Você está na página 1de 10

JANAINA CARDOSO AZAMBUJA

OAB/RS 46.607 3

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA ª VARA DE


ÓRFÃOS E SUCESSÕES DO FORO CENTRAL DO RIO DE JANEIRO/RJ.

URGENTE
Tramitação preferencial Estatuto do Idoso.
C/Pedido de AJG

JANAINA CARDOSO AZAMBUJA, brasileira, casada,


advogada, inscrita na OAB/RS 46.607 e no CPF/MF nº
746.668.190-53, domiciliada na Rua Bartolomeu Dias 64,
bairro Jardim Itu, Porto Alegre/RS, vem, ADVOGANDO EM
CAUSA PRÓPRIA, mui respeitosamente, à presença de
Vossa Excelência para promover:

AÇÃO DE INTERDIÇÃO c/c


PEDIDO CAUTELAR DE
CURATELA

em face de sua tia, ALBA ALICE AZAMBUJA, brasileira,


aposentada, inscrito no CPF/MF nº 261.259.197-49, portador
da cédula de identidade RG nº 60113949844-SSP/RS, filha
de Nicanor Gabriel do Valle Azambuja e Jovina Araújo
Azambuja, nascido à 03/04/40, natural de Santa Maria/RS,
residente e domiciliado na Av. Prado Júnior nº 135/315,
Copacabana, Rio de Janeiro/RJ, e o faz pelos relevantes
motivos de fato e de direito que a seguir passa a expor:

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 1 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 4

I - FATOS

A) A autora é A ÚNICA sobrinha da interditanda – Certidão de


Nascimento anexa - o qual está acometido de Esquizofrenia, diagnosticada
em 1974, quando da primeira internação. A interditanda é solteira, não possui
filhos nem ascendentes, seu único irmão (pai da autora) também já é falecido.

A interditanda não dispõe, atualmente, de condições para


gerir seus atos na vida civil, o que enseja o presente pedido em caráter de
urgência nos termos do artigo 749, parágrafo único, do CPC/15.

Inicialmente se esclarecer que, a ora interditanda, hoje tem,


em tese, capacidade civil plena. No entanto, cumpre noticiar que em 1974 foi
foi interditada após tentativa de suicídio no Rio de Janeiro e que,
posteriormente, em 2002 levantou a referida interdição, fatos que se passa a
expor a baixo.

Em 1974 a ora interditanda tentou suicídio no Rio de Janeiro


onde morava à época, foi diagnosticada com esquizofrenia e interditada,
conforme certidão em anexo. Teve à época por curador seu genitor Nicanor
Gabriel do Valle Azambuja que faleceu em 1982, consoante certidão de óbito
em anexo.

Por volta de 2002, a ora interditanda ajuizou inventario de sua


genitora sendo nomeada inventariante, momento em que, naqueles autos, foi
noticiada sua interdição ocorrida em 25 de outubro de 1974. Posteriormente, a
ora interditanda nomeou curador provisório e levantou sua interdição.

Ocorre que em abril de 2009, mais uma vez a ora interditanda


tentou suicídio, desta vez em Porto Alegre, tentando sair do apartamento pela
sacada situado no 4º andar do prédio onde morava. Foi impedida pela
Brigada Militar, encaminhada ao posto de saúde que atende casos de
doença mental e posteriormente internada no Hospital Espírita de Porto Alegre
para tratamento psiquiátrico novamente.

Depois da alta médica tomou medicação por alguns anos,


até que em 2012 viajou para o Rio de Janeiro e não mais voltou, sem dar

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 2 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 5

notícias à família. Deixou em Porto Alegre seu apartamento fechado e sem


pagar condomínio. Posteriormente a isso, por 2 vezes em ocasiões isoladas dois
primos da interditanda, Sra. Linéia Dutra e Sr. Carlos Alberto Pereira
conseguiram falar com Alba por telefone e ambos os primos foram
categóricos ao afirmar que Alba não tinha discurso encadeado,
concatenado. Ao contrário, dizia coisas desconexas, demonstrando
agressividade e se sentir perseguida. A autora por diversas vezes tentou
contato sem obter êxito já que a interditanda por vezes não atendia outras
vezes deixava desligado o aparelho celular.

As parcas e raras notícias que a autora tinha da tia eram


fornecidas por telefone pela ex-síndica do Edifício Presidente, Sra. Helenice.
Entretanto a referida senhora mantinha-se distante demonstrando claramente
a sua insatisfação com esses contatos e limitava-se a informar que
desconhecia o paradeiro de Alba pois só a via uma ou duas vezes por mês
quando esta vinha ao prédio para pagar o condomínio.

