Você está na página 1de 12

06/03/2019

TRANSTORNOS DEPRESSIVOS
Psicopatologia Geral I
Carlos Eduardo Seixas

• Sintoma central é a alteração


do humor ou do afeto. HUMOR
• Afeta diversas áreas da vida
do indivíduo e a maioria dos
outros sintomas são menos
prejudiciais ou consequência
do humor alterado;
• Tendem a ser recorrentes,
podendo estar relacionados
com situações ou fatos
estressantes;
• Não se classifica como
transtorno do humor quando
a alteração de humor seja
causada por outra doença ou
por medicamentos. Assim,
será apenas um sintoma.

• Nossa experiência de nós mesmos e de nosso


mundo é guiada por nossa linguagem interior
e pelas questões que identificamos como
importantes;
• Assim como um pequeno pensamento pode
encher uma vida com significado, valor e
riqueza, pode também terminar com ela.

1
06/03/2019

Fatos
• O surgimento tem ocorrido em idades cada
vez mais precoces, especialmente o
transtorno de humor bipolar;
• Humor deprimido sempre está presente, deve ser
somente trazido à tona;
• Termo unipolar descartado – *TDM*
• Média de 7 episódios com depressão recorrente;
• Aumenta o risco de ataques cardíacos ; grave em
derrames, diabete e câncer;
• Jovens com características mais atipicas e
características melancólicas para pessoas mais velhas.

• Neuroticismo, adversidades infantis múltiplas e


parentes em primeiro grau até 40%;
• Uma doença complexa com sintomas emocionais,
orgânicos, físicos e incapacitante;
• Crônica, recorrente,
onerosa e progressiva;

• Associada com alterações


corticais funcionais e
estruturais; 1/3.
• O tratamento antidepressivo pode restabelecer a
fisiologia subjacente 30 a 50%;
• A remissão é o principal objetivo do tratamento.

Causas de incapacitação
(OMS) 02/2015 DOENÇA Total
1. DEPRESSÃO 10,5%
2. Dores nas costas e na coluna 7,3%
3. Anemia por deficiência de ferro 5,9%
4. Doenças pulmonares crônicas 4,2%
5. Transtornos causados pelo álcool 3,8%
6. Transtornos de ansiedade 3,7%
7. Diabetes 3,0%
8. Perda de audição 3,0%
9. Traumatismos por quedas 2,8%
10. Enxaqueca 2,5

2
06/03/2019

TRANSTORNOS DEPRESSIVOS
TRANSTORNOS DO HUMOR
Pág 155 a 189

Presença de
humor triste,
vazio ou irritável,
com alterações
• TDM • Disruptivo da somáticas e
• Distímico desregulação do humor cognitivas com
• TDM / EDM comprometimento
• Bipolar I
• Depressivo persistente funcional
• Bipolar II (distimia)
• Ciclotímico • Disfórico pré-menstrual
• Luto complexo
persistente (DE)

O termo ‘depressão’
Perdas reais ou antecipadas Estados emocionais
Adversidades disfóricos transitórios
Aborrecimentos
Sofrimentos
Tristezas

Erronea e perigosamente
diagnosticados como DEPRESSÃO

Redução da especificidade
Catatimia
diagnóstica e sentido
Distorções
psicológico do termo

Epidemiologia
• Prevalência de 5 a 9% nas mulheres e de 2-3% nos
homens, população clinica (APA,2014);
• Prevalência de 19% na população em geral;
• Risco durante a vida de 10-25% para as mulheres e de
5 a 12% para os homens (APA, 2014);
• 50 a 60% dos casos não são detectados ou não
recebem tratamento adequado ou especifico;
• 85% em follow up indicam recorrência em um período
de 15 anos;
• Entre aqueles que permaneceram bem por cinco anos,
58% relataram recorrência nos 10 anos seguintes.
• Incidência aumentando gradativamente para crianças e
adolescentes nascidos após 1960 .

3
06/03/2019

Critérios diagnósticos
• A. Cinco ou mais dos sintomas seguintes
presentes por, pelo menos, duas semanas e
que representam mudanças no
funcionamento prévio do indivíduo; pelo
menos um dos sintomas é:

(1) humor deprimido ou


(2) perda de interesse ou prazer.

Humor
5 deprimido
critérios
Psicomotor Anedonia
mínimo
14 dias

Atenção
Sono
Indecisão

Culpa
Fadiga
Inutil

Ideia
Peso
suicída
Prejuizo
funcional

B) Os sintomas causam sofrimento clinicamente


significativo ou prejuízo no funcionamento social,
ocupacional ou em outras áreas importantes da vida
do indivíduo;

C) Os sintomas não se devem aos efeitos fisiológicos


diretos de uma substância (p. ex.: droga) ou outra
condição médica;

D) Não acontece durante um transtorno do espectro da


Esquizofrenia;

E) Nunca houve episódio de hipomania ou mania.

