Você está na página 1de 9

Publicação das atividades desenvolvidas na Unidade Curricular Integradora IVADUCIIV2019

MIEMEC
Junho 3, 2019, Azurém, Guimarães, Portugal

ADUCIIV2019-0002

ZINCAGEM POR ELETRODEPOSIÇÃO

Marco Sanchez Ana Carolina Pereira


Mestrado Integrado Engenharia Mecânica Mestrado Integrado Engenharia Mecânica
Universidade do Minho Universidade do Minho
Guimarães, Portugal Guimarães, Portugal
a52142@alunos.uminho.pt a84267@alunos.uminho.pt

Mariana Souto Diogo Pereira Marisa Silva


Mestrado Integrado Engenharia Mestrado Integrado Engenharia Mestrado Integrado Engenharia
Mecânica Mecânica Mecânica
Universidade do Minho Universidade do Minho Universidade do Minho
Guimarães, Portugal Guimarães, Portugal Guimarães, Portugal
a83293@alunos.uminho.pt a86104@alunos.uminho.pt a80431@alunos.uminho.pt

Pedro Macedo Sandra Rodrigues


Mestrado Integrado Engenharia Mestrado Integrado Engenharia
Mecânica Mecânica
Universidade do Minho Universidade do Minho
Guimarães, Portugal Guimarães, Portugal
a86097@alunos.uminho.pt a67998@alunos.uminho.pt

ABSTRACT the study visit, in the process of galvanizing the constituents a


Within the scope of the Integradora IV course, the students of post.
the course of Integrated Masters in Mechanical Engineering of
the University of Minho were offered the realization of a INTRODUÇÃO
scientific article that approached all the work carried out or on a No âmbito da unidade curricular Integradora IV, do curso de
sub-theme, of free choice, specific being able to constitute the Mestrado Integrado em Engenharia Mecânica da Universidade
report of one of the extra activities performed. do Minho foi proposto aos alunos a realização de um artigo
During the study visit to a manufacturing company, several científico que abordasse todo o trabalho realizado ou sobre um
manufacturing processes were observed, including the treatment subtema, de livre escolha, específico podendo constituir o
of metallic surfaces such as electrodeposition. The group then relatório de uma das atividades extra realizadas.
decided to conduct a study on the manufacturing process Durante a visita de estudo a uma empresa fabricante foram
involving depositing a layer of a metal, zinc, on the surface of a observados diversos processos de fabrico, entre os quais o
piece of steel, called galvanizing. tratamento de superfícies metálicas como a eletrodeposição. O
The study consisted in attending to the various stages involved grupo decidiu, então, fazer um estudo sobre o processo de fabrico
in the process, to know its constituents, to compare parts before que envolve deposição de uma camada de um metal, o zinco, na
and after the process, and to investigate the electrochemical superfície de uma peça de aço, denominado galvanização.
phenomena of the process. O estudo consistiu em assistir às várias etapas envolventes
In this article will be introduced the process of electroplating, no processo, conhecer os seus constituintes, comparar peças
its history, the galvanization of zinc on steel, and will be antes e após o processo, e investigar os fenómenos
presented a summary of the steps, which the group attended in eletroquímicos do processo.

