Você está na página 1de 49

TODOS OS TEMPOS

7 MAIORES
PARTIDAS
DA HISTÓRIA
E SUAS LIÇÕES

MN GÉRSON & EQUIPE

ACOMPANHA PGN
Mensagem
do
Editor

Xadrez, um duelo de titãs, jogado em um tabuleiro de 64


casas e 32 peças, mostra o confronto de dois reinos, o
reino das peças claras e o reino das peças escuras e
simula muitas características da vida, como os soldados
representados pelos Peões, o governo, representado
pelo Rei e a Dama.                           
               
Além dessas características, existem diversas lições que
extraímos desse jogo milenar que pode ser aplicado em
nossas vidas como o movimento de uma peça (ou ação de
uma pessoa) pode influenciar o destino das demais, para
vencer precisamos correr riscos controlados ou como
diz um provérbio chinês: no final da partida tanto o rei
quanto o peão são guardados na mesma caixa, que nos
mostra uma bela lição de humildade.
 
Nesse ebook, trazemos para você uma coletânea de 7
partidas selecionadas e analisadas de grandes jogadores
mundiais que nos mostram grandes lições no tabuleiro
de xadrez e que podem ser aplicadas em nossas vidas.
Boa Leitura e bons estudos!

Jeovane
o editor
SUMÁRIO DO
LIVRO

08
01 Busque a
17
Mesmo sendo o perfeição, os Esteja sempre
melhor no que resultados atento e não
faz, nem sempre aparecem como subestime seu
você vai vencer! consequência! adversário!

21
Seja inovador!
28
Busque Mantenha a
surpreender iniciativa na
inclusive os busca dos
melhores! objetivo!

34
Muitas vezes, 40
para atingir
nossos objetivos, O jogo não deve
precisamos acabar antes da
mudar o hora!
caminho!
1) MESMO SENDO O MELHOR NO QUE FAZ, NEM SEMPRE
VOCÊ VAI VENCER!

INTERPOLIS TILBURG, 10.1981

Kasparov,Garry - Petrosian,Tigran [D22]


Essa partida é um clássico do
x a d r e z mu n d i a l , p r i n c i p a l me n t e
p o r q u e t e mo s d e u m l a d o , u m d o s
ma i o r e s e n x a d r i s t a s d e t o d o s o s
t e mp o s , e u m e s t r e d o a t a q u e ,
Garry Kasparov, e, do outro lado,
u m d o s j o g a d o r e s ma i s s ó l i d o s e
me l h o r e s c o n d u t o r e s d a d e f e s a
que o xadrez já viu, Tigran
Petrosian. A parte interessante
nessa partida surge a partir do
lance 30, quando esses dois
jogadores se encontram em seus
c a mp o s d e d o mí n i o : a t a q u e x
defesa.

02
1.d4 d5 2.c4 dxc4 3.Cf3 Cf6 4.e3 Bg4
 
E s s a é u ma o p ç ã o b e m p o u c o j o g a d a h o j e e m d i a
g e r a l me n t e a s p r e t a s d e i x a m o b i s p o p a r a d e n t r o
da estrutura com 4...e6.
 
5.Bxc4 e6 6.h3 Bh5 7.Cc3 a6 8.g4 Bg6 9.Ce5 Cbd7
10.Cxg6 hxg6 11.Bf1!

 
Ma n o b r a b o a d e r e p o s i c i o n a me n t o d o b i s p o , u ma
v e z q u e e l e s e r á ma i s e f e t i v o n a d i a g o n a l b r a n c a ,
j á q u e a s p r e t a s p r o v a v e l me n t e j o g a m a p o s i ç ã o
com roque grande.
 
11...c6 12.Bg2 Dc7 13.0–0 Be7 14.f4
 
T o ma n d o e s p a ç o n a a l a d o r e i .
 
14...Cb6 15.g5 Cfd7 16.Dg4 0–0–0 17.Tb1 Rb8 18.b4
 
A q u i v e mo s q u e a ma n o b r a c o m B f 1 f o i b o a p o r q u e
a g o r a o b i s p o a p o i a a s i d e i a s n a a l a d a d a ma .
 
18...Cd5 19.Ca4!

1 9 . C a 4 ! D i a g r a ma2 3

03
S a c r i f í c i o d e p e ã o c o mu m n e s s a s p o s i ç õ e s , q u e
visa abrir as linhas em direção ao rei das pretas.
 
19...f5 20.Dg3 Cxb4 21.Bd2 Cd5 22.Tfc1
 
E m a l g u ma s j o g a d a s a s b r a n c a s c o n s e g u i r a m
mo b i l i z a r t o d a s a s p e ç a s p a r a t o ma r e m a
i n i c i a t i v a e m c i ma d o r e i p r e t o .
 
22...Ra7 23.De1 Ba3 24.Tc2 Dd6 25.Tb3 De7 26.De2
Tb8 27.Dd3 Bd6 28.Cb2 Thc8 29.Cc4 Bc7 30.a4
 
O p l a n o d a s b r a n c a s é s i mp l e s a q u i e f á c i l d e
e x e c u t a r , f i x a r a a l a d a d a ma c o m a 5 , e d e p o i s
t r i p l i c a r a s p e ç a s p e s a d a s e m c i ma d e b 7 . A q u i
c o me ç a a i d e i a d e f e n s i v a d a s p r e t a s , q u e e n v o l v e
correrem alguns sérios riscos frente ao ataque
branco.
 
30...b5!? 31.axb5 cxb5 32.Ta2! Rb7!!
 
