Você está na página 1de 8

Vanessa Estrada Bertoni Bolanho

RA 8002400

Trabalho apresentado ao curso de


Pedagogia, Claretiano Centro Universitário, para
a disciplina ministrada pela tutora Eliana do
Pilar Rocha.

SÃO PAULO
2019

1
Portfólio – Ciclo 2

Com base nas leituras realizadas, elabore um quadro síntese, apresentando as


principais características das propostas curriculares e metodológicas do ensino de
Ciências e uma reflexão sobre os desafios e perspectivas do ensino dessa disciplina na
educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental. Depois de concluir seu quadro
síntese, poste-o no Portfólio.

Educação Infantil
Objetivo do Ensino de Ciências no RCNEI:

Crianças de 0 a 3 anos
As ações educacionais devem ser organizadas de tal modo que as crianças ao final de
3 (três) anos de idade tenha de ter as seguintes capacidades desenvolvidas:

 Relacionamento interpessoal, seja com crianças ou adultos, liberdade de


exploração do ambiente, bem como, com animais, plantas e objetos inanimados,
com plena manifestação de curiosidade e interesse aumentando sua percepção.

Crianças de 4 a 6 anos
Nesta fase dos (4) quatro aos (6) seis anos completos, os objetivos são aprofundados e
ampliados, garantindo oportunidades para que as crianças sejam capazes de:

 Demonstrar interesse e curiosidade pelo mundo social e pelo mundo natural,


questionado, criando soluções e alternativas de compreensão, manifestar
opiniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e
confrontando ideias;
 Relacionar suas ideias e análises entre seu modo de vida e o modo de vida de
seu grupo social e de diferentes grupos;
 Valorizar a importância da preservação de espécies, meio ambiente e toda forma
de vida a fim valorizar a qualidade da vida humana como um todo.
Propostas curriculares e metodológicas sobre Natureza e Sociedade:

2
A Referência Curricular Nacional para educação Infantil, de 1998 (RCNEI)
apresenta que o ensino de ciências deve unir o conhecimento que o aluno carrega
consigo, agregando com aquilo que ele venha a descobrir a partir das ciências humanas
e naturais. Lecionar ciências é conversar/apresentar a sala de aula diferentes assuntos,
desenvolvendo o aluno a pensar “fora da caixa”, pensar além, para adquirir e explorar
uma área desconhecida, precisa acima de tudo, “agir, perguntar, interpretar o mundo,
ver e estudas imagens, criar relações, testar hipóteses e refletir sobre o que faz, de modo
a reestruturar o pensamento permanentemente”(CRAIDY; KAERCHER, 2001, p.154).

Mas para que isso aconteça, os professores precisam entender que ensinar
ciências é muito mais que estudar o corpo humano e os seres vivos, renovando seus
métodos de ensino, para que seus alunos se atraiam pelo desejo de fazer ciências.

Acredito que o professor deva estar alerta a cada uma dessas fases para trabalhar
de forma que consiga desenvolver o raciocínio do aluno em todos os sentidos.

O ensino de ciências deve valorizar além do olhar do aluno e suas curiosidades,


seus trabalhos com experimentos, pois a experimentação é vista como uma ferramenta
eficaz e atraente para ensinar ciências. Ao explorar o mundo com sensibilidade e
percepção do qual faz parte, através das experiências, a criança se familiariza ao ato de
explorar, experimentar coisas novas e sua imaginação é testada ganhando novas
possibilidades e respostas, por meio de suas próprias ações.

A avaliação nos remete a uma reflexão sobre o processo de aprendizagem e sobre


as condições oferecidas por ele para que ela pudesse ocorrer. Assim, cabe ao professor
investigar a adequação dos conteúdos escolhidos, sobre as propostas lançadas, o tempo
e ritmo impostos ao trabalho, tanto quanto irá lhe caber investigar as aquisições e o
desenvolvimento das crianças em vista do processo vivido, na sua relação com os
objetivos propostos.
As ciências na Educação Infantil é um modo de permitir que os alunos explorem
o meio em que vivem a partir de seu cotidiano. É por meio da ciência que a criança vai
trabalhar sua imaginação e se tornar crítico frente às diversas curiosidades e problemas

3
que podem ser apresentados em torno de sua vida. As práticas pedagógicas que
compõem a proposta curricular da Educação Infantil devem ter como eixos norteadores
as interações e as brincadeiras, garantindo experiências como:
1) Incentivo a curiosidade, a exploração, ao novo, o questionamento, a indagação e o
conhecimento das crianças em relação ao mundo físico e social.
2) Vivências com outras crianças e grupos sócios culturais que desenvolva seus padrões
de referência e de identidades no diálogo e conhecimento da diversidade;
3) Promoção e interação, o cuidado, a preservação e o conhecimento da
sustentabilidade da vida terrena e meio ambiente, assim como evitar o desperdício dos
recursos naturais;
4) Propiciar o conhecimento pelas crianças das manifestações e tradições culturais
brasileiras, bem como a interação com estas.

