Você está na página 1de 9

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA FEI

Departamento de Engenharia Química

QM 2110 / NQ 3110

QUÍMICA GERAL I

Lista Complementar de Exercícios

Os exercícios apresentados neste material são de caráter complementar.


Recomenda-se, além da resolução destes, também os exercícios indicados no livro-
texto adotado para a disciplina.

1º semestre de 2008
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

Grandezas e relações utilizadas em Química


3
1. Calcule a massa de 750 mL de uma mistura de etanol-água de densidade 0,930 g/cm , a 20°C.

2. A substância etilenoglicol, CH2OHCH2OH, é utilizada como agente anticongelante. Uma partida de


uma mistura anticongelante foi preparada utilizando-se 1.000 L de água e 1.100 L de etilenoglicol.
Calcule a fração em volume do etilenoglicol na amostra.

3. A cafeína, C8H10N4O2, é um estimulante encontrado no chá e no café. Uma solução em


clorofórmio, CHCl3, contém 33,4% em massa de cafeína. Calcule as frações molares de cada
substância na solução.

Balanceamento redox

4. Efetue o balanceamento das seguintes reações químicas:

a) Cr (s) + HNO3 (aq) → Cr(NO3) (aq) + NO (g) + H2O (l)


b) NO2 (g) + H2O (l) → HNO3 (aq) + NO (g)
c) MnSO4 (s) + PbO2 (s) + H2SO4(aq) → HMnO4 (aq) + PbSO4 (s) + H2O (l)
+3 +
d) NH3 (aq) + H2O (l) + Al (aq) → NH4 (aq) + Al(OH)3 (s)
-2 +
e) CO3 (aq) + H (aq) → H2O (l) + CO2 (g)
f) Br2 (l) + KOH (aq) → KBr (aq) + KBrO3 (aq) + H2O (l)
g) KMnO4 (aq) + H2C2O4 (s) + HCl (aq) → MnCl2 (aq) + CO2 (g) + KCl (aq) + H2O (l)

Reações consecutivas

5. Em um processo descrito pelas reações consecutivas abaixo, obtém-se 261,0 g de MnSO4.


Determine as massas necessárias dos reagentes Na2C2O4, H2SO4, H2C2O4 e KMnO4.

Na2C2O4 + H2SO4 Na2SO4 + H2C2O4

KMnO4 + H2C2O4 + H2SO4 MnSO4 + CO2 + H2O + K2SO4

6. Calcule a massa de alumínio (Al) e de ácido clorídrico (HCl) necessárias para a redução de 500 g
de óxido de cobre (II) (CuO) a cobre metálico (Cu).
Al + HCl → AlCl3 + H2

CuO + H2 → Cu + H2O

7. O processo utilizado para a remoção de enxofre orgânico do carvão antes da combustão envolve
as reações abaixo (X e Y representam a estrutura do carvão):
X-S-Y + NaOH → X-O-Y + Na2S + H2O
CaCO3 → CaO + CO2
Na2S + CO2 + H2O → Na2CO3 + H2S
CaO + H2O → Ca(OH)2
Na2CO3 + Ca(OH)2 → CaCO3 + NaOH
Em um processo em que foram utilizadas 200 toneladas de carvão contendo 1% de enxofre, quanto
de CaCO3 devem ser decompostos visando a obtenção de uma quantidade suficiente de Ca(OH)2 que
será utilizado para a regeneração de todo o NaOH, que será reutilizado na primeira etapa?

1
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

8. Perclorato de potássio (KClO4) pode ser preparado por meio das reações abaixo:
Cl2 + KOH → KCl + KClO + H2O
KClO → KCl + KClO3
KClO3 → KClO4 + KCl

Quantos gramas de Cl2 são necessário para preparar 200 g de KClO4?

Estequiometria geral

9. 1 kg de benzeno (C6H6) for oxidado com oxigênio, quantos quilogramas de O2 serão necessários
para converter todo benzeno em CO2 e H2O?

