a seguir:

Comitê de Auditoria: responsável por atividades de validação, acompanhamento e


recomendações junto ao Conselho visando assegurar o equilíbrio, a transparência e a
integridade das informações, nos seguintes termos:

(i) Valida documentos como: Política de Gestão de Riscos, tolerância ao Risco, Modelo de
Governança de Riscos e Autoridade e do Plano de Contingências;
(ii) Acompanha os Indicadores de Riscos;

PÁGINA: 47 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.1 - Política de gerenciamento de riscos

(iii) Avaliar os Relatórios e Resultados e prover os direcionamentos necessários para


execução das atividades.

Área de Gestão de Riscos e Compliance: responsável pela atividade de avaliação


independente e de assessoramento da administração, voltada para o exame e
avaliação da adequação, eficiência e eficácia dos sistemas de controles, baseado nos
conceitos de risco de negócio. A área de Gestão de Riscos e Compliance é responsável
pelas seguintes atividades:

(i) Avaliar a adequação dos controles das unidades que compõem a FERBASA;
(ii) Apresentar recomendações para minimizar riscos através do aprimoramento das
estruturas de controle existentes;
(iii) Apoiar aos gestores no monitoramento dos riscos de negócio na FERBASA;
(iv) Apontar ao Comitê de Auditoria a ocorrência de não conformidades, falhas, desvios,
irregularidades e/ou ilegalidades observadas;
(v) É permitido o acesso a todas as áreas de negócio que compõem a FERBASA a seus
respectivos dados e informações.
Gestores das áreas de negócio: responsáveis primários pela gestão de riscos, os
gestores das diversas áreas de negócio da FERBASA atuam ativamente neste processo,
através do:
(i) Conhecimento prévio e monitoramento dos riscos, direta ou indiretamente,
envolvidos nas operações sob sua gestão;
(ii) Execução das suas atividades e decisões em linha com as premissas desta política ou
outras diretrizes da FERBASA, de forma a minimizar a exposição da Companhia a
riscos;
(iii) Reporte periódico à auditoria interna ou ao comitê de auditoria e riscos dos eventos
relevantes, que afetem o grau de exposição da FERBASA a riscos;
(iv) Implantação dos planos de resposta e monitoramento dos riscos, direta ou
indiretamente, envolvidos nas operações sob sua gestão, de acordo com as
deliberações tomadas em conjunto com auditoria interna, comitê de auditoria ou Alta
Administração.

Esta estrutura permite a melhor sinergia entre a Alta Administração e as diversas


áreas de negócio, de forma a possibilitar o adequado monitoramento dos riscos
associados às operações da FERBASA.

Em 2017, a Companhia realizou treinamentos da Política de Gestão de Riscos


Corporativos nas unidades (Corporativo, Metalurgia, Florestal e Mineração) com a
participação das gerências e coordenações das áreas de negócio. Um dos temas
abordados durante os treinamentos foi a implantação do modelo das Três Linhas de
Defesa do IIA – The Institute of Internal Auditors (Instituto dos Auditores Internos)
como boa prática de Governança na Gestão de Riscos.

PÁGINA: 48 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.1 - Política de gerenciamento de riscos

c) Adequação da estrutura operacional e de controles internos para verificação da


efetividade da política adotada

A Companhia está sempre buscando aperfeiçoar sua estrutura operacional e de


controles internos, de forma a verificar a efetividade da política adotada e possui
uma matriz que especifica os papéis e responsabilidades no processo de Gestão de
Riscos.

As responsabilidades foram divididas entre os seguintes agentes:

 Área de Gestão de Riscos e Compliance;


 Gestores das áreas de negócio;
 Comitê de Auditoria;
 Diretoria Corporativa;
 Conselho de Administração.

Esta segregação de funções e/ou monitorização das atividades entre os agentes


permite à Companhia identificar os potenciais conflitos de interesse e que os riscos
associados sejam minimizados.

PÁGINA: 49 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.2 - Política de gerenciamento de riscos de mercado

Em relação aos riscos de mercado indicados no item 4.2, informar:

a) Política formalizada de gerenciamento de riscos de mercado, destacando, em caso


afirmativo, o órgão que a aprovou e a data de sua aprovação, e, em caso negativo, as
razões pelas quais o emissor não adotou uma política;

A atual política de gerenciamento de riscos da Companhia foi validada pelo Comitê


de Auditoria e aprovada pelo Conselho de Administração na data de 30/05/2016, e
pode ser encontrada na intranet e website da FERBASA “www.ferbasa.com.br”.

b) Objetivos e estratégias da política de gerenciamento de riscos de mercado:

As políticas de gerenciamento de risco de mercado da Companhia são estabelecidas


para identificar e analisar os riscos enfrentados pela Companhia, para definir limites
e controles de riscos apropriados, e para monitorar riscos e aderência aos limites.

i) riscos de mercado para os quais se busca proteção


A FERBASA está exposta ao comportamento de diversos fatores de risco de mercado
que podem impactar seu fluxo de caixa e resultados. Considerando esses fatores de
riscos, foi elaborada uma política de gestão de riscos financeiros. Os principais riscos
para os quais a Companhia busca proteção são: risco cambial, risco de taxa de juros,
risco de crédito, risco de liquidez e risco do preço de referência das ligas.

ii) estratégia de proteção patrimonial (hedge)


A Companhia utiliza o hedge de fluxo de caixa e, no caso dos instrumentos
financeiros derivativos de hedge (NDF), consideramos que o impacto de uma
desvalorização do Real sobre estes instrumentos precisa ser avaliado em conjunto e,
poderá ser mais do que compensado pelo aumento das receitas com vendas
indexadas ao US dólar.

iii) instrumentos utilizados para proteção patrimonial (hedge)


De forma a minimizar o risco cambial, mas ainda mantendo determinada exposição
à variação cambial, a Diretoria Executiva está autorizada a realizar contratos de
venda de dólares a termo (“NDF: Non-Deliverable Forward Asiática”) até o limite de
30% do faturamento líquido dos próximos 12 meses, para proteger seus resultados e
seu caixa considerando o impacto que a volatilidade cambial tem sobre estes,
podendo chegar a 50% mediante deliberação do Conselho de Administração.
Estes contratos não envolvem a entrega física de moeda, sendo que a liquidação
financeira ocorre meramente pela diferença entre a cotação contratada e a média das
taxas de câmbio dos 30 dias anteriores ao vencimento. A contratação de
instrumentos de hedge deve ser realizada a cada mês para um período de 12
meses contados após o período da contratação.

iv) parâmetros utilizados para o gerenciamento desses riscos

PÁGINA: 50 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.2 - Política de gerenciamento de riscos de mercado

A política de gestão de riscos financeiros foi elaborada para reduzir os danos


causados pelos riscos de mercado, ocasionados pelas flutuações de indexadores, taxas
de mercado e preços internacionais, como a variação cambial (a moeda utilizada pela
Companhia é o dólar norte-americano), juros, valor das Commodities, dentre outros,
que impactam diretamente nos resultados da Companhia, sendo anualmente revisada
pela Diretoria Executiva Financeira, Comitê de Auditoria e Conselho de
Administração.
Mantendo uma política conservadora, a Companhia realiza através de um cauteloso
gerenciamento, o trabalho de identificação e mensuração dos riscos em prol da
mitigação da vulnerabilidade da Companhia, conforme as diretrizes abaixo:

Risco Cambial

A Política de Gestão de Riscos Financeiros da Companhia prevê um programa de


hedge para o risco cambial proveniente de parte de seu faturamento, tanto no
mercado externo, quanto no mercado interno.

Risco de Taxa de Juros

Como parte substancial das obrigações da Companhia é indexada a índices


inflacionários pós-fixados (IPC-A ou IGP-M), as aplicações financeiras são mantidas
indexadas ao CDI (taxa pós-fixada com influência de expectativa inflacionária).

Risco de Crédito

A Companhia limita a alocação das suas aplicações financeiras a cada emissor de


letra financeira, debêntures ou títulos ao máximo de 30% do volume das aplicações.
Este limite não se aplica para títulos emitidos pelo Tesouro Nacional. Nas operações
de derivativos, a Companha trabalha com instituições financeiras de primeira linha.
O risco de crédito de clientes é monitorado e não há histórico material de perdas.

Risco de Liquidez

A Companhia adota o direcionamento de manter uma posição robusta em caixa e


aplicações financeiras, de forma a fazer frente aos seus compromissos financeiros e
operacionais. O montante mantido em caixa tem como objetivo honrar os
desembolsos previstos no curso normal de suas operações, enquanto que o excedente
é investido em aplicações financeiras de alta liquidez.

Os únicos passivos financeiros da Companhia com prazo de vencimento superior a 1


ano, e com liquidação em caixa, são os empréstimos e financiamentos.

(i) Cláusulas contratuais restritivas – “covenants”

A Companhia possui financiamentos que também incluem cláusulas restritivas com


exigibilidade de cumprimento de performance de índices periódicos, sob condição de
antecipação do vencimento da dívida em caso de descumprimento dos “covenants”.

PÁGINA: 51 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.2 - Política de gerenciamento de riscos de mercado

A razão entre dívida financeira líquida e o EBTIDA, consolidados, deverá ser menor
ou igual a 2,5x durante todo o período de vigência do contrato. Em 31 de dezembro
de 2018, a Companhia atendeu esse índice.

A controlada BW Guirapá I e as sete Centrais Eólicas, devem manter, durante toda a


vigência do contrato de financiamento do BNDES, o índice de cobertura do serviço da
dívida consolidado para todo o grupo em 1,30, o qual foi atendido em 31 de
dezembro de 2018.

A Política de Riscos Financeiros da Companhia estabelece que esta relação dívida


financeira líquida e o EBTIDA deve ser menor ou igual a 1,5x, mantendo desta forma,
uma posição mais conservadora.

Além das cláusulas restritivas acima mencionadas a Companhia possui em seus


contratos, cláusulas restritivas não financeiras que foram cumpridas na data base das
demonstrações financeiras.

O quadro abaixo demonstra os saldos, custos e vencimentos dos empréstimos:

Modalidade R$ mil Vencimentos Encargos a.a. Amortização Garantias

FINEX 4131 24.824 2020 8,2% Mensal -


FINAME 179 2021 TJLP + 3,9% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 128 2022 2,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.527 2022 TJLP + 3,5% Mensal Alienação fiduciária
FINEM 14.396 2022 TJLP + 1,52% Mensal Hipoteca de terreno
FINAME 2.755 2023 2,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.255 2023 3,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 195 2023 4,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 3.887 2023 TJLP + 3,9% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 2.981 2024 6,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.086 2024 TJLP + 3,6% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.257 2024 TJLP + 3,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 182 2024 TJLP + 3,4% Mensal Alienação fiduciária
FINEM 9.510 2025 TJLP + 2,26% Mensal Hipoteca de terreno
FINEM (BW) 338.518 2032 TJLP + 2,65% Mensal (*)

(*) As garantias oferecidas para o pagamento da dívida foram: penhor das ações da BW Guirapá I,
penhor de direitos creditórios (contrato de O&M), penhor de direitos emergentes (autorização de
produtora independente), penhor de máquinas e equipamentos (aerogeradores), cessão fiduciária de
direitos creditórios (receitas de venda de energia e do CER, e constituição de contas reservas) e fiança
bancária.

Risco do Preço de Commodities


Refere-se à exposição às variações dos preços dos produtos finais (ligas), podendo
alterar significativamente as margens operacionais da Companhia. A Administração

PÁGINA: 52 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.2 - Política de gerenciamento de riscos de mercado

entende que a exposição deste risco faz parte da natureza do seu negócio e, não há
no momento, mecanismos ou instrumentos financeiros para a mitigação deste risco.

Risco de Concentração
A Companhia possui concentração de faturamento em alguns poucos clientes, os
quais foram representativos em 2018. No mercado interno, para o Ferrocromo,
temos Aperam Inox e Magoteux Brasil e, no mercado externo, para o Ferrossilício,
temos Marubeni Corporation e Traxys. Eventuais reduções na demanda destes
clientes poderão causar impactos significativos na capacidade de geração de caixa da
Companhia.

v) se o emissor opera instrumentos financeiros com objetivos diversos de proteção


patrimonial (hedge) e quais são esses objetivos
A Companhia possui uma Política de Gestão de Riscos Financeiros que limita as
operações com instrumentos financeiros derivativos, com o objetivo de proteção
("hedge") contra riscos de mercado para as flutuações das taxas de juros e cambial. A
operação de derivativo utilizada pela FERBASA é “NDF: Non-Deliverable Forward
Asiática”.

vi) estrutura organizacional de controle de gerenciamento de riscos de mercado


A estrutura organizacional de gerenciamento de riscos da FERBASA está em
conformidade com as práticas de governança corporativa e busca o cumprimento da
regulamentação vigente e o alinhamento às melhores práticas de gerenciamento de
riscos.
O Conselho de Administração tem responsabilidade global pelo estabelecimento e
supervisão da estrutura de gerenciamento de risco da Companhia.
A gestão de riscos na FERBASA é realizada através de uma estrutura coordenada pelo
Comitê de Auditoria, com o envolvimento ativo de dois atores principais: Gestão de
Riscos e Compliance e gestores das áreas de negócio.

c) Adequação da estrutura operacional e controles internos para verificação da


efetividade da política adotada

A Companhia está sempre buscando aperfeiçoar sua estrutura operacional e de


controles internos, de forma a verificar a efetividade da política adotada e possui
uma matriz que especifica os papéis e responsabilidades no processo de Gestão de
Riscos.

PÁGINA: 53 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.3 - Descrição dos controles internos

Em relação aos controles adotados pelo emissor para assegurar a elaboração de


demonstrações financeiras confiáveis, indicar:

a) principais práticas de controles internos e o grau de eficiência de tais controles,


indicando eventuais imperfeições e as providências adotadas para corrigi-las

A Administração da Companhia avaliou a eficácia dos controles internos


relacionados às demonstrações financeiras estabelecendo um processo de avaliação
de controles internos com a aplicação de metodologia de mapeamento de processos e
avaliação de riscos com identificação dos controles.

A FERBASA possui um Comitê de Auditoria, uma área de Auditoria Interna e de


Controles Internos e Conselho Fiscal, estrutura, atualmente, necessária para
gerenciar os riscos relacionados às demonstrações financeiras. A Administração
considera que os controles internos adotados na elaboração de suas demonstrações
financeiras são suficientes para assegurar a qualidade e confiabilidade das
informações financeiras e respectivas divulgações, não tendo sido detectadas
deficiências nos controles internos da Companhia que pudessem provocar erros
materiais nas demonstrações financeiras. Adicionalmente, os auditores
independentes da Companhia não identificaram distorções relevantes na elaboração
das demonstrações contábeis.

b) estruturas organizacionais envolvidas


Os controles internos relacionados à elaboração de demonstrações financeiras são
reportados para o Comitê de Auditoria, que é o órgão vinculado diretamente ao
Conselho de Administração. As principais responsabilidades do Comitê de Auditoria
são:
 Zelar pela qualidade e integridade das demonstrações financeiras;
 Supervisionar as atividades da área de elaboração das demonstrações financeiras;
 Avaliar os procedimentos adotados para o cumprimento das exigências legais e
regulamentares;
 Avaliar a atuação e qualidade dos trabalhos de auditoria, bem como as questões de
independência dos auditores independentes e da Auditoria Interna; e
 Analisar a qualidade e efetividade dos sistemas de controles internos e de
administração de riscos e emitir as recomendações pertinentes, conforme aplicável.

As avaliações do Comitê de Auditoria baseiam-se nas informações recebidas da


Administração, dos auditores independentes, da Auditoria Interna e dos responsáveis
pelo gerenciamento de riscos e controles internos, bem como nas próprias análises e
nos resultados de reuniões com Executivos.

PÁGINA: 54 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.3 - Descrição dos controles internos

c) se e como a eficiência dos controles internos é supervisionada pela administração do


emissor, indicando o cargo das pessoas responsáveis pelo referido acompanhamento

O resultado dos trabalhos do plano de controles internos previstos no exercício é


reportado por meio de relatório ao Comitê de Auditoria e ao Conselho de
Administração. Todas as deficiências possuem plano de ação, responsável e prazo,
que são acompanhadas pela área de Gestão de Riscos e Auditoria Interna.

Adicionalmente, qualquer exceção observada nas atividades que possam impactar as


demonstrações financeiras é reportada para o Comitê de Auditoria, tempestivamente
pela área de Gestão de Riscos e Auditoria Interna para adoção das ações corretivas,
em linha com as melhores práticas de controles internos.

d) deficiências e recomendações sobre os controles internos presentes no relatório


circunstanciado, preparado e encaminhado ao emissor pelo auditor independente,
nos termos da regulamentação emitida pela CVM que trata do registro e do exercício
da atividade de auditoria independente

Não houve comentários sobre deficiências significativas, nem recomendações


significativas que pudessem impactar a avaliação da Administração da Companhia
em relação à eficácia dos controles internos para o exercício encerrado em 31 de
dezembro de 2018, com base no relatório do auditor independente (Deloitte Touche
Tohmatsu).

e) comentários dos diretores sobre as deficiências apontadas no relatório


circunstanciado preparado pelo auditor independente e sobre as medidas corretivas
adotadas

Conforme indicado acima, não foram detectadas deficiências significativas relativas


aos controles internos da Companhia pelo auditor independente.

PÁGINA: 55 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.4 - Programa de Integridade

Em relação aos mecanismos e procedimentos internos de integridade adotados pelo emissor


para prevenir, detectar e sanar desvios, fraudes, irregularidades e atos ilícitos praticados
contra a administração pública, nacional ou estrangeira, informar:

a. se o emissor possui, regras, políticas, procedimentos ou práticas voltadas par a


prevenção, detecção e remediação de fraudes e ilícitos praticados contra a
administração pública, identificando, em caso positivo:

i) os principais mecanismos e procedimentos de integridade adotados e sua


adequação ao perfil e riscos identificados pelo emissor, informando com que
frequência os riscos são reavaliados e as políticas, procedimentos e as práticas são
adaptadas.

 Código de Conduta: define o modo como a FERBASA se relaciona com seus


acionistas, clientes, fornecedores, sociedade e as demais partes envolvidas e/ou
interessadas no seu negócio, e o que a Companhia espera de cada um dos seus
colaboradores, independente do cargo ou função desempenhada.

 Comitê de Conduta Ética: atua na apuração, avaliação e investigação das


denúncias de violação do Código de Conduta e recomendar as medidas
cabíveis.

 Área de Gestão de Riscos e Compliance: responsável pela atividade de


avaliação independente e de assessoramento da administração, voltada para o
exame e avaliação da adequação, eficiência e eficácia dos sistemas de
controles, baseado nos conceitos de risco de negócio.

Todos os contratos da Companhia já contêm cláusulas, nos seguintes termos:

“FRAUDE E CORRUPÇÃO

As Partes deverão tomar todas as medidas necessárias, de acordo com as boas práticas
comerciais, observando plenamente todas as leis anticorrupção aplicáveis, tanto
aquelas das jurisdições em que são registradas, quanto aquelas da jurisdição em que
o Contrato em questão será cumprido (se diversa da primeira), para impedir
qualquer atividade fraudulenta e/ou corrupta de seus representantes legais e
empregados com relação ao recebimento direto de quaisquer recursos da outra Parte.
Cada Parte deverá notificar imediatamente a outra se tiver motivo para suspeitar que
qualquer fraude tenha ocorrido, esteja ocorrendo, ou provavelmente ocorrerá.

Nenhuma das Partes deverá oferecer ou dar, nem concordar em dar a qualquer
empregado, agente, funcionário ou representante da outra Parte nenhuma
gratificação, comissão ou outro pagamento de qualquer tipo como indução ou
recompensa por praticar, deixar de praticar, ter praticado ou deixar de ter praticado
qualquer ato com relação à obtenção ou execução de qualquer contrato com a outra

PÁGINA: 56 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.4 - Programa de Integridade

Parte, ou por se demonstrar ou deixar de se demonstrar favorável ou desfavorável a


qualquer pessoa com relação a qualquer contrato com a outra Parte;

Cada uma das Partes garante que não pagou comissão, nem concordou em pagar
comissão a nenhum empregado, agente, funcionário ou representante da outra Parte
com relação a qualquer contrato com a outra Parte.

Quando qualquer das Partes, por seus empregados, funcionários, subcontratados,


fornecedores, agentes ou qualquer um, agindo em seu nome engajar-se em uma
conduta proibida pelas disposições acima com relação a qualquer contrato com a
outra Parte, a Parte lesada terá o direito de:

 Resolver o contrato em questão e receber da Parte faltosa o montante de


quaisquer danos diretos que venha a sofrer em decorrência de tal rescisão; ou
 Ser totalmente ressarcido pela Parte faltosa por qualquer dano direto que
venha a sofrer em consequência de qualquer violação desta cláusula,
independentemente da rescisão ou não do contrato em questão.

ii) as estruturas organizacionais envolvidas no monitoramento do


funcionamento e da eficiência dos mecanismos e procedimentos internos de
integridade, indicando suas atribuições, se sua criação foi formalmente aprovada,
órgãos do emissor a que se reportam, e os mecanismos de garantia da independência
de seus dirigentes, se existentes

O Comitê de Conduta Ética é composto por três membros permanentes (um do RH,
um da Gerência Jurídica e um da Segurança Empresarial), além de um representante
transitório, de origem da área da pessoa envolvida. Eventualmente, membros da
diretoria podem participar dos trabalhos, por solicitação do Comitê ou
recomendação do representante do RH. O Comitê de Conduta Ética reporta todos os
resultados ao Comitê de Auditoria.

O encaminhamento de comunicações relativas ao Código de Conduta (sugestões,


dúvidas, denúncias, etc.) pode ser feito livremente, por qualquer pessoa, pelos canais
abaixo:

• RH: e-mail rhconduta@ferbasa.com.br, ramais da área ou pessoalmente.

• Superior imediato

• Comitê de Conduta Ética, através do e-mail comiteconduta@ferbasa.com.br ou pelo


telefone (71) 3404-3199.

A gestão do Código de Conduta cabe aos diretores e colaboradores, que devem zelar
pelo seu cumprimento e adequação à realidade do ambiente de negócios da FERBASA.
Ao Comitê de Conduta Ética cabe julgar os casos de violação de maior gravidade
deste Código e recomendar as medidas cabíveis.

PÁGINA: 57 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.4 - Programa de Integridade

iii) se o emissor possui código de ética ou de conduta formalmente aprovado,


indicando:

 se ele se aplica a todos os diretores, conselheiros fiscais, conselheiros de


administração e empregados e se abrange também terceiros, tais como
fornecedores, prestadores de serviço, agentes intermediários e associados

O Código de Conduta se aplica a toda Companhia e reúne as diretrizes que


devem permear a conduta e procedimentos cotidianos, além de refletir a visão
da Companhia na relação com as partes interessadas: acionistas, clientes,
fornecedores, colaboradores, sindicatos, comissões de fábrica, poder público e
comunidade em geral.

 se e com que frequência os diretores, conselheiros fiscais, conselheiros de


administração e empregados são treinados em relação ao código de ética ou
de conduta e às demais normas relacionadas ao tema

Todos os colaboradores são treinados em relação ao Código de Conduta na


admissão.

 as sanções aplicáveis na hipótese de violação ao código ou a outras normas


relativas ao assunto, identificando o documento onde essas sanções estão
previstas

A Companhia envida esforços significativos para prevenir condutas que não


estejam de acordo com o Código de Conduta. A infração expõe o colaborador
e/ou terceiro envolvido a medidas disciplinares administrativas (no caso de
vínculo empregatício) bem como a implicações legais. Caso seja necessário, a
Companhia poderá relatar a conduta indevida às autoridades legais
competentes.

 órgão que aprovou o código, data da aprovação e, caso o emissor divulgue o


código de conduta, locais na rede mundial de computadores onde o
documento pode ser consultado

Em 17 de janeiro de 2012, o Conselho de Administração aprovou o Código de


Conduta para a Companhia. O Código está disponível na intranet para todos
os colaboradores, bem como na Internet
http://www.ferbasa.com.br/conteudo_pti.asp?idioma=0&conta=45&tipo=5616
6.

b. se o emissor possui canal de denúncia, indicando, em caso positivo:

A Companhia possui um canal de denúncias, conforme disposto em seu Código de


Conduta.

PÁGINA: 58 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.4 - Programa de Integridade

 se o canal de denúncias é interno ou se está a cargo de terceiros

O canal de denúncias da Companhia é administrado internamente pelo Comitê de


Conduta Ética, que atua na apuração, avaliação, investigação das denúncias e
recomendação de medidas cabíveis.

 se o canal está aberto para o recebimento de denúncias de terceiros ou se recebe


denúncias somente de empregados

O canal de denúncias da Companhia está disponível para denúncias internas e


externas e pode ser acessado através do e-mail comiteconduta@ferbasa.com.br ou
pelo telefone (71) 3404-3199.

 se há mecanismos de anonimato e de proteção a denunciantes de boa fé

Os colaboradores podem ou não se identificar na abertura da denúncia. É assegurada


que identidade do autor de qualquer denúncia será preservada, bem como não serão
toleradas retaliações ou punições contra os colaboradores ou terceiros denunciantes.

 órgão do emissor responsável pela apuração de denúncias.

O canal de denúncias da Companhia é administrado internamente pelo Comitê de


Conduta Ética, que atua na apuração, avaliação, investigação das denúncias e
recomendação de medidas cabíveis.

c. se o emissor adota procedimentos em processos de fusão, aquisição e reestruturações


societárias visando à identificação de vulnerabilidades e de risco de práticas
irregulares nas pessoas jurídicas envolvidas

Para todos os processos que envolvem fusões, aquisições ou reestruturações, são


realizadas avaliações de riscos que abrangem as categorias de riscos jurídicos,
ambientais, prediais, de mercado, políticos, financeiros e técnicos. Para suportar as
avaliações, são contratadas consultorias especializadas para realização de Due
Diligence das pessoas jurídicas envolvidas no processo.

d. caso o emissor não possua regras, políticas, procedimentos ou práticas voltadas para
a prevenção, detecção e remediação de fraudes e ilícitos praticados contra a
administração pública, identificar as razões pelas quais o emissor não adotou
controles nesse sentido.

Não aplicável.

PÁGINA: 59 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.5 - Alterações significativas

Em 2018, não houve alterações significativas nos principais riscos a que o emissor está
exposto e na política de gerenciamento de riscos adotada.

PÁGINA: 60 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

5.6 - Outras inf. relev. - Gerenciamento de riscos e controles internos

Todas as informações relevantes foram divulgadas nos itens anteriores.

PÁGINA: 61 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.1 / 6.2 / 6.4 - Constituição do emissor, prazo de duração e data de registro na CVM

Data de Constituição do Emissor 23/02/1961

Forma de Constituição do Emissor Sociedade Anônima, de Capital aberto.

País de Constituição Brasil

Prazo de Duração Prazo de Duração Indeterminado

Data de Registro CVM 28/02/1961

PÁGINA: 62 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.3 - Breve histórico

Fundada em 23 de fevereiro de 1961 pelo engenheiro José Corgosinho de Carvalho Filho, a


FERBASA iniciou suas atividades no município de Campo Formoso (BA), no ramo de
mineração, com o objetivo de produzir minério de cromo para o abastecimento da indústria
nacional. Em 21 de julho de 1963, entrou em operação o parque industrial metalúrgico da
FERBASA, na cidade de Pojuca (BA), com o objetivo de produzir Ferrocromo, destinado ao
abastecimento da indústria siderúrgica, como matéria-prima indispensável na fabricação de
aços especiais e inoxidáveis.

Atualmente a FERBASA exerce atividades nas áreas de mineração, metalurgia, geração de


energia elétrica renovável e produção florestal. Através de um trabalho sólido, tornou-se
referência nacional em produção de ferroligas e mantém uma destacada presença no campo
da responsabilidade socioambiental, mediante uma atuação consciente e ativa em prol da
melhoria do entorno das regiões onde mantém suas atividades e de uma rigorosa gestão dos
impactos ambientais decorrentes das suas operações.

Única produtora integrada de ferrocromo das Américas, a FERBASA possui como principais
produtos de seu portfólio as ligas de ferrocromo alto carbono (FeCrAC), ferrocromo baixo
carbono (FeCrBC), ferrossilício (FeSi75) e ferrossilício cromo (FeSiCr), destinadas,
principalmente, ao setor siderúrgico, à produção de aços inoxidáveis e especiais. A
Companhia também é detentora de mais de 95% das reservas brasileiras de cromita,
principal matéria-prima utilizada na fabricação das ligas de ferrocromo, contando com dois
grupamentos mineiros situados na região Centro-Norte da Bahia: a mina de Pedrinhas, em
Campo Formoso-BA funciona até os dias atuais com o método de lavra a céu aberto; e a
mina de Ipueira, situada no município de Andorinha-BA, cujas atividades foram iniciadas
em 1973 e atualmente opera com lavra subterrânea, sendo considerada uma das minas mais
modernas do País em termos de tecnologia e segurança. A seriedade com que a FERBASA
conduz as questões ambientais resulta no reconhecimento dos dois grupamentos como
referências nas ações de recuperação de áreas exploradas com espécies nativas. Em relação
às barragens da Companhia, muito embora nenhuma delas se enquadre nos riscos definidos
pela Política Nacional de Segurança de Barragens – PNSB (Lei 12.334/2010) ressaltamos que
as atividades de mineração da FERBASA são pautadas em uma gestão permanente de
diagnóstico, monitoramento e minimização dos riscos envolvidos, em todos os processos.
Como resultado, a exemplo, a gestão de barragens da FERBASA está completamente aderente
às determinações legais desta matéria. Em vistorias realizadas pela Agência Nacional de
Mineração - ANM, todas as nossas estruturas foram caracterizadas como “Dano Potencial
Associado e Categoria de Risco Baixo” e, deste modo, nenhuma das barragens da Companhia
está sujeita a quaisquer desses requisitos determinados em Lei para adesão ao PNSB. A
mineração vem também fazendo a gestão dos rejeitos lançados nesses reservatórios,
diminuindo sensivelmente os seus volumes, fato que amplia a vida útil das barragens e
confere ainda mais segurança às operações.

PÁGINA: 63 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.3 - Breve histórico

Além dos dois grupamentos mineiros, a Companhia conta também com uma planta voltada
à produção de cal virgem e mais quatro minas de quartzo na região Nordeste do Estado,
cujos produtos são destinados, em grande parte, ao seu parque industrial localizado em
Pojuca/BA, onde estão instalados 14 fornos elétricos destinados à produção de ligas de cromo
e silício. Ressalte-se que, em 1986, teve início a produção de Ferrossilício, que viabilizou à
Companhia, em 1994, a constituição de uma joint venture, em conjunto com as empresas
japonesas Marubeni e JMC, para produzir liga de alta pureza, indispensável à produção de
aço eletromagnético (silicioso), amplamente usadas no processo produtivo dos núcleos de
grandes transformadores e geradores, além dos demais produtos de aços especiais
empregados na fabricação de motores elétricos para carros híbridos e linha branca. A
unidade mantém seus processos dentro de elevados padrões de qualidade, segurança e
ambiental, mediante a realização de investimentos consistentes em projetos voltados à
mitigação dos impactos derivados de suas operações, com destaque para o fato de todos os
fornos serem equipados com filtros de manga, cuja função é neutralizar a emissão de
material particulado na atmosfera.

Quanto às atividades florestais, a Companhia dispõe de uma área total de,


aproximadamente, 64 mil hectares, dos quais apenas 25 mil são plantados com florestas de
eucalipto, destinados à produção de biorredutor em fornos mecanizados, insumo utilizado
no processo de transformação das ferroligas. A manutenção de 45% das reservas de mata
nativa (incluindo reserva legal, áreas de preservação permanente e áreas não averbadas) vai
além do limite determinado por lei, que exige o mínimo de 20% da área total. Esse ativo
florestal engloba, também, a manutenção de mais de 1.200 hectares de áreas aprovadas
como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) – Unidades de Conservação de
Proteção Integral, em caráter de perpetuidade.

Ainda sobre os recursos renováveis, o Complexo Eólico BW Guirapá, adquirido neste ano
pela FERBASA, tem sua geração de energia elétrica integralmente destinada ao Ambiente de
Contratação Regulado (ACR), conforme PPA de 20 anos firmado por meio do Leilão de
Energia de Reserva, realizado em 2011 e que se encerrará em junho de 2034, cujas
renovações tarifárias anuais estão previstas para julho de cada ano. Pelas características
sazonais do modelo de negócio, a cada quatro anos, no mesmo período de renovação da
tarifa, o Governo reajusta também a garantia física do contrato, aproximando-o da
realidade de produção do Parque. Como resultado, em julho de 2018, após reconciliação do
PPA, a garantia física do primeiro quadriênio (2014 a 2018) reduziu de 80,9 MW para 78,8
MW (2018 a 2022).

Ademais, destacamos a peculiar e grata condição da Companhia ter como acionista


controladora uma entidade filantrópica, a qual beneficia, diretamente, cerca de 4.000
crianças e adolescentes em suas 6 escolas próprias, dedicadas ao Ensino Infantil,
Fundamental e Médio. Adicionalmente, mantém Programas Socioeducativos voltados a
atividades de musicalização, esportes e reforço escolar, que atende a um público infanto

PÁGINA: 64 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.3 - Breve histórico

juvenil de, aproximadamente, 300 participantes. Este trabalho iniciou-se em 1975, quando
o fundador da FERBASA, José Corgosinho de Carvalho Filho, debruçado sobre a urgência de
desenvolvimento de ações patrocinadoras de melhoria da qualidade da educação no País,
decidiu doar grande parte das ações que possuía da Companhia à Fundação José Carvalho,
como meio de garantir a sustentabilidade da Instituição.

PÁGINA: 65 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.5 - Informações de pedido de falência fundado em valor relevante ou de recuperação


judicial ou extrajudicial

Até a data deste Formulário, não foi protocolado nenhum pedido requerendo a falência e/ou
a recuperação judicial ou extrajudicial da Companhia.

PÁGINA: 66 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

6.6 - Outras informações relevantes

Contrato de Arrendamento entre controladora e controladas

Objetivando a redução da carga tributária, a Companhia arrendou as principais


atividades de suas controladas (Silbasa, Jacurici, Reflora e Damacal), conforme descrito
no item 7.1.

PÁGINA: 67 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.1 - Descrição das principais atividades do emissor e suas controladas

A FERBASA tem por objetivo:

A fabricação e comercialização dos diversos tipos de ferroligas, cada uma com sua
característica e mercado de atuação específico. São elas:

Ferrocromo Alto Carbono (FeCrAC) - Este produto é uma liga de ferro, cromo, silício e
outros elementos. Como elemento liga, o Ferrocromo Alto Carbono ou Charge Chrome é
usado na fabricação de um grande número de tipos de aço e ligas especiais. Tem como
característica básica o carbono acima de 4%. As principais utilizações ocorrem na produção
de aço resistentes à corrosão, na produção de aços de alta resistividade elétrica, aços alta liga
(indústria de automóvel), anti-oxidação e principalmente na produção de aços inoxidáveis.

Ferrocromo Baixo Carbono (FeCrBC) - Este produto é uma liga de ferro, cromo, silício e
carbono com teor máximo de 0,15%. É usado durante a produção de aços para corrigir os
teores de cromo, sem provocar variações indesejáveis no teor de carbono. A sua utilização
industrial é a mesma do FeCrAC, ou seja, na produção de aços especiais e inoxidáveis, com
larga aplicação nas indústrias de bens de consumo.

Ferrossilício Cromo (FeSiCr) - Este produto é uma liga de ferro, cromo, silício e outros
elementos. Sua aplicação é ser o principal insumo na produção de Ferrocromo Baixo
Carbono.

Ferrossilício 75 (FeSi 75) - O FeSi 75 é produzido a partir do quartzo de alta pureza, carvão
vegetal, minério de ferro, carepa e sucata. O FeSi 75 Standard é utilizado na produção de
aços como desoxidante e elemento de liga. Na indústria de fundição, como agente
grafitizante. O FeSi 75 Alta Pureza é usado na fabricação de aços ao silício de grão orientado
(GO) e grão não orientado (GNO).

E suas controladas:

 Silício de Alta Pureza da Bahia S.A. – (“Silbasa”)

A Silbasa é uma empresa de capital fechado, localizada em Pojuca/BA, cujo objeto é a


comercialização de ligas de ferro silício de alta pureza e similares, outras atividades
afins e correlatas que sejam consideradas de interesse da Companhia, por decisão da
Assembleia Geral. Seu prazo de duração é indeterminado. Desde janeiro de 2004
arrendou suas instalações industriais à Companhia, cujo contrato de arrendamento é
renovado anualmente.

 Mineração Vale do Jacurici S.A. (“Jacurici”)

A Jacurici é uma empresa de capital fechado e tem por objeto social a pesquisa e lavra
de substâncias minerais, preferencialmente de cromo; beneficiamento,
comercialização e exportação de minérios, notadamente o cromo; outras quaisquer
atividades afins ou correlatas com os seus objetivos essenciais, e que, a juízo de sua
diretoria executiva sejam consideradas de interesse da mesma. Desde novembro de
1997, arrendou por prazo indeterminado à Companhia, seu grupamento mineiro,
dando o direito de exploração econômica de 15 minas de cromo, bem como, de
utilização das instalações, edificações, imóveis, engenhos, máquinas e veículos
destinados à lavra.

PÁGINA: 68 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.1 - Descrição das principais atividades do emissor e suas controladas

 Reflora - Reflorestadora e Agrícola S.A. (“Reflora”)

Tem por objetivo a elaboração e/ou execução de projetos de florestamento e/ou


reflorestamento, bem como, a produção de carvão vegetal, em conformidade com a
legislação brasileira que regula a espécie. Desde novembro de 1997 a Reflora
encontra-se arrendada à Companhia por prazo indeterminado.