4
06/03/2019

Especificadores de
gravidade
LEVE
5 a 6 critérios
Incapacitação leve MODERADO
Funcionamento com 7 a 8 critérios
esforço

GRAVE NÃO GRAVE PSICÓTICO


PSICÓTICO Delírios, alucinações
Maioria dos critérios Congruência /
Incapacitação incongruência com
observável humor
Suicida Suicída

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
• Bipolaridade;
• Humor por Condição
médica;
• Induzidos por substâncias;
COMORBIDADES
• TDAH;
• Relacionados a substâncias;
• Adaptação com humor
deprimido;
• Transtorno de Pânico; • Tristezas....
• TOC;

• Anorexia;
• Bulimia;

• Personalidade Borderline.

Especificadores de depressão
ESPECIFICADOR DESCRIÇÃO
Ansiosos Tensão, Inquietude, Preocupações, Catastrofizações,
Sensação de perda do controle sobre si mesmo.
Mistas Sintomas depressivos e de aceleração
Melancólicas mais intenso pela manhã, diferença no sentimento de
tristeza, perda de apetite e de libido
Atípicas humor reage a eventos positivos; aumento de apetite
Psicóticas (in)congruentes Delírios e alucinações ocasionais
com humor
Padrão sazonal incidência diagnóstica em períodos específicos do ano
Com catatonia Pelo menos 3 critérios psicomotores
Início no Periparto Do último mês de gravidez até 5 meses após o parto.
Breve recorrente Diagnóstico de 2 a 13 dias, ao menos 1x o mês em 1 ano
Curta duração 4 a 13 dias
Subsindromica Sofrimento, prejuízos por 14 dias com sintomas
insuficientes

5
06/03/2019

Diferenciar....
• Depressão X Tristeza x Deprimido

Motivo
Concentração
Reação a estímulos agradáveis
Duração e intensidade
Perturbações físicas
Prejuízo funcional

TDM LUTO
Humor Vazios
Incapacidade
Anedonia Perdas

Ondas de
Persistente e
dores do luto
geral
falecido

Infelicidade e
Sintomas apropriados a perdas Humores
angustia
positivos
PODEM se assemelhar a um generalizadas
EDM;

*Decisão pelo julgamento clínico Ruminações e Preocupações


pessimismo Lembranças

Depressão x Ansiedade

• Apatia • Ansiedade
• Retardo antecipatória • ALTERAÇÕES NO
psicomotor • Tensão muscular SONO
• Perda de interesse • Ansiedade psíquica • POUCA
• Cansaço CONCENTRAÇÃO
• Piora pela manhã
• Dores tensionais • FADIGA
• Culpa
• Estado de alerta • APETITE
• Pouca
concentração • DISFORIA
• Baixa autoestima
• IRRITABILIDADE
• Desesperança • LABILIDADE
• Negativismo
• Desamparo

DEPRESSÃO ANSIEDADE SIMILARES

6
06/03/2019


• Síndrome de Tristeza Pós-parto (50%)
Pico em 10 dias após o parto
Duração de até 3 semanas

• Depressão Pós-parto (15%)


Episódio depressivo moderado a
grave sem sintomas psicóticos

• Psicose Pós-parto (0,1%)


Depressão pós-parto com sintomas psicóticos

Dificuldades do diagnóstico

Depressão em bebês
(acima 6 meses)

• Prostração, Abatimento, Face inexpressiva.


• Olhar apagado, imóvel, ausente.
• Dificuldade de contato através do olhar.
• Indiferença ao meio.
• Ausência de interação afetiva e
exploração
• Atraso do desenvolvimento
neuropsicomotor e/ou linguístico.

7
06/03/2019

Depressão em (Weinberg)
Idade pré-escolar
• Perda da Vivacidade, apatia,
indiferença.
• Crises de choro, irritabilidade.
• Comportamento auto ou
• Apelo por atenção.
heterodestrutivo.
• Desejo de punição, união
• Dificuldade para brincar/
mágica.
interagir ou executar tarefas
• Queixa físicas proeminentes;
• Obediência excessiva,
passividade; • Insônia, pesadelos, despertar
noturno, sonolência diurna.
• Dificuldades de separação dos
pais, resistência ao ingresso • Redução do apetite;
na escola. • Regressão do desenvolvimento
(enurese, ecoprese).

• Condutas autodestrutivas:
Idade escolar/ ferimentos repetidos,
atitudes de risco.
adolescência • Ameaças de suicídio.
• Abuso de álcool e/ou
• Irritabilidade, crises de
choro, heteroagressividade. drogas.
• Dificuldades escolares e de • Maior semelhança com o
relacionamento com os quadro adulto.
colegas.
• Dificuldade de concentração
e memorização.
• Desleixo com a aparência
física.
• Perda de objetos
particulares.
• Masturbação crônica e
compulsiva.
• “não sei”, “não consigo”,
“não posso”.