10. Um composto muito utilizado pela indústria é o fósforo (P4), que pode ser obtido principalmente
por meio da rocha fosfática, composta principalmente de fosfato tricálcico [Ca3(PO4)2], segundo a
reação:
Ca3(PO4)2 (s) + SiO2 (s) + C (s) → CaSiO3 (s) + CO (g) + P4 (s)
Determine:
a) o número de moles de fósforo formados por mol de Ca3(PO4)2;
b) a massa de fósforo formada por mol de Ca3(PO4)2;
c) a massa de fósforo formada por grama de Ca3(PO4)2 usado;
d) a massa, em toneladas, formada por tonelada de Ca3(PO4)2;
e) o número de moles de SiO2 e C necessários por mol de Ca3(PO4)2.

11. A reação entre ácido nítrico (HNO3) e zinco metálico (Zn) é utilizada para a obtenção de nitrato de
amônio (NH4NO3). Calcule a massa de zinco e de ácido nítrico necessárias para a obtenção de 5
kmol de nitrato de amônio.
Zn + HNO3 → Zn(NO3)2 + NH4NO3 + H2O

12. Quantos quilogramas de sulfato de sódio (Na2SO4) com 83,4% de pureza podem ser obtidos a
partir de 250 kg de sal de cozinha (NaCl) com 94,5 % de pureza pela reação abaixo?
NaCl + H2SO4 → Na2SO4 + HCl

13. 0,2g de uma amostra de uma liga composta por alumínio e magnésio, reagem com excesso de
ácido clorídrico libertando 0,02g de hidrogênio. Calcule a composição em % em massa de cada
componente da liga.
Al + HCl → AlCl3 + H2
Mg + HCl → MgCl2 + H2

3
14. 55 g de uma amostra de zinco impuro reagem com 129 cm de ácido clorídrico (HCl) que tem uma
densidade de 1,18 g/mL e uma porcentagem em massa de 35 %. Qual a porcentagem de zinco
metálico na amostra? Assuma que a impureza é inerte ao HCl.
Zn + HCl → ZnCl2 + H2

15. Quando 2,86 g de uma mistura de 1-buteno (C4H8) e butano (C4H10) são queimados com excesso
de oxigênio são obtidos 8,80 g de CO2 e 4,14 g de água. Calcule a porcentagem em massa de
butano na mistura original.
C4H8 + O2 → CO2 + H2O
C4H10 + O2 → CO2 + H2O

2
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

16. Para a determinação da pureza de um carbonato de sódio decahidratado (Na2CO3.10H2O)


dissolvem-se 25g deste sal em água. A seguir trata-se a solução obtida com excesso de solução
de cloreto de bário (BaCl2), obtendo-se 15g de carbonato de bário (BaCO3). Calcule a % de
pureza do carbonato de sódio decahidratado.
Na2CO3 + BaCl2 → BaCO3 + NaCl

Estequiometria com um dos reagentes em quantidade limitada

17. Metanol líquido, CH3OH, combustível usado nas competições automobilísticas pode ser obtido
pela reação entre o gás monóxido de carbono (CO) e o gás hidrogênio (H2) segundo a reação:
CO + H2 → CH3OH
Colocando-se para reagir 356 g de CO com 65 g de H2, calcule:
a) a % excesso do RE;
b) a massa de CH3OH que se obtém, sabendo-se que todo o RL é convertido em produto;
c) a massa de RE que sobra após a reação.

18. O antimônio (Sb) é obtido pelo aquecimento da estibina pulverizada (Sb2S3) na presença de ferro,
com a retirada do antimônio fundido pela base do reator.
Sb2S3 + Fe → Sb + FeS
Suponha que 0,600 kg de estibina e 0,250 kg de aparas de ferro sejam aquecidos juntos, dando 0,200
kg de Sb metálico. Determine:
a) o reagente limitante;
b) a %excesso de RE;
c) o rendimento percentual;
d) o grau de conversão de cada reagente (%GCA).