1 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


No presente artigo será introduzido o processo de HISTÓRIA
eletrodeposição, a sua história, a galvanização do zinco sobre o Inventado em 1805 pelo químico italiano Luigi Valentino
aço, e será apresentado um resumo das etapas, que o grupo Brugnatelli, Figura 2, onde o mesmo depositou ouro recorrendo
assistiu na visita de estudo, no processo de galvanização dos à pilha de volta, inventada anos antes por Alessandro Volta.
constituintes um borne. Desde então, este processo de eletrodeposição tem sido
aperfeiçoado e com inúmeras aplicações na indústria dos
revestimentos. Na decoração de materiais para peças de
TEORIA DA ELETRODEPOSIÇÃO joalharia, talheres, entre outros materiais. É utilizado também na
Eletrodeposição é um processo eletroquímico para proteção de materiais, onde banhos anticorrosivos permitem
revestimento metálico de substratos, que envolve uma interface aumentar a durabilidade e funcionalidade dos materiais
sólida/solução, onde ocorrem transferências de cargas. revestidos. A eletrodeposição está também presente no processo
O objetivo deste processo é alterar algumas propriedades de fabrico de PCB’s integrantes de qualquer sistema eletrónico
mecânicas da superfície do objeto como aumentar a abrasão ou [3].
resistência ao desgaste, aumentar a resistência à corrosão e
oxidação, a condutividade elétrica, a lubrificação, as qualidades
estéticas, assim como aumentar a espessura de peças
subdimensionadas.
O processo é composto por um sistema elétrico, a fonte de
corrente elétrica, e um sistema químico, o eletrólito (solução
química), e consiste na oxidação redução, que através da
aplicação da corrente elétrica entre dois elétrodos, permite a
deposição de um metal sobre um substrato. O elétrodo a ser
revestido é o cátodo do circuito, enquanto que o ânodo é feito do
metal a ser depositado no substrato. Ambos são submersos numa
solução denominada eletrólito que contém um ou mais sais de
metal dissolvidos assim como outros iões que permitem a
circulação de eletricidade. Uma fonte de alimentação fornece
uma corrente direta ao ânodo, oxidando átomos de metal que o Figura 2 - Luigi Valentino Brugnatelli
próprio contém (perde eletrões e aumenta o número de oxidação)
e permitindo que se dissolvam no eletrólito. O ânodo é conectado
ao terminal positivo da fonte de alimentação. Em alguns sistemas REAÇÕES QUÍMICAS
de eletrodeposição, o eletrólito funciona como elétrodo positivo, Como referido anteriormente, a eletrodeposição pressupõe a
ânodo, contendo o material a ser depositado no substrato. No transferência de cargas entre elétrodos. Esta transferência pode
cátodo, elétrodo negativo, onde ocorre o processo de redução ser um processo catódico, onde um elemento é reduzido pela
(recebe eletrões), os iões metálicos dissolvidos na solução transferência de eletrões do elétrodo. Um exemplo de uma reação
eletrolítica são reduzidos na interface entre a solução e o cátodo, catódica onde são transferidos eletrões de cobre é apresentado na
permitindo a deposição na superfície. O cátodo é conectado ao equação 1.
terminal negativo da fonte de alimentação. Dependendo do que
se pretende depositar, a solução aquosa (eletrólito) poderá ser 𝐶𝑢2+ (𝑎𝑞) + 2𝑒 − → 𝐶𝑢(𝑠) (1)
ácida ou básica. A taxa de oxidação do ânodo é igual à taxa de
redução do cátodo e, portanto, os iões na solução aquosa são Por outro lado, esta transferência de cargas pode ser também
continuamente reabastecidos pelo ânodo [5]. um processo anódico, onde o elemento é oxidado pela remoção
A figura 1 representa os diversos constituintes de um sistema de eletrões para o eletrólito. Como representação apresenta-se na
de eletrodeposição tal como descrito. Eq. 2, onde o cobre é oxidado perdendo eletrões e originando o
ião cobre.

𝐶𝑢(𝑠) → 𝐶𝑢2+ (𝑎𝑞) + 2𝑒 − (2)

Para que esta transferência de cargas seja possível, tal como


referido anteriormente, é necessária a existência do meio
aquoso/condutor que interliga os elétrodos. Contudo a
quantidade de cargas, eletrões, que é transferida entre os
elétrodos, que atravessa o eletrólito, depende da corrente
fornecida pela fonte de alimentação, bem como da resistência do
próprio eletrólito. Especificamente, na eletrodeposição, é
Figura 1 - Eletrodeposição de um metal (Me) com cobre em banho de
Sulfato de Cobre
comum considerar a condutividade ou condutância, C, da

2 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


solução, o inverso da resistência, R. Tal igualdade é observada
pela Eq. 3 e Eq. 4. O número de moles, m, do material depositado é obtido pela
razão entre o peso do material depositado, P, e o seu peso
𝑅=𝜌
𝑙
(3) atómico A, Eq. 8.
𝐴
𝑃
𝐴 𝑚= (8)
𝐶=𝑘 (4) 𝐴
𝑙