E s s a j o g a d a é i n c r í v e l , e o p r ó p r i o K a s p a r o v , ma i s
t a r d e , c o n f e s s o u q u e n e s s e mo me n t o n ã o e n t e n d i a
mu i t o b e m a p o s i ç ã o , e n e m o s l a n c e s d o
adversário. As peças pretas parecem estar
atrapalhando o próprio rei, e o ataque das brancas
p a r e c e i mp a r á v e l . Me s mo a s s i m, t a l j o g a d a me r e c e
a e x c l a ma ç ã o , p o i s u m b o m j o g a d o r d e d e f e s a
s e mp r e p r e c i s a d e c o r a g e m p a r a a s s u mi r o s r i s c o s
da posição.

04
32...bxc4 33.Txa6+! e mate; 32...Bd6 33.Txb5! Txb5 34.Cxd6
Dxd6 35.Dxb5±

33.Bb4?
Essa já é uma decisão errada, apesar de parecer um lance
perfeitamente jogável.

33.Ca3! Seria o correto, concentrando todas as forças em


cima do peão de b5 33...Bb6 (33...C7b6 34.Cxb5 axb5 35.Dxb5
Td8 (35...Ta8 36.Bxd5+ exd5 37.Dxd5+) 36.Bb4! De8 37.Da6+
Rc6 38.Bc5 Rd7 (38...Ta8 39.Txb6+) 39.Bf1!+–) 34.Cc2! Ta8
35.Cb4 Dd6 36.e4 fxe4 37.Dxe4 Ta7 38.Dxg6 Bxd4+ 39.Rh1
C7b6 40.f5!+–

33...De8!

33...De8! Diagrama 24
 
 
33...Dd8? cairia num ataque mortal 34.e4! fxe4 35.Dxe4 De8
36.Dxd5+! exd5 37.Bxd5+ Ra7 38.Txa6+! Rxa6 39.Ta3+ Ba5
40.Txa5#

05
34.Bd6
34.Ba5 De7!; 34.e4? agora já não é bom porque o ponto e6
está protegido 34...fxe4 35.Dxe4 bxc4+–

34...Ta8 35.Db1 Rc6!!

35...Rc6!! Diagrama 25
 
A marcha do rei é a marca dessa partida, e é o que a torna
tão inesquecível. O rei preto sai da coluna ao mesmo tempo
em que protege o ponto b5, servindo também para atacar
d6 e criar a ameaça de bxc4. Nesse ponto a ousadia do plano
das pretas é recompensada, porque a posição das brancas já
se torna mais difícil e requer precisão. Mesmo um jogador
fortíssimo e experiente como Kasparov não conseguiu lidar
com essa reversão da situação, fazendo um erro que deixa
sua situação perdida.
 
36.Tba3?
36.Bxc7! era o melhor 36...bxc4 (36...Rxc7 37.Cb2 Rd8 38.De1©)
37.Tb7 Txc7 38.Txa6+ Txa6 39.Db5+ Rd6 40.Dxa6+ Re7
(40...Tc6? 41.Da3+) 41.Bxd5 Txb7 42.Bxb7 (42.Dxe6+? Rd8
43.Dxe8+ Rxe8 44.Bxb7 c3–+) 42...Db8 43.Rf2=

06
Mesmo assim, essa era uma linha longa e difícil de se
calcular até o fim, mas o mais importante é que as brancas
precisavam desistir do ataque para encontrar essa
sequência, o que é muito difícil nessas situações.
 
36...bxc4–+
Agora as pretas tem vantagem decisiva, e o ataque branco
não dura muito.
 
37.Txa6+ Txa6 38.Txa6+ Bb6 39.Bc5 Dd8 40.Da1
 
40.Db4 Rb7! (40...Ta8 41.Da4+ Rb7) 41.Ta5 Tc6–+
 
40...Cxc5 41.dxc5 Rxc5 42.Ta4
 
E faltam peças para atacar na posição das brancas. Um
clássico e incrível exemplo sobre como conduzir uma
defesa!
 
0–1

07
2) BUSQUE A PERFEIÇÃO, OS RESULTADOS APARECEM
COMO CONSEQUÊNCIA!

WCH 2013 CHENNAI IND, 21.11.2013

Anand, V - Carlsen, Magnus [E25]


E s s a p a r t i d a é u m d o s me l h o r e s
e x e mp l o s mo d e r n o s d e c o mo
ma n e j a r u ma d e f e s a c o m
habilidade e precisão.
C o i n c i d e n t e me n t e , f o i a p a r t i d a
que consagrou o título de
c a mp e ã o mu n d i a l d e Ma g n u s
Carlsen, quando ele era o
desafiante de Anand.

09
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cc3 Bb4 4.f3!?
 
Numa situação necessitando a vitória, Anand escolhe uma
variante interessante contra a Nimzoindia, e que leva a
posições muitas vezes agudas.
 
4...d5 5.a3 Bxc3+
 
5...Be7 6.e4 dxe4 7.fxe4 e5 8.d5 é uma outra variante
interessante, que o Carlsen também testou posteriormente
-  Nakamura,H (2789)-Carlsen,M (2872) Zurich Chess
Challenge 2014 2014 (3.2) 0-1
 
6.bxc3 c5 7.cxd5 exd5
 
Como de costume, Carlsen desvia dos caminhos mais
trilhados pela teoria.
 
7...Cxd5 é o preferido aqui, levando a posições complicadas
depois de  8.dxc5 Da5 9.e4 Ce7 10.Be3 0–0 11.Db3 com jogo
dinâmico e chances pros dois lados.
 
8.e3 c4!?
 
