Você está na página 1de 16

UM POUCO DE HISTÓRIA

A internet surgiu no Brasil por volta de 1988, quando começaram a implantar os


primeiros embriões da rede. O governo brasileiro investiu nesta nova ferramenta
de comunicação e lançou um projeto governamental em 1989.
Mas, foi no ano de 1995 que a internet se tornou comercial, tendo seu acesso
aberto aos consumidores – ou usuários. Daí por diante, seu acesso se tornou
mais importante que o uso do telefone propriamente dito.

FINALIDADE DA INTERNET

A primeira finalidade da internet era a conexão entre organizações. Logo a seguir


tomou por finalidade a conectividade de pessoas.
A comunicação sem fronteiras chamou a atenção rapidamente da comunidade
mundial, congregando milhões de usuários em pouco tempo de vida. Estima-se
que, hoje, mais de 80% da população mundial faça uso da internet em algum
momento da sua vida.

O HOMEM E A INTERNET

Com o avanço dessa mais nova ferramenta de comunicação, o homem


descobriu que as barreiras antes impostas pela distância, tempo e falta de
conexão não eram mais problema. Poderíamos enviar documentos para o outro
lado do planeta, e em segundos este mesmo documento era recebido por outra
pessoa.
Claro que, assim que surgiu, a internet não tinha a velocidade (bits por segundo)
que tem hoje. As informações eram transmitidas em Kbps (kilobytes por
segundo). Com o avanço da tecnologia, hoje podemos enviar mensagens em
Terabytes por segundo, ou seja, 1000 vezes mais rápido do que era feito há
pouco mais de 20 anos atrás.
REDES SOCIAIS

Fazendo jus a um de seus objetivos primários, a internet criou os chats (forma


de comunicação a distância, utilizando computadores ligados à internet). Dessa
forma, as pessoas começaram a interagir através da rede de computadores.
Hoje, temos vários apps (aplicativos) de comunicação. O mais popular é o Whats
app.
As redes sociais, como o nome já diz, tornou-se o meio mais utilizado de
interação entre as pessoas.

BENEFÍCIOS DA INTERNET

Listamos alguns benefícios que a internet proporciona a seus usuários. São


eles:
 Criar novas amizades;
 Vencer limitações de distância;
 Promoção de intercâmbio cultural;
 Intercâmbio linguístico;
 Expansão de relacionamentos;
 Contatos profissionais;
 Acesso a material de estudo e pesquisa;
 Divulgação e propaganda;
 Entre outros.

São muitos os benefícios que a internet trouxe a população mundial. Hoje são
desenvolvidas ações que jamais seriam possíveis sem o uso da internet.
O seu bom uso traz benefícios e desenvolvimento a todos que dela desfrutam
com sabedoria e equilíbrio.
A INTERNET NA BÍBLIA

Para surpresa de muitos (ou não), a bíblia não faz menção sobre a internet.
Como uma ferramenta tecnológica – como o telefone, o rádio, a televisão – a
Palavra de Deus não faz colocações sobre a ferramenta em si.
Porém, a contemporaneidade das coisas não exclui as diretrizes que a Palavra
de Deus traz sobre a pratica de vida que o Cristão deva ter (Mt.7:12).
Nunca foi plano de Deus que o homem vivesse isolado. O homem foi criado para
viver em comunidade.
Enfim, não podemos analisar a questão da ferramenta, pois a Palavra não
disserta sobre tal objeto. Mas, é nosso dever manter uma postura cristã diante
de qualquer circunstância, em qualquer época e sob qualquer argumento.
A isso chama-se “Ética Cristã.”

O QUE É ÉTICA CRISTÃ

Grupo de princípios morais fundamentados na Palavra de Deus.


