Você está na página 1de 9

FEMINILIDADE

CIGANA
Publicado em 24 de abril de 2006

Rate This

A beleza da mulher cigana sempre impressionou as demais


mulheres e fascinou os homens de toda parte. Essa beleza
mística, onde se misturam elementos orientais e ocidentais
numa harmonia mágica e sempre perturbadora, já inspirou
grandes artistas, que a imortalizaram.
O mistério dessa beleza não se resume a um segredo, mas a
muitos e muitos segredos, englobados no que se convencionou
chamar de "beleza interior", isto é, uma beleza que parece vir de
dentro para fora.

Seja na pele, nos cabelos, nos olhos, no sorriso, nos dentes


ou na forma do corpo, tudo nela é agradável aos olhos. Seus
movimentos, quando anda ou dança, sua maneira de olhar e
enfeitiçar e seu jeito espontâneo de ser enfeitiçam e prendem a
atenção. Junto dela, não há homem que não se sinta perturbado
e fascinado.

Tudo numa cigana é envolvente e ardente, mas, ao mesmo


tempo, terno e repousante, numa convivência harmônica de
contrastes que não é encontrada em nenhuma outra raça.
Os segredos vão desde os cuidados com os cabelos e as
unhas até a escolha do perfume correto. Aliás, é na escolha
desse perfume que a mulher cigana esconde um de seus mais
tradicionais segredos: o da milenar arte do perfume, criada
pelos egípcios.

PARA CATIVAR UM HOMEM PELO PERFUME


A escolha do perfume por uma cigana não oferece muitas
dificuldades para elas, que buscam aquelas fragrâncias mais
adequadas ao seu signo, dentre as inúmeras opções existentes
no mercado. Mesmo as mulheres de um mesmo signo não se
prendem a uma mesma marca, mas às essências contidas no
perfume.

Essa escolha se faz pelo gosto pessoal, desde que o perfume


em questão contenha as essências certas. Para que você possa
fazer o mesmo e potencializar ao máximo os efeitos do seu
perfume, escolha aquele que apresentar as características idéias
de seu signo, conforme a tabela abaixo, fruto da milenar arte
aromática dos egípcios antigos:

– ÁRIES: essências amadeiradas com toque de ervas.

– TOURO: bálsamo com toque almiscarado.

– GÊMEOS: lavanda suave.

– CÂNCER: floral com acento de flores de violeta.

– LEÃO: sândalo.

– VIRGEM: ervas.
– LIBRA: rosa.

– ESCORPIÃO: base floral com uma essência exótica.

– SAGITÁRIO: especiarias.

– CAPRICÓRNIO: musgo, madeiras aromáticas e lírio.

– AQUÁRIO: raízes aromáticas.

– PEIXES: flores com frutas silvestres.

PARA REALÇAR OS DETALHES DE BELEZA


Para as ciganas, cada uma delas têm uma beleza única e,
partindo desse princípio, cabe a cada uma delas encontrar a
melhor forma de realçar os detalhes de beleza que devem se
sobressair para que o conjunto seja sempre harmônico.

Isso se faz de uma forma cíclica, observando-se atentamente


os ciclos da natureza e fazendo-os se refletir interiormente em
rituais simples e naturais.

Assim, essa beleza é constituída de ciclos que obedecem as


seguintes convenções:

O DIA:

Cada novo dia é um ciclo, encerrando quatro preocupações.


No amanhecer, a preocupação deve ser com os cabelos, o rosto
e o sorriso, buscando alegrar-se para irradiar a beleza interior.
Para tanto, ainda em jejum, coloque na janela um espelho, de
forma que ele reflita a luz do sol. Em seguida, vire o espelho
para você e se olhe demoradamente, sentindo que o espelho
irradia luz e calor e que seu rosto capta e irradia da mesma
forma.

No meio do dia, a preocupação é com os ombros, seios,


ventre e membros superiores. Para energizar-se, fique em pé ao
sol por algum tempo, de olhos fechados, sentindo a luz e o calor
do sol caindo em sua cabeça e ombros e deslizando pelo seu
corpo. Você não precisa mais do que cinco ou dez segundos
para isso, depois que se habitua.

Ao entardecer, dê atenção ao corpo da cintura para baixo,


andando descalça na terra por alguns instantes, o suficiente para
descarregar todas as energias que se acumularam na parte
inferior de seu corpo.

À noite, é o momento de relaxar por alguns instantes numa


banheira ou sob a água corrente, depois, com o corpo limpo,
ficar por instantes sob o luar ou sob a luz das estrelas para
captar a energia irradiadora.

AS ESTAÇÕES:

Na primavera a cigana celebra o fim do inverno e o


desabrochar da vida novamente. Para festejar isso ela sempre
tem uma roupa branca nova para pôr no primeiro dia da
primavera e receber essa estação do ano tão cheia de energias e
vibrações.

No verão é o tempo de assimilar ao máximo as energias do


sol, se possível em contato com o mar, para que o equilíbrio
seja completo. A energia do sol torna a mulher radiante no
verão, quando ela exibe toda a beleza que a primavera fez
renascer dentro dela.
Ao chegar o outono, a mulher prepara seu corpo para
armazenar a energia que terá de irradiar no inverno, por isso
diminui suas atividades, principalmente seu contato com o mar.
Para armazenar essa energia, deve se olhar no espelho por
alguns instantes, sempre que retornar para dentro de casa, seja a
hora que for.

No inverno a beleza da mulher tem um novo tom, não


ofuscado, mas tranqüilo e quente, perturbando e fascinando ao
mesmo tempo. Para isso, no primeiro dia do inverno oficial,
pegue uma roupa velha e dê-a de presente para uma pessoa
necessitada, que não seja parente sua.