A ideia dessa jogada é possivelmente evitar que as brancas
desenvolvam o bispo ativamente em d3, e tentar criar um
bloqueio na estrutura de peões, evitando que elas possam
abrir as linhas para o par de bispos.
 
Um plano muito jogado aqui consiste em buscar a troca dos
bispos de casas brancas, com o intuito de deixar as brancas
com o "bispo mau", o bispo de casas pretas, que está
bloqueado pelos próprios peões 8...0–0 9.Bd3 b6 10.Ce2 Ba6
11.0–0 Te8 12.Cg3 Bxd3 13.Dxd3 Cc6
 

10
9.Ce2 Cc6 10.g4!?

Anand explora a posição de um jeito bem criativo aqui,


abrindo a casa g2 para o bispo ao mesmo tempo em que
ganha espaço na ala do rei, e ensaia uma tomada futura de
iniciativa nessa ala. Para uma situação onde precisa buscar a
vitória, essa decisão parece muito interessante.

10...0–0 11.Bg2 Ca5


 
Aqui começa a se desenvolver a batalha da posição em
flancos opostos, com as brancas tentando pela ala d,o rei e
as pretas pela ala da dama. Em geral, parece melhor para
quem ataca na ala do rei, por causa das possibilidades de
mate, mas veremos que a posição das pretas tem seus
recursos.
 
12.0–0 Cb3 13.Ta2

Ideia típica dessas posições, transferindo a torre para o


ataque pela segunda fila, mas aqui esse plano é um pouco
lento e não chega a funcionar.
 
13...b5 14.Cg3 a5
 
14...h6!? é um tipo de lance que evitamos fazer, embora seja a
recomendação do computador. Nunca é bom mexer os
peões na ala em que você leva ataque, pois isso pode dar
pontos de contato e só acelerar a iniciativa do adversário ali.
 
15.g5 Ce8 16.e4 Cxc1 17.Dxc1 Ta6!
 
Bom lance, porque aqui a torre está defendida, o que
permite às pretas utilizarem as ideias de b4 com contra-jogo
na ala da dama, e também incluírem a torre na defesa pela
terceira fila algumas vezes.

11
18.e5 Cc7 19.f4
 
Nesse ponto parece que a avalanche de peões das brancas é
muito mais rápida e perigosa na ala do rei, mas agora as
pretas começam a mostrar seus recursos.
 
19...b4!

19...b4! Diagrama 29
 
O contra-jogo correto e executado na hora certa, sempre vai
atrasar a iniciativa do adversário no outro lado do tabuleiro.
A posição é bem tensa aqui e propícia para que algum dos
lados cometa erros.
 
20.axb4
 
20.Taf2?! Cb5! Pressionando a estrutura de peões das
brancas, as pretas conseguem frear o ataque. É muito difícil
controlar a iniciativa, se a sua posição não for sólida no
centro ou na ala contrária. Por exemplo 21.axb4 axb4 22.cxb4
Cxd4 23.Td1 Db6! 24.De3 (24.Bxd5 Bg4! 25.Tdf1 Be2 26.Te1 Bd3
27.De3 Dxb4 28.Tc1 Cb3) 24...Cf5 25.Dxb6 Txb6 26.Bxd5 Ce3
27.Td4 Cxd5 28.Txd5 Txb4 e as brancas já estão lutando para
igualar ; 20.f5 leva a mesma resposta 20...Cb5! 21.f6? Cxc3

12
22.fxg7 Rxg7 23.Taf2 Tg6! e nessa variante já podemos ver a
utilidade da torre chegando pela terceira fileira para ajudar
na defesa, enquanto cria pressão no peão de g5 24.Ch5+ Rh8
25.Cf6 Be6 e as pretas estão ok.

20...axb4 21.Txa6 Cxa6 22.f5


 
Essa jogada não é a melhor, mas as brancas precisam tentar
o plano da ala do rei para justificarem seu jogo até aqui
22.cxb4 era o mais sólido, mas seria o mesmo que desistir de
tomar a iniciativa, porque depois de  22...Cxb4 23.Dd2 Cc6
24.f5 Db6! as brancas nunca conseguem chegar na ala do rei,
pela pressão incômoda em cima do peão de d4.
 
22...b3!!

22...b3!! Diagrama 30
 
Essa jogada talvez seja a mais difícil da partida. Às vezes é
difícil entender a força que um peão passado pode ter em
posições como essa, mas aqui o Carlsen utiliza as ideias de
promoção como recurso defensivo, afim de impedir que as
brancas possam se concentrar unicamente na ala do rei, e
tenham sempre que deixar alguma peça vigiando o peão.
Sem desespero em face à avalanche branca na ala do rei,
podemos ver aqui também o conceito da "Economia de
defesa".

13
As pretas vão utilizar o mínimo de peças possível para
defender a ala do rei, evitando ao máximo enfraquecer e
expor sua posição, ao mesmo tempo em que mantém ideias
na ala da dama com o peão de b passado.

23.Df4 Cc7! 24.f6 g6! 25.Dh4 Ce8


 
A trajetória do cavalo passou duas vezes por e8, mas na
volta, ele garante a segurança da posição das pretas,
defendendo a importante casa g7. Apesar da posição das
pretas parecer restringida, elas pararam com sucesso as
ideias das brancas na ala do rei, ao mesmo tempo que
mantiveram suas chances de contra-jogo na ala da dama, e
agora é difícil imaginar como as brancas podem progredir
nessa posição. Bem, aqui elas tentaram o único plano
possível.
 