3
19. Na combustão de 1,5 L de etanol (C2H5OH), utilizando 2,1 m de oxigênio nas CNTP, obteve-se
2,0 kg de CO2. Sabendo que a densidade do etanol é 0,8 kg/L, determine:
a) a % excesso do RE;
b) o rendimento percentual da reação.
C2H5OH(l) + O2(g) → CO2(g) + H2O(g)

20. 80,0 kg de hidróxido de cálcio, Ca(OH)2, com 92,5% de pureza são colocados em um reator
contendo 355 kg de solução aquosa de ácido clorídrico (HCl) a 30% em massa, obtendo-se
99,9 kg de CaCl2 puro.
Ca(OH)2 + HCl CaCl2 + H2O
Determine:
a) o reagente limitante;
b) a % de reagente em excesso;
c) o grau de complementação da reação;

21. Gás cloro (Cl2) pode ser obtido pela reação de oxi-redução abaixo:
MnO2 + HCl → MnCl2 + H2O + Cl2
Adiciona-se, em um reator, 10,0 kg de um minério contendo 95,7% em massa de MnO2 com 30% em
excesso do ácido. Sabendo-se que o grau de complementação da reação é de 90%, determine:
a) o volume, nas CNTP, de Cl2 obtido;
b) a massa alimentada de solução de HCl a 36% (em massa).

3
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

22. Alguns comprimidos de antiácido tem como princípio ativo carbonato de cálcio (CaCO3) para
neutralizar o excesso de solução de ácido clorídrico (HCl) presente no estômago, conforme a
reação abaixo:
CaCO3 (s) + HCl (aq) → CaCl2 (aq) + CO2 (g) + H2O (l)

Admitindo rendimento da reação de 80%, pede-se:


a) qual o volume em mL de solução de HCl que pode ser neutralizado por um comprimido?
b) qual o volume em mL de CO2 formado a 36ºC e 1 atm?
Dado: cada comprimido contém 750 mg de CaCO3 e a concentração molar de HCl no estômago é de
3 mol/L

Estequiometria gasosa e misturas

23. Uma mistura equimolar de SO2 e O2 encontra-se contida num recipiente de 82 L de capacidade
sob uma pressão de 1,5 atm e 27ºC . Adiciona-se um catalisador adequado quando se verifica a
reação:
SO2(g) + ½ O2(g) → SO3(g)
Sabe-se que o rendimento porcentual da reação é de 80% e que a pressão do sistema passa a ser
2,5 atm. Determine:
a) a temperatura final;
b) a composição da mistura em porcentagem molar, após a reação.

24. Um recipiente A de 2 L de capacidade, de forma cilíndrica, contém O2 (g) puro a uma temperatura
de 27°C e sob uma pressão de 30 atm. Todo o conteúdo do recipiente A é injetado num recipiente
B, também cilíndrico, com capacidade de 6 L, a 35°C e sob uma pressão de 5 atm, contendo
inicialmente 75% C2H6 (g) e 25% CO2 (g) (porcentagem molar). Após a transferência de todo o
conteúdo de A para B e aumentando-se a temperatura do sistema para 377°C, ocorre a seguinte
reação:
C2H6 (g) + O2 (g) → CO2 (g) + H2O (g)
Determine:
a) a porcentagem do reagente em excesso;
b) a densidade da mistura de gases do recipiente B antes da injeção de O2;
c) a pressão total do sistema após a reação.

25. Um recipiente de 37,3 m³ a 30ºC e a uma pressão de 2 atm contém amônia gasosa (NH3). É
injetado nesse recipiente 4,5 kmol de oxigênio gasoso (O2) e se promove a reação:
NH3 (g) + O2 (g) → NO (g) + H2O (g)
Sabendo-se que o rendimento da reação é de 75 %, determine:
a) a pressão final do sistema, sabendo que o recipiente indeformável, é mantido a 30ºC;
b) a composição molar da mistura gasosa depois da reação.

