Você está na página 1de 1

O Muro dos Reformadores é um dos monumentos mais famosos e

simbólicos da cidade de Genebra. O início de sua construção aconteceu


em 1909 em comemoração aos 400 anos do nascimento de João
Calvino, um dos principais nomes da Reforma na Suíça.

A Reforma foi um movimento revolucionário religioso que aconteceu


dentro do catolicismo, no século XVI, na qual Genebra foi um dos
principais centros. Teve início na Alemanha em 1517 com Martinho
Lutero e encontrou terreno fértil para crescer e se propagar por causa da
corrupção dentro da Igreja Católica. Contudo, os pensamentos deste
movimento religioso só começariam a soprar em Genebra em 1525.

Levou mais 10 anos para que Genebra adotasse a nova religião, apenas
entre 1535 e 1536. Isso aconteceu por conta do empenho de Guillaume
Farel, um personagem importante dentro desta revolução religiosa.

Entretanto, o movimento ganhou realmente forças com a chegada de


João Calvino em 1536 à cidade suíça.

Segundo as ideias dessa nova doutrina, o indivíduo passava a ser livre e


responsável por suas crenças, utilizando a bíblia como guia e não as
autoridades da Igreja ou qualquer imagem. À adoração aos santos os
protestantes chamavam de idolatria.

Genebra tornou-se um refúgio seguro para os protestantes que foram


muito perseguidos em outros países europeus, especialmente na França.

Franceses, italianos, ingleses e espanhóis migraram para Genebra, onde


podiam professar livremente sua fé. Entre estes imigrantes estavam
relojoeiros, advogados, médicos, ourives, professores, além de
banqueiros que atuavam também como merchants.

Os editores foram especialmente importantes para a Reforma, por conta


dos inúmeros livros publicados, ajudando a propagar o protestantismo.

Esses profissionais qualificados fizeram com que a economia genebrina


sofresse amplo crescimento nos anos seguintes.

Lembrando que então, os católicos passaram a ser perseguidos em


Genebra, tiveram suas igrejas fechadas e foram proibidos de seguir sua
religião. A Igreja de Notre Dame é um exemplo disso.

Já a Igreja da Santíssima Trindade é um templo protestante fundado por


refugiados ingleses.