26.Dh6
 
A casa g7 está bem protegida, mas ainda resta a ideia de
levar a torre para a coluna h e atacar em h7. Mas agora a
outra ideia das pretas começa a funcionar
 
26.Ce2 seria mais sólido, mas sem chances de melhorar a
posição 26...Be6 27.Cf4 Da8!„ e as pretas já tem contra-jogo
na ala da dama.
 
26...b2!
 
Agora vemos a razão de porque o peão passado evita que as
brancas aumentem a iniciativa na ala do rei.

14
26...b2! Diagrama 31
 
27.Tf4?!
 
Já arriscando muito.
27.Ce2 Be6 28.Cf4 Da5 29.Cxe6 fxe6 30.Bh3 (30.f7+? Txf7)
30...Da6 31.Tb1 Tf7! com a ameaça terrível de Da2
 
27...b1D+ 28.Cf1??
 
E esse é o erro perdedor.
 
28.Bf1 ainda dava chances, embora as pretas tenham outro
bom recurso de defesa aqui  28...Dd1!! 29.Th4 Dh5! por meio
desse brilhante sacrifício de dama, as pretas controlam a
posição no momento certo 30.Cxh5 (30.Txh5 gxh5 31.Cxh5
Da5! 32.Cg7 Dxc3 33.Cxe8 Dxd4+ 34.Rg2 De4+ 35.Rf2 Dg6–+)
30...gxh5 31.Txh5 Bf5 32.Bh3 Bg6 33.e6! Cxf6! outra ideia
importante quando se está na defesa : devolver um pouco
de material para aliviar a posição  34.gxf6 Dxf6 35.e7 Dxe7
36.Te5 Db7³ e as pretas já não tem mais riscos na posição, na
verdade elas passam a jogar pela vitória já aqui.

15
28...De1-+
 
Com o controle da casa h4, as pretas podem sacrificar a
dama pela torre, e ganhar facilmente. Essa é uma das
melhores partidas modernas sobre defesa e contra-jogo,
onde as pretas utilizam bem ideias como recursos
defensivos, contra-ataque na ala oposta e economia de
recursos na defesa. Uma obra digna de um Campeão do
Mundo!
 
0–1

16
3) ESTEJA SEMPRE ATENTO E NÃO SUBESTIME SEU
ADVERSÁRIO!

USSR CHAMPIONSHIP -MOSCOU RÚSSIA


25.01.1957

Anatolij Bannik - Mikhail Tal [E63]


1.d4 Cf6 2.Cf3 g6 3.g3
 
Dando início a uma Defesa Índia do Rei- Sistema do
Fianqueto do Rei.
 
3...Bg7 4.Bg2 0–0 5.0–0 d6 6.c4 Cc6
 
Tal opta fugir do tradicional 6...Cbd7
 
7.Cc3 a6 8.Bg5 Tb8 9.Tc1 Bg4
 
Tal busca trocar o Bispo pelo Cavalo de f3 para poder contra-
atacar no centro com o lance e5!
 
10.Dd2 Bxf3 11.Bxf3 Cd7 12.Cd5 Te8 13.Be3 e5
 
Concretizando seu plano de contra-atacar no centro com e5!
 
14.dxe5 dxe5 15.Tfd1 Cd4 16.Bg2
 
A troca do Bispo pelo Cavalo seria um equívoco das brancas,
já que as pretas cederam o par de bispos para contra-atacar
no centro, ao capturar o cavalo em d4 todos os problemas
das pretas estão resolvidos!
 
16...c6 17.Cc3 De7 18.Ce4 Cf6 19.Cxf6+ Bxf6 20.h4 Tbd8
 
Fortalecendo a casa d4 ocupada pelo cavalo.

21.De1 h5 22.Bd2 e4
 
Com 22...e4! as pretas restringem espaço das brancas, a
diagonal do bispo de casas brancas e criam a ameaça de e3!
com diversos temas táticos.

18
23.Ba5 Tb8 24.Bc3 Ted8 25.Td2?

Posição após 25.Td2?


O comentário de Tal em sua autobiografia “Al Ataque” é
instrutivo: “O último lance das brancas me deixaram em
alerta. Por que Bannik convida as pretas a jogarem 1...e3 tão
favorável para elas? Depois de 2. fxe3, Dxe3+ parece que as
brancas não podem continuar com 3. Df2 devido a 3...Cxe2+
ganhando uma qualidade. Não é possível que meu
experiente adversário não viu este golpe”. Muitos jogadores
iriam parar a análise aqui. Tal complementa que não teve
dificuldades para achar um lance intermediário decisivo
seguindo o cálculo.
 
A partir da posição do diagrama acima seguiu:
 
25...e3 26.fxe3 Dxe3+ 27.Df2 Cxe2+ 28.Txe2 Dxc1+ 29.Te1
 
Bispo e dama das pretas ameaçados e não salva: 29...Td1
30.Dxf6 Txe1+ 31. Rh2 e pretas levam mate.

29...Bxc3 30.Txc1 Bd4


Brancas ficaram com peça e peão a menos. Os demais
lances Tal simplesmente converte a vantagem material em
vitória!
19
31.Tc2 Bxf2+ 32.Rxf2 Rg7 33.b4 Td4 34.a4 Tbd8 35.Re2 Td3
36.b5 axb5 37.axb5 cxb5 38.cxb5 Tb3 39.Bxb7 Txb5 40.Tc7
Te8+ 41.Rf2 Tf5+ 42.Rg1 Te1+ 43.Rg2 Te2+ 44.Rg1 Tb5 45.Rf1
Td2

0–1

20
4) SEJA INOVADOR! BUSQUE SURPREENDER INCLUSIVE
OS MELHORES!