Nessa esteira de fatos, por duas vezes a autora esteve no Rio


de Janeiro (uma das vezes foi em maio de 2015) e foi ao prédio em
Copacabana, na tentativa de saber notícias ou até mesmo entabular
conversa com Alba. Nas duas vezes não logrou êxito sendo informada pela
síndica Sra. Helenice e porteiro que o paradeiro da Alba era desconhecido.
No entanto, a síndica da época relatou que os condôminos estavam com
medo da interditanda, vez que quando lá aparecia, deixava uma faca de
cozinha embaixo da porta com a lâmina para fora (o que mantém até hoje
consoante foto); fato que já corroborava o desequilíbrio mencionado pelos
primos anteriormente.

B) Importante lembrar que desde 2012 a interditanda parou


de pagar as cotas condominiais do imóvel de Porto Alegre situado a Rua
Francisco Trein , 837/401, fato que gerou execução das cotas condominiais até
hoje inadimplentes, conforme andamento processual em anexo.

C) Oportuno mencionar que até junho de 2018 ninguém da


família da ora interditanda sabia do seu paradeiro. Assim, no intuito
novamente de saber notícias da ora interditanda, a autora em junho do ano
corrente constituiu advogado (Dr. Paulo de Tarso) para representa-la junto a
DDPA – Delegacia de Descoberta de Paradeiros (Av. Helder Câmara, 2066 bl.

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 3 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 6

03, Benfica, RJ – fone: 2202-0338) na tentativa de saber notícias da


interditanda.

Desta visita resultaram duas diligências, na primeira foi feita


ligação para o telefone celular da interditanda quando atendeu uma mulher
que se identificou como Carolina que disse não conhecer a senhora Alba e
após identificação do Inspetor de Polícia encerrou a ligação. A segunda
diligência foi a ida de policiais civis até o apartamento da interditanda, onde
foram informados que ela estava no referido apartamento e parecia não estar
no seu juízo perfeito. Foram informados também que Alba não abria a porta
para ninguém, raramente saia, estava sem luz a quase um ano e tinha
colocado uma faca de cozinha por baixo da porta de entrada do
apartamento com a lâmina para o corredor, fato que continuava assustando
aos demais condôminos.

Os agentes subiram até o apartamento ficando o


advogado constituído, Dr. Paulo de Tarso, aguardando na recepção.
Constataram que efetivamente a interditanda estava lá, estava alterada e
não queria abrir a porta. Foi chamado então o Dr. Paulo de Tarso para subir e
tentar falar com a mesma, a referida conversa também não foi exitosa, a
interditanda gritava bastante e não abriu a porta, ato este que foi gravado
em vídeo.

D) A partir daí, em razão da distância da família, a autora em


21 de junho do ano corrente fez DENÚNCIA JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO
DESTA CAPITAL distribuída sob o número N° MPRJ 2018.00619198PA343/2018
para a 2ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE PROTEÇÃO À PESSOA IDOSA DA CAPITAL
onde foi narrada a situação atual da idosa. Foi enviado ao local a Assistente
Social Sra. Joseli Melo (telefone: 2550-9996) que enviou seu relato à promotoria
em 04/09/18. Ocorre que a idosa permanece na mesma situação de risco,
encerrada no apartamento sem abrir a porta para ninguém, até o presente
momento.

E) Recentemente, no dia 27 de agosto de 2018, a autora


JANAINA CARDOSO AZAMBUJA, recebeu intimação via postal para ser
CURADORA na Ação de Execução de Título Extrajudicial – Cotas Condominiais
movida contra a interditanda ALBA ALICE AZAMBUJA pelo CONDOMÍNIO DO
EDIFÍFIO PRESIDENTE, situado na Rua Prado Júnior nº135 em Copacabana

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 4 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 7

distribuída sob o nº0275119-82.2017.8.19.0001 para a 49ª Vara Cível desta


Capital.

Junto com o mandado de intimação foi enviada cópia do


parecer do Ministério Público fazendo referência à certidão do Oficial de
Justiça onde consta que “a Ré não possui plena capacidade e que se
encontra em situação de vulnerabilidade, sem representante legal”.

Portanto, o quadro clínico da interditanda é evolutivo e está


pondo em risco a vida da mesma, o que enseja a necessidade da interdição.
Nesse passo, infere-se presentes os requisitos para a antecipação da tutela
quais sejam, em síntese, prova inequívoca, verossimilhança da alegação e
fundado receio de dano de difícil e incerta reparação.