A carga necessária para se depositar um equivalente


Onde ρ representa a resistência específica, a resistência
eletroquímico de um determinado material, Eq. 9, é por
oferecida por 1cm3 de solução (Ω.cm). K representa a
definição, Faraday. Este equivalente é expresso em (mg/Ah) ou
condutividade específica, recíproco de ρ, (Siemens/cm). E por
(g/Ah). A quantidade de energia é medida em Ah, sendo que o
fim, A é a área dos elétrodos e l a distância entre os mesmos.
Faraday é igual a 26,8Ah.
Se quiser aumentar o fluxo de carga pode optar-se por
melhorar a condutância, C, do eletrólito, sendo necessário a 𝑚
adição de sais ou ácidos, aumentando o número de portadores de 𝑒= (9)
𝑛
carga. Também se aumenta a condutância aumentando a área dos
elétrodos e diminuindo a distância entre eles. Sempre que se aborda a transferência de carga, é necessário
introduzir a eficiência da reação. Nos processos de eletrólise,
LEIS DE FARADAY mais ou menos eficientes, ocorrem processos paralelos que
As leis de Faraday da eletrólise são leis estabelecidas pelo consomem parte da corrente fornecida pela fonte de alimentação,
físico e químico inglês Michael Faraday, em 1834, que regem o sendo este consume considerado desperdício, e reduzindo a
processo denominado eletrólise. Tais leis relacionam as massas eficiência da reação. Surge assim o conceito de eficiência de
das substâncias produzidas por elétrodos e as quantidades de corrente na eletrodeposição, ou eficiência catódica, Ec, e
energia gastas na eletrólise [1]. representa a percentagem de corrente total que é utilizada
1ª Lei: Durante uma eletrólise, a massa de uma substância efetivamente na deposição catódica do metal, “corrente ativa”,
liberada em qualquer um dos elétrodos, assim como a massa da Eq. 10.
substância decomposta, é diretamente proporcional à quantidade
𝑞𝑝𝑟𝑜𝑐𝑒𝑠𝑠𝑜 𝑚𝑑𝑒𝑝𝑜𝑠𝑖𝑡𝑎𝑑𝑎
de eletricidade Q que passa pela solução. 𝐸𝑐 = ∗ 100 = ∗ 100 (10)
𝑞𝑡𝑒ó𝑟𝑖𝑐𝑜 𝑚𝑡𝑒ó𝑟𝑖𝑐𝑎

𝑚 = 𝑘1 ∙ 𝑄 (5)
Para tal, basta medir a corrente fornecida pela fonte ao longo
do tempo de deposição, e regista-se o tempo total da experiência.
em que m é a massa da substância, k é a constante de
A quantidade de material depositado é obtida pela variação da
proporcionalidade e Q é a carga elétrica.
massa da amostra, e a quantidade teórica de material depositado,
para eficiência de 100%, é dado pela lei de Faraday. A diferença
2ª Lei: Quando uma mesma quantidade de eletricidade
entre ambas as massas obtidas, teórica e real, indica a eficiência
atravessa diversos eletrólitos, as massas das espécies químicas
da deposição [4]. A massa depositada de um material depende da
liberadas nos elétrodos, assim como as massas das espécies
corrente média (I), tempo de deposição (t), massa atómica do
químicas decompostas, são diretamente proporcionais aos seus
material depositado (A), número de cargas envolvidas na reação
equivalentes químicos.
(n) e constante de Faraday (F), podendo ser calculado pela
seguinte fórmula, Eq. 11.
𝑚 = 𝑘2 ∙ 𝐸 (6)
𝐼∙𝑡∙𝐴
onde E representa o equivalente-grama. 𝑚= (11)
𝑛∙𝐹

