Você está na página 1de 17

ANATOMORFOFISIOLOGIA DO SISTEMA DIGESTÓRIO,

URINÁRIO, REPRODUTOR E ENDÓCRINO

AULA 5 – FISIOLOGIA DO SISTEMA URINÁRIO

Profa. Ma. Tátila de Souza Barcala


Profa. Carla Giovana Girardi
Profa. Flávia Roberta Rocha
Prof. Fábio R. M. Borges
Fisiologia do Sistema Urinário

Funções dos rins:

1) Esse sistema é responsável pela excreção dos produtos finais do


metabolismo celular, denominados excretas. (uréia, creatinina,
ácido úrico).

2) Manter um constante equilíbrio hídrico do organismo, eliminando o


excesso de água, sais e eletrólitos (evitando edema e aumento da
PA)

3) Produção de hormônios (eritropoietina, Vitamina D ativa e Renina)


Fisiologia renal
• As unidades funcionais
dos rins denominam-se
néfrons (1 milhão de
néfrons cada rim).

• A urina é formada
a partir da filtração do
sangue pelos néfrons e
a partir dos néfrons a
urina flui para a pelve
renal e, daí, pelo
ureter até a bexiga
Néfron (corpúsculo renal + túbulos)
O néfron é uma estrutura tubular que possui, em uma das extremidades, uma
dilatação chamada cápsula renal (ou de Bowman), no interior da qual esta uma
rede de capilares sanguíneos denominada glomérulo renal (ou de Malpighi).
Como a urina é formada?

Através de 3 mecanismos distintos:


FILTRAÇÃO, REABSORÇÃO E SECREÇÃO
Produção da Urina nos Néfrons
A produção de urina começa com a FILTRAÇÃO. O sangue a ser filtrado
chega ao rim pela artéria renal, que se ramifica em arteríolas no interior
do órgão.

Irrigação sanguínea renal:


1,100 ml de sangue/min
O quê acontece com os
178,5 litros filtrados por dia?
Filtração e Reabsorção
 Fluxo sangüíneo renal:
1.200 ml/min (~1.700 L/dia);

 Filtração glomerular:
120 ml/min (~180 L/dia);

 Volume urinário:
1.000-2.000 ml/dia;

 Filtração de 125mL/min;

 Reabsorção de 99%;

http://www.docenciainloco.com/perolas/sem-categoria/onde-faz-xixi-professora/
Produção da Urina nos Néfrons
A arteríola aferente penetra no interior do corpúsculo renal e se ramifica
formando o glomérulo renal (rede de capilares). Esses capilares seguem formando a
arteríola eferente, que conduz o sangue para fora da cápsula renal.

Arteríola eferente Arteríola aferente


Produção da Urina nos Néfrons
O sangue que chega pela arteríola aferente entra no capilar glomerular e, como a
membrana do glomérulo é porosa o bastante permite que a água e ,
essencialmente, todos os constituintes dissolvidos do plasma, com exceção das
proteínas plasmáticas e células do sangue, sejam filtrados.

ULTRAFILTRADO

Plasma sem as proteínas

Arteríola eferente Arteríola aferente


Filtração 180 litros de ultrafiltrado por dia

Reabsorção

Reabsorção

99% são reabsorvidos


nos túbulos renais

Cerca de 1,5 L é eliminado como urina


O filtrado segue dentro do túbulo renal e o sangue que "sobrou" segue,
pela arteríola eferente que continua como capilar até chegar a veia
renal

Todas as substâncias úteis presentes no filtrado glomerular são reabsorvidas


ao longo dos túbulos renais, voltando para o sangue .
Entretanto, o excesso de substâncias não retorna e é eliminado na urina
(ex: glicose na urina de pessoas diabéticas).
Reabsorção: substâncias do fluído Água, glicose, íons e proteínas
tubular para a corrente sanguínea

Secreção: substâncias da corrente Íons potássio e hidrogênio, ureia


sanguínea para o fluído tubular e amônia
EXCREÇÃO = FILTRAÇÃO – REABSORÇÃO + SECREÇÃO
Quase toda a glicose,
aminoácidos e proteínas,
65% da água
Na+, Cl– SECREÇÃO

Água Na+ Cl- K+

Secreta K+
Na+ Cl- K+

Água
Água, Na+ Cl- Na+ Cl-

Aldosterona
ADH
REGULAÇÃO DA FILTRAÇÃO GLOMERULAR

 Aparelho Justaglomerular:
 Estrutura formada por um conjunto celular localizada entre a porção
ascendente da alça de henle e arteríola aferente/ eferente (pólo vascular)

Mácula densa: localizada entre as arteríolas aferentes e eferentes. Sensíveis as


concentração de Na+ e Cl- no fluido tubular.
REGULAÇÃO HORMONAL DA REABSORÇÃO