 Indústria de Minérios Damacal Ltda. (“Damacal”)

Tem como objeto social o aproveitamento e exploração de jazidas minerais em todo o


território nacional, beneficiamento, industrialização e comercialização de minérios,
inclusive importação e exportação, comercialização e representação de minérios, bem
como, a participação em outras Companhias como quotista ou acionista. A Companhia
poderá ainda dedicar-se a atividades de reflorestamento, silvicultura e fabricação de
carvão vegetal, para consumo próprio ou comercialização, obedecidas as disposições
legais pertinentes. Desde novembro de 1997 a Damacal encontra-se arrendada à
Companhia por prazo indeterminado.

 BW Guirapa (“BW”)

Tem como objeto social a participação como detentora de 100% (cem por cento) do
capital social das seguintes sociedades {"Controladas"): Central Eólica Angical S.A.,
Central Eólica Caititu S.A., Central Eólica Coqueirinho S.A., Central Eólica Corrupião
S.A., Central Eólica lnhambu SA, Central Eólica Tamanduá Mirim S.A. e Central Eólica
Teiú S.A. O objeto social das controladas consiste: (i) o desenvolvimento, a implantação
e exploração da Central Geradora Eólica, no Estado da Bahia, na forma de Produtor
Independente de Energia Elétrica ("Central Eólica"); (ii) a comercialização da energia
elétrica gerada pela Central Eólica; e (iii) a realização de estudos, projetas,
comissionamento, testes, operação, manutenção, gerenciamento, supervisão, aquisição
de equipamentos e materiais e a contratação de terceiros para tanto.

A BW Guirapa foi definitivamente adquirida pela Ferbasa em 02/04/2018, conforme


Fato Relevante divulgado nessa data, na forma adiante exposta: “A CIA. DE FERRO
LIGAS DA BAHIA – FERBASA S.A. (B3: FESA3 / FESA4) (“FERBASA” ou “Companhia”), em
observância aos termos do artigo 157, parágrafo 4º, da Lei n.º 6.404/76 (“Lei das S.A.”),
e do artigo 2 da Instrução CVM n.º 358/2002, e em continuidade aos Fatos Relevantes
divulgados em 27 de outubro de 2017 e 22 de dezembro de 2017, informa que, nesta
data, foi implementado o fechamento da operação referenciada no contrato de compra
e venda de ações celebrado em 22 de dezembro de 2017, pelo Santander Corretora de
Seguros, Investimentos e Serviços S.A. (“Santander”) e a Brazil Wind S.A. (“Brazil Wind”
e, em conjunto com o Santander, “Vendedores”) e pela Companhia, resultando,
portanto, na aquisição direta, pela Companhia, de 100% das ações de emissão da BW
Guirapá I S.A., anteriormente detidas pelos Vendedores, e, na aquisição indireta das
seguintes sociedades de propósito específico: (i) Central Eólica Angical S.A.; (ii) Central
Eólica Caititu S.A.; (iii) Central Eólica Coqueirinho S.A.; (iv) Central Eólica Corrupião
S.A.; (v) Central Eólica Inhambu S.A.; (vi) Central Eólica Tamanduá Mirim S.A.; e (vii)
Central Eólica Teiú S.A..”

PÁGINA: 69 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.1.a - Informações específicas de sociedades de economia mista

A Companhia não é sociedade de economia mista.

PÁGINA: 70 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.2 - Informações sobre segmentos operacionais

A Companhia procedeu à segmentação de sua estrutura operacional levando em


consideração a forma com a qual a Administração gerencia os seus negócios. Os segmentos
operacionais definidos pela Administração são demonstrados abaixo:

Segmento de ligas de cromo - envolve as operações de ferroligas de cromo alto e baixo


carbono e ferrosilício cromo.

Segmento de silício - envolve as operações de ferroligas de silício 75 especial e o silício 75


standard.

Segmento energia eólica - envolve as operações da subsidiária BW Guirapá.

Outros segmentos incluem - atividade florestal, com venda de madeira em pé e atividades de


mineração com venda de areia de cromita, cal virgem e cal hidratada.

Informações consolidadas dos segmentos operacionais.

Energia
Ligas de cromo Ligas de silício eólica Outros Segmentos Total
2018 2017 2018 2017 2018 2018 2017 2018 2017
Vendas líquidas
Mercado interno 671.334 606.658 121.450 107.366 71.105 49.341 42.570 913.230 756.594
Mercado externo 75.317 133.916 374.731 182.364 - 17.778 35.848 467.826 352.128
746.651 740.574 496.181 289.730 71.105 67.119 78.418 1.381.056 1.108.722

Custo dos produtos


vendidos (502.859) (486.188) (305.727) (227.466) (48.585) (63.430) (44.642) (920.601) (758.296)
Variação do valor justo
ativos biológicos 22.266 41.368 22.266 41.368

Lucro bruto 243.792 254.386 190.454 62.264 22.520 25.955 75.144 482.721 391.794

Despesas operacionais (57.104) (97.667) (37.948) (38.210) (6.961) (5.134) (9.903) (107.147) (145.780)

Resultado operacional
antes do resultado
financeiro 186.688 156.719 152.506 24.054 15.559 20.821 65.241 375.574 246.014

Vendas de produtos
(toneladas)

- - -
Mercado interno 128.349 122.158 21.862 24.698 150.211 146.856

- - -
Mercado externo 10.641 22.452 65.112 42.236 75.753 64.688
138.990 144.610 86.974 66.934 225.964 211.544

PÁGINA: 71 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.2 - Informações sobre segmentos operacionais

As informações acerca do resultado financeiro, do imposto de renda e contribuição social, do


total do ativo e do passivo, não foram divulgadas nas informações por segmento, em razão
da não utilização da Administração da Companhia dos referidos dados de forma
segmentada, pois os mesmos são gerenciados e analisados de forma consolidada em sua
operação.

PÁGINA: 72 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

a) Características do processo de produção:

O processo de fabricação de ferroligas, tradicionalmente usa fornos elétricos a arco trifásico,


visando obter a redução do minério e consequentemente a liga. Os processos de produção de
ferroligas são eletrointensivos, com elevada participação da energia elétrica no aquecimento
da carga dos fornos visando obter a temperatura necessária para que as reações químicas
possam ocorrer.

Na produção de ferroligas, usamos matérias-primas que podem ser classificadas


genericamente nos seguintes grupos:

Minérios - fornecedor do metal. Este material pode ser usado na forma de granulado (lump)
e fino (concentrado);

Redutor - fornecedor do elemento químico responsável por absorver o oxigênio do minério,


liberando o metal. O redutor é um produto a base de carbono, sendo os mais usados em
metalurgia o carvão vegetal, antracito e coque metalúrgico (coque de hulha); o que não
impede o uso de outros materiais a base de carbono, desde que seja econômico o seu uso.
Algumas ferroligas, podem utilizar outros redutores diferentes do Carbono, como o FeCr
Baixo Carbono que utiliza o elemento Silício contido no FeSiCr para as reações de redução;

Fundente - elemento capaz de reagir com a ganga do minério, baixar a temperatura de


fusão da mesma e formar a escória.

DESCRIÇÃO DOS PROCESSOS DE PRODUÇÃO POR PRODUTO

1. Produção das ligas de FeCrAC (FERROCROMO ALTO CARBONO)

Matéria-prima: Minério de Cromo: O minério de cromo é constituído dos seguintes


elementos Úteis: Cr2O3 e FeO; e ganga formada de: SiO2, Al2O3, MgO, CaO e P;

Redutor: o redutor é o elemento carbono, que tem como principais fornecedores, o coque
metalúrgico e/ou do carvão vegetal.

Reações de redução: As matérias-primas são carregadas em um forno de redução a arco-


submerso, e utilizando de um processo de eletrofusão, o minério (Cr2O3 e FeO) e parte do
SiO2 reagem com o carbono dos redutores, obtendo a liga, contendo Cr, Fe, Si, C e P,
denominada FeCrAC (Ferrocromo Alto Carbono). Os materiais produzidos são extraídos dos
fornos em bateladas.

PÁGINA: 73 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

A liga de FeCrAC e a escória são produzidas no interior dos fornos, simultaneamente. A liga
é moldada numa área específica, sendo resfriada, cominuída (britada) e classificada de
acordo com especificação do cliente.

As principais reações descritas no processo podem ser indicadas abaixo:

Cr2O3 + 3C ------> 2Cr + 3CO;


FeO + C -------> Fe + CO;
SiO2 + C -------> Si + CO2

Conforme fluxograma ilustrativo abaixo:

Composição típica da liga: A composição típica das liga de Ferrocromo Alto Carbono
(FeCrAC) está representada abaixo:

Cr.. 50,0 % min. C... 6,0 / 9,0 % Si... 5,0 máx. P.. 0,035 máx. S.... 0,025 máx.

2. Produção das ligas de FeCrBC (FERROCROMO BAIXO CARBONO)

Matéria-prima: Minério de Cromo: encontra-se na forma de concentrado (< 2 mm) úmido.


Para sua utilização o concentrado deverá ser seco (máximo de 1% de umidade); Cal Virgem:
Utilizada como fundente do minério de cromo, um alto teor de CaO é desejável para
assegurar uma dissolução fácil e um baixo consumo de energia. Granulometria de trabalho
20 a 30 mm; Ferrossilício Cromo: Adicionado após a fusão da mistura de cal + minério de
cromo. Granulometria de trabalho 15 a 20 mm. Funciona como redutor na fabricação de
FeCr BC. (verificar Item 3. Processo de Produção de FeSiCr).

PÁGINA: 74 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Fusão da matéria-prima: A fusão da mistura minério de cromo e cal ocorre em um forno


elétrico a arco aberto. Após o forno ser devidamente abastecido, tem-se como meta obter
certa quantidade de lava (mistura fundida) por corrida. Conforme fluxograma ilustrativo
que segue abaixo.

Reação - Adição de FeSiCr: Com a mistura devidamente fundida com boa temperatura e
fluidez, a lava é basculada em uma panela com revestimento a base de Cromo e Magnésio.
Após o basculamento adiciona-se FeSiCr através de um braço móvel. O Si é o redutor dos
óxidos do minério de cromo mediante as seguintes reações:

2 Cr2O3 + Si ---------> 4 Cr + 3 SiO2


2 FeO + Si -----------> 2 Fe + SiO2

A sílica formada compõe, em sua maior parte, a escória, enquanto os Cr e o Fe precipitam


formando a liga FeCr BC. Conforme fluxograma ilustrativo abaixo:

Composição típica da liga: A composição típica das liga de Ferrocromo Baixo Carbono
(FeCrBC) está representada abaixo:

Cr.... 50,0 % min. C....... 0 ,15 máx. Si.... 1,0 máx. P...... 0,035 máx. S..... 0,015 máx.

3. Produção das ligas de FeSiCr (FERROSSILÍCIO CROMO)

Matéria-prima: Ferrocromo Alto Carbono: Matéria-prima produzida na FERBASA, já


descrito no item 1. Tem como principal função, fornecimento dos elementos Cr e Fe.
Redutor: o redutor é o elemento carbono, que tem como principais fornecedores o carvão
vegetal; Quartzo: O Quartzo é constituído dos seguintes elementos úteis: SiO2, e ganga
formada de: Al2O3, TiO2, MgO, CaO e P.

PÁGINA: 75 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Reações de redução: Durante o processo de produção, onde todas as matérias-primas são


adicionadas no forno de redução a arco submerso, o redutor entra em contato com o
quartzo reagindo com o oxigênio dos elementos SiO2, obtendo o Si. O processo de produção
necessita apenas que a reação abaixo descrita ocorra, independente da fonte dos óxidos ou
do carbono.

SiO2 + C --------> Si + CO2

O Fe Cr AC, fornecendo o Cr e o Fe, funde no interior do forno, juntando-se ao Si obtido pela


reação, formando a liga de FeSiCr. Conforme fluxograma ilustrativo abaixo:

Composição típica da liga: A composição típica das liga de Ferrossilício Cromo (FeSiCr) está
representada abaixo:

Cr.. 28,0 a 32,00 % C.... 0 ,10 máx. Si.. 48,0 a 52,00 % P. 0,035 máx. S... 0,025 máx.

4. Produção das ligas de FeSi75 (FERROSSILÍCIO 75)

Matéria-prima: Hematita, que é constituída dos seguintes elementos úteis: Fe2O3, e ganga
formada de: SiO2, Al2O3, MgO, CaO e P; tem como substituta alternativa a carepa de
laminação.

Redutor: é o elemento carbono, que tem como principal fonte o carvão vegetal. Quartzo: é
constituído dos seguintes elementos úteis: SiO2 e ganga, formada de: Al2O3, TiO2, MgO,
CaO e P.

PÁGINA: 76 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Reações de redução: Durante o processo de produção, o Carbono entra em contato com o


quartzo e a hematita, reagindo com o oxigênio dos elementos: SiO2, Fe2O3, obtendo a liga
contendo Fe, Si, C e P. O processo de produção, necessita apenas que as reações abaixo
descritas ocorram, independendo da fonte dos óxidos ou do carbono.

SiO2 + C --------> Si + CO2

2 Fe2O3 + 3 C --------> 4 Fe + 3 CO2

Conforme fluxograma ilustrativo abaixo:

Composição típica da liga: A composição típica das liga de Ferrossilício 75 (FeSi75) está
representada abaixo:

Si... 75,0 min. C... 0,10 máx. P...... 0,05 máx. S.... 0,020 máx. Al...... 0,60 máx.

PÁGINA: 77 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

CAPACIDADE INSTALADA

A tabela abaixo apresenta um breve histórico de nossa capacidade instalada associado a


capacidade produtiva, por produto.

b) Características do processo de distribuição:

Os pedidos são feitos trimestralmente pelos consumidores.

Mercado Interno

As vendas no mercado interno são efetuadas através de negociações mensais e/ ou a cada


trimestre. Vendas FOT - entregue carregado no caminhão, na fábrica.

PÁGINA: 78 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

Mercado Externo

Os embarques para o mercado externo são negociados trimestralmente ou a cada embarque


e efetuados mensalmente dependendo da disponibilidade de navios. Vendas FOB estivado
Porto Salvador - BA.

c) Características dos mercados de atuação, em especial:

Participação em cada um dos mercados:

FeCrAC: Mercado interno, vendas regulares.

Mercado externo, vendas Spots.

FeCrBC: Mercado interno, vendas regulares.

Mercado externo, vendas Spots.

FeSi75: Mercado interno e externo vendas regulares.

Condições de competição nos mercados:

Ferrocromo

A FERBASA é a única produtora nacional de Ferrocromo. Participa com aproximadamente


2% da produção mundial. Fornece 95% do consumo aparente do mercado interno. A
qualidade do nosso produto se equipara ao de outros países do mercado internacional.

Ferrossilício

A capacidade de produção é de 111.410 t/ano, e equivale a 100% do consumo nacional.


Nossos produtos alcançam a qualidade requerida pelos mercados.

d) Eventual sazonalidade

A FERBASA tem a flexibilidade de produzir Ferrossilício 75 nos fornos de Ferrocromo Alto


Carbono, sem prejudicar a sua qualidade, reduzindo a ociosidade da capacidade produtiva
total.

PÁGINA: 79 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.3 - Informações sobre produtos e serviços relativos aos segmentos operacionais

e) Principais insumos e matérias-primas

A FERBASA visa, em relação aos seus fornecedores, manter um relacionamento de longo


prazo, de forma a promover parcerias que resultem ganhos para ambas as partes, por meio
de desenvolvimento e inovação contínua no fornecimento de bens e serviços de qualidade
com custo competitivo. Para tanto, a FERBASA usa como ferramentas de comunicação, visitas
e reuniões.

Alguns insumos são controlados por órgãos específicos e/ou possuem uma eventual
dependência de poucos fornecedores, conforme abaixo:

ORGÃO EVENTUAL
PRINCIPAIS INSUMOS REGULAMENTADOR DEPENDÊNCIA DE
E MATÉRIAS-PRIMAS OU LEGISLAÇÃO POUCOS
APLICAVÉL FORNECEDORES
Carvão Vegetal IMA, IBAMA NÃO
Cromita NÃO
Quartzo Alvará DNPM NÃO
Minério de ferro NÃO
Explosivos NÃO
Exército
Reagentes químicos NÃO
Combustíveis e IMA NÃO
lubrificantes
Pasta Eletródica NA SIM
Refratário de Magnesita NA SIM
Eletrodo de Grafite NA NÃO
Energia Elétrica ANEEL SIM

PÁGINA: 80 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.4 - Clientes responsáveis por mais de 10% da receita líquida total

a) Montante total de receitas provenientes de clientes nos anos de 2018, 2017 e 2016:

Ano 2018

Clientes Mercado Controladora e Consolidado


R$ Participação

Aperam Interno 684.119.991,74 57%


Marubeni Uruguay Internacional Externo 177.181.950,09 37%

Ano 2017

Clientes Mercado Controladora e Consolidado


R$ Participação
Aperam Interno 675.012.783,09 69%
Marubeni Uruguay Internacional Externo 139.300.452,25 38%

Ano 2016

Clientes Mercado Controladora e Consolidado


R$ Participação
Aperam Interno 596.325.768,85 69%
Marubeni Uruguay Internacional Externo 111.427.300,05 26%

b) Segmentos operacionais afetados pelas receitas provenientes dos clientes nos anos de
2018, 2017 e 2016:

Ligas de Cromo: Aperam

Ligas de Silício: Marubeni Uruguay Internacional

PÁGINA: 81 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades

a) Necessidade de autorizações governamentais para o exercício das atividades e


histórico de relação com a administração pública para obtenção de tais autorizações:

A Companhia não está inserida em mercado regulado ou que necessite de autorização


governamental.

Os principais agentes de regulação das atividades ambientais da Companhia são os


órgãos executores do SISNAMA, nas esferas municipal, estadual e federal. O escopo de
suas competências se delimita com a abrangência do impacto das atividades da
empresa.

As autorizações mais importantes no âmbito do meio ambiente são as Licenças


Ambientais de Operação, as Outorgas do uso de água e as condicionantes destas
autorizações.

b) Política ambiental da Companhia e custos incorridos para o cumprimento da


regulação ambiental e, se for o caso, de outras práticas ambientais, inclusive a adesão a
padrões internacionais de proteção ambiental:

POLÍTICA DE GESTÃO INTEGRADA - QUALIDADE, SAÚDE, SEGURANÇA E MEIO


AMBIENTE

A FERBASA compromete-se com os seguintes princípios fundamentais. Estes princípios


serão respeitados por todos, em especial pelas lideranças que, pelo exemplo, mostrarão
o caminho:

PÁGINA: 82 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.5 - Efeitos relevantes da regulação estatal nas atividades

A Cia de Ferro Ligas da Bahia – FERBASA – tem em sua política ambiental ações
voltadas para a prevenção e a mitigação dos impactos ambientais; o seu
desdobramento se faz com ações sistemáticas de gestão voltadas para o atendimento
aos requisitos legais pertinentes às suas atividades.

A Companhia tem concentrado grandes esforços, principalmente nos últimos anos,


para se adequar aos princípios da sustentabilidade, no cumprimento de sua política de
gestão integrada, onde os preceitos, princípios e objetivos ambientais são destacados
pelas afirmações:

- Compromisso de reduzir o impacto ambiental;


- Conhecer e respeitar sempre as leis e as regras que se apliquem ao meio ambiente;
- Sempre otimizar as formas de trabalho no intuito de proteger o meio ambiente.

Em setembro de 2018 a Política foi reconfirmada e aprovada pela Ferbasa,


adequando-a ao requisito da NBR ISO 14001, sendo introduzida no COMPROMISSO
“a garantia de proteção ao Meio Ambiente” em substituição ao termo “reduzir o
impacto ambiental”.

Em 2017/2018, os investimentos em requisitos ambientais estiveram na ordem de R$


10,6 milhões.

O foco continuou no aperfeiçoamento dos sistemas de retenção de particulados para a


atmosfera, acondicionamento temporário de resíduos, tratamento de efluentes e gestão
de recirculação de água nos processos internos.

Em 2014, a Metalurgia teve seu Sistema Integrado de Gestão Ambiental, Saúde e


Segurança certificado pelo ABS Quality Evaluations, nas normas OHSAS 18.001 e ISO
14.001 e, em seguida, a Florestal. As certificações obtidas refletem a preocupação com
a melhoria contínua, além do cumprimento da legislação vigente.

Em 2016, a Metalurgia e Florestal mantiveram de forma plena o seu Sistema de Gestão


Integrado de Saúde, Segurança e Meio Ambiente. A Mineração continuou seu processo
de implantação do Sistema de Gestão Integrado, visando adequar os processos às boas
práticas recomendadas por estas Normas e foi recomendada em fevereiro de 2018.

PÁGINA: 83 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.6 - Receitas relevantes provenientes do exterior

a) Receita proveniente dos clientes atribuídos ao país sede do emissor e sua participação na
receita líquida.

Receita no país sede Participação na receita


Ano
R$ mil líquida total
2018 913.230 66,13%
2017 756.594 68,24%
2016 665.678 60,73%

b) Receita proveniente dos clientes atribuídos a cada país estrangeiro e sua participação na
receita líquida total.

Em 2018

Receita líquida das Participação na


Países Continentes exportações receita líquida total
R$ mil Participação
Holanda, Luxemburgo, Polônia, Suíça,
Alemanha, França e Itália Europeu 69.462 14,85% 5,03%
Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, EUA,
Antilhas Holandesas e México Americano 333.333 71,25% 24,14%
Índia, Japão, Hong Kong, China, Kwait e
Emirados Árabes Asiático 65.031 13,90% 4,71%
Total 467.826 100,00% 33,87%

Em 2017

Receita líquida das Participação na


Países Continentes exportações receita líquida total
R$ mil Participação
Holanda, Luxemburgo, Polônia, Suíça,
Alemanha, França e Itália Europeu 45.838 13,02% 4,13%
Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, EUA,
Antilhas Holandesas e México Americano 199.007 56,52% 17,95%
Índia, Japão, Hong Kong, China, Kwait e
Emirados Árabes Asiático 107.284 30,47% 9,68%
Total 352.128 100,00% 31,76%

PÁGINA: 84 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.6 - Receitas relevantes provenientes do exterior

Em 2016

Receita líquida das Participação na


Países Continentes exportações receita líquida total
R$ mil Participação
Holanda, Luxemburgo, Polônia, Suíça,
Alemanha, França e Itália Europeu 74.260 17,25% 6,77%
Argentina, Uruguai, Chile, Bolívia, EUA,
Antilhas Holandesas e México Americano 260.945 60,62% 23,81%
Índia, Japão, Hong Kong, China, Kwait e
Emirados Árabes Asiático 95.271 22,13% 8,69%
Total 430.476 100,00% 39,27%

c) Receita total proveniente de países estrangeiros e sua participação na receita líquida total.

Receita de Participação na
Ano
exportações - R$ mil receita líquida total
2018 467.826 33,87%
2017 352.128 31,76%
2016 430.476 39,27%

PÁGINA: 85 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.7 - Efeitos da regulação estrangeira nas atividades

A União Europeia e os Estados Unidos exigem que os produtos da FERBASA, Ferro Silício 75 e
Ferro Silício Cromo, recebidos em seus portos, estejam em big-bags no interior dos
contêineres, com instruções de segurança e especificações do produto. A Companhia já se
encontra adequada com esta regulamentação.

PÁGINA: 86 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.8 - Políticas socioambientais

7.8 - Políticas socioambientais

Relatório de Sustentabilidade

A Ferbasa iniciou, em 2018, a construção do seu primeiro Relatório de Sustentabilidade,


utilizando a metodologia do Global Reporting Initiative - GRI. Finalizadas as etapas de
materialidade, definição dos temas relevantes a partir da percepção dos diversos públicos da
Companhia e identificação dos desafios por áreas de negócio, o Relatório encontra-se agora
em fase de revisão e será publicado no começo do segundo semestre.

Reafirmando seu compromisso com o desenvolvimento social, a Ferbasa ratificou sua atuação
socioambiental sob as premissas dos objetivos de desenvolvimento sustentável - ODS. Para
tanto, alinhada às diretrizes da Agenda 2030, a Companhia assumiu como metas associadas:

 4 - Educação de qualidade;
 7 - Energia limpa e acessível;
 8 - Trabalho decente e crescimento econômico;
 9 - Indústria, inovação e infraestrutura;
 11 - Cidades e comunidades sustentáveis;
 12 - Consumo e produção responsáveis;
 13 - Ação contra mudança global do clima;
 15 - Vida terrestre;
 16 - Paz, justiça e instituições eficazes;
 17 - Parcerias e meios de implantação (transversal).

Sistema de Gestão Integrada (Qualidade, Saúde, Segurança e Meio Ambiente)

Mediante uma atuação consciente e ativa em prol de um ambiente de trabalho saudável e


seguro, a Ferbasa investe continuamente em programas e adota normas e procedimentos que
visam mitigar o impacto ambiental inerente às suas operações. Todos os esforços são
empregados prioritariamente na preservação do meio ambiente e na garantia da segurança e
saúde dos seus Colaboradores. Neste sentido, a Mineração de Ipueira foi certificada nas ISO
14001 (Meio Ambiente) e OHSAS 18001 (Gestão de Saúde e Segurança). Já as unidades da
Metalurgia e Florestal foram recertificadas nas mesmas normas. Além disso, a Metalurgia
obteve o upgrade da ISO 9001:2015 e a Florestal deu continuidade aos trabalhos de
manutenção de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) equivalente a 614,89
hectares.

Detentora de mais de 95% das reservas brasileiras de cromita, recurso mineral indispensável
para a fabricação das ligas de ferrocromo, a Companhia também é reconhecida como
referência em ações de recuperação de áreas exploradas com espécies nativas. A empresa
mantém 45% das reservas de mata nativa, percentual superior ao limite estabelecido por lei,
que exige apenas 20% da área total.

PÁGINA: 87 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.8 - Políticas socioambientais

A aquisição de sete sociedades de propósito específico (SPE’s), voltadas para a produção de


energia eólica e situadas nos municípios do Sudoeste da Bahia, Pindaí e Caetité, representou
um marco histórico para a Ferbasa. Alinhada ao seu Planejamento Estratégico, Missão e Visão
de Futuro, a Companhia se tornou geradora de energia renovável e passará a usufruir do
principal benefício desse investimento, que é a garantia do suprimento deste insumo
estratégico para as suas atividades.

Com soluções inovadoras, motivação e engajamento das equipes formadas por Colaboradores,
o 2º ano da Convenção do Círculo de Controle de Qualidade (CCQ) foi consolidado em 2018,
por meio de trabalhos direcionados para soluções e evoluções das condições de trabalho,
produtividade e redução de custos. A implantação do programa Viva Mais, despertou entre
todos a importância da adoção de hábitos saudáveis para o alcance de uma vida mais plena,
através de ações de conscientização, reeducação alimentar, acompanhamento de casos
crônicos e da saúde familiar, além da retomada da Ginástica Laboral, executada por
profissionais capacitados para combater o sedentarismo no ambiente de trabalho.

Destacam-se, ainda, como principais ações de 2018:

● Manutenção da taxa de gravidade de acidentes abaixo das recomendações da


Organização Internacional do Trabalho (OIT), por meio da padronização dos
procedimentos que envolvem os processos críticos;
● Reforma do Centro Médico de Ipueira e aquisição de mais um veículo de resgate de
pessoas;
● Reforma e adequação do refeitório da Mina Ipueira;

● Consolidação do programa de Ergonomia (PROERGO) na Mineração, nivelado às ações


já em andamento na Metalurgia e Florestal;

● Plena gestão de resíduos gerados na Mineração, inclusive a implantação do espaço de


segregação e armazenamento.

Referente aos aspectos ambientais, a empresa desenvolve constantemente projetos voltados


para a redução e otimização da utilização dos recursos não renováveis. Entre principais
atividades e resultados destacam-se:

● A constante evolução do Programa de Limpeza da Área (PLOA), com reflexos práticos


na consolidação dessa cultura;

● A continuidade da reutilização da água nos processos metalúrgicos e mineiros;

● A manutenção das áreas de proteção ambiental e de matas ciliares, condições


determinantes para o alcance de resultados de elevado padrão de eficiência;

● A manutenção do controle dos resíduos oriundos do processo fabril de toda cadeia


produtiva, com a definição de metas de redução que possibilitam uma gestão mais
eficiente desses materiais.

PÁGINA: 88 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.8 - Políticas socioambientais

Em 2019, a perspectiva é tornar ainda mais robusto o Sistema de Gestão Integrada da


Companhia, englobando ações de aperfeiçoamento do ciclo de gerenciamento de resíduos e
subprodutos em todas suas Unidades.

Responsabilidade Social Empresarial

Motivada pelos ideais humanísticos do seu Instituidor, o engenheiro José Corgosinho de


Carvalho Filho, a Ferbasa assumiu o nobre compromisso de atuar em prol do desenvolvimento
socioeconômico das regiões onde exerce suas atividades. Em 2018, esse comprometimento
ganhou forma por meio de ações nas áreas de educação, arte e cultura, desenvolvimento rural
e comunitário, esporte e meio ambiente. Cerca de 70 mil pessoas de 17 municípios baianos
foram beneficiadas através do programa Aqui Tem Ferbasa.

O engajamento com iniciativas realmente transformadoras, que causem impactos efetivos na


desoladora realidade do país, não se limitam ao programa de responsabilidade social da
empresa. A criação da Fundação José Carvalho, em 1975, se mantém inovadora pela adoção
de um modelo único de gestão - Dr. José Carvalho doou 94% das ações ordinárias que detinha
da Ferbasa para a FJC, contrariando os modelos da época, nos quais as empresas apenas
doavam às fundações parte do seu lucro anual. Esse compromisso com a educação é um
legado que acompanha e define a cultura que permeia gerações de Ferbaseiros em todas as
suas atividades.

Partindo desse pressuposto e em consonância com o seu Planejamento Estratégico, em 2018 a


Ferbasa investiu cerca de R$ 4 milhões em ações de meio ambiente e desenvolvimento das
localidades onde está inserida. Um dos destaques do ano foi a Casa do Mel, uma estrutura
construída há três anos, em Campo Formoso (BA), que atende a uma cooperativa apícola
composta por mais de 70 associados e 500 produtores, e que registrou uma produção anual de
30 mil kg de mel.

Ratificando o compromisso com a educação, a Companhia deu continuidade ao Ferbasa


Educa, um programa lançado em 2014 com o objetivo de incentivar os Colaboradores a
finalizarem os estudos nos níveis Fundamental e Médio. Durante o ano, 183 alunos foram
matriculados, entre as unidades da Metalurgia, Mineração e Florestal. Nesse mesmo sentido, e
acreditando que educar para o esporte é desenvolver integralmente atletas e cidadãos de
bem, a Companhia reafirmou a relevante parceria com o Esporte Clube Bahia - ECB e a
Fundação José Carvalho para o programa Um Campeão na Escola, ação que oferta instrução
de qualidade e, no contraturno, atividades de futebol. Os 126 estudantes participantes
recebem alimentação, aulas de reforço de português, matemática e inglês, noções básicas de
cidadania e informática. Além de toda a parte pedagógica, os jovens são preparados para as
categorias de base dos clubes profissionais. Em 2018, o grupo participou de algumas
importantes competições regionais, como a copa JW7, em Feira de Santana-BA, e o Cup Kids,
em Salvador-BA.

PÁGINA: 89 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.8 - Políticas socioambientais

Firme na crença de que a cultura é fundamental para o desenvolvimento social e cidadão, a


Ferbasa apoiou o Canta Luiz, uma homenagem ao Rei do Baião Luiz Gonzaga. A valorização dos
artistas locais e a preservação do patrimônio imaterial nordestino foram os pontos de partida
do projeto, que contabilizou mais de 2.500 km percorridos e encantou cerca de 33 mil
espectadores de sete municípios baianos. Na mesma direção, o Viva Andorinha levou arte e
cultura à população do município que dá nome ao projeto, através da realização de
espetáculos teatrais e musicais, festival de dança e eventos infantis.

Ainda com foco na cultura, o Cine Ferbasa continuou encantando o interior baiano através de
sessões de cinema em um caminhão adaptado para sala de projeção. Lançado em 2013, o
projeto alcançou, em 2018, 13 mil espectadores dos municípios de Andorinha, Araçás, Campo
Formoso, Castro Alves, Catu, Conde, Crisópolis, Entre Rios, Esplanada, Euclides da Cunha,
Itiúba, Maracás, Planaltino, Pojuca, Rafael Jambeiro e Tucano.

Atenta à carência de iniciativas para o desenvolvimento da capacidade de produção local,


baseadas em uma utilização equitativa das riquezas disponíveis ou produzidas pela sociedade,
a Ferbasa promoveu, através do programa Nosso Cidadão, o curso de lideranças comunitárias
para 96 representantes de comunidades do entorno. O objetivo da atividade é incentivar o
crescimento econômico sustentável, baseado em iniciativas constantes e duradouras,
assentadas em bases estáveis e seguras.

Em 2019, o Programa Aqui tem Ferbasa seguirá contribuindo para a construção de uma
sociedade menos desigual e socioeconomicamente mais justa, pautada em relações de
respeito e confiança com as comunidades de entorno. Para tal, a Companhia continuará
atuando na sedimentação, estruturação e sistematização de seus projetos, cuja base é
permanentemente inspirada nos exemplos, ideais e crenças do engenheiro José Carvalho.

PÁGINA: 90 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

7.9 - Outras informações relevantes

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
acima.

PÁGINA: 91 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

8.1 - Negócios extraordinários

A Ferbasa, a Santander Corretora de Seguros, Investimentos e Serviços S.A. e a Brazil Wind


S.A. celebraram um contrato de compra e venda de 100% das ações de emissão da BW
Guirapá I S.A. (“BW Guirapá”), o que inclui indiretamente a aquisição de 100% das ações das
sete Centrais Eólicas do Complexo Guirapá. A compra está em linha com o Planejamento
Estratégico da Companhia e visa garantir e implementar melhorias no processo e ciclo
produtivo da Companhia.

O Complexo Eólico Guirapá está localizado no Estado da Bahia, possui capacidade instalada
total de 170,2 MW, prazo de autorização de funcionamento de 35 anos e energia contratada
por 20 anos, por meio do Leilão de Energia de Reserva realizado em 2011, cujos contratos
expiram em 2034.

Exceto pelo mencionado, não ocorreu nenhuma outra aquisição ou alienação de qualquer
ativo relevante que não se enquadre como operação normal nos negócios da Companhia nos
últimos três exercícios.

PÁGINA: 92 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

8.2 - Alterações significativas na forma de condução dos negócios do emissor

Não houve alteração significativa na forma de condução dos negócios da Companhia nos
últimos três exercícios.

PÁGINA: 93 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

8.3 - Contratos relevantes celebrados pelo emissor e suas controladas não diretamente
relacionados com suas atividades operacionais

Todos os contratos celebrados pela Companhia nos últimos três exercícios são relacionados
diretamente às suas atividades operacionais.

PÁGINA: 94 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

8.4 - Outras inf. Relev. - Negócios extraord.

Não existem outras informações relevantes que não tenham sido identificadas ou
comentadas nos demais itens, relativos aos três últimos exercícios.

PÁGINA: 95 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes - outros

a) ativos imobilizados, inclusive aqueles, objeto de aluguel ou arrendamento,


identificando sua localização.

DESCRIÇÃO DO BEM TIPO DE PROPRIEDADE VALOR


DO ATIVO LOCALIZAÇÃO (ARRENDADA - ALUGADA CONTÁBIL
IMOBILIZADO - UF MUNICIPIO – PROPRIA) (R$ mil)

Terrenos - BA Diversos Própria 144.622


(64.070 hectares)
Máquinas e BA Diversos Própria 952.455
Equipamentos
Desenvolvimento BA Diversos Própria 58.767
de minas
Veículos e tratores BA Diversos Própria 6.034
Edificações BA Diversos Própria 297.978
Em andamento e BA Diversos Própria 51.600
outros

b) patentes, marcas, licenças, concessões, franquias e contratos de transferência de


tecnologia, informando (i) duração; (ii) território atingido; (iii) eventos que podem
causar a perda dos direitos relativos a tais ativos; e (iv) possíveis consequências da
perda de tais direitos para a Companhia.

Não se aplica.

PÁGINA: 96 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.a - Ativos imobilizados

Descrição do bem do ativo imobilizado País de localização UF de localização Município de localização Tipo de propriedade
Terrenos – (64.070 hectares) Brasil BA Própria
Maquinas e equipamentos Brasil BA Própria
Recursos Minerais Brasil BA Própria
Veículos e tratores Brasil BA Própria
Florestas e Reflorestamento Brasil BA Própria
Edificações Brasil BA Própria
Em andamento e outros Brasil BA Própria

PÁGINA: 97 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.b - Ativos intangíveis

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 98 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.c - Participações em sociedades

Denominação Social CNPJ Código CVM Tipo sociedade País sede UF sede Município sede Descrição das atividades Participação do emisor
desenvolvidas (%)
Exercício social Valor contábil - variação % Valor mercado - Montante de dividendos Data Valor (Reais)
variação % recebidos (Reais)
BW GUIRAPÁ I S.A. 15.105.895/0001-04 - Controlada Brasil BA Caetité Geração de energia eólica. 100,000000

Valor mercado

31/12/2018 0,000000 0,000000 0,00 Valor contábil 31/12/2018 476.664.000,00

31/12/2017 0,000000 0,000000 0,00

31/12/2016 0,000000 0,000000 0,00

Razões para aquisição e manutenção de tal participação

Em linha com o seu Planejamento Estratégico, Missão e Visão de Futuro, a FERBASA se tornou geradora de energia elétrica renovável e, a partir dessa, passará a usufruir do principal benefício deste investimento, que é a garantia do suprimento
deste insumo estratégico para as suas atividades. O Complexo Eólico BW Guirapá tem sua geração de energia elétrica integralmente destinada ao Ambiente de Contratação Regulado (ACR), conforme PPA de 20 anos firmado por meio do Leilão de
Energia de Reserva, realizado em 2011 e que se encerrará em junho de 2034.
Industria de Minerios 13.697.941/0001-78 - Controlada Brasil BA Pojuca Arrendatária 100,000000
Damacal Ltda
Valor mercado

31/12/2018 0,000000 0,000000 0,00 Valor contábil 31/12/2018 2.224.000,00

31/12/2017 0,000000 0,000000 0,00

31/12/2016 0,000000 0,000000 0,00

Razões para aquisição e manutenção de tal participação

Desenvolvimento das nossas atividades

Mineração Vale do 13.533.948/0001-54 - Controlada Brasil BA Pojuca Arrendatária 100,000000


Jacurici S/A
Valor mercado

31/12/2018 0,000000 0,000000 1.491.000,00 Valor contábil 31/12/2018 26.576.000,00

31/12/2017 0,000000 0,000000 4.468.314,00

31/12/2016 0,000000 0,000000 3.393.000,00

Razões para aquisição e manutenção de tal participação

Desenvolvimento de nossas atividades

Reflora Reflorestadora 13.587.472/0001-34 - Controlada Brasil BA Pojuca Arrendatária 99,980000


e Agricola S/A
Valor mercado

31/12/2018 0,000000 0,000000 0,00 Valor contábil 31/12/2018 3.268.000,00

31/12/2017 0,000000 0,000000 0,00

PÁGINA: 99 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.1 - Bens do ativo não-circulante relevantes / 9.1.c - Participações em sociedades

Denominação Social CNPJ Código CVM Tipo sociedade País sede UF sede Município sede Descrição das atividades Participação do emisor
desenvolvidas (%)
Exercício social Valor contábil - variação % Valor mercado - Montante de dividendos Data Valor (Reais)
variação % recebidos (Reais)
31/12/2016 0,000000 0,000000 0,00

Razões para aquisição e manutenção de tal participação

Desenvolvimento das nossas atividades

Silicio de Alta Pureza 00.234.980/0001-97 - Controlada Brasil BA Pojuca Arrendatária 51,260000


da Bahia - S/A - Silbasa
Valor mercado

31/12/2018 0,000000 0,000000 199.000,00 Valor contábil 31/12/2017 11.889.000,00

31/12/2017 0,000000 0,000000 130.322,00

31/12/2016 0,000000 0,000000 130.000,00

Razões para aquisição e manutenção de tal participação

Desenvolvimento de nossas atividades.

