Você está na página 1de 13

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

SERVIÇO SOCIAL

CLEIDE ROSA DE SOUZA

PROJETO DE PESQUISA PARA O TCC

O PAPEL DO ASSISTENTE SOCIAL PERANTE OS DIREITOS


DOS IDOSOS

Bom Jesus da Lapa - Bahia


2016
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

CLEIDE ROSA DE SOUZA

PROJETO DE PESQUISA PARA O TCC

O PAPEL DO ASSISTENTE SOCIAL PERANTE OS DIREITOS


DOS IDOSOS

Trabalho apresentado ao curso Presencial Conectado


De Serviço Social da UNOPAR- Universidade Norte.

Do Paraná. Para a disciplina: Projeto de Trabalho de


Conclusão de Curso. Semestre 6º e 7º 2016.
Professora: Amanda Boza.

Bom Jesus da Lapa - Bahia


2016

SUMÁRIO
1. Introdução..........................................................................................................4
2. Delimitação e formulação do Problema.............................................................5
3. Formulação dos objetivos Geral e específico....................................................6
4. Justificativa........................................................................................................7
5. Metodologia.......................................................................................................8
6. Revisão Bibliográfica.........................................................................................9
7. Cronograma da Pesquisa................................................................................10
8. Orçamento.......................................................................................................11
9. Resultados esperados.....................................................................................12
10. Referências......................................................................................................13
4

1 INTRODUÇÃO

O tema escolhido para este projeto de conclusão de curso foi O Papel do


Assistente Social perante os direitos dos Idosos, este trabalho pretende mostrar de
acordo ao Estatuto do Idoso quais são seus direitos do Idosos e o que o Assistente
Social pode fazer para contribuir para uma vida digna e com qualidade para os
Idosos.
Em 1994 foi estabelecida a Lei n°8.842, denominada Política Nacional do
Idoso, apartir daí foram criadas normas para os direitos sociais dos idosos,
garantindo autonomia,integração e participação efetiva como instrumento de
cidadania. Essa lei foi reivindicada pelasociedade, sendo resultado de inúmeras
discussões e consultas ocorridas nos Estados, nasquais participaram idosos ativos,
aposentados, professores universitários, profissionais da áreade gerontologia e
geriatria e várias entidades representativas desse segmento, que elaboraramum
documento que se transformou no texto base da lei.
O Estatuto do idoso foi criado em 2003 e cuida preferencialmente de
Garantia ao idoso todos os direitos fundamentais inerentes a pessoa humana
De acordo com o artigo 3º da Lei Nº 10.741, de 1º de Outubro de 2003 é
obrigação dos membros familiar, da comunidade, da sociedade e do Poder Público
assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde,
à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania,
à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.
É garantia dos Idosos acesso as redes sociais e de Assistência Social, iremos
abordar de forma descritiva todos os aspectos relacionado aos direitos dos Idosos,
muitos deles desconhecidos.

2DELIMITAÇÃO E FORMULAÇÃO DO PROBLEMA


5

Os Idosos têm direitos nos quais estão descritos na constituição federal,


Cartilha do Idoso, Estatuto e Política Nacional do Idoso, porém muitos
desconhecem.

3FORMULAÇÃO DOS OBJETIVOS GERAL E ESPECÍFICO


6

Geral: Identificar o papel do Assistente Social perante ao Idoso.


Específicos:
*Orientar os idosossobre seus direitos sociais estabelecidos em leis,
preconizando a autonomia na busca de qualidade de vida.
* Incentivar o autoestima do Idoso na valorização de si mesmo e do próximo.
*Orientar os idosos sobre os seus direitos sociais, fortalecer vínculos
familiares e comunitários e Incluir dos Idosos nos serviços e programas públicos.

4 JUSTIFICATIVA
7

Entretanto, este projeto de pesquisa, tem como justificativa a existência atual,


a falta de conhecimento dos idosos pelos seus direitos que por muitas vezes
passam por discriminação, abandono, negligência, violência, crueldade ou
opressão.Este trabalho visa mostrar qual o papel do Assistente Social na vida do
Idoso.
O maior acesso aos serviços de saúde, bem como aos bens sociais como
educação e renda, tem modificado sobremaneira a própria imagem do abandono
associada à velhice. Políticas previdenciárias e de assistência social, em conjunto
com a expansão e qualificação da estratégia saúde da família têm contribuído para
horizontes cada vez mais positivos na vida de brasileiros e brasileiras com 60 anos e
mais.
8

5 METODOLOGIA

Trata-se de uma pesquisa de revisão bibliográfica. Para desenvolver a revisão


da literatura do tipo narrativa ou tradicional não utiliza critérios explícitos e
sistemáticos para a busca e análise crítica da literatura. A busca pelos estudos não
precisa esgotar as fontes de informações. Não aplica estratégias de busca
sofisticadas e exaustivas. A seleção dos estudos e a interpretação das informações
podem estar sujeitas à subjetividade dos autores. É adequada para a
fundamentação teórica de artigos, dissertações, teses, trabalhos de conclusão de
cursos. foi realizado um levantamento bibliográfico em artigos científicos na
biblioteca Virtual em Saúde (BVS), em periódicos, Leis, Estatuto do Idoso, Cartilha e
na Política Nacional do Idoso.
9

