Você está na página 1de 1

Entrar Cadastre-se agora

A culpa é da cultura da culpa


Vandiz Silva Follow
IT Specialist - Middleware 14 1 0

A cultura da culpa é algo que aprendemos desde cedo, que o culpado está errado e deve ser
punido ou se não cabe a punição a culpa pode ser usada como desculpa. No primeiro caso os pais
punem os filhos quando fazem algo errado, já no segundo é um tipico caso de colocar a culpa em
algo/alguém para se livrar daquele problema.
Eu sou um fã de esportes e sempre gosto de buscar exemplos na área esportiva, Usain Bolt ouviu
que era muito alto para correr e nos treinos descobriu que não era rápido na largada, ele podia usar
isso como desculpa e jogar a culpa na genética, mas ele viu o que podia melhor, onde ele era
melhor, se adaptou e se tornou uma lenda das pistas.
Esse tipo de pensamento vale para o mundo corporativo, essa cultura de culpa não ajuda a empresa
a evoluir. Achar o culpado não vai resolver o problema; se foi um erro humano, ao invês de
perguntar quem errou, devemos pensar o que ocasionou o erro. Nós como seres humanos estamos
sujeitos a erros e eles fazem parte do aprendizado, se um erro/falha ocorrer devemos aprender com
ele e assim evoluir.
Nas empresas que possuem esse tipo de cultura as pessoas não estão dispostas a assumir riscos,
estão sempre procurando culpar uns aos outros por erros/problemas, não procuram desafios e não
querem assumir novas responsabilidades/funções com medo de punição ou de resultados
negativos. Nessa série de fatores que são desencadeados com a cultura da culpa, você percebe o
quanto isso trava o desenvolvimento tanto das pessoas, quanto da empresa.
As empresas estão mudando, implementando metodologias ágeis, buscando inovar o seu modo de
trabalho. Cooperação e empatia são fatores fundamentais para o sucesso e tudo isso só é possível
sem essa cultura da culpa, as pessoas precisam se sentir confortáveis na empresa, saber que podem
se desafiar sem medo de falhar, saber que estão trabalhando em um time com objetivo em comum
e todos estão no mesmo barco.
Usando novamente um exemplo esportivo para fechar, é como num jogo de futebol onde diversas
vezes colocam a culpa da derrota no jogador que perdeu o pênalti. Será que essa foi realmente a
causa? Num jogo de 90 minutos, colocar a culpa em apenas uma pessoa em uma jogada isolada,
/