Estes princípios instruem como devemos viver neste mundo, de forma que
agrade a Deus.
Entende-se por ÉTICA, um conjunto de valores socias. Unindo-se a lei expressa
na Palavra de Deus, temos o conjunto que forma a ética cristã.
Nos capítulos 5, 6 e 7 do livro de Mateus, Jesus faz um sermão onde define
vários princípios morais que norteiam a vida cristã. Bem como os dez
mandamentos, relatados no livro do Êxodo em seu capítulo 20, do verso 2 ao
17.
Para os cristãos, qualquer forma ética que não está na bíblia é falha,
inapropriada ou rejeitada. Digo isso, pois alguns princípios que não tem base
cristã comumente promovem conceitos individualistas, materialistas, relativistas,
entre outros.
Não estou dizendo que a internet não deva ser usada por cristãos. Entenda.
Apenas disse que, assim como qualquer ferramenta, devemos saber utilizá-la. O
seu bom uso é proveitoso e traz excelentes resultados àqueles que a bem
utilizam. A obra de Deus pode ser beneficiada pelo uso correto das redes socias,
através de uma boa utilização da internet como aliada na busca pela salvação
da humanidade.
ENTENDENDO AS REDES SOCIAIS

A internet, através das suas redes sociais, tem como objetivo congregar pessoas
e criar grupos para que os indivíduos, que deles participam, interajam uns com
os outros, criando sociabilidade em um meio virtual.
A partir daí, criam-se inúmeras oportunidades. O comércio é um forte aliado da
rede, visto que, os princípios que basearam o surgimento de uma rede mundial
de computadores foram sobre o âmbito comercial.
Entretanto, devemos saber que a internet funciona sobre algoritmos – sequência
finita de instruções sobre uma tarefa – e sendo assim, funciona de maneira
previsível e constante.
Diante disso, observamos que:
1. A INFORMAÇÃO MOSTRADA CONFIRMA AS SUAS OPINIÕES.
A internet mostra a você um reflexo de um conjunto de informações que você
forneceu, com seus dados pessoais, suas buscas, suas preferências, suas
músicas, sua região. Enfim, a internet precisa que você preencha um PERFIL
para que ela retorne alguma coisa pra você.
A maior parte das informações sobre determinado assunto fica invisível na sua
página de perfil. É exibido somente o que faz uma ligação com o seu perfil.
Aproximadamente 90% das informações ficam ocultas, ou você teria que ler 10
páginas de conteúdo diário durante 1 ano e meio para ler tudo o que há na
internet sobre um determinado assunto.
Da mesma forma acontece com os seus “amigos”, dentro de uma rede social.
Aproximadamente 10% dos seus amigos veem seus posts e você vê o que eles
postam.
Isso tem como objetivo te agradar. Mostrando apenas o que se torna
conveniente, de acordo com o seu perfil. Isso faz com que você confirme suas
ideologias, sem que haja algo que te contrarie.
Isso faz você dono do seu mundo!

2. A INTERNET DIMINUI A CAPACIDADE CRÍTICA ESTIMULANDO O


NARCISISMO
A internet criou o mais novo “vício” da sociedade – a busca por likes (expressão
que define a aprovação de um post). Todos que estão postando nas redes
sociais fazem isso em busca de likes. Isso se tornou tão importante, que há
empresas que promovem seus funcionários através da quantidade de likes que
o mesmo recebe. Da mesma forma, há artistas que triplicaram o valor de seu
cachê por causa de uma postagem que rendeu alguns milhares de likes.
Utilizando desse indicador, quando você faz uma postagem busca aprovação. E
isso acontece de acordo com a quantidade de likes que você recebe em sua
postagem. Algumas pessoas tomam decisões, positivas ou negativas, de acordo
com a quantidade de likes, ou com quem respondeu com um like, ou ainda, com
o tempo que os amigos (na vida real) levaram para dar um like na postagem.
A não aprovação do seu perfil, ou post, definida por você, por causa do baixo
número de likes, em muitos casos produz frustração, dúvida, tristeza, inimizade
e muitos outros sintomas que podem levar a ruína a vida real de quem se deixa
manipular por tal ferramenta.
Quem recebe muitos likes em suas postagens experimenta uma sensação
prazerosa. Estudos revelam que o corpo se enche de Dopamina – substância
que causa dependência, fazendo com que o indivíduo repita a ação para ter
novamente a sensação que o hormônio causou – assim, cria uma necessidade
de ter muitos likes, com a intenção de sentir aquela falsa sensação de prazer.
A busca por aprovação transportará você para condições as quais você aceitará
fazer coisas inimagináveis, para se sentir incluído, aceito, aprovado.
Preciso ser amado!

3. PROMOVE RELAÇÕES IRRELEVANTES.


Quando você está em uma rede social há uma falsa sensação de que você não
está sozinho. Você interage com os outros usuários e acredita que eles estão
participando 100% da sua realidade, naquele exato momento.
As relações, em muitos casos, começam e terminam sem haver o contato físico.
A mente descarta a possibilidade do contato, tornando-o um problema para o
bom funcionamento do relacionamento. Muitas pessoas que sofrem de
depressão e outras doenças psicológicas – síndrome do pânico, por exemplo –
tem um perfil ativo em uma rede social, mas fracassa em relações interpessoais
propriamente ditas.
Isso acontece porque, nas redes sociais, sabemos sobre o outro usuário que
interage conosco apenas o que ele quer que saibamos. As informações expostas
são de responsabilidade de cada pessoa (PERSONA) e a veracidade das
informações não tem como serem checadas, pois há uma forte política de
privacidade que impede a averiguação das informações.
PERSONA é a personalidade que um usuário apresenta aos outros como real,
mas que na verdade, é uma variante às vezes muito diferente da verdadeira. É
uma face social que o usuário apresenta ao mundo. É a utilização de um
personagem fictício criado para representar diferentes tipos dentro de um alvo
demográfico, de atitude ou de comportamento.

Não lidamos com pessoas...lidamos com PERSONAS.


SAIBA O QUE É “NEOMANIA” – o vício do novo século.

Neomania é o termo usado para definir o transtorno de compulsão por


novidades.
Isso se traduz naquela pessoa que tem uma obstinação incontrolável em ver o
feed, ver os novos posts, comentários, chats e etc.
Esse indivíduo não concebe a ideia de ficar sem internet, ou o smartphone
descarregar. Não ter a possibilidade de olhar o que acontece na rede é algo
inaceitável para ele.

VOCÊ É UM NEOMANÍACO?

O uso excessivo da internet, ou o uso inadequado, pode ocasionar o rompimento


de uma relação de intimidade com Deus, sem que o indivíduo perceba o que
está acontecendo.
Listamos aqui 5 sintomas que podem identificar se esta relação de intimidade
está ameaçada pelo uso excessivo da internet. Vejamos:

1. Navega nas redes socias por um longo período do dia, mas não tem
tempo para orar e ler a bíblia.

Pessoas que se identificam com este item, normalmente tem o hábito de


verificar a internet ao acordar, e faz o mesmo antes de dormir.

2. Confere as redes sociais durante o culto.

O culto é o momento de adoração ao Senhor. Quando o indivíduo se


distrai, interrompe a conexão com o Pai.

3. Está sempre focado na rede social.

Qualquer ação é motivo de tirar foto e postar na rede social. Baseia suas
ideologias em postagens. Acredita em tudo o que vê na rede social.
4. Não aprende nada edificante na rede social.

Sua mente parece estar sempre cansada. Esquece números que antes
sabia, não consegue resolver pequenos problemas cotidianos, fala de
maneira vulgar e perde vocabulário. Há uma visível paralisia em seu
desenvolvimento pessoal.

5. Frase comum: “Eu não sou viciado em rede social.”

O reconhecimento do uso excessivo proporciona a retomada do equilíbrio.


Fazemos muitas coisas que não nos damos conta. Ouvir quem nos ama
é essencial para o crescimento e aprendizado.

O ESPÍRITO (EU) CONTROLA O MEU CORPO.

“E o mesmo Deus de paz vos santifique completamente; e oro a Deus que


todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam preservados irrepreensíveis
para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”
1 TESSALONICENSES 5:23.

O homem é um ser espiritual. O homem é um espírito, possui uma alma e habita


num corpo físico.

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos
de Deus.”
ROMANOS 8:14.

Somos filhos de Deus! Aleluia! Por isso, somos guiados pelo seu Santo Espírito.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas
as coisas me são lícitas, mas eu não serei levado sob o poder de nenhuma.”
1 CORÍNTIOS 6:12.
Somos livres, mas não devemos usar da liberdade que temos para fazer coisas
que não convém (1Pe. 2:16). E, consequentemente, não seremos dominados
por coisa alguma.
A liberdade que temos não é para ser usada de maneira que desagrade a Deus.
O excesso de uma liberdade ignorante pode levar o indivíduo ao vício.

USANDO A INTERNET A FAVOR DA


SALVAÇÃO.
Se você não se identificou com a maneira irresponsável de utilizar a internet, que
lemos até aqui, parabéns! Você deve continuar a utilizar essa ferramenta
poderosa a favor da vida, promovendo seu ministério, cativando mais pessoas
com as palavras agradáveis que tem escrito, fazendo postagens que edifique o
Corpo de Cristo (igreja) e buscando alcançar mais almas para o Reino de Deus.
Mas, se você se identificou...não se entristeça! A seguir te daremos alguns
direcionamentos para ajuda-lo a retomar a relação de intimidade com o Pai.
Preste bastante atenção e siga em frente!

1. Amarás Deus antes do Facebook.

Ainda que pareça óbvio, há inúmeras pessoas que sua primeira ação do
dia é olhar a rede social, e a última também.
Jesus disse: “Tu amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de
toda a tua alma, e de toda a tua mente.”
(Mateus 22:37.)
E alguns indivíduos, por vezes, dizem não ter tempo para orar e ler a
Palavra.
“Diante do tempo utilizado nas redes sociais, mostra que falta de oração
não é por falta de tempo.” (Pr. John Piper)

DIRECIONAMENTO Nº 01
Costumes geram hábitos. Então, cultive novos costumes até que se
tornem hábitos. Acorde, tome café com a família, dê bom dia a alguém, diga
como foi a sua noite de sono, interaja. Faça o mesmo durante o dia e a
noite, antes de dormir. A interação é o que nos torna HUMANOS.
2. Dedique tempo para Deus, e depois para a rede social.

Quando nos tornamos adultos definimos o que é prioridade em nossa


vida. A partir daí reservamos tempo para realizar aquilo que achamos
importante.
Jesus disse: “Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e todas
estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33)
Qual é a prioridade em sua vida?

DIRECIONAMENTO Nº 02

Ao acordar reserve 10 minutos e ore a Deus. Faça o mesmo no meio


do dia e antes de dormir. Leia, ao menos, um capítulo da bíblia (peça
orientação ao seu Pastor). Mantenha a conexão com o Pai, e todas as
outras coisas lhe serão acrescentadas.

3. Não use palavras que desonrem a Deus.

Podemos reverter algumas atitudes impensadas, mas palavras não são


“des-ditas”. Não se deixe levar pelos sentimentos que a rede social, às
vezes, te causa (Ef.4:26). Um comentário ou postagem incoerente com
quem você é, pode trazer péssimas consequências para você e para
outros.
Jesus disse: “Mas eu vos digo que toda a palavra ociosa que os homens
disserem hão de dar conta no dia do juízo.” (Mateus 12:36)
Lembre-se a quem você representa!

DIRECIONAMENTO Nº 03

Antes de fazer qualquer postagem e/ou comentário, questione-se:


Minha intenção é glorificar a Deus ou ao próximo? Falo de maneira pública
ou privada com este irmão? Sei o que estou falando? As pessoas precisam
saber disso? Vou envergonhar ou ofender alguém com isso? Isso é
apropriado para mim? Questione-se!

4. Use palavras que edificam.

Não podemos esquecer que através da tela do computador há pessoas,


que sentem e que precisam de carinho e amor, assim como nós. Seja
agradável em suas palavras, virtual e pessoalmente falando.
Jesus disse: “Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas
palavras serás condenado.” (Mateus 12:37)
DIRECIONAMENTO Nº 04

Use a oportunidade de interação com outras pessoas para falar das


coisas de Deus. Busque palavras positivas para falar com as pessoas. Se
o que você tem para falar não vai causar a edificação, ou o crescimento
pessoal de quem ouve...não fale.

Vamos fazer uma breve observação sobre as palavras, que muitos cristãos,
estão promovendo pela internet.
Muitos cristãos compartilham publicações sem o mínimo de cuidado com as
palavras contidas nestas postagens. Claro que, o álibi utilizado por muitos é que
“a postagem não é minha, apenas compartilhei”.
Saiba que, no Brasil e em muitos outros países, quem presencia um crime e não
faz nada para evitar que tal seja cometido, sofre pena igual daquele que
cometeu. O nome disso é “conivência”.
Não sejamos coniventes com tais postagens! Palavras de baixo calão –
vulgarmente conhecidas como “palavrão” – não devem andar na boca do cristão.
PALAVRÃO – Palavras de baixo calão. Palavras com conteúdo gramatical e
popular chulo, ofensivo, obsceno, imoral e impróprio.
“Afasta de ti a boca maléfica, e afasta de ti os lábios perversos.” (Pv.4:24)
“Uma pessoa má, um homem malévolo, anda com a boca perversa,” (Pv.6:12)
“O coração do justo medita para responder, mas a boca dos perversos derrama
coisas más. O Senhor está longe dos perversos, mas ele ouve a oração dos
justos.” (Pv.15:28-29)

“De uma mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não convém
que estas coisas sejam assim.” (Tg.3:10)

“Não se engane: As comunicações malignas corrompem as boas maneiras.”