Segundo Faraday, para que ocorra qualquer reação Por fim, a espessura de material depositado (d) numa
eletroquímica numa célula, os eletrões devem passar através de superfície é calculada pela razão entre a massa depositada (Eq.
um circuito conectando dois elétrodos. Desta forma, sabendo o 3.12) e a densidade do material (𝜌) depositado e pela área da
valor da intensidade da corrente (I), será possível calcular a taxa superfície (A).
de reações na célula, enquanto que a carga (Q), que passa durante
𝑚
um intervalo de tempo (t), indica a quantidade total de reações 𝑑= (12)
𝜌∙𝐴
que ocorrem. A equação seguinte, Eq. 6, indica a carga necessária
para converter “m” moles de um material em produto, numa
GALVANIZAÇÃO POR ELETRODEPOSIÇÃO
reação com “n” eletrões, sendo n o número de cargas envolvidas
É um processo no qual se deposita uma camada de zinco em
na reação. F representa a constante de Faraday, 96500 C.
substratos de aço como parafusos, porcas, chapas, etc. com o
objetivo de aumentar a resistência à corrosão. Como em qualquer
𝑄 = ∫ 𝐼 𝑑𝑡 = 𝑚𝑛𝐹 (7)

3 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


processo de eletrodeposição, um ânodo de zinco e o substrato de A fragilidade provocada pelo aparecimento de hidrogénio devido
aço (cátodo) são conectados à corrente fornecida pela fonte de ao processo de revestimento pode evitar-se por um tratamento
alimentação e estão submersos numa solução salina aquosa de térmico posterior, tornando este processo adequado para aço de
zinco. A eletrodeposição de zinco é o processo dominante de alta resistência.
todos os processos similares de eletrodeposição, com base O zinco-níquel é uma mistura de zinco com uma
quantidade galvanizada por ano. De acordo com a “International percentagem de níquel entre 12% a 15%, que permite uma
Zinc Association”, mais de 5 milhões de toneladas de zinco são combinação ideal das propriedades inibidoras da corrosão do
usadas anualmente para galvanização por submersão a quente e zinco e níquel e oferece uma elevada resistência às influências
galvanoplastia [6]. ambientais e aos agentes debilmente ácidos. As camadas têm
O revestimento de zinco foi desenvolvido no início do uma espessura entre 5 μm e 10 μm e têm uma proteção à corrosão
século XX. Naquela época, o eletrólito era baseado em cianeto. muito superior aos outros dois processos e suporta temperaturas
Uma inovação significativa ocorreu na década de 1960 com a até os 180 ºC (o zinco e zinco-ferro suportam até os 120 ºC) e
introdução do primeiro eletrólito à base cloreto de ácido. Na desta forma são apropriadas para componentes usados em
década de 1980 assistiu-se ao retorno de eletrólitos alcalinos, só motores de combustão interna em que as camadas de zinco puro
que desta vez, sem o uso do cianeto. Comparado com a não funcionam. É utilizado, principalmente, em componentes da
galvanização por imersão a quente, a eletrogalvanização oferece indústria automotora, de preferência na área do motor e do
vantagens como: chassis, e em zonas de alta tensão corrosiva. Também é indicado
para a indústria hidráulica.
- Camadas de Zinco com espessura mais baixa, mas com
desempenho semelhante; APLICAÇÕES TÍPICAS
- Maior disponibilidade de revestimento e opções de Indústria automóvel, indústria hidráulica, engenharia
cores; mecânica, construção civil, estruturas metálicas, etc. As peças
- Depósitos mais brilhantes, estaticamente atraentes; típicas englobam-se:

A principal função do zinco é proteger da corrosão os metais - Peças de acionamento.