26. Num recipiente em forma de paralepípedo, as dimensões internas em centímetros são: largura =
40 cm, comprimento = 25 cm e altura = h. Sabe-se que dentro do mesmo há 1,98 moles de uma
mistura composta pelos gases nitrogênio (N2), oxigênio (O2) e vapor d’água (H2O), cujas pressões
o
parciais em mmHg são, respectivamente, 553; 147 e 23, numa temperatura de 68 F. Determine:
a) a altura interna H do recipiente;
b) a densidade da mistura gasosa;
c) as massas de cada um dos três gases que compõe a mistura.

4
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008
o
27. Um gás encontra-se em um recipiente indeformável de 10 L a 57 C e 1,2 atm. Aumentando-se a
o
temperatura até 277 C, constata-se que certa massa de gás escapa através de uma válvula,
instalada no recipiente que mantém a pressão interna constante. Calcule a porcentagem em
massa de gás que escapou do recipiente.

28. Uma mistura gasosa formada por 20% de H2, 50% de CO2 e 30% de N2 em volume, ocupa um
volume de 15 litros a temperatura de 27ºC e pressão total de 2,6 atm. Esta mistura sofre uma
compressão isotérmica passando a ocupar um volume de 7,5 litros Pede-se:
a) a pressão total do sistema;
b) a densidade da mistura para a situação final.

29. Num cilindro de 30 litros de volume, é armazenado hidrogênio (H2) numa temperatura de 27ºC e
pressão de 1,5 atm. Após a injeção de uma certa quantidade de CO2 no mesmo cilindro, a
pressão final passa a ser de 5 atm. Qual a composição molar da mistura final e a pressão parcial
de cada gás, considerando que a temperatura permanece constante?

30. Uma mistura gasosa formada por 30 g de O2, 20 g de N2 e 10 g de H2,ocupa um volume de 10


litros a uma temperatura de 27ºC. Calcule:
a) a pressão total da mistura (em atm);
b) as pressões parciais dos componentes da mistura;
c) a densidade dessa mistura;
d) a composição molar.

Sistema líquido-vapor

Pressão de vapor d’água em função da temperatura para a resolução dos exercícios 31 ao 42


pºv (mmHg) 8,6 9,2 9,8 10,5 12,8 23,8 26,7 28,3 31,8 55,3 92,5 149,4 233,7
T (ºC) 9 10 11 12 15 25 27 28 30 40 50 60 70

31. Uma mistura constituída por ar e vapor saturado de água ocupa o volume de 6,0 litros a 30°C e
pressão total de 700 mmHg. Mantendo-se constante a temperatura, a mistura sofre expansão
passando a ocupar o volume de 30 litros. Calcule após a expansão:
a) a pressão parcial do vapor de água;
b) a pressão total da mistura;
c) a composição em porcentagem molar dos componentes da mistura.

32. Um recipiente indeformável de 35 litros de capacidade contém 5 litros de líquido e uma mistura
gasosa constituída por ar e vapor saturado desse líquido à temperatura de 27 °C e pressão total
de 700 mmHg. Mantendo-se o volume gasoso constante, aumenta-se a temperatura do sistema
para 77 °C ; quando se observa uma pressão total de 850 mmHg. Calcule:
a) pressão máxima de vapor do líquido na temperatura de 77 °C;
b) o número de moles do líquido evaporado.

33. Um cubo de 1,2421 m de aresta contém uma mistura gasosa constituída por 18,0 g de vapor de
água e 288,0 g de oxigênio, a uma pressão de 105,0 mmHg. Determine :
a) a temperatura do sistema;
b) o ponto de orvalho (P.O.);
c) a saturação relativa (S.R.).

5
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

34. Uma mistura gasosa contendo ar e vapor de água com 13,16% molar de vapor, ocupa um
volume de 30 litros a 40°C e pressão total de 140 mmHg. Mantendo-se a temperatura constante,
comprime-se a mistura até um volume de 10 L, quando se atinge o equilíbrio líquido-vapor.
Determine :
a) a S.R. do vapor na mistura inicial ;
b) a pressão total do sistema após a compressão.
Obs. Admita desprezível a massa de vapor condensado após a compressão da mistura.

35. Determine a composição em % molar de uma mistura gasosa constituída por ar e vapor com 50%
de U.R., que se encontra a 30°C e pressão total de 600 mmHg.

36. Um recipiente de 10 L de capacidade, munido de um embolo, contém uma mistura de ar e vapor


de água com 62,9% de S.R. a 30ºC e pressão total de 700 mmHg. Mantendo-se a pressão total
constante, o recipiente é resfriado até 15ºC. Calcule:
a) o volume da mistura gasosa na temperatura de 15ºC;
b) a massa de água condensada, se isto ocorrer.

37. Uma mistura gasosa constituída por ar e vapor de um líquido "C" , encontra-se a 20°C com ponto
de orvalho (P.O.) de 15°C e pressão total de 700 mmHg. Com o objetivo de condensar 60% do
vapor do líquido “C" existente nessa mistura comprime-se a mesma à temperatura constante.
Determine :
a) a% de S.R. antes da compressão;
b) a pressão total do sistema após a compressão.
Dados: pºv a 15°C = 50 mmHg; pºv a 20°C = 60 mmHg.

38. Ar úmido, a uma temperatura de 20°C, pressão de 700 mmHg e com 90% de umidade relativa
deve passar através de um sistema de compressão isotérmica, com o objetivo de reduzir sua
umidade. No final do processo, o ar encontra-se saturado a uma pressão de 1800 mmHg e com
temperatura de 20°C. Qual a porcentagem de umidade removida (condensada) do ar inicial?

39. Uma mistura gasosa constituída por 85% molar de ar e 15% molar de vapor de um líquido ”A”
encontra-se a 30ºC e pressão total de 700 mmHg. Com o objetivo de condensar 55% do vapor
existente nessa mistura, reduz-se a temperatura para 15ºC.
Determine:
a) a SR da mistura inicial;
b) a pressão total da mistura gasosa após a condensação;
c) a composição em % molar da mistura gasosa após a condensação.

40. Uma mistura gasosa a 28ºC e 750 mmHg contém vapor de CS2 (sulfeto de carbono) com 70% de
saturação relativa. Calcular a temperatura que a mistura deve ser resfriada a pressão constante
para condensar 40% do vapor do CS2 presente na mistura inicial.
Dados:
T (ºC) 0 10 20 28 47
o
p v (mmHg) 127 197,5 253,1 400 760

3
41. Você esqueceu uma jarra de 1,5 litros cheia de água (ρ = 0,997 g/cm ) em seu quarto, cujo
3 o
volume livre é de 18,8 m . O quarto encontrava-se a 25 C quando você fez isso. Supondo que o
quarto seja adiabático e indeformável, a água contida na jarra irá evaporar completamente?
Responda justificando com os devidos cálculos.

6
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

42. Um recipiente indeformável de 13 litros de capacidade contém 7 litros de água líquida e uma
mistura gasosa constituída por ar e vapor de água saturado à temperatura de 28 °C. Nesta
situação, a pressão total é de 750 mmHg. Mantendo-se o volume gasoso constante aumenta-se a
temperatura do sistema para 68 °C, quando se observa uma pressão total de 920 mmHg.
Determine:
a) a pressão máxima de vapor de água na temperatura de 68°C;
b) a massa em gramas de água evaporada.

Termoquímica

43. Dadas as seguintes reações:


Fe2O3 (s) + 3 C (grafite) → 2 Fe (s) + 3 CO (g) ∆H = 493 kJ/mol
FeO (s) + C (grafite) → Fe (s) + CO (g) ∆H = 156 kJ/mol
C (grafite) + O2 (g) → CO2 (g) ∆H = − 394 kJ/mol
CO (g) + ½ O2 (g) → CO2 (g) ∆H = − 283 kJ/mol
Estime o valor de ∆Hf para a reação de formação do FeO (s) dada abaixo, utilizando a lei de Hess e
justificando com as reações adequadas:
Fe (s) + ½ O2 (g) → FeO (s)

Equilíbrio químico

44. A reação Xe (g) + 2 F2 (g) XeF4 (g) tem um rendimento de 60% de XeF4. Iniciando-se esta
reação com 0,50 mol de Xe e 1,0 mol de F2 num frasco de 2,0 L, calcule a constante de equilíbrio
desta reação (Kc).

