Você está na página 1de 2

PLANO DE AULA

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO:

DATA DA CONVOCAÇÃO: 03/12/17


CARGO: PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA/HISTÓRIA

TEMA: CRUZADAS NA IDADE MÉDIA


TÍTULO DA AULA: O MOVIMENTO CRUZADISTA EUROPEU (SÉC. XI-XIII)
PÚBLICO ALVO: 1º ANO AO 3º ANO DO ENSINO MÉDIO
CARGA HORÁRIA: 20 MINUTOS:

OBJETIVOS:
Geral: Apresentar o conceito de “Cruzada” e suas principais características, refletindo sobre a influência da
religiosidade na legitimação do movimento.
Específico:
Analisar como a proclamação realizada em Clermont rompe com certas limitações impostas àquela
organização social, pois acaba interferindo na teoria das três ordens (Clero, Nobreza e camponeses) uma vez
que é ofertada a uma sociedade medieval “Estamental” a possibilidade de se tornar um Cavaleiro de Cristo
àqueles que se dispusessem a libertar os lugares santos. Pretende-se também incitar nos alunos à criticidade
através da desconstrução das principais ideias discutidas, analisando a construção da figura do “outro” e suas
representações ao longo da história.

CONTEÚDO:
Conceito de “Guerra Justa” e “Guerra Santa”;
Contexto econômico, político e religioso e sua influência para o empreendimento das Cruzadas;
Conceito de Cruzada no medievo;
1ª, 2ª e 3ª Cruzada;

METODOLOGIA:
A aula será expositiva-dialogada tomando por base uma explanação introdutória que apresentará fatores
políticos, sociais e religiosos na Europa por volta do século XI, ou seja, como o Papa Urbano II, criador das
Cruzadas, incita cristãos a lutar contra os muçulmanos a partir de seu discurso proferido em Clermont em 1095.
Posteriormente será discutido o conceito de “Cruzada” bem como as principais características do movimento.
Por fim, ocorrerá uma breve discussão sobre a realização das oito cruzadas, sendo estas cruzadas oficiais,
populares e cruzada das crianças e suas consequências.

RECURSOS DIDÁTICOS:
Quadro, giz branco/pincel atômico e apagador.

ATIVIDADES:
Lista de exercícios: realização de atividades discursivas.
Exemplo:
Questão 1-Sobre as motivações das Cruzadas, responda às seguintes questões:
a) Qual o interesse da Igreja para com o movimento?
b) Quais os interesses econômicos vinculados às Cruzadas?

Obs.: Com relação a lista de exercícios, não havendo disponibilidade de tempo após a explanação do conteúdo,
propor-se-á sua realização como atividade “para casa”.

AVALIAÇÃO:
Avaliação contínua tomando por base a participação individual do aluno durante a exposição do conteúdo e
seu conhecimento prévio sobre o assunto.

PROPOSTA PARA PRÓXIMA AULA:


Com o interesse de oferecer aos alunos uma melhor compreensão sobre o tema em discussão (as Cruzadas no
medievo), será projetado para análise o filme Kingdom Of Heaven (Cruzada), produzido no ano de 2005 pelo
diretor Ridley Scott. A análise da produção cinematográfica estará fundamentada em um roteiro introdutório
contendo sugestões de estudo (O roteiro será apresentado aos discentes antes da reprodução do filme).

REFERÊNCIAS:
FOUCHER DE CHARTRES (O Concílio de Clermont: Urbano II). In: PEDRERO-SANCHEZ, Maria
Guadalupe. História da Idade Média: Textos e testemunhas. São Paulo: UNESP, 2000, p. 83-84

FRANCO JUNIOR, Hilário. As Cruzadas. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1982.

FERNANDES, Fátima Regina. Cruzadas na Idade Média. In: Demétrio Magnoli (Org.). História das guerras.
São Paulo: Contexto, 2008, p. 99-129.

FLETCHER, Richard A. A Cruz e o Crescente – A convivência entre muçulmanos e cristãos das Cruzadas à
Reforma Protestante / Richard A. Fletcher. Tradução de Andréa Rocha. – Rio de Janeiro: PocketOuro, 2010.

FLORI, Jean. Guerra Santa: Formação da ideia de cruzada no Ocidente Cristão. Campinas, SP: Editora da
Unicamp, 2013.

FLORI, Jean. Jerusalém e as Cruzadas. In: LE GOFF, Jacques e SCHIMITT, J C. (Orgs.). Dicionário Temático
do Ocidente Medieval. Bauru, SP: EDUSC, 2002 p. 7-23.

GUICHARD, Pierre. Islã - In: LE GOFF, Jacques e SCHIMITT, J C. (Orgs.). Dicionário Temático do Ocidente
Medieval. Bauru, SP: EDUSC, 2002 p. 7-23.