6 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

1. A Autora Elisângela Maia Pessôa (2010) diz que os profissionais do Serviço


Social, por meio de suas intervenções na realidade dos indivíduos, considera que “a
tarefa do pensador crítico é se opor à história do ponto de vista da classe
dominante”.
2. Segundo a autora Evelyn Carneiro (2008) o trabalho com idosos é uma
demanda emergente do assistente social. Trabalhar a exclusão social devido à idade
requer competência para o entendimento das mudanças que o idoso vivencia
durante essa nova fase, atendendo a totalidade dessa população, que envolve o
âmbito social, biológico e psicológico do sujeito idoso. Quando o assistente social
insere-se como profissional responsável por um grupo de idosos, esse necessita ter
a capacidade de realizar ações que não apenas supram as necessidades de lazer
da pessoa idosa, de ocupação de seu tempo livre, mas é necessário ter um olhar
inovador e trabalhar o idoso em sua totalidade, proporcionando o desenvolvimento
social, psicológico e biológico dessa população.
3. De acordo com as Autoras Mabel Mascarenhas Torres e Maria Auxiliadora
Ávila dos Santos Sá ( 2008) o grande crescimento da população idosa e das
transformações sociais dele decorrentes abre discussão que o envelhecimento se
dá num contexto em que a diversidade de conceitos para explicar quem é o idoso e
como se caracteriza o processo de envelhecer, ainda está longe de diminuir. Assim,
no Brasil e no mundo, o critério etário é o mais utilizado, embora não atenda à
complexidade constituinte desse processo.
4. As Autoras Marcia Liliane Barbosa Kurz e Marisa Ignez Orsolin Morgan
refere-se que a implantação do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social
no município possibilitou a descentralização das ações, priorizando a área mais
vulnerabilizada do município, onde a população que mais necessita dos serviços da
Assistência Social pode acessá-los, ou seja os idosos, gerando maior impacto na
proteção social das famílias.
10

7 CRONOGRAMA DA PESQUISA

Etapas Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov
Definição do X
tema
Revisão da X X X
Literatura
Elaboração X
da Introdução
Apresentação X
e entrega do
Projeto de
Pesquisa do
tcc
Coleta de X X X X X X X
Dados
Resultados X X X X
Conclusões X X X X
Entrega do X
TCC
11

8 ORÇAMENTO

Materiais Unidade Valor total


Sulfite 500 R$ 20,00
Cartucho de 2 R$ 100,00
Impressora
Xérox 30 R$ 3,00
Encadernação 2 R$ 10,00
12

9 RESULTADOS ESPERADOS

Garantia da pessoa idosa ao acesso de seus direitos garantidos em lei.


Participação do Idosos nos serviços e programas sociais oferecida pela rede
pública de saúde, aumento do autoestima e da autonomia dos idosos.
13

10 REFERÊNCIAS

1.Brasil, Ministério da Saúde, Pactos pela Saúde 2006, Volume 12, Atenção à Saúde
da Pessoa Idosa e Envelhecimento, 2006. Disponível em
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/atencao_saude_pessoa_idosa_envelheci
mento_v12.pdf acessado em: 10/04/2016.
2. Brasil, Rio De Janeiro, Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, Revisão
sistemática: uma revisão narrativa v. 34, n. 6, Nov./Dec. 2007, Disponível em:
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-69912007000600012&script=sci_arttext.
Acessado em: 21/04/2016.
3. Pessôa EM, Assistência Social ao Idoso enquanto Direitos de Proteção Social em
Municípios do Rio Grande do Sul, 2010. Disponível em:
tede2.pucrs.br/tede2/bitstream/tede/460/1/422454.pdf Acessado em: 30/04/2016.
4. Carneiro E, O Processo de Trabalho do Assistente Social nos Grupos de Terceira
Idade: Uma Garantia de Envelhecer Saudável, 2008. Disponível em:
http://www.cibs.cbciss.org/arquivos/O%20PROCESSO%20DE%20TRABALHO
%20DO%20ASSISTENTE%20SOCIAL%20NOS%20GRUPOS%20DE
%20TERCEIRA%20IDADE.pdf Acessado em: 05/05/2016.
5.Torres MM, Sá MAAS, Inclusão Social de Idosos: Um Longo Caminho a Percorrer.
Revistas Ciências Humanas, Universidade de Taubaté, Brasil Vol. 1, N. 2, 2008.
Disponível em:http://www.rchunitau.com.br/index.php/rch/article/viewFile/203/109
Acessado em: 08/05/2016.
6. KurzMLB, Morgan MIO, O Assistente Social e a Garantia de Proteção Social ao
Idoso, Disponível em: http://www.unicruz.edu.br/seminario/downloads/anais/ccsa/o
%20assistente%20social%20e%20a%20garantia%20de%20protecao%20social
%20ao%20idoso.pdf, Acessado em: 10/05/2016.

Você também pode gostar