Você está na página 1de 2

O CHAMADO PARA SER SANTO – 1Co 1.

1,2

O Deus que se revela, apresentou-se a cada um de nós, em Sua Palavra, e Nela, nos diz
que foi Ele quem nos chamou.

Então a pergunta que farei nesta manhã é: Você sabe qual pe o chamado de DEUS para
nossas vidas? Conhece esse chamado de maneira clara? Se você nunca entender, nuca
será capaz de cumprir. De uma maneira geral, quando se fala em chamado ´termo fica
associado a um convite para fazer algo, par um serviço. Só que, não é isso, é algo para
muito além disso, algo muito, muito mais amplo e pleno.

Domingo a Irmã Aidê leu 1Co, ontem minhas leituras me levaram a perguntar o texto que
ela havia lido, não lembrava, mas sabia que tinha algo para hoje a partir dele, e minhas
leituras confirmaram isso.

A Palavra de nosso Deus Santo, define o chamado de Deus para nós seus servos, como
uma convocação para ser e não para somente fazer. Então, estão entendendo até aqui?
O SER vem antes de FAZER.

Vejamos 1 Co 1.1,2 “Paulo, convocado para ser apóstolo de Jesus Cristo peça vontade de
Deus, e o irmão Sóstenes, à igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em
Cristo Jesus e convocados para serem santos, juntamente com todos os que, em toda
parte, invocam o Nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso. ”

Vemos portanto, que o estabelecido em nosso chamado, seja para a liderança ou para
ser santos, a ênfase é o SER. Temos que refletir sobre a nossa ânsia do fazer, pois a
isso associamos o chamado, como se fosse apenas esse o motivo, executar uma tarefa,
cumprir uma missão, um trabalho a ser feito. E, isso de forma consciente ou
inconsciente tem levado muitos a supervalorizar as habilidades, ou a capacitação para
produzir e não considerar assim o fundamental, a importância do caráter.

O pastor Tonny Cook em seu livro Qualificados expressa: “o maior desafio da


liderança espiritual não está apenas em saber as palavras certas a dizer ou as
coisas certas a fazer, mas está em se tornar a pessoa certa.”

É obvio que precisamos nos capacitar para o servir no Reino. Só que a vida ministerial
não se resume no fazer, realizar o que nos foi confiado. Tudo começa pelo SER.

Mas, ser o QUE? O chamado nos convoca à santidade. Somos chamados para ser
santos! Vejamos Rm 1.7. Pensando no aspecto moral, somos chamados para a santidade,
e no contexto da prática, para o servir e o serviço. Só que em alguns de nós, o chamado
fez com que o serviço, eliminou a santidade.

O que precisamos na verdade não é em primeiro plano de avivamento, mas de reforma.


O PLANO DIVINO

Fomos chamados para uma vida diferente da anterior. 1Pe 1.14-16. Aqui a santidade é
exigida em todo o nosso procedimento e atitude. O que éramos antes (Ef 2.3) entramos
na nova dimensão 2Pe 1.4 nos tornamos filhos da obediência 1Pe 1.14.

Antes do envia-me Is 6.8 temos que ser purificados. Marbênia ontem ouvia fogo
refinador. E é exatamente isso que precisamos reconhecer Is 6.5 e depois entender e se
permitir o processo Is 6.6,7. Para daí vivermos a dimensão do chamado 1Co 15.58