PÁGINA: 100 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.2 - Outras informações relevantes

Ativo biológico

Os ativos biológicos estão representados pelas florestas formadas e em formação destinadas


ao fornecimento de madeira para a produção de biorredutor, que por sua vez é uma
matéria-prima na fabricação de ferroligas de silício. As florestas encontram-se localizadas
na Bahia. A Companhia possui a área total de 64.070 hectares, sendo que deste total,
25.836 hectares encontram-se plantados.

A conciliação dos saldos contábeis no início e no final do exercício é a seguinte:

2018 2017
No início do exercício 212.746 197.866
Plantios e manutenção 23.593 19.096
) Exaustão (59.197) (45.584)
Variação de valor justo 22.266 41.368
No final do exercício 199.408 212.746

Para a determinação do valor justo dos ativos biológicos foi utilizado o modelo de fluxo de
caixa descontado, cujas projeções estão baseadas em um único cenário projetivo, com
produtividade e área de plantio de eucalipto para um ciclo de corte de aproximadamente 07
anos. O período dos fluxos de caixa foi projetado de acordo com o ciclo de produtividade
dos projetos florestais. O volume de produção de “madeira em pé” de eucalipto a ser colhida
foi estimado considerando a produtividade média por m3 de madeira de cada horto na idade
de corte.

A produtividade média varia em função do material genético, condições edafoclimáticas


(clima e solo) e, principalmente, do manejo silvicultural. Este componente de volume
projetado consiste no Incremento Médio Anual (IMA) por região. São realizados inventários
anuais para validar os índices de crescimento.

Os preços dos ativos biológicos, denominados em R$/metro cúbico são obtidos pelos preços
praticados pela Companhia em vendas para terceiros, considerando o cenário de preços de
destinação do eucalipto para produção de madeira, além dos meios de pesquisas de preço no
mercado regional, através de estudo realizado por empresa especializada e independente.

O custo-padrão médio estimado contempla gastos com as atividades de roçada, controle


químico de mato-competição, combate a formigas e outras pragas, adubação, manutenção
de estradas, insumos, serviços e mão de obra própria. Também foram considerados os custos
estimados pela remuneração das terras próprias utilizadas para o cultivo.

PÁGINA: 101 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

9.2 - Outras informações relevantes

Principais premissas consideradas no cálculo do valor justo dos ativos biológicos:

2018 2017

Área de efetivo plantio (hectare) 25.756 25.648


Incremento médio anual (IMA) – m³/hectare ano 32,00 31,00
Remuneração da terra própria – R$/hectare 510,00 444,00
Taxa de desconto - % 7,18% 8,49%
A Companhia possui 17.168 hectares de ativos biológicos dados em garantia para
financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES)
referente à linha de crédito de R$ 40.493. No exercício de 2018, foram liberados R$ 2.500
(31/12/2017 – R$ 11.157) desta linha, em consonância ao cronograma de plantio.

Os valores justos dos ativos biológicos foram considerados como de nível 3 na hierarquia do
valor justo definida pelo IFRS 13/ CPC 46 (informações para os ativos ou passivos que não
são baseadas em dados observáveis pelo mercado, ou seja, premissas não observáveis).

PÁGINA: 102 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

As informações financeiras incluídas neste Formulário de Referência, exceto quando


expressamente ressalvado, referem-se às nossas demonstrações financeiras consolidadas
relativas aos exercícios sociais encerrados em 31 de dezembro de 2018, 2017 e 2016,
apresentadas em conformidade com as normas internacionais de relatório financeiro - IFRS,
emitidas pelo International Accounting Standards Board - IASB e também de acordo com as
práticas contábeis adotadas no Brasil, plenamente convergentes com as normas de
contabilidade emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC.

a) Condições financeiras e patrimoniais gerais

A Diretoria considera que as atuais condições financeiras e patrimoniais são favoráveis e


tornam a Companhia apta a cumprir com suas obrigações de curto, médio prazos e longo
prazo. Essa afirmativa é baseada, principalmente, nos seguintes aspectos:

 Geração de lucros de forma consistente;


 Forte geração operacional de caixa;
 Estrutura de capital constituída predominantemente por recursos próprios;
 Volume inexpressivo de inadimplência.

b) Estrutura de capital
A Diretoria entende que a atual estrutura de capital, mensurada principalmente pela relação
dívida líquida sobre patrimônio líquido, apresenta níveis de alavancagem bem abaixo do
praticado pelas demais empresas de Mineração, Siderurgia e Metalurgia.

O padrão de financiamento das operações da Companhia obedece às seguintes premissas:

 O capital de giro deve ser suportado por financiamentos de curto prazo, envolvendo
preferencialmente, uma análise de redução de prazo de recebimento ou dilatação de
prazo de pagamentos, quando possível, enquanto que os investimentos em ativo
imobilizado (manutenção e melhoria) devem ser suportados por financiamentos de
longo prazo, quando suportados por taxas de atratividades abaixo de nosso custo de
capital, ou capital próprio;
 As operações de negócio devem, preferencialmente, captar financiamentos na mesma
moeda em que suas receitas são geradas;
 Operações de negócio podem acessar recursos captados de forma global pela
Companhia, com o objetivo de reduzir o custo de financiamentos.

PÁGINA: 103 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

c) Capacidade de pagamento em relação aos compromissos financeiros assumidos

A FERBASA possui estrutura de capital fundamentalmente constituída por recursos próprios


de seus acionistas. A Ferbasa encerrou o ano com uma dívida líquida de R$ 208,2 milhões,
ante um caixa líquido de R$ 473,7 milhões em 2017. Este resultado foi expressivamente
influenciado pelos financiamentos de R$ 176,7 milhões (CDI+1% a.a.) e de R$ 338,5 milhões
junto ao BNDES (até 2032, a um custo de TJLP + 2,65% a.a.), ambos destinados à aquisição
da BW Guirapá.

Nos exercícios sociais findos em 31 de dezembro de 2018, 2017 e 2016, a Companhia


cumpriu integralmente seus compromissos financeiros. Adicionalmente, a Companhia tem
como alternativa, para sustentar projetos de expansão e aquisições, a obtenção de linhas de
financiamentos de longo prazo. Considerando o cenário atual de mercado, acredita-se que
estas linhas de financiamento continuarão disponíveis.

d) Fontes de financiamento para capital de giro e para investimentos em ativos não-circulantes


utilizadas

Fontes de capital de giro gerados pelas suas próprias operações e recursos próprios
provenientes de reservas de retenção de lucros (reservas para investimentos e reservas de
incentivos fiscais), que geram o Orçamento de Capital e uma pequena parcela de capital de
terceiro, ambos submetidos à aprovação em AGO.

A Companhia, de acordo com a Política de Gestão de Riscos Financeiros, poderá contratar


financiamentos, via programas FINAME, FINEM e (ambos do BNDES) e FNE (Banco do
Nordeste), para aquisição de máquinas/equipamentos e reforma florestal.

e) Fontes de financiamento para capital de giro e para investimentos em ativos não-circulantes


que pretende utilizar para cobertura de deficiências de liquidez

Não aplicável.

f) Níveis de endividamento e as características de tais dívidas

i) Contratos de empréstimo e financiamento relevantes


No final do exercício de 2018, existem obrigações decorrentes de financiamento, no valor de
R$ 402,7 milhões (R$ 66,4 milhões, em 31/12/2017), sendo R$ 5,9 milhões referentes a

PÁGINA: 104 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

custo de captação, totalizando o saldo líquido de R$ 396,8 milhões em 31 de dezembro de


2018.

No final do exercício de 2017, existem obrigações decorrentes de financiamento, no valor de


R$ 66,4 milhões (R$ 39,1 milhões, em 31/12/2016). Esses financiamentos foram contratados
através de programas do BNDES, FINAME (para aquisição de máquinas e equipamentos) e
FINEM Florestal (para reforma de 3.126 hectares florestais de eucalipto) e FNE para
construção de fornos retangulares para produção de biorredutor. Os prazos para pagamento
total desses financiamentos variam ade 60 a 120 meses para o FINAME, com carência de até
24 meses, 108 meses para o FINEM, com carência de 84 meses e 60 meses para o FNE, com
24 meses de carência.

Modalidade R$ mil Vencimentos Encargos a.a. Amortização Garantias


FINEX 4131 24.824 2020 8,2% Mensal -
FINAME 179 2021 TJLP + 3,9% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 128 2022 2,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.527 2022 TJLP + 3,5% Mensal Alienação fiduciária
FINEM 14.396 2022 TJLP + 1,52% Mensal Hipoteca de terreno
FINAME 2.755 2023 2,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.255 2023 3,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 195 2023 4,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 3.887 2023 TJLP + 3,9% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 2.981 2024 6,0% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.086 2024 TJLP + 3,6% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 1.257 2024 TJLP + 3,5% Mensal Alienação fiduciária
FINAME 182 2024 TJLP + 3,4% Mensal Alienação fiduciária
FINEM 9.510 2025 TJLP + 2,26% Mensal Hipoteca de terreno
FINEM (BW) 338.518 2032 TJLP + 2,65% Mensal (*)

(*) As garantias oferecidas para o pagamento da dívida foram: penhor das ações da BW Guirapá I,
penhor de direitos creditórios (contrato de O&M), penhor de direitos emergentes (autorização de
produtora independente), penhor de máquinas e equipamentos (aerogeradores), cessão fiduciária de
direitos creditórios (receitas de venda de energia e do CER, e constituição de contas reservas) e fiança
bancária.

Trata-se de capital de terceiros de longo prazo para aplicação em investimentos na área


florestal e para aquisições de máquinas e equipamentos alocados na metalurgia e
mineração. Adicionalmente, em 6 de outubro de 2015 as Centrais Eólicas assinaram, com o
Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), os contratos de
financiamento de construção do parque eólico. O financiamento está distribuído pelas SPEs.
A taxa de juros dos contratos é de 2,65% a.a. mais a variação da TJLP, com pagamentos
mensais e sucessivos, vencendo o 1ª em 15/12/2015 e o último em 15/04/2032.

Os montantes classificados no passivo não circulante têm a seguinte composição, por ano de
vencimento:

PÁGINA: 105 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Ano de vencimento 2018 2017

2019 - 12.963
2020 41.199 14.467
2021 35.532 15.076
2022 32.566 8.435
2023 em diante 243.447 9.048
Total 352.744 59.989

Cláusulas contratuais restritivas – “covenants”

A Companhia possui financiamentos os quais incluem cláusulas restritivas com


exigibilidade de cumprimento de performance de índices periódicos, sob condição de
antecipação do vencimento da dívida em caso de descumprimento dos “covenants”.

A razão entre dívida financeira líquida e o EBTIDA, consolidados, deverá ser menor ou igual
a 2,5x durante todo o período de vigência do contrato. Em 31 de dezembro de 2018, a
Companhia atendeu esse índice.

A controlada BW Guirapá I e as sete Centrais Eólicas, devem manter, durante toda a vigência
do contrato de financiamento do BNDES, o índice de cobertura do serviço da dívida
consolidado para todo o grupo em 1,30, o qual foi atendido em 31 de dezembro de 2018.

As controladas tem como obrigações relevantes cumprimento de prazos para iniciar e


executar a operação comercial; apresentação ao BNDES das respectivas licenças de
operações; manter-se em situação regular com os órgãos de meio ambiente, CCEE, à ANEEL,
ao MME, ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (“ONS”) e/ou quaisquer outros órgãos e
entidades integrantes da Administração Pública Direta ou Indireta; bem como adotar
medidas e ações destinadas a evitar ou corrigir danos ao meio ambiente, segurança e
medicina do trabalho. Essas cláusulas foram atendidas.

No exercício findo em 31 de dezembro de 2018, a Companhia cumpriu as cláusulas


restritivas, financeiras e não financeiras, dos contratos vigentes nesta data.

ii) Outras relações de longo prazo com instituições financeiras

As Obrigações com aquisição de controlada referem-se a saldo remanescente da aquisição


da BW Guirapá I atualizados até 31 de dezembro de 2018: (i) R$ 174.521 dividido em três
parcelas, sendo R$ 39.554 em 02/04/2019, R$ 39.554 em 02/04/2020 e R$ 95.413 em

PÁGINA: 106 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

02/04/2021; as parcelas são corrigidas pela taxa CDI + 1% a.a.; e (ii) a contraprestação
contingente (earn-out payment) de R$2.215.

A Companhia não possui outras relações de longo prazo com instituições financeiras para os
períodos findos em 31 de dezembro de 2017 e 2016.

iii) Grau de subordinação entre as dívidas

A Companhia não possui outras relações de longo prazo com instituições financeiras para os
períodos findos em 31 de dezembro de 2018, 2017 e 2016.

iv) Eventuais restrições impostas ao emissor, em especial, em relação a limites de


endividamento e contratação de novas dívidas, à distribuição de dividendos, à alienação
de ativos, à emissão de novos valores mobiliários e à alienação de controle societário, bem
como se o emissor vem cumprindo essas restrições.

A Companhia e suas controladas possuem uma política definida para negociação de


contratos de empréstimos e financiamento, na qual, cláusulas restritivas são tratadas com
alta relevância.

Para os financiamentos do item “f(i)”, com saldo em 31 de dezembro de 2018, 2017 e 2016,
a única restrição refere-se à alienação dos ativos.

g) Limites dos financiamentos contratados e percentuais já utilizados

Ano Financiamentos contratados Percentual utilizado Valor utilizado


2018 R$ 464,8 milhões 99,4% R$ 461,9 milhões
2017 R$ 85,6 milhões 81,9% R$ 70,1 milhões
2016 R$ 60,9 milhões 68,3% R$ 41,6 milhões

h) Alterações significativas em cada item das demonstrações financeiras (em R$ mil)

Resumo das Demonstrações Financeiras

De acordo com a Administração, as demonstrações financeiras anuais, abaixo referidas,


refletem a correta apresentação da posição patrimonial, financeira e de resultado de nossas
operações para os referidos exercícios.

PÁGINA: 107 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Apresentação das informações contábeis

A leitura e análise das demonstrações e demais informações contábeis a elas referenciadas,


incluídas neste documento, devem considerar os seguintes aspectos quanto à elaboração e
apresentação das demonstrações financeiras:
As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram preparadas considerando o
custo histórico como base de valor e ajustadas para refletir o custo atribuído de certos
ativos imobilizados na data de transição para o CPC/IFRS, exceto para certos ativos e
passivos financeiros (inclusive instrumentos derivativos de proteção cambial) e ativos
biológicos que são mensurados ao valor justo.
A apresentação da Demonstração do Valor Adicionado (DVA), individual e consolidada, é
requerida pela legislação societária brasileira e pelas práticas contábeis adotadas no Brasil,
aplicáveis a companhias abertas. As IFRS não requerem a apresentação dessa
demonstração. Como consequência, pelas IFRS, essa demonstração está apresentada como
informação suplementar, sem prejuízo do conjunto das demonstrações financeiras.

A preparação de demonstrações financeiras requer o uso de certas estimativas contábeis


críticas e também o exercício de julgamento por parte da Administração da Companhia no
processo de aplicação das políticas contábeis do Grupo. Aquelas áreas que requerem maior
nível de julgamento e têm maior complexidade, bem como as áreas nas quais premissas e
estimativas são significativas para as demonstrações financeiras, estão divulgadas na Nota
4 das Demonstrações Financeiras de 2018.

As principais políticas contábeis aplicadas na preparação destas demonstrações financeiras


estão descritas abaixo. Essas políticas vêm sendo aplicadas de modo consistente nos
exercícios apresentados.

As demonstrações financeiras individuais e consolidadas foram preparadas conforme as


práticas contábeis adotadas no Brasil, incluindo os pronunciamentos emitidos pelo Comitê
de Pronunciamentos Contábeis (CPCs), com observância às disposições contidas na CVM.
As demonstrações financeiras individuais e consolidadas atendem, também, às normas
internacionais de relatório financeiro (International Financial Reporting Standards (IFRS),
emitidas pelo International Accounting Standards Board (IASB). Considerando que as
práticas contábeis adotadas no Brasil aplicadas nas demonstrações financeiras individuais,
não diferem do IFRS aplicável às demonstrações financeiras separadas, uma vez que ele
passou a permitir a aplicação do método de equivalência patrimonial em controladas nas

PÁGINA: 108 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

demonstrações separadas, elas também estão em conformidade com as normas


internacionais de relatório financeiro (International Financial Reporting Standards (IFRS),
emitidas pelo International Accounting Standards Board (IASB)) e evidenciam todas as
informações relevantes próprias das demonstrações financeiras, e somente elas, as quais
estão consistentes com as utilizadas pela Administração na sua gestão. As demonstrações
individuais são divulgadas em conjunto com as demonstrações financeiras consolidadas.

Principais práticas contábeis

(a) Caixa e equivalentes de caixa

Caixa e equivalentes de caixa incluem o caixa, os depósitos bancários e outros


investimentos de curto prazo de alta liquidez, cujos vencimentos originais são inferiores
há 03 meses, que são prontamente conversíveis em um montante conhecido de caixa e
que estão sujeitos a um insignificante risco de mudança de valor.

A Companhia possui com bancos, emissores de primeira linha, fundos exclusivos de


investimento, em linha com a nossa Política de Gestão de Riscos e Gestão Financeira,
classificados como caixa e equivalentes de caixa e aplicações financeiras no ativo
circulante e não circulante. A titularidade destes fundos é da Companhia e a
rentabilidade da carteira encontra-se inclusa nas notas 9 e 10 das Demonstrações
Financeiras de 2018.

(b) Contas a receber de clientes

As contas a receber de clientes correspondem aos valores a receber pela venda de


produtos no curso normal de suas atividades, acrescidas de variação cambial quando
denominadas em moeda estrangeira. Os prazos de recebimentos são de, no máximo, 33
dias. São, portanto, apresentadas no ativo circulante e reconhecidas, inicialmente, pelo
valor justo e, subsequentemente, pelo custo amortizado. As perdas estimadas com
crédito de liquidação duvidosa (“PECLD”) são constituídas com base em análise
individual dos valores a receber, considerando: (i) o conceito de perda incorrida e perda
esperada, levando em conta eventos de inadimplência que tem probabilidade de
ocorrência nos doze meses após a data de divulgação das referidas demonstrações
financeiras, (ii) Instrumentos financeiros que tiveram aumento significativo no risco de

PÁGINA: 109 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

crédito, nas não apresentam evidência objetiva de impairment, e; (iii) ativos financeiros
que já apresentam evidência objetiva de impairment em 31 de dezembro 2018.

As PECLD foram constituídas em montante considerado pela Administração necessário e


suficiente para cobrir prováveis perdas na realização desses créditos, os quais podem ser
modificados em virtude da recuperação de créditos junto a clientes devedores ou
mudança na situação financeira de clientes.

O ajuste a valor presente do saldo de contas a receber de clientes não é relevante devido
ao curto prazo de sua realização

(c) Estoques

Os estoques são demonstrados ao custo ou ao valor líquido de realização, dos dois, o


menor. O método de avaliação dos estoques é o da média ponderada móvel. O custo dos
produtos acabados e dos produtos em elaboração compreende os custos, matérias-
primas, mão de obra direta, outros custos diretos e as respectivas despesas diretas de
produção (com base na capacidade operacional normal), excluindo os custos de
empréstimos. O valor líquido de realização é o preço de venda estimado no curso
normal dos negócios, menos os custos estimados de conclusão e os custos estimados
necessários para efetuar a venda.

O custo da madeira transferida dos ativos biológicos é o seu valor justo acrescido dos
gastos com colheita e fretes.

Os saldos dos estoques são apresentados líquidos de perdas estimadas constituídas para
cobrir eventuais perdas prováveis identificadas ou estimadas pela Administração.

(d) Adiantamento a fornecedores

Os adiantamentos para esses fornecedores, correspondem às antecipações por condições


contratuais para garantia futura de entrega de energia. Os mesmos são classificados no
ativo circulante ou não circulante, a depender do prazo de compensação, definidos em
contratos previamente negociados. São inicialmente reconhecidos ao custo amortizado.

PÁGINA: 110 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

(e) Ativo biológico

Os ativos biológicos correspondem às florestas de eucalipto, as quais são destinadas à


produção de biorredutor, utilizado como insumo básico na produção de ferroligas, além
de venda de madeira não consumida para terceiros. O processo de colheita tem um ciclo
aproximado de 07 (sete) anos, podendo variar a partir da cultura e material genético ao
qual se refere. Os ativos biológicos são mensurados a valor justo, deduzidos dos custos
estimados de venda no momento da colheita.

As premissas significativas na determinação do valor justo dos ativos biológicos estão


demonstradas na Nota 19 das Demonstrações Financeiras de 2018.

A avaliação destes ativos é feita anualmente pela Companhia, sendo o ganho ou perda
na variação do valor justo dos ativos biológicos reconhecidos no resultado do período
em que ocorrem, em linha específica da demonstração do resultado denominada
“Variação do Valor Justo dos Ativos Biológicos”. O valor da exaustão dos ativos
biológicos é mensurado pelo volume de madeira cortada, avaliada por seu valor justo.

(f) Imobilizado

Os bens integrantes do ativo imobilizado são registrados ao custo histórico de aquisição,


construção e custo atribuído deduzidos de depreciação acumulada.

A depreciação dos ativos inicia-se quando estão prontos para uso pretendido na mesma
base dos outros ativos imobilizados. É reconhecida com base na vida útil estimada de
cada ativo, pelo método linear, de modo que o valor do custo menos o valor residual
após sua vida útil seja integralmente baixado (exceto para terrenos e imobilizações em
andamento que não sofrem depreciação).

A exaustão das minas é calculada pela taxa correspondente à relação entre a quantidade
de minério exaurido e a reserva lavrável estimada.

A baixa de um item do imobilizado ocorre após alienação. Os ganhos e as perdas


decorrentes de alienações são determinados pela comparação com o valor contábil e são
reconhecidos na demonstração do resultado na conta "Outras (despesas) receitas
operacionais - líquidas".

PÁGINA: 111 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Imobilizações em andamento, para fins de fornecimento de produtos ou serviços são


registradas ao valor de custo.

Reparos e manutenções são apropriados ao resultado durante o exercício em que são


incorridos. O custo das principais reformas é acrescido ao valor contábil do ativo
quando os benefícios econômicos futuros ultrapassam o padrão de desempenho
inicialmente estimado para o ativo. As reformas são depreciadas ao longo da vida útil
restante do ativo relacionado.

(g) Impairment de ativos não financeiros

Os ativos não financeiros que têm vida útil definida são revisados para verificação de
indicadores de impairment em cada data do balanço e sempre que eventos ou mudanças
nas circunstâncias indicarem que o valor contábil pode não ser recuperável. Caso exista
indicador, os ativos são testados para impairment.

Uma perda por impairment é reconhecida quando o valor contábil do ativo excede seu
valor recuperável, o qual representa o maior valor entre o valor justo de um ativo
menos seus custos de venda e o seu valor em uso. Para fins de avaliação do impairment,
os ativos são agrupados nos níveis mais baixos para os quais existam fluxos de caixa
identificáveis separadamente (Unidades Geradoras de Caixa - UGCs). Nos exercícios
findos em 31 de dezembro de 2018 e 2017, não foi identificado impairment para ativos
não financeiros.

(h) Fornecedores

As contas a pagar aos fornecedores são obrigações a pagar por bens ou serviços que
foram adquiridos no curso normal dos negócios, sendo classificadas como passivos
circulantes por serem devidas em até 01 ano. Elas são, inicialmente, reconhecidas pelo
valor justo e, subsequentemente, mensuradas pelo custo amortizado com o uso do
método de taxa efetiva de juros.

(i) Distribuição de dividendos e juros sobre o capital próprio

A distribuição de dividendos para os acionistas é reconhecida com base na legislação

PÁGINA: 112 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

societária brasileira e no estatuto social da Companhia. No encerramento do balanço, o


valor do dividendo mínimo obrigatório é registrado como passivo circulante na conta
“dividendos e juros sobre capital próprio” por ser considerado como uma obrigação
legal prevista no Estatuto Social da Companhia. A parcela dos dividendos que exceder
ao mínimo obrigatório é apresentada na rubrica “dividendo adicional proposto”, no
grupo “reservas de lucros” no patrimônio líquido. Uma vez aprovada pela assembleia
geral, essa parcela é transferida para o passivo circulante.

A Companhia poderá antecipar aos seus acionistas, com base na legislação societária
vigente e no seu Estatuto Social, os pagamentos de juros sobre o capital e/ou dividendos.

O benefício fiscal dos juros sobre o capital próprio é reconhecido na demonstração do


resultado.

(j) Imposto de renda e contribuição social

A provisão para imposto de renda e contribuição social está baseada no lucro tributável
do exercício que difere do lucro apresentado na demonstração do resultado porque
exclui receitas ou despesas tributáveis ou dedutíveis em outros exercícios, além de
excluir itens não tributáveis ou não dedutíveis de forma permanente.

A provisão para imposto de renda e contribuição social é individualmente calculada


pela Companhia e suas controladas com base nas alíquotas vigentes no final do
exercício, considerando-se os benefícios fiscais concedidos pela SUDENE. A parcela de
redução do imposto de renda correspondente a incentivos fiscais é reconhecida no
resultado, mas transferida da conta lucros acumulados para reserva de lucros no
encerramento do exercício por não poder ser distribuída aos acionistas.

Os impostos diferidos são reconhecidos sobre as diferenças temporárias entre as bases


fiscais dos ativos e passivos e seus valores contábeis nas demonstrações financeiras.
Impostos diferidos ativos somente são reconhecidos na extensão em que seja provável
que o lucro tributável dos próximos anos esteja disponível e contra o qual as diferenças
temporárias possam ser utilizadas, com base em projeções elaboradas e fundamentadas
por premissas internas. Impostos diferidos passivos são integralmente reconhecidos, e os
valores contabilizados e as projeções são periodicamente revisadas.

PÁGINA: 113 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

(k) Provisões

As provisões para fechamento da mina e para contingências (trabalhista, civil e


tributária) são reconhecidas quando: (i) a Companhia tem uma obrigação presente,
ainda que não formalizada, como resultado de eventos já ocorridos; (ii) é provável que
uma saída de recursos seja necessária para liquidar a obrigação; e (iii) o valor puder ser
estimado com segurança.

As provisões são mensuradas pelo valor presente dos gastos que devem ser necessários
para liquidar a obrigação, usando uma taxa antes dos efeitos tributários, a qual reflita as
avaliações atuais de mercado do valor do dinheiro no tempo e dos riscos específicos da
obrigação. O aumento da obrigação em decorrência da passagem do tempo é
reconhecido como despesa financeira.

A provisão para recuperação ambiental compreende os gastos representativos de


fechamento de mina decorrentes da finalização das atividades. O custo de
desmobilização de ativo equivalente à obrigação está capitalizado como parte do valor
contábil do ativo, sendo amortizado pelo período de sua vida útil. As provisões para
contingências são reconhecidas no resultado do exercício.

(l) Empréstimos e financiamentos

Os empréstimos e financiamentos são reconhecidos, inicialmente, pelo valor justo,


líquido dos custos incorridos na transação e são, subsequentemente, demonstrados pelo
custo amortizado. Qualquer diferença entre os valores captados (líquidos dos custos da
transação) e o valor total a pagar é reconhecida na demonstração do resultado durante
o período em que os financiamentos estejam em aberto, utilizando o método da taxa
efetiva de juros.

Os empréstimos e financiamentos são classificados como passivo circulante, a menos


que a Companhia tenha um direito incondicional de diferir a liquidação do passivo por,
pelo menos, 12 meses após a data do balanço.

(m) Benefícios a empregados

(i) Benefício pós-emprego

PÁGINA: 114 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Para o plano de contribuição definida, a Companhia paga contribuições a plano de


pensão de administração privada em bases contratuais ou voluntárias. A partir do
cessamento das contribuições e prazos pactuados, a Companhia não tem obrigações
relativas a pagamentos adicionais.

A Companhia oferece benefício pós-emprego a funcionários por tempo de serviço


prestado. Os custos esperados desses benefícios são acumulados durante o período de
emprego, estimando quantos empregados irão atingir este direito e descontando-se o
montante a valor presente.

(ii) Benefício de assistência médica aposentadoria

A Companhia oferece benefício de assistência médica pós-aposentadoria a seus


empregados, em conformidade com os preceitos leais atinentes ao tema. O direito a esses
benefícios é, geralmente, condicionado à permanência do empregado no emprego até a
idade de aposentadoria e a conclusão de um tempo mínimo de serviço. Os custos
esperados desses benefícios são acumulados durante o período de emprego, usando-se a
mesma metodologia contábil usada para os planos de pensão de benefício definido. Os
ganhos e perdas atuariais decorrentes de ajustes com base na experiência e mudanças
das premissas atuariais são debitados ou creditados ao patrimônio líquido, em outros
componentes do resultado abrangente. Essas obrigações são avaliadas, anualmente, por
atuários qualificados e independentes.
(iii) Prêmio de aposentadoria – Acordos coletivos

Metalurgia: i. Conforme clausula 8° do respectivo acordo, o empregado ao se aposentar


na empresa, quer por invalidez, quer por tempo de serviço, quer por velhice, fará jus a
um prêmio no valor de 10% (dez por cento) do salário nominal para cada ano de
serviço, desde que tenha mais de 05 (cinco) anos na empresa na qual se aposentar e que
se desligue do quadro de empregados. O prêmio estará limitado a 01 (um) salário
nominal, o que corresponde a um máximo de 10 (dez) anos do empregado na mesma
empresa. ii. Conforme cláusula 7ª do respectivo acordo, o empregado optante pelo FGTS,
ao ser aposentado em definitivo, e não permanecendo na Companhia na ocasião do
desligamento, fará jus às verbas indenizatórias a que tem direito como se fosse desligado
por conveniência da Companhia, desde que o seu tempo de serviço seja superior a 05
(cinco) anos.

PÁGINA: 115 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Mineração: i. Conforme clausula 11° do respectivo acordo, o empregado, ao se


aposentar na empresa por tempo de serviço ou idade, permanecendo no quadro de
empregados, fará jus a um prêmio, pago de forma única quando da formalização dessa
aposentadoria. O valor será de 10% (dez por cento) do salário nominal para cada ano de
serviço desde que tenha mais de 08 (oito) anos na empresa. O prêmio fica limitado a 01
(um) salário nominal. ii. Conforme cláusula 10ª, o empregado optante pelo FGTS, ao ser
aposentado em definitivo e desligado da empresa a seu pedido, no ato da rescisão,
receberá verbas indenizatórias a que teria direito caso fosse desligado por conveniência
da empresa, desde que seu tempo de serviço seja superior a 08 (oito) anos.

(iv) Participações nos lucros

A Companhia reconhece um passivo e uma despesa de participação nos lucros e


resultados com base em metodologia que leva em conta o lucro atribuído aos acionistas
da Companhia. A Companhia reconhece uma provisão quando estiver contratualmente
obrigada ou quando houver uma prática anterior que tenha gerado uma obrigação não
formalizada.

(n) Capital social

As ações ordinárias e as preferenciais são classificadas no patrimônio líquido. Quando a


Companhia compra suas ações (ações em tesouraria), o valor pago, incluindo quaisquer
custos adicionais diretamente atribuíveis (líquidos do imposto de renda), são deduzidos
do patrimônio líquido atribuível aos acionistas até que as ações sejam canceladas ou
reemitidas. Quando essas ações são subsequentemente reemitidas, qualquer valor
recebido, líquido de quaisquer custos adicionais da transação diretamente atribuíveis e
dos respectivos efeitos do imposto de renda e da contribuição social, é incluído no
patrimônio líquido atribuível aos acionistas da Companhia.

(o) Reconhecimento de receita

A receita compreende o valor justo da contraprestação recebida ou a receber pela


comercialização de produtos. A receita é apresentada líquida dos impostos, das
devoluções, dos abatimentos e dos descontos, bem como das eliminações dos
arrendamentos entre empresas controladas. Também é reconhecido na linha de receita

PÁGINA: 116 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

de vendas o resultado do incentivo fiscal do ICMS DESENVOLVE. Sobre este resultado


não há incidência de PIS e COFINS.

A receita de venda de produtos é reconhecida quando a Companhia transfere ao


comprador o controle relacionado à propriedade dos produtos, ou seja, quando da
efetiva entrega dos produtos.

A receita financeira é reconhecida conforme o prazo decorrido, usando-se o método da


taxa de juros efetiva e é reconhecida à medida que há expectativa de realização
provável. Representam juros e variações monetárias e cambiais de aplicações
financeiras, contas a receber, variação monetária e sobre provisões e juros sobre
financiamentos, conforme demonstrado na Nota 33 das Demonstrações Financeiras de
2018.

(p) Apresentação de informações por segmentos

As informações por segmentos operacionais são apresentadas de modo consistente com


o relatório interno fornecido para o principal tomador de decisões operacionais. O
principal tomador de decisões operacionais, responsável pela alocação de recursos e
pela avaliação de desempenho dos segmentos operacionais é representado pelo
Conselho de Administração, também responsável pela tomada das decisões estratégicas
da Companhia.

(q) Subvenções governamentais

A Companhia possui subvenção governamental denominada de "ICMS - DESENVOLVE",


reconhecida sistematicamente no resultado quando da sua apuração.

Os benefícios do Programa de Desenvolvimento Industrial e de Integração Econômica


do Estado da Bahia (ICMS DESENVOLVE), com a finalidade de expansão do processo
industrial, objetivando o aumento da produção de ferroligas, estão pautados nos
seguintes termos:

(i) Diferimento do lançamento e do pagamento do ICMS nas importações e nas


aquisições neste Estado, de bens destinados ao ativo fixo, para o momento em que
ocorrer sua desincorporação;

(ii) Diferimento do lançamento e do pagamento do ICMS nas aquisições em outra

PÁGINA: 117 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

unidade da Federação relativamente ao diferencial de alíquotas, de bens


destinados ao ativo fixo, para o momento em que ocorrer sua desincorporação;

(iii) Dilação de prazo de 72 (setenta e dois) meses para pagamento do saldo devedor
do ICMS, relativo às operações próprias, gerado em razão dos investimentos
previstos no projeto incentivado, conforme estabelecido na Classe I, da Tabela I,
anexa ao Regulamento do DESENVOLVE;

(iv) Parcela do saldo devedor mensal do ICMS passível do incentivo, em o que exceder
a R$ 3.414, corrigido anualmente pelo IGPM;

(v) Concessão do prazo de 12 (doze) anos para fruição dos benefícios, contados a
partir da utilização da Resolução Concessiva nº 59/2015 do DOE;

(vi) Sobre cada parcela do ICMS com prazo dilatado, incidirá taxa de juros de 80%
(oitenta pontos percentuais) da TJLP ao ano ou outra que venha substituí-la, de
acordo com a Tabela II, anexa ao Regulamento do DESENVOLVE;

(vii) No que tange à dilação de prazo de 72 (setenta e dois) meses, ocorrendo a


antecipação do recolhimento da parcela com prazo dilatado, a Companhia terá
como benefício um desconto de 90% (noventa por cento) sobre o valor passível de
dilação, devendo recolher os 10% (dez por cento) restantes a título de ICMS. A
parcela do desconto está sendo registrado na rubrica “Outras receitas
Operacionais”;

(viii) A Lei 13.564, de 20 de junho de 2016, estabeleceu a obrigatoriedade de depósito,


em favor do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza, instituído pela
Lei nº 7.988, de 21 de dezembro de 2001, do valor correspondente a 10% (dez por
cento) inerente ao respectivo incentivo ou benefício, sob pena de perda deste, em
caso de descumprimento. O Estado da Bahia regulamentou através do Decreto nº
16.970 de 19 de agosto de 2016, os procedimentos a serem adotados no cálculo e
recolhimento do valor do depósito. A Companhia cumpre as determinações
previstas na legislação em vigor.

(r) Consolidação e investimentos em controladas

As demonstrações financeiras consolidadas incluem as demonstrações financeiras da


Companhia e de suas controladas, bem como de fundos exclusivos mensurados de
acordo com os critérios divulgados na Nota 6. A divulgação acerca dos percentuais de
participação da Companhia em cada uma de suas controladas encontra-se divulgado na

PÁGINA: 118 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Nota 17 das Demonstrações Financeiras de 2018.