A LUA:

Na Lua Minguante a mulher aproveita para planejar o seu


novo ciclo de beleza. Não deve mexer no corpo, nem cortar
unha, nem cortar o cabelo, a menos que deseje que ele cresça
menos. Mesmo assim, é aconselhável fazê-lo na Lua Nova.
Nesse período minguante ela deve consertar suas roupas, limpar
os sapatos, pregar botões caídos ou outros consertos. Para
enfrentar adequadamente este período, acenda uma vela branca
no primeiro dia, mas só a deixe queimar por sete minutos.
Repita no dia seguinte e assim por diante. Só a deixe se queimar
toda no último dia da Lua Minguante. Beba bastante água.

A Lua Nova é o momento da renovação, do corte de cabelo,


do tratamento de pele e de cuidar das unhas. Período em que ela
deve procurar usar uma jóia de prata ao pescoço. Tome bastante
chá de ervas de sua preferência, adoçado com mel.

Na Lua Crescente os projetos e os amores devem ser


iniciados ou procurados. Começar a preparar sua beleza interior
para explodir em toda a sua beleza na primeira noite de Lua
Cheia. Para isso, acenda uma vela vermelha toda noite. Beba
bastante suco de frutas, legumes e verduras.
Quando chegar a Lua Cheia, o período deve ser aproveitado
ao máximo para irradiar a sua beleza, aparecendo para os
outros, dançando, cantando, fazendo visitas, indo a festas e
viajando. Para manter o pique de sua beleza nesse período, toda
noite, antes de se deitar, molhe um lenço vermelho em um chá
morno de camomila e aplique-o no rosto, até esfriar. Repita
todas as noites de Lua Cheia. Beba champanhe e vinho branco
levemente gelado.

PARA REALÇAR A BELEZA COM AS PLANTAS


Dentro do conceito de que a beleza deve ser o espelho de um
equilíbrio interno, uma das recomendações das simpatias
ciganas é que os vegetais a serem utilizados pela mulher
obedeçam às determinações astrológicas.

Para isso, um alimento específico não pode faltar em sua


alimentação diária e, para os chás, poções, compressas e outros
usos, ervas e raízes apropriadas, conforme seu signo.

De acordo com cada um deles, relacionaremos em primeiro


lugar o alimento e, em seguida, as ervas.

ÁRIES: tomate, hortelã, camomila, cravo-da-índia e


alfazema.

TOURO: aipo, capim-cidreira, artemísia e poejo.

GÊMEOS: alface/couve-flor, canela, manjericão e babosa.

CÂNCER: agrião, aveia, malva, sementes de abóbora e


melissa.
LEÃO: laranja, louro, laranjeira, cevada e alecrim.

VIRGEM: limão, erva-doce, losna e babosa.

LIBRA: morango, erva-pombinha e salsa.

ESCORPIÃO: ameixas, sálvia, gengibre, mentruz e catuaba.

SAGITÁRIO: pepino, boldo, guiné e cipó-cruzeiro.

CAPRICÓRNIO: repolho, carquejo, limoeiro, açafrão e


musgo.

AQUÁRIO: romã, eucalipto, maracujá e ipê-roxo.

PEIXES: melão, agrião, aveia e malva.

PARA REALÇAR OS CABELOS


Pode parecer estranho para os "gadjos", mas o uso de pentes
feitos de madeira já é uma prática muito antiga entre os ciganos.
Além da madeira, costumam ter pentes feitos com metais, como
o cobre, o ouro, a prata e o chumbo.

Cada um deles têm a sua utilidade, mas o mais importante é


o de madeira, pois normalmente é mandado fazer com uma
madeira balsâmica e perfumada, que transmite esse perfume aos
cabelos.

Como hoje em dia isso é praticamente impossível,


principalmente considerando que as madeiras desse tipo se
encontram em fase de extinção, você pode fazer uma simpatia
que funcionará da mesma forma.
Pegue seu pente de madeira, molhe-o com sua essência
preferida, depois embrulhe-o num pano vermelho. Só o use à
noite, penteando primeiro os cabelos para a frente e depois para
trás.

PARA UM SORRISO ENCANTADOR


As ciganas da nova geração abominam o uso de ouro nos
dentes, mas isso já esteve muito em moda até há algum tempo
atrás. Hoje, além de se preocuparem muito com os cuidados
normais, inclusive com visitas rotineiras ao dentista, usam uma
simpatia cuja origem remonta aos velhos cultos da Lua, no
período anterior à Inquisição.

Durante o período da Lua Nova e da Lua Crescente, elas


usam esfregar seus dentes antes de dormir com um lenço
amarelo ou alaranjado. No primeiro dia da Lua Cheia, antes de
escurecer, esse lenço é queimado.

PARA SEIOS PERFEITOS


Uma cigana jovem será sempre invejada por seus seios e,
mesmo depois de dois ou três filhos, ainda conservará a mesma
beleza e, se fez a coisa certa, a mesma rigidez.

Amamentar seus filhos é uma prática da qual as ciganas não


abrem mão, pois sabem que isso em nada afeta a beleza de seus
seios. O que a garante, contudo, é o uso de uma simpatia
secular.
Todos os dias da Lua Cheia, quando vão tomar banho, as
ciganas costuma encaixar seus seios alternadamente numa taça
de cristal cuja virgindade foi quebrada por um homem, bebendo
nela champanhe ou vinho branco.

A taça deverá comprimir cada um dos seios por alguns


instantes alternadamente, por sete vezes cada.