Você está na página 1de 2

Integração Sistemas de Automação – Prof. Me.

Leandro Roberto Baran

PROJETO MISTURADOR DE FLUIDOS


Um tanque misturador possui dois encanamentos em sua estrutura superior os quais transportam
dois fluidos que serão preparados no tanque. Os fluidos são adicionados separadamente através
de duas bombas de entrada (Bomba_1 e Bomba_2). O encanamento no fundo do tanque é
responsável por enviar o produto misturado e finalizado para a etapa seguinte. O processo é
controlado através das etapas descritas abaixo:

➔Sequencia Programa
1º Passo: Os fluidos são adicionados através das bombas (Bomba_B1 e Bomba_B2).
• O controle das bombas é realizado através de painéis distintos para cada bomba, que
possuem um botão pulsante para acionar a bomba (START_B1 / START_B2) e para desligar
cada bomba (STOP_B1 / STOP_B2);
• A ordem de acionamento das bombas e a quantidade de cada fluido é controlado pelo
operador e pode variar de acordo com cada batelada a ser produzida;
2º Passo: Quanto uma nova batelada é acionada (através do acionamento de uma das bombas)
deve ser monitorado tempo até o tanque atingir o nível máximo;
• O tempo deverá incluir possíveis pausas das bombas ou do processo;
• A contagem de tempo só deverá ser finalizada quando o tanque atingir o nível máximo;
3º Passo: Quando o nível máximo é atingido (SENSOR_LCH) as bombas devem ser desligadas
e iniciado o processo de preparo da mistura, com o acionamento do misturador (MIXER) e da
válvula de vapor (FV_VAP);
• A válvula de vapor (FV_VAP) deve ser acionada por um período de tempo duas vezes maior
que o tempo necessário para enchimento do tanque na batelada;
4º Passo: Terminado o tempo de aquecimento, deve ser iniciado o processo de drenagem do
produto através do acionamento da válvula de dreno (YV_DRENO) e da bomba dreno
(BOMBA_D);
5º Passo: O misturador deverá ser desligado quando a chave de nível baixo (SENSOR_LCL)
indicar que a drenagem do tanque está finalizada;
6º Passo: A válvula de dreno (YV_DRENO) e a bomba dreno (BOMBA_D) devem ser desligadas
quando o sensor de escoamento (SENSOR_LCLL) indicar que a drenagem foi completa;

➔ Sinalização acionamento
Quando uma das bombas for acionada, uma lâmpada de sinalização (L_SIN) deve ser acionada
em uma frequência de 2 Hz;
Enquanto o processo estiver aquecendo (válvula vapor aberta), a lâmpada de sinalização
(L_SIN) deverá ser acionada em uma frequência de 5 Hz;

➔ Rotina Manutenção
Após 5 bateladas completas, uma lâmpada (L_PRE) deverá ser acionada em uma frequência de
5 Hz, indicando que a manutenção está próxima.
Após 10 rotinas completas do processo, a lâmpada de manutenção deverá estar acionada
(L_PRE) e não será possível reiniciar o processo sem acionamento do botão de reset (RESET);

➔ Inserção de dados via supervisório


Prever no programa a utilização de uma memória digital (M20), a qual habilitada (via sistema
supervisão) permite ao usuário inserir o tempo de aquecimento (D400) e número de bateladas
para manutenção (D401). Caso a memória (M20) não esteja habilitada, o tempo de aquecimento
será calculado em função do tempo do enchimento e o número de bateladas para manutenção
será 10.
Elabore um programa em LADDER para controlar o processo;
As chaves de nível e o sensor de escoamento possuem contato (NA), e quando acionados
mudam seu estado para (NF);
As botoeiras de START são do tipo NA e as botoeiras de STOP (NF);

IMPORTANTE: Utilizar programação estruturada conforme IEC 61131-3, com utilização de


POUs (Program Organization Unit) e/ou Blocos Funcionais (FBs).
COMENTAR TODAS AS LINHAS DE PROGRAMAÇÃO

Implementar o programa no software PC-Link da WEG. Hardware: TPW03-20HRA

Controle Bomba 1 Bomba 1 Bomba 2 Controle Bomba 2


%QX1.0 %QX1.1
Start Start
%IX0.0 %IX0.2

Stop Stop
Nível Alto
%IX0.1 %IX0.4
%IX0.3

L_SIN
Válvula de Vapor %QX1.5
Nível Baixo %QX1.2
%IX0.5 L_PRE
RESET
%QX1.6
%IX0.7
Figura 01
Sensor Escoamento
%IX0.6

Válvula Dreno
%QX1.3 Bomba Dreno
%QX1.4
Figura 01: Layout do Processo de Mistura

TAG END. MODBUS TAG END. MODBUS


START_B1 X000 1 BOMBA_1 Y000 257
STOP_B1 X001 2 BOMBA_2 Y001 258
START_B2 X002 3 FV_VAP Y002 259
STOP_B2 X003 4 YV_DRENO Y003 260
SENSOR_LCH X004 5 BOMBA_D Y004 261
SENSOR_LCL X005 6 L_SIN Y005 262
SENSOR_LCLL X006 7 L_PRE Y006 263
RESET X007 8 MIXER Y007 264
Tabela 01: Endereços TPW03 - Programação

TAG END. MODBUS DESCRIÇÃO


HAB_Escrita_SUP M20 Habilita escrita de dados via SCADA
Timer_AQUE D400 Define tempo de aquecimento pelo
supervisório
TO_BAT_MAN D401 Define total de bateladas para
manutenção pelo supervisório
Tabela 02: Endereços Memória - Supervisão

Você também pode gostar