II – DOS BENS
Ao que se sabe (e conforme partilha feita no inventário de
sua genitora, em anexo), a interditanda possui 2 (dois) imóveis, valores
depositados em instituições financeiras e processos judiciais:

#Imóvel 1 – Apto sito à Rua Francisco Trein, 837/401, Cristo


Redentor, Porto Alegre/RS
#Imóvel 2 – Apto sito à Av. Prado Júnior, 135/315,
Copacabana, Rio de Janeiro /RJ
#Imóvel 3 – em Saquarema, mencionado pela interditanda
#Imóvel 4 – em Santa Catarina, mencionado pela
interditanda
#Valores deixados em conta por herança consoante
inventário de sua genitora, Sra. Jovina Araújo Azambuja, processo 105.0506128-
0 distribuído perante a 1ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Porto
Alegre/RS:
 Banco do Brasil (número desconhecido)
 Banrisul – conta 08.19611.0-7
 CEF – 86.683-0 e 0.13.00105777-2

#Jazigo Perpétuo Cemitério João XXIII nº341245 (3-setor; 4-


bloco ;1- piso; 2- ordem e 45 – número)

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 5 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 8

#Processos em que é parte autora:


 Justiça Estadual – proc. nº 001/1.11.0266520-8
2ª Vara da Fazenda Pública Foro Central – Prédio II
Fase – execução
Reú – IPERGS

 Justiça Federal Secção RS – 5042112-04.2011.4.04.7100


3ª Vara da Fazenda Pública
Fase – conhecimento
Réu – CEF

A interditanda recebe aposentadoria pela Companhia


Riograndense de Telecomunicações e recebe ainda do IPERGS – Instituto de
Previdência do Estado do Rio Grande do Sul, pensão por morte do seu genitor.
Tanto os valores de aposentadoria quanto a pensão são desconhecidos pela
autora.

Mister informar ainda a este juízo que já há algum


tempo a pensão do IPERGS foi suspensa posto que a interditanda não
comprovou estar viva.

III - DO DIREITO

Assim, nos termos do que dispõe o artigo 747 e seguintes do


CPC/15, a requerente protesta pela decretação, por sentença, da interdição
da ré interditanda, para todos os atos da vida civil com base no artigo 4º, III,
c/c artigo 1.775 ambos do Código Civil Brasileiro, nomeando-lhe como
curadora sua sobrinha, a ora requerente.

A presente ação tem amparo ainda no disposto no artigo


1.767, I do CCB e artigos 747 e 749 do CPC/15.

Ante a presença dos requisitos para a concessão da curatela,


com fulcro no art. 273, a concessão de tutela antecipada, concedendo a
curatela e nomeando a autora curadora da requerida.

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 6 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 9

IV - PEDIDOS

Ante o exposto, REQUER:

a) Com fulcro no art. 273 do CPC/15, a concessão de tutela


antecipada, deferindo a interdição requerida, bem como a concessão da
curatela nomeando a autora curadora da interditanda para administração de
seus bens a fim de que tenha seus interesses protegidos evitando revelia em
ações de cobrança nos termos do que dispõe o artigo 749, parágrafo único,
do CPC/15, bem como exercer condignamente os comandos dispostos no art.
5º da CR/88;
b) O deferimento do benefício da Assistência Judiciária
Gratuita à autora, que hoje apenas advoga em causa própria neste feito,
declarando ainda que não dispõe de condições financeiras para arcar com
as despesas do processo, sem prejuízo do próprio sustento e de sua família;

c) A produção de prova testemunhal, cujo rol segue anexo;

d) A citação da requerida para, em dia designado,


comparecer perante este juízo, a fim de ser entrevistado - artigo 751 do
CPC/15, podendo, se assim entender Vossa Excelência mais producente, o
estado de saúde do citando ser certificado pelo Oficial de Justiça que lavrará
a devida certidão por ocasião da citação, comprometendo-se desde já, a
autora, a comparecer em juízo mediante de intimação, para a firmar termo
de compromisso nos termos da lei processual e penal vigente, ou,
alternativamente, caso não seja este o entendimento de Vossa Excelência,
seja determinado a oitiva do interditando em sua residência, mediante
acompanhamento de profissional designado pelo juízo, consoante dispõe o
artigo 751, § 1º, do CPC/15;

e) Protesta pela intimação do Ministério Público para,


querendo, acompanhar esta demanda, e intervir nos atos processuais que
entender necessário a fim de assegurar o fiel cumprimento das normas legais;

f) Ao fim, seja declarada a procedência total do pedido,


com a decretação da interdição definitiva da ré ALBA ALICE AZAMBUJA

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 7 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 10

qualificada no preambulo desta peça, nomeando sua sobrinha JANAINA


CARDOSO AZAMBUJA como sua curadora definitiva.