mais nobres, o que torna este processo indispensável para muitas - Motores de combustão interna.
indústrias. A deposição galvânica do zinco ocorre em eletrólitos - Chassis.
ácidos ou alcalinos. O nível de brilho da superfície pode-se - Travões.
ajustar mediante a adição de substâncias orgânicas de opacas a - Direção.
brilhantes. Ao contrário de outros revestimentos, o zinco também - Tubagens.
oferece proteção ativa contra a corrosão catódica. Em contraste - Conexões de tubagens.
com o ferro, que é mais nobre, o zinco atua como um ânodo - Parafusos.
sacrificatório. Enquanto está próximo de 𝐸𝑆𝐶𝐸 = -400mV (o - Porcas.
potencial refere-se ao elétrodo de calomelano saturado padrão - - Pernos.
SCE), dependendo da composição da liga, o zinco - entre outros…
eletrodepositado é muito mais anódico com 𝐸𝑆𝐶𝐸 = -980 mV. O
aço é preservado da corrosão por proteção catódica. Este efeito VISITA DE ESTUDO A EMPRESA COM PROCESSO DE
também protege o material base em caso de dano após o ELETROGALVANIZAÇÃO
revestimento (arranhões por exemplo). Conseguem-se Conforme referido na introdução deste artigo, o grupo
propriedades adicionais mediante processos posteriores como a realizou uma visita de estudo a uma empresa fabricante,
passivação, por exemplo. As camadas depositadas de zinco têm conforme a atividade de cariz obrigatório e integrante do plano
entre 8 μm e 15 μm de espessura [7] [8]. da unidade curricular Integradora IV. A empresa visitada foi a
ETMA Metal Parts, sediada em Braga, fabricante de peças
MISTURAS DE ZINCO COM OUTROS METAIS metálicas de diversas áreas da indústria, e que conta com 10
De modo a melhorar certas propriedades mecânicas das processos de fabrico integrados da área da metalurgia, entre eles,
peças, o revestimento pode ou não ser puramente de zinco. o de tratamentos de superficies metálicas. A empresa possui
Existem outros dois processos importantes de revestimento de vários processos de tratamento de superfícies:
zinco com adição de outros metais: o Zinco-Ferro e o Zinco-
Níquel. - Eletrolíticos com deposição de Zinco, Zinco-Níquel,
O zinco-ferro é uma mistura de zinco com uma percentagem Níquel, Cobre, Prata e Estanho.
de ferro entre 0,3% e 1% e é caracterizado por elevada resistência - Químicos de fosfatação e oxidação.
a fatores ambientais. A resistência à corrosão também é - Mergulho/Centrifugação.
melhorada e permite que com as passivações correspondentes a - Desidrogenação.
deposição de camadas de cor preta. Mediante os requisites - Desengorduramento/Lavagem.
decorativos, a superfície pode passivar-se de cor cinza prateada. - Rebarbagem/Polimento com abrasivos.
As camadas de zinco-ferro têm entre 8 μm e 10 μm de espessura.

4 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


o tamanho da peça, cada tanque pode transportar centenas ou
milhares de peças.
A peça que o grupo estava a acompanhar neste processo é
uma abraçadeira (Fig.5) que faz parte do subconjunto Borne, que
vai ser integrado num disjuntor elétrico para a indústria elétrica.
A deposição de zinco é essencial para resistir à corrosão e outras
influências ambientais.

Figura 3 - ETMA Metal Parts

Como se pôde comprovar, o tratamento de uma superfície


metálica pode necessitar de vários processos distintos
dependendo dos requisitos exigidos ao fabricante, o que torna
esta área de estudo muito complexa e exigente.
No entanto, como o principal objetivo da visita de estudo foi
o acompanhamento do fabrico dos componentes de um
subconjunto de um disjuntor elétrico, o grupo assistiu a um único
processo de tratamento superficial integrante no fabrico do
mesmo: a eletrodeposição de Zinco.

ETAPAS DO PROCESSO DE ELETROGALVANIZAÇÃO Figura 5 - Abraçadeira do Borne. Antes do processo de


A empresa possui uma linha automática para a deposição de eletrodeposição
Zinco e Zinco-Níquel (Fig.4) - Delta AT2.
A seguir são resumidas as principais etapas do processo de
zincagem eletrolítica, podendo consultar no anexo A, com mais
detalhe, os produtos usados e as suas concentrações, assim como
a temperatura e o tempo ideal de cada etapa.