A Companhia controla uma entidade quando está exposta ou tem direito a retornos
variáveis em decorrência de seu envolvimento com a entidade e é capaz de afetar esses
retornos por meio de seu poder sobre a mesma.

Nas demonstrações financeiras individuais da Companhia, as informações financeiras


das controladas são reconhecidas através do método de equivalência patrimonial.

No processo de consolidação, os saldos das contas patrimoniais e das contas de resultado


correspondentes a transações realizadas com empresas controladas são eliminados, bem
como, os ganhos e perdas não realizados e os investimentos nessas controladas e seus
respectivos resultados de equivalência patrimonial.

As políticas contábeis das controladas são alteradas, quando necessário, para assegurar
a consistência com as políticas adotadas pela Companhia.

Demonstrações do Resultado, Balanços Patrimoniais e Demais Informações Financeiras

Seguem abaixo as demonstrações de resultados, nossos balanços patrimoniais e demais


informações financeiras consolidadas para os exercícios indicados, preparadas de acordo
com a legislação vigente:

Demonstração do resultado consolidado para os exercícios indicados (em milhares de reais).

PÁGINA: 119 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Consolidado Variação
31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016 2018/2017 2017/2016

Receita líquida de vendas 1.381.056 100,0% 1.108.722 100,0% 1.096.154 100,0% 24,6% 1,1%
Custo dos produtos vendidos (920.601) 66,7% (758.296) 68,4% (946.425) 86,3% 21,4% -19,9%
Variação do valor justo dos ativos biológicos 22.266 1,6% 41.368 3,7% 23.985 2,2% -46,2% 72,5%
Lucro bruto 482.721 35,0% 391.794 35,3% 173.714 15,8% 23,2% 125,5%

Receitas (despesas) operacionais


Com vendas (10.884) 0,8% (22.416) 2,0% (21.632) 2,0% -51,4% 3,6%
Gerais e administrativas (135.923) 9,8% (118.596) 10,7% (88.371) 8,1% 14,6% 34,2%
Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas 39.660 2,9% (4.768) 0,4% (58.897) 5,4% -931,8% -91,9%
Total (107.147) 7,8% (145.780) 13,1% (168.900) 15,4% -26,5% -13,7%

Lucro operacional 375.574 27,2% 246.014 22,2% 4.814 0,4% 52,7% 5010,4%

Resultado financeiro
Receitas financeiras 48.920 3,5% 75.652 6,8% 105.387 9,6% -35,3% -28,2%
Despesas financeiras (74.594) 5,4% (12.778) 1,2% (68.300) 6,2% 483,8% -81,3%
(25.674) 1,9% 62.874 5,7% 37.087 3,4% -140,8% 69,5%

Lucro antes dos impostos sobre o lucro 349.900 25,3% 308.888 27,9% 41.901 3,8% 13,3% 637,2%

Imposto de renda e contribuição social


Isenção e redução 50.634 3,7% 37.636 3,4% 9.553 0,9% 34,5% 294,0%
Corrente (81.085) 5,9% (63.850) 5,8% (8.237) 0,8% 27,0% 675,2%
Diferido (10.261) 0,7% (12.412) 1,1% (10.491) 1,0% -17,3% 18,3%
Total (40.712) 2,9% (38.626) 3,5% (9.175) 0,8% 5,4% 321,0%

Lucro líquido do exercício 309.188 22,4% 270.262 24,4% 32.726 3,0% 14,4% 725,8%

Lucro atribuído aos acionistas controladores 308.799 22,4% 269.852 24,3% 69.660 6,4% 14,4% 287,4%

Lucro atribuído aos acionistas não controladores 389 0,0% 410 0,0% 552 0,1% -5,1% -25,7%

Balanços Patrimoniais levantados em 2018, 2017 e 2016

PÁGINA: 120 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

As tabelas abaixo apresentam um resumo dos Balanços Patrimoniais consolidados, bem


como as variações ocorridas nos períodos apresentados:

Consolidado Variação
Ativo 31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016 2018/2017 2017/2016
Circulante
Caixa e equivalentes de caixa 182.113 6,8% 92.440 5,0% 192.400 11,6% 97,0% -52,0%
Aplicações financeiras 110.132 4,1% 421.571 22,7% 84.260 5,1% -73,9% 400,3%
Contas a receber de clientes 135.943 5,1% 129.315 7,0% 136.061 8,2% 5,1% -5,0%
Estoques 313.126 11,8% 202.087 10,9% 185.009 11,2% 54,9% 9,2%
Tributos a recuperar 18.506 0,7% 12.235 0,7% 17.749 1,1% 51,3% -31,1%
Despesas antecipadas 3.272 0,1% 1.595 0,1% 451 0,0% 105,1% 253,7%
Adiantamentos a fornecedores 13.356 0,5% 13.560 0,7% 12.082 0,7% -1,5% 12,2%
Instrumentos financeiros de proteção cambial 25.087 0,9% 993 0,1% 16.311 1,0% 2426,4% -93,9%
Outros ativos 8.873 0,3% 14.583 0,8% 13.982 0,8% -39,2% 4,3%
Total circulante 810.408 30,5% 888.379 47,9% 658.305 39,7% -8,8% 34,9%

Não circulante
Adiantamento a fornecedores 30.697 1,2% 42.165 2,3% 55.869 3,4% -27,2% -24,5%
Impostos diferidos - 5.312 0,3% 5.965 0,4% -10,9%
Aplicações financeiras 78.930 3,0% 26.089 1,4% 44.226 2,7% 202,5% -41,0%
Estoques 377 0,0% 3.305 0,2% 20.663 1,2% -88,6% -84,0%
Tributos a recuperar 5.422 0,2% 5.454 0,3% 6.774 0,4% -0,6% -19,5%
Depósitos judiciais 12.041 0,5% 5.930 0,3% 5.334 0,3% 103,1% 11,2%
Outros créditos 545 0,0% 442 0,0% 8.559 0,5% 23,3% -94,8%
128.012 4,8% 88.697 4,8% 147.390 8,9% 44,3% -39,8%

Investimentos 124 0,0% 124 0,0% 124 0,0% 0,0% 0,0%


Imobilizado e intangível 1.521.958 57,2% 666.515 35,9% 653.935 39,5% 128,3% 1,9%
Ativo biológico 199.408 7,5% 212.746 11,5% 197.866 11,9% -6,3% 7,5%
1.721.490 64,7% 879.385 47,4% 851.925 51,4% 95,8% 3,2%

Total do não circulante 1.849.502 69,5% 968.082 52,1% 999.315 60,3% 91,0% -3,1%

Total do ativo 2.659.910 100,0% 1.856.461 100,0% 1.657.620 100,0% 43,3% 12,0%

PÁGINA: 121 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Consolidado Variação
Passivos e Patrimônio Líquido 31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016 2018/2017 2017/2016
Circulante
Fornecedores 61.084 2,3% 61.125 3,3% 45.188 2,7% -0,1% 35,3%
Empréstimos e financiamentos 44.071 1,7% 6.393 0,3% 689 0,0% 589,4% 827,9%
Obrigações com aquisição de controlada 39.554 1,5% - -
Obrigações trabalhistas e atuariais 75.131 2,8% 67.575 3,6% 39.671 2,4% 11,2% 70,3%
Impostos e contribuições sociais 22.968 0,9% 6.737 0,4% 11.982 0,7% 240,9% -43,8%
Conta ressarcimento CCEE 1.002 0,0% - -
Provisão para passivo ambiental 1.656 0,1% - -
Dividendos e JCP propostos 8.454 0,3% 20.328 1,1% 72.496 4,4% -58,4% -72,0%
Outros passivos 6.153 0,2% 6.945 0,4% 3.686 0,2% -11,4% 88,4%
Total circulante 260.073 9,8% 169.103 9,1% 173.712 10,5% 53,8% -2,7%

Não circulante
Empréstimos e financiamentos 352.744 13,3% 59.989 3,2% 38.680 2,3% 488,0% 55,1%
Obrigações com aquisição de controlada 137.182 5,2% - -
Obrigações trabalhistas e atuariais 67.586 2,5% 41.478 2,2% 25.934 1,6% 62,9% 59,9%
Impostos e contribuições sociais 87 0,0% 87 0,0% 397 0,0% 0,0% -78,1%
Impostos diferidos 12.210 0,5% - -
Conta ressarcimento CCEE 8.334 0,3% - -
Provisões para contingências 51.445 1,9% 52.197 2,8% 45.231 2,7% -1,4% 15,4%
Provisão para passivo ambiental 21.134 0,8% 11.049 0,6% 16.222 1,0% 91,3% -31,9%
Total do não circulante 650.722 24,5% 164.800 8,9% 126.464 7,6% 294,9% 30,3%

Patrimônio líquido
Capital social 1.225.444 46,1% 1.225.444 66,0% 1.116.677 67,4% 0,0% 9,7%
Reservas de lucros 498.861 18,8% 286.696 15,4% 214.243 12,9% 74,0% 33,8%
Ajustes de avaliação patrimonial 44.770 1,7% 30.674 1,7% 47.088 2,8% 46,0% -34,9%
Ações em tesouraria (25.754) -1,0% (25.754) -1,4% (25.754) -1,6% 0,0% 0,0%

Patrimônio líquido dos acionistas controladores 1.743.321 65,5% 1.517.060 81,7% 1.352.254 81,6% 14,9% 12,2%
Participação dos acionistas não controladores 5.794 0,2% 5.498 0,3% 5.190 0,3% 5,4% 5,9%

Total do patrimônio líquido 1.749.115 65,8% 1.522.558 82,0% 1.357.444 81,9% 14,9% 12,2%

Total do passivo e do patrimônio líquido 2.659.910 100,0% 1.856.461 100,0% 1.657.620 100,0% 43,3% 12,0%

Comparação dos resultados operacionais e financeiros nos exercícios sociais findos em 2018
e 2017.

(Em milhões de Reais) 2018 2017 Δ%


Dólar médio praticado 3,61 3,20 12,8%
Receita líquida 1.381,1 1.108,7 24,6%
Custo dos produtos vendidos 920,6 758,3 21,4%
Custo sobre receita líquida 66,6% 68,4%
EBITDA ajustado 425,9 321,3 32,6%
Margem EBITDA 30,8% 29,0%
CAPEX 91,3 99,3 -8,1%
Dividendos/JSCP 96,6 90,2 7,1%
Geração (uso) de caixa e equivalente de caixa 76,4 (100,0)
Lucro Líquido 309,2 270,3 14,4%
Margem de lucro 22,4% 24,4%

Produção - Foram produzidas 263.568 toneladas em 2018, representando um aumento de


11,6% em relação a 2017, com destaque para as Ligas de Silício, que cresceram 37,0% no
mesmo período.

PÁGINA: 122 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Volume de Vendas – Foram comercializadas 225.965 toneladas de ferroligas em 2018, o


que representou um acréscimo de 6,8% na comparação com 2017, reflexo, principalmente,
das exportações de Ligas de Silício e da discreta melhora nos volumes vendidos de Ligas de
Cromo para o mercado interno.

Receita Líquida - A receita líquida totalizou R$ 1.381,1 milhões em 2018, o que representou
um aumento de 24,6% em relação a 2017. O resultado foi uma combinação da expansão de
6,8% no volume de vendas, da valorização de 12,8% do dólar médio praticado e da queda
de 2,2% no preço médio ponderado, em dólar, de nossos principais produtos.

Custo dos produtos vendidos - Em 2018, o CPV totalizou R$ 920,6 milhões, registrando um
aumento de 21,4% em relação a 2017, associado, sobretudo, ao acréscimo de 6,8% nas
quantidades vendidas e aos aumentos nos custos de energia e matérias primas estratégicas.
Ainda assim, a relação do CPV sobre a receita líquida (%) caiu 1,8 p.p..

Despesas - As despesas comerciais e administrativas totalizaram em 2018 o montante de R$


146,8 milhões, representando um aumento de 4,1% em relação ao mesmo período de 2017.
Este resultado sofreu influências distintas da incorporação da BW. Por um lado houve
reconhecimento de ganho com Compra Vantajosa e por outro houve aumento das despesas
administrativas, além da redução das despesas comerciais da FERBASA e da provisão com
participação dos lucros, que é diretamente proporcional a performance da Cia. no período
avaliado.

EBITDA Ajustado – Foi registrado uma geração operacional de R$ 425,9 milhões em 2018,
equivalentes a 30,8% da receita líquida e representando uma expansão de 32,6% frente ao
mesmo período 2017, quando esse resultado correspondeu a R$ 321,3 milhões e margem
de 29,0%.

Resultado Financeiro e Hedge - Em 2018, o resultado financeiro foi negativo em R$ 10,6


milhões, em contraste com os R$ 39,3 milhões de receita líquida do ano anterior.
Considerando-se o acumulado de R$ 15,0 milhões negativos de Hedge Cambial (NDFs
liquidadas), o resultado financeiro líquido foi negativo em R$ 25,6 milhões em 2018, diante
da receita de R$ 62,9 milhões do ano anterior, influenciado, majoritariamente, pela
valorização do dólar e pelo resultado financeiro da BW Guirapá.

Geração e posição de Caixa - Em 2018, registramos uma geração de caixa de R$ 76,4


milhões, influenciada, substancialmente, pelo lucro do período e pela aquisição do parque
eólico BW Guirapá no 2T18; ainda influenciado pela BW e seu financiamento junto ao
BNDES, registramos uma dívida líquida de R$ 208,2 milhões em 2018, frente aos R$ 473,7
milhões de caixa líquido do ano anterior.

Lucro Líquido – O lucro do período totalizou R$ 309,2 milhões, representando um aumento


de 14,4% em relação ao mesmo período de 2017. Este resultado foi influenciado pelos
efeitos supracitados e sucintamente explicado pelos seguintes motivos: (i) valorização do
dólar; (ii) bom desempenho operacional; (iii) reconhecimento da compra vantajosa da BW;
(iv) contabilização da provisão referente aos benefícios pós emprego e de contingências; e
(v) forte redução no resultado financeiro, devido ao Hedge Cambial e à incorporação da
BW.

PÁGINA: 123 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Capex - Finalizamos o período com um CAPEX de R$ 91,3 milhões em 2018, representando


uma redução de 8,1% em relação ao registrado em 2017. Cabe destacar que este valor não
considera à aquisição da controlada BW Guirapá I, cujo investimento foi de R$ 489 milhões

Outras informações e medidas não contábeis

O EBITDA não é uma medida definida pelas normas brasileiras e internacionais de


contabilidade e representa o lucro do exercício apurado antes dos juros, do Imposto de
Renda, da contribuição social, da depreciação, da amortização e da exaustão. A FERBASA
apresenta o seu EBITDA ajustado de acordo com a Instrução CVM 527/12, com adição ou
exclusão do valor justo de ativos biológicos, a perda (ganho) na baixa de ativo imobilizado e
constituição (reversão) de provisão para contingências. Em razão de sua relevância, os
valores não recorrentes foram devidamente ajustados, conforme abaixo demonstrado.

(Em milhões de Reais) 2018 2017 Δ%


Lucro líquido 309,2 270,3 14,4%
(+/-) Resultado financeiro líquido 10,6 (39,3)
(+/-) Resultado hedge 15,2 (23,6)
(+/-) IRPJ/CSLL 40,7 38,6 5,4%
(+/-) Depreciação e exaustão (1) 114,6 86,2 32,9%
EBITDA 490,3 332,2 47,6%
(+/-) Provisão para 2,1 0,8 162,5%
contingências/Outros (2)
(+/-) Valor justo de ativos biológicos 7,9 (14,4)
(+/-) Baixa de imobilizado 0,7 2,7 -74,1%
(+/-) Compra vantajosa (3) (75,1)
EBITDA ajustado 425,9 321,3 32,6%
Margem EBITDA 30,8% 29,0%

(1) A variação é justificada pelo acréscimo médio de 100 milhões/ano do CAPEX, além da
exaustão gerada pelo corte de madeira e extração mineral, tanto para o atendimento à
cadeia produtiva como à comercialização, além da depreciação do parque eólico.
(2) Inclui outros valores não correntes em 2017, no montante de R$ 4,2 milhões.

(3) Valor referente à aquisição do Complexo Eólico BW Guirapá, melhor explicado na


seção anterior: “item 8.3 Outras Despesas/ Receitas Operacionais”.

PÁGINA: 124 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

Comparação dos resultados operacionais e financeiros nos exercícios sociais findos em 2017
e 2016

(Em milhões de Reais) 2017 2016 Δ%


Dólar médio praticado 3,20 3,53 -9,3%
Receita líquida 1.108,7 1.096,2 1,1%
Custo dos produtos vendidos 758,3 946,4 -19,9%
Custo sobre receita líquida 68,4% 86,3%
EBITDA ajustado 321,3 70,0 359,0%
Margem EBITDA 29,0% 6,4%
CAPEX 99,3 101,9 -2,6%
Dividendos/JSCP 90,2 78,6 14,8%
Geração (uso) de caixa 243,8 151,8 60,6%
Lucro Líquido 270,3 70,2 285,0%
Margem de lucro 24,4% 6,4%

Produção - Foram produzidas 236.121 toneladas em 2017, representando um aumento de


11,1% em relação ao mesmo período de 2016, com destaque para as Ligas de Cromo, que
cresceram 14,2% no mesmo período.

Volume de Vendas - Foram comercializadas 211.544 toneladas de ferroligas em 2017,


representando um decréscimo de 19,4% em relação ao mesmo período de 2016, reflexo,
principalmente, da queda de 30,1% nas exportações.

Receita Líquida - A receita líquida totalizou R$ 1.108,7 milhões em 2017, representando


um pequeno aumento de 1,1% em relação ao mesmo período de 2016. Apesar da redução
no volume de vendas e da desvalorização de 9,3% do dólar, o resultado foi compensado pelo
aumento de 41,1% no preço médio ponderado, em dólar, dos nossos principais produtos.

Custo dos produtos vendidos - Em 2017, o CPV totalizou R$ 758,3 milhões, registrando
uma queda de 19,9% em relação ao ano de 2016, associado, sobretudo, ao decréscimo de
19,4% nas quantidades vendidas.

Despesas - As despesas comerciais e administrativas, incluindo as participações, totalizaram


R$ 118,6 milhões, agregando um incremento de 34,2% em relação ao mesmo período de
2016, ocasionado, principalmente, pelo aumento nas participações dos funcionários, que
são diretamente impactadas pelo lucro, e gastos com pessoal.

EBITDA Ajustado - Tivemos uma geração operacional de R$ 321,3 milhões em 2017,


equivalentes a 29,9% da receita líquida e representando uma expansão de 359,0% frente ao
mesmo período 2016, quando esse resultado correspondeu apenas a R$ 70,0 milhões, com
uma margem de 6,4%.

Resultado Financeiro e Hedge - Em 2017, o resultado financeiro foi de R$ 39,3 milhões,


registrando um acréscimo de 29,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.
Considerando-se o acumulado de R$ 23,6 milhões positivos do hedge (NDFs liquidadas), o

PÁGINA: 125 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.1 - Condições financeiras e patrimoniais gerais

resultado financeiro líquido foi de R$ 62,9 milhões, um aumento de 69,5% em relação ao


ano de 2016.

Geração e posição de Caixa - Em 2017, registramos um consumo de caixa de R$ 100,0


milhões, resultado fortemente influenciado pelas aplicações financeiras de R$ 284,0
milhões; e um caixa, líquido de financiamento, de R$ 473,7 milhões, crescimento de 68,3%
frente aos R$ 281,5 milhões do ano de 2016, com as aplicações financeiras
substancialmente associadas ao comportamento da taxa SELIC (CDI).

Lucro Líquido – O lucro do período totalizou R$ 270,3 milhões, representando um aumento


de 285,0% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Outras informações e medidas não contábeis

O EBITDA não é uma medida definida pelas normas brasileiras e internacionais de


contabilidade, representando o lucro do exercício apurado antes dos juros, do imposto de
renda, da contribuição social, da depreciação, da amortização e da exaustão. A FERBASA
apresenta o seu EBITDA Ajustado de acordo com a Instrução CVM 527/12, adicionando ou
excluindo do indicador o valor justo de ativos biológicos, a perda (ganho) na baixa de ativo
imobilizado e constituição (reversão) de provisão para contingências. Em razão da
relevância dos valores não recorrentes, os mesmos foram devidamente ajustados, conforme
abaixo demonstrado.

(Em milhões de Reais) 2017 2016 Δ%


Lucro líquido 270,3 70,2 285,0%
(+/-) Resultado financeiro líquido (39,3) (30,4) 29,3%
(+/-) Resultado hedge (23,6) (6,7) 252,2%
(+/-) IRPJ/CSLL 38,6 (28,3)
(+/-) Depreciação e exaustão (1) 86,2 60,9 41,5%
EBITDA 332,2 65,7 405,6%
(+/-) Provisão para 0,8 10,6 -92,5%
contingências/Outros
(+/-) Valor justo de ativos biológicos (14,4) (6,3) 128,6%
(+/-) Baixa de imobilizado 2,7
EBITDA ajustado 321,3 70,0 359,0%
Margem EBITDA 29,0% 6,4%

(1) A variação é justificada pelo acréscimo médio de 100 milhões/ano do CAPEX, além da
exaustão gerada pelo corte de madeira e extração mineral, tanto para o atendimento à
cadeia produtiva, como para a venda.
(2) Inclui outros valores não correntes, no montante de R$ 4,2 milhões.

PÁGINA: 126 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.2 - Resultado operacional e financeiro

a) Resultado das operações da Companhia, em especial:

i) Descrição de quaisquer componentes importantes da receita.

Com relação a 2018, a receita líquida da FERBASA, de R$ 1.381,1 milhões,


representou um expressivo incremento de 24,6% comparado ao exercício
anterior. O resultado reflete a combinação de diversos fatores, como o aumento
de 6,8% no volume de vendas, a valorização de 12,8% do dólar médio praticado
no período e a elevação dos preços mundiais de referência do ferrossilício.
O faturamento do mercado interno cresceu 20,8% em comparação a 2017, com
um incremento de 2,3% no volume comercializado no mesmo período analisado.

(Em milhões de Reais) 2018 2017 Δ%


Mercado Interno
Ligas de Cromo 671,1 606,8 10,6%
Ligas de Silício 121,1 107,4 12,8%
Energia eólica 71,1 - -
Demais produtos 50,1 42,4 18,6%
Total MI 913,4 756,6 20,7%
Mercado Externo
Ligas de Cromo 75,2 133,9 -43,8%
Ligas de Silício 375,1 182,4 105,7%
Minério de Cromo 17,4 35,8 -51,4%
Total ME 467,7 352,1 32,8%
TOTAL (MI+ME) 1.381,1 1.108,7 24,6%
(*) inclui receita com minério, cal, microsílica, madeira e escórias.

ii) Fatores que afetaram materialmente os resultados operacionais.

Já informados anteriormente.

b) Variações das receitas atribuíveis a modificações de preços, taxas de câmbio,


inflação, alterações de volumes e introdução de novos produtos e serviços

O volume total das vendas registrou um aumento de 6,8% comparado a 2017. O


resultado é fruto principalmente do aquecimento do mercado de ferrossilício no 1º
semestre de 2018. Adicionalmente, a FERBASA alavancou em 54,2% o volume de
vendas do produto exportado em relação ao ano anterior, refletindo os esforços da
Companhia para elevar sua participação no mercado internacional e minimizar as
dificuldades que ainda afetam o mercado siderúrgico brasileiro.

PÁGINA: 127 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.2 - Resultado operacional e financeiro

Em virtude da redução dos preços mundiais do minério de cromo, a FERBASA optou


por diminuir o volume de vendas do produto em 2018, quando comparado a 2017.

O mercado externo gerou 32,8% (R$ 467,7 mi vs R$ 352,1 mi) de receita líquida a
mais em relação ao período anterior. O crescimento é justificado notadamente
pelos resultados obtidos nas vendas de ferrossilício, no 1S18, conforme mencionado
anteriormente.

A partir do 2T18, as variações na receita total sofreram influência adicional da


linha “Energia Eólica”, devido à incorporação da BW Guirapá. Por isso, em 2018,
somente os últimos três trimestres de operação do Parque foram considerados no
cálculo da receita total com comercialização de energia, tendo a atividade gerado
uma receita de R$ 71,1 milhões.

c) Impacto da inflação, da variação de preços dos principais insumos e produtos, do


câmbio e da taxa de juros no resultado operacional e no resultado financeiro do
emissor, quando relevante.

(i) Impactos nos custos dos produtos vendidos

De forma geral, os custos das ligas receberam o efeito dos reajustes na tarifa de
energia elétrica, com percentual de 3,16% aplicado a partir de julho de 2017 e
4,45% em julho de 2018. Esse aumento foi impulsionado pelo regime de chuvas,
que impactou negativamente a capacidade de geração das usinas hidrelétricas,
fonte primordial de energia no Brasil.

Somam-se a isso, os aumentos dos Custos de Transmissão, Encargos de Serviço do


Sistema (ESS) e da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), além da utilização
de considerável parte da energia do Mercado Livre, que ainda possui um valor
médio superior ao da CHESF.

O custo de produção do ferrocromo alto carbono (FeCrAC) foi impactado pelo


incremento de 1,7% na produção em 2018, o que, pelo efeito escala, acarretou em
uma diluição dos custos fixos e ajudou a conter, parcialmente, o crescimento do
custo total por tonelada, frente a 2017. Adicionalmente, o ganho de eficiência dos
fornos, associado a uma boa utilização do minério de cromo, também contribuiu
para a minimização do crescimento dos custos variáveis.

PÁGINA: 128 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.2 - Resultado operacional e financeiro

No caso do ferrocromo baixo carbono (FeCrBC), a pequena elevação de sua


produção não foi suficiente para reduzir seu custo total por tonelada, mesmo com o
registro, durante boa parte do ano, de ganho de eficiência no consumo de todos os
principais insumos desta liga. Os aumentos nos custos unitários das matérias-
primas não foram contidos, especialmente do eletrodo de grafite, que passou por
uma crise de desabastecimento global.

Em relação aos custos do ferrossilício 75 (FeSi75), foi observado um efeito


compensatório entre o crescimento de 37% na produção e o ganho de eficiência na
Metalurgia, com o aumento verificado nos custos unitários de Energia e Pasta
Eletródica. Tais variações resultaram em uma pequena expansão do seu custo total
de produção por tonelada.

Diante disto, como resultado, é possível observar a relação do Custo dos Produtos
Vendidos (CPV) sobre a receita líquida, que passou dos 68,4% registrados em 2017
para 66,7%, em 2018, já considerando o efeito dos outros fatores, apresentados na
tabela abaixo:

(Em milhões de Reais) 2018 2017


Ligas de Cromo 501,3 475,8
Ligas de Silício 302,9 221,9
Energia eólica 48,6
Demais produtos 38,0 42,8
Subtotal de produtos 890,8 740,5
Exaustão do ativo biológico
Capacidade ociosa 30,2 27,0
Energia CCEE comercializada 1,9 10,9
Provisão (reversão) de estoque (10,5) (7,7)
Outros 3,9 (9,9)
Subtotal de outros 4,3 (2,5)
Total Geral 29,8 17,8

% Receita líquida 920,6 758,3

O valor justo do ativo biológico é contabilizado em linha específica do resultado,


enquanto sua exaustão (colheita) é reconhecida no Custo do Produto Vendido
(CPV), junto com a produção e consumo de biorredutor na fabricação de ferrosilício
75 (detalhado na Nota Explicativa 19 – Ativo Biológico).

PÁGINA: 129 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.2 - Resultado operacional e financeiro

Além disso, destacam-se os R$ 48,6 milhões da linha “Energia Eólica”, referentes às


parcelas acumuladas do CPV de geração de energia da BW Guirapá entre o
segundo e quarto trimestres de 2018. Essas parcelas estão associadas aos custos de
transmissão, depreciação e manutenção.

Em 2017, o CPV totalizou R$ 758,3 milhões, registrando uma queda de 19,9% em


relação ao ano de 2016, associado, sobretudo, ao decréscimo de 19,4% nas
quantidades vendidas.

(ii) Impactos no resultado financeiro

O saldo das aplicações financeiras em 31 de dezembro de 2018, incluindo as


aplicações consideradas como caixa e equivalentes de caixa e depósitos vinculados,
foi de R$ 371,2 milhões, contra R$ 540,1 milhões no final de 2017, e representando
uma redução de 46,0%. Esta redução teve como principal fator o desembolso de R$
321,4 milhões para a aquisição da BW Guirapá. Registramos ainda uma queda na
receita financeira de 33,8% ante 2017, provocada pela redução do saldo médio das
aplicações financeiras e redução da taxa de rendimento, que está associada à taxa
de juros. Adicionalmente, consolidamos uma despesa financeira da subsidiária BW
Guirapá de R$ 27,9 milhões. Com isso, o resultado financeiro, sem considerar o
efeito do resultado do Hedge e incluindo a variação cambial, foi de R$ 10,6 milhões
negativos em 2018.

O resultado do hedge em 2018 foi negativo em R$ 15,0 milhões, contra um


resultado positivo de R$ 23,6 milhões em 2017, justificado, majoritariamente, pela
diferença entre a taxa contratada e a efetiva nos períodos, que foram influenciadas
pela rápida valorização do dólar, especialmente durante os dois últimos trimestres.
Ainda sobre o hedge, em 31 de dezembro de 2018, a FERBASA possuía contratos de
hedge cambial correspondentes a US$ 108 milhões (US$ 28 milhões em 2017), com
uma taxa de contratação média de R$/USD R$ 4,1655, vincendos em 2019.

Desta forma, o resultado financeiro final em 2018 resultou em uma despesa líquida
de R$ 25,6 milhões, em contraste com os R$ 62,9 milhões de receita líquida
financeira registrada em 2017 e positivo em R$ 37,1 milhões e negativo em R$ 24,3
milhões, em 2016 e 2015, respectivamente.

PÁGINA: 130 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.2 - Resultado operacional e financeiro

Para 2016, o destaque foi a recuperação da posição de caixa, além do crédito de R$


7,8 milhões no 4º trimestre, referente ao empréstimo compulsório da Eletrobrás,
como um item não recorrente.

PÁGINA: 131 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.3 - Eventos com efeitos relevantes, ocorridos e esperados, nas demonstrações


financeiras

a) Introdução ou alienação de segmento operacional.

Investimentos relacionados ao empreendimento denominado "Complexo Guirapá",


composto por sete parques eólicos denominados "Centrais Eólicas", que têm como objetivo
a exploração do ramo de geração de energia elétrica como produtora independente,
sendo localizadas nos municípios de Pindaí e Caetité no Estado da Bahia. Em regime de
autorização, tem toda a sua produção contratada com a Câmara de Comercialização de
Energia Elétrica (“CCEE”), no âmbito do Leilão de Reserva – 2011 (“LER 2011”),
promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (“ANEEL”), no ambiente regulado
com a CCEE, por meio do qual venderão toda sua produção de energia elétrica, por um
prazo de 20 (vinte) anos.

b) Constituição, aquisição ou alienação de participação societária.

A Cia de Ferro Ligas da Bahia – Ferbasa S.A., a Santander Corretora de Seguros,


Investimentos e Serviços S.A. e a Brazil Wind S.A. celebraram um contrato de compra e
venda de 100% das ações de emissão da BW Guirapá I S.A. (“BW Guirapá”), o que inclui
indiretamente a aquisição de 100% das ações das sete Centrais Eólicas do Complexo
Guirapá. A compra está em linha com o Planejamento Estratégico da Companhia e visa
garantir e implementar melhorias no processo e ciclo produtivo da Companhia.

O Complexo Eólico Guirapá está localizado no Estado da Bahia, possui capacidade


instalada total de 170,2 MW, prazo de autorização de funcionamento de 35 anos e
energia contratada por 20 anos, por meio do Leilão de Energia de Reserva realizado em
2011, cujos contratos expiram em 2034.

A seguir, um resumo das características operacionais de cada uma das Centrais Eólicas:
Energia Energia
Contratada Contratada
1º 2º Preço
Capacidade Quadriênio Quadriênio 1ª Portaria de inicial do Preço
Central Instalada (MWmed) (MWmed) Autorização do Contrato atualizado
(3) (3)
Eólica (MW)* MME(1) (R$/Mwh) (R$/Mwh)(2)

Angical 12,95 6,0 5,6 37, de 03/02/2012 99,98 151,13

Caititu 22,2 10,5 10,5 54, de 09/02/2012 99,98 151,13

Coqueirinhoo 29,6 13,5 13,4 53, de 09/02/2012 96,97 146,58

Corrupião 27,75 13,7 12,9 70, de 22/02/2012 96,97 146,58

Inhambu 31,45 15,5 15,5 69, de 22/02/2012 96,97 146,58


Tamanduá
29,6
Mirim 13,6 13,2 52, de 09/02/2012 96,97 146,58

Teiú 16,65 8,2 7,7 36, de 03/02/2012 99,98 151,13


170,2 81,0 78,8

PÁGINA: 132 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.3 - Eventos com efeitos relevantes, ocorridos e esperados, nas demonstrações


financeiras

(*) Conforme Portaria de Autorização MME.


(1) Autorizada a se estabelecer como produtora independente de energia elétrica pelo prazo de 35 anos
desde a 1ª Portaria do MME – Ministério de Minas e Energia. A 2ª Portaria alterou as características técnicas
para adequar a realidade dos parques.
(2) Valor atualizado anualmente pelo IPCA desde julho de 2011. Valores atualizados pela CCEE data
base agosto de 2018.
(3) Conforme contrato de compra e venda, o 1º quadriênio foi finalizado em junho de 2018 e o 2º
quadriênio teve início em julho de 2018.

Em 6 de fevereiro de 2018, a Superintendência Geral do Conselho Administrativo de


Defesa Econômica (“CADE”) aprovou, sem restrições, a operação de compra. O processo
de aquisição foi concluído em 2 de abril de 2018, após todas as condições precedentes e
legais da operação terem sido atendidas. A partir desta data, a Companhia passou a deter
o controle direto da BW Guirapá e a titularidade de todas as ações.

Em 2 de abril de 2018, o preço de aquisição (contraprestação transferida) foi


remensurado totalizando R$489.184, considerando: (i) a atualização monetária pelo CDI
montou R$469.128, sendo R$321.371 pago em transferência bancária nesta data e
R$156.376 registrados na rubrica de Obrigações com aquisição de controlada (vide Nota
22) a serem pagos em 3 parcelas (vide Nota 22 das Demonstrações Financeiras de 2018),
as parcelas são corrigidas também pela taxa CDI mais 1% a.a.; (ii) o incremento no preço
decorrente de negociações com fornecedores no montante de R$ 17.906, sendo R$ 8.619
pagos e R$ 9.207 a serem pagos também em 3 parcelas (vide Nota 22 das Demonstrações
Financeiras de 2018); e (iii) a contraprestação contingente (earn-out payment) de
R$2.150 (vide Nota 22 das Demonstrações Financeiras de 2018). Cabe ressaltar que esses
ajustes estão dentro do período de mensuração, conforme previsto no CPC 15.

Conforme mencionado, o Preço de Aquisição poderá sofrer acréscimo de até R$40.000


corrigidos pelo IPCA sob a forma de contraprestação contingente (earn-out payment), se
o desempenho do Complexo Guirapá, apurado até dezembro de 2021, exceder a
referência mínima assumida de 79,44 MW médios, limitada a 85MW médios. Desta
forma, a Administração da Companhia, com base na avaliação das projeções de
performance, concluiu que deveria incluir no valor do preço de compra uma
contraprestação contingente estimada em R$2.150, conforme citado acima (vide Nota 22
das Demonstrações Financeiras de 2018).

Esta aquisição resultou em uma combinação de negócios, uma vez que a Companhia
passou a deter o controle da BW Guirapá. De acordo com o CPC 15 (R1) – Combinações
de Negócios, as aquisições de negócios são contabilizadas pelo método de aquisição. A
contrapartida transferida em uma combinação de negócios é mensurada pelo valor justo,

PÁGINA: 133 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.3 - Eventos com efeitos relevantes, ocorridos e esperados, nas demonstrações


financeiras

que é calculado pela soma dos valores justos dos ativos transferidos, dos passivos
assumidos na data de aquisição junto aos antigos controladores da adquirida e das
participações emitidas em troca do controle da adquirida.

A aquisição da BW Guirapá teve efeito a partir de 2 de abril de 2018. Com isso, os efeitos
desta aquisição afetaram o resultado consolidado das operações da Companhia a partir
desta data, sendo que o patrimônio líquido da BW Guirapá foi avaliado pelo seu valor
justo em 31 de março de 2018 com base no laudo econômico financeiro, emitido por
empresa de avaliação independente.

A tabela a seguir apresenta o cálculo do valor justo dos ativos e passivos da compra da
BW Guirapá na data de aquisição:

Valor justo dos ativos líquidos adquiridos564.327

Custo total da aquisição 489.184

Ganho bruto por compra vantajosa 75.143

(-) Efeito tributário (25.548)


Ganho líquido por compra vantajosa 49.595

No período de 1º de abril de 2018 a 31 de dezembro de 2018, a receita líquida e o


prejuízo do período gerados pelo Complexo Guirapá e incluídos nas informações
financeiras consolidadas do resultado da Companhia representam R$ 71.105 e R$
12.834, respectivamente

c) Eventos ou operações não usuais.

Não ocorreram eventos ou operações não usuais.

PÁGINA: 134 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.4 - Mudanças significativas nas práticas contábeis - Ressalvas e ênfases no parecer do


auditor

a) Mudanças significativas nas práticas contábeis.

Não houve.

b) Efeitos significativos das alterações em práticas contábeis.

Não houve.

c) Ressalvas e ênfases presentes no parecer do auditor.

Não existem ressalvas ou parágrafos de ênfase no parecer dos auditores independentes.

PÁGINA: 135 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.5 - Políticas contábeis críticas

Principais fontes de julgamento e estimativas

A preparação das demonstrações financeiras individuais e consolidadas, de acordo com as


normas IFRS e as normas CPC determinam que a Administração faça julgamentos,
estimativas e premissas que afetam a aplicação de políticas contábeis e os valores reportados
de ativos, passivos, receitas e despesas. Os resultados reais podem divergir dessas estimativas.