Depressão Idosos
• Sintomas atípicos;
• Falta de papel social crise • Difícil adaptabilidade;
de identidade; • Perspectiva empobrecida e
• Reestruturaçao familiar, desmotivada para o
planejamento do futuro
• Aposentadoria;
• Confrontação com a sua
• Perdas em sua própria finitude
autonomia, mortes; • Inflexibilidade
• Declínio de contatos psíquica;
sociais;
• Frequência de queixas
somáticas;
• Polifarmácia induzida.

8
06/03/2019

TRANSTORNO DISRUPTIVO DA
DESREGULAÇÃO DE HUMOR
• Irritabilidade crônica grave, verbal, física em resposta
a frustrações; zangada
• Pelo menos 3x semanais, em um ano, em dois
ambientes;
• Diagnóstico diferencial de Bipolaridade
na infância; Opositor Desafiante
Explosivo Intermitente;
• Até 5% em idade escolar H > M;
• Não menos de 6a, indícios antes 10a,
máx 18a.

Transtorno Disfórico
Pré-menstrual
• Labilidade de humor, irritabilidade, disforia e
sintomas de ansiedade repetidos na fase pré-
menstrual; (5)
• Remissão após o início ou fim da menstruação;
• Podem haver sintomas comportamentais e
físicos;
• Efeitos no funcionamento geral;
• Auge próximo do momento inicial menstrual;
• EDM, TAG até 2% mulheres mundi.

Luto complexo
persistente
• 12 meses em adultos
6 meses em crianças;
• Saudade persistente, intenso pesar, choros
frequentes, preocupação com o falecido ou
como ela morreu....
• Dificuldades acentuadas de aceitar a perda;
• Raiva, negações, preparos, evitações,
isolamentos, desejo de morrer...
• Perturbações sociais ou da identidade (6).

9
06/03/2019

Transtorno Depressivo Persistente


(distimia)

• São pessoas que apresentam humor


predominantemente ruim, pesado, nebuloso,
por vários anos, com raros momentos de
eutimia, mas sem manifestar depressão grave.
• Tendem a ficar bem com antidepressivos, sem
sintomas de ansiedade intensa, irritabilidade ou
euforia

EUTIMIA 0

-2

-4
DISTIMIA
-6

DEPRESSÃO -8

-10

Critérios diagnósticos
• A) Humor deprimido na maior parte do dia, na
maioria dos dias, por pelo menos 2 anos para
adultos e 1 ano para crianças.
• B) 2 ou mais critérios abaixo
- Apetite diminuido ou Hiperfagia
- Disturbio de sono
- Baixa energia/fadiga
- Baixa auto-estima
- Concentração fraca/tomada de decisões
- Desesperança.

10
06/03/2019

Critérios diagnósticos
• C) Intervalo máximo assintomático de 2 meses;
• D) Critérios de TDM podem estar continuamente
presentes por 2 anos;
• E) Nunca ocorrer um episódio hipomaniaco, maniaco,
misto ou ciclotímico;
• F) Não ocorre exclusivamente durante um transtorno
do Espectro Esquizofrenico;
• G) Sintomas não são decorrentes de efeitos fisiológicos
diretos de uma substância ou condição médica em
geral;
• H) Sofrimento clinicamente significativo funcional.

Características
▪ Inadequação;
▪ Perda de interesse ou prazer;
▪ Retraimento social;

▪ Culpa;
▪ Preocupação com o passado;

▪ Irritabilidade, raiva;
▪ Diminuição na produtividade;
▪ Autopercepção distorcida.

DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
• TDM
• Transtornos psicóticos
• Uso de substâncias/
condição médica
COMORBIDADES

• Relacionados a substâncias; ESPECIFICADORES


Ansiosos
Mistos
• Transtornos de ansiedade Melancólicos
Atípicos
Psicóticos (in)congruentes
• Personalidades de Periparto
Cluster B e C Em remissão parcial ou completa
Início precoce ou tardio (21a)
Distímico puro
EDM persistente, intermitente atual ou não
Leve, moderado, grave.

11
06/03/2019

O que causa a depressão?


• 1/3 relacionado aos genes e química cerebral;
• Monoaminas e crescimento neuronal;
• Modelos de criação;
• Parentalidade deprimida, não afetiva,
controladora, críticos, abusos, separações;
• Experiências estressoras posteriores na vida;
• Sentimentos de impotência e autocrítica;
• Em períodos de escassez e ameaça, a
depressão tem sentido adaptativo.

Fatores ligados a depressão


Gênero

Comorbi-
dades Genética
Psi/médica

Critério
Induzido
temporal

Persona-
Ambiente
lidade

12