Você está na página 1de 2

ESCOLA T ÉCNICA REDENTORISTA – ETER

Habilitação em Uso e Gestão de Computadores, Sistemas e Redes


Módulo de Suporte e Administração de Redes
Professor: Gutemberg L. Medeiros

Instalação e Configuração de um servidor DHCP

Introdução

O DHCP (Dynamic Host Control Protocol) é um protocolo utilizado para endereçamento


dinâmico de hosts. Através do DHCP, é possível endereçar uma grande quantidade de
hosts de uma rede, sem perder um grande te mpo configurando estações de trabalho.
Existe um serviço no LINUX chamado dhcpd que pode ser configurado para fornecer
endereços IP's automaticamente para os clientes da rede. Com isso, o administrador
da rede ganha tempo, tem uma configuração mais confiável e muito mais estável
em todas as suas estações. Além disso, é possível ter um controle dos endereços
utilizados pelos hosts da rede e fornecer algumas configurações adicionais, tais
como, endereço de gateway, servidor de DNS primário, servidor de DNS secundário,
entre outros. Vejamos então, como este serviço deve ser instalado e configurado.

Instalação

Coloque na unidade de CD-ROM o CD2 do RedHat Linux 9.0 e digite os comandos


abaixo:

mount -r -t iso9660 /dev/cdrom /mnt/cdrom


cd /mnt/cdrom/conectiva/RPMS.002
rpm -ivh dhcpcd-1.3.22pl4-24707cl.i386.rpm
cd /root
eject

Após estes comandos, o servidor DHCP já estará instalado em seu sistema. Basta
agora, configurarmos o serviço.

Configuração

Toda a configuração do servidor DHCP é feita no arquivo /etc/dhcpd.conf.


Abaixo segue um exemplo funcional de configuração de um servidor DHCP que
utiliza a rede 192.168.0.0/24 (Classe C) e passa para seus clientes da rede,
endereço IP, máscara de sub-rede, servidores de DNS e default gateway.

Todas os parâmetros que seguem no arquivo (/etc/dhcpd.conf) estão comentados


para um melhor entendimento.

Para editar o arquivo de configuração do servidor DHCP digite o comando abaixo:

vi /etc/dhcpd.conf

Arquivo de exemplo de configuração

ddns-update-style interim;
default-lease-time 600;
# Libera um endereço por 600 segundos (dez minutos), caso o cliente não
# defina um tempo específico de utilização de endereço.

max-lease-time 7200;

# Tempo máximo em segundos para liberação do endereço IP, caso esse tempo
# seja ultrapassado, o servidor DHCP irá fornecer um novo endereço, para o
# cliente DHCP.

option subnet-mask 255.255.255.0;

# Define a máscara da subrede.

option broadcast-address 192.168.0.255;

# Define o endereço de distribuição.

option routers 192.168.0.1;

# Define Roteador ou caminho padrão

option domain-name-servers 200.168.10.5, 200.168.10.7;

# Define o(s) servidor(es) de DNS.

option domain-name "seudominio.com.br";

# Define o nome de Dominio da subrede.

subnet 192.168.0.0 netmask 255.255.255.0 {


range 192.168.0.10 192.168.0.200;
}

# subnet - número da rede


# netmask - máscara da rede
# range - Restringir faixas de endereços IPs que serão cedidos

Muito bom. Após ter feito as devidas alterações no arquivo de configuração


do servidor DHCP, salve-o e restart o serviço de DHCP. Para restart no serviço,
utilize o comando abaixo:

/etc/init.d/dhcpd restart

Para finalizar, vamos colocar o serviço de DHCP para subir automaticamente, ou seja,
o serviço vai estar disponível sempre que o servidor reiniciar.

Para quem utiliza init 3, digitar o seguinte comando:

chkconfig --level 3 dhcpd on

Para quem utiliza init 5, digitar o seguinte comando:

chkconfig --level 5 dhcpd on