1. Desengorduramentos
Os processos de desengorduramento são
necessários para efetuar uma eletrodeposição eficiente
sem impurezas. O processo de fabrico da abraçadeira
exige o uso de um lubrificante para a roscagem do furo,
o que significa que todas as peças chegam à linha da
galvanoplastia com as superfícies cheias de óleo.
São necessários 3 desengorduramentos normais:
um desengorduramento anódico e uma decapagem
clorídrica. Entre cada processo de desengorduramento
realizaram-se até 3 lavagens com água corrente para
retirar os restos dos produtos usados.
Chama-se decapagem a todo o processo sobre
superfícies metálicas que visa à remoção de oxidações
Figura 4 - Linha automática Delta AT2 para eletrodeposição de Zinco e impurezas inorgânicas, como as carepas de laminação
e Zinco-Níquel e recozimento, camadas de oxidação (como a
ferrugem), crostas de fundição e incrustações
Uma eletrodeposição eficiente exige o procedimento de uma superficiais [9].
série de processos em etapas prévias e posteriores ao processo
principal, de modo a ser realizado com sucesso. Deste modo, a 2. Neutralização/ativação alcalina
linha automática é constituída por uma série de tanques onde se Tem como objetivo retirar impurezas como óxidos
depositam as diferentes soluções aquosas que vão efetuar cada visíveis e invisíveis. No fim deste processo, as peças
um desses procedimentos. Cada tanque é denominado de passam por duas lavagens por água corrente.
estação, e a linha possui 20 estações (Anexo B).

As peças nas quais vai ser depositado o Zinco são transportadas


dentro de uns tambores, os quais são mergulhados em cada
estação o tempo necessário para efetuar cada processo. Mediante

5 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


3. Zincagem eletrolítica
Deste processo resulta a eletrodeposição do Zinco
na superfície de cada peça.
A superfície anódica é composta por ânodos de
Zinco e cestos de Titânio contendo bolas de Zinco como
se pode verificar na figura 6.

Figura 7 - Abraçadeira antes Figura 8 - Abraçadeira


da Zincagem após a Zincagem

AGRADECIMENTOS
Esta pesquisa teve o apoio da ETMA Metal Parts.

REFERÊNCIAS

[1] Leis da eletrólise – Portal da química. [Online]. Available:


https://www.soq.com.br/conteudos/em/eletroquimica/p6.php

[2] Mecanizado básico para electromecánica – Tomás G.


Figura 6 - Bolas de Zinco (ânodo) inseridas em cestos de Titânio
Morales, Eduardo A. Casado, José L. G. Jiménez, José M.
Navarro. [Online]. Available:
O tempo de zincagem é escolhido em função da
https://books.google.es/books?id=_ESsEd-
espessura pretendida, bem como a densidade corrente,
4OYUC&pg=PA89&dq=El+galvanizado++es&hl=es&sa=X&e
na generalidade, conforme o anexo C.
i=t9mvT5iiB8Oq0QXc4oCWCQ&sqi=2#v=onepage&q=El%2
Os principais produtos misturados no eletrólito são
0galvanizado%20%20es&f=false
o Cloreto de Zinco, Cloreto de Potássio e Ácido bórico.
Ao finalizar este processo, as peças são submetidas a 3
[3] The history of Electroplating, Mary Bellis [Online].
lavagens por água corrente.
Available: https://www.thoughtco.com/history-of-
electroplating-1991599
4. Neutralização ácida
Reação química onde se mistura de um ácido com
[4] B. Damaskin e O. Petri, Fundamentos da eletroquímica
uma base, provocando a salificação. Tem como função
teórica
retirar as impurezas como óxidos visíveis e invisíveis.
[5] Electroplating – Wikipédia. Online. Available:
5. Passivação transparente
https://en.wikipedia.org/wiki/Electroplating
Consiste na formação de uma película
relativamente inerte sobre a superfície do metal, que o
[6] Electrogalvanization – Wikipédia. Online. Available:
protege contra a ação de agentes externos, ou seja, esta
https://en.wikipedia.org/wiki/Electrogalvanization
película impede o surgimento de reações químicas entre
a superfície da peça e o meio ambiente, elevando,
[7] Spacenet – Patent search. Online. Available:
assim, a resistência à corrosão da peça [10].
https://worldwide.espacenet.com/publicationDetails/originalDo
No fim do processo, as peças são submetidas a 3
cument?CC=GB&NR=1149106A&KC=A&FT=D&date=1969
lavagens por água corrente.
0416&DB=EPODOC&locale=en_EP
6. Secagem
[8] Collini. Online. Available:
As peças são colocadas dentro da centrífuga
https://www.collini.eu/es/proceso/electrogalvanizado/
durante, pelo menos, 5 minutos.
[9] Decapagem. Wikipédia. Online. Available:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Decapagem
COMPARAÇÃO DE RESULTADOS
Nas figuras 7 e 8 podem ser observados os estados da
[10] Pasivación. Wikipédia. Online. Available:
superfície da abraçadeira, antes e depois da zincagem
https://es.wikipedia.org/wiki/Pasivaci%C3%B3n
eletrolítica.