V – DOS REQUERIMENTOS

1) Seja noticiado o ajuizamento da presente ação de interdição e


curatela nas Ações de Cobrança que tramitam sob o nº
001/1.15.0164942-7 distribuída junto à 14ª Vara Cível de Porto Alegre e nº
0275119-82.2017.8.19.0001 distribuído junto a 49ª Vara Cível do Rio de
Janeiro;
2) Seja oficiado o Hospital Espírita de Porto Alegre sito à Praça Simões
Lopes Neto, 175 - Teresópolis, Porto Alegre - RS, 91720-440, para que
forneça cópia do prontuário da internação de Alba Alice Azambuja
ocorrida em abril de 2009;
3) Seja oficiado Banco Central do Brasil para averiguação de contas
bancárias em nome da interditanda;
4) Seja oficiado o IPERGS sito à Av. Borges de Medeiros, 1945, Bairro Praia
de Belas, CEP: 90110-900, Porto Alegre – RS, bem como a AACRT
Associação dos Aposentados da Companhia Riograndense de
Telecomunicações sito à Rua: Dr. Ramiro D'Ávila, 176, Cep: 90620-050,
Cidade: Porto Alegre – RS para que informe os rendimentos da
interditanda e, no caso do IPERGS, para que também restabeleça o
pagamento da pensão acrescida dos valores atrasados;
5) Seja oficiada a DDPA – Delegacia de Descoberta de Paradeiros sito à
Av. Helder Câmara, 2066 bloco 03, Benfica , RJ/RJ para que relate as
diligências feitas em relação à interditanda, em especial aquela junto
ao imóvel da Av. Prado Júnior;
6) Seja oficiada a Light S.A. para que informe os débitos em nome da
interditanda e desde quando o imóvel está com a luz cortada;
7) O andamento prioritário, por ser a interditanda idosa, conforme
assegura o art. 3º, parágrafo único do Estatuto do Idoso;
8) Pretende provar o alegado por todos os meios de provas admitidas em
Direito, especialmente documental, testemunhal cujo rol segue anexo,
depoimento pessoal da interditanda e pericial, nos termos do art. 1183
do CPC e
9) Sejam todas as publicações realizadas em nome de JANAINA
CARDOSO AZAMBUJA que ADVOGA EM CAUSA PRÓPRIA com endereço

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 8 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 11

à Rua Bartolomeu Dias, 64, Jardim Itu, Porto Alegre/RS, CEP 91.380-020,
sob pena de nulidade.

VI – Valor da Causa

Atribui-se à causa o valor estimativo de R$ 2.000,00 (dois mil


reais).

Nestes termos,
Pede e espera deferimento.
Porto Alegre, 05 de setembro de 2018.

JANAINA CARDOSO AZAMBUJA


OAB/RS 46.607

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 9 de 10
JANAINA CARDOSO AZAMBUJA
OAB/RS 46.607 12

Documentação acostada:

1) Carteira da OAB/RS
2) Certidão de Nascimento Alba Alice Azambuja
3) Certidão de nascimento Janaina Cardoso Azambuja
4) Certidão de óbito Jarba Antônio Azambuja
5) Certidão de óbito de Nicarnor Gabriel do Valle Azambuja
6) Certidão de óbito de Jovina Araújo Azambuja
7) Certidão de interdição em 1974
8) Matrícula do imóvel Av. Prado Júnior, 135/315 , Copacabana , RJ/RJ
9) Ocorrência DDPA Del de descoberta de Paradeiros
10) Andamento processual processo 001/1.15.0164942-7 (14ª Cível comarca
de POA)
11) Partilha inventário – bens interditanda
12) Intimação processo 0275119-82.2017.8.19.0001 (49ª Vara Cível comarca
do RJ) acompanhado do despacho para intimação e parecer do
MPRJ;

ROL DE TESTEMUNHAS

1) Linéia Araújo Rivaldo Dutra


Rua Marquês do Pombal, 351/13, Porto Alegre/RS
RG 4016056956 e CPF 459.921.690-91

2) Vera Lúcia Araújo Testa


Rua Benno Mentz, 100/1402 – torre A, Porto Alegre/RS
RG 3029330374 e CPF 485.565.640-20

3) Carlos Alberto Pereira


Rua Domingos Martins, 221/502, Canoas/RS
RG 9027343161 e CPF 173.611.330-53

Rua Bartolomeu Dias, 64 – Jardim Itu – Porto Alegre/RS – 91.380-020


Fone: (51) 99912-1978 – janainacaz@hotmail.com.br
Página: 10 de 10