Você está na página 1de 25

A Implementação do

Marxismo-Leninismo
na Rússia
História A- 12ºAno- Módulo 7.1.2
O Marxismo- Leninismo

Corresponde ao desenvolvimento teórico e à aplicação prática do Socialismo de


Marx e Engels (ver Módulo 6, Unidade 2, 11ºAno).

Características do Marxismo- Leninismo:

1. Ênfase do papel do proletariado, rural e urbano, na conquista do poder, pela


via revolucionária;
2. Identificação do Estado com o Partido Comunista, considerado a vanguarda
do proletariado;
3. o recurso à força e à violência na concretização da ditadura do proletariado.
Introdução ao Estudo

A Proclamação da República adveio da Revolução de Fevereiro de 1917.

Houve a eleição de um Governo Provisório, liderado, inicialmente, por Lvov


(aristocrata liberal), e, posteriormente, por Kerensky (socialista moderado).

Reformas que o Governo Provisório pretendia aplicar no país:

1. Instituir o sufrágio universal (ver M6, U3, 11ºAno);


2. Abolir privilégios;
3. Conceder amnistia geral aos presos políticos;
4. Organizar eleições para a Assembleia Constituinte.
Os Sovietes

Em russo, soviete significa conselho ou assembleia.

O poder era partilhado por duas forças (o Governo Provisório dispunha do poder
legal, e o Soviete exercia uma intervenção ativa). O Governo Provisório era
apoiado pelos setores moderados e liberais; os Sovietes estavam ligados ao
socialismo revolucionário.

Os Sovietes da capital do país (ver página 30 da parte 1) exerciam oposição ao


Governo Provisório, defendendo posições antitéticas- ver diapositivo seguinte.
A dicotomia Governo Provisório- Sovietes da
Capital

A. Participação da Rússia na Primeira Guerra Mundial:

A1. Os Sovietes defendiam o final da participação, sem indemnizações e


anexações;

A2. O Governo Provisório considerava que a Rússia devia continuar.

B. Questão da Propriedade:
B1. Os Sovietes defendiam a redistribuição imediata das terras;

B2. O Governo Provisório defendia que só a Assembleia Constituinte podia


resolver esta questão.
Vídeos e textos sobre este assunto
Em casa, devem ser estudados pelos alunos.

● O Século do Povo- A Bandeira Vermelha:


https://www.youtube.com/watch?v=4Fat6vqOcC8

● Resumo: “A Implementação do Marxismo- Leninismo na Rússia”


https://www.youtube.com/watch?v=ug9k1WjMQdI

● As Teses de Abril de Lenine


https://pcb.org.br/portal/docs/astesesdeabril.pdf
Alguns Esclarecimentos Importantes

Mencheviques- Os minoritários. Pertenciam ao Partido Operário


Social- Democrata Russo, sendo antagonistas face a Lenine.

Bolcheviques- Os maioritários. Pertenciam ao Partido Operário


Social- Democrata Russo, sendo apoiantes de Lenine.
Passaram-se a denominar Partido Comunista. Foram
determinantes na vitória da Revolução de Outubro.

Figura 1: Fotografia de Lenine


As Teses de Abril de Lenine (4 de abril de
1917): Documento fundamental no Programa Leninista

Linhas Orientadoras:

● Saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial;


● Recusa do apoio ao Governo Provisório;
● Apelo ao fim do capitalismo na Rússia e na Europa;
● A Rússia deveria, automaticamente, passar à fase da Revolução Socialista.

Quatro grandes respostas que eram dadas:

● Paz imediata;
● Redistribuição da terra aos camponeses;
● Entrega de fábricas, minas e indústrias aos comitês operários;
● Reconhecimento dos Sovietes como poder.
O Programa Leninista

● Promessa: “Paz, terra, pão”.


● Palavra de ordem: “Todo o poder aos sovietes”.
● De abril a outubro de 1917, o ambiente revolucionário
contra o Governo Provisório aumentou.

Figura 2: Cartaz de apoio a Lenine

https://www.rtp.pt/noticias/galeria/mundo/cart
azes-de-propaganda-da-revolucao-russa_10
38587
A Revolução de Outubro

Lenine contava com o apoio do Comité Militar Revolucionário, criado por


Trostky, e, na noite de 24 para 25 de outubro de 1917, desencadeou uma
ofensiva com o intuito de controlar os principais pontos da cidade: invadiu o
Palácio de Inverno e forçou a demissão de Kerensky.

Formou-se um novo governo, liderado pelo Conselho de Comissários do Povo,


presidido por Lenine. Desta forma, estava consumada a Revolução de Outubro.
A Construção do Modelo Soviético

A Revolução de Outubro deu início à edificação da Rússia Soviética. Foram


promulgados dois decretos importantes (consulte a pág.35 da parte 1 do seu
manual).

1. O Decreto Sobre a Paz estabelecia a negociação com os países


beligerantes para a paz, sem quaisquer anexações e indemnizações.

A Paz foi alcançada a 3 de março de 1918, com a assinatura do Tratado de


Brest- Litovsk com a Alemanha e a Áustria-Hungria.

Este tratado foi negativo para a Rússia (consulte a pág.35 da parte 1 do seu
manual).
A Construção do Modelo Soviético

Por sua vez, o Decreto Sobre a Terra determinou a abolição da propriedade


fundiária, sem indemnizações, e reconheceu as terras que tinham sido
confiscadas pelos comitês de camponeses.

Também foram tomadas mais duas medidas: o Decreto do Controlo Operário e o


Decreto das Nacionalidades.

1. Instaurou o controlo operário nas fábricas.


2. Reconheceu a soberania e a igualdades das diferentes nacionalidades
componentes da Rússia Soviética.
Mudanças-base na Rússia

Dirija-se à página 35 da parte 1 do seu manual.

A Rússia passou de uma República liberal e burguesa, e tornou-se numa


República soviética.

Os sovietes eram os deputados, operários, soldados e camponeses.

A democracia expressava os interesses do proletariado, destacando-se Lenine.


Ditadura do Proletariado

O termo “ditadura do proletariado” foi usado por Marx para descrever o Estado da classe trabalhadora
durante a transição ao comunismo, após a derrubada do estado burguês.

Para Marx, a existência das classes sociais estava ligada a fases particulares do desenvolvimento de
produção. A luta de classes levaria necessariamente à ditadura do proletariado que, por sua vez,
constituía apenas uma etapa rumo à abolição de todas as classes e à sociedade sem classes – o
comunismo. A ditadura do proletariado seria a etapa transitória posterior à derrubada do Estado
burguês, quando se faria necessário a inversão da relação de opressão, de maneira a impor a
hegemonia da classe operária sobre a burguesia. A ditadura do proletariado, na concepção de Marx,
não é apenas uma forma de regime (ditatorial) na qual o proletariado exerceria o tipo de hegemonia até
então exercido pela burguesia, mas também era visto como uma forma de governo, no qual a classe
operária realmente governaria e tomaria para si muitas das tarefas até então executadas pelo Estado.
Ditadura do proletariado

A ditadura do proletariado tinha a função de desmontar o Estado burguês,


abolindo a burocracia, a polícia e o exército permanente. Para cumprir os seus
objetivos, era preciso que o proletariado se utilizasse da violência armada
durante todo o período. Portanto, a ditadura do proletariado seria um período
transitório que desapareceria quando se eliminasse também a razão da
opressão, ou seja, a dominação da burguesia.

● Objetivos:
1. conquistar o poder político pelo proletariado;
2. abolir a classe exploradora, a burguesia, pondo fim à luta de classes;
3. abolir a propriedade privada;
4. nacionalizar os meios de produção.
Comunismo

O comunismo designa a etapa final na construção do Socialismo, com vista a


edificar uma sociedade sem classes, na qual os meios de produção pertencem à
comunidade, deixando de haver desigualdades sociais. A doutrina
marxista-leninista defendia, assim, um sistema de propriedade coletiva dos
meios de produção. O Estado deixaria de existir.

Defendia-se que a revolução proletária deveria ser internacional,


independentemente de quaisquer fronteiras ou nacionalidades.
A contestação do povo e as medidas tomadas

Houve bastante contestação nos mais


diversos setores, muito em parte pelas
mudanças significativas. Fig.3:
Cartaz russo de
1920
Houve uma adesão minoritária aos
bolcheviques, nas Eleições de 1917.

Lenine envereda pela afirmação do poder


revolucionário à custa da guerra civil.
A Guerra Civil

● Iniciou-se na primavera de 1918, no sul da Rússia.


● O novo poder revolucionário confrontou-se com a oposição por parte dos
antigos czaristas.
● Foram três longos anos de Guerra Civil (1918-1921).
● Exército Vermelho: liderado por Trotsky.
● Exército Branco: contava com o apoio dos EUA, da França, da Inglaterra e do
Japão.
● O Exército Vermelho levou os revolucionários à vitória em 1921, devido ao
elevado número de homens recrutados, que adveio do serviço militar
obrigatório, e à rigorosa disciplina.
O Comunismo de Guerra- conjunto de medidas políticas,
económicas e sociais
Reforço do poder do Estado Soviético

1. Proibição de qualquer tipo de oposição e liberdade de expressão;


2. Proibição dos jornais não bolcheviques;
3. Proibição de todos os partidos, exceto o Comunista;
4. Institucionalização de limpezas no interior do dito partido;
5. Criação em 1919, em Moscovo, da III Internacional Comunista, para reforçar o controlo dos partidos comunistas;
6. Reforço da Tcheka (polícia política), criada em dezembro de 1917, que perseguiu os contrarrevolucionários e os
inimigos do proletariado;
7. Envio destes para os campos de deportação- goulag.
8. Nacionalização das indústrias, empresas, bancos e do comércio externo;
9. Instauração do trabalho obrigatório e controlo do operariado, com longas jornadas laborais e baixos salários;
10. Coletivização das terras e requisição obrigatória dos produtos agrícolas;
11. Proibição do comércio livre;
12. Imposição da venda de produtos a preços fixados pelo Estado;
13. Abolição do pagamento de serviços que passaram a ser fornecidos pelo Estado.
O Comunismo de Guerra

● Esteve em vigor entre 1918 e 1921.


● Agravou a já fraca economia.
● Provocou descontentamento social:
a. enormes perdas materiais e humanas;
b. elevada mortalidade e consequente falta de mão-de-obra;
c. decréscimo da produção agrícola e industrial;
d. paralisação das vias de comunicação e trocas comerciais;
e. falta de circulação da moeda.

3 anos de Primeira Guerra Mundial +3 anos de Guerra Civil = destruição da economia


russa
A Nova Política Económica: retorno parcial e temporário
ao capitalismo e à economia de mercado

Objetivo: Através de um sistema de economia mista, reanimar a atividade económica e reconciliar os


camponeses com o regime.

a. Desnacionalização das empresas com menos de 21 operários;


b. Permissão para a associação de empresas privadas, sob a forma de trusts;
c. Formação de empresas de capital misto;
d. Manutenção do controlo estatal nos setores-chave da economia;
e. Atribuição de prémios de produção e hierarquização dos salários;
f. Substituição das requisições por um imposto pago em géneros;
g. Abrandamento da nacionalização das terras; Medidas
h. Autorização de venda dos excedentes nos mercados; tomadas
i. Reintrodução da livre concorrência;
j. Estabilização da moeda;
k. Contratação de técnicos estrangeiros;
l. Importação de equipamentos;
m. Atração de investimento estrangeiro.
Resultados da NEP

● Campo económico:
1. Recuperação da produção industrial para níveis anteriores à guerra;
2. Aumento da superfície semeada e da produção agrícola;
● Campo social:
1. Aparecimento dos nepmen- pequenos industriais e comerciantes;
2. Ressurgimento dos kulaks- pequenos proprietários rurais;
● Resultados para a Rússia Soviética:
1. Abolição da propriedade privada;
2. Abolição da sociedade sem classes;
3. A NEP revitalizou a sociedade e permitiu a inserção do novo regime na cena
internacional.
Centralismo Democrático
Princípios de organização interna do Comunismo

O centralismo democrático é um sistema de organização interna adotado nos


partidos comunistas, pelo qual as divergências programáticas são debatidas
democraticamente em todas as instâncias do partido, devendo todos os
membros cumprir a decisão sob pena de sofrerem sanções. As direções eleitas
possuem alguma liberdade para decidir posicionamentos perante
acontecimentos e mudanças repentinas na conjuntura, mas estão sempre
limitados à linha decidida democraticamente.

Este sistema assentava nas bases do partido, que elegiam os órgãos superiores
da hierarquia. As decisões emanadas da cúpula eram cumpridas, rigorosa e
disciplinadamente, mediante o reforço dos seus poderes.
Centralismo Democrático

A dissidência era punida com os meios repressivos criados.

O Partido Comunista assumiu um papel preponderante.

● Sistema totalitário de Partido-Estado: miscelânia de Estado e Partido


Comunista; confusão das suas atribuições e responsabilidades;

Foi, em 1922, aprovada a criação da URSS- União das Repúblicas Socialistas


Soviéticas, com capital em Moscovo. Assumiu-se como um Estado centralizado,
que limitava a autonomia dos seguintes países: Rússia, Ucrânia, Bielorússia,
Geórgia, Arménia e Azerbeijão.
Esquema-síntese