Outra possibilidade metodológica de organizar o eixo Natureza e Sociedade na


Educação Infantil é através do desenvolvimento de projetos, pois eles permitem realizar
estudos com mais detalhes sobre determinados tópicos, assumidos por pequenos grupos
de crianças, sob a coordenação de um orientador. Possui como um dos principais
objetivos fazer com que as crianças extraiam do mundo o sentido dos fenômenos e
experiências do ambiente, fazendo com que elas tenham mais confiança nas suas
habilidades intelectuais e reforçam nelas a disposição em continuar aprendendo
(KATZ, 1999).

Desafios e perspectivas

Por estes motivos, acredito que o profissional da educação deva estar cada vez
mais preparado, buscando efetiva atualização para atuar com este conteúdo nas turmas de
educação infantil, pois lecionar ciências é desenvolver o meio natural e social do aluno
sem deixar de lado os seus conhecimentos prévios, valorizando suas curiosidades,
conhecimentos e experiências.

Construir um currículo que propondo ferramentas e recursos para explorar e


resolver problemas, negociar e construir significados. Organizado em um projeto lúdico,
construído a partir da sua experiência de vida.
Na etapa inicial, o que mais importa não é saber a diferença entre tempo e espaço,
4
nem que domine cálculos, no entanto naturalmente, através de sua capacidade de
questionamento e desenvolvimento de soluções, ela aprenderá esses conceitos sem
intervenção de forma natural.
A meta é mais profunda, é despertarmos um pensamento independente nas
crianças, fazer com que tenham a sensação de ter capacidade de dominar e controlar tudo
à sua volta, o atributo de desejar, questionar e investigar o mundo a sua volta sem medos.
Cabe ao professor apoiar e fomentar o desenvolvimento de uma personalidade autônoma,
fazendo entender e questionar o mundo à sua volta, baseando-se no "eu" pessoal, apoiar
a confiança em si mesmo e a coragem necessária para encontrar e usar as ferramentas
requeridas para cumprir essa missão.

Educação Fundamental – anos iniciais


Blocos temáticos dos PCN’s:

De acordo com os PCN’s de Ciências Naturais (BRASIL, 1998, p.43), são quatro
os blocos temáticos propostos para o Ensino Fundamental:
1) Ambiente.
2) Ser humano e saúde.
3) Recursos tecnológicos.
4) Terra e Universo.
Os três primeiros blocos se desenvolvem ao longo de todo o Ensino
Fundamental. O bloco Terra e Universo apenas serão destacados a partir do terceiro
ciclo, ou seja, do 6° ao 9° ano, que, no caso, não é a nossa faixa etária de formação.
Objetivos:

Os objetivos de Ciências da Natureza no ensino fundamental são concebidos para


que o aluno desenvolva competências que lhe permitam compreender o mundo e atuar
como indivíduo e como cidadão, utilizando conhecimentos de natureza científica e
tecnológica. Esses objetivos de área são coerentes com os objetivos gerais
estabelecidos na Introdução aos Parâmetros Curriculares Nacionais e com aqueles
distribuídos nos Temas Transversais.
O ensino de Ciências Naturais deverá então se organizar de forma que, ao final
do ensino fundamental, os alunos tenham as seguintes capacidades:

5
 compreender a natureza como um todo dinâmico, sendo o ser humano parte
integrante e agente de transforma ações do mundo em que vive;
 identificar relações entre conhecimento científico, produção de tecnologia e
condições de vida, no mundo de hoje e em sua evolução histórica;
 formular questões, diagnosticar e propor soluções para problemas reais a partir
de elementos das Ciências Naturais, colocando em prática conceitos,
procedimentos e atitudes desenvolvidos no aprendizado escolar;
 saber utilizar conceitos científicos básicos, associados à energia, matéria,
transformação, espaço, tempo, sistema, equilíbrio e vida;
 saber combinar leituras, observações, experimentações, registros etc., para
coleta, organização, comunicação e discussão de fatos e informações;
 valorizar o trabalho em grupo, sendo capaz de ação crítica e cooperativa para a
construção coletiva do conhecimento;
 compreender a saúde como bem individual e comum que deve ser promovido
pela ação coletiva;
 compreender a tecnologia como meio para suprir necessidades humanas,
distinguindo usos corretos e necessários daqueles prejudiciais ao equilíbrio da
natureza e ao homem.
Propostas curriculares e metodológicas do eixo Natureza e Sociedade:

Para os anos iniciais do ensino fundamental, as propostas curriculares e


metodológicas do ensino de Ciências têm como características despertar a curiosidade
e o interesse do aluno, utilizando temas relacionados a Ciências, como meio ambiente,
anatomia e tecnologia, que auxiliam no processo de alfabetização, pois, nas séries
iniciais, onde ocorre à aprendizagem da leitura e da escrita, a criança já consegue
desenvolver a linguagem oral, descritiva e narrativa, sendo capaz de narrar ou descrever
um fato através de desenhos. As propostas buscam utilizar de atividades que tenham
como objetivo desenvolver habilidades para o ensino experimental, buscando a
vivência do método científico e suas aplicações, além de utilizar como ferramenta a
investigação, que tem o poder de favorecer nos alunos habilidades de observação,
experimentação, comunicação e o debate de fatos e ideias, onde é possível criar
condições para que o aluno consiga solucionar problemas e realizar análise crítica
através dos conhecimentos prévios adquiridos que devem ser considerados.

6
Como critérios de avaliação devem ser utilizados a observação direta ou indireta,
para ver se o aluno reconhece todo meio ambiente e do que ele é composto, avaliar se
aluno consegue identificar as características dos seres vivos, se tem a capacidade
identificar e registrar as etapas e as transformações em um experimento ou em outras
atividades, e se consegue relacionar os hábitos e as características do corpo humano a
cada fase do desenvolvimento e se identifica as transformações ao longo desse
desenvolvimento.

Desafios e perspectivas

Um dos maiores desafios nos anos iniciais do Ensino Fundamental é criar espaços
de construção de uma nova realidade para o ensino de Ciências, onde deve se buscar o
diálogo entre todos aqueles que participam do processo educativo. Podemos dizer que as
questões da prática pedagógica necessitam da participação não apenas da família, mas de
toda a comunidade no cotidiano da escola, a valorizar todos os profissionais da escola,
pois eles também fazem parte deste processo de valorização do ser humano e do ambiente
em que vivemos, no entanto, é o professor que ao trabalhar os conteúdos das Ciências
Naturais, deve estar preparado, conhecer sobre o assunto, e gostar de ensinar os alunos e
participar da vida deles, pois cada um tem uma necessidade, já que temos inúmeras
realidades, mesmo em turmas que possam parecer homogêneas. A falta de formação
profissional, as condições de trabalho, a falta do material de ensino e muitas outras, são
obstáculos encontrados para uma melhoria do ensino tanto de ciências, como de outras
disciplinas.
Temos a importância de desenvolver no aluno a habilidade de observação, que ele
se motive a pesquisar, questionar e registrar os fatos para aprender a ciência no ensino
fundamental, estimulando a capacidade de ouvir, falar, argumentar e respeitar diferentes
pontos de vista em torno do aluno, além das habilidades de experimentação, comunicação
e o debate. É importante que se atualize a prática de sala de aula que normalmente é uma
característica do ensino tradicional, onde é centrada no professor, e que a função do aluno
é ouvir as explicações do professor, fazer anotações, ler o livro, realizar exercícios que
auxiliem na memorização, é necessário fazer uso de um modelo onde permita um
envolvimento maior dos alunos nas aulas.

7
Bibliografia:

O ensino de ciências naturais na Educação Infantil - Reflexões


https://nathyrodriguees.jusbrasil.com.br/artigos/365565907/o-ensino-de-ciencias-
naturais-na-educacao-infantil-reflexoes
Fundamentos e Métodos do Ensino das Ciências da Natureza – CRC (Claretiano, 2014)
Ciências nos anos iniciais do Ensino Fundamental: Fundamentos, História e Realidade
em sala de aula
https://acervodigital.unesp.br/bitstream/123456789/47357/1/u1_d23_v10_t01.pdf
http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf