Você está na página 1de 2

Fotos: Divulgação

sala vip

O grupo Roupa Nova está


celebrando 30 anos de
sucesso; suas músicas
atravessaram gerações e
conquistaram o Brasil

RoupaOs donos
Nova da festa POR PIERO VERGÍLIO

oi numa festa, gelo e cuba libre / E na vitrola ZZZ – Como surgiu a ideia do CD/DVD comemorativo e qual o crité-
Whisky a Go Go / À meia luz o som do Jo- rio usado para a escolha do repertório? Há algum diferencial
hnny Rivers / Aquele tempo que você sonhou”... neste trabalho que queira destacar?
Talvez, quando começaram, Ricardo Feghali Serginho Herval – Já vínhamos pensando nisso desde a gravação do “Roupa
(teclados, violão e vocais), Nando (baixo e Nova em Londres”: era importante para todo o grupo. A escolha do repertó-
vocais), Paulinho (percussão e vocais), Cleberson rio não foi muito difícil, mas tivemos que tomar alguns cuidados para que o
projeto não tivesse a cara dos Acústicos. Se existe algum diferencial nesse
Horst (teclados e vocais), Kiko (guitarra, violão e trabalho, é ao fato de nos sentirmos, realmente, mais maduros no que sem-
vocais) e Serginho Herval (bateria e vocais), não ti- pre nos propusemos a fazer, ou seja, tocar e cantar. Acredito, sinceramente,
vessem a noção de que este sonho chegaria tão longe. que conseguimos um resultado além do que esperávamos. Estávamos muito
Ao longo de sua trajetória, o Roupa Nova firmou-se felizes e soltos nas gravações.
como uma das bandas mais respeitadas do país,
conquistando diversas gerações e o mais importante, ZZZ – Parcerias musicais, no entanto, não são exclusividade des-
preservando sua identidade musical ao caminhar no se projeto. Ao contrário. Como trafegar por estilos musicais
sentido inverso aos modismos. Para celebrar as três diferentes sem deixar de lado a identidade da banda?
décadas de carreira, os intérpretes de sucessos como Serginho – Só se consegue uma identidade, quando todos os integrantes
“Dona” e “Whisky a Go Go”, gravaram o CD/DVD pensam em prol do melhor para o grupo e não de forma individualista.
“Roupa Nova 30 anos”, que chega as lojas em breve Quando nos reunimos para fazer algum arranjo, sempre opinamos de maneira
e está repleto de participações especiais, como Sandy, democrática. Todos têm liberdade de expressão no que tocam, cantam
ou escrevem e, assim, procuramos chegar a um resultado que agrade, se
Milton Nascimento, Padre Fábio de Melo e Banda não a todos, pelo menos a maioria. Costumamos, propositalmente, buscar
Fresno. No repertório, além das músicas que marca- parcerias de estilos variados, exatamente para que soem como uma mistura
ram época, canções inéditas e algumas surpresas. musical.
Razões para festejar não faltam. Somando-se a ven-
dagem dos 22 álbuns lançados até agora, chega-se a ZZZ – Chama a atenção o fato de que, em três décadas de estrada,
impressionante marca de quase 10 milhões de cópias o Roupa Nova mantém a sua formação original. Como é a rela-
vendidas. Em 2004, a banda que detém o recorde ção entre os integrantes? É fácil conviver juntos por tanto
de músicas incluídas em trilhas sonoras de novelas, tempo, respeitando a individualidade e a bagagem / preferência
lançou o seu próprio selo – o “Roupa Nova Music” musical de cada um?
– e, no ano passado, o CD/DVD “Roupa Nova em Serginho – Manter uma banda por tanto tempo, com a mesma formação
Londres” ganhou o Grammy Latino na categoria de torna-se uma tarefa quase impossível se o grupo não procura valorizar o cole-
tivo, em contraponto aos valores individuais. A nossa convivência é baseada
Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro. Para em demarcações de terreno, ou seja, cada um sabe até onde pode ir e a
falar destes e de outros assuntos, Serginho Herval melhor maneira de expressar suas opiniões, sem que tenhamos que ferir uns
concedeu uma entrevista exclusiva à ZZZ, que você aos outros. São muitos anos juntos, pelo menos 12 horas por dia; acabamos
pode acompanhar abaixo. aprendendo a administrar a nossa relação pessoal.