HOLLAND HOLLAND (11), 22.11.1938

Botvinnik,Mikhail - Capablanca,Jose
Raul [E49]
Nesta partida o jovem Botvinnik
i mp l e me n t a u m p l a n o n o v o p a r a a
época onde ele aposta no avanço
c e n t r a l p a r a c o mb a t e r a s
deficiências da estrutura branca.
Capablanca tenta através da troca
do poderoso bispo em d3, levar a
p a r t i d a p a r a o c a mp o e s t r a t é g i c o ,
ma s B o t v i n n i k l a n ç a u m p o d e r o s o
ataque ao rei do Cubano e vence
e m u ma l i n d a c o mb i n a ç ã o .

22
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cc3 Bb4 4.e3 d5 5.a3 Bxc3+ 6.bxc3 c5
7.cxd5
exd5
 
Segundo o 13º campeão mundial, Gary Kasparov, essa
definição da estrutura central é claramente favorável as
brancas.
 
8.Bd3 0–0 9.Ce2
 
O cavalo deve sair por e2, para o peão de f apoiar a ruptura
central e4.
 
9...b6 10.0–0 Ba6
 
Capablanca aposta em fatores estáticos para combater a
iniciativa das brancas. Trocar o bispo de casas brancas
conceitualmente é correto,mas a verdade é que o avanço
das brancas no centro é um fator mais importante na
posição resultante.
 
Na partida que também comento nesse ebook entre
Kasparov-Ivanovic 1983 a partida seguiu: 10...Te8 11.f3 Ba6
12.Cg3 Bxd3 13.Dxd3 Cc6 14.Bb2 c4 15.Dd2 Dd7 16.Tae1
Segundo as análises de Kasparov graças ao plano inventado
na partida contra Capa, os jogadores modernos hoje sabem
que essa posição é muito
favorável as brancas.
 
11.Bxa6
 
Um refinamento que se joga atualmente é: 11.f3
 
11...Cxa6 12.Bb2?!
 
Como diz Kasparov, "pioneiros acabam cometendo mais
erros". 12.Dd3 era melhor.

23
12...Dd7 13.a4
 
ma ótima jogada! 13.Dd3 Não funcionaria por causa de Da4!
 
13...Tfe8?
 
13...cxd4 14.cxd4 Tfc8 seguido de 15...Tc4 16...Tac8 É o plano
apontado por Kasparov para as pretas defenderem.
 
14.Dd3 c4?
 
Hoje em dia se sabe que esse é um erro sério! É estranho um
jogador com o entendimento de Capablanca errar no
entendimento da posição dessa maneira.
 
15.Dc2 Cb8 16.Tae1 Cc6 17.Cg3 Ca5
 
Falho 17...Ce4 porque brancas jogam 18.Ch1!!, e segue 18...f5
19.f3 Cd6 20.Ba3 g6 21.Cg3 e agora a ruptura e4 chega com
força!
 
18.f3 Cb3
 
Capablanca aposta erroneamente que poderá capturar o
peão de a4 e sairá impune!
 
19.e4 Dxa4 20.e5 Cd7 21.Df2!

24
21.Df2! Diagrama 9
 
As pretas ameaçam Cc5!
 
21...g6 22.f4 f5
 
As pretas não poderiam permitir f5!
 
23.exf6 Cxf6 24.f5 Txe1 25.Txe1 Te8
 
25...Tf8 26.Df4 Da2 27.fxg6! Dxb2 (27...hxg6 28.Dg5) 28.g7!
Rxg7 29.Cf5+ Rh8 30.Dd6 Tf7 (30...Rg8 31.Dg3+) 31.Dxf6+!! Seria
um bonito fim apontado por Kasparov.
 
26.Te6!

25
26.Te6! Diagrama 10
 
Importante infiltração que cria um poderoso peão passado!
 
26...Txe6
 
26...Rg7 Também não resolvia! 27.Txf6! Rxf6 28.fxg6+ Rxg6
(28...Re7 29.Df7+ Rd8 30.g7) 29.Df5+ Rg7 30.Ch5+ Rh6 31.h4!
Tg8 32.g4 Dc6 33.Ba3!

Ameaçando Bf8!
 
27.fxe6 Rg7 28.Df4 De8
 
28...Da2? 29.Cf5+ gxf5 30.Dg5+ etc.
 
29.De5 De7
 
Aqui a posição crítica onde começa a combinação final!
 
30.Ba3!!

26
30.Ba3!! Diagrama 11

Um dos grandes lances da história do Xadrez! O bispo é


sacrificado para desviar a Dama da defesa!
 
30...Dxa3 31.Ch5+!
 
E agora o cavalo é sacrificado para ajudar a introdução da
Dama no ataque direto ao rei
 
31...gxh5 32.Dg5+ Rf8 33.Dxf6+ Rg8 34.e7 Dc1+ 35.Rf2 Dc2+
36.Rg3 Dd3+ 37.Rh4 De4+ 38.Rxh5 De2+
 
38...Dg6+ 39.Dxg6+ hxg6+ 40.Rxg6 e o peão coroa!
 
39.Rh4 De4+ 40.g4
 
Como salienta Kasparov, o cavalo em b3 é um mero
espectador da partida!
 
40...De1+ 41.Rh5
 
A imortal do patriarca da escola soviética de xadrez!
 
1–0

27
5) MANTENHA A INICIATIVA NA BUSCA DOS OBJETIVO!

AMSTERDÃ (HOLANDA), 1989

POLGAR,J - HULAK,K [B85]


1.e4 c5 2.Cf3 e6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cc6 5.Cc3 Dc7
 
A dama em c7 fica muito bem localizada: domina a coluna c
semiaberta, protege o cavalo de c6 e ainda fiscaliza a
importante casa e5.
 
6.Be2
 
Se 6.Cdb5, então 6...Db8, seguido de ...a6.
 
6 ... a6
 
Para evitar Cb5 e possibilitar um posterior ...b5.
 
7.0–0
 
É muito comum vermos o branco contestar ...a6 com a4.
Esse lance, se por um lado evita uma expansão negra nessa
ala, por outro, cria um ponto fraco em b4.
 
7 ... Cf6 8.Be3 Be7 9.f4
 
O primeiro jogador não deve ter receio de realizar esse
movimento, que à primeira vista parece deixar desprotegido
seu rei: os bispos em e2 e e3 formam uma barreira,
protegendo-o muito bem.

9 ... d6

Por transposição de lances, acabamos chegando na Variante


Scheveningen.

10.De1

A dama passará para a ala do rei, onde dará apoio ao ataque


que em breve se iniciará nesse setor. Muito frequente
também são 10.Rh1 e 10.a4.

29
10 ... Bd7 11.Dg3
 
Mirando para o futuro roque negro e preparando e5.
 
11 ... 0–0 12.Tae1
 
Vemos como as brancas adquiriram clara vantagem de
espaço e um harmônico desenvolvimento de peças. Em
troca, seu adversário tem uma posição restringida, mas sem
fraquezas. Inclusive com perspectivas de contra-jogo em
vários pontos, seja com ...b5, ...d5 ou ...e5.
 
12 ... b5 13.a3
 
Importante para que não seja desalojado o cavalo que
protege o peão de e4.
 
13 ... Cxd4
 
A troca em d4 é sempre polêmica. É necessária para se
colocar o bispo de d7 em uma casa mais ativa  c6),
entretanto, põe o bispo adversário na direção do próprio
roque.
 
14.Bxd4 Bc6 15.Bd3
 
Em muitas ocasiões vemos o bispo branco ir a f3 para o
roque ficar mais protegido. No entanto, percebe-se que em
d3 ele é bem mais agressivo.
 
15 ... Tab8?!
 
A ideia aqui é proteger o peão de b5 outra vez, para permitir
...a6-a5. Mas este não é o melhor plano. Cinco anos mais
tarde o GM Lajos Portisch enfrentando a mesma Judit Polgar
melhorou a ideia com 15...Tae8 16.Dh3 e5.

30
16.e5
 
Jogada importantíssima, porque restringe ainda mais a
posição das peças inimigas, aumentando as chances
brancas de realizar um ataque vitorioso sobre o roque.
 
16 ... Ce8
 
Para 16...dxe5 17.Bxe5 Db6+ 18.Rh1 Tbd8 19.f5.
 
17.f5! exf5 18.Txf5 dxe5 19.Dh3!

Posição após 19.Dh3!


 
E começam a aparecer as ameaças táticas.
 
19 ... h6
 
Se 19...exd4? 20.Txf7! com vantagem decisiva.
 
20.Bxe5 Da7+?
 
Era necessário jogar 20...Db6+ 21.Rh1 Bd6, com a sutil
ameaça de após 22.Tg5 Bxe5 23.Dh6?, seguir com 23...Bxg2+!,
ganhando a dama inimiga.
 
21.Rh1 Bd6 22.Tg5!
 

31
Um excelente lance de uma jovem de apenas 13 anos de
idade!

22 ... Df2

Não servia 22...Bxe5 por 23.Dxh6 g6 24.Th5! ganhando.

23.Tf1 Dxf1+
 
As negras tentam salvar a partida trocando a dama pelas
duas torres. O problema é que estas não estão conectadas e
as demais peças não atuam em equipe.
 
24.Bxf1 hxg5 25.Bd3 f5
 
Além de perder um peão, ainda abre a posição do rei.
 
26.Bxf5 Bxe5
 
A peça a mais é ilusória. Devido à situação exposta do rei, em
poucas jogadas as brancas recuperam o material cedido.
 
27.Dh7+ Rf7 28.Dg6+ Re7 29.De6+ Rd8 30.Dxe5
 
Hulak não vai resistir por muito tempo!
 
30 ... Tb7 31.Rg1!
 
Não convém 31.Dd4+ por causa da resposta 31...Td7!
 
31 ... Tbf7 32.g4 g6 33.Db8+ Re7 34.Cd5+! Bxd5 35.De5+ Rd8
36.Dxd5+ Rc7 37.Dc5+ Rb8 38.Db6+ Tb7 39.Dd8+ Ra7
40.Bxg6

E, devido à perda de uma peça no lance seguinte, as pretas


abandonam.

32
Um excelente lance de uma jovem de apenas 13 anos de
idade!

22 ... Df2

Não servia 22...Bxe5 por 23.Dxh6 g6 24.Th5! ganhando.

23.Tf1 Dxf1+
 
As negras tentam salvar a partida trocando a dama pelas
duas torres. O problema é que estas não estão conectadas e
as demais peças não atuam em equipe.
 
24.Bxf1 hxg5 25.Bd3 f5
 
Além de perder um peão, ainda abre a posição do rei.
 
26.Bxf5 Bxe5
 
A peça a mais é ilusória. Devido à situação exposta do rei, em
poucas jogadas as brancas recuperam o material cedido.
 
27.Dh7+ Rf7 28.Dg6+ Re7 29.De6+ Rd8 30.Dxe5
 
Hulak não vai resistir por muito tempo!
 
30 ... Tb7 31.Rg1!
 
Não convém 31.Dd4+ por causa da resposta 31...Td7!
 