As informações sobre incertezas, premissas e estimativas que reflitam um risco significativo


e que possam resultar em um ajuste material dentro do próximo exercício estão
relacionadas, principalmente, aos seguintes aspectos: determinação de taxas de desconto a
valor presente utilizados na mensuração dos ativos biológicos; provisões para fechamento de
minas; e provisões para contingências fiscais, cíveis e trabalhistas, as quais, apesar de
refletirem o julgamento da melhor estimativa possível por parte da Administração da
Companhia e de suas controladas, relacionadas à probabilidade de eventos futuros, podem,
eventualmente, apresentar variações em relação aos dados e valores reais.

Estimativas e premissas são continuamente revistos. As revisões relacionadas às estimativas


contábeis são reconhecidas no período em que as estimativas são revisadas e em quaisquer
períodos futuros afetados.

PÁGINA: 136 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.6 - Itens relevantes não evidenciados nas demonstrações financeiras

a) Os ativos e passivos detidos pela Companhia, direta ou indiretamente, que não aparecem
no seu balanço patrimonial (off-balance sheet items), tais como: i) arrendamentos
mercantis operacionais, ativos e passivos; ii) carteiras de recebíveis baixadas sobre as
quais a entidade mantenha riscos e responsabilidades, indicando respectivos passivos; iii)
contratos de futura compra e venda de produtos ou serviços; iv) contratos de construção
não terminada; e v) contratos de recebimentos futuros de financiamentos.

Não mantemos qualquer operação, contrato, obrigação ou outros tipos de compromissos


em sociedades cujas demonstrações financeiras não sejam consolidadas com as nossas ou
outras operações passíveis de gerar um efeito relevante, presente ou futuro, nos nossos
resultados, em nossa condição patrimonial ou financeira, receitas ou despesas, liquidez,
investimentos, caixa ou quaisquer outras não registradas em nossas demonstrações
financeiras.

b) Outros itens não evidenciados nas demonstrações financeiras.

Não há outros itens relevantes não evidenciados nas nossas Demonstrações Financeiras
Consolidadas.

PÁGINA: 137 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.7 - Comentários sobre itens não evidenciados nas demonstrações financeiras

a) Como tais itens alteram ou poderão vir a alterar as receitas, as despesas, o resultado
operacional, as despesas financeiras ou outros itens das demonstrações financeiras do
emissor.

Não aplicável.

b) Natureza e o propósito da operação.

Não aplicável.

c) Natureza e montante das obrigações assumidas e dos direitos gerados em favor do


emissor em decorrência da operação.

Não aplicável.

PÁGINA: 138 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.8 - Plano de Negócios

a) Investimentos, incluindo:

i) Descrição quantitativa e qualitativa dos investimentos em andamento e dos


investimentos previstos

No decorrer de 2018 e 2017, em alinhamento com a estratégia de otimização


das operações e aumento do retorno sobre o capital investido, a FERBASA
investiu R$ 91,3 milhões e R$ 99,3 milhões, respectivamente, segregados por
unidade de negócio.

Durante 2018, na Mineração, atual foco do Ciclo de Investimento na FERBASA,


destaca-se o projeto Hard Lump, responsável pela monta de R4 8,1 milhões, que
tem como objetivo a melhoria dos processos de beneficiamento e lavra, visando o
aumento de produção do minério de cromo. Nesta mesma Unidade foram
também realizados investimentos de R$ 23,7 milhões em Máquinas e
Equipamentos, referentes à renovação de maquinário (Carregadeira, Fandrill,
Jigues de Arca, Plataforma, Robô de Jateamento, entre outros) para dar suporte à
curva de crescimento da produção exigida pelo Projeto acima mencionado. Na
Mertalugia, o investimento mais relevante somou R4 3,5 milhões, referentes à
primeira etapa do Casting Machine, que objetiva a redução de perdas e menor
geração de finos no processo de modelagem do Ferrosilício.

Durante 2017, destaque para o investimento de R$ 9,2 milhões na conclusão dos


fornos retangulares mecanizados para produção de biorredutor, permitindo uma
melhora de produtividade e redução dos custos de produção desse insumo. Na
Mineração, evidenciamos os investimentos no desenvolvimento da Mina
Subterrânea e na aquisição dos equipamentos de raio X para o beneficiamento
do minério, totalizando em 2017 o montante de R$ 14,8 milhões. Finalizamos na
Metalurgia, com os investimentos de infraestrutura e melhoramento da logística
nas fábricas, além das reformas e repotenciamento dos fornos.

Os investimentos previstos e aprovados para o triênio 2017-2019 estão assim


distribuídos: Metalurgia: R$ 65,3 milhões; Minerações: R$ 132,7 milhões;
Silvicultura/Carvoejamento: R$ 84,1 milhões; Corporativo: R$ 25,4 milhões; e,
Novos negócios R$ 495,0 milhões, este, já detalhado no Item 10.3(b). Sendo que,
dos R$ 802,5 milhões, R$ 99,3 milhões já foram realizados durante o ano de
2017. Os investimentos previstos e aprovados para o triênio 2019-2021

PÁGINA: 139 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.8 - Plano de Negócios

totalizam R$ 491 milhões para Metalurgia, Minerações, Silvicultura e


Corporativo.

ii) Fontes de financiamento dos investimentos

Os investimentos são preferencialmente financiados com recursos próprios


gerados pelas operações da Companhia, com a faculdade de utilização de
recursos de terceiros, como por exemplo o BNDES, com a finalidade de
complementar o total necessário que atenderão ao plano de investimentos e ao
Planejamento Estratégico da Companhia.

iii) Desinvestimentos relevantes em andamento e desinvestimentos previstos.

Não há desinvestimentos relevantes em andamento ou previstos.

b) Aquisição de plantas, equipamentos, patentes ou outros ativos que devam


influenciar materialmente a capacidade produtiva da Companhia.

Não aplicável.

c) Novos produtos e serviços, indicando: i) descrição das pesquisas em andamento já


divulgadas; ii) montantes totais gastos pela Companhia em pesquisas para
desenvolvimento de novos produtos ou serviços; iii) projetos em desenvolvimento já
divulgados; iv) montantes totais gastos pela Companhia no desenvolvimento de
novos produtos ou serviços.

Não aplicável.

PÁGINA: 140 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

10.9 - Outros fatores com influência relevante

Não há outros fatores que influenciaram de maneira relevante o desempenho operacional


da Companhia que não tenham sido identificados ou comentados nesta seção.

PÁGINA: 141 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

11.1 - Projeções divulgadas e premissas

a) Projeções divulgadas em 2018, para o ano de 2019

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2019.

b) Projeções divulgadas em 2017, para o ano de 2018

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2018.

c) Projeções divulgadas em 2016, para o ano de 2017

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2017.

PÁGINA: 142 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Relatório da Administração 2015


11.2 - Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas

a) Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas em 2018 e realizadas em 2019

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2019.

b) Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas em 2017 e realizadas em 2018

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2018.

c) Acompanhamento e alterações das projeções divulgadas em 2016 e realizadas em 2017

A Companhia não divulgou projeções para o ano de 2017.

1
PÁGINA: 143 de 251
Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

A Administração da Companhia é exercida por um Conselho de Administração com função


deliberativa, uma Diretoria com função executiva e um Conselho Fiscal de caráter não
permanente e instalado na Assembleia Geral na forma da Lei. Não existem comitês
permanentes na Companhia. A investidura dos Conselheiros e Diretores dar-se-á mediante
a assinatura de termos lavrados nos livros próprios, ocasião em que deverão ser prestadas as
declarações exigidas por lei.

Não serão exigidas garantias para o exercício dos cargos de Conselheiros ou de Diretor da
Companhia.

A posse dos membros do Conselho de Administração e da Diretoria Executiva estará


condicionada à prévia subscrição do Termo de Anuência dos Administradores, de acordo
com o disposto no Regulamento do Nível 1, bem como ao atendimento dos requisitos legais
aplicáveis.

Os cargos de presidente do Conselho de Administração e de diretor presidente ou principal


executivo da Companhia não poderão ser acumulados pela mesma pessoa.

a) atribuições do conselho de administração e dos órgãos e comitês permanentes.

Conselho de Administração terá no mínimo cinco e, no máximo, oito membros, residentes e


domiciliados no País, com mandato unificado de 01 (um) ano, permitida a reeleição, eleitos
pela Assembleia Geral, que, no ato da eleição, escolherá um presidente e um vice-presidente;

Compete ao Conselho de Administração, conforme o Artigo 11 do Estatuto Social:

a) Fixar os objetivos dos negócios da Companhia:

1. Orientando a Diretoria Executiva na formulação dos planos a médio e longo prazo;

2. Aprovando os planos de desenvolvimento e de expansão, e os investimentos necessários à


sua execução;

3. Aprovando os orçamentos anuais e de investimentos, cuja execução será acompanhada e


conferida mensalmente;

b) Eleger e destituir, a qualquer tempo, os diretores da Companhia, distribuindo entre os


mesmos os honorários determinados pela Assembleia Geral.

PÁGINA: 144 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

c) Supervisionar e fiscalizar a gestão da Diretoria, examinando a qualquer tempo os livros e


papéis da Companhia, solicitando informações sobre os contratos celebrados ou em vias de
celebração e quaisquer outros atos.

d) Convocar as Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária quando julgar conveniente.

e) Manifestar-se sobre o relatório, as demonstrações financeiras e as contas da diretoria.

f) Autorizar atos que ultrapassem os de administração ordinária, tais como:

I - Participação em outras sociedades e a alienação dessas participações;

II - Constituição, fusão, incorporação, cisão e extinção de sociedades subsidiárias, alteração


de seus contratos ou Estatutos Sociais;

III - Aquisição, alienação e oneração de imóveis;

IV - Alienação de bens móveis do ativo não-circulante acima do valor fixado pelo Conselho;

V - Criação e extinção de filiais e outros estabelecimentos;

VI - Constituição de ônus reais e concessão de fianças ou avais, exceto quando em garantias


do próprio bem no ato da aquisição;

VII - Investimentos em projetos de expansão e aperfeiçoamento em valor superior ao fixado


pelo Conselho;

VIII - Arrendamento mercantil em valor superior ao fixado pelo Conselho;

IX - Contratação de dívida a longo prazo;

X - Aquisição de ações de emissão da Companhia, para efeito de cancelamento ou


permanência em tesouraria e posterior alienação;

XI - Alienação, oneração ou cessão de uso de patentes e marcas;

XII - Estabelecimento de planos previdenciários para os empregados da Companhia;

g) Deliberar sobre quaisquer propostas da Diretoria a serem submetidas à Assembleia Geral;

PÁGINA: 145 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

h) Fixar a política de endividamento da Companhia;

i) Escolher e destituir os auditores independentes;

j) Examinar e aprovar, mensalmente, os balancetes e/ou balanços;

l) Fixar a forma de distribuição da participação da Administração no lucro da Companhia


quando autorizada pela Assembleia Geral, observados os limites legais;

m) Deliberar sobre a proposta da Diretoria Executiva referente a atos de companhias


subsidiárias, nos casos em que os seus respectivos Estatutos Sociais exijam a liberação da
controladora;

n) Examinar e aprovar balanços intercalares e autorizar a distribuição de dividendos


antecipados "ad referendum" da Assembleia Geral;

o) Deliberar sobre a emissão de Notas Promissórias para colocação Pública (Commercial


Paper);

p) Deliberar sobre o aumento do capital social autorizado nos limites estabelecidos no


parágrafo único do artigo 5º;

q) Eleger um Secretário do Conselho, que poderá ser um dos membros do Conselho de


Administração, sendo facultado, ainda, a nomeação de um funcionário de carreira da
Companhia.

I - Compete ao Secretário do Conselho de Administração:

a) O registro de todos os atos e atividades do Conselho de Administração;

b) Secretariar as reuniões do Conselho e fazer lavrar as atas respectivas;

c) Superintender a correspondência do Conselho de Administração;

d) Criar e administrar os arquivos do órgão;

e) Ter a guarda de documentos de interesse do Conselho;

f) O acompanhamento da execução de todas as deliberações do Conselho de


Administração.

PÁGINA: 146 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

Conselho Fiscal

De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, o Conselho Fiscal é um órgão societário
independente da administração e dos auditores externos. Ele pode funcionar tanto de forma
permanente quanto de forma não permanente, caso em que atuará durante um exercício
social específico quando instalado a pedido dos acionistas que representem, no mínimo,
0,1% das ações com direito a voto ou 5% das ações sem direto a voto, e cada período de seu
funcionamento terminará na primeira assembleia geral ordinária após a sua instalação.

As principais responsabilidades do conselho fiscal consistem em fiscalizar as atividades da


administração, rever as demonstrações financeiras da Companhia e reportar suas conclusões
aos acionistas. A Lei das Sociedades por Ações exige que seus membros recebam
remuneração de, no mínimo, 10% do valor médio pago anualmente aos diretores da
Companhia. A Lei das Sociedades por Ações também exige que o Conselho Fiscal seja
composto por, no mínimo, três e, no máximo, cinco membros e seus respectivos suplentes.

O Estatuto Social da Companhia nos artigos 14, 15 e 16 prevê um Conselho Fiscal de caráter
não permanente, eleito unicamente a pedido dos acionistas da Companhia em assembleia
geral. Será composto de 3 (três) membros efetivos e igual número de suplentes, acionistas
ou não, eleitos em Assembleia Geral. A eleição, instalação, competência, deveres e
responsabilidades do Conselho Fiscal são fixados na lei.

Diretoria Executiva

Segundo o Estatuto Social da Companhia:

Artigo 12 - A Diretoria Executiva será constituída de nove membros, sendo um diretor


presidente, um diretor industrial, um diretor de mineração, um diretor comercial, um
diretor financeiro, um diretor administrativo, um diretor de recursos florestais, um diretor
de relações com investidores e um diretor de novos negócios, eleitos pelo Conselho de
Administração, devendo ser residentes no país, acionistas ou não, com mandato de 1 (um)
ano, podendo ser reeleitos.

§ 1º - Um dos membros do Conselho de Administração poderá ser eleito para o cargo de


Diretor Presidente.

PÁGINA: 147 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

§ 2° - Em caso de vaga de cargo de diretoria, o Conselho de Administração poderá indicar


um substituto, o que será obrigatório se o número de diretores ficar reduzido a menos de
quatro. Os substitutos complementarão o mandato dos substituídos.

§ 3° - Compete à diretoria executiva, quando atuando em colegiado, supervisionar os


diversos órgãos de controle, inerentes às respectivas áreas; elaborar e submeter ao Conselho
de Administração, o relatório da diretoria e as demonstrações financeiras de cada exercício,
acompanhados do relatório dos auditores independentes; garantir a implementação da
política integrada de saúde, segurança, qualidade e meio ambiente e das demais políticas
adotadas pela Companhia; preparar e submeter à aprovação do Conselho, o plano anual de
investimentos.

O conselho de administração não possui regimento interno próprio. A companhia não


possuiu comitê de auditoria estatutário.

iii. avaliação do auditor independente.

O trabalho da auditoria independente é avaliado, levando-se em conta a sua qualidade, o


tempo dispendido em cada projeto, a capacidade e conhecimento no negócio do emissor, as
soluções e ou recomendações sugeridas. Existe um comitê de auditoria não estatutário que
avalia periodicamente os relatórios apresentados pelas auditorias externas e internas. A
companhia não possui politica de contratação de serviços de extra auditorias.

b) em relação aos membros da diretoria, suas atribuições e poderes individuais [...]

As atribuições individuais de nossos diretores são estabelecidas pelo nosso Conselho de


Administração e pelo Estatuto Social, conforme segue:

Diretor Presidente: compete a direção geral da Companhia, a supervisão e a coordenação das


diretorias bem como a articulação entre a Diretoria e o Conselho de Administração.

Diretor Administrativo: é responsável pela direção e coordenação dos processos inerentes à


área de recursos humanos e das atividades administrativas da Organização.

Diretor Comercial: compete administrar as atividades relativas às áreas de comercialização


da Companhia, seja no mercado interno ou externo.

PÁGINA: 148 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

Diretor Industrial: compete a direção, a coordenação e a supervisão das operações industriais


e das atividades relativas aos programas de manutenção das fábricas e ao desenvolvimento e
coordenação dos projetos de engenharia para implantação, ampliação e melhorias do
complexo industrial da Companhia.

Diretor Financeiro: cabe a direção, orientação e supervisão sobre a execução das atividades
relacionadas às áreas de finanças e contábil da Companhia.

Diretor Mineração: cabe a direção, coordenação e supervisão das atividades de produção


mineral da Companhia.

Diretor de Recursos Florestais: compete a direção e o desenvolvimento das atividades


florestais, bem como dos processos relativos à produção de carvão vegetal.

Diretor de Novos Negócios: cabe a direção e coordenação das atividades voltadas à


prospecção e ao desenvolvimento de novas oportunidades de negócios e aquisições, em
conformidade com o planejamento estratégico da Companhia.

Diretor de Relações com Investidores: (i) prestar informações ao público investidor, à CVM e
às bolsas de valores e mercados de balcão organizado em que a Companhia estiver
registrada; (ii) manter atualizado o registro de Companhia aberta, cumprindo toda a
legislação e regulamentação aplicável às Companhias abertas;

A diretoria executiva não possui regimento interno próprio.

c. Data da instalação do conselho fiscal, se este não for permanente, [...]

O Conselho fiscal não terá caráter permanente e será instalado pela Assembleia Geral na
forma da Lei e cada período do funcionamento terminará na primeira Assembleia Geral
Ordinária após a sua instalação.

O conselho fiscal foi instalado em 12 de abril de 2018, quando da realização da Assembleia


Geral Ordinária da Companhia. Não possui regimento interno próprio.

PÁGINA: 149 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.1 - Descrição da estrutura administrativa

d. se há mecanismos de avaliação de desempenho do conselho de administração e de cada


órgão ou comitê que se reporta ao conselho de administração, informando, em caso positivo:

(i) a periodicidade da avaliação e sua abrangência, indicando se a avaliação é feita somente


em relação ao órgão ou se inclui também a avaliação individual de seus membros

As avaliações são realizadas anualmente, sempre no mês de novembro. As avaliações são


individuais e restritas aos membros que compõe o corpo diretivo da Cia.

(ii) metodologia adotada e os principais critérios utilizados na avaliação

As avaliações são realizadas por Competências, sendo compostas por 8 Competências Gerais
para todos os Níveis da Companhia. Para cada Competência, existem 4 comportamentos, que
se diferenciam por nível hierárquico ocupado. A esses comportamentos são atribuídas notas
de 1 a 4 a depender do atual nível de proficiência do colaborador, que determinam a média
da Competência Avaliada. Ao final da avaliação, compila-se a nota de cada Competência,
chegando a média final da Avaliação do Colaborador. A metodologia aplicada é a Top Down,
onde cada Colaborador é avaliado pelo seu Superior Imediato. Para os Níveis de Gestão,
existe ainda um Comitê Colegiado que discute os resultados das avaliações dos Gestores e
entram em consenso a respeito do resultado e nota final.

(iii) como os resultados da avaliação são utilizados pelo emissor para aprimorar o
funcionamento deste órgão;

Ao final do período de avaliação é realizado o Feedback entre Avaliadores e Avaliados. Cada


colaborador discute com o seu gestor os Pontos Fortes e de Melhoria relacionados a sua
atuação no período avaliado e traçam as metas e desafios para o próximo ciclo. Ao
colaborador é entregue um formulário, contendo as suas notas, resultados e comentários a
respeito da avaliação. Atrelado a isso, o RH, a partir dos resultados identificados nas
avaliações, realiza o mapeamento dos principais gaps de atuação de cada colaborador e
sugere ações de capacitação, que são elencadas ao PDI dos Colaboradores. Essas ações de
desenvolvimento e capacitação devem acontecer durante o ciclo seguinte.

(iv) e se foram contratados serviços de consultoria ou assessoria externos

Foi contratado o serviço de Consultoria Externa, que auxiliou no processo de revisão da


Metodologia do Processo de Avaliação de Desempenho da Companhia.

PÁGINA: 150 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais

a) prazos de convocação

As Assembleias Gerais da Companhia são convocadas com, no mínimo, 15 (quinze) dias de


antecedência, em primeira convocação, e a segunda convocação realizada com 8 (oito) dias
de antecedência. A Companhia não adota prática diferenciada em relação ao previsto na
legislação societária.

b) competências

Além das matérias previstas em lei e no Estatuto Social, compete, exclusivamente, à Assembleia
Geral: reformar o Estatuto Social; eleger ou destituir a qualquer tempo membros do Conselho
de Administração e do Conselho Fiscal; tomar, anualmente, as contas dos administradores e
deliberar sobre as demonstrações financeiras por eles apresentadas; suspender o exercício dos
direitos do acionista que deixar de cumprir obrigações impostas por lei ou pelo Estatuto Social;
deliberar sobre a avaliação de bens destinados à integralização de aumento de capital da
Companhia; deliberar sobre a emissão de ações e bônus de subscrição, exceto com relação à
emissão de ações dentro do limite do capital autorizado que poderá ser deliberada pelo
Conselho de Administração; fixar a remuneração global dos membros do Conselho de
Administração e da Diretoria, assim como dos membros do Conselho Fiscal, se instalado;
deliberar sobre a transformação, fusão, incorporação e cisão da Companhia, sua dissolução e
liquidação, eleger e destituir liquidantes e julgar-lhes as contas; autorizar a emissão de
debêntures, salvo no caso de debêntures simples, não conversíveis em ações e sem garantia
real, cujas emissões poderão ser autorizadas pelo Conselho de Administração; escolher a
empresa especializada para determinação do valor econômico da Companhia, em caso de
cancelamento de registro de Companhia aberta; e aprovar previamente planos de outorga de
opção de compra de ações aos administradores ou empregados da Companhia, ou a pessoas
naturais que prestem serviços à Companhia ou à sociedades sob seu controle, sem direito de
preferência para os acionistas da Companhia.

c) endereços (físico ou eletrônico) nos quais os documentos relativos à Assembleia geral


estarão à disposição dos acionistas para análise:

Físico: Cidade de Pojuca, Estado da Bahia, na Estrada de Santiago, s/n, CEP 48120-000

Eletrônicos: www.ferbasa.com.br; www.cvm.gov.br; www.bovespa.com.br; e www.b3.com.br

PÁGINA: 151 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais

d) identificação e administração de conflitos de interesses

A Companhia ainda não desenvolveu uma politica estruturada para a identificação e


administrarão de conflitos de interesse. De acordo com as disposições da Lei das Sociedades
por Ações, o acionista deve exercer o direito de voto no interesse da Companhia, sendo
considerado abusivo o voto exercido com o fim de causar dano à Companhia ou a outros
acionistas, ou de obter, para si ou para outrem, vantagem a que não faz jus e de que resulte,
ou possa resultar, prejuízo para a Companhia ou para outros acionistas. Nesse sentido, o
acionista não poderá votar em deliberações da assembleia geral em que tenha interesse
conflitante com o da Companhia ou em que possa beneficiá-lo de modo particular,
especialmente: (i) aprovação do laudo de avaliação de bens com que concorrer para a
formação do capital social; e (ii) aprovação de suas contas como administrador. A
deliberação tomada em decorrência de voto de acionista que tenha interesse conflitante com
o da Companhia será anulável, de forma que o acionista será responsável por eventuais
danos causados bem como obrigado a transferir para a Companhia as vantagens que tiver
auferido.

e) solicitação de procurações pela administração para o exercício do direito de voto

O acionista poderá ser representado na Assembleia Geral por procurador constituído há


menos de 1 (um) ano, que seja acionista, administrador da Companhia, advogado,
instituição financeira ou administrador de fundos de investimento que represente os
condôminos.

f) formalidades necessárias para aceitação de procurações outorgadas por acionistas,


indicando se o emissor exige ou dispensa reconhecimento de firma, notarização,
consularização e tradução juramentada e se o emissor admite procurações outorgadas por
acionistas por meio eletrônico

O Acionista poderá constituir procurador com poderes especiais para representá‐ lo, nos
termos da Lei nº 6.404/76, parágrafo 1º do Art. 126. Com a finalidade de organizar os
trabalhos na Assembleia, solicitamos que as cópias das procurações sejam enviadas com
antecedência para o seguinte endereço eletrônico: ferbasa@ferbasa.com.br. O representante
legal deverá comparecer à Assembleia Geral munido do instrumento de procuração e de
documentos originais que comprovem sua identidade. A Companhia exige o
reconhecimento de firma, notarização, consularização e tradução juramentada. Não admite
procurações outorgadas por acionistas por meio eletrônico.

PÁGINA: 152 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais

O Acionista também poderá se valer do Boletim de Voto a Distância, nos termos da Instrução
CVM 594/17 que alterou dispositivos nas Instruções CVM nº 480/09 e nº 481/09. Para tanto
será necessário que o Acionista siga as orientações de preenchimento do boletim de votação
que se encontra anexo à Proposta de Administração, bem como atenda aos prazos de envio
com as informações de voto fixadas nesse boletim, conforme regulamentação em vigor.

g) formalidades necessárias para aceitação do boletim de voto a distância, quando enviados


diretamente à companhia, indicando se o emissor exige ou dispensa reconhecimento de firma,
notarização e consularização

O Acionista também poderá se valer do Boletim de Voto a Distância, nos termos da Instrução
CVM 594/17 que alterou dispositivos nas Instruções CVM nº 480/09 e nº 481/09.

O acionista que optar por exercer o seu direito de voto a distância, poderá, alternativamente,
fazê-lo diretamente à Companhia, através do e-mail votoadistancia@ferbasa.com.br,
devendo, para tanto, encaminhar os seguintes documentos, digitalizados:

(i) O presente Boletim, devidamente preenchido, assinado e com todas as páginas rubricadas.

(ii) cópia autenticada dos seguintes documentos:

(a) para pessoas físicas:

- documento válido de identidade com foto e número do CPF;

- no caso de procurador (constituído a menos de um ano da data da AGO), enviar


procuração;

- no caso de procurador (constituído a mais de um ano da data da AGO), enviar procuração


com firma reconhecida e a identidade do procurador.

(b) para pessoas jurídicas:

- último estatuto social ou contrato social consolidado e os documentos societários que


comprovem a representação legal dos acionistas;

- CNPJ; e

- documento de identidade com foto do representante legal.

PÁGINA: 153 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais

(c) para fundos de investimento:

- último regulamento consolidado do fundo com CNPJ;

- estatuto ou contrato social do seu administrador ou gestor, conforme o caso, observada a


política de voto do fundo e documento societário que comprovem os poderes de
representação; e

- documento de identidade com foto do representante legal.

Uma vez recebidos o boletim e respectivas documentações exigidas, a FEBASA avisará ao


acionista acerca de sua aceitação ou necessidade de retificação, nos termos da Instrução
CVM nº 481/09.

O boletim e demais documentos comprobatórios deverão ser protocolados na Companhia


em até 07 (sete dias) antes da data da Assembleia Geral, ou seja, até 05/04/2018 (inclusive).
Eventuais boletins recepcionados pela Companhia após essa data serão desconsiderados.

h) se a companhia disponibiliza sistema eletrônico de recebimento do boletim de voto a


distância ou de participação a distância.

A Companhia não disponibilizou sistema eletrônico específico adicional, além do email


votoadistancia@ferbasa.com.br, para recebimento dos votos a distância.

i) instruções para que acionista ou grupo de acionistas inclua propostas de deliberação,


chapas ou candidatos a membros do conselho de administração e do conselho fiscal no
boletim de voto a distância.

Os acionistas poderão incluir candidatos ao conselho de administração e fiscal da


companhia no boletim de voto a distância, observados os percentuais de determinada
espécie de ações previstos no Anexo 21-L-I da ICVM 481/09 e respeitando o prazo de até
25 (vinte e cinco) dias antes da data de realização da AGO.

PÁGINA: 154 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.2 - Regras, políticas e práticas relativas às assembleias gerais

j) se a companhia disponibiliza fóruns e páginas na rede mundial de computadores destinados


a receber e compartilhar comentários dos acionistas sobre as pautas das assembleias.

No Website de Relações com Investidores da Companhia: www.ferbasa.com.br, existe um


link, denominado “Fale com o RI”, no qual são disponibilizadas as formas possíveis de
contato e/ou esclarecimentos de dúvidas junto à Diretoria de Relações com Investidores da
Companhia (por e-mail ou telefone), de maneira que os comentários de acionistas sobre as
pautas de assembleias podem ser recebidos por meio deste canal.

k) Outras informações necessárias à participação a distância e ao exercício do direito de voto a


distância

É importante que o Acionista siga as orientações de preenchimento do boletim de votação


que se encontra anexo à Proposta de Administração e no próprio Boletim de Votação, bem
como atenda aos prazos de envio com as informações de voto fixadas nesse boletim,
conforme regulamentação em vigor.

PÁGINA: 155 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.3 - Regras, políticas e práticas relativas ao Conselho de Administração

a) frequência das reuniões

O Conselho de Administração da Companhia reunir-se-á preferencialmente na sede da


Companhia ou em outro local, desde que previamente designado, ordinariamente uma vez
por mês, em dia, hora e local que for convocado, e extraordinariamente, quando
convocado pelo Presidente, ou pelo Vice-Presidente nos seus impedimentos. Foram
realizadas 16 (quinze) reuniões ordinárias e extraordinárias no ano de 2018.

b) se existirem, as disposições do acordo de acionistas que estabeleçam restrição ou


vinculação ao exercício do direito de voto de membros do conselho

Não aplicável, pois não existe acordo de acionista.

c) regras de identificação e administração de conflitos de interesses

Não existem regras especificas de administração de conflito de interesse para o conselho


de administração. A Companhia possui Código de Conduta que regula de forma geral a
existência de conflito de interesse dentro da organização, sendo aplicável a todos os
colaboradores e administradores.

d) se o emissor possui politica de indicação e de preenchimento de cargos do conselho de


administração.

Não aplicável, pois a companhia não possui uma politica de indicação e de preenchimento
de cargos na administração.

PÁGINA: 156 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.4 - Descrição da cláusula compromissória para resolução de conflitos por meio de


arbitragem

Não existe no Estatuto Social, cláusula compromissória para resolução de conflito por meio de
arbitragem.

PÁGINA: 157 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.5/6 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal

Nome Data de nascimento Orgão administração Data da eleição Prazo do mandato Número de Mandatos
Consecutivos
CPF Profissão Cargo eletivo ocupado Data de posse Foi eleito pelo controlador Percentual de participação
nas reuniões
Outros cargos e funções exercidas no emissor Descrição de outro cargo / função
Heron Albergaria de Melo 16/08/1964 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 0
404.102.265-72 Economista 12 - Diretor de Relações com 23/04/2019 Sim 0.00%
Investidores
A acumulação de atribuições não
importará em ônus para a Companhia e o
exercício da função não importa em
percepção dos honorários e participações
respectivas.
Antonio Rosalvo Filho 17/03/1963 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 6
311.611.115-49 Químico Industrial 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretor Comercial
Sebastião da Cruz Andrade 03/05/1965 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 7
471.863.806-20 Engenheiro Florestal 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretor de Recursos Florestais
Marcio Lopes Fernandes de Barros 03/10/1978 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 4
951.655.335-49 Advogado 10 - Diretor Presidente / 23/04/2019 Sim 0.00%
Superintendente

Heron Albergaria de Melo 16/08/1964 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 1


404.102.265-72 Economista 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretor Financeiro
Ana Paula Fontes Mesquita de Oliveira 07/10/1974 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 5
644.495.645-53 Administradora 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretora Administrativa
Wanderley Lins de Oliveira 05/04/1966 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 6
442.048.684-87 Engenheiro de Minas 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretor de Mineração
Oseias da Rocha Fiau 23/04/1970 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 9
606.898.206-82 Engenheiro Metalurgista 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%

PÁGINA: 158 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.5/6 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal

Nome Data de nascimento Orgão administração Data da eleição Prazo do mandato Número de Mandatos
Consecutivos
CPF Profissão Cargo eletivo ocupado Data de posse Foi eleito pelo controlador Percentual de participação
nas reuniões
Outros cargos e funções exercidas no emissor Descrição de outro cargo / função
Diretor Industrial
Rafael Machado Tibo 13/12/1974 Pertence apenas à Diretoria 23/04/2019 01 ano 7
003.653.396-36 Engenheiro de Produção 19 - Outros Diretores 23/04/2019 Sim 0.00%
Diretor de Novos Negócios
Marta Teixeira Barroso Fernandes 18/09/1959 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 5
Administração
153.554.465-15 Pedagoga 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Sim 100.00%
(Efetivo)
Membro do Comitê de Auditoria e do
Comitê de Recursos Humanos.
José Ronaldo Sobrinho 05/09/1954 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 5
Administração
059.723.965-72 Engenheiro de Minas 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Sim 100.00%
(Efetivo)
Membro do Comitê Estratégico.
Sergio Curvelo Dória 31/10/1954 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 5
Administração
103.295.285-72 Químico Industrial 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Sim 100.00%
(Efetivo)
Membro do Comitê de Recursos Humanos
e do Comitê Estratégico.
Paulo Roberto Magalhães Bastos 13/03/1952 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 6
Administração
060.106.875-00 Engenheiro Metalúrgico 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Não 100.00%
(Efetivo)
Membro do Comitê de Recursos Humanos
e do Comitê Estratégico.
Bárbara Klein de Araújo Carvalho 01/03/1985 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 6
Administração
021.251.865-86 Advogada 20 - Presidente do Conselho de 23/04/2019 Sim 100.00%
Administração
Membro do Comitê de Auditoria.

PÁGINA: 159 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.5/6 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal

Nome Data de nascimento Orgão administração Data da eleição Prazo do mandato Número de Mandatos
Consecutivos
CPF Profissão Cargo eletivo ocupado Data de posse Foi eleito pelo controlador Percentual de participação
nas reuniões
Outros cargos e funções exercidas no emissor Descrição de outro cargo / função
Marcos Sampaio de Souza 12/12/1973 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 6
Administração
719.059.445-00 Advogado 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Sim 100.00%
(Efetivo)
Membro do Comitê de Auditoria.
Geraldo de Oliveira Lopes 05/07/1955 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 10
Administração
280.000.996-91 Engenheiro Metalúrgico 21 - Vice Presidente Cons. de 23/04/2019 Sim 100.00%
Administração
Membro do Comitê de Recursos Humanos
e do Comitê Estratégico.
Guilherme de Alencar Amado 25/11/1964 Pertence apenas ao Conselho de 23/04/2019 01 ano 2
Administração
513.589.056-49 Economista 22 - Conselho de Administração 23/04/2019 Sim 100.00%
(Efetivo)

Maria Elvira Lopes Gimenez 18/05/1970 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 2


136.012.018-10 Economista 47 - C.F.(Suplent)Eleito 23/04/2019 Não 0.00%
p/preferencialistas

Massao Fábio Oya 07/11/1981 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 6


297.396.878-06 Contador 44 - C.F.(Efetivo)Eleito 23/04/2019 Não 100.00%
p/preferencialistas

Cristiano Lima da Mota 02/09/1946 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 3


019.630.665-53 Administrador 43 - C.F.(Efetivo)Eleito p/Controlador 23/04/2019 Sim 100.00%

Tatiane dos Santos Gubert 31/08/1974 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 5


743.349.485-53 Contadora 43 - C.F.(Efetivo)Eleito p/Controlador 23/04/2019 Sim 100.00%

José Santos Souza 30/01/1968 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 5

PÁGINA: 160 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.5/6 - Composição e experiência profissional da administração e do conselho fiscal

Nome Data de nascimento Orgão administração Data da eleição Prazo do mandato Número de Mandatos
Consecutivos
CPF Profissão Cargo eletivo ocupado Data de posse Foi eleito pelo controlador Percentual de participação
nas reuniões
Outros cargos e funções exercidas no emissor Descrição de outro cargo / função
454.576.625-00 Contador 46 - C.F.(Suplent)Eleito p/Controlador 23/04/2019 Sim 0.00%

José Augusto da Silva de Almeida 07/11/1962 Conselho Fiscal 23/04/2019 01 ano 6


430.604.555-20 Administrador 46 - C.F.(Suplent)Eleito p/Controlador 23/04/2019 Sim 0.00%

Experiência profissional / Critérios de Independência


Heron Albergaria de Melo - 404.102.265-72
Heron Albergaria de Melo - 404.102.265-72
Mestre em Desenvolvimento Regional - UNIFACS 2004; MBA em Gestão Financeira, Auditoria e Controladoria - FGV 2010; Pós-Graduado em Administração Financeira – CENID BUSINES SCHOOL 1992;
Economista – UCSAL 1988. Selecionado para o Curso de Formação de Gerentes do BANCO ECONÔMICO 1989, foi Gerente Adjunto no BANCO ECONÔMICO e Gerente Corporativo no BANCO AGRIMISA antes
de ingressar na FERBASA, em 1994. Em 24 anos de experiência na Companhia, ocupou cargos de Assistente Financeiro, Gerência Financeira, Controller e Superintendência Financeira, sendo nomeado para
Diretoria Financeira em 31 de julho 2018. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comercias.
Antonio Rosalvo Filho - 311.611.115-49
Graduado em Química industrial em 1988 pela Universidade Federal de Sergipe-SE, pós-graduado em Gestão Empresarial pela FGV. Possui 26 anos de experiência na FERBASA, tendo ingressado em 1989 como
Analista Químico. Neste período, ocupou os seguintes cargos: Gerente de Negócios (2008-2014) atuando na gestão dos processos estratégicos de comercialização para o mercado interno e externo dos produtos e
subprodutos da Companhia, desenvolvendo novos mercados e gestão da área de logística doméstica e externa; Chefe de Divisão de Controle de Qualidade e Expedição (1995-2008). Foi professor de química na
Secretaria de Educação do Estado de Sergipe (1986-1989), Químico no Instituto de Pesquisas do Estado de Sergipe (1988-1989) e Auditor líder na gestão de qualidade/ISO 9000 certificado pelo ABS. Não possui
qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Sebastião da Cruz Andrade - 471.863.806-20
Graduado em Engenharia Florestal e Mestre em Ciências Florestais pela Universidade Federal de Viçosa. Especialização em Administração Rural e em Fertilização com Ênfase no Agronegócio pela Universidade
Federal de Lavras. Vivência profissional na Aracruz Celulose S.A. e Fibria Celulose S.A., por 10 anos, atuando como Especialista em Manejo Florestal, Gerente Regional Florestal e a partir de 2009 até 2013 como
Gerente de Silvicultura e Fomento ES/BA; Na Copener Florestal Ltda/Bahia Pulp S.A., por 13 anos, como Técnico Agrícola, Coordenador de Operações e Gerente Geral Florestal. Outros Cursos e especializações:
MBA em Gestão Empresarial – Kellogg University, Chicago – USA; MBA em Gestão Empresarial - Fundação Dom Cabral – MG; Programa de Desenvolvimento Gerencial e Liderança 180h – Nanyang Technological
University – Singapura, Imersão em Inglês no ILAC, 180h – Toronto, Canadá. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Marcio Lopes Fernandes de Barros - 951.655.335-49
Graduado em Direito pela Universidade Católica do Salvador – UCSAL em 2001; Pós Graduado em Direito Processual Civil pela Faculdade Jorge Amado/Jus Podivm em 2003; Pós Graduado em Direito Tributário
pela Universidade Federal da Bahia – UFBA em 2005; MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC/INET; MBA em Finanças Controladoria e Contabilidade pela FGV (em curso); Destaque da Revista ANÁLISE -
maiores empresas do Brasil nos anos 2008/2009/2010/2011/2016; Graduado em inglês e espanhol. Possui 14 anos de experiência na Ferbasa, tendo ingressado em 2002 como Advogado. Neste período ocupou os
seguintes cargos: Advogado (2002 a 2007), Gerente Jurídico (2008 a 2014), Superintendente Jurídico (2014 a 2015) e Superintendente Financeiro (2015 a 2016). Assumiu a Diretoria Financeira no ano de 2017 até
31/07/2018. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comercias.
Ana Paula Fontes Mesquita de Oliveira - 644.495.645-53

PÁGINA: 161 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Formada em Ciência da Computação com ênfase em Análise de Sistemas – UNIFACS BA, em 1996. Especialização em Administração de Serviços e Mestrado em Administração pela UFBA, 2008. Atuou na Itautec
S.A como Analista de Sistemas por 5 anos, em 2001 assumiu a Gerência de Tecnologia da Informação da Siemens Automotive onde permaneceu até 2003. De 2003 a 2011 gerenciou a área de Tecnologia da
Informação, da Valeo Front End Module, e de 2011 a 2013 acumulou a função de Gerente de Supply Chain. Atuou como Gerente de Tecnologia da Informação. Não possui qualquer condenação judicial ou
administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Wanderley Lins de Oliveira - 442.048.684-87
Graduado em Engenharia de Minas em 1990 e pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho em 1992 pela Universidade Federal da Paraíba-PB, com MBA Executivo em Gestão de Negócios pela
Faculdade Inspirar-PE. Possui 23 anos de experiência na FERBASA, tendo ingressado em 1992 como Engenheiro Trainee. Neste período, ocupou os seguintes cargos: Superintendente de Mineração (2002-2014),
responsável pela coordenação das atividades mineiras das minas a céu aberto e subterrâneas do grupo; Chefe de Divisão Lavra Subterrânea (2000 a 2002), responsável pela coordenação das atividades de
planejamento e produção das minas subterrâneas; Engenheiro de Planejamento (1995-2000), responsável pelo planejamento das minas subterrâneas; Engenheiro de Produção (1994-1995), responsável pela
produção das minas subterrâneas. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ ou comerciais.
Oseias da Rocha Fiau - 606.898.206-82
Formado em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, em 1995, tem MBA em Marketing – FIA/USP e MBA em Gestão Empresarial – FGV. Possui 16 anos de experiência na
fabricação de ferroligas, desenvolvendo gestão e coordenação de áreas de produção, bem como desenvolvimento técnico de processos. Atuou desde setembro de 2008, como Superintendente de Produção,
tornando-se responsável pela produção de ligas de silício e ligas de cromo da Companhia. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou
comerciais.
Rafael Machado Tibo - 003.653.396-36
Formado em Engenharia de Produção pela Universidade Salgado de Oliveira. Concluinte do MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas - FGV e aperfeiçoamento em Gestão Financeira pela
Fundação Dom Cabral – FDC. Funcionário da FERBASA desde 2004, assumiu o cargo de Diretor Presidente de abril/2016 a abril/2018, além de exercer o cargo de Diretor de Novos Negócios desde 2015. Exerceu
os seguintes cargos na Companhia: Gerente de Produção de 2011 a 2015, sendo responsável pela gestão da produção nas plantas de FeCr e FeSi; Coordenador de produção, de 2008 a 2011; Supervisor de
Produção, de 2006 a 2008; Técnico de Produção, de 2004 a 2006; e Estagiário em 2004. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15
Pedagoga, graduada pela Universidade Católica de Salvador (BA). Em 1979, ingressou na Fundação José Carvalho como aluna do Programa de Formação Administrativa e, após a sua conclusão, migrou para a
FERBASA, em 1980, onde ocupou o cargo de diretora administrativa, de abril/2009 até abril/2014, com a missão de comandar os sistemas de gestão de recursos humanos - processos de recrutamento, seleção e
treinamento; remuneração, desempenho e competências, os serviços de apoio administrativo, gestão de contratos, tecnologia da informação e as atividades do sistema de gestão integrada. Atuou também como
diretora de recursos humanos durante o período de 2000 a 2009, sendo responsável pela coordenação dos sistemas de recursos humanos, serviços de apoio administrativo, contratos, tecnologia da informação e
sistema de gestão integrada. De 1994 a 2000, exerceu a posição de superintendente de recursos humanos, assumindo o gerenciamento dos sistemas de gestão de recursos humanos e serviços de apoio
administrativo, contratos e tecnologia da informação e segurança no trabalho. Foi chefe da divisão de recursos humanos, no período de 1991 a 1994, sendo responsável pela coordenação dos sistemas de gestão de
recursos humanos e serviços de apoio administrativo. No período de 1989 a 1991, atuou como coordenadora de cargos e salários, cujas atribuições englobavam o desenvolvimento de estudos de remuneração,
avaliação, pesquisa e controle do plano de cargos e salários. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que a impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
José Ronaldo Sobrinho - 059.723.965-72
Engenheiro de Minas, graduado pela Universidade Federal de Pernambuco. Ingressou na FERBASA em 1980. Ocupou o cargo de Diretor de Mineração de abril/2009 a abril/2014, tendo como atividades principais a
direção e controle dos processos lavra, transporte e beneficiamento de minérios, planejamento de lavra, pesquisas geológicas e geologia de mina. Exerceu também as seguintes atividades: Superintendente de
Mineração, de 1988 a 2001, tendo como atribuições a direção e controle dos processos lavra, transporte e beneficiamento de minérios, planejamento de lavra, pesquisas geológicas e geologia de mina, gestão de
manutenção e controle de qualidade; de 1986 a 1988 ocupou o cargo de Gerente de Produção, assumindo a direção e controle dos processos lavra, transporte e beneficiamento de minérios; atuou como Engenheiro
de Minas de 1980 a 1986, sendo responsável pela coordenação e orientação de processos de perfuração e detonação e a coordenação de lavra de minério. Não possui qualquer condenação judicial ou
administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Sergio Curvelo Dória - 103.295.285-72
Químico Industrial, graduado pela Universidade Federal de Sergipe, em 1978. Ingressou na FERBASA em 1978. Exerceu o cargo de Diretor Comercial, desde 1997, tendo como atividades principais a direção e
controle dos processos de prospecção de negócios nos mercados interno e externo, vendas, distribuição, importação e exportação, controle dos padrões de qualidade dos produtos fabricados pela empresa e das
matérias-primas recebidas para processamento, compras e gestão de estoque. Atuou também nas seguintes atividades: Assistente da Diretoria Comercial, de 1993 a 1997, tendo como atribuições a gestão dos
processos de controle de qualidade, vendas e distribuição dos produtos para os mercados interno e externo; no período de 1984 a 1993, ocupou a função de Chefe da Divisão de Controle de Qualidade, gerenciando
os processos de análise químicas e físicas, controle de qualidade e distribuição dos produtos para os mercados interno e externo, sendo o responsável técnico junto ao CRQ – Conselho Regional de Química; foi
Chefe do Laboratório Químico, de 1980 a 1984, assumindo a coordenação dos processos de análises químicas e físicas e a aprovação de certificados de qualidade dos produtos; de 1979 a 1980 desempenhou o
cargo de Químico, à frente dos processos de análises químicas e físicas e a aprovação de certificados de qualidade dos produtos. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar
atividades profissionais e/ou comerciais.

PÁGINA: 162 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Paulo Roberto Magalhães Bastos - 060.106.875-00


Engenheiro Metalúrgico graduado pela Universidade Federal de Ouro Preto com Mestrado em Metalurgia Física pela Universidade Federal de Minas Gerais. Educação Executiva: 2011 – HARVARD – Driving
Corporate Performance (USA); 2011 – MIT – Business Dynamics :- MIT’s Approach to Diagnosing and Solving Complex Business Problems (USA); 2001 – CAMPUS (PIONEER Programme), Curso de Gestão
Avançada (França); 1996 – PGA, Programa de Gestão Avançada (Fundação Dom Cabral/Brasil & INSEAD/França); Vivência Profissional na Arcelor Mittal Inox Brasil (ex-Acesita), no período de 1977 a 2010, foi
sucessivamente Engenheiro Trainee, Metalurgista-Pesquisador para Aços Elétricos - Laminações a Quente e a Frio, Gerente de Laminação a Frio de Aços Inoxidáveis, Superintendente de Produtos Planos,
Superintendente de Infra-Estrutura, Superintendente de Produtos Aços Inoxidáveis e Carbono, Diretor Industrial e Diretor Presidente. Participou do Conselho das seguintes empresas e entidade entre outras: Membro
do Conselho Diretor do Instituto Aço Brasil (Mar/08 – Dez/10); Diretor da ABM – Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração (Abr/2002 – Abr/2009); Membro e Presidente do Conselho Curador da
Fundação ArcelorMittal Acesita, (2000 – 2010). Membro do Conselho Curador da Fundação Gorceix. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou
comerciais.
Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86
Advogada. Graduada pela Universidade Salvador-UNIFACS. MBA em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas - FGV. Pós-Graduação na FGV (GVlaw) em Mercado de Capitais: aspectos jurídicos.
Programa de Gestão Avançada (Fundação Dom Cabral/Brasil & INSEAD. Making Boards More Efective- Harvard Business School. Curso para Conselheiros de Administração IBGC e FDC. Ocupou o cargo de
Assessora de Comunicação/RSE de dez/2011 a abril/2013, sendo responsável por assegurar suporte operacional e analítico às atividades de Comunicação e de Responsabilidade Social Empresarial da FERBASA.
Exerceu também os seguintes cargos: Coordenadora de Comunicação/RSE – 2010; Advogada - 2008 a 2010; Assistente jurídica – 2007 a 2008; Estagiária da Assessoria Jurídica – 2003. Não possui qualquer
condenação judicial ou administrativa que a impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Marcos Sampaio de Souza - 719.059.445-00
Advogado graduado pela Faculdade de Direito da Universidade Católica do Salvador-UCSAL. Especialista em Direito do Estado pela Universidade do Salvador. Mestre em Direito pela UFBA (CAPES 4). Procurador
do Estado da Bahia desde 2004. Conselheiro Estadual da OAB/Bahia, desde 2013. Vivência Profissional: Advogado privado, desde o ano de 2000, nas áreas de consultoria e contencioso cível e administrativo, em
matéria administrativa, ambiental, comercial/societária, trabalhista e fiscal, atuando em favor de grandes empresas e de instituições do terceiro setor, tais como Sadia, Petrobrás, Parmalat, Coats Corrente, BSC-
Bahia Specialty Cellulose, Fundação Odebrecht, Primo Schincariol, ABM-Associação Bahiana de Medicina, além de empresas médias e pequenas. Foi advogado da tradicional banca Escritório de Advogacia
Barachísio Lisboa, entre 2000 e 2004. É Advogado Sênior da firma M.Sampaio & Souza – Advogados, desde a fundação. Professor/pesquisador universitário da graduação em direito e pós-graduação em direito da
Universidade do Salvador-UNIFACS, desde 2003 e da Faculdade Baiana de Direito, desde 2011. É Conselheiro Estadual da OAB/Bahia, desde 2013, onde preside a Comissão de Orçamento e Contas da entidade.
Atua como Procurador do Estado da Bahia, sendo responsável pela Inteligência Estratégica do Órgão e atuando no Grupo de Trabalho de Infraestrutura do Estado da Bahia. Palestrante e autor de diversos artigos
sobre direito, em revistas e livros publicados, dentre eles, em 2013, “Conteúdo Essencial dos Direitos Sociais”, editora Saraiva. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar
atividades profissionais e/ou comerciais.
Geraldo de Oliveira Lopes - 280.000.996-91
Engenheiro Metalúrgico, graduado pela Universidade Federal de Ouro Preto-MG em 1977, com extensão em Engenharia de Segurança pela Universidade Católica de Salvador-BA em 1979. Ingressou na FERBASA
em dezembro de 1977. Ocupou o cargo de Diretor Presidente de abril/ 2009 a abril/2016. Exerceu também os seguintes cargos: Diretor Superintendente, de 2008 a 2009, tendo como atividades principais a direção e
controle de todas as funções da empresa: industrial, financeira, administrativa, comercial, mineração e recursos florestais, orientando e coordenando as ações das respectivas diretorias, direcionando-as para os
resultados planejados. No exercício deste cargo acumulou as funções de relações com investidores; foi Diretor Industrial, de 1989 a 2008, assumindo a direção dos processos de produção, engenharia, manutenção,
gestão de energia e controle de produção; Gerente de Produção, de 1988 a 1989, no comando dos processos de produção e controle de processo; Assistente da Diretoria Industrial, de 1986 a 1988, como
responsável pelo gerenciamento e acompanhamento dos processos de produção de ligas; Chefe da Divisão de Manutenção, de 1985 a 1986, à frente dos processos de manutenção geral, disponibilização e
conservação dos equipamentos industriais e de transporte de produtos. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Guilherme de Alencar Amado - 513.589.056-49
Economista graduado pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1987. Pós-graduado em Adm. Financeira - Fundação Dom Cabral 1990. Extensão em Banking - Manchester Business School – Inglaterra 1992.
Pós-graduado em Contabilidade - Fundação Getúlio Vargas 1997. MBA – International Business – University of Birmingham – Inglaterra 2000. Extensão em Gestão de Empresas – Convênio Insead Arcelor – Paris –
França 2002. É Consultor em finanças e estratégia tendo prestado serviços a uma ampla carteira de clientes. Exerceu também os seguintes cargos: CFO na empresa Ferrous Resources do Brasil S/A e MMX
Mineração e Metálicos S.A; Diretor do Banco Itaú BBA S.A e Diretor adjunto do Unibanco S.A; Superintendente Financeiro, Diretor Financeiro das Offshores e Subsidiárias e Membro do Conselho do Fundo de
Pensão da Acesita S.A; Gerente no Banco BBA Creditanstalt S.A; Oficial de contas no Deutsche Bank AG e Trainee/oficial de contas na Lloyds Bank Plc. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa
que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Maria Elvira Lopes Gimenez - 136.012.018-10
Associada a Solução Governança Corporativa e Consultoria Ltda. / Jorge Lepeltier Consultores Associados, exercendo o cargo de Supervisora Financeira e Administrativa, prestando também serviços de
assessoramento empresarial nas áreas contábil, societária e governança corporativa, atuando em Conselhos Fiscais de Companhias Abertas. Presentemente é Conselheira Fiscal suplente nas seguintes empresas:
Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A., Bicicletas Monark S.A., WLM Indústria e Comércio S.A., Pettenati Indústria Têxtil S.A. Anteriormente, foi Conselheira Fiscal Titular da AES Tietê S.A. e Suplente da
Companhia Providência Ind. e Com. S.A., Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo/ Sabesp e Cristal Pigmentos do Brasil S.A.

PÁGINA: 163 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Massao Fábio Oya - 297.396.878-06


Consultor e Conselheiro Fiscal/Contador, com MBA em Gestão Financeira e Controladoria pelo Centro Universitário Padre Anchieta – Jundiaí-SP. Experiência Profissional: desde 2009 atua como Consultor
Autônomo associado a Jorge Lepeltier Consultores Associados Ltda e Solução Governança Corporativa Consultoria Ltda; Como Analista Contábil Senior na PAREX BRASIL S.A. (2007 a 2009);Analista Contábil na
ECON DISTRIBUIÇÃO S.A (2006 a 2007) e na IBAC S.A. (POZZANI) 2000 a 2005. Como Conselheiro Fiscal atuou como Titular ou Suplente das seguintes Companhias: Companhia de Saneamento do Estado de
São Paulo – Sabesp; Companhia Paranaense de Energia - Copel; Pettenati Indústria Têxtil S.A; Wetzel S.A. Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar; Banrisul - Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A.
WLM Indústria e Comércio S.A.; General Shopping S.A. Mangels Industrial S.A.; Millennium Inorganic Chemicals do Brasil S.A.; EZ TEC Empreend. e Participações S.A. ; Bardella S.A – Indústrias Mecânicas;
Azevedo & Travassos S.A.; TIM Participações S.A.; Brasil Ecodiesel S.A.; CSU Cardsystem S.A.; Companhia Providência Ind. e Com. S.A.; M&G Poliéster S.A.; Eucatex S.A. – Indústria e Comércio. Não possui
qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Cristiano Lima da Mota - 019.630.665-53
Administrador; funcionário da companhia por 37 anos (1976 a 2013); Durante esses anos, nos diversos cargos ocupados, contribuiu com a estruturação e desenvolvimento dos sistemas de gestão de recursos
humanos e serviços de apoio administrativo. Exerceu os seguintes cargos: Assessor da diretoria administrativa (2011-2013); Assessor da diretoria de Recursos Humanos (2008-2011); Chefe divisão de pessoal
(2003-2008); Chefe de divisão recursos humanos (1989-2003); Chefe de divisão administrativa (1988-1989); Coordenador de relações industriais e Encarregado de almoxarifado (1976-1988). Não possui qualquer
condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Tatiane dos Santos Gubert - 743.349.485-53
Contadora, graduada em Ciências Contábeis pela Faculdade de Ciências da Bahia, é funcionária da Fundação José Carvalho desde 2014, no cargo de Superintendente Executiva Administrativa e Financeira, sendo
responsável pela gestão das áreas administrativa, financeira e de centros produtivos. Possui experiência de 15 anos em auditoria, desempenhando carreira na Deloitte Touche Tohmatsu, tendo início como Trainee
de Auditoria e cargo final de Gerente Senior de Auditoria (de 1998 a 2013). Trabalhou na FERBASA de 2013 a 2014 na área florestal, como Assessora da Diretoria Florestal. Não possui qualquer condenação judicial
ou administrativa que o impeça de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
José Santos Souza - 454.576.625-00
Graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Católica Dom Bosco, é funcionário da Fundação José Carvalho desde 1995, no cargo de Coordenador Contábil, sendo responsável pelo setor contábil e fiscal.
Possui experiência de 28 anos em contabilidade, desempenhando carreira em outras empresas (de 1988 a 1995). Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça de praticar atividades
profissionais e/ou comerciais.
José Augusto da Silva de Almeida - 430.604.555-20
Administrador, formado pela Faculdade Jorge Amado em 2010, trabalha na Fundação José Carvalho desde 1986, onde exerceu a função de professor de matemática no Colégio Técnico da Fundação José
Carvalho. A partir de1989 exerceu a função de Gerente de unidades do grupo, Analista Financeiro, e Assessor Administrativo da Presidência. Não possui qualquer condenação judicial ou administrativa que o impeça
de praticar atividades profissionais e/ou comerciais.
Tipo de Condenação Descrição da Condenação
Heron Albergaria de Melo - 404.102.265-72
Heron Albergaria de Melo - 404.102.265-72
N/A
Antonio Rosalvo Filho - 311.611.115-49
N/A
Sebastião da Cruz Andrade - 471.863.806-20
N/A N/A
Marcio Lopes Fernandes de Barros - 951.655.335-49
N/A
Ana Paula Fontes Mesquita de Oliveira - 644.495.645-53
N/A
Wanderley Lins de Oliveira - 442.048.684-87

PÁGINA: 164 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

N/A
Oseias da Rocha Fiau - 606.898.206-82
N/A
Rafael Machado Tibo - 003.653.396-36
N/A
Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15
N/A
José Ronaldo Sobrinho - 059.723.965-72
N/A
Sergio Curvelo Dória - 103.295.285-72
N/A
Paulo Roberto Magalhães Bastos - 060.106.875-00
N/A
Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86
N/A
Marcos Sampaio de Souza - 719.059.445-00
N/A
Geraldo de Oliveira Lopes - 280.000.996-91
N/A
Guilherme de Alencar Amado - 513.589.056-49
N/A
Maria Elvira Lopes Gimenez - 136.012.018-10
N/A
Massao Fábio Oya - 297.396.878-06
N/A
Cristiano Lima da Mota - 019.630.665-53
N/A
Tatiane dos Santos Gubert - 743.349.485-53
N/A
José Santos Souza - 454.576.625-00
N/A
José Augusto da Silva de Almeida - 430.604.555-20
N/A

PÁGINA: 165 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.7/8 - Composição dos comitês

Nome Tipo comitê Tipo de Auditoria Cargo ocupado Data de Data posse Prazo mandato
nascimento
CPF Descrição outros comitês Profissão Descrição outros cargos Data eleição Número de Percentual de
ocupados Mandatos participação nas
Consecutivos reuniões
Outros cargos/funções exercidas no emissor
Bárbara Klein de Araújo Carvalho Comitê de Auditoria Comitê de Auditoria Não Membro do Comitê (Efetivo) 01/03/1985 23/04/2019 01 ano
estatutário
021.251.865-86 Advogada 23/04/2019 4 100.00%
Presidente do Conselho de Administração e do Comitê de Recursos Humanos.
Guilherme de Alencar Amado Comitê de Auditoria Comitê de Auditoria Não Membro do Comitê (Efetivo) 25/11/1964 23/04/2019 01 ano
estatutário
513.589.056-49 Economista 23/04/2019 1 100.00%
Membro do Conselho de Administração
Marta Teixeira Barroso Fernandes Comitê de Auditoria Comitê de Auditoria Não Membro do Comitê (Efetivo) 18/09/1959 23/04/2019 01 ano
estatutário
153.554.465-15 Pedagoga 23/04/2019 4 100.00%
Membro do Conselho de Administração e do Comitê de Recursos Humanos.
Bárbara Klein de Araújo Carvalho Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 01/03/1985 23/04/2019 01 ano
021.251.865-86 Comitê de Recursos Humanos Advogada 23/04/2019 0 100.00%
Presidente do Conselho de Administração e Comitê de Auditoria.
Geraldo de Oliveira Lopes Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 05/07/1955 23/04/2019 01 ano
280.000.996-91 Comitê Estratégico Engenheiro Metalúrgico 23/04/2019 4 100.00%
Vice Presidente do Conselho de Administração.
José Ronaldo Sobrinho Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 05/09/1954 23/04/2019 01 ano
059.723.965-72 Comitê Estratégico Engenheiro de Minas 23/04/2019 4 100.00%
Membro do Conselho de Administração.
Marcos Sampaio de Souza Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 12/12/1973 23/04/2019 01 ano
719.059.445-00 Comitê Estratégico Advogado 23/04/2019 1 100.00%
Membro do Conselho de Administração.
Marta Teixeira Barroso Fernandes Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 18/09/1959 23/04/2019 01 ano
153.554.465-15 Comitê de Recursos Humanos Pedagoga 23/04/2019 4 100.00%
Membro do Conselho de Administração e do Comitê de Auditoria.

PÁGINA: 166 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.7/8 - Composição dos comitês

Nome Tipo comitê Tipo de Auditoria Cargo ocupado Data de Data posse Prazo mandato
nascimento
CPF Descrição outros comitês Profissão Descrição outros cargos Data eleição Número de Percentual de
ocupados Mandatos participação nas
Consecutivos reuniões
Outros cargos/funções exercidas no emissor
Paulo Roberto Magalhães Bastos Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 13/03/1952 23/04/2019 01 ano
060.106.875-00 Comitê Estratégico Engenheiro Metalúrgico 23/04/2019 4 100.00%
Membro do Conselho de Administração.
Sergio Curvelo Dória Outros Comitês Membro do Comitê (Efetivo) 21/10/1954 23/04/2019 01 ano
103.295.285-72 Comitê de Recursos Humanos Químico Industrial 23/04/2019 4 100.00%
Membro do Conselho de Administração.
Experiência profissional / Critérios de Independência
Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86
Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86

Guilherme de Alencar Amado - 513.589.056-49

Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15


Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15

Geraldo de Oliveira Lopes - 280.000.996-91

José Ronaldo Sobrinho - 059.723.965-72

Marcos Sampaio de Souza - 719.059.445-00

Paulo Roberto Magalhães Bastos - 060.106.875-00

Sergio Curvelo Dória - 103.295.285-72

Tipo de Condenação Descrição da Condenação

PÁGINA: 167 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86


Bárbara Klein de Araújo Carvalho - 021.251.865-86
N/A
Guilherme de Alencar Amado - 513.589.056-49
N/A
Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15
Marta Teixeira Barroso Fernandes - 153.554.465-15
N/A
Geraldo de Oliveira Lopes - 280.000.996-91
N/A
José Ronaldo Sobrinho - 059.723.965-72
N/A
Marcos Sampaio de Souza - 719.059.445-00
N/A
Paulo Roberto Magalhães Bastos - 060.106.875-00
N/A
Sergio Curvelo Dória - 103.295.285-72
N/A

PÁGINA: 168 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.9 - Existência de relação conjugal, união estável ou parentesco até o 2º grau relacionadas a
administradores do emissor, controladas e controladores
Justificativa para o não preenchimento do quadro:
Não aplicável.

PÁGINA: 169 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.10 - Relações de subordinação, prestação de serviço ou controle entre administradores e


controladas, controladores e outros
Justificativa para o não preenchimento do quadro:
Não aplicável.

PÁGINA: 170 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.11 - Acordos, inclusive apólices de seguros, para pagamento ou reembolso de despesas


suportadas pelos administradores

12.11. Descrever as disposições de quaisquer acordos, inclusive apólices de seguro, que prevejam o pagamento
ou o reembolso de despesas suportadas pelos administradores, decorrentes da reparação de danos causados a
terceiros ou ao emissor, de penalidades impostas por agentes estatais, ou de acordos com o objetivo de encerrar
processos administrativos ou judiciais, em virtude do exercício de suas funções.

A Ferbasa mantém apólice de Seguro de Responsabilidade Civil de Diretores e Administradores (D&O) com
cobertura global, contratada com a ZURICH SEGUROS, mediante o pagamento de prêmio no valor de R$
13.990,97, cuja a vigência é de 19 de Junho de 2018 até 19 de junho de 2019, e tendo o limite total de
indenização correspondente a R$ 5 milhões. Este seguro se estende aos membros do Conselho de
Administração, da Diretoria, do Conselho Fiscal e de qualquer outro órgão estatutário, bem como alguns
funcionários em níveis estratégicos/gerenciais, tanto da Companhia quanto de suas controladas (“Segurados”).
O seguro tem por objeto o pagamento de prejuízos financeiros decorrentes de reclamações contra os Segurados
em virtude de atos ou omissões culposas que venham a ser praticados no exercício de suas funções. A
cobertura da apólice se estende também ao pagamento de custos de defesa dos Segurados, como e quando
devidos.

PÁGINA: 171 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

12.12 - Outras informações relevantes

a) Quórum de instalação, 1ª convocação:

Assembleia Data Ordinárias % Preferenciais %

AGO 23/04/2019 29.098.516 98,84 26.557.640 45,10

AGO 12/04/2018 29.098.796 98,84 24.206.240 41,11

AGOE 27/04/2017 29.091.396 98,82 28.153.676 48,17

b) Os Comitês (Auditoria, Recursos Humanos e Estratégico) não têm natureza estatutária. O


Comitê de Auditoria, além de seus Membros, conta com a assessoria de um consultor
financeiro externo.

PÁGINA: 172 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não


estatutária

13.1 Descrição da política ou prática de remuneração do Conselho de Administração, da Diretoria


estatutária e não estatutária, do Conselho Fiscal, dos Comitês Estatutários e dos Comitês de
Auditoria, de Risco, Financeiro e de Remuneração, abordando os seguintes aspectos:

A. Objetivos da política ou prática de remuneração, informando se a política de remuneração foi


formalmente aprovada, órgão responsável por sua aprovação, data da aprovação e, caso o emissor
divulgue a política, locais na rede mundial de computadores onde o documento pode ser
consultado.:

A política de remuneração da Ferbasa visa assegurar o alinhamento dos seus objetivos à


produtividade e eficácia dos seus colaboradores, de todos os níveis, mantendo o equilíbrio interno e a
competitividade em relação ao mercado.

Adicionalmente, ressaltamos que o sistema de remuneração é estruturado por critérios que


consideram aspectos como: competência, grau de responsabilidade, disponibilidade, exclusividade e
evolução da carreira na Companhia, tendo como referência os valores praticados pelo mercado.

A prática de remuneração utilizada pela Companhia é aplicada conforme descrito neste formulário. A
política de remuneração da Companhia é aprovada anualmente pelo Conselho de Administração por
delegação da Assembleia Geral.

B. Composição da remuneração, indicando:

(i) Descrição dos elementos da remuneração e os objetivos de cada um deles

Conselho de Administração:
 Honorários fixos mensais: sendo treze parcelas ao ano. Todos os Conselheiros recebem remuneração
fixa com o objetivo de reconhecer e refletir o valor do cargo, tanto internamente (empresa) como
externamente (mercado).
 Benefícios: pacote composto por seguro de vida, assistência médica extensiva aos dependentes,
bonificação de saída, check-up médico e plano de previdência privada (extensivo apenas aos
membros com atuação exclusiva e (sse) oriundos de outras carreiras desenvolvidas na Companhia).
Objetiva reconhecer e refletir o valor dos cargos estratégicos.
 Remuneração variável de curto prazo: definida pelo resultado alcançado nas metas globais e
específicas, limitada em até 10% do lucro líquido, conforme estabelece o Estatuto Social e a Lei
6.404/76. Objetiva o reconhecimento das posições estratégicas, estimulando ações voltadas ao
alcance e a superação de metas globais da empresa associadas ao planejamento estratégico.

Diretoria estatutária:
 Honorários fixos mensais: sendo treze parcelas ao ano; todos os diretores recebem remuneração
fixa com o objetivo de reconhecer e refletir o valor do cargo, tanto internamente (empresa) como
externamente (mercado).
 Benefícios: pacote de benefícios que inclui seguro de vida, previdência privada, bonificação de saída,
plano de assistência médica extensiva aos dependentes e check-up executivo. Tem como objetivo
manter competitivo o pacote de contratação com benefícios da assistência social.
 Remuneração variável de curto prazo: definida pelo resultado alcançado nas metas globais e
específicas, limitada em até 10% do lucro líquido, conforme estabelece o Estatuto Social e a Lei
6.404/76. Tem como objetivo premiar o alcance e superação de metas da empresa, área e
individuais, alinhadas ao orçamento e planejamento estratégico.

Comitês:

PÁGINA: 173 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não


estatutária

 Nenhum dos conselheiros recebe remuneração direta e relacionada à participação nos Comitês
instalados.

Conselho Fiscal:

 A política de remuneração dos membros do Conselho Fiscal da Companhia é estabelecida em


conformidade com a legislação aplicável.

. (ii) Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, qual a proporção de cada elemento na remuneração
total:

Remuneração fixa Remuneração


2018 TOTAL %
Honorários Benefícios variável
Conselho de Administração 48,97% 5,16% 45,87% 100,00%
Diretoria Estatutária 49,63% 5,52% 44,85% 100,00%

Remuneração fixa Remuneração


2017 TOTAL %
Honorários Benefícios variável
Conselho de Administração 48,90% 6,18% 44,92% 100,00%
Diretoria Estatutária 50,51% 6,30% 43,19% 100,00%

Remuneração fixa Remuneração


2016 TOTAL %
Honorários Benefícios variável
Conselho de Administração 47,83% 5,70% 46,48% 100,00%

Diretoria Estatutária 49,63% 6,18% 44,19% 100,00%

Nota: - Considerado como base os valores anuais.

(iii) Metodologia de cálculo e de reajuste de cada um dos elementos da remuneração


Em Assembleia Geral Ordinária de acionistas da Companhia é fixado o montante anual que será
empregado na remuneração global de seus administradores.

No que tange às políticas de remuneração variável de curto prazo (PLR), os valores são reavaliados
utilizando-se os parâmetros de reajuste da remuneração fixa, e os limites estabelecidos no Estatuto e
previstos pela Lei das S A.

Quanto aos benefícios, no tocante a previdência privada, os valores são reajustados de acordo com
as regras contratuais do plano, que prevê a utilização de um índice para correção da inflação. Os
demais são reavaliados de acordo com o mercado.

(iv) Razões que justificam a composição da remuneração

A estratégia de remuneração da Ferbasa visa assegurar o alinhamento dos seus objetivos à


produtividade e eficácia dos funcionários, a manutenção do equilíbrio interno e a competitividade
em relação ao mercado, através de uma remuneração atrativa e coerente com as responsabilidades
inerentes aos respectivos cargos.

(v) a existência de membros não remunerados pelo emissor e a razão para esse fato

PÁGINA: 174 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não


estatutária

Todos os membros do Conselho de Administração e da Diretoria Estatutária da Companhia são


remunerado.

C. Principais indicadores de desempenho que são levados em consideração na determinação de cada


elemento da remuneração
(i) Remuneração fixa e benefícios: A remuneração está atrelada ao grau de responsabilidade do
cargo, observando práticas de mercado e legislação vigente;
(ii) Remuneração variável: Os indicadores de desempenho levados em consideração na determinação
dos elementos da remuneração dos nossos administradores compreendem o alcance de metas
globais (Ebitda ajustado e Receita Líquida) e individuais (com até seis indicadores para atingimento
do plano estratégico), além de outros indicadores específicos das diversas diretorias da Companhia.
A remuneração variável é baseada em metas quantitativas e formalmente contratada, as quais
refletem a evolução dos indicadores de desempenho da companhia. Sendo assim, os valores a serem
pagos aos nossos administradores a título de participação nos resultados, dependem da evolução da
companhia e do alcance de metas globais e individuais.

D. Como a remuneração é estruturada para refletir a evolução dos indicadores de desempenho


A remuneração variável é estruturada com base no percentual de atingimento das metas
estabelecidas e no acompanhamento entre o previsto e o realizado, analisados anualmente entre a
Diretoria Executiva e o Conselho de Administração, com base nos indicadores e metas estabelecidos.

E. Como a política ou prática de remuneração se alinha aos interesses do emissor de curto, médio e
longo prazo
No curto prazo, a Companhia visa manter uma política de remuneração competitiva em relação ao
mercado e equilibrada no âmbito interno, a fim de atrair e desenvolver talentos que lhe permitam
atingir os seus objetivos estratégicos. No médio prazo, por meio do pagamento de remuneração
variável atrelada aos indicadores de desempenho operacionais, globais e individuais, alinhados ao
plano estratégico da Companhia. Para fortalecer o compromisso de longo prazo, busca convergência
de interesse entre a Companhia e seus colaboradores.

F. Existência de remuneração suportada por subsidiárias, controladas ou controladores diretos ou


indiretos
Não existe remuneração suportada por subsidiárias, controladas ou controladores diretos ou
indiretos da Companhia.

G. Existência de qualquer remuneração ou benefício vinculado à ocorrência de determinado evento


societário, tal como a alienação do controle societário do emissor
Não existem remunerações ou benefícios vinculados à ocorrência de qualquer evento societário
envolvendo a empresa, tais como alienação do controle societário.

H. práticas e procedimentos adotados pelo conselho de administração para definir a remuneração


individual do conselho de administração e da diretoria, indicando:

i. os órgãos e comitês do emissor que participam do processo decisório, identificando de que


forma participam
A remuneração anual global dos administradores é analisada e fixada em Assembleia Geral, após
proposta submetida pela Administração da Companhia. Cabe ao Conselho de Administração,
determinar os honorários fixos e variáveis dos membros do Conselho de Administração e da Diretoria
Estatutária, observado o limite da remuneração global anual aprovada em assembleia geral, nos
termos do artigo 152 da Lei das Sociedades por Ações.

PÁGINA: 175 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.1 - Descrição da política ou prática de remuneração, inclusive da diretoria não


estatutária

ii. critérios e metodologia utilizada para a fixação da remuneração individual, indicando se há a


utilização de estudos para a verificação das práticas de mercado, e, em caso positivo, os critérios
de comparação e a abrangência desses estudos
O Conselho de Administração é responsável pela definição da remuneração individual dos membros
do Conselho de Administração e da Diretoria a partir das atribuições e funções de cada cargo e em
observância a padrões de mercado para profissionais com experiência semelhante em empresas dos
setores em que a Companhia atua, conforme seu tamanho e relevância no mercado.
. iii. com que frequência e de que forma o conselho de administração avalia a adequação da política
Anualmente.