45. Ferro metálico (Fe) e água foram colocados num recipiente de 3 L, selado e aquecido a 1000 K.
Ao término da reação, havia 0,80 g de gás hidrogênio (H2) e uma pressão de vapor de água de
0,05 atm.
a) qual a constante de equilíbrio da reação?
b) qual era a concentração inicial de H2O (g)?
Fe (s) + H2O (g) Fe3O4 (s) + H2 (g)

7
Departamento de Engenharia Química
o
1 Semestre de 2008

Respostas:

1. 697,5 g 25. a) 5,4 atm; b) NH3: 0,09; O2: 0,21; NO:


2. 52,38 % 0,28; H2O: 0,42.
3. x(C8H10N4O2) = 0,236; x(CHCl3)=0,764 26. a) 50,1 cm; b) 1,13 g/L; c) N2: 42,3 g; O2:
4. Observação: os números representam os 12,9 g; H2O: 1,14 g.
coeficientes estequiométricos das 27. 40%.
equações balanceadas: 28. a) 5,2 atm; b) 6,51 g/L.
a) 1 + 4 → 1 + 1 + 2; b) 3 + 1 → 2 + 1; 29. H2: 30%, 1,5 atm; CO2: 70%, 3,5 atm.
c) 2 + 5 + 3 → 2 + 5 + 2; d) 3 + 3 + 1 → 3 + 1; 30. a) 16,36 atm; b)p(atm): O2: 2,31; N2: 1,75 e

e) 1 + 2 → 1 + 1; f) 6 + 12 → 10 + 2 + 6; H2: 12,3; c) 6 g/L; d) O2: 14%; N2: 10,7% e

g) 2 + 5 + 6 → 2 + 10 + 2 + 8. H2: 75,2%.

5. 579,0 g; 677,9 g; 389,0 g; 273,1 g. 31. a) 6,36 mmHg; b)140 mmHg; c) ar: 95,5%;

6. 113 g e 459 g, respectivamente. H2O: 4,5%.

7. 6,25 t. 32. a) 56,7 mmHg; b) 0,046 mol.

8. 409 g. 33. a) 50ºC; b) 12ºC; c) 11,35%.

9. 3,1 kg. 34. a) 33,3%; b) 420 mmHg.

10. a) 0,5 mol; b) 62 g; c) 0,20 g; d) 0,20 t; e) 3 35. ar = 97,35%; vapor H2O = 2,65%

e 5 mol, respectivamente. 36. a) 9,4L; b) 0,07g.

11. 1308 kg e 3150 kg, respectivamente. 37. a) 83,3%; b) 2010 mmHg.

12. 344 kg de mistura. 38. 57,3%.

13. 60,7% Al e 39,3% Mg. 39. a) 87,5%; b) 680 mmHg; c) ar = 92,65%;

14. 86,7%. vapor A = 7,35%.

15. 60,8%. 40. 10ºC


o
16. 87,1%. 41. não, p > p v.

17. a) 27,85%; b) 406,72 g; c) 14,16 g. 42. a) 101 mmHg; b) 0,353 g.

18. a) Fe; b) 18,12%; c) 55,1%; d) GCFe = 43. – 267 kJ/mol.

55,1% e GCSb2S3 = 46,6%. 44. 37,5.


9
19. a) 20,0%; b) 87,2%. 45. a) 2,21.10 ; b) 0,133 mol/L.

20. a) Ca(OH)2; b) 45,9%; c) 90%.


21. a) 2218 L; b) 58 kg.
22. a) 5,0 mL; b) 152 mL.
23. a) 625 K; b) SO2 : 12,5%; O2 : 37,5%; SO3:
50,0%.
24. a) 27,8%; b) 6,64 g/L; c) 35,3 atm.