34 ZunZunZum
Banda celebra 30 anos de carreira, atravessando gerações
e sobrevivendo a modismos, com a mesma formação
ZZZ – A internet, sem dúvida alguma, representa uma re-
volução para o mercado fonográfico. Ao mesmo tempo
em que permite um contato mais próximo com o público
e a divulgação do trabalho para um número maior de
pessoas, há a questão dos direitos autorais. A rede ajuda
ou atrapalha? Como deve ser utilizada? Acredita que a
interatividade proporcionada pelas novas mídias veio
para ficar?
Serginho – Acho que a internet, de uma maneira geral, vem ajudando
e muito a todos os artistas brasileiros e internacionais. Atualmente
os métodos usados para divulgação dos trabalhos têm tido um ótimo
resultado. Não sei se o formato ideal de comercialização de música
pela web já foi encontrado, mas creio que, num futuro muito próximo,
isso tudo estará mais resolvido. Que as redes vieram para ficar nin-
ZZZ – Qual a receita para manter-se nas paradas de sucesso guém duvida, mas ainda precisamos caminhar muito até um resultado
por tanto tempo? Que momentos mais marcaram ao longo padronizado e mais acessível.
dessa trajetória?
Serginho – Se existe algum tipo de receita, eu diria que nunca nos
deixamos influenciar por estilos musicais que estivessem em evidên- ZZZ – No site oficial, vocês afirmam que o público é o maior
cia, na moda. Pelo contrário, procuramos sempre caminhar no sentido patrimônio da banda. Como acompanhar o amadurecimento
inverso ao modismo, buscando manter a nossa “identidade” sonora, da geração que viu a banda nascer e, ao mesmo tempo,
independente se aquela canção faria ou não sucesso. Correr atrás de conquistar fãs mais jovens?
sucesso, muitas vezes, acaba levando a uma falsa identidade e isso é Serginho – A partir do momento que você mostra para o seu público –
muito perigoso até hoje. Creio que isso nos deu a chance de mostrar que lhe segue desde o início – a sua verdade, eles acabam se tornando
ao nosso público uma verdade, sinceridade naquilo que fazemos. mais fiéis e, com essa atitude, atraem outros admiradores, que ainda
não nos conheciam. Depois de 30 anos, é natural que a sua música
também acabe atravessando gerações. Hoje podemos dizer, sem
ZZZ – Qual a importância da conquista do Grammy Latino? modéstia alguma, que já estamos tocando para nossa terceira geração
Depois de tantos êxitos, há alguma coisa que o Roupa Nova de fãs. E acredito que qualquer artista “mundial” queira estar nesse
ainda queira realizar? momento, chegar nesse ponto.
Serginho – Primeiro eu acho que o Grammy demorou muito a chegar,
mas como tudo que conquistamos até aqui veio de forma muito lenta
– mas sólida – não posso me queixar. Quando se constrói uma carreira ZZZ – Falando nisso, como é o relacionamento com os fãs?
de 30 anos, não podemos nunca achar que o nosso trabalho terminou, O assédio incomoda?
ou seja, que a missão está cumprida. Não é assim que o Roupa Nova Serginho – O nosso relacionamento com os fãs se dá de forma muito
pensa. Em vários momentos da nossa história, nos deparamos com sadia e descomplicada. Não somos aquele tipo de artista que foge dos
grandes vitórias e conquistas, mas nunca nos demos por satisfeitos. admiradores, apenas tentamos, de forma sincera, nos colocarmos dis-
Sempre há algo a se buscar, a se criar. poníveis quando a situação está favorável e demonstramos, também
de forma simples, quando o momento é desconfortável, como, por
exemplo, hora de almoço, chegada e saída do local do show (quando
ZZZ – Também não podemos deixar de mencionar o fato de que não há esquema de segurança). Mas, em grande maioria, eles sempre
o Roupa Nova é a banda com mais músicas incluídas na trilha entendem e são muito simpáticos.
sonora de novelas. Em que medida isso contribuiu para a po-
pularização da banda? Qual a importância desse recorde?
Serginho – O fato de se ter uma canção numa trilha de novela é extre- ZZZ – Fique à vontade para deixar uma mensagem aos lei-
mamente importante, mas, depois de três décadas, isso deixa de ser tores da ZZZ.
fundamental e passa, apenas, a ser prazeroso. Quando uma novela faz Serginho – Um dia eu creio que o Roupa Nova será lembrado como
sucesso, ela pode alavancar a sua música. Em contrapartida, quando uma escola de vida e uma empresa sólida, que sempre acreditou na
naufraga na audiência, a canção também sente o peso da derrota. Tudo sua verdade, independente de críticas e acusações insensatas. Só
depende de uma série de fatores: um bom personagem, um bom enre- convivendo um pouco com os seis integrantes juntos, durante algum
do, uma boa música, uma boa letra, uma boa interpretação da canção tempo, para entender o significado desta mensagem. Fica o convite
e ainda “um bom horário de exibição”. para os leitores refletirem.

ZZZ – Em 2004, o grupo lançou seu próprio selo musical, o


“Roupa Nova Music”. Que motivos levaram a banda a tomar • O CD/DVD Roupa Nova em Londres foi gravado no lendário
CurtaZZZ do Roupa Nova

tal decisão? Quais as principais vantagens / consequências estúdio da Abbey Road, no bairro de St. John’s Wood, famoso
de se desligar do casting de uma grande gravadora para mundialmente não só pelo fato de os Beatles terem gravado
tomar as rédeas da própria carreira? quase todos os seus discos lá, como também por terem feito a
Serginho – Desde 2002 vínhamos tentando, junto à antiga gravado- capa do LP “Abbey Road” atravessando a faixa de pedestres.
ra, a realização do projeto RoupAcústico. A situação já se arrastava • Antes desse projeto, o grupo havia ficado oito anos sem lançar
por dois anos, quando decidimos pedir a nossa rescisão contratual e um trabalho com músicas inéditas.
partimos para a nossa caminhada “solo”. Transformamo-nos em seis • Os shows RoupAcústico e RoupAcústico 2 foram vistos por
empresários de um selo até então, desconhecido. Ficamos respirando mais de 1 milhão de pessoas em todo o Brasil.
esse oxigênio por muitos meses até conseguirmos colocar, no merca- • Menos de um mês após o seu lançamento, em 2006, o
do, a nossa marca com credibilidade. Tem sido assim desde 2004. E o RoupAcústico 2 atingiu a marca de 60 mil cópias vendidas,
que mais nos honra é que o Grammy foi concedido a nós pelo trabalho conquistando DVDs de Ouro e de Platina
realizado dentro do nosso próprio “terreno”, ou seja, é o reconhecimen-
to a um projeto totalmente independente, sem a interferência das “mul- • A gravação do “Roupa Nova 30 anos” aconteceu nos dias 2 e
tinacionais”. Em resumo: o trabalho e a responsabilidade triplicaram, 3 de julho, no Credicard Hall.
mas o sabor e o prazer da vitória são incontestáveis. • Das várias músicas que foram trilhas de novelas, quatro foram
temas de abertura.
ZunZunZum 35