PÁGINA: 176 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.2 - Remuneração total do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho fiscal

Remuneração total prevista para o Exercício Social corrente 31/12/2019 - Valores Anuais

Conselho de Administração Diretoria Estatutária Conselho Fiscal Total

Nº total de membros 8,00 8,00 3,00 19,00

Nº de membros remunerados 8,00 8,00 3,00 19,00

Remuneração fixa anual

Salário ou pró-labore 5.965.000,00 6.300.000,00 485.000,00 12.750.000,00

Benefícios direto e indireto 500.000,00 600.000,00 0,00 1.100.000,00

Participações em comitês 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações fixas

Remuneração variável

Bônus 0,00 0,00 0,00 0,00

Participação de resultados 5.500.000,00 5.800.000,00 0,00 11.300.000,00

Participação em reuniões 0,00 0,00 0,00 0,00

Comissões 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações variáveis

Pós-emprego 0,00 0,00 0,00 0,00

Cessação do cargo 0,00 0,00 0,00 0,00

Baseada em ações (incluindo 0,00 0,00 0,00 0,00


opções)
Observação

Total da remuneração 11.965.000,00 12.700.000,00 485.000,00 25.150.000,00

Remuneração total do Exercício Social em 31/12/2018 - Valores Anuais

Conselho de Administração Diretoria Estatutária Conselho Fiscal Total

Nº total de membros 7,75 7,42 3,00 18,17

Nº de membros remunerados 7,75 7,42 3,00 18,17

Remuneração fixa anual

Salário ou pró-labore 5.013.501,41 5.588.233,35 454.350,21 11.056.084,97

Benefícios direto e indireto 518.220,55 641.006,30 0,00 1.159.226,85

Participações em comitês 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

PÁGINA: 177 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Descrição de outras
remunerações fixas

Remuneração variável

Bônus 0,00 0,00 0,00 0,00

Participação de resultados 4.607.194,95 5.365.098,24 0,00 9.972.293,19

Participação em reuniões 0,00 0,00 0,00 0,00

Comissões 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações variáveis

Pós-emprego 0,00 0,00 0,00 0,00

Cessação do cargo 0,00 0,00 0,00 0,00

Baseada em ações (incluindo 0,00 0,00 0,00 0,00


opções)
Observação O número de membros de cada O número de membros de cada O número de membros de cada
órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma
especificada no Ofício- especificada no Ofício- especificada no Ofício-
Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017. Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017. Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017.

Total da remuneração 10.138.916,91 11.594.337,89 454.350,21 22.187.605,01

Remuneração total do Exercício Social em 31/12/2017 - Valores Anuais

Conselho de Administração Diretoria Estatutária Conselho Fiscal Total

Nº total de membros 8,00 7,00 3,00 18,00

Nº de membros remunerados 8,00 7,00 3,00 18,00

Remuneração fixa anual

Salário ou pró-labore 3.797.031,70 4.798.126,33 386.195,09 8.981.353,12

Benefícios direto e indireto 479.580,68 598.253,68 0,00 1.077.834,36

Participações em comitês 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações fixas

Remuneração variável

Bônus 0,00 0,00 0,00 0,00

Participação de resultados 3.500.733,94 4.104.591,27 0,00 7.605.325,21

Participação em reuniões 0,00 0,00 0,00 0,00

Comissões 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

PÁGINA: 178 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Descrição de outras
remunerações variáveis

Pós-emprego 0,00 0,00 0,00 0,00

Cessação do cargo 0,00 0,00 0,00 0,00

Baseada em ações (incluindo 0,00 0,00 0,00 0,00


opções)
Observação O número de membros de cada O número de membros de cada O número de membros de cada
órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma
especificada no Ofício- especificada no Ofício- especificada no Ofício-
Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017. Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017. Circular/CVM/SEP/N.º 01/2017.

Total da remuneração 7.777.346,32 9.500.971,28 386.195,09 17.664.512,69

Remuneração total do Exercício Social em 31/12/2016 - Valores Anuais

Conselho de Administração Diretoria Estatutária Conselho Fiscal Total

Nº total de membros 6,75 7,33 3,00 17,08

Nº de membros remunerados 6,75 7,33 3,00 17,08

Remuneração fixa anual

Salário ou pró-labore 3.386.144,00 4.239.317,30 332.260,86 7.957.722,16

Benefícios direto e indireto 403.463,86 528.218,57 0,00 931.682,43

Participações em comitês 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações fixas

Remuneração variável

Bônus 0,00 0,00 0,00 0,00

Participação de resultados 3.290.653,76 3.774.684,48 0,00 7.065.338,24

Participação em reuniões 0,00 0,00 0,00 0,00

Comissões 0,00 0,00 0,00 0,00

Outros 0,00 0,00 0,00 0,00

Descrição de outras
remunerações variáveis

Pós-emprego 0,00 0,00 0,00 0,00

Cessação do cargo 0,00 3.952.900,05 0,00 3.952.900,05

Baseada em ações (incluindo 0,00 0,00 0,00 0,00


opções)

PÁGINA: 179 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

Observação O número de membros de cada O número de membros de cada O número de membros de cada
órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma órgão foi apurado da forma
especificada no Ofício- especificada no Ofício- especificada no Ofício-
Circular/CVM/SEP/N.º 02/2016. Circular/CVM/SEP/N.º 02/2016. Circular/CVM/SEP/N.º 02/2016.

Total da remuneração 7.080.261,62 12.495.120,40 332.260,86 19.907.642,88

PÁGINA: 180 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.3 - Remuneração variável do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho


fiscal

13.3 Em relação à remuneração variável dos 3 últimos exercícios sociais e à prevista para o exercício
social corrente do conselho de administração, da diretoria estatutária e do conselho fiscal, elaborar
tabela com o seguinte conteúdo:

Remuneração variável prevista para o exercício social corrente (2019)


CONSELHO DE CONSELHO
A. órgão DIRETORIA TOTAL
ADMINISTRAÇÃO FISCAL

B. número total de membros 8 8 3 19


C. número de membros remunerados
D. em relação ao bônus:
valor mínimo previsto no plano de
i.
remuneração
valor máximo previsto no plano de
ii
remuneração
valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
em relação à participação no
E
resultado:
Valor mínimo previsto no plano de
i
remuneração
ii Valor máximo previsto no plano de
remuneração
Valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas 5.500.000,00 5.800.000,00 11.300.000,00
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
TOTAL 5.500.000,00 5.800.000,00 11.300.000,00

Remuneração variável do exercício encerrado em 31/12/2018


CONSELHO DE CONSELHO
A. órgão DIRETORIA TOTAL
ADMINISTRAÇÃO FISCAL
B. número total de membros 7,75 7,67 3 18,42
C. número de membros remunerados
D. em relação ao bônus:
valor mínimo previsto no plano de
i.
remuneração
valor máximo previsto no plano de
ii
remuneração
valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
em relação à participação no
E
resultado:
Valor mínimo previsto no plano de
i
remuneração
ii Valor máximo previsto no plano de
remuneração
Valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas 4.607.194,95 5.365.098,24 9.972.293,19
estabelecidas fossem atingidas

PÁGINA: 181 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.3 - Remuneração variável do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho


fiscal

valor efetivamente reconhecido no


iv
resultado
TOTAL 4.607.194,95 5.365.098,24 9.972.293,19

Remuneração variável do exercício encerrado em 31/12/2017


CONSELHO DE CONSELHO
A. órgão DIRETORIA TOTAL
ADMINISTRAÇÃO FISCAL
B. número total de membros 7 7 3 17
C. número de membros remunerados 7 7 3 17
D. em relação ao bônus:
valor mínimo previsto no plano de
i.
remuneração
valor máximo previsto no plano de
ii
remuneração
valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
em relação à participação no
E
resultado:
Valor mínimo previsto no plano de
i
remuneração
ii Valor máximo previsto no plano de
remuneração
Valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas 3.500.733,94 4.104.591,27 7.605.325,21
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
TOTAL 3.500.733,94 4.104.591,27 7.605.325,21

Remuneração variável prevista para o exercício social encerrado em 31/12/2016


CONSELHO DE CONSELHO
A. órgão DIRETORIA TOTAL
ADMINISTRAÇÃO FISCAL
B. número total de membros 7 7 3 17
C. número de membros remunerados 7 7 3 17
D. em relação ao bônus:
valor mínimo previsto no plano de
i.
remuneração
valor máximo previsto no plano de
ii
remuneração
valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas
estabelecidas fossem atingidas
valor efetivamente reconhecido no
iv
resultado
em relação à participação no
E
resultado:
Valor mínimo previsto no plano de
i
remuneração
ii Valor máximo previsto no plano de
remuneração
Valor previsto no plano de
iii remuneração, caso as metas 3.290.653,76 3.774.684,48 7.065.338,23
estabelecidas fossem atingidas

PÁGINA: 182 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.3 - Remuneração variável do conselho de administração, diretoria estatutária e conselho


fiscal

valor efetivamente reconhecido no


iv
resultado
TOTAL 3.290.653,76 3.774.684,48 7.065.338,23

PÁGINA: 183 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.4 - Plano de remuneração baseado em ações do conselho de administração e diretoria


estatutária

13.4 Em relação ao plano de remuneração baseado em ações do Conselho de Administração e da


Diretoria estatutária, em vigor no último exercício social e previsto para o exercício social corrente,
descrever:

A nossa política não prevê remuneração baseada em ações. Em virtude disso todas as questões
vinculadas a este item foram respondidas com “Não se aplica”.

A. termos e condições gerais Não se aplica


B. principais objetivos do plano Não se aplica
C. forma como o plano contribui para esses objetivos Não se aplica
D. como o plano se insere na política de remuneração do emissor Não se aplica
como o plano alinha os interesses dos administradores e do
E. Não se aplica
emissor a curto, médio e longo prazo
F. número máximo de ações abrangidas Não se aplica
G. número máximo de opções a serem outorgadas Não se aplica
H. condições de aquisição de ações Não se aplica
I. critérios para fixação do preço de aquisição ou exercício Não se aplica
J. critérios para fixação do prazo de exercício Não se aplica
K. forma de liquidação Não se aplica
L. restrições à transferência das ações Não se aplica
critérios e eventos que, quando verificados, ocasionarão a
M. Não se aplica
suspensão, alteração ou extinção do plano
efeitos da saída do administrador dos órgãos do emissor sobre seus
N. Não se aplica
direitos previstos no plano de remuneração baseado em ações

PÁGINA: 184 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.5 - Remuneração baseada em ações do conselho de administração e da diretoria


estatuária

13.5 Em relação à remuneração baseada em ações reconhecida no resultado dos 3 últimos exercícios
sociais e à prevista para o exercício social corrente, do conselho de administração e da diretoria
estatutária, elaborar tabela com o seguinte conteúdo:

A nossa política não prevê remuneração baseada em ações, razão pela qual todas as questões
vinculadas a este item foram respondidas com “Não se aplica”.

Conselho de
A. ORGÃO Diretoria
Administração
B. número total de membros
C. número de membros remunerados
D. em relação a cada outorga de opções de compra de ações:
i. data de outorga Não se aplica Não se aplica
ii. quantidade de opções outorgadas Não se aplica Não se aplica
iii. prazo para que as opções se tornem exercíveis Não se aplica Não se aplica
iv. prazo máximo para exercício das opções Não se aplica Não se aplica
v. prazo de restrição à transferência das ações Não se aplica Não se aplica
preço médio ponderado de exercício de cada um dos
vi.
seguintes grupos de opções:
• em aberto no início do exercício social Não se aplica Não se aplica
• perdidas durante o exercício social Não se aplica Não se aplica
• exercidas durante o exercício social Não se aplica Não se aplica
• expiradas durante o exercício social Não se aplica Não se aplica
E. valor justo das opções na data de cada outorga Não se aplica Não se aplica
diluição potencial em caso de exercício de todas as opções
F. Não se aplica Não se aplica
outorgadas

PÁGINA: 185 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.6 - Informações sobre as opções em aberto detidas pelo conselho de administração e


pela diretoria estatuária

13.6 Em relação às opções em aberto do conselho de administração e da diretoria estatutária ao final


do último exercício social, elaborar tabela com o seguinte conteúdo

A nossa política não prevê remuneração baseada em ações, razão pela qual todas as questões
vinculadas a este item foram respondidas com “Não se aplica”.
Conselho de Diretoria
A. ORGÃO
Administração Estatutária
B. número de membros
C. número de membros remunerados
D. em relação às opções ainda não exercíveis
i. quantidade Não se aplica Não se aplica
ii. data em que se tornarão exercíveis Não se aplica Não se aplica
iii. prazo máximo para exercício das opções Não se aplica Não se aplica
iv. prazo de restrição à transferência das ações Não se aplica Não se aplica
v. preço médio ponderado de exercício Não se aplica Não se aplica
vi. valor justo das opções no último dia do exercício social Não se aplica Não se aplica
E. em relação às opções exercíveis
i. quantidade Não se aplica Não se aplica
ii. prazo máximo para exercício das opções Não se aplica Não se aplica
iii. prazo de restrição à transferência das ações Não se aplica Não se aplica
iv. preço médio ponderado de exercício Não se aplica Não se aplica
v. valor justo das opções no último dia do exercício social Não se aplica Não se aplica
valor justo do total das opções no último dia do exercício
vi. Não se aplica Não se aplica
social

PÁGINA: 186 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.7 - Opções exercidas e ações entregues relativas à remuneração baseada em ações do


conselho de administração e da diretoria estatuária

13.7 Em relação às opções exercidas e ações entregues relativas à remuneração baseada em ações do
conselho de administração e da diretoria estatutária, nos 3 últimos exercícios sociais, elaborar
tabela com o seguinte conteúdo:

A nossa política não prevê remuneração baseada em ações, razão pela qual todas as questões
vinculadas a este item foram respondidas com “Não se aplica”.

Conselho de Diretoria
A. ORGÃO
Administração Estatutária
B. número de membros
C. número de membros remunerados
D. em relação às opções exercidas informar:
i. número de ações Não se aplica Não se aplica
ii. preço médio ponderado de exercício Não se aplica Não se aplica

valor total da diferença entre o valor de exercício e o valor


iii. Não se aplica Não se aplica
de mercado das ações relativas às opções exercidas

E. em relação às ações entregues informar:

i. número de ações Não se aplica Não se aplica


ii. preço médio ponderado de aquisição Não se aplica Não se aplica

valor total da diferença entre o valor de aquisição e o valor


iii. Não se aplica Não se aplica
de mercado das ações adquiridas

PÁGINA: 187 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.8 - Informações necessárias para a compreensão dos dados divulgados nos itens 13.5 a
13.7 - Método de precificação do valor das ações e das opções

Descrição sumária das informações necessárias para a compreensão dos dados divulgados nos itens 13.5 a
13.7, tal como a explicação do método de precificação do valor das ações e das opções, indicando, no mínimo.

A nossa política não prevê remuneração baseada em ações, razão pela qual todas as questões vinculadas a este
item foram respondidas com “Não se aplica”.

A. modelo de precificação Não se aplica


dados e premissas utilizadas no modelo de precificação, incluindo o preço médio
B. ponderado das ações, preço de exercício, volatilidade esperada, prazo de vida da Não se aplica
opção, dividendos esperados e a taxa de juros livre de risco
método utilizado e as premissas assumidas para incorporar os efeitos esperados de
C. Não se aplica
exercício antecipado
D. forma de determinação da volatilidade esperada Não se aplica
se alguma outra característica da opção foi incorporada na mensuração de seu valor
E. Não se aplica
justo

PÁGINA: 188 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.9 - Participações em ações, cotas e outros valores mobiliários conversíveis, detidas por
administradores e conselheiros fiscais - por órgão

13.9 Informar a quantidade de ações ou cotas direta ou indiretamente detidas, no Brasil ou no


exterior, e outros valores mobiliários conversíveis em ações ou cotas, emitidos pelo emissor,
seus controladores diretos ou indiretos, sociedades controladas ou sob controle comum, por
membros do conselho de administração, da diretoria estatutária ou do conselho fiscal,
agrupados por órgão

Acionistas – 31/12/2018 ON PN
Conselho de Administração 616 127.600
Diretoria Executiva - 2.700
Conselho Fiscal - -
Total 616 130.300

PÁGINA: 189 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.10 - Informações sobre planos de previdência conferidos aos membros do conselho de


administração e aos diretores estatutários

13.10 Em relação aos planos de previdência em vigor conferidos aos membros do Conselho de
Administração e aos Diretores Estatutários, fornecer as seguintes informações:

CONSELHO DE
A. orgão ADMINISTRAÇÃO
DIRETORIA

B. número de membros 5 8
C. número de membros remunerados
D. nome do plano Brasilprev Brasilprev
quantidade de administradores que reúnem as
E. - -
condições para se aposentar
*É exigido tempo
mínimo de
F. condições para se aposentar antecipadamente N/A permanência no plano
e idade mínima p/
aposentadoria
valor atualizado das contribuições acumuladas
no plano de previdência até o encerramento do
G. último exercício social, descontada a parcela 3.151.309,00 4.653.346,47
relativa a contribuições feitas diretamente pelos
administradores
valor total acumulado das contribuições
realizadas durante o último exercício social,
H. 281.005,20 395.139,63
descontada a parcela relativa a contribuições
feitas diretamente pelos administradores

se há a possibilidade de resgate antecipado e Resgate só permitido Resgate só permitido


I.
quais as condições após o desligamento após o desligamento

PÁGINA: 190 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.11 - Remuneração individual máxima, mínima e média do conselho de administração, da diretoria estatutária e do conselho fiscal
Valores anuais
Diretoria Estatutária Conselho de Administração Conselho Fiscal
31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016 31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016 31/12/2018 31/12/2017 31/12/2016
Nº de membros 7,42 7,00 7,33 7,75 7,00 6,75 3,00 3,00 3,00

Nº de membros 7,42 7,00 7,33 7,75 7,00 6,75 3,00 3,00 3,00
remunerados
Valor da maior 1.705.803,00 1.491.917,97 1.298.601,12 1.467.153,00 1.179.086,55 1.277.993,28 141.479,62 121.956,34 110.753,64
remuneração(Reais)
Valor da menor 1.413.482,58 1.214.384,18 1.055.461,80 796.094,51 701.166,44 919.520,64 141.479,62 121.956,34 110.753,64
remuneração(Reais)
Valor médio da 1.451.611,33 1.271.816,80 1.073.760,60 1.229.035,47 1.042.537,95 971.744,40 141.479,62 121.956,34 110.753,64
remuneração(Reais)

Observação

Diretoria Estatutária
31/12/2018 Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2017 Obs.: Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2016 Valores calculados com base em 12 meses.

Conselho de Administração
31/12/2018 Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2017 Obs.: Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2016 Valores calculados com base em 12 meses.

Conselho Fiscal
31/12/2018 Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2017 Obs.: Valores referentes aos honorários fixos.
31/12/2016 Valores calculados com base em 12 meses.

PÁGINA: 191 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.12 - Mecanismos de remuneração ou indenização para os administradores em caso de


destituição do cargo ou de aposentadoria

13.12 Descrever arranjos contratuais, apólices de seguros ou outros instrumentos que estruturem
mecanismos de remuneração ou indenização para os administradores em caso de destituição do
cargo ou de aposentadoria, indicando quais as consequências financeiras para o emissor.
Conforme previsão da cláusula 3.3.5 constante dos Contratos de Prestação de Serviços celebrados
entre a Companhia e os membros da Diretoria e do Conselho de Administração, em caso de
destituição do cargo ou aposentadoria, será devido, a título de benefício, o pagamento de bônus
pecuniário calculado com base no tempo de permanência no cargo.

PÁGINA: 192 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.13 - Percentual na remuneração total detido por administradores e membros do


conselho fiscal que sejam partes relacionadas aos controladores

13.13 Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar o percentual da remuneração total de cada
órgão reconhecida no resultado do emissor referente a membros do Conselho de Administração,
da Diretoria estatutária ou do Conselho Fiscal que sejam partes relacionadas aos controladores,
diretos ou indiretos, conforme definido pelas regras contábeis que tratam desse assunto.

Remuneração Total 2018 2017 2016

Conselho de Administração 64,52% 71,43% 74,07%


Diretoria 0,00% 0,00% 0,00%
Conselho Fiscal 33,33% 33,33% 33,33%

PÁGINA: 193 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.14 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal, agrupados por


órgão, recebida por qualquer razão que não a função que ocupam

13.14 Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar os valores reconhecidos no resultado do
emissor como remuneração de membros do Conselho de Administração, da Diretoria estatutária
ou do Conselho Fiscal, agrupados por órgão, por qualquer razão que não a função que ocupam,
como por exemplo, comissões e serviços de consultoria ou assessoria prestados.
Não existem remunerações ou quaisquer valores reconhecidos no resultado da Companhia referentes
à remuneração de membros do Conselho de Administração e da Diretoria, por qualquer razão “que
não” a função que ocupam.

PÁGINA: 194 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.15 - Remuneração de administradores e membros do conselho fiscal reconhecida no resultado de


controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob controle comum e de controladas do emissor

13.15 Em relação aos 3 últimos exercícios sociais, indicar os valores reconhecidos no resultado de
controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob controle comum e de controladas do
emissor, como remuneração de membros do Conselho de Administração, da Diretoria estatutária
ou do Conselho Fiscal do emissor, agrupados por órgão, especificando a que título tais valores
foram atribuídos a tais indivíduos.
Não há valores reconhecidos no resultado de controladores, diretos ou indiretos, de sociedades sob
controle comum e/ou de controladas da Companhia como remuneração de membros do Conselho de
Administração e da Diretoria da Companhia.

PÁGINA: 195 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

13.16 - Outras informações relevantes

13.16 Outras informações que o emissor julgue relevantes


Não existem outras informações relevantes relativas a este item 13 que não tenham sido
consideradas acima.

PÁGINA: 196 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.1 - Descrição dos recursos humanos

a) número de empregados (total, por grupos com base na atividade desempenhada e


por localização geográfica).

Os quadros abaixo apresenta o número de empregados próprios referentes aos exercícios


sociais dos anos 2018, 2017 e 2016.

2018 2017 2016

Número de empregados próprio 3.187 3.037 2.719


Por área de negócio
Corporativo 113 107 89
Metalurgia 1.405 1.329 1.284
Mineração 1.351 1.291 1.062
Florestal 318 310 283

2018 2017 2016

Número de empregados próprio 3.187 3.037 2.718


Por região geográfica
Pojuca-Ba 1.405 1.329 1.284
Salvador-Ba 113 107 89
Campo Formoso-Ba 161 163 121
Andorinha-Ba 1.111 1.055 876
Euclides da Cunha-Ba 48 48 48
Rafael Jambeiro-Ba 11 11 3
Tucano-Ba 20 14 14
Entre Rios-Ba 151 142 129
Mata de São João-Ba 59 62 59
Esplanada-Ba 92 90 79
Maracá e Planaltino-Ba 16 16 16

b) número de terceirizados (total, por grupos com base na atividade desempenhada e


por localização geográfica).

O quadro abaixo apresenta o número de empregados terceirizados nos exercícios sociais dos
anos 2018, 2017 e 2016.

2018 2017 2016

Número de empregados terceirizados 1.101 932 932


Por área de negócio
Corporativo 6 4 4
Metalurgia 503 462 422
Mineração 284 226 177
Florestal 308 240 329

PÁGINA: 197 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.1 - Descrição dos recursos humanos

2018 2017 2016

Número de empregados terceirizados 1.101 932 932


Por região geográfica
Pojuca-Ba 503 462 422
Salvador-Ba 6 4 4
Campo Formoso-Ba 82 70 48
Andorinha-Ba 202 156 125
Euclides da Cunha-Ba 0 0 4
Entre Rios, Mata de S. João, Esplanada, Maracas e Planaltino-Ba 308 240 329

c) índice de rotatividade.

O índice de rotatividade foi calculado seguindo a formula abaixo, com base nos dados da
Ferbasa S/A.

2018 2017 2016

Índice de rotatividade 8,27%** 11,36 54,4%


Por área de negócio
Corporativo 11,95% 12,62% -
Metalurgia 5,98% 10,23% 11,7%
Mineração 9,07% 12,59% 24%
Florestal 10,85% 10,65% 18,7%

* A redução do índice de rotatividade no ano 2018 na Metalurgia, Mineração e Florestal ocorreu em


função da retomada da produção, que consequentemente incidiu na preservação do emprego dos
empregados e aumento do quadro de pessoal. O alto índice de rotatividade nos anos anteriores tem
razão direta com a situação macroeconômica do período, cuja empresa teve que desmobilizar um
número significativo de pessoal em função da retração da economia que impactou diretamente nos
negócios da Companhia.
** Incluídas as admissões e desligamento de jovens aprendizes.

A+D

Formula: 2 * 100

A: Admissões médias de pessoal no período


D: Demissões médias de pessoal do período
F: Efetivo médio dentro do período

PÁGINA: 198 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.2 - Alterações relevantes - Recursos humanos

14.2 - Alterações relevantes - Recursos humanos

A Ferbasa adota, em suas diretrizes de gestão de pessoas, ações que conduzem para a
melhoria contínua de seu modelo de governança, que aponta baixos índices de
rotatividade de pessoal. A retenção e a formação interna de talentos são características
históricas cultivadas ao longo do desenvolvimento da cultura empresarial da
2018
Companhia. Ao fim de 2018, o quadro de colaboradores próprios da Ferbasa totalizava
3.187 pessoas, todas alocadas na região Nordeste. Esse número representou um aumento
de 4,94% em comparação com o ano de 2017 e reflete a adequação do corpo funcional
à estratégia operacional do período.
A diferença positiva no quadro de empregados próprios, se comparando ao ano anterior,
foi efeito do aumento do nível de produção na Metalurgia, que religou fornos no final
do 4º Trimestre, Mineração, que aumentou do volume de produção mineral para
2017
atender o parque industrial, e na unidade Florestal, que retomou a produção numa
unidade de produção de bioredutor, que se encontrava parada, de forma também a
atender a produção de ferroligas.
A diferença no quadro de empregados, se comparando ao ano anterior, foi efeito da
2016
redução das operações em função da crise econômica do período.

PÁGINA: 199 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.3 - Descrição da política de remuneração dos empregados

14.3 - Descrição da política de remuneração dos empregados

I. Política de salário e remuneração variável


A FERBASA S./A. adota como ponto médio da sua estrutura salarial a média
ajustada do mercado, tendo como remuneração variável uma política de PLR,
com proposta de alinhar objetivos organizacionais com o engajamento de seus
empregados, incentivando-os a melhorar o desempenho, cujos objetivos a
serem alcançados são representados por indicadores vinculados a metas gerais
e específicas de cada unidade de negócio, anualmente negociada com uma
Comissão de Empregados e um representante do sindicato da categoria
profissional.
Com o objetivo de compartilhar os benefícios de crescimento da Ferbasa, bem
como demonstrar de forma objetiva aos funcionários a relação entre suas
contribuições pessoais e de equipe, com os resultados do negócio, estando
totalmente vinculado aos objetivos e ao planejamento estratégico da
Companhia, foi implementado, a partir do segundo semestre de 2017 o
Programa de Remuneração Variável. O programa incentiva os colaboradores
que ocupam cargos de gestão a reforçarem a busca contínua pela qualidade
total das suas atividades, alavancarem a redução de custos e despesas, bem
como reafirmarem cotidianamente os valores culturais da Companhia. Em
2018 o Programa de Bonificação (ICP) foi consolidado como bonificações
pagas.
II. Política de benefício
A política de benefício da FERBASA S./A. é corporativa e tem como princípio
proporcionar a seus empregados segurança e bem-estar, que inclui um pacote de
benefícios oferecidos aos seus empregados, incluindo assistência médica e
odontológica, alimentação, transporte, seguro de vida em grupo e previdência privada.
Mesmo em um ambiente de incertezas econômicas no ano 2018, a Ferbasa reafirmou
seu compromisso de preservar os pacotes de benefícios oferecidos ao seu quadro
funcional. Em comparação com 2017, o total desembolsado com a remuneração e os
benefícios dos colaboradores foi 10,83% maior.

PÁGINA: 200 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.4 - Descrição das relações entre o emissor e sindicatos

14.4 - Descrição das relações entre o emissor e sindicatos

O relacionamento da FERBASA S./A. com os sindicatos é pautado na


comunicação, confiança e respeito. As negociações são feitas através do
Sindicato Patronal, que atua em consonância com os nossos princípios.

Abaixo os sindicatos com os quais mantemos relações e somos filiados:

Trabalhadores Patronais
STIM - DIAS DÁVILA E REGIÃO ( Sindicato SIMMEB – Sindicato das indústrias
dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas e mecânicas do Estado da
Metalúrgicas) Bahia
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias
SINEFLOR – Sindicatos dos empregados
de Extração de Metais Básicos de Campo
Florestais do Estado da Bahia
Formoso
SINDIMINA - Sindicatos dos
Trabalhadores nas Indústrias de Extração
de Ferro, Metais básicos, Ouro e Metais
preciosos -BA
Sindicato Intermunicipal dos
Trabalhadores nas Atividades de
Reflorestamento e Carvoejamento e
Beneficiamento de Madeira

PÁGINA: 201 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

14.5 - Outras informações relevantes

14.5 – Outras informações relevantes


Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 202 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.1 / 15.2 - Posição acionária

Acionista

CPF/CNPJ acionista Nacionalidade-UF Participa de acordo de acionistas Acionista controlador Última alteração

Acionista Residente no Exterior Nome do Representante Legal ou Mandatório Tipo pessoa CPF/CNPJ

Qtde. ações ordinárias (Unidades) Ações ordinárias % Qtde. ações preferenciais (Unidades) Ações preferenciais % Qtde. total de ações (Unidades) Total ações %

Detalhamento por classes de ações (Unidades)

Classe ação Qtde. de ações (Unidades) Ações %

Fundação José Carvalho

13.962.766/0001-07 Brasileira-BA Não Sim 31/03/2019

Não

29.086.696 98,800% 15.416.000 26,182% 44.502.696 50,388%

Classe ação Qtde. de ações (Unidades) Ações %

TOTAL 0 0,000%

OUTROS

313.304 1,064% 40.280.700 68,412% 40.594.004 45,962%

Classe ação Qtde. de ações (Unidades) Ações %

TOTAL 0 0,000%

AÇÕES EM TESOURARIA - Data da última alteração: 27/04/2017

40.000 0,136% 3.183.300 5,406% 3.223.300 3,650%

Classe ação Qtde. de ações (Unidades) Ações %

TOTAL 0 0,000%

TOTAL

29.440.000 100,000% 58.880.000 100,000% 88.320.000 100,000%

PÁGINA: 203 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.1 / 15.2 - Posição acionária

CONTROLADORA / INVESTIDORA

ACIONISTA

CPF/CNPJ acionista Nacionalidade-UF Participa de acordo de acionistas Acionista controlador Última alteração

Acionista Residente no Exterior Nome do Representante Legal ou Mandatório Tipo pessoa CPF/CNPJ

Detalhamento de ações (Unidades)

Qtde. ações ordinárias (Unidades) Ações ordinárias % Qtde. ações preferenciais (Unidades) Ações preferenciais % Qtde. total de ações (Unidades) Total ações %
CONTROLADORA / INVESTIDORA CPF/CNPJ acionista Composição capital social

Fundação José Carvalho 13.962.766/0001-07

OUTROS

1 100,000 1 100,000 2 100,000

TOTAL

1 100,000 1 100,000 2 100,000

PÁGINA: 204 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.3 - Distribuição de capital

Data da última assembleia / Data da 23/04/2019


última alteração
Quantidade acionistas pessoa física 11.441
(Unidades)
Quantidade acionistas pessoa jurídica 317
(Unidades)
Quantidade investidores institucionais 64
(Unidades)

Ações em Circulação
Ações em circulação correspondente a todas ações do emissor com exceção das de titularidade do controlador, das pessoas a ele
vinculadas, dos administradores do emissor e das ações mantdas em tesouraria

Quantidade ordinárias (Unidades) 312.688 1,062%


Quantidade preferenciais (Unidades) 40.158.400 68,204%
Preferencial Classe A 0 0,000000%
Total 40.471.088 45,823%

PÁGINA: 205 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.4 - Organograma dos acionistas e do grupo econômico

Em 31 de março de 2019 na base acionária na Companhia, com exceção do acionista


controlador, não constam acionistas com participação igual ou superior a 5% de uma espécie
ou classe de ações.

PÁGINA: 206 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.5 - Acordo de acionistas arquivado na sede do emissor ou do qual o controlador seja


parte

A Companhia não possui acordo de acionistas.

PÁGINA: 207 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.6 - Alterações relevantes nas participações dos membros do grupo de controle e


administradores do emissor

Não houve alterações relevantes na participação dos membros do nosso grupo de controle
desde a constituição da Companhia.

PÁGINA: 208 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.7 - Principais operações societárias

Todas as operações societárias relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos
itens 15.1, 15.2, 15.3, 15.4, 15.5 e 15.6.

PÁGINA: 209 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

15.8 - Outras informações relevantes

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 210 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.1 - Descrição das regras, políticas e práticas do emissor quanto à realização de


transações com partes relacionadas
A Companhia mantém acordos comerciais, de vendas de produtos, arrendamento
mercantil e programa de responsabilidade social, com partes relacionadas. Essas
transações são realizadas em condições estritamente comutativas, observando-se
preços e condições usuais de mercado e, portanto, não geram qualquer benefício
indevido às suas contrapartes ou prejuízos à Companhia.

A Companhia não possui uma Política Formal de Transação com Partes Relacionadas.
Todavia, adota práticas para assegurar o afastamento do conflito de interesses e a
observância das condições de comutativas e com pagamento compensatório adequado
nas transações envolvendo partes relacionadas.

Dentre as práticas, cita-se a obrigatoriedade de aprovação prévia de contratos


envolvendo partes relacionadas por uma Comissão de Licitação, composta por
diretores e representantes de diversas áreas da Companhia. Esta exigência já praticada
pela área comercial, passou a apresentar-se de forma explícita na Norma Interna de
Contratação de Serviço, aprovada em Diretoria em e chancelada pelo Conselho de
Administração.

PÁGINA: 211 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.2 - Informações sobre as transações com partes relacionadas

Parte relacionada Data Montante envolvido Saldo existente Montante (Reais) Duração Empréstimo Taxa de
transação (Reais) ou outro tipo juros
de divida cobrados
Industria de Minerios Damacal Ltda 31/12/2018 36.000,00 Não existente Não aplicável Indeterminado SIM 0,000000

Relação com o emissor Controlada


Objeto contrato Contrato de arrendamento
Garantia e seguros Não existente
Rescisão ou extinção Não aplicável
Natureza e razão para a operação Arrendamento Mercantil
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar
Reflora Reflorestadora e Agricola S/A 31/12/2018 60.000,00 Não existente Não aplicavel Indeterminado SIM 0,000000

Relação com o emissor Controlada


Objeto contrato Contrato de Arrendamento
Garantia e seguros Não aplicável
Rescisão ou extinção Não aplicável
Natureza e razão para a operação Arrendamento Mercantil
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar
Mineração Vale do Jacurici S/A 31/12/2018 360.000,00 Não existente Não aplicável Indeterminado SIM 0,000000

Relação com o emissor Controlada


Objeto contrato Contrato de Arrendamento
Garantia e seguros Não aplicável
Rescisão ou extinção Não aplicável

PÁGINA: 212 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.2 - Informações sobre as transações com partes relacionadas

Parte relacionada Data Montante envolvido Saldo existente Montante (Reais) Duração Empréstimo Taxa de
transação (Reais) ou outro tipo juros
de divida cobrados
Natureza e razão para a operação Arrendamento Mercantil
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar
Silicio de Alta Pureza da Bahia - S/A - Silbasa 31/12/2018 840.000,00 Não existente Não aplicável Anual SIM 0,000000

Relação com o emissor Controlada


Objeto contrato Contrato arrendamento
Garantia e seguros Não aplicável
Rescisão ou extinção Livre entre as partes
Natureza e razão para a operação Arrendamento Mercantil
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar
Marubeni Corporation 31/12/2018 177.182.000.000,00 Não existente Não aplicável Indeterminado SIM 0,000000

Relação com o emissor Pessoa vinculada (Participação direta na controlada Silbasa)


Objeto contrato Contrato comercial
Garantia e seguros Não aplicável
Rescisão ou extinção Não aplicável
Natureza e razão para a operação Venda para exportação - Ferrossilício
Posição contratual do emissor Credor
Especificar
Fundação José Carvalho 27/05/2019 7.138.320,00 R$ 4.164.020,00 R$ 7.138.320,00 05 (cinco) anos. SIM 0,000000

Relação com o emissor Controlador

PÁGINA: 213 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.2 - Informações sobre as transações com partes relacionadas

Parte relacionada Data Montante envolvido Saldo existente Montante (Reais) Duração Empréstimo Taxa de
transação (Reais) ou outro tipo juros
de divida cobrados
Objeto contrato Reserva de vagas e garantia de matrícula nas escolas da Fundação José Carvalho, de acordo com a disponibilidade e em consonância com os
quantitativos anualmente pleiteados, para fins de propiciar educação de qualidade às crianças e jovens das regiões de entorno das unidades. Estas
reservas são destinadas aos dependentes dos funcionários do Emissor, atualmente com 554 alunos. O valor é variável, será apurado mensalmente,
e calculado de acordo a quantidade de estudantes, com quitação em parcelas mensais. Para 2019, fixou-se o pagamento mensal de R$594.860,00,
sendo que os 05 (cinco) primeiro meses são quitados no ato da assinatura do instrumento (R$ 2.974.300,00), caso ocorra diminuição no quantitativo
de alunos matriculados, haverá uma redução proporcional nos valores mensais a serem pagos pelo Emissor.
Garantia e seguros Não se aplica.
Rescisão ou extinção Somente em caso de inadimplemento ou desvio da finalidade do instrumento.
Natureza e razão para a operação Pautado num dos principais esteios sociais da Cia, o Termo de Cooperação visa propiciar educação de qualidade aos jovens das regiões onde está
inserida, já que, ao longo de décadas, assumiu a liderança de diversos programas e projetos voltados a essa finalidade.
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar
Fundação José Carvalho 22/08/2019 4.000.000,00 R$ 2.000.000,00 Não aplicável 05 (cinco) anos NÃO 0,000000

Relação com o emissor Controlador


Objeto contrato Termo de Cooperação e Parceria firmado entre a Emissora e a Fundação José Carvalho para a implantação do MEMORIAL JOSÉ CARVALHO,
cujo objetivo é centralizar as histórias de ambas e de seu fundador, com o propósito de difundir o conhecimento sobre as trajetórias das instituições,
preservar todo o patrimônio cultural, a residência de José Carvalho em vida, o acervo existente, além de sediar o programa permanente de cultura
organizacional. O projeto que contempla a reforma estrutural, construção, montagem do memorial, criação de website, evento de inauguração tem
previsão de R$ 4.000.000,00, sendo que 50% (cinquenta por cento) deste valor é de responsabilidade da Emissora. As atividades de gestão e
manutenção do Memorial serão objeto de documento denominado Termo de Gestão Compartilhada, futuramente produzido e firmado pela Emissora
e Fundação José Carvalho, contemplará orçamento específico para tais atividades.
Garantia e seguros Não aplicável
Rescisão ou extinção Não aplicável
Natureza e razão para a operação A operação sintetiza a parceria entre as instituições no intuito de construir um Memorial com o objetivo de preservação da memória que compõe a
trajetória de ambas, e de seu Fundador, contribuindo para o fortalecimento de suas culturas, como forma de compreender o passado, conectando-o
ao presente e ao futuro, além da necessidade de fortalecer e divulgar a história, agregando valor à imagem institucional, disseminando os fatos que
ainda são muito pouco conhecidos, tanto para o público interno , como para o público externo.
Posição contratual do emissor Devedor
Especificar

PÁGINA: 214 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.3 - Identificação das medidas tomadas para tratar de conflitos de interesses e demonstração do caráter
estritamente comutativo das condições pactuadas ou do pagamento compensatório adequado

a) Identificar as medidas tomadas para tratar de conflitos de interesse:

São observados a legislação aplicável, especialmente o artigo 245 da Lei das Sociedades
Anônimas e os dispositivos relacionados às competências do Conselho de
Administração, detalhados no Artigo 11 do Estatuto Social da Companhia.