(1Cor.15:33)

5. Fale a verdade em seu perfil.

Seja honesto. A virtualidade da internet não o desobriga em andar


pautado na verdade. Mentir ou enganar não são obras do Espírito de
Deus, mas obras do maligno. Lembre-se, que você é a mesma pessoa do
seu perfil na rede social. Não invente ter qualidades, intelectuais ou
materiais, que não as possui. Não procure imitar ninguém...seja você!
O Apóstolo Paulo disse:” Sede meus imitadores, como também eu de
Cristo.” (1 Cor. 11:1)

DIRECIONAMENTO Nº 05

Baseie sobre a verdade todas as informações que você postar na


internet. Seja honesto em suas palavras e ações. Você é cristão na igreja
(templo) e fora dela também; bem como na internet e na realidade.

6. Tenha em mente a sua missão!

Deus, nosso Pai, o chamou para cumprir uma missão. Você crê nisso?
Acredite! Pois é a mais pura verdade. Ele chamou você! Use a internet a
seu favor, para alcançar o objetivo da sua missão.
Jesus disse: “E, indo, pregai, dizendo: É chegado o Reino dos céus. Curai
os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os
demônios; de graça recebestes, de graça dai.” (Mt. 10:7-8)

DIRECIONAMENTO Nº 06

Alguns cristãos, em seus perfis em redes sociais, mais parecem


pagodeiros, funkeiros, cabos eleitorais, e mais um montão de
coisas...menos cristãos. Lembre-se de quem você é! Todas as soluções
estão em Cristo. E como diz o Apóstolo Paulo em Tiago 1:22 – “E sede
cumpridores da palavra, e não ouvintes apenas, enganando-vos a vós
mesmos.”

7. Não divulgue notícias falsas – “Fake News.

Somos responsáveis por tudo o que falamos. E quando ampliamos uma


mentira contada, erramos duplamente. Primeiro porque mentimos, e
sabemos bem quem é o pai da mentira (João 8:44b). E, segundo porque
corroboramos com a informação enganosa de alguém. A fofoca termina
quando encontra um justo, pois ele não propaga este tipo de conversação.
Jesus disse: “Porque por tuas palavras serás justificado, e por tuas
palavras serás condenado.” (Mt. 12:37)
DIRECIONAMENTO Nº 07

Na internet você interage com todos os tipos de pessoas. Tenha


cuidado em saber a veracidade da informação que vai propagar, na rede ou
fora dela. Palavras mal-intencionadas podem ferir, e, até matar.

8. Não navegue na internet durante o culto.

O culto é o momento de adoração e louvor a Deus, nosso Pai. Sua


atenção, seu coração, sua mente e todo o seu ser devem estar voltados
a Ele (João 4:23). Sem mencionar a falta de respeito, e educação, com o
pastor e/ou dirigente. Não dê espaço a distração! Tudo o que o inimigo
quer é tirar o seu foco, para que as sugestões malignas dele alcancem
sua mente. Não permita! Coloque-se à disposição do Senhor.
Jesus disse: “Tu adorarás ao Senhor teu Deus, e só a Ele servirás.”
(João 4:10b)

DIRECIONAMENTO Nº 08

Ao entrar na igreja ponha seu smartphone no modo silencioso. Não


deixe no modo vibra-call, pois também tirará a sua atenção ao vibrar. Honre
a pessoa que está lá na frente ministrando na sua vida. Ao terminar o culto
responda as suas mensagens e curta a sua rede social.

9. Não se exponha ao perigo.

A internet é uma rede mundial de computadores. Por isso, devemos nos


preocupar com as informações que colocamos à disposição das pessoas,
em nossa rede social. Cuidado ao compartilhar informações pessoais.
Lembre-se que, tudo o que você coloca em seu perfil será do
conhecimento de todos.
Jesus disse: “Não tentarás o Senhor, teu Deus.” (João 4:7b)

DIRECIONAMENTO Nº09

Lembre-se que suas informações pessoais não devem ser do


conhecimento de todos. Usar o celular ao volante e caminhar digitando
mensagens na rede social podem causar danos graves, e multa pelas
autoridades competentes. Quando você se expõe em perigo, lembre-se que
aqueles que te cercam também podem ser afetados.
10. Cuidado com suas fotos.