31 ... Tbf7 32.g4 g6 33.Db8+ Re7 34.Cd5+! Bxd5 35.De5+ Rd8
36.Dxd5+ Rc7 37.Dc5+ Rb8 38.Db6+ Tb7 39.Dd8+ Ra7
40.Bxg6

E, devido à perda de uma peça no lance seguinte, as pretas


abandonam.

1-0

33
6) MUITAS VEZES, PARA ATINGIR NOSSOS OBJETIVOS,
PRECISAMOS MUDAR O CAMINHO!

SPASSKY - FISCHER WORLD CHAMPIONSHIP MA


REYKJAVIK ISLÂNDIA, 23.07.1972

Robert James Fischer - Boris Spassky [D59]


E s s a p a r t i d a f a z p a r t e d o Ma t c h
entre Bobby Fischer e Boris Spassky
p e l a d i s p u t a d o c a mp e o n a t o
mu n d i a l d e 1 9 7 2 , i s c h e r h a v i a
perdido duas artidas e precisava
mu d a r t o t a l me n t e d e p o s t u r a p a r a
s a g r a r - s e c a mp e ã o , e s s a p a r t i d a
i l u s t r a e x a t a me n t e e s s e r e c o me ç a r
de postura do jogador dentro da
disputa.

35
1.c4!?
 
Lance que surpreende seu adversário, pois Fischer
não apresentava o uso da Abertura Inglesa em seu
repertório.
 
1... e6 2.Cf3 d5 3.d4 Cf6 4.Cc3 Be7 5.Bg5 0–0 6.e3 h6 7.Bh4
 
Em 1969, Spassky jogando a mesma posição contra
Petrosian optou pela variante 7. Bxf6 Bxf6 8. Dd2 B6?! 9. cxd5
exd5 10. b4 Bb7 11. Tb1 c6 12. Bd3 Cd7, usando uma estratégia
de espera a como o jogador responderia, mesma estratégia
usada nessa partida que levou a ruína!
 
7... b6 8.cxd5 Cxd5
 
Pretas tem uma posição sólida, porém muito passiva.
 
 9.Bxe7 Dxe7 10.Cxd5 exd5 11.Tc1 Be6!
 
Melhor que 11... Bb7, pois 12. Da4 c5 13. Da3 Tc8 14. Bd3! E as
brancas ficam com ligeira vantagem posicional.
 
 12.Da4 c5 13.Da3 Tc8 14.Bb5!?
 
Se brancas optam por 14. Be2 as pretas têm uma resposta à
altura com 14... Db7! Igualando a posição.
 
14... a6 15.dxc5 bxc5 16.0–0 Ta7 17.Be2 Cd7
 
Spassky seguiu até essa posição, baseando na partida
Furman-Geller jogada em Moscou em 1970, acreditando ter
igualdade mesmo com as pressões das brancas.
 
18.Cd4!

36
Posição após 18. Cd4!
 
Não podendo capturar o cavalo por causa da cravada
na coluna C.
 
18... Df8!?
 
18... Cf8 19.Cxe6 fxe6 20.e4! Não tem muita diferença na
posição, provavelmente Spassky subestimou o lance 20.e4!
das brancas.
 
19.Cxe6 fxe6 20.e4!
 
Tornando o bispo branco uma ameaça real!
 
20...d4 21.f4 De7 22.e5!
 
Fixa o peão atrasado de 36 das pretas, ganha espaço e tira a
casa f6 do cavalo para possíveis manobras.
 
22...Tb8?!
 
22...Cb6 23.f5 exf5 24.Db3+ e a posição das pretas ficam sem
salvação!

37
23.Bc4 Rh8
 
Spassky fica sem ter o que fazer, pois se joga com 23...Cb6 as
brancas podem seguir com 24. Dxc5 ou 24. Db3!, ambos
levando para um final tecnicamente ganho para as brancas!.
 
24.Dh3! Cf8
 
As pretas continuam sem esperança de reagir, 24...Txb2
25.Bxe6 Tab7 26.Tce1 e f4-f5 perdendo rapidamente
também!
 
25.b3 a5 26.f5!

Posição após 26.f5!


 
Início de um ataque espetacular ao rei das pretas.
 
26...exf5 27.Txf5 Ch7 28.Tcf1
 
Se 28.Txf7?? Cg5
 
28...Dd8 29.Dg3 Te7 30.h4 Tbb7 31.e6!
 
O peão monta a base para reagrupamento das peças
brancas!

38
31...Tbc7 32.De5 De8 33.a4 Dd8 34.T1f2

Fischer opta na posição um caminho que leva uma


ruína lenta de Spassky.

34...De8 35.T2f3 Dd8 36.Bd3 De8 37.De4 Cf6

Se 37...Txe6 38.Tf8+!

38.Txf6 gxf6 39.Txf6 Rg8 40.Bc4 Rh8 41.Df4, e as pretas


abandonam, não sendo possível segurar a investida branca
contra o rei negro.

1–0

39
7) O JOGO NÃO DEVE ACABAR ANTES DA HORA!

FIDECANDIDATES 2018 BERLIM ALEMANHA


14.03.2018

Kramnik,Vladimir  - Caruana,Fabiano [C42]


1.e4 e5 2.Cf3 Cf6 3.Cxe5 d6 4.Cf3 Cxe4 5.De2
 
Posição muito utilizada por Spassky.
 
5...De7 6.Cc3
 
Se 6.d3 Cf6 7.Cc3 Dxe2+ 8.Bxe2 g6 9.Cd4 a6 10.Bf4 Bg7 11.h3
Bd7 12.Bf3 Cc6 Caruana jogou essa linha contra Magnus
Carlsen mas não teve um bom resultado.
 