A existência do Código de Conduta da Companhia - exaustivamente divulgado entre


colaboradores, fornecedores e clientes – identifica as ações que são enquadradas no
conceito de Conflito de Interesses e as medidas necessárias para evita-las.

Vale mencionar que, para o caso de ocorrências identificadas de conflito de interesses,


o mesmo Código prevê a atuação do Comitê de Conduta Ética para analisar, julgar e
recomendar as medidas cabíveis, o qual possui independência institucional e
regimento próprio.

b) demonstrar o caráter estritamente comutativo das condições pactuadas ou o


pagamento compensatório adequado:

Caso a Companhia pretenda celebrar operações e negócios com partes relacionadas,


deve seguir os padrões de mercado e amparar tais operações e negócios pelas devidas
avaliações prévias de suas condições e do estrito interesse da Companhia em sua
realização, medidas que são necessariamente observadas pela Comissão de Licitação
citada no item 16.1 deste Formulário.

PÁGINA: 215 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

16.4 - Outras informações relevantes

A Companhia dispõe de Coordenação de Controles Internos e Compliance, a qual


estabelece, dentre as suas atribuições, práticas de conferência dos atos gestão e
governança, com vistas a prevenir não conformidades que violem as melhores
práticas, dentre elas os atos praticados supostamente com conflito de interesse.

PÁGINA: 216 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

17.1 - Informações sobre o capital social

Data da autorização ou Quantidade de ações Quantidade de ações Quantidade total de ações


aprovação Valor do capital (Reais) Prazo de integralização ordinárias (Unidades) preferenciais (Unidades) (Unidades)
Tipo de capital Capital Emitido
10/03/2017 1.225.443.617,65 29.440.000 58.880.000 88.320.000

Tipo de capital Capital Subscrito


10/03/2017 1.225.443.617,65 29.440.000 58.880.000 88.320.000

Tipo de capital Capital Integralizado


10/03/2017 1.225.443.617,65 29.440.000 58.880.000 88.320.000
Capital social por classe de ações Outros títulos conversíveis em ações

Classe de ação preferencial Quantidade de ações (Unidades) Título Condições para conversão

Preferencial Classe A 58.880.000

Tipo de capital Capital Autorizado


28/04/2015 1.500.000.000,00 29.440.000 58.880.000 88.320.000

PÁGINA: 217 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

17.2 - Aumentos do capital social

Data de Orgão que


deliberação deliberou o Valor total emissão Tipo de Ordinárias Preferênciais Total ações Subscrição / Capital
aumento Data emissão (Reais) aumento (Unidades) (Unidades) (Unidades) anterior Preço emissão Fator cotação
10/03/2017 RCA 01/01/0001 108.766.651,90 Sem emissão 0 0 0 0,00000000 0,00 R$ por Unidade
de ações

Critério para determinação do


preço de emissão
Forma de integralização

PÁGINA: 218 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

17.3 - Informações sobre desdobramentos, grupamentos e bonificações de ações

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 219 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

17.4 - Informações sobre reduções do capital social

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 220 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

17.5 - Outras informações relevantes

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 221 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.1 - Direitos das ações

Espécie de ações ou CDA Ordinária

Tag along 0,000000

Direito a dividendos Nos termos do Estatuto Social da Companhia, os acionistas fazem jus a um dividendo obrigatório
correspondente a 25% do lucro líquido da Companhia.
Assegurado esse percentual mínimo, a assembleia geral pode deliberar a distribuição de dividendos
por conta de reservas de lucros pré-existentes. Ainda, o Conselho de Administração poderá
deliberar a distribuição de dividendos a débito da conta de lucro apurado em balanços semestrais
ou intermediários, bem como de reservas de lucros existentes no último balanço anual. O Conselho
de Administração poderá, também, pagar ou creditar juros sobre o capital próprio, ad referendum da
assembleia geral ordinária que apreciar as demonstrações financeiras relativas ao exercício social
em que tais juros foram pagos ou creditados.

Direito a voto Pleno

Conversibilidade Sim

Condição da conversibilidade e A Companhia pode, por deliberação da Assembléia Geral, promover o aumento das diversas
efeitos sobre o capital-social espécies e classes existentes, sem guardar proporção com as demais ou criar uma nova classe de
ações preferenciais, observando o limite de 2/3 do total das ações emitidas para as ações
preferenciais sem direito a voto, ou sujeitas a restrições quanto a tal direito.

Direito a reembolso de capital Não

Restrição a circulação Não

Resgatável Não

Hipóteses de resgate e fórmula


de cálculo do valor de resgate

Condições para alteração dos De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, nem o Estatuto Social da Companhia, nem as
direitos assegurados por tais deliberações tomadas em assembleia geral podem privar os acionistas do direito de: (i) participar
valores mobiliários dos lucros sociais; (ii) participar, na hipótese de liquidação da Companhia, da distribuição de
quaisquer ativos remanescentes, na proporção de sua participação no capital social; (iii) fiscalizar a
gestão da Companhia, nos termos previsto na Lei das Sociedades por Ações; (iv) preferência na
subscrição de futuros aumentos de capital, exceto em determinadas circunstância previstas na Lei
das Sociedades por Ações; e (v) retirar-se da Companhia nos casos previstos na Lei das
Sociedades por Ações

Outras características Não aplicável


relevantes

Espécie de ações ou CDA Preferencial

Tag along 0,000000

Direito a dividendos Nos termos do Estatuto Social da Companhia , os acionistas fazem jus a um dividendo obrigatório
correspondente a 25% do lucro líquido da Companhia. Assegurado este percentual mínimo, a
assembleia geral pode deliberar a distribuição de dividendos por conta de reservas de lucros pré-
existentes. Ainda, o Conselho de Administração poderá deliberar a distribuição de dividendos a
débito da conta de lucro apurado em balanços semestrais ou intermediários, bem como de reservas
de lucros existentes no último balanço anual. O Conselho de Administração poderá, também, pagar
ou creditar juros sobre o capital próprio, ad referendum da assembleia geral ordinária que apreciar
as demonstrações financeiras relativas ao exercício social em que tais juros foram pagos ou
creditados.

Direito a voto Sem Direito

Conversibilidade Sim

Condição da conversibilidade e A Companhia pode, por deliberação da Assembléia Geral, promover o aumento das diversas
efeitos sobre o capital-social espécies e classes existentes, sem guardar proporção com as demais ou criar uma nova classe de
ações preferenciais, observando o limite de 2/3 do total das ações emitidas para as ações
preferenciais sem direito a voto, ou sujeitas a restrições quanto a tal direito.

Direito a reembolso de capital Sim

PÁGINA: 222 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.1 - Direitos das ações

Descrição das características As ações preferenciais tem prioridade no reembolso de capital.


do reembolso de capital

Restrição a circulação Não

Resgatável Não

Hipóteses de resgate e fórmula


de cálculo do valor de resgate

Condições para alteração dos De acordo com a Lei das Sociedades por Ações, nem o Estatuto Social da Companhia, nem as
direitos assegurados por tais deliberações tomadas em assembleia geral podem privar os acionistas do direito de: (i) participar
valores mobiliários dos lucros sociais; (ii) participar, na hipótese de liquidação da Companhia, da distribuição de
quaisquer ativos remanescentes, na proporção de sua participação no capital social; (iii) fiscalizar a
gestão da Companhia, nos termos previsto na Lei das Sociedades por Ações; (iv) preferência na
subscrição de futuros aumentos de capital, exceto em determinadas circunstância previstas na Lei
das Sociedades por Ações; e (v) retirar-se da Companhia nos casos previstos na Lei das
Sociedades por Ações.

Outras características Não aplicável


relevantes

PÁGINA: 223 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.2 - Descrição de eventuais regras estatutárias que limitem o direito de voto de


acionistas significativos ou que os obriguem a realizar oferta pública

Não existem regras estatutárias que limitem o direito de voto de acionistas significativos ou
que os obriguem a realizar oferta pública.

PÁGINA: 224 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.3 - Descrição de exceções e cláusulas suspensivas relativas a direitos patrimoniais ou


políticos previstos no estatuto

Não há quaisquer exceções e/ou cláusulas suspensivas relativas a direitos patrimoniais ou


políticos previstas no Estatuto Social da Companhia.

PÁGINA: 225 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.4 - Volume de negociações e maiores e menores cotações dos valores mobiliários negociados

Exercício social 31/12/2018


Volume financeiro Valor maior cotação Valor menor cotação Valor média
Trimestre Valor Mobiliário Espécie Classe Mercado Entidade administrativa negociado (Reais) (Reais) (Reais) Fator cotação cotação (Reais)
31/03/2018 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 423.158.847 23,55 20,47 R$ por Unidade 22,18
Valores, Mercadorias e Futuros
30/06/2018 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 312.362.891 21,21 18,20 R$ por Unidade 19,80
Valores, Mercadorias e Futuros
30/09/2018 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 237.184.272 21,54 18,20 R$ por Unidade 19,46
Valores, Mercadorias e Futuros
31/12/2018 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 255.873.262 22,28 18,79 R$ por Unidade 20,21
Valores, Mercadorias e Futuros

Exercício social 31/12/2017


Volume financeiro Valor maior cotação Valor menor cotação Valor média
Trimestre Valor Mobiliário Espécie Classe Mercado Entidade administrativa negociado (Reais) (Reais) (Reais) Fator cotação cotação (Reais)
31/03/2017 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 117.065.457 10,63 7,55 R$ por Unidade 9,24
Valores, Mercadorias e Futuros
30/06/2017 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 100.166.831 12,15 9,88 R$ por Unidade 11,02
Valores, Mercadorias e Futuros
30/09/2017 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 192.449.933 16,00 10,90 R$ por Unidade 13,45
Valores, Mercadorias e Futuros
31/12/2017 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 176.503.631 21,01 14,88 R$ por Unidade 17,95
Valores, Mercadorias e Futuros

Exercício social 31/12/2016


Volume financeiro Valor maior cotação Valor menor cotação Valor média
Trimestre Valor Mobiliário Espécie Classe Mercado Entidade administrativa negociado (Reais) (Reais) (Reais) Fator cotação cotação (Reais)
31/03/2016 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 56.538.966 8,00 5,90 R$ por Unidade 7,63
Valores, Mercadorias e Futuros
30/06/2016 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 107.265.545 9,65 7,00 R$ por Unidade 7,67
Valores, Mercadorias e Futuros
30/09/2016 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 108.328.539 8,73 6,90 R$ por Unidade 7,18
Valores, Mercadorias e Futuros
31/12/2016 Ações Preferencial Bolsa BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de 81.910.548 8,38 7,10 R$ por Unidade 7,80
Valores, Mercadorias e Futuros

PÁGINA: 226 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.5 - Outros valores mobiliários emitidos no Brasil

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 227 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.5.a - Número de Titulares de Valores Mobiliários

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 228 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.6 - Mercados brasileiros em que valores mobiliários são admitidos à negociação

As ações ordinárias e preferenciais da Companhia são admitidas à negociação na B3 – Bolsa


de Valores, Mercadorias e Futuros sob os códigos FESA3 (ON) e FESA4 (PN).

PÁGINA: 229 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.7 - Informação sobre classe e espécie de valor mobiliário admitida à negociação em


mercados estrangeiros
Justificativa para o não preenchimento do quadro:
Não aplicável.

PÁGINA: 230 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.8 - Títulos emitidos no exterior

Justificativa para o não preenchimento do quadro:


Não aplicável.

PÁGINA: 231 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.9 - Ofertas públicas de distribuição efetuadas pelo emissor ou por terceiros, incluindo controladores e
sociedades coligadas e controladas, relativas a valores mobiliários do emissor

Não foi realizada nenhuma distribuição pública de valores mobiliários pela Companhia ou
por terceiros, incluindo sociedades coligadas e controladas, em relação aos valores
mobiliários de sua emissão.

PÁGINA: 232 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.10 - Destinação de recursos de ofertas públicas de distribuição e eventuais desvios

Não houve oferta pública de distribuição de valores mobiliários nos 3 últimos exercícios
sociais da Companhia ou no exercício corrente.

PÁGINA: 233 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.11 - Descrição das ofertas públicas de aquisição feitas pelo emissor relativas a ações de
emissão de terceiros

Não foi realizada nenhuma oferta pública de aquisição feita pela Companhia relativas a
ações de emissão de terceiro.

PÁGINA: 234 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

18.12 - Outras infomações relevantes

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 235 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

19.1 - Informações sobre planos de recompra de ações do emissor


Período Reservas e lucros Qtde. prevista Qtde. adquirida
Data delib. Espécie Classe % rel. circ. aprovadas PMP Fator de cotação % adquirido
recomp. disp. (Reais) (Unidades)
(Unidades)
Outras caracter.
01/08/2014 01/08/2014 à 0,00 Preferencial 4.346.400 10,000000 3.183.300 8,07 R$ por Unidade 73,240000
29/06/2016
(i) Objetivo: aquisição de ações preferenciais de emissão da Companhia, sem redução do capital social, respeitadas as regras previstas para a reserva de lucro e de capital, tendo como objetivo a posterior alienação ou
cancelamento;
(ii) Prazo: o prazo máximo de vigência do presente “Programa de Recompra de Ações” é de até 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias, contados a partir de 1º de agosto de 2014, expirando-se em 31 de julho de 2015;
(iii) Preço: o preço de aquisição das ações não poderá ser superior ao valor de mercado;
(iv) Quantidade atual de ações: o capital social atual da Companhia é representado por um total de 88.320.000 (oitenta e oito milhões, trezentos e vinte mil) ações, sendo que 29.440.000 (vinte e nove milhões, quatrocentos e
quarenta mil) ações ordinárias e 58.880.000 (cinquenta e oito milhões, oitocentos e oitenta mil) ações preferenciais, sendo que desse total, 43.464.000 (quarenta e três milhões, quatrocentos e sessenta e quatro mil) ações
preferenciais estão em circulação;
(v) limites para aquisição de ações: o presente “Programa de Recompra de Ações” fica limitado à aquisição máxima de 1.700.000 (um milhão, setecentas mil) ações preferenciais de emissão da Companhia, equivalentes a
aproximadamente a 3,9% (três vírgula nove por cento) das ações preferenciais em circulação, devendo ser observada a manutenção do limite mínimo obrigatório de 25% (vinte e cinco por cento) de ações em circulação no mercado,
conforme exigido pelo Regulamento de Listagem Nível 1 da Bovespa, e que a quantidade de ações a ser mantida em tesouraria pela Companhia, não seja superior a 10% (dez por cento) das ações preferenciais em circulação no
mercado;
(vi) instituição financeira responsável pela intermediação: as operações de aquisição serão realizadas no pregão da BM&FBovespa, a preço de aquisição não superior ao valor de mercado, com a intermediação da instituição
financeira ITAÚ CORRETORA DE VALORES S/A, com sede Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.500 – 3º andar – parte – Itaim Bibi – SP, CEP 04538-132, inscrita no CNPJ 61.194.353/0001-64.

O Conselho de Administração da Companhia, em reunião ocorrida em 15 dezembro de 2014, autorizou, nesta data, ampliação do “Programa de Recompra de Ações” de emissão da própria Companhia, especificamente no item que
se refere aos limites para aquisições de ações, mantendo-se os demais itens inalterados, nos termos do disposto na Instrução Normativa CVM nº 10/80. Com a alteração, os limites para aquisição de ações, com vistas a ampliar o
referido programa em 2.646.400 (dois milhões seiscentos e quarenta e seis mil e quatrocentas) ações preferenciais de emissão da Companhia, de forma que o Programa de Recompra, em vigência, seja para aquisição de ações
preferenciais até o limite de 4.346.400 (quatro milhões, trezentos e quarenta e seis mil e quatrocentas) ações preferenciais de emissão da Companhia, para permanência em tesouraria e posterior cancelamento ou alienação, a ser
concluído até 31 de julho de 2015. O novo limite do Programa de Recompra corresponde a 10% (dez por cento) das 43.464.000 (quarenta e três milhões, quatrocentos e sessenta e quatro mil) ações preferenciais de emissão da
Companhia, atualmente em circulação no mercado, devendo ser observada a manutenção do limite mínimo obrigatório de 25% (vinte e cinco por cento) de ações em circulação no mercado, conforme exigido pelo Regulamento de
Listagem Nível 1 da Bovespa, e que a quantidade de ações a ser mantida em tesouraria pela Companhia, não seja superior a 10% (dez por cento) das ações preferenciais em circulação no mercado. Em 29 de julho de 2016, o
Conselho de Administração aprovou o encerramento do referido programa. As ações adquiridas no âmbito do programa permanecerão em tesouraria, sendo que a decisão sobre a alienação, cancelamento e/ou outros
direcionamentos dessas ações será tomada no momento oportuno, com a tempestiva comunicação ao mercado. Até a presente data a Companhia já adquiriu 3.183.300 ações.

PÁGINA: 236 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

19.2 - Movimentação dos valores mobiliários mantidos em tesouraria

Exercício social 31/12/2018

Ações
Espécie de ação Classe ação preferencial Descrição dos valores mobiliários Fator cotação
Preferencial

Preço médio ponderado de


Movimentação Quantidade (Unidades) aquisição/alienação (Reais)
Quantidade Inicial 3.183.300
Quantidade adquirida 0 0,00
Quantidade alienada 0 0,00
Quantidade cancelada 0
Quantidade final 3.183.300
Relação valores mobiliários em 0%
circulação

Exercício social 31/12/2017

Ações
Espécie de ação Classe ação preferencial Descrição dos valores mobiliários Fator cotação
Preferencial

Preço médio ponderado de


Movimentação Quantidade (Unidades) aquisição/alienação (Reais)
Quantidade Inicial 3.183.300
Quantidade adquirida 0 0,00
Quantidade alienada 0 0,00
Quantidade cancelada 0
Quantidade final 3.183.300
Relação valores mobiliários em 0%
circulação

Exercício social 31/12/2016

Ações
Espécie de ação Classe ação preferencial Descrição dos valores mobiliários Fator cotação
Preferencial

Preço médio ponderado de


Movimentação Quantidade (Unidades) aquisição/alienação (Reais)
Quantidade Inicial 3.183.300
Quantidade adquirida 0 0,00
Quantidade alienada 0 0,00

PÁGINA: 237 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

19.2 - Movimentação dos valores mobiliários mantidos em tesouraria

Quantidade cancelada 0
Quantidade final 3.183.300
Relação valores mobiliários em 0,000000%
circulação

PÁGINA: 238 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

19.3 - Outras inf. relev. - recompra/tesouraria

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 239 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

20.1 - Informações sobre a política de negociação de valores mobiliários

Data aprovação 31/07/2002


Órgão responsável pela aprovação Conselho de Administração

Cargo e/ou função Conselheiros

Principais características e locais de consulta

A política de negociação de valores mobiliários da Companhia estipula os períodos nos quais estão vedadas as negociações pelas
pessoas vinculadas:

A vedação de negociação de valores da Companhia compreende os períodos de 15 (quinze) dias anteriores à divulgação das
Informações Trimestrais (ITR) e Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFP) e vedado também, quando pendente de divulgação de
Ato ou Fato relevantes ocorridos no negócio da Companhia.

Períodos de vedação e descrição 15 (quinze) dias anteriores à divulgação das Informações Trimestrais (ITR) e Demonstrações
dos procedimentos de fiscalização Financeiras Padronizadas (DFP) e antes da divulgação de Ato ou Fato relevantes ocorridos no
negócio da Companhia.
A fiscalização é realizada através de consulta a lista disponibilizada pelo serviço de custódia, que
informa quem são os acionistas e quantidades de suas respectivas ações.

PÁGINA: 240 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

20.2 - Outras informações relevantes

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

1. É instituída pela CIA DE FERRO LIGAS DA BAHIA ‐ FERBASA sua política de negociação,
com base nos melhores princípios éticos, com a adoção de boas práticas de comércio,
objetivando resguardar, principalmente, o interesse de acionistas e investidores.

1.1. As práticas adotadas nestas normas obrigam acionistas controladores, administradores e


conselheiros fiscais da FERBASA e de suas Controladas ‐ a firmarem termo de adesão que
expressa às normas presentes.

1.2. Estas normas prevalecerão para membros do Conselho Fiscal e quaisquer órgãos com
funções técnicas ou consultivas que vierem a ser instituídas e instaladas.

1.3. A FERBASA deverá manter em sua sede, à disposição da CVM, a relação de pessoas
mencionadas nos itens anteriores e respectivas qualificações, indicando cargo ou função,
endereço e número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas ou no Cadastro
de Pessoas Físicas, atualizando‐a, imediatamente, sempre que houver modificação.

2. É de atribuição e responsabilidade do Diretor de Relações com Investidores promover a


política de negociação e o estrito cumprimento destas normas.

3. Os Administradores, Conselheiros Fiscais e todas as pessoas relacionadas no item 1.1,


deverão guardar sigilo absoluto das informações relativas a ato ou fato relevante, às quais
tenham acesso, cumprindo‐lhe zelar para que seus subordinados e terceiros de sua
confiança, incluindo‐se consultores e auditores, também o façam.

3.1. Antes da divulgação ao mercado de ato ou fato relevante ocorrido nos negócios da
FERBASA, é vedada a negociação com valores mobiliários de sua emissão, ou a eles
referenciados, pela própria Companhia, pelos acionistas controladores, diretos ou indiretos,
diretores, membros do Conselho de Administração, do Conselho Fiscal e de quaisquer órgãos
com funções técnicas ou consultivas, que venham a ser criadas por disposição estatutária, ou
por quem quer que, em virtude de seu cargo, função ou posição na FERBASA e ou suas
controladas, tenha conhecimento da informação relativa ao ato ou fato relevante.

PÁGINA: 241 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

20.2 - Outras informações relevantes

3.2. A mesma vedação aplica‐se a quem quer que tenha conhecimento de informação
referente a ato ou fato relevante, sabendo que se trata de informação ainda 2 não divulgada
ao mercado, em especial àqueles que tenham relação comercial, profissional ou de
confiança com a FERBASA, tais como auditores independentes, analistas de valores
mobiliários, consultores e instituições integrantes do sistema de distribuição, aos quais
compete verificar a respeito da divulgação da informação antes de negociar com valores
mobiliários de emissão da Companhia ou a eles referenciados.

3.3. Sem prejuízo do disposto nos itens anteriores, a vedação se aplica, também, aos
administradores que se afastem da administração da Companhia antes da divulgação
pública de negócio ou fato iniciado durante seu período de gestão, e se estenderá pelo prazo
de seis meses, após o seu afastamento.

3.4. Também é vedada a negociação pelas pessoas mencionadas no item 3.1 no período de
15 (quinze) dias que anteceder a divulgação das informações trimestrais (ITR) e anuais
(DFP) da FERBASA, ressalvado o disposto no § 3º do art. 15 da Instrução CVM No 358/2002,
com as alterações introduzidas pelas instruções CVM Nº 369/02 E 449/07.

3.5. Esta norma vale como proibição para a Companhia, no mesmo período, negociar com
suas próprias ações.

4. Os diretores, os membros do conselho de administração, do conselho fiscal e de quaisquer


órgãos com funções técnicas ou consultivas, criados por disposição estatutária, ficam
obrigados a informar à FERBASA a titularidade e as negociações realizadas com valores
mobiliários emitidos pela própria Companhia, por suas controladoras ou controladas.

4.1. A comunicação a que se refere o item 4 deverá abranger as negociações com derivativos
ou quaisquer outros valores mobiliários referenciados nos valores mobiliários de emissão da
FERBASA ou de emissão de suas controladoras ou controladas.

4.2. As pessoas naturais, mencionadas no item 4, indicarão, ainda, os valores mobiliários que
sejam de propriedade de cônjuge do qual não estejam separados judicialmente, de
companheiro(a), de qualquer dependente incluído em sua declaração anual de imposto
sobre a renda e de sociedades por elas controladas direta ou indiretamente.

4.3. As pessoas mencionadas no item 4 deverão efetuar a referida comunicação no prazo de


5 (cinco) dias após a realização de cada negócio e no primeiro dia útil após a investidura no
cargo.

PÁGINA: 242 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

20.2 - Outras informações relevantes

4.4. A FERBASA deverá enviar as informações referidas no item 4 à CVM e, se for o caso, à
bolsa de valores ou entidade do mercado de balcão organizado em que os valores
mobiliários de emissão da FERBASA sejam negociadas, no prazo de 10 (dez) dias, após o
término do mês em que se verificarem alterações das posições detidas, ou do mês em que
ocorrer a investidura no cargo das pessoas citadas no item 4.

5. As normas desta deliberação poderão ser modificadas, a qualquer tempo, pelo Conselho
de Administração, desde que observadas as leis pertinentes e os atos normativos da CVM.
Entretanto, não poderão ser alteradas na pendência de ato ou fato relevante ainda não
divulgado.

6. Os acionistas controladores, diretos ou indiretos, diretores, membros do conselho de


administração, do conselho fiscal e de quaisquer órgãos com funções técnicas ou
consultivas, criados por disposição estatutária, deverão firmar Termo de Adesão, obrigando‐
se ao cumprimento estrito destas normas.

PÁGINA: 243 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.1 - Descrição das normas, regimentos ou procedimentos internos relativos à divulgação


de informações

Divulgação de Ato ou Fato Relevante:

De acordo com a legislação do mercado de valores mobiliários, devemos informar à CVM e à


B3 a ocorrência de qualquer ato ou fato relevante que diga respeito aos nossos negócios.
Devemos também publicar um aviso sobre tal ato ou fato. Um ato ou fato é considerado
relevante se tiver o efeito de influenciar o preço dos valores mobiliários de emissão da
Companhia, a decisão de investidores de negociar os valores mobiliários de emissão da
Companhia ou a decisão de investidores de exercer quaisquer direitos na qualidade de
titulares de valores mobiliários de emissão da Companhia. Em circunstâncias especiais,
podemos submeter à CVM um pedido de tratamento confidencial com relação a um ato ou
fato relevante.

 Considera-se ato ou fato relevante qualquer decisão de acionista controlador,


deliberação da assembleia geral ou dos órgãos de administração da companhia, ou
qualquer outro ato ou fato de caráter político-administrativo, técnico, negocial ou
econômico-financeiro ocorrido ou relacionado aos seus negócios que possa influir de
modo ponderável;

 É de atribuição e responsabilidade do Diretor de Relações com Investidores divulgar e


comunicar à CVM, B3 e entidade do mercado de balcão organizado, em que os valores
mobiliários de emissão da FERBASA sejam negociadas, qualquer ato ou fato relevante
ocorrido ou relacionado aos negócios da FERBASA, bem como zelar por sua ampla e
imediata disseminação, simultaneamente em todos os mercados em que tais valores
mobiliários sejam admitidos à negociação, cabendo-lhe, ainda, gerir a política de
divulgação da FERBASA e, sempre que solicitado, oferecer esclarecimentos.

 A divulgação do fato relevante deverá se dar através de publicação nos jornais de grande
circulação utilizados habitualmente pela FERBASA, podendo ser feita de forma resumida
com indicação dos endereços na rede mundial de computadores - Internet, onde a
informação completa deverá estar disponível a todos os investidores, em teor no mínimo
idêntico àquele remetido à CVM e à bolsa de valores e entidade do mercado de balcão
organizado em que os valores mobiliários de emissão da FERBASA sejam negociadas.

 Todos os Administradores, Conselheiros Fiscais e pessoas relacionadas no item anterior


são obrigadas a comunicar ao Diretor de Relações com os Investidores a ocorrência de
fato ou ato relevante, assim que dele tomem conhecimento.

PÁGINA: 244 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.1 - Descrição das normas, regimentos ou procedimentos internos relativos à divulgação


de informações

 Cumpre aos acionistas controladores, diretores, membros do conselho de administração,


do conselho fiscal e de quaisquer órgãos com funções técnicas ou consultivas, criados
por disposição estatutária, e empregados da companhia, guardar sigilo das informações
relativas a ato ou fato relevante às quais tenham acesso privilegiado em razão do cargo
ou posição que ocupam, até sua divulgação ao mercado, bem como zelar para que
subordinados e terceiros de sua confiança também o façam, respondendo solidariamente
com estes na hipótese de descumprimento.

 A ocorrência de ato ou fato relevante será comunicada, imediatamente, à CVM e à bolsa


de valores e entidade do mercado de balcão organizado em que os valores mobiliários de
emissão da FERBASA sejam negociadas.

PÁGINA: 245 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos


relativos à manutenção de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas

A Política de Divulgação de Ato ou Fato Relevante da Companhia atribui responsabilidade


sobre o manuseio das informações a serem divulgadas, assim como estabelece os
procedimentos adotados para manter o sigilo de informações relevantes.

Aos administradores da Companhia cabe o dever de guardar o sigilo das informações a


cerca de atos ou fatos relevantes sobre os negócios da Companhia, assim como zelar para
que subordinados e terceiros de sua confiança também guardem sigilo sobre as mesmas.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE ATO OU FATO RELEVANTE

1. É instituída pela CIA DE FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA sua política de divulgação de
seus atos e negócios, com a adoção de boas práticas de comércio, objetivando resguardar
direitos e interesses de acionistas e investidores, assim como de empregados, fornecedores e
clientes, mormente com a divulgação sistemática de informações referentes a atos e fatos
relevantes.

1.1. Considera-se ato ou fato relevante qualquer decisão de acionista controlador,


deliberação da assembleia geral ou dos órgãos de administração da Companhia, ou qualquer
outro ato ou fato de caráter político-administrativo, técnico, negocial ou econômico-
financeiro ocorrido ou relacionado aos seus negócios que possa influir de modo ponderável:

I - na cotação dos valores mobiliários de emissão da Companhia ou a eles referenciados;

II - na decisão dos investidores de comprar, vender ou manter aqueles valores mobiliários;

III - na decisão dos investidores de exercer quaisquer direitos inerentes à condição de titular
de valores mobiliários emitidos pela Companhia ou a eles referenciados.

1.2. As práticas adotadas nestas normas obrigam acionistas controladores, administradores,


conselheiros fiscais, tanto quanto funcionários que tenham acesso privilegiado de ato ou fato
relevante - da FERBASA e de suas Controladas - a firmarem termo de adesão que expressa às
normas, comprometendo-se a cumpri-las rigorosamente.

1.3. A FERBASA deverá manter em sua sede, à disposição da CVM, a relação de pessoas
mencionadas nos itens anteriores e respectivas qualificações, indicando cargo ou função,
endereço e número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas ou no Cadastro
de Pessoas Físicas, atualizando-a imediatamente sempre que houver modificação.

PÁGINA: 246 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos


relativos à manutenção de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas

2. É de atribuição e responsabilidade do Diretor de Relações com Investidores divulgar e


comunicar à CVM e à bolsa de valores e entidade do mercado de balcão organizado, em que
os valores mobiliários de emissão da FERBASA sejam negociadas, qualquer ato ou fato
relevante ocorrido ou relacionado aos negócios da FERBASA, bem como zelar por sua ampla
e imediata disseminação, simultaneamente em todos os mercados em que tais valores
mobiliários sejam admitidos à negociação, cabendo-lhe, ainda, gerir a política de divulgação
da FERBASA e, sempre que solicitado, oferecer esclarecimentos.

2.1. Todos os Administradores, Conselheiros Fiscais e pessoas relacionadas no item 1.2, são
obrigadas a comunicar ao Diretor de Relações com os Investidores a ocorrência de fato ou
ato relevante, assim que dele tomem conhecimento.

2.2. Se o Diretor de Relações com os Investidores não promover a imediata divulgação, o


Comunicante submeterá o assunto, de imediato, ao Conselho de Administração. Negando-se
o Conselho a fazer divulgar o fato relevante, o Comunicante levará o fato à apreciação da
CVM.

3. A ocorrência de ato ou fato relevante será comunicada, imediatamente, à CVM e à bolsa


de valores e entidade do mercado de balcão organizado em que os valores mobiliários de
emissão da FERBASA sejam negociadas.

3.1. A divulgação de fato ou ato relevante deverá ser feita antes do início ou após o
encerramento dos negócios das Bolsas de Valores em que as ações da FERBASA sejam
negociadas.

3.2. Excepcionalmente, não será divulgado ato ou fato relevante quando sua publicação
colocar em risco legítimos interesses da FERBASA. Entretanto, será imediatamente divulgado
o fato relevante na hipótese de tais informações escaparem ao controle ou se ocorrer
oscilações atípicas na cotação, preço ou quantidade negociada dos valores mobiliários de
emissão da FERBASA ou a ele referenciados.

3.3 A divulgação deverá se dar através de publicação nos jornais de grande circulação
utilizados habitualmente pela FERBASA, podendo ser feita de forma resumida com indicação
dos endereços na rede mundial de computadores - Internet, onde a informação completa
deverá estar disponível a todos os investidores, em teor no mínimo idêntico àquele remetido
à CVM e à bolsa de valores e entidade do mercado de balcão organizado em que os valores
mobiliários de emissão da FERBASA sejam negociadas.

PÁGINA: 247 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos


relativos à manutenção de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas

3.4. A divulgação e a comunicação de ato ou fato relevante, inclusive da informação


resumida referida no parágrafo anterior, devem ser feitas de modo claro e preciso, em
linguagem acessível ao público investidor.

3.5. Cumpre aos acionistas controladores, diretores, membros do conselho de administração,


do conselho fiscal e de quaisquer órgãos com funções técnicas ou consultivas, criados por
disposição estatutária, e empregados da Companhia, guardar sigilo das informações
relativas a ato ou fato relevante às quais tenham acesso privilegiado em razão do cargo ou
posição que ocupam, até sua divulgação ao mercado, bem como zelar para que
subordinados e terceiros de sua confiança também o façam, respondendo solidariamente
com estes na hipótese de descumprimento.

3.6. Antes da divulgação ao mercado de ato ou fato relevante ocorrido nos negócios da
FERBASA, é vedada a negociação com valores mobiliários de sua emissão, ou a eles
referenciados, pela própria Companhia, pelos acionistas controladores, diretos ou indiretos,
diretores, membros do Conselho de Administração, do Conselho Fiscal e de quaisquer órgãos
com funções técnicas ou consultivas, que venha a ser criados por disposição estatutária, ou
por quem quer que, em virtude de seu cargo, função ou posição na Companhia aberta e suas
controladas, tenha conhecimento da informação relativa ao ato ou fato relevante.

3.7. A mesma vedação aplica-se a quem quer que tenha conhecimento de informação
referente a ato ou fato relevante, sabendo que se trata de informação ainda não divulgada ao
mercado, em especial àqueles que tenham relação comercial, profissional ou de confiança
com a Companhia, tais como auditores independentes, analistas de valores mobiliários,
consultores e instituições integrantes do sistema de distribuição, aos quais compete verificar
a respeito da divulgação da informação antes de negociar com valores mobiliários de
emissão da Companhia ou a eles referenciados.

3.8. Sem prejuízo do disposto no item anterior, a vedação se aplica, também, aos
administradores que se afastem da administração da Companhia antes da divulgação
pública de negócio ou fato iniciado durante seu período de gestão, e se estenderá pelo prazo
de seis meses após o seu afastamento.

4. As normas desta deliberação referente a divulgação poderão ser alteradas a qualquer


tempo pelo Conselho de Administração, desde que observada as leis pertinentes e os atos
normativos da CVM.

PÁGINA: 248 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.2 - Descrição da política de divulgação de ato ou fato relevante e dos procedimentos


relativos à manutenção de sigilo sobre informações relevantes não divulgadas

5. Os acionistas controladores, diretos ou indiretos, diretores, membros do conselho de


administração, do conselho fiscal e de quaisquer órgãos com funções técnicas ou
consultivas, criados por disposição estatutária, deverão firmar Termo de Adesão (Anexo)
obrigando-se ao cumprimento estrito destas normas.

Pojuca, 30 de outubro de 2012.

PÁGINA: 249 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.3 - Administradores responsáveis pela implementação, manutenção, avaliação e


fiscalização da política de divulgação de informações

É de responsabilidade do Diretor de Relações com Investidores divulgar e comunicar à CVM


e a B3, qualquer ato ou fato relevante ocorrido ou relacionado aos nossos negócios que seja
considerado informação relevante, bem como zelar pela ampla e imediata disseminação da
informação relevante nas bolsas de valores e ao público em geral (por meio de anúncio
publicado no jornal, etc.).

Cumpre, ainda, gerir a política de divulgação da FERBASA e, sempre que solicitado, oferecer
esclarecimentos necessários, bem como promover a manutenção, a avaliação e a fiscalização
da mesma.

PÁGINA: 250 de 251


Formulário de Referência - 2019 - CIA FERRO LIGAS DA BAHIA - FERBASA Versão : 4

21.4 - Outras informações relevantes

Todas as informações relevantes e pertinentes a este tópico foram divulgadas nos itens
anteriores.

PÁGINA: 251 de 251