6 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


ANEXO A

PARÂMETROS DA ZINCAGEM ELETROLÍTICA

Processo Produto Concentração Temperatura (ºC) Tempo de imersão

1º Desengordurante de Enprep SP 50 ml/l 25 a 80 ºC


6 a 8 min
imersão Tensile 314l 2 ml/l (ideal: 50ºC)

Lavagem quente Água estática - 30 a 60 ºC 0,3 a 1,5 min

2º desengordurante de Enprep SP 50 ml/l 25 a 80 ºC


6 a 8 min
imersão Tensile 314l 2 ml/l (ideal: 50ºC)

3º desengordurante de Enprep SP 50 ml/l 25 a 80 ºC


6 a 8 min
imersão Tensile 314l 2 ml/l (ideal: 50ºC)

Lavagem corrente Água corrente - Ambiente 0,2 min

Decapagem clorídica Ácido clorídico 50 % Ambiente 1 a 7 min

2 lavagens correntes Água corrente - Ambiente 0,2 min

Desengordurante 30 a 70 ºC
Enprep SP 100 ml/l 6 a 8 min
anódico (ideal: 45 ºC)

2 lavagens correntes Água corrente - Ambiente 0,2 min

Neutralização / Sais OLI DESOXI


140 g/l Ambiente 1,5 a 2,5 min
activação alcalina SAL AC

2 lavagens correntes Água corrente - Ambiente 0,2 min


Cloreto Zinco
62 g/l
Cloreto Potássio
180 g/l
Ácido bórico Tempo escolhido em
25 g/l
Relação Cl-/Zn++ 25 a 45 ºC função da espessura
Zincagem eletrolítica 4
ENTHOBRITE CLZ (ideal: 35ºC) pretendida, bem como a
20 ml/l
970A densidade corrente.
Abrilhantador CLZ
2 ml/l
970B
3 lavagens correntes Água corrente - Ambiente 0,2 min

Neutralização ácida Ácido nítrico 0,5 % Ambiente 0,2 min

40 a 130 ml/l 30 a 80 ºC
Passivação transparente Permapass 3098 HC 0,1 a 0,5 min
(ideal: 80) (ideal: 50)
3 lavagens correntes Água corrente - Ambiente 0,2 min
20 a 60 ºC
Selante ENSEAL 125 100 a 500 ml/l 0,5 a 1,5 min
(ideal: 55ºC)

7 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


ANEXO B

FLUXOGRAMA ZINCAGEM ELETROLÍTICA – TAMBOR

8 Copyright © 2019 por Universidade do Minho


ANEXO C

GAMA DE DEPOSIÇÃO DO ZINCO

DADOS SOBRE O ZINCO

- Peso atómico – 65,38

- Densidade – 7,14

- Peso de Zinco Metal Eletrodepositado por 1000 Amperes/hora – 1,22 kg

- Número de Amperes Hora necessários para Eletrodepositar 25 micras por metro quadrado – 147

- Voltagem necessária: 6 a 12 Volts

GAMA DE ELETRODEPOSIÇÃO DO ZINCO

(Eficiência catódica – 95 %)

TEOR EM % DE METAL (ZINCO) EXISTENTE NOS SAIS DE ZINCO

Cloreto de Zinco – Zn Cl 2 …… 48 %

9 Copyright © 2019 por Universidade do Minho