Você está na página 1de 2

1

Noções Preliminares de Filosofia

1) Conceitos preliminares de Filosofia:


1.1. Conceito – Amor à Sabedoria.
1.2. Objeto de estudo – Todas as coisas sob seus principais mais
fundamentais.
1.3. Fim – A verdade.
1.4. Instrumentais (ferramentas) do pensar filosófico - As perguntas: O quê,
como, por quê e para quê?
1.5. Atitudes filosóficas – Espanto e admiração. Espanto como provocação do
ser (do real), o que o leva à ignorância (não-conhecimento) ou à admiração
(encontro do ser, à verdade).
1.6. Métodos da Filosofia
1.6.1. Análise - Operação mental que consiste em decompor o todo em
seus elementos constituintes.
1.6.2. Síntese - Operação mental que consiste em recompor um todo a
partir de seus elementos constituintes, a fim de compreendê-lo em
sua totalidade, em seu conjunto.
1.6.3. Abstração – Do latim ab trahere = tirar de. É a operação mental que
consiste em isolar ou separar, para considerá-lo à parte, um
elemento de um todo que não é separável na realidade, a fim de
distinguir o acidental (particular) do essencial (geral) aquilo que é
sempre o mesmo em objetos diversos, independentes de suas
particularidades individuais.
1.6.4. Generalização – Operação mental que consiste em estender a toda
uma classe de objetos ou fenômenos os elementos essenciais,
gerais, universais, constatados num certo número de objetos ou
fenômenos da mesma classe. É assim que se formam os conceitos.
Quanto mais um conceito é abstrato mais geral ele é. Assim o
conceito Ser é o mais geral e abstrato dos conceitos.
1.6.5. Dedução – Raciocínio que vai do geral para o particular, ou seja,
desce dos princípios gerais para os fatos particulares.
1.6.6. Indução – É o raciocínio que vai do particular para o geral.
2

2) Mito - Primeira forma elaborada do pensar humano.


2.1. Conceito – Histórias explicativas sobre a origem da realidade
fundamentadas no sobrenatural.

3) Condições históricas do nascimento da Filosofia:


3.1. Viagens marítimas – Levaram os gregos ao maior sendo de realidade.
3.2. Invenção da moeda – Desenvolvimento da capacidade de abstração e
generalização.
3.3. Invenção do calendário - Cálculo abstrato do tempo.
3.4. Surgimento da vida urbana – Favorecimento das artes, das técnicas e
permuta de conhecimentos.
3.5. Invenção da escrita alfabética - Desenvolvimento da capacidade de
abstração e generalização com a consequente troca de informações.
3.6. Invenção da Política – Preocupação com o destino da Polis (cidade).
3.6.1. Ideia de lei – O aspecto legislativo e regulado da cidade servirá de
modelo para a filosofia propor o aspecto legislativo, regulado e
ordenado do mundo como um mundo racional.
3.6.2. Surgimento do espaço público – A Ágora, lugar do Discurso.

4) Divisão - Tradicionalmente, a filosofia se divide em cinco áreas:


4.1. Lógica - Estuda o método ideal de pensar e investigar;
4.2. Metafísica - Estuda a natureza do Ser (ontologia), da mente (psicologia
filosófica) e das relações entre a mente e o ser no processo do
conhecimento (epistemologia);
4.3. Ética - Estuda o Bem, o comportamento ideal para o ser humano;
4.4. Política – Estuda a organização social do homem;
4.5. Estética Estuda a beleza e que pode ser chamada de filosofia da Arte.

Você também pode gostar