Como disse anteriormente, lembre-se que as postagens serão vistas por


todos. Diante disso, cuidado com as fotos que você posta. Causar
sentimentos ruins às pessoas pode ser prejudicial a você mesmo. Busque
ser coerente com quem você é. Pense que do outro lado da tela há
pessoas, que receberão a imagem que você passou.
Jesus disse: “Mas qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que
creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma
mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar.”
(Mateus 18:6)

DIRECIONAMENTO Nº 10

Poste fotos que não denigram a sua imagem. Seja a mesma pessoa
que você é fora da rede social. Tenha pudor. Não gere sentimentos ruins
aos outros com as suas fotos.

11. Não substitua relações reais pelas virtuais.

O que nos faz humanos é a capacidade de interação que temos. Deus


não criou o homem para que vivesse isolado. “Contemplai quão bom e
quão agradável é para os irmãos habitarem juntos em união! “(Salmo 133:1)
Enfim, nada substitui o contato humano. Sendo assim, ver uma foto, ou
uma imagem na tela do computador jamais será a mesma coisa que ver
a pessoa na sua frente. Sabemos que a distância ainda é um fator
limitante para estarmos perto de quem amamos. Vencer esta barreira
cabe a nós, não a internet.
Jesus disse: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” (Marcos 12:31a)

DIRECIONAMENTO Nº 11

Não se isole por causa das redes sociais. Mantenha as suas


amizades e reserve tempo para interagir com seus amigos. Faça visitas às
pessoas mais chegadas a você. Crie oportunidades para encontros reais.
12. Não se deixe dominar pelas redes sociais.

Não se deixe dominar pelas redes sociais. Já temos o nosso Senhor!


Aleluia!!! O Apóstolo Paulo diz: “Todas as coisas me são lícitas, mas nem
todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas
as coisas edificam.” (1 Cor. 10:23). Quando falamos sobre vício, estamos
falando sobre domínio mental. Não abra a sua mente para as sugestões
malignas. Todas as nossas verdades e certezas vem de Deus.
Jesus disse: “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida; nenhum homem vem
ao Pai, senão por mim.” (João 14:6)

DIRECIONAMENTO Nº 12

Não permita que o uso da rede social, e o acesso à internet, atrapalhe


o seu relacionamento com Deus e com os irmãos. Tudo está ao nosso
alcance para ser usado. Use a favor do Reino de Deus!

Momento de Oração

Vamos nos unir neste momento e orar ao nosso Pai Celestial, para que
nossa igreja avance, e não caia nas ciladas que o inimigo tem armado através
da internet e das redes sociais.

Oremos.
Conclusão

Podemos dar inúmeras desculpas para continuar utilizando a internet e suas


redes sociais da maneira irresponsável que temos utilizado, e continuar
desobedecendo as ordens que Deus nos dá, através da sua Palavra.
Ou, podemos admitir que temos sido irresponsáveis e desobedientes a Deus, e,
de agora em diante, agir de uma maneira diferente a qual agíamos.
A verdade é que temos uma ferramenta maravilhosa e poderosa em nossas
mãos. Se a colocarmos em ação para o crescimento do Reino de Deus,
poderemos alcançar resultados nunca antes imaginados. Pois na internet não há
fronteiras. A Palavra de Deus pode alcançar os quatro cantos da terra.
Essa é uma atitude pessoal. É você quem deve decidir como vai utilizar a internet
e suas redes sociais. Decida!

Para ajuda-lo na sua decisão, listamos alguns pontos.

1. Tudo o que fizer, seja feito para a Glória de Deus.


2. Não deixe a sua rede social prejudicar seu relacionamento com Deus.
3. Saiba o que compartilhar e o que postar.
4. Cristãos não curtem, assistem ou comentam postagens indecentes e
imorais.
5. Saiba se posicionar na rede social como cristão.

“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo
adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das
trevas para a sua maravilhosa luz.”
(1Pe. 2:9)