6...Cxc3 7.dxc3 Dxe2+ 8.Bxe2 Cc6 9.Be3 Be7 10.0–0–0 0–0
11.The1
 
Caso jogue 11.Thg1 a6 12.g4 Te8 13.h4 Be6 14.Cg5 Bd7 15.Rb1
Ce5 tende a empate.
 
11...Bf6

Busca deixar a coluna E para ação da torre e busca uma


melhor diagonal para os bispos de casas pretas também é
possível: 11...Bd7 12.Cd4 Bf6 13.f4 Tfe8 14.Bf3 a6 15.Bf2 g6 16.g4
com ligeira vantagem para as brancas.
 
12.Cd2
 
Quando olha-se para essa posição bem simétrica e sem
damas pensa-se que ela seria um empate rápido mas, logo a
frente, começará um duelo entre os jogadores cheio de
reviravoltas e temas táticos!

12...Te8 13.Bf3 Ce5 14.Bf4 Rf8 15.Bd5


 
15.Be2 Cg6 16.Bg3 Bd7 com posição igual
 
15...c6 16.Bb3 Bf5
o avanço precoce do peão central não seria bom pois, 16...d5
17.c4 d4? 18.Ce4! e as brancas estão melhores

41
17.h3 g5
 
Caruana busca contra-jogo na ala do rei.
 
18.Bh2 Rg7 19.c4
 
19.f4 era mais seguro, com igualdade na posição.
 
19...g4! 20.Ce4!

Posição após 20.Ce4!


 
Agora a posição cria diversas complicações o que torna a
partida uma batalha épica!
 
20.hxg4 Cxg4 21.Bg3 Bg5 a atividade das peças pretas
compensam os problemas estruturais da posição.
 
20...Bxe4 21.Txe4 Bg5+ 22.Rb1 gxh3 23.c5!
 
Caruana comenta depois da partida "Eu notei isso, mas eu
pensei que era muito arriscado para as Brancas."
 
23...f5
 
Poderia ser jogado a seguinte sequencia de lances 23...hxg2
24.cxd6 Cf3 25.Tg4 Te2 26.Txg2 h6mas Caruana optou por
outro plano.
 

42
24.Tb4 hxg2 25.Txb7+ Rh8  26.cxd6 Cf3 27.Ba4

27.Bg1 falha por conta de 27...Te2

27...Cxh2 28.Bxc6 Tad8!!

Posição após 28...Tad8!!

Agora todas as peças pretas estão em ação!


 
29.d7
 
Único recurso da posição, qualquer outro lance teria algum
tema tático que levaria a vitória das pretas, por exemplo se
29.Bxe8 Txd6! 30.Td7 Txd1+ 31.Txd1 Cf1 e as Pretas vencem.
 
29...Te2 30.Bxg2 Txf2 31.Bc6
 
Caruana nessa posição tem clara vantagem material, porém
um fator ainda o atrapalha o tempo!
 
31...Cg4 32.Txa7 Ce3
 
Caruana comentou "Um belo cavalo, mas custou-me muito
tempo para o fazer chegar lá."

43
33.Tg1 h6 4.Tc7 Rg7 35.a4
 
Agora os peões brancos começam a correr rapidamente e
não fica bem claro ainda quem está melhor na partida.
 
35...Rf7 36.Bb5 Re7 37.a5 Tf4 38.c3!
 
Se avança o peão com 38.a6 Tb4! Com contra-jogo das
pretas.
 
38...Rd6 39.Tb7 Tg4 40.Te1
 
Kramnik comenta que 40.Th1 "termina a partida
imediatamente"
 
40...f4 41.a6
 
Nesse momento as dificuldades do tempo acabam, porém, a
partida continua muito complicada!
 
41...h5 42.a7 Ta8 43.b4 h4 44.c4 h3 45.c5+ Re5 46.Tb8 Txa7
47.Tg8
 
Kramnik comenta "E eu pensei que este lance termina
simplesmente a partida". No entanto...
 
47...Bf6!!

Posição após 47...Bf6!!

44
Caruana surpreende Kramnik pela segunda vez na mesma
partida!
 
48.d8D
 
O único lance. Se 48.Txg4? Rf5 e a ameaça de Ta1 mate vence
para as Pretas e se 48.Txe3+? é perdedor também porque
depois de 48...fxe3 49.Txg4 h2 e pretas vencem.
 
48...Bxd8 49.Txg4 Bf6 50.Tg6 Tb7
 
Agora quem tem pouco tempo é Kramnik!
 
51.Be2 Txb4+ 52.Ra2
 
Kramnik aqui comenta "Subitamente eu estou de novo
melhor" e Caruna diz Eu subestimei completamente a
rapidez do peão-c".
 
52...Cc2 53.Tc1
 
Se 53.Tb1 Te4! E as pretas ficam segura diz Caruana.
 
53...Cd4 54.Bd3 Ta4+ 55.Rb1
 
Em dificuldades de tempo Kramnik decide repetir os lances.
 
55...Cb3! 56.Te1+ Rd5 57.Rc2 Cd4+ 58.Rb1
 
58.Rc1! ainda daria empate.
 
58...Cf3 59.Td1??
 
Com apenas dois segundos de tempo comete um erro
grosseiro melhor seria 59.Txf6.
 
59...Ta1+ 60.Rc2 Txd1

45
Agora Caruana vence esta partida enormemente dramática
e cheia de reviravoltas.

61.Ba6 Td2+ 62.Rc1 Bb2+ 63.Rb1 Rxc5 64.Bb7 Ce5 65.Tf6 f3


66.